Posts Tagged ‘DNA’

Porque as celulas fazem tanto trabalho sem beneficios, pagamentos?

quarta-feira, abril 26th, 2017

xxxx

Interessante pergunta nos comentarios abaixo deste video suscitou nossa resposta, copiada abaixo:

Molecular Visualizations of DNA – Original High Quality Version

https://www.youtube.com/watch?v=OjPcT1uUZiE

Ben David Ben David – 3 years ago

The real question here is….why? What makes these cells DO what they DO? What if they decided not to form chromosomes one day. What is the reason these cells want to do this? I want a Vsauce video on that.
xxx

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli – 4/26/2017

Maybe epigenetics could answer that? It is obvious that cells did not created this things for itself, the cell alone do not need it for surviving. The order for creating these things came from outside the cell?
If so, it was something that need these things and jobs done. What? Who?
My personal method of investigation (comparative anatomy between living and non-living systems) suggested a surprising answer: it is this galaxy…
How? For what? How is merely entropy fragmenting the stars into bits-information and these bits joining at a planet surface try to reproduce the system where they came from, naturally and microscopically, applying nanotechnology. Like an adult human applies nanotechnology and is reduced to a microscopic genome.
The cell is a real and faithful reproduction of our galaxy, with some mutations due different environment, matter, water, etc.. The problem that humans are not seeing it is due they do not know how this galaxy works as a system, their theoretical model of galaxies are wrong.
But… why this galaxy wants to reproduce itself?
It doesn’t. It is a force that passing through it that leads to reproduction. This force is waves of light, coming since the Big Bang. A natural original wave of light seems a living thing. Its propagation is due the same force that makes your body to propagating into space time, growing and becoming old. We cal this force as ” life’s cycle”. This force makes your body be transformed into seven meaning shapes: blastulae, foetus, baby, kid, teenager,adult, senior,… cadaver. A wave of light has changed seven shapes as gamma rays, ultraviolet, radio waves,etc.
So, why cells do what they do? The answer is the same for why galaxies and atoms do what they do. The why comes with a wave of light at the Big Bang. And why light do it? Well, my method lead me till the last frontier of the universe and at the moment of the Big Bang. I stopped there. Since that light is coming beyond… I don’t know…
But, the universal history suggests a theory: that light is the genome of the thing that produced this egg universe for reproducing itself, naturally… What is the “thing”? I don’t know… What else we can see is that every living and counscious being in this Universe is a gene building the counciousness of the baby of that “thing”…
( if you want to see the models of cells, galaxies, atoms that fits this evolutionary lineage, google ” The Universal Matrix for Natural Systems and Life’s Cycles”.

Como e porque humanos conceituam a beleza da face e qual o segredo destas faces? Ver Video.

sábado, março 11th, 2017

xxxx

Jill Helms faz uma palestra sobre as diferenças entre faces bonitas e com defeitos. Porem devido seu pouco conhecimento ela não desce `a profundidade requerida para se entender o fenômeno em sua totalidade. Apenas o conhecimento da cosmovisão da Matrix/DNA nos revela informações sobre o tema jamais imaginadas antes. Então leia meus dois comentários copiados abaixo que foram postados no vídeo do Youtube e no meu Facebook, depois veja abaixo uma interessante descoberta baseada na formula da Matrix/DNA e depois clique no link para assistir a palestra Procure as legendas e transcript do texto em português no TED)

https://www.youtube.com/watch?v=qIDuFyXjcA0&index=6&list=PLsRNoUx8w3rPvhx_lImJfT7aiQ5tEbxoj

Reconsidering beauty | Jill Helms | TEDxStanford

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli – Mar/3/11/2017

Why the genes has wired us to determine which are beautiful faces? Because it is their goal to rewards health ovules and spermatozoons. They wish the best environment for doing their job.

Beautiful faces has exactly symmetry and balance because its DNA has the same symmetry and balance. Symmetry is produced by the systemic function number 5 of Matrix/DNA universal formula for systems. Any natural system begins to be built from the bottom running to the left. Then the left face is reproduced as the right face by F5. At the RNA-world was the uracil base doing this function and it copied a strand of RNA as the right strand, creating the DNA. From here, the genes build animals faces once time entirely, but repeats the copied result of one’s DNA.
So, the golden ratio is anything else than the active act of the reproductive systemic function and measuring its point at the formula we get 1,618… the phi number.
So, the environmental/nutritional conditions inside the ovule at the moment of fecundation determines the symmetry and the balance of DNA which will be repeated at face’s formation.
A non-health ovule’s environment produces diseases and since the face is a kind of mirror of the DNA, the face will show the disease. And remember: perturbations at ovule’s environment mimics the perturbations of the external environment. That’s why rich and evolved people usually has more beautiful faces than poor people at poor regions. (If you are interested in this issue and want to see the systemic formula and understanding this issue, see the formula at my website and its explanations.)
xxxxxx
Facebook de Mar/03-12-2017
Louis Charles Morelli 

Em que estou a pensar agora? Na minha fantastica descoberta desta semana.

Os humanos criaram um preconceito baseado numa abstração da imaginação que diz: ” Existem faces bonitas e faces feias”. Este preconceito e’ muito influente na vida toda das pessoas, praticamente o principal determinador da sociedade humana para qual qualidade de vida o individuo terá. Um absurdo irracional?

Não sei se os outros animais, como cachorros e macacos, também possuem este preconceito entre eles e se criaram algum valor para determinar o que e’ face bonita ou feia. Mas assim como para nos humanos não existe diferença de faces entre macacos e todos nos parecem feios, assim também alguma inteligencia superior extraterrestre com outro tipo de corpo, com certeza nos vera’ a todos como tendo faces iguais e sendo feios.

Nesta semana assisti um vídeo do TED-Talk com uma palestra sobre este tema ( o link esta no meu artigo). A autora apresenta curiosos detalhes e informações inclusive históricos que nunca havíamos pensado. Mas como ela não conhece a base deste mundo e quem constrói faces – a formula da Matrix/DNA – ela trata o tema com seu conhecimento supérfluo e passando valores errados. No meu website nesta semana escrevi um artigo lidando com o assunto mais profundamente e descobrindo coisas que eu nunca havia pensado antes.

Porque a natureza produz faces ditas “bonitas”, onde as partes são bem balanceadas com tamanhos bem encaixados e as duas meias-faces apresentam perfeita simetria, enquanto produz outras faces – a maioria – sem estas perfeições?

A resposta esta nas diferenças do trabalho realizado pelo DNA com seus genes. Tudo e’ determinado a partir do momento que um espermatozoide alcança o centro de um ovulo e depois nos nove meses seguintes. A qualidade dos ambientes interiores do ovulo e da bolsa embrionaria mais o estado evolutivo dos genes herdados dos genitores determinam o modelo da face a ser construída.

Então, pessoas que vivem na pobreza, com um ambiente externo cheio de obstáculos, perturbações, e muita escassez de nutrimentos e acomodação do organismo, tem estas situações projetadas para dentro do ovulo e saco embrionário. Pessoas mais afortunadas que nascem em berços ricos e ambiente externo pacifico, controlado pelos humanos, com boa nutrição, projetam isto para o interior e processamento da gestação. Para ver isto basta comparar o físico de alemães com indígenas nativos, ou o povo desafortunado de Bangladesh.

O que me deixa atônito e’ como estes conhecimentos tao básicos não são a base de áreas como psicossociologia, economia,etc. A suprema missão do ser humano seria lutar para melhorar a qualidade de vida e manter a evolução mental da humanidade. Senão, para que fazer filhos e deixar novas gerações? E um dos mais urgentes assuntos a resolver e’ a pobreza que afeta a maioria dos humanos, a qual dentre outras mazelas, produz os organismos imperfeitos.

Existe detalhes mais profundos a conhecer neste assunto das faces, para entende-lo na sua totalidade. Como este que citei no artigo:

A simetria ou assimetria são a primeira causa do que aos nossos olhos parece bonito ou feio. Uma face ‘e dividida ao meio exato vertical, com a linha fronteiriça passando desde a testa, para o meio dos olhos, das duas narinas, da boca, do queixo, das mãos e pernas. Se ano existisse esta forca natural e seu mecanismo especifico denominado simetria, nada impediria que organismos tivessem um, três, ou cinco olhos, mãos, narizes, etc. Queríamos ter mais mãos, varias bocas – uma para comer ao mesmo tempo que outra para beber, outra para falar, etc. Mas a simetria impede que nossos esforços se realizam na forma física.

O fenômeno da simetria vem sendo observado e estudado desde a Grécia antiga, onde os filósofos descobriram a “golden ratio”, ou a razão dourada, ou ainda a geometria sagrada. E a representaram matematicamente com um numero, 1,618,… chamado numero “phi” porque mediram esta simetria nas espirais das plantas, flores e outros fenômenos naturais, como os lábios humanos, e sempre resulta no mesmo numero. Então se acredita num desenho supernatural inteligente.

