Posts com Tags ‘buracos negros’

Buracos Negros e Big Bang Não Existem: Provas Matematicas de Cientista?

segunda-feira, outubro | 27 | 2014

http://www.dailymail.co.uk/sciencetech/article-2769156/Black-holes-NOT-exist-Big-Bang-Theory-wrong-claims-scientist-maths-prove-it.html

Para Quem Aprecia Ver Leões Jantando Ovelhas, Vejam Tambem Os Buracos Negros Jantando Estrêlas.

terça-feira, abril | 24 | 2012

Na minha opinião, o festival de besteiras continua. A imprensa aproveita porque “isso está vendendo”. O publico a cada vez mais assimila a noção de que o céu está cheio dos terríveis e monstruosos canibais do espaço. O nome “buraco negro” está na moda. Os modêlos teóricos da Matrix/DNA continuam sugerindo que os “teóricos buracos negros” não existem. Que a violência imaginada no Cosmos é mera projeção de mentes geradas nesta biosfera terrestre que foi um produto do estado de caos, pois no Cosmos reina o estado de equilibrio e ordem. E de alguns anos para cá tôdas as noticias, imagens e dados que foram captadas e das quais tomei conhecimento reforçam os modêlos da Matrix/DNA enquanto a maioria está obrigando a reverem e fazerem remendos na teoria acadêmica.

Veja-se apenas a lista de ultimas noticias em Terra.com:

Em especial êste artigo:

Terra.com

http://noticias.terra.com.br/ciencia/noticias/0,,OI5614940-EI301,00-Imagem+ajuda+a+desvendar+misterio+dos+buracos+negros.html

Imagem ajuda a desvendar “mistério” dos buracos negros

Mas quando se lê o artigo, não se vê onde a imagem ajuda a desvendar o mistério dos buracos negros. Ao contrário, a imagem lança mais confusão. Basta ver êste trecho:

” Os astrônomos sabem como as estrelas supermassivas se desintegram para a formação dos buracos, no entanto não está claro como estas estruturas, que podem ter massa milhões de vezes maior que a do Sol, podem se formar no núcleo das galáxias. A ideia defendida pelos pesquisadores é de que essas estruturas supermassivas podem se originar a partir da fusão de pequenos e médios buracos negros.”

Em primeiro lugar, não, os astronomomos não podem saber que estrêlas formam buracos negros, simplesmente porque nunca jamais foi visto êste processo em algum lugar, e nem mesmo juntando todas as imagens disponiveis poder-se-ia montar uma sequencia de eventos entre uma estrêla em decomposição e um buraco negro em formação. Esta sequencia de eventos num processo cosmológico como êsse ocorreria no tempo astronomico, ou seja, demoraria muitos milhares de anos, talvez milhões ou bilhões de anos, e a cultura escrita humana não tem sequer 15.ooo anos.  Portanto foi impossivel a qualquer ser humano assistir tal evento e provavelmente nunca será. Então o que é Astronomia? Não era para ser uma Ciência? Mas Ciência só aceita fatos, comprovados. Astronomos não eram para serem cientistas? Mas cientista só sabe o que pode comprovar de alguma maneira. E porque ninguem da imprensa ou dentro dos circulos acadêmicos cientificos está gritando contra essa ofensa à sagrada Ciência?!

Qual será a formação mental das crianças que estão crescendo com a crença de que o Cosmos é violência e que existem estes fantasmas, monstros? Mas e se tudo isto estiver errado?

O artigo continua seu festival de besteiras: “… O fato de haver um grupo muito jovem de estrelas na imagem indica, segundo os astrônomos, que o buraco negro de massa intermediária pode ter se originado a partir da galáxia anã,…”

Ora, não vejo a ligação entre as reais estrêlas jovens detectadas na imagem com uma hipotéctica e morta galaxia anã. O que vejo é mais uma evidência e um acêrto de previsão para os modêlos da Matrix/DNA: ” Os vórtices nos nucleos galácticos geram estrêlas novas.” Isto ela escreveu há 30 anos atrás.

Supõem que nos nucleos das galaxias existam buracos negros e que sejam tais como os pintam. Enquanto isso os modêlos da Matrix/DNA sugerem que nêstes nucleos existem apenas meros vórtices, tipo tornados, semelhantes aos rodamoinhos que surgem e desaparecem no quintal da sua casa. Que estrêlas e mesmo sistemas estelares de fato podem morrer, se fragmentarem em poeira e detritos estelares, os quais forma uma nébula amôrfa, mas devido estarem dentro de uma galaxia ou mesmo universo em rotação, a poeira gira sôbre si mesmam formando naturalmente os ralos no seu centro. E isto gera novas estr6elas, novos sistemas. Qual o mistério? Qual a violência? Porque apelar para existência de fantasmas invisíveis?! Reprodução, reciclagem, replicação, meros processos que ocorrem aqui dentro de qualquer sistema celular. Não é muito mais belo um Cosmos semelhante à Vida que êle criou aqui na superficie da Terra e que aqui aplicou os mesmos processos que se aplica a si mesmo? Do que um Cosmos locupleto de eventos ao acaso cujo acaso seria dominante no mundo e teria criado a Vida, por acaso?

