Posts Tagged ‘galaxias’

Bomba! Nem o Sistema Solar nem a Via Láctea são discos planos achatados e sim… esferas! … Sugere a Matrix/DNA

terça-feira, fevereiro 20th, 2018

Para ter-mos uma pálida ideia de quanto existe neste mundo que nos não sabemos, vou citar um exemplo:

Temos visto as fotos de galaxias distantes tiradas pelo Hubble. Em todas as fotos, as galaxias se apresentam como sendo um disco plano, achatado. As vezes, raramente, uma foto mostra uma galaxia com alguma protuberância no centro, dando a ideia de ser uma espiral achatada. Isto e’ o que nos mostra nossos instrumentos científicos que são meras extensões dos nossos sentidos naturais, neste caso, dos nossos olhos.  Puro engano!

As galaxias são bolhas, esferas bem arredondadas. Mas para vê-las na sua totalidade como esferas, seria preciso uma visão e uma glândula pineal sobressalente como antena capazes de ver a realidade revelado pelas sete faixas da luz universal. Como sabemos essa luz apresenta sete diferentes faixas, diferentes em frequência de onda, de vibração, de densidade, velocidade, movimento, etc. E nos apenas vemos e percebemos com todos nossos cinco sentidos a parte do mundo revelado pela faixa que esta bem no meio das sete, a quarta faixa, a qual denominamos de luz visível. Esta quarta faixa central apenas mostra a parte da realidade dos objetos que esta no seu centro, como num disco plano, mais um pequeno alargamento em espessura deste plano, ao qual denominamos de “largura”. Então vemos e percebemos as densidades, os sons, as temperaturas, etc., da maneira tridimensional, ou seja percebemos da parte central dos objetos a região compreendida em sua largura, o seu comprimento e sua altura. Então não vemos as partes do mundo que são reveladas pela faixa dos raios gama, do infra-vermelho, do ultravioleta, etc. nem percebemos as coisas e criaturas que existem no estado vibratório destas faixas. Apenas podemos captar do mundo as coisas que estão na mesma faixa vibratória que nossos corpos e mente estão, ou seja, a quarta vibração. Não apenas nos humanos: o nosso planeta, que foi quem nos forneceu aos nossos corpos este estado vibratório e de percepção, ele nos fez assim porque ele também tem seu corpo no estado vibratório da quarta faixa. Então por isso ele ocupa a faixa da onda orbital do sistema solar localizada em quarta posição, ou seja, ele e’ o quarto planeta a partir do Sol no centro. E por isso também só percebemos o sistema solar na sua região central plana achatada… mas ele também e’ uma esfera.

Cada faixa  tem seu mundo, sua realidade própria, da qual não adianta tentar-mos imaginar como seja, pois nosso cérebro não poderia processar esta informação. Com a nossa evolução nos iremos gradativamente ampliando nossa percepção e entrando nas duas faixas vizinhas, a da direita e a da esquerda. Recebendo informações destes mundos aos poucos vamos desenvolvendo nossos cérebros e sensores, e dai sim, seremos capazes de processar todas as informações destes mundos. Seguiremos assim ate’ entrarmos nas sete faixas e absorve-las completamente.

Por isso nossas teorias sempre são incompletas, tem que serem remendadas a cada avanço no conhecimento, a ponto de que a uma situação em que nelas não caibam mais remendos e então são transformadas em outras teorias mais amplas. A teoria Ptolomaica de que a Terra seria o centro do mundo nos satisfez por 2.500 anos, ate que ela não conseguiu mais satisfazer nosso cérebro alimentado com novas informações e então Galileo, Newton a transformaram consertando alguns erros. Mas suportamos Newton por um seculo ate que Einstein com sua teoria da relatividade veio mostrar vários erros e a transformou em algo mais amplo. Assim vai acontecer com tudo o que pensamos hoje que sabemos, tudo sera’ transformado e relegado a base apenas primitiva do conhecimento.

Ainda me persiste a duvida do que significa estar no quarto estado. Seria isto indicador de que nosso conhecimento apenas conhece de fato o que esta na quarta faixa, ou seria indicador de que percebemos não apenas a quarta, mas também as três primeiras, que são a nível evolutivo inferiores `a nossa? Por ora vou ficar com a hipótese que isto e’ indicador de que nosso cérebro vive as quatro dimensões quando convive aqui na superfície da Terra com representantes das três primeiras dimensões, porem nossa mente se esquece e ignora a parte do nosso corpo que se encontra nas três dimensões inferiores propositadamente, para ficar livre e aprender a nova dimensão em que ela emerge. Assim estamos captando desde partículas a átomos a rochas e a astros espaciais que seriam representantes da primeiro dimensão. Captamos o reino vegetal que seria representante da segunda, e o reino animal como representantes da Terceira, mas não vivemos ou não nos sentimos na pele destas criaturas.

