Posts Tagged ‘computação’

O Universo como placenta de uma reprodução genética

quinta-feira, julho 12th, 2018

xxxx

O que é este Universo?!

Como ele surgiu, se é finito, ou o que ele é, se for infinito?

Começando por uma simples curiosidade filosófica existencial, quando cheguei na selva amazônica, suspeitei que seria possível entender aquela biosfera observando como cada detalhe dela se relacionava com o resto total da biosfera. Assim eu desenharia estas linhas de conexão a partir, por exemplo de uma planta, um animal, a chuva, obtendo redes de conexões, pois a neurologia não estava tentando desvendar o segredo do cérebro aplicando o MRI para obter e registrar as sinapses e montar as redes de conexões neuroniais. Mas foi aquela biosfera primordial como na selva que acabou por produzir o cérebro humano, então aquela tinha que estar embutida neste, ou seja, o cérebro seria algo `a imagem e semelhança da biosfera.

Logo percebi que cada detalhe era em si um sistema, a biosfera toda era um sistema composto de sub-sistemas. A palavra, o conceito de SISTEMA passou a ter grande importância para mim. Afinal, o primeiro ser vivo realmente completo, funcional, foi um sistema, um sistema celular. Não era o caso de teimar que uma vida só pode vir de outra vida ( onde estava a vida antes da primeira célula?), mas que um sistema natural só pode vir de outro sistema natural, me parecia obvio. Não tem como uma massa disforme e inerte criar um sistema funcional dentro de si se não tiver partículas agindo como informações de um prévio sistema.

Haviam sistemas vivos e não-vivos compondo a biosfera. Os primeiros formados de matéria orgânica, os outros formados de matéria inorgânica. Não teria o primeiro sistema vivo, orgânico, vindo diretamente de um sistema não-vivo, inorgânico? Pode ser, se neste caso trabalhou também a evolução darwiniana, em que o não-vivo serviu de ancestral e se modificou pouco a pouco, gradualmente, na direcao da vida. Mas se foi assim a teoria da abiogenesis – pela qual a vida teria surgido de uma sopa de ingredientes inorgânicos, sem formarem sistema algum, sem previas informações para sistema – estaria com algum erro.

Deixei essa questão no bolso e resolve arregaçar as mangas trabalhando no que meus pensamentos ordenava: aplique anatomia comparada entre sistemas vivos e não-vivos, para detectar semelhanças e diferenças, e tentar enxergar quais foram as transformações evolutivas darwinianas dos sistemas não vivos em sistemas vivos. Esse método foi surpreendentemente frutífero, a questão da abiogenesis foi solucionada e a biosfera terrestre me conduziu a conhecer seu passado ate chegar aos limites do… Big Bang. Eu tinha em mãos a Historia Universal, onde inclusive surgia uma causa para sua origem. E  o Quadro todo apontava nesta direcao:

Este Universo – enquanto um super-aglomerado de aglomerados de galaxias e perceptíveis pelos nossos poucos e limitados sensores cerebrais – parece ser como a placenta formada de células ( as quais são as próprias galaxias como fosseis ainda funcionais de nossos ancestrais), no meio da qual se desenvolver um sistema natural, o qual imita as formas de morula, blastula, feto, etc, pois esse universal sistema natural foi um sistema atômico, depois adquiriu a forma de sistema astronomico, daqui evoluiu para um tipo de sistema astronomico que apresenta os princípios das propriedades vitais, que depois se nanotecnologizou – assim como um corpo adulto se colapsa e torna-se um minusculo genoma – e daqui se tornou um sistema biológico vivo, o qual agora esta criando uma nova forma que é o sistema-consciência… Ou seja, neste universo nada mais esta ocorrendo do que um mero processo de reprodução genética… a qual parece uma operação computacional.