Ter argumentos bombásticos e exóticos para chamar atenção, se colocar como figura nas manchetes, todo mundo faturando alto, é a unica explicação que encontro do porque estão fazendo isso. Mas a cada dia a matrix/DNA está descobrindo algo espetacular na Natureza. Por exemplo: a abelha rainha sobe a seis metros de altura do solo, emite sinais aos machos, que formam fila, copulam e caem mortos, enquanto a rainha desce e gera os germes de novas abelhas. De onde a colmeia inventou isto? No espaço sideral um vórtice no centro de uma nébula de poeira estelar se veste com um belo quasar luminoso e com suas atrações magnéticas alcança pulsares que assim emitem cometas rechonchudos da energia que o vórtice necessita enquanto os pulsares morrem se transformando em supernovas. Enquanto isso o vórtice fecundado gera os germes dos novos astros. Estava tudo registrado no DNA dos seres vivos, herança genética do Cosmos! Eis o que é descoberta bombástica, espetacular e ao invés de gerar mêdo e apatia nas crianças, gera o encantamento com a sabedoria da Natureza, talvez de um Deus inteligente por trás de tão extraordinaria engenharia.

A Vida é exuberante, parece um milagre. O sistema solar funciona com a precisão de um relógio, por bilhões de anos. Não seriam estes aspectos emcantadores da Natureza mais produtivos em termos de noticias bombasticas, mais dignos de serem estampados nas manchetes? Tem pessoas que apreciam e se deleitam assistindo um leão jantando uma ovelha. estas pessoas sentem necessidade de ver buracos negros jantarem galaxias, mesmo com todas as formas de Vida que nelas possam existir. Mas tambem existem as pessoas que como eu, tampa os olhos com as mãos para não ver a agonia da ovelha. Nós temos a necessidade de ver um Cosmos sem feras canibais e vitimas imoladas. Ninguem prova quem está certo, mas se o time adversário é uma torcida ruidosa que grita aos quatro cantos quando pensa ver seus goals, temos o direito de gritar tambem quando pensamos ver os nossos. Como no caso da rainha das abelhas.

Tanto nós como os astros viemos de poeira estelar. Onde estavam os Principios da Vida naquela poeira?

domingo, abril | 15 | 2012

( Artigo em construção)

ABC NEWS – TECHNOLOGY

Dust in black hole winds helped form early stars

http://abcnews.go.com/Technology/story?id=3725906&page=1

Astronomers have taken a baby step in trying to answer the cosmic question of where we come from.

Planets and much on them, including humans, come from dust — mostly from dying stars. But where did the dust that helped form those early stars come from?

A NASA telescope may have spotted one of the answers. It’s in the wind bursting out of super-massive black holes.

Matrix/DNA: “Esta crença da comunidade de astronomos em um fantasma que foi criado imaginativamente pelo excesso da masturbação intelectual matematica atrapalha tôdas suas subsequentes interpretações das imagens e dados que estão sendo colhidos por estas maravilhosas máquinas espiãs da genialidade humana. Nêste caso desta noticia em particular, o pensamento lógico que deveria ser imediato perante a questão “de onde veio a poeira que formou as primeiras estrêlas?”, seria repensar  mentalmente num retrospecto da evolução cosmológica, da História Universal, e localizar a causa formadora da poeira.  Mas ao invés disso, o fantasma buraco negro está tão arraigado na mente que o pensamento lógico é entorpecido para ceder o lugar ao fantasma dominante. De qualquer maneira o fantasma tem que ser inserido numa interpretação, assim como para os religiosos de qualquer maneira Deus tem que ser inserido na resposta. E assim como quando se pergunta aos religiosos “e de onde veio Deus?”, ao perguntar de onde veio o primeiro buraco negro, o crente se atrapalha tôdo.

Esta pergunta tem a ver com outra pergunta: Qual o processo/mecanismo que a Natureza tem aplicado para organizar a matéria disforme em corpos e sistemas, ao menos, aos que conhecemos?

Uma morula é uma massa de matéria disforme que depois se torna um corpo e um sistema. Sabemos qual o processo: dentro daquela matéria disforme haviam particulas treinadas a se combinarem de certa maneira que refizeram um sistema existente anterior, geralmente um grau menos complexo. Mas teria algo a ver a formação de corpos/sistemas biológicos com a formação de corpos/sistemas astronomicos? O denominador comum entre estes dois fenômenos é que ambos são produzidos pela Natureza. E porque não teria algo a ver? É o mesmo criador, o mesmo artista, portanto é de se inferir que trata-se do mesmo método. Porque uma força construtora iria ser mutada no meio de duas ações? Desfigurar o que temos de conhecido para imaginar o que acontece no que desconhecemos não é sabedoria.