Mas com a formula da Matrix/DNA eu descobri de onde vem este mecanismo e porque este numero. Esta explicado no artigo do meu website e na formula. Os DNA’s masculino e feminino são divididos ao meio vertical e repetem o que aconteceu nas origens da vida, no RNA-world – quando uma haste de RNA tem seu circuito energético continuado nas pontas para repetir a figura e propriedades da haste ou face esquerda na forma da haste ou face direita. Porem, este conhecimento imediatamente nos leva a perceber como é importante o estado ou qualidade do ambiente interno do organismo produzido pelo ambiente externo nos meses da gestação. E assim surgem as sugestões do que devemos fazer para na humanidade todos as pessoas nasçam com um organismo mais perfeito. E isso é de uma importância imensurável..

Veja na formula na formula da Matrix/DNA o que é o principio da simetria:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

A função dos sistemas responsável pelo fenômeno da simetria é a função numero 5 – a função da reprodução do sistema ( funções sistêmicas são diferentes forças naturais que surgiram das sete frequências/vibrações das ondas de luz, mas isto é uma outra historia mais complicada. Costumo pensar que funções são os obreiros construtores universais). Esta função se materializa nos sistemas criando um corpo físico para se expressar, de acordo com o tipo de sistema, os materiais disponíveis, o meio ambiente, etc. Então para atuar nos sistemas astronômicos ela produziu os cometas, nos sistemas vivos ela produziu o espermatozoide ou pólen, na genética ela produziu a base nitrogenada chamada uracila, no sistema celular ela produziu os tipos de RNA que se movem dentro da célula.

Todos os sistemas naturais são evoluções de sistemas anteriores. Os novos sistemas surgem com mais complexidade e novas formas. Existem dois métodos aplicados pela Natureza para produzir sistemas. O primeiro e’ feito criando inicialmente um tipo de corpo e em seguida aplicando nele a força do ciclo vital, a qual o transforma em varias formas com diferentes funções. Depois por simbiose a Natureza conecta estas diferentes formas sempre seguindo a sequencia do ciclo vital, e as formas se tornam as partes do sistema. Depois de assim gerado uma nova forma do sistema universal, a Natureza aplica o segundo método, que e’ simplesmente a auto-reprodução do original.

Então vejamos como foi montado o sistema DNA a partir da entropia do sistema astronomico que criou o DNA. Primeiro surge a forma de um corpo biológico que sera o núcleo do DNA. Esta foi a molécula atrelada na haste, que chamamos de açúcar desoxirribose. Em seguida o principio vital transformou ou produziu esta molécula em outras formas consecutivas, e assim surgiram as 5 bases nitrogenadas. Agora precisava conectar todas estas formas num só sistema. Então a conexão começa com um circuito de energia/informação a partir do corpo inicial, que na formula e’ F1. O circuito vai subindo no sentido horário `a esquerda, captando F2, F3 e F4. Aqui o circuito se bifurca em duas metades: uma vai continuar a forma esférica para gerar a maturidade e envelhecimento, a outra vai retornar a F! como energia crescente para realimentar F1 e produzir novo ciclo apos a morte da parte esférica. Isto é reprodução do sistema.

Então notamos que primeiro a Natureza produziu a meia-face esquerda do DNA, com uma so haste, três moléculas penduradas nela, o que se chamou RNA. Em seguida a F5 toma a meia-face esquerda como modelo e a repete como a meia-face direita. Assim a direita sera simétrica `a primeira.

Claro, existem outras coisas a considerar aqui, por exemplo, a diferença de que na meia-face esquerda a energia do sistema esta crescendo até atingir o pico em F4 e a partir dai começa a entropia do sistema e a meia-face direita terá a energia em queda, o que produz a degeneração e envelhecimento do sistema. O nosso cérebro é outro bom exemplo, e esta descoberta nos leva a entender porque estamos usando mais o hemisfério esquerdo e porque o hemisfério direito tem propriedades tao estranhas ao nosso raciocínio logico.

Mas a formação da face humana pelos genes já ocorre pelo segundo método, onde uma figura intermediaria entre os modelos de faces do pai e da mãe é gerada e reproduzida por inteiro. E não são os genes que determinam o modelo, mas sim a identidade de sistemas, no caso, o sistema DNA. E como fora do organismo, existe a biosfera, a qual contem o DNA vindo do sistema astronomico e dividido em fótons solares e terrestres, existe uma relacao de conflito no processo da gestação humana, entre o DNA humano que procura o estado harmônico da ordem e o DNA astronomico que aqui chega no estado de caos. Depende do estado evolutivo e saúde do DNA humano, se ele vai se impor ao DNA cósmico ao modelar a face ou se ele ainda esta’ fraco e o DNA cósmico vai dominar o processo. Assim surge a face bonita ou a face imperfeita.

Mas tudo o que eu digo aqui nada mais a forma como estou interpretando a formula. Outras mentes com diferentes experiencias podem descobrir detalhes mais importantes na formula. Por enquanto apenas escrevo minhas teorias… e não sou nada petante a Verdade, com este meu cérebro débil e super-limitado para conhecer a Verdade. Como eu ano acredito sem fazer os testes experimentais científicos, não acredite no que minha interpretação esta sugerindo. Você vale mais para minha missão se tiver sua mente aberta e independente para me ajudar a progredir mentalmente. Que a força física da Matrix perfeita e a sabedoria da consciência universal esteja contigo…

Fractal Dragon Curve: Como os fotons astronômicos criaram a vida…?

terça-feira, fevereiro 21st, 2017

xxxx

Esta é uma simulação de computador que tentaria mostrar como os fótons cósmicos ( vindos do Sol, do núcleo terrestre e possivelmente de outras regiões da galaxia), que trouxeram os bits-informação da formula Matrix/DNA para criar sistemas, e que adentraram os elétrons dos átomos na superfície terrestre, assumindo o comendo dentro dos átomos para guia-los a novos tipos de combinações e criarem a matéria orgânica. No ponto abaixo representado pelas figuras seria o momento que estariam sendo criados macromoléculas, como o DNA. Cada traco representa um fóton, portanto cada quadrado com 4 tracos representam a parte variável da formula formada pelas 4 funções intermediarias (F2, F4,F6 e F7), que atuam como genótipos.

Recursive construction of the curve

Finalmente na tela do monitor aparece esta imagem em movimento, a qual é um fractal.

Dragon curve animation.gif

este tipo de fractal é conhecido matematicamente como Heighway Dragon Curve.

Isto tudo é obtido com uma equação em programação que começa assim:

It can be written as a Lindenmayer system with

  • angle 90°
  • initial string FX
  • string rewriting rules
    • XX+YF+
    • Y ↦ −FXY.

That can be described this way : Starting from a base segment, replace each segment by 2 segments with a right angle and with a rotation of 45°

(Por isso matematicos estao encontrando uma correlacao entre o mecanismo de autocorrecao do DNA com a logica matematica e percebendo similares com a dragon curve, como cita o artigo em

http://cosmicfingerprints.com/mathematics-of-dna/

Mais assunto para pesquisar…

O que e’ Lindenmayer system ?

https://en.wikipedia.org/wiki/L-system

Origins

‘Weeds’, generated using an L-system in 3D.

As a biologist, Lindenmayer worked with yeast and filamentous fungi and studied the growth patterns of various types of algae, such as the cyanobacteria Anabaena catenula. Originally the L-systems were devised to provide a formal description of the development of such simple multicellular organisms, and to illustrate the neighbourhood relationships between plant cells. Later on, this system was extended to describe higher plants and complex branching structures

An L-system or Lindenmayer system is a parallel rewriting system and a type of formal grammar. An L-system consists of an alphabet of symbols that can be used to make strings, a collection of production rules that expand each symbol into some larger string of symbols, an initial “axiom” string from which to begin construction, and a mechanism for translating the generated strings into geometric structures. L-systems were introduced and developed in 1968 by Aristid Lindenmayer, a Hungarian theoretical biologist and botanist at the University of Utrecht. Lindenmayer used L-systems to describe the behaviour of plant cells and to model the growth processes of plant development. L-systems have also been used to model the morphology of a variety of organisms[1] and can be used to generate self-similar fractals such as iterated function systems.

(continuar estudando…)

DNA/RNA – Triplex Codons – Problema para Matrix/DNA Resolver.

terça-feira, fevereiro 21st, 2017

xxxx

Esta imagem tanto mostra RNA como qualquer das hastes do DNA

Tenho acreditado que a formula da Matrix fechada vinda da astronomia se insere no DNA na seguinte maneira:

Esta é a formula da Matrix:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

xxx

E este é um pedaço do DNA:

 

Image result for DNA

Como a formula esta’ inserida no DNA:

A formula tem 6 partes, ou 6 funcoes, denominadas F. E F1 e F4 sao a base e o topo da formula, estão exatamente em posições opostas, e a formula é cortada em duas meias-faces pelo circuito F5. Ora, esta imagem da formula se encaixa perfeitamente na imagem do DNA quando deitamos a formula e F1 e F4 se tornam os açúcares (os losangos azuis) pendurados nas duas hastes laterais, sobrando os 4 Fs entre eles que se encaixam perfeitamente na posição de 4 bases como se ve na imagem. Cada açúcar está ligado a uma base nitrogenada e a este conjunto acucar + base se da o nome de nucleotide. Entao a formula seria composta por 4 nucleotides alinhados tanto vertical como horizontalmente. Não importa que para 4 nucleotídeos existam 4 açúcares, enquanto a formula indica que so’ existam dois: pois na verdade dois açúcares de uma mesma haste sao sempre iguais e diferentes dos dois da outra haste, por quiralidade. Portanto, dois açúcares repetidos tem como significado final um açúcar, uma função sistêmica.

