Posts Tagged ‘calau’

Calaus: Uma resposta do que é e para que a Natureza fez a beleza

sábado, agosto 19th, 2017

Calau ou hornbill

Calau ! Ensine-nos como e porque a Natureza inventou este fenômeno denominado “beleza”? Foi por proposito que desconhecemos ou existe por mero acaso? A sugestão da Matrix/DNA e’ surpreendente…

Esta imagem refere-se a um pássaro chamado “calau”, ou hornbill em inglês, é da família dos bucerotiformes, e caso te interessa mais informações e imagens veja em Wikipedia,

http://pt.wikipedia.org/wiki/Bucerotiformes

Observe com atenção a imagem acima. Trata-se apenas de um pássaro. Pássaros são espécies que surgiram cêdo na evolução da vida, um ramo lateral aos répteis, quando ainda nem mamíferos existiam na Terra. Portanto, foram produtos muito próximos daquelas formas de moléculas orgânicas que começaram a surgir num planeta nu, apenas rochas e água.

E dizem os acadêmicos que tanto as causas que produziram aquelas moléculas e a evolução que se seguiu às moléculas para chegar no pássaro da figura foi uma mera sequencia materialista de reações químicas. Será mesmo?

Observe novamente a figura. Você concorda que trata-se de uma arquitetura de engenharia e beleza extraordinárias? Se sim, você aceita a teoria acadêmica, mesmo assim? Eu não consigo, por isso, e por viver sete anos na selva amazônica vendo tantas imagens semelhantes, que discordei do que se acredita na civilização e tratei de procurar um outro caminho para tentar entender a Natureza.

Reações químicas não têm intenções, muito menos `a distancia, como enfeitar as moléculas, átomos e partículas em seu reino. Não tem porque caprichar em formas, colorir seus resultados, muito menos esforçar-se para poder voar num espaço onde não existem sequer nutritivos íons a capturar. Certamente os químicos não possuem a explicação.

Então, com a mesma ideologia dos químicos acadêmicos, vem os biólogos evolucionários afirmarem que essa beleza no pássaro deve-se ao esfôrço do individuo pela sobrevivência e para melhor se reproduzir conseguindo atrair seus parceiros. Ou que direcionam as suas cores externas para se ocultarem dos predadores… e nesse caso o calau teria feito justo o contrario, com aquele amarelo brilhante. Ora, aves praticamente sem cérebro que nem as próprias costas e suas asas podem ver! Genes cujo supremo objetivo seria se perpetuarem ( outra crença largamente divulgada e na qual não vejo sentido, pois genes são moléculas feitas simplesmente de átomos e portanto moléculas não tem intenções, propósitos) se perpetuar estão dentro dos corpos e não podem sair para fora e ver as formas dos corpos que produzem.

Então dizem que essa coloração surgiu devido mutações genéticas ao acaso – que são erros de transcrição no DNA – mas como o resultado desta mutação foi favorável ao pássaro, ele se reproduziu mais e assim acabou sendo selecionado. Se eu fosse cientista, e mesmo que estivesse convencido que mutações ao acaso foram as causas da evolução, eu tentaria ficar quieto e nunca dizer isso, nem pensar nisso, pois se isto for verdade, ele significa o fim da Ciência, da nossa necessidade de descobrir que os eventos na Natureza podem ser entendidos e controlados pelas Ciências. Pois um acaso jamais poderá ser repetido laboratorialmente: se ele acontecer de novo, não é acaso, é um efeito inevitável, previsível. Não tem como comprovar um passo da evolução em experiencia laboratorial que tenha sido produzido pelo acaso. Não percebem isso?

O acaso veio substituir o Deus magico e presente, nas explicações pelos ignorantes das causas, sobre fenômenos que desconhecemos suas causas. Assim como aquele Deus era resposta para tudo, agora o acaso se tornou a resposta para tudo. Claro que o acaso acontece, acidentes acontecem, erros acontecem. Mas se a evolução tem um proposito que desconhecemos, uma mutação que tenha ocorrido por acaso apenas estará antecipando a mutação que a Natureza iria produzir de qualquer maneira, e por isso uma possível mutação ao acaso poderia ser selecionada.

