Posts Tagged ‘Junk DNA’

98% da Humanidade é Lixo, Descartável, pelo Pensamento Elitista, Baseando-se no DNA. Veja Porque…

quarta-feira, janeiro 1st, 2014
DNA Lixo ou Junk DNA

DNA Lixo ou Junk DNA

Basta-se ler o memorandum da estratégia dos multinacionais maiores grupos financeiros da atualidade, e ler Os Protocolos dos Sábios de Sião de século atrás, para se ter a certeza que a mentalidade dos mentores destes documentos foi formada pela face negra da teoria da evolução darwinista e as  modernas interpretações acadêmicas dos ultimos fatos descobertos pela genética. Confunde-se a cosmovisão da religião ocidental onde os selecionados por Deus herdarão a Terra com a cosmovisão Darwinista da seleção natural dos mais fortes, espertos e capazes, assim se auto-justificam os meios aplicados pelos discípulos destes mentores, mesmo que sejam moralmente anti-humanos, e posiciona-se a alma confortavelmente do lado de Deus. Mas, assim como os dinossauros que reinaram nos continentes, as baleias que reinaram nos mares, as águias que reinaram nos ares, os leões que reinaram nas selvas, ou se extinguiram ou estão em vias de extinção, porque se enganaram e escolheram caminhos errados em relação aos desígnios da Natureza que os descartou, assim estão errados os que reinam sobre os humanos hoje, e da mesma forma serão descartados se não mudarem essa mentalidade a tempo. E vou mostrar porque.

Para quem não está informado, façamos um breve retrospecto sobre o que foi denominado “DNA-lixo”.

DNA não-codificante (Wikipedia –

http://pt.wikipedia.org/wiki/DNA_n%C3%A3o-codificante )

Em genéticaDNA não codificante descreve o DNA que não contém instruções para fazer proteínas (ou outros produtos celulares tais como o RNA não-codificante).  Algum do DNA não-codificante está envolvido na regulação da atividade das regiões codificantes. No entanto, muito deste DNA não tem função e por vezez é referido como “junk DNA“. (….) Mais de 98% do genoma humano não codifica proteínas, incluindo os introns e o material da região intergênica. ( Para quem quiser realmente se informar, veja a pagina em inglês que tem muito mais informações, ou então, pesquisa no Google).

Mas na mentalidade maioria dos “ricos”, o que acontece a nivel de um individuo e seu DNA, é imaginariamente projetado como acontecendo a nivel coletivo e no DNA desse coletivo, denominado “Humanidade”.  No memorandum destes grupos que compõem a “mão invisível que controla a macro-economia”,  entre os quais alguns  manipulam cerca de 600 bilhões de dólares, portanto mais que tôda a quantia produzida anualmente pelo Brasil inteiro, o que conta e tem valor na sua estratégia para 2014 é o dinheiro que circula entre a pequena porcentagem dos que podem comprar Lamborghines e mansões de milhões de dólares, pois isso é que dá os lucros que lhes interessam. O resto… é tão pouco que não vale a pena. Portanto eu pessoalmente estou incluído neste resto, sou lixo humano, não faço a menor diferença se existir ou não existir. Na cabeça deles, não na minha cabeça e nas minhas atitudes.

Minha quase analfabeta querida avó já dizia que “quem procura, acha”.  Isto explica a linhagem de fatos reais que foram descobertos pelas Ciências da Natureza (biologia, química, física, etc.) orientadas pela linguagem preferida por estas Ciências para produzir suas teorias, a Matemática, no ultimo século. Tudo começou com alguns traidores dos  pais fundadores do  “Iluminismo” – os quais  que sonharam com cientistas livres trabalhando na busca de conhecimentos para a melhoria das condições humanas – e mudaram tudo patenteando uma linha de pensamento “mecanista”, “positivista”, “pragmática”, e “niilista”, que orientou onde e o que as Ciências devia observar e procurar, e assim encontram em cada objeto observado apenas as características que procuram. Freud invadiu os porões do inconsciente humano para lá encontrar a besta fera e se cegar totalmente para o anjo cósmico ali adormecido; a genética invadiu a intimidade do DNA buscando a física estrutural, encontrou-a em apenas 2% do DNA, nada viu dos outros 98%,  e imediatamente declarou estes como “lixo”.

Mas quando um plano de busca é muito débil que se impõe limites a níveis minúsculos, logo esta pesquisa atinge estes limites, porem, a evolução natural não tem limites na Terra e para o DNA, e assim continuam a se encontrar  “por acidente”, o que não se previu e o que não se queria encontrar. Algumas recentes descobertas estão levando muitos cientistas a “verem” uma fantastica base de dados e atividades no meio do presumido lixo, a ponto mesmo de dizer que se não se iniciar por um sinal produzido no meio do lixo, não existe atividade e sobrevivência dos 2%. Acho que jé era óbvio que se a grande massa de humanos compondo os 98% não arregaçarem as mangas e porem a mão na massa, iniciando a produção de qualquer bem material, a cúpula que está nos 2% ficou tão afeminada e aveludada, que não sobreviveria em poucos dias. Mas não se enxerga o que não nos convêm, o que não nos interessa procurar. Como eu e meus dois amigos brancos vindos da civilização e entrando na selva pela primeira vez, estávamos tão aveludados que em 7 ou 8 dias caímos os 3 sob o fogo da malaria, enquanto o índio-guia se mantinha em pé, inatingível, e com a fôrça para nos arrastar fora da selva. Ou como quando tentei de toda maneira imitar os 60.000 homens em Serra Pelada, botando um saco com 50 quilos de pedra e lama nas costas para escalar subindo os 80 metros da encosta íngreme, mas escorregava caindo para o fundo da mina. A vida sedentária de escritório na capital, e mesmo a academia modeladora de corpos artificiais, me tornou mortalmente dependente da atividade da massa que continuou vivendo a sua Natureza.

