Posts Tagged ‘Livro’

Livro para ler: Reasons and Persons

sábado, novembro 3rd, 2018

xxxx

Recomendado por filosofos nos foruns:

https://www.amazon.com/Reasons-Persons-Derek-Parfit-ebook-dp-B006QV7ZMS/dp/B006QV7ZMS/ref=mt_kindle?_encoding=UTF8&me=&qid=

This book challenges, with several powerful arguments, some of our deepest beliefs about rationality, morality, and personal identity. The author claims that we have a false view of our own nature; that it is often rational to act against our own best interests; that most of us have moral views that are directly self-defeating; and that, when we consider future generations the conclusions will often be disturbing. He concludes that moral non-religious moral
philosophy is a young subject, with a promising but unpredictable future.

Reviews

“Very few works in the subject can compare with Parfit’s in scope, fertility, imaginative resource, and cogency of reasoning.”–P.F. Strawson, The New York Review of Books
“Complex, brilliant, and entertaining….This book is chock-full of impressive arguments, many of which seem destined to become part of the standard analytic repertory….It is an understatement to say that it is well worth reading.”–International Studies in Philosophy
“Extraordinary…Brilliant…Astonishingly rich in ideas…A major contribution to philosophy: it will be read, honoured, and argued about for many years to come.”–Samuel Scheffler, Times Literary Supplement
“A brilliantly clever and imaginative book…Strange and excitingly intense.”–Alan Ryan, Sunday Times (London)
“Not many books reset the philosophical agenda in the way that this one does….Western philosophy, especially systematic ethics, will not be the same again.”–Philosophical Books
  • Kindle
    $29.42
  • Hardcover
    from $75.00
  • Paperback
    from $17.20

Livro para Ler: O Fim dos Bancos

sexta-feira, novembro 2nd, 2018

xxxx

https://www.amazon.com/s/ref=nb_sb_noss?url=node%3D154606011&field-keywords=Jonathan+Mcmillan

Amazon Kindle ebook = U$ 10,00

The End of Banking: Money, Credit, And the Digital Revolution by [McMillan, Jonathan]

The End of Banking: Money, Credit, And the Digital Revolution Kindle Edition

O Futuro da Mente – Comprar livro do Michio Kaku

quinta-feira, outubro 11th, 2018

xxxx

Most recently Michio Kaku bestselling –  The Future of the Mind (2014).

Informacao obtida no video que contem interessante entrevista:

Ciclo Vital: Livro comprado para ler

segunda-feira, setembro 10th, 2018

xxxxxx

Life cycles: reflections of an evolutionary biologist

https://www.amazon.com/dp/0691033196/ref=rdr_ext_tmb

 

Publicaram meu avatar em 2 livros

domingo, julho 22nd, 2018

xxxx

  1. Publicaram mimha figura que uso como avatar e mostro os identicos ciclos vitais entre o corpo humano e os astros, no livro “Who Am I ?: Scientific Spiritual Search”, by Swami Prajna. Ver na pagina 1131 do livro no Amazon Kindle.

https://www.amazon.com/s/ref=nb_sb_noss?url=node%3D154606011&field-

Who Am I ? : Scientific Spiritual Search

Who Am I ? : Scientific Spiritual Search

Dec 16, 2017 | Kindle eBook

by Swami Prajna Aranyaji

Nota: Ao publicarem a figura alteraram-na num pequeno detalhe: acrescentaram mais um corpo humano entre as imagens do adulto-jovem e adulto-idoso. Deve ser para escaparem dos direitos autorais, nao tem problema. Porem isto mostra que nao entenderam a figura, pois cada corpo humano corresponde a cada tipo de astro ao seu lado. E assim se dificulta ou distorce o significado da figura.

 

Human and Earth Life Cycle by MatrixDNA

Human and Earth Life Cycle by MatrixDNA

2) Publicaram meu link e uma imagem no livro:

MUM: Meditation Ultimate Medication

By Satchitananda Vandana Khaitan

Mum: Meditation Ultimate Medication

 

https://books.google.com/books?id=0pFRDwAAQBAJ&pg=PT59&lpg=PT59&dq=http://theuniversalmatrix.com&source=bl&ots=HjWbiN9Lxi&sig=FGa5irfKTRaFbGNwJF-expHl_20&hl=en&sa=X&ved=0ahUKEwj2x8H53bHcAhVpc98KHb6jB1A4FBDoAQg8MAQ#v=onepage&q=http%3A%2F%2Ftheuniversalmatrix.com&f=false

Livro: Vantagens de publicar como Amazon Kindle

quinta-feira, julho 12th, 2018

xxxx

Obtido em Quora:

https://pt.quora.com//translate_answer?source=question_prompt&translate_answer=28264023

Richard Muller 
Richard Muller, Prof of Physics UC Berkeley, author of “Now-The Physics of Time” (2016)

It’s very hard. Best is if you can find an agent. Don’t worry about the 15% agents will take; they earn it.

But what I strongly recommend is that you publish it on Amazon as a Kindle book. Typically, for a hardcover book, the publisher will give you 10% of the face price for the hardcover. That may be $2 to $3 per book. Publish it on Kindle, for $5, and you’ll get a similar amount of money per book!

You might be tempted to say, but if I put it on Kindle, nobody will market it! Nobody will pay for advertisements! That’s true, but for most books, until you hit the best-seller list, even your publisher will not spend money marketing.

I just put my novel The Sins of Jesus on Kindle, and it is selling far far better than it was last year when it was available only in paperback. Incidentally, even though I am a best-selling author in non-fiction, I could not find a major publisher willing to publish my novel.

xxxx

Sergio Correa de Siqueira, antigo quatro livros publicados, uns prêmios literários
Bons conselhos, mas que tal uns práticos de quem já passou por isto?

Você tem três opções para publicar:

Auto edição;

Co-edição;

Edição Comercial.

