Posts Tagged ‘Livro’

O que era a serpente em Genesis? Veja a surpreendente explicacao da Matrix/DNA neste debate

quarta-feira, maio 29th, 2019

xxxxx

One of the more interesting details of the Genesis story is the Serpent.

Now the serpent was more crafty than any of the wild animals the Lord

God had made. He said to the woman, “Did God really say, ‘You must

not eat from any tree in the garden’?”

Was the Serpent a snake? What was it?

Louis_Morelli – commented at 5/28/19

You never could mind what is/was the real biblical serpent! It is the shape adquired by a natural system when it chooses to be a closed system, the extreme expression of selfishness. A new world view called “The Universal Formula Matrix/DNA of All Natural Systems” discovered that such system is based on a energy/flow of information that seems like a serpent swelling its own tail. It happens that billion years ago, before biological systems origins at Earth, the seven kinds of astronomic bodies aligned themselves as a closed system. It is the ancestors of biological systems, so… us. This system was performing a simplistic mechanist shape of sexual reproduction and it was hermaphrodite (they have the calculated astronomical model at their website). There was chromosome X (later called EVE in Bible account) and Y (Adam?). Eve was the queen, at the nucleus, as a quasar, above Adam ( a pulsar) and she choose to be a closed system. Their body was a perfect paradise, but, closed doors to its own evolution. Then came entropy, the fall, the body was spreading in space as photons bits-information, and those that falls at Earth tries to rebuild the old system, but with mutation gets biological fashion. So, here we are today. This event and our ancestors are registered into our DNA ( the junk DNA) and altered state of mind can see flashes of this ancestor and event in the paradise, then, you have the mythology inserted at the bible. The fact is that this whole theory is scientific falsifiable, so, they are testing it.

But … Patrick, any of our thoughts are talking snakes. External stimulus arrives at hippocampus where they are processed becoming a ball of electrochemical molecules witch is expelled clockwise into the left hemisphere, then it goes upon leaving synapses all the way towards the cortex, from which it falls towards the hippocampus again. If it was an important thought, it is registered at memory, if not, as the Orobolos serpent, it swells itself disappearing. The brain associates the images of moving synaptic thoughts as the images of moving snakes and since thoughts operates with language, the brain understand they are talking snakes. So, the snake was not outside Eve, it was inside her, and the voice was the Eve whishes, wanting to be a selfish closed system, which is a big sin in relation to natural laws. You need know that the past events with our ancestors ( atoms systems, galactic systems, bacterial systems, monkey systems, etc.) are registered as memory at our DNA and so, at our neurons. Alternate mental states can see flashes of these things, but, the missing knowledge about DNA, brains, astronomical systems, transforms the flashes into magical mythos. From here came the inspiration for mythologies like the bibble account.

xxxxx

xxxx

Why do you need something like papers, books, as intermediary between your mind and Nature, like creationists need a book as intermediary between their mind and the real world? I am not scientist neither religious, only a man living at Amazon Jungle studying real Nature with my own rational methods. Although I know lots of scientific papers and a little bit of all scientific fields, as I know all sacred books of all religions and mythology, I keep the wild Nature as my master, like the tools that Nature offers to see things like brain-watching-brain from inside-out.

Then I have seen that both – humans science and religions – are missing lots of things, so I built a third world view, very different than anything you have seen. Since I am very skeptical due being only naturally rational, I know that my world view is a working in progress, which are being tested against real facts, included all scientific papers that I can read. So, these insights are not mine, it is pure Nature suggesting them, and you are free to choose between humans creations, like human science, religion and my pagan wild creation. Instead scientific papers I have a website, if you like to know something different:

http://theuniversalmatrix.com
If you have some curiosity and want to know something about the content, I will ne here for answering. But… man… all man are like you, so, do not look for humans interpreters of Nature telling to you how Nature works. Cheers…

The story of a talking snake is an etymological tale… explaining why:

  1. humans hate snakes
  2. why snakes dont have legs
  3. why men must work
  4. why women suffer pain of child birth

Its not real.

But… who is talking this etymological tale? Humans. More exactly, humans brains. It happens that brains are composed by neurons which has as central pivot the DNA, which has two strands that moves like serpents. So, who in fact are telling these tales? Two serpents behind the voice. If you do not study the issue from here you will not understand the stories and mythologies referring to serpents.

The key factor is that DNA is the biological shape of a universal system that is coming evolving since the Big Bang. This system is based on a formula ( you can see it at my website), which is the template of the fundamental unit of information in DNA. But… this universal formula has the free will to be a opened or a closed system, and from here derivates all things that are “good”, or “bad”. Universal Nature has laws, like entropy, that does not approve closed systems, because they are selfish and closed doors to evolution. When the two strands choose to be a closed system, the two streams are connected, becoming a closed sphere. Our ancestors and ultimately creators – the astronomical systems – choose to be closed system. Then, the Fall, the biological systems in need of food, etc., under pain, etc. All this past times are registered at the center of our neurons, our memory, and sometimes people see flashes of it, from where cames these tales… Ok, like me, you must not believe in this theory, I am testing it yet, but, I have lots of facts, evidences and calculations suggesting this theory has something real in it. At least, it is scientifically falsifiable.

xxxxxXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

PESQUISA:

Interessante post a meu favor:

One of the things modern audiences also don’t realize is how important snake symbolism was to ancient cultures … with the prominent exception of Zoroastrianism. In that “new style” religion of Persia, it was considered a good deed to kill snakes!.. In Egypt, even as domesticated cats became common place, the ancient reverence for snakes is maintained – – as we can see by the presence of the Cobra on the Pharaoh’s headwear!

E na mitologia grega:

Asclepius hold his rod/staff with a serpent coiled around it.