Portanto devemos fazer uma busca no que esse grupo divergente está encontrando no DNA lixo. É óbvio que também estão encontrando apenas o que sua prévia preferida visão de mundo os limita a encontrar, uma visão evidente quando se observa que estão sendo publicados na mídia com tendencia mistica religiosa. Uma rápida busca no Google desfila milhares de títulos mencionando coisas como “O Mito do DNA-Lixo”, etc. Vejamos apenas um trecho:

Discover Magazine

ENCODE: the rough guide to the human genome

http://blogs.discovermagazine.com/notrocketscience/2012/09/05/encode-the-rough-guide-to-the-human-genome/#.UsSTF_RDvSg

O projeto internacional gigante denominado ENCODE – a Enciclopédia dos Elementos do DNA – tem nos movido da pesquisa “Aqui está o mapa do genoma” para “Aqui está o que o genoma faz”. Nos ultimos 10 anos, uma equipe internacional de 442 cientistas tem descrito 147 tipos de células em 24 tipos de experiencias. Sua meta: catalogar cada letra ( nucleotideo) dentro do genoma que faz alguma coisa. Por anos nós temos sabido que apenas 1,5% do genoma realmente contem instruções para fazerem proteinas, os cavalos de fôrça moleculares das nossas células. . Mas o ENCODE tem revelado que o resto do genoma – a não-codificante maioria – está plena de elementos funcionais. Isto é, estão fazendo alguma coisa. Eles contem fundamentais campos onde proteinas podem expressar e ligar ou desligar genes. Ou eles são lidos e transcritos em moléculas de RNA. Ou eles controlam se genes vizinhos são transcritos( os promoters). Ou eles influenciam as atividades de outros genes, às vezes em grandes distancias ( os enhancers). Ou eles afetam como o DNA é modelado e empacotado. Enfim, de acordo com o que agora se está descobrindo ( acidentalmente, pois nunca antes se pensou que isso seria encontrado) com a analise do ENCODE, 80 por cento do DNA tem função bioquimica.

Na minha mente vem imediatamente um pensamento: ” Então, assim como aquela minoria dos répteis que se chamava dinossauro, reinava no continente e foi descartada, sendo a evolução continuada pelos pequenos lagartos; aquela minoria das aves que se chamava “águia” ou “gavião-real” que reinava nos ares foi descartada, mas os passarinhos continuam aí pululando nas arvores do meu quintal e atrevidos me sujando na cabeça; que aquela minoria de grandes felinos que reinavam nas selvas foram descartados enquanto os pequenos esquilos passam debaixo das pernas do velhinho sentado no banco do bosque em frente de casa; assim é possível que os 2% de genes superiores hoje no DNA sejam descartados mas os 98% continuem a sua eterna senda evolucionaria, assim é possivel que os 2% da minoria da espécie humana hoje que se julga não-lixo seja descartada, se não acordarem a tempo. Claro! Óbvio!  O Universo não se ajoelha aos gostos dos humanos, ele não está nem aí para o que pensamos, a Natureza não cede responsabilidades, ela continua no comando. Toda a nossa tecnologia somada foi copiada de apenas uma pequena porcentagem da tecnologia que a natureza ainda esconde sob as mangas, não se iludam com a capacidade de controlar o mundo. Mas seria ingenuidade acreditar que agora os tais grupos financeiros vão correndo a mudar seus memoranduns e estratégias para 2014. Vão espernear dizendo que o ENCODE está mentindo, assim como esperneiam aqueles que tem muito dinheiro investido em industrias poluidoras contra as evidencias das mudanças climáticas produzidas pela nação humana.

A 30 anos atrás, na selva, encontrei uma diferente visão de mundo que sugeriu que não existe DNA lixo. Os modelos e fórmulas sussurrados pela Natureza virgem e selvagem sugeriam que naqueles trezentos e tais genes surgidos no primeiro ser vivo aqui na terra estavam registrados os 13,7 bilhões de anos da História Natural Universal. Sugeriam que o EDNA nada mais é que a face biológica de uma fórmula universal a qual denominei Matrix/DNA que surgiu fragmentada em bilhões de bits-informação no Big Bang, estivera por trás da formação dos átomos, das galaxias e dos seres vivos. Sugeriam que assim como os usos e costumes de uma tribo primitiva do Amazonas pode evoluir a ponto de se tornar uma moderna Constituição de um pais, assim evoluiu a nivel universal aquela fórmula a ponto de se tornar essa magistral carta constitucional dos corpos vivos que é o DNA. E se aqueles genes atuaram na nebulosa de atomos, atuaram na nebulosa de galaxias, eles contem a infra-estrutura da arquitetura magistral que é o corpo humano. retire a estrutura, o alicerce, e a arquitetura inteira se colapsa ruindo a seus pés. Mas,… a 30 anos atrás isso era apenas uma idéia esquisita na cabeça de um semi-macaco da selva, nada que justificasse sua consideração na estratégia dos homens superiores da capital.