The Spitzer Space Telescope identified large quantities of freshly made space dust in a quasar about 8 billion light years from here.

Astronomers used the telescope to break down the wavelengths of light in the quasar to figure out what was in the space dust. They found signs of glass, sand, crystal, marble, rubies and sapphires, said Ciska Markwick-Kemper of the University of Manchester in England. She is the lead author of a study that will be published later this month in Astrophysical Journal Letters.

Dust is important in the cooling process to make stars, which are predominantly gas. The leftover dust tends to clump together to make planets, comets and asteroids, said astronomer Sarah Gallagher, a study co-author at the University of California Los Angeles.

“In the end, everything comes from space dust,” Markwick-Kemper said. “It’s putting all the pieces of the puzzle together to figure out where we came from.”

Astronomers figure that the planets that formed in the past several billion years — and those away from quasars — came from dust that was belched from dying stars. That’s what happened with Earth.

That still leaves a question about where the dust from the first couple billion years of the universe came from, which helped form early generations of star systems.

“It’s formed in the wind,” of the black holes, Markwick-Kemper said. Gas molecules collide in the searing heat of the quasar, which is thousands of degrees Fahrenheit, and form clusters.

“These clusters grow bigger and bigger until you can call them dust grains,” she said.

Scientists who weren’t part of the study hailed the work.

Cornell University astronomer Dan Weedman, the former director of NASA’s astrophysics division, said the study was an important step in answering a fundamental mystery of the early universe.

Reviravolta na Cosmovisão Acadêmica: Imagens de Buracos Negros Celebram Mais Uma Vitória da Matrix/DNA

sexta-feira, abril | 13 | 2012

Êste artigo foi inspirado na notícia da Royal Astronomical Society:

Do black holes help stars form?

http://www.ras.org.uk/news-and-press/219-news-2012/2070-do-black-holes-help-stars-form

02 February 2012 11:56
xxx

Desenho Artistico Imaginando um Buraco Negro

Desenho Artistico Imaginando um Buraco Negro

xxxx

Qual o interêsse para as pessoas modernas “ocupadíssimas”, sôbre o que aconteceu em galaxias distantes a 10 bilhões de anos atrás? Seria honesto estampar manchetes dêste fato quase obrigando estas pessoas a lerem mesmo que seja apenas o título, roubando-lhes alguns segundos de seu precioso tempo? Por exemplo, para que publicar essa imagem agora?
xxxx
xxxx

Poeira Verde: Emitida por um Buraco Negro ou uma Estrêla Morta?

Poeira Verde: Emitida por um Buraco Negro ou uma Estrêla Morta?

xxxx

Pois esta noticia, sem exagerar, pode salvar a Humanidade de sua destruição ou escravização sob a robótica. Estas noticias formam em nossa consciência uma visão do mundo, a qual nos conduz a selecionar alguns valôres psicológicos e descartar outros, e êstes valores influenciam subconscientemente em nossas grandes decisões, portanto, nos dirigem em nossos destinos. Tôdas as civilizações caíram e de forma trágicamente dolorosa porque foram construídas tendo por base uma equivocada interpretação do mundo natural que sustenta e mantem a Vida das espécies na Terra. E o conjunto destas noticias são interpretadas pelas academias oficiais, compiladas em teorias cosmovisionarias e inseridas nos curriculuns escolares para formar a mentalidade de nossas crianças. Como a Teoria do Big Bang, da Evolução Darwiniana, da Biogenese e origens da Vida, etc. Mas e se as teorias estiverem erradas? Nossa moderna civilização estará, como tôdas as anteriores, se distanciando da sintonia com o ritmo de transformações da Natureza, até um ponto onde ela ruirá completamente. Os atuais líderes e suas mentalidades entrarão em decadência até serem substituidos pela Natureza. Não adianta espernearem e tentarem enganar a realidade do mundo como não adiantou aos faraós construirem gigantescas piramides inuteis e mumificarem suas carcaças fisicas. Considere a nossa tremenda responsabilidade para com as próximas gerações.

Por exemplo, torna-se cada vez mais assíduo em nosso dia a dia uma idéia que foi criada por uma destas teorias: a idéia de “buracos negros”. No meu tempo de “moleque”, a 40 anos atrás, nas rodas de meninos de rua ou nas escolas, se alguém falasse um nome como êsse – buraco negro – provocaria sorrisos maliciosos de alguns imaginando besteiras ou cenho franzido em outros provocando o terror que tal imagem suscita. Naquêle tempo êste nome só era pronunciado nos estritos circulos da Fisica e ainda teórica, jamais vinha a publico pela mídia. Mas hoje a quase todo dia a midia estampa imagens de fotos obtidas pelos telescópios espaciais ao lado de imagens feitas artisticamente com a simulação em computadores apontando em letras garrafais para um hipotético “buraco negro”acompamhado dos adjetivos “horrível canibal do espaço”, “devorador de estrêlas e planetas como o nosso”, etc. Caiu na rotina dos jovens principalmente através dos vídeo-games.

