Posts Tagged ‘Beleza’

Como e porque humanos conceituam a beleza da face e qual o segredo destas faces? Ver Video.

sábado, março 11th, 2017

xxxx

Jill Helms faz uma palestra sobre as diferenças entre faces bonitas e com defeitos. Porem devido seu pouco conhecimento ela não desce `a profundidade requerida para se entender o fenômeno em sua totalidade. Apenas o conhecimento da cosmovisão da Matrix/DNA nos revela informações sobre o tema jamais imaginadas antes. Então leia meus dois comentários copiados abaixo que foram postados no vídeo do Youtube e no meu Facebook, depois veja abaixo uma interessante descoberta baseada na formula da Matrix/DNA e depois clique no link para assistir a palestra Procure as legendas e transcript do texto em português no TED)

https://www.youtube.com/watch?v=qIDuFyXjcA0&index=6&list=PLsRNoUx8w3rPvhx_lImJfT7aiQ5tEbxoj

Reconsidering beauty | Jill Helms | TEDxStanford

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli – Mar/3/11/2017

Why the genes has wired us to determine which are beautiful faces? Because it is their goal to rewards health ovules and spermatozoons. They wish the best environment for doing their job.

Beautiful faces has exactly symmetry and balance because its DNA has the same symmetry and balance. Symmetry is produced by the systemic function number 5 of Matrix/DNA universal formula for systems. Any natural system begins to be built from the bottom running to the left. Then the left face is reproduced as the right face by F5. At the RNA-world was the uracil base doing this function and it copied a strand of RNA as the right strand, creating the DNA. From here, the genes build animals faces once time entirely, but repeats the copied result of one’s DNA.
So, the golden ratio is anything else than the active act of the reproductive systemic function and measuring its point at the formula we get 1,618… the phi number.
So, the environmental/nutritional conditions inside the ovule at the moment of fecundation determines the symmetry and the balance of DNA which will be repeated at face’s formation.
A non-health ovule’s environment produces diseases and since the face is a kind of mirror of the DNA, the face will show the disease. And remember: perturbations at ovule’s environment mimics the perturbations of the external environment. That’s why rich and evolved people usually has more beautiful faces than poor people at poor regions. (If you are interested in this issue and want to see the systemic formula and understanding this issue, see the formula at my website and its explanations.)
xxxxxx
Facebook de Mar/03-12-2017
Louis Charles Morelli 

Em que estou a pensar agora? Na minha fantastica descoberta desta semana.

Os humanos criaram um preconceito baseado numa abstração da imaginação que diz: ” Existem faces bonitas e faces feias”. Este preconceito e’ muito influente na vida toda das pessoas, praticamente o principal determinador da sociedade humana para qual qualidade de vida o individuo terá. Um absurdo irracional?

Não sei se os outros animais, como cachorros e macacos, também possuem este preconceito entre eles e se criaram algum valor para determinar o que e’ face bonita ou feia. Mas assim como para nos humanos não existe diferença de faces entre macacos e todos nos parecem feios, assim também alguma inteligencia superior extraterrestre com outro tipo de corpo, com certeza nos vera’ a todos como tendo faces iguais e sendo feios.

Nesta semana assisti um vídeo do TED-Talk com uma palestra sobre este tema ( o link esta no meu artigo). A autora apresenta curiosos detalhes e informações inclusive históricos que nunca havíamos pensado. Mas como ela não conhece a base deste mundo e quem constrói faces – a formula da Matrix/DNA – ela trata o tema com seu conhecimento supérfluo e passando valores errados. No meu website nesta semana escrevi um artigo lidando com o assunto mais profundamente e descobrindo coisas que eu nunca havia pensado antes.

Porque a natureza produz faces ditas “bonitas”, onde as partes são bem balanceadas com tamanhos bem encaixados e as duas meias-faces apresentam perfeita simetria, enquanto produz outras faces – a maioria – sem estas perfeições?

A resposta esta nas diferenças do trabalho realizado pelo DNA com seus genes. Tudo e’ determinado a partir do momento que um espermatozoide alcança o centro de um ovulo e depois nos nove meses seguintes. A qualidade dos ambientes interiores do ovulo e da bolsa embrionaria mais o estado evolutivo dos genes herdados dos genitores determinam o modelo da face a ser construída.

Então, pessoas que vivem na pobreza, com um ambiente externo cheio de obstáculos, perturbações, e muita escassez de nutrimentos e acomodação do organismo, tem estas situações projetadas para dentro do ovulo e saco embrionário. Pessoas mais afortunadas que nascem em berços ricos e ambiente externo pacifico, controlado pelos humanos, com boa nutrição, projetam isto para o interior e processamento da gestação. Para ver isto basta comparar o físico de alemães com indígenas nativos, ou o povo desafortunado de Bangladesh.