Assim tenho me dado por satisfeito entendendo que a unidade fundamental de informação do DNA não é um nucleotídeo nem um par lateral de nucleotídeo, mas sim, dois pares laterais.

Porem, temos um problema a resolver. A questão do triplex, ou codão, (codon), que podemos ver na primeira figura. O codão é uma seção contendo uma sequência de 3 nucleotídeos da mesma haste. A Ciencia dividiu assim a haste de 3 em 3 porque foi encontrado que o DNA aplica esta sequencia de 3 nucleotides para fazer cada aminoacido. Por que a formula fez o DNA para fazer os tijolinhos básicos dos trechos do circuito da formula – denominados proteínas – dessa maneira?

Então notamos que tomando um codon, temos seis nucleotideos. E seis sao as funcoes que completam a formula ( a função 5 apenas tem a função de reproduzir estas unidades de informação, ou seja, reproduzir os sistemas). Sera possivel entao que a formula esteja inserida como codon e nao como tenho descrito acima? Fica esquisito porque os açúcares nao estariam nas duas posicoes tl como na formula. Existe uma ressalva. A formula tal como esta representada é apenas para sistema fechado e o DNA é sistema aberto como todos os sistemas vivos, biologicos. Então nesta mutação de fechado para aberto a formula torna-se plastica, podendo adquirir outra forma mas sempre mantendo a estrutura de seis funções sistêmicas.

Existem muitos detalhes a considerar para resolver este problema, e no assunto ” A Matematica do DNA” podemos notar um deles e até ser ajuda para resolve-lo. Tambem tem-se que considerar a diferenca entre fenotipo e genotipo.

Fica em aberto este capitulo…

Livro para Sair Correndo a Ler: Se DNA e’ Software, Quem “Escreveu” o Código?

sexta-feira, janeiro 20th, 2017

xxxx

https://grahamhancock.com/bunzelt1/#comment-2673

If DNA is Software, Who “Wrote” the Code?

Louis Morelli says: jan-20/2017

Your comment is awaiting moderation.

You must see my Matrix/DNA Theory, as your book and theory will give me more data for developing mine. The first manifestation of the first shape of DNA was what people call “the eletromagnetic spectrum of all seven kinds of radiations and I called the universal light wave. It is a code not only for life (aka,biological systems) but for all shapes of a unique universal system that is evolving since the Big Bang and change shapes because the light wave is the real process known as life cycle.I discovered that this light wave is also a simple software diagram like the one we apply in computers. So, the diagram is a universal formula that fits as template for all natural systems, from atoms, to galaxies, to cell systems, to brains and now, consciousness is being formed to be the new shape of this system.At my website (http://theuniversalmatrix.com) you see the spectrum, the formula, and the models of atoms and galaxies over the formula.
This theory was built in Amazon jungle in seven years when studying in that whole biosphere, the systems and interactions among them.There was a common pattern (the formula) and coming from the non-biological world. The research took a burst to unexpected ways when I was watching the native people drinking the Brazilian type of hallucinogen, called “Saint Daime”. Their visionary description resulted in my drawing as pictures of chackras and kundaluni, which later I discovered was a real description of the DNA’s streams and bases.Adding their descriptions about cosmology plus the pattern at real systems, I got different astronomic models and discovered that described by metaphors those models is the same description of religions foundations, like the Eden paradise, the I Ching, etc. So, my theory is that the halluginogenous brings to counciousness flashes of memories registered in the DNA ( I think at the junk DNA) from our non-biologial ancestrals shpare of that universal system till the Big Bang.From which raised the light wave with its code.
So, this non-visible spectrum is the software, modelling dark matter into a system that evolves like our own bodies.The shapes of this systems are the generations of hardwares. The actual shape is an embryo of consciousness, we are the genes building this embryo just now. Consciousness is the abstract identity of any natural system that arises as the sum of informations of all its parts plus the inner interactions among these parts plus the interactions with the external world. Consciousness was sleeping at atoms, dreaming at galaxies, began waken up at plants and animals and is lifting up at humans and other intelligent life around this Universe, which are the other genes. In this Universe ( the egg, the placenta) is occurring a process of genetic/computational reproduction of the unknown thing that produced it.The very fact that consciousness emerged here and now means that the unknown and ex-machine must be a natural system and conscious.Our theories are complementaries, I will running by your book and my suggestion is that you need to know what no school is teaching:the real meaning and working of natural systems.Cheers,…

Louis Morelli says:

Your comment is awaiting moderation.

Sorry the poor English and digited errors above. There is something important for you knowing: the explanation why these hallucinogens works this way. Plant’s cells were the first built as biological systems. They were built by photons/bits information coming from stars and this planet’s nuclei. It happens that this astronomical system is a closed system which is the application of the Matrix/DNA formula in its perfect state.So, plant cells try to mimic its creator – or ancestral – as closed system, that’s why they do photosynthesis, linked direct to a star. Animals cells is missing an important systemic function – performed by the chloroplasts – then, animal cells are opened systems. And our brain, as product of animal cell are opened systems, also. When the perfect closed formula from the plant is absorbed by the brain, the neural network is rewired towards approximating the state of closed system, the perfect state. It seems that the mind is mixed with the creator system, which is cosmological, so, those phantastic visions, theogonies,magical thinking, etc. At my website the formula is draw as closed system, but you can see it as opened system retiring any piece.Cheers,…

13,8 bilhões de anos lutando, trabalhando, evoluindo, para agora ir para o lixo e morrer?!

domingo, janeiro 8th, 2017

xxxx

Eu desafio qualquer ser humano a encontrar um erro qualquer na logica deste raciocínio que conclui sem outra alternativa, que nossa auto-consciência é imortal. Se encontrares por favor, me avise, pois eu quero a Verdade e não fantasias. Então, vamos la’…

O DNA já existe na Terra a 3,5 bilhões de anos, mas ele avança dividido em enxames, não como um, individual. Ele não vem como uma arvore da vida, em que o tronco cresce e emite galhos a sua volta. Ou existiria uma família secreta oriunda diretamente do cepo primitivo original (ou Adão e Eva?) que continua até hoje carregando o exemplar essência, enquanto todas as outras famílias seriam meros suportes? Não creio.

Este enxame vem se afunilando ao mesmo tempo que se alargando. No bico do funil estão as copias de DNA carregadas pela especie humana, as quais vem aumentando, se alargando, enquanto as copias que vem nas demais especies estão diminuindo,… assim parece. Neste enxame das copias humanas, muitos exemplares não se reproduzem, e assim terminam a historia de sua existência, de 3,5 bilhões de anos, lutando uma luta apenas comparada `a incrível e tortuosa saga dos espermatozoides para alcançarem o ovulo antes de morrerem. A maratona locupleta de obstáculos mortais do espermatozoide demora algumas horas, enquanto a destas copias humanas que estão indo para o lixo, levaram 3,5 bilhões de anos!

Mas… isto não é nada! O DNA que surgiu na Terra veio de outro enxame, constituídos por seus tijolinhos básicos: fótons-genes vindos dos corpos astronômicos. Se denominamos aqui o conjunto de todas estas copias com o nome de “DNA”, devemos denominar o conjunto de todas aquelas copias que vieram dos astros com o nome de Matriz/DNA. Porque o que existe mesmo é a matriz universal, sendo o nosso DNA apenas uma das diferentes formas que essa matriz tem assumido, a forma “biológica”.

( Um aviso: alguém pode argumentar que aqui sai do raciocínio logico. Um grupo dirá que o DNA foi criado por magica por um Deus, e outro grupo vai dizer que o DNA foi criado pelo acaso absoluto, por acidente. Os dois grupos saíram da linha evolucionaria natural que produz sua razão pura, bruta, natural, fria e calculista. Ambos apelam para imaginações e fantasias, pois eu nunca vi sobrenaturais, nunca vi magicas, e nunca vi acidente algum construindo algo complexo. Todos os acidentes que vi destruíram algo complexo reduzindo-os a partes mais simples. Por outros lado, a evolução não foi criada pela matéria estupida e deste planeta, ela veio da historia cosmológica, onde a evolução existe e com os mesmos mecanismos nas suas formas evolucionarias mais simples. Os astros como as estrelas emitem luz, cujas partículas são fótons. Os astros escuros como os planetas possuem estes fotos na matéria incandescente de seus núcleos. estes fótons carregam as informações de onde vieram. Nosso modelo teórico astronomico não deixa duvidas quanto a isso. os dois grupos com amente povoada de fantasias deveriam tomar um banho se de selva bruta, a natureza pura, virgem real, como eu tomei por sete anos. E’ um banho mental muito saudável pois limpa as sujeiras desta cultura milenar que impregna e entorpece nosso raciocínios naturais).

