Posts Tagged ‘benzeno’

Kekulé e o Benzeno : Evidências a favor da Matrix/DNA

quarta-feira, outubro 12th, 2011

“Friedrich August Kekulé struggled to understand the structure of benzene until in a day-dream he envisioned it as a snake eating its own tail.”

Tradução: Kekulé tentou árduamente entender a estrutura do benzeno até que a descobriu através de um sonho durante o dia no qual êle viu a estrutura na forma de uma serpente engolindo sua própria cauda.

Porque êle não têve essa intuição durante os anos que estêve debruçado na bancada do laboratório procurando entender?! Como funciona o cérebro quando produz sonhos, e como ou o que fêz o sonho de Kekulé ser mais sábio que o próprio Kekulé acordado?!

A fórmula/software da Matrix/DNA – quando observada no seu aspecto de circuito sistêmico fechado em si mesmo e com o quadro em mente, desenhado à parte – exibe exatamente a figura de uma serpente engolindo a própria cauda. E isto faz sentido: uma serpente se engolindo a si própria seria o final ato do extremo da auto-adoração, do desprêzo pelo resto do mundo, do egocêntrismo, e tendo nosso ancestral se tornado esse tipo de personalidade, explicaria nossa herança do “gene egoísta”. Falando técnicamente, na fórmula da Matrix/DNA o sistema recicla a própria matéria degradada, ao ligar a ponta inicial do circuíto à sua ponta final.

Mas tambem, relacionando a fórmula aos muitos casos já encontrados e nêste website registrados, como é o caso de Kekulé e o benzeno, percebemos que em muito a fórmula nos ajuda a fazer acertadas previsões quando estamos tentando entender algo e o método reducionista não está ajudando. Uma imagem, na forma de flash, num sonho, ou numa meditação, vem ao cérebro esforçado, por alguma razão, mesmo que seja pela convergencia temporal espacial de um conjunto de fôrças produzindo uma imagem que não existe correspondente real. Kekulé devia ter visto a imagem de serpente engolindo a cauda algumas vêzes, pois ela faz parte da mitologia antiga. Então a imagem teria vindo á mente desde a memória que registrou a imagem vista no papel ou num templo.
mas porque veio essa imagem quando êle estava concentrado num problema envolvendo átomos e quimica? Novamente, pode ser mero acaso.

Mas existe uma outra teoria. Pensamentos são produzidos pelo cérebro que e baseados nas sinapses entre neuronios cujo nucleo é o DNA. DNA é constitúido de nucleotideos cujo par horizontal imita exatamente a fórmula da Matrix/DNA a qual transmite exatamente a imagem de serpente engolindo a própria cauda. Ora essa configuração de nucleotideos foi produzida pela quimica trabalhando com átomos. Eu acho que fica mais inteligivel ver uma isca composta de quimica e atomos como a que povoava os pensamentos de Kekulé como a responsavel por ter fisgado um elemento real como a fórmula natural do benzeno através de uma vara de pescar composta de nucleotideos que são produtos da quimica composta por atomos, do que uma vara composta por uma imagem vista no papel ou num templo.

Eu prefiro a segunda hipótese onde é possivel visualizar uma corrente lógica de causas e efeitos. A hipótese da imagem no papel ser mais forte que a iamgem da estrutura do cérebro de Kekulé não me convence. Mas claro, enquanto a Matrix/DNA não for comprovada, a questão fica em aberto. A utilidade de mencionar isso tudo é que quando estiver num trabalho de investigação na Natureza, vou me lembrar que talvez a fórmula da matrix/DNA pode me ajudar onde outros recursos falharam, como aconteceu com Kekulé.

O benzeno é um elemento que tem surpreendido os cientistas e os empresários em busca de lucro ou soluçoes tecnológicas. Uma avalancha de noticias ultimamente que pode serem vistas pela Internet anuncia que o benzeno tem propriedades espetaculares. mais uma vez o indicio reforça a teoria da Matriz/DNA: assim como ela aponta para o átomo de carbono como sendo o átomo-cópia mais fiel da fórmula que veio dos sistemas inanimados e tendo em vista que o carbono se tronou o principal elemento organizador das moléculas organicas, assim tambem ela aponta na direção do benzeno como o composto quimico que mais fielmente copia a sua estrutura de serpente engolindo a própria cauda.