Como serão as outras seis faixas de discos planos desta galaxia que não estamos percebendo nem temos qualquer ideia de que existem bem aqui ao nosso lado? Como sera’ cada faixa, com seu especifico, único e separado mundo, suas criaturas, suas leis naturais, seus significados e conceitos? Se as estruturas das galaxias na nossa dimensão são astros, serão também astros existentes nestas outras dimensões ou suas estruturas são outras coisas que não podemos sequer imaginar? Temos uma pálida ideia do que sera’ a terceira faixa porque vemos e percebemos animais e o que buscam no mesmo mundo que compartilham conosco, porem, eles captam melhor sinais da primeira faixa, como os campos magnéticos, por estarem mais próximos dela do que nos. Mas como serão as faixas de mundos superiores? Sera’de la’ que viriam estes discos voadores que parecem ser fantasmas de outra dimensão? Seja como for, o simples fato de que já percebemos a existência de galaxias enquanto nem plantas nem animais o percebem, de saber-mos que somos quase cegos porque só vemos a sétima parte da realidade, indica que estamos evoluindo na direcao de transcender-mos para viver a quinta dimensão, e isto nos alerta para que tentemos no máximo do possível imaginar como sera um mundo bem mais evoluído, mais ordeiro, sem esta sombra de caos que ainda permeia nossa dimensão, para sabermos quais as regras comportamentais que devemos desenvolver para sermos aceitos e convidados com alguma ajuda a dar-mos mais este grande salto rumo ao sublime destino que deve existir na transcendência final alem das sete faixas da luz, no qual deve ser chamado de reino da fonte dessa luz universal.

Já esta’ chegando o tempo em que começamos a perceber erros na teoria geral da Relatividade de Einstein. Sugerem minhas formulas um erro sutil na sua teoria, quando ele morreu acreditando que o Universo tenha a forma cilíndrica. Pois quando calculei a evolução e historia universal do sistema que esta se desenvolvendo dentro deste Universo, pondo-o a rolar ao sabor das leis naturais conhecidas ate’ hoje num gráfico cartesiano tendo como coordenadas o tempo e espaço, e iniciando com o Big Bang, no final reparei que a trajetória do corpo tinha desenhado dentro do gráfico uma figura! E bem conhecida: justamente a imagem de uma unidade do DNA, ou mais, justamente a figura da formula que denominei de Matrix/DNA. E isto significa que a forma da face do Universo não e’ esférica, nem cilíndrica, mas sim a forma do DNA!

Surpreso fiquei dias, semanas, pensando naquela incrível coincidência e comecei a pensar que aquilo estava querendo revelar algo muito importante, só não sabia o que. Ate’ que um dia me toquei… Ora, quem foi que procurou a face do Universo? Senão o meu cérebro que e’ composto de neurônios tendo no centro justamente o DNA? No final quem estava procurando era o DNA, e como ele e’ como nos, ou seja, tem uma personalidade forte ( basta ver como ele a expressa geneticamente em nossos detalhes físicos), ele não consegue a sublimidade de ser impessoal. Então ele se auto-projeta no que procura a ponto de encontrar-se a si mesmo. Assim como Narciso viu sua imagem refletida na água e se considerou o mais perfeito e belo do mundo. Assim como os homens primitivos imaginaram Deus se auto-projetando e concluindo que Deus seria a nossa imagem e semelhança. Então somos traídos por nos mesmos quando tentamos entrar em áreas proibidas muito mais elevadas do que onde estamos. E então também admirei como Einstein, o qual considero tenha sido um grande gênio, pode cometer um erro tao infantil: ele descobriu com sua teoria da relatividade que tudo e’ relativo e se tudo e’ relativo – ele deveria ter percebido – o Universo e’ relativo. Então sua face se apresentara’ de uma forma especifica para cada diferente observador ocupando um especifico ponto no tempo e espaço, tal como a galaxia faz conosco. Sim, o Universo e’ relativo no sentido que ele pode mostrar mil faces diferentes, cada uma ao sabor e gosto do fregues arrogante que ele atende. E bota eu e meu DNA neste cesto de fregueses.

Bem…, se alguém ler isto aqui, saiba que isto não e’ verdade, apenas mais uma hipótese inicial que me surgiu agora quando estou novamente estudando as formulas e modelos teóricos da Matrix/DNA Theory. A nossa verdade oficial e’ de que a Via Láctea se parece com um disco achatado, e isto deve seve ser respeitado sempre que ouvirmos nossos irmãos descreverem-na assim. Porque como não temos certeza de que nossa logica racional não esta desviada da logica da verdade, não vamos nunca afirmar isso com firmeza e veemência. Alem do mais, estas possibilidades aventadas neste texto são produtos de uma teoria feita por humanos, e como disse acima, as teorias podem estar a frente do nosso tempo intelectual de hoje mas com certeza estarão atras dos tempos intelectuais dos amanhas. Mas também acho que não devemos ignorar essa possibilidade, porque se ela for verdade, estaremos ajudando nossos irmãos a abrirem mais suas mentes encaminhando-os junto conosco para os planos mais elevados. Ámen!