Asclepius hold his rod/staff with a serpent coiled around it.

 

xxxxx

Boa leitura:

Serpent (symbolism) – Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Serpent_(symbolism)#Ancient_Near_East

xxxxx

Neste artigo tem vasta informacao de como a serpente fazia parte fundamental da mitologia dos nativos americanos mesmo antes de Cristo.

Serpent of the North: The Overlook Mountain/Draco Correlation

( pedaco do artigo:

NATIVE STONE CONSTRUCTIONS

https://grahamhancock.com/kreisbergg5/

According to Edward Lenik, “Serpentine images carved into non-portable rock surfaces and on portable artifacts were invested with ideological and cultural significance by American Indian people in the Northeast. in his book Picture Rock- American Indian Rock Art in the Northeast Woodlands, Lenik further states “Snakes or serpents are ancient symbols and appear in rock art sites across North America. They are considered to be creatures of great power and craftiness. Among Algonquian speaking peoples, they may have represented evil and darkness or the energy of life or regeneration, or served as vehicles of transition for the soul of the deceased to the spirit world.” Could the Overlook Mountain Petroform function as a guardian of the pathway souls follow to the heavens? Lenik also associates the Algonquin mythical Thunderbird as a guardian of humans against the Great Serpent of the underworld. If the Thunderbird is seen as the symbol of the protection of life, could the Serpent represent protection of the pathway of the dead?

Accounts of Native American stone constructions associated with definite astronomical attributes are not unique. Research in Manitou – The Sacred Landscape of New England’s Native Civilization, by James Mavor and Byron Dix, went a long way toward proving the Native culture of the northeast America built

“The Serpent in the Stars” – ainda no link acima vasto material como diversas culturas primitivas ligavam duas serpentes a uma estrela central, numa alusao ao buraco negro luminoso do cortex onde terminam as duas kundalines.

xxxx

E para convencer religiosos da concordância entre textos bíblicos com a serpente como símbolo da Matrix/DNA, ver esre rexto no mesmo link acima:

Diz o texto que no inicio a serpente era boa. Sim, era o genoma de Deus. Depois ela se tornou ma, amaldiçoada por Deus. Sim, porque no genoma de Deus estava uma brecha, um saida para o livre arbítrio interromper o processo da reproducao, que consistia na escolha de ser sistema fechado, que foi o que fez o ancestral astronomico. 

(On the Creation of the World, 6.2; quoted in Genesis, Creation, and Early Man, by Fr. Seraphim Rose, 253-4):

‘Do not regard the present serpent; do not regard how we flee it and feel repulsion towards it. It was not such in the beginning. The serpent was the friend of man and the closest of those who served him. And who made it an enemy? The sentence of God: “Cursed are you above all the cattle, and above all the wild animals… I will put enmity between you and the woman” [Gen. 3:14-15]. It was this enmity that destroyed the friendship. I mean not a rational friendship, but one of which an irrational creature is capable. Similar to the way that now the dog manifests friendship, not by word but by natural movements, just so did the serpent serve man. As a creature who enjoyed great closeness to man, the serpent seemed to the devil to be a convenient tool for deception… Thus the devil spoke through the serpent, deceiving Adam.’

I think this adds some interesting nuance to the discussion. I’d be interested to see how you might interpret this in light of your fascinating argument above. Thank you for the contribution!

 

Evolucao Reversa (Reverse Evolution):Importante PDF para no Livro justificar sensores de Austriak como semi-símio

terça-feira, maio 28th, 2019

xxxxx

http://www.usdbiology.com/porter/PDF’s/portertree03.pdf

Lost along the way: the significance of evolution in reverse

Megan L. Porter1 and Keith A. Crandall1,2

Website Construction: para montar fórum, livros a ler

terça-feira, maio 14th, 2019

xxxxx

Antes de escolher, montar um forum ou secao para comentarios, ler um destes livros:

tem varias sugestoes de livros na Amazon, basta clicar um link abaixo e olhar: Customers who bought this item also bought

Building Successful Online Communities: Evidence-Based Social Design (MIT Press) 

https://www.amazon.com/Building-Successful-Online-Communities-Evidence-Based/dp/0262016575/ref=pd_cp_14_2?pd_rd_w=JXAgl&pf_rd_p=ef4dc990-a9ca-4945-ae0b-f8d549198ed6&pf_rd_r=HFMN308EVQ3TC1RV2FA3&pd_rd_r=32c5dda8-75fb-11e9-a9da-2171f603c15c&pd_rd_wg=GdHfb&pd_rd_i=0262016575&psc=1&refRID=HFMN308EVQ3TC1RV2FA3

Community Building on the Web : Secret Strategies for Successful Online Communities Paperback – April 6, 2000

https://www.amazon.com/Community-Building-Web-Strategies-Communities/dp/0201874849?tag=swamidass-20

 

A vida humana vai mudar da água para o vinho, quem garante é a Historia Natural Universal

sexta-feira, abril 26th, 2019

xxxx

(texto em construcao faltando correcao ortografica)

No livro eu inicio: ” Com todo o conhecimento cientifico de hoje ninguém…”

Esta falha no raciocínio humano acadêmico atual parece uma cegueira, uma miopia brusca que afetou cientistas, professores, estudantes. Parece que eles apagaram da memoria toda a Historia Natural que foi obtida com trabalho árduo dos pesquisadores anteriores.

