Posts Tagged ‘corrupção’

Indo a Fundo no Virus da Corrupção e a Unica Solução Possivel

domingo, dezembro 13th, 2015

xxxxx

Inspirado nos artigos:

Harvard Scientists warn about Epidemic of Side Effects due to Corruption

( Cientistas da Harvard alertam sobre a epidemia dos efeitos colaterais devido a corrupção)

http://nsnbc.me/2014/02/10/harvard-scientists-warn-about-epidemic-of-side-effects-due-to-corruption/
E mais este:

Shocking Report from Medical Insiders

http://nsnbc.me/2015/06/19/shocking-report-from-medical-insiders/

Houve um tempo, nas origens dos caprinos, em que todas as ovelhas eram iguais no sentido de que a pastagens eram livres, sem sistema de regras entre elas. Mas então nasciam algumas de tamanho um pouquinho maior que as outras, que tinham maior gula para a comida, para sustentar seu corpo maior.

Então, num belo dia, aconteceu pela primeira vez: uma daquelas ovelhas maiores comeu mais rápido a grama no seu espaço e ao invés de ir procurar no fim da manada novo espaço para comer, simplesmente rosnou e foi jogando seu corpo em cima da vizinha. E esta teve  reação de encolher-se em seu espaço, pois o peso e pressão da outra a tornava desconfortável. Nunca nenhuma ovelha tinha sequer imaginado em violência entre elas, agressão interna era totalmente desconhecido.

Ao invés de fazer o que seria sociável, harmônico, fraternal, a ovelha grande agiu de uma maneira totalmente inédita na historia das ovelhas, ou seja, ela inventou, criou, um novo tipo de comportamento dentro da manada.

Mas para a filosofia naturalista que chegou a descobrir a universal Matrix/DNA, nunca se pode falar assim – que emergiu um fenômeno novo criado ou inventado por qualquer corpo material – sem levar chumbo e do grosso. Nos não aceitamos isso, porque acreditamos que dentro deste Universo, e no meio desta Natureza que podemos perceber com nossos sensores, e’ impossível criar informação inédita, que nunca tenha existido de alguma forma antes, e que tenha sido naturalmente selecionada para se inserir no tronco da arvore da evolução e assim permanecer como fenômeno estabelecido. Se a ovelha atuou daquela forma pela primeira vez na historia da especie das ovelhas, foi uma mutação num sistema natural. Mas pode ter sido uma mutação ao acaso, ou por uma causa natural logica. Se esta mutação e’ constatada ainda agora, ela não foi por acaso, então suas raízes, as formas mais simples deste fenômeno, deve estar presente nas especies dentro da arvore evolucionaria em se encontram os caprinos. Então o filosofo naturalista arregaça as mangas e vai procurar estas raízes.

Mas ao invés de procurar estas raízes nas especies anteriores, como sapos, bacterias, eu tenho a formula da Matrix/DNA, que nunca falhou perante todos os problemas que lhe foram apresentados ate hoje. Então, vamos trazer esta formula para ca’:

Formula da Matrix/DNA universal, no estado de sistema fechado


Trouxe aqui a formula no seu aspecto de sistema fechado – e não sistema aberto – porque o fechado contem em si a totalidade das informações dos sistemas naturais. E basta uma rápida olhada na formula para detectar onde estava a raiz primeira daquele primeiro ato daquela ovelha. Vou explicar:

Esta formula no seu aspecto de aberto, na realidade não existe, porque quando uma comunidade interconectada abertamente, realizando interações com o mundo externo, nenhum sistema consegue aprisionar os indivíduos para formar um sistema de fato, o qual se tornaria fechado. Então, no sistema aberto, o corpo que nasce em F1 e esta’ sempre sob o poder da força do ciclo vital, desaparece transformando-se em F2, e assim por diante. Não existe duas formas, dois Fs ao mesmo tempo ( a não ser no caso em que F5 esteja dentro de F1 gerando o novo corpo, um fenomeno dos corpos hermafroditas).
Ja no caso do sistema fechado, o sistema realmente existe porque a Natureza produziu grande quantidade de um corpo inicial ( cono foi a primeira estrela puramente gasosa e a primeira célula viva), em tempos e locais diferentes, aplicou-lhes o principio do ciclo vital de maneira que se formou colonias de formas diferentes do mesmo corpo inicial, e depois possibilitou as aproximações destas diferentes formas num mesmo tempo e espaço, de maneira que por simbiose natural cada forma foi se conectando com sua forma anterior e posterior no ciclo vital. Com isso a roda ficou completa, a mesma linhagem sequencial, do nascimento `a morte do mesmo corpo.
Este sistema fechado teve sua nuance de semi-fechado quando se tornou os building blocks de galaxias e DNA. Por isso o DNA nunca aceitou – nas varias experiencias realizadas e laboratórios – nenhum acréscimo de genes ou informações para torna-lo mais complexo, melhor, mais evoluído, e todas as tentativas resultaram em efeitos deteriorantes do DNA. O seu building block e’ um sistema fechado ( ele apenas e’ semi-fechado porque ele interage com copias diferenciadas externas de sis mesmo, mas estas copias vem dele mesmo quando se constituiu num sistema astronomico maior).
Mas e então? O que tem a ver as ovelhas com essa historia toda de sistemas, formulas, etc?!
No sistema estabelecido fechado, todo corpo maior e mais velho parasita o corpo menor e mais novo. Assim, F4 parasita F3 enquanto F3 parasita F2, etc. Parasita no sentido de que o maior se alimenta de algo produzido pelo menor ou mais novo. Isto vem das origens dos sistemas materiais quando havia um so tipo de corpo e a transformação do menor no maior significava que o maior digeria, comia, o menor, pois o menor desaparecia, e dentro do maior. E antes das origens dos materiais, este fenomeno ja era observado na propagação das ondas de luz, quando, por exemplo, o raio ultra-vermelho se transforma no ultra-violeta, e assim por diante. Isto e’ informação que vem do alem do Universo, onde eu não posso ir e alcançar tal conhecimento. O corpo humano individual ainda faz isso: so’ pode existir um adulto se desaparecer uma criança antes, a qual desapareceu dentro do corpo adulto, e assim parece que todos adultos fossem comedores de criancinhas. Este “parece” se manifestou como realidade no fenômeno biológico dominado “predador-vitima”. Assim estamos chegando naquela ovelha que pela primeira vez comeu o espaço da vizinha.
Quando o intelecto não atua, ou ainda ‘e demasiadamente fraco, o que move um corpo vivo, são as leis anteriores de seus órgãos, células e átomos. As ovelhas são um caso de ausência de intelecto, então as leis dos building blocks de seu DNA se projetam como leis do corpo inteiro, modelando os comportamentos do corpo inteiro. Por estas leis o maior e mais velho come, depreda, o menor… e assim o cabrito foi em cima da ovelha vizinha. Puro instinto que vem do rolar da longa cadeia natural de causas e efeitos desde o Big Bang.
Mas a ovelha não deveria ter agido daquela forma, se houvesse intelecto entre elas. Não, porque a lei ali sempre fora a do livre espaço e harmônico compartilhamento. Ela teria feito pressão igual contraria mesmo com seu corpo menor, para avisar o vizinho que ele estava saindo do seu espaço, e se isso não surtisse efeito, ela aprontaria um berreiro chamando todas as demais ovelhas que iriam ” acordar” o invasor. Isto aconteceria de fato porque ovelhas representam a dominância do aspecto ” massa” dos sistemas, e não do aspecto ” energia”, e toda massa tende a se conformar harmonicamente no equilíbrio termodinâmico. Mas ela agiu passivamente porque o aspecto de sistema fechado não apenas atacou a ovelha maior e sim também as ovelhas menores. E neste sistema, os menores não tem outro destino senão se entregarem a serem devorados ou parasitados pelos maiores. Passivamente.
Bem,… com o desenvolver-se desta historia, os maiores se tornando sempre maiores, surgiram dentro das ovelhas, os chifres de ataque e defesa, os cabritos, e os bodes.
Mas e agora, o que tem a ver a historia das cabritas com o artigo de Harvard denunciando o alastramento da corrupção? Porque o roteiro e’ o mesmo, apenas se trocam a especie das ovelhas pela especie dos humanos. A relacao ” predador-vitima” se alastrou no sistema social humano pelos mesmo motivos instintivos que se alastrou dentre as ovelhas, os sistemas sociais das formigas, das abelhas, etc. E qualquer manifestação de corrupção e’ a manifestação de um predador tentando crescer dentro do sistema, abocanhar mais do território dos vizinhos.
Porem, a grande tirada dessa forma de pensar o problema e’ que aqui acertamos em cheio com a causa fundamental do surgimento e alastro da corrupção: a falta de intelecto das ovelhas e predadores, ou a presença de um limiar de intelecto, mas muito fraco ainda. E troca-se a palavra intelecto por auto-consciência, e lembre-se que a Matrix/DNA esta sugerindo que na Terra a auto-consciência ainda esta’ sendo gestada como um feto… e tudo se explica.
E qual a solução?
Não existe um método para exorcizar o instinto predador dos humanos que nascem com a devida configuração de genes para este instinto. Portanto, não adianta apelar para os nobres motivos dos grandes predadores dentre os humanos, isso nunca iria funcionar.
Nos podemos – nos que estamos dentre a classe das vitimas, das presas, e por algum motivo nosso próprio, alcançamos um nível intelectual que domina as leis primitivas instintivas dos nossos átomos – nos podemos acelerar a emergência do intelecto dentre as demais ovelhas. O predador apenas deixara de atuar como tal e retornar ao status quo de antes, se a ovelha usurpada em seu território reagir, não pela força e violência pois assim ela nunca venceria o opositor – mas sim berrando, botando a boca no trombone, e as demais ovelhas virem em massa botando seu peso sobre o predador, afastando-o para que vá procurar novo território depois da zona já ocupada pela sociedade.
E’ dentro deste plano que estou trabalhando – reforçado pela posse da formula universal – e por isso escrevo estes artigos: estou berrando para chamar as outras ovelhas a participarem no estancamento de crescimentos individuais em prol do crescimento de todos, nivelado. Abraços…
( Obs: se algum leitor achar algum erro nos fatos aventados ou na logica do raciocínio, por favor, me avise)
xxxx
Ver se foi publicado este meu comentario, nos dois links acima:

Your comment is awaiting moderation. 

