Posts Tagged ‘homens’

Diferenças de atividade entre cérebros de homens e mulheres

terça-feira, agosto 8th, 2017

xxxx

A pesquisa foi publicada no Journal of Alzheimer’s Disease. [MedicalXpress]

Women have more active brains than men

https://medicalxpress.com/news/2017-08-women-brains-men.html

E uma boa traducao em portugues foi publicada no Hypescience:

O cérebro das mulheres é mais ativo do que o dos homens

http://hypescience.com/cerebro-das-mulheres-e-mais-ativo-que-dos-homens/

“Os cérebros das mulheres eram significativamente mais ativos em muitas áreas, especialmente no córtex pré-frontal, envolvido com foco e controle de impulso, e nas áreas límbicas ou emocionais, envolvidas com humor e ansiedade. Os centros visuais e de coordenação eram mais ativos nos homens”

Women have more active brains than men

Side view of the brain summarizing blood flow results from tens of thousands of study subjects shows increased blood flow in women compared to men, highlighted in the red colored areas of the brain: the cingulate gyrus and precuneus. Men in this image have higher blood flow in blue colored areas — the cerebellum. Credit: Journal of Alzheimer’s Disease

Baseado na formula e nos modelos da Matrix/DNA cosmovisão, aqui vai minha primeira conclusão desta novidade (sem consultar os modelos com mais cuidado):

O cérebro tem sido um estorvo para a consciência, apesar de ser esta maravilhosa central automática de operações dos processos que nos mantem vivos. Pois ele traz todos os males dos ancestrais animais – principalmente os fortes instintos selvagens – os quais foram produzidos pelos males piores ainda de uma biosfera em estado caótico. O nosso cérebro é produto do caos porem ele foi o fluxo de ordem que emerge do caos. Mas o estado de ordem desejado pelo cérebro – a sua busca de sua zona de conforto – é um valor materialista, devido ao cérebro ser um objeto puramente material. E a matéria pura, por si só, tem como objetivo supremo encontrar o equilíbrio termodinâmico inercial para sua massa e o dinamismo ou a velocidade máxima orgásmica para sua energia. Ou seja, o cérebro sonha em se tornar um paraíso em si mesmo que seja um sistema fechado em si mesmo, eterno neste estado, fechado a sua própria mudança e evolução. Já a consciência tende a ser sistema aberto ao mundo externo, e `a sua evolução, portanto são dois sentidos contrários de existência.

Os valores desejados pelo cérebro são diferentes dos valores desejados pela consciência. Basta lembrar de quantas vezes nosso cérebro fica com pensamentos importunos, inúteis, ou produzindo insonia, e nosso eu consciente não consegue interrompe-lo e mudar de pensamentos.  O cérebro humano tende a impedir a evolução da consciência, pois enquanto o cérebro cuida apenas das coisas imediatas ( do presente e do que é visto, cheirado, ouvido, do ambiente ao redor, numa clara implicância da necessidade de sobrevivência imediata), a consciência tenta ampliar nossos horizontes, pensando e buscando informações do tempo e do espaço não invisível, como o passado e o futuro, o macro e o microcosmo.

Mas enquanto a consciência no ser humano ainda está em estado embrionário (nem ainda abriu os olhos para ver a substancia e forma de seu corpo), ela não consegue dominar e controlar o cérebro para impor seus valores.

Isto significa – para a Matrix/DNA – que quanto mais o cérebro for ativo, maior sua dominância sobre a consciência, maior o atraso da nossa evolução. Mas a Matrix/DNA sugere que consciência e cérebro são duas coisas separadas, assim como o são o software e o hardware num computador. Apesar de consciência e cérebro virem de uma mesma origem – a origem desconhecida do que produziu o Big Bang, o cérebro é apenas uma estrutura temporária, necessária para a evolução da consciência ( assim como no computador, tanto o hardware como o software vem de uma unica origem, que é a mente do ser humano, os hardwares são unidades sempre mudados e descartados, mas o software tem dupla existência, pois também permanece evoluindo no domínio da mente humana, externa ao computador).

Porem, existe a interpretação da neurologia positivista moderna em que a consciência não passaria de processos elétrico-químicos do cérebro, portanto sendo produzida pelo cérebro, não haveria nenhuma separação – mas a neurologia não apresentou ainda as provas para esta teoria. Ela terá que mostrar como os neurônios produzem ou estão relacionados fisicamente com os pensamentos. São duas teorias igualmente validas, não sabemos qual a correta, porem, aqui estamos defendendo a teoria da Matrix/DNA e interpretando as coisas segundo sua perspectiva.

O resultado desta pesquisa indica que o cérebro das mulheres é mais ativo, principalmente na região mais ligada `a natureza, aos instintos, que é o sistema límbico. Seria essa uma explicação do porque o homem produz muito mais descobertas cientificas, invenções, e filosofia? Como planejar uma educação em que eleve a capacidade feminina a se equiparar `a masculina nestas áreas? Mas se os dois gêneros humanos forem concentrados nestas áreas mais “frias” e “calculistas”, a especie humana não perderá algo em termos de humanidade, emoções, sentimentos? Será o ideal da evolução que continue esta diferença para a especie evoluir na sua totalidade?

Muitas evidencias tem indicado que o dualismo de tendencia a ser sistema aberto ou fechado esta’ presente no dualismo “cérebro feminino x cérebro masculino”. Segundo a formula da Matrix/DNA, o nosso ultimo ancestral nao-biologico ( que foi o building block dos sistemas astronomicos), era um ser hemafrodita, com sua parte masculina representada por F4 ( na formula astronomica seriam os pulsares), e sua parte feminina representada por F1 ( na formula em seu aspecto astronomico seria o vortice nuclear). Neste ancestral que tentou ser um sistema fechado perfeito, nota-se que o orgao feminino e’ mais “cerebral”, mais ativo e mais dominante, que a parte masculina, a qual tende a ser um sistema aberto. relata ainda a Matrix/DNA que este ancestral cometeu o grande erro de impor-se o estado super-egoísta de sistema, fechado, justo devido a dominância do cérebro feminino ( neste ponto a lenda bíblica acertou em cheio, pois relata que Eva convenceu Adão a comer a macã do mal, o qual, para nos, foi o ato da parte feminina da formula em dominar a parte masculina para construírem seu paraíso domestico fechado ao mundo, super-egoísta, de onde herdamos o gene egoísta).

Este tipo de psique nos domina ainda hoje, pois as evidencias indicam que o feminino humano tem maior tendencia a se constituir como sistema fechado enquanto o masculino a ser sistema aberto. Assim, a existência do dualismo masculino-feminino imita exatamente a situação de dualismo das partículas fundamentais nas origens do Universo. O feminino parte de uma estrutura ampla como um vórtice espiralado e tende a colapsar-se sobre o próprio umbigo, sobre si mesmo até tornar-se um ponto, enquanto o masculino parte de um ponto e tende a se se expandir até tornar-se um vórtice espiralado tao grande que se dissiparia na inexistência. As duas tendencias são mortais e onde termina um, começa o outro, e vice-versa, indicando que no fundo, os dois são uma unica e mesma coisa. isto é imitado ainda pelo casal no núcleo dos átomos, quando próton torna-se nêutron e nêutron torna-se próton. Estas imitações não são produtos do acaso ou mera coincidências. Estamos na verdade falando em varias formas de um único ser universal, um único sistema natural, estamos falando dos nossos ancestrais, que foram as galaxias, os átomos, as partículas fundamentais… estamos falando da nossa longa caminhada através da nossa evolução universal. Dos tempos em que a consciência existia aqui, porem apenas em estado de potencial latente, como a consciência existe em estado potencial latente no genoma fornecido pelos pais mas ainda não se expressa nas formas de morula, blastula, feto… A consciência dormia nos átomos, sonhava com paraísos na galaxia, começou a acordar nas plantas, despertou nos animais, começou a se levantar nos homens, onde ainda esta em estado embrionário. Vinda do antes do dia do Big Bang, ela evolui para nascer ao depois do universo no dia do Big Birth. Quando todo esse universo material e inclusive seus cérebros materiais, serão descartados, como se descarta a placenta quando ocorre o nascimento.