Podem me chamar de louco e talvez eu esteja desperdiçando minha vida, mas como não vejo ou não posso empregar a minha vida em algo mais util no momento, eu não vou jogar essa fórmula no lixo. Vou continuar perseguindo-a e com muita energia.

Moléculas altruístas podem ter ajudado na formação das primeiras formas de vida

sexta-feira, julho 9th, 2010

Veja artigo completo em: http://cienciadiaria.com.br

E veja a seguir a versão da Matriz

Um trabalho desenvolvido por cientistas do Instituto de Tecnologia da Geórgia, EUA, mostra que pequenas moléculas poderiam ter agido como “parteiras moleculares” para ajudar na construção de blocos de longas cadeias de material genético, bem como auxiliado na seleção de pares de bases da dupla hélice do DNA. Para os pesquisadores, há evidências de que, antes de haver enzimas de proteínas para a produção de ambos, pequenas moléculas presentes na Terra pré-biótica (anterior ao surgimento da vida no planeta) teriam ajudado na formação destes polímeros ao promoverem sua automontagem 

Durante os experimentos, os cientistas observaram que a molécula de etídio pode auxiliar oligonucleotídeos (curtos fragmentos de uma cadeia simples de DNA ou RNA) na formação de polímeros. Um dos maiores desafios para a obtenção de um polímero é que, enquanto ele cresce, suas pontas começam a reagir umas com as outras em vez de formar cadeias longas – problema que é conhecido como ciclização. Mas, ao usar uma molécula que se liga entre pares de base vizinhas de DNA (conhecida como intercaladora), é possível formar peças curtas de DNA e RNA de forma a facilitar a criação de moléculas maiores. Agora, os pesquisadores buscam a verdadeira identidade desta molécula “mãe de todas”, responsável pela formação dos primeiros polímeros genéticos da Terra. A molécula altruísta que deu o primeiro passo no desencadeamento do complexo e explosivo surgimento da vida.

Primeira Versão da Matriz

Êste tema revela como foi árdua a luta da Natureza para recuperar os descendentes de LUCA aqui na Terra para a evolução, para corrigi-los do vício que levou seus ancestrais celestes a cometerem o pecado original. Uma batalha a nível de moléculas onde os agentes da Natureza tiveram que invadir muralhas cerradas de fortalezas onde se encerraram os descendentes viciados e trazê-los para fora onde os agentes esperavam-nos de mãos estendidas para formarem uma nova e mais ampla sociedade.

Vamos analizar o fenômeno friamente, sem impregná-lo com nossas místicas. Se entendo direito o que o texto diz, estamos observando o passado, antes das origens da vida, e vemos um grupo de átomos conectados formando como uma fita e sabemos que aquela molécula é parte inicial de uma grande fita que se comporia mais tarde e se chamaria RNA ou DNA. Porém, ainda pequena a fita muda de destino, suas pontas se ligam e formam um anel. Adeus RNA, não foi dessa vez. Mas observamos outro grupo menor ainda – que fatalmente iria curvar suas pontas e fechar-se – porém acontece algo estranho: aparece por perto um grupo pequeno de átomos conhecido como molécula de etílico que se agarra numa das pontas da pequena molécula evitando que se curve e feche, e traz outros átomos ligando-os naquela ponta. Parece que a ponta sofreu alguma mudança pois agora ela não se atrai mais pela outra ponta, e assim continua sendo agregado átomos a ela. Dessa forma um dia chegou-se a obter uma molécula completa de RNA e daqui a Vida apareceu. Por sua vez, a molécula de etilico com sua missão cumprida, desaparece quietinha da cena, não espera os repórteres, a televisão, a recompensa do govêrno, a fama de heroína, e vai anônima procurar outra molécula-bebê a quem ajudar a crescer…