Nothing concerned to public health could be private, for personal profit. The state with transparency and vigilance of society must do it. I am wrong? I am against ” capitalism”? Ok, then, don’t came crying due wrongdoings when you are sick.

One suggestion for the final cure of this anti-humans health system: 1) Joining 50 million Americans with U$ 100.00 each one, we will have 5 billions dollars for beginning a non-profit pharmaceutical industry; 2) One by one the private industries will falling; 3) Same thing made by all countries in the world; 4) The union of all countries into an International For Humans health System.

If 51% of world population have same dream, that dream will come true. What about you? Will dream with us?

Sistema Social do Brasil: Associação Para a Transparência e Fiscalização do Povo das Contas Brasil

terça-feira, março 24th, 2015

xxxx

Esta corrupção acontece devido a uma falha fundamental no caráter de todo brasileiro: só pôr cadeado na porta depois que foi roubado. A educação no Brasil produz um povo individualista e corrupto, portanto, todos os empregados nossos no serviço publico teria que ter impedido o acesso à corrupção, não existe outra maneira de evitar que ele nos roube. E para evitar isso teria que ter transparência total em todas as nossas instituições publicas, com balanços bimestrais detalhados até o ultimo centavo publicados e com equipes trocadas em rodízios de fiscais compostos por nós. O dinheiro recolhido como imposto de uma compra que você fez no supermercado dia tal, deu entrada na receita em que dia e para onde foi esse dinheiro? Você na equipe tem que investigar. E carta branca para estas equipes serem obrigatoriamente e imediatamente atendidas ao requerer qualquer informação do balancete. Isto é colocar cadeado na porta antes de ser roubado. Não concorde com isso, não se junte à associação pela Transparência e Fiscalização do Povo das Contas Brasil, e por favor, não venha me poluir sonoramente falando e reclamando eternamente da corrupção, que a culpa é dos governos, etc. Pois eu sempre vou pensar que a culpa é sua. Vais assinar aqui embaixo sua adesão?

Atenção Brasil: Ganhe Dinheiro e Seja Herói Conosco Nesta Criação de Um Plano Contra Corrupção

terça-feira, novembro 1st, 2011

xxxxxxxxx

Inicialmente a recompensa é de U$ 8.000,00 ( R$ 13.600,00) – veja dados abaixo – mas os direitos autorais do plano continua nosso e pode ser negociado com todas as instituições/govêrnos/empresas do mundo. Nós somos os unicos no mundo que temos a fórmula de “Sistema Perfeito”, a qual indica os defeitos nos sistemas imperfeitos. Posso incorporar o fluxo de informações internas de uma instituição no circuito sistêmico e investigar os vazamentos do fluxo. E todos os valores/bens da instituição, assim como tôdas as entradas e saídas são encaixadas nas peças/funçòes da fórmula. Como a fórmula é de um sistema fechado em si mesmo, se houver algum desvio no fluxo entrada/saída, ele será detectado na peça (departamento) correspondente. Mas o diagrama/software da fórmula pode ser ampliado para registrar todas as comunicações/trocas externas realizadas por cada parte.

Sugestões iniciais:

1) Tôdas as instituições, sejam governamentais ou privadas, foram fundadas para vender ao menos um produto/serviço. Não é verdade? Cite exemplo de uma que não. O Ministério da Saúde vende “‘recursos para a saúde publica”. No momento que temos um produto/serviço temos todo um sistema funcional. Cujas etapas sào inseridas nas peças do software/sistema. Na função n.1 começa as entradas, de matéria-prima, capital, etc. Na peça numero 7 está o destino final de tudo que entrou, quando todo o capital/matéria-prima resumidos no produto se desintegra e desaparece (por exemplos os lençois sujos dos hospitais que não podem zser re-usados por perigo de contaminação vão para o lixo). Assim é com o departamento de esportes, e tudo o mais. Em cada peça tem chegar o que partiu da peça anterior mais o acréscimo/desgaste no circuito de fluxo, senão algo foi desviado.