A experiencia da Historia tem aconselhado que em todo dualismo universal, os dois opostos contem metade de acertos e metade de erros. Será da convivência pacifica e sem dominações que os opostos absorvição os 100% de acertos e rejeitarão os 100% de erros. E isto sugere que a diferença é salutar, porem cada gênero deve procurar discernir os acertos e erros no outro e se dispor a mudar. Esta a lição moral que deve ser mais importante como resultado desta pesquisa: não se trata de competição entre homens e mulheres para saber qual cérebro é mais potente ou mais nobre, e sim de cooperação entre homens e mulheres para absorverem mutuamente o que existe de acertos nos dois cérebros. Para que a consciência – ou seja, nosso Eu superior –  consiga controla-lo e caminhar livre para seu grande destino.

 

As Têtas dos Homens: Quem Explica Suas Existências? A Evolução ou o Intelligent Designer?

sexta-feira, julho 8th, 2011

Eu não me conformo com isso! Para que o homem tem tetas?! Como elas apareceram ali? Nossos ancestrais primatas tinham têtas? Macacos tem têtas? Boa pergunta, se alguém souber me avisa.

Os criacionistas tem uma explicação: “Deus é um artista, faz as coisas com estética. Se já pensou como ficaria feio o torax masculino sem as têtas? Uma pele lisa de cima embaixo, uma coisa pelada, uma visão enfadonha.” – E o criacionista completa: “Assim como Deus pôs as estrêlas no céu que servem apenas para iluminar as noites dos seres humanos, assim êle pendurou as têtas nos torax dos homens…”

E os ateus evolucionistas ouvem essa e ficam chupando o dedo, pois seus cientistas estão a mais de um século procurando uma explicação de onde veio as têtas dos homens (mesmo que seja uma explicação exótica como as dos criacionistas mas que tambem esteja dentro da linha ideológica ateísta), e ainda não a encontraram.

Eu exijo que a Ciência continue procurando nos peitos dos animais ancestrais pois tem que ter um lá no nosso passado que saiu com essa aberração de duas estrelinhas no peito (talvez um porco-espinho meio gay?). Como ficou engraçado e até bonitinho, as fêmeas o escolhiam e assim êle deixou maior progênie o que fixou essa mutação e dominou a espécie (por ser gay era cabeleireiro, digo, espinheiro, e fazia os melhores penteados, digo, espinhados, e foi êle que inventou o penteado punk).

Mas agora falando sério, a unica explicação – ao menos uma explicação que emprega e obedece as leis e mecanismos naturais – que encontrei está na Teoria da Matriz/DNA. Para entende-la é preciso olhar a fórmula universal dos sistemas naturais. (clique na imagem para amplia-la)

As origens dos cromossomas

Esta fórmula iniciou antes do Big Bang na forma dos vórtices quanticos -os quais já possuem em si as sete fôrças brutas que mais tarde evoluiram para as propiedades da vida – e veio evoluindo. Quando chegou ao estágio evolutivo de galáxia estava do jeito que está a fórmula nêsse desenho. A evolução natural funciona como a evolução do computador (tudo o que nós “inventamos” é cópia da Natureza) sendo que os corpos possuem sua parte massificada (hardware) e sua parte energética (software) e existe um processo de feed-back, retroalimentação evolutiva, pois o corpo massificado serve para angariar informações do ambiente as quais passa para o software e êste então tenta construir um novo corpo-hardware mais potente para operar estas informações. O desenho acima é do software sendo que para ver o corpo-hardware tem o outro desenho na primeira pagina do website. Portanto nossa ancestral galaxia – a quem denomino LUCA: the Last Universal Common Ancestor – era hermafrodita. Como a evolução dos sistemas biológicos na Terra – desde os virus ao macaco – tem sido uma tentativa dos seus genes-fótons de reprodução do sistema celeste, mas devido aqui os materiais serem diferentes a reprodução é demasiada mutada, é aceitável que espécies biológicas conservem características dêsse ancestral dominante. Então temos que ver a fórmula como uma Matriz-fractal e as espécies na Terra como fractais derivados dessa Matriz.

O macaco sendo de uma linhagem já muito distante de LUCA esta’ montado com uma junção de fractais: a cabeça se constitui numa cópia e o torax noutra cópia do fractal. Ora, já vimos em outro artigo como a nossa face já estava desenhada no céu. O buraco negro com um buraco grande e outro menor se desdobrou em bôca e narinas, as orelhas conservaram aforma espiral da galaxia, os olhos reproduzem a estrêla da direita e um meio termo entre o opaco planeta mais o pulsar brilhante da esquerda (naquele artigo está até mesmo explicado que a maioria de nós temos olho direito normal enquanto o esquerdo tende à miopia porque na fórmula-Matriz o astro da direita, que é uma supernova, brilha mais portanto trabalha melhor a luz,enquanto o da esquerda, com presença do planeta opaco, quase deixou o ôlho esquerdo cego!).

Se a face foi elaborada encima da fôrma modeladora da Matriz, o torax tambem teria que apresentar algo dos mesmos traços. A primeira e mais marcante herança que o torax conserva da ancestral galaxia está nas costelas, uma tentativa de imitar a forma espiralada da galáxia. Inclusive aquêles anéis de ossos que formam a pilha da coluna vertebral (esqueço o nome dêles) tem a forma exata da Matriz, e portanto, tais ossos tem a forma de um nucleotideo, o qual é outro fractal derivado da Matriz.

Portanto quando o hermafrodita se separou em dois sexos distintos, as duas maquinarias sexuais teriam que estarem presente em cada corpo, mas se o corpo será uma fêmea, domina a parte feminina e a outra fica recessiva, timidamente se expressando. Ora as duas maquinarias sexuais de LUCA era o vulcão do pulsar (macho) e o vórtice negro dentro do quasar (fêmea). Nas mulheres o seio é a cópia perfeita do pulsar… a forma do que lhe dá a sua essência, o vulcão, mas seria seu complemento sexual recessivo . Da mesma maneira, o mesmo mecanismo que no pulsar faz o vulcão ejectar magmas permaneceu no seio da mulher fazendo-o ejetar leite…

Então entenda-se isto: o pulsar é o elemento masculino de LUCA. Mais tarde ele evoluiria para a forma do pênis e ejetando esperma. Então o que ele está fazendo nas mulheres? Ora, Luca era hermafrodita. Seus descendentes conservam suas caracteristicas. Se um descendente achar um bom uso para a caracteristica ela se desenvolve. Foi o caso da fêmea. Se outro não encontrar utilidade na característica, ela se atrofia. Foi o caso do macho. Ás vêzes um traço genético desaparece por algum tempo em algumas espécies e depois retorna em espécies superiores, mesmo que não seja usado diretamente. É o caso da dominancia e recessividade genética. O que explica porque os grilos e os baratos machos não tem têtas.