Na auto edição você paga pela edição dos seus livros, e é responsável pela venda, Não há nenhum demérito nisso, Manuel Bandeira começou assim, e mais muita gente boa.

Na co edição a editora arca com a maior parte dos exemplares, mas o autor deve se responsabilizar pela venda de 10, 20% dos exemplares. Editoras como a luso-brasileira Chiado e a brasileira Kazuá são bons exemplos.

Na edição comercial a editora arca com os custos e os riscos.

Comecei a escrever depois de aposentado, e, como Scarlett O’Hara, prometi: nunca pagarei para ser editado. Meu primeiro e meu terceiro livros foram editados por uma pequena editora (esqueça as grandes, elas nem vão ler seu original se você não tiver uma boa sinopse e um currículo literário), o segundo foi dirigido a uma editora alvo de porte médio bem escolhida, o quarto foi publicado por ter sido premiado. As desvantagens são: marketing deficiente, vendas à brasileira (meu único livro que vende bem é um paradidático vendido diretamente a escolas e Secretarias de Educação; boa grana mas desconhecimento nas livrarias). A vantagem é que sendo o mercado tão restrito e concorrido, ser escolhido afaga o ego.

Eu escolhi agir assim porque: a) passei quase trinta anos fora de casa e não tenho muitos amigos e conhecidos para irem a noites de autógrafos; aliás, hoje só autografo nas organizadas pelas editoras; b) não tenho lábia de vendedor, nem sei me auto promover.

Se você acha que consegue vender cem, duzentos exemplares, aconselho a co edição. Nestes exemplares você não vai ganhar muito – só empatar – mas o simples fato de vendê-los vai ajudar a promover os 800 restantes. Além disso, a Chiado e a Kazuá são rígidas na escolha de autores com potencial comercial, e ser aceito por elas já conta pontos em, seu favor. Eu sempre busco ser aprovado por eles em primeiro lugar, o que uso como barganha com editores comerciais.

Se você tem um milhão de amigos e é um galante pica doce nas cantadas, tente a auto publicação – inclusive, rende muito mais. Tenho um conhecido que consegue vender 1.000 exemplares, e ganhar mais do que eu vendendo 15.000.

Último conselho: entre em concursos, e acumule prêmios literários. Eles fazem o seu currículo e ajudam a vender, muito mais do que você pensa. Visite sempre o blog Blog Concursos Literários

E tenha o couro grosso. A proporção é de vinte “nãos” para um “sim”.

Aceitando a sugestão do Endrio Borges, uma auto promoção (foi ideia dele, eu sou modesto por natureza), meus livros publicados:

BESTIÁRIO AMOROSO e BLUE MOON (esgotados, como Regis Eco) – não baixem a cópia pirata, a 2a. edição já vem aí.

CATITA E OS BYTES PARALISANTES, 2a. Ed., infantil.

O GRANDE MASSACRE DAS VACAS, Prêmio CEPE Romance 2015, finalista Prêmio Oceanos 2017 (o 2o. maior em língua portuguesa).

À venda na Amazon (comprem lá, a gente ganha mais um pouquinho, e custa 1/4 da cópia impressa), na Cultura, Livrarias Curitiba, em Portugal na Bertrand e Wook, na Espanha na Casa del LIbro. (Não sou mercenário, mas obedeci ao Endrio, rsrsrs).

xxxx

Bem… o primeiro passo, naturalmente, é escrever. Para escrever há muitos conselhos… o mais importante é: tem de escrever.
Não interessa se não tem vontade ou inspiração. Se só tem meia hora antes de um compromisso. Tem-se de escrever! É neste aspecto que quero melhorar!!

E ler. Tanto dos outros – muito – como ler e reler o que escrevemos. Esta parte também pode ser muito aborrecida: ficamos com vontade de apagar tudo e recomeçar do principio!! Acontece… olhe, aconteceu a Eça de Queiroz – Wikipédia, a enciclopédia livre (com A tragédia da Rua das Flores, que depois tornaram-se n’Os Maias), portanto não é vergonha nem desastre, apenas trabalhoso! E aqui voltamos ao ponto anterior.

Bem, mas vamos supor que já passámos essa fase. Temos um texto, que relemos e gostámos e gostaríamos de publicar, como um livro.

Hoje em dia não nos podemos esquecer que um livro pode ser físico, digital ou ambos. Pode ser publicado por uma editora, ou pelo autor.

Para ser publicado por uma editora tem de arranjar uma editora que o aceite, sugira alterações, o publique. O bom é que a partir do momento que o livro seja aceite por uma editora o autor pode descansar… quer dizer, as alterações sugeridas (exigidas) podem doer. Mas o resto do processo é conduzido por professionais. Podem pedir-lhe a opinião, mas eles fazem o trabalho sem preocupações. O mau? Além das alterações (algumas até farão sentido) temos a pilha de cartas de rejeição que os bons autores do século passado guardavam. Um novo autor é sempre um risco grande. A menos que o texto em questão tenha ganho um prémio ou o próprio autor tenha algum factor de marketing (ser filha de um famoso ou sobrinha de um político) é muito, muito dificil. Mesmo que o livro seja razoavel.

O outro caminho tradicional é a auto-publicação. Manda-se editar, paginar, o design da capa e finalmente a impressão, tradicionalmente numa certa quantidade: as impressoras tradicionais só compensam a partir das centenas de livros.

Tudo isto representa… trabalho e dinheiro. E cada vez que decidimos algo fora da nossa área (que tipo de papel? de letra? capa dura?) corremos o risco de falhar, e falhar em grande! Mesmo que quem nos acompanhe nesse assunto seja um professional: podemos não nos ter explicado bem! Mas acima de tudo dinheiro.

E finalmente temos a auto-publicação com a Amazon. Desculpem se isto começar a parecer um anúncio. Mas, fiz uma pequena experiência, com um pequeno texto e correu mesmo bem.

Uso o Kindle, para ler: especialmente em inglês. Ao usarmos o Kindle (não é preciso o aparelho, basta a aplicação no computador ou isso) temos logo acesso a um mar de conselhos sobre edição e publicação.

O processo acaba por ter os mesmos passos:

  • escrever
  • editar
  • formatar/paginar
  • cover
  • preço/marketing

E encontra conselhos, livros de how to, grátis para todos eles.

Pode decidir o que quer fazer e o que quer delegar. Mas, seguindo os conselhos, e especialmente se estivermos a falar de uma versão digital, não é assim tão complicado. E pode-se sempre corrigir mais tarde, claro.

Mas o mais fantástico é:
pode disponibilizar uma versão física também. Embora aí a paginação dê algum trabalho, realmente. Mas, seguindo os templates fornecidos, e usando a experiência que teve ao tratar da versão digital, não é complicado.

E é fantástico esta possibilidade que existe hoje de criar um livro físico. As impressoras modernas têm essa capacidade, de imprimir um exemplar de um livro!! Não há portanto qualquer investimento, além do tempo, neste processo todo! E se quiser delegar qualquer parte, como a capa, num serviço, claro.

A minha experiência foi com um pequeno texto, em inglês.. que note-se que não domino bem. Portanto, a verdade é que não tinha intenção de criar um best seller, ou uma obra de arte… era mais para estar disponivel para alguém, do outro lado da Europa..

Mas a sensação que no dia seguinte aquilo estava dispinivel para alguém que o quisesse comprar, em qualquer parte do mundo… é indiscritivel. Claro, que se o original for em português pode demorar mais tempo.

Bem sei que o inglês pode ser uma barreira. Apesar que ler no Kindle ajuda (temos o dicionário sempre à mão). Acabei de ver e existem também livros e artigos sobre como publicar na Amazon em português. Embora esses não sejam grátis… mas também a começar num dolar e pouco não podemos dizer que sejam caros. (não, nenhum escrito por mim! Senão aconselhava-o!!)

Claro que algumas editoras tradicionais já terão impressoras modernas, que permitam tornar a auto publicação tão democrática como na Amazon.
Vou verificar.
Espero amanhã editar esta resposta! :)

xxxx

Você tem uma escolha básica para fazer: você quer que seja publicado por uma editora tradicional ou quer publicar por si mesmo?

Acho que os prós e os contras são algo como:

Editora tradicional

Prós para o autor

  • Não há um custo inicial pra você – a editora paga pela edição, design, e impressão.
  • Alguns acreditam que isso te legitima como escritor.
  • É a maneira mais fácil de ter seu livro em livrarias tradicionais (Embora brevemente).

Contras para o autor

  • É difícil ter seu livro publicado por uma editora, você pode precisar encontrar um agente primeiro. Você definitivamente terá que escrever um livro comercial porque a editora está tomando todo o risco.
  • Seus royalties serão baixos, e é improvável que você avance atualmente como um novo autor.
  • Você ainda terá que fazer a maior parte da publicidade.
  • Você perde o controle criativo de coisas como a capa, ilustrações, e até mesmo escolhas editoriais.
  • Pode levar anos para seu livro aparecer.
  • Seu livro pode ser colocado a um preço baixo e deixar de ser impresso rapidamente também.

Publicar por si só

Prós para o autor

  • O lucro é seu – normalmente para E-Books você receberá 70% das vendas na Amazon – pagamentos também são mais rápidos comparados com as editoras.
  • Você tem o controle, podendo escolher o título exato, fazer escolhas editoriais, tudo é sua escolha final.
  • É rápido – você pode ter o livro pronto o quão rápido você quiser – dentro de uma semana para um E-Book.
  • Você tem contrato direto com seu público, você pode se comunicar diretamente com eles via seu website e e-mail.
  • Seus livros ficam disponíveis quanto tempo você quiser.

Contras para o autor

  • A menos que você seja muito dedicado para fazer as coisas por si só – você precisará pagar especialistas para fazer algumas partes do trabalho pra você (normalmente a edição e o design na capa, no mínimo).
  • Se você vai laçar uma versão impressa, terá que pagar os custos de impressão. (Você pode contar no entanto com impressão por demanda como “CreateSpace”, onde os livros só são impressos se houver pedido dos clientes).
  • É mais difícil ter seus livros em livrarias tradicionais.

De fato, você não tem realmente que escolher; Se sua publicação própria começar vendendo bem, as editoras tradicionais podem se interessar e atrás de você. Então você estará numa posição de barganha bem mais forte do que se você fosse atrás deles.

xxxx

Introducao ao meu livro:

Os jovens que vivem no Ocidente e foram na escola ao menos ate o segundo grau, estao enfrentando a pior crise existencial da mente na historia da evolucao. Esta crise produz a falta daquela motivacao e energia em ter vontade de viver, trabalhar e progredir que caracterizou o comportamento de seus pais, a geracao que produziu esta enorme complexidade de tecnologia. Com a mente flutuando num vacuo escuro, podem vir a depressao, as drogas, os impulsos violentos e suicidas, se somados `a problemas financeiros. Ainda vemos muitos jovens agindo sensatamente, se esforcando nos estudos, procurando trabalhar, mas a forssa dessa motivacao nao vem deles e sim da insistencia dos pais. Mas a causa psicologica que moveu as geracoes anteriores no Ocidente foi principalmente a Biblia , e esta nao funciona mais para estes jovens. A interpretacao do mundo e da sua existencia nele, que a escola ensina, corroi a crenca na Biblia, o motivo religioso nao faz parte mais da sua geracao.

Todo individuo humano quando crianca tem amigos fantasmas com quem conversa e estabelece o mundo da magica aos objetos, transformando-os em brinquedos. Pois o que acontece a um elemento humano e’ projetado quando ele compoe um conjunto coletivo chamado “humanidade”, a qual tem a mesma historia de desenvolvimento mental. Desde que a humanidade ate as ultimas geracoes ainda estava na sua fase de infantilidade mental, e’ compreensivel que ela tenha tido seus amigos imaginarios e invisiveis com quem ela partilhou seus pensamentos e de onde obteve sus valores morais e motivacao para se comportar de uma maneira que a vida progrediu. Mas o conhecimento cientifico correspondeu a passagem da fase infantil para a adolescencia onde se comeca a cair na realidade da vida, a qual elimina os amigos invisiveis e a magica. Principalmente a consciencia ecologica denota esta passagem.

O conhecimento cientifico e seu produto, a tecnologia, e’ obtido na escola. Mas o curriculum escolar cometeu um erro gravissimo. Ele mentiu para os estudantes assim como os autores da Biblia e criadores do papai Noel mentiram para nossos antepassados. O que e’ biologica e evolucionariamente compreensivel: a adolescencia e puberdade nao e’ a entrada na realidade do mundo, mas sim numa fase de meia-realidade/meia ilusao. E’ notorio o estado mental dos jovens como desafiadores quase suicidas das forssas reais e uma certa arrogancia crendo numa visao do mundo que nao corresponde a realidade. O curriculum escolar e’ elaborado por adultos e suas interpretacoes do mundo, porem estes adultos individuais sao a humanidade em sua fase de adolescencia e puberdade.

Quando a escola mentiu aos estudantes, o que ela fez, na pratica? Ela encolheu a aura da imaginacao mistica no cerebro da crianca, destituiu-a da sua prazeirosa interpretação dos objetos e ambiente ao redor, e no seu lugar instalou “nada”, uma nova interpretacao mistica do mundo que e’ exatamente a oposta a interpretacao magica anterior, o que a caracteriza como a outra face da mesma moeda: a mistica. As erroneas interpretacoes da realidade. Nessa sua funcao de se desdobrar em tudo que seja oposto `a primeira onda mistica,  ela inverteu a motivacao para viver em nao-motivacao.

Mas o ensino escolar também não esta fornecendo essa motivação e energia para ter vontade de viver e progredir. De que adianta eu sacrificar tudo no trabalho buscando ser rico e poderoso, se a escola e a midia me mostram  as fotos de um mundo igual para todos os lados que comecou por acaso numa explosao e portanto vai a lugar nenhum? Que viemos de animais primos de macacos, que nao temos nenhnuma alma consciente, pois nossa mente nada mais e’ que mero produto desenvolvido pelo cerebro. E o pessoal da mudanca climatica jurando que teremos o mesmo fim dos dinossauros?

Mas, espere ai. As teorias gerais ensinadas na escola foram elaboradas por quase cegos ( so vemos e tateamos a face de objetos revelados por apenas uma das sete faixas da luz) e com um cerebrozinho tao diminuto com tao poucos e limitados sensores cerebrais, mais alguns grosseiros instrumentos cientificos, perante a incrivel dimensao deste Universo, que e’ certeza que este nosso cerebro nao poderia processar as informacoes da descricao do que o mundo realmente e’, o que realmente significa sua existencia nele.

Como estudante de escola esta’ ainda tudo ai’ para voce pegar firme e trabalhar buscando a motivacao e a energia necessaria para viver alegre, e quando voce estiver busvcando ela, ja’ a tera’ encontrado, pois voce nao vai estar motivado nesta busca? Vou mostrar aqui a voce como isso funcionou comigo a ponto de sozinho e nas piores condicoes de vida, descobrir que existe uma outra maneira de teorizar o significado da nossa existencia e deste mundo, uma nova cosmovisao nunca percebida por ninguem mais, nem as religioes e nem as escolas sabem dela.

Aposto que voce ja tem alguma ideia do que seja um gene. Ha 3,5 bilhoes de anos atras a natureza criou aqui esta extraordinaria obra de engenharia, algo que supera em muito os incriveis bits deste seu incrivel computador. E agora quando olhamos a Terra e nos perguntamos em que pe’ esta’ a evolucao natural aqui, qual o apice desta evolucao, qual a ultima mais complexa arquitetura natural aqui, e so temos uma resposta: a auto-consciencia… que emerge do cerebro humano. Naquela epoca a Natureza construiu os genes para construir o primeiro ser vivo, o primeiro sistema biologico funcional super-complexo: o sistrema celular. Agora a natureza esta criando outro sistema complexo e o que ela usa para faze-lo? Genes.

” Nao, voce nem n inguem pode afirmar isso, nem a neurologia que e’ a dona da area descobriu como surgem os pensamentos, a mente, do cerebro. Os genes criam o hardware, a magquina biologica, o cerebro, mas dai dizer que os genes criam a consciencia e’ um salto no escuro”.

” Voce nao esta entendendo. A Natureza criou genes moleculares para criar um novo sistema complexo. Agora ela criou uma mais complexa forma de genes para criar a consciencia; estes novos genes se chamam “humanos”. cada cabeça humana e’ um ovo onde fiunciona um gene distinto com uma informacao especifica, unica, intransferível, e indispensavel para uma das caracteristicas de uma auto-consciência planetária. E lembre-se: os genes que vieram no genoma de seus pais fizeram seu cerebro e depois subiram todos para este cérebro tornando-se apenas uma personalidade. Assim esta você indo constituir uma só personalidade, que poderíamos denominar de “a auto-consciência de Gaia”.

Mas eu vou trazer aqui uma biblioteca de fatos cientificos comprovados, outra maior de evidencias, e outra grande ainda com as predicoes que esta nova visao do mundo fez a mais de 30 anos atras e no meio da selva amazônica, já foram confirmadas pelas novas descobertas nestes 30 anos. Você vai compara-la com a cosmovisão ensinada na escola, vai ver que as duas estao firmadas nos mesmos fatos, porem o método diferente de conectar estes fatos mostra um m undo muito diferente, e com uma surpreendente motivação para você ter prazer na vida e lutar incansavelmente para ser bem suscedido.

