Posts Tagged ‘Livro’

Livro importante para ler: Ayn Rand, “Atlas Shrugged”. Comprado.

segunda-feira, abril 8th, 2019

xxxx

https://en.wikipedia.org/wiki/Atlas_Shrugged

Comprei o livro, mas antes de le-lo precisa saber que…

Precisa antes saber que Ayn veio de família judia-russa e foi criada na classe media burguesa, seu pai tinha negócios de farmácias. Foram atacados pela revolução bolchevique de Lenin, perderam a boa vida. E quando ela foi para os USA, foi logo ajudada por outro judeu, Cecil Mille. Então claramente tem uma visão torcida sob a perspectiva judaica e burguesa.

O título é uma referência a Atlas, um Titã descrito no livro como “o gigante que mantém o mundo em seus ombros”. O significado desta referência aparece em uma conversa entre os personagens Francisco d’Anconia e Hank Rearden, em que d’Anconia pede que conselho Rearden daria a Atlas ao ver que “quanto maior o esforço [do titã], mais pesado fica o mundo em seus ombros”. Com Rearden incapaz de responder, d’Anconia dá a sua própria resposta: “encolher os ombros” (“to shrug”).

O tema de Atlas Shrugged, como Rand o descreve, é “o papel da mente do homem na existência”. O livro explora uma série de temas filosóficos de que Rand posteriormente desenvolveria como objetivismo.[6][7] Ao fazer isso, ela expressa a defesa da razão, o individualismo, capitalismo, e as falhas da coerção governamental.

Rand then began Atlas Shrugged to depict the morality of rational self-interest,[7] by exploring the consequences of a strike by intellectuals refusing to supply their inventions, art, business leadership, scientific research, or new ideas to the rest of the world.

Os Territórios da Razão Humana – Critica sobre o que é conhecimento de fato e o que é crença disfarçada nas Ciências

terça-feira, março 19th, 2019

xxxx

 Artigo de autor de livro que comprei no Kindle:  

The Territories of Human Reason por Alister McGrath

Cover for 

The Territories of Human Reason

( Obs.: Os parágrafos aqui copiados são para serem traduzidos porque este e um ótimo método para  memorizar informações e refletir nelas enquanto se traduz)

https://iai.tv/articles/between-knowing-and-believing-auid-1207

Between Knowing and Believing

Can we be certain that what we now think are facts are not merely beliefs?

Knowledge too often turns out to be a disguised (disfarçada) belief. 

” I have reluctantly come to the view that I know less and believe more – not because I have lapsed into some form of credulity, but rather because much of what I once thought was knowledge now seems to be opinion or belief. It leaves us with the awkward question, which we need to confront honestly: how can we be sure that what we think we now know is not in fact simply a belief? And is the difference between them partly a matter of our location in the historical process?”

xx

“If scientific theories that once commanded widespread support had now been displaced by superior alternatives, who could predict what would happen to these new theories in the future? These theories might be better than those they had supplanted; but were they right? Might they not be transient staging-posts, rather than final resting places? ”

xx

“How, I wondered, could Popper seriously believe that all scientific “theories are, and remain hypotheses: they are conjecture (doxa) as opposed to indubitable knowledge (episteme).”

xx

A Filosofia deve sempre lembrar o homem suas limitacoes cerebrais:

” For Russell, “to teach how to live without certainty, and yet without being paralyzed by hesitation, is perhaps the chief thing that philosophy, in our age, can still do for those who study it.”

Encouraged by what I read, I explored more of Russell. For Russell, human aspirations to rationality were compromised by the destructive “intellectual vice” of a natural human craving for certainty, which could not be reconciled with the limited capacities of human reason on the one hand, and the complexity of the real world on the other. Philosophy, Russell suggested, was a discipline deeply attuned to this dilemma, enabling reflective human beings to cope with their situation”

xx

“The Enlightenment championed the idea of a universal human rationality, valid at all times and places. Yet a more sceptical attitude has increasingly gained sway, seeing this as an essentially political or cultural assertion that certain Eurocentric ways of thinking are universally valid, and hence legitimating the intellectual colonization of other parts of the world, and the suppression of other forms of rationality”

xx

” This scientific imperialism – now usually contracted to “scientism” – finds itself trapped in a viciously circular argument from which no experiment can extricate it, in that it has to assume its own authority in order to confirm it. The insistence on the part of some that all questions be framed scientifically may seem like legitimate science to some, but will be seen as an illegitimate strategy of intellectual colonization by others.”