( Obs.: abaixo apresento o espectro eletromagnético total das sete faixas, porem ao gráfico da escola acadêmica foi inserido nomes e significados que foram sugeridos pela teoria quando ela sugeriu a bombástica possibilidade de que a onda total original da luz universal que foi emitida junto com o Big Bang e a qual nossa visão não pode captar, traz em si o código da formula para criar todos os sistemas naturais, inclusive a… Vida! Sendo assim, identificamos cada forma etária do corpo humano nas suas intensidades de energia, funções nos sistemas sociais e familiares, etc., com cada uma das faixa da luz universal, o que significa ainda que se as nossas formas mudam devido ao processo do ciclo vital, significa que a onda de luz também e dividida em diferentes formas porque ela também se propaga no espaço e no tempo com um ciclo vital… (clique na imagem para amplia-la):

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

 

Raios Cósmicos de Outras Galáxias Chegam a Terra Trazendo Fótons

terça-feira, setembro 26th, 2017

xxx

Bem… isso ja era suspeitado pela Matrix/DNA Theory, pois nao e’ muito confortável a ideia de que um único exemplar da formula vindo de apenas uma galáxia  contenha todas as informacoes para sistemas biologicos. Detectado que a Terra e’ de fato bombardeada por raios cósmicos vindos de outras galáxias as quais devem estar trazendo “fótons”…

Paper: NATURE

http://www.nature.com/news/high-energy-cosmic-rays-come-from-outside-our-galaxy-1.22655#/b1

Os raios cósmicos de alta energia vêm de fora da nossa galáxia

O mais curioso nesta notícia e’ a loucura humana. 1600 tanques de agua a cada intervalo de 1,5 kilometros em cerca de 3.000 kilometros para… captar raios cosmicos!

Para detectar esses chuveiros, o Observatório Pierre Auger tem 1.600 tanques de água de tamanho de carro colocados a intervalos de 1,5 km, para cobrir 3.000 quilômetros quadrados de planícies gramíneas na província argentina de Mendoza.

Quatro conjuntos de telescópios monitoram o céu sobre a disposição, e – nas noites sem lua – podem detectar flashes de luz ultravioleta gerados pelos chuveiros. A partir da sua localização relativamente próxima ao equador, a matriz pode pegar raios cósmicos provenientes de todo o céu do sul, bem como de grande parte do céu do norte, cobrindo 85% da esfera celestial.

Os raios cósmicos foram detectados usando 1.600 tanques de água colocados em intervalos de 1,5 km

Alinhamento da rotacao de quasares separados por bilhoes de anos-luz! Mais uma evidencia a favor da Matrix/DNA

domingo, julho 30th, 2017

xxxx

Para os academicos esta informacao foi assustadora ( veja o titulo do artigo: Alinhamento Assustador de Quasares em Distâncias de Bilhões de Anos-Luz), mas para nos da Matrix/DNA foi mais um dia de comemoracao a ser somado a centenas de outras comemoracoes, pois nosso modelo previa a informacao.

Assim como os moradores humildes inventaram a lenda do monstro do Lago Ness devido ilusao de otica ao verem um animal menor, os astronomos modernos inventaram a lenda dos buracos negros por erro de interpretacao sobre o que existe de fato e invisivel no nucleo das galaxias. Os modelos da Matrix/DNA se desenvolveram pela logica naturalista e quando chegaram ao ponto onde estrelas de uma galaxia se dissolvem por velhice, indicaram que sua materia degradada na forma de poeira estelar forma uma gigantesca nuvem que devido ao movimento rotacional do universo, comeca a girar ate formar um centro como um ralo, um mero vortice turbolhonar, de onde nascem novas estrelas por um processo explicado no modelo. Entao, ao inves do famigerado fantasma engolidor de mundos que chamam de “buraco negro”, temos apenas um turbilhao seguindo praticamente as mesmas leis que formam os rodamoinhos aqui no solo terrestre.

Agora os astronomos descobrem algo com que nao contavam: os buracos negros, separados entre si por bilhoes de anos luz, estao sincronizados em termos do sentido de rotacao e paralelismo de seus eixos de rotacao! Ora, pelo modelo academico isto nao faz o menor sentido e como diz o astronomo da equipe que descobriu o fenomeno, as chances disto acontecer seria de menos de um por cento. Eu diria que sao zero por cento. Como que um buraco negro formado aqui devido o colapso gravitacional de uma estrela alcancando a singularidade absoluta ( outra impossibilidade racional) iria saber qual o sentido de rotacao e a posicao do eixo de outros buracos negros que ja existem a bilhoes de anos luz alem? Impossivel.

Entao e apenas agora, os astronomos matam a charada:” Isto so seria possivel se todos os buracos negros obedecem uma estrutura unica universal”- disseram no artigo. E foi isto que disse a Teoria da Matrix/DNA a 30 anos atras. Todas as nebulosas estaveis giram num mesmo sentido porque o universo impoe este mesmo movimento a todas elas.

Bem,… um ralo formado pela agua que se escoa numa pia pode ser visto por um humano como um buraco negro.

Uma vaca rodopiando no alto de um furacao se olhar para o centro do olho do furacao pode crer estar vendo um buraco negro.

Mas a minha sabia iletrada avo’ sorria nos chamando para ver o que ela chamava de rodamoinho. A masturbacao matematica levada ao exagero comeca a produzir visoes de fantasmas como qualquer outra supersticao produzida por cerebros perdidos no controle de suas faculdades mentais.

Bem vamos ler o artigo e guarda-lo aqui como mais uma evidencia de predicao certeira da Matrix/DNA.