Evidencia para o modelo astronomico da Matrix/DNA: Formacao dos sistemas astronomicos

sexta-feira, junho 15th, 2018

xxxx

No modelo astronomico da Matrix/DNA – que e’ baseado na formula universal para sistemas – o nucleo de uma nebulosa rotativa contem um turbilhao onde sao processados os elementos que vao compor o nucleo dos astros. O modelo previu grande quantidade de magma de ferro liquido quente. Agora este estudo abaixo confirma a existencia do ferro nas nebulosas pre-sistemas estelares e sugere a existencia de mais tres elementos: Mg (magnesio),Si (silicate) e Ca. Isto deve ser mencionado no livro:

Artigo no link para o paper no PNAS:

http://www.pnas.org/content/early/2018/06/04/1720167115

The Cosmic Dust Analyzer (CDA) on board the Cassini spacecraft determined that contemporary interstellar dust grains from the diffuse ISM consist primarily of grains of magnesium-rich silicate composition with approximately solar relative abundances of the nonvolatile rock-forming elements Mg, Si, Ca, and Fe, a mean size of ∼200 nm, and inferred presence of iron inclusions (9). [Carbon detection by the CDA was difficult in such small samples impacting at high speeds due, in part, to contamination issues (9)

Mais informacoes em:

Apresentando a cosmovisao da Matrix/DNA numa palestra

sexta-feira, maio 25th, 2018

xxxx

(artigo/ensaio em construcao)

Introducao:

Antes de explicar como e onde eu desenvolvi uma visao do mundo totalmente inedita nunca sequer imaginada por ninguem antes e agora, eu preciso justificar porque eu acredito que e’ vantagem para voces se prestarem ao sacrificio de me ouvirem e gastarem este pouco do seu preciosos tempo me ouvindo. E’ porque eu acho que voces vao ganhar, vao ter lucro com isso e no final vao perceber que o sacrificio e o tempo gasto valeu a pena, foi um bom investimento.

O produto final e util para a vida pratica de voces que eu penso ter descoberto e’ sobre o que e’, como funciona, um sistema natural perfeito, coisa que eu nunca vi publicado nem comentado por ninguem o que seignifica que voces desconhecem a verdade sobre sistemas naturais. Como as forssas brutas e caoticas, desordenadas, de uma Natureza pura e nua, digamos, seus instintos brutos e selvagens sem qualquer proposito inteligivel de repente nos apresenta este milagre que ‘e a materia organizada de uma maneira que funciona, realiza algum tipo de coisa inteligivel, se torna um objeto, uma arquitetura inteligivel. Para melhor captar esta questao, pensem em duas imagens que voces ja’ viram: a superficie e atmosfera bruta, inospita, esteril e caotica dos outros planetas conhecidos como Marte, Jupiter, e ao lado dessa imagem pensem na imagem de uma vaca pastando e se movendo…e se reproduzindo, realiazando metabolismos, um sistema incrivelmente complexo funcional e com um inicio de proposito inteligente. Como, porque, de onde a Natureza obteve os motivos que realizaram este salto fantastico, inexplicavel, desde esta imagem caotica e esteril para esta imagem super-complexa, quase inacreditavel? Esta questao se torna perfeitamente e racionalmente explicavel e compreendida apenas se conhecer-mos de fato em toda sua profundidade o que e’ e porque, quais as origens e como foi o desenvolvimento destas duas imagens, principalmente o que e’ de fato um sistema real natural. E voces vao perceber nesta palestra que existem muitos detalhes, mecanismos e processos profundos, ocultos `a nossa vista, num sistema complexo natural. Mas o pior, ou melhor ao se obter este conhecimento, e’ que ele vai mexer, estremecer sua visao de mundo atual, vai desmontar todas as outras visoes de mundo de todas as outras culturas e povos conhecidos, e vai abrir sua mente para uma nocva visao e entendimento do mundo, da existencia do mundo e da sua existencia neste mundo, a qual sera muitas portas e janelas abertas para desenvolver novas tecnologias uteis em todas as areas da nossa vida, enfim, diminuindo os absurdos obstaculos naturais existentes ainda que nos impedem de ter uma melhor e mais poderosa qualidade de vida.

Na cultura empirica popular e nas ciencias oficiais nos temos muitas demonstracoes do que e’ um sistema natural, como por exemplo, a figura da anatomia do corpo de uma arvore, de um reptil, a anatomia do corpo humano, e mesmo as figuras daqueles ciclos dos elementos no meio de um ambiente ecologico. No entanto nos falta conhecer todos os detalhes funcionais nestes sistemas, e justo a incapacidade de detectar estes detalhes nao visiveis e nao palpaveis nem mesmo com nossos poderosos instrumentos cientificos e’ a casua de eu diria mesmo todas nossas falhas e deficiencias em combater os problemas que nos tortura,m, nos matam, nos predjudicam dolorosmente a vida. Mas para conhecer ou perceber ao menos com a nossa inteligencia ja que nossos sensores cerebrais e nossos instrumentos cientificos nao sao suficientes para nos prover com tal conhecimento, sera’ preciso conhecer um sistema completo em todos os detalhes, funcionando no mais alto nicvel possivel de perfeicao, ou seja, conhecer a figura de um sistema perfeito. Todas as figuras que conhecemos sao de sistemas imperfeitos, todos apresentam uma serie de deficiencias que impedem o sistema de se fixar e se estabelecer funcionado eternamente.  Corpos humanos nao possuem aparatos de defesa nem mesmo contra minusculas e debeis criaturas como os virus, arvores podem se tornar doentes e morrerem por imperfeicoes ambientais, etc. Mas os humanos possuem uma grande novidade que e’ a propriedade da inteligencia e com esta eles observam cuidadosamente estas figuras, as coisas e objetos reais representadas por estas figuras no mundo real e tentam copiar, imitar, reproduzir estes sistemas na forma de aparatos tecnologicos, os quais multiplicam os poderes dos acessorios do nosso corpo-sistema. Entao seria previsivel que sinteticamente, artificilamente nos construissemos sistemas de ferro, plastico, energia, que fossem perfeitos. Por exemplo, robots contendo computadores que nunca seriam destruidos ou dminuidos em suas capacidades laborais, robots intelrigados a outros robots que fossem capazes de produazir por eles apenas todos os produtos das nossas primeiras necessidades basicas nos libertando do trabalho estupido e torturante rotineiro. Nos poderemos fazer isto se um dia conseguirmos conhecer um sistema final perfeito. E por inacreditavel que pareca inclusive a mim que ate hoje, depois de ja vai uns 30 ou 40 anos que me vi defrontando esta coisa, e’ que o tal sistema perfeito pode ser calculado e montado pela inteligencia humana no aspecto de uma “FORMULA FUNCIONAL”!