O principal valor psicológico humano que a idéia de buracos negros transmite é a de um mundo sem sentido, sem significado existencial, onde reina os eventos ao sabor do acaso, e tal crença mina a firmeza do solo sob nossos pés como fazem os tremores de terra, nos levando a uma sensação que podemos desaparecer a qualquer momento, por fôrças alheias à nossa capacidade de controle. Inconscientemente os seres humanos apreciam e buscam um estado de desapêgo da sua existência alem do momento imediato, pois a preocupação com isso causa o incomôdo de nos fazer pensar com seriedade e o inconveniente de ser um estraga-prazeres em meio ao nosso cotidiano consumista de entetrenimento. A mídia parece saber disso e explora essa fraqueza humana para obter lucro.

Recentes imagens enviadas pelo Hublle estão sendo interpretadas de uma maneira que derrubaria a principal teoria sôbre buracos negros: ao invés de devorar estrêlas e planetas, estas imagens sugerem que buracos negros participam de forma decisiva na geração delas. Quer dizer, é exatamente o contrário, os calculos anteirores são destruidos e revirados ao avêsso para produzir novas idéias que mudam a profunda interpretação da nossa consciência do mundo! Mas é claro, a velha mentalidade que foi formada nas universidades pela teoria errada antiga tentará salvar o êrro buscando argumentos o maximo possível. Antes de pensar no beneficio para os jovens e próximas gerações, um ser humano tenta primeiro salvar sua própria existência e saúde mental aqui e agora.

A imaginação de que existem buracos negros e seriam os tais monstros fastasmagóricos surgiu do excesso do intelecto aplicando o método e a lógica do raciocinio matematico sôbre poucos dados conhecidos pela Física. A Física é fria, mecânica, insensivel, e a lógica matematica é uma metafisica que ignora os processos da Vida e as produções da mente humana, como os sentimentos, as emoções, etc. Assim são ambas inimigas da Humanidade, mas existem homens buscando-as, aplicando-as na construção do habitat humano. Porque? Pelo mesmo motivo que as fôrças mais poderosas dentro de um corpo humano são aquelas aplicadas pelos musculos e obtidas pela existência do esqueleto ósseo. Nenhum órgão, nenhuma carne, nenhuma substancia liquida do nosso corpo teria fôrça maior influenciando todo o sistema corporal fisico. Pois a disciplina da Física estuda e aplica as leis do esqueleto do sistema da Natureza universal. Quem conhece, controla e manipula êste nivel infra-esturtural da nossa Natureza, obtem o poder maior sôbre a sociedade humana. Basta nos lembrar da bomba atômica ou da manipulação da combustão mecânica do petróleo. Mas a obtenção do poder sôbre míseros e débeis seres humanos conduz à arrogancia de crer-se eleito por Deus, de ter nascido sob a proteção de uma estrêla sempre brilhando, de se ser o dono da verdade, enquanto os demais humanos seriam meros estupidos ingênuos ainda fortemente dominados pela descendencia animalesca, a serem controlados e dirigidos para manter um status social que nos convem. Esta crença de se estar conectado correto em relação à verdade ultima do mundo conduz individuos a se tornarem obcecados pelo seu próprio jeito de raciocinar e torna-os fundamentalistas em acreditar que a metafisica resultante de seu método não mais uma simples teoria, mas sim o mundo real existente. Por isso parssaram a crer piamente na existência de buracos negros mesmo sem nunca terem visto ou tocado um, os quais, pela simples lógica que se baseia nas nossa expreiencias com a Natureza real, se existissem seriam fantasmas não-naturais.

Mas o nosso conhecimento da Natureza universal ainda é muito pouco e esta constatação nos aconselha a deixar as portas das possibilidades abertas para a existência de fato dêstes fantasmas. Afinal, os crentes na sua existência não apenas exibem as suas equações matematicas sugerindo-os, mas tambem arrolam como argumentos efeitos e eventos que estão sendo captados em certas regiões do espaço sideral pelos nossos instrumentos cientificos. Êste grupo intelectual e munidos de tais recursos estão no trono do poder conduzindo a evolução ou involução mental humana e por terem o dinheiro, são cortejados pelos reporteres e jornalistas oportunistas. Se aparecesse outro grupo ou alguem sem nenhuma expressão social e poder financeiro defendendo outra teoria sôbre os mesmos efeitos e eventos, seria totalmente ridicularizado e ignorado tanto pelos palestrantes como pela platéia.

