Posts Tagged ‘cosmovisão’

Controversia Entre Bíblicos e Ateus e a Cosmovisão da Matrix/DNA

quarta-feira, março 22nd, 2017

xxxxx

https://www.youtube.com/watch?v=7WaWhkzRE8M

Criacionistas Piram com Cosmos de Neil DeGrasse Tyson – LEGENDADO

Louis Charles MorelliLouis Charles Morelli – 3/22/2017 (Publicado no Youtube)
Não podemos fazer um universo e criar a vida na frente de um crente na Bíblia e nem trazer o Nada na frente de um ateu para ele não ver nenhuma criacao. E a Ciência é uma constatação de fenômenos naturais e nada mais alem disso. Portanto a Ciência é indiferente as teorias humanas sobre coisas que a Ciência não constatou. Enquanto a Ciência não transformar um macaco real em um humano consciente ela nada sabe sobre humanos vindo de macacos, por maior numero de evidencias que humanos arrolem para sua teoria.  Combater a cosmovisão improvável da Bíblia tendo como base uma ausência de cosmovisão comprovada não é logico nem honesto.
Eu construí uma nova cosmovisão teórica que não tem inicio e não é infinita porque começa por um ponto e retorna ao mesmo ponto, dentro de algo que deve estar dentro de algo e isso pode continuar ao infinito ou não. Porem, todos os passos sequenciais desta cosmovisão são alicerçados em fatos constatados pela Ciência. Nesta cosmovisão todas as teorias ditas “cientificas” estão erradas ou incompletas, principalmente as que dizem respeito as origens do Universo e da vida e a evolução. Portanto a minha teoria tem mais evidencias concretas, factuais que as teorias atuais cientificas. A origem do Universo foi um processo genético semelhante ao que da origem a um corpo humano. Não houve origens da vida dentro deste Universo pois os sistemas biológicos vieram de sistemas igualmente animados. A evolução biológica tratada por Darwin e melhorada na Moderna Síntese não funciona sem os mecanismos que vem da evolução cosmológica. E assim por diante, minha cosmovisão sugere estar tudo errado ou incompleto. Porem, jamais serei louco de acreditar que a minha cosmovisão que não foi ainda comprovada é a real e com isso não posso refutar a teoria não comprovada dita cientifica, ou acadêmica moderna. Então vem o conselho acima: arrolar evidencias a meu favor e mostrar como elas estão contra as teorias acadêmica e a  religiosa. Façam o mesmo se querem exorcizar as religiões da mente humana. Mas estejam avisados que a sua cosmovisão também terá que ser mudada.

Cosmovisao Materialista da Ciencia Oficial Como a Doutrina Modelando os Cerebros dos Jovens

domingo, setembro 25th, 2016

As palavras a seguir sao o testamento  de um famoso e seguido professor de Biologia, Pz Myers, dono do famoso blog Pharyngula.”

” We are not ‘designed’ to do anything and neither is any part of the natural world. We evolved from a random sequence of evolutionary accidents, existing only because certain characteristics keep us marginally ahead in the arms race of existence. Nature is not pure and benign, it has no wisdom and it does not exist to nourish us and help us thrive. Nature is vicious, harmful and for thousands of years has been trying to fucking kill us. In the Palaeolithic period it was far better at doing this, with survival beyond thirty being extremely unlikely. Our ability to control the natural world, to process and store foods and to adapt our environment to meet our requirements is the one thing that has kept our head above the evolutionary waters and saved us from the miserable fate that befell every other hominid species in history.”

Read more: http://freethoughtblogs.com/pharyngula/#ixzz4LJAtUwns

Insatisfeito com este Capitalismo Selvagem? Veja como Leonardo Boff e Louis Morelli sugerem fazer para mudar

segunda-feira, abril 27th, 2015

xxxx

Este comentario postei abaixo do artigo no blog do Leonardo Boff cujo link vai abaixo: 

Louis Morelli – 27-Abril-2015, 11:20 AM

Estamos descobrindo agora que esta cultura tri-milenar falseou todas as interpretações dos fenômenos naturais porque a herança animalesca dos humanos continuou a conduzir os predadores ao poder e esta cultura tem funcionado como a hipnose em que a serpente paralisa as prêsas. A alternativa mais sábia é re-interpretar os detalhes reais do mundo destruindo as bases desta cultura ao mesmo tempo que traga outra dirigindo a espécie humana cada vez mais distante da sua natureza animal,rumo à sua próxima forma evolutiva transcendente. Isto justamente o que faço com a cosmovisão da Matrix/DNA Theory, ao retornar à selva virgem do Amazonas e buscar um novo entendimento daquela biosfera e no seu contexto astronomico para melhor entender a existência desta natureza no seu aspecto universal e dentro dela, a nossa existência. Descobri que quase todo o conteúdo dos curriculuns escolares hoje globalizados estão ensinando uma mentira colossal porque todos os objetos e eventos naturais estão interpretados de forma errada.

A herança humana do seu passado animalesco continua a influenciar nas suas criações de civilizações e seus sistemas sociais porque todos ( seja capitalismo, comunismo, feudalismo, etc) são baseados nas mesmas regras da selva que divide sua população em grandes predadores (as famílias dominantes), os médios predadores ( classe média) e as presas ( o trabalhador assalariado escravo). De nada adianta criticar ou combater os efeitos que são estes sistemas sociais pois outros virão construídos pela mesma natureza humana. O certo é desconstruir esta cultura ao desmistificar suas mentirosas interpretações com fatos reinterpretados que não possam serem refutados, como nos possibilita fazer a Matrix/DNA. Esta nova e mais realista visão do mundo e da nossa existência nele dirige o ser a uma nova ordem de valores morais que automática e naturalmente vai mudando a mentalidade humana e seus sistemas sociais e combatendo no homem o vírus do animalismo. A Matrix/DNA não apenas descobre que o nosso código vital se estende no passado como uma Matrix fluindo pelo Cosmos até as origens do Universo como ainda aponta que como auto-conscientes somos 8 bilhões de genes diferenciados entre si para construir um nosso único futuro corpo, filho deste planeta, desta galaxia, deste Universo e quiça, de um ser alem dele. E isso é tudo que precisamos para que cada ser humano seja um agente na construção de um sistema social perfeito.

Comentário de Ijaelson  – PERMALINK
17/04/2015 23:12

Realmente”no capitalimo já não é o homem que comanda, mas o dinheiro e o dinheiro vivo. A cada dia percebemos o ser humano desvalorizado em suas relações. Parabéns por mais uma construtiva reflexão.