A cosmovisão da Matrix/DNA está sugerindo agora como e porque a dita “elite” economica dentre a Humanidade está indo contra os desígnios das fôrças naturais reinantes aqui na superficie do planeta Terra. Ninguem pode negar que a ultima mais complexa evoluída arquitetura que a natureza está investindo pesado é o cérebro humano. A Matrix/DNA está sugerindo que os 7 bilhões de cérebros humanos são, cada um, uma fração da totalidade de um pecado capital, original, que caiu desta galaxia para se auto-curar. A Natureza quer sistemas abertos à evolução e não sistemas fechados em si mesmos, conservadores, como foram as galaxias nossas ancestrais. A idéia aqui é colocar cada fração de um pecado a interagir com os outros 99% de si mesmo como pecado que está na cabeça de todo o resto dos outros, agitando, conflitando, sendo vitima, sentindo na pele os efeitos de si mesmo como pecado, para no fim, apenas pelo seu livre-arbítrio entender e ser divinamente contra o pecado que se foi um dia. Assim cada ser humano é como um gene, carregando um pequeníssimo detalhe que o diferencia dos outros 6 bilhões e novecentos e noventa e nove milhões de humanos, uma mensagem especifica, distinta, uma informação unica, pessoal, intransferível e indestrutível.

Mas não se vê apenas o cérebro como ultimo ápice da evolução aqui e agora. No cérebro e pelo cérebro está nascendo algo que se chama “auto-consciência” Um embrião ainda que surgiu apenas ha alguns minutos do tempo cósmico. Então se deduz que o sentido da existência de humanos auto-conscientes  como genes é gerar seu próprio corpo do futuro, um ser de pura auto-consciência, onde o resto, a matéria, é descartada como a placenta.

A evolução do cérebro se encaminha para dotar o cérebro de mais sensores do que os cinco aturais, inclusive para captar as outras 7 ou 8 dimensões previstas na ultima moderna teoria cosmológica, a String Theory. mas para que essa evolução de cérebros caminhe a contento, primeiro é preciso que a natureza revele sua carta-magna e seu especifico código moral como norte para humanos seguirem. Segundo e não menos importante requisito é que se deixe estes cérebros formatados por este código moral, livres para empregarem seu tempo na aprendizagem dos fenomenos naturais pelo método cientifico, sem prévios julgamentos e planos do que se deve procurar. E ao jogar 98 % dos humanos no trabalho escravo forçado está-se entorpecendo, imobilizando, estes cérebros que precisam evoluir. Ao se ignorar a automação que deveria substituir o humano no trabalho braçal rotineiro porque é mais lucrativo e menos perigoso para o regime manter essa grande massa como mão de obra barata, está se desafiando a natureza em seus objetivos. Ao se manter catequizando as mentes ingenuas e inocentes dos jovens nos bancos escolares com o código moral que emana de uma visão de mundo baseada numa teoria capenga e incompleta como  o neo-darwinismo, afasta-se os humanos de se introduzirem na aprendizagem da grande macro-evolução universal como fizemos com a Matrix/DNA, mas esta ampliação dos horizontes humanos é condição sine qua nom para o desenvolvimento de uma auto-consciência que começa no pequenino humano para se tornar a auto-consciência da existência do próprio Universo.

Estão no caminho errado. São 2% de genes transcendentais contendo valiosas informações, sem as quais o nosso ser futuro nasceria aleijado. Temos que recupera-los antes que mais um cineasta no futuro faça uma versão do Jurassic Park tendo os ricos de hoje no papel dos extintos dinossauros. Eu estou a mostrar que não sou não-codificante como lixo descartável. Estou em plena atividade. Por exemplo, antes de fazer qualquer negócio com um grupo qualquer, antes de aceitar um cheque de um banco privado, quero ver o seu memorandum, a sua estratégia para 2014. Não compro lamborghines nem mansões de milhões de dólares mas produzo alguns produtos e os destino a quem tenho aprovado estratégias. Sou como um interruptor que pode ligar ou desligar ricos, assim como os promoters e os enhancers que uma vez iludiram os pesquisadores desta “Ciência”.

 

 

 

 

O Sistema Volta a Atacar: 98% do DNA é mesmo Lixo, Portanto não foi inteligente desenhado por Deus. Mas a Matrix/DNA…

segunda-feira, maio 13th, 2013

( Atenção  continua o debate na seção de comentários do artigo na LiveScience onde estou participando com vários posts (copiados aqui no fim deste artigo) – apesar de que alem de eu estar expondo uma cosmovisão que ninguém conhece, o meu rude inglês espanta leitores)

Escritores sobre Ciências na Mídia estão parecendo ter uma agenda doutrinaria, e respeitadas revistas/jornais cometem absurdos como esse de hoje no conceituado LiveScience, onde o titulo de um documento cientifico foi totalmente mudado por outro titulo tendencioso.

O documento cientifico (paper) foi publicado no Journal Nature sob o titulo:

Architecture and evolution of a minute plant genome

http://www.nature.com/nature/journal/vaop/ncurrent/full/nature12132.html

Nature – doi:10.1038/nature12132 – Published online – 12 May 2013

Mas o grande publico não lê estes difíceis jornais especializados então quando um assunto interessa ao publico, escritores da disciplina os resumem e traduzem para um linguajar popular para que o publico entenda e o publica nestas revistas cientificas.