xx

” The scientific consensus of the first decade of the twentieth century – regularly presented at that time as secure scientific knowledge – was that the universe was more or less the same today as it always had been. Yet this once fashionable and seemingly reliable view has been eclipsed by the seemingly unstoppable rise of the theory of cosmic origins generally known as the “Big Bang”. What was once thought to be right – and hence to be “knowledge” – was simply an outdated interpretation, an opinion now considered to be wrong.”

xx

“So is knowledge socially located? To put this another way, is what is deemed “knowledge” in one historical and cultural situation deemed to be “belief” in another? It is an unsettling thought. The American anthropologist Clifford Geertz argued that what we call “common sense” is demonstrably not a universal way of thinking, but is “historically constructed,” varying from one historical location to another.”

Matrix/DNA: Esta e’ mais uma evidencia de que os dominantes predadores criam a cultura fazendo sua distorcida interpretação dos fatos: dominantes de um lugar nem sempre imitam as interpretações de outro dominante de outro lugar.”

xx

“Historical research shows up the existence of multiple forms of rationality in different cultural and historical contexts. They may have been suppressed in the past by the Enlightenment monomyth of a single universal rationality. However, what some are calling “epistemological decolonization” is gaining sway, especially in intellectual circles in South America and southern Africa.”

Matrix/DNA: A visão do mundo do semi-símio da selva amazônica e’ uma forma de raciocinar diferente da forma europeia ou anglo-saxônica espalhada pelo mundo. E talvez, por ser mais embasada na natureza direta e real, seja mais acurada.

xx

” So does this mean that we abandon any hope of finding a rational way of thinking, capable of engaging questions about how our universe functions, and deeper existential questions about meaning, value, and purpose? No. This does not give us any reason to believe what we like. It rather invites us to think more deeply about what it means to be rational. This concern lies behind my recent work The Territories of Human Reason, which explores the historical plurality of cultural rationalities on the one hand, and the diversity of methodologies used in the natural sciences on the other, and tries to understand how a single person can be said to act rationally while holding views that have quite different rational foundations.

Livro e-book: editar

terça-feira, março 5th, 2019

xxxxx

BookBaby

file:///C:/Users/Luiz/AppData/Local/Temp/Temp1_all-guides%20(1).zip/all-guides/ebook-publishing-guide.pdf

Everything your book needs is right here

Livros e-book e papel: como por nas bibliotecas

segunda-feira, março 4th, 2019

xxxx

Bibliotecas tambem estao tendo e-books.

“immigrants have requested books in their native languages (the library orders books in 22 languages). Students have asked for books on their summer reading lists.” – Entao daqui surge uma ideia: se reunir um maior numero de brasileiros e portugueses desta região enviando e-mail as bibliotecas de New jersey and NY pedindo meu livro em portugues, pode funcionar… E preciso ver se para pedir o imigrante tem que ter a carteira da biblioteca.

… ” everything helps. So keep those five-star Amazon reviews coming. – E-books da Amazon podem ser selecionados pelos reviews com cinco estrelas

The New York Times:

Every book has to earn its spot in one of the world’s leading public library collections. Here’s what it takes.

https://www.nytimes.com/2019/03/02/nyregion/new-york-library-books.html?action=click&module=Editors%20Picks&pgtype=Homepage

” Even first-time or unknown authors get noticed when backed by major publishing houses, including Penguin Random House, Simon & Schuster, Macmillan Publishers, Hachette Book Group and HarperCollins Publishers. The selectors often try to have at least one copy of a new release in the library catalog in case it takes off. But self-published authors are not entirely shut out (see below).”

The NY library has the library’s circulating collection of nearly 5 million books, 1.7 million e-books and 177,000 audiobooks.