Pô… mas estamos falando de átomos, uma gang ou turminha de átomos!  Átomos são conjuntos de partículas, êles não tem propósitos, êles não movem uma palha a não ser quando estão carentes de energia e procuram comida na forma de um elétron na camada superficial de outros átomos. Se tem um grupo dêles agindo diferente, com comportamentos anormais, e ainda mais com propósito de ajudar, ser babá de bebês, parteiros, está claro que não sabem o que fazem nem porque fazem aquilo. Deve existir alguma ou algumas fôrças, dentro ou fora dêles, com mais poder que a fôrça natural dêles, dirigindo-os. Ou isso ou então nos despimos do avental de cientista, mandamos a Ciência ir plantar batatas porque o mundo não é lógico. 

Eu penso que sómente a existência de sistemas pode explicar essas fôrças. É a unica coisa que conhecemos e sabemos comprovadamente que pode atuar na matéria sem nos ser visível. Um árabe que deveria estar trabalhando e procurando namorada de repente se enche de bomba e se mata. Um comportamento ilógico que veio de fora dêle: um sistema invisivel conhecido por religião islãmica ( ou ao menos um sistema ideológico de terroristas). Sistemas hierarquicamente maiores ou superiores em complexidade atuam sôbre sistemas menores externos ou sôbre seus sub-sistemas ou ainda, a essência de um sistema, aquilo que lhe dá sua identidade, que é o excesso de informação além da soma de informações de tôdas suas partes, atua sôbre suas próprias partes. Este excesso de informação que não está em nenhuma das partes, que resulta das experiências das interações entre as partes é a mente invisível do sistema. Assim como no homem existe uma entidade, que é abstrata, intocável, chamada mente, que é diferente do corpo que a produz, é diferente de todas as partes do corpo, mas tem poder de dirigir o corpo para onde ela decida. Átomos por si só não são heróis nem altruístas. Ponha bilhões de átomos conectados e eles formam uma pedra, que não move uma palha, porque pedras sôltas são pedaços desconectados de um sistema.

Mas qual então o sistema que existe naquela área, naquela sôpa de lama, conduzindo um grupo de átomos a comportamentos anormais? Ninguém vai procurar porque ali não se vê sistema nenhum, todo mundo jura que não existe sistema ali.

Como resultado, somos tentado a ver grupinhos de átomos como se fossem entidades pensantes, com propósitos! Está na moda dizer que genes tem propósitos, que tem conhecimento do futuro, pois êste outro amontoado de átomos possue o propósito supremo de se perpetuar! Parou-se totalmente de buscar  fôrças externas aos átomos, conferiu-se personalidade a êles. Perdemos o juízo! Rindo de nós ficaram os religiosos, pois êles acreditam que sabem de onde vem as fôrças: Deus.

Existe um sistema completo, muito grande, descomunal mesmo, dentro de uma massa informe de células muito minuscula. Me refiro ao código genético dentro de uma mórula no meio da sôpa amniótica de onde vai se desenvolver um ser humano. O ser humano é o sistema que está dirigindo o comportamento de átomos dentro daquela sôpa. Êle foi transfigurado, decodificado, e colocado como uma molécula composta por átomos dentro da massa amôrfa. Então se temos uma solução comprovada aqui na Terra, porque emitir carteira de identidade para moléculas ou rebaixar Deus das alturas para vir aqui e ficar mexendo com lama? Porque não procurar um sistema maior fora da sôpa?!

Foi a conclusão que cheguei no Amazonas. Quando estava agachado revirando lama do pantâno, pensando no sistema, me acendeu essa luzinha, pensei nisso, deixei a lama e levantei os olhos, sondando os arredores, arriscando um olhar inquiridor para os céus… Nunca mais voltei à lama a procurar as respostas para as origens da vida. Com certeza não estavam lá, assim como meu pai e minha mãe não estavam em pessoa dentro do ovinho de meus primeiros dias.

Então… se brigo por essa idéia, tenho agora que, pelo menos, sugerir onde está e quem é o misterioso sistema.