E da mesma forma que todos os DNA’s habitando a superfície do planeta Terra vieram de um único individuo que se formou primeiro aqui como síntese daquele enxame de fótons-genes, assim também todos os DNA’s astronômicos habitando todos os sistemas astronômicos vieram de um cepo primitivo comum, dentro da primeira estrela que se se formou no Universo. E vamos calcular que este cepo primitivo astronomico existiu a 10 ou 12 bilhões de anos atras! Mas a Historia da Matriz/DNA não começou nem ai…

Ela veio dos átomos, ou mais exatamente, do sistema atômico. O Universo era apenas uma nuvem de átomos leves, gasosos, o que significa que os fótons-genes constituíam também um enxame de copias, que se afunilaram gerando a primeira estrela. Então este enxame de DNA’s na forma eletromagnética vieram também de um cepo primitivo comum, o primeiro átomo de hidrogênio que foi formado a partir de partículas simples. Podemos calcular que este cepo do ancestral do nosso DNA moderno existiu a 13 bilhões de anos atras!

Mas… a historia do nosso DNA moderno também não pode ter começado dentro de partículas. Se a unidade fundamental de informação, o verdadeiro tijolinho básico de todas estas formas de DNA, é um bits-informação gravado num fóton, e fótons são partículas de ondas de luz, o cepo primitivo comum na origem do Universo deve ter sido uma onda de luz,… emitida pelo Big Bang, ou mesmo o próprio Big Bang em si. Não é por coincidência que os poucos fatos reais que a Ciência tem para conjecturar que houve um Big Bang, tem seus processos exatamente imitados, ou reproduzidos, no ato da fecundação de um ser humano. Cada corpo humano nasce de um mini big-bang que ocorre no centro de um ovulo quando “explode” a membrana que envolve um espermatozoide e libera a cavalaria montada pelos genes. Ai tem um momento de caos, começam a se formar as bolotas de morula de células que imitam a forma de nebulosas de átomos, depois as maiores chamadas de blástulas, que imitam as formas de galaxias… tudo igual aqui como la’ em cima a 13,8 bilhões de anos!

Mas dessa que pode ser chamada de a mais incrível historia do mundo, o que realmente me deixa indignado e’ saber que algumas copias destas entidades que vem lutando pela vida e pela sua evolução a 13,8 bilhões de anos, de repente interrompem tudo e morrem para sempre! E aqui na Terra, e neste curto lapso de tempo da historia biológica! Realmente, não faz sentido.

O que produziu o big-bang que produziu o seu corpo foi um casal de humanos, a especie humana. E dentro de seu minusculo universo de 9 meses, surgiu este fenômeno denominado “auto-consciência”. Mas não foi seu cérebro embrionário que inventou a auto-consciência pela primeira vez no outro  maior universo que envolvia seu pequeno mundinho. Não pois ela já existia la fora. O fato é que ela existia no DNA que veio daquele casal, de forma inerte, oculta, dormindo, e atravessou suas fases de morula, blastula, feto, dormindo, para só acordar quando um cérebro formado a acordou.

Ora, já vimos que nossa embriogênese imita tudinho o que aconteceu na origem do nosso grande universo. Então, aquela onda de luz composta de fótons-genes presente no momento do Big Bang só pode ter vindo de quem a emitiu, tenha sido esse “quem”, um par-casal ou um sistema hermafrodita. E se no seu minusculo universo embrionário de 9 meses, a auto-consciência que veio de seus pais despertou por volta dos 7 ou 8 meses, no universo grande, cuja escala de tempo é astronômica e não humana, estes 7 meses significam 13,8 bilhões de anos. Não importa, a medida de tempo é relativa a cada tipo de observador: o tempo de um observador microscópico como o humano é muito menor que o tempo de um observador do tamanho deste universo. Então, para o casal – ou hermafrodita – de “nem-posso-imaginar-que forma-e-feito”, que emitiu aquela Matriz/DNA constituída de luz, e que existe antes e alem deste grande universo, estas bolhas de auto-consciência que cada humano traz dentro de suas cabeças nada mais são que embriões de uma ninhada… ou genes para auto-consciência. Que estão se desenvolvendo dentro do tempo normal, para quem é maior e mais velho do que o grande universo.

Mas uma coisa esta’ pegando ai, nessa historia toda… Da mesma forma que a sua auto-consciência surgiu dentro de seu minusculo universo embrionário apenas porque ela já existia antes e fora dele, a auto-consciência só foi expressada pela Matriz/DNA e surgiu dentro do grande Universo, porque existia antes e fora dele. Claro! E’ tudo igual, assim como é embaixo, é em cima. Se não fosse assim, estas incríveis coisas que existem embaixo, aqui e agora, perante nossos olhos, teriam sido criados por magica por este grande Universo, e magicas não existem. Então, seja o casal, ou seja um hermafrodita, o emissor do genoma denominado Matriz/DNA tinha que ter, obrigatoriamente, auto-consciência!

Mas nossa auto-consciência ainda esta na fase embrionaria, ou talvez seja uma recém-nascida, ainda nos últimos minutos do tempo universal. Prova disso é que nossa auto-consciência nem abriu seus olhos próprios de ver as coisas de sua dimensão, de seu mundo, pois nem viu ainda a substancia que constitui seu corpo e a forma de seu próprio corpo. Assim, não temos como imaginar o que realmente é o poder dessa auto-consciência desenvolvida dentro do grande Universo. Deve ser algo muito, mas muito grande, poderoso, deve saber tudo de tudo. E se sabe tudo de tudo, o casal ou o hermafrodita que a possui tem que saber que esta gravido, que carrega em si um ovo fecundado, este nosso Universo. E por isto teria que estar tomando todo cuidado para que seu bebe, que vai nascer na forma de auto-consciência – sem essa matéria pegajosa e incomoda – se desenvolva de forma perfeita.

Ora, como é isso se tem genes deste baby morrendo e indo para o lixo?! Se estes genes dentro do embrião estão sujeitos a todos tipos de tragedias, de predadores, etc.? Decididamente algo ai não faz sentido,… a não ser que o tal casal viva continuamente embriagado, largando tudo ao deus dará…  Mas ainda assim tem um porem…

Sabemos que na evolução biológica, houve uma fase dos ovos botados fora e a prole abandonada a própria sorte, sujeita a todo tipo de tragedias e predadores. Foi no período desde o cepo primitivo biológico ate os repteis. Depois desta fase se seguiu uma fase em que a prole é mantida dentro, a prole nutrida e protegida até sua maturidade. E’ a fase que começou com a forma de mamíferos e vem até os dias atuais. Mas este processo não foi inventado na Terra. O nosso modelo astronomico mostra claramente que no cepo primitivo comum astronomico aconteceram as duas fases. Um “vórtice/panela de cozinhar” dentro do núcleo emite seus ovos de astros para o espaço, onde enfrentam os diabos, como a possibilidade de se congelarem no espaço frio interestelar. Mas depois de muito rodar, cada ovo encontra sua estrela quentinha e nutridora de energia onde se encosta até obter sua maioridade. Então isso deve ter acontecido ainda antes também, quando o cepo primitivo era apenas ovos de átomos. Então isto é uma lei geral, natural, universal, e o tal casal deve saber dela, e a respeita.

Mas ainda assim isto não me satisfaz. Se sou um pai ou uma mãe toda poderosa, ao diabo as leis da matéria, aos passos necessários para obter meus babies, se estas leis torturam e ameaça a perfeição de meus babies, eu as mudaria imediatamente, com uma medicina avançada. Porem,…

Algo interessante que se observa no caso astronomico, é que a fase dos ovos botados fora, na realidade não existe. Os ovos são botados fora pelo núcleo do sistema, mas nunca fora do total sistema. Deste, os ovos nunca saíram, sempre estiveram nutridos e protegidos dentro dele, portanto, o sistema determina que destes ovos surja apenas a perfeição.

Agora estou tentando projetar este processo sobre a evolução biológica, mas esta’ difícil de resolver o caso. Pois vejo indivíduos morrendo sob tragedias, etc., e não vejo estes corpos continuarem existindo sãos e salvos.