Bem,… nessa ideia eu nunca havia pensado antes. Mas os modelos teóricos e os cálculos foram elaborados com tanto trabalho, tanto zelo para não errar, pois a unica coisa que me movie era a busca de verdade sobre o que é esta existência. E afinal havia um parâmetro real, factual, natural, ocorrendo aqui e agora perante nossos olhos, que dava respaldo racional ao resultado final apontando pela investigação. No entanto, em primeiro lugar, tenho certeza absoluta que minha pequinês quando comparado as dimensões espaço temporais deste mundo, que meu diminuto cérebro com seus poucos e pobres sensores – inclusive a visão quase nada funciona pois só posso ver os objetos revelados por apenas uma das faixas das sete emanadas no espectro eletromagnético – essas limitações não podem nunca processar todas as informações que explicariam o quadro final deste mundo. Vou morrer sem conhecer a verdade e tenho que suportar essa tortura. Então, o modelo que elaborei sobre o Universo não pode estar completamente correto nem completo, e ainda, o que temos tem que ser testado `a luz de fatos, os quais, em sua maioria, ainda tem que serem descobertas, visualizados. Portanto, e por enquanto, só’ me resta uma coisa a fazer no sentido de dar prosseguimento a essa investigação: testar incansavelmente os cálculos e modelos teóricos contra todos os fatos novos que venham a ser conhecidos. O que é muito trabalho, pois apenas em termos de papers científicos, quase todos revelando ou sugerindo um fato novo, são publicados aos milhares todos os anos. Mas no meio deste árduo trabalho sempre encontramos algumas joias de algum pensador que teve a capacidade de explicar ou formular como palavras um fato melhor que eu fiz. Por exemplo, o texto abaixo obtido num artigo na Internet:

” Al respecto, el reconocido físico John Wheeler propuso que todo lo que pasa, desde la interacción de partículas hacia arriba, es en cierta forma computación.

“Si uno mira las entrañas del Universo -la estructura de la materia en su escala más pequeña- se da cuenta que no son más que bits realizando operaciones digitales locales”, dice Seth Lloyd, del Instituto Tecnológico de Massachusetts.

( Minha observação: isto pode ser visto como computação, mas é também exatamente o que acontece em genética)

Esto nos lleva al meollo del asunto. Si la realidad es sólo información, entonces nosotros no somos más o menos “reales” si estamos en una simulación o no. En cualquiera de los casos, información es todo lo que podemos ser.

( minha obs: Sim, a outra sugestão dos modelos e’ que somos 8 bilhões de genes semi-conscientes trabalhando na formação de um sistema consciente. E gene nada mais é que “uma informação”)

Assim vou colhendo e registrando aqui estas joias que servem como mais argumentos a favor da teoria geral da Matrix/DNA.

Meu Gravatar: Acompanhamento e otimizacao

quarta-feira, maio 30th, 2018

xxxx

Gravatar (short for globally recognized avatar) is an online service that allows users to have a single avatar which follows and identifies them globally on multiple websites. The service allows users to upload an avatar with a maximum size of 2048 pixels wide (although displayed at a size of 80 by 80 pixels) which is tied to the users e-mail address. When users post a message on blogging or forum sites that support the Gravatar plugin, the user’s registered avatar, their Gravatar, is displayed automatically.

https://www.computerhope.com/jargon/g/gravatar.htm

https://en.gravatar.com/support/what-is-gravatar/

An “avatar” is an image that represents you online—a little picture that appears next to your name when you interact with websites.

A Gravatar is a Globally Recognized Avatar. You upload it and create your profile just once, and then when you participate in any Gravatar-enabled site, your Gravatar image will automatically follow you there.

Gravatar is a free service for site owners, developers, and users. It is automatically included in every WordPress.com account and is run and supported by Automattic.

All URLs on Gravatar are based on the use of the hashed value of an email address. Images and profiles are both accessed via the hash of an email, and it is considered the primary way of identifying an identity within the system.

Oportunidade Pratica para Matrix/DNA: As Simples e Brutas Regras da Evolução Podem Fazer Máquinas Criativas

terça-feira, dezembro 6th, 2016

xxxx Obs. Voltar a este artigo porque e muito importante para buscar atividade prática e lucrativa para a formula)

Evolution’s Brutally Simple Rules Can Make Machines More Creative

http://singularityhub.com/2016/12/04/evolutions-brutally-simple-rules-can-make-machines-more-creative/#.WEW6sEBSwOs.facebook

BY  ON DEC 04, 2016

evolutionary-algorithms-31

Computer-designed satellite antenna. Image Credit: NASA

Ideia/informacao resumida: Biological evolution can take millennia to show noticeable results. Fortunately, computers make it possible to cycle through virtual generations incredibly quickly, and because evolutionary systems involve large populations of individual candidates they are “embarrassingly parallelizable”. In other words, they can take advantage of highly-scalable parallel computing, where many calculations are carried out simultaneously on multiple processors. ( Evolucao biologica pode durar milênios para mostrar um resultado notável. Felizmente, computadores tornam possível circular através de virtual gerações incrivelmente rápido, e porque sistemas evolucionários envolvem grandes populações de individuais candidatos, eles sao ” embaraçosamente paralelizaveis”. Em outras palavras, eles têm a vantagem da computação paralela em alta escala, onde muitos calculos podem ser feitos simultaneamente, em múltiplos processadores.)