É interessante notar ainda como e porque a fórmula-software é a causa da interessante simetria nos sistemas naturais: dividindo-se verticalmente a fórmula obtemos dois lados da face da Matriz sendo que uma é simétrica à outra. Isto é evidente no aspecto simétrico das duas têtas. Se não houvesse êsse contrôle da bi-lateral simetria, alguns humanos poderiam nascer com uma têta apenas e situada no centro da testa ou na ponta do nariz, outros nasceriam com três sendo a terceira situada na… (ahhhh… isso fica a cargo da sua imaginação.)

Agora por favor, com a palavra os criacionistas e os evolucionistas. Me expliquem por favor porque raios os homens tem têtas…

Associe-se Para Preparar-se e Mudar o Mundo em 2012

quarta-feira, março 2nd, 2011
The Mission For Every Human Being

The Mission For Every Human Being

Missão: A Transformação da Terra Num Planeta Ajardinado e Fundação de uma só Familia Universal Humana

Estás observando o que está acontecendo no planeta? Revoluções no mundo árabe, o polo magnético da Terra mudando e com outras causas planetárias produzindo os efeitos que nos surpreendem a cada dia na televisão, os segrêdos sendo revelados pela Wikileaks, uma avalancha de novos websites na Internet divulgando mensagens de “sêres extraterrestres” sôbre os necessários cuidados e preparação para as mudanças nas energias sutís e no DNA a nível coletivo (digite os nomes Metraton, ou Archanjo Gabriel, ou “Pleiâdes” no Google e veja os resultados). Até pela primeira vez , mulheres e homens simples tornando-se presidentes! E etc. Por coincidência para essa época existia as profecias e o calendário Maia, tudo apontando para 2012.

Algo muito interessante dentre estas novidades foi a divulgação na Internet de um desenho como uma espécie de diagrama de software que pode ser a fórmula invisível que comanda o DNA e que tem sido usado pela Natureza desde as origens do Universo para conduzir tôda a massa e a energia da matéria a formar corpos e se organizar em sistemas funcionais. É a fórmula do que seria um mundo perfeito, um móto perpétuo funcionando automáticamente como uma máquina, e a evolução consistiria na tendência da Natureza de retirar a matéria do caos na origem e sempre melhorando-a visando êste final estado de suprema ordem. Se a Natureza ainda não conseguiu um ser, um sistema exatamente igual sua fórmula, ela nos serve de incrível ferramenta para consertar-mos tudo o que está errado aqui ( por exemplo eliminar tôdas as causas das doenças), e criar um ambiente tecnológico automatizado, nos libertando finalmente para viver um novo mundo jamais imaginado. A fórmula que foi denominada de “A Matriz/DNA Universal dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais” se encontra sob testes mas já tem provado extraordinária capacidade de previsão e as evidências apoiando sua real existência estão se acumulando e sendo listadas no seu website. Real ou não, são ocorrências como estas que de repente nos faz perceber ou alimentar a esperança de que a nossa sorte depende apenas de um “clique” no lugar certo e no momento da oportunidade.  Nos Estados Unidos e na Inglaterra alguns “antenados” parece terem pescado a oportunidade. Por exemplo, alguns fóruns reunindo intelectuais e cientistas ateus estão debatendo o tema e questionando o autor enquanto alguns pastores da igreja americana saíram correndo a alardear que o autor teria sido inspirado por Jesus Cristo, que a tal “Matrix/DNA” seria a fórmula de Deus em Sua criação e criaram websites como “The emergence of a new cosmology”, ou “The Divine Matrix” conclamando os criastãos a assumirem a fórmula antes que os ateus a utilizem para o ateísmo como fizeram com a teoria da evolução. E aqui me pergunto: se nada vai me custar, porque não embarcar na onda do momento, que ao menos, é alegre e emocionante?

Mesmo para um cético como eu, alguns acontecimentos cujos fatos não há como duvidar, estão chamando nossa atenção. Por exemplo, de repente todos os povos de todos os países torceram pelos manifestantes nas ruas e ficaram indignados com as agressões sôbre êles. Várias outras ocorrências atuais parecem sugerir que de fato está havendo uma mutação psicológica a nível do DNA mundial: o gene egoísta perdendo o domínio e em seu lugar emergindo com forte expressão um gene altruísta. A aura manifestada por êste novo estado do consciente coletivo parece estar reforçando a justiça na Terra, denunciando as tramas, derrubando os ditadores, espalhando a democracia…

Sem nos basear-mos nas revelações  que não podemos comprovar mas sem perder a oportunidade dos bons efeitos do que está ocorrendo e sendo comprovado, vejo surgir a grande oportunidade de nós mesmos – independente do que possa estar ocorrendo em dimensões não observadas –  fazer-mos com que a melhoria da vida de todos aconteça de fato. Podemos mandar a realidade atual indesejada para os sonhos do passado e tornar os nossos sonhos de melhoria no futuro, em realidade aqui e agora. Se todos unidos tiver-mos a vontade e fizer-mos um esfôrço para que o gene altruísta finalmente tenha um bom parto, nasça e se afirme para sempre… pela primeira vez na Terra todos ganharão sem que seja necessário alguém perder. Vamos ver como isso poderá ser feito. 

Desde o momento em que nascí até agora, não houve um momento sequer em que eu estava onde queria estar, fazendo o queria estar fazendo, sendo exatamente do jeito que eu queria ser. Faça um teste agora mesmo contigo, mas com honestidade, e me diga: Você está agora onde queria estar? De verdade?! Você está agora fazendo o que queria estar fazendo? Você está agora como queria estar, ou seja, só ou com as pessoas que querias do seu lado? Seus musculos, seu corpo, estão na medida ideal que te satisfaz e funcionando tudo muito bem? Tudo certo na sua familia? Na sua casa, no seu país, no seu planeta?

Se estiver tudo certo não perca tempo continuando a ler isto, mas se algo precisa ser mudado não perca esta oportunidade.     

Eu acho que a maioria está mais ou menos na mesma situação que estou, que sempre estive. E isto tem que mudar. Podemos fazê-lo? Ora, e o que de mais sensato existiria para fazer justo agora, senão estar tentando as mudanças para melhor?

Pense assim: “O meu bem-estar vem em primeiro lugar. Sou humano(a), herdei o gene egoísta sem o pedir, e não sou nenhum santo super-homem para ser sacrificado como Jesus Cristo, nem uma heroína como Joana D’Ark. Mas meu bem-estar depende que todos os seres humanos ( com excessão dos inimigos e agressores de seres humanos), estejam em seu bem-estar também, e depende ainda de que o meio-ambiente geral esteja modelado exatamente para meu confôrto e segurança total. Pois se tiver alguem mal, chorando, reclamando, ameaçando-me e ao meu espaço e patrimonio com algum tipo de agressão, e até mesmo guerra, ou porque está doente, ou porque está na miséria, ou porque alguma coisa mais, eu não vou poder estar em paz e feliz mesmo que esteja no tôpo do mundo.

Se no lugar que estou o clima não é perfeito, ou se o futuro estiver inseguro porque eventos por acaso catastróficos possam ocorrer a qualquer momento,  se porque o ambiente está contaminado de criminosos, ambiciosos inescrupulosos, ou ainda contaminado por outro tipo de elementos, bichos, virus, etc…, eu tambem não estarei em paz e confortavelmente instalado.