O que me deixa atônito e’ como estes conhecimentos tao básicos não são a base de áreas como psicossociologia, economia,etc. A suprema missão do ser humano seria lutar para melhorar a qualidade de vida e manter a evolução mental da humanidade. Senão, para que fazer filhos e deixar novas gerações? E um dos mais urgentes assuntos a resolver e’ a pobreza que afeta a maioria dos humanos, a qual dentre outras mazelas, produz os organismos imperfeitos.

Existe detalhes mais profundos a conhecer neste assunto das faces, para entende-lo na sua totalidade. Como este que citei no artigo:

A simetria ou assimetria são a primeira causa do que aos nossos olhos parece bonito ou feio. Uma face ‘e dividida ao meio exato vertical, com a linha fronteiriça passando desde a testa, para o meio dos olhos, das duas narinas, da boca, do queixo, das mãos e pernas. Se ano existisse esta forca natural e seu mecanismo especifico denominado simetria, nada impediria que organismos tivessem um, três, ou cinco olhos, mãos, narizes, etc. Queríamos ter mais mãos, varias bocas – uma para comer ao mesmo tempo que outra para beber, outra para falar, etc. Mas a simetria impede que nossos esforços se realizam na forma física.

O fenômeno da simetria vem sendo observado e estudado desde a Grécia antiga, onde os filósofos descobriram a “golden ratio”, ou a razão dourada, ou ainda a geometria sagrada. E a representaram matematicamente com um numero, 1,618,… chamado numero “phi” porque mediram esta simetria nas espirais das plantas, flores e outros fenômenos naturais, como os lábios humanos, e sempre resulta no mesmo numero. Então se acredita num desenho supernatural inteligente.

Mas com a formula da Matrix/DNA eu descobri de onde vem este mecanismo e porque este numero. Esta explicado no artigo do meu website e na formula. Os DNA’s masculino e feminino são divididos ao meio vertical e repetem o que aconteceu nas origens da vida, no RNA-world – quando uma haste de RNA tem seu circuito energético continuado nas pontas para repetir a figura e propriedades da haste ou face esquerda na forma da haste ou face direita. Porem, este conhecimento imediatamente nos leva a perceber como é importante o estado ou qualidade do ambiente interno do organismo produzido pelo ambiente externo nos meses da gestação. E assim surgem as sugestões do que devemos fazer para na humanidade todos as pessoas nasçam com um organismo mais perfeito. E isso é de uma importância imensurável..

Veja na formula na formula da Matrix/DNA o que é o principio da simetria:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

A função dos sistemas responsável pelo fenômeno da simetria é a função numero 5 – a função da reprodução do sistema ( funções sistêmicas são diferentes forças naturais que surgiram das sete frequências/vibrações das ondas de luz, mas isto é uma outra historia mais complicada. Costumo pensar que funções são os obreiros construtores universais). Esta função se materializa nos sistemas criando um corpo físico para se expressar, de acordo com o tipo de sistema, os materiais disponíveis, o meio ambiente, etc. Então para atuar nos sistemas astronômicos ela produziu os cometas, nos sistemas vivos ela produziu o espermatozoide ou pólen, na genética ela produziu a base nitrogenada chamada uracila, no sistema celular ela produziu os tipos de RNA que se movem dentro da célula.

Todos os sistemas naturais são evoluções de sistemas anteriores. Os novos sistemas surgem com mais complexidade e novas formas. Existem dois métodos aplicados pela Natureza para produzir sistemas. O primeiro e’ feito criando inicialmente um tipo de corpo e em seguida aplicando nele a força do ciclo vital, a qual o transforma em varias formas com diferentes funções. Depois por simbiose a Natureza conecta estas diferentes formas sempre seguindo a sequencia do ciclo vital, e as formas se tornam as partes do sistema. Depois de assim gerado uma nova forma do sistema universal, a Natureza aplica o segundo método, que e’ simplesmente a auto-reprodução do original.