( Um parêntesis para um aviso: ai atras eu disse “publico” e logo a seguir “publica”. Quero esclarecer que “publica não é a fêmea do publico e nem as duas palavras se referem a mesma especie, pois enquanto “publico” é um substantivo, “publica” é a terceira pessoa de um verbo (ele publica). Acho que assim deve ser um repórter  respeitar o publico dizendo a verdade e tomando todas as providencias para que os leitores não interpretem errado). Neste ponto você me diz: “Louis, não enche o saco, ou você vai pentear macaco no zoológico ou escreve logo essa porra desse artigo!” – “Tá bom, chefe, tá bom, eu já vou…”

Pois o escritor/repórter pegou o documento cientifico, fez seu trabalho e publicou isso:

LiveScience

‘Junk’ DNA Mystery Solved: It’s Not Needed

http://www.livescience.com/31939-junk-dna-mystery-solved.html

Tia Ghose, LiveScience Staff Writer
Date: 12 May 2013 Time: 01:00 PM ET
Meu-I-don’t-nao-sei-if-existe-God !!! Uma coisa nada tem a ver com a outra! Para quem não esta informado, nos USA esta havendo uma guerra acirrada entre religiosos cristãos reunidos por trás da bandeira do “Intelligent Designer” e os ateus-materialistas reunidos por trás da “Biologia Evolucionaria”. São duas doutrinas opostas lutando pelo poder e pelo money, pois quem ganhar se assenta no curriculum escolar e assim forma a mente de seus futuros submissos e fieis fregueses. E o assunto do “DNA-Lixo” tem sido um dos locais principais no campo de batalha. Porque o DNA humano por exemplo tem lá apenas 2 a 3% daquelas letras de código  TCAG, alinhados em sequencias alternativas e logicas o que indica grupos de genes e todos estes genes foram identificados exercendo funções biológicas, enquanto os outro 97 ou 98% tem suas letras numa bagunça e estranheza explicita, formando longos trechos com uma só letra sendo repetida ao infinito, depois pula para trechos tresloucados onde curtas repetições se trombam com uma letra sem repetição para voltar a outra que se repete… e assim não se identifica genes e não se descobre se tem alguma função   Então a muitos anos atras alguém exclamou: “Isso é lixo!”. O colega do lado gostou do nome e saiu correndo para ser o primeiro a escrever ao mundo o nome “DNA-Lixo” (Junk-DNA em Inglês).
Foi a oportunidade que os materialistas esperavam! Se a maioria do DNA é lixo isso é prova que não teve nenhuma inteligencia desenhando, criando a vida, portanto… Deus não existe. “Calem a boca e caiam fora das escolas!” – disseram aos religiosos, os quais, é claro, não se deram por vencidos por que a sabedoria humana é nada, estão sempre enganados e perdendo perante a sabedoria divina, e botaram um exercito de cientistas religiosos em alerta nos laboratórios para esclarecer aquilo.
Mas apareceu o gigantesco Encode Project com a missão de mapear todas aquelas letras dando nomes a funções  etc., e de seus relatórios começaram a aparecer continuamente noticias de que descobriram funções para uns trechos do lixo aqui, mais outras importantes funções de outro trecho ali… e a imprensa no mundo todo estourou de artigos de escritores cientistas pro-Intelligent Designer: “Estão vendo… Eu sempre disse… não existe essa coisa de DNA-Lixo.”  E os pastores nas missas de domingo exigem:  –  “Que esses evolucionistas Darwinistas caiam fora das escolas…Deus seja louvado!”
 Mas como podem ver neste exemplo, parece que os materialistas continuam ferrenhos na luta. O titulo do nobre trabalho de verdadeiros humildes cientistas que gastam suas vidas de guarda-pó branco noites adentro tentando arrancar segredos daquelas letrinhas para curar grandes doenças elaboram um titulo curto, pratico, que vai direto ao assunto e explica a realidade do trabalho ( Arquitetura e Evolução do Genoma de uma Pequena Planta), mas o escritor pegou o documento, foi para casa, telefonou para aqui, pra ali, pensou, pensou, e escreveu seu titulo: ” O Mistério do DNA-Lixo Está Solucionado: Ele não é Necessário”.
Porque não estou na selva agora e meus amigos macacos não estão aqui, não posso dizer “macacos me mordam”, então fico me mordendo a mim mesmo de indignação  Pois da minha leitura do documento cientifico, não captei nada provando que aquele trecho dos 97% tenha sido inteligentemente desenhado, e muito menos que a redução do tamanho daquele trecho na planta estudada indique que ele pode ser dispensado que em nada alteraria a vida dos vivos (claro, não poderia ser a vida dos mortos, baaahhh…). E muito menos ainda diz alguma coisa sobre o grande mistério ter sido solucionado.
Mas como não tenho tempo agora para fazer a demorada analise necessária e traduzir aqui, vou saltar para o verdadeiro objetivo deste artigo: vender meu peixe. Como sempre só vendo uma especie de peixe, chamada “Matrix/DNA”.  Mas esta não é uma doutrina porque eu não acredito nela e sou o único a conhece-la. Porem ela sugere uma terceira alternativa, o que seria muito bom para acabar com essa guerra e mandar os dois grupos de teimosos para casa. E deixar a mente dos estudantes livres sem doutrinas, apenas com teorias a serem testadas.
Tenho já vários artigos que podem ser reunidos puxando-se aqui a categoria “Junk DNA”. E colhendo informações destes scientific-papers vou juntando as peças do quebra cabeças guiado pelas luzes da formula da Matrix/DNA. O junk é lixo ou o lixo não é lixo…
Para resumir quase nada explicando para os leigos nessa visão de mundo, as origens do DNA remontam a 13,7 bilhões de anos atras, na forma das ondas de luz branca positivas que foram emanadas no Big Bang e que se fragmentavam em pedacinhos de luz  chamados fótons  Estes fótons adentravam as partículas de uma massa etérea que era luz escura congelada que muitos nomes tem recebido, tais como Higgs field, matéria e energia escura, etc.  E estes fótons era a energia que fazia as partículas de massa inertes a se moverem porque os fótons queriam material para reproduzir o sistema saudoso que existia antes do Big Bang e que fora a fonte daquelas ondas de energia  do Big Bang. Enfim os fótons faziam o mesmo papel que os genes masculinos fazem depois que explode o involucro do espermatozoide e se juntam aos genes femininos e começam a trabalhar para reproduzir o sistema de onde vieram, que os espera de bracos abertos e ansiosos alem do seu pequenino universo intra-uterino.
