Posts Tagged ‘Culturas’

Singularity: O Império Galactico Inserindo Sua Religião Final na Terra: Artificial Intelligence

terça-feira, dezembro 9th, 2014

Este artigo tem muitas informações e os nomes dos novos profetas para iniciar estudar o tema:

xxxxx

Enthusiasts and Skeptics Debate Artificial Intelligence

http://www.vanityfair.com/culture/2014/11/artificial-intelligence-singularity-theory

E o meu comentario postado no artigo ( saiu com errado username?):

( My comments-post in VanityFair):

austriak7 – Dec, 09,2014 

Kurt, I can’t understand how works yours brain, modelled by the reductionist method. This whole terrestrial biosphere ( included humans) was produced by a machine, described by Newtonian Mechanics – this solar system. And further by the most perfect machine, the perpetuum motor, which is the building block of this galactic system, as you can see at the Matrix/DNA Theory model. So, the immediate goal of Nature here at Earth’s surface is reproducing itself, doing a machine and not human beings. When human parents want to reproduce, are their final goal getting genes or a human baby? That’s it: we, humans, are merely the genes being used by making the Nature’s offspring, which are “machines”. The pathway through chaos and biological systems are temporary techniques for getting the final ordered and mechanic architecture. Asking what will create these humans but forgetting what has created humans, in the cosmological context, is bad reductionism.

But, the galactic machine is a deviation of Universe’s goal. Our creators, the galaxies, are a discarded species like were the dinosaurs, because they became closed systems. You can see at Matrix/DNA models for light waves emitted at the Big Bang, that human DNA is a mutation going back to the right universal way, then, humans are accessible to ex-machine consciousness, machines are not. For sure we will build here the Admirable New World of Huxley under the rules of the Big Queen, as did bees and aunts, our machines will have artificial identity, but, our knowledge about who is who, which are our ancestors deepest in the Cosmos, will be enough for us keeping our mind free and escaping for our great cosmic adventure.

Quântica e Picaretagem Quântica: Um Conselho para a Matrix/DNA

sexta-feira, novembro 21st, 2014

Interessante vídeo de debates com link e titulo abaixo, nos lembra e informa que do ponto de vista da Física, todas as teorias esotéricas, como estas de auto-ajuda, se querem serem consideras Ciência, que não usem a quântica, pois a Física quântica mostra que ela trata do nível abaixo dos átomos apenas, nada vê em relação a consciência, medicina, etc.

O vídeo suscitou a postagem do nosso seguinte comentário:

PSEUDOCIÊNCIAS E PICARETAGEM QUANTICA

http://universoracionalista.org/2-hangout-do-universo-racionalista-pseudociencias-picaretagem-quantica/#comments

Avatar

Para começar, a Natureza não é propriedade nem dos picaretas mencionados e nem das atuais Ciências Humanas, como a Fisica e a Matematica. A palavra “quantica” é meramente um nome dado por humanos quando se referem a uma dimensão ou ordem de fenômenos naturais, ou seja, essa parte da Natureza é “quantica” para os humanos, não para a Natureza. Ocorre que os sensores do cérebro humano, limitados, não conseguiram captar esta dimensão, e a tecnologia produziu instrumentos que são extensões tecnológicas destes sensores, os quais não estão disponiveis a todas as pessoas, foram entregues pelos governos e corporações aos Fisicos, e não aos biólogos, neurologistas, etc. Por isso esta dimensão ainda está sendo estudada apenas pela perspectiva dos Fisicos e sua linguagem, a Matematica. É preciso democratizar o uso destes instrumentos de observação e medições, para que maior numero de diferentes perspectivas enriqueçam o conhecimento. E assim dê-os aos tais picaretas quanticos para que eles mesmos se destruam se constatarem que suas teorias não tem fundamento. O certo é que vão tentar experiencias e abordagens que os Fisicos não admitem.

Pela perspectiva da Matrix/DNA Theory, a Fisica faz um necessario trabalho de desvendar o “esqueleto” do Universo, formado de átomos, galáxias e forças, mas quem prova que este Universo que produziu o corpo humano, começa e termina nesse esqueleto? Não existirá na dimensão macrocósmica niveis de organização da matéria mais complexos, como o corpo humano possui alem do esqueleto, a parte carnal, mental? Se existir nunca será o método cientifico usado pelos Fisicos que os descobrirá, e nem a lógica matematica que se aplicará. Nem os atuais instrumentos que amplificam os sensores humanos, pois eles são compostos e desenhados mecanicamente.

A dimensão dos fenômenos abaixo dos átomos certamente toca os limites materiais deste Universo para baixo e os limites do seu passado nas suas origens. Assim como o estudo da embriogênese chega ao limite espacial microscópico do DNA e ao limite temporal no momento da fecundação de um óvulo. Mas de onde veio o DNA daquele embrião e de onde veio a causa da origem daquele embrião? Estão fora do “universo” estudado. Se na embriogênese ultrapassamos estes limites, ao invés de chegar-mos ao NADA ou a Deus, vamos chegar a pais humanos, ver que o mundo se abre numa complexidade muito maior do que a embriogênese, pois vamos ver os pais, e o mundo alem deles. Vamos ver que a consciência no embrião já existia antes das origens do embrião. Assim são os limites do Universo quando estudados pelos métodos da Física e da Matemática.

Por estas coisas que defendo as tentativas de se aproveitar do conhecimento destes limites – que se convêm chamar “quânticos” por biologistas, neurologistas, psicólogos, etc. Uma complexidade maior e ainda desconhecida é uma possibilidade racional, o mais baixo nível microscópico da Natureza pode ser uma janela aberta para se ver esta complexidade, mas esta janela tem um vidro muito escuro que só permite se ver sombras do outro lado, ou não ver nada, e tem pessoas que estão fazendo teorias sobre o outro lado, inclusive algumas acreditam tanto em suas teorias, como o Chopra, que as afirmam como se fossem verdades comprovadas… e incautos compram teorias. Como é teoria a afirmação que da dimensão quântica não se aufere um conhecimento que possa explicar algo da consciência. Se a Natureza é um corpo só, o seu “pé” não pode estar separado de sua “cabeça”.

A Importancia da Divulgação Cientifica, mas a Presunção de Sabedoria pelos Divulgadores.

quinta-feira, novembro 20th, 2014

xxxx

O artigo abaixo me passa a impressão que no Brasil, os poucos batalhadores para mudar a mentalidade mistica em pragmatica, divulgando as noticias cientificas, estão deixando seu status cultural, acima da média do povo, convence-los que já sabem tudo, ou seja, que seu status cultural na Terra tambem é um vencedor a nivel de Universo. Vejo um perigo nisso e por isso publiquei o comentario abaixo naquele artigo:

http://climatologiageografica.com/por-que-divulgacao-cientifica-e-importante/

Louis Charles Morelli ·  Quem mais comentou · Trabalha na empresa Self employed

Bem,… a Natureza não tem como donos nem as religiões humanas e nem as ciências humanas. O que decide de fato quem sabe mais sobre a Natureza é quem consegue ter mais poder para melhorar suas condições de Vida. Um exemplo é o que vemos agora: os muslins religiosos apanhando feio dos cientificos americanos. E onde estava Allah que não veio ajudar seus fiéis? Onde estava o Deus provedor e assistente de seres humanos na Terra que nada fez enquanto seus fiéis cristãos, crianças, mulheres, idosos, eram comidos por leões na arena de Nero desafiando os deuses deles?Mas, um perigo ronda os adeptos das ciências: é tornar-se misticamente religioso tambem, mesmo que essa religião seja a antitese das religiões deístas. Vemos muitos “cientificistas” perdendo o poder das suas faculdades mentais devido aos temporarios sucessos que a ciência tem proporcionado, por exemplo:
1) Os curriculuns escolares compostos por educados na mentalidade cientifica, iniciam afirmando que a teoria tal sugere tal coisa, mas logo a seguir os textos se esqueceram que é uma teoria e passam a afirmar as colclusões destas teorias – qua ainda não são fatos comprovados cientificos – como se fosse verdade. Isto fazem as religiões, apresentando inicialmente um livro e não um Deus e seus milagres e logo depois os pregadores afirmam ser aquilo verdade;
2) Os cientistas ou cientificistas que divulgam a ciencia como Lawrence Klaws e Dawkins passam a dizer absurdos irracionais como “Something from Nothing”, ou dando personalidades e propósitos a um punhado de atomos chamados genes… e os estudantes ingenuos estão absorvendo isso como principios comprovados, formulando a partir daí uma visão mística, religiosa, do mundo.
3) Deixando os absurdos religiosos sugerindo o que é este mundo, de lado, as ciencias humanas tambem não podem dizer o que é este mundo ( entendido como Universo). Como patenteou o teorema de Godel – ninguem pode saber a verdade de um sistema estando dentro dele – portanto apenas depois que sair-mos do Universo poderemos talvez dizer que o conhecemos, que sabemos qual foi sua origem, se é que houve uma. Geralmente os adeptos das ciencias esquecem isso e daí que uma teoria dizendo que após o Big Bang o Universo era uma nebulosa de helio e partindo daí inferir todo o resto que existe hoje pode errar feio,se alem do hélio havia outros ingredientes e forças ainda desconhecidas, sem as quais não se pode inferir o resto. A mesma presunção ocorre com os Darwinists que creem conhecer a evolução biológica resumindo-a em tres variaveis ( variação, seleção e hereditariedade). Com a nova teoria da Matrix/DNA sugerindo que alem do hélio havia outros elementos, como as ondas de luz ( e nos seus graficos esta teoria sugere que qualquer onda de luz natural contem o principio do ciclo vital), e sugerindo que a evolução biológica contem alem das tres variaveis darwinianas mais 4 variaveis que vem desde a evolução cosmológica,… eu aconselho aos que pretendem serem honestos e não causarem danos à mentalidade dos estudantes, nunca esquecerem-se de separar o que é fato comprovado do que é a interpretação humana deste fato, e sempre repetir que …”trata-se ainda de uma teoria…”.
Abraços…

Prova da Teoria da Matrix/DNA: Um Paralelo com a Teoria da Evolução

quarta-feira, novembro 12th, 2014

xxxx

Logo depois que Einstein publicou sua teoria da relatividade geral, a reação dos intelectuais em seu meio foi entre admiração e incredulidade. Antes daquele famoso experimento de dois cientistas provando que a luz de estrelas distantes são curvadas no espaço, Einstein foi criticado e ironizado pelas incrédulos, para os quais sua resposta foi: ” Uma pessoa não tem que provar que sua teoria está certa, apenas que ela faz sentido”.