Pela importancia dos dados e desconfiado que o site do artigo pode sumir do ar, copiamos aqui o artigo ressaltando os topicos importantes relacionados ao nosso modelo:

http://imagensdouniverso.blogspot.com/2014/11/dados-do-vlt-mostram-alinhamento.html

Dados do VLT Mostram Alinhamento Assustador de Quasares em Distâncias de Bilhões de Anos-Luz

Novas observações feitas com o Very Large Telescope do ESO no Chile tem revelado alinhamentos sobre as maiores estruturas já descobertas no universo. Uma equipe de pesquisadores europeus encontrou que os eixos de rotação dos buracos negros supermassivos centrais em uma amostra de quasares são paralelos entre sim em distâncias de bilhões de anos-luz. A equipe também descobriu que os eixos de rotação desses quasares tendem a se alinhar com estruturas vastas na teia cósmica onde eles residem.

Os quasares são galáxias com buracos negros supermassivos muito ativos em seus centros. Esses buracos negros são circundados por discos de rotação de material extremamente quente que é frequentemente expelido em longos jatos ao longo dos eixos de rotação. Os quasares podem brilhar mais intensamente do que todas as estrelas no resto de suas galáxias hospedeiras somadas. Uma equipe liderada por Damien Hutsemékers da Universidade de Liège na Bélgica usou o instrumento FORS no VLT para estudar 93 quasares que são conhecidos por formarem grandes grupos espalhados por bilhões de anos-luz, vistos num tempo em que o universo tinha cerca de um terço da sua idade atual. “A primeira coisa estranha que nós notamos foi que alguns dos eixos de rotação dos quasares estavam alinhados entre si – apesar do fato desses quasares estarem separados por bilhões de anos-luz”, disse Hutsemékers.

A equipe então foi mais a fundo e procurou se os eixos de rotação estavam linkados, não somente entre si, mas também com a estrutura do Universo em grande escala no mesmo tempo. Quando os astrônomos observaram a distribuição das galáxias em escalas de bilhões de anos-luz eles descobriram que eles não estavam distribuídos de maneira aleatória. Eles formavam uma teia cósmica de filamentos e aglomerados ao redor de imensos vazios onde as galáxias eram escarças. Esse alinhamento estranho e belo de material é conhecido como estrutura de grande escala. Os novos resultados do VLT indicam que os eixos de rotação dos quasares tendem a ser paralelos nas estruturas de grande escala onde eles próprios são encontrados. Assim, se os quasares estão num longo filamento então a rotação dos buracos negros centrais apontará ao longo do filamento. Os pesquisadores estimam que a probabilidade desses filamentos serem simplesmente o resultado de coincidência é de menos de 1%. “Uma correlação entre a orientação dos quasares e a estrutura que eles pertencem é uma importante previsão dos modelos numéricos da evolução do nosso universe ( observe que esta previsao academica se refere a alinhamentos internos de uma galaxia, o que e’ um fato obvio pois a galaxia obriga todos os astros internos a se conformarem aos seus movimentos. Mas o que descobriram agora nao estava previsto, ou seja, que o fenomeno se aplica entre galaxias separadas). Nossos dados fornecem a primeira confirmação observacional desse efeito, em escalas muito maiores do que tem sido observado em dados de galáxias ditas normais”, adiciona Sominique Sluse do Argelander-Institut für Astronomie em Bonn, Alemanha e Universidade de Liège.

Essa equipe poderia não ter visto os eixos de rotação ou os jatos dos quasares diretamente. Ao invés disso eles poderiam medir a polarização da luz de cada quasar e, para 19 deles, encontrar um sinal significantemente polarizado. A direção dessa polarização, combinada com outras informações, poderiam ser usada para deduzir o ângulo do disco de acreção e então a direção do eixo de rotação do quasar. Os alinhamentos nos novos dados, em escalas maiores do que as previstas atualmente pelas simulações, podem ser uma aposta de que existe um ingrediente faltante nos nossos modelos do cosmos”, concluiu Dominique Sluse.

 

Agora Ate Relatórios de Bancos Dizendo que Vivemos Numa Matrix Alienígena? Mais eu Fui o Primeiro Escrevendo Isso a 35 anos Atras!

sexta-feira, setembro 16th, 2016

xxxx

Semanas atras foi a noticia bombástica da entrevista do bilionário sendo considerado o gênio do momento, Ellon Musk, dono da SpaceX e Tesla Motors, quando ele revelou que acredita que estamos vivendo num mundo irreal, uma simulação de computador, tal como sugere o filme “Matrix”. Agora esta noticia de altos funcionários de um dos maiores bancos privados do mundo sugerindo que acreditam a mesma coisa!

Eu fico me retorcendo o rabo de indignação e impaciência vendo indivíduos inteligentes quase tocando a chave do mistério, mas todas a s vezes que chegam perto, se desviam para o comportamento normal desta humanidade ainda na sua infância, o comportamento das crianças que deturpam a realidade criando fantasias imaginadas de mundos dos brinquedos e amigos fantasmas com quem elas conversam. Ou seja, religiões e teorias da conspiração.

Po,… nos fomos criados dentro de uma galaxia e por esta galaxia. Ponham isto em suas cabeças de uma vez por todas! Se algum dia alguém trouxer qualquer fato ou evento real produzido por qualquer coisa não existente nesta galaxia, ai, sim, podem começar a suspeitar do contrario. Mas isso ate agora não ocorreu, portanto, por favor, mantenham-se dentro da logica racional, pois a nossa razão pura sem misticismos foi também criada pela logica natural.