Fizeram sistemas atômicos  sistemas estelares, sistemas galácticos .. ou seja, um sistema universal ia mudando de formas assim como qualquer corpo humano quando esta nas suas origens apresenta as formas de morula, blástula  feto, etc… Mas assim como o feto continua mantendo em si os genes que trabalharam na época da construção das bases do edifício  nas formas da morula, blástula  talvez nada mais tenham a fazer e foram aposentados, porem a criança não os expulsou de seu DNA, assim também os fótons juntos com os bosons de Higgs que trabalharam fazendo a massa de átomos para o reboque na base do edifício  depois os que trabalharam construindo a forma astronômica  talvez nada mais tenham a fazer e estejam aposentados, mas a forma biológica  com suas plantas e animais, não os expulsaram da Matrix/DNA universal. E não teriam como expulsar! O DNA dos biológicos veio de seus pais, a Matrix/DNA veio dos pais da Luz! Estão certos os animais e as plantas, não poderiam cuspi no prato em que comeram, e o amor pelos pais é o ultimo que morre. Assim como o meu pai e minha mãe que fizeram o meu bigbang aqui na Terra, amo tanto os meus quaqui-tataravós que fizeram o meu mais antigo bigbang la no seu universo. Deixem os fosseis e os ainda vivos ancestrais sossegados no nosso DNA e respeitem-nos, pois lixo é o cocuruto desses caras que inventaram esse nome.
Agora eu me pergunto: O que aconteceria ao corpo de uma criança se de repente se apagasse todo seu passado, de maneira que nenhum traco do mundo que existiu entre o momento do bigbang de seu espermatozoide ate o momento que seu corpo se tornou criança  seria tudo enterrado numa amnesia total… Não faço a minima ideia. Sera que mudaria alguma coisa no corpo da criança ou não mudaria nada e mesmo ela no seu futuro desenvolvimento nunca mais precisaria daquelas informações do seu passado… ( não reparem nas minhas perguntas sem ponto de interrogação  não é culpa minha, acontece que a Marylin, a minha baratinha de estimação que vive aqui na minha mesa e é minha sócia no meu cafe e nos meus biscoitos, não sei porque sumiu com meu ponto de interrogação  como já tinha sumido com meus acentos desse teclado que só sabe falar inglês).
O trecho antigo do DNA apresenta aquelas longas repetições da mesma base nitrogenada por dois motivos: a) nos inícios tanto do sistema universal quanto dos nossos corpos, as formas eram simplicíssimas  eram apenas as bases, os alicerces, onde iam quase puro cimento. As células humanas na fase da morula e blástula ainda quase nada se diferenciaram, parecem todas o mesmo tipo de tijolinhos. Ferro, madeira, canos, fios, etc., começam a vir depois na construção de um edifício  assim também as nebulosas de átomo eram compostas apenas por um tijolinho, o átomo  e não tinham forma definida, era uma massa. Repetições de uma unica letra é o mesmo que repetição de tijolinhos levantando paredes, fazendo grandes nebulosas de átomos leves gasosos simples. E aquela repetição parece interminável  indo quase ao infinito… é porque assim acontecem as coisas no tempo astronômico  A construção de nebulosas ate galaxias demorou 10 bilhões de anos. Isso foi Historia, composta de eventos, passos do simples para o complexo, a Matrix/DNA registra essa Historia tim-tim por tim-tim.
Para que e como ficariam ativos os genes que construíram rabos nos nossos antepassados… Aqueles que estão reclamando, cuidado, pois o pai la em cima pode ouvir, atender seu pedido, reativar estes genes hoje a noite, e amanha vocês amanhecem arrastando um belo rabo atras…
Eu acho que muitos daqueles genes continuam ativos, porque, principalmente, nossos corpos tem esqueletos, que são os representantes biológicos da mecânica newtoniana relativa a mecânica celeste, que muitas vezes estes ossos quebram, perdem pedaços  e quem no corpo tem que voltar correndo das ferias e por as mãos .. senão os genes do passado… So eles sabem e tem porte físico forte para aguentar e fazer a massa… essa juventude de genes de hoje, coitados, é tudo cocotinhas.
Bem, antes de terminar e sem fazer uma explicação do documento cientifico segundo minha cosmovisão  só vou avisar mais uma coisa. Na experiencia os pesquisadores descobriram que houve três eventos de duplicação dos trechos ativos do DNA naquela planta carnívora  Como o DNA não aumentou de tamanho se aumentou a quantidade de genes… Boa pergunta. A explicação que encontraram foi a de que a cada evento o DNA cortava um pedaço do seu “lixo” e o dispensava. Por isso os materialistas comemoram com tremoços e tequila numa algazarra estrondosa para o mundo inteiro escutar. Se o lixo foi dispensado e a planta continua muito bem obrigada, de saúde  é porque o lixo não é mais necessário  Certo… A Matrix/DNA esta dizendo que essa interpretação esta errada porque se esquecem que genes são grandes pacotes de informação como atomos são pacotes de particulas mas mesmo assim tem a maioria do seu espaço interno vazio, no qual pode ser absorvido um montão de outras informações e ficarem armazenadas la no porão  em nada sera alterado. Esse pessoal não conhece nada de computação .. não sabem que arquivos são com-preensados para serem aguardados sem ocuparem maiores espaços ..  Estou avisando… os aposentados estão ainda por ai…
O artigo na revista diz que pode-se cortar fora o lixo que em nada afetara o corpo. Sei não .. E o mesmo que dizer que pode-se eliminar todas as especies que na sua época trabalharam e cumpriram sua missão nas sendas da evolução  e mesmo depois da missão cumprida continuam existindo, como as bactérias  os cavalos, os cachorros, as vacas…So um louco poderia sugerir que eliminemos os pássaros porque ja saíram fora do tronco da arvore da evolução e nada mais tem a fazer neste mundo… pois como nos poderíamos ter tido hoje neste lindo domingo que é também o dia das mães  a imensa felicidade de ter visto o amplo sorriso nas faces de nossas mães quando lhes entregamos aquele lindo bouquet de flores, se não houvessem os pássaros para polinizarem as flores… Sim, eliminem os pássaros  as bactérias  as vacas e os cavalos , como disseram que as carnívoras cortaram e jogaram fora o lixo, e esperem para ver como seus corpos sobrevivem sem alterações  Os meus pais puseram tanta inteligencia no ato de me fazerem quanto a girafa pôs quando fez a girafinha. Esta certo, não estou vendo a necessidade de uma grande inteligencia atuando nisso tudo ai. Que o outro time não pense que a Matrix/DNA esteja torcendo por eles. O jogo continua empatado.  
Mas não acreditem em nada do que falei porque eu mesmo não acredito. Eu não acredito nas teorias, e muito menos seria um louco irresponsável se tentasse impo-las como doutrina goela adentro de inocentes estudantes. Teorias estão ai para sugerirem novos experimentos para testa-las e nos fazer alertas para perceber-mos sinais do mundo que sem elas, eles podem continuar passando debaixo dos nossos narizes e nos não os vemos. Como as enfermeiras não estão vendendo nas maternidades que aqueles lindos bebes chorões estão ali porque seus pais são tao desastrados como os pais dos bebes que nascem de grandes ovos universais: só sabem fazer bebes através de escandalosos bigbangs…