Então vejamos como foi montado o sistema DNA a partir da entropia do sistema astronomico que criou o DNA. Primeiro surge a forma de um corpo biológico que sera o núcleo do DNA. Esta foi a molécula atrelada na haste, que chamamos de açúcar desoxirribose. Em seguida o principio vital transformou ou produziu esta molécula em outras formas consecutivas, e assim surgiram as 5 bases nitrogenadas. Agora precisava conectar todas estas formas num só sistema. Então a conexão começa com um circuito de energia/informação a partir do corpo inicial, que na formula e’ F1. O circuito vai subindo no sentido horário `a esquerda, captando F2, F3 e F4. Aqui o circuito se bifurca em duas metades: uma vai continuar a forma esférica para gerar a maturidade e envelhecimento, a outra vai retornar a F! como energia crescente para realimentar F1 e produzir novo ciclo apos a morte da parte esférica. Isto é reprodução do sistema.

Então notamos que primeiro a Natureza produziu a meia-face esquerda do DNA, com uma so haste, três moléculas penduradas nela, o que se chamou RNA. Em seguida a F5 toma a meia-face esquerda como modelo e a repete como a meia-face direita. Assim a direita sera simétrica `a primeira.

Claro, existem outras coisas a considerar aqui, por exemplo, a diferença de que na meia-face esquerda a energia do sistema esta crescendo até atingir o pico em F4 e a partir dai começa a entropia do sistema e a meia-face direita terá a energia em queda, o que produz a degeneração e envelhecimento do sistema. O nosso cérebro é outro bom exemplo, e esta descoberta nos leva a entender porque estamos usando mais o hemisfério esquerdo e porque o hemisfério direito tem propriedades tao estranhas ao nosso raciocínio logico.

Mas a formação da face humana pelos genes já ocorre pelo segundo método, onde uma figura intermediaria entre os modelos de faces do pai e da mãe é gerada e reproduzida por inteiro. E não são os genes que determinam o modelo, mas sim a identidade de sistemas, no caso, o sistema DNA. E como fora do organismo, existe a biosfera, a qual contem o DNA vindo do sistema astronomico e dividido em fótons solares e terrestres, existe uma relacao de conflito no processo da gestação humana, entre o DNA humano que procura o estado harmônico da ordem e o DNA astronomico que aqui chega no estado de caos. Depende do estado evolutivo e saúde do DNA humano, se ele vai se impor ao DNA cósmico ao modelar a face ou se ele ainda esta’ fraco e o DNA cósmico vai dominar o processo. Assim surge a face bonita ou a face imperfeita.

Mas tudo o que eu digo aqui nada mais a forma como estou interpretando a formula. Outras mentes com diferentes experiencias podem descobrir detalhes mais importantes na formula. Por enquanto apenas escrevo minhas teorias… e não sou nada petante a Verdade, com este meu cérebro débil e super-limitado para conhecer a Verdade. Como eu ano acredito sem fazer os testes experimentais científicos, não acredite no que minha interpretação esta sugerindo. Você vale mais para minha missão se tiver sua mente aberta e independente para me ajudar a progredir mentalmente. Que a força física da Matrix perfeita e a sabedoria da consciência universal esteja contigo…

Uma Modelo Fala do Significado da Beleza Segundo Humanos e a Matrix/DNA Rebate

sexta-feira, junho 24th, 2016

xxxx

Apesar de ter nascido como branco, não estou gostando nem um pouco do que o domínio de países com predominância de brancos esta fazendo. Ja vi esta historia, este mesmo roteiro varias vezes antes na evolução natural, e toda vez ele levou a especie dominante a sua extinção ou então, escravidão a outras especies. Concordo que leões se acomodarem num super-especialista modo de vida quando conseguiram o domínio dos continentes, porque os leões não conheciam a  historia dos dinossauros, das águias no ar, das baleias nos oceanos, então não podiam ter a sabedoria da experiencia para se auto-corrigirem a tempo antes de terem tomado este rumo a sua extinção. Mas os homens conhecem estas historias, sabe qual é a lei natural, então porque estão caindo na mesma armadilha? Bem,… nem sempre a riqueza e o conhecimento vencem a fraqueza do caráter.