Antes de descobrirem o software, na Idade Media, quem poderia imaginar que a energia que humanos viam apenas como raios explosivos, selvagens, mortais, nascendo das tempestades, podia ser captada, manipulada, domesticada, e como um rebanho de gado dirigida nos campos por trilhas sob nosso comando? Qual macaco trepado numa arvore e olhando a floresta ao redor poderia imaginar que uma muito remota geração de seus descendentes iria transformar aquilo em cidades com arranha-céus, carros, aviões, porque seu corpo, seu cérebro, guardava ainda o potencial latente para desenvolver o neocortex? Qual pedra ou rocha em Marte hoje, naquela paisagem estéril sem fim, pode imaginar que nela mais os elementos simples brutos a sua volta esta o potencial para se desenvolver em coisas como arvores e animais? Qual girino ancestral cego na escuridão oceânica poderia imaginar que na sua cabeça o órgão para captar coisas moventes ao redor tinha em si o potencial para se tornar algo como o olho, capaz de trazer o mundo externo para dentro de sua cabeça? Nos 200 milhões de anos do homo sapiens antes de Copérnico quem poderia ter imaginado que o Sol não se move a nossa volta no céu e sim nos é que estamos embarcados num bólido viajando no espaço sideral dando voltas e mais voltas em torno dele? Em milhares de anos quantos humanos estiveram nos seus ultimos suspiros no leito da morte com um braco levantado acreditando piamente que se dirigia ao Criador de seus nobres ancestrais e que nos mandaria queimar na fogueira se dissemos que o macaco no zoologico foi nosso criador e avo de outras eras? Porque a Natureza tem verdadeiros truques de magica inda escondidos nas suas mangas, como tinha o processo da evolução natural. E quantos truques ainda Ela mantem ocultos do nosso pobre conhecimento de micróbios nesta imensidão de Seu corpo universal e nas outras seis faixas de luz que organiza matéria em estados vibracionais que não captamos, e que as reflete sem revê-las ao nosso pobre aparelho visual? Então não pare, não se deixe levar pelo negativismo dos materialistas niilistas acadêmicos e nem pelos conformados deístas esperando o inevitável apocalipse, vá em frente sempre! Eu fugi como escravo da senzala para o mato terrível da selva bruta mas enquanto tive vida fucei a matéria a volta buscando descobrir algum potencial natural que me desse o poder do conhecimento natural para salvar ali a minha vida, e encontrei! mesmo quando estamos morando numa vila ou gueto miserável sob a pressão do ciclo da miséria que nos escurece o futuro sem crermos em alguma mudança magica, continue fuçando a Natureza, como aquele outro humano que assim fez e sem saber no que ia dar misturou uma substancia nova num refresco, descobriu a Coca-Cola e ficou bilionário! Hoje quando a cada segundo alguém abaixa um vídeo no Youtube com uma musica que nunca vai sair daquele vídeo porque nada tem de novo e parece que todas as possibilidades estão cansadas de serem esgotadas, uma menina de 13 anos, morando numa casa a beira de um rio longe da cidade mais próxima, cujos pais saíram para trabalhar e ele só em casa sem ter o que fazer pega um violão, senta-se no sofá, começa a dedilhar ao acaso, confessa em voz alta e cantada os seus sentimentos sobre as diferenças entre a sua turma de adolescentes da escola com as turmas ricas que ela vê na televisão em outros países distantes, percebe que de repente surgiram tons musicais que ela gosta, vai mostra-la no colégio, na cidade e em pouco tempo se vê ganhando dois Grammys e começa coletando uma fortuna de 10 milhões de dólares, para espanto de seus pais! Uma menina de 13 anos, fuçando, esmiuçando os sons naturais descobre mais um potencial que ali estava a disposição de qualquer um que tocasse justo naquele ponto! ( Estou falando da Lorde e seu sucesso inicial, The Royals ). Que vergonha para nos marmanjões que gastamos a vida circulando em volta de trabalhos rotineiros e repetitivos sonhando com a liberdade proporcionada pelo dinheiro, enquanto uma menina do interior com apenas 13 anos resolve isso num estalo de dedos em trinta minutos!

Qual humano hoje pode imaginar o que seu corpo e mente tem em si de potencial latente para se desenvolver em que coisa inacreditável hoje? Pois depois da descoberta de como o nosso DNA se estende ate as mais jamais imaginadas regiões deste Universo, adquiri a certeza que esse nosso corpo cheio de tanta complexidade e problemas que quase não nos deixa livre para mais nada, cheio de carne e osso, vai ser mudado, transformado pela Natureza de maneira que dentro de algum tempo sera irreconhecível num corpo mais energia que massa, que carne e osso. Ora, que não se fique dando volta em torno de um circulo, beating around the bush como dizemos nos os americanos vindos do Brasil, preocupados em encontrar na farmácia um cosmético que elimine uma pequena espinha, e sim que se ponha a mente a buscar quais os potenciais escondidos em nossos órgãos, cérebro, corpo inteiro, que fara a maioria dos nossos problemas atuais se dissolverem como que por encanto nas brumas do passado. Tem muita coisa ainda na frente dos nossos narizes agora passando por nos, muitas oportunidades, que os macacos jamais vão descobrir porque se acomodaram nas arvores comendo bananas sem se aperceberem que vivem sob o ciclo da miséria no qual está  dormindo o enorme potencial que outro grupo de macacos mais ativos descobriram e se tornaram os humanos donos do planeta de hoje.