2) Desvios de verbas é na sua maior parte realizado porque os numeros que representam o valor monetario podem ser “arranjados” para encobrir um desvio. Mas se houver um contrôle paralelo onde cada unidade de valor monetario (que pode ser escolhido em centavos, reais ou por exemplo, R$ 100,00) é registrado com um numero código/barra identificação de procedencia e com espaço reservado para o acréscimo de identificação do destino, talvez seja impossivel fazer a malversação. E desde que o código flui no sistema, se não houver o acréscimo da identificação do destino, a identificação de entrada/procedencia fica sempre em aberto, amplamente visivel no software. Se o bem, unidade monetária não está no estoque, foi desviada.

Eu não posso fazer êste trabalho sózinho porque;
1) não tenho tempo disponivel (mas vou tentar fazê-lo mesmo sózinho, pois a possibilidade de ver uma unica criança que hoje está na miséria, sorrir um dia porque conseguí cortar um ramo da corrupçào, eu já estaria pronto para morrer porque me teria realizado na vida);
2) apesar de ter feito um curso de bacharelado em Administração de Empresas, mas por passar 30 anos lidando com a Matrix/DNA e em emprêgos que nada tinham a ver com o curso, já me esqueci dos organogramas de fluxos, contabilidade operacional, etc.

Então falta cabeças para pensar junto, com algum tempo disponivel, e pessoas que trabalhem em algumas dessas áreas para se esclarecer duvidas. Qualquer beneficio obtido deve ser repartido em partes iguais.

A recompensa está sendo oferecida pelo:

The Lab at the Edmond J. Safra Center for Ethics at Harvard University

Agente promotor:

INNOCENTIVE

https://www.innocentive.com/innovation-solutions/corporate-innovation

About: InnoCentive is the open innovation and crowdsourcing pioneer that enables organizations to solve their key problems by connecting them to diverse sources of innovation including employees, customers, partners, and the world’s largest problem solving marketplace.

veja apresentação completa em : https://www.innocentive.com/about-innocentive

Nome do projeto:

Systems to Monitor Institutional Corruption

AWARD: $8,000 USD | DEADLINE: 11/08/11 | ACTIVE SOLVERS: 545 | POSTED: 9/29/11

Link as Html:

Solve this InnoCentive Challenge and win. Award: $8,000 USD

Referral link:

https://www.innocentive.com/ar/challenge/9932692?refP=%2F%2FNVzEnbSQ%2FXhrstEEhFhw%3D%3D&refC=NM6L%2BE0oee8%3D

( Para quem não conseguir a pagina pelo link):

This Challenge asks Solvers to design innovative systems that monitor institutions for potential signs of corrupting forces.

This is an Ideation Challenge with a guaranteed award for at least one submitted solution.

Source: InnoCentive Challenge ID: 9932692

Challenge Overview

The Lab at the Edmond J. Safra Center for Ethics at Harvard University is in the third year of a five-year project on institutional corruption. We are concerned with widespread or systematic practices that undermine the integrity of an institution and/or public trust in an institution. However, unlike more frequently studied examples of individual corruption (such as bribery), institutional corruption tends to involve practices that are legal. To learn more about the Lab’s work you can view an introductory lecture by Professor Lawrence Lessig (http://bit.ly/6ZKuJu), or read more about the Lab and its Fellows (http://www.ethics.harvard.edu/lab/about-us/fellows).

In this Challenge, they are asking Solvers to design innovative data systems that monitor institutions for potential signs of corrupting forces.

This is an Ideation Challenge, which has the following unique features:

There is a guaranteed award. The awards will be paid to the best submission(s) as solely determined by the Seeker. The total payout will be $8,000, with at least one award being no smaller than $5,000 and no award being smaller than $1,000.
The Solvers are not required to transfer exclusive intellectual property rights to the Seeker. Rather, by submitting a proposal, the Solvers grants to the Seeker a royalty-free, perpetual, and non-exclusive license to use any information included in this proposal.
After the Challenge deadline, the Seeker will complete the review process and make a decision with regards to the Winning Solution(s).All Solvers that submitted a proposal will be notified on the status of their submissions; however, no detailed evaluation of individual submissions will be provided.

Obs: para ver a proposta em detalhes é preciso se registrar no site. Se alguem tiver problemas, eu estou registrado e tenho acesso á descriçào completa, assim como posso postar aqui uma traduçào do texto.

E agora deixemos aqui registrada a fórmula de sistema perfeito ( que seria um esboço inicial geral do software que seria desenvolvido) e algumas considerações iniciais:

(clique nas imagens para amplia-las)

The MatrixDNA as Closed System

The MatrixDNA as Closed System

E para ilustrar com um exemplo:
xxxxx

A Fábrica Ecológica

A Fábrica Ecológica

(bem, por ora o famigerado trabalho para pagar as contas de fim de m6es me chama de novo e tenho que parar por aqui).

Mas voltaremos e continuaremos! Você tem alguma pergunta? Já tem alguma idéia? Qual sua opinião sôbre tudo isto?