As mulheres brancas e bonitas conseguem 96% das vagas para modelos, ficando para todas as outras cores e formas de corpos apenas 4%. Segundo a modelo que faz a palestra, nascer loura e bonita e’ ganhar na loteria da genética e ela se fundamenta para assim pensar na forma como sua vida mais fácil em relacao as outras. Primeiro e antes de mais nada, a “beleza” desta modelo ocupou a maior parte do seu tempo intelectual que ela não teve tempo para desenvolver o lado mental, no sentido que requer a existência natural. Genética é uma configuração material produzida pela longa cadeia de causas e efeitos que vem desde o Big Bang, portanto ‘e tudo logicamente natural, não existe loteria genética, a qual implicaria em forcas não-naturais vindas e fora desta avalancha natural. Tanto que desvios da genética em relacao ao supremo objetivo do Universo são corrigidos com sua extinção. Perguntem a esta modelo, por exemplo, como o RNA primeiro conseguiu criar o mecanismo da replicação? Ou o que significa o RNA-world? Ou porque a base uracila falta no DNA? Ou quantas micro-usinas hidrelétricas produzindo ATP ela tem no seu corpo? Claro ela vai olha-lo, sentir-se mal e abrir a face num sorriso que a cabe naquela situação e tentar escapar dali… Mas se então ela nada entende de genética, como ela esta’ afirmando que ela descobriu uma nova propriedade genética?! O que ela esta dizendo não existe e se o diz é porque não entende de genética… e sem entender genética, física, química, ou seja, sem transformar todos os detalhes da natureza para a forma de bits-informação que são os tijolinhos da mente… seu grande corpo foi uma armadilha que produziu sua pequena mente.

Em vista disso, e sabendo que existem bilhões de garotas ainda imaturas indo pelo mesmo caminho ( o qual não estou afirmando que seja errado, pois eu posso estar errado na minha interpretação dos fatos que conheço da Natureza), tive que publicar um comentário na seção de comentarios deste video, expondo o ponto de vista sugerido pela Matrix/DNA world view, o qual vai copiado abaixo:

Cameron Russell: Looks aren’t everything. Believe me, I’m a model.

 

Louis Morelli – 6/24/2016

The human concept about body and beauty is not a genetic lottery, it is a genetic trap waiting for those that falls on it. Like the strongest and big bodies were a trap to dinosaurs, lions, eagles, wales, etc. – all them going to extinction.

Nature has forces composing a mechanism that makes the female element of a system attractive to the male element for reproduction. We can see at our ancestral system – the building blocks of galaxies which became the building blocks of our DNA – this effort from Nature: a black vortex ( the female function) located at the system’s nucleus is surrounded by a beautiful luminous quasar attracting comets (the male seed) that are produced by giant volcanoes ( the male sexual organ) located at pulsars ( the male element). Later in evolution we see this mechanism here at biological systems, when a plant develops flowers to attract the carriers of polem.

But,.. the dominance of this mechanism over the behavior of plant and galaxies ( and insects societies like ants and bees) lead these system to be closed systems, which is a sin by universal natural laws, that’s why those systems stopped their evolution and went towards their extinction.

So, it is not wrong for a woman using her apparatus for attracting a husband, but the use of these natural givings must to be limited to this goal. And unfortunately most woman doesn’t stop here which will stop the development of their mind towards a transcendental soul.

Beautiful woman has a powerful impact over what kind of man? And what kind of man makes things easier for them? Surely, those man that are intellectually weak, like the majority today. Cameron has lived in the field of intelligence’s underground, 9 the field of this poor women and poor men), which is determined to extinction. It is not me that wants this way, is the Universal Natural History showing it.

So, girls, what is the advantage getting easy life now if you are sending yours offspring to the hell?

O Caminho para Entender Como Pensa Deus é o Estudo Cientifico da Sua Obra – a Natureza. Pois é Através da Sua Obra que o Artista se Revela, e não pela Palavra Inventada pelo Homem Escrevendo Contos Imaginários

sábado, abril 18th, 2015

xxxx

Veja no link abaixo 25 imagens de surpreendente beleza sugerindo fenômenos produzidos pela Natureza neste nosso planeta. Claro que algumas imagens sugerem serem artificiais ou produto de fotoshop. Mas as imagens reais são vistas e tratadas por  no minimo dois tipos diferentes de pessoas.

Existem as pessoas que acreditam já conheceram a Verdade do mundo, como as adeptas de todas as religiões, que ao se depararem com uma jóia natural apenas se limitam a contemplar a beleza. Nestas, o estimulo da luz que entra no cérebro da pessoa, se depara com uma rede neuronial instalada como uma barreira,  a qual o conduz para uma região “religiosa” sem saída, onde as conexões absorvem o estimulo e o aniquilam. Estas regiões se denominam: “foi Deus que fêz isso diretamente para encantar os olhos dos humanos, e neste caso, foi feito especialmente para mim”. E pronto, a curiosidade termina aí. Estas pessoas são as que pagam vultosas somas às jóias para conserva-las e exibi-las.