E isto significa que galaxias são uma especie de sistema naturais tal como são nossos corpos. Significa que galaxias são nossas ancestrais da mesma forma que bactérias  e mamíferos quadrupedes são nossas ancestrais. E se a galaxia em que vivemos for uma galaxia errante, diferente da formula universal para galaxias, nos estamos vivendo dentro de um mundo irreal, temporário, simulado. Ora, o que e’ uma Matrix?

Matrix e’ quando uma população de uma especie e’ retirada do curso natural, normal, desta longa cadeia de causas e efeitos que já vem durando 13,8 bilhões de anos. E todas as vezes que vi isto acontecer ate’ agora, este deslocamento se deu pelo livre-arbítrio da especie, por sua própria mea culpa. Assim, um grupo de repteis paralisaram sua evolução pelo caminho natural e resolveram se tornarem dinossauros, quando em seu reinado comiam rodos os mamíferos e a vegetação. Foram transformando o meio-ambiente natural construído pela natureza, criaram um ambiente temporário, um mundo simulado, irreal. E o que fez a sabia Natureza? Nada, deixou sua longa paciência de bilhões de anos funcionar normalmente. Os dinossauros foram descartados, a Natureza fez o tempo da evolução inverter ao contrario, foi la no passado buscar um pequeno humilde réptil, o cianodonte, que parecia mais um porquinho, que o elevou ao status de mamífero! por aqui a evolução continuou seu caminho normal, pois o mundo dos dinossauros foi descartado como lixo. E eles viveram sua Matrix ate seus últimos dias. Não precisava nenhum meteoro, eles ja tinham se auto-condenado.

Mas este mesmo erro cometeu outros dinossauros maiores ainda, astronômicos, como esta denominada Via Láctea. Ela fechou-se como sistema cortando trocas e relações com o mundo externo, transformou seu corpo interno numa especie de paraíso e foi viver seu doce sonho de paraíso. A nossa ancestral fez isto, o que significa que nos mesmos, na pele de nosso ancestral, criamos isso. E nos caímos nessa Matrix que e’ o corpo interno dessa galaxia e pior, estamos reproduzindo essa Matrix aqui na Terra! estamos transformando esta biosfera numa maquina perfeita a imagem e semelhança da nossa criadora, onde seremos meras peças estupidas, felizes, mas estúpidos, sem almas, sem a livre consciência que nos libertaria daqui e nos impulsionaria para conquistar-mos o Cosmos onde deveria ser nosso lugar.

O artigo tem o link abaixo:

E no artigo deixei meu comentário, o qual por certo, não sera entendido ou sequer lido, devido ao pobre inglês e devido eu estar falando do mundo real, o qual e’ ininteligível para quem vive e acredita num mundo irreal.

http://www.techworm.net/2016/09/yes-confirmed-living-neos-matrix.html

Yes, it is confirmed that we are living in Neo’s Matrix

Meu comentário postado no artigo:

Louis Charles Morelli · Set/16/2016

Nature alone can creating temporary Matrix as it is happening with us just now, it does not need intelligent aliens neither machines with AI for doing it. What’s a Matrix? When a population, a species, is take out from the normal natural course of evolution, the normal chain of causes and effects of 13,8 billion years old, by a temporary non-normal condition of the environment created by the species itself. Like in the reign of dinosaurs, they was eating all mammals, vegetation, creating an environment that was stopping evolution, a real but non normal environment, living the wrong life in relation to cosmological evolution. Dinosaurs built and felt in its own Matrix, while Nature, wait the destruction of that fake world, made evolution working in reverse time, going back to a small reptile, the cynodont, transforming it in a mammal, and getting the course of normal cosmological evolution back.

This non-sense urban-mechanized life and man-made global warm is creating our own Matrix, from which we can not escape neither going back.

We live in a Matrix inserted into our DNA and surrounding us in the shape of this astronomic system called Milk Way. This system is the most perfect high-machine/imprisoned biology that can exists in Nature, it is a perpetuum motor that can recycles itself, as you can see its model at my website, the Matrix/DNA Theory. You can detect the electro-magnetic and mechanical principles of all lifes’ properties in its design, revealing that it was our ancestor. Included the microscopic building blocks of DNA are the same macroscopic building blocks of this galaxy.

The problem is that our astronomic ancestor and creator choose the wrong way, to be a closed system in itself. They closed the door to their own evolution. Galaxies are a species that were separated one from other, attacked by entropy, producing fragments of free radicals (photons) which were channelized internally when they falls over planet’s surfaces. They lift up working as genes and so, here we are, the galaxy lifting from himself. Separated from the Universe’s evolution this galaxy and our way of life is a Matrix. We are reproducing the celestial ancestor when we are building here the Admirable New World under the Big Brother rules, the whole biosphere turned on a machine where humans are merely a piece of the system. We don’t need conspiracy theories, Nature alone can do that. And knowing it will be our opportunit to escaping from this Matrix changing our destiny.

ok … if we never get to know about it then let it in tat way …
Wrong, my friend. You need thinking about the good and freedom of our next generations. Knowing the Matrix, its origins, how it works and we have the strategy for fighting it, escaping off it. So, read my coment above. The problem is that the Matrix we have discovered is merely natural, it is not highly emotional, not violent and such full of fantasies like the Matrix movie and these conspiracy theories with aliens. People like these fantasies so, they have everything into themselves for creating their own virtual world.Have them created religions, living inside this religion, which is another kind of Matrix?