The Shot Caller – Predador sob Estudo/Analise pela Matrix/DNA

terça-feira, fevereiro 19th, 2019

xxxx

Grande oportunidade para os adeptos da Matrix/DNA desenvolvendo sua missão de erradicar o instinto de predador do planeta. Vou correndo comprar o livro.

https://patch.com/new-york/riverhead/once-violent-gang-leader-shares-brutal-truth-we-were-predators

Once Violent Gang Leader Shares Brutal Truth: ‘We Were Predators’

Brutal truths about gang life: “These guys would wring your neck and then have a cup of soup right after taking you out. We were predators.”

By Lisa Finn, Patch Staff  | Updated 

Livro no Wattpad (copia)

terça-feira, fevereiro 12th, 2019

xxxx

 

A vida na Terra esta’ ameaçada de extincao em 50 anos porque os humanos estao extraindo o sangue do planeta – o petroleo – o que faz acelerar a mudanca cíclica do campo magnetico criando vastos buracos na camada protetora contra os raios ultravioletas vindos do Sol, a qual vai “queimar” completamente a biosfera.  Austriak, o comandante da Esquadra do Império Galactico responsável por esta região que ja esteve aqui em 1988 “consertando” o campo magnetico com poderosos ímans atrelados em cinco naves entrou em contato telepático com uma clarividente carioca naquela época e pediu a ela alertar a humanidade sobre o problema, mas ninquem deu ouvidos a ela. Sendo impedidos pelas Leis Universais da Evolucao Natural a intervirem de maneira direta na vida terrestre, so lhes resta repetir o que fizeram a 2 mil anos atras: enviar um carater com boa intencao dotado de todo conhecimento humano na época que entre num feto sendo gestado na forma humana. Mas naquela vez cometeram alguns erros graves na programação do carater e o enviado, que se chamou Jesus Cristo, não executou de fato a missão. A 45 anos atras repetiram a tentativa esperando que tenham sanado os erros e o novo enviado, que por conveniência se chama Austriak esta na Terra. Desta vez não houve a previa preparação para a chegada como foi da outra vez, em que utilizaram uma virgem camponesa, etc. O plano agora foi ocultar o nascimento mas dirigindo-o para outra familia pobre cujos pais iriam desaparecer deixando a crianca órfã aos 3 anos de idade. Um software contendo todos os conhecimentos humanos da época foi inserido no DNA neuronial de Austriak, e isto gerou o instinto inato na crianca de ser avida autodidata, passando a juventude estudando todos os volumes das bibliotecas. A partir dai a vida da crianca seria deixada aos acontecimentos comuns em tal situacao, para a personalidade ser formada na real condicao humana e com a rebeldia desajustada propria nestes casos para produzir um revolucionário. O plano consistiu em que, ao completar 30 anos, Austriak seria conduzido para a  selva amazônica sem ele perceber que estava sendo conduzido, crendo que o fazia por vontade propria. E na selva estaria esperando-o um guia protetor, porem, na forma de macaco, um macaco falante. As agruras da selva para um humano moderno e branco levou-o varias vezes ao leito da morte, seja por picadas venenosas ou pelas febres das malarias, e este sofrimento produziu o efeito de uma verdadeira lavagem cerebral estocando toda a cultura humana de 15.000 anos no subconsciente para não se perder e ser rememorada no tempo certo, mas o cerebro ficou limpo, como um livro em branco a ser escrito pela natureza virgem e pura da selva.
Porque esse plano? Onde se encontra Austriak neste momento? E como sei disso tudo?