Existem outras pessoas que o mesmo estimulo entra numa rede neuronial menos densa, ainda difusa e cheia de frestas, e ali o estimulo  fica agitando a rede no  sentido de encontrar um ponto de equilíbrio onde se fixar. Seria o caso, por exemplo, do cérebro sem religião e insatisfeito  com o  paradigma cientifico doutrinante da época, de um menino chamado Eisntein, cujos olhos seguiam no espaço os jorros de luz que lhe produziam uma inquietação cerebral, a vontade pela busca de entender a causa da variação de cores, a interação entre a luz e a matéria, etc. Se nossos olhos e sensores só podem ver da luz que  se propaga no espaço a faixa denominada visivel enquanto no minimo seis outras faixas ainda nos permanecem ocultas e desconhecidas, a variedade de cores mostradas por estas pedras devem significar que não a luz, mas algo dela – como talvez os seus tipos diferenciados de vibrações – ficou impregnado na pedra.

Como  e porque isso  acontece? Meu desejo é apontar o mais poderoso microscópio para a profundidade intima desta pedra e tentar ver o que da luz está ali aprisionado. O estimulo que entra numa cabeça agnóstica sem verdades estabelecidas vai levar esta cabeça cada vez mais próxima do Grande Autor desta obra natural, seja lá o que ou quem ele for, enquanto cabeças fechadas na crença de versões erradas do Grande Autor jamais iriam produzir os inícios desta fantastica moderna tecnologia dos leitores óticos. A noção de beleza é uma ilusão relativística que contamina um especifico observador situado e limitado a um pequeníssimo ponto do  espaço-tempo, como é um ser humano existindo aqui e agora. Um macaco não veria beleza e não daria valor a estas pedras depois de experimenta-las com a língua e ver que não  se pode comê-las. Alienígenas vindos de outros pontos no tempo/espaço certamente veriam a mesma pedra nas suas versões especificas de configuração neuronial.

 

Por isso o humano que acredita na sua versão de beleza e por isso lhe dá valores humanos, limitando nisso sua  interação com o objeto, estaria fadado a ficar plantado no seu ponto do espaço até o dia em que o Sol e/ou este planeta mudar e não mais suportar a vida aqui. Se pensar responsavelmente, todo humano, todo pai e mãe, se juntaria em grupos de vizinhos para manter a Sala das Curiosidades, onde suas crianças seriam incentivadas e teriam à sua disposição os instrumentos científicos que ampliam o poder dos nossos limitados sensores naturais, para garantir que a Humanidade não será pêga pelas surpresas naturais ao mover-se com desenvoltura no Cosmos e que sempre caminhará para sua eternidade.

O primeiro grupo de pessoas foram os que em toda a Antiguidade e ainda hoje, contemplam o céu noturno estrelado e concluem: ” O unico propósito da criação das estrelas foi um presente de Deus para enfeitar as noites dos seres humanos”. São bilhões, trilhões de estrelas num espaço profundo sem fim… E a maioria das estrelas que jamais poderiam serem vistas pelo homem, foram feitas para que?! Enquanto isso, do segundo grupo se levanta nobres empreendimentos como a NASA, que luta para chegar cada vez mais perto delas e tem nos revelado um fantástico cabedal de informações surpreendentes do espaço  profundo fazendo nossa mente se projetar ampliando-se alem dos antigos horizontes humanos no tempo e no espaço. Apesar de aqui neste grupo tambem sempre emergiram mentes cansadas que vão criando paredes instaladas de conexões rigidas neuroniais e pregam teorias absurdas sobre propósitos ou falta deles, novas mentes jovens emergem no dia a dia o que sustenta e mantem a grande aventura humana.

Na selva amazônica encontrei morros cujo solo estavam forrados de lindas pedras de todas estas cores e ali ficava muito tempo olhando-as, tentando quebra-las para ver dentro, usando meu sofrível e rustico pequeno microscópio, enquanto meus olhos se levantavam curiosos fazendo perguntas à luz que vem do Sol. Depois que minha investigação passou a sugerir que uma onda de luz contem o código que imprime a dinâmica da vida no éter espacial universal, tais pedras passaram a serem,para mim, os fósseis que mostram estas faixas da luz e este código fossilizado na pedra. Agora por exemplo tento detectar a ordem cronológica em que estas faixas de ondas se assentaram no mineral para tentar elucidar mais detalhes deste código, que vem desde o Big Bang, ou alem dele como suspeito, assim cada vez mais entendendo como funciona o trabalho da fonte primeira desatas ondas de luz e talvez assim me aproximando cada vez mais do seu criador. O estado cientifico naturalista do ser, e não o estado estanque religioso, é quem caminha na direção certa do Deus correto porque não foi desviado para profundos e escuros abismos de versões incorretas.