Uma formula desenhada no papel no jeito destas figuras que revelam a anatomia destas arquiteturas  criadas misteriosamente pela Natureza, tal qual a figura da anatomia de um corpo humano. Ora, tendo esta figura de um sistema perfeito em maos, nos podemos entao pegar as fotos de todos os sistemas existentes que sao imperfeitos – de lagartos a avioes a corpos humanos – e coloca-las justapondo sobre a figura do sistema perfeito, e descobrir na figura dos sistemas imperfeitos onde estao as imperfeicoes, onde os fluxos de energia estao diferentes dos fluxos do sistema perfeito, onde as partes ou pessas dos sistemas imperfeitos estao diferentes das partes e pessas do sistema perfeito, e com isso, mudar os istemas imperfeitos tecnologicamente ou inserir neles artefatos que tornem estes sistemas imperfeitos em sistemas o mais perfeito possivel. Por enquanto e assim de chofre voces nao podem sequer imaginar o que isto significa na mudanca para melhor da existencia humana, pois eu em 40 anos ainda nao consegui vislumbrar tudo haja visto que a cada dia estou descobrindo ou arquitetando mentalmente novas possiblidades tecnologicas uteis para resolver obstaculos e aprimorar nosso poder de realizacao.

Conhecer a formula do sistema mais perfeito possivel existente neste nosso Universo! Tal sistema teria que ser uma especie de moto-continuo, eterno para todo o sempre pois seria tao adaptado ao universo inteiro que seria indestrutivel! Mas o pior, ele teria que ter um sinificado, um sentido, um proposito de existencia vantajoso para ele e/ou realizando algum tipo de trabalho que fosse vantajosos para o Universo, senao de nada adiantaria sua existencia. E pelas leis cientificas que conhecemos ate agora se deduz no nosso atual nivel de inteligencia que tal sistema, que motos-continuos nao existem, sao impossiveis, primcipalmente porque ao funcionarem consomem energia, o que os tornaria dependente dos caprichos do meio externo. Eu vou aqui insistir com a estranha ideia de que se ele nao existe, e’ impossivel de existir, nos podemos criar com nossa inteligencia o projeto no papel desse sistema, e a utilidade disso sera que vamos aprimorar infinitamente os sistemas imperfeitos existentes. Nos podemos copia-lo em quase tudo tecnologicamente, so’ vai faltar um detalhe que o impedira de ser o moto-continuo eterno, que e’ o detalhe em que o fluxo de energia correndo dentro dos circuitos do sistema teria que ser ao mesmo tempo um fluxo de informacoes, de maneira que funcionasse contendo o principio ou processo dos ciclos vitais. Cada particula da eletricidade correndo nestes circuitos teria que carregar em si, teria que ser em si, uma forssa de uma unica e especifica informacao que pudesse dar forma `a massa, a materia existente a sua frente, cuja forma retroalimentasse a forssa do fluxo remetendo-a para a frente onde outra particula com outra informacao modelassa a massa `a sua frente fazendo uma nova pessa ou orgao. Este detalhe e’ o que existe de mais misteiroso e secreto na Natureza quando ela cria, constroi da materia insossa, amorfa, sistemas funcionais e complexos. E para nos, para nossos atuais sofriveis e limitados sensores cerebrais e nossos ainda rudes instrumentos cientificos. este detalhe nao pode ser imitado, reproduzido tecnologicamente… por enquanto.Digo por enquanto porque a formula, apesar de ser uma abstracao mental, ja esta nos fornecendo uma pista do que ‘e a substancia desse detalhe dentro do circuito eletrico, e a formula nos sugere o que e’ e como e’ essa substancia apontando para outra das nossa figuras desenhadas na tela dos nossos computadores: o espectro eletromagnetico. A formula esta sugerindo que esta substancia que carrega as informacoes capazes de modelarem a materia nua e crua e’ uma forma de particulas geradas por uma especie de onda de luz, natural. Se isto for confirmado, nos seremos sim, capazes de reproduzir tecnicamente o que a natureza e o Universo ainda nao puderam produzir, ou seja, o sistema natural perfeito, eterno. E a partir dai podemos tornar todos os os sistemas tecnologicos em perfeitos, inclusive o corpo humano.

Desculpem-me se me alonguei demais neste falatorio com sabor de abstracao fantasiosa, ficcionista, mas tive a intencao de produzir em voces o alento, o animol a esperanca que esta descoberta produziu em mim. para que se interessem no resto da palestra e desejem conhecer a formula e a nova cosmovisao que ela esta sugerindo.