Ah…!!! Ah…., espera ai! Eu estava mentindo! Pois já disse la’ atras que meu ovo-cabeça carrega e desenvolve o embrião de um ser denominado “auto-consciência”, o qual ainda não abriu seu “terceiro-olho”, ou melhor, seu olho próprio, para ver seu próprio corpo. Então como posso dizer que estou vendo estes corpos sendo esmagados por tragedia, ou morrendo e indo para o lixo?! Se a lei universal mostra que ela determina que eles se desenvolvam e alcancem sua forma madura? Se vemos que do nosso minusculo universo, o genoma material de “carne e osso,.. iac” doado pelos nossos pais aflora para fora de nosso mundinho para encarar o grande Universo, então aquele genoma de onda de luz que foi esta especie de alma do mundo denominada Matriz/DNA também terá que aflorar para fora do grande Universo e encarar seja la’ que tipo de reino exista la’ fora! Claro! …. O que aflora fora do nosso universo embrionário não é a forma do genoma inicial, nem as formas do passado de blastula, peixinho, sapinho, feto,… o que aflora é a forma terminada igual `a da espécie que emitiu o genoma. E no caso do grande Universo esta ultima forma é a forma da auto-consciência! Nunca nenhum humano viu o corpo desta forma, portanto ninguém a viu morrendo, indo para o lixo…  As vezes cometo cada erro infantil que fico com vergonha de mim mesmo, raios!

 

Teorias da Origem da Vida: Coletanea das Existentes

terça-feira, janeiro 3rd, 2017

xxxx

( Artigo ainda em construção. Falta organizar os assuntos, correção ortográfica, etc.)

Inspirado no artigo:

As teorias para o surgimento das primeiras células – e da vida na Terra

http://www.bbc.com/portuguese/vert-earth-38205665?ocid=socialflow_facebook

xxxx

Todas estas teorias erraram e todas erraram pelo mesmo motivo. Trata-se de uma falha de processamento no cérebro humano, não vejo outra explicação. O motivo e’ a arbitrária separação dos sistemas naturais ditos vivos dos sistemas naturais ditos “nao-vivos”. O primeiro ser vivo realmente digno deste nome, completo, funcional, era um sistema, o sistema celular. Mas antes dele ja’ existiam outros sistemas, completos, funcionais. Se os humanos quiseram inventar a palavra “vida” e com ela denominar o sistema completo, funcional, denominado celular, teriam obrigatoriamente que aceitar que os outros sistemas naturais, completos, funcionais, que ja’ existiam, tambem sejam “vivos”. Ao contrario, decidiram definir o celular de “animado”, e os outros de “inanimados”. Mas como inanimados se apresentam uma parafernalia de movimentos internos e da mesma forma realizam trocas com o exterior, etc? A arbitraria e absurda separacao continuou. Assim separaram a História Natural Universal em dois blocos – o da Evolucao Cosmologica, desde o Big Bang ate’ os 10 bilhões de anos do Universo, e o da Evolução Biológica, desde aquela data ate os dias atuais. Dividiram a História Universal da Evolução do Sistema Natural que surgiu logo apos o ato fecundador do Big Bang e hoje se encontra aqui nestes tempos e região universal na forma nascente de Sistema Natural Autoconsciente, em dois blocos, sem nenhum elo evolutivo entre eles, sem a forma-elo, criando um abismo negro e sem fundo entre os dois grandes blocos. Como resultado so’ poderiam concluir que a forma de sistema biologico nao teria seguido a lei natural da transformação, portanto, teria surgido de algum lugar e fonte fora da longa cadeia natural de causas e efeitos que vem desde o Big Bang.

Nesse momento desviaram-se do pensamento racional puro, construido por esta Natureza, e sairam a vagar no mundo das fantasias imaginarias, onde surge a mistica, o pensamento magico. Mas a causa e’ compreensível, o deslize pode ser perdoado, nao foi culpa dos humanos. Como disse acima, existe uma nova forma emergindo daquele sistema natural universal, mais exatamente emergindo desde esta forma atual de sistema humano, o cerebro. Esta forma apareceu ainda nos ultimos segundos do tempo astronomico, e se ja passou do estagio fetal nao sabemos, mas com certeza ainda nao alcancou o estagio de baby nascido, pois nem seus olhos propios abriu ainda, nem sabe qual a substancia e a forma de seu proprio corpo. E todos sabemos que quando os humanos passam da fase de babies para a fase de criancas, sua consciencia ainda nada tem de racional, para ela todos os objetos a sua volta sao brinquedos, ela vive num mundo encantado, ate tem amigos fantasmas com quem conversa. Ora, a humanidade tambem surgiu muito recentemente em relacao a escala de tempo do sistema universal, para este, a humanidade e’ uma crianca. A psique individual se projeta na psigue coletiva, claro: a humanidade vai se organizando num tipo de sistema, num sistema individual, a imagem e semelhanca de seu building block, que ‘e o individuo. Entao nao poderia ter acontecido de forma diferente: a mentalidade do coletivo humano esta na fase do pensamento magico, do mundo encantado, que não existe de fato. E a historia do mundo sera uma fabula locupleta de magicas, monstros, mitos. Justamente mitos preenchendo o abismo negro imaginariamente criado entre os dois blocos, que na verdade e’ apenas um.

E surgiram dois mitos, diferentes na narrativa, na forma de imaginar o mundo encantado, eregidos por uma parte da humanidade-crianca num continente, e oitra parte de humanidade-crianca sob efeitos do ambiente diferente de outro continente. Surgiu o deismo e o materialismo, ou ateismo. Um acredita realmente no amigo fantasma e deram-lhe o nome de Deus. Outro acredita que os objetos respondem a ele magicamente, pois ele tem conseguido sobreviver com privilégios so’ observados em jogos da sorte, ;oterias, e assim deram o nome ao grande criador do mundo encantado de Acaso. O que existe de mais comum entre os dois mitos e’ que ambos sao magicos, ambos vem de fora da longa cadeia natural de causas e efeitos que vem desde o Big Bang. Ambos seriam nao-naturais, ou seja, sobrenaturais.

O primeiro grupo aceita sorrindo a critica de que creem no sobrenatural. O segundo grupo resiste irracionalmente, pois nao querem entender que se a “vida”, ou melhor, a forma de sistemas biologicos, surgiu, e’ porque ela foi erigida pelas forcas e elementos que vinham rolando na longa cadeia de causas e efeitos. Ora entao ela era previsivel e nao produto do acaso. Basta identificar todas as forcas e elementos que vem rolando, mais o calculo da consistencia do espaco em que vem rolando, e nao tem como nao ver a certo momento a vida formada e rolando no meio. Entao existem uma geracao mais moderna ou envelhecida da humanidade ainda crianca que ja preseente este fato, e comecam a suspeitar que o Universo estava “tunelado” para produzir a vida, ou melhor, a forma de sistemas biologicos. E e’ desta geracao que sairam os autores das teorias arroladas neste artigo da BBC. Mas eles continuam ainda com o pensamento impregnado com resquicios do mito e por isto, eles mantem a malfadada separacoa, e por isto estao nos caminhos errados.

As criancas inevitavelmente se enveredam pelos primordios do pensamento magico porque nascem como ovos mantido dentro e protegidos, alimentados ate a maturidade. Uma caracteristica dos mamiferos, que foi um passo evolutivo adiante dos ancestrais repteis, que botavam os ovos fora abandonando a prole `a propria sorte. Mas o que aconteceria se uma crianca nascesse como ovo botado fora? Instantaneamente atacada pelas intemperies ao relento, pelos predadores e sem alimentos? Sera que ela tambem manteria pelo mesmo tempo o pensamento magico? Ela veria o mundo encantado? Certamente ela nao teria ninguem com quem falar ou aprender a falar, nao conversaria com amigos fantasmas. E como ela interpretaria o mundo se conseguisse ir sobrevivendo por extrema sorte os primeiros anos? E mais: imaginado-se que ela nascesse geneticamente com o dom ou tendencia a filosofar, a questionar a existencia das coisas que ve e ate mesmo a sua existencia, iria ela separar o mundo em dois blocos, iria ela criar im mito para preencher o vacuo entre os dois blocos? Quando na noite ao relento mantendo um olho vigilante na terra e outro levantado prescrutando o ceu e as estrelas, ela se sentiria separada ou conectada a extensao da natureza que se perde no firmamento?

Eu sei a resposta porque eu vivi esta terrivel e odiadamente experiencia. Pior, por duas vezes. Uma realmente logo ao nascer sem familia e teto, e outra quando ja adulto, escapei da escravidao na civilizacao e me embrenhei como fugitivo na selva amazonica. A qual me deu um banho de mundo real, da verdadeira natureza, a ponto de executar uma lavagem cerebral de toda a cultura hmana adquirida ate aquela idade e reduzir o espectro ao estagio de semi-macaco. Sem a s habilidades dos macacos na sobrecvivencia naquele unferno caotico, eu fui um macaco-crianca no meio deles, ja nem mais um humano-crianca como os que existiam la fora, na civilizacao. Digo que nao foi um regresso ao estagio fetal, pois sai no outro lado, antes da fecundacao. Porem com mais uma anomalia ironica: um macaco crianca filosofo. Como nao pderia deixar de acontecer, o filosofo no macaco construiu sua cosmovisao, sua maneira peculiar de interpretar o mundo real. E nao vi a separacao. Nao vi a divisao entre vida e nao-vida. E assim sai a procurar o bicho que me teria feito. A mim, aos meus vizinhos silenciosos que chamam de palntas e aos ruidosos e importunos que chama de animais. Com um olho abaixado procurando na terra e outro levantado procurando na extensao do meu mundo que se perdia no azul do firmamento.