Longe da pretensão de me comparar ao conhecimento e gênio de Einstein, constato porem que estou na mesma situação. Eu elaborei uma teoria geral, na minha cabeça ela faz mais sentido que todas as outras teoria gerais existentes, e toda vez que mal tentei iniciar a falar desta teoria com qualquer pessoa formada pela cultura acadêmica, ela me corta olhando-me com ironia e profere a sentença fatal: “Você tem provas? Comece provando sua teoria…”

Os evolucionistas não conseguiram provar que o ser humano é produto da evolução natural, ainda. Não adianta trazer milhares de fósseis, evidencias no DNA, evolução artificial produzida em laboratório,… a unica maneira de provar que houve o processo da evolução biológica nos calculados últimos 3,5 bilhões de anos, seria ao autor da teoria inventar uma maquina do tempo e levar humanos a assistir esta História de 3,5 bilhões de anos. Aliás, a minha teoria está sugerindo que, se pudéssemos assistir a História Universal de 13,7 bilhões de anos, acompanhando regressivamente a evolução cosmológica, ainda seríamos enganados e só descobriríamos o engano depois que dessemos um passo no tempo antes do Big Bang: iriamos descobrir que tudo isso que vemos e que mostra o desenrolar de um processo evolutivo, na verdade, nada mais são que meros passos dentro de um grande processo maior: “Reprodução”. A mera reprodução daquilo ou daquele que gerou o Universo. Afinal, uma hipotética espécie de microbios inteligentes vivendo dentro de um óvulo, através de milhares de gerações estaria assistindo continuas transformações e acreditaria existir evolução do mais simples para o mais complexo, mas nós que vemos tudo de fora, sempre saberíamos que estariam vendo reprodução.  Eu estou com o mesmo problema.

Os biólogos evolucionistas estão procurando e cada vez mais trazendo exemplares de fósseis intermediários no processo da evolução e encontrando evidencias inclusive nas geológicas transformações do planeta. Para qualquer humano que mantem controle de suas faculdades mentais definidas como a razão pura produzida pelos processos naturais, sem tê-la corrompida por qualquer fantasia mística, a existência do processo natural da evolução é inquestionável. A principal prova ainda é a enorme coleção de fósseis, mas agora, os dados registrados no DNA ao longo das espécies se tornaram evidencias tambem indubitáveis. Os milhares de exemplares de fósseis diferentes, porem mostrando claramente como uma peça foi modelada e transformada em outra, e assim todos conectados pelo processo evolutivo, foi o que “provou” que uma construída ideia humana formada de conexões naturalmente lógicas, ou seja, uma teoria humana, pode ser aplicada na Natureza e produzir exatamente tudo o que a Natureza nos apresenta de real hoje. Não provaram que de fato, cientificamente, ocorreu a “evolução”, mas isso não nos importa mais: se ela não ocorreu, nós somos capazes de obrigar a natureza a produzi-la… desde que nos dê mais outros 3,5 bilhões de anos, e um sistema solar no estado que estava este.

Quanto ao DNA humano, a principal prova de que ele é um produto de uma longa evolução que passou por muitas espécies ancestrais, é mostrar que o DNA humano contem as mesmas informações, os mesmos genes, de uma longa fila de espécies existentes. E praticamente isso foi feito, coroado de êxito quando provamos que 99% do DNA humano contem o DNA do chimpanzé.

O meu problema é justamente o mesmo: para provar que a Teoria da Matrix/DNA, no que diz respeito à evolução universal, que contem a cosmológica e a biológica, é mais certeira e está mais completa que as outras teorias elaboradas por humanos, é preciso apresentar milhares de diferentes corpos ainda ativos ou fósseis, astronômicos. E ao mesmo tempo mostrar que cada um daqueles corpos pode ser transformado, modelado, em outro exemplar, pelos teorizados mecanismos, mostrando que estes mecanismos podem existir e realmente podem funcionar.  Por exemplo, mostrar que abrindo o envelope cromossômico no espaço sideral, pode-se obter uma enorme diversidade de espécies. E mostrar no DNA onde e como está registrada a história passada da evolução cosmológica.

Isso vem sendo feito com sucesso nos últimos 30 anos, com dados reais, que servem como evidencias, obtidas pelo método cientifico, na área dos fósseis e elos ainda ativos que flutuam no espaço sideral, enquanto cada vez mais poderosos instrumentos de observação e medição são apontados para o Cosmos e trazem a cada dia imagens e informações novas, de astros, nebulosas e galaxias, diferentes entre si; e na área do DNA a cada dia mais descobrindo regiões ativas no que se pensava ser “lixo”, pois a teoria há 30 anos atras previa que a evolução cosmológica está ali registrada. Cada dia mais descobrindo detalhes da maquinaria dos processos e estruturas no DNA que estão sendo coletadas como evidencias do modelo teórico sobre o que era e como estava o estado do precursor do DNA – a Matriz Universal – antes das origens da vida,… quer dizer, antes das transformações de sistemas ancestrais em sistemas biológicos.

Como eu  poderia provar que a teoria traduz a realidade? Indo eu mesmo ao espaço sideral buscar as provas? Exigiram isso tambem do Einstein, um dia:

 

Em primeiro lugar, jamais almejaria obter esta prova porque sei que a teoria não pode traduzir a totalidade da realidade. nenhuma teoria humana pode fazê-lo, pois o cérebro humano ainda tem que desenvolver mais seus atuais 5 ou 6 sensores, ressuscitar sensores ancestrais que encolheram como a antena dos insetos, e produzir ou expressar outros novos, visto que parece razoável a sugestão teórica moderna de que esta realidade contenha no minimo 11 diferentes dimensões, entrelaçadas entre si. Esta teoria não contem a realidade, a Verdade Ultima – se é que esta exista – mas na minha racionalização ela contem uma percentagem maior da realidade que as outras teorias elaboradas por humanos. E como provar isso? Não vou provar isso, apenas me resta gritar aos quatro cantos que ela faz sentido, racional. Assim como os evolucionistas desde Darwin insistiram em fazer suas vozes serem ouvidas tanto que cientistas desafiados se dispuseram a procurar mais fósseis e verificar se os mecanismos sugeridos pela teoria poderiam ter produzido as transformações entre um fóssil e outro.

Um terceiro aspecto inédito trazido e sugerido pela teoria da Matrix/DNA foi a primeira fórmula completa sobre um sistema natural real. O conhecimento humano sobre sistema natural praticamente não existe, confundem-se processos que ocorrem dentro de sistemas como se fossem sistemas, e assim fica realmente difícil provar que a fórmula pode estar correta. Novamente, o que me resta é esperar o trabalho das Ciências de campo, a cada dia descobrindo mais conexões entre objetos, fenômenos e eventos naturais e explicando os mecanismos destas conexões.

A quarta estratégia para se tentar convencer pessoas que uma teoria seja mais correta que outras, é o que as Ciências em geral tem feito com os mitos e religiões. Mão provando que tal coisa não foi produzida por magica ou acaso absoluto, mas mostrando que podemos produzir tal coisa sem mágicas e sem esperar bilhões de anos até que ocorram os imprevistos acidentais. Einstein teve sorte em duas ocasiões onde eu posso ter azares. Primeiro que cientistas fizeram o experimento enquanto ele ainda estava vivo, e segundo que a teoria geral dele estava mais correta e completa que todas as outras teorias existentes. Já Copérnico, Mendell, etc., morreram sem nunca saberem se tiveram sorte ou azares. Por isso não me irrito com as criticas e estarei conformado com a ironia do destino até o ultimo suspiro. E sómente agora entendo porque Einstein, naquela famosa foto com a lingua de fora, quando estava rodeado de jornalistas fazendo perguntas que seus criticos queriam fazer, não se contêve e mostrou numa foto como ele reagia aos opositores. Para o caso de algum dia venham fazer o mesmo, já vou me adiantando e tirando minha “self”:

Louis Charles Morelli

Como se Auto-Corrigir de um Vicio Que se Torna uma Armadilha

quinta-feira, novembro 6th, 2014

Numa recente artigo aqui chamei a atenção de um ateu materialista e cientista que está criticando as pessoas que cometem o erro de projetar o mundo humano sobre os mistérios do mundo para elaborar suas explicações destes mistérios, o qual ele denomina de “self-centerers”, ou “egocentristas” e diz que isso é o principio forte do antropomorfismo. Eu apontei para os modelos da cosmovisão da Matrix/DNA que sugerem que tudo no mundo humano é produto evolutivo do que quer que esteja no lugar destes mistérios para alerta-lo que um pouco de antropomorfismo é saudável racionalmente, mas ele precisa olhar-se para dentro e tambem se corrigir, pois evidentemente ele está pecando por apelar ao principio forte do anti-antropomorfismo.

Claro… na realidade nem creio que um cientista inglês vá ler o comentário cujo “inglês” contem erros de concordância, o que demonstra um elevado grau de analfabetismo… para ele. Segundo, explico antes que tal visão de mundo foi elaborada por métodos simples no meio da selva amazônica, e isso faz qualquer cientista inglês já jogar o comentário no lixo pensando que não tem tempo para perder com semi-macacos. Mas se ele fosse um pouco mais mente aberta e compreendesse que estes destalhes acima são negativos sob o ponto de vista dele, e não de terceiros, e continuasse a ler, aí iria ficar furioso comigo. passaria a me odiar. Pela primeiras vez na vida ele ouviu um nome – forte principio de anti-antropomorfismo – o que já é suficiente para causar irritação em alguem que ataca agressivamente o forte principio do antropomorfismo. Alem disso, o pirralho semi-macaco analfabeto ainda vem dizer que detectou na sua visão de mundo que sua mente está contaminada pelo tal anti-antropomorfismo.  A ponto de ele não notar que sua “turma” dividiu a História da Evolução Universal em dois blocos separados entre si, sendo um bloco o da Evolução Cosmológica, e o outro da Evolução Biológica, e por isso não perceberam que devem procurar o elo perdido entre as duas histórias, mas chegando ao ponto de – perdidas as raízes das origens dos seres vivos na Evolução Cosmológica – preferirem que um acaso magico inventou a vida humana na Terra e assim se tornam tão anti-antropomórficos que se cegam para qualquer dado no Cosmos que esteja ligado a um dado na existência humana.  Isto acontece sempre com quem ainda não aprendeu com Einstein que tudo é relativo, e cada observador terá uma visão do mundo baseada no ponto do espaço/tempo que ele esteja ocupando diferente de todas as outras visões de mundo de outros observadores situados em outros pontos.

Hoje me deparo com outro artigo de cunho cientifico misturado com religião que me faz prescrever o mesmo diagnóstico para o autor. Mas é incrivel, muito curioso, como a coisa funciona, tão sutilmente, tão mascarada, que a vitima nunca percebe por si própria que ‘sua mente está contaminada pela armadilha do relativismo. E esse é um mal notavel porque ele sempre termina por destruir todo o patrimonio que as pessoas conseguem acumular quando ele se instala coletivamente no poder e derruba civilizações.