Ate aqui narrei o que colhi de varias secoes na casa da clarividente, quando ela modificava a voz, parecia entrar em transe e comecava a conversar com quem ela dizia ser um auxiliar de Austriak, O comandante da essquadra do Imperio que vive rondando por aqui. Uma vez pedi a ela perguntar que, se o plano era secreto e a Natureza, ou a Evolucao Universal, não podia saber, porque ele o estava revelando a ela? Ele respondeu que nao existe isso da Evolucao nao poder saber, a evolucao não sabe nada, ela atua como o DNA atua na construcao de um organismo, sem consciencia do que faz, acontece que não se pode interferir nem no DNA nem nos ingredientes e estruturas a sua volta para redireciona-lo e fazer uma girafa quando ele tem que fazer um porco. O plano feito para Austriak comeca pelo fato que na Terra Austriak não tem a personalidade do individuo que esta no outro planeta, Austriak nada sabe de sua procedência para não sair, dentre outras coisas, dizendo por ai que e’ filho de Deus, para intimidar por temor o que os humanos precisam fazer por deliberação de sua propria e livre vontade. E para não aplicar seus conhecimentos elevados produzindo o que na Terra seria magia alterando as leis naturais. E assim Austriak não ira para uma cruz nem perguntara olhando para nosso planeta: “Pai, porque me abandonastes?” Austriak não e’ um extraterrestre, apenas ‘e o hospedeiro de um carater, uma intencao, a qual deveria ser normal e natural nos humanos.”
O encontro com Austriak e a narrativa das entrevistas
Devido as secoes na casa da clarividente, preparei minha mochila e fui para a selva amazônica, quase com a certeza que não iria encontrar esse Austriak, pois me era dificil crer naquela historia, apesar de tanta logica e racionalidade presenciadas nos dialogos nas secoes.  E para minha surpresa, ecnconttrei sim, Austriak. Logo fizemos uma harmonica amizade que durou ate o dia em que ele desapareceu, dizendo que ia para oitro pais com identidade nova e nome trocado para cumprir sua missão. Passo a realtar agora, no geral, tudo o que ouvi e registrei destas entrevistas.
A cosmovisao de Austriak
E preciso que a humanidade mude drasticamente seu comportamento, e urgente, me dizia ele. Ate a NASA esta percebendo o que meus mapas indicam a anos. O campo norte magnetico da Terra esta se inclinando para leste. A NASA sabe que isso e normal, acontece de tempos em tempos, depois ele volta a posicao anterior… Interrompi-o para dizer: “Sabemos que volta para a posicao anterior porque a bussola aponta exatamente para o Polo Norte, certo? – ” Nap e bem isso – respondeu ele. Nao confunda o polo norte geografico com o polo norte magnetico. Voce sabe que o eixo terrestre tem uma leve inclinacao. Acontece que agora norte magnetico parece ter escapado ao controle, esta cada vez mais acelerando-se deslocando-se para leste, indo do Canada para a Siberia. Esta  especie de esticamento alterando as linhas de forssa vao criar enormes brechas por onde passarao os raios ultravioletas em quantidades que – se meus modelos teóricos estiverem corretos – ao atingirem a superficie terrestre se abram como leques abrangendo todos os continentes. O primeiro e desastroso efeito sera o cancer se alastrando, mas os efeitos finais podem ser muito piores. Eu tenho que levar essa teoria e estes numeros a comunidade cientifica, mas como sou ze ninguem deslocado dos meios acdemicos, não tenho ideia de como faze-lo. Tenho um pouco de ouro achado na selva que me sustentaria num quarto de pensão numa metropole, mas e so. Por outro lado, a comunidade cientifica nunca aceitaria esta teoria porque os modelos em que me baseio são modelos astronomicos bastante diferentes do moderno e atual modelo eleito pela comunidade, o tal modelo nebular. Teria que antes entao, explicar esta cosmovisao desde o inicio, mas isto demandaria anos na frente de um quadro negro expondo toda a materia. Entao tenho que tentar desenvolver instrumentos e laboratório que estao ja projetados na minha mente que captem e comprovem muitas coisas que desconhecem, como por exemplo, maiores detalhes sobre os campos magnéticos solar e terrestre. Com isso não tenho tempo nem para escrever um livro para publicar e ja ir preparando o terreno intelectual em alguns individuos, dos quais vou precisar. Por isso te peco que me acompanhe enquanto trabalho nestes instrumentos e vou falando, revelando essa cosmovisao, que sera o conteúdo para voce escrever o livro. Eu respondi prontamente que o faria. Entao,… vamos ao livro, o que se tornou a tarefa mais complexa da minha vida, não sei como organizar tais assuntos, etc., mas seja o que Deus quiser, tenho que faze-lo. Os meus filhos e netos, as minhas próximas geracoes, hão de cantar o nosso sucesso e não chorar nos estertores das agonias da vida, os nossos fracassos…