Meus Comentarios Postados em LiveScience:

Louis Charles Morelli · Queens

Title in Nature is ” Architecture and evolution of a minute plant genome” and the scientis’ phrase that inspired Ghose`s title “the compressed U. gibba genome after three WGD`s indicates that there were supression of junk and not alteration of the plant”. Logical and comprehensible interpretation from materialist paradigm viewpoint. But from the Matrix/DNA Theory viewpoint the scientific results does not leads to Ghose’s interpretation. Compressed files are identical to original when “zipped”. The informations stored at junk must be still there. But how? DNA is a pile of systems called nucleotide and every system has 95% internal space empty (like atoms, galaxies). So , instead removing non-expressed but indispensable informations for accommodating three new copies of 3%, more internal space is used. Long repetitions of letters means that slow events at cosmological time is registered without suppressing the fast events occurring at microscopic time. It is general relativity plus quantum mechanics applied by the universal Matrix.
– – – – – – – –

Louis Charles Morelli · Queens

This is a very important issue that affect all of us, it is about the root of diseases that are killing and torturing human beings. Another scientific paper today says ” New Layer of Genetic Information Discovered” (you can google it). As it is falling the old paradigm about codon redundancy, this one about junk DNA will falls also. As I said at my posts below, it is a weird and never imagined before situation, but it is logical and rational: like all species in biological evolution contains a natural organizing formula (DNA) – all systems of cosmological evolution contained differents shapes of the same formula of DNA, which we call “Universal Matrix/DNA”. And lot of things makes sense when we calculates how cosmological evolution should be encrypted into a code…and then, we have the junk DNA. There must be hidden the causes of many diseases… we need changing the current paradigm.
– – – – – – – – –

Kenneth Musson · Follow ·  Top Commenter · NOW RETIRED at None yet

I am of the opinion that ‘junk’ DNA, when decoded, will reveal the entire library of human existence, explaining our origins, purpose and knowledge, known and unknown. I would not be surprised if science isn’t already aware of this, and keeping such away from the rest of us. Considering that we humans use about ten percent of our brains, can only see ten percent of the light spectrum, and apparently only ten percent of our DNA is ‘useful….’

Louis Charles Morelli · Queens

Kenneth, you have a good point, which leads me to a new insight. DNA is the written History of Biological Evolution plus Cosmological Evolution. The whole Universal History is product of advancing the light wave emitted at the Big Bang, 13,7 billion years ago. Biological evolution happens at the infrared and visible frequency, and a little bit of microwave frequency, which are the frequencies that we are reaching with our natural and scientific sensors. So, my suggestion is that we apply light at ultraviolet,X-ray,and gamma-ray frequencies over junk DNA. I don’t know if it is possible doing it, but, the past times of cosmic radiation must reveal the past time of History, encrypted at DNA, just at the region called “junk”. That’s suggestion from Matrix/DNA models and maybe it is wrong. I would put my two cents in this experiment.
Reply · Like · 2 seconds ag
– – – – – – – – – –

Louis Charles Morelli · Queens

Walter, the offspring sample of yours hypothetical experiment never will be reproductive. What will happen if an adult father takes out from his DNA the informations about his earlier shapes, as blastulae, fetus, children and pass on this DNA for reproduction? The son will born with same shape of the father? Or will have not a birth? Some letters of junk must be indispensable for building the first shapes as morula and blastula and even the entire skeleton. Yours experimental sample will suffers lapse of continuity by the same motive that Urey experiment never got the next evolutionary step from his amino acids.Ok, I am expressing the opinion of Matrix/DNA Theory and could be wrong
Louis Charles Morelli · Queens