Eu comecei a pensar nisso quando descobri na selva amazônica que a natureza tem escondido de nos um potencial latente dormindo em nosso DNA, com extensões dentro de átomos e galaxias, que quando descoberto pela humanidade la` fora na civilização, vai transformar tudo o que somos e acreditamos hoje em dia. O DNA que vemos e conhecemos hoje, ainda se resume aqueles raios e relâmpagos que nossos ancestrais viam aparecer e desaparecer na tempestade sem imaginar o potencial que neles existia. Pois esse DNA que vemos e conhecemos é apenas a ponta manisfestada aqui na nossa dimensão visual de algo que vem do macrocosmo e a 13,8 bilhões de anos, e vem construindo todos os sistemas naturais conhecidos, desde aqueles átomos, estas galaxias… e o que poderá fazer agora quando conseguir-mos domestica-lo e dirigi-lo segundo nossas necessidades. Eu imagino que o que levou o troglodita das cavernas a descobrir que na Natureza havia o potencial para ele criar o fogo onde não está presente foram as pontas de pedras e pedregulhos no piso que o torturavam as costas quando se deitava ou o bumbum quando se sentava, pois quando eu tive que dormir por meses na terra dura que cobria apenas com folhas e palmas que conseguia `a volta passei por isso e sei o incomodo que isso nos causa. E porque alguém inventou pernas de cama? Apenas se você estiver desmaiando de sono consegues dormir um pouco no mesmo plano onde estão

caminhando formigas, cobras, aranhas, escorpiões e da água avançando numa chuva. E o troglodita ficava meio em pé, meio agachado, olhando aquelas pontas e com raiva pegava pedras soltas raspando-a nas pontas incomodas e numa dessas… tchabum!… saiu uma faísca que pegou nas folhas secas a volta e ele teve que se mover estupefato mirando o que havia criado. Isso ensina que muitas vezes criamos antes na mente a imagem de algo que não existe ainda – como um leito liso onde se deitar dentro de uma caverna – e essa imagem nos move a criar as ferramentas certas que tornarão a imagem realidade. Pois agora quando a humanidade na civilização está prestes a realizar a descoberta que ainda existe enorme potencial em nosso corpo, principalmente dormindo em nosso DNA e neste cérebro indevidamente dividido em duas metades, vamos ser movidos a buscar novas ferramentas com nova tecnologia, e nossas crenças atuais, nossas atuais interpretação e visão do mundo, e nossa arte em manipular a matéria, vai ser tudo entornado de ponta-cabeça, para muito melhor do que é hoje.

Pensando nisso me lembro agora de Ayn Rand no seu livro “The Atlas Shrugged” descrevendo muito bem o que se passa na elite intelectual deste começo de seculo. Numa festa um professor de filosofia diz aos presentes a sua volta, a maioria estudantes deslumbrados com sua capacidade malabarística com as palavras e conceitos apenas abstratos:

( a continuar copiando do livro o texto realçado )

Livro? O alienígena que vi na tela

quarta-feira, abril 17th, 2019

xxxx

  • “Prepare-se, Austriak, voce agora vai ver e falar com um ser do Imperio Galactico… ou… veja bem, eu nao sei se isso e um ser, uma entidade viva individual ou se e uma destas entidades quase absteatas que emerge dos sistemas perfeitos como uma especie de software animico, vivo, e que controla a termodinamica inteira entre as partes do sistema. Nao sei se e um ser ou se e o proprio Imperio, entende?…Por favor use esta especie de  oculos escuros, especiais, isso e’ quarto-dimensional”
  • ” Isto e oculos ou binoculo…

A tela escureceu um pouco mostrando ondas volupteantes como se estivesse entrando um sinal distante, mas logo clareou e clareou demais mesmo para Austriak, mesmo com aquele longo oculos que parecia ter uma especie de lente plasmica muito escura e bastante espessa. Mas o clarao nao era de um ambinte e sim de uma especie de ondas crescentes e concentricas como ve aquelas ondas na agua quando cai uma pedra. No centro das ondas haviaum ponto mais forte de luz, e por toda a estrutura das ondas haviam um emereanhado de ligacoes como se fose uma retwork, sendo os fios tenues das conexoess de um material que parecia cabos de fibra otica, ou seriam fios de gelo, se perguntou Austriak. Como que flutuando nas ondas havia como que um vortice conico tendo a flutuar acima de si uma esfera luminosa que mais se parecia com uma lampada de neon.

  • ” Este e o ser do Imperio… ou a entidade do sistema do Imperio – sussurrou baixinho Lama – sao corpos de luz, tendo como uma especie de esqueleto estrutural estes fios de cristais, um turbilhao central e uma esfera e estas fiacoes de fios de prata parecem como as sinapses de um cerebro, relampejando… mas todo o conjunto sao, na verdade, espirais respirantes, pois esta` crescendo veja…

As ondas nao paravm de crescer e jorraram da tela, saindo dela e enchendo o salao de luz fortissima. Austriak tampou com as maos os olhos e sentiu que a onda de luz estava a sua volta, ou parecia circular em volta dele, quando teve uma visao melhor e viu acima de si a esfera brilhando e flutuando logo acima de sua cabeca.

-” Toda essa luz corresponde a evolucao dos nossos corpos carnais, sao o corpo da entidade. Mas sem toda nossa parafernalia de orgaos e membros, isso tudo e apenas cerebro. O turbilhao corresponde ao nosso hipocampo conico no centro do cerebro e a esfera luminosa corresponde ao neocortex, essa quase esfera que temos no alto frontal do cerebro. Quando a nebulosa de luz se estende e invade este nosso salao a esfera cortical quase que se desmancha, dela sai como um eflucvio ainda mais luminoso, eu aposto que isso e a substancia da consciencia… cosmica. Entao resumindo isso e um corpo de luz impregnado de auto-consciencia.

Austriak sentiu como se estivesse tendo o ciorpo inteiro infiltrado por algo que na sua mente so bveio uma palavra: nirvana! Mas `a paz incrivel que sentia no salao banhado com aquela luz contrastava com o que se via no outro lado da tela e no centro do turbilhao, um emeranhado de raios de energia pipocando e desaparecendo como se ve numa noite de tempestade com muitos raios estalando no ceu.