Aprecie as incriveis imagens no link abaixo:

Worlds Biggest Amethyst Geode – The ‘Empress Of Uruguay’

Chrysocolla In Malachite – Imitando seu Grande Artista Criador, as fôrças brutas e elementos da Natureza jorram no espaço/tempo convergindo para pontos localizados e assim a mineralogia imita formas da biologia.

 

Bismuto: Claro, isto parece ser obra do homem, mas foi apresentado como sendo natural… Fonte: http://higherperspectives.com/wp-content/uploads/2015/04/cr2.jpg

25 Unbelievably Beautiful Stones And Minerals

http://higherperspectives.com/stones-and-minerals/

Beleza das Sementes e Mulheres!? Solucao nos Modelos da Matriz

sábado, março 14th, 2009

( Textos das Cartas de Darwin obtidos em “Darwin Correspondence Project” , http://www.darwinproject.ac.uk/content/view/122/118/ , ou,  http://www.darwinproject.ac.uk/  , na pagina intitulada ” ”  Beauty and the seed ”                                                                                                                                      ( para melhor entender este texto ‘e bom dar uma olhada na figura azul da Matriz, observar a area da Funcao 1, compreendendo a regiao da nevoa de poeira ou horizonte de eventos, o quasar, e internamente o buraco negro, assim como observar o cometa chegando e imagina-lo como o passaro se aproximando da fruta para alcancar a semente)                                                                                                                                                                    Charles Darwin deixou muitas cartas mencionando observacoes de fenomenos que o intrigavam e que, infelizmente nao teve tempo de tentar soluciona-los antes de sua morte. Uma coisa que lhe chamava a atencao era como a Natureza se torna esperta no esforco de multiplicar a Vida ao revestir as sementes com as polpas deliciosas e as cores e formas das frutas atraentes para os animais carregarem e espalharem estas sementes inclusive para outras ilhas e continentes. Sabendo-se que as plantas nao possuem inteligencia, de onde e como teria vindo este fenomeno que nos sugere misterios insondaveis e nos enche de admiracao, bem a frente dos nossos olhos?! A materia burra da Terra produziu a beleza feminina por acidente e o acidente ficou porque foi selecionado por deixar mais descendencia, ou existe alguma fonte criadora neste fenomeno oculta no meio ou alem da materia burra da Terra? O que voce acha? A solucao e’ realmente “de fazer cair o queixo”!                                                                                                                                                            Eu acredito que o “ser” Charles Darwin nao morreu, porque a Matriz esta’ sugerindo que todo ser humano permanece vivo apos a morte porque ele fica registrado na memoria do DNA da Humanidade (se foi LUCA ou Adao e Eva nossos ultimos comum nao-humanos ancestrais, nao importa, o DNA deles nunca morreu e continua vivo palpitando hoje dentro de cada ser humano!). Por isso, nao fico muito pesaroso quando penso como e’ triste morrer uma vez sem ter obtido as explicacoes para a existencia do mundo e a a nossa, como Darwin morreu sem ter esta explicacao que nos agora temos, pois em algum lugar, mesmo que seja num porao do DNA, ele deve estar agora sabendo dela e sorrindo para nos agradecido. Apenas ele deve estar se lamentando muito de quanto fora descuidado, pois ele passou pertinho da Matriz quando esteve nas selvas do Brazil e nao a viu…                                                                                                                                          E’ fato que toda mulher tem o instinto da maternidade, vem desde os seus primordios na vida intra-uterina dotada com o equipamento para gerar novas vidas, e para isso se realizar ela necessita da participacao do homem. Para o homem – fria e racionalmente pensando –  nao existe sentido nem lucro algum em gerar novas vidas. Realmente, pensando bem, para que? Bem… ele poderia simplesmente faze-lo por insistencia da mulher desde que isto nada lhe custasse. Mas bem sabemos, na vida social humana, quanto vai custar para o homem se ele o fizer. E mesmo assim, deixando-se apanhar como quem vai para o altar dos sacrificios, ele sucumbe e o faz. Porque? O que existe oculto na sua Natureza, na forma de forcas em seus atomos e/ou em sua celulas, que ele nao pode controlar e e’ mais forte que sua Razao? A explicacao nos modelos da Matriz e’ igualmente estonteante.                                                                                                                                               