Comportamentos são determinados pela carga genetica mais a camada mental denominada “ego”, que e’ modelada pela cultura que e’ fundamentada na interpretacao do mundo, ou seja, uma cosmovisao. A carga genetica foi herdada na evolucao natural dos seres vivos irracionais, a qual construiu o cerebro assim como ela e’, dotado de hardware e software. Todo mundo sabe que o DNA e uma molécula complexa, e este e’ seu aspecto “hardware”. Mas os cientistas sabem tambem que – principalmente depois do Projeto Genoma – no DNA existe um comando de instruções coordenando os genes, o qual ainda não podem visualizar mas que funciona como uma especie de software no computador. Ao construir o cerebro fisico concreto – o hardware – os genes auto-projetaram esse software genetico na forma de psique, ou ego. Com isso o ego continua sendo dominado por certos instintos herdados dos irracionais.
Acontece que o software genetico não surgiu no mundo por acaso a partir da materia inorgânica. Ele, em si mesmo, e’ uma auto-projecao de um software universal, cósmico. O Universo inteiro e composto destas duas partes. E ao software que banha o Cosmos podemos chama-lo de “Suprema Auto-Consciencia”. Quando num planeta qualquer, a evolucao constroi um cerebro adequado, uma “semente” deste software cósmico emerge para se desenvolver naturalmente pelo processo embrionário ate seu final nascimento. Desta forma a “semente” brotou no cerebro do primata transformando-o no homo sapiens. Hoje esta semente esta no estagio entre feto e embrião, por isso cada ser humano tem uma cabeca-ovo dotada de uma placenta que e o cerebro dentro da qual germina um feto de auto-consciencia, a qual, apesar de ja estar influenciando a psique humana, ainda esta subjugada a dominância da carga genetica do hardware herdado do corpo animal.
A natureza animal esta dominando na producao do comportamento e do conhecimento, o qual gera um tipo especifico de producao tecnologica. E preciso entao emitir um forte estimulo que seja motivação para o humano se auto-exorcizar dessa psique e seus instintos. O Imperio tem conhecimento e poder tecnológico para executar uma cirurgia genetica eliminando ou imobilizando os genes responsáveis mas não pode faze-lo pelo motivo citado acima. Ninguem enviaria uma crianca a um dia na escola primaria e ao chegar da escola lhe daria um diploma de medico mandando-a exercer a profissao. Na evolucao natural, são estes anos passados na escola da vida que conduz a auto-exorcizacao, não existe outra alternativa. Jesus Cristo com todo seu poder tecnológico que os humanos jurariam ser magicas, sabia disso e por isso se limitou a fazer o que fez.
O forte estimulo tem que vir da propria especie, de dentro do individuo, sem interferência dos céus. E existe na natureza terrestre e nas atuais condicoes da humanidade o potencial para que isso aconteca. Porem, sem saber da ameaça que sobre eles paira, e com forte predominância dos instintos da carga genetica, mais o estilo de vida predeterminado pela cultura e pelo ambiente artificial urbano, nenhum humano descobrira por si so o que precisa ser feito e como se auto-exorcizar. A nao ser que um individuo amadureca intelectualmente sem as influencias dos artificiais,  – que são a cultura e o ambiente urbano – mas detentor do atual conhecimento dos fenomenos naturais comprovados cientificamente para que possa assimilar entendimentos, por exemplo, do campo magnetico da Terra. Assim, nascendo ao natural, crescendo na vida comum natural porem numa condicao revoltante, sendo avido intelectual e depois se retirando da civilização por rebeldia para viver isolado na selva, e nesta, sofrendo uma lavagem cerebral para que a natureza atue como mestra