 

Imagens recentes de Objetos no Espaço Sideral e as Interpretações da Matrix/DNA Theory

segunda-feira, novembro 2nd, 2015

xxxx

A Humanidade esta a cada dia desenvolvendo telescópios mais poderosos obtendo assim imagens do Universo que jamais imaginávamos existir. Porem nossas lentes ainda são muito precárias e operam apenas em algumas faixas de ondas de luz, por isso vemos apenas sombras, esboços dos objetos que existem no espaço celeste. Estes esboços de imagens dão aberturas para as mais diversas interpretações e teorias sobre o que realmente sera’ o objeto observado. Seria o mesmo que supostos micróbios inteligentes vivendo dentro de um átomo de uma célula de um corpo humano, pela primeira vez apontasse telescópios rudimentares para o espaço intracelular e visse apenas imagens toscas dos ribossomos, mitocôndrias, etc. Obviamente suas interpretações e teorias estariam muito distante da realidade. Assim estamos nos hoje. E segundo a sugestão dos meus modelos teóricos astronômicos, galaxias são um meio-termo entre vida e não vida, ou seja, são meio-mecânicas, meio-biológicas. E nelas já existiriam na forma de protótipos ou princípios ativos todos os órgãos que existem nos corpos vivos. A principal diferença – alem da grande diferença evolucionaria – seria que nossas ancestrais galaxias foram formadas apenas com os estados solido e gasosos da matéria, enquanto nos, como sistemas biológicos, tivemos mais o estado liquido, o qual deu inicio a química orgânica e com isso, uma grande mutação na consistência entre órgãos. A imagem abaixo e’ um exemplo. O que veríamos se nossos instrumentos pudessem captar a real e total luz emitida por estes objetos?

O que chega ao grande publico como interpretação e’ oriundo do método empregado pelas ciências academicas que produzem os astrônomos que utilizam os conhecimentos da física e da matemática para fazer suas interpretações. O meu método parte da ideia de que as propriedades complexas dos organismos vivos não foram inventados ou criados neste e por este planeta, mas sim que já existem nos sistemas naturais desde o Big Bang como princípios potenciais que podem terem sido expressados ou não. Portanto com este método tento somar a física e a matemática mais a biologia na busca da interpretação destas imagens, e com isso desenvolver diferentes modelos teóricos de átomos e galaxias. A academia cientifica obviamente jamais aceitaria meu método, e portanto, minhas interpretações. E eles podem estarem certos e eu, errado. Ou não. Somente o tempo sera’ o juiz.

Prototipo de um orgao biologico de uma galaxia

Prototipo de um orgao biologico de uma galaxia

Imagem no link:

https://plus.google.com/104221612210733314514/posts/NTc685gg4MC?pid=6211629589484554466&oid=104221612210733314514

E meu comentario postado no link:

Louis Charles Morelli – 10:13 PM – Nov,01,2015

This is a prototype of a biological organ ( the stomach, liver, or heart, etc), made with gaseous and solid states of matter. No liquid, no organic chemistry. Galaxies are a temporary shape of a universal natural system that evolved into biological shapes, like human beings. If an intelligent microbe living inside a human atom, it should see a ribosome of a cell in this same image. We are the microbes seeing the Universe. (Matrix/DNA Theory)

Estas vendo um Figado, um Coracao, Dois Pulmoes, nesta Imagem? Veja a Explicacao

sábado, junho 6th, 2015

( Desculpem as falhas de gramatica, faltas de acento,etc., porque estou usando um teclado que so fala ingles…)

xxxxx

https://plus.google.com/u/0/photos/104950185226118527500

Se fossemos do tamanho de particulas dentro de um corpo humano e com a capacidade cognitiva que os humanos tem hoje, olhariamos para o mais distante do nosso local e veriamos apenas isto que esta na figura: nuvens de gazes, manchas, etc. Jamais as particulas poderiam imaginar que estavam vendo figados, pancreas, estomagos, etc. Nem poderiam imaginar que existem estas coisas, tendo o corpo tao simples como elas seriam.

Pois hoje olhamos para o Cosmos e vemos isso que esta’ na figura. Nossa antena mais atrofiada que a dos insetos, nossa percepcao dos campos magneticos menor que a dos passaros, nossa previsao de terremotos menos habil que a dos macacos…e vendo dos objetos apenas uma ou duas das suas sete dimensoes que seriam visiveis se vissemos nas sete frequencias da luz…

Que tipo de sistema sera’ o Cosmos? Nem mesmo sabemos se o Universo e’ um sistema pois o que vemos ate’ agora e’ um mero suoeraglomerado de aglomerados de galaxias. Meus amigos, o mundo ainda esta todo por descobrir. Loucos daqueles que pensam que estamos adiantados e ja sabemos quase tudo da verdade! Ainda a meros 500 anos atras Copernico virou de cabeca para baixo o mundo que acreditaram por milhares de anos. Quando a nossa visao academica oficial de hoje sera entornada ao contrario novamente? Que outra realidade do mundo vamos entao acreditar? Nao importa, o que vale e’ ter em mente a nossa pequenez para que a vontade inquebrantavel de solucionar os misterios nos torne cada vez mais proximos das grandezas do Cosmos.