Porque 95% das Mulheres Já Nascem Corruptas

domingo, abril 3rd, 2011

Antes que elas comecem a atirar-me pedras, adianto que também 95% dos Homens já nascem com uma psicologia tendente a serem corruptos. Mas já na Antiguidade de alguma forma a mente humana intuiu acertadamente que a causa principal das condições absurdas desta biosfera terrestre em estado caótico e selvagem estava no comportamento e natureza feminina, por isso imaginaram fábulas como a do Paraíso: Eva teria sido o pivô inicial de tôda nossa desgraça futura. E agora que estamos descobrindo tôdo o passado da matéria que constitui o mundo e os nossos corpos, que nela sempre existiu a dualidade dos opostos que tambem produz a dualidade feminino/masculino, dualidade esta que estêve atuante inclusive na formação e na história de sistemas ancestrais não-vivos, como os átomos e galáxias, descobrimos também que na conjuntura termodinâmica daquêles sistemas, foi a parte feminina da  “alma universal” que iniciou a desobediência à sabedoria divina e resultou na queda em que caímos condenados a rastejar na superfície lamacenta de um planetinha perdido no Cosmos. A intuição mística e a metodologia de investigação racional chegaram à mesma conclusão: quando a parte feminina da alma universal, do software do código cósmico que sempre acompanhou o hardware material cósmico, conseguiu o domínio e contrôle dos destinos da alma universal, fêz o mesmo que as rainhas das sociedades das abelhas e das formigas sempre fazem: implanta o sistema fechado em si mesmo, expressão do extremo egoísmo e egocentrismo, o qual sempre será amaldiçoado e destruído pela Lei de Claudius, a qual vem do alem do Universo na forma da fôrça medida pela entropia…, a fôrça da degeneração e da morte, que obriga a alma universal à sua sina de se transformar para evoluir.

A realidade humana é a seguinte: somos filhos da necessidade. O ser humano precisa de estruturas materiais para se alimentar, sobreviver e se acomodar no ambiente, estruturas como alfaces e cadeiras. Estas estruturas não existem gratuítamente na Natureza, portanto o ser humano está condenado a obtê-las com o suor do próprio rôsto. Se quiser estas coisas e se tiver os princípios morais de respeito e consideração a seres humanos e animais, tôdo ser humano tem que ser um escravo voluntário do trabalho forçado e rotineiro, realmente produtivo, manualmente executado. Aqui não existem opiniões, senões e lugar para conjecturas falsas. É assim, caímos no mundo com estas condições e ponto final. Quem trabalha num banco, roupinha limpa, gravata, ar condicionado, está com sua mãos fazendo suas cadeiras e plantando suas alfaces? Não! Então é um corrupto. Não me venha con histórias e lembre-se que os religiosos dizem que podes até te enganares a si próprio, mas a Deus ninguém engana, pois êle está vendo de onde vem o que estás consumindo.

Mas essa maldição tem acarretado um outro problema muitíssimo importante para a vida dos seres humanos: todos querem se livrar dela e o único meio de fazê-lo, se o individuo tiver mais fôrça para tal, é fazer-se de cego, convenientemente aleniado, para auto-justificar-se em ser corrupto, ou seja: não respeitar os principios morais de respeito e consideração aos outros seres humanos. Ninguém quer ficar 12 horas por dia fechado dentro de uma fábrica sem ver a luz do sol e sendo torturado físicamente, mas todo mundo quer comer, ter mansão e gerar filhos para outros na fábrica sustentarem. Uma das maneiras encontradas por essa mente corrupta para livrar-se da maldição sôbre os humanos foi a invenção da familia, no estilo denominado “familia nuclear”, que foi revestida de “moralmente e politicamente correta”, a ponto de ser falseada com a palavra “familia sagrada”, através da qual os mais fortes conseguem escravizar os desafortunados que nascem sem uma estrutura familiar. Eu sei bem como funciona isso, pois nascí sem familia e sentí todo o pêso opressor da sociedade para me manter o mais subjugado escravo a vida tôda, uma vida em que, para conseguir o meu pequeno naco de estruturas materiais, sempre tive que ir para a fábrica produzir dez vêzes mais do que consumí. Apenas quem está fora de um sistema, no caso, fora dos lares familiares, é que pode ver e entender sua realidade.

Ninguem quer trabalhar no pesado, mas todo mundo quer consumir, e faz o possível para obter sempre cada vez o melhor, a ponto de, se uma sociedade dos mais fracos não  se estruturar e reagir com violência, todo ser humano se torna infinitamente corrupto, perdulário poço sem fundo, da energia e economias humanas, dando-lhes os destinos da luxúria e do supérfluo.

Se não fôsse essa natureza corrupta do ser humano, a Humanidade hoje teria vencido a maldição, e todos seriam muito mais felizes. Pois o trabalho escravo pode ser realizado pelo engenho humano se êste fôr guiado pelos principios morais a ser aplicado na tecnologia e automação. Já poderíamos ter transformado a Terra na réplica do paraíso ajardinado e adequado para acomodar a vida humana, a milhares de anos atrás. Não o fizemos ainda porque temos estado sendo guiados pela parte corrupta de nossa alma, a qual não deixa o corrupto dominante perceber a verdadeira condição de nossa realidade e alimenta a vaidade, e a contra-reação do corrupto dominado criando os conflitos que atritam as relações humanas de forma caótica e incendiária, fazendo-nos ficar milenarmente vegetando num ciclo vicioso de errada construção e errada destruição.