Claro que seria impossivel a tal misero e semi-selvagem individuo, mesmo conseguindo sobreviver e crescendo, encontrar o que a civilizacao milhares de anos mais avancada intelectualmente e com poderosos instrumentos invadindo as profundezas dos invisiveis micro e macrocosmos, encontrar o que nao encontraram. Mas seu sobrevivi e ate me curei do primeiro ataque da malaria, do segundo jamais teria passado. Quis a sorte mais uma vez que humanos nativos da selva que ja pressentiam minha existencia nos arredores de seu territorio,  me encontrassem moribundo e decidissem me salvar como fizeram com os quackers moribundos do Mayflower. E quis o azar que esees nativos selvagens decidram me catequisar nos seus mitos, pegando um cerebro recentemente lavado com esfregao de espinhos das palmeiras e que poderia ter se reerguido e se levantado como uma pagna em branco a ser escrita pela razao pura natural, e desviando-o para o reino dos mitos de sua tambem consciencia crianca. Porem, do azar se levantou a tremenda sorte que o reino dos mitos a que fui apresentado nao era o mito criado pelos predadores de humanos bem nutridos a 10.000 anos atras  a falar com a voz mais alta e possante em volta da fogueira `as ovelhas mansas e temerosas, como eles eram filhos de deuses poderosos, os quais lhes teriam passado a forca. Nao foi o reino originario dos dois mitos se levantando da mentalidade ocidental. Me levaram a um novo retrocesso, muito mais profundo no tempo e no cerebro, ao estado da psique antes do humano-crianca, a forma mesma do embriao. de onde comeca e se forma a imaginacao. Me levaram ao outro continente onde surgiram os mitos orientais. A ouvir a descricao das imagens visionarias de dragoes aflorando das aguas do lago e soltando fogo pela boca como viu o filosofo chines. Mas ao inves de reiventar o simbolo do I-Ching pela mesma visão, e a partir daí desenhar a aura e seus chacras, as aulas de biologia em que eu havia visto o DNA me afloraram na mente na memória que resistira a lavagem e ao invés de dragão e aura eu vi o DNA, dançando no azul do firmamento com um eixo central na forma de um buraco cônico negro e os astros em volta na forma de moléculas, mais tarde identificadas como a timina, a citozina,…

Nao, na aurora da pre-humanidade nao houve uma imediata incursao na mitologia. Aqueles semi-humanos tiveram visoes do micro e do macrocosmo reais. Ou melhor, nao foram visoes vistas por olhos de ver, mas sim recordacoes vindas da memoria primitiva, que ainda nao havia sido poluida pela cultura dos predadores em volta da fogueira. Memorias construidas geneticamente, herdadas dos ancestrais… nao-vivos. Das nossas formas ancestrais quando estavamos na forma de atomos e galaxias. Ou quando estavamos se formando na forma de biologicos, quando fomos os primeiros nucleotideos, que aos pares, formam um sistema completo e funcional e sao um dos elos evolucionarios que foram ocultados do humano-crianca quando ele criou a separacao.

Os nativos tomam uma beberagem feita de raizes e ervas selvagens parecido com o que se chama de Santo Daime. Caem no chao ou em cima de esteiras e ficam balbuciando incoerencias com um largo sorriso que as vezes tornam-se gargalhadas, felizes da vida. Neste momento nasce osseus mitos dos deuses e demonios espiritos da selva. Mas para um filosofo abusado de perguntador ao lado observando-os, descrevem as visoes que suas imaginacoes alteradas pela beberagem produzem. Mas o filosofo que saber como funciona o cerebro, o que a droga produz, e isto nao se aprende fazendo a exoeriencia, ingerindo a droga, e sim mantendo seu cerebro vigilante e racional e arrancando do cerebro alterado o que ele esta produzindo. Assim se descobre que o naticvo reconta fielmente a fabula de Adao e Eva e desceve fielmente o Paraiso do Eden. Que?!

Eu disse que me levaram nao ao tempo das origens dos mitos, nao a fase etaria da crianca humana portadora do pensamento magico, mas antes desta fase, no estagio da consciencia fetal. O paraiso com Adao e Eva se ve antes e somente depois de muito pensar, de muito interpretar, e’ que se forma um quadro e pode-se pegar a pena e escreve-lo. Ele foi visto muito antes de se escrever a Biblia. Por um tal de Schimeon Ben Jochai, se a russa Helena Blavastic conseguiu a informacao correta no seu prologo da doutrina secreta. Porque o paraiso, Adao e Eva, realmente existiram. Nao o paraiso, nao o Adao e Eva que foram escritos, mas sim o que se levantou da memoria da humanidade fetal vindo das profundezas de neuronios em cujos nucleos numa fita biologica denominada DNA o nosso passado muito remoto foi registrado. Naquela epoca, uma galaxia era um verdadeiro paraiso para os dois principios ativos que formavam seu corpo, um com tendencias que hoje identicamos como masculinas e outro com tendencias que hoje identificamos como femininas. Ai estao o Adao e a Eva que foram malversados, contorcidos, mascarados, numa interpretacao eivada de auto-projecao do humano, antropomorfica. Os nativos selvagens da Amazonia nao estao no estagio intelectual que estavam as nacoes ja oorganizadas e ja com a psique da humanidade crianca que escreveram a Biblia. Eles estao no nivel intelectual das tribos de barbaros. Mas foi a estes que a Natureza revelou o paraiso e Adao e Eva. Foun a psique do humano crianca, que inventa amigos fantasmas com quem conversam e que tratam todos os objetos como brinquedos magicos, que tambem deu um banho de sua imaginacao numa imagem real que ela havia visto na forma embrionaria e dela se recordava na fase de humano crianca. Desua experiencia aprendi que num cerebro lavado da cultura humana, ainda limpido e puramente natural, a memoria ve-se a su mesma e assim comeca a consciencia de sua existencia. E quand a memoria ve-se a sui mesma, ve o que ela realmente e’. Ela nao ve uma grande parte sua como memoria-lixo como se tem visto a memoria moderna. No lugar de lixo ela ve o passado do que ela realmente foi, o passado do sistema natural universal que se formou nos idos do Big Bang. Ela recorda suas formas e suas experiencias quando foi um sistema atômico, quando foi um sistema galactico, porque todas estas experiencias estao nela registradas. Ela jamais iria sequer pensar que sua forma atual foi trazida pela cegonha por acaso ou por mágica divina, porque ela enxerga a forma de seus pais, de seus avos e bisavos, ate os ultimos ancestrais emergindo do Big bang… na forma de simples onda de luz. Simples na aparência porque sao mais complexas que nos desde que elas ja contem a formula para fazer-se a si mesma, como entidade viva.

Então como todos sabemos, seria impossível ao semi-macaco na selva encontrar o que este exército super bem aparelhado e milhares de anos mais avançado ainda não encontrou. A tal criatura acredita que encontrou, certamente ele caiu na mesma armadilha, ele enveredou-se no reino infantil dos mitos. Porém o que ele encontrou – o nosso DNA em suas formas evolucionárias mais primitivas existindo nos corpos de átomos e galáxias – e’ totalmente natural, está previsto na longa cadeia, não existe qualquer menção ao supernatural. Nao existem deuses nem acasos magicos. Entao onde esta o mito? Possivelmente nos seus modelos teóricos de átomos e galáxias, na sua interpretação diferente do DNA, de seus building blocks, no propósito do universo tunelado por um processo de simples reprodução genética de universos. Mas este ” provavelmente” e’ imediatamente balbuciado sem pensar, por quem tem o cérebro configurado por conexões neuronais modeladas pela visão dos mundos separados. realmente este cerebro nao conseguiria processar esta informacao. Entao o que me resta e’ testar cientificamente os modelos. Ou que alguma nova descoberta comprove-os. A teoria da Relatividade teve que esperar por um eclipse para comecar a ser vista com alguma seriedade. A Teoria do Big bang esperou por um defeito nos cabos telefônicos para a descoberta da radiação de fundo cósmica e guinda-la ao patamar de teoria plausivel. Nos aqui tambem estamos esperando. Algo que a levante ou a derrube para sempre. Ninguem mandou um filósofo se vestir de macaco, viver sete anos na selva no meio de macacos e retornar para contar esta historia macaquica. Que se f… o filosofo!

Ainda hoje esse  Se esquecem de que antes da vida surgir na Terra a matéria deste Universo já vinha em evolução, desde átomos para sistemas estelares para siste demas galácticos – e o primeiro ser vivo surgiu formado pelos mesmos átomos e dentro destes sistemas astronomicos. Entao como separa-los evolucionariamente?

