Posts Tagged ‘Louis Morelli’

Stephen Hawking ( Filme “Teoria do Tudo”): Investigando as diferentes origens de dois Autores que Interpretam um Único Mundo Por Duas Conclusões Opostas Entre Si

sexta-feira, abril 3rd, 2015

Agora fiquei sabendo como foi a vida de Stephen Hawking, no filme A Teoria do Tudo. Somos dois adversários em termos de cosmovisões, e portanto, ideologias. Ele, Hawking,  acreditando num mundo fundamentado na Física e no Niilismo, e eu, Morelli, apostando mais num mundo regido pela Biologia e Consciencialismo. Ele vendo universos formados de apenas esqueletos  mecânicos regidos pelas fôrças da Física e do acaso contido nas probabilidades, e eu vendo tambem este esqueleto  mas apostando na  existência  de uma cobertura mole, suave como a  carne, onde o Universo será regido pelas leis vitais  da Biologia que existiriam num mundo natural e vital alem do Universo. Exatamente os opostos entre si, duas teorias sobre o Tôdo, porem duas diferentes e opostas interpretações do Tôdo. O que houve nas nossas vidas que nos levou a concluir, cada um, que o mundo é o avesso do mundo que o outro está vendo?!

Image result for Movie of Stephen Hawking

Assista o filme “A Teoria do Tudo”, para entender esta tese

Uma dica: os dois autores chegaram aos mesmos 20 anos vindos de caminhos totalmente opostos entre si, cada caminho mostrando uma diferente face das existências humanas. E após os 20 anos quando as mentes começam a terem o poder de escolherem seus caminhos futuros, Hawking passou a ver seu mundo através de um complexo sensorial eletro-mecânico conectado a um cérebro-eletro-mecânico, enquanto Louis se embrenhou solitário na selva virgem e passou a ver a Natureza nua e crua com uma maior expressão do complexo sensorial biológico conectado a um cérebro biológico. Vamos ver isso melhor…

A minha teoria sugere que existe uma dominante tendencia na biosfera terrestre para reproduzir aqui um sistema biológico que imite fielmente a máquina perfeita porem estupida que criou esta biosfera, ou seja, o sistema astronomico ao qual a Terra pertence. Se esta reprodução se efetivar por completo, os indivíduos da espécie humana serão apenas meras peças estupidas de um sistema mecânico perfeito, como já foi previsto por Huxley e Orwell. Neste momento os principais guias da Humanidade sendo usados pela maquina celeste são os humanos sem atividade natural física sentados na frente  de computadores – como o mais vendido autor Lawrence Krauss com seu “O Tudo veio do Nada” – mas o principal inocente útil a serviço da máquina celeste seria mesmo o homem que perdeu seu complexo sensorial próprio e está sendo informado sobre o mundo pelo que capta o mecânico complexo sensorial de um cérebro eletro-mecânico: Stephen Hawking.

Mas  neste processo reprodutivo de 3,5 bilhões que denominam de abiogênese mais evolução Darwiniana enquanto eu chamo de embriogenese astronomica sob evolução cosmológica, a maquina celeste e nossa ancestral equivocada que cometeu o maior pecado evolucionista ao escolher ser um sistema fechado em si mesmo – extrema expressão do gene egoísta –  e por isso caiu na Terra gerando aqui o caos e dele tentando se re-erguer com nova matéria, teve uma desagradável surpresa com a qual não contava. Quando ela terminou sua maquina biológica mais perfeita possível – o gorila – e ia fechar o cêrco com os elementos vivos numa unica maquina terrestre, este foi interrompido e descartado do tronco da arvore da evolução tornando-se um mero galho que seca e se extingue, dando lugar ao menor chimpanzé que sofreu uma brusca mutação no seu cérebro e passou a captar e assimilar informações que sempre estiveram livres em todo espaço interior do Universo, vindas do alem desta galaxia – informações sobre auto-consciência. A qual estava totalmente inoperante na nossa ancestral celeste e por isso foi naturalmente, pelas leis físicas e biológicas, expulsa do  paraíso universal. E a evolução descartou o caminho do gorila e tomou o caminho rumo ao homem consciente.

Mesmo assim a força natural reprodutiva do sistema celeste que nos criou e nos envolve por todos os lados, que tem modelado o ambiente terrestre e está encriptado em nosso DNA, é ainda muito forte e o homem ainda se encontra dominado pelos instintos animalescos que cem desta ancestral, por isso a ameaça da peça super feliz na Terra mas totalmente estupida pela interrupção da evolução da auto-consciência existe e avança através de inocentes uteis como o pobre e vitimado Stephen Hawking. Mas tambem a força que vem do Universo alem da galaxia não se deixa vencer facilmente e continua a bombardear o cérebro humano tentando se instalar cada vez mais, e por isso surgem cérebros descobrindo detalhes da Natureza que aos poucos estão revelando a verdadeira História Natural Universