Posts Tagged ‘cultura’

Memes: uma cadeia de causas e efeitos mentais, culturais, paralela `a cadeia de causas e efeitos geneticos.

segunda-feira, outubro 9th, 2017

xxxx

Inspirado no video: https://www.youtube.com/watch?v=DJhRONl7JEw

na altura do momento: 48:16

Memes sao as acoes dos genes-conscientes, ou seja, humanos, no nivel social e no seu nivel abstrato, cultural. Significa que o Sistema social e’ uma auto-projecao de um organismo/sistema, onde atos praticos na materia se tornam atos abstratos no social ou cultural.

Um importante fator a notar e’ que as pilulas anticoncepcionis e a camisinha, criadas pelos genes-conscientes, seguem uma direcao oposta aos genes biologicos, pois  interferem contra a tendencia genetica de se auto-reproduzir na maior quantidade possivel. Isto significa  que, enquanto a genetica foi produzida pelo caos e simplesmente segue as regras do caos sem planejar futuros, a mente humana criando os memes como a camisinha tenta mudar os atos do caos para atos de ordem, fazendo com que o fluxo da ordem se levante do caos.

Por outro lado foram projetados no nivel intermediario da psique ( intermediario entre genes biologicos e genes conscientes), os memes que vieram do caos, do animalismo, conhecidos como instintos primaries, selvagens, os quais  insistem em se manterem modelando todos sistemas sociais prioduzidos pela humanidade ate’ agora.  Como as tres tendencias instintivas: !) a grande ou 2) medio predadores,  e, 3) a presas. Para trazer a humanidade e o ambiente terrestre a um estado de ordem e’ preciso exorcizar estes memes vindo do animalismo caotico.

A cultura humana foi produzida pela sua biologia, porem, já existia cultura nas estrelas – revela a Matrix/DNA

sexta-feira, setembro 1st, 2017

xxxxx

Bom artigo sobre origens e desenvolvimento da cultura humana, defende a tese de que a biologia é a causa produtora da cultura. Por meu lado, fui consultar a formula da Matrix/DNA e conclui que a cultura humana esta’ para o sistema social humano assim como a identidade dos sistemas naturais estão para os sistemas, portanto, o que se entende por cultura já existia antes das origens dos sistemas biológicos. Postei um comentário explicando isso no artigo, o qual vai copiado abaixo do link:

O ser humano como um animal biologicamente cultural

https://universoracionalista.org/o-ser-humano-como-um-animal-biologicamente-cultural/?utm_medium=botao&utm_source=ur&utm_campaign=onesignal

O ser humano como um animal biologicamente cultural

Louis C. MorelliLouis C. Morelli – 1/9-set/2017

Good food for thought! Mas eu acrescentaria algo ao artigo. Dizer que a cultura é biológica leva a crer que a biologia criou a cultura pela primeira vez na Natureza, mas vou buscar fatos no passado quando ainda não existia a biológica organização da matéria para sugerir que cultura veio antes, seria uma constante universal. A formula universal para todos os sistemas naturais sugere que cultura é um nome para outra coisa existente mais profunda: a identidade de um sistema natural qualquer.

Como a formula demonstra, sistemas são o conjunto de partes especificas e funcionais inter-conetadas dentro de um involucro qualquer. A soma de informações de cada parte gera o sistema que tem mais informação do que todas suas partes separadas. Porem, como estas partes interagem entre si gerando sub-partes que também interagem, mais informações internas são geradas, as quais não são agregadas `as partes, porem são acrescentadas ao conjunto total de informações que é o sistema. Com isso, o sistema gera uma identidade própria, diferente e muito maior que a identidade de cada parte.

E’ esta identidade de sistema que controla o equilíbrio interno ( que vem da evolução do equilíbrio termodinâmico nos sistemas “não-vivos”) entre todos os seus elementos. E isto acontece em qualquer sistema natural, desde os mais simples como átomos, sistemas estelares, galácticos, vegetais, bacterianos, etc. Pois esta identidade destes sistemas simples, muitos antes da biologia aparecer, que evoluiu para cultura quando a humanidade criou sistemas sociais.

Vendo ” cultura” por esta perspectiva se entende melhor este fenômeno, pois vamos buscar suas raízes, suas causas primeiras desde o Big Bang. E assim encontramos explicação para algo que é dito no artigo mas fica difícil de engolir: que novos genes são produzidos para encaminhar ao homem cultural. Não se trata de novos genes, a função e seu mecanismo já existia disponível na nossa herança dos sistemas não-biológicos, bastava expressa-la. E também acabamos de criar outra definição para cultura: é a identidade de um sistema. Cultura também pode ser a sua mente em relacao ao seu corpo como sistema, ou ainda, cultura é uma espécie de software que permeia um sistema natural físico, o qual é o hardware. Mas tudo isso que digo é resultante da minha interpretação dos modelos teóricos da Matrix/DNA Theory e posso estar cometendo erros de interpretação.