Pondo a coisa desta maneira meu maior desejo é que o mundo seja um tipo de Paraíso do Eden ( não como era o imaginado para Adão e Eva, com leões vindo lamber suas caras pedindo afago e serpentes se enrolando para servirem de seus travesseiros, mas um mundo sem Internet, aviões, massmallow e dôce de abóbora, não dá…). Mas nossa experiência de vida e nosso atual conhecimento de como o mundo é e como ele tem funcionado até agora, sugere que um mundo perfeito seja impossível (psiu!.. não diga isso para a Natureza, deixa ela iludida continuar tentando sua fórmula, pois se ela souber a verdade ela pára com a evolução).

Pode ser impossível mas o mais próximo possível dêle deve ser buscado, e pelo que a Humanidade está fazendo agora, ele está sendo buscado. A coisa mais inteligente que um individuo tem a fazer na vida é descrever uma grande meta, muito elevada mas possível, e alimenta-la sempre, isto o manterá sempre com ânimo para o seu progresso. Ao nível dos sonhos, é bom imaginar um quadro de sua vida como seria seu paraiso ideal, por esse quadro imaginário flutuando acima de sua cabeça,  como a estrêla-guia que orientou os caminhos dos reis magos. E enquanto está patinando prisioneiro na superficie dêste planetinha perdido, sempre que puder arrume um tempinho para dirigir seus atos na direção de construir aquele quadro e tornar o sonho em realidade, começando na base do tijolo em cima de tijolo, como a criança põe suas moedas no porquinho pensando que assim vai ser rica. Claro que ele vamos morrer sem nunca terminar sua construção, nunca alcançar o alvo final, mas assim teremos um grande ideal, em que se ocupar até na velhice, e nem veremos a morte chegar… ocupados que estaremos. E ainda pode-se pensar que a morte tambem pode ser um passo na direção da realização de seu sonho.

Deixando o grande sonho de lado por um momento, vamos pensar nas respostas para as três perguntas acima. Onde eu queria estar justo neste momento? Tomando cerveja no calçadão de Paris? Fazendo o que? Bem… isso é segrêdo seu, não se alarme que não vou revelá-lo aqui. E a seguir esta pergunta: existem os recursos  no Universo que poderiam fazer isto ser real? Certamente a resposta será “sim”. Então, se existem os recursos no mundo para que você pudesse estar agora onde queria estar, fazendo o que queria estar fazendo… porque estás no lugar errado, fazendo o que não gosta, vivendo insatisfeito(a)? Corra atras dêles, de uma maneira ou outra, os recursos são reais, existem, e se não pode obtê-los, existe outra fórmula que pode ajuda-lo: a união faz a fôrça e move montanhas!

Devido ao gene egoísta não estávamos acostumados a ver esta solução. Para a falta dos recursos materiais as explicações eram muitas e diversas. A primeira que surge é culpando os ricos, os politicos, os malvados e errados dentro de casa, da vizinhança, do trabalho, da escola, do planeta. Todos os espaços da Terra em que daria para viver bem já tem donos, o dinheiro está sumido em poder dos bancos, nos bolsos dos parasitas, etc., e você nunca consegue pegar a quantidade que está precisando.

Mas raios! O planeta tem muitos recursos naturais, todos os minerais que precisamos, uma fartura de tipos de aimentos saborosos, lugares com paisagens paradisiacas… e quem domina tudo isso, quem atua sôbre tudo isso, são… seres humanos. Homens e mulheres, tais como você. Você é um humano? Então é você quem é o(a) responsavel pelo jeito que as coisas são e estão aqui,  é você enquanto humano, o elemento fundamental que forma e constitui a Humanidade. Não são as girafas nem as formigas que estão aí controlando tudo, elas diriam que é você quem o está fazendo.

Então qual o problema, porque é que está tudo errado para você neste momento? Porque existem milhões, bilhões de outros humanos que são os culpados? Porque existem muitos elementos e forças no meio deste planeta que não consegues controlar, pois acontecem por acaso e contra sua vontade?

Então vamos focalizar estes dois problemas. O que existe em comum  ou diferente entre você, seu corpo, sua forma de pensar, seu imaginado paraiso ideal, e os outros humanos, seus corpos, suas formas de pensar, e seus diferentes tipos de paraisos imaginados?

Se está tudo errado é porque está tudo diferente entre você e o resto dos humanos. Ao menos o está, entre você e os poderosos, ou entre você e a maioria dos que vivem à sua volta.

Se está tudo meio-errado, meio-certo, os outros seres humanos se dividem em metade normal e simpática para você e metade anormal e indesejavel, que precisam mudar. Ou então a maioria é igual a você, mas uma minoria no poder é a errada, a diferente.

Se está tudo certo para você… bem, nem vou pensar nisso porque se para você estivesse tudo certo você não teria chegado lendo isso até êste ponto.

Em que os outros, o resto do mundo, são diferentes de você? Ou ao menos a maioria? Ou ao menos os que tem poder? Nasceram com mais sorte, com herança, boa familia, corpo saudavel e bonito, têm muitas oportunidades, são lembrados e chamados para as coisas boas… e você não nasceu com tudo isso? Ou então existe a maioria dos diferentes porque nasceram em piores condições que você, sem a exemplar educação e ensino de uma familia como a sua, etc.? Êstes nascimentos diferentes do seu explicam as diferenças e é exatamente por isso que pensam de maneira tôda errada? Ou eles pensam tudo certo e você, devido às dificuldades e carências de infancia, o lugar inadequado onde nasceu, criou muitos problemas afetando sua eficiência na vida, te conduziu a muitos vicios que não consegues vencer, de maneira que você é quem está sempre pensando o errado e êles, o certo, como tem demonstrado os tombos e caídas que tens levado, com suas lições da vida?

É muita gente no mundo e praticamente todos estão distantes, você não entende e nada sabe direito sobre os “outros”. Como eles estão agora? Quantos estão onde queriam estar e quantos não estão? O que estão pensando ou por falta de informação, deixando de pensar? Que tipo de mundo ideal este pessoal imagina em suas cabeças? A maioria quer ganhar dinheiro para montar um “boteco” bem lucrativo na praia? Êste é o sonho maior dêles, ou um sonho reduzido às possibilidades do mundo?

Acho que estas são as mais importantes questões para as quais precisamos de respostas agora, já que esta vida tem ser mudada, de um jeito ou de outro. Em que somos diferentes, o que estamos pensando, o que cada um de nós está querendo?

Felizmente hoje existe a Internet. Ela pode funcionar por baixo de todos os poderes, basta ver os casos do Wikileaks, as recentes vitórias sôbre ditadores no Oriente Médio, etc. Não estou aqui pensando em revoluções contra ninguém, mas tenho descoberto que temos na Internet o veículo exato para ter-mos estas respostas, e talvez, até uma união planetária fazendo algo junto. Como estamos fazendo a Wikipedia, etc. A Internet tem ainda a propriedade do anonimato e isto faz com que pessoas confessem desejos intimos publicamente. Meninos dizem se preocupados porque estão achando que o pipi parou de crescer, meninas divulgando que acham que estão grávidas… coisas que não falam nem com os amigos. Então porque não o fazemos, porque não usamos a ferramenta ideal que caiu em nossas mãos? O prêmio final seria espetacular: você vivendo onde está desejando viver, fazendo o que desejaria estar fazendo, junto com quem você se sente bem, com o poder cientifico e tecnológico muito maior a seu serviço também e não controlado em poder de estranhos! Te tornarias de repente como um(a) bôbo(a) alegre… rindo á tôa! Para o resto da Vida!