Pois no tocante aos efeitos e eventos captados por sensores óptico-mecânicos nestas regiões do espaço sideral existe ao menos uma outra teoria sugerindo que o elemento oculto produzindo tais efeitos não é tal teorizado buraco negro. Seriam meros vórtices, rodamoinhos siderais, formados pela rotatividade da galáxia sôbre a nebulosa de poeira deixada por estrêlas desfeitas. Ela sugeriu a 30 anos atrás que tais elementos invisiveis apresentam processos e mecanismos que em tudo imitam o processo intra-uterino da gestação embrionaria, porem ao invés de gerar bebês humanos como faz o utero feminino humano, estes elementos gerariam germes de novas estrêlas. Esta teoria usou a linguagem e lógica biológica ao invés da matemática e tentou projetar os fenomenos da Vida observados aqui para interpretar tais efeitos e eventos. Ou seja, ao invés de se fixar no esqueleto ósseo e a partir de suas leis e fôrças mecânicas teorizar como seria a carne, os órgãos, a mente, de um sistema-corpo humano, tal tipo de mentalidade se fixou na carne, nos órgãos, no cérebro para teorizar como seria o esqueleto do mesmo sistema. O conhecimento como uma avenida com dois sentidos para o tráfico. Ocorrem choques frontais, acidentais colisões, mas na pista dos teóricos no poder trafegam gigantestos caminhões enquanto na outra pista pequenos carrinhos. Porem a verdade, o conhecimento do mundo real pertence à Natureza e não aos homens. E a Natureza apenas dá seu veredicto final quando apresenta o que ela faz com a civilização erigida sôbre os valores dos humanos que estiveram no poder. É o resultado final quem dá a ultima palavra.

São duas visões do mundo em choque que produzem significados existenciais ou ausencia dêles e que atuam subconscientemente nos individuos nos momentos de tomarem suas decisões sôbre como se comportarem nas suas conectividades com o mundo externo e a sociedade. Assim pensando encontro argumentos que penso justificar-me como sendo honesto e util ao ser mais um elaborador de manchetes tentando atrair a atenção das pessoas modernas. para o seguinte debate que acrescento em cada detalhe do referido artigo. ( Sinto muito, mas voltarei ao artigo quando tiver tempo para traduzi-lo)
xxxx

Royal Astronomical Society ( RAS): The centre of just about every galaxy is thought to host a black hole, some with masses of thousands of millions of Suns and consequently strong gravitational pulls that disrupt material around them. They had been thought to hinder the birth of stars, but now an international team of astronomers studying the nearby galaxy Centaurus A has found quite the opposite: a black hole that seems to be helping stars to form. The team, led by Dr Stanislav Shabala of the University of Tasmania, Dr Mark Crockett of the University of Oxford, and Dr Sugata Kaviraj of Imperial College, London, publish their results in the journal Monthly Notices of the Royal Astronomical Society.

Black holes at the centre of galaxies ‘switch on’ from time to time,…

Matrix/DNA Theory: ” Sim. Vórtices no centro de um sistema astronomico surgem e desaparecem de vez em quando pelo mesmo mecanismo que mais tarde a evolução aplicou no fenomeno em que a gravidez surge e deasaparece de vez em quando no corpo de uma mulher.”

RAS – … driving material around them into outflows that can stretch for millions of light years.

Matrix/DNA: Não há nenhuma comprovação cientifica de que buracos negros, ou os centros de galaxias emitiriam o material que circunda tais nucleos galacticos. Nossos modêlos sugerem exatamente o contrário: quando existem nebulosas de material residual de uma estrêla e seu sistema desfeito, são criados vórtices centrais que absorvem tal material.

RAS : The flows plough through galactic gas, compressing, heating and pushing it out of the way.

Matrix/DNA: A compressão, o aquecimento e a resultante formação de uma espécie de magma acontece dentro dos vórtices e assim na forma de esferas são ejetados para fora dos vórtices. Estas esferas formadas principalmente por ferro liquido são os fgermes de novas estrêlas.

RAS: Much of this gas is the raw material from which stars are made, so the outflows significantly affect star formation in the galaxies that host them.

Matrix/DNA: Plenamente de acordo. E muito surprêsa, pois até ontem alguns defensores da teoria oficial acadêmica simplesmente riram nos foruns de debate da Internet quando expressamos esta idéia.

RAS: The astronomers used the Hubble Space Telescope’s Wide Field Camera 3 (WFC3) to study the central regions of Centaurus A, catalogued as NGC 5128, a bright galaxy 13 million light years away in the direction of the southern constellation of Centaurus. In visible light, a prominent belt of dust can be seen running across the galaxy and when observed at X-ray and radio wavelengths it has jets extending for up to a million light years from a central black hole.