Louis Charles Morelli · Queens

I think yours post means: ” We need better tech to see into the darkness of “junk” DNA. The revolution will be the same when Galileo pointed out a new tech to the darkness of sky and now when better tech discovered those planets. Am I right?
rikmun (signed in using yahoo)

OK. I often find no use for the parts leftover after I reassemble some device. Just throw them out. Why keep them?
Louis Charles Morelli · Queens

But… the junk DNA does not contain leftover parts, it contains the tools for making the device. What if yours device need repair or the environment changes and yours devices need be mutated for adaptation? The Matrix/DNA Theory suggests that “if” those crystals existing at pineal gland is not found in Nature, the junk will be expressed for doing it. Why? The junk is register of cosmological evolution, from Big Bang till the moment that arose biological systems. Those 3% active genes are about biological evolution. But… crystals were made by stars, so, if they are missing, the agents for doing them are sleeping in the junk and will be awake up. Nature never destroys its own mechanisms, even that in such epoch and environment they are not being used. I suppose that they still are compressed inside U. gibba genome.
XXXX
Analise comentada/traduzida do documento cientifico:
It has been argued that the evolution of plant genome size is principally unidirectional and increasing owing to the varied action of whole-genome duplications (WGDs) and mobile element proliferation1. However, extreme genome size reductions have been reported in the angiosperm family tree. Here we report the sequence of the 82-megabase genome of the carnivorous bladderwort plant Utricularia gibba. Despite its tiny size, the U. gibba genome accommodates a typical number of genes for a plant, with the main difference from other plant genomes arising from a drastic reduction in non-genic DNA. Unexpectedly, we identified at least three rounds of WGD in U. gibba since common ancestry with tomato (Solanum) and grape (Vitis). The compressed architecture of the U. gibba genome indicates that a small fraction of intergenic DNA, with few or no active retrotransposons, is sufficient to regulate and integrate all the processes required for the development and reproduction of a complex organism.
      Breve traducao:
Tem-se acreditado que a evolucao do tamanho do genoma de plantas ev principalmente unidirecional e  crescente devido a variada acao das duplicacoes do genoma inteiro (DGI em portugues), e movel proliferacao dos elementos. Todavia, reducoes extremas no tamamho do genoma tem sido observadas nas plantas da familia angiosperma. Aqui nos reportamos  a sequencia do genoma 82-megabase da planta carnivora Utricularia gibba. Apesar de seu diminuto tamanho, o genoma da U.G. acomoda o tipico numero de genes das plantas, com a principal diferenca das outras plantas emergindo do fato de que ocorre drastica reducao nos nao-genicos do DNA. Inesperadamente, nos identificamos ao menos tres rodadas de DGI (duplicacoes do genoma inteiro) na U.Gibba desde seu comum ancestral entre o tomate e a uva. A compreensada arquitetura do genoma da U.Gibba indica que uma peguena fracao do DNA inter-genico, com poucosou nao ativos retrotrnsposons, ev suficiente para regular e integrar todos os processos requeridos para o desenvolvimento e reproducao de um complexo organismo.
Meu Comentário: O escritor da LiveScience destacou a ultima frase acima para tirar sua conclusão,  a qual, do ponto de vista do paradigma da Biologia Evolucionaria, é perfeitamente logica e compreensível  Mas do ponto de vista da Teoria da Matrix/DNA o texto todo acima não autoriza essa conclusão  O principal fator do conflito esta na palavra “compressed”. Vou ate recorrer ao dicionario de Inglês para ver se seu significado é o mesmo que em Português…

Definition of COMPRESS

transitive verb
1
: to press or squeeze together
2
: to reduce in size, quantity, or volume as if by squeezing<compress a computer file>
Ok. Quando a gente ^compressa ou comprime um arquivo, seja de computador ou do DNA, a gente esta dispensando as informações menos importantes e as retirando do arquivo ou a gente esta diminuindo o tamanho de letras, espaços em branco, etc…. Esta é uma pergunta sem o ponto de interrogação que sumiu do teclado. Não entendo assim de computação mas acho que compressar um arquivo não o altera, não é o mesmo que resumir o arquivo. Mas eu nunca acredito nas minhas conclusões, por isso vou insistir em estudar isso.
HowStuffWorks.Com