E se descobrir-mos que a grande maioria, a quase totalidade, inclusive muitos dos ricos, dos politicos, dos favelados que se tornam bandidos, dos muçulmanos, etc., estão todos insatisfeitos, e os três ítens principais – estar onde queria estar, fazendo o que queria estar fazendo, rodeado por quem queria estar rodeado – tivessem planos e gôstos muito parecidos com os seus? Afinal o que mais temos em comum, nós, todos os seres humanos, em essência, na mais intima das intimidades, é o… DNA! E êsse DNA, tanto o dos outros, como o nosso mesmo, ainda é um grande mistério, não sabemos de onde veio e a que veio. E pessoas que o estudam tem dito que tôdas as cópias do DNA, esteja onde e em quem estiver, tem tôdas elas um unico e mesmo supremo objetivo. Até dizem quais as metas incubadas nêsse supremo objetivo: sobreviver, se alimentar, se reproduzir e sempre em maior numero, se acomodar confortavelmente no mundo fisico…

Isto aí não está parecendo o seu quadro do paraíso? Ao menos nas suas condições básicas, não está tudo igual? Então se a nível de DNA, desse denominador comum em todos nós, não existe diferenças, quem disse que a nível de cabeças, de mentes, de maneira de pensar, somos todos muito diferentes um dos outros? Teria as diferentes experiências de vida de cada um sido tão fortes que teria conectado os neuronios nos cérebros todos de maneira muito diferentes? O politico que hoje age como felino sagaz e não resiste a uma corrupção, é maioria nos congressos, ou é minoria? É um incorrigivel inimigo da Humanidade, ou… foi educado de maneira errada, ou está sendo forçado a fazer o que faz, pois teria no fundo da mente desejos parecidos com os nossos? E mudaria se nós mudássemos? A mente humana teria se desviado demasiado do comando de instruções invisivel que salta das conexões das moléculas em nosso DNA? De maneira que nossos egoísmos fôssem tão diferenciados que mesmo querendo montar uma unica máfia na terra, não conseguiriamos? Ou que nossos altruísmos sejam tão diferenciados que nunca existiria uma ONU de todos capaz de aprovar uma decisão comum?

Acho que não, que nossa natureza, e a mente de todos estão a nosso favor. Me baseio em casos como agora, em que o mundo todo se levanta e reclama contra o Coronel Kadhafi e a favor do povo líbio. A maioria está se sentindo mal com a carnificina, inclusive bandidos nas cadeias estão revoltados, politicos que estão nos bordéis fazendo discursos sérios contra o ditador, até vejo prostitutas nas igrejas rezando e pedindo para Deus intervir e terminar com aquilo. Nem vou citar a enorme avalancha de sites que estão aparecendo a cada momento dizendo que estão trazendo mensagens de outros planetas, de um certo Metraton, outro Archanjo Gabriel, do povo das Pleiades, etc., com instruções para que saibamos como se proteger e bem usar as novas energias dos eventos cósmicos que estariam ocorrendo, os mesmos que foram profetizados pelos maias para 2012…  E para não falar de movimentos propondo novos tipos de sociedades, que realmente estào levando a coisa a sério e construindo cidades modêlos, como o Z…. Talvez até êste chamamento que estou escrevendo agora esteja sendo inspirado por algum anjo invisivel nas minhas costas… Se isto tudo for verdade, estamos no momento certo! Existe um alto potencial de altruísmo no sangue que está correndo nas veias da Humanidade e precisamos desentravar essa fôrça, dirigi-la no sentido em que todos vivam melhor, fazendo melhor e rindo com mais felicidade. E temos a Internet para fazer isso, aqui e agora…   

Então é possivel que uma grande investigação, com um amplo e eficiente questionário, nos desse a resposta para aquela urgente suprema questão sobre o aqui e agora, e a resposta nos surpreendesse: estamos todos, a quase totalidade, querendo a mesmas coisa! Não é que hoje, uma quarta-feira com o sol do meio-dia, todos queriam estarem numa praia ensolarada, comendo e bebendo do melhor, e com a pessoa, ou pessoas que mais apreciam: não, a maioria respondeu que querem tambem isso mas para os finais de semana, não conseguem esquecer que hoje é dia de fazer algo util para avançar em seus objetivos, e portanto queriam estar mexendo, fazendo, aprendendo, trabalhando! Claro, fazendo o que gostam de fazer.

Se a maioria tivesse tivesse um padrão comum com poucas variações do mundo desejado, o próximo passo seria saber detalhes, exatamente onde queriam e como estariam fazendo o que? Acho que encurtaria tudo se pulássemos para o nivel do imaginário de todos, pedindo que cada um descreva seu objetivo final, seu tipo de paraiso desejado. Com todos os quadros em mãos, ou sôbre a mesa, começariamos a fazer comparações entre o nosso e os dos outros e dos outros entre si. Surgiriam muitas perguntas, criticas, até agressividades, do tipo: “Mas quem iria se f… produzindo as coisas que você estaria consumindo?”… E isto serviria para cada qual ir dando uma burilada nos seus quadros, ajeitando-os para se conformarem com problemas que não haviam pensado. E quando alguem dá uma mudada no quadro final, tem que vir para o aqui e agora e dar alguma mudada no que está fazendo e na sua idéia do que queria estar fazendo, onde queria estar, e com quem queria estar.

Existe hoje a Internet para se fazer isso. Só não participaria quem é masoquista, se conformou que vai ser infeliz pelo resto da vida porque o mundo não tem como ser mudado. Criacionistas antiquados diriam que o mundo é assim por que é a vontade de Deus que quer que soframos. Espiritualistas diriam que êste é o karma. Radicais inimigos dos povos diriam que somos comunistas, anarquistas, idealistas, que êles são os donos, superiores e sabem que o mundo assim é o melhor. Mas êstes grupos hoje constituem a minoria e vão sempre serem inúteis para as grandes causas da Humanidade. Por outro lado, os humanos normais, aqueles que entenderam que o nosso mundo sôbre a terra, com as cidades, as estradas, as fazendas, etc., foram feitas por humanos, e que “eu sou o humano que faz”, seriam os mais animados participantes e motivadores.

Resta o segundo problema: o mundo externo e seu poder sôbre nós. Uns dizem que o mundo natural, externo ao nosso corpo, está muito mal desenhado, mal projetado e as coisas acontecem por acaso sem nosso controle. Outros entendem que o mundo natural na superficie do planeta e até no cosmos que nos rodeia é muito rico em recursos, nós temos a inteligencia suficiente, então é só desenvolver mais a Ciência,  e aplicar êsse conhecimento na tecnologia… e portanto seria facil controlar tudo e instalar o final quadro do paraiso mais votado pela maioria.

Tambem estes dois pontos de vista, opostos entre si, se dialogados, poderiam se tornarem um unico ponto de vista e maneira de visão, e tipo de motivação, senão para todos, ao menos para a maioria.