Resposta de Louis Morelli – 27 – abril -2015

Ijaelson, pela fórmula de sistemas naturais, o dinheiro representa para o sistema social humano o que é a energia que corre no circuito ligando as partes e quando o sistema se torna fechado em si mesmo ele cria uma identidade própria de sistema alheia e soberana sobre todas suas partes individuais. Este é o amago das previsões futuristas de obras com o Admirável Mundo Novo de Huxley e o grande irmão do Orwell onde até o Imperador se torna escravo do Frankstein social criado pelos homens. Mas esse processo natural está melhor exemplificado nas sociedades das abelhas, formigas, cupins onde a rainha está presa a normas regidas é tambem uma escrava do Leviatã que se ergue como a alma da maquina. Se você der uma olhada na fórmula para sistemas naturais fechados no meu website vais entender melhor o que brilhantemente intuístes. Obrigado por mais essa jóia da perspicácia humana, pois se todos não entender-mos isso a tempo, vamos no caminho da debilidade consciente dessa Matrix incrustada na nossa genética e modelando essa biosfera caótica terrestre.

A cultura do capital é anti-vida e anti-felicidade

https://leonardoboff.wordpress.com/2015/04/17/a-cultura-do-capital-e-anti-vida-e-anti-felicidade/#comment-37520

 

E como complemento ao artigo acima Leonardo Boff publica este outro artigo o qual tambem provocou o outro meu comentário abaixo:

Cómo acabamos por reproducir la cultura del capital

https://leonardoboff.wordpress.com/2015/04/24/como-acabamos-por-reproducir-la-cultura-del-capital/#comment-37537

Resposta de Louis Morelli – 27 – abril -2015

Este afã de autoafirmar-se nada mais é que o instinto herdado dos animais nas regras da selva onde o grande predador se afirma pela fôrça e astucia felina e isso está na genética e inconsciente humano que deve ser assim e continuado. Quanto às três utopias acima todas se esquecem de alguns fatos 1) O sol, o planeta, como tudo o mais está mudando e um dia não suportará mais a vida aqui, portanto, a tecnologia espacial tem que ser desenvolvida 2) Toda sociedade de qualquer espécie animal que se se torna auto-suficiente logo entra em conflitos devido o aumento demografico, apenas a Ciência sob o contrôle da sociedade progressista pode resolver isto; 3) Todos os povos primitivos e com estas utopias foram dizimados, portanto, os fatos mostram sua ineficacia; 4) Toda vez que o humano se assenta confortavelmente satisfeito com o que tem torna-se extremo conservador e a sociedade um sistema fechado em si mesmo, e todos estes sistemas foram e serão sempre destruidos pela natureza.
A unica utopia que conheço que prevê tudo isso mas ainda visualiza um caminho eficaz e feliz para a Humanidade é a sugerida pela cosmovisão da Matrix/DNA Theory.

Divulgação da Ideologia da Cosmovisão da Matrix/DNA e Planejamento da Palestra

terça-feira, janeiro 20th, 2015

Nós somos genes mentais construindo o filho da auro-consciência universal. Cada ser humano, assim como qualquer outra forma de vida mentalizada do Universo, é um gene com uma informação unica, individual e intransferível, que induz a uma missão, ainda inconsciente, e o prejuízo da obra desse individuo acarretará mazelas no ser conjunto único que seremos no futuro. Essa a base do código moral e ideologia que emana da cosmovisão da Matrix/DNA.

A Guerra Entre Dois Cérebros Formados em Dois Mundos Diferentes

quinta-feira, agosto 14th, 2014

The War Between Two Opposite Hard-Wired Brains by Two Different Worlds

Eu não consigo acreditar no que eu produzi e me lembro disso sempre que me deparo com matérias na imprensa como a do artigo com link abaixo.

É tão difícil fazer os 13 pontos na loteria esportiva quanto fazer zero pontos – para lembrar que seria tão difícil errar todos os seus palpites sobre as explicações para os mistérios da sua existência e da existência deste mundo como seria impossível acertar todas.

Acontece que o pensamento intelectual e cientifico moderno construiu uma visão de mundo e eu, no meio da selva amazônica observando a natureza bruta, construí exatamente a oposta, a contraria visão do mundo. As duas opostas cosmovisões podem explicar o mundo desde o Alfa ao Ômega, desde o inicio ao fim, por duas diferentes linhas lógicas, como se dois cérebros estivessem configurados exatamente ao contrario entre si.

O que não consigo decifrar é como e porque meu cérebro saiu assim, para produzir tal surpreendente produção: errar ( ou acertar?) todos os 13 pontos ( tenho uma teoria: entrei na selva carregando um bom conhecimento dos 15.000 anos de cultura acumulada pela civilização humana, mas o inferno da selva e o delírio das malarias mais o veneno dos insetos e dos espinhos fez colapsar todo este conhecimento, na maioria artificial, limpando o cérebro, e a partir daí, o espirito da selva bruta e selvagem da Natureza, reconfigurou-o, segundo suas “verdades”). Aconselha a sabedoria que toda vez que deparamos com uma situação onde dois opostos extremos se conflitam,devemos logo perceber que cada lado está 50% certo e 50% errado, sendo que na metade onde um está errando, cabe como certo a metade onde o outro está acertando, e no final, a alternativa verdadeira é a que resulta deste conflito, um meio-termo mais evoluído que seus dois produtores. Eu me resigno a isso, a aceitar que devo estar 50%  errado, mas eles não, portanto nem querem saber da minha versão. O único juiz habilitado a resolver isto será o tempo.   

E o problema é que nenhum lado tem fatos reais, cientificamente comprovados, para desbancar o outro! Veja qual a diferença, como as explicações aos 5 maiores mistérios do mundo hoje, são exatamente opostas entre si, entre estes dois mundos mentais, resumidamente aqui:

loneliness universe

Top 5 Puzzling Mysteries of the Universe

Read more at: http://www.learning-mind.com/top-5-puzzling-mysteries-of-the-universe/?utm_content=buffer0914c&utm_medium=social&utm_source=facebook.com&utm_campaign=buffer

The article says: “There are a lot of things we have learnt about the universe over the last millennium. But some things are still unknown to us, and these unsolved mysteries seem suspicious to us. Let’s take a quick look at some of the puzzling mysteries we have no knowledge about to this day.”

Applying a new method for cosmological inquiry I have found surprising different explanations for these 5 questions. The method is based principally on calculations of universal evolution by the reverse way, starting here and now with biological organization of matter and going down towards the Big Bang. So, it is adding Biology and Neurology upon the unique method used by modern scientific theoretical models, which had applied only Physics and Math for studying the Universe.

1. What is the universe made of?

Matrix/DNA: Bits-informations coming from the system that generated this Universe, working as genes, like a human body is made off genes/bits-informations from its parents. If a bit is temporary active is energy, if it is inertial, is mass. Each bit emerges as vortex, which is the first shape of a universal natural system, having seven brutes forces/properties ( the universal systemic functions), that evolves into the nowaday seven life’s properties. Those first vortexes propagates as light waves, so, light has the code for functional systems, aka, life ( as suggested by the Matrix/DNA version of the graphic for electromagnetic spectrum of any light wave). All natural systems – from atoms to galaxies to human bodies are merelly evolutionary shapes of a universal Matrix evolving by a process of life’s cycle. So, all natural systems have their own version of DNA, which are identified in the models of matrix/DNA Theory. This universe is merely the fossil of our ancestors, inside which is occurring a process of natural genetic reproduction of the thing that created it.