Mas então, o que explica a espetacular beleza nas costas do calau? O que existe de desconhecido ainda como forças e elementos naturais, atuando em meio a Natureza? Porque numa sopa primordial – aquele punhado de átomos formando terra, água e gazes – começou a se combinar diferente, de maneira que nunca tinha feito antes nestas regiões desta galaxia,  e se mexer na superfície da Terra para leva-lo mais tarde a resultados como o da imagem acima?

CalauCalau Azul

 

 

Ora, um corpo vivo é uma fôrça rompedora que tenta vencer todas as dificuldades, todos os obstáculos, caminhando sempre rumo à frente, com uma meta: obter melhores condições de existência, alcançar cada vez mais a perfeição da eficiência. É uma fôrça que emerge do caos na direção de um novo tipo de ordem. E esta força tem que ter estado no meio da matéria, daquele punhado de terra, água e gazes primordial. O que mais poderia ser senão a formula da Matrix/DNA, dispersada em bits-informação do sistema astronomico?

Então, quando vamos com esta questão ( porque existe e de onde veio a “beleza”) buscar uma resposta na formula universal da Matrix/DNA ( que até agora tem sugerido respostas para todas nossas questões), buscamos primeiro o estado da formula com sistema perfeito, fechado em si mesmo, o qual, por coincidência, foi quase alcançado quando a evolução cosmológica formou os building blocks das galaxias. Justamente, no seu aspecto astronomico, é que vamos buscar as causas que produziram os sistemas biológicos.

E ao abrir o mapa da formula em cima da mesa… logo percebemos que ali,  10 bilhões de anos atras, já existia o principio natural produzindo beleza, e com um proposito racional. Pois como núcleo da formula está o vórtice nuclear que perfaz a função do útero, órgão genital e gestação feminina na formula. Rodeando tudo isso esta o mais belo astro: o quasar. Ora, por algum motivo os quasares atraem os cometas, que são os espermatozoides do espaço. Senão encontramos ainda a causa da existência da beleza, ao menos encontramos que ela não foi inventada pelos seres vivos, ela existia muito tempos antes deles surgirem.

E a formula nesse seu aspecto não me fornece a maneira de encontrar essa causa. Mas então me lembro que a formula surgiu primeiro neste universo na forma de ondas de luz. E voltando os olhos para a imagem do calau, vejo que sua beleza deve-se a dois fatores…

Primeiro, a beleza é devida a bi-lateral simetria. E a causa da bi-lateral simetria já foi encontrada na formula: a Função 5 copia a face esquerda e a projeta como face direita. No ponto da formula onde isso acontece se mede 1,618… que foi encontrado pelos humanos como numero Phi, ao qual chamam de sagrada geometria.Mas sobre isso já escrevi aqui extenso artigo.

O segundo fator da beleza no calau são as cores distribuídas entre faixas, ou listas, com seus limites bem delineados. Ora… faixas com limites são visíveis no mapa do espectro eletromagnético da luz. As faixas que fornecem as diferentes cores devido a diferentes frequências, vibrações, comprimentos de onda, etc. A beleza já estava inserida no Universo no seu primeiro instante de origem, quando o Big Bang se tornou ondas de luz a se propagarem no meio da matéria escura! Se tivéssemos visão capaz de ver estas ondas por completo, seria o maior espetáculo de beleza. Os arco-iris dão uma pálida ideia do que veríamos. E desde que essas ondas de luz trouxeram em si o código para construir sistemas naturais, como a vida, a resposta final do porque e como existe a beleza apenas será respondida quando puder-mos sair deste Universo e ver  fora o que produziu este código… Enfim, estamos vendo que sobre o pássaro calau foi apenas aplicados alguns mecanismos disponíveis na Natureza. E vimos que existe na Natureza muito mais coisas do que imagina nosso ainda limitado ensino escolar…

 

xxx