De repente como se sugada por um exaustor toda aquela aureola de luz voltou entrando na tela, mas nao parou no tamanho da tela e continuou diminuindo, ate tornar-se preticamente um ponto micusculo. Austriak pensou que o ser se fora mas puro engano pois o ponto de luz voltou a crscer e encher a tela para no momento seguinte comecar a emcolher-se novamente…

Austriak se esticou no assento ensaiando levantar-se para ver a tela de cima. Pois vendo a cena pela perspectiva de baixo via-se como um vortex em espiral que surgia de um ponto minusculo e crescia em linhas espiraladas superando todas as dimensoes da tela, mas vendo-se maids de cima ou de frente a cena tinha-se a impressao de ver a mesma cena que vemos quando uma pedra bate na superficie de um lago de aguas paradas. Enquanto a pedra vai afundando, para a agua pode estar sendo desenhada uma espiral, mas para o observador acima das aguas parecera brotar do fundo ondas concentricas que vao se multiplicando e crescendo…

” Eles sao assim – sussurrou Lama, como espirais de ondas pulsantes, ficam crescendo quando podem se ampliar no tamanho da galaxia… ou talvez do Universo inteiro… ou ainda se expandem ao infinito, nao sei…E em seguida se encolhem como um ponto minusculo,… e um tipo de respiracao… encolhendo… expandindo… encolhendo…

” Incrivel! Formidavel! Isso nao pode ser real, estou sonhando…”

-” Pois voce precisa ficar bem acordado em pleno poder de suas faculdades mentais agora, talvez vao dizer alguma coisa, fazer perguntas a ti, precisas responder certo pois disso dependera o destino da humanidade, a operacao pode ser abortada agora se voce nao for realmente o que escolheram…”

Nao havia qualquer iniciativa da “coisa respirando” na tela, a nao ser um foco de luz direto saindo da tela na sua direcao, e Austriak sentia-se como dentro de uma maquina de MRI tendo todo o cerebro esquadrinhado por Raios-X.

-” Incrivel… balbuciou Austriak… tal como escrevi como minha teoria da cena das origens do Universo…!”