xxxx

O paragrafo notável do artigo que revela sua tese da cultura como produto biológico é o seguinte:

”  O ser cultural do homem deve ser entendido como biológico. Há mais do que um jogo de palavras na afirmação de que o homem é naturalmente cultural, ou ainda, de que a chave para a compreensão da natureza humana está na cultura e a chave para a da cultura está na natureza humana. O homem é a um só tempo, criatura e criador da cultura. Nas palavras de Morin (1973, p. 92), “o que ocorreu no processo de hominização foi uma aptidão natural para a cultura e a aptidão cultural para desenvolver a natureza humana”. Desse modo, “desaba o antigo paradigma que opunha natureza e cultura” (p. 94). Entretanto, apesar da força do argumento, mesmo várias décadas depois, ainda não se foi muito adiante.”

Natural ou Cultural: De onde vêm nossas aptidões e comportamentos?

sábado, junho 18th, 2016

xxxx

Um artigo com link abaixo toca numa importante questão existencial humana. Porem mais uma vez vemos que os investigadores científicos se espraiam nas superfícies dos fenômenos naturais, teimando em resistir a não entrar mais fundo para entender as raízes destes fenômenos, como estamos fazendo na Teoria da Matrix/DNA. Portanto, tambem não pude resistir a postar um comentário no artigo, o qual vai transcrito abaixo. Claro que a amplitude da minha abordagem causa desconforto aos superficiais, cuja reação e’ a de ignorar o básico pois isto mantem a ilusão do conhecimento.

O tema e’ importante como se pode ver pela questão inicial que ele propõe:

“um dos campos mais debatidos atualmente (em meio científico) e’  o problema do Natural versus Cultural, ou seja, o que o ser humano aprende, ou decorre do meio, versus o que é biológico, ou genético.”

Natural ou Cultural: De onde vêm nossas aptidões e comportamentos?

http://www.universoracionalista.org/natural-ou-cultural/

E o meu comentário enviado ( aguardando moderação):

Esta questão está resolvida pela Matrix/DNA World View, mas as duas visões misticas – deísta e materialista – impedem-nos de entender a solução. O primeiro DNA formado na Terra já veio com necessidades, tendencias ou instintos. Então onde e como começaram estes fenômenos naturais? Nos bilhões de anos de moléculas simples evoluindo na abiogênese? O racional e’ procurar na matéria do estado físico e anatômico do mundo dito não-vivo que criou estas moléculas, onde estavam os cepos primitivos que evoluiram para estas propriedades. Então encontramos lá, as sete forças naturais, e divididas em dois grupos, as negativas e as positivas. Por exemplo, a força centrifuga da expansão de uma onda de luz em meio a substancia espacial (dark matter) evoluiu hoje no humano na tendencia a obesidade, a necessidade extrema da gula, a ambição, a extroversao, etc. Ela fez as moléculas crescerem ate tornarem-se proteínas. A sua simétrica oposta, centrípeta de compressão, produziu no humano a introspecção, a timidez, etc. Todos os detalhes da carga genética e da cultura podem ser vistos nas suas raízes nascendo junto com o nascimento desta natureza universal. E sem conhecer isto nunca se entendera o que são.

E as características superiores de estados mentais como as emoções, sentimentos, que emergiram com os humanos? Ora a resposta esta debaixo de nossos narizes: um feto humano apenas emerge a consciência aos 6 ou 8 meses quando o cérebro esta formado para manifesta-la. Isto significa que a propriedade da consciência esteve presente como latência potencial durante 13,7 bilhões de anos esperando a evolução formar um cérebro com cortex cerebral. Como ela ja estava em potencial no DNA do feto desde o instante da fecundação.

Estas forcas estavam e formavam este sistema astronomico que evoluiu para sistema biológico, elas modelaram a carga genética que perpassou todas as especies biológicas. Mas quando não paramos ai,  nos aprofundamos mais no passado, vemos estas  forcas modelando os sistemas atômicos ( as forças nucelar fraca e forte, as forças moveis eletrônicas ou periféricas, etc.). E descendo ainda mais vemo-las compondo os vortices quânticos que pipocavam no limiar do Big Bang. E estes vortices surgiam pela resistência da dark matter ‘a expansão das ondas de luz deflagradas com o Big Bang. Um mero olhar de um onda e vê-se as sete forças ali, vindas do antes e alem do Big Bang.