Quando o texto científico diz “Um dos maiores desafios para a obtenção de um polímero é que, enquanto ele cresce, suas pontas começam a reagir umas com as outras em vez de formar cadeias longas – problema que é conhecido como ciclização.”, podemos entender isto na linguagem da Matriz. Antes recorde que “polimero” são átomos reunidos conectados formando uma fita, como se fôsse uma minhoca e êles se uniram porque a energia do Sol e substâncias do núcleo da Terra inoculam nos átomos partículas de luz chamadas fotons, as quais são unidades de informação do “DNA/Matriz” de LUCA. Êstes fótons tentam criar um corpo para encarnarem-se como software, assim como nós tentamos fazer um hardware de computador mais avançado para operar o ultimo  software mais desenvolvido que os anteriores. Os fótons agem como agentes subversivos de um regime estrangeiro sôbre as partículas dos átomos conduzindo-os a se conectarem de nova maneira. Mas fótons de LUCA herdaram o supremo egoismo de LUCA e assim que tenham alinhado átomos suficientes tentam unir as duas pontas da minhoca para transforma-la num anel.

 Benzeno, um composto cíclico simples

O mais primitivo anel quimico foi o Benzeno, descoberto por Kekulée quando viajava numa carruagem e começou a dormir mas assim como os solavancos da carruagem faziam seu corpo dançar êle sonhou com átomos dançando e formando rodas de cirandas. De repente êle gritou para o cocheiro parar, saiu da carruagem, levantou os braços para os céus e gritou para o mundo: “Descobrí o Benzeno!” . E deu um tapa carinhoso no traseiro do cavalo dizendo “obrigado amigão, seu trotar valeu, quando chegar-mos você vai ter alfafa da melhor à vontade e uma semana de férias!”

Formando o anel os genes de LUCA fecham o sistema, se recolhem para dentro dêle como a tartaruga faz recolhendo-se dentro da casca e preparam-se para viver eternamente seu paraíso termodinâmico. Porém a Natureza não quer isso, ela tem uma missão muito maior a alcançar que ser apenas bolinhas duras por aí ou esferas no céu, por isso ela tem que abrir aquelas pontas para agregar mais átomos que serão necessários para montar sistemas mais complexos e deixá-los abertos para evoluírem. Quando ela rompe um anel isto é chamado pelos químicos de “ciclização”e veja um exemplo:

 Ring opening metathesis polymerisation

Veja os detalhes em Wikipedia. Estás vendo como um anel fechado, quando envolvido numa substância catalizadora num laboratório, torna-se uma linha aberta como uma minhoca? Agora vejamos um exemplo contrário, quando uma cadeia de átomos na forma de linha – ou sistema aberto –  faz suas pontas reagirem-se e colarem-se formando um anel, sistema fechado:

Dieckmann condensation

No experimento dos cientistas o agente da Natureza para corrigir os herdeiros de LUCA foi a   molécula de etídio, a qual estaria no lugar da base –ROH acima. Acho que êste exemplo não é bem apropriado, mas nesta pressa não posso procurar outro (se você tiver tempo tens a missão de ajudar-me e aproveitar para aprender por si mesmo(a)). Pois como o texto diz: “… pequenas moléculas poderiam ter agido como “parteiras moleculares” para ajudar na construção de blocos de longas cadeias de material genético” – a ação da molécula de etídio não é atacar e romper anéis depois que se fecharam mas ela age antes das duas pontas da cadeia de átomos se unirem, inserindo nestas pontas novos átomos selecionados para cumprir um plano de um composto maior e mais complexo. Portanto, a molécula de etídio funciona mais como os missionários e psicólogos que se ocupam dos jovens tendentes a se viciarem tentando convencê-los a seguir outro caminho. Ou como a mensagem da Matriz tenta transmitir uma mensagem naturalista mais saudável ao jovem que perdeu a fé religiosa dos pais e está prestes a ser capturado na rede do niilismo transmitido pelas teorias materialistas.