  • ” Hein?!… de que voce esta falando?”
  • ” Voce conhece a teoria da cola nuclear e dos mesons pi de Hideki Yukawa, ele ganhou o Nobel por sua descoberta…”
  • – ” Nao… de que se trata…”
  • – ” Ahnnn… na minha cosmovisao a cena de Hidakawa descrevendo o que acontece no nucleo dos atomos se tornou a cena das origens do Universo, e uma das chaves principais para se entender muita coisa da nossa materia aqui e agora. Sao como se pipocassem do Nada… quer dizer, de uma membrana como ultimas fronteiras do nosso Universo constituida de espuma quantica,… dois grupos dessas particulas, ou dessas coisas que vemos na tela, sendo que um grupo surge num ponto e de onde saiu um fio se expandindo formando uma espiral que se mantem dentro de uma bolha e o conjunto todo seria como um balao que se mantem enchendo, ao mesmo tempo que ao seu lado existe um balao cheio que vai ao contrario, se esvaziando. Uma desaparece explodindo por excesso de energia interna e a outra desaparece implodindo, colapdsando, pela perda da energia interna. Apemnas quando o caos se ameniza e o Universo perde o calor que duas particulas, ou bolhas, se encontram quando estao do mesmo tamanho e se fundem. Dessa fusao surge o pion de Hiukawa, um sinal que vai e vem entre uma bolha e outra, colando-as como uma ponte. E a cola nuclear que liga protons e neutrons e da origem e toda formacao a mateira solida….
  • -… Espere… estao falando comigo… – disse Lama, de repente se enrijecendo no assento e com os olhos tentando voltarem-se para ver ou prestar atencao dentro de seu cerebro… – eles inseriram chips- receptores/transmissores em meu cerebro, assim podem se comunicar comigo desde a central do Inperio…”
  • Lama assim permaneceu rigida por alguns minutos e movendo apenas os labios como se falasse em silencio consigo mesma. Nao havia duvidas que ela estava falando com alguem como as criancas brincando falam com seus amigos invisiveis fantasmas…
  • “Ok, Austriak… – disse Lama estendendo a mao esquerda e segurando em seu braco. Voce agora vai dizer em voz alta qual o seu entendimento de qual e  na sua mente o significado da existencia deste mundo e da existencia da humanidade nesse mundo, e a seguir vai dizer o que voce faria se tivesse todo o poder e autonomia para mudar a humanidade, o que voce faria com o planeta… Por favor, podes falar calmo e veja se acerta, pelo amor de Deus, isto e questao de vida ou morte para nos…”
  • – Ok… Somos neste momento 8 bilhoes de genes metade ou semi-conscientes portando uma cabeca-ovo, dentro da qual tem um cerebro-placenta, no meio do qual esta sendo gestado uma nova forma do sistema natural universal, uma forma de uma substancia plasmica ou abstrata como se o hardware estivesse criando ou manifestando materialmente seu proprio software. Esta substancia esta se modelando como um sistema funcional, ja que e uma auto-projecao da anatomia do cerebro, a qual por sua vez foi construida a imagem e semelhanca e mesma funcionalidade da formula Matrix/DNA para todos os sistemas naturais neste Universo. Portanto funcionamos como genes construindo o que ainda pode ser um feto ou ja e um embriao, ou talvez ja tenha ate sido abortado, mas nao cortado o fio prateado do cordao um bilical, pois essa substancia auto-consciente ainda nem sequer abriu seus olhos de ver sua dimensao, nao tem nocao da forma de seu proprio corpo, e se ve alguma coisa e apenas atraves das imagens formadas no espelho do cerebro projetadas pelos nosso olhos. Somos 8 bilhoes de genes sem saber que o somos, cada um com uma informacao especifica, unica, pessoal e intransferivel e indestrutivel, uma mensagem como uma carta a ser entregue ao mesmo tempo que uma especie de orgao ou edificio a ser construido que sera mais um detalhe de um grande ser que estamos gestando. Acredito que todo o nosso coletivo forma um pacote destas informacoes mas que nao sao ainda todas as informacoes do novo ser tototal. Suspeito que o nosso coletivo todo tem a informacao apenas para um detalhe do ser, sendo que as outras trilhoes ou quatrilhoes de informacoes e detalhes esoecifico do grande corpo sendo gerado estejam esplhadas por todo este Universo afora e sendo carregadas pelos nosso irmaos genes, toda forma de vida auto ou semi-consciente como nos. Enfim suspeito… e asim me parece o que vejo em meus modelos teoricos que surgiram de minhas investigacoes na materia bruta desta biosfera selbvagem estendida pelas suas conecoes com este sistema astronomico que nos envolve… suspeito que este Unierso nada mais e que um super-aglomerado de aglomerados com 100 bilhoes de galaxias cada qual formando uma especie de celula de uma placenta, talvez esferica ou talvez disforme como uma simples nebulosa. Dentro desta placenta existe uma formula universal que tem trabalhado como uma especie de genoma vindo do alem deste Universo e de antes ou junto com o Big bang, a Matrix//DNA, que surgiu encriptada na primeira onda de luz natural que surgiu de um foco no alem e se expande infiltando-se na massa sem atomos da dark matter e ate onde a luz  alcanca ai deve ser as ultimas fronteiras deste Universo. Esta formula surge primeiro como estas coisas que vimos na tela, os baloes de Yukawa, e quando ela se firmou materialmente na fusao dos dois opostos iniciando este quase eterno dualismo universal, ela criou o primeiro sistema, a forma inicial da celula inicial ou da morula, um atomo de hidrogenio, e a partir dai este sistema foi se complexificando ao agregar as informacoes livres no espaco vindas com o genoma que se espalhou com o Big Bang, o qual nada mais foi que uma versao luminifera ou eletromagnetica do nosso chamado ~ato de fecundacao~. A morula se expandiu formanado a blastula, este aglomerado de galaxias e justo nesta Via Lactea – ou isto talvez ocorra em todas as gaxias – houve um evento fundamental que influenciou no destino destaa fracao do sistema universal a ser gerado nesta galaxia, um evento inesperado meio ao acso porque no genoma estava determinado o livre-arbitrio para o embiao a nascer, na escolha da forma ou do mundo que preferisse. neste evento quando estavamos na nossa frma ancestral de sistema atronomico inconsciente porem ja com certo ego em formacao sucumbimos as tendencias da dark matter que prevaleceu sobre as tendencias da luz e assim a luz teve suas ultimas ondas comecando a se fragmentarem em suas particulas, os fotons, estes fotons funcionaram como radicais livres que saem do fluco do circuito do sistema e se espalham livremente no inteiror do sistema. A intencao pela sua propria natureza da materia escura e a suprema busca do equilibrio termodinamico onde ela se assenta como massa disforme inerte porem em extemo conforto e tenta se firmar eternamente sua existencia, poi seu destino esta prescrito como todo destino dado as placentas: no ato dos nasciemnto as placentas sao descartadas ate se desfazerem, este o destino da materia deste Universo. este estado de euqilibrio termodinamico total significa a massa inerte em velocidade zero de movimentos enquanto a energia, que e essa coisa criada quando a luz se propaga e se fricciona com a dark matter, tenta se manter na velocidade super-excitada da luz, fluindo em canais no meio das massas, de onde surgem as networks. Este estado, se alcnado pelo sistema nesta infancia torna-se o perfeito sistema fechado em simemsmo, isolando-se do resto do mundo, criando seu corpo como um paraiso eterno, onde os dois opostos se tornam Adao e Eva, dois fluxos percorrendo o circutio sistemico que foram oas ancestrais dos nossos atuais cromossomas X e Y. Mas como essa forma de sitema e fetal, portanto intermediaria, provisoria, o sistema fecha as suas portas a evolucao universla, aos designios da criatura, ou coisa, ou ser, sei la de que se trata, que emituiu este genoma, a Matrix/DNA, encriptada em ondas de luz, cyuna evolucao se tornou o vuilding block de galaxias e a nosso propria unifade de iformacao no nosso cofdigo gentico, o building block do nosso DNA. Poe ser uma forma provisoria e ser impossivel existir no mundo um sistema natural perfeito – isto seria o moto-continuo eterno – impossivel porque no programa da matrix/DN existe o recurso da auto-correcao do erro, um mecanismo que faz as origens dos radicais livres como particulas saindo do fluxo, nao diminuindo a quantiade da energia do sistema, mas sim diminuindo a qualidade do sistema, um processo de degeneracao para o qual nos inventamos uma especie de fita metrica de medicao, a qual denominamos de ~entropia”. Chega a um ponto em que o sistema perturbado nao mais se aguenta e se desespera por crer que tenha se determinado eterno, que enfrentara a quele inferno do falso paraiso para todo o sempre, mas o principio da auto-cura vem em seu socorro. A cirurgia sera dolorosa mas sera libertadora. Adao e Eva caem do paraiso e como fotons da luz primordial mas banhados do negrume da dark matter caem na supergicie de planetas como a Terra. Aqui sao cegos, inconscientes, mas sentem a mutua atracoa quando se aproximam, porem nao se ligam imediatamente, porque um sistma natural tal como a onda de luz de onde vieram, ou mesmo o sistema quase fechado que formavam antes da Queda, e fromado pelo processo do ciclo vital, o responsavel por um corpo se desenvolver se tranformano, mudando de formas ao longo de seu periodo de existencia. Entao os fortns negros, com sua dicotomica energia negativa, existem agora com a unica superema tendencia de recomporem a onda de luz e se tornaram ou ressuscitarem com os fotons luninosos que eram e por fim se reconstituirem como o ser prescrito no genoma que devera nascer para o mundo do criador emissor do genoma. Ebntao os forons negros, imperceptiveis ainda aos nossos sensores organicos e estes artificiais que dconstruimos cientificamente, como medidores, microscopios, telescopios – procuram e se atrem fortemente aos outos fotons que eram seus antigos vizinhos no circuito sistemico e qundo se encontram se conectam fortemente e assim aos poucos vao reconstruindo o sistema primordial. Como estes fotons precisam de corpos fisicos, de hardwares, pois eles constituem uma especie de software, eles invadem os atomos como virus, se instalam nos eletrons e assumem a maquinaria dos atomos, abgora direcionando-os a se conectarem com outros atomos nos quais se instalaram seus vizinhos. Assim surgiram os aminoacidos, estes se tornaram complexas moleculas… enfim, aqui estamos nos agora…
  • Austriak parece que despertou de um sonho, pois quando tinha a oportunidade de falar daquele assunto tirnava0se destrambalhado nu,a prosa sem fim e ficava totalmente aliendao do mundo a sua volta, vijando em alturas onde nao conseguia evitar os escorregoes na maionese ou slada de suas elocubracoes mentais. Entao arregalou os olhos, olhou a volta, viu o ser pulsante que continuava na tela e fitou Lama a seu lado…
  • – ” Ainda estas ouvindo… estao ouvindo…?
  • – ” Sim – respondeu Lama com umblrino feliz no olhar.. – fantastico! Deves contiuar, acho que isso foi suficiente para pintar o quadro geral dos sinificados das existencias…
  • _ ” Acho que nao, faltou o arremeate geral: Qual o significado da existencia desta parte do mundo que nos e revelado pela dimensao da luz isivel, ja que nao tenjo condicoes de enxergar pelo ultravioleta, ou o gamma ray e ver as outras seris dimensoes deste mundo…? E o seguinte: nesyte universo-placenta esta ocorrendo um mero processo genetico/e ou/computacional de reproducao genetica de um ser ou alguma outra coisa desconhecida que apertou o gatilho do Big bang… imitando um ato de fecundacao como a biologica. E isso ai… e nos. humanos, somos por enquanto os genes, uma pequena fracao dos genes envolvidos nesta grande obra,  .