How File Compression Works

If you download many programs and files off the Internet, you’ve probably encountered ZIP files before. This compression system is a very handy invention, especially for Web users, because it lets you reduce the overall number of bits and bytes in a file so it can be transmitted faster over slower Internet connections, or take up less space on a disk. Once you download the file, your computer uses a program such as WinZip or Stuffit to expand the file back to its original size. If everything works correctly, the expanded file is identical to the original file before it was compressed. 
Ahhhh…. Ganhei! Enquanto os cientistas se limitaram a dizer que o DNA foi compreensado, o escritor da LIveScience disse:
” The difference was in the junk: The bladderwort plant seemed to have stripped out a vast amount of noncoding DNA. Yet the plant did just fine without that material.”
Traducao: ” A diferença estava no lixo: A planta parece ter removido ( em Quimica, significa remover um componente quimico de uma mistura) uma vasta quantidade de nao-codificadores do DNA. Ainda assim a planta se saiu muito bem sem aquele material.”
E agora… o que voces me dizem…
A parte invisivel do DNA lixo foi jogada fora ou foi prensada e enfiada nos poroes do DNA mas continuam la…
Veja bem. Um trecho que apresenta mil repeticoes da letra C, significa – pela otica da Matrix/DNA – que um periodo de tempo na epoca  que formavam estrelas e galaxias, a sedimentacao de atomos pesados (ferro, manganes, etc.) que haviam sido feitos pelas primeiras estrelas demorou mais que a anterior sedimentacao de atomos leves gasosos (helio, hidrogenio, etc.) quando se formava as primeiras estrelas. Isso acontece conosco aqui: fazemos muito mais rapido um monte de algodao que ev mais leve do que o mesmo monte de pedras. Mas naquela epoca nao era o DNA biologico a formula universal que servia de forma para se assentar a materia e formar arquiteturas, era a Matrix Universal, ou seja a formula do DNA do Universo. Seja a Matrix ou seja o DNA todos os eventos dentro de um mesmo intervalo de tempo tem que serem registrados na memoria por igual. Nao ev por que os homens vivem 80 anos e as particulas apenas 17 milionesimos de segundos que vou registrar todos os eventos em 10.000 anos de historia das particulas e vou reduzir, apagar, eventos da historia dos humanos para que as duas historias caibam no mesmo tamanho de uma fita de gravacao. Um humano demora meia hora para jantar, uma particula engole um foton que ev seu jantar em bilionesimos de milionesimos de segundo. Entao na minha fita de memoria vou ter que registrar o levar do garfo a boca do humano com apenas um C
 enquanto a engolida da particula vai uma repeticao de mil C’s. Assim registrei meia hora, tanto para uma historia como para a outra e fui fiel a historia do ponto de vista de um terceiro observador, no caso, a Matrix do Universo. Ela, quando se tornou DNA biologica veio de sua forma como galaxias e tinha que trazer consigo toda sua historia real e nao apagar o passado quando foi nebuilosa de atomos, sistemas estelatrs. Se meu pai tivesse apagado as informacoes no seu DNA referentes a suas formas de morula, blastula, crianca, adolescente, e so transferido as informacoes da sua forma adulta quando me concebeu, como ev que eu iria nascr na forma de bebe chorao… Eu teria nascido com quase dois metros e 90 quilos! Mas isso que esse escritor esta acreditando e informando…
Genes sao pacotes de informacoes.     Ou seja, sao grandes quantidades de bits-informacao. Estas informacoes formam sistemas, que sao os pares horizontais de nucleotideos. E sistemas sao praticamente ocos por dentro, como sao atomos e o Sistema Solar. Se eu quiser manter o tamanho da Milk Way depois que ela foi invadida por mais estrelas e planetas que vieram de fora, eu nao preciso cortar e jogar fora os sistemas estelares que estao aqui. Para que… Se 98% domeu espaco interno esta vazio. Basta acomodar on novos intrusos no espaco. Foi isso que aconteceu no DNA cada vez que houve duplicacao dos 2% de genes ativos e estas tres copias foram incorporadas dentro do mesmo DNA. A Natureza de maneira alguma joga fora seus mecanismos, processos, que ja foram aplicados, expressados antes, pois a qualquer momento pode haver uma nova necessidade de uma especie devido uma mudanca ambiental e os antigos podem fornecer o recurso certo para essa necessidade devem continuar encriptados no DNA, prontos para serem reativados. Pois o que chamam de trechos de lixo sao trechos de codigos de genes que sao capazes de executarem  mecanismos.
Estou certo ou errado… Ou melhor, a Matrix/DNA, esta certa ou errada… So o tempo pode ser o juiz, mas acho que ele vai me dar ganho de causa.
E pensando nisso, vou dar uma pausa aqui e tentar elaborar um post em ingles e tentar posta-lo no debate que se seguiu ao artigo na LiveScience.

(Parei Aqui)

Title in Nature is ” Architecture and evolution of a minute plant genome” and the scientis’ phrase that inspired   Ghose`s title “the compressed U. gibba genome after three WGD`s indicates that there were supression of junk and not alteration of the plant”. Logical and comprehensible interpretation from materialist paradigm viewpoint. But from the Matrix/DNA Theory viewpoint the scientific results does not leads to Ghose’s interpretation. Compressed files are identical to original when “zipped”. The informations stored at junk must be still there. But how? DNA is a pile of systems called nucleotide and every system has 95% internal space empty (like atoms, galaxies). So , instead removing non-expressed but indispensable informations for accommodating three new copies of 3%, more internal space is used. Long repetitions of letters means that slow events at cosmological time is registered without suppressing the fast events occurring at microscopic time. It is general relativity plus quantum mechanics applied by the universal Matrix.

 

 

 

Junk-DNA: Atualizações de informações Sôbre esta área que pode provar os ancestrais sugeridos pela Matrix/DNA

segunda-feira, setembro 10th, 2012

http://theweek.com/article/index/233041/the-secret-purpose-of-junk-dna-a-guide

The Week

The secret purpose of ‘junk DNA’: A guide

Scientists discover that a mysterious swath of our genome contains millions of switches that can mean the difference between John Doe and Usain Bolt

POSTED ON SEPTEMBER 10, 2012, AT 8:40 AM

xxx

Ver interessante artigo:

ARSTECHNICA.COM

Most of what you read was wrong: how press releases rewrote scientific history

Repeating myths may make good stories, but it breeds confusion. See the ENCODE news.

http://arstechnica.com/staff/2012/09/most-of-what-you-read-was-wrong-how-press-releases-rewrote-scientific-history/

– – – – – – – – – — –  –

Vídeo extenso, completo, muito bom sobre Junk DNA, sob a perspectiva criacionista baseada no Encode Project:

Reasons to Believe

http://www.reasons.org/videos/encoded-by-design

Dr. Fuz Rana reports on phase 2 of the Encode project, biochemical research that he calls the most important of his lifetime.