Diz o texto: “Agora, os pesquisadores buscam a verdadeira identidade desta molécula “mãe de todas”, responsável pela formação dos primeiros polímeros genéticos da Terra. A molécula altruísta que deu o primeiro passo no desencadeamento do complexo e explosivo surgimento da vida.” Ora, êsse nome “molécula da Vida”, ou “mãe de todas” são recursos publicitários para enaltecer a teoria materialista da abiogênese. Acreditam que existiria uma molécula criadora ou parteira da vida? Mas será que se esqueceram o que está por trás, o verdadeiro significado, da palavra “Vida”? É a coisa mais complexa existente nestas regiões do Universo, uma engenharia extraordinária que jamais conseguimos imitar, e então quem criou essa coisa fantástica teria sido um punhado de átomos mais estúpidos que uma pedra?! Ora, comm’on! Seja como for, prefiro o raciocinio da Teoria da Matriz que sugere que são muitas diferentes moléculas como agentes da polimerização, que essas moléculas são trechos ou pedaços do circuito de LUCA procurando por afinidade iônica outras moléculas que contenham trechos com os vizinhos de outrora, assim como um chinês chegado a New York não vai procurar o bairro turco para morar mas sim o bairro que contem seus conterrâneos vindos da China.

Um outro tema relacionado com isto e que está na moda ecológica é o fato de que a as técnicas de laboratório industriais descobrem como fechar linhas em anéis ou ao contrário, como abrir anéis em linhas, e o resultado destas experiências são materiais como o nylon, o polietileno, etc. Uma técnica conhecida como “Ring-opening metathesis polymerization of cycloalkenes” produz importantes petroquímicos. Daqui dá para entender porque alguns dêstes produtos são tóxicos poluentes ou não-degradáveis, pois estamos criando novos compostos químicos que podem ser mortais para aquêles formados naturalmente, tanto para os fechados em anéis como para os abertos que seriam utilizados pela evolução.

Veja algumas definições úteis aqui:

Em química orgânica, um composto cíclico é um composto no qual uma série de átomos de carbono são conectados formando um laço ou anel.[1] O benzeno é um exemplo bem conhecido. O termo “policíclico” é usado quando mais de um anel formam uma molécula como por exemplo no naftaleno, e o termo macrociclo é usado para um anel contendo mais que uma dúzia de átomos.

Uma reação química orgânica que forma um ciclo, ou seja, produz uma molécula cíclica a partir de um composto não cíclico, é chamada reação de ciclização. Um exemplo genérico para se entender tal tipo de reação seria a ciclização do hexano em cicloexano. Um exemplo de reação que produz ciclização é a condensação de Dieckmann.

Abraços,

Louis Morelli

 

 

Transistor Molecular… um sinal da Matriz?

quinta-feira, janeiro 14th, 2010

              Molecular Transistor                

molecular-transistor.jpg

                 

 . O primeiro transistor molecular foi criado na forma de uma molécula de benzeno. Como veremos a seguir, esta descoberta promete melhorar em muito os computadores, celulares, etc.. A Ciência ainda não entende o mecanismo e a razão do porque do fenômeno, mas os modelos da Matriz, a 20 anos atrás, apontou a forma de anel com seis atomos do benzeno como um elemento chave na matéria orgânica, sugerindo ser ele o primeiro elemento molecular a ser a cópia mais fiel da Matriz, portanto, uma espécie de building block das moléculas, e por isso na época andei levantando tudo o que podia de informação sôbre o benzeno, anotando várias folhas de papel para posteriormente continuar a pesquisa. Existe algum grande, universal, evolutivo segrêdo no benzeno cujo desvendar melhor nos fará entender as origens da matéria orgânica e portanto, descobrindo seu potencial, melhor emprega-lo na tecnologia.

A noticia pode ser vista na Newsvine, sob o título:

First Molecular Transistor Created

no site: http://www.msnbc.msn.com/id /34826143/

Data: Tues., Jan. 12, 2010 By Eric Bland Transistors, os quais amplificam e mudam os sinais de energia, são os tijolinhos fundamentais dos modernos instrumentos eletrônicos. Apesar desta importancia dos transistors, este primeiro modelo molecular é mais uma descoberta cientifica do que uma novidade pratica tecnológica, por enquanto.    