Hoje uma parte dos homens acreditam que tudo veio do Nada enquanto outra parte acredita que as trilhoes de estrelas nas bilhoes de galaxias foram feitas por um Deus magico apenas para enfeitar as noites dos homens neste pequenino e perdido planeta nas profundezas do espaco sideral. Ora, meu Deus, observem imagens como estas e reflitam que acreditar em qualquer visao de mundo elaborada por estes nossos pequeninos e mal aparelhados cerebros nao e’ racional.

Na selva amazonica onde ainda vivem testemunhas intocadas das origens da vida fui procurar novos elementos que me libertassem destas solucoes simplistas e fundamentalistas que cerram as mentes em torno de fantasias infantis e abrissem as minhas as portas para minha mente livre continuar a busca suprema e aquela natureza ainda pristina me sussurrou coisas fantasticas: O seu DNA hoje e’ o corolario da evolucao dele que passou por atomos, galaxias e ja conta com 13,7 bilhoes de anos! Neste universo esta’  ocorrendo um processo natural de reproducao genetica do sistema natural que o gerou! Qualquer onda de luz natural, como aquelas emitidas pelo Big Bang ja contem em si o codigo da vida! Um seu ancestral com dimensoes astronomicas ha 5 bilhoes de anos atras cometeu o grave erro de tornar-se um sistema fechado em si mesmo, por isto caiste e dele herdaste o gene egoista, nao vas repetir o mesmo erro outra vez…. Em ” A Formula da Matrix/DNA Universal para os Sistemas Naturais e Ciclos Vitais” menciono mais dezenas de sugestoes como estas, que apesar de ainda nao poderem ser comprovadas, nos desperta para a incrivel complexidade que ainda nos aguarda e nos motiva a continuar nossa luta intelectual, a qual, esta sim, vai forcar a evolucao do nosso cerebro e alavancar a nossa grande aventura nas sendas do conhecimento. A minha gratidao por estas imagens deve-se ao fato de que elas sao como iscas a nos dirigir neste caminho. Obrigado Universo por estar nos dando a oportunidade de crescermos `as suas dimensoes.

Evolução das Galaxias: Veja Diferenças entre o Modelo Teórico Academico e o Modelo da Matrix/DNA

segunda-feira, novembro 3rd, 2014

xxxxx

From: One Universe at a Time

Chemodynamics

https://briankoberlein.com/2014/10/31/chemodynamics/

Importante artigo onde pela primeira vez vejo os academicos falando em evolução das galaxias e sugerindo que galaxias mudam quimicamente à medida que evoluem. A seguir um comentario que postei no artigo:

Your comment is awaiting moderation.

Evolution of galaxies! About this issue, there is a new astronomic theoretical model called “Matrix/DNA Theory”. It is totally very “weird” since that is different from the official academic model, like the heliocentric model was different from the geocentric model.

While the academic mindset makes models starting at the Big Bang for calculating cosmological evolution, Matrix/DNA made the reverse way, starting from biological systems today for calculating “universal evolution” till arriving to the Big Bang. This method makes no sense from academic view point, I know, but it is the best method from a naturalist philosopher view point. Biological systems ( aka “life”) is merely continuation from cosmological evolution, since that life here was produced by this galaxy and inside this galaxy.

The chemical evolution of biological species brought complexity. Why not the newest galaxies could be more complex than the first ones? New galaxies have seven principals shapes of astronomical bodies, including pulsars, quasars, black holes, but, the first ones maybe had only stars and planets, stellar systems. This is just what Matrix/DNA models are suggesting. Other important issue is that must have two different processes for formation of galaxies, like there two different processes for formation of cells’systems. The first cell was formed by symbiosis, then the cells learned how to replicate themselves. So, the matrix/DNA model for galactic formation is by symbiosis also and its big problem now is to calculate how the galaxies went from the first to the second process, and this is the problem that we can’t testing the model now.

Darwinian theory of evolution have lots of gaps due it does not applies the mechanisms of cosmological evolution plus the mechanisms of biological evolution discovered by Darwin. And the other way is also true: the academic current astronomical model of cosmological evolution have lots of gaps because it does not applies the mechanisms of biological evolution. I know it is very difficult applying VSI ( variation, inheritance, selection) upon astronomic systems, but, if you does not believe that these mechanisms emerged here by magics, you must accepting that they were there, at our oldest ancestors.

O Universo como Protótipo do Animal: Mais um Ponto para a Matrix/DNA

domingo, outubro 2nd, 2011
Neuronios no Cérebro e Galáxias no Universo

Neuronios no Cérebro e Galáxias no Universo

Apesar da imagem da nebulosa de galáxias à direita ser teórica, pois é resultado de uma simulação no computador, é racionalmente impossível deixar de sentir que existe algum elo entre cosmologia e biologia. Mesmo os aficcionados em elaborar modêlos astronômicos e cosmológicos com base unicamente no método reducionista cientifico e que rejeitam algum propósito no Universo que transcenda o próprio Universo não podem evitar êste sentimento ao ver tais exemplos. Como prova disso vejamos o texto de um autor dessa moda moderna do pensamento ao comentar estas imagens:

” Pela nossa percepção humana, o muito grande e o muito pequeno são muito parecidos, pelo menos até aos limites que conseguimos perceber.” – Carlos Oliveira – Astrónomo e educador científico, no blog ASTROPT, http://astropt.org/blog/2011/10/31/parecencas/#comments.