preenchedo com sua razao natural o cerebro novo, a Lei da Evolucao Natural Universal nada tem a reclamar e interferir, pois todos os seus requisitos foram respeitados. Com a narrativa mais detalhada nos próximos capítulos do que aconteceu na selva a Austriak, o leitor vai entender porque ele inevitavelmente se exorcizou dos instintos, porque descobriu uma nova cosmovisao, a qual se constitui na formula exata para produzir os novos valores éticos e morais que induzem ‘a mudanca de comportamento e redireciona o humano para um novo conhecimento com uma nova super-ciencia, e sua nova super-tecnologia, a qual, dentre outras, não apenas não mais precisa do petroleo, como saberá devolver a Terra o que dela foi usurpado.
A  FALHA NA INTELIGENCIA DEVIDO AO CEREBRO SEPARADO EM DUAS METADES CAUSANDO A “SINDROME DA SEPARACAO”, OU “EGO”
As cosmovisões religiosas na infancia da humanidade tudo fizeram para “separar” o homem da sua natureza. A Terra era plana, “separada” do ceu. O homem pertencia ao ceu, nada tinha a ver com essa natureza. Tinha caído do paraíso celeste mas apenas temporariamente. Deus teria criado toadas as especies de animais num simples ato de magica, mas o homem foi criado separado, numa forma especial, portanto o humano foi “separado” dos animais.  E assim por diante.
Com a evolucao do conhecimento surgiu o materialismo cientifico, porem continuou com a mesma tendencia e obsessão de separar as coisas do mundo. Assim, por exemplo, existe uma única evolucao universal, uma unica linhagem evolucionaria que iniciou a 13,8 bilhoes de anos atras e hoje, nestes tempos e região do Universo, tem como seu ápice temporário o complexo cerebro humano. Pois o materialismo cientifico separou esta evolucao univwrsal em dois blocos distintos: a Evolucao Cosmologica e a Evolucao Biologica. E com isso perdeu de conhecer o elo evolucionario entre esta galáxia – que foi o ápice da evolucao cosmologica – e o primeiro sistema celular biologico, o primeiro ser vivo. Mesmo para Austriak, treinado pelas circunstancias de menor abandonado e escravizado pela classe media de um pais do terceiro mundo, jamais lhe ocorreria sequer pensar que exista tal elo. Apenas a convivência na selva onde a natureza revela todas suas conexoes entre todas as suas produções naturais – apesar de que para tal precisaria de um macaco falante revelando como o cerebro animal capta sutilezas como o campo magnetico –  conduzindo um observador automaticamente a conectar a biosfera a galáxia que a gerou, o levaria a perceber o equivoco na divisao da evolucao universal. E a partir desta suspeita, Austriak se empenharia na busca do elo perdido.
Hoje um exercito de cientistas em milhares de laboratórios buscam decifrar o enigma da origem da vida. Acontece que nunca houve “origens da vida” neste planeta, nem em nenhum outro lugar deste Universo. Separando a Historia Natural Universal, a qual e escrita pelo processo da evolucao natural, em dois blocos distintos sem nenhuma conexão entre si, cria-se entre os dois blocos um enorme abismo, cujas profundezas se perde na escuridao. Mas necessitando de respostas para o “que sou?”, “de onde vim?”, “o que faco aqui?”, “qual o significado da existencia?”, o pensamento materialista tem que ocultar este abismo, varre-lo para debaixo do tapete, preenchendo-o com alguma invencao mistica, porque a realidade natural, com essa divisao, nunca vai poder responder estas questoes.   