O menor transistor do mundo, feito com meros seis atomos de carbonos suspensos entre dois eletrodos de ouro, foi criado. Mas a grande vantagem do transistor molecular ™ é que os eletronicos com ele feitos se mantem mais frios, com isso não desperdiçando energia. Em outras palavras, se seu laptop fosse feito com eles, não importa o tempo que esteja ligado, ele não teria esquentado.

 

O segrêdo não é apenas o menor tamanho do transistor molecular mas sim a sua maior eficiencia na transferência de energia. Ele dissipa muito menos energia do aquela que os atuais chips perdem nessa transferência. 

 

 Para descobrir o eficiente tm os cientistas primeiro tentaram outros modelos como um com oito atomos, o modelo “alkane”, mas este não funcionou bem pois ele exigiu mais energia para a partida e impulsionou menor quantidade ao longo da cadeia de atomos.   Numa nova experiencia, os cientistas pegaram seis atomos de carbono e seis de hidrogenio e arranjaram eles num circulo, criando uma molecula de benzeno. Nesta forma, a corrente elétrica fluiu com facilidade, subindo até um eletrodo de ouro, passou pelos atomos de carbono e desceu até outro eletrodo de ouro. Modelando os atomos de carbono na forma de um anel aproxima os electrons do carbono, deste modo os atomos de carbono podem compartilhar electrons entre si. Estes electrons compartilhados permitem que uma corrente eletrica flua com maior facilidade.E porque o tm ainda não é economicamente viável? Porque são necessários milhares deles interconectados com razoavel sucesso para fazer um computador e não existe ainda tecnologia para isso – a qual ainda vai demorar uns dez anos.

                               – – – – – – – – – – – – – – – – – – – — – – – – 

Interlúdio Filosófico: Estamos descobrindo aqui o agente ancestral não-vivo, não-biológico, do processo biológico da Seleção Natural? A Matéria Escura?!

 

 Porque… qual o mistério que existe quando a matéria se apresenta organizada na forma circular mas com exatos seis elementos?! Porque é seis a unica quantidade de elementos que fecha um sistema ideal, tornando-o um moto-continuo? Porque num sistema circular, exatamente com seis peças a corrente elétrica flui com maior facilidade e não tem sua energia dissipada como tem com 4, 5, 7 ou 20 peças?! Em outro capitulo trato do tema sôbre porque o carbono e não outro atomo foi o escolhido para ser a base da matéria organica e portanto, da Vida: é o unico atomo com 6 protons e seis electrons, o que melhor copiou LUCA na face da Terra. Parece que, em qualquer situação, e com qualquer forma evolutiva do sistema universal (biológico, magnético, quantico, elétrico, etc.), mesmo que seja com elementos da mesma espécie, onde seja formada uma cadeia de interconexões, os elementos adquirem uma funcionalidade específica que não tinham antes, no mesmo molde das funcionalidades diferenciadas que se observa nas diferentes formas de um ciclo vital. Em outras palavras isso quer dizer: a Natureza pega seis peças iguais (digamos que seja, seis atomos, ou seis astros ou seis macacos) e ordena: você fará a função da criança (F2), você fará o papel do adolescente (F3), você outro fará o do adulto (F4) … mas para que e porque? Uma idéia que me ocorre agora e a possibilidade de que quem seleciona e elege esse modelo dos seis circularmente interconectados seja a substancia universal que preenche todo o espaco. Denominada pelos antigos de eter, e agora parece reviver a idéia com os modernos se referindo a dark matter ou dark energy. Haveria uma substancia universal que funcionaria como a água do oceano ou o ar da atmosfera ou ainda a gravidade do espaço sideral. Sabemos que existe uma forma ideal de embarcação selecionada pela água: um navio tem de ter a forma da base certa para cada quantidade de pêso, o avião tambem. Pêso demais sobre base muito estreita, afunda; forma muito achatada desempenha menor velocidade, etc. Parece-me que a Natureza não aprecia que um corpo curve o seu espaço/tempo. E agora parece que a Natureza, em todos os lugares e tempos seleciona, aprova e privilegía a formula matricial, a qual se compoe por um processo dinâmico que denominamos ciclo vital. Parece-me – mas longe de mim almejar desvendar este mistério, isto está muito alem da minha capacidade – acho que necessitamos aí de complexa matemática e uma genialidade einsteniana.                                       – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – – –    A cerca de 20 anos atrás, logo que a Matriz saltou dos calculos que fazia, e passei a buscar  como ela criou a vida na Terra, primeiro foi o átomo de carbono que me exigiu estudar muita coisa da teoria atômica. Logo em seguida eu tinha que descobrir como ela começou a mover os atomos para fazer moléculas de amino acidos. A estrutura dos amino acidos com um carbono central denotava que a reprodução se dava a passos sofridos, gradualmente, cada novo mais complexo amino acido mais se aproximava da forma matricial. Mas nisso deparei-me com o ring do benzeno, a primeira molecula simples na natureza terrestre que imitava uma forma completa de LUCA e lembro-me de ter corrido às bibliotecas em busca de tudo que houvesse sobre o benzeno. Mesmo porque  a narrativa de Keculée ( o decobridor do benzeno, se bem me recordo), como ele estava viajando numa carruagem e dormindo começou a ver atomos no sonho dançando em forma de ciranda e assim descobriu a forma circular do benzeno, me pareceu atrativa. Mas se me lembro de ter anotado um mundo de links com tudo que se relacionava ao benzeno e disso resultou um bom calhamaço de papeis manuscritos, não me lembro onde os deixei. Com essa noticia agora, que vem como um segundo despertar, pelo certo eu teria que refazer toda aquela investigação ( onde foi que deixei aqueles papéis?). Precisamos acelerar a busca da tecnologia sobre conexão dos transistores moleculares. Milhões de neuronios que imitam a forma matricial se conectam formando nosso cérebro, mas ali, bem o sei, trata-se de milhões de fractais da fórmula da Matriz, diferenciados entre si em um minimo e imperceptível detalhe, talvez localizado numa particula. Nada entendo da tecnologia para construir transistores, mas seria possivel produzir uma minima diferenciação entre milhares de unidades deles?Baseando-me nesta idéia, e precisando discuti-la urgente com alguem, fiz o “post” abaixo e botei no forum do site do Richard Dawkins. Vamos ver no que vai dar…

