Posts Tagged ‘Bebês’

Dois embrioes em gestacao conversando – por Laurie Seymour

segunda-feira, dezembro 18th, 2017

xxxx

Consciousness: Two Babies Talking in the Womb By Laurie Seymour

The Parable

In a mother’s womb were two babies.  The first baby asked the other:  “Do you believe in life after delivery?” The second baby replied, “Why, of course. There has to be something after delivery.  Maybe we are here to prepare ourselves for what we will be later.” “Nonsense,” said the first. “There is no life after delivery.  What would that life be?” “I don’t know, but there will be more light than here.  Maybe we will walk with our legs and eat from our mouths.” The doubting baby laughed. “This is absurd!  Walking is impossible.  And eat with our mouths?  Ridiculous.  The umbilical cord supplies nutrition.  Life after delivery is to be excluded.  The umbilical cord is too short.” The second baby held his ground. “I think there is something and maybe it’s different than it is here.”

The first baby replied, “No one has ever come back from there.  Delivery is the end of life, and in the after-delivery it is nothing but darkness and anxiety and it takes us nowhere.” “Well, I don’t know,” said the twin, “but certainly we will see mother and she will take care of us.” “Mother?” The first baby guffawed. “You believe in mother?  Where is she now?”  The second baby calmly and patiently tried to explain. “She is all around us.  It is in her that we live. Without her there would not be this world.” “Ha. I don’t see her, so it’s only logical that she doesn’t exist.”   To which the other replied, “Sometimes when you’re in silence you can hear her, you can perceive her.  I believe there is a reality after delivery and we are here to prepare ourselves for that reality when it comes….”

Bebês e Câncer: Ultrasom produz câncer, mesmo a longo prazo? Seria esta a causa de tanto câncer nos adultos hoje?

terça-feira, agosto 18th, 2015

xxxxx

Uma mulher grávida faz um exame de ultrassom em um hospital do subúrbio de Paris, em 22 de julho de 2013

Tema baseado na declaração (em pdf) pelo seguinte link:

http://www.ncrponline.org/Publications/Reports/Misc_PDFs/Ultrasound%20Summary–NCRP.pdf

Publicado pelo Departamento Americano “National Council on Radiation Protection and Measurements”

( Este tema interessa-nos nas pesquisas da Matrix/DNA Theory devido tratar de campos eletromagnéticos e radiação da luz – principais tópicos de investigação nestes momentos.)

Resumindo, e cientificamente, o fato verdadeiro e’ que ” ninguém sabe ainda”, e qualquer pessoa que afirme ou garante algo deve ser assim refutado.. Como se pode ver pela seguinte declaração neste documento:  O NCRP conclui que ” o conforto obtido da ausência de dados ate esta data de nenhum maleficio baseado em evidencia epidemiológica deve ser temperado com o fato de que não existem apropriados e adequados estudos epidemiológicos para a pratica clinica atual”.

Vamos iniciar traduzindo (em azul) a introdução do documento das autoridades americanas (acrescentando em vermelho nossas anotações e opiniões). Os muitos erros de gramatica e falta de acentos deve-se a que estou usando um teclado em ingles. 

Diagnostic Ultrasound Safety

A summary of the technical report “Exposure Criteria for Medical Diagnostic Ultrasound:

II. Criteria Based on all Known Mechanisms”

Seguranca no Diagnostico de Ultrasom

Um resumo do documento técnico ” Critérios de Exposição para Diagnostico de Ultrassom em Medicina”

Criterio baseado em todos os mecanismos conhecidos

Physicians have used ultrasound to make images of the inside of the human body for nearly half a century. Most infants now born in the United States were exposed to ultrasound before birth. And in Germany, Norway, Iceland and Austria, all pregnant women are screened with ultrasound. To date, researchers have not identified any adverse biological effects clearly caused by ultrasound, even while three million babies born each year have had ultrasound scans in utero (while in the womb). This is an enviable safety record.

Médicos tem usado ultrassom para fazer imagens do interior do corpo humano por cerca de meio seculo. (por isso nossa pergunta no titulo deste artigo, pois estou surpreso com o repentino estouro de casos de câncer em pessoas que nasceram apos essa época). A maioria das crianças agora nascidas nos Estados Unidos foram expostas ao ultrasom antes de nascerem. E na Alemanha, Noruega, Irlanda e Austria, toda mulher gravida são filmadas com ultrasom. Ate esta data, pesquisadores não tem identificado qualquer efeito adverso biológico claramente causado por ultrasom, mesmo quando três milhões de bebes nascidos a cada ano tem tido radiografia ultrassônica no útero (enquanto na barriga). Este e’ um avaliável recorde de segurança.