Nos somos filhos diretos de uma maquina, a mais perfeita possível para a Natureza, tanto que ela e’ descrita pela mecânica Newtoniana. Esta maquina-sistema natural foi descoberta, temos sua completa anatomia e significados. O pensamento cientifico moderno ainda não atinou para soluções a questões deste tipo porque tornou-se to mistico quanto uma religião: separam a evolução cosmológica ( do Big Bang passando pelos sistemas atômicos e chegando nos astronômicos) da evolução biológica ( primeiros aminoacidos ao primata ancestral do homem). Separam a História Natural Universal em dois blocos sem nenhum elo evolutivo entre os dois, produzindo-se um vácuo no meio o qual tem que ser preenchido com o apelo ao milagre… a Vida teria surgido por acaso e não que  Universo, desde antes de sua origem estava tunelado como a placenta para produzir a Vida. Voces nunca vão entender de fato  carga genética e a cultura enquanto não se livrarem equivoco infantil. Este assunto levantado pelo Universo Racionalista daria um bom debate conosco da Matrix/DNA, desde que haja de fato a vontade de aprender a realidade e não aderir ‘a moda do pensamento dominante numa época temporária.

xxxx

E estendendo o assunto….

Não vamos saber oque somos enquanto o pensamento cientifico insistir neste erro crasso de nos separar da nossa real Natureza ( o que a Teoria da Matrix/DNA já compreendeu e resolveu). Os comportamentos instintivos são herdados dos primatas que foram herdados de metabolismos primitivos da primeira célula viva que foram herdados das forças naturais deste sistema natural que nos criou e dentro do qual existimos: este sistema astronomico. E estas forças de sistema vieram dos primeiros instantes do Universo, constando das 7  forças básicas que compõem uma completa onda de luz emitida como um vortex espiral.

Quanto ao comportamento desenvolvido pela experiencia humana – denominado cultural – e~o resultado da competição entre dominância e recessividade entre o geneticamente herdado da natureza bruta mais a agregação da entidade do sistema universal, o qual esta produzindo através dos nossos cérebros isto que denominamos :auto-consciência.

A nossa herança genética vem de um sistema fechado em si mesmo que funciona como uma maquina perfeita, tanto que e’ descrito pela mecânica, e Newtoniana. Em contraposição ao estado de sistema aberto em que os sistemas biológicos se tornaram, essa herança nos passou o gene egoísta e podemos ver na sua anatomia o fenômeno da existência de predadores e presas, protagonizado pelas suas partes internas. Os sistemas sociais de abelhas, formigas, imitam exatamente a configuração do sistema astronomico, e os humanos tem a liberdade de escolher entre os desígnios da materia bruta ou os designios da entidade consciente universal, que e’ tornar nossos cerebros o melhor equipamento e placenta para gestar este feto de conscienvia que carregamos, e dos quais somos como que genes

Desconstrução da Cultura Predatória Matricial de 10.000 anos: O Aliado NewsInsideOut.com

quarta-feira, abril 20th, 2016

xxxxx

https://newsinsideout.com

Launched in December, 2014, NewsInsideOut.com has begun its mission to expose a media-built matrix of fabrications being promoted against the public interest.

Backed by a cooperative of Truth journalists citing contractual rights to mainstream access, NewsInsideOut.com offers investigative reporting, news and opinions turning the matrix of manufactured consensual reality inside out. Reports from the site deconstruct memes (evolutionary principles in the spread of ideas and cultural phenomena) whose ongoing production was identified as a de facto mission of the current mainstream.

NewsInsideOut.com  represents a deliberate attempt to ensure that news from Truth movement journalists such as Jon Kelly and Alfred Lambremont Webre reaches a wider public arena in the mainstream media. Both Kelly and Webre have defined current YouTube, Facebook, and website presences known throughout the awakened communities. The NewsInsideOut.com site is focused on professional news publishing operations providing grounds for digital syndication (the means by which stories enter mainstream news outlets including radio, newspapers and television.

NewsInsideOut.com interviews and articles are in furtherance of our journalistic mission and protection from governmental interference under the First Amendment to the Constitution of the United States of America, the Charter of Rights and Freedoms of the Canadian Constitution, and the Magna Carta (UK) and are an absolute prohibition and bar to any imposition, criminal, equitable, common law, admiralty law, civil to NewsInsideOut.com‘s publication of true facts.

Desconstrução da Matrix/Cultura Virtual Predadora de 10.000 Anos

sexta-feira, abril 8th, 2016

xxxxx

O felino esperto método para manter o povo passivo e obediente é estreitar os limites do espectro de opiniões aceitáveis, mas dentro deste espectro, permitir toda liberdade de acaloradas discussões. Isto passara’ a impressão de que existe liberdade de expressão. ( Noam Chomsky)

No intuito de desmanchar o mundo todo errado que ai’ esta’ e construir um novo e diferente mundo no seu lugar, tem-se que elaborar estrategias para a desconstrução da cultura tradicional milenar.