É aqui que entra o objetivo dêste artigo. Descobrimos uma face mais profunda da realidade que desce no passado desterrando causas soterradas nas noites dos tempos, causas devidas aos comportamentos de nossos ancestrais e continuadas por nós. Causas que foram relembradas pelo nosso inconsciente e registradas alegóricamente na forma das fábulas religiosas e agoras foram desnudas pelos nossos instrumentos usados na investigação cientifica.

Nós precisamos corrigir o foco da nossa ótica que foi feita errada projetando uma imagem do mundo de ponta-cabeça para nosso cérebro. Êste êrro mutacional faz parte da maldição e consiste no método aplicado pela fôrça da morte entrópica quando obriga a alma universal a corrigir-se em seus desvios pelas sendas do caminho da evolução. Dividir para reinar, ou seja, fragmentar uma alma errada em seus menores pedacinhos, cada qual com uma fração do êrro total, e pôr êstes êrros a se degladiarem, de maneira que todos experimentarão as consequencias de serem vitimas de seu próprio êrro, para depois re-ajuntar os pedacinhos consertados e obter a alma corrigida. O fato dos nossos olhos captar a imagem contrária do mundo externo e obrigar o cérebro a uma ginástica dos diabos para manter o corpo vivo e em pé é o que nos conduziu a sermos enganados por uma falsa aparência e termos a tendencia a sermos corruptos contra a realidade na sua forma errada. Entendeu? Explico de outra forma. Se tens um filho a quem amas e para quem desejas o melhor mundo real, mas êle não o obedece e o abandona porque acredita numa idéia errada (como por exemplo, o melhor mundo para se viver seria na forma de Adão e Eva no Paraíso do Éden; êste é um desejo equivocado contra as leis da Natureza, do Universo, e sabe-se lá mais de quem, cujas leis exigem nossa continua transformação com evolução, pois esta espécie de paraíso seria um moto contínuo e eterno, um sistema fechado em si mesmo, o qual fecha as portas à evolução), como faria para salva-lo da tortura eterna quando êle descobrir que seu mundo o faz estupido e infeliz? Ora, conduza-o de forma a que ele mesmo se refaça e corretamente, o que  o trará de volta e curado para entender que o seu mundo paternal e maternal é o unico e melhor para a felicidade infinita. Faça isso sem aplicar castigos como tortura física diretamente na alma. E como se faz isso? Ora! Antes de construir seu mundo errado, havia o mundo certo conduzindo-o para o destino certo. Mas êle desviou-se e construiu um mundo errado, falso. Quando sua evolução chegasse ao ponto de entender que tinha errado e estaria eternamente perdido, aí sim, ele seria torturado na alma. Mas você como pai e mãe que o ama, tudo fará ao seu dispor para evitar essa dor. Então enquanto sua alma ainda é embrionária e não sofre os efeitos do mundo externo, você o retira do canal errado mas dá-lhe olhos que superam a evolução de suas outras partes de maneira que êle possa ver os efeitos errados do mundo errado, sem que essa visão chegue à sua alma.  Os nossos olhos vê as imagens ao contrário, o mundo de ponta-cabeças, porque ela vê o futuro de um mundo virtual que não existe de fato, vê quais seriam os efeitos do mundo que nós mesmos construímosm na forma de nossos antepassados, ou seja, quais seriam seus efeitos no futuro quando nossa alma nascesse e despertasse. Em relação ao nosso verdadeiro e profundo “Eu”, nossos corpos vivem hoje uma realidade virtual, o mundo ilusório da Matriz. Nossos corpos são virtuais, ou seja, não são reais em relação à verdadeira realidade. Nossos sofrimentos atuais são virtuais, ou seja, são falsos, de maneira que nunca estas experiencias do aqui e agora serão registradas no código genético cósmico da nossa verdadeira alma. Pois ela ainda se forma e dorme no estágio embrionário. Somos corruptos por Natureza, mas corruptos em relação a uma realidade corrupta, corrompida, portanto nossa natureza corrupta e a realidade corrupta são falsas, virtuais. Meramente temporárias. 