Matrix/DNA: A menção destas frequencias do espectro da luz nos obrigará a pesquisar a imagem sob a visão que a Matrix/DNA tem da luz como código criador dos ciclos da Vida. Desde que, de acordo com esta visão – cada frequencia exprime uma faixa etária de um sistema astronomico, devemos comparar o captado nas imagens com os nossos modêlos teóricos e tentar inferir o que realmente está acontecendo na Centaurus. Fica abaixo registrada a figura do nosso modêlo teórico sôbre o espectro eletro-magnético:
xxx
Luz - O Código Para o Ciclo da Vida
xxxx

(Bem… nêste ponto tenho que interromper esta analize porque o trabalho me chama lá fora. Tentarei retornar e continuar)

RAS - With WFC3, the scientists took a close look at the ‘inner filament’, a region located close to the outflow that is a source of ultraviolet and X-ray emission, as well as being bright in visible light. Using the Hubble images, the team were then able to map out the star formation history of the filament with unprecedented accuracy.
They found that the tip of the filament closest to the outflow contains young stars, the ages of which are similar to the time since the outflow ‘switched on’ but that there are no young stars further up the filament. This is exactly what is expected from an outflow overrunning a cloud of gas sitting in its path.
The densest central parts of the cloud are compressed and collapse to form stars, while the gas on the outskirts is swept away from the tip of the filament, like a pile of autumn leaves in the wind.
Dr Shabala comments: “This enhancement of star formation by outflows would have been even more important in a younger universe, where dense clumps of gas were much more common. Our study highlights the need to consider the role of ‘positive’ feedback from outflows in our current paradigm of galaxy formation. It adds an exciting new piece to a great puzzle – that of understanding how galaxies came to be the way they are today.

xxxx

Paper da Noticia:

http://arxiv.org/abs/1201.3369

arXiv.org > astro-ph > arXiv:1201.3369

Astrophysics > Cosmology and Extragalactic Astrophysics
Triggered star-formation in the inner filament of Centaurus A

R. Mark Crockett, Stanislav S. Shabala, Sugata Kaviraj, Vincenzo Antonuccio-Delogu, Joseph Silk, Max Mutchler, Robert W. O’Connell, Marina Rejkuba, Bradley C. Whitmore, Rogier A. Windhorst
(Submitted on 16 Jan 2012)
We present recent Hubble Space Telescope observations of the inner filament of Centaurus A, using the new Wide Field Camera 3 (WFC3) $F225W, F657N$ and $F814W$ filters. We find a young stellar population near the south-west tip of the filament. Combining the WFC3 dataset with archival Advanced Camera for Surveys (ACS) $F606W$ observations, we are able to constrain the ages of these stars to < =10 Myrs, with best-fit ages of 1-4 Myrs. No further recent star-formation is found along the filament.
Based on the location and age of this stellar population, and the fact that there is no radio lobe or jet activity near the star-formation, we propose an updated explanation for the origin of the inner filament. Sutherland et al. (1993) suggested that radio jet-induced shocks can drive the observed optical line emission. We argue that such shocks can naturally arise due to a weak cocoon-driven bow shock (rather than from the radio jet directly), propagating through the diffuse interstellar medium from a location near the inner northern radio lobe. The shock can overrun a molecular cloud, triggering star-formation in the dense molecular cores. Ablation and shock heating of the diffuse gas then gives rise to the observed optical line and X-ray emission. Deeper X-ray observations should show more diffuse emission along the filament.
Comments: 23 pages, 14 figures. MNRAS in press
Subjects: Cosmology and Extragalactic Astrophysics (astro-ph.CO)
Cite as: arXiv:1201.3369v1 [astro-ph.CO]
Submission history
From: Stanislav Shabala [view email]
[v1] Mon, 16 Jan 2012 21:01:48 GMT (5159kb)

xxxx

Noticia veiculada em Português:

Portal do Astronomo

http://www.portaldoastronomo.org/noticia.php?id=792

Os buracos negros ajudam a formar estrelas?

xxxx

Comentários postados na Internet pela Matrix/DNA

Youtube: http://www.youtube.com/watch?v=aiMX82xTLk0

Austriak1:

In another words… by while everything is theory. We could be like virus inside the tall of a living dinosaur and not able yet to perceive it. There is a theory with a cosmological model which predicted 30 years ago that the element existing in a galaxy nucleus must help stars form, but, then, this element should be merely a vortex and not a black hole. See “The Matrix/DNA Theory”
xxxx

BLIP

TheMatrixDNA

In another words… by while everything is theory. We could be like virus inside the tall of a living dinosaur and not able yet to perceive it. There is a theory with a cosmological model which predict 30 years ago that the element existing in a galaxy nucleus must help stars form, but, then, this element should be merely a vortex and not a black hole. See “The Matrix/DNA Theory”
xxx

TOPIX

http://www.topix.com/forum/science/astronomy/TP836C8U7ODK0H2DT#lastPost

TheMatrixDNA
In another words… by while everything is theory. We could be like virus inside the tall of a living dinosaur and not able yet to perceive it. There is a theory with a cosmological model which predicted 30 years ago that the element existing in a galaxy nucleus must help stars form, but, then, this element should be merely a vortex and not a black hole. See “The Matrix/DNA Theory”
xxx

unknownskywalker

http://unknownskywalker.tumblr.com/post/17215809426/do-black-holes-help-stars-form-the-center-of