Assim criaram a teoria da “abiogenesis”: neste mundo existe, por acaso, um elemento chamado tempo, que realiza obras que parecem magia, como criar com simples materia bruta coisas tão engenhosas como o codigo genetico. O tempo criou processos que parecem magicos, como o de um corpo material, que e um sistema complexo e funcional, de repente se multiplicar em dois e iguais, em tres, quatro… 8 bilhoes! Nunca viram nada do que existia antes das “origens”, nenhum corpo material que existia ate entao, como atomos, planetas e galaxias, se reproduzirem em copias iguais mas de repente, o tempo manobrando os cordéis das origens criou esta fabulosa engenharia. E eles estao trabalhando com afinco feito doidos gastando bilhoes de dolares procurando entender o que ocorreu nas “origens”! Este comportamento não e estranho, não e considerado anormal por quem tem a inteligencia emergida de um cerebro separado em duas metades. Mas e percebido como falho por quem enfrentou o inferno na selva para aprender que tudo e conectado e essa aprendizagem reconfiguar a antiga configuracao da network neurnonial de maneira que os pensamentos que vem do hemisfério esquerdo não parem por ai, mas sim se recarreguem em energia e atravessam o abismo do corpo caloso ate alcançarem a outra margem onde esta o outro hemisfério, o qual tem propriedades, funcoes, memorias diferentes que são complementares ‘a metade esquerda. Assim, se Austriak havia absorvido o mesmo conhecimento cientifico sobre a materia e portanto, antes da selva, tinha a mesma cosmovisao separatista do materialismo cientifico, depois da selva se tornou o unico pesquisador a trilhar um caminho diferente do que vem trilhando o exercito de seus confrades.
Mas os religiosos, a esta altura, perguntam: ” E Deus? Como fica Deus nesta historia?”
Calma, tudo vir`a a seu tempo…
O cerebro humano e’ em si mesmo, um sistema natural. O resto do corpo e’ outro sistema que lhe serve de extensões para sua sobrevivência. Mas todos os outros sistemas naturais – de atomos a galaxias a plantas e celulas biológicas – são construídos como inteiros, porque a Natureza mudou seu metodo, especifica e exatamente quando construiu o cerebro humano, dividindo-o em duas metades?! A resposta, Austriak a descobriu, esta na Biblia… que?!!!
Quando Austriak descobriu o elo perdido, este conectou imediatamente a Evolucao Cosmologica `a Evolucao Biologica, e viu este elo parindo a primeira celula biologica. Descobriu que os cientistas humanos nunca vao encontrar o cepo primitivo comum de Darwin, o famoso LUCA – The Last Universal Common Ancestral – porque como Darwin estao acreditando que LUCA seja um microorganism, microscopico ainda habitando a sopa primordial. Mas LUCA nao esta na Terra, nunca esteve. LUCA e macroscopico, e astronomico, e esta no ceu. Bem, na verdade nao sei se posso dixer que esta no ceu, porque a propria Terra faz parte dele. Mas de certa forma ninguem que diga que a Terra tambem esta no meio do ceu estara’ errado.
Se LUCA esta no ceu, como veio parar aqui? E como reapareceu aqui em dimensoes microscopicas como era a primeira celula? A Queda! Um deus caido do ceu que tecve de rastejar na superficie da Terra como filho da necessidade. Porque? Porque separou o cerebro em duas metades. Como? Ele – ou ela, ja que era hermafrodita como foi sua primeira forma na Terra, a celula hermafrodita – escolheu por livre acao de seu livre-arbitrio ser um sistema fechado em si mesmo, isolado do mundo, criando para si um Paraiso, e fazendo tudo de forma que se tornasse eterno. Um ser que conhecia os ciclos invitaveis da evolucao natural, os quais se desenvolvem baseados no mecanismo do nascimento e morte, para se tornar eterno, basta separar-se em quase seu todo em duas partes de maneira que quando uma parte estiver morrendo, a outra esteja crescendo, para ocupar a posicao da parte ao morrer, de maneira que ja se  lance como a outra metade que vai nascer. Mais a frente vou aqui mostrar o mapa da anatomia de LUCA, e entao este processo de auto-reciclagem ficara bem inteligivel.
Mas e Deus, onde fica nesta historia?
Os macacos foram nossos ancestrais. Os ancestrais dos macacos foram os repteis, as bacterias… mas a linhagem evolucionaria nao termina ai, nos vimos que ela se projeta no Cosmos. Entao os ancestrais das bacterias foram o sistema solar, a Via Lactea, os atomos da nebulosa primordial… Enfim, LUCA era ou ainda e’, nosso ancestral. E LUCA e` astronomico! Trata-se do building block das galaxias! Uma especie de tijolinho fundamental na construcao de todas as galaxias.