Livro importante para ler: Ayn Rand, “Atlas Shrugged”. Comprado.

segunda-feira, abril 8th, 2019

xxxx

https://en.wikipedia.org/wiki/Atlas_Shrugged

Comprei o livro, mas antes de le-lo precisa saber que…

Precisa antes saber que Ayn veio de família judia-russa e foi criada na classe media burguesa, seu pai tinha negócios de farmácias. Foram atacados pela revolução bolchevique de Lenin, perderam a boa vida. E quando ela foi para os USA, foi logo ajudada por outro judeu, Cecil Mille. Então claramente tem uma visão torcida sob a perspectiva judaica e burguesa.

O título é uma referência a Atlas, um Titã descrito no livro como “o gigante que mantém o mundo em seus ombros”. O significado desta referência aparece em uma conversa entre os personagens Francisco d’Anconia e Hank Rearden, em que d’Anconia pede que conselho Rearden daria a Atlas ao ver que “quanto maior o esforço [do titã], mais pesado fica o mundo em seus ombros”. Com Rearden incapaz de responder, d’Anconia dá a sua própria resposta: “encolher os ombros” (“to shrug”).

O tema de Atlas Shrugged, como Rand o descreve, é “o papel da mente do homem na existência”. O livro explora uma série de temas filosóficos de que Rand posteriormente desenvolveria como objetivismo.[6][7] Ao fazer isso, ela expressa a defesa da razão, o individualismo, capitalismo, e as falhas da coerção governamental.

Rand then began Atlas Shrugged to depict the morality of rational self-interest,[7] by exploring the consequences of a strike by intellectuals refusing to supply their inventions, art, business leadership, scientific research, or new ideas to the rest of the world.

Os Territórios da Razão Humana – Critica sobre o que é conhecimento de fato e o que é crença disfarçada nas Ciências

terça-feira, março 19th, 2019

xxxx

 Artigo de autor de livro que comprei no Kindle:  

The Territories of Human Reason por Alister McGrath

Cover for 

The Territories of Human Reason

( Obs.: Os parágrafos aqui copiados são para serem traduzidos porque este e um ótimo método para  memorizar informações e refletir nelas enquanto se traduz)

https://iai.tv/articles/between-knowing-and-believing-auid-1207

Between Knowing and Believing

Can we be certain that what we now think are facts are not merely beliefs?

Knowledge too often turns out to be a disguised (disfarçada) belief. 

” I have reluctantly come to the view that I know less and believe more – not because I have lapsed into some form of credulity, but rather because much of what I once thought was knowledge now seems to be opinion or belief. It leaves us with the awkward question, which we need to confront honestly: how can we be sure that what we think we now know is not in fact simply a belief? And is the difference between them partly a matter of our location in the historical process?”

xx

“If scientific theories that once commanded widespread support had now been displaced by superior alternatives, who could predict what would happen to these new theories in the future? These theories might be better than those they had supplanted; but were they right? Might they not be transient staging-posts, rather than final resting places? ”

xx

“How, I wondered, could Popper seriously believe that all scientific “theories are, and remain hypotheses: they are conjecture (doxa) as opposed to indubitable knowledge (episteme).”

xx

A Filosofia deve sempre lembrar o homem suas limitacoes cerebrais:

” For Russell, “to teach how to live without certainty, and yet without being paralyzed by hesitation, is perhaps the chief thing that philosophy, in our age, can still do for those who study it.”