Ele engana tambem qualquer leitor atento. Para mostrar como funciona, vamos dispender um pouco do nosso tempo e aprender essa importante faceta das nossas vidas, lendo um texto do autor. Observe que ele começa citando fatos reais, demonstrando grande sabedoria inclusive cientifica, e não sai fora da realidade durante todo o texto, portanto ele se acha puramente racional, e essa disciplina racional embasa sua conclusão final como sendo o pináculo da sabedoria. mas suas palavras, num pequeno detalhe o traem, fazendo com que o leitor releia a descrição do mundo real e perceba como ele tentou enganar, porque ele está doentiamente enganado. Vamos ao seu texto:

http://www.spiritscienceandmetaphysics.com/5-ways-to-raise-your-vibration/ 

3) Practice Gratitude

You are not starving to death somewhere.   You have clean water to drink.  You have a roof to sleep under.  But on top of the endless list of things you could be grateful for, here is something to think about.  You are on a massive rock whirling around a ball of fire at a speed of 108,000 kph. The sun itself is whizzing along the outskirts of the galactic arm at a rate of 792,000 km/h,  and our Milky Way galaxy itself is moving at almost 1 million kph.  Nobody knows what caused the universe, why it is here, why/how subjectivity or consciousness exists, or how life formed out of dead inert matter in the first place.  I personally believe there is an Intelligence behind it all, but whatever your beliefs may be, here is the most amazing fact of all:

13.6 billion years of star formation and destruction, of chemical evolution, of biological evolution, of countless miraculous events that led to the formation of plants, moons, and ultimately to conscious beings took place so that YOU could experience this moment.  Right now.  The universe went through all of this so it could experience itself through your perspective.  YOU are a f**king miracle.  Life is so amazing.  Look outside.  Here the birds.  Feel the wind.   You are on a planet in outer space, and nobody knows how or why anything exists at all.  Take a look at your friends, your loved ones, and just sit with the internal realization that everything around you is literally a miracle.  We so often forget how lucky we are to experience anything at all.  Taking a moment to remember the preciousness of life is something that always brings your energetic state to a completely new level. ( See more at: http://www.spiritscienceandmetaphysics.com/5-ways-to-raise-your-vibration/#sthash.Cji3hnrF.dpuf)

Well…, o autor descreveu o mundo real? Ele pede para você sair e ver o mundo lá fora e aponta o que ele ve quando sai e vê do mundo. Mas…

Me lembro de uma noite na infância ainda  quando sentado num banco da praça comecei a olhar o mundo ao redor e anotar o que via. Eu estava naquele banco de madrugada porque não conseguia dormir -pelo frio, pelo mêdo, etc. – já que era órfão e não tinha uma casa para dormir. Minha conclusão é que eu sou grande erro, um grande desperdício e a Vida é horrível. Tanto que poucos dias depois foi quando me preparei pela primeira vez para o meu suicídio. Ao invés de ver os pássaros do autor, me lembrei dos cães dos burgueses a passearem horas antes no parque e latirem furiosamente para minha figura grotesca no banco, parece que captando o sentimento de asco de seus donos. o autor manda sentir o vento e sim, aquele vento frio horrível que me entrava até os ossos. O autor manda olhar aos amigos e pessoas ao redor e olhei… os outros miseráveis e alguns criminosos e pederastas que me obrigavam a ficar acordado na vigília mesmo estando morto de sono.

Bem, não vou desbancar cada argumento do autor mostrando que para cada cena boa que ele vê, na realidade existe uma cena má. Não vou dizer que ele está mentindo para si mesmo, pois eu mesmo, quando mais tarde estive em boa situação financeira e num local de certo luxo, tambem saí lá fora e por um bom tempo só ví coisas boas, até quase me esquecí das coisas ruins que sabia existirem  se eu fosse um pouco mais longe dali. Com isso eu aprendi a ver o mundo e pensar nos mistérios da existência me ausentando do mundo onde me encontro no momento da reflexão para ver do alto, todas as situações, tanto a metade das coisas boas, quanto a outra metade das coisas más.

O perigo da visão míope

O Universo tem sido metade mal desde o seu primeiro momento. Quando eram só as partículas, ora elas se juntavam, ora se canibalizavam. As galaxias se canibalizam. O mundo já era metade demoníaco antes de Adão e Eva cometerem o pecado no paraíso. O autor descreveu o mundo do ponto de vista de um observador que está do lado de cá e calou a boca do outro observador que está do lado de lá… Assim não vale!

ilusoes de otica

Só porque abraçar é bom, aceita-se que a morena está de vestido vermelho?

Mas a minha grande pergunta é: ” Porque esse autor está míope? Porque é cego de um olho? Porque falseia tudo buscando coletar dados para apresentar um quadro falso e afirmar que é verdadeiro? O mundo tem um passado em que tudo aconteceu para produzir a vida como ela é. É realmente incrível que o planeta Terra esteja movendo-se ou sendo movida na mesma exata direção que se moveu ontem e durante bilhões de anos, se sabemos que o planeta ou seja lá o que for que o move, tem todo o espaço aberto e livre para escolher uma diferente direção agora. E basta desviar-se apenas no ultimo numero de um numero de 20 dígitos para torrar ou congelar todo mundo aqui. Mas isto significa que o mundo foi planejado por algo ou alguem que gosta da vida aqui? Não, a vida aqui tambem esta sendo monstruosamente torturada, o que significa que foi feito tudo errado.

A pessoa que conserva o controle sobre suas faculdades mentais, que continua a ter a razão pura e reta tal como deve ser a razão produzida por tal natureza aqui, vê o mundo lá fora na sua totalidade, e assim vê as duas reais faces do mundo. Não vê o mundo numa balança em que o prato das coisas boas está cheio e o prato das coisas más está vazio, o que passaria a ideia de que o mundo é produto do bem. Não, na verdade os dois pratos estão iguais, o mundo está equilibrado pelo bem e pelo mal. Em cima desta incontestável verdade, em cima desta realidade que nenhum argumento pode distorcer, a pessoa com a razão pura pensa o mundo. Vê estes dois fluxos contrários, estas duas longas cadeias de causas e efeitos que vem desde as origens do mundo, vê duas alternativas, e baseado na realidade deste mundo assim dividido ele reflete, medita, e busca explicações. os dois opostos estão presentes na mente do pensador, de maneira que ele não consegue pender para nenhum lado, ele terá que decifrar o que causou a origem do mundo assim dividido.

Mas tem pessoas como autor, que está apenas vendo o prato das coisas boas, não enxerga o outro prato. De onde vem essa miopia? Assim fica facil resolver o maior problema de todos os tempos, basta pender para um lado, ver só uma metade, e de pronto se descobre como é o causador da origem do mundo. Se entortar a cabeça de maneira a ver só o prato das coisas boas, o mundo foi feito com inteligencia por um ser bondoso; se entortar para o outro lado, o mundo aconteceu por acaso ou foi feito por algo muito estupido, um ser maligno.

ilusoes de otica

“… E antes das origens da Vida, a mulher só existia na cabeça do Criador…”

Mas o autor comete um pequeno deslize na sua narrativa, pelo qual se desmascara. Revela o causador do seu desvio mental. Ele diz que ” Eu pessoalmente acredito que há uma inteligencia por trás disso tudo…”. Ora, então antes de começar a escrever o texto, ele estava possuído por uma ideologia fabricada por um dos pratos para revelar apenas as coisas contidas naquele prato, e assim ele selecionou arbitrariamente as cenas do mundo a mostrar e que ele quer que voce veja. O outro prato, a outra metade do mundo foi varrida para debaixo do tapete.

ilusoes de otica

Um anjo ou o demônio?

Mas assim tem acontecido nos dois mil anos das ciências humanas tambem. O Universo como “corpo” tem suas partes duras, suas partes moles, e suas partes tão imperceptíveis que as definimos como abstratas. Como é o caso dos pensamentos, da mente, da consciência, do eletro-magnetismo, da força gravitacional, etc. e etc. Assim como o corpo humano tem sua parte dura de esqueleto ósseo, sua parte mole de órgãos e fluidos, e sua parte de consciência. Uma das maiores surpresas na minha vida foi quando olhei a figura do mundo que minhas experiencias de vida nos dois pratos me conduziram a desenhar, e notei que há muito tempo atras, quando a arquitetura natural que era a mais evoluída do Universo, ainda não possuía a terceira camada abstrata dos pensamentos, ela possuia sua segunda camada na forma assim abstrata. Ou seja, o que hoje é a segunda camada de carnes e fluidos moles e suaves do corpo humano, naquela época era a ultima camada ainda numa forma abstrata. Pois essa camada mole, biológica, existia apenas como conceitos revestindo uma espécie de maquina feita de material duro, apesar de ser uma maquina perfeita. Uma das lições daí extraídas é que cada camada emerge primeiro como conceito abstrato, apenas depois se solidifica materialmente. Pois o esqueleto duro de átomos e galaxias do Universo foi antes, em tempos próximos às origens do Universo, meras névoas  informes de partículas quase abstratas. Outra lição importante foi entender porque as nossas ciências nunca perceberam essa camada suave do corpo do Universo que reveste seu esqueleto de galaxias. Sendo produto da parte dura, a vida seleciona os dados duros e ignora os dados suaves e moles de todos os fenômenos naturais. O observador tem estado ocupando apenas um ponto no tempo e espaço, o ponto mais duro, não se pode culpa-lo de ter crenças baseadas no que ele foi produzido para ver.

A vida humana tem existido e sobrevivido apenas na parte dura do Universo, os humanos só tem visto um dos três pratos, e esta parte dirigiu nossas ciências a se limitar a apontar, a descobrir, os fenômenos que fazem parte dessa parte dura. Por isso a Física e matemática dominam as Ciências hoje nas interpretações dos fenômenos naturais e as próximas descobertas da ciência, previamente selecionadas por uma tendencia. E por isso os cientistas e todos os estudantes educados nestas escolas modernas estão correndo o grande risco de serem contaminados pelo materialismo absoluto.

Devagar com o andor, minha gente, e por favor, fiquem mais atento a todos os sinais do mundo… Este autor, coitado, se ele conseguisse convencer todo mundo que ele está certo, que o mundo é como ele diz, que existe uma inteligencia por trás de tudo, ele vai destruir todo seu patrimônio e suas próximas gerações, como aconteceu com todos os viciados que já conseguiram fazer isso e arrastaram o povo todo a construir todas as civilizações que o mundo real fez questão de derrubar… Pois elas saíram fora da sintonia natural, do rumo em que o mundo caminha e muda, elas estavam fora da realidade. E eu seria louco, irresponsável, se tambem tentasse convencer os incautos que a minha visão de mundo é mais rica e certeira porque tenho visto os dois pratos. Aprendi lá na selva que existem no minimo três pratos… e sou ainda míope para um deles. Apenas os dois pratos me dão a certeza de que a crença do autor não tem fundamento na realidade.