Mas vamos por fim supor que as opiniões fossem tão diferentes, supor que nossos cérebros estejam tão diferentemente produzidos, que não haja acordo em quase nada. Ainda assim haveria a possibilidade de você encontrar o seu grupo, um numero surpreendente de afins, cujo grupo chegasse ao mesmo desejo de: “Ora, se os outros não querem, vamos separar um espaço para nós, unir-mos forças, cada dia por um tijolinho, e ver no que vai dar…”

Mesmo com essa não muito otimista solução acho que ainda vale a pena participar disto aqui. Você dificelmente teria sua vida prática aqui e agora mudada, dificelmente iria conseguir estar onde sempre desejou estar, fazendo o trabalho e o hobby que sempre desejou fazer. Mas as coisas erradas que existem aqui e agora, os obstáculos que estão sempre no seu caminho, diminuindo seu bem estar aqui e agora, teriam menas forças sobre ti. Porque o aqui e agora perderia muito de sua realidade crua e indesejável, sua mente estaria em outro lugar, vivendo um sonho, mas não um débil e solitario sonho de uma pessoa só, e sim um sonho coletivo, um sonho em grupo, um sonho em que te daria imensa satisfação. Te daria a oportunidade de saber que existem, onde estão, o que estão fazendo, as suas almas intelectuais-gêmeas, que estarão sempre presente no seu sonho. E terias pressa para terminar o que estás fazendo que não queria estar fazendo, para ir fazer o que gostas de fazer, e estar onde te sentes bem: na Internet vivendo e convivendo com os seus, onde o sonho é a realidade, aqui e agora. E ainda, como gorjeta, poderia até estar vendo a cada dia mais um tijolinho construindo o seu paraiso final, o qual pode chegar na metade, o suficiente para estar a apto a recebe-lo(a) enquanto ainda estiveres com Vida.

Vamos dar continuidade a esta idéia? Porque não participar, ao menos, no inicio, só observando?

Então para não deixar a coisa esfriar e para já experimentar uma maneira de como a coisa pode evoluir, vou dar os primeiros passos, informando resumidamente os quatro ítens: onde eu queria estar agora, o que eu queria estar fazendo, com quem eu queria estar, e por fim, o quadro resumido do que penso ser o tipo de paraiso ideal.

Vamos lá? Mas se você ler eu informando o meu, não seria muito honesto de sua parte não informar o seu. Ok?

Então vamos lá:

ONDE EU QUERIA ESTAR JUSTO AGORA.

Bem, eu queria estar no meu tipo de Paraiso Perfeito, é óbvio. Mas ele não existe, então tenho que reduzir minhas pretensões. Então eu queria estar trabalhando numa grande universidade meio isolada no campo, como professor ou apenas cientista pesquisador, e ter uma casa perto da universidade. Uma casa simples, pequena, sem luxo e sem nada supérfluo (odeio quando vejo recursos naturais, e trabalho, energia, da humanidade, desperdiçados em supérfluo, pela luxúria e vaidades). Mas com um quintal grande, com árvores, e um galpão com oficina e um laboratório. O imprescindível na casa seria uma sala tôda de vidro com visão para o jardim e a rua, grandes venezianas para serem abertas, com uns quatro computadores, boa Tv, onde passaria a maior parte do tempo livre, procurando informações na Internet e participando de debates, tele-conferências, etc. Alguem mais viveria na casa? Quem? Bem, não estaria casado. Ainda tenho esperanças na sagrada familia como pensou Jesus Cristo, onde todos são pais, irmãos, filhos… e esta familia nuclear é o maior empecilho para se chegar à Sagrada Fmilia. Mas seria bom ter mais gente, com comportamento e gostos mais ou menos iguais, talvez alguem da familia, e/ou outros que frequentassem a universidade. Participaria como voluntário de algum grupo que prestasse serviços na vizinhança, como por exemplo, ir fazer massa, assentar tijolos, ajudando um vizinho que precisasse fazer uma casa, uma garagem… e o grupo tambem prestasse socorros em ocasiões e áreas de calamidade publica. Adotaríamos uma cidade bem pobre do terceiro mundo, e em reuniões, vendo vídeos do lugar, estaríamos tentando melhorar a vida daquelas pessoas. Uma viagem de duas semanas de férias (uma urbana, como Paris, Veneza, outra para a natureza, como as Bahamas, um hotel-fazenda…) a cada seis meses. E se a NASA precisasse de um voluntário astronauta suicida para uma nave que iria muito longe prometendo grandes conhecimentos para a humanidade, mas que a nave nunca mais voltaria, eu iria sem problema nenhum… Algo mais? Acho que por ora basta.  

Bem, com isso, resumidamente expliquei onde queria estar agora e acabei já respondendo a segunda questão: O QUE QUERIA ESTAR FAZENDO AGORA. E acho que tambem respondí a terceira questão: COM QUEM QUERIA ESTAR AGORA. O pessoal da universidade, alguem da familia, o grupo de trabalho voluntário, as pessoas na Internet…  

 Não seria realmente feliz, pois isto não resolveria os problemas dos outros e estaria ainda débil, sujeito aos vários tipos de tragédias, desde terremotos, virus, pragas, agressores externos, etc. O desenvolvimento rápido que preciso não seria rápido, estaria lento demais como agora e desviado dos meus objetivos. Desenvolvimento da Ciência e tecnologia, para a  busca de conhecimento, de poder sôbre a matéria, para a aventura no Cosmos, levando uma mensagem amistosa para outros seres do Universo, tudo isso mais focalizado em responder as grandes questões da existência, hoje e com esta sociedade está tudo desviado. A Ciência e a tecnologia é financiada por quem visa lucro pessoal e poder sôbre seres vivos.

Então, alem de estar vivendo e fazendo e convivendo no nivel descrito acima, eu teria um sonho oculto para o qual estaria tentando fazer algo tambem. Portanto, falta a quarta questão: QUAL É O MODÊLO DO SEU PARAÍSO PERFEITO?

 Se não existe nada parecido com o Paraíso Ideal, temos que começar a construí-lo. Isso é ridículo, nunca vou conseguir sair do começo. Mas existem os recursos naturais para fazer um lugar bem parecido com o perfeito. O que falta? Gente. Isto seria resolvido se houvesse mais gente com a mesma idéia e vontade. Então estou dando o primeiro passo: este chamamento e questionário é para averiguar se há gente. Muita gente tem sonhos de fazer seu paraiso no estilo de mansão dentro de uma vila, e alguns o conseguem, mas não é este o tipo do meu paraiso. Preciso da gente certa. Então lançando este chamamento e este questionario, estou exatamente fazendo a coisa correta. Quando resolver esse problema da gente, teremos que escolher um espaço, mesmo que seja apenas para o protótipo, e já ir debatendo o modêlo do que começar a fazer no espaço.

 Bem, no meu modêlo de Paraíso para esta forma ainda pouco evoluída humana, resumindo tudo, eu queria que a Terra fosse um planeta ajardinado e automatizado, tôda a produção feita por robôs. A Terra seria como nossa casa, para vir-mos descansar nos períodos entre as viagens exploradoras espaciais. As cidades seriam na forma do estádio do Maracanã, com três niveis, três andares, sendo que no ultimo andar era só para os trens elétricos. De qualquer ponto dos niveis abaixo poderíamos pegar elevadores para o terceiro nivel e ali pegar o trem para ir a qualquer outro ponto da cidade. No campo do meio da cidade teria  a praça, o jardim, um templo para tôdas as crenças meditar ou rezar ou pular ritual, sem fazer barulho importunando os outros, o clube social, os parques para as crianças. No nivel de baixo seriam as moradias, casas/apartamentos iguais para todo mundo, mas cada moradia teria uma extensão muito grande como quintal, na área externa do estádio, uma área de alguns alqueires, onde, aí sim, cada qual faria suas coisas diferentes, poderia criar animais, plantar algo, um bosque, ou até mesmo fazer um buraco até o nucleo da Terra para assar seu churrasco na brasa natural…, o direito de cada um seria respeitado na sua propriedade. Claro que a forma esférica da cidade obrigaria que tanto as casas como êsse grande quintal fossem na forma triangular, mas isso se resolveria. Depois do circulo da area dos quintais, viria a avenida circular onde seriam permitidos os carros. depois da avenida seria o anel das industrias, etc., e depois a área agricola. A base de chegada e lançamento das naves espaciais seria muito importante. Estradas, carros, só depois do anel rural. No segundo andar, as escolas, as universidades, os serviços publicos (todo trabalho braçal e rotineiro feito por robos) e os stands da cooperativa social (não haveria comércio privado, nem bancos privados, etc), de onde uma pessoa na sua casa veria os produtos numa tela, apertaria o que escolheu e os produtos viriam através de dutos cair direto na sua cozinha, ou se fôsse um frago assado, cairia direto no micro-ondas.