Continuando, acho bom fazer um rapidissimo e resumido lembrete do que entendemos por sistema natural hoje, como anda o atual conhecimento dito cientifico a respeito deste objeto. De acordo como a Wikipedia – eu tenho capacidade de abordar o tema mais tecnica e profundamente do que a Wikipedia, porem esta abordagem seria problematica e contra-producente aqui – de acordo com a basica definicao no Wikipedia, sistema natural e’:

Ensaio para iniciar palestra da Matrix/DNA ou Livro

sexta-feira, maio 4th, 2018

xxxx

Imagine que voce tem um super-microscopio e o aponte para um ponto do seu braco. Veras os pelos, poros e celulas. Aumente a visao das lentes e voce vera as organelas e substancias liquidas dentro das celulas. Aumenta mais e veras o mundo de atomos que sao os building blocks, os tijolinhos do edificio que e’ seu corpo. Aumente mais, entre nestes atomos e veras de inicio um imenso espaco vazio como quando voce esta na Terra e olhas para o ceu. Mas assim como voce ve no sistema solar, tres corpos – a Terra, Lua e Sol -com o microscopio voce vera que tambem naquele imenso espaco vazio existem 3 tipos de super-particulas. Aumente mais e entre numa particula, que seja um proton ou um eletron… e novamente vera o imenso espaco vazio, onde tem quatro ou cinco partilulas ainda menores, os quarks. Entra dentro dos quarks e veras… o imenso espaco vazio… Talvez agora nao se pode ver mais particula menor nenhuma, os fisicos dizem que quando chegam no que chamam de vacuo total veem uma espuma vibratoria que parece ser nada, vazia, nada manifesta.

Enfim o que eu quis lembrar com isso e’ que n osso corpo na verdade e’ espaco vazio, e’ um indescritivel nada, apenas entendido como materia se vista pela pespectiva de um humano. Se for o mundo, o Universo, a olhar para o ponto onde esta nosso corpo, provavelmente vera apenas o vazio.

Por mais contra-intuitivo, incompreensivel isso seja ao nosso modo de sentir o mundo e pensar, nao e’ ainda aqui que quero chamar a atencao. O nosso foco ficou um pouco la atras, quando chegamos aos atomos do nosso corpo. Somos um mero amontoado de atomos, uma porcao de atomos de algumas poucas especies diferentes, como tambem uma pedra, ou uma montanha e’ um amontoado de atomos. A grande questao surge quando observamos estes atomos, pois logo surge o grande misterio: porque, como est6es atomos se conectam e conseguem fazer uma maquina tao incrivel e complexa, ainda funcional, como u7m corpo humano?! Nao tem logica, nao tem explicacao, olhemos bem o que e’ um atomo, olhemos os vaios tipos de atomos que tem no nosso corpo, parecem todos iguais, apenas mudam de tamanho de quantidade de  particulas, mas ficam assim eternamente, girando como os planetas giram em torno do Sol…

Da para voces imaginarem de repente os varios tipos de astros que existem neste sistema solar – que sao talvez menos de 20 – mas que sao totalmente inativos, mortos, apenas estao sendo movidos, da’ para imagina-los de repente se movendo um na direcao do outro, se pondo em posicoes fixas, comecando de repente a se muliplicarem, a se separarem em certas quantidades, formando o que chamariamos de moleculas espaciais gigantes? E depois estes astros continuam a fazerem novas combinacoes de maneira que surgem moleculas maiores que vamos chamar de proteinas espaciais? E o que dizer quando uma destas recem-formadas moleculas espaciais e’ uma mensagem em codigo, a que chamamos de RNA?

Ora isso seria o mesmo que assistissimos aqui da Terra os astros se juntando, formando uns tipos de pessas, e depois estas pessas se juntarem, e de repente vemos um automovel pronto que sai a rodar no espaco… Nossa cabeca ia pirar, nos nunca iriamos acreditar que o que vimos foi real… Mas sim, na Natureza essa visao aconteceu e foi bem real. Como?!

Que raios sao estes atomos? Certamente ainda nada sabemos deles.

Mas… talvez existe um jeito de nos desvendar-mos os misterios dentro destes atomos – eu talvez tenha encontrado uma explicacao para estes misterios – e este e’ um dos objetivos que os convidei aqui hoje, Eu nao consigo ver erro nenhum no meu metodo de investigacao, nos calculos, a explicacao tem um logica racional que me deixa admirado, mas nao e’ uma questao de acreditar ou nao, agora e’ uma questao de testar na pratica, com experimentos, e tambem ver o que outras cabecas pensantes tem a dizer sobre isso.

Vamos novamente com nosso microscopio passar pela dimensao dos atomos, das super-particulas, dos quarks, e vamos focalizar nossa atencao no ultimo espaco vazio, que parece ter uma coisa espumante, pulsante. Claro, se os atomos vieram daqui, e’ aqui que esta a causa primeira do misterio. Mas podemos ficar anos observando, tentando enfiar ai qualquer instrumento, colorante, e nada muda. Nesses anos que voce esta observando isso, passa pela mente muitas hipoteses, por exemplo, isto poderia ser a tal dark matter, ou a energia escura e negativa, a antimateria, ou o campo de Higgs… mas de repente, por algum motivo voce tem uma intuicao: isto poderia ser tambem pura luz, afinal nunca vimos a substancia da luz. E entao voce puxa o conhecido grafico do espectro eletromagnetico de todas as radiacoes conhecidas, as quais, em seu conjunto podemos chamar de efeito luminoso, ou simplesmente luz. sabemos que com luz, e mais exatamente com as particulas da luz que sao os fotons, podemos gravar informacoes, o que implica em memoria e transmissao de informacoes. neste ponto voce pode ter a sensacao de que esta indo no caminho certo pois afinal o nosso corpo comecou assim: transmissao de informacoes dos pais para dentro de um ovulo, memoria e processamento das onformacoes na memoria. Se o nosso corpo comecou assim, nosso corpo e’ criacao deste mundo, entao porque o proprio mundo nao teria comecado assim? Digo o nosso mundo, esta parte que e’ perceptivel e caoptada pelos nossos pobres e poucos sensores, pois restaria o mundo que se esconderia por tras e alem desta espuma vibratoria, como seria o mundo externo dos nossos pais,  para quem estivesse dentro do pequeno ovulo.