However, the National Council on Radiation Protection and Measurements (NCRP) advocates continued study of ultrasound safety, improvements in the safety features of ultrasound systems and more safety education for ultrasound system operators. Because of the sheer numbers of people exposed to ultrasound, any possibility of a harmful effect must be investigated thoroughly. This summary is drawn from a report that reviews the studies of ultrasound safety to date, and makes recommendations for further research and for improving the safeguards designed to ensure that the benefits of ultrasound continue to outweigh any risks.

Todavia, o Conselho Nacional Sobre Proteção Radioativa e Medidas defende o continuado estudo da segurança no ultrassom, melhorias nas características de segurança dos sistemas de ultrasom e maior educação de segurança para operadores de sistemas de ultrasom. Devido ao grande numero de pessoas expostas ao ultrasom, qualquer possibilidade d um maléfico efeito deve ser investigado a fundo. Este resumo e’ obtido de um registro que revê os estudos sobre segurança  de ultrasom ate esta data, e faz recomendações para posterior pesquisa e para aperfeiçoar os cuidados recomendados para assegurar que os benefícios do ultrasom continuem a superar quaisquer riscos.

( Se alguém precisar de mais tradução avise na seção de comentarios ou mande e-mail ( austriac727@hotmail.com ), que o farei sem custos. Para mim, continuarei a ler o documento e registrar algo na seção pesquisas abaixo.)

No entanto, registro uma importante informacao captada mais a frente no documento, a qual nos serve de bas par responder  qualquer pessoa que afirme ou garanta que o ultrasom nao faz mal: ” Cientificamente, ninguem sabe.”

Thus, the NCRP concludes that “the comfort obtained from the absence to date of any harm based on epidemiological evidence must be tempered by the fact that there are no epidemiological studies appropriate and adequate for current clinical practice.”

Assim, o NCRP conclui que ” o conforto obtido da ausência de dados ate esta data de nenhum maleficio baseado em evidencia epidemiológica deve ser temperado com o fato de que nao existem apropriados e adequados estudos epidemiológicos para a pratica clinica atual”.

E’ possivel ate que o ultrasom esteja criando uma nov rassa de super-humanos. Tive essa ideia ao ler isto: ” When exposed to stressful heat, mammalian cells produce heat-shock proteins. Scientists believe that these proteins somehow help to protect the cells against damage from heat. However, ultrasound heats the tissues so quickly that the cells may not have time to produce these protective heat-shock proteins.” ( Quando expostas a temperaturas mais elevadas que o normal no utero, como pode fazer o ukltrasom, as células dos mamíferos produzem proteínas combatentes do calor. Cientistas tem acreditado que estas proteínas de alguma maneira ajudam  proteger as células contra danos do calor. Todavia, o ultrasom esquenta tão rápido que estas células pode não ter tempo par produzir estas proteínas combatentes.” O que pensei foi numa raça de humanos conseguindo chegar mais perto do Sol ou aguentando melhor os efeitos do aquecimento terrestre.  bebe

xxxx

Pesquisas da Matrix/DNA:

– What is ultrasound?

Este paragrafo me informa que ultrasom e uma onda de som em alta frequência maior que as frequencias normais dos varios tecidos e órgãos do corpo humano.

Se esta onda invasora altera as frequencias mais baixas do corpo ou se passa sem alterar nada, e’ uma questão. Talvez possa não alterar nada no momento, mas talvez ela possa deixar residuos de sua alta vibração, que com o tempo podem serem incorporados no codigo do corpo, e se isso acontecer, esta inserção pode ir lenta e imperceptivelmente mudando o código e se manifestar mais tarde.

– If ultrasound exposure were causing a dramatic or novel effect on fetuses, it would be relatively easy to identify the effect. However, it is difficult, from a statistical point of view, to identify a slight increase in a common trait.

Bem… baseado nos resultados teoricos da Matrix/DNA eu suspeito dessa informação. O metodo pelo qual as informações do sistema astronomico se inseriram nos atomos da Terra para produzir os sistemas biologicos teria sido a transmissão de fotons-bits-informação – ancestrais dos genes – e nem os fotons e nem as configurações de conexões que eles formam entre os atomos foram captados pelos instrumentos cientificos. Esta configuração deve formar uma aura energético/luminífera de fundo subjazendo todos os materiais do corpo, como fundações do corpo – inclusive vibratorias. Então qualquer possivel alteração nesta dimensão invisivel não estaria sendo captada.