Encouraged by what I read, I explored more of Russell. For Russell, human aspirations to rationality were compromised by the destructive “intellectual vice” of a natural human craving for certainty, which could not be reconciled with the limited capacities of human reason on the one hand, and the complexity of the real world on the other. Philosophy, Russell suggested, was a discipline deeply attuned to this dilemma, enabling reflective human beings to cope with their situation”

xx

“The Enlightenment championed the idea of a universal human rationality, valid at all times and places. Yet a more sceptical attitude has increasingly gained sway, seeing this as an essentially political or cultural assertion that certain Eurocentric ways of thinking are universally valid, and hence legitimating the intellectual colonization of other parts of the world, and the suppression of other forms of rationality”

xx

” This scientific imperialism – now usually contracted to “scientism” – finds itself trapped in a viciously circular argument from which no experiment can extricate it, in that it has to assume its own authority in order to confirm it. The insistence on the part of some that all questions be framed scientifically may seem like legitimate science to some, but will be seen as an illegitimate strategy of intellectual colonization by others.”

xx

” The scientific consensus of the first decade of the twentieth century – regularly presented at that time as secure scientific knowledge – was that the universe was more or less the same today as it always had been. Yet this once fashionable and seemingly reliable view has been eclipsed by the seemingly unstoppable rise of the theory of cosmic origins generally known as the “Big Bang”. What was once thought to be right – and hence to be “knowledge” – was simply an outdated interpretation, an opinion now considered to be wrong.”

xx

“So is knowledge socially located? To put this another way, is what is deemed “knowledge” in one historical and cultural situation deemed to be “belief” in another? It is an unsettling thought. The American anthropologist Clifford Geertz argued that what we call “common sense” is demonstrably not a universal way of thinking, but is “historically constructed,” varying from one historical location to another.”

Matrix/DNA: Esta e’ mais uma evidencia de que os dominantes predadores criam a cultura fazendo sua distorcida interpretação dos fatos: dominantes de um lugar nem sempre imitam as interpretações de outro dominante de outro lugar.”

xx

“Historical research shows up the existence of multiple forms of rationality in different cultural and historical contexts. They may have been suppressed in the past by the Enlightenment monomyth of a single universal rationality. However, what some are calling “epistemological decolonization” is gaining sway, especially in intellectual circles in South America and southern Africa.”

Matrix/DNA: A visão do mundo do semi-símio da selva amazônica e’ uma forma de raciocinar diferente da forma europeia ou anglo-saxônica espalhada pelo mundo. E talvez, por ser mais embasada na natureza direta e real, seja mais acurada.

xx

” So does this mean that we abandon any hope of finding a rational way of thinking, capable of engaging questions about how our universe functions, and deeper existential questions about meaning, value, and purpose? No. This does not give us any reason to believe what we like. It rather invites us to think more deeply about what it means to be rational. This concern lies behind my recent work The Territories of Human Reason, which explores the historical plurality of cultural rationalities on the one hand, and the diversity of methodologies used in the natural sciences on the other, and tries to understand how a single person can be said to act rationally while holding views that have quite different rational foundations.

Livro e-book: editar

terça-feira, março 5th, 2019

xxxxx

BookBaby

file:///C:/Users/Luiz/AppData/Local/Temp/Temp1_all-guides%20(1).zip/all-guides/ebook-publishing-guide.pdf

Everything your book needs is right here

Livros e-book e papel: como por nas bibliotecas

segunda-feira, março 4th, 2019

xxxx

Bibliotecas tambem estao tendo e-books.

“immigrants have requested books in their native languages (the library orders books in 22 languages). Students have asked for books on their summer reading lists.” – Entao daqui surge uma ideia: se reunir um maior numero de brasileiros e portugueses desta região enviando e-mail as bibliotecas de New jersey and NY pedindo meu livro em portugues, pode funcionar… E preciso ver se para pedir o imigrante tem que ter a carteira da biblioteca.

… ” everything helps. So keep those five-star Amazon reviews coming. – E-books da Amazon podem ser selecionados pelos reviews com cinco estrelas

The New York Times:

Every book has to earn its spot in one of the world’s leading public library collections. Here’s what it takes.

https://www.nytimes.com/2019/03/02/nyregion/new-york-library-books.html?action=click&module=Editors%20Picks&pgtype=Homepage

” Even first-time or unknown authors get noticed when backed by major publishing houses, including Penguin Random House, Simon & Schuster, Macmillan Publishers, Hachette Book Group and HarperCollins Publishers. The selectors often try to have at least one copy of a new release in the library catalog in case it takes off. But self-published authors are not entirely shut out (see below).”

The NY library has the library’s circulating collection of nearly 5 million books, 1.7 million e-books and 177,000 audiobooks.

The Shot Caller – Predador sob Estudo/Analise pela Matrix/DNA

terça-feira, fevereiro 19th, 2019

xxxx

Grande oportunidade para os adeptos da Matrix/DNA desenvolvendo sua missão de erradicar o instinto de predador do planeta. Vou correndo comprar o livro.

https://patch.com/new-york/riverhead/once-violent-gang-leader-shares-brutal-truth-we-were-predators

Once Violent Gang Leader Shares Brutal Truth: ‘We Were Predators’

Brutal truths about gang life: “These guys would wring your neck and then have a cup of soup right after taking you out. We were predators.”

By Lisa Finn, Patch Staff  | Updated