Um exemplo desta restrição de aceitáveis assuntos se diz respeito ao assunto da macroeconomia, ou economia globalizada. Porque como e quando se imprime o dinheiro, em cada pais? Para as mãos de quem vai este dinheiro quando sai das maquinas de impressão? Quais são as principais pessoas/como agentes econômicos que começam a atuar nesse dinheiro? E etc… Ora, vê-se milhares de noticias nos jornais todos os dias sobre operações financeiras, comerciais, etc., as quais lidam com poucos valores em dinheiro. O grosso do dinheiro – que e’ o que deveria interessar a todas as pessoas do mundo, desde a faxineira ao padre, já que pautaram sua vida na ” busca pelo dinheiro” – nunca e’ comentado. Nos temos que fazer vazar estas informações desde sua fonte inicial.

Desconstruindo a Cultura Predadora Milenar Virtual – a Matrix Animalesca

domingo, outubro 19th, 2014

Os leões ficam preguiçosamente deitados ao sol no alto da colina, assistindo o rebanho de ovelhas lá embaixo, pastando dia e noites, sem qualquer outra atividade lógica, racional. As ovelhas estão trabalhando, transformando grama em carne suculenta. Quando os leões precisam, basta-lhes descer a colina e fazer a colheita do trabalho das ovelhas. Enquanto isso, predadores de porte médio, como os lobos, tambem espreitam para suprimir dos leões a sua parte do labor das ovelhas e vivem parasitando no meio dos dois extremos. Esta é a realidade do mundo no tocante a esta biosfera terrestre, um quadro corrupto e monstruoso que, segundo a maioria das ovelhas acreditam, teria sido criado por um deus bondoso… ou ao menos, ele teria condenado todos num suposto anterior paraíso por terem comido uma maçã.

Vinda do reino animal, a espécie humana imita fielmente as regras da selva, entre seus antepassados animais, criando estes sistemas sociais – seja capitalista, comunista, feudalista, etc. – que são sempre divididos entre grandes predadores ( a classe A), médio predadores ( ( a classe média), e o rebanho ( a classe pobre de trabalhadores rotineiros, escravos dóceis, apáticos e inativos socialmente, 95% da população).

Me admira como é que uma pessoa levanta cedo todo dia ainda estando cansado e com sono, sai apressadamente tocado pelo relógio em direção à fábrica, à construção, ao serviço sujo e pesado, ou mesmo ao banco, á loja, e ali passa o dia todo muitas vezes sem ver a luz do dia, e depois retorna ao entardecer, para passar o resto do tempo enjaulado em um caixote chamado apartamento! E assim se reproduzem, vivem a vida toda, e morrem! Seus filhos e depois os netos, vão repetir o mesmo roteiro, e se a Natureza deixasse, assim iriam por toda a eternidade. Totalmente sem sentido coerente! Na selva, os macacos descem das arvores completamente descansados, no solo se espreguiçam, observam a selva ao redor,  o Sol, e tem a liberdade de escolha do que fazer de seu dia… se vai para o norte, para o sul, para o rio ou para a montanha. O humano, 95% da população, não tem nenhuma liberdade de escolher o que fazer de cada novo dia. E depois dizem que os humanos-rebanho são mais inteligentes que macacos!

Mas porque são assim totalmente irracionais? Está quase certo que ovelhas não tem qualquer atributo físico que lhes dê alguma força para se defenderem de um leão. Ovelhas não tem garras, dentes enormes, etc.. Mas se fossem inteligentes e principalmente, menos egocentristas, com alguma tendencia a querer somar forças com suas semelhantes, encontrariam uma maneira de combater e até eliminar a espécie de leões, pois são cem vezes em maior numero. A grande questão é porque humanos com um cérebro mais complexo continuam a imitar o mesmo comportamento irracional das ovelhas. Pois se quisessem, qualquer classe “c” de qualquer pais, reuniria poder para se constituir eles, no maior e único exercito do pais. Porque não querem? Qual a força paralisante, hipnótica existe por traz da pratica da escravidão moderna?
Bem, os grandes predadores humanos, ao contrario dos grandes predadores na selva, usam algumas propriedades do cérebro mais complexo. Tendem mais a constituírem acordos, sociedades entre si para se repartirem territórios e ovelhas, ao invés de se guerrearem e se matarem disputando a mesma presa. Com isso, em 5 ou 10.000 anos, desenvolveram uma estratégia muito eficaz de controle e manipulação para que as ovelhas produzam carne fresca cada vez mais e melhor. Essa estratégia chama-se “a cultura de um povo”, cujas principais armas são as religiões, a mídia televisiva, a ciência e a politica. Esta a força paralisante e hipnótica controlando os 95% dos humanos. Trata-se primeiro de criar interpretações sobre todos e quaisquer fenômenos naturais, fatos do mundo real e incutirem estas interpretações falsas como verdades absolutas nos cérebros das ovelhas. Educação escolar social e familiar desde o berço, condicionamento mental. Assim os predadores repartem territórios cada qual se escondendo sob marcas e se parecem com um polvo negro com muitos tentáculos manipulando cada aspecto da vida do rebanho:


Mas a Natureza tem mostrado que ela tem um propósito, um objetivo, ao aplicar a evolução nesta biosfera.Este objetivo é agora, melhorar o cérebro humano, desenvolvendo os seus atuais sensores e expressando novos ainda em estado latente, tornando o cérebro o ovo e placenta ideal para a gestação da nova e superior forma de sistema natural que Ela está trazendo para cá, chamado de “auto-consciência”. O qual está totalmente contra o objetivo dos grandes predadores. A batalha começa, a guerra é declarada pela Natureza. Ou Ela vence ou Ela descarta a espécie inteira e retorna ao reino dos macacos buscando outro tipo pelo qual recomeçar Seu intento.
A forma de cidades, de tecnologia, de instituições como família nuclear, de sistema politico e militar com um núcleo e periferias, está tudo errado, em relação ao que a Natureza quer. O humano ocupando 8 ou mais das melhores horas do dia em atividades rotineiras estupidificantes que impedem a absorção das certas e verdadeiras informações, desviando o projeto de melhor cérebro, terá que ser mudado, por bem ou por mal.
O humano que tem inteligencia suficiente para perceber o que está acontecendo sente necessidade de atuar urgente para facilitar o trabalho da Natureza, antes que esta resolva eliminar a espécie inteira. Sempre existe alguma possibilidade de atuar, por minima influencia que possa causar, pois tambem, sem fazer algo a vida não tem sentido, pois estar-se á conformado com a vinda do futuro zero. Eu particularmente procuro estas possibilidades de atuar na pratica. Lanço na Internet movimentos por exemplo, “Abaixo os bancos privados”, “Leis que dividam igualmente a terra entre entre todos os humanos”, “Vença o apelo sexual, principal arma usada pelos grandes predadores para mante-lo no trabalho escravo”, e etc. Faço minha parte tentando dar o salto inicial, mesmo que caia no vazio, mas persistindo até o ultimo suspiro. Quando houve oportunidade atuei com energia inclusive me defendendo à mão armada na selva e ali inciei escolas, hospitais, cidades, cooperativas, etc. Me retraí quando as forças contrarias estavam prestes a me eliminar, mas uma retirada estratégica para retornar em outro lugar. Ao lado da atividade pratica voltada á realidade social, existe a atividade que visa atingir o cerne do cérebro possuído, condicionado. isto se faz pela propagação das interpretações verdadeiras dos mesmos fenômenos naturais e dados do mundo real que foram interpretados falsamente. para isso criamos a visão de mundo chamada de “Matrix/DNA”. E para entender melhor tudo isso é bom tambem ler os links abaixo de pessoas que estão buscando, no mesmo caminho.

xxxx

Sites bom para pesquisar/reler:

Ditadura social científica e psicológica. Pra sair da “CAIXA”…!!!

http://rmorais76.blogspot.com/2014/09/ditadura-social-cientifica-e.html

Ver os comentarios neste artigo grande quantidade de links para videos e autores como Icke, Maxwell, etc., denunciando a cultura dominante. 

xxxx

Symbolic Literacy

http://www.taroscopes.com/highwindowsarticles/symbolicliteracy2.html

xxxxx

E um comentario destinado ao blog rmorais não publicado por excesso de caracteres: 

Muito bom texto, informativo. Permita-me postar aqui meus dois centavos de opinião. Sou autor de uma nova visão de mundo, chamada “A Matrix/DNA Universal dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais”, a qual traz uma perspectiva diferente para o tema do texto. Em todos os povos as sociedades tem se organizado no modelo de sistemas, com nucleo e periferia, ou seja, ricos e pobres. Porque este mesmo modelo em todas as épocas e diferentes regiões?! Se ele significa a felicidade total de 1%, a felicidade média de 4% e a infelicidade de 95%?! Porque não um tipo de organização social que não seja no modelo de sistemas, sem nucleo e periferia, que tenha como ponto de partida a felicidade repartida igualitariamente?

Porque todos tiveram o mesmo ancestral primitivo comum, o qual foi produzido pela biosfera terrestre que representa a face caótica da Natureza apenas, e não a outra face, da ordem. Quem duvidar que esta biosfera é produto do caos, que vá experimentar as origens dela no ambiente selvagem das florestas, dos desertos ou das profundidades marítimas. A organização social humana imita fielmente as regras da selva, dividida entre grandes predadores ( a classe A), os médios predadores e as presas ( a classe dos trabalhadores escravizados). Toda essa cultura de dominação foi desenvolvida ao longo de 10 ou 15 mil anos, pelos grandes predadores, para manter e melhorar suas colheitas do labor das suas ovelhas.
É preciso entender o sistema astronomico que gerou esta biosfera, antes de entender o humano como atual produto final. Ele é descrito melhor pela mecânica Newtoniana porque funciona como uma maquina, perfeita. Antes de sermos gerados pelo pó das estrelas, fomos ( ao menos no tocante aos nossos corpos materiais) gerados pelo tipo de organização social em sistemas, das estrelas.