 

O Universo Inteiro é Feito de Matéria Escura, Invisivel. Veja as Diferentes Teorias do Modelo Academico e do Modelo da Matrix/DNA

segunda-feira, novembro 3rd, 2014

O artigo com link abaixo expõe como ainda estamos engatinhando na busca do conhecimento do que é essa misteriosa substancia preenchendo todo o fundo do Universo, do qual temos evidencias e até observamos alguns de seus efeitos, mas não conseguimos vê-la, nem toca-la, nem mesmo com nossos modernos equipamentos cientificos.

Há 30 anos atrás, quando na selva montei o modelo astronomico baseado no que aprendi no estudo dos sistemas na biosfera amazônica ( apostando na idéia de que esta biosfera é mera continuidade da evolução desta galaxia, a qual foi a real criadora da Vida e dentro da qual a Vida existe), meu modelo apontava a necessidade de haver uma substancia do espaço, tal como vários pensadores já tinham calculado antes e deram vários nomes, tais como universal éter, etc. Matéria escura, ou Dark Matter é o nome dado pelos modernos pensadores, mas no fundo teria o mesmo significado.

Mas se meu modelo estiver mais próximo da realidade que o modelo acadêmico, vai ser difícil e vamos demorar muito para resolver este mistério, pois o método sendo usado pelos cientistas não nos trará a real compreensão dessa substancia. Meu modelo sugere outro método de abordagem e pesquisa.

O problema todo, como explico no post abaixo, é que a dark matter está sendo abordada pelos experts em Física e Matemática, os quais tem seus limites, pois apenas alcançam os níveis de organização da matéria relacionados aos esqueletos das estruturas, e portanto, ao esqueleto composto de átomos e galaxias deste Universo. Se lidassem com o corpo humano, estes experts seriam capazes de descrever completamente o esqueleto ósseo, mas começariam a falhar quando adentrasse o reino de complexidade que reveste o esqueleto, o reino das substancias, órgãos, fluidos, que compõem a parte mole, suave, do corpo. E não alcançariam o nível de organização neurológica do cérebro em tal corpo.

Por outro lado, quando o meu método foi justamente o reverso – partindo da parte suave e mole para tentar entender o esqueleto e daí as origens do todo – a necessária substancia universal do espeço ganhou conotações de funções biológicas e fui obrigado a considerar que a dark matter está para o Universo assim como o amnion, a placenta, estão para um ovo fecundado. A partir daí entendi que para calcular como essa substancia espacial foi se transformando em matéria ordinária e formando os sistemas naturais era necessário considerar a atuação das ondas de luz, as quais, como explico em outros capítulos aqui, contem o código para organizar essa substancia inerte em sistemas como átomos e galaxias e depois em sistemas biológicos, ou seja, a Vida. Mas essa briga entre teorias vai continuar, por enquanto você pode ficar assistindo-a de camarote… enquanto eu me arrebento todo tentando como o pequeno Davi enfrentar o gigante Golias…

SIMPle Dark Matter

https://plus.google.com/+BrianKoberlein/posts

Dark Matter?

Dark matter remains an enigma of modern cosmology. We have indirect evidence of its existence, and even some evidence of its characteristics, but we have yet to detect dark matter directly. This puts us in a kind of middle ground where there’s enough evidence to support dark matter, but not enough to define it, which is the perfect playground for theorists to try new ideas. This week in Physical Review Letters, just such a new idea has been presented.

The most popular model for dark matter is the WIMP model, or Weakly Interacting Massive Particles. They are so-named because they would have a much larger mass than protons, but would only interact through the weak nuclear force. This means they wouldn’t interact with light much (hence they would be “dark”), and they wouldn’t interact with each other so strongly that they can’t create a halo of dark matter around galaxies. But even weakly interacting particles would occasionally interact with regular matter. Given current observations, there should be about 5 times more dark matter than regular matter in the universe, so we should be able to detect some interactions directly. However despite several ongoing searches, there’s been no clear evidence of it.

So this new paper proposes a new model, known as Strongly Interacting Massive Particles, or SIMPs. In this model, dark matter particles have about a tenth the mass of a proton, but they strongly interact with both regular matter and themselves. That might seem contradictory to the nature of dark matter, but so long as they interact in the right way, it could all work out. Basically, SIMPs would tend to clump to mimic more massive WIMPs, and they would interact weakly with light, as dark matter should. But because of their smaller mass, they would interact with electrons more strongly than nuclei. Since dark matter searches have focused on nuclei interactions, this would explain why we haven’t detected them.

In the paper the authors show that the SIMP model agrees with current observations of dark matter, and it shows where future experiments could support or invalidate the idea. But based upon current evidence it is no more compelling than the popular WIMP models. Still, at this point we need new ideas like this one. Dark matter has been frustratingly difficult to pin down.

Image: The Marenostrum Numerical Cosmology Project

Reference: Hochberg Y., Kuflik E., Volansky T. & Wacker J.G. (2014). Mechanism for Thermal Relic Dark Matter of Strongly Interacting Massive Particles, Phys. Rev. Lett., 113 (17) DOI: .org/10.1103/PhysRevLett.113.171301

Meus comentarios no artigo:

Louis Charles Morelli – November, 03, 2014
Maybe this mystery remains only due we had tried wrong approaches due wrong standard model. The Matrix/DNA model points out towards the necessary existence of something like dark matter, universal aether, or other names. It is merely the substance that fits space, everywhere, the space substance. And this model suggests the following idea: substance space has the same function in relation tho the Universe that the substance called amnion have in relation to eggs – despite the different levels of complexity.
How a hypothetical microbe living inside a recently fecundated egg could see and understanding amnion? Should it beginning the search for understanding it by analysing its smallest structures or observing its “universal” function inside their ovular universe? The answer must be: all ways are valious. So, the Standard Model based on Physics and Math deals only with the level of structures, not the level of systems as a whole. Like when studying a human body, Physics and Math applies well for describing the bone skeleton but begins to fail when reaching the coverture of soft meat and beyond it, the complexity of neurology. Something for this Universe? Physics is seeing the universe’s skeleton, but could be there lots of complexity covering and acting over this skeleton?
Matrix/DNA model is the reverse approach, starting from biological systems, the soft level and going back to the skeleton ( galaxies, atoms) till the Big Bang. Then we noticed that any light wave has the code for life since its sequence of vibrations/frequencies are the same of a living body sequence of shapes under a vital cycle. And calculating how lights waves could imprint this code and its dynamics upon inertial substance space for creating ordinary material systems,  we are investing how the DNA of father and mother chromosomes acts among the amnion for formation of a new system.
My two cents here is: we never will understand dark matter while only Physics and Math is dealing with the issue: we need the collaboration of Biology, Neurology, Chemistry and something else.
Luis Alberto  and Nick Alcock have the posts more next to the jackpot here, I think.
xxxxx

Interessante posts no artigo:

Is it possible that we are trying to explain through dark matter or energy , a phenomenon that happens in our universe, due to physical laws that our current model fails to address or acknowledge?. That is, is it possible that there is no dark matter or energy, and that the phenomena attributed to this is caused by something else entirely not accounted for in our standard model of the universe?.
I apologize for the ignorance in relation to the subject in advance.
xxxxxx
+Luis Alberto Rodriguez Goff, yes, of course. This is always a possibility. Our model of the universe is a model: there is always the possibility of something it doesn’t explain which contradicts it coming up, and requiring refinements or even a whole new model.Science is not about discovering absolute truth, merely better models of reality. (Some bad science teachers overinterpret this and say that the only job of science is to produce correct predictions, but this is very much not true: the point of those predictions is not the predictions themselves, though they are useful, but the model of the way the world works from which they come: the predictions are just the way those models are tested against reality. A neural net which spat out correct predictions when nobody knew what it was doing or why would not be generally considered an acceptable replacement for a scientific theory.)
xxxx

 

A Unica Origem de Todos os Mitos e Religiões: Teoria de Campbell e Teoria da Matrix/DNA

sexta-feira, outubro 31st, 2014

xxxx

Este artigo foi inspirado em outro, aqui:

O Poder do Mito – Joseph Campbell

http://evoluasuaconsciencia.blogspot.com/2014/10/o-poder-do-mito-joseph-campbell.html

Para quem não sabe, a visão de mundo da Matrix/DNA Theory foi resultado de métodos e lógica puramente materialista, ou melhor, naturalista. Mas uma das maiores surpresas da minha vida foi quando, analisando os modelos e formas resultantes, descobri que se fosse descrever o modelo astronomico por exemplo, numa linguagem naturalista, eu apenas usaria palavras e metáforas diferentes dos autores de Gênesis, na Bíblia, ou do autor do I Ching, mas falando do mesmo quadro, do mesmo estado do mundo a 4 bilhões de anos atras! Assim um cético racionalista estremeceu em suas bases, mas por pouco tempo, pois uma experiencia inusitada na selva me levou a descobrir a explicação racional para tantas semelhanças. Ela está resumida no post abaixo que postei naquele artigo.

O artigo fala dos livros de Joseph Campbell, famoso mitólogo norte-americano do qual só tenho lido textos esparsos e menções publicas, alertando-me que devo lê-lo assim que tiver tempo.

xxx

Comentários postados no artigo:

Louis Charles Morelli, em  October, 31, 2014.

Os diversos mitos descendem de um único mito comum ancestral, assim como as diferentes espécies tiveram um comum ancestral. E o mito primordial nasceu no estado de infância da mente humana, quando ainda frêsca e com poucas das impróprias informações produzidas por esta nefasta milenar cultura tinha a capacidade de fazer vir à tona das sinapses suas vidas passadas tão longínquas como quando nossos antepassados eram meros sistemas galácticos. Concluí isso quando acompanhei as revelações de um xamã e curandeiro na Amazônia, após tomar suas beberagens tipo Santo Daime entrava em transe, e eu ao lado de seu leito anotando, desenhando tudo o que dizia. No final meu desenho era uma síntese dos símbolos do I Ching, com todos os símbolos de Adão e Eva no Paraíso, ao mesmo tempo que era a aura com chackras e kundalines. Porque? Nativos do Amazonas vivendo em um separado continente e 4 mil anos depois, tem as mesmas visões dos fundadores das religiões, quando estão com o cérebro alterado?! Mas é a mesma cosmogonia relatada na Doutrina Secreta por Helena Blavastky obtida entre hebreus ocultistas e o esoterismo que surgiu a partir de um visionário, chamado Schimeon Ben Jochai.

