Posts Tagged ‘jovens’

Incrível como uma unica dose de substancia da maconha na juventude deixa o cérebro “aleijado” para o resto da vida!

terça-feira, janeiro 15th, 2019

xxxx

Descobriram que as imagens de MRI do cérebro de jovens nos 14 anos que experimentam maconha uma unica ou duas vezes são diferentes dos normais e porque nesta idade o cérebro ainda esta’ em formação, a maconha aumenta a quantidade da massa cinza, a qual vai impedir ou dificultar para sempre as conexões entre neurônios. E com isso a pesquisa descobriu que jovens que usam maconha frequentemente apresentam diferente capacidades cerebrais em relação aos jovens normais, ficando mais lentos nos testes de memoria, menos hábeis a aprender novas informações, e dificuldades em processar informações, ou seja, diminui  a inteligencia.

Noticia completa em:

https://www.nbcnews.com/storyline/legal-pot/even-little-marijuana-may-change-teen-brain-study-finds-n958536

Image: Various figures show grey matter volume differences after cannabis use in adolescents.

Even a little marijuana may change teen brain, study finds

Researchers say even one or two joints cause changes in areas of the brain involved in emotion-related processing, learning and forming memories.

Low levels of marijuana use — as few as one or two times — may change the teen brain, according to a new study.

The study, which looked at the brains of 46 14-year-old girls and boys from Ireland, England, France and Germany, found that teenagers who reported using recreational marijuana just once or twice displayed increased volume on MRI images in numerous brain regions involved in emotion-related processing, learning and forming memories.^

““At the age at which we studied these kids (age 14), cortical regions are going through a process of thinning,” he said, suggesting that this is a “sculpting” process that makes the brain and its connections more efficient. “So, one possibility is that the cannabis use has disrupted this pruning process, resulting in larger volumes (i.e., a disruption of typical maturation) in the cannabis users. Another possibility is that the cannabis use has led to a growth in neurons and in the connections between them.”

(read more)

Para a Juventude Meditar: Porque Se Esforçar ou Não, Intelectualmente

quarta-feira, dezembro 7th, 2011

xxxx

Para a Juventude Meditar

Se eu tivesse aprendido isso quando era jovem, teria vivido com mais sabedoria. Acho que perdí a vida levando-a muito sério e não existe nada conhecido, comprovado, que a existência tenha algum propósito alem do sobreviver o melhor possivel. Assim não me divertí, não sorrí, sempre escolhí os métodos “masoquistas” porque eram “honestos”. Mas o meu êrro na juventude talvez tenha sido meu acêrto para a idade madura e velhice, pois acho que estou melhor que os amigos de infancia quando os vejo hoje. Tenho intensa vida intelectual que é o resultado da seriedade anterior, o que faço com prazer, sem expectativas. E uma paz de consciência porque minha produção visa convencer pessoas jovens a instalar para si um novo sistema social que não tem os obstaculos que atazanaram minha vida. Não espero que o mundo seja racional e benéfico para mim, mas me sinto bem em ser ativo e acreditando que sou racional e benéfico para o mundo.

A mente é como o estômago, precisa de alimentos para crescer e se manter saudavel. Mas a mente é algo abstrato e alimento para o cérebro é “informação”, a qual está no mesmo nivel de abstração. Mente e informação são coisas intangíveis, abstratas, não se pode pega-las…

Uma pessoa que alimenta demasiadamente o estomago, come demais, quando nova, exercita e faz o estomago se habituar ao ritmo de estar sempre digerindo, pedindo mais e mais alimento. Assim é a mente.

Parece que o certo, na infancia e juventude, é saber dosar as ocupações da mente e do corpo. Nada em excesso é salutar. Eu, por fôrça das circuntancias na maneira em que nascí e fui criado, não podia fazer quase nada fisico, e acabei exercitando quase que unicamente o intelecto. Hoje, em relação a qualquer atividade fisica sou uma negação, e isso determina que um individuo será um perdedor (material, financeiramente, sexualmente, etc.), nesta luta pela sobrevivencia, nêste capitalismo selvagem e nesta cultura moderna virtual. Com a Matrix/DNA talvez tenha ido mais longe que qualquer outro ser humano jamais o fôra, no entendimento da Natureza Universal ( se a cosmovisão da Matrix/DNA for a mais próxima que existe, da Verdade Ultima). Mas de que vale isso a um cérebro sem mãos, recursos materiais, isolado, como flutuando no ar?