2. Why do we need these pathetic four percent of ordinary matter,…

Matrix/DNA: As solved by Godel’s theorem, nobody can knows the thru of a system standing inside it. So, these suggestions about four percent or 30% is highly theoretical, as every human conception about the universe. We have seen less ordinary matter than other substances because our scientific power is limited to the universe’s skeleton due our method been Physics+Math. But, like the human body made by this Universe is composed by skeleton, soft biological coverture, plus mind, so, much be the whole Universe. We need developing “biological and neurological cosmology”, for studying this Universe, as we are doing at Matrix/DNA Theory. Only a biological coverture over the nowaday known galactic’s  skeletons could explains life here, as shown by Matrix/DNA galactic model.

3. Are there other universes other than our own?

Matrix/DNA: Thousands of new discovered natural mechanisms and properties by matrix/DNA Theory are in needs of more researches and better understanding because they can improve human life and saving Humanity from extinction. We must study the universe, but stopping at its frontiers, because everything else will be metaphysics, which is scientifically a prejudice. This question makes no sense.

4. Oops. We still need to mention the word “universe” one more time. Are we the only ones in it?

Matrix/DNA: The answer is in the DNA: it is composed by atoms composing active genes intercalated with larger arrays of atoms composing “junk DNA”; so these larger distances between genes represents the larger distances between different life’s forms inside the universe. Evolution of the universal natural system makes that each time the genes are approximating, till all of them meeting in the shape of neurons, a superior natural architecture called brain. I can’t make this mental operation but things are suggesting that the encounter among developed life’s forms happens at a superior natural organization of matter. We are not bacterias limited to the skeleton of a human body, so, we are not limited to the skeleton of the Universe, composed by hard bodies like planets and stars.

5. What is inside a black hole?

Matrix/DNA: The whole modern cosmological model and theory that concluded by the existence of “black holes” is wrong, sorry. See at the Matrix/DNA Theory formula for natural systems what is the real structure inside galactics’ nucleus. As I said before, this galaxy has an invisible coverture where the connections among astronomical bodies and the transformations of these bodies is organized by less evolved life’s, biological properties. Our scientific team has not seen it yet due applying only Physiscs and Math, which does not translate the phenomenology and is not the language of the soft “meat” covering the galactic body.

xxxxxxxx

Comentario postado em: 

LOUIS MORELLI August 14, 2014 at 8:47 pm Your comment is awaiting moderation.

Read more at: http://www.learning-mind.com/top-5-puzzling-mysteries-of-the-universe/comment-page-1/#comment-22722

Filosofia Existencial: Invenção da Oração dos Agnósticos

segunda-feira, junho 11th, 2012

Hoje durante meu período de meditação inventei um tipo de oração. Como sou agnóstico, óbviamente esta é uma oração agnóstica. Vou jogá-la de chôfre, depois se tiver tempo explico cada detalhe, cada significado de cada palavra.

Antes de qualqier julgamento, peço que pense no seguinte:

Há 4 bilhões de anos atrás, a superficie dêste planeta era estéril, via-se apenas água, rochas, gêlo, nuvens, vales, montanhas. Os unicos movimentos eram causados pelos ventos e ondas nos oceanos. Um silêncio que parecia eterno. Nada mais. Demos um salto no tempo e voltamos aqui agora, 4 bilhões de anos depois. Vemos muitas novidades, mas uma nos interessa aqui: na superficie se movem sete bilhões de cabeças e cada qual possui algo que vamos denominar “auto-consciência”. Nosso problema agora é saber o que aconteceu nêstes 4 bilhões de anos de nossa ausência, que produziu esta novidade. Numa coisa tenho que apostar, se quero continuar a buscar respostas para as existências e pelo método naturalista: o potencial para produzir a auto-consciência estava aqui, no meio da matéria terrestre, a 4 bilhões de anos atrás ( não me venha dizer que não estava aqui e sim no sistema solar, ou não no sistema solar, e sim na galáxia, ou não na galáxia, e sim numa dimensão super-natural – pois se assim for, não tenho como procurar nestes lugares, mas não vou deixar de procurar onde posso agora). Então quando descrevemos acima o estado do planeta naquela época fomos incompletos: havia muito mais. Esta falha vai agora nos dar muito trabalho, vamos ter que descobrir onde e como estava êste  potencial.

Êste potencial devia ser constituído de fôrças e elementos naturais. Outra coisa é possivel: se Gaia não é consciente, ela tinha em si o potencial para gerar em si a consciência. Então, assentado que Gaia tem algo a ver com consciência, e sabido que consciência tem algo a ver com o cérebro humano, podemos inferir um quadro de Gaia hoje:

Gaia é constituída de um nucleo denso envolvido por uma camada circular atmosférica. Existe em Gaia sete bilhões de porções auto-conscientes. Estas porções não são fixas, se movem, e não se situam como parte do nucleo denso, nem como parte da atmosfera, está mais ou menos na linha fronteiriça, mais para o lado da atmosfera. Se Gaia e cérebro produzem consciência, algo os dois tem em comum, vejamos então uma comparação de formas:

No cérebro existem neuronios; em Gaia existem algo como que “bolhas plasmicas”. No cérebro os neuronios se comunicam, através de sinapses; em Gaia as bôlhas não se comunicam diretamente, não existem sinapses, mas existe uma comunicação difusa através de sinais que se propagam através da matéria de Gaia, contendo emissores e receptores. No cérebro os neuronios estão em posições fixas; em Gaia as bôlhas sem movem. No cérebro os neuronios tem uma duração de existência igual ao do cérebro; em Gaia as bôlhas tem uma duração de existência muito mais reduzida que Gaia, porem estas bôlhas se reciclam e com isso mantem um estado semi-consciente do todo. Bingo! É por aqui que vai minha oração.

ORAÇÃO AGNÓSTICA

Deitado e em posição de relaxamento total, inspira-se todo ar possivel. Antes de solta-lo abre-se a boca e deixa o ar sair pelas cordas vocais, os sons sendo modelados pela mente no método da sua linguagem. Êstes sons modelados levando palavras são ondas emitidas a partir de seu corpo e tenha-se a esperança de que estas ondas perturbem a paz do corpo maior e mais imediato em que existes. A êste corpo maior dá-se o nome de “Gaia” e Gaia é imaginado como a esfera de matéria densa que constitui o nucleo dêste planeta mais a faixa atmosférica que envolve esta esfera. Assim como seu corpo é constituido de um nucleo material denso e uma porção de algo menos denso denominado “mente”, Gaia é constituida da esfera sólida mais a faixa anelada envolvente atmosférica mo meio da qual existem hoje sete bilhões de porções mentais, e estas porções mentais são como os neuronios de Gaia, e êstes neuronios humanos mentais se comunicam criando sinapses, estas sinapses como relampagos contínuos criam uma espécie de nuvem de luz constante, esta nuvem constante é a consciencia de Gaia, a qual é a camada de inconsciente coletivo composta pela mente da humanidade e talvez tambem dos animais.