Mas quando a Teoria da Matrix/DNA mostra seus modêlos sugerindo que existe uma cobertura de organização biológica da matéria nos sistemas galácticos, e quando sugere que êste modêlo é o elo entre vivos e não-vivos (como dizem, entre sistemas inanimados e animados ou vivos), simplesmente e rápidamente julgam que isso é loucura de um ignorante em Ciências e cortam qualquer possibilidade de diálogo. Tudo bem, como deixei bem claro na primeira página do website esta é uma teoria da filosofia naturalista que aplica o método naturalista sistêmico na busca do conhecimento, a qual existia antes de surgir o método cientifico reducionista, a qual o gerou, e que não tem pretensões cientificas e sendo uma produção livre do cérebro humano não quer e não aceita que seus produtos sejam comparados com os produtos do cérebro eletro-mecânico.

Porque as duas imagens são semelhantes? Mera coincidência, fruto do acaso – que seria a conclusão de quem não vê o sistema galáctico como ancestral direto do sistema celular? Ou – como sugeriu alguem num comentário: “Seria o universo neurônios de algum ser?”

Vejamos a versão da Teoria da Matrix/DNA:

Em primeiro lugar cremos que êsse superaglomerado de aglomerados de galáxias que denominam “Universo” existia antes de existir o cérebro. Para nós êsse “Universo” é uma espécie de sistema natural regido pelas mesmas regras da evolução aplicada aos sistemas biológicos. O Universo é uma espécie muito primitiva que se super-especializou num modo de existência bloqueando sua evolução e tornando-se um beco sem saída, que existirá enquanto não incomodar ou atrapalhar a evolução da Natureza. Portanto o Universo está mais para um quasi-fóssil ancestral que um macro-cérebro dotado de consciência. A semelhança entre as duas imagens é devida a um postulado evolucionário: “descendente de peixe, peixinho parecerá”.

O Universo não é mágico, ou seja, êle foi gerado contendo uma quantidade de informações (genéticas ou bits-computacionais, não o sabemos) e só pode criar o que lhe permite estas informações. Portanto, êle só pode produzir algo pelo mesmo processo que êle foi produzido ( ou por um processo inferior, se nào usar tôdas as informações sôbre processos). E quando se aplica o mesmo processo na produção de duas arquiteturas, mesmo que em diferentes escalas de grandezas espaço/temporais, elas se assemelham na forma e função final.

Finalmente, o homem não foi produzido á imagem e semelhança de seu criador direto, o Universo: o “processo” de criação do homem é que é à imagem e semelhança do “processo” de criação do Universo. Genética… ou algum menino-Deus irresponsável que exista num reino ex-machine que passa o tempo brincando de construir softwares com bits-informações-vivas na forma de vórtices imateriais… e nós aqui pagando o pato por essas brincadeiras! Quando eu subir lá em cima vou acabar com êsse negócio!

Astronomia: Hubble chega a apenas 400 milhões de anos depois do Big Bang!

segunda-feira, janeiro 31st, 2011

Hubble Finds Galaxy Beyond Key Benchmark

Wired

http://www.wired.com/wiredscience/2011/01/galaxy-distance-milestone/

Para a Matriz/DNA Theory provar que a Matriz Universal é a responsável por organizar a matéria em sistemas, e que foi ela quem construiu LUCA (the Last Universal Common Ancestor) no modêlo de LUCA que ela sugere, ela precisa provar que as primeiras, ou a primeira, galaxia foi formada no modêlo de LUCA. Eu estava pensando que essa prova seria para sempre impossível, como é para a teoria cientifica provar como foi a origem da vida. Mas descobrí que é possível: nós estamos vendo imagens emitidas no espaço de objetos que existiram cada vez mais distante no passado, ultrapassando as outrora imaginarias barreiras dos que diziam ser impossivel ir alem do nivel “redshift 10”. Agora, segundo teorias ainda não confirmadas, a ultima mais distante galaxia detectada existia a apenas 400 milhões de anos depois que aconteceu o Big Bang. É uma galaxia de poucas estr6elas as quais brilham de um modo não-comum. Numa coisa o cientista se aproximou da visão da Matriz quando diz: “Galaxias são como seres humanos: elas crescem mais rápido quando são jovens.” Isto está me cheirando á prova de que aquela primordial galaxia estava sob o processo do ciclo vital.

A propósito postei o seguinte comentário abaixo do artigo:

Louis C. Morelli 

I think there is a difference between the formation of first galaxies and modern galaxies, like there is a difference between the formation of the first cell (self-organizing) and the cells today (replication). If I am right, a lot of things in these primordial galaxies will not fit into our cosmological models. Like “few stars”, “which burn especially bright”, “growing fast”, “they are fainter”, etc. Maybe these galaxies will fit better with the Matrix/DNA cosmological models. Any idea?