Por outro lado, muitas pessoas – e a maioria dos jovens de hoje – estão fazendo justamente o caminho contrário ao que fíz, excedendo-se no corpo fisico e esquecendo o intelecto. É certo que alimentam a mente com informações, mas informações erradas ou inadequadas, limitadas ao que é fornecido pela cultura virtual, artificial, sem vinculo real com o processo existencial intrinseco à Natureza. são informações redundantes, que partem do fisico e ficam circulando em torno do fisico, mas não o fisico do solo nu, da Natureza crua e bruta como é, e sim fisico artificial, do solo oculto pelo asfalto. A mente precisa tambem da FILOSOFIA, um pouco dela, que é sua forma de buscar conexão com o processo existencial. No entanto, a cultura virtual moderna condenou a FILOSOFIA ao ostrascismo, como cultura inutil. Triste da espécie que não agarrar a oportunidade de segurar e enriquecer a propriedade da auto-consci6encia, uma vez que com ela foi agraciada.

Eu não sei, muito pelo contrário, mas acho que algo está errado com 6este comportamento, tambem. Acho que o jovem deve dar seu grito de independencia, livrar-se das amarras da engernagem do sistema, e manter para si algumas horas para si mesmo. Leia um Huxley, um Eisntein, um Conte, um Kant, Descartes, Hermann Hesse, Orwell, Humme, etc.. Se ler um “Jesus Cristo” leia imediatamente a seguir um seu critico, como Nietzche, Dawkins, etc., para construir sua terceira mas intima e autentica cosmovisão. É “meio chato”, precisa esforço de concentração,… mas a saúde de sua mente é muito importante.

Porem… Isto é apenas para você pensar e escolher, vá por ti e não por mim… cada qual deve escolher por si mesmo(a). Perante a visão da Verdade Ultima do mundo, todos somos cegos, e cegos não devem seguir atrás de outros cegos, cegos não podem serem guias, nenhum humano o deve ser. Todos os livros, sem nenhuma excessão, foram, até prova aqui e agora do contrário, escritos por escritores humanos, em nada mais sábios que você, apenas, possivelmente, tiveram expedriencias na vida diferentes da sua. A sua ideologia, a sua religião, deve ser criada por ti mesmo e mais ninguem. Lembre-se sempre disso, pois quem chorará seu fracasso ou cantará seu sucesso, quem saberá onde o sapato aperta, é só você mesmo e ninguem mais…

Juventude do Primeiro Mundo Desempregada e Frustrada e a Cosmovisão da Matriz/DNA

terça-feira, março 22nd, 2011

Educated, Unemployed and Frustrated

The New York Times - Op-Ed Contributor

By MATTHEW C. KLEIN 

Published: March 20, 2011
http://www.nytimes.com/2011/03/21/opinion/21klein.html

Triste o que está acontecendo com os jovens na faixa dos 18 aos 25 anos, nos países do Primeiro Mundo. Depois de tanto sacrificio para conseguirem o diploma, quando começam a pensar em se casarem, não arrumam emprêgo na área que se formaram e se sujeitam a trabalhos mal remunerados que não exigem educação alguma. Acho que a primeira causa é superpolução, segunda é o desperdício da Humanidade em supérfluos como uma bomba de sucção da energia humana e dos recursos naturais, terceiro é enormes soma de capital em mãos de poucos que não re-investem na economia produtiva e são direcionados a bancos e especulação financeira. Mas existe um êrro de demasiada virtude também: a demasiada concentração e expectativas do trabalho. Temos que inventar mais máquinas, robotizar e automatizar a produção e serviços rotineiros. A carga horária de trabalho deve ir caindo de 40 para 30 para 20 horas semanais. Mas antes é necessário uma nova visão do mundo que produza uma salutar ordem moral. A evolução e atividades físicas devem ir aos poucos cedendo mais espaço para a evolução intelectual. A propriedade das máquinas e meios de produção em geral deve ser de modo que seus beneficios sejam repartidos para todos. talvez uma grande sociedade anônima. O trabalho escravo, forçado rotineiro deve acabar mas para que seu lugar não seja ocupado pelo ócio, amigo dos vícios e das perdições, deve-se paulatinamente pondo ênfase no trabalho voluntário e altruístico, principalmente nas áreas de pesquisas, exploração espacial, etc. A cosmovisão da Matriz/DNA preencheria perfeitamente os requisitos: somos genes do Universo construindo um corpo comum a todos que deverá nascer para um reino além do Universo.