Assim como seu corpo contem 10 trilhões de bactérias e virus que executam funções que o mantem vivo, Gaia  tem sua camada mental constituida por 7 bilhões de bactérias mentais – e talvez de bactérias mentais inferiores que são os outros animais. Assim como seu corpo tem necessidades e busca nutrientes no mundo externo, Gaia-mental tem suas necessidades e busca seus nutrientes no espaço externo dentro do sistema solar, inclusive nutrientes que existem dentro do sistema solar mas que vem da galáxia.

Que nutrientes Gaia-mental precisa? O seu corpo precisa de imediato nutrientes que façam seu corpo funcionar e funcionar como sistema perfeito. Gaia precisa de tais ingredientes para que seu todo funcione, a mantem viva, e funcione de maneira mais perfeita possível. Estes nutrientes perfeitos são oriundos do sistema galáctico, pois a galaxia é um sistema que funciona como uma maquina perfeita. Mas estes nutrientes não são oriundos da matéria densa e sólida ou gasosa do corpo da galáxia, e sim da identidade, da mente da galaxia como sistema. Resumindo, Gaia existe como um sistema novo e pequeno acossado por perturbações dentro de um sistema maior, mais idoso e menos acossado por perturbações. O que Gaia precisa é dessas particulas ou ondas-informação geradas pelo estado existencial dêste sistema maior, mais idoso e menos perturbado. Cujo sistema maior, deve ter suas perturbações e busca particulas, ondas mentais que formam a identidade sistemica de outro corpo ainda maior, talvez sob o nome demos a êle, Universo.

Se uma bactéria necessitada e infeliz dentro de seu corpo conseguisse sua atenção e comunicar-se contigo, seria facil para ela ter seus problemas resolvidos. E voce teria interesse em ajuda-la a resolver seus problemas, pois ela é como sua escrava, ela trabalha para que funciones. Então eu, na posição de bactéria em relação a Gaia, tenho que tentar me fazer notar e encontrar uma maneira de me comunicar com Gaia. Preciso dos nutrientes que expulsem as particulas que estão me causando disfunções e se assentem para que eu, como sistema, funcione o mais próximo possivel como funciona o sistema de mais longa vida que é Gaia.

Como me fazer notar? Como é que seu cérebro e mente nota algum ponto dentro de seu corpo que normalmente não é notado? Se este ponto emitir alguma onda de perturbação do sistema que é seu corpo, uma onda que produza um efeito notável, na forma de dor ou de satisfação, como um formigamento, uma coceira. Vou experimentar uma idéia, esta experiencia é o que denomino “oração”. Solto todo ar dentro do corpo na forma de onda sonora modelada pela mente na forma de linguagem levando uma mensagem. É quase impossivel que Gaia capte isso, mas existem outros fatores que me induzem a suspeitar que existe a possibilidade, que eu como um ponto dentro do corpo de Gaia, emita algo que me faça notar por ela.

Um destes fatores é que a camada atmosférica de Gaia é inundada pela luz do Sol e uma menor quantidade de luz das estrelas mais distantes, tudo, em seu conjunto, compondo a luz da galaxia. É nessa luz que existe as informaçoes da identidade sistemica da galaxia, a qual tem o poder de impor a ordem às suas partes dentro de si mesma que as mantem como sistema em equilibrio perfeito (quase-perfeito, em relação ao Univero; o qual tambem é quase-perfeito em relação ao corpo do algo mais no qual está contido).

Quando emito esta onda sonora modelada na forma de linguagem, dentro das palavras vão forças produzidas pela minha mente, a qual é a camada atmosférica do meu corpo fisico, a qual tambem deve ter suas particulas e ondas sistemicas. Então aposto na possibilidade que identidades de sistemas se captem e se comuniquem. Nesno quando existe enorme distancia dos niveis evolutivos, de complexidades, de grandezas espaço-temporais entre tais sistemas, pois eu como um sistema consigo me comunicar com um cachorro que é um sistema inferior a mim.

Portanto devo fazer a experiencia, repeti-la muitas vêzes e aguardar se ocorrem efeitos, resultados. A esperiencia vai na forma de oração que tento me lembrar como minha mente a modela e transcrevê-la aqui:

“Gaia! Tu és como uma bolha que surgiu, vai permanecer por alguns segundos do tempo cósmico, e vais desaparecer. Existes composta por dois estados da matéria, um muito denso que forma sua esfera nuclear, e outro menos denso que forma sua faixa atmosférica como uma membrana, e dentro desta membrana existem bolhas minusculas auto-conscientes as quais dão a ti um estado de semi-consciencia. Dentro de ti existem estas bilhões de bolhas, suas cópias em miniatura, que surgem e desaparecem muito mais rapidamente que ti, mas existes como semi-consciencia porque estas bolhas constituintes se reciclam, mantendo uma perpetuidade. Eu sou uma destas bactéria-bolhas mentais que existe dentro de ti. Estou te chamando, porque acho que devemos estabelecer um sistema de trocas, porque acho que êste sistema pode ajudar a ti e a mim. Vamos nos ajudar mutuamente? Sua sobrevivencia e progresso como entidade mentalizada dependerá do periodo de sobrevivencia e progresso das bolhas mentais da qual faço parte.

Quero te ajudar! Quero ser uma bactéria trabalhadora que faça aqui dentro o melhor possivel para que funciones como sistema o mais perfeito e em equilibrio possivel. Se possivel a mim, farei naves para buscar no espaço exterior ingredientes que necessitas. Se me ajudares, prometo que tentarei convencer as outras sete bilhões de bolhas a se comportarem desta mesma maneira benéfica a ti. Necessitas algo agora que pensas que eu posso fazê-lo? Procure uma maneira de me comunicar, a atenderei com toda satisfação.

O fato de eu poder me manter mais tempo vivo, se comportando como queres, mantendo-a mais tempo viva… O fato de eu procurar melhorar minha condição sofrida atual e progredir, pode ser orientado para ações que a mantenha mais tempo viva, e a ajude a progredir mais rapidamente na solução dos seus obstaculos.

…..