Pela evolução, sistemas naturais mais simples se transformam em sistemas naturais mais complexos, não existe outra origem conhecida e muito menos comprovada cientificamente para sistemas naturais. Supor que tenha surgido um sistema natural fora dessa linhagem evolucionária por transformações e’ supor que este novo sistema tenha vindo de algum lugar fora da longa cadeia de causas e efeitos que começou no Big Bang. Teria que ter vindo de um lugar nao-natural, em relacao a esta natureza total a que damos o nome de Universo. de algum lugar sobrenatural, mas nenhum fato conhecido e comprovado prova que exista o sobrenatural, de onde tiraram essa ideia então? Falha de processamento nos circuitos neuronais.

Então vem com essa ideia absurda outra ideia que e’ uma aberração, uma heresia cientifica e contra a razao pura naturalista: a palavra “origens” e o conceito que a define. Quando e como alguém viu a origem de algum sistema natural que nunca tenha existido antes? Quando e como alguém viu um sistema natural qualquer que nao tenha vindo de outro sistema pré-existente?! Quando alguém viu assistiu os primeiros passos e o desenvolvimento de um sistema natural que nao tenha sido elaborada por um ambiente natural cuja complexidade nao se assemelhe `a complexidade do sistema? Isto de fato seria uma origem, a emergencia de algo totalmente novo, inédito, para o qual a Natureza nao tinha em si nenhuma informação. A palavra origem imediatamente nos leva a pensar num evento espontâneo ocorrendo no meio da longa cadeia de causas e efeitos mas que nao tenha sido produzido pelo fluxo normal das forças e elementos que vinham rolando nessa cadeia. Nao existem origens de universos nem de vida como eventos espontâneos, únicos, seja ao acaso ou por um entidade sobrenatural, nunca ninguém viu tal evento ocorrer. Isto seria mágica e nunca ninguém viu mágicas, apenas truques ilusorios. No entanto a literatura cientifica e por consequencia a escolar está repleta de teorias de origem espontanea do universo, d planeta, da galaxia, da vida… Raios, o que esta acontecendo com o racional humano?!

Então uma falha leva a outra: separando erradamente a evolução universal em evolucao cosmologica e evolução biológica em dois blocos de evolução sem nenhum elo, nenhuma conexão racional, natural, entre os dois blocos, nao resta outra alternativa senão apelar ao imaginário e acreditar em origens de coisas complexas, seja espontaneamente ou a longo prazo. Sem nenhuma razão inteligível, sem nenhum processo natural conhecido, a certa altura da longa cadeia de causas e efeitos, átomos terrestres comecaram a se comportarem de maneira nunca existido antes e a fazerem inéditas combinações que nunca fizeram antes. Ora, então o que de nao-natural atuou sobre estes atomos? Ninguém sabe responder porque esta pergunta nao faz sentido racional porque baseada numa premissa nao-existente de fato.

O primeiro ser vivo, que se pode chamar como tal, completo e funcionando, foi o primeiro sistema celular. Nao foi um novo sistema vindo de fora da natureza, ou feito por um processo nunca aplicado antes pela natureza. Nunca ninguem viu e comprovou que existam tais coisas. Era um sistema mais complexo ( e muito) que todos os outros sistemas naturais que existiam naquela época, ou entao, nao muito mais complexo que um sistema ja existente mas ainda desconhecido pela humanidade. O fato de ter sido elaborado muito mais complexo se explica pela complexidade maior existente na superficie da Terra que as complexidades existentes antes nos ambientes onde foram elaborados os sistemas ancestrais, atomicos e astronomicos. Aqui existia o estado liquido da materia, uma novidade que na sua embriogenese os atomicos e astronomicos nao tiveram. O estado liquido “transformou” a quimica inorganica na mais complexa quimica organica, mas o estado liquido tambem nao teve uma origem espontanea, ele veio das transformacoes dos estados gasosos e solidos ( talvez incluindo-se o estado eletromagnetico, etc.). Aagua produziu uma mutacao espetacular na embriogenese da primeira celula. Houve um espetacular salto evolutivo, mas apenas em relacao a sistema celular/sistema pré-existente, pois este salto teve uma duracao de milhoes ou bilhoes de anos enquanto ocorriam transformacoes no meio ambiente.

Nao houve abiogenese. Nao houve materia inanimada dando ” origem” a sistemas animados, vivos. Atomos e galaxias nao sao sistemas inanimados, eles funcionam internamente. Mas entao surge o terceiro erro ainda como consequencia do erro da imaginaria separacao: comparam um sistema completo, funcional, com pedacos, partes, ou mesmo dejetos, de outros sistemas. Ora, sistema tem que ser comparado a sistema! Ficam comparando moléculas que nao sao sistemas em si com processos vitais e mesmo sistemas vivos procurando encontrar o fio evolucionario entre eles! As moleculas (aminoacidos,proteinas,RNA e DNA) nao sao sistemas em si, sao partes de sistemas que reconstroem sistemas assim como os tecidos diferenciados na embriogenese humana reconstrou o sistema “corpo humano”. Se Oparin e …. queriam reconstruir o estado do mundo momentos antes da vida e ver dele surgir um elemento vivo, teriam que antes conectar a amonia, o hifgdrogenio, o metano, com as faiscas eletricas formando um sistema funcional. Jogaram partes ao leu dentro do tubo, conseguiram partes do sistema celular, mas nunca conseguriam um sistema celular, nem mesmo conectar os aminoacidos obtidos compondo uma proteina.

O sistema celular veio do sistema nucleotideo, ou seja que outro nome deem ao building block, o fundamental bits-informacao, que compoem as pilhas de nucleotideos que sao o RNA e o DNA. Mas a falha no processamento cerebral nem mesmo os permitem descobrir que um par lateral horizontal e vertical de nucleotideos funciona como um sistema completo. E este sistema nucleotideo serve exatamente para explicar como foram os building blocks que formaram as galaxias. Entao ai esta o elo evolutivo que manda ao inferno a imaginaria e impossivel separacao. O sistema celular teve uma embriogenese ( e nao abiogenese) de milhoes ou bilhoes de anos porque seu criador, o sistema menos complexo que foi transformado, era astronomico e na astronomia os tempos sao muito mais longos que na escala praticada por humanos.

Este erro abismatico conduz os pesquisadores auma busca atabalhoada, fora de foco. E entao surgem as teorias, fora de foco. vamos ver neste artigo da BBC uma bela coletanea destas teorias e vamos ver a analise de cada uma delas por essa teoria que nao cometeu esso erro imaginario, denominada Matrix/DNA. Para tanto tive que copiar o artigo aqui, aproveitando a exelente ajuda do website Bio+, que ou ele ou a propria BBC traduziu para o portugues:

As teorias para o surgimento das primeiras células – e da vida na Terra

http://www.bbc.com/portuguese/vert-earth-38205665?ocid=socialflow_facebook

Descoberto Grande Diversidade de DNA no Cerebro: Seria Esta a Plataforma para a Auto-Consciencia?

domingo, dezembro 25th, 2016

xxxx

Sempre se acreditou que cada ser vivo possui um único tipo de DNA, o mesmo em todas as células. Descobre-se agora que ao menos no cerebro, as células neuroniais possuem muitos diferentes tipos de DNA! E’ uma grande diversificação, assim como a vida se diversificou em miríades de formas a partir de um unico cepo primitivo comum.

Observando esta descoberta pela ótica da formula da Matrix/DNA, membro-me que  a evolução caminha por ciclos ou ondas. Quando a especie que esta’ no topo evolucionario chega ao seu limite de complexidade possível, ela decai, gera o caos e renasce de suas cinzas diferenciada em muitas cópias diferentes entre si. Depois estas cópias se amalgamam formando um único elemento novamente, o qual representa a ordem que se levanta do caos, porém mais complexo que o ancestral. E’ como um leque que se abre num lugar simples e se fecha num lugar variado. A grande diversificação de sistemas biológicos – por exemplo – e’ produto da queda desta galáxia na forma de biosfera caótica. Ora, o cerebro humano produziu um novo tipo de sistema natural, que e’ a mente, ou auto-consciencia. Sera’ esta o novo elemento-síntese resultante daquela diversificação?

The brain’s stunning genomic diversity revealed

http://medicalxpress.com/news/2016-09-brain-stunning-genomic-diversity-revealed.html

Medical Press – September 12, 2016

Artigo copiado para traduzir quando tiver tempo:

Our brains contain a surprising diversity of DNA. Even though we are taught that every cell in our body has the same DNA, in fact most cells in the brain have changes to their DNA that make each neuron a little different. (read more)

“Nós somos filhos do Cosmos” – Dizem as Universidades. Nao somos. E Veja Porque

domingo, dezembro 11th, 2016

xxxx

Artigo em resposta ao artigo com link:

Nós somos filhos do Cosmos

http://www.universoracionalista.org/nos-somos-filhos-do-cosmos/

Este tipo de crenca, ideologia, visao de mundo, reina nos meios academicos e na midia noderna. Crêem que somos meros produtos da poeira de estrelas, e por isso – dizem – quando morremos, o que resta de nos sao apenas nossos átomos, os quais voltam a natureza para serem reciclados. E’ uma visão extremamente materialista, niilista, pela qual, a nossa existencia nao teria nenhum sentido nobre, e nao sei que tipo de humanos ela esta criando, o que estão fazendo com estas nossas novas gerações de desavisados. Algum tipo de mero zumbi vivo, buscando desesperadamente aproveitar o máximo de prazeres da vida aqui e agora, sem nenhum norte a guiar seu futuro?