Mas se os astros se alinham em sistemas que estão no estado de ordem, porque a biosfera começou pelo estado de caos? Por que não existe nada eterno neste Universo, tudo é atacado pela degeneração medida pela entropia. Mas deste estado de caos sairá o fluxo de uma ordem… reproduzindo o sistema astronomico. O Admiravel Mundo Novo de Aldous Huxley, governado pelo Big Brother de Orwell. As sociedades de insetos como formigas e abelhas foram primeiro neste caminho, com a diferença de que, ao invés do Big Brother, elas tem a Big Mother, ou a Grande Rainha. Porque no centro do sistema astronomico se aloja a Big Mother, como se pode ver no modelo teórico de sistemas astronômicos no meu website.

Se deixar-mos o vento nos levar naturalmente, o destino está determinado: seremos meras peças de uma maquina reproduzindo fielmente o estado organizacional do mundo material, natural, que nos criou e ainda nos envolve por todos os lados: este sistema solar e este sistema galáctico.

Mas é no momento de transição da reprodução que pode ocorrer mutações que permite a entrada de elementos novos, externos, na formação da nova cria. E aconteceu que aqui entrou informações nunca antes conhecidas por esta galaxia: informações sobre um tipo de arquitetura vinda do alem das galaxias, denominada “auto-consciencia”. Esta pode mudar o destino da cria, o nosso destino, se formos acessível assimilando mais destas informações flutuando no ar. Agora o futuro é da livre escolha da humanidade: ou ser um sistema fechado em si mesmo como a maquina galáctica, ou ser um sistema aberto para aventurar-se no Cosmos, e crescer sempre.

O que deve fazer já os que preferem esta teoria do mundo, do significado das existencias? Primeiro de tudo, atingir o cerne do cérebro manipulado da grande massa, extraindo dali as falsas informações sobre as quais foi construída essa cultura. Não existe outra maneira de destruir uma falsa informação senão apresentando a informação verdadeira e provando-a, fatualmente, cientificamente. Informação verdadeira só pode referir-se a fatos reais, fenômenos e eventos naturais, e não na discussão entre criações imaginarias das teorias, ideologias, religiões, etc. A cultura dominante está totalmente baseada nas interpretações falsas de todos os fenômenos e eventos naturais que compõem a História.É preciso então retornar aos fenomenos e eventos naturais para observa-los detidamente, identificar suas interações com o todo, extrair a nova interpretação e testa-la contra os demais fatos convergentes. E então divulga-la incansavelmente ao publico condicionado. Séculos depois de Copérnico e milhões de imagens do sistema solar, ainda existem os que acreditam na falsa Terra como centro do mundo tal como apregoado pela cultura da dominação, mas a maioria não resistiu ao confronto com a realidade.

A visão de mundo pela Matrix/DNA está fazendo justamente isto. Todo dia focaliza um novo e diferente fenômeno ou evento natural e reinterpreta-o, divulgando esta reinterpretação. Assim acredito que vamos desmascarando esta “matrix virtual” criada e alimentada pelos humanos que ainda mantem o instinto animalesco subjugando o intelecto, seja na forma de predadores ou de presas. Vindo por caminhos diferentes, as técnicas dos nossos blogs parecem ter entrado no mesmo barco…Portanto… welcome!

Mais Indicios na Síria de que O Eden Paradisiaco Realmente Existiu? A Stonehenge da Síria?

quinta-feira, março 13th, 2014

‘Syria’s Stonehenge’ – Underground Tombs Stone Circles Older Than Anything Seen In Europe
Read more: http://www.messagetoeagle.com/syriandesermyst.php#ixzz2vsvaWdR6

http://www.messagetoeagle.com/syriandesermyst.php?utm_source=feedburner&utm_medium=email&utm_campaign=Feed%3A+Messagetoeaglecom+%28Message+To+Eagle+-+News%29#.UyIrbvldXSg

Meu comentario postado na MESSAGETOEAGLE

Avatar
TheMatrixDNA – March, 13, 2014

The building block of DNA was drawn with stones at Stonehenge and we need see the photo of the Syria’s stones, if it was built by same inspiration. We are discovering that all ancient symbols (from I Ching to the fable of Adam/Eve in the Paradise to the cosmogony of ancient jews) were merely representation of flashes from scenes and events of the past times registered at their memories. Since that universal evolution obeys the same and unique chain of causes and effects, and matter has the property to register the flow of this chain, humans have all universal history registered at their memory, since the Big Bang and ancestors like atoms and astronomical systems. The reason that primitive people were able to remember something from this past is that their brain was still fresh, not corrupted by culture, like ours modern brains. Ok, this is merely my theory, but it is based on a big surprise: the fable of the Paradise is a real account of the state of the world 4 billion years ago, moments before life’s origins at Earth. Then, I discovered that all mythological accounts of big religions are related to the same world.s state. It happens that the shape of the building blocks of atoms and galaxies are the same configuration of the building blocks of DNA. You can see the models and pictures about this interesting theory at “The Universal Matrix of Natural Systems and Life’s Cycles”