O saco! O trabalho lá fora me chama, não pode esperar mais, tenho que interromper isso agora. Mas antes quero dizer algo. Isso aqui me parece loucura, se a faço é porque quero fazer experiencias. Porem talvez esta técnica surtisse realmente um efeito se fôsse praticada ao mesmo tempo pelos sete bilhões de humanos. O fato relevante a ter em mente é que nossos corpos são feitos dos mesmos átomos que é feita tôda matéria do Universo. Nós somos assim porque os atomos que constituem nossos corpos estão combinados de uma maneira especifica, particular. E não vemos na matéria do Universo a fonte da força que leva estes atomos a se combinarem desta maneira que produza o que chamamos “consciencia”. Ou mente. Já decifrei qual é a força que atua sobre atomos e monta sistemas como nossos corpos de carne e osso, mas existe outra força mais fundamental que ainda não captei, e é esta que produz esta sensação pratica de consciencia. Talvez esta força venha por ondas formando dimensões, e talvez numa destas passagens formem esta suposta semi-conciencia constituida da camada mental que reveste a superficie da Terra. Vou experimentar este talvez. Afinal, não tenho por ora nenhum outro lugar mais importante para onde ir… mentalmente. Não me venha dizer que “você tem que ir para um hospício” , pois não adiantará, eu não vou.

xxx

Atenção! Cuidado!

Eu não tenho capacidade e honestidade suficiente para obedecer o agnosticismo puro, portanto minha cosmovisão é um agnosticismo tendencioso, puxado por uma ideologia. Acredito que no atual estado de evolução da espécie humana todos os indivíduos possuam sua ideologia íntima, tendenciosa, mesmo que inconscientemente, a qual é inevitável. Uma deologia é baseada na escôlha e preferência pessoal de uma especifica “cosmovisão”, ou “visão de mundo e pessoal interpretação dos fatos e eventos reais”, em detrimento das demais interpretações e suas respectivas cosmovisões existentes. Um puro agnóstico seria aquêle que não tivesse preferência por nenhuma cosmovisão elaborada dentro da Humanidade, inclusive alguma elaborada por êle mesmo.

A minha cosmovisão escolhida e preferida denomina-se “A Matrix/DNA” e resumidamente é descrita pelo texto a seguir:

A COSMOVISÃO E IDEOLOGIA DA MATRIX/DNA

1) O Universo é palco de uma reprodução genética de um sistema ainda desconhecido existente antes/acima dêle, mas que certamente possui um atributo, o qual é alguma forma de mais evoluída “auto-consciência”;

2) Êste processo de reprodução é regulado pela Matrix/DNA, uma fórmula genética que carrega o çodigo para o ciclo vital imprimindo vida à matéria, fórmula essa que se expressa inicialmente na forma de partículas/ondas de luz e que evolui mudando de formas enquanto avança o processo de reprodução. A ultima forma conhecida da Matrix nêste nosso ponto do espaço-tempo é a forma do DNA biológico. Indícios sugerem que através do cérebro humano esteja emergindo uma nova forma mais complexa dessa fórmula, a qual está compondo uma nova forma do embrião universal. Assim a Matrix deve saltar para a forma de “DNA auto-consciente” e construir um novo sistema natural de substancia ainda desconhecida denominada “auto-consciência”.

3) O motivo da origem dos sistemas na forma biológica – denominados seres vivos – é um resultado natural da queda pela entropia de um ancestral na forma astronomica, o qual, já dotado de um principio de livre-arbitrio escolheu o caminho de se tornar um sistema fechado em si mesmo, o que interromperia os passos da evolução do processo da reprodução universal. As particulas-genes transmitidas nesta queda entrópica caem sôbre superficies de astros  e podem florescer se houver as condições ambientais favoraveis. O processo pós queda entrópica é sempre iniciado no estado de caos, com as criaturas no estado de “filhas da necessidade” e dividindo-se entre si a totalidade do êrro ideológico do ancestral, mas em parcelas diferenciadas entre si, o que faz com que cada criatura represente a ação de uma fração do êrro total, que conviva, se defronte e experimente os efeitos dolorosos das ações das outras frações do êrro total representadas pelos outros seres vivos. Assim, aprendendo através de suscessivas existencias de suas Matrix, a rejeitarem a ideologia ancestral, depura-se a totalidade da população com uma nova mutação caráter, personalidade, cosmovisão e ideologia. E assim como todos os genes dos pais biológicos, após construírem o corpo do filho, sobrevivem sempre e sobem e se assentam como células neuroniais constituindo uma só nova personalidade, assim todos os genes-autoconscientes do Universo serão reunidos formando uma só nova personalidade, para completar o processo da reprodução ocorrendo dentro dêste “ôvo cósmico”. Essa ultima personalidade será a forma final do embrião que irá à luz alem do Universo no dia do “Big Birth” e finalmente conhecerá seu/sua criador, o sistema ex-machine que aqui está sendo reproduzido.

4) A ideologia Humana da Cosmovisão da Matrix/DNA

Desde que os resultados dos modêlos teóricos sugerem que as galáxias primitivas originais foram/são um sistema que funciona como uma máquina, estúpida mas quase-perfeita, hermafrodita, que se recicla a si mesma eternamente, e que na sua entropia irradia suas partículas-informação na forma de fótons, e êstes fótons, espalhados no interior do corpo galáctico, treinados e condicionados no sistema-máquina, ao caírem nas superficies de planetas penetram seus átomos e tentam assumir o contrôle de sua maquinaria, para conduzi-los a se combinarem e formarem moléculas, compostos cada vez mais complexos, com o efeito final de reproduzir o sistema-maquina de onde vieram, salvas as mutações impostas pelo novo tipo de ambeiente e novos materiais disponiveis, inclusive um novo estado da matéria, o liquido. Assim resulta dentre os seres vivos uma evolução de formas, sendo que na Terra esta evolução/reprodução do ancestral astronomico chegou a um ponto máximo possível na forma de simios, mais exatamente na forma do “gorila”. Mas desde o ancestral símio o DNA biológico não mais registra acréscimos de complexidade fisica, porem mesmo assim o DNA tem crescido, sugerindo que algo está sendo acrescentado, e nossa opinião é que êstes registros se referem à evolução psicológica. Assim como aconteceu com dinossauros e acontece com tôdas as espécies e individuos que se sobressaem pelo uso da força dirigida pela ideologia herdada do ancestral galactico e inscrita em sua carga genética, cuja ideologia é se assentar em equilibrio termo-dinamico com elevado estado vibracional em territórios paradisiacos, super-especializando-se numa forma provisória de um modo de vida, e assim tornando-se um sistema fechado em si mesmo, e dirigindo tôdas suas fôrças e pensamentos para manter e conservar seu reino, mesmo com o recurso á violência contra semelhantes, tambem a forma de gorila foi abandonada pela evolução universal, a qual regrediu a buscar em simios menores e ainda necessitados, abertos e acessiveis à evolução, a espécie que teria seu cérebro desenvolvido e no qual emergiria a nova forma da Matrix, a auto-consciência. Portanto essa nossa cosmovisão gera sua inevitável nova forma de ideologia, a qual se baseia na crença de que a razão e objetivo supremo da vida humana é desenvolver o cérebro através da busca de conhecimentos sõbre todos os fenômenos naturais, cuja busca é dirigida pelos métodos cientificos reducionista, sistêmico, e filosófico naturalista, o qual é a tentativa de montar o quebra-cabeças dêste mundo funcionando em teorias cada vez mais próximas da Natureza real.