Traducao do Artigo:

Despite nature’s bewildering complexity, the driving force behind it is incredibly simple. 

Apesar da desconcertante complexidade na natureza, a força diretora por trás dessa complexidade e’ simples.

( Matrix/DNA : Uau! Ate que enfim estão dizendo o que a formula da matrix/DNA mostrou a 30 anos atras. Todas as arquiteturas naturais, que sao todos os sistemas naturais, de atomos a galaxias a cerebros humanos, foram construidos por uma unica formula natural, que, a primeira vista, e’ de uma simplicidade desconcertante. Porém, `a medida que vamos imaginando os movimentos e conexões que esta formula e’ capaz de fazer, vamos vendo que nas suas entrelinhas existem todos os mecanismos, todos os processos, toda a complexidade conhecida deste mundo.)

‘Survival of the fittest’ is an uncomplicated but brutally effective optimization strategy that has allowed life to solve complex problems, like vision and flight, and colonize the harshest of environments.

“Sobrevivência do mais adaptado” e’ uma estratégia otimizada, nao-complicada, mas brutalmente eficiente que tem permitido `a vida resolver os mais complexos problemas., como a visão e o voo, e colonizar os mais severos ambientes.

Researchers are now trying to harness this optimization process to find solutions to a host of science and engineering problems. The idea of using evolutionary principles in computation dates back to the 1950s, but it wasn’t until the 1960s that the idea really took off. By the 1980s the approach had crossed over from academic curiosities into real-world fields like engineering and economics.

Pesquisadores estão agora tentando imitar este processo de otimização para achar soluções para grande quantidade de problemas em ciências e engenharia. A ideia de usar principios evolucionarios em computacao remonta aos anos 1950, mas foi apenas em 1960 que a ideia avançou. Nos 80 esta abordagem tinha atravessado sobre a curiosidade acadêmica para o mundo real nas suas areas como engenharia e economia.

Applying natural selection to computing

Aplicando seleção natural na computação

Evolutionary algorithms are numerous and diverse, but they all seek to replicate key features of biological evolution, such as natural selection, reproduction and mutation.

Algoritmos na evolução sao numerosos e diversos, mas todos eles procuram replicar caracteristicas chaves da evolução biológica, tal como seleção natural, reprodução e mutação.

( continuar tradicao)

Typically these methods rely on a kind of trial and error — a large population of potential solutions to a problem are randomly generated and tested against a so-called “fitness function.” This lets the system rank the solutions in order of how well they solve the problem.

 

 