Is dark matter the ancestral of Natural Selection?

Postby Louis Morelli » Tue Jan 19, 2010 11:03 am

( Sorry, it is missing me the exact words since English is not my native language, but this issue is very important, so, I appreciate if you try to understand it, and to know what do you think).

The models of Matrix/DNA Theory is leading me to discover every non-biological ancestral of any biological phenomena at those natural systems that preceded life. For instance: how Nature created biological replicators? The models showed the mechanisms used for replications of stars in the sky. This week, a new brilliant discovery leads me to explain from where Nature took the idea for Natural Selection. The discovery is about the molecular transistor, based in benzene molecule. Benzene was cited 20 years ago by Matrix/DNA Theory as being the most exact copy of the universal matrix, then it could be the building block of something, like the carbon atom is the most exact copy of the Matrix, then it was selected for being the building block atom of life. Now, this discovery is a kind of confirmation: the free flow of energy in that benzene system was clear seeing the formula.
But, then, is growing an idea very important. The electric benzene (as transistor) was selected by Nature between any other elements, as the scientists did several experiments. But… which Nature? What is Nature? How and why the nature’s matter do it? It seems to me that the benzene with an internal free and perfect flow of energy, in relation to matter, is like a ship in relation to the water of the ocean. We know that a ship need be calculated: the size in relation to weight in relation to the highest point in relation to the shape for speed, etc.. Then, the water of the ocean is the real agent that is behind the selection of the best kind of ship. Now, going to the benzene, I am thinking that must have a kind of ether making the ruler as the ocean. And the best candidate by now is dark matter, or dark energy. If so, we found the roots from where came this phenomena presents at biological evolution that we call “Natural Selection”. It seems that nature does not appreciate that any kind of body curve its space/time, and who doesn’t do it, is naturally selected. Or someone could believe that earth has invented alone this phenomenon?! What do you think? Let’s go to develop this idea?