Cada parcela dêsse conhecimento de cada fração/operação da Natureza se torna no cérebro uma porção de substancia plasmica, a qual se constitui num tijolinho na construção do novo edificio da nova forma sistêmica da Matrix, por nós denominada “auto-consciência”. A auto-consciência de cada ser humano deve ser conectar cada vez mais com as demais auto-consciencias e a unificação final de tôdas elas nada mais será que todos os fenômenos naturais reunidos e recompostos numa só entidade, tôda a Natureza universal transcrita numa nova substancia, cujo produto final é a auto-consciência do próprio ser universal sendo aqui gerado.

5) Militância, Ativismo, Modêlo de Comportamento Individual e Social Humano:

O nosso objetivo supremo é ser um trabalhador como um gene, empregando tôdas nossas energias para desenvolver nosso cérebro nêsse sentido de busca e acumulo de conhecimentos sôbre os fatos/eventos da Natureza Universal, ao mesmo tempo que ajudar a desenvolver todos os cérebros humanos sem excessão, pelo mesmo método. É ser um vigilante e soldado se necessário fôr, agindo como os anti-corpos do sistema imunizador, contra as investidas da ideologia da máquina ancestral e aquilo ou aquêles que por ela está infectado e agem aqui representando seus interêsses. Contra a robotização e consequente estagnação da evolução cerebral. Contra qualquer aspecto do sistema social em que se notar cérebros humanos absorvidos em atividades mecanicistas, tais como fábricas de produção em série, lavouras de produção massiva baseada no trabalho escravagista, etc. Os cérebros humanos devem nascer livres da condição de filhos das necessidades básicas, para tanto tendo os seus produtos necessários feitos pelo trabalho da tecnologia automatizada.  E incentivados a substituirem as ocupações outrora voltadas para a satisfação das necessidades fisicas básicas, pelas ocupações que satisfaçam as necessidades intelectuais naturalistas, sem se entregarem ao ócio e orgias do sexismo e do consumismo. Temos que tentar atuar para libertar de qualquer situação ou aspecto de um sistema social, politico e economico, qualquer cérebro humano que fôr detectado estar sendo impedido na sua evolução, sem distinção de raça, cor, credo ou status social. Se o motivo, a causa, que esteja atrapalhando a evolução de um cérebro humano for outro cérebro humano, de alguma forma ao primeiro deve ser oferecido uma oportunidade de liberdade e condições materiais para exercer essa liberdade, e ao segundo visto como um paciente doente portador de um virus maligno inimigo da Humanidade, o qual deve ser boicotado em qualquer tipo de relações e mantido distante da nossa comunidade.

Mas jamais nos será permitido usar da violência agredindo primeiro, nem tentar impor pela fôrça ou maquinaões conspiratórias os comportamentos individuais e sociais eleitos pela nossa ideologia. Jamais esquecer que essa ideologia é passageira, que é apenas mais uma forma provisória da evolução, não correspondente à Verdade Ultima a qual ainda é nos inacessivel o entendimento por limitações fisicas do nosso cérebro e do conhecimento incompleto da Natureza Universal.  Quanto aos que não concordarem com nossa ideologia e quanto aos que não se comportarem segundo o modêlo de comportamentos ideais sugeridos pela cosmovisão da Matrix/DNA, devemos nos separar socialmente dêles, porem sem jamais vê-los como adversários ou inimigos desde que não invadam e agridam nossos espaços, ao contrário, devemos respeitar suas existências, comunidades, posses e territórios, inclusive observando seus progressos em suas ideologias, como sugestões para corrigir os êrros da nossa ideologia e aprimorá-los.  As portas de nossas comunidades estarão sempre abertas para receber e prover qualquer dêles que deseja passar ao nosso lado obedecendo nossos regulamentos. Cremos que a Natureza será a Juíza Final, pois ela entregará seus secretos mecanismos e processos que geram Ciências e tecnologias de maior poder à ideologia que mais de perto se sintonize com seu ritmo e sua realidade. A militancia deve ser dinamica e urgente haja visto a presente ameaça do rápido progresso que se está verificando do sistema social baseado no “Admirável Mundo Novo”, de Aldous Huxley, sob o dominio da “Big Mother”,  ou “Grande Rainha”, no estilo do “Big Brother” de George Orwel, que já se instalou na Terra na forma dos sistemas sociais de seres vivos como abelhas e formigas. Porque esta ameaça é indicadora da presença e fortalecimento da ideologia mecanicista e robotiizante e estancadora da evolução universal que vem do ancestral uma vez já derrubado pelo Universo antes das nossas origens vomo seres vivos, a qual está encriptada em nossa carga genética e no meio-ambiente de biosfera caótica que nos envolve, e tenta fazer as leis menores dos átomos que constituem nossos corpos dominarem e interromperem as leis maiores que investem no desenvolvimento do cérebro e embrião da auto-consciência. Tôdos os tópicos acima, inclusive os modêlos teóricos da cosmovisão e as bases da ideologia estão abertos a debates e devem ser mudados á medida que nosso conhecimento sôbre fatos naturais progride.

Louis C. Morelli


Matrix/DNA Geral Cosmovisão

quinta-feira, outubro 13th, 2011

( êste texto está sob construção, apenas sendo publicado na esperança que apareça algum critico para ir apontando suas falhas. Nem têve seus êrros de grafia corrigidos ainda)

Esta obra é o resultado atual dos meus calculos que começaram com as perguntas: O que eu sou? O que estou fazendo aqui? Existo, sinto que sou e existo, mas para quê? O que é êsse mundo? Como, diabos, tudo isso começou? E como tudo vai terminar? Ou tudo é infinito?

Para investigar isso de maneira lógica, digamos, cientificamente, seria preciso que a matéria, em seu conjunto denominada Natureza, e no estado evolutivo que algumas de suas porções chegaram hoje – o humano (ao ponto de começar a ter a consciência que existe, mas sem saber de onde veio, como nasceu) – e sómente ela, recordasse sua História desde o mais distante possível no espaço/tempo, e com essa História real estabelecida, tentasse visualizar seus significados, sentidos e os projetasse num quadro: a figura resultante conteria um modêlo, téorico mas lógico, guiando-a mais eficientemente na busca de sua comprovação. Sei que mesmo assim não se garante a Natureza que ela vai se explicar, mas não vejo outra alternativa, outro método mais lógico, e 6este fornece a possibilidade para a Natureza desenvolver sua conscência.