Darwin se viu mais envolvido nesta questao da beleza na Natureza quando um especialista em plantas, o duque George Campbell, obviamente criacionista e desafiando a teoria da evolucao, escreveu:  Spangles of the emerald are no better in the battle of life than spangles of the ruby. A crest of flame does not enable a Humming Bird to reach the curious recesses of an orchid better than a crest of sapphire. … The evidence is indeed abundant, that ornament and variety are provided for in nature for themselves and by themselves, separate from all other use whatever. Any theory on the origin of species which is too narrow to hold this fact, must be taken back for enlargement and repair.” ( nao fiz ainda a  traducao para o Portugues, nao sei o que e’ “spangles”, mas no geral ele esta dizendo que, no reino mineral, as esmeraldas – que seriam mais bonitas –  nao sao melhores na batalha pela vida que as safiras, que a crista dourada do passaro nao o faz mais capaz de alcancar o nectar nos recessos da orquidea do que a crista da safira. Evidencias como estas seriam abundantes, que o ornamento e variedade sao providenciados por si mesmos pela Natureza, ou seja, nao foram feitos objetivando as finalidades de atracao para proliferacao. Lembre-se que o criacionismo acredita que os ornamentos e variedades foram feitos por Deus para agraciar os olhos do homem…)                                                                                                     Darwin comecou respondendo com o argument que…  ‘the idea of the beauty of any particular object obviously depends on the mind of man, irrespective of any real quality in the admired object; and that the idea is not an innate and unalterable element in the mind,’ and continued, ‘On the view of beautiful objects having been created for man’s gratification, it ought to be shown that there was less beauty on the face of the earth before man appeared than since he came on the stage. Were the beautiful volute and cone shells of the Eocene epoch, and the gracefully sculptured ammonites of the Secondary period, created that man might ages afterwards admire them in his cabinet?’ After mentioning sexual selection as another instance of beauty-with-a-purpose, Darwin turned to the plant world and remarked:that the gaily-coloured fruit of the spindle-wood tree and the scarlet berries of the holly are beautiful objects, will be admitted by every one. But this beauty serves merely as a guide to birds and beasts, that the fruit may be devoured and the seeds thus disseminated: I infer that this is the case from having as yet found in every instance that seeds, which are embedded within a fruit of any kind, that is within a fleshy or pulpy envelope, if it be coloured of any brilliant tint, or merely rendered conspicuous by being coloured white or black, are always disseminated by being first devoured.”                                                                                                          Em sintese, o que ele quis inicialmente dizer e’ que a beleza nao e’ um fenomeno de per si separado de todos os demais, que a beleza esta’ na mente humana ou seja, nos atribuimos a qualidade de beleza ou nao a um objeto. Bem aqui a Matriz concorda e discorda: “ … a beleza tem suas origens na dimensao dos vortices quanticos e no mecanismo de Yukawa antes do Big Bang. Digamos que um vortice spin right, em meio ao caos e nao conseguindo sobreviver mais que 17 bilionesimos de segundos, percebe ao cair que o vortice spin left ao lado tem um determinado recurso ou propriedade que, se ele o tivesse, viveria mais tempo e melhor. Numa proxima geracao, o spin right vai ser atraido para o spin left por aquelas propriedades que ele necessita, elas lhe serao tao desejadas que serao vistas luminosas em sonhos, e essa imagem auto-criada, traduzida para a linguagem humana 13,7 bilhoes de anos depois foi alcunhada de “bela”… segundo a Matriz. Em seguida Darwin usa o argumento da selecao sexual, como prova de que a beleza nao existe sem propositos utilitaristas. E completa ele: “ Que as frutas como os morangos sao belas, e’ aceito por todo mundo. Mas essa beleza serve meramente como guia para passaros e outros que elas possam ser devoradas e assim as sementes serem disseminadas. Eu deduzo que este e’ o caso de tendo ainda jovem achado em cada solo as sementes, as quais sao embebidas dentro de frutas de qualquer especie, que estao dentro de polpas suculentas, as quais estao dentro de envelopes sejam eles coloridos de qualquer tinta brilhante, sendo por isso disseminada por serem primeiro devouradas”. Bem… que as frutas pendam dos galhos das arvores e sempre apresentam tintas brilhantes, notadamente amarelas quando maduras, foi um fenomeno resultante da projecao da Matriz astronomica ao reino dos vegetais, pois no ceu a Matriz produziu a galaxia e a forma da arvore e’ uma imitacao adaptada biologica da forma espiral da galaxia, os galhos das arvores sao a imitacao dos bracos das galaxias, as folhas pendentes sao os planetas, e o fruto amarelo brilhante sao os correspondentes das estrelas que pairam penduradas nos bracos das galaxias. Darwin nao podia saber isso. Que as sementes sao devoradas por seres do reino animal e’ um fenomeno resultante do