Deir Mar Musa

Deir Mar Musa

Roger Waters diz no Rio uma das frases mais sábias jamais dita

quinta-feira, março 29th, 2012

“Há certas culturas que querem nos vender uma noção de vida que não corresponde ao que a vida é de verdade. O muro da desinformação é provavelmente a força mais potente e negativa que existe” – disse Roger Waters

Pena que nenhum jornalista presente captou a profundidade do tema e não aproveitou a oportunidade para perguntar e estender o assunto. Teria feito um grande serviço para a causa da Humanidade. A frase foi lida em:

Globo.com – G1
http://g1.globo.com/pop-arte/noticia/2012/03/muro-da-desinformacao-e-forca-mais-negativa-diz-roger-waters.html

Muro da desinformação é a força mais negativa, diz Roger Waters
29/03/2012 07h00- Atualizado em 29/03/2012 07h28 – Henrique Porto
xxx

Roger Waters e o Muro Cultural da Desinformação

Roger Waters e o Muro Cultural da Desinformação

xxx
A Matrix/DNA não me deixou perder a oportunidade para exercer sua militância, e postei um comentário no artigo ( não sei se vai sair na integra: esta mania de resumir e abafar o pensamento das pessoas com recursos como limite de palavras nos posts é mais uma atividade da cultura do país dos pensamentos curtos sem substância):

Louis Morelli:
“Há certas culturas que querem nos vender uma noção de vida que não corresponde ao que a vida é de verdade. O muro da desinformação é provavelmente a força mais potente e negativa que existe” – disse Roger Waters

Sábias palavras que os brasileiros deveriam prestar atenção. Culturas funcionam como a Matrix. São criadas e alimentadas pelos predadores dominantes para se auto-justificarem (passam a crer na própria mentira) e mais facilmente manterem os dominados como escravos. São religiões, ideologias, tudo baseado no desconhecimento do mundo real que geram as interpretações, visões de mundo, imaginárias. Para dimimuir o poder dessa inimiga da Humanidade que é a cultura/Matrix, é dever de cada pessoa buscar o conhecimento e comprovação de fato pela Ciência de cada fenômeno natural e atacar todo tipo de interpretações humanas, principalmente quando usadas pelo sistema economico/politico vigente. Por isso Pink Floyd já dizia: teacher, leave our kids alone! Deveria completar: deixe cada criança conhecer e se educar com a Natureza.

xxxx
Mas talvez meu post não foi apenas a voz da Matrix/DNA, e mais a minha própria voz, a qual desce aos patamares da sobrevivência humana pensando em coisas como economia, politica, etc. Então escreví isso do meu ponto de vista: nascí órfão e criado na rua mas com a tendência de lutar por uma nova organização social e mentalidade humana. Estava por nascimento condenado a ser bandido ou escravo dócil daquêles que tinham familia e se apoderaram de tôdos os espaços. Tôda vez que batí na porta de uma casa ou emprêsa sentí o riso maligno do predador perante a oportunidade de pegar a prêsa, e o modo de fazerem isso: sempre me foi apenas oferecido o pior trabalho pesado que não querem fazer, a trôco do dinheiro apenas para a comida e o quarto da pensão à noite.

Por isso tambem fugí para viver sózinho no meio da selva amazõnica, escravo jamais seria, e lá fiquei por sete anos sobrevivendo e estudando a Natureza em busca de algum conhecimento que explicasse a razão dessa existência absurda. Cheguei à conclusão que na civilização lá fora os humanos estavam vivendo uma existência artificial sem o menor respaldo nos movimentos e fatos do mundo real com sua Natureza. Como podem existir seres que se sujeitam a serem encarcerados em fábricas, construções, durante tôda a luz do dia, por 30 anos, às vêzes a vida tôda, e entorpecer totalmente sua curiosidade e vontade de evoluir sua mente?! Pois isto é o que fazia a maioria que nascera deserdado como eu. Resposta encontrada? Entorpecimento mental logo na infancia pela cultura e sua produção urbana aprisionando a mente de maneira que esta não busque na Natureza, no mundo externo real, uma livre e autônoma razão para as existências. Condicionamento psicológico sob o poder de armas, policia, exército, patrulhas de quadrilhas familiares predadoras, e através da mídia, a propaganda cultural fundamentada numa total equivocada interpretação do mundo. Estas a causas dos 6 bilhões de escravos modernos ( dentre uma população de 7 bilhões).