Mas a maior eficiência d6este quadro teórico depende da exatidão da História, da retidão da memória da Natureza. E esta consciência recem emergida é de uma substancia atabalhoada que sai fora dos fluxos naturais de causa e efeito e parece se refugiar em espaços vazios fora de seu corpo material e desta situação erege coisas com sua própria substancia, como qualquer criança sonha e cria fantasias de papai noel, fantasmas com quem conversar, etc. Não devia ser assim pois essa consciência veio do animal, como o tigre na selva, o qual não cria fantasias. Acho que o que produziu êsse desvio foi o ócio obtido com a agricultura aliado ao agrupamento social produzindo coisas como familia e sociedade.

Mas existe ainda uma oportunidade para a Natureza em sua forma de consciência obter sua História correta: se ela surgir e existir como o animal, sem ócio por não dispor da agricultura, sem existir num agrupamento social, e portanto sem familia, sociedade. Êste é quase o caso desta consciência que produziu esta obra aqui. Houve desvios n6este exemplar – momentos de ócio por obter na sorte os frutos da agricultura, momentos de inserção na sociedade, momentos em que a familia fantasma distante a capturou. Porem, mesmo assim essa consciência obteve uma História inédita dentre as bilhões de consciências mais desviadas pelo social e vale a pena conhecer esta História.

Por ter me criado na rua sem nada meu, nem um metro quadrado meu para descansar meus ossos à noite, nunca me apeguei a nada dêste mundo e nem a mim mesmo. Viví um constante desejar de morrer imediatamente. Assim eu não fui, não sou, sinto-me apenas um fantasma alienado que existe para observar e pensar no porquê das coisas que vejo. E minha unica vontade, minha unica atividade é a de um fantasma cutucando pessoas para que ouçam a sua mensagem, o contar de sua História. O fantasma que é apenas uma mensagem, calcula, que assim, as pessoas vão continuar investigando esta sua História cada vez mais profundamente, e assim preencher sua meta que é completar sua auto-consciência natural. Êste texto é mais uma cutucada e emissão da mensagem.

Qualquer método escolhido pela consci6encia natural para esta investigação tem que tter como ponto de partida o aqui e agora, baseando-se no maximo possível do que vê do seu estado de existência atual. E tem que começar de dentro para fora, de si para o mundo, e não o contrário. Como essa consci6encia está localizada numa porção de matéria denominada ser humano, ela ‘tem como ponto de partida o ser humano.

Esqueça a imagem aparente que v6es de um ser humano. veja-o em sua essencia intima e funcional, seu signidficado. assim surge outra imagem do ser humano. A de uma figura parecida um girino, o filhote dos sapos. A figura do cérebro com seu cilio, seu rabo, que desce pela medual óssea. Isso na realidade é o ser humano em essencia material. O resto são acessórios criados por esse cérebro, nas suas formas evolutivas anteriores. E é esta evolução que a consciência natural persegue regredindo o maximo possível no tempo para tentar rememorizar sua História. É como quando tentamos recordar nossa infancia o mais distante possivel, desde o momento em que fomos concebidos, inclusive tentando recordar como nos sentíamos quando estavamos dentro de um utero, quando éramos um feto, etc. E éramos alguma coisa antes disso? Se conseguissemos avançar no passado, dando um salto sôbre o momento de nossa concepção, nos veriamos dentro dos corpos de nossos pais, sendo nossos pais, ou nos veriamos flutuando como um consciência-espirito? Calma: aqui a consciência já está saindo a vagabundear, criando hipóteses fanrtasaiosas para as quais não tem registro no quadro do mundo aqui e agora que ela vê. êste estado de auto-poliamento em vigilancia constante nesta investigação é impreescindivel.

Cosmovisão: O Alienigena Cérebro Eletro-Mecânico se Impondo ao Cérebro Humano

quarta-feira, outubro 5th, 2011

xxxx

Hubble Optical System

Hubble Optical System

No optical system is perfect, and all telescopes with a circular aperture — or opening — will impose a pattern called an “Airy disk.” Any support structure that impedes on that circular aperture will add features like “rays.” Hubble has a secondary mirror with several support struts that cause this effect. With these imperfections you are actually getting a glimpse of how the Hubble Telescope itself is set up!

Source:

http://news.discovery.com/space/how-to-see-a-disk-around-a-black-hole-111105.html

Ideologia do Autor e Propostas de Mudanças no Sistema Social: Sem Relação com a Cosmovisão da Matriz/DNA

domingo, maio 29th, 2011

Penso que está quase tudo errado nos regimes e sistemas sociais que existiram ou sob os quais estamos existindo. Penso que a Humanidade tem a capacidade para construir o sistema social cujo modêlo está em minha mente, e se eu tivesse o poder para tal mudaria radicalmente tudo que aí está. Para ter êsse poder ou precisaria ser mágico ou que ao menos 51% dos seres humanos desejassem o mesmo modêlo. Esta a razão de eu incluir esta categoria aqui. Isto é como um sinal de fumaça na selva para ver se consigo contacto com mais alguém que porventura exista e veja o sinal e queira se comunicar.

Ninguém vai concordar com meu modêlo, ninguém vai entendê-lo, e vão taxá-lo de extremamente radical. Entendo que isto ocorra e deve-se a dois motivos.

O primeiro é, porque os letrados que podem ler isto tiveram uma experiência de vida mais privilegiada que eu e os que tiveram a mesma experiência não lêm porque não são letrados. De todos os menores abandonados que já ví, eu fui o unico que lia livros aos 10 anos e os livros que eram jogados fora quando encontrados nas mochilas ou carros roubadas dos universitários. Por isso minha mente teria que ser anormal e produzir um modêlo social incompreendido.

Eu nascí tudo errado. Para uma criança darwinista como eu fui feito por aquêles livros universitários, é proibido a mim me reproduzir. O que não presta deve ter a honra e o caráter para se descartar a si próprio sem permitir-se que seja uma fonte de disturbio no caminho da Evolução. Aprendí isto antes de ganhar os espermatozóides, por isso conseguí minha vitória e saio do mundo de cabeça erguida. Eu fui projetado e feito para ser escravo torturado a vida tôda,mas fiz minha guerra pela causa da minha liberdade e ganhei. Não abastecí o sistema com carne frêsca. E ganhei porque, ao menos no tocante a mim, viví mais tempo como homem livre que como escravo, porque eu passei fome e aguentei a discriminação  para ser trabalhador autonômo ao invés de empregado, e no dia que eu morrer termina a festa do Zeus Sádico, ( se existe algum Deus), que em orgia assiste do Olimpo o chôro e ranger de dentes entre os gladiadores naTerra,  e termina a festa dos humanos vampiros e venenosos que herdaram o instinto predador. Ganhei mais porque não aceitei a cosmovisão que tentaram me impor para ser escravo conformado e criei minha própria, onde não existem sofredores, onde reina o amor e com isso dei uma lição de moral em Deus. Acho que vou morrer como mendigo que sempre fui, na sarjeta, mas como sempre aconteceu até agora, o choro da dor que sai pela bôca é menos ruidoso que o riso que sai do conjunto dos meus pensamentos.

