Posts Tagged ‘empatia’

As origens cosmológicas dos comportamentos humanos decifradas pela Matrix/DNA

sexta-feira, maio 24th, 2019

xxxx

Por isso digo: enquanto essa visão acadêmica do mundo separado entre Evolução Cosmológica e Evolução Biológica, a Ciência não visualizara soluções e como contribuir para erradicar estes defeitos. Não ver a injustiça externa é evidente ausência da empatia e forte dominância do egocentrismo. Mas isso vem da era cosmológica onde os sistemas nossos ancestrais são divididos em os da força centrifuga ( de dentro para fora=empatia) e os da força centrípeta ( de fora para dentro=egoismo). Sendo o corpo humano e depois o cérebro ambos montados como sistemas pela mesma formula que vem desde o Big Bang, é inevitável que enquanto a humanidade esta no seu alvorecer, o intelecto continue sendo dominado pelas forças e leis termodinâmicas no corpo humano. Mas parece um plano divino: “Pelo livre fluir da evolução natural, só aprendera a amar a justiça a ponto de encarna-la, aquele que for vitima da injustiça…” Mas podemos acelerar essa evolução se aplicar-mos na educação do intelecto coletivo certas estrategias, como estou fazendo no meu website, ao reinterpretar os fenômenos naturais, pequenos passos para no final mudar essa bipolar visão do mundo.

Incidência de aberrações nos comportamentos humanos: uma sugestão baseada na formula da Matrix/DNA

sexta-feira, julho 13th, 2018

xxxx

Artigo decorrente da noticia no New York Post, no link:

https://nypost.com/2018/07/13/woman-gets-40-years-in-prison-for-trying-to-sell-2-year-old-daughter-for-sex/