Neural Networks: A Onda do Momento

quinta-feira, dezembro 1st, 2016

xxxxx

Para chegarmos ao Brave New World, Star Trek, Inteligencia Artificial, Computador Quântico, etc., o ponto chave ‘e descobrir como funciona o cérebro humano e reproduzi-lo tecnologicamente. Por isto estão investindo pesado nas pesquisas e experimentos sobre neural networks. No ultimo mês, pelo menos duas noticias importantes anunciaram avanços importantes, as quais tem link e análise abaixo. Do meu cantinho na selva amazônica estou rindo matreiramente com meus botoes ao ver as cabeçadas dos pesquisadores causadas devido a uma visão errada deste mundo. Pois olho na formula da Matrix/DNA que a selva me ensinou e vejo as coisas claras como o céu estrelado da Amazônia. Enquanto um pensamento do cérebro avança em forma de onda percorrendo as partes/glândulas localizadas igual a formula, eles carregam consigo ao mesmo tempo a memoria e o processador de dados. Isto porque o pensamento e’ algo vivo, ele veio da vida, e portanto obedece o ciclo vital, tudo igual ao modo como avança o fluxo dentro do circuito esférico da formula. Um pensamento nasce, cresce, amadurece e morre. E assim como seu corpo na forma de criança carregou consigo a memoria do baby, e depois o adulto carregou consigo a memoria do jovem, o pensamento avança carregando consigo a memoria e processador dos dados. Tudo funciona em paralelo, instantaneamente. Enquanto isso nossos computadores tem a memoria separada do processador, e ao invés de onda, a energia segue na forma de linha, indo e voltando em ziguezague entre processador e memoria. Ao invés de um processo em paralelo, o computador funciona sequencialmente, linearmente. Então surgem os dois maiores problemas que fazem os computadores serem muito inferiores ao cérebro: o grande requerimento de um potencial de energia que o hardware não suporta e a lentidão em processos de escolha e aprendizagem, como requer a Inteligencia Artificial. Mas levei dois baita sustos na selva, me deram uma fisgada. Uns engraçadinhos de universidades cutucaram os pontos chaves do segredo. Uns, abandonaram os chips, transistores e experimentaram os fótons, a luz. Para quem tem me acompanhado no estou dizendo da relacao da formula com a luz, vai logo entender o que estou dizendo. O que vai acontecer e’ que mais uma vez o homem vai conseguir uma tecnologia da qual não entende bulhufas o que esta acontecendo, enquanto eu na selva entendo o que esta acontecendo mas nada posso fazer de tecnologia. Outros, de repente tiveram uma luz acesa no cérebro e ligaram a maneira como funciona uma neural network com a maneira como funciona a natureza do Universo. Exatamente o método principal que me levou a descobrir a formula. Eles estão longe ainda, pois essa maneira como funciona a natureza universal para eles, e’ baseada na Física e a Matemática, quando na verdade, essa natureza universal recebe um banho de biologia, reveste-se com uma roupagem de vida e ai a complexidade se expande de maneira que eles não imaginam. Mas eu da selva estou torcendo com todas minhas figas para que eles descubram rápido estas coisas, senão, a humanidade esta ferrada.

Vamos agora partir para o negocio serio e destrinchar estas noticias.

xxxx

 

Neural Networks e o Elo com a Natureza Universal

Capitulo iniciado e inspirado pelo artigo:

The Extraordinary Link Between Deep Neural Networks and the Nature of the Universe

https://www.technologyreview.com/s/602344/the-extraordinary-link-between-deep-neural-networks-and-the-nature-of-the-universe/

Nobody understands why deep neural networks are so good at solving complex problems. Now physicists say the secret is buried in the laws of physics.

In the last couple of years, deep learning techniques have transformed the world of artificial intelligence. One by one, the abilities and techniques that humans once imagined were uniquely our own have begun to fall to the onslaught of ever more powerful machines. Deep neural networks are now better than humans at tasks such as face recognition and object recognition. They’ve mastered the ancient game of Go and thrashed the best human players.

But there is a problem. There is no mathematical reason why networks arranged in layers should be so good at these challenges. Mathematicians are flummoxed. Despite the huge success of deep neural networks, nobody is quite sure how they achieve their success.

Now Lin and Tegmark say they’ve worked out why. The answer is that the universe is governed by a tiny subset of all possible functions. In other words, when the laws of physics are written down mathematically, they can all be described by functions that have a remarkable set of simple properties.

So deep neural networks don’t have to approximate any possible mathematical function, only a tiny subset of them. ( continuar a ler)

Matrix/DNA: E isto poderia ser mais uma evidencia para a teoria do universo tunelado para produzir o que produziu – a vida.

xxxx

What is a Neural Network – Ep. 2 (Deep Learning SIMPLIFIED)

https://www.youtube.com/watch?v=P2HPcj8lRJE

xxxxx

New Brain-Like Chip Uses Light to Go Blazingly Fast (Traduzir este artigo para memorizar)

http://singularityhub.com/2016/11/29/new-brain-like-chip-uses-light-to-go-blazingly-fast/#.WD8aJ_Z7UyE.facebook

New Brain-Like Chip Uses Light to Go Blazingly Fast

 

BY  ON NOV 29, 2016

Aprendizagem profunda esta tendo um serio momento justo agora no mundo da Inteligencia Artificial (AI)

And for good reason. Loosely based on the brain’s computing architecture, artificial neural networks have vastly outperformed their predecessors in a variety of tasks that had previously stumped our silicon-minded comrades.

E por uma boa razão. Pobremente baseada na arquitetura de computação do cérebro, neural artificial networks tem vastamente ultrapassado seus predecessores numa variedade de tarefas que tinham…

(continuar traducao)