quadro quantico antes da origem do Universo, no qual os vortices de um spin necessitavam da outra metade de recursos em poder do vortice de spin oposto, e agora esta outra metade de recursos que falta aos reinos animais (representando o spin right) estao em poder da outra metade do reino vegetal (spin left). Este fenomeno quantico denominado “ bits de informacao com recursos existenciais complementares”  foi, no reino biologico, transformado e ampliado para o fenomeno denominado “ alimentos para animais”, quando vemos os sistemas biologicos primevos e incompletos moverem-se atras dos bits que os tornariam completos tal como seu ancestral celeste.                                                                                                       Mas Darwin notou um fenomeno real, natural: “a vida vegetal se perpetua e se alastra devido os vegetais produzirem uma coisa denominada semente e embalarem-na com substancias contendo alimentos para os animais, cuja substancia e’ protegida por cascas coloridas e brilhantes que surgem atrativas aos animais.”  Darwin abordou o problema iniciando pelo pequeno, a semente e terminando no grande, o animal e a planta reproduzida. Sempre dentro do meu metodo, esquematizo o circuito ao contrario, iniciando pelo grande e descendo ao pequeno e obtenho isso: desta forma, os animais sao atraidos as frutas, quando chegam perto sao invadidos pelo cheiro do alimento escondido na fruta, de maneira que sao estimulados a quebrarem ou romperem estas cascas, alcancarem os alimentos, comerem-nos e assim a semente e’ injetada no corpo do animal como o virus injeta seu material dentro do corpo celular. Ao mover-se para longe e defecar ou deixar cair as sementes, o vegetal alcanca novos pontos no espaco e assim se multiplica e se perpetua. Como nosso objetivo agora e’ consultar o oraculo da  Matriz buscando a explicacao  de como a beleza de sementes e mulheres surgiu em nosso mundo, vamos esquecer as explicacoes sobre origens das sementes, o passaro representando o cometa na disseminacao do semen, etc., que esta’ tudo explicado nos modelos, e vamos direto ver onde esta’ no ceu oculto o fenomeno criador da beleza.                                                                                                     Ora, sabendo-se ja’ que o corpo na Funcao 1 faz o papel de femea,  o corpo na Funcao 2 faz o papel da semente, a nevoa de poeira e debris estelar faz o papel de polpa, etc., o fenomeno da beleza esta ali na Funcao 1, antes da ejeccao da semente e junto ao corpo da femea. E o que temos ai’? O  Q U A S A R ! Formado pelo horizonte de eventos em torno dos buracos negros! A aureola brilhante no centro das galaxias, contendo o utero cosmico. Descrita por astronomos como talvez a mais poderosa fonte emissora de energia do Universo, devido sua exuberante luminosidade. O fato e’ que os cometas, espermatozoides do espaco sao emitidos pelos pulsares na direcao do quasar. Calculo que as forcas espirais centripetas e centrifugas sao os guias dos cometas levando-os inexoravelmente, incontrolavelmente, na direcao do quasar. Nao creio que o pulsar ache o quasar bonito e atraente, e que seja estimulado para produzir os cometas e ejacula-los como resposta ao estimulo. Claro que nao. A Matriz no ceu nao tem nenhum interesse em multiplicar-se. Mas seja como for o fenomeno da beleza natural existia antes da materia burra da Terra, antes da origem da Vida na Terra, e a existencia da beleza natural era personificada, corporizada num objeto, o qual tinha um proposito utilitarista, sem o qual o sistema galactico inteiro nao poderia existir. E vemos que a “beleza” existe como conceito fantasmagorico de um fim, um objetivo, na dimensao quantico, antes das origens do Universo. Desta forma somos levados a uma final e universalmente temporaria conclusao: ela ja estava programada no software natural, antes da origem do Universo. Resta agora saber se este Universo foi criado por uma Inteligencia Suprema que gosta de brincar criando softwares vivos ou se este Universo e’ uma producao genetica, gerado por um ser alem do Universo porem natural, pois os dois casos sao possiveis e na verdade sao o mesmo e unico caso: genetica e’ software.                                                                                                                 Ei, Darwin, esteja onde estiver agora na comemoracao dos 200 anos… sei que voce esta’ sorrindo o sorriso infantil da crianca que descobre o mundo, voce me deve esta, por isso, passe a mostarda…he..he… E para complementar com um pouco de humor:

No futuro, no escurinho do cinema, um casal jovem se agarrando. E ele, versado no conhecimento da Matriz: “Meu bem, deixa eu dar uma pegadinha no seu horizonte de eventos?” Ela: ” Nao acho bom nao…pode acontecer como no sofa’ la’ em casa naquele dia… voce com essa mania de pulsar, pode entrar em erupcao um vulcao, iluminar tudo aqui e vai voar cometas para o ar…”