Posts Tagged ‘David Constantine’

MAIS UMA VITORIA DA TEORIA DA MATRIZ: A MESMA FORMULA MATRICIAL NO CEU E NA CABECA HUMANA!

quinta-feira, dezembro 11th, 2008

11 de Dezembro de 2008

Trabalho apresentado em :

http://sprott.physics.wisc.edu/pickover/pc/neuron-galaxy.jpg

Sob o titulo: 

 Neuron-Galaxy  

Categoria: Curiosidades da Matriz

     Ja’ haviamos escrito a 30 anos atras que tratavamos a biosfera amazonica como se fosse um cerebro , um prototipo primitivo do cerebro mamifero. O cerebro seria uma especie evoluida a partir da biosfera, portanto muitas das caracteristicas da biosfera estavam ainda contidas e sendo expressadas no cerebro, assim como a especie dos mamiferos conserva ainda muitas das caracteristicas das bacterias. Um dos maiores misterios buscados pela neurologia moderna e pela Teoria da Matriz ja’ naquela epoca e’ o seguinte: como os neuronios estao conectados `a mente?! Como eles produzem os pensamentos?! Pois com essa questao insistindo em minha mente e me incomodando eu intuia que as relacoes entre neuronios, executadas atraves de sinapses, eram uma evolucao a partir das conexoes entre os diversos elementos da biosfera, onde as “sinapses” eram representadas por latidos, urros, lutas, cheiros, acao quimica de venenos e ate mesmo o devorar de uns pelos outros. Estas relacoes sofreram mutacoes ate tornarem-se meros sinais eletricos carregados por substancias quimicas principalmente devido `a mudanca no item mobilidade: enquanto os elementos da biosfera sao auto-moventes, os neuronios sao imoveis. Mas a producao da mente pelo cerebro tambem eu a sentia na selva, ou seja, a biosfera produz uma especie de mente que nos sentimos presente a todo momento na selva, uma entidade a que denominamos “o espirito selvagem”. Os nativos o sentem com muita intensidade e a convivencia com o saudoso curandeiro e xaman D. Pedro – um especialista em espirito selvagem – me levaram tambem a intuir, senao sentir de verdade, a existencia desta forca que deve ser a expressao do software matricial, principalmente quando me encontrava reduzido a condicoes sub-humanas e delirando nos estados de coma febril.  Por exemplo, temos neuronios onde estao registrados nossos deveres, e neuronios onde estao registrados os instintos animais do prazer. Entre eles ocorre uma luta encarnicada, produzindo tempestades em que projeteis na forma de raios cruzam o espaco atrves dos dendritos. Quando a artilharia do prazer ataca a cidadela do dever e esta se encontra indefesa, acendo o cigarro, ou atendo outro vicio qualquer, ou ainda vou para a zona ao inves de ir vender meus produtos. A forma mental humana herdada do espirito selvagem e’ imediatista, inconsequente, nao quer saber de passado e futuro, e ai’ cometemos as eternas burradas que depois – quando os neuronios do dever voltam `a posicao de dominancia – nos faz arrepender-nos, mas que sabemos vamos repeti-las. Ao menos obtivemos algum avanco, pois o leao apenas atende o comando dos neuronios selvagens e jamais se arrepende de ter devorado a presa.   

      Entendiamos que, tendo o sistema cerebral sido criado pelo sistema biosferico, aquele devia ser `a imagem e semelhanca deste, sempre seguindo as premissas de que os sistemas naturais se reproduzem, que a biosfera e’ um sistema ancestral do sistema cerebral, e nao se esquecendo da manhosa dica popular da minha avo’ que dizia: “ filho de peixe, peixinho sera’”. O cerebro humano e’ uma producao deste sistema biosferico,  uma producao efetivada atraves do processo genetico, portanto, e’ uma geracao da mesma linhagem evolucionaria. Precisamos desesperadamente saber o que e’ a “mente” portanto temos que investigar suas causas primeiras geradoras, temos que descer ao nivel de repteis, biosfera, galaxias, atomos, etc..     

       . Pois agora alguns cientistas seguem o mesmo caminho que fizemos. Mas vao mais longe do que eu ia quando ainda me arrastava na biosfera sem conhecer ainda a matriz astronomica! Nao conectaram o cerebro `a sua ancestral biosfera, mas desceram muito mais no tempo, conectaram-no aos sistemas astronomicos galacticos! E estao plenamente cheios de razao.