O mais surpreendente foi quando percebí que a aura nada mais é que uma grotesca descrição de quem…? sim, do DNA! Os chacras são as bases no meio das duas hastes, as serpentes de kundaline. Podes ver na fórmula Matrix/DNA em meu website, o template para todos os sistemas naturais, de átomos a galaxias ao cérebro humano, como estão ali visíveis os sete símbolos do mito do paraíso ( Adão e Eva ainda nas formas dos ancestrais astronômicos do que hoje são os cromossomas X e Y, a serpente, a arvore, o proibido sistema fechado em si mesmo na forma de maçã, o estado de existência do sistema como um verdadeiro paraíso egocêntrico e por fim a Queda, quando a galaxia se fragmenta e seus bits caem na superfície de um planeta para saírem se arrastando como seres vivos. Tudo registrado em nosso DNA, 13,7 bilhões de anos de História Universal! Aí está porque todos os mitos tem como fundamento um padrão único, pois ele surge em mentes frescas ou alteradas na forma de flashes, imagens, cenas, de eventos na evolução cosmológica, e como os nativos nada sabiam de FNA, galaxias, etc., cada qual interpretou os flashes à sua diferente maneira e com isso esta diversidade de mitos na base das religiões. Enfim, o que hoje é auto-consciência, ela dormia na nebulosa de átomos, sonhou como galaxia, começou a despertar como plantas e animais, acordou no Homem e outras vidas no Universo afora, e aqui em nossas-cabeças-ovo ela ainda é um embrião que nem sequer ainda abriu seus próprios olhos ( a terceira visão) para ver a substancia e forma de seu próprio corpo. Infelizmente não tive tempo para ler algo tão interessante como o tema de Campbell, qual foram os padrões que ele encontrou, mas sei que sua teoria será diferente da minha porque ele não foi no coração da selva ouvir in loco o que nos tem a revelar o espirito ainda selvagem testemunha das origens da vida. A suspeita final é de que neste Universo está ocorrendo um processo de reprodução genética do ser que existia/existe antes do Big Bang, que nós humanos dotados do embrião da auto-consciência somos os genes construindo o Filho daquele, e a ultima forma deste embrião aqui só pode significar que o ser alem-universo é auto-consciente.Mas posso estar todo errado, pois ainda estou testando tudo isso..

Louis Charles Morelli, em  November,02, 2014.

Abelhas, formigas e pagãos construíram o mesmo modelo de sistema social. Rainhas para os insetos, deusas para humanos primitivos. Porque? Esta é a tendencia genética de todos os seres vivos. Porque a fêmea no centro do sistema ainda permanecia na memória dos pagãos e foi enterrada pela cultura e religiões.Seres vivos são sistemas naturais feitos não pela Terra apenas, mas o sistema astronomico no qual estamos dentro, e nele, a fêmea estava no núcleo ( uma bela luminosa quasar contendo um buraco negro… que na verdade é branco). Este nosso passado como deuses do espaço onde a consciência ainda dormia e sonhava com eternidade foi rememorizado pelos povos primitivos em mitos como o do Paraíso. A fêmea tem tendencia a sistema fechado enquanto o macho a tem para sistema aberto, e quando a fêmea se assentou no trono sideral ela comeu a maçã proibida, ou seja, instalou o sistema fechado que fecha às portas à evolução. Por isso as sociedades das abelhas e formigas que imitam fielmente aquele paraíso de Eva nunca evoluíram. A arvore é a imagem da galaxia tendo como eixo central quasar/buraco negro na forma do tronco, os braços espirais na forma dos galhos, os planetas na forma das folhas e as estrelas na forma dos frutos maduros pendurados nos galhos. Outro simbolo do mito é a serpente, justamente a imagem da Matrix daquele paraíso, uma cobra engolindo a própria cauda, pois o sistema se auto-reciclava como podes ver na fórmula Matrix/DNA.. O pulsar emitindo cometas veio justo na forma do cromossoma Y. enquanto o núcleo feminino veio na formula do X, por isso Adão e Eva representando o aspecto sexual homem/mulher. Depois veio a Queda, quando alem das galaxias veio a força da entropia que degenera e envelhece os sistemas, fragmentando-os em seus bits-informação que mais tarde seriam os genes, e caíram nas superfícies de planetas para reiniciarem como sistema aberto à evolução, sem a capacidade da auto-reciclagem, obrigados a procurar seu alimento. Tudo bate, somos a imagem e semelhança do building block dos sistemas astronômicos porem, onde a consciência finalmente desperta e começa a levantar-se, ainda no estado embrionário. A cultura milenar animalesca imitando ainda as regras das selvas e as religiões foram maus necessários para corrigir o erro do nosso ancestral ( ou nosso na nossa forma ancestral) cometido no céu, pois se somos aqui como sistemas biológicos uma reprodução dos sistemas astronômicos, apenas a consciência poderá inverter a tendencia para sistema aberto e continuidade da evolução.O destino do nosso corpo físico é inevitável, estamos indo na direção do Admirável Mundo Novo de Huxley, governado não pelo Big Brother de Orwell mas a uma ditadura idêntica pela Big Mother ou Big Queen. Mas este novo sistema que desperta aqui, auto-consciência deverá manter-se livre e ela nos alavancará para a aventura no Cosmos… se entender-mos tudo a tempo.

Nova Invenção é Grande Oportunidade para Testar a Visão de Mundo da Matrix/DNA:

quarta-feira, outubro 29th, 2014

xxxxx

Veja no quadro abaixo porque nossas ciências ainda é tão limitada que nunca conseguiu eliminar as doenças mortais tradicionais, como o câncer, diabetes, etc. Durante quase um século ficamos limitados ao máximo que podemos ver no reino microscópico usando microscópios eletrônicos, ou microscópio óptico:  as formas, aparências externas das organelas celulares, e no estado isolado, como “mortas”. Nunca vimos alem disso, onde jazem os reinos dos virus, das proteinas, e principalmente, nunca pudemos ver as peças e a maquinaria da célula funcionando, para conhecer como são os processos, as inter-relações entre os elementos dentro de uma célula. É como se uma inteligencia alienígena feita de ferro e vinda de um planeta de ferro visse apenas as formas dos seres vivos na superfície deste planeta, e formas estáticas. Esta inteligencia saberia que estas formas se movem, interagem, ocorrem processos, mas poderia apenas imaginar, elaborar teorias calculando estes processos. Assim se encontra nosso conhecimento atual do reino ao nível das células. O pior ainda é elaborar teorias de formas que sente-se existirem porque nota-se efeitos no ambiente, mas nunca se pode vê-las. Como elaborar teorias certeiras sobre o que produzirá todos os ventos que não se pode ver? Assim como sabemos que tem de existir uma força natural à qual damos o nome de “gravidade” porque vemos seus efeitos, mas ainda ninguem sabe ou entende o que na realidade é esta força, assim acontece com nosso conhecimento dos vírus e proteínas. Não sabemos o que na verdade significam, quais suas origens, etc. Prova disso é que ainda permitimos existirem os elementos que são nossos inimigos invisíveis.

Mas agora o poder de nossa visão foi em muito ampliado, com a invenção de novos instrumentos de observação. Vamos poder ver processos, interações entre as formas, os elementos dentro da célula. E assim corrigir as teorias improdutivas que temos tido até agora. Um novo entendimento do mundo, vindo dos reinos microscópicos, vai revolucionar nossas mentes e aumentar nosso poder sobre o mundo externo do qual dependemos mortalmente.

Dentre as tentativas de elaborar mais precisas teorias tínhamos as acadêmicas e a teoria da Matrix/DNA, que sugere uma visão de mundo bem diferente, portanto sugere processos e origens diferentes da teoria acadêmica. Agora é possível que avancemos no caminho da verdade, e uma destas duas visões de mundo perderá. Que vença a verdade.

Nobel de Química vai para microscopia que permite enxergar funcionamento das células

http://www1.folha.uol.com.br/ciencia/2014/10/1529129-trabalho-com-microscopio-de-alta-resolucao-rende-nobel-de-quimica-a-trio.shtml

xxxx

Dois comentários enviados à Folha e aguardando moderação ( ver se foram publicados)

O Brasil tem agora com este novo equipamento, uma grande oportunidade de dar a volta por cima e se posicionar na vanguarda mundial do progresso cientifico e tecnológico. Mais importante do que conhecer formas dos elementos do reino microscópico é conhecer os processos e inter-relações entre estes elementos. Até há dez anos atrás era apenas isto que a Humanidade podia alcançar, ver formas, o resto eram teorias construídas pelos efeitos observados nas redondezas destas formas. As teorias…(cont.)

As teorias elaboradas sobre os processos invisíveis do reino microscópico formaram a cultura acadêmica moderna mas esta cultura acredita numa visão equivocada do mundo, baseada na Física e Matemática ignorando as organizações da matéria nos níveis biológicos, esta tem sido a causa da ainda debilidade humana nas suas relações com elementos dos reinos micro e macro. Uma nova teoria surgida no Brasil e no único laboratório ainda virgem do planeta, a selva amazônica, chamada “Matrix/DNA Theory” fornece uma cultura e visão que podem deslanchar com estes novos equipamentos.

Universo Tunelado para a Vida: Artigo com os Maiores Detalhes

terça-feira, outubro 28th, 2014

Livro: Fomos Planejados – Prof. Marcos N. Eberlin

Capitulo 6: O UNIVERSO E SEU AJUSTE ULTRAFINO

http://www.fomosplanejados.com.br/capitulos/assuntos/assunto.asp?codcapitulo=25&codassunto=127&numero=2

A melhor coleção de dados sobre o finíssimo ajustamento do Universo para chegar ao que é hoje. O que não está bem afinado com esse Universo é o cérebro do autor, infelizmente ele torna-se arrogante para crer que é capaz de saber a Verdade sobre o que produziu o Universo. É adepto do Intelligent Designer.

Pois um cérebro natural, configurado com uma razão exclusivamente natural, sem desvios causados por uma cultura civilizatória, ou imaginações fantasmagóricas próprias da infância, imediatamente concluiria o óbvio: se o Universo está justamente estruturado para gerar a Vida, é porque o Universo é um elo intermediário entre uma Vida já existente e outra a existir…

Assim como o utero, o saco embrionário, ou ainda o ovo, é o elo entre uma vida existente ( a mãe, o pai), e uma vida sendo gerada ( o feto).

Claro. Alguém já viu uma maquina, ou uma pedra, um fantasma magico e supernatural, um desenhista cósmico, ou qualquer outra coisa mais,  feito e preparado para produzir e suportar um ser vivo?! Não. Certamente que não. Se alguem disser que viu ou ouviu estará certamente mentindo ou tendo alucinações como tem o bebê, que por não conhecer como os adultos conhecem as origens das coisas que o rodeia na casa, imagina seres e coisas onde o único propósito de tudo é comer e brincar.

Mas a Natureza revela a resposta para quem quiser ver e ouvir. Ela mostra uma mulher gravida e tudo o que está acontecendo lá dentro da sua barriga, quando uma vida está surgindo, tendo suas origens. Isto é evidencia correta, clara, inquestionável, de prévio preparamento, prévio tunelamento. Assim funciona a Razão Pura, naturalista. E não existe outro caminho racional a partir daí, senão o olhar o Universo, todos os seus elementos e eventos, e tentar calcular como deve ser a forma de Vida alem dele, em volta dele, assim como os corpos do pai e da mãe estão em volta da bolsa embrionaria. Mas isto se torna praticamente impossível, pois não temos um peixinho pronto para daí inferir o que deve ser o peixe-pai. A vida ainda está se fazendo, a ultima forma ninguem sabe. Apenas a ultima forma nos dará uma idéia mais aproximada do que está lá fora aguardando o Big End do Universo e acolher sua cria nos… glup… eu ia dizer braços, mas é impossível saber se aquela forma tem braços. Basta lembrar que o embrião dentro deste ovo cósmico está agora na forma de sistema natural feito com substancia auto-consciente. Se o embrião chegou à sua ultima forma, a Vida que está lá fora é provavelmente pura auto-consciência. Mas só podemos teorizar…

E claro que para enxergar isso é preciso não se esquecer do que acontece com o aparato materno que produz e suporta uma vida: ele se transforma, está sob evolução. No inicio é simplesmente um óvulo simples, depois se torna uma intrincada placenta, quando a vida sendo gerada vai aumentando sua complexidade. É preciso entender a palavra vida nas suas diferenças quando aplicada ao que está dentro de um ovo e depois à galinha que saiu daquele ovo. Mas o problema da cultura acadêmica é que micróbios vivendo dentro de células dentro do esqueleto ósseo de um corpo humano apenas pode ver e conhecer os aspectos físicos, mecânicos e teorizar em termos matemáticos, sem poder ver as dimensões reais diferentes que cobrem o esqueleto, como as partes moles e suaves das carnes, órgãos, correntes de fluidos, e nem sequer pensar na cobertura de emoções, sentimentos, auto-consciência, que fazem parte do mundo destes pequeninos micróbios. Enquanto a academia cientifica estiver dominada pela Física, Matemática, e algumas tímidas inserções da química… estarão como os micróbios na estrutura esquelética do Universo, cegos aos seus aspectos biológicos, vivos. Por outro lado, um cérebro dominado pelo espirito selvagem da natureza ainda bruta, sem desvios desta cultura civilizatória, pode perceber as influencias vindas das partes moles e neuroniais sobre o esqueleto e elaborar teorias mais amplas, tal como a Matrix/DNA.

Uma pessoa irá acreditar que foi planejado ou não, dependendo de sua experiencia de vida, desde a infância. O autor tem toda razão para acreditar que foi planejado, pois surgiu ancorado numa família e algum patrimônio e assim pôde escolher caminhos e estar durante toda sua vida num estado próximo do confortável. Eu, que nascí em condições extremas total mente diferentes, não teria nenhum motivo para crer que fui planejado. Eu tenho certeza que não fui planejado. Minha experiencia especifica de vida prova isso. E então?

O Universo é incrivel, estonteantemente afinado e calibrado para produzir a Vida? E daí? Isto não implica que seja necessario um projetista inteligente aplicando inteligencia para afinar e calibrar um universo. sabemos que no principio de todos os sistemas naturais é o caos. O caos é resultante da entropia que ataca um sistema existente anterior. Os bits do sistema atacado se dirigem internamente ao centro do sistema, como se pode ver na fórmula da Matrix/DNA. Mas a fórmula ainda não foi comprovada? Então busquemos um parametro, uma evidencia, aqui e agora, para embasar a existencia deste processo. No centro de um óvulo ocorre um mini-big bang quando chega um espermatozoide no centro e explode sua membrana celular. Liberados genes masculinos e femininos a nadarem no amnion, deve ser a maior confusão, até que cada elemento encontre seu par. É o que se chama de caos. Cromossomas são resultantes da entropia atacando corpos humanos e produzindo ovulação e ejaculação se o corpo se comportar como sistema aberto, ou produzindo uma fecundação se o corpo se comportar como um sistema fechado. De todo caos se levanta o fluxo da ordem. É o estado de ordem que dirige tudo, calibrando, ajustando, pois a finalidade suprema da matéria é encontrar seu equilibrio termodinamico. Está havendo obstaculos à conformação do estado de ordem porque a constante gravitacional não chegou ao numero que demanda o equilibrio? O sistema todo se mexe e obriga a constante gravitacional chegar ao numero exato necessario.

O DNA parece mágico, pois ele produz o corpo da mulher, o utero, o óvulo e o embrião. Produz tudo. Uma fórmula complexa. Mas estamos descobrindo que o DNA nada tem de código, de mensagem secreta, de emissor inteligente. Ele é apenas uma pilha de milhões de unidades chamadas “par lateral de nucleotideos”, cada unidade com uma minima diferença das outras que a distingue de todas as outras cópias. E estamos descobrindo que essa unidade nada mais é que o mesmo building block de atomos e galaxias, um building block que em si mesmo é um sistema natural, perfeito, funcional. Ora então o DNA não surgiu aqui, ele é apenas uma continuidade evolucionaria do que vem desde o Big Bang, digamos, de uma Matrix Universal. A qual é uma fórmula simples. Porem viva e contendo nas suas entrelinhas o programa todo, do Big Bang ao Big End. Essa fórmula, a Matrix, e por dedução lógica, faz a nivel macro o que a vemos fazer no nivel micro. Então a Matrix produziu o corpo do sistema que envolve o Universo,  o aparato para alojar o universo, produziu o universo e agora o embrião dentro dele. Tudo natural. Não precisa de desenhistas inteligentes magicos e nem de acasos de matéria magica, apenas a Natureza.

É… mas então o que ou quem produziu a Matrix? Ora, vamos primeiro conhecer tudo o que esta dentro do nosso ovo-universo, depois do nosso nascimento vamos conhecer nossos pais alem do universo… a questão da Matrix fica para muito depois …. talvez nossos pais saibam. Nós não somos a ultima forma, e apenas ela poderá entender tudo.

Nós não temos outra alternativa e nunca teremos enquanto não botar-mos ao menos a cabeça para fora deste Universo. Esquecer-se do tamanho deste sistema solar, do tamanho desta galaxia, do tamanho deste Universo, e do que significa bilhões e bilhões de anos de idade, quando buscamos explicações para as existências das coisas é ignorar que nós não temos capacidade para encontrar e entender estas explicações. Apenas a Teoria das Cordas já está sugerindo que este mundo tenha no minimo 11 dimensões, nós temos sensores cerebrais para captar apenas algumas delas, jamais este nosso cérebro tão limitado poderia absorver este Universo para conseguir entende-lo, o que dirá do mundo que o produziu. Portanto, se afiliar a uma ideologia, um partido, reunindo pessoas que acreditam terem encontrado a Verdade, é irracional. Acreditar que acidentes podem construir coisas, e o pior, com mais informações do que as coisas que participaram do  acidente, é absurdo, pois nunca ninguem testemunhou isso acontecendo alguma vez em algum lugar. Acreditar que na infancia da Humanidade teve humanos que falaram com deuses é o mesmo que acreditar na sua criança quando ela está falando sózinha com seus amigos fantasmas imaginarios. Pois nunca ninguem seu conhecido viu, falou ou ouviu alguma entidade sobrenatural. Acreditar que exista a Matrix/DNA universal como carga genética organizando a matéria inerte em sistemas naturais, mesmo que tenhamos a forte evidencia comprovada de que existe realmente o DNA, é reduzir irracionalmente a grandeza e complexidade do DNA e dessa Matrix. Assim como acrteditar que algum humano teria a minima condição de acertar nas suas conjecturas algum detalhe do que seria um criador dessa imensidão universal. Temos que nos lembrar sempre que a resposta é muito maior e mais complexa do que possamos saber e entender nessa sofrível e limitada forma cerebral. Apenas assim mudamos do culto a amigos fantasmas imaginarios da infancia e nos voltamos ao humano próximo de nós para cultua-lo como o amigo necessário.

temos muito que ainda resolver. Uma das questões que me surge justo agora é: “Se as forças nucleares determinam a repulsão entre íons iguais e atração entre íons diferentes, qual foi a mudança, o passo evolucionário, o mecanismo responsável pela mutação, em que entre os seres vivos vemos um corpo repudiando outro que está sendo atraído ao mesmo?! É uma terceira situação nunca observada antes no reino da Física pura. É uma nova face da Natureza que se expressou aqui criando esse negócio de predadores e presas. Mas o Universo não é magico, a natureza aqui não pode criar novas informações que não tenham estado presente nas origens do Universo, assim como na gestação de um embrião não podem surgir informações que não estivessem nos corpos dos pais pu no ambiente no momento da fecundação. Esta terceira alternativa tem que ter estado aqui desde as origens, permeando o reino da Física. Se esta nunca a percebeu, significa que a Física não está completa, ela ainda não absorveu o Universo inteiro. Então agora assistimos nos dias de hoje as celebridades intelectuais propagando idéias como “Something from Nothing”, acreditando que a Física desvendou o Universo. Ora… isso não é Ciência e não é racional. O prejuízo de posturas dos crentes é que acreditando eles se cegam para impedindo-os de verem que ainda existem muitas questões irrespondidas, como essa que me surgiu agora.  Acreditar, como se diz em inglês, é um “science-stopper”.

Mas o trabalho do Professor Marcos Eberlin com este artigo é excelente, de enorme utilidade publica. Uma síntese eficiente para fácil entendimento das pessoas que tiveram seus cérebros configurados  fora da academia cultural desta civilização, como eu. Por isso vou identificar cada um dos inumeros items naturais que ele aponta que estão servindo de indicios de que este Universo foi planejado, ou ao menos, tunelado. Identificar e pesquisar mais amplamente cada item. para depois identificar os que ainda faltam na fórmula da Matrix/DNA

No final o autor apresenta as duas teorias materialistas que dominam os meios acadêmicos e intelectuais nestes dias: 1) Tiramos a sorte grande na loteria cósmica bilhões de vezes;

2) Um gerador cosmológico de multi-universos, em trilhões de tipos diferentes, sendo que com tantas possibilidades um teria que ser como o nosso.

E argumenta que estas duas teorias são fantasiosas, irracionais. para então apresentar a terceira teoria conhecida nos meios acadêmicos: O Intelligent Designer. E acredita que esta não é fantasiosa e irracional. Um leão comendo uma ovelha viva seria uma obra inteligente. Uma criança sendo devorada por uma sucuri ou pelo Ebola seria obra de um ser inteligente.

Por fim, o autor explica que estas três teorias para explicar esse tunelamento estonteante do Universo são as conhecidas no meio intelectual acadêmico, existindo – no seu dizer – outras menos populares, as quais ele nem se dá o trabalho de mencionar e procurar conhecer.

Existem teorias populares, caboclas. Como a do caboclo que aprendeu as milhões de estonteantes afinidades existentes dentro do útero materno e que por fim produzem um embrião. Então o caboclo aprendeu tambem que a mamãe girafa não aplica a menor inteligencia para fazer uma girafinha. e o caboclo então extrapolou a realidade do que el vê aqui em miniatura para ser a realidade que ele não pode ver da conjuntura. O Universo é como o útero materno. Isto significa, não que exista um gerador de universos, pois a fêmea não é geradora de úteros, mas um gerador de filhotes à sua imagem e semelhança, fazendo-o tudo naturalmente, sem precisar aplicar magicas e inteligencia. O mero fato de que o embrião dentro deste universo está apresentando ter tambem as propriedades da inteligencia e da auto-consciência indica que o gerador tem que ser inteligente e auto-consciente. Mas como vemos aqui na terra com nossos próprios olhos, inteligencia e auto-consciência tambem se reproduzem geneticamente. Naturalmente. E o caboclo deu um nome à sua conclusão: “A Matrix/DNA Universal dos Sistemas naturais e Ciclos Vitais”.

As três teorias conhecidas tem a mesma origem cultural. Uma cultura que reflete a infância do humano inventor de monstros, amigos invisíveis, etc. Uma cultura que ainda não chegou ao estado adulto, no qual todas estas imaginações infantis se desvaem no encontro com a realidade.  O caboclo, por outro lado, estava isolado na selva quando atingiu a idade adulta e a cultura da natureza substituiu a cultura da civilização.  Eu não acredito na teoria do caboclo tambem, claro, ele tem apenas um cérebro humano. Mas se eu tivesse que dizer qual a melhor dentre as quatro teorias, eu ficaria com a do caboclo. Ao menos, enquanto ninguém inventa uma megaloteria onde se ganha bilhões de vezes, ninguem apresenta um gerador de universos-bolhas e ninguém apresenta um fantasma inteligente magico,  o caboclo me leva no pasto, me mostra uma vaca dando cria e apresenta uma indiscutível evidencia à sua teoria.

Mas deixem os quatro ficarem correndo atras de evidencias e provas para suas teorias. É lógico que todas estarão muito distantes da Verdade, se é que exista alguma. Para um cérebro poder elaborar uma teoria mais próxima da verdade, ele teria que: 1) desenvolver antes mais pelo meno sete sensores alem dos cinco que o cérebro humano possui, para captar as pelo menos onze dimensões que a M-Teoria está apontando seja formado este Universo; 2) Cumprir com o teorema de Godel, o qual estabelece que “para saber a verdade de um sistema ( como o Universo) tem-se que sair fora do sistema e olha-lo de lá…

É como a idéia estapafúrdia de que o mundo seja infinito. O sujeito poderia caminhar trilhões de anos luz numa só direção e mesmo assim nunca poderia provar que o mundo é infinito, pois ele teria que provar que o mundo não acaba em algum ponto lá na frente…

Alem disso, uma simples constatação nos faz perceber que o cérebro humano não tem a menor condição de assimilar a verdade ultima. me refiro ao fato da dicotomia constante, pela qual tudo tem que ter seu exato oposto. Então, se tem um Universo positivo, com todas suas leis positivas para produzir a vida, tem que ter o Universo negativo, com todas suas leis negativas para não gerar a vida. Ou seja, um mundo onde o tempo vai do futuro em direção ao passado, onde quando as coisas caem estão subindo, quando estão crescendo estão diminuindo de tamanho, etc… O cérebro humano se fundiria totalmente se caísse no universo negativo, e assim não teria como continuar sua aprendizagem para conhecer a outra alternativa que tambem é uma constante: o universo do meio-termo entre o negativo e o positivo… Chega de bobagens por hoje e das masturbações intelectuais de criacionistas e materialistas…

xxxx

Itens Usados no Argumento do Universo Planejado ou Tunelado:

O ajuste fino em tres de seus aspectos gerais:

1) Na existencia do conjunto certo de forças naturais regidas por leis infinitamente exatas e precisas;

2) Na existencia do conjunto numeroso de constantes fisicas universais e fundamentais que ajustam as intensidades dessas forças com uma extidão estonteante, e de regras que regulam e restringem a ação dessas forças;

3) na razão certa de matéria e energia – que se interconvertem ( E=mc2) e assim as proporções podem variar.

Vamos ver cada um destes tres aspectos gerais:

1) Forças e Leis: Tres tipos, e sómente tres, de forças regem a operação deste Universo: 

a) Gravidade :  nos mantem na superficie da Terra sem flutuarmos e sem ser-mos esmagados. Faz existirem astros e sistemas astronomicos. é essencial para manter gases nas estrelas ( hélio e hifrogenio) e para manter o ferro o ‘sodio liquido na Terra e manter o campo magnético; para manter a atmosfera terrestre,

b) Forças eletromagnéticas : Gera a Luz, que é radiação eletromagnética. Faz com que íons de cargas opostas se atraiam e polos opostos de imãs tambem. Faz elétrons e prótons se atraírem para formar átomos, e portanto, moléculas. Faz eletrons impedirem a repulsão natural entre dois nucleos atomicos e assim permite as ligações entre atomos, senão apenas haveria gaz. A Luz visivel corresponde a uma faixa estreitissima do espectro de radiação eletromagnética, mas esta faixa que emana do Sol é indispensavel para a vida na Terra. Impressionante notar-mos então que a nossa atmosfera – através do ozonio por exemplo – filtra quase toda a radiação eletromagnética proxima da visivel, que é danosa à vida, deixando passar quase que exclusivamente a luz visivel.  O campo magnético da terra desvia o vento solar que é danosos à Vida.  Sem magnetismo não haveria não haveria tambem como ocorrer o pareamento de elétrons nos orbitais, de spin contrários, e o principio de exclusão de Pauli não teria como moldar a matéria, e a terra não teria seu escudo protetor – seu campo magnético e não haveria então como desviar o vento solar, que assim atingiria a terra e aniquilaria qualquer molécula ou polímero organico na sua superficie.

Forças eletromagnéticas são tão ajustadas como na formação da fantastica molécula de agua onde um atomo de oxigenio posiciona ao lado dois de hidrogenio obedecendo um  angulo magico e preciso de 104,45 graus

c) As forças nucleares ( fraca e forte) – Cargas opostas se atraem e cargas iguais se repelem – é fundamental para formação de átomos. A força nuclear forte é a responsavel pelo efeito Yukawa, unindo prótons a neutrons A força forte cerca de 10 _11 mais forte que a força fraca e e 10-39 vezes mais forte que a gravidade é tão tremenda que empacotam dois átomos dentro do núcleo, e dai vem a bomba atomica, quando a invasão de uma partícula separa estes dois prótons emitindo a violenta radiação.

d) Calibrando as forças naturais:

Não é só a existencia dessas forças e de leis exatas e precisas que as definem, mas é tambem o ajuste finissimo de suas intensidades que viabilizam o Universo. Este ajuste é dado por mais de 10 constantes universais, todas exatas, precisas, calibradas, ajustadas e finamente orquestradas.

O Incrivel Ajuste da Constante Gravitacional:

A força gravitacional é dada pr f= Gm1*m2/r2, onde G é a constante gravitacional. Mas qual o valor que a constante gravitacional poderia – num Universo arbitrario, sem tunelamento – assumir? Nada impediria que a gravidade existindo o valor dessa constante pudesse variar desde o -infinito até o +infinito. Mas um valor ela teria que ter, isto é certo. Mas que conclusão chegaríamos ao verificarmos que o valor que G tem é o unico, entre uma infinidade de outros valores possiveis, que viabiliza o Universo e a Vida no Universo? Pois se você mudar um pouco o valor de G, aumenta-lo uma fração bem pequena, algo como uma fração em 10 elevada à 34* potencia, , um digito apenas depois de 40 casas e após a virgula, um pouquinho de nada para maior por exemplo, todos os organismos vivos deste planeta seriam imediatamente esmagados, comprimidos contra o solo, e a estabilidade da célula e de sua membrana celular seria destruída. E se diminuíssemos esta constante um pouquinho, seriamos lançados para o espaço. Estrelas e planetas não se formariam mais, a Terra perderia de imediato sua atmosfera, um caos completo.

A massa dos quarks que formam os  neutrons e protons, é outro exemplo de ajuste fino, pois essa massa ajusta a taxa de…

…. formação de Oxigenio e Carbono.  Esses eklementos foram produzidos, acredita-se, quando atomos de hélio “queimaram”dentro de estrelas tipo “gigantes vermelhas”. O atomo de carbono-12 (12C) – o atomo da Vida – só pode se formar quando 3 particulas alpha, ou seja, 3 nucleos de 4He ( hélio) combinam-se em uma formamuito especifica. Um aspecto essencial na formação  do 12C é um estado excitado deste atomo conhecido como “Estado de Hoyle”. Esse estado possui uma energia tambem muito especifica – 379 keV acima das 3 particulas alpha. O atomo de oxigenio é produzido quando uma particula alpha com bina-se com um 12C. . Sabemos hoje que somente uma pequenissima variação da massa dos quarks mudaria a energia do estado de Hoyle e impediria a produção do 12C e oxigenio em nosso Universo e assim não existiria a vida.

( Parei em … A formação de carbono e Oxigenio…

 

 

Desconstruindo a Cultura Predadora Milenar Virtual – a Matrix Animalesca

domingo, outubro 19th, 2014

Os leões ficam preguiçosamente deitados ao sol no alto da colina, assistindo o rebanho de ovelhas lá embaixo, pastando dia e noites, sem qualquer outra atividade lógica, racional. As ovelhas estão trabalhando, transformando grama em carne suculenta. Quando os leões precisam, basta-lhes descer a colina e fazer a colheita do trabalho das ovelhas. Enquanto isso, predadores de porte médio, como os lobos, tambem espreitam para suprimir dos leões a sua parte do labor das ovelhas e vivem parasitando no meio dos dois extremos. Esta é a realidade do mundo no tocante a esta biosfera terrestre, um quadro corrupto e monstruoso que, segundo a maioria das ovelhas acreditam, teria sido criado por um deus bondoso… ou ao menos, ele teria condenado todos num suposto anterior paraíso por terem comido uma maçã.

Vinda do reino animal, a espécie humana imita fielmente as regras da selva, entre seus antepassados animais, criando estes sistemas sociais – seja capitalista, comunista, feudalista, etc. – que são sempre divididos entre grandes predadores ( a classe A), médio predadores ( ( a classe média), e o rebanho ( a classe pobre de trabalhadores rotineiros, escravos dóceis, apáticos e inativos socialmente, 95% da população).

Me admira como é que uma pessoa levanta cedo todo dia ainda estando cansado e com sono, sai apressadamente tocado pelo relógio em direção à fábrica, à construção, ao serviço sujo e pesado, ou mesmo ao banco, á loja, e ali passa o dia todo muitas vezes sem ver a luz do dia, e depois retorna ao entardecer, para passar o resto do tempo enjaulado em um caixote chamado apartamento! E assim se reproduzem, vivem a vida toda, e morrem! Seus filhos e depois os netos, vão repetir o mesmo roteiro, e se a Natureza deixasse, assim iriam por toda a eternidade. Totalmente sem sentido coerente! Na selva, os macacos descem das arvores completamente descansados, no solo se espreguiçam, observam a selva ao redor,  o Sol, e tem a liberdade de escolha do que fazer de seu dia… se vai para o norte, para o sul, para o rio ou para a montanha. O humano, 95% da população, não tem nenhuma liberdade de escolher o que fazer de cada novo dia. E depois dizem que os humanos-rebanho são mais inteligentes que macacos!

Mas porque são assim totalmente irracionais? Está quase certo que ovelhas não tem qualquer atributo físico que lhes dê alguma força para se defenderem de um leão. Ovelhas não tem garras, dentes enormes, etc.. Mas se fossem inteligentes e principalmente, menos egocentristas, com alguma tendencia a querer somar forças com suas semelhantes, encontrariam uma maneira de combater e até eliminar a espécie de leões, pois são cem vezes em maior numero. A grande questão é porque humanos com um cérebro mais complexo continuam a imitar o mesmo comportamento irracional das ovelhas. Pois se quisessem, qualquer classe “c” de qualquer pais, reuniria poder para se constituir eles, no maior e único exercito do pais. Porque não querem? Qual a força paralisante, hipnótica existe por traz da pratica da escravidão moderna?
Bem, os grandes predadores humanos, ao contrario dos grandes predadores na selva, usam algumas propriedades do cérebro mais complexo. Tendem mais a constituírem acordos, sociedades entre si para se repartirem territórios e ovelhas, ao invés de se guerrearem e se matarem disputando a mesma presa. Com isso, em 5 ou 10.000 anos, desenvolveram uma estratégia muito eficaz de controle e manipulação para que as ovelhas produzam carne fresca cada vez mais e melhor. Essa estratégia chama-se “a cultura de um povo”, cujas principais armas são as religiões, a mídia televisiva, a ciência e a politica. Esta a força paralisante e hipnótica controlando os 95% dos humanos. Trata-se primeiro de criar interpretações sobre todos e quaisquer fenômenos naturais, fatos do mundo real e incutirem estas interpretações falsas como verdades absolutas nos cérebros das ovelhas. Educação escolar social e familiar desde o berço, condicionamento mental. Assim os predadores repartem territórios cada qual se escondendo sob marcas e se parecem com um polvo negro com muitos tentáculos manipulando cada aspecto da vida do rebanho:


Mas a Natureza tem mostrado que ela tem um propósito, um objetivo, ao aplicar a evolução nesta biosfera.Este objetivo é agora, melhorar o cérebro humano, desenvolvendo os seus atuais sensores e expressando novos ainda em estado latente, tornando o cérebro o ovo e placenta ideal para a gestação da nova e superior forma de sistema natural que Ela está trazendo para cá, chamado de “auto-consciência”. O qual está totalmente contra o objetivo dos grandes predadores. A batalha começa, a guerra é declarada pela Natureza. Ou Ela vence ou Ela descarta a espécie inteira e retorna ao reino dos macacos buscando outro tipo pelo qual recomeçar Seu intento.
A forma de cidades, de tecnologia, de instituições como família nuclear, de sistema politico e militar com um núcleo e periferias, está tudo errado, em relação ao que a Natureza quer. O humano ocupando 8 ou mais das melhores horas do dia em atividades rotineiras estupidificantes que impedem a absorção das certas e verdadeiras informações, desviando o projeto de melhor cérebro, terá que ser mudado, por bem ou por mal.
O humano que tem inteligencia suficiente para perceber o que está acontecendo sente necessidade de atuar urgente para facilitar o trabalho da Natureza, antes que esta resolva eliminar a espécie inteira. Sempre existe alguma possibilidade de atuar, por minima influencia que possa causar, pois tambem, sem fazer algo a vida não tem sentido, pois estar-se á conformado com a vinda do futuro zero. Eu particularmente procuro estas possibilidades de atuar na pratica. Lanço na Internet movimentos por exemplo, “Abaixo os bancos privados”, “Leis que dividam igualmente a terra entre entre todos os humanos”, “Vença o apelo sexual, principal arma usada pelos grandes predadores para mante-lo no trabalho escravo”, e etc. Faço minha parte tentando dar o salto inicial, mesmo que caia no vazio, mas persistindo até o ultimo suspiro. Quando houve oportunidade atuei com energia inclusive me defendendo à mão armada na selva e ali inciei escolas, hospitais, cidades, cooperativas, etc. Me retraí quando as forças contrarias estavam prestes a me eliminar, mas uma retirada estratégica para retornar em outro lugar. Ao lado da atividade pratica voltada á realidade social, existe a atividade que visa atingir o cerne do cérebro possuído, condicionado. isto se faz pela propagação das interpretações verdadeiras dos mesmos fenômenos naturais e dados do mundo real que foram interpretados falsamente. para isso criamos a visão de mundo chamada de “Matrix/DNA”. E para entender melhor tudo isso é bom tambem ler os links abaixo de pessoas que estão buscando, no mesmo caminho.

xxxx

Sites bom para pesquisar/reler:

Ditadura social científica e psicológica. Pra sair da “CAIXA”…!!!

http://rmorais76.blogspot.com/2014/09/ditadura-social-cientifica-e.html

Ver os comentarios neste artigo grande quantidade de links para videos e autores como Icke, Maxwell, etc., denunciando a cultura dominante. 

xxxx

Symbolic Literacy

http://www.taroscopes.com/highwindowsarticles/symbolicliteracy2.html

xxxxx

E um comentario destinado ao blog rmorais não publicado por excesso de caracteres: 

Muito bom texto, informativo. Permita-me postar aqui meus dois centavos de opinião. Sou autor de uma nova visão de mundo, chamada “A Matrix/DNA Universal dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais”, a qual traz uma perspectiva diferente para o tema do texto. Em todos os povos as sociedades tem se organizado no modelo de sistemas, com nucleo e periferia, ou seja, ricos e pobres. Porque este mesmo modelo em todas as épocas e diferentes regiões?! Se ele significa a felicidade total de 1%, a felicidade média de 4% e a infelicidade de 95%?! Porque não um tipo de organização social que não seja no modelo de sistemas, sem nucleo e periferia, que tenha como ponto de partida a felicidade repartida igualitariamente?

Porque todos tiveram o mesmo ancestral primitivo comum, o qual foi produzido pela biosfera terrestre que representa a face caótica da Natureza apenas, e não a outra face, da ordem. Quem duvidar que esta biosfera é produto do caos, que vá experimentar as origens dela no ambiente selvagem das florestas, dos desertos ou das profundidades marítimas. A organização social humana imita fielmente as regras da selva, dividida entre grandes predadores ( a classe A), os médios predadores e as presas ( a classe dos trabalhadores escravizados). Toda essa cultura de dominação foi desenvolvida ao longo de 10 ou 15 mil anos, pelos grandes predadores, para manter e melhorar suas colheitas do labor das suas ovelhas.
É preciso entender o sistema astronomico que gerou esta biosfera, antes de entender o humano como atual produto final. Ele é descrito melhor pela mecânica Newtoniana porque funciona como uma maquina, perfeita. Antes de sermos gerados pelo pó das estrelas, fomos ( ao menos no tocante aos nossos corpos materiais) gerados pelo tipo de organização social em sistemas, das estrelas.

Mas se os astros se alinham em sistemas que estão no estado de ordem, porque a biosfera começou pelo estado de caos? Por que não existe nada eterno neste Universo, tudo é atacado pela degeneração medida pela entropia. Mas deste estado de caos sairá o fluxo de uma ordem… reproduzindo o sistema astronomico. O Admiravel Mundo Novo de Aldous Huxley, governado pelo Big Brother de Orwell. As sociedades de insetos como formigas e abelhas foram primeiro neste caminho, com a diferença de que, ao invés do Big Brother, elas tem a Big Mother, ou a Grande Rainha. Porque no centro do sistema astronomico se aloja a Big Mother, como se pode ver no modelo teórico de sistemas astronômicos no meu website.

Se deixar-mos o vento nos levar naturalmente, o destino está determinado: seremos meras peças de uma maquina reproduzindo fielmente o estado organizacional do mundo material, natural, que nos criou e ainda nos envolve por todos os lados: este sistema solar e este sistema galáctico.

Mas é no momento de transição da reprodução que pode ocorrer mutações que permite a entrada de elementos novos, externos, na formação da nova cria. E aconteceu que aqui entrou informações nunca antes conhecidas por esta galaxia: informações sobre um tipo de arquitetura vinda do alem das galaxias, denominada “auto-consciencia”. Esta pode mudar o destino da cria, o nosso destino, se formos acessível assimilando mais destas informações flutuando no ar. Agora o futuro é da livre escolha da humanidade: ou ser um sistema fechado em si mesmo como a maquina galáctica, ou ser um sistema aberto para aventurar-se no Cosmos, e crescer sempre.

O que deve fazer já os que preferem esta teoria do mundo, do significado das existencias? Primeiro de tudo, atingir o cerne do cérebro manipulado da grande massa, extraindo dali as falsas informações sobre as quais foi construída essa cultura. Não existe outra maneira de destruir uma falsa informação senão apresentando a informação verdadeira e provando-a, fatualmente, cientificamente. Informação verdadeira só pode referir-se a fatos reais, fenômenos e eventos naturais, e não na discussão entre criações imaginarias das teorias, ideologias, religiões, etc. A cultura dominante está totalmente baseada nas interpretações falsas de todos os fenômenos e eventos naturais que compõem a História.É preciso então retornar aos fenomenos e eventos naturais para observa-los detidamente, identificar suas interações com o todo, extrair a nova interpretação e testa-la contra os demais fatos convergentes. E então divulga-la incansavelmente ao publico condicionado. Séculos depois de Copérnico e milhões de imagens do sistema solar, ainda existem os que acreditam na falsa Terra como centro do mundo tal como apregoado pela cultura da dominação, mas a maioria não resistiu ao confronto com a realidade.

A visão de mundo pela Matrix/DNA está fazendo justamente isto. Todo dia focaliza um novo e diferente fenômeno ou evento natural e reinterpreta-o, divulgando esta reinterpretação. Assim acredito que vamos desmascarando esta “matrix virtual” criada e alimentada pelos humanos que ainda mantem o instinto animalesco subjugando o intelecto, seja na forma de predadores ou de presas. Vindo por caminhos diferentes, as técnicas dos nossos blogs parecem ter entrado no mesmo barco…Portanto… welcome!