O segundo motivo é a influência da cosmovisão da Matriz/DNA no meu modêlo de sistema social ideal, uma cosmovisão que ninguém mais conhece. Segundo ela, veio para a Terra um só DNA, êle se reproduz em bilhões de cópias cada uma com uma minima particular diferença em relação a tôdas  as demais. A meta da Evolução em ter criado este processo é depurar a Matriz/ DNA que era o ápice da Evolução no Cosmos mas tinha o trágico defeito que a levou a se auto-construir como um falso paraíso perfeito na forma de sistema fechado em si mesmo, o que revela um carater extremamente egoísta. A Evolução produziu sua queda para niveis de condições anteriores ao surgimento dêsse carater e gerou o ambiente para que ele se re-erga das próprias cinzas, porem curado. O método para consertar um DNA errado é dividi-lo em suas bilhões de unidades de informação, cada qual contendo uma minima porcentagem do êrro total, e coloca-las a se relacionarem e se degladiarem, já que o egoísmo primeiro instala a competiçao, ao invés da solidariedade.  Será sentindo na própria pele os efeitos do êrro de seu carater que é expressado de uma forma especifica por cada uma de suas semelhantes, que o DNA que veio do Cosmos se prestará à autocura por si próprio e no final se reeguerá de volta para a majestade de onde veio. O sistema social que aí está, ao invés de ser um sistema própriamente dito, organizado segundo o padrão natural de sistemas, é o produto do caos gerado pelas partes em mutuo conflito. É a soma final dos nossos comportamentos individuais que produzem o sistema social, quando na aparência pensamos que somos as vitimas de um sistema determinado pela Natureza. Ora, quando descobrimos a causa de tudo e desmascaramos a Matriz no seu aspecto errado, percebemos que devemos mudar nossos comportamentos, não existe outra solução. A competição tem que ser eliminada e ceder lugar ao cooperativismo. Os comportamentos individuais cooperativistas vão gerar um novo sistema, inclusive mudar a face da superficie terrestre da maneira que ela se encontra construída por nossas gerações anteriores. Ao mesmo tempo, a desmistificação da condenação deterministica nos induz a rejeitar o sistema que aí está e a não nos relacionar com êle, para não ser-mos mais uma força que o agiganta e a qual se volta contra nós. O meu modêlo utópico é baseado no segundo estágio do ciclo evolutivo, onde o estado de caos, ao invés de crescer, começa a definhar cedendo espaço para o estado de ordem. Por isso acho que ninguem vai entender minhas criticas ao que acontece hoje, ao que as pessoas aprovam hoje, porque não possuem a ideologia que é produzida pela cosmovisão da Matriz/DNA.      

Na minha opinião, o jeito que os seres humanos se relacionam e estão organizados na sociedade, está tudo errado. E como foram seres humanos que fizeram essa sociedade e não os deuses nem as girafas ou macacos, depende da vontade dos humanos transforma-la, porque é possível instalar uma sociedade onde tudo esteja certo para todos ao mesmo tempo e em igual nível. Como tenho pensado nêste modêlo utópico a vida tôda, tenho todos os detalhes planejados e por isso tenho a certeza que o modêlo pode se tornar uma realidade.

Não tenho tempo para escrever um livro descrevendo a utopia, como Aldous Huxley fêz com “A Ilha” e “ O Admirável Mundo Novo”, ou como Herman Hesse fêz com ”O jogo das Contas de Vidro”, ou como Orwell fêz com ”1984”. A minha cidade-modêlo está desenhada na mente, mas não vou poder desenha-la no papel e muito menos no computador. Mas estou nêste mundo para uma missão, defender uma causa, que é a projeção no coletivo do que foi a minha luta individual, a causa de uma Humanidade livre e soberana porém, investindo algum sacrificio na busca da transcendencia de sua forma.

Menores abandonados normais tem uma visão de mundo imediatista quase animalesca. A visão de mundo da Matriz/DNA é muito superior a isso tudo. Eu transcendí a forma mental que herdei. A Humanidade também pode fazê-lo.

Se não posso deixar um livro, mas tenho que fazer algo pela causa, hoje com a Internet posso deixar a idéia e os detalhes que for possível escrever, por isso esta categoria é lançada aqui. os temas serãoincompletos esemordem, àmedida que algumevento os suscite, mas sempre com a esperança de que possa voltar a êles e desenvolvê-los melhor. Muito bom seria se mais alguém os lêsse e incluísse sua opinião, contra ou a favor, para enriquecê-lo ou corrigi-lo, pois o modêlo social perfeito para todos só poderá ser elaborado com a participação mental de todos. 

O se rhumano foi condenado a comer o pão com o suor do próprio rôsto? Não, existe a tecnologia que pode fazer tôdo o trabalho sujo e torturante, e se baseada na fórmula da Matriz/DNA tôda a produção de bens de primeira necessidade e tôda realização de serviços publicos pode ser automatizada. Uma das piores tragédias sôbre o ser humano é ser empurrado para dentro de uma fábrica durante um dia em que entra pela manhã e sai ao anoitecer sem ver o sol, e isso, dias após dias, anos após anos, para muitos, a vida tôda. Os vampiros parasitas e predadores humanos que apóiam à fôrça de armas êsse sistema sem nunca arregaçarem as mangas e fazerem com suas próprias mãos ao menos o que consomem, tem que serem desalojados da Humanidade, são inimigos da Humanidade. Isto parece impossível, mas com a facilidade proporcionada pela fórmula da Matriz/DNA a motivação e o número dêles será cada vez menor, o que torna a meta possível. Mas como formar homens e mulheres ociosos em ávidos estudiosos e buscadores de cada vez maior conhecimento sôbre a Natureza, ao mesmo tempo que cada um seja um soldado da Grande Causa Humana?   

Como seria um sistema social sem patrões e empregados, porem sem ser entorpecedor como o sistema comunista? Como seria um sistema social sem a divisão dos humanos em familias nucleares, porem que garantisse a liberdade, sobrevivencia e soberania de mulheres, homens, velhos, e crianças?

Crianças seriam mais felizes se pudessem viver livres numa espécie de jardim e parque infantil e no meio de crianças, ao invés do sistema atual em que muitas vêzes passam a maior parte da vida apenas com adultos e enfurnadas num cubiculo denominado ”lar”. Como seria o modêlo social que pudesse conter êsse habitat ideal para crianças ao mesmo tempo que as tornasse adultos educados adequadamente?

No meu modêlo utópico existem as sugestões de como fazer em cada caso. Pode ser que apontem falhas nas quais não pensei e então deve-se buscar por outros caminhos. Por ora, sempre que um evento tocar nêstes temas do modêlo, aqui virei com um registro apontando o que está errado… da perspectiva de minha ideologia, claro.