O verdadeiro veneno da corrupção hoje, aqui e agora,tem um veículo e um nome: o cérebro. Êle está estruturado na mesma forma da Matriz como sistema fechado em si mesmo. Êle é o representante fiel das galáxias aqui na Terra. Êle continua a lutar contra nossa visão certa do mundo corrupto, bem ao gôsto dêle. Êle continua a resistir, retorcendo, redirecionando a luz do mundo virtual, pondo-a na posição correta, fazendo-a a se encaixar na sua teimosa tendência ao super-egoísmo e seu mundo como paraíso fechado. Êle foi o produto natural, real, herdeiro do mundo errado que nossa alma universal, quando ainda habitava nossas ancestrais formas primitivas, ainda sem vida biológica, construiu equivocadamente em desobediência aos destinos traçados alem dêste Universo. É êle quem detem o poder sôbre o código universal aqui nestas dimensões, assim como os genes que constroem um feto aleijado detem o poder genético dentro da barriga de uma mulher gravida. Mas antes que o corpo final nasça para a luz do mundo real, a mãe e os médicos e tôdas as fôrças do mundo dos corpos perfeitos estão atuando para que estes genes mudem suas tendências equivocadas.

A descoberta da Matriz e a intuição de que essa realidade é falsa, virtual, está acontecendo com várias mentes, ao mesmo tempo, em várias partes do planeta. Basta digitar a palavra em Inglês, “Matrix”, na busca do Google, pular os ítens iniciais que dizem respeito ao filme, e ver a avalancha de websites que surgem a cada dia provindas de pessoas anunciando que existe uma Matriz. A maioria desvirtua a intuição descambando para o lado do misticismo, da religião, mas isso sempre aconteceu com as primeiras intuições corretas humanas. E êsse despertar a nível global indica que a alma universal está entrando no canal final do nascimento, do despertar. Ela já começa a mostrar suas primeiras influências, como a sabedoria sôbre o que é o mundo real, já começa a consertar os filamentos de conexões neuroniais do cérebro, de maneira que êle mesmo começa a descobrir que tem siso corrupto e atuado errado. Nossa visão distorcedora de um mundo distorcido existente apenas no cérebro já começa a ser substituída pela visão mais profunda da alma: já começam a surgir e aumentam a cada dia na Internet websites falando em universo holografico, mente holografica… quando na realidade o abstracionismo temporario holografico é a nossa realidade virtual. Eu mesmo, após ter desvendado tôda a história da realidade material e descoberto importantes aspectos da Matriz, acabei caindo no estudo da realidade holografica e fui cair numa fenomenologia que ainda me mantem meio atordoado: a luz. O mundo real, o que veio determinado alem deste Universo, tem um elo perceptivel conosco, que é a luz natural, a qual, possui dinâmica e transformações próprias, de maneira que suas variações em frequências e períodos nada mais são que as fontes de criação do código genético que tem construído todos os sistemas naturais e inclusive fornece o processo para o ciclo vital. Estamos começando a sair do saco embrionário e dar as primeiras apalpadelas no corpo real do nosso criador real, agora é a Matriz no seu aspecto virtual que começa a cair perante nossa visão anímica.

Com isso reconhecemos o que existe de errado em nós, onde começou o nosso êrro, porque construímos êsse mundo virtual. Os antigos podiam intuir tudo isso, mas apenas a solidez do método cientifico poderia nos levar a ver alem da névoa da ilusão de ótica. Cientificamente descendo ao mais íntimo do ser dos nossos corpos, alcançando os menores pedacinhos, analizando-os e conhecendo-os, a Ciência retorna ao corpo total para vê-lo como sistema em sua totalidade, e então autoriza a um dos seus porta-vozes, Richard Dawkins a declarar alto e em bom tom:

– “O problema está dentro de nós mesmos. Nos nossos menores pedacinhos. Guerra aos nossos genes!”

E eu completaria: – “Guerra aos nossos genes e aos nossos cérebros! Viva a nossa Alma Universal!” 

Para abreviar esta finalização, é preciso entender o que é a nossa tendencia à corrupção e o que vamos fazer para elimina-la, sem esperar as cirurgias dolorosas que acontecem quando deixamos a tarefa para a Natureza. No Jardim do Éden, a parte feminina da nossa alma tomou as rédeas das decisões e mentalizou um mundo ideal, bem ao gôsto feminino: o lar como um mundo bonito, perfeito, as provisões sendo fornecidas gratuitamente, um marido amoroso, protetor e dedicado, e a felicidade estaria completa. Que se exploda o mundo externo e tudo o mais, que nada venha a perturbar nossa vida. No seu projeto o mundo era baseado num circuito auto-reciclavel para assim perdurar por tôda eternidade. Mas havia um obstáculo. Adão. Adão não conseguia perder sua tendencia aventureira, exteriorizante, que odeia os limites de um mundo sem novidades. Quando êle se ausentava saindo do circuito Eva ficava só e o seu sistema ficava frágil, suscetivel a perturbações vindas do mundo externo. O circuito do sistema, que tinha a forma de uma serpente engolindo a própria cauda, só seria eterno se Adão, sua contra-face masculina, se mantivesse dentro de casa. Então Eva inventou uma atração para Adão mais poderosa que a tração que o mundo externo exercia sôbre êle: o sexo. Desta forma, a fôrça exteriorizante dentro de Adão seria canalizada para Eva e se manteria dentro do circuito. Eva inventou o instrumento ideal para manter o mundo na forma da serpente, e ofereceu a Adão êste instrumento na forma da maçã. Ela já havia subjugado a força evolutiva que veio do alem do Universo na forma dos vórtices espirais quanticos, tendo imoblizado-os na forma de uma arvore cujos ramos eram becos sem saída para os braços espirais, tornando os vórtices paralizados. A parte feminina da alma universal é poderosa e engenhosa, basta ver o que acontece quando ela se assenta como rainha no trono, nas sociedades das abelhas e das formigas. Tudo se torna seus escravos, seu lar confortável e protegido pelos zangões se torna quase eterno, só ela se permite que todo o sexo dos machos convirjam para ela,  e ela vive sua extrema felicidade. Mas o sistema fecha as portas à evolução, a qual tem designios muito mais elevados para os filhos do além que os destas formas provisórias. Adão comeu da maçã, gostou, deixou-se enveredar pelos abraços quentes e ambiente acolhedor de um lar fechado, tornou-se fiel a Eva e deixou de atirar sua fôrça e substancia na direção de atrações do mundo externo, e o paraíso se firmou, com pretensões à eternidade absoluta. Eva desenhou o projeto perfeito de um motor continuo, perpétuo, auto-reciclavel. Ela distorceu a Matriz, o código genético universal, que havia sido planejado para evoluir e que continha, como um dos seus principais mecanismos, a tendencia exteriorizante masculina, a qual é necessária para manter um sistema aberto á evolução, pois é através dêste mecanismo que as informações sôbre o corpo final dos filhos de Deus ou seja lá de quem está alem dêste Universo,  e que pairam no espaço sideral, são trazidas e assimiladas por um sistema natural sob evolução.

Adão e Eva, as duas meias-faces de uma alma universal ainda no estágio fetal, ainda sendo conduzidas pelos seus genes, cometeram um êrro antes das nossas origens humanas, um verdadeiro pecado original. Êste tipo de êrro se projeta em nós na forma de corrupção do nosso intimo código moral e é carregado pelo nosso assim denominado “gene egoísta”.

Tôda mulher detesta o trabalho fora de casa que se constitua em rotina e tortura fisica. Claro. Todo homem tambem. Mas ela inventou o casamento, para complementar seus planos na Terra e fazer valer sua invenção natural, o sexo, pois com isso ela pode obter o dinheiro do homem que tem dinheiro e/ou a submissão do homem que suporta o trabalho escravizante no seu lugar. Ela fecha os olhos para não entender como funciona a economia e assim enganar-se para justificar que apenas uma pessoa trabalhando na real produção das estruturas materiais que  uma familia de quatro, cinco , seis pessoas, consomem, e que ele sózinho não tem como produzir, explore o resultado do trabalho dos deserdados sem familia. Está tudo errado em nossa sociedade. Estaria tudo certo em relação ao mundo virtual, mas êste é um mundo falso, causa da maldição que se abateu sôbre todos nós. A verdadeira sagrada familia, a verdadeira familia em relação ao mundo real,  será aquela em que tôdas as mães são minhas mães, todos os pais são meus pais, todos os irmãos são meus irmãos, todos os filhos são meus filhos. Aqui está o caminho da evolução, da transformação e transcendência para formas de existência muito superior que as humanas. Mas esta familia virá a se tornar realidade entre nós quando começarmos a combater dentro de nós as nossas tendencias de desvios dos principios morais da nossa alma. Para isso acontecer é preciso antes desmacarar o lado falso da Matriz, o mundo da realidade virtual. E isso já está acontecendo.

Eu não gosto do trabalho escravizante, mas não o temo e não tento escapar dêle. Posso ser rico como for, para sempre estarei dedicando quatro ou seis horas por dia no trabalho braçal, produzindo meus alimentos, construindo casas para outros que vieram me ajudar a construir minha casa. Outras quatro horas por dia me dedico ás oficinas e laboratórios: quero construir as máquinas que vão libertar a humanidade dessa escravidão e as medicinas que combatam os nossos inimigos mortais. Assim fico em paz com meus principios morais que não são firmados em nenhuma religião, apenas se formaram junto com a minha aprendizagem no mundo. Bem… por enquanto isto é um sonho. Ainda vivo na rua procurando trabalho o menor stressante possível e o mais rentável possível para pagar o aluguel e o prato de comida de cada dia mas sempre esperando dar o golpe que minha internas e inconfessáveis corrupções imaginam para conquistar os espaços que foram ocupados pelos que assim já fizeram. Mas se eu consegui-lo, e só se o consegue através de um ato corrupto, prometo que vou manter aqueles principios morais, pois quero estar certo para um mundo real que, ao menos nos meus calculos, é o verdadeiro real e para mim tem sentido. E se êsse é realmente o mundo real, significa que êste meu extenso artigo é inutil se com êle eu pretendia mudar os outros, pois a mudança de cada um depende de si mesmo, ela vem de algo que ninguem de nós pode alcançar, ela vem da alma universal, e não se sabe em que estágio embrionário está a alma das pessoas.