Eu queria que o lugar tivesse uma gigantesca oficina com todas as ferramentas e instrumentos de trabalho e transformações existentes, e depósitos com todos os elementos e substancias naturais, muitos trazidos de outros planetas. Que tivesse um gigantesco laboratório como bancadas para todos os tipos de pesquisas cientificas, desde as relacionadas ao microcosmos até a que estaria procurando melhorar as sondas e naves espaciais com telescópios para ver o macro universo. No segundo andar uma grande área de escolas e universidades tendo todos os tipos de cursos de maneira que qualquer um poderia escolher a sala e entrar e sair quando quisesse: não teria valor os diplomas, e sim o conhecimento real. Mas o importante em todos estes lugares seriam as pessoas ali, nenhum inimigo, nenhum adversário, nenhum mal comportado, todos muito bem relacionados.

E à Noite? E nos finais de semana? Bem… aí a vida séria, o compromisso social, e o grande ideal, teriam um “break”. Lunch time, pessoal, que ninguem é máquina, ninguem é de ferro. Um grande clube de campo, quase uma fazenda, ou mesmo no campo central ou fora mas não distante da cidadela, na área verde que existe bem próximo á beira do mar. Uma noite linda, estrelada, clima temperado, bastante ar puro… salão de jogos, piscinas, quadras de todos os esportes, bares com cerveja por todos os lados, sem empregados, cada qual serve-se o que quer, e discotecas, com mulheres apenas de bikini dançando nos palcos, em volta daqueles mastros, e eu pudesse subir nos palcos, dar um agarro nelas… a não ser que houvesse um “love”especial ao lado. Mas sem fazer publicidade de casal, de sub-grupo, sem coxixos no ouvido, ninguem alardeando sua condição sexual, em local publico. Ok, se alguns querem estar na diversão como casal então teria a área restrita para êles, não podem ir agarrados na área dos solteiros. Teria as áreas para crianças, criança quer viver com criança, jovens querem viver com jovens, idosos se dão melhor com idosos… Nesta sociedade todos os adultos se sentiriam responsáveis pelo cuidado, provisão e proteção de todas as crianccas, por isso, os pais seriam mais livres. Como sou muito intelectual, queria ter pessoas intelectuais pragmaticas em rodas de sentados ao ar livre tomando cerveja e trocando idéias. Com garra: “Vocês criacionistas são todos uns bocós, a Terra de seis mil anos é a maior besteria que já ouví…” – “E vocês evolucionistas e céticos são todos uns deprimidos, a sôpa primordial inventando a extraordinaria engenharia do DNA, do código genético… é a maior besteira que já ouví…”.  Tudo numa boa, no outro dia o pessoal da bancada cientifica procurando evidencias para o Intelligent Designer estaria conversando e trocando idéias com o pessoal da bancada cientifica tentando reproduzir o Big Bang…”

Tá tudo pensado ( ou quase tudo), tenho os desenhos feitos na cabeça. Claro que, depois de comparado e debatido com as idéias dos outros, êsse projeto provavelmente mudaria tanto para melhor que ficaria quase irreconhecível.

Bem… aí está o primeiro e rápido esboço onde minhas confissões íntimas foram postas no livro aberto que é a Internet.

E então, que tal? Estou louco de ansiedade para saber do seu sonho, quem é você, o que pensa. E se gostar, ajude a espalhar isso. Enquanto isso estarei…

Esperando… esperandooooo….

Louis Morelli é autor de “A Matriz Universal dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais”, exposta em http://theuniversalmatrix.com

Da Força Invisível dos Sistemas Naturais Surge a Complexidade

terça-feira, agosto 24th, 2010

Há 10 bilhões de anos atrás, tôda a natureza universal se resumia a uma nebulosa informe de átomos, leves, simples. Passado êstes dez bilhões de anos, a nebulosa se transformou em cavalos, macacos e homens, dos mesmos átomos. Não pense nisso, pois este tem sido o maior pesadelo para os pensadores em todos os tempos. A não ser que… o pesadelo tenha terminado porque a trama tôda foi descoberta. E o responsável, desmascarado.

Será que – se reproduzir-mos aquela nebulosa no espaço sideral – e misturar-mo-la de tôdas as maneiras possíveis, e depois misturar-mos as misturas resultantes, fazendo isso por outros dez bilhões de anos, vamos obter cavalos, macacos e homens? E auto-consciência? Ou iríamos obter outras coisas inimáginaveis, muito complexas?

O fato é real. Aconteceu. Temos aí os macacos para todo mundo ver e comprovar por si próprio. Naquela nebulosa só existiam quatro ou seis tipos de átomos, os chamados leves, porque só formam gazes, como o hidrogênio, o hélio. Os átomos mais evoluídos, pesados, com mais de seis prótons e elétrons só foram formados depois, quando da nebulosa surgiram as estrêlas. Naquêles gazes estavam os macacos, os cavalos, os homens de hoje, fragmentados em seus rudimentos materiais. Mas como?!

Estavam lá, todos os ingredientes, os princípios, os mecanismos, os processos, que hoje existem no corpo humano. Porque a Natureza não é mágica. Ela não pode criar algo do nada.

Os modêlos da Teoria da Matriz Universal/DNA nos levaram a descobrir como uma arquitetura natural ganhou um grau a mais de complexidade. Era tudo o que precisávamos saber. Sabendo como foi um passo, sabemos como foram todos os outros, porque são todos iguais.

A solução do supremo mistério estava num conceito: sistemas. Um novo sistema natural se forma quando vários diferentes sistemas formados anteriormente se juntam por atração simbiótica e tornam-se partes de um único novo sistema. Ora haviam seis tipos de sistemas anteriores naquela nebulosa, seis tipos de átomos, era tudo o que precisava para da nebulosa surgir não um novo átomo, um sétimo átomo, mas sim um novo tipo de sistema nunca surgido antes. Assim a nebulosa tornou-se uma massa composta de fragmentos, todos idênticos. O novo sistema chamava-se “astro”.

 Mas teria piorado a situação para cavalos e homens? Pois para êles aparecerem no mundo 10 bilhões de anos depois, seria muito mais conveniente uma sôpa primordial rica com variedade de ingredientes que uma massa homogênea que nem sôpa conseguia ser. Ledo engano. O novo sistema continha um segrêdo poderoso: Ciclo Vital! E isto criou da simplicidade singular daquêle princípio, da nebulosa de um unico ingrediente, uma nova nebulosa portadora de grande diversidade de novos sistemas. A História que iria no futuro produzir cavalos, estava salva e continuava sua marcha.

O flagrante em que descobrimos a Natureza trabalhando na surdina e na escuridão da noite aconteceu justamente quando pegamos um astro imóvel, parado no espaço, sideral. Mas movendo-se em relação ao tempo. Como isso é possível? E em que isso cria do nada um novo grau de  complexidade?