Mas isto pode ser que tenha outra implicação muito importante se minha cosmovisão não estiver muito errada: a História Natural está sugerindo que está em curso uma “evolução natural”, e que o tôpo dessa evolução aqui e agora nêste planeta é o evento em que o cérebro humano está parindo um novo tipo de sistema natural, denominado “auto-consciência”. E que dentro da própria Humanidade está em atividade uma fôrça atrapalhando êsse desígnio da evolução, o que vai requerer ou provocar reações das fôrças naturais para extirpa-la, mesmo que a Natureza repita ocorrencias semelhantes anteriores, como foi o caso quando a evolução estava transformando o réptil em mamifero. Naquela época o réptil se esquivou da evolução para mamifero e procurou um modo super-especialista acomodado de existência, crescendo e engordando apenas o corpo fisico, chegando ao tamanho dos dinossauros. A Natureza respondeu com a escassez, os limites naturais para tal consumidor não previsto e varreu-os da face da Terra, retornando a evolução no tempo, ao se fixar num pequeno réptil, o cianodonte, e daí retornar os desígnios da evolução transformando-o em mamífero. A Humanidade através de seus “patrões”, donos das terras e terrenos e meios de produção, que tendenciosamente deturpam a história inventando mitos culturais de quedas de meteóritos como acidentes ao acaso. Mas se a minha interpretação for o que realmente aconteceu, sinto muito, essa casta será varrida da face do planeta, ao menos que procure ser honesta e moral consigo mesma a tempo. A Natureza não se defende mas se vinga, ela não tem pressa, tem todo o tempo cósmico ao seu dispor o qual se conta em bilhões de anos, ela não titubeia em descartar uma espécie que saiu fora de sua sintonia para retornar e investir numa nova espécie que ficou lá atrás. Ou mesmo como no caso dos répteis, buscar aqui os nativos que continuam selvagens como na Amazônia, os quais podem sobreviver à uma terceira guerra mundial ou catástrofes planetárias. Parece que a Natureza tem um meio de avisar antes através da camada mental terrestre conhecida como inconsciente coletivo a êstes culpados, mas deturpam êstes avisos para encaixa-los no seu amplo leque cultural, cuja uma das suas fôrças é a religião. Então se preocupam criando profecias de fim do mundo, mas tomando o cuidado para criar subterfugios psiscológicos como a fábula de que os “bons”, ou seja, êles próprios, serão escolhidos e libertados das atribulações. É hipocrisia demasiada para meu gôsto!

Porem de nada adianta criticar sem fazer. Então o que deveria fazer quem pensa como eu? Primeiro se conscientizar que os predadores humanos não vão e não querem serem curados. Jamais vão devolver aos sem casa os terrenos extras às suas necessidades básicas que saquearam. Jamais vão sair do ar condicionado de suas casas e escritórios para arregaçar as mangas e produzir manualmente no pesado ao menos o que consomem. Estão perdidamente viciados em vampirizar as energias do trabalho dos fracos. Fazem guerras, assassinam, se preciso fôr, a qualquer um que ameace fazê-los trabalhar de fato o que a existência humana tem moralmente que trabalhar. Sempre vão repetir o que disse Luís XV resumindo o que se passava na côrte perdulária da França: “Sabemos que estamos agindo errado. Sabemos que essa vida de festas orgíacas e sedentária não se sustenta na Natureza. Sabemos que um dia o povo vai conseguir nos derrotar e nos cortar os pescoços na guilhotina. Mas o que podemos fazer? Não conseguimos deter e controlar nosso vício.” Ao menos a côrte francesa não era tão inconsciente para inventar mentiras e acreditar nelas, como a da burguesia atual, com sua justificativa de que o mundo para êles vai acabar sim, porem inevitável por que virá por ordem de Deus… Não, isso vai ser corrigido pelas leis naturais – se minha interpretação do mundo tiver algum fundamento real.

Porem assim temos a pista de que de nada adianta discutir com êles, muito menos tentar recuperar pela fôrça o que tambem a nós pertence e ainda lutar pela eliminação definitiva da escratura. Isto sugere que só temos uma alternativa, e muito remota de nos salvar quando a Natureza de fato reagir: nos separar dêles, indo para lugares ainda virgens como a selva, as ilhas, etc.. e lá erigir um novo sistema social, edificar um novo tipo de habitat. Claro, teríamos que correr na busca de conhecimento natural, desenvolvimento das ciências e uma tecnologia principalmente para nossa defesa, porque vão nos atacar para saquear nossas posses. Enquanto isso não é possível, enquanto temos que ficar no meio urbano dêles, teríamos que nos aproximar para praticar em conjunto mas separados dêles a nossa atividades de trabalho, financeiras, politicas, tudo na surdina. Até poder-mos ir para a selva. Atacar nunca, a não ser como auto-defesa e mesmo como vingança se ferirem um dos nossos. Não podemos tentar impor nossa visão de mundo a outros porque não sabemos se nossa interpretação do mundo é mais correta, e sabemos que forçosamente nossa interpretação do mundo tem muits êrros, devido nossa pequinez perante a natureza universal.