O problema nao e’ os jovens zumbis – se o mundo determinasse que a existencia deles fosse o resultado de sua evolução. O que o mundo faz, cabe-me aceitar e nada mais. O problema e’ que a história desse mundo está provando que esta visão – de que sejamos mero produto da poeira de estrelas, ou casuísticos filhos do Cosmos material perceptível aos nossos cinco sentidos e alguns instrumentos tecnológicos que sao meras extensoes destes sentidos), esta errada. Eles querem ser racionalistas, mas nao atuam racionalmente, procurando os fatos e eventos naturais que indiquem o que somos, ou o que e’ este mundo. Veja no meu comentário abaixo como e’ fácil, racionalmente, destruir esta crenca de que sejamos gerados por estrelas e seremos mera poeira de estrelas:

E minha resposta enviada a seção de comentários ( aguardando moderação):

Louis Charles Morelli – dez-12/11/2016
Desculpe-me, mas dizer que somos filhos do Cosmos e’ o mesmo que dizer que somos filhos da placenta, e nao de nossos pais. “Aquela placenta” e’ o atual estado evolucionário da sopa terrestre primordial onde se iniciaram os sistemas biologicos (erroneamente definidos como “vida”). Mas nem a placenta e nem a sopa teria iniciado nem a “vida biologica” e nem a vida do meu corpo, se na sopa e na placenta nao estivesse presente o “código da vida”. No caso da placenta este codigo seria o genoma com seu DNA. No caso da sopa o codigo presente foi o “genoma” do sistema natural que se reproduziu na forma do primeiro ser biológico ( um simples sistema celular). Isto e’ racionalismo, qualquer outra teoria ou crença será mística, pois temos perante os nossos olhos aqui e agora como a coisa funciona, e rejeitamos esta evidência para acreditar que alguma entidade “viva” surja apenas de uma sopa de atomos juntados caoticamente. Os átomos, por certo, vieram das estrelas, do Cosmos, mas nunca ninguém comprovou cientificamente que estes apenas, por si so, podem se conectarem e formarem sistemas complexos, não existe nenhuma para essa teoria.

O primeiro ser vivo foi em si um sistema completo e funcional, portanto ele so pode ter sido gerado por outro sistema, mesmo que seja muito mais simples, e tem que ter estado naquela sopa. E a logica indica que esse sistema foi a Via Láctea, pois a vida surgiu dentro dela, produzido por ela, e galáxias eram o sistema natural mais evoluído na época da emergência dos sistemas biológicos. A existência do genoma com seu DNA no meio da placenta indica que no meio da sopa existia o genoma ou DNA da galaxia. E isto foi comprovado quando descobrimos que o building block do DNA – ou seja – a sua unidade fundamental de informação – tem exatamente a mesma configuração, a mesma imagem e a mesma operação funcional do building block das galáxias. Entao nao recebemos apenas os átomos do Cosmos, recebemos também o nosso codigo existencial.

Este codigo tambem foi o responsável pela montagem dos sistemas atômicos e por ultimo, estamos descobrindo que ele existe encriptado numa simples natural onda de luz. A qual pode ter sido emitida pela fonte que deflagrou o Big Bang. O que sugere que somos filhos de algo existente antes e alem desse perceptivel Cosmos. Eu sugiro irmos devagar com o andor, pois com certeza nao temos um cérebro e inteligencia capacitados ainda a entender este mundo, a verdade vai mais além. Nem por isso devemos estagnar nossa busca apontando alguma imaginação mística – como deuses mágicos – o que seria outro grave engano nao-racional. ( se queres ver como ‘e esse building block e toda esta historia, google ” A Matriz Universal dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais”. E estarei aqui para qualquer debate… Abraços e congratulations por tentar trazer mais racionalidade a estas mentes ainda misticas…

Reddit: Post Divulgado para Anunciar a Matrix/DNA Theory (testando)

sexta-feira, dezembro 9th, 2016

xxxx

Nao tem jeito mesmo. Um alien tomando a forma humana e falando sua visão de mundo para terráqueos jamais seria sequer ouvido. Mais uma prova e’ a reação dos moderadores do Reddit, copiada abaixo.

https://www.reddit.com/r/philosophy/comments/5hc8ea/the_dna_is_138_billions_years_old/

The DNA is 13,8 billions years old! from philosophy

The DNA is 13,8 billions years old! (self.philosophy)

submitted – dez – 12/9/2016 -by TheMatrixDNA

A new theory (The Universal Matrix/DNA of All Natural Systems) is suggesting that astronomic and atomic systems are ancestrals of biological systems because has identified the building blocks of DNA as the building blocks of those systems, at less evolved shapes. But,… the theory has built different models of those systems, suggesting that the academic official models are wrong. Do you thing it is rational and possible? Or do you believe that the stupid matter of this lost planet has invented the DNA?

CanadaDuck 0 pontos

Human DNA confirmed present at time of big bang! Amazing!

[–]TheMatrixDNA[S]

Yes, CanadaDuck, the theory found that waves of light ( like those emitted at the Big Bang) contains the code for DNA. I can’t explain everything here, but if you see the figure of the electromagnetic spectrum by Matrix/DNA Theory, it shows how the seven different kinds of radiation composes end acts like the seven molecules of the DNA. But it is not “human DNA”, it is a universal Matrix evolving and changing shapes under a life’s cycle, which at humans we call “DNA”.

xxxxx

Um moderador removeu o post alegando o seguinte:

BernardJOrtcutt[M]

Your post was removed. A moderator determined that it broke the following rule:

Rule 1: Posts must put forth a substantive philosophical thesis and make a serious and sustained attempt to defend this thesis in English (with some exceptions, e.g. news about the profession, interviews with philosophers, and so on). Questions belong in /r/askphilosophy.

If this is a self-post, you may edit your post to fix this problem and message the moderators to have it reinstated.

E  minha resposta enviada ao moderador:

Message to moderators

from TheMatrixDNA sent 12/10/2016

Post in question: https://www.reddit.com/r/philosophy/comments/5hc8ea/the_dna_is_138_billions_years_old/

I can’t agree this question has no “substantive philosophical thesis” and there is no “serious and sustained attempt to defend this thesis”. As we can see at http://www.messiah.edu/info/21534/resources/2493/how_to_write_a_philosophy_paper/2

To sum up, a thesis statement should: Be specific. Be narrow enough as to be practicably defended within the length parameters of the assignment. Make an interesting claim, one over which reasonable people might disagree. Provide some hint as to what the main line of argument will be.

I think the very moderator’s problem seems to be “indoctrinated by known world view when at school”. Like when the philosophy academic course was dominated by the geocentric world view… any mention to a different other-centric view was seen as absurd.

There are three possible alternative as the cause fr DNA’s existence: 1) Was created by God and by magic; 2) Was created by matter of this planet ( or any other – panspermia) 3) Is the result of universal evolution, or the long chain of causes and effects that is coming since the Big Bang

Is there another alternative? Please, I don’t know. Human species has knowing only alternatives 1 and 2. Modern universities advocates alternative 2, so, alternative 1 must be absurd. As never nobody thought about alternative 3 ( or nobody has introduced a substantive frame of work like mine, developed during 30 years – after 7 years studying the Amazon biosphere, applying comparative anatomy among all its systems for identifying its connections and evolution as you can see at http://theuniversalmatrix.com) alternative 3 ( or any other) will be immediately classified as absurd, without learning and questioning the real facts enrolled as proof/evidences and don’t believing in those hundreds of confirmed right predictions. I understand it because before the jungle and learning to see the world from the brute nature perspective, I had reacted some way did by the moderator.

But, alternatives 1 and 2 are not rational. Both has broken the universal history into two blocks without any real evolutionary link between them, so, the big gap between cosmological evolution and biological evolution are fitted with magical gods or magical randomness. So, they are not substantive philosophical thesis.

There is no way to resume a new universal history of 13,8 billions years into a post on Reddit that contains the “serious and sustained attempt to defend this thesis”. They are listed in that website and would be introduced/debated in the comments section.

I think that any natural theory ( by the Greek definition of the world theory and not by the followed modern invention called “scientific theory”), is, at its essence, a philosophical thesis because it argues about the meaning of existence. Then, again: To sum up, a good introduction to a philosophical thesis should: (1) be concise, (2) contain a clear statement of your thesis, (3) introduce, very succinctly, your topic and explain why it is important, (4) indicate, very briefly, what the main line of argument will be, and (5) map out the overall structure of your paper.

Philosophy – as its very subject, the human mind – must be opened to its own evolution. Classifying any new tentative for openness as absurd is a kind of philosophical evolution-stopper. Maybe I am wrong here…? Cheers…