Fiz uma suposicao aqui que apesar de logica, parece inutil, nao pode ser provada, nao pode gerar nada util, como vou provar que isto , esta espuma bvibrante e’ ;uz, que essa luz atua como um genoma, que ela conteria a primeira forma desse codigo genetico que os atomos fizeram depois na forma biologica?

Ai esta o problema, eu encontrei neste grafico da luz uma forte evidencia de que estas sete faixas de frequencias e vibracoes diferente entre si de fato contem o codigo para se fazer uma vida igual a que temos hoje. Assim a luz que pode ser a ocupante, ou uma das ocupantes detes ultimo espaco vazio, dessa espuma vibratoria, teria dirigido, governado os atomos a fazerem todas aquelas magicas quando montaram as pessas no espaco e fizeram um automovel pronto, ou seja, os atomos se conectaram de milhoes de maneiras diferentes e finalmente construiram esta incrivel complexidade que e’ o corpo humano igual ao que temos hoje. Mas… a esta altura se eu estivesse ai ouvindo no lugar de voces ja estaria cansado e rejeitando o que digo porque estou num nivel muito distante, abstrato, falando de origens do universo e da vida quando se sabe que nenhum humano sabe quase nada disso. Entao vamos tentar parar a abstracao aqui e vamos entrrar em coisas mais concretas do aqui e agora.

Antes de ter a intuicao desse negocio da luz, ou de me perguntar como os atomos vazios fizeram a vida, eu estava vivendo como ermitao isolado na selva com um rude micrsocopio e uma luneta do tempo do Galileo, trabalhando para me manter, tentando construir uma moradia, lavoura, etc., e a noite sem luz eletrica e poucao coisa a fazer, ficar filosofando sobre qual o sentido da minha existencia, das coisas ao meu redor, daquela biosfera amazonica que construiu as plantas e os animais, o meu corpo, que raios era aquela biosfera? Com lapis e cadernos desenhava as coisas que ia vendo, e figuras maiores do sistema solar rodeando a atmosfera com gazes, ventos e um planeta com solo totalmente nu, desertico, como sao as paisagens dos planetas inabitados que vemos hoje, com a diferenca de que este aqui tem muita agua. Como as plantas surgiram neste cenario? Entao tive duas ideias, intuicoes que acho que foram fundamentais:

  1. O primeiro ser vivo, completo, funcional, era uma celula, Antes disso havia virus que nao sao realmente seres vivos. A celula e’ um sistema, com nucleo, partes diferenciadas cada qual executando uma funcao. Ora, nao existe nenhum sistema organizado que nao tenha vindo de outro sistema. Existia a controversia entre evolucionistas e criacionistas de que ” a vida so’ pode vir de outra vida”, quando os ateus e a amioria da comunidade cientifica refua dizendo que as evidencias apontam para a solucao de que a materia nao-viva pode se transformar em vida. mas aqui nao esiste esta controversia, nao estamos falando da vida, estamos falando de sistemas. Nunca ninguem jamias apontou um sistema organizado, funcional surgindo espontaneamente sozinho, seja la de onde for, a nao ser que tenha um outro sistema anterior. Entao, a possibilidade mais provavel vista pela comunidade cientifca, e por mim tambem, e’ a de que a celula surgiu de uma sopa organica, depois de muitos passos intermediarios, mas seja como for, naquela sopa devia estar o sistema que se transformou no sistema celular. A seculos vem-se apontando quais os ingredientes havia na sopa, quais os elementos externos aturaram sobre a sopa, mas ninguem pensou em qual sistema havia naquela sopa ou em volta dela, ou acima dela, que se transformou na celula.
  2. Eu tinha um microscopio e um aluneta do tempo da onca, lapis e papel e cavadeira, como encontrar a sopa e dentro dela ou acima dela vr o sistema misterioso? Nas horas vagas ia na beira do pantano ou nas lamas a margem dos riachos, ali era um bom indicio de encontrar a sopa, e la passei muito tempo fugindo ou descansando do trabalho duro ajoelhahdo na beira dos pantanos olhando suas substancias com o microscopio.
  3. Foentao que ticve uma segunda boa intuicao. os primeiros praticantes do metodo cientifico comecaram com o metodo do raciocinio matematico, com a anatomia comparada, que deu inicio a medicina e outras areas. Ora, se a celula, o primeiro ser vivo era um sistema, entao eu deveria identificar os outros sistemas conhecidos que estavam presentes no estado do mundo nos eventos da origem da vida, e fazer anatomia comparada entre eles, que dai eu poderia obter o retrato falado, um prototipo, do sistema misterioso que foi o pai do sistema celular. Tendo o retrato falado seria mais facil identifica-lo na sopa, ou acima ou do lado dela.
  4. ( continuar…. e’ sempre assim, nunca termino um ensaio, ja ensaiei 50 veses… mas que seja… 

 

Einstein: Importante livro a ler

terça-feira, fevereiro 6th, 2018

xxxx

https://fisicanaveia.blogosfera.uol.com.br/2018/02/06/entenda-as-ideias-de-einstein-de-uma-vez-por-todas/

E meu comentario de fev/06/18 enviado para moderacao:

E’ um risco crer numa visão do mundo, no significado da existencia tendo por base o que a disciplina Fisica das ciencias humanas sugere quando extrapola dos fatos para as teorias. Portanto lerei o livro para ser informado sobre fatos, fenomenos e eventos naturais, e não como busca para entender as existências. Os fisicos se esquecem que este Universo exibe a vida, a consciência, mas nunca procuraram estas faces do Universo nas estruturas que estudam. Porque a Fisica e’ o metodo de investigacao dos aspectos mecanicos do Universo, ela se limita ao campo do alicerce, do esqueleto do todo, quando o Universo está aqui nos mostrando que o esqueleto e’ produzido pela vida e logo alem de seus limites comeca a carne mole, os codigos se tornam muito mais complexos, por não falar que depois ainda tudo isto chega a um limite onde se inicia o limiar da consciencia. Claro que temos de ler, de conhecer as fundações imediatas que suportam o resto do edifício