TheMatrixDNA

In another words… by while everything is theory. We could be like virus inside the tall of a living dinosaur and not able yet to perceive it. There is a theory with a cosmological model which predicted 30 years ago that the element existing in a galaxy nucleus must help stars form, but, then, this element should be merely a vortex and not a black hole. See the models of galaxy nucleus at “The Matrix/DNA Theory”
xxxx

DIGG

http://digg.com/news/science/do_black_holes_help_stars_form

xxxx

Techsciencenews

http://techsciencenews.com/2012/do-black-holes-help-stars-form/#comment-5711

TheMatrixDNA
In another words… by while everything is theory. We could be like virus inside the tall of a living dinosaur and not able yet to perceive it. There is a theory with a cosmological model which predicted 30 years ago that the element existing in a galaxy nucleus must help stars form, but, then, this element should be merely a vortex and not a black hole. See the models of galaxy nucleus at “The Matrix/DNA Theory”.
xxxx

Scienceomega

http://www.scienceomega.com/article/161/do-black-holes-help-stars-to-form#comment

xxxx

MYPRESS.SE

http://mypress.se/2012/02/02/do-black-holes-help-stars-form/

xxxx
ONEnewspage

http://www.onenewspage.com/n/Science/74r3t2awp/Do-black-holes-help-stars-form.htm

xxxx

The Daily Galaxy

http://www.dailygalaxy.com/my_weblog/2012/02/black-holes-do-they-function-as-engines-of-star-birth.html

This is good news that confirms predictions from Matrix/DNA Theory cosmological models 30 years ago. See those models at Matrix/DNA website.

The formation of stars obeys the same process/mechanisms as the formation of plants’ seeds, animal embryos and was the template for the first cell’s system formation.. Of course: from where the stupid matter of this lost planet got the resources for making the extraordinary engineer of biological bodies formation? Astronomic systems and atoms are our ancestral in the long run of universal evolution. The element inside the galaxy nucleus is a vortex originated by died stars dusty.

The very fact that this element (aka black hole) ‘switch on’ from time to time is due the same fact that a woman get pregnant from time to time. Morula, blastulae, fetus, embryo, germ of a new body coming to light, all these phases happens inside a galaxy nucleus as showed in Matrix/DNA models.

Posted by: Louis Morelli | April 14, 2012 at 03:18 PM

xxxx

Red Orbit

http://www.redorbit.com/news/space/1112467910/do-black-holes-help-stars-form/

xxxx

Digg.com

http://digg.com/news/science/do_black_holes_help_stars_form_1

xxxx

Astronews

https://astronewsus.wordpress.com/2012/02/02/do-black-holes-help-stars-form/#comments

xxxx

Buracos Negros Pêgos Emitindo Esferas Incandescentes! Como Previsto na Matrix/DNA Theory!

domingo, janeiro | 15 | 2012

Fui pêgo de surpresa com essa animadora e surpreendente noticia quando estou saindo para trabalhar, por isso copio o artigo para traduzi-lo e analiza-lo quando voltar. É pura confirmação dos modêlos da Matrix/DNA feitos a 30 anos atrás na selva amazônica, naquêle desenho azul que está em Home! E quero que me apontem alguma outra teoria que previu isto, mesmo que tenha sido um dia antes da foto ser obtida!

xxx
TG – DAILY

http://www.tgdaily.com/space-features/50561-black-hole-emits-giant-jets

Black hole emits giant jets
Posted on July 8, 2010 – 06:31 by Staff writer

xxx

Buraco Negro Emite Esfera Incandescente

xxx

Please don’t snigger, but ESO and NASA astronomers have discovered a black hole blowing out an enormous bubble of hot gas.

The bubble, 1,000 light-years across, is being created by the most powerful pair of jets ever seen from a stellar black hole. The gas-blowing black hole, or microquasar, is located 12 million light-years away, in the outskirts of the spiral galaxy NGC 7793.

“We have been astonished by how much energy is injected into the gas by the black hole,” says lead author Manfred Pakull.

“This black hole is just a few solar masses, but is a real miniature version of the most powerful quasars and radio galaxies, which contain black holes with masses of a few million times that of the Sun.”

Black holes release huge amounts of energy when they swallow matter, and it had been thought that most of this emerged in the form of radiation. However, the new findings show that some black holes can release at least as much energy, and perhaps much more, in the form of collimated jets of fast moving particles.

The fast jets slam into the surrounding interstellar gas, heating it and triggering an expansion. The inflating bubble contains a mixture of hot gas and ultra-fast particles at different temperatures.

The astronomers discovered that the bubble of hot gas is inflating at a speed of almost one million kilometres per hour. From the size and expansion velocity of the bubble the astronomers have found that the jet activity must have been ongoing for at least 200 000 years.

“The length of the jets in NGC 7793 is amazing, compared to the size of the black hole from which they are launched,” says co-author Robert Soria. “If the black hole were shrunk to the size of a soccer ball, each jet would extend from the Earth to beyond the orbit of Pluto.”

Very powerful jets have been seen from supermassive black holes, but were thought to be less frequent in the smaller microquasar variety. The new discovery suggests that many may simply have gone unnoticed.