Parecer da Matrix/DNA

Uma mulher de 25 anos num pais de primeiro mundo, branca de olhos verdes, oferece a filha de 2 anos de idade na Internet para sexo por 1.200,00 dólares!
Inúmeras aberrações humanas desse tipo ( como o casal no Brasil mantendo duas crianças numa jaula), em pleno seculo XXI, indicam que algo esta acontecendo de errado no cérebro humano. Os sintomas são a total falta de sensibilidade com outros humanos, mesmo sendo parentes próximos. Seria porque depois de três gerações das escolas estarem ensinando que humanos vieram dos macacos e portanto nada mais são que macacos finalmente a teoria se materializa no circuito cerebral formador da psique? Provavelmente esta não é a causa, mas existe uma causa, qual é ela então? Algum tipo de vírus, ou uma mutação genética desastrosa pipocando aqui e acola’? Seria alguma especie alienígena como os reptilianos que teria telefonado para o pacato motorista da Uber pegar uma arma e sair atirando nas pessoas? Seja o que for, a causa existe, um inimigo terrorista da humanidade esta atuando, e porque não vejo ninguém, nenhum governo, formando uma equipe para investigação cientifica destes cérebros? Pois existe possibilidade de da humanidade ativar seu sistema de defesa imunológico contra a causa, seja qual for. Mas não percebem essa possibilidade porque as áreas cientificas, incluindo a neurologia, estão interpretando a natureza, e por consequência os cérebros naturais, de maneira errada. A Ciência não pode ser também mistica crendo que existam demônios sobrenaturais atuando ou que acasos genéticos produzem tais eventos, pois o que se repete não é acaso. Existe algum elemento real, natural, no meio ambiente, atuando ou na formação dos cérebros ou nos cérebros já formados. Mas a academia cientifica aponta erradas convicções sobre algo que a neurologia ainda desconhece ( como se relaciona o cérebro com os pensamentos, a mente?), e mais estatísticas e cálculos da probabilidade, como se isso fosse um fenômeno matemático e não biológico, e com isso engole, sem perceber, a conclusão de que acasos mágicos, sobrenaturais, existam.
Esta insensibilidade com elementos de mesma especie dentro de um sistema como o humano social tem um nome mais esclarecedor: ausência de “empatia”. As origens do que nos humanos e em sua psique se tornou em empatia remonta aos sistemas naturais ancestrais e hoje compondo cérebros ou rodeando-os por todos os lados, antes mesmo das origens da vida. Não é o caso de apontar a força de atracão eletromagnética onde contrários se atraem e iguais se repelem, como o positivo e o negativo. E’ o caso de falha na força onde semelhantes atraem semelhantes, como átomos de carbono atraem outros átomos como nitrogênio, hidrogênio para formarem aminoacidos.
Mas esta segunda força só é detectada quando vemos a matéria formando sistemas, e como sempre, pelo processo do ciclo vital. Um sistema natural apenas repele e se torna insensível a outros sistemas, inclusive aos semelhantes, quando se torna fechado em si mesmo. Nestes, as partes se alinham num circuito que une suas duas pontas e faz a energia com seu fluxo de informações rodopiar sobre si mesma perpetuamente, ate que a entropia o ataque. As partes se conectam numa rede forte e coesa e cedem sua identidade para um emergente controle geral do sistema. Vemos então que existe altruísmo de cada parte para com todas as outras, onde uma procura ceder algo que melhore as próximas, e aqui o fenômeno meramente físico, bruto, começa a adquirir ares de uma propriedade mais evoluída, que e’ a empatia pelo semelhante. Não importa que este altruísmo só exista em relacao aos componentes do mesmo corpo sistêmico e adverso a tudo o mais que exista, o que denota um altruísmo falso que e’ extremamente egoísta porque presta culto a uma entidade de um sistema extremamente egoísta. E’ como cada gangster da mafia ser fiel aos outros gangsteres e ao chefe do grupo, onde ele é altruísta a uma minoria mas egoísta e prejudicial em relacao ao conjunto da humanidade.
O cérebro humano foi montado pela mesma formula que montou estes sistemas nos níveis atômicos e astronômicos. Então o cérebro, a nível de glândulas, apresenta sete glândulas cada qual executando uma função sistêmica, como na formula. Em outra camada, o cérebro é dividido em sete regiões, cada qual com a mesma função. Se hoje temos um aparato tecnológico a ser usado pela Ciência, como o MRI, os eletroencefalogramas, inclusive os registros e atividades das sinapses, aconselha o bom senso que procuremos comparar os dados obtidos com estes instrumentos com a formula template natural para identificar quem é quem no contexto de sistema cerebral. Mas ninguém esta fazendo isto.
A empatia deve ser um produto relacionado ao ciclo vital. Um humano na forma adulta e’ conectado psiquicamente `a ele mesmo quando estava na forma anterior, da adolescência, e tem previsões a ele mesmo na forma futura de idoso. Esta força que modifica as formas de um corpo ao longo de sua existência e chamada de ciclo vital é quem produz as vaias formas das varias partes que vão formar sistemas naturais. Seria logico esperar que um humano se lembre de suas formas infantis anteriores com carinho, empatia, e que deseje o melhor para suas formas futuras, onde novamente aparece sutilmente a empatia ligando formas humanas. Este instinto inconsciente pessoal deve se extrapolar para outros humanos quando criam os sistemas sociais. Mas estas aberrações indicando esta falta de empatia, uma quebra de conexões, parecem nos levar a concluir que tais humanos odeiam suas formas anteriores e negligenciam ou são suicidas em relacao a suas formas futuras. E isto também se reflete, extrapola, para o social.
Isto só deve acontecer em sistemas abertos, como o são todos os sistemas biológicos, como o cérebro. Estou investigando o caso pelo método da anatomia comparada entre a anatomia cerebral e a formula natural para sistemas abertos, mas não vou a lugar nenhum porque não é suficiente ter o mapa geral do cérebro comum, e’ preciso ter os mapas dos cérebros defeituosos. Superpondo estes mapas sobre o mapa da formula, pode se detectar ou os desvios nas conexões ou os pontos de entradas de elementos externos perturbando o normal curso do sistema. Em outras palavras, a Justiça deveria imediatamente autorizar a Ciência a submeter os cérebros defeituosos a mapeamento instrumental. E liberar o nosso acesso a estes mapas, pois somos os únicos a trabalhar com o método da formula natural. E’ uma questão de vontade politica e força de representatividade de um grupo numeroso, o que não esta acontecendo porque o principal grupo que deveria estar interessado -a academia cientifica dominada por uma visão mistica crente em acasos mágicos – não tem a capacidade de descobrir e entender a formula natural dos sistemas, quase nada entende de sistemas naturais e portanto deste sistema que é o cérebro. E por isso a humanidade continuara sendo aterrorizada e obrigada a assistir diuturnamente estas aberrações produzidas em seu próprio meio.

A Ciencia do Cerebro Busca as Origens da Compaixao e Empatia nos Humanos… e Entra em Conflito com a Matrix/DNA

segunda-feira, maio 25th, 2015

xxxx

Seres humanos de uma parte do globo mostram o comportamento de separarem alguns de seus pertences e envia-los a pessoas no outro lado do globo que sofreram algum desastre. A isso se d’a o nome de ‘ compaixao” . Agora cientistas estao empenhados em buscar como este fenomeno da compaixao surgiu nste mundo e justo – Segundo eles – nos seres humanos. Interessante artigo com video explicativo foi motivo para eu postar um comentario no artigo, porque a cosmovisao da Matrix/DNA tem uma surpreendente sugestao sobre como esta propriedade apareceu aqui. Abaixo vai o link para o artigo e video e a seguir uma copia do meu comentario. Tambem inseri no final uma copia da fala no video paa aquels que tem dificuldade em ouvir o ingles ( espero ter tempo para retornar aqui e traduzir tudo).