Livro (resenha): The Territories of Human Reason

quinta-feira, janeiro 31st, 2019

xxxx

Eu tenho escrito muito sobre “razão pura, natural”. Tenho sido pretensioso sugerindo que eu tenho a razão pura e que principalmente o materialismo cientifico esta com a razão corrompida, contaminada. Porque eu fui depurar a minha razão na selva virgem, reconstruindo-a pela Natureza pura. Este autor relembra que não existe a razão correta, e é impossível existir tal coisa. De fato, sabendo-se que a nossa realidade é bottomless e topless, sem alicerce e sem teto, não teria como a natureza enfiar em nossa cabeça a razão pura natural total. E nestes abismos que permanecem embaixo e encima, eu preencho com algo, inevitavelmente, o qual sera’ mistico e sera’ minha inevitável ideologia. Tambem não se esquecendo que a faixa de razão pura em diferentes pessoas pode ser diferente, uns tendo mais, outros menos. Talvez, devido a selva, eu tenha uma faixa um pouquinho mais ampliada, o que justifica defender minhas teorias perante as outras, porem, não com superioridade ou arrogância, porque permanece sendo apenas uma faixa. Portanto preciso ler este livro para corrigir o que escrevo, voltar a realidade.

(filosofia, comprado em 1/31/19)

Este livro foi encontrado no excelente artigo do mesmo autor em:

https://iai.tv/articles/between-knowing-and-believing-auid-1207

 

The Territories of Human Reason: Science and Theology in an Age of Multiple Rationalities (Ian Ramsey Centre Studies in Science and Religion) Kindle Edition

Você não é obrigado a dar satisfações sobre sua teoria. Lembrar isso no livro

domingo, janeiro 27th, 2019

xxxx

 

A imagem pode conter: texto que diz "Aprenda: Viva não dando muitas explicações: Seus amigos não precisam, seus inimigos não vão acreditar e os estúpidos não vão entender!"

Este e’ seu cerebro com parasitas influenciando comportamentos humanos

segunda-feira, dezembro 10th, 2018

xxxxx

Porque ler este livro: (Comprado, lendo)

(critico): “I believe this field of science will be huge, but at the time the amount of data is not enough to make any claim. McAuliffe is a talented writer and I hope I’ll see in few years a more reliable book in this subject by her.”

Portanto e um campo novo e junto com simbiose, parasitismos pode ser decifrado pela formula Matrix/DNA, entao posso encontrar detalhes onde posso oferecer teorias para pesquisas.

https://www.amazon.com/This-Your-Brain-Parasites-Manipulate/dp/0544947258/ref=cm_cr_arp_d_pdt_img_top?ie=UTF8

 

McAuliffe clearly is a remarkable writer and researcher. The content of this book, however, is not as impressive as her writing skills.
The first chapters were great and provided lots of information to support that parasites manipulate lesser organisms like roaches.
The chapters about human/parasites interaction were very speculative. There is a lot of “maybe, might, and may”. She cites real scientists and their claims that parasites MAY affect human behavior, but there is not real data to support those statements. In science, you need numbers, large numbers, for a study to have some validity. She didn’t provide numbers in most studies, which reduces credibility in the results. Also, the nature of the mentioned studies is unreliable. You can’t conclude there is a correlation between parasites infection and the likelihood of a risky behavior, when there are much much more variables to consider.
I believe this field of science will be huge, but at the time the amount of data is not enough to make any claim. McAuliffe is a talented writer and I hope I’ll see in few years a more reliable book in this subject by her.

Livro para ler: Reasons and Persons

sábado, novembro 3rd, 2018

xxxx

Recomendado por filosofos nos foruns:

https://www.amazon.com/Reasons-Persons-Derek-Parfit-ebook-dp-B006QV7ZMS/dp/B006QV7ZMS/ref=mt_kindle?_encoding=UTF8&me=&qid=

This book challenges, with several powerful arguments, some of our deepest beliefs about rationality, morality, and personal identity. The author claims that we have a false view of our own nature; that it is often rational to act against our own best interests; that most of us have moral views that are directly self-defeating; and that, when we consider future generations the conclusions will often be disturbing. He concludes that moral non-religious moral
philosophy is a young subject, with a promising but unpredictable future.

Reviews

“Very few works in the subject can compare with Parfit’s in scope, fertility, imaginative resource, and cogency of reasoning.”–P.F. Strawson, The New York Review of Books
“Complex, brilliant, and entertaining….This book is chock-full of impressive arguments, many of which seem destined to become part of the standard analytic repertory….It is an understatement to say that it is well worth reading.”–International Studies in Philosophy
“Extraordinary…Brilliant…Astonishingly rich in ideas…A major contribution to philosophy: it will be read, honoured, and argued about for many years to come.”–Samuel Scheffler, Times Literary Supplement
“A brilliantly clever and imaginative book…Strange and excitingly intense.”–Alan Ryan, Sunday Times (London)
“Not many books reset the philosophical agenda in the way that this one does….Western philosophy, especially systematic ethics, will not be the same again.”–Philosophical Books
  • Kindle
    $29.42
  • Hardcover
    from $75.00
  • Paperback
    from $17.20