Sistema é um conjunto de partes diferentes conectadas num circuíto simbiótico. As partes não ficam imóveis num sistema. Quando menos moventes, elas vibram. E assim emitem radiações pelas quais perdem fragmentos de si mesmas. Os fragmentos podem ter dois destinos. Primeiro: partes que não são vizinhas num circuíto se misturam e formam novas menores arquiteturas, as quais são diferentes de tôdas as partes. Um exemplo disso é como surgem os tumores no corpo humano. São novas arquiteturas diferentes de tudo que existia antes no corpo e de todas as partes que constituem o corpo. Segundo: os fragmentos se misturam mas não se conectam, arquitetura não é constituída, perfazem uma substância radioativa etérea, abstrata, como um campo magnético.

Acontece que estas novas arquiteturas e/ou substâncias se constituem em novas informações que não existem em nenhuma das partes. Por isso dizemos que um sistema é formado pela soma de tôdas as informações de tôdas as partes, mais uma pequena quantidade de informações que excede a soma de tôdas as partes.

Existem tumores malignos, tumores neutros, mas também existem os benignos. E justamente um novo sistema possuidor de um tumor benigno pode salvar o sistema de um ambiente em colapso em que contra-informações eliminam tôdas as suas simétricas informações, menos aquelas que não existem no ambiente. Um exemplo? Quando um meteórito imenso caiu na Terra e levou a biosfera ao seu colapso, dinossauros desapareceram porque dinossauros possuíam em seu corpo as mesmas informações que constituem a biosfera. Mas havia um réptil menor, denominado cynodonte, cujo corpo, por uma anomalia, havia desenvolvido uma espécie de tumor: os ovos que todos os seres vivos antes dêle e até os maiores que ele, como os dinossauros, botavam fora, ficaram entalados em seu corpo e fêz crescer uma nova protuberância, que mais tarde se tornaria o sistema reprodutor mamífero. O cynodonte salvou-se.

Restam ainda três proposições feitas aqui anteriormente, a serem esclarecidas. Como o astro primordial apresentava um ciclo vital? Como pode um corpo parado num ponto do espaço estar se movendo em relação ao tempo? Como uma unica espécie de sistema natural, um unico cêpo primitivo comum, pode reproduzir-se numa imensa variedade de novas espécies?

Vamos ver um exempo conhecido por todos de como um unico sistema forma um novo diferente sistema. O sistema unico que vamos usar como exemplo é… você. Isso mesmo: “vósmicê”, em pessoa! Você é um corpo formado de partes conectadas entre si cada qual executando uma função diferenciada e todas ligadas a um nucleo central, denominado “cérebro”. Logo você é um genuino sistema. Mas seu corpo apresenta uma particularidade interessante: êle muda de forma a cada segundo, pois a cada segundo morre ao menos uma célula a qual é reposta, porém, óbviamente a repositora será diferente em algum minimo detalhe da ancestral, já que não existem duas células exatamente iguais. Quando ao invés de observar-mos seu corpo em termos de segundos, expandir-mos o tempo dos intervalos das observações para anos, veremos como as pequeninas mudanças invisiveis acumuladas produzem grandes mudanças visíveis. Assim seu corpo é, numa observação, uma massa informe chamada “mórula”, noutra observação uma blastula, depois um feto, um embrião, um bebê recem-nascido, uma criança, um adolescente, um adulto, um idoso, e… desculpe-me… um cadáver. Que enorme diferença existe entre um bebê chorão e um adulto campeão da maratona olimpica… claro, daquela realizada em casa, apenas entre a familia. A diferença entre as fotos de um bebê e de um adulto humano é tanta que um hipotético extra-terrestre feito de ferro e aço e uma unica forma fixa, jamais acreditaria que as duas fotos são de um mesmo unico individuo. 

Mas os seres humanos criaram um novo sistema, natural, ao qual denominamos, sistema familiar. Um sistema familiar exemplar, perfeitamente funcional como sistema, completo, teria que ter no minimo sete formas de corpos humanos: a mulher gravida (garantindo a re-criação), o bebê ( garantindo a perpetuação), a criança ( garantindo o crescimento), o adolescente (garantindo a maturação) o homem adulto (garantindo a manutenção), o idoso (garantindo o armazenamento das informações), e o cadáver (garantindo a mutação). Isto é um sistema-matriz, elo entre sistemas, elemento chave da evolucão.

Porem, um unico individuo não poderia ser transformado e tornado-se o novo sistema, familiar, porque estas sete formas não podem ser fixadas no espaço, separadamente. Então para resolver êste problema são criadas várias cópias da mesma espécie, porem em tempos diferentes, de maneira que inevitavelmente estarão combinadas num mesmo ponto do espaço, sob um mesmo teto, as sete diferentes formas. Assim aconteceu que aquela unica espécie de criatura existente numa nebulosa a 8 bilhões de anos atras, que poderia estar imóvel no espaço vazio sideral, estava movendo-se em relação ao tempo. Mudando de forma. Mas falamos em espécie. Uma espécie compreende um sem numero de iguais individuos. Iguais entre aspas, porque eles contem um segrêdo: mudam de forma. De maneira que num dado momento, num dado ponto do espaço, existam sete diferentes formas. Fixadas.

Em relação àquêle astro, a natureza aplicou mais um truque magistral. É claro que um unico individuo humano não poderia ter gerado as sete partes do sistema familiar, unicamente porque êle ou ela apresenta as sete formas de um unico genêro sexual, e vimos que o sistema familiar completo é composto dos dois sexos. Como a Natureza resolveu êsse problema? Os modêlos da Matriz encontraram a resposta: o “danado” era hermafrodita!  

Ora, existe uma força de conexão natural entre as diferentes formas de um mesmo individuo. Na criança está programado o adolescente. No  adolescente jaz a criança. Existe uma ponte invisivel entre a criança e o adolescente que ela será no futuro. Uma ponte invisivel porque constituida de tempo, o qual ninguem vê. Mas quando uma criança que veio do bebê X é colocada perto de um adolescente que veio do bebê Y, da mesma espécie, a ponte invisivel pode tornar-se num fenômeno sistêmico: simbiose. Aquêle velho fenômeno que Margullis suspeitou ser responsável por ter juntado diferentes micro-organismos, denominados organelas, num unico sistema, o celular.

Foram esclarecidas as proposições referentes ao ciclo vital, ao aumento de um grau de complexidade, ao corpo movente parado no espaço? Se sim, está explicado como a Natureza tirou da simples nebulosa de atomos gazozos do principio as figuras de cavalos, macacos e homens. Tal como o mágico tira coelhos da cartola. Que de magico, bem o sabemos, não tem nada: tudo não passou de um engenhoso truque. A Natureza foi pêga em flagrante executando seu maior truque universal, o pseudo mágico foi desmascarado, graças aos modêlos da Teoria da Matriz Universal/DNA.

Mas a mesma Matriz está apontando para alem daquela nebulosa de átomos do principio, para um ponto antes mesmo de acontecer o Big Bang. E sugerindo que todo êste Universo é uma genética reprodução de um sistema que existia antes, ou existe ainda, e talvez exista aos milhões. Se for verdade, cavalos, macacos, homens, auto-consciência, tôdas estas maravilhosas arquiteturas complexas que vemos hoje, estavam programadas muito tempo antes, naquêle sistema. Sinal de que vai começar um novo tipo de pesadelo para os pobres pensadores.