The report appears in Nature.

Imagem do Spitzer da NASA sobre galáxia além deste mundo

quarta-feira, julho | 29 | 2009

spitzer20090723-640-nasa-july-23-20009.jpg 

Esta foto, foi recentemente divulgada pela NASA, e vejamos como foi interpretada sob a visão da Teoria da Matriz/DNA:

É  mais um reforço a favor dos modelos desta teoria. Porém, à primeira vista (não tive ainda tempo de analisar a foto devidamente), temos uma controvérsia nas interpretações com o pessoal da NASA que se baseiam na Teoria Nebular. Eles sugerem que os corpos luminosos em volta do nucleo sejam estrelas; nossos modelos sugerem que sejam germes de estrelas, ou seja, as esferas recem abortadas do buraco branco que se dirigirão pasra o horizonte de eventos onde terão de passar por um cinturão de poeira e debris estelar, a qual vai se agregar à esfera e constituir-se na placenta, ou seja, nas camadas sólidas de rochas que mais tarde vão se tornar as camadas geológicas, quando então o astro será um planeta. Depois disso tornar-se-à um pulsar e só então desabrochará como uma estrela, uma supernova. Mas… imagine uma forma de vida inteligente não feita de carbono quando observasse de longe a superficie da Terra e de muito longe detectasse os animais. Para eles tanto gatos como hipopótamos como seres humanos seria tudo a mesma coisa, digamos “vladzolim”. Se não são capazes de distinguir um rinoceronte de um macaco, muito menos poderiam  diferenciar dois individuos da mesma espécie – um baby e um adulto. Pois isto está ocorrendo com os analistas da NASA: a esta distancia tudo é estrela, tanto os bebês quanto as  gigantes supernovas. A não ser que nossos modelos estejam errados, possibilidade que não pode deixar de ser considerada.

     . Também diferimos quanto ao nome a ser dado àquele objeto central, e quanto à teoria do processo de sua formação. Enquanto eles denominam-no “buraco negro” e arrolam uma grande dissertação teórica sobre o processo e o significado de buracos negros, nós preferimos denomina-lo “buraco branco” e arrolamos uma dissertação teórica bastante diferente. Por enquanto nem eu nem eles temos dados concretos para provar e desacreditar nenhum dos dois modelos. De qualquer maneira, estamos  comemorando mais este grande feito da NASA, agradecendo pelo fornecimento de mais um dado real, que é o alimento que continua mantendo viva e crescendo a Teoria da Matriz/DNA! (Ufa! Passamos por mais este duro teste…)

http://www.jpl.nasa.gov/news/news.cfm?release=2009-114

NASA’s Spitzer Images Out-of-This-World Galaxy

July 23, 2009

Tradução de alguns trechos do texto da NASA:

O Spitzer Telescope obteve a imagem de uma estranha criatura da escuridão: uma galaxia fria com um objeto no seu centro parecido com um olho. A galaxia, denominada NGC1097, tem a forma de espiral com longos braços de estrelas. O “olho” no centro da galaxia é certamente um monstruoso buraco negro, circundado por um anel de estrelas. Nesta visão infra-vermelha colorida do Spitzer, a area em volta do invisivel buraco negro é azul e o anel de estrelas, branco.

O buraco negro está sendo alimentado de gás e poeira e de vez em quando por uma ocasional estrela. ( Meu comentário: não consigo digerir isto! Alguém, olhando para o céu estrelado, já viu alguma cena de violência lá?! Choques de astros, explosões, etc., esta mania de transferir mentalmente para os reinos distantes e ainda desconhecidos os valores humanos criados nesta vida sob uma biosfera violenta e caótica… ora, eu olho para o céu e vejo um estado de ordem, não de caos. Realmente quem fez os modelos da Teoria Nebular sequer imaginou a cena de uma estrela sendo devorada por um elemento gigante invisivel?! Para começar, qualquer evento no Cosmos toma milhões, bilhões de anos e com nosso tempinho de existência jamais veríamos um movimento sequer desta cena. Então porque imaginar que ela acontece, quando vai contra a realidade que estamos vendo?!

Estou avisando: a ASTRONOMIA está cometendo o mesmo êrro que a Biologia cometeu no ultimo seculo, êrro tão grave que hoje faz a comunidade cientifica ter que se levantar em cuidados e protestos para que a fúria publica não tire a Teoria da Evolução das escolas. Assim como a Teoria da Evolução tal como está, ainda nos seus primórdios e incompleta, incapaz de explicar muito e preencher enormes lacunas, a Teoria Nebular também está engatinhando, e por palavras bombásticas e de efeito sobre babies recem-nascidos criando uma expectativa que eles quando crescerem não vão poder corresponder é um prejuízo à Ciência. )


U.S.A: Copyright Washington n. 000998487/2001-02-20 | Brasil: Reg. Dir. Autorais - Brasília n. 106.158/11-12-1995 | Louis Charles Morelli