Posts Tagged ‘desconstrução’

Desconstrucao da Cultura Tradicional Predatoria: “Armandinho”,… um Aliado?

quarta-feira, fevereiro 20th, 2019

xxxxx

Alexandre Beck, com suas tirinhas do “Armandinho”. Uma aguda perspicácia pelas hipocrisias praticadas pelas pessoas em geral, uma coragem de afrontar os poderosos nas suas hipocrisias – como os militares, os medicos, etc –  denunciando-as na forma de desenhos, tirinhas, tentando impregna-las com o humor para captar atencao. Com isso esta sendo ameaçado e atacado agressivamente pelos militantes destes poderes, mas continua determinado a continuar. Merece nosso acompanhamento e algum suporte, pois isto ajuda na missão de auto-exorcizar os tres instintos animalescos da psique humana.

https://revistatrip.uol.com.br/trip/o-pai-do-armandinho-o-menino-de-cabelo-azul-que-reflete-sobre-arte-a-politica-e-direitos-humanos?

O pai do menino de cabelo azul

“Uma amiga feminista negra me ensinou o que é o sentimento de uma mãe ao ensinar seu filho negro a se comportar na frente de agentes de segurança: não correr, não fazer movimentos suspeitos. Não imaginava essas reações negativas, negando a realidade, afinal eu já tinha publicado outras tiras mais ‘complicadas’ para um leitor conservador”

Matrix/DNA: Claro que isso é fato, é realidade. O que leva uma psique a se irritar e tentar evitar que a realidade seja dita e lembrada dentre o povo? O instinto predador na sua voraz obsessão de manter sua ordem no seu territorio, entre lobos e presas. E o leao fica ainda mais preocupado quando um discurso pode conduzir os lobos – seus capatazes na manutenção da ordem – a refletirem no que estao de fato fazendo, e como lobos são mais fracos que leoes na ideologia, isto pode balançar o comando.  Entao existe uma patrulha predadora vigiando e se manifestando. Como isso retarda a evolucao humana, é preciso buscar uma estratégia para minimizar os efeitos e poderes dessa patrulha. Sem confronta-la diretamente, claro, pois não se cutuca leao com vara curta.  

“Se todo mundo encarasse o mundo como uma criança, tudo seria mais simples. Nós precisamos aprender, ninguém nasce pronto. Sou da filosofia, área inquisitiva por excelência, e ainda assim demorei para me dar conta: nós não notamos nossos privilégios e, ao mesmo tempo, nossos obstáculos para entender o outro”, acrescenta Janyne.

Matrix/DNA: Investir algum tempo do intelecto imaginando-se uma crianca observando o comportamento das pessoas, perguntando-se curiosamente “porque” agem desta maneira, é uma boa estrategia para captar as hipocrisias da cultura predadora e do instinto da presa.

xxxx

Com poucas imagens e pouquíssimo texto, Alexandre leva o leitor a perceber diversas coisas e ainda retira dele um bom sorriso que vem junto com o pensamento: e não é verdade?”

xxxx

“Eu me considero afortunado, de verdade. A vida passa muito rápido, sempre digo. Então, a gente deve fazer da vida algo que possa trazer um bem para o mundo. Não viver uma vida egoísta, mesquinha, porque daqui pouco a gente vai embora. Fazer do mundo um lugar um pouquinho mais justo e humano. É o mínimo.”

xxxx

( Pesquisar no Google: Alexandre Beck Armandinho. Tem canal no Youtube. Para estudar apoio e contacto)

 

Desconstruindo a cultura tradicional e moderna predatoria: SacredWeb e Filosofia Perene contra-ataca

sábado, fevereiro 9th, 2019

xxxx

http://www.sacredweb.com/online_articles/sw42_editorial_sample.pdf

Desconstruindo a Desconstrucao

Uma das sugestoes desta visao de mundo denominada Matrix/DNA e` desconstruir a cultura milenar tradiconal que perdura na modernidade, alegando que a maioria das interpretacoes humanas dos significados dos fenomenos naturais estao equivocadas porque teria sido construida uma cultura segregadora pelas oligarquias predadoras da humanidade para alicercar seus poderes de dominacao. Achei valido e racional tal sugestao e desde entao tenho me dedicado a esta atividade, sempre criticando principalmente os nomes gramaticais e conceitos idealisticos dados `as coisas concretas e suas definicoes.

Porem eis que me deparo com a existencia de uma correste ou escola do pensamento denominada “Filosofia Perenalista”, ou “Filosofia Perene”, a qual defende resumidamente que todas as religioes partiram de um cerne comum, o qual teria sido revelado por Deus. A partir dai, devido ao espalhamento das tribos no globo, foi se derivando formas de religioes mantendo, torcendo ou distorcendo este cerne comum.

Os adeptos desta doutrina concluiram que devem conservar os simbolos profundos das religioes, os quais se referem ao cerne primordial comum,  entao concluiram que existem outras correntes, tendencias, tentando e trabalhando para desconstruir este aspecto transcendental na mente humana, criticando e atacando suas verdades absolutas.

O qual seria o caso de um adepto da Matrix/DNA.

Como não sou torcedor de times e partidos e ideologias, e não creio que cérebro humano algum tenha a capacidade de processar as informações sobre a verdade ultima, estou sempre revendo, testando, auto-criticando minhas conclusões e as sugestões da minha cosmovisão – a Matrix/DNA. Sempre procuro ver o verso e o inverso de uma questão para tentar obter uma terceira alternativa. Então tenho agora um prato cheio para testar, auto-criticar minha atividade visando desconstruir a atual cultura humana. Devo ler e pausar refletindo cada frase nesta introdução dos perenialistas na forma de PDF, sendo que infelizmente não se consegue copiar e colar o texto aqui para esquematizar o teste.

xxxxx

Uma valida reclamação dos perenialistas:

A desconstrução sendo perpetrada pelo Iluminismo trazendo em seu bojo o materialismo esta desconstruindo todos os símbolos do imaginário sagrado, porem pondo no e seu lugar o nihilismo, pondo nada, como se a finalidade do processo de desconstrução fosse ser um fim em si mesmo. Por desmitologizar o mundo, os desconstrutores estão desespiritualizando o mundo.

Não e’ o caso da Matrix/DNA que tem por meta reorientar o imaginário para uma nova visão do mundo aberta ao sagrado, ou não, a critério do individuo, constituída de uma nova gama de valores morais transcendentais. Ao contrario do ateísmo que prega valores no sentido de se viver o aqui e agora sem objetivos transcendentes. Os mitos que são cernes das religiões são os mesmos usados na cosmovisão da Matrix/DNA, porem são reinterpretados como naturais, e não sobrenaturais. Mantendo a porta aberta a um significado existencial transcendente, de origem e causa transcendente, eu creio que a Matrix/DNA mantem a espiritualização, corrigindo-a de vários defeitos. A mesma cosmovisão sugere que e predeterminado pela genética herdada da astronomia que o humano perca sua alma consciente para se tornar a peca de uma maquina, e suspeita que os desconstrutores materialistas estão sendo usados como inocentes uteis neste destino. A Matrix/DNA se empareia aos desconstrutores para desconstruir os mitos e espiritualização errada, mas se separa dos desconstrutores ao tomar outro caminho diferente do orientado pela carga genética.

xxxx

Pra eles a definicao de desconstrucao seria: uma feerramenta para criticalmente captar e anlizar figuras de linguagem que contem em seu bojo insustentabilidade ou diferenciacoes. Desconstrucao e um inerente anarquico ceticismo metafisico.

xxxx