Na selva amazonica observando que compaixao e empatia ja existia de uma forma muito simplista em animais e buscando mais explicacoes na formula da Matrix/DNA fui descobrindo que as raizes destas propriedades se estendem para alem dos animais, localizando-as em sistemas nao vivos como esta galaxia que nos criou e fui descendo ainda mais no tempo ate chegar a conclusao que ela veio mesmo do antes das origens deste Universo, carregadas por ondas de luz as quais por coincidencia sao as mesmas substancias que agora estao formando nossas mentes… ou seja: as propriedades da compaixao e empatia ficaram dormindo na materia durante sua evolucao, assim como a autoconsciencia de uma nova crianca ficou dormindo na morula, na blastula, no feto e so veio a se expressar de fato na crianca, porque esta era a copia final da especie humana que a gerou e a qual ja continha em si a autoconsciencia. Desta forma, a mente humana que esta se formando com a substancia luminosa de nuvens que resultam das sinapses dos pensamentos comeca a ser a copia completa da luz que a comecou antes mesmo do Big Bang, e apenas agora comeca a expressar estas propriedades da empatia e compaixao, significando que aquela luz original ja possuia estas propriedades. Arre!…

The Science of Compassion: Kindness Is a Fundamental Human Trait

http://bigthink.com/videos/science-of-compassion

Avatar

– May, 25, 2015

Which were the primordial roots of empathy and compassion, when life was not existing yet? Matrix/DNA theoretical models from those past times had located those roots, included at stupid astronomic systems. And there is no full knowledge about something if we does not know its causes, origins, evolutionary history and universal meanings. Dr. Thupten Jinpa need to know what Matrix/DNA has to say here, looking to the image below. Any natural system ( be it the human brain, atoms or galaxies) is built and based on that universal natural formula for systems and observing it we can discover the systems’ properties, like empathy and compassion. Before life’s origins, the universal system reached an evolutionary top as perfect closed system in the shape of ” building blocks of primordial galaxies”. At that system all of its seven parts worked synchronized for keeping the system’s self-defense and functioning. So, there was altruism from each part in relation to the another six parts, besides the fact that there were no neuronal network neither consciousness about this property, like  working liver is “altruistic” in relation to the organs to whom it sends clean blood.

So, the seeds, the physical forces and elements that later were used by humans brains for producing these stranger and abstract properties were installed at our ancestral non-living natural systems, like atoms and galaxies. But,.. how these mechanistic altruisms evolved to empathy and compassion when this universal system reached the more complex shape as human brains? The answer can not be demonstrated yet, but we can suppose it by logics. We have identified all existing living properties of a chimpanzee body in its mechanistic shape at a building block of astronomical system through the formula in the image below. We can see there the digestive apparatus, the blood circuit, till the reproductive sexual system, in mechanic fashion. That’s why the body of chimpanzees are the most perfect biological system reproduction of the system that created and are had driven biological evolution through its also terrestrial created environment. There is a unique property in human bodies that we never located at our creator astronomical system: consciousness and its derivative, intelligence. It means that this new property came from some natural system superior in complexity and existing beyond this galaxy, it is coming from the Universe… or beyond it. And this unknown system is using those physical structures like the altruism that emerges from closed and stupid system for installing its specific more complex properties, like compassion and empathy, now in a conscious way.

Closed systems – like this astronomic Milk Way that created biological systems- are extremely selfish. They does not interacts with any other thing in this Universe. From this our ancestor we inherited the selfish gene and our tendency to be predators in our own species, family. The very true fact is that the altruism of every systemic part means, in reality, leaIty to a closed selfish system, which means that that altruism is in fact, selfishness.  I have not identified any process that could drive the mechanistic altruism/selfishness for to give the evolutionary jump into conscious empathy, that is why I am supposing that information from a superior conscious system is in the air and being absorbed by humans brains.

Thumbnail

The Matrix/DNA Formula as Closed System

Transcricao do video:

Thupten Jinpa: When we talk about the science of compassion, it’s also tied down with science of empathy. Empathy is compassion, altruism, kindness. They are all very interrelated and much of the current scientific studies really fall into two main categories. One is the study of altruistic behavior, particularly in animals and very young children. And the thinking is that if we can see altruistic behavior in animals and very, very young children, that it must have very deep biological roots. So that’s the kind of logic behind why they are focusing more on animal studies and children. The other important area that overlaps the science of compassion is the study of empathy. And again here, a lot of the work has been done on nonhuman primate studies and there is an American professor at Emory by the name of Frans de Waal and he was one of the pioneers. Many people might have seen the video of apes, you know; there were two juvenile apes fighting and one of them loses and another ape who’s not a blood relation comes over and hugs him and consoles him. So it clearly is an indication that empathy can be found in nonhuman primates as well.

And then there are some interesting studies coming from the studies of meditators who meditate many hours on compassion and then looking at their brain. You can actually see the brain’s expression in action. So this is called functioning in an MRI, which has the ability to look at a brain in action as it were. At least the claim is that the meditators are, unlike novices like us, have some ability to consciously direct their attention and thoughts so in the scanner, the brain-imaging scanner, you can ask the meditator: Can you do this? Can you do that? Can you just stay on the level of empathy and feel the pain? Now can you move onto compassion, wishing the other person to be free of suffering or wanting to do something about it. And try to tease out what brain signature, brain regions get activated when you are just in empathy feeling and when you are moving onto compassion when you are wishing to see the relief. In this way, the whole mapping of the brain regions that are involved in something like compassion is beginning to be done.