      Por favor, acesse o link fornecido acima e veja a figura, a qual nao consigo copia-la neste blog (alguem por favor pode me ensinar isso?). 

 Traduzindo para o portugues, o texto acima da figura diz:

“ Uma e’ apenas alguns micrometros no tamanho. A outra e’ bilhoes de anos-luz. Um mostra neuronios do cerebro de um rato. A outra ‘e uma imagem simulada do Universo. Juntas elas mostram um surpreendente similar padrao encontrado em tao diferenciados fenomenos naturais.” David Constantine.

 E embaixo da primeira imagem, leia-se:

“Mark Miller, um estudante graduado da Brandels University, esta’ pesquisando como tipos particulares de neuronios no cerebro estao conectados entre si. Esticando pequenos pedacos do cerebro de um rato, ele pode identificar as conexoes visualmente. A imagem acima mostra tres celulas neuroniais `a esquerda (duas vermelhas e uma amarela) e suas conexoes.” 

Embaixo da segunda imagem leia-se:

“ Um grupo internacional de astrofisicos usaram uma simulacao de computador no ultimo ano para recriar como o universo cresceu e evoluiu. A imagem simulada acima e’ uma tirada do Universo que evidencia um amplo aglomerado de galaxias (amarelo brilhante)  circundado por milhares de estrelas, galaxias e materia escura.”

      Este fantastico exercicio dos cientistas nos induz a recordar que a Matriz esta’ sugerindo que o evento do Big Bang foi em tudo igual um evento de fecundacao sexual. Isto significaria que o sistema natural que esta’ evoluindo aqui, denominado no seu aspecto total de “universo”, e nas suas faixas etarias de “sistema na forma do vortice quantico”, “sistema na forma de atomo”, “sistema na forma astronomica”, o “sistema na forma celular”, o “sistema na forma cerebral”, o “sistema da auto-consciencia”, etc., foi gerado pelo processo da reproducao sexual, e portanto, o universo material deve possuir uma especie de gerador hermafrodita, ou geradores bisexuais. Ora, se o Universo fisico material e’ filho de algo ou alguem, se a atual e ultima forma evolucionaria deste sistema universal sao os sistemas corpo humano e sistema da auto-consciencia, e se estamos vendo que o sistrema fisico cerebral humano possui uma auto-consciencia, entao o(s) gerador(s) do Universo provavelmente, pela logica, deve ter tambem uma auto-consciencia.

     Em outras palavras, nossa auto-consciencia ‘e uma reproducao genetica ainda nos seus primordios de uma auto-consciencia ex-machine, alem do Universo… E isto e’ intrigante. Porque o pai/mae da auto-consciencia humana nao se comunica com ela? Talvez por que ela esta’ nos seus primordios, nas fases de gestacao ou como bebe recem-nascido, e sabemos que nesta fase nem uma mae humana consegue se comunicar com seu filho. 

      Mas e quanto ao nosso ancestral astronomico representado na imagem simulada do computador: ele se parece com o cerebro, devera’ ele entao ter uma auto-consciencia tambem? Certamente nao. O que ele deve ter e’ uma das formas muito primitivas do software universal que mais tarde iria desabrochar como mente  ou auto-consciencia no ser humano. Como diz o ditado chines: a alma dorme na pedra, sonha no vegetal, acorda no animal e desperta no homem”… como estaria ela nos tempos mais remotos ainda em que a forma do sistema universal era o galactico? Talvez nem dormindo ainda estava, pois o corpo fisico era ainda uma morula, quando muito uma blastula, portanto, o quadro geral astronomico povoado por galaxias, apesar da forma semelhante `a cerebral, nao deve possuir o adendo do cerebro que ‘e a mente. Esta questao e’ semelhante `aquela que hoje ocupa a midia devido ao aborto: “quando o feto pode ser considerado um ser humano, quando o ser que ainda se encontra em gestacao recebe a alma ( ou desenvolve a mente)?  

     Enfim, o que interessa mais aqui e’ anotar o surpreendente padrao, o qual nao deveria mais surpreender ninguem se conhecessem a Teoria da Matriz Universal. Todos os sistemas naturais possuem a mesma primeira forma estrutural, mesmo que a aparencia final sugira nao haver um elo evolucionario entre eles, por causa das possiveis infinitas derivacoes ou desdobramentos da formula sistemica matricial. Ponto para nois… yac…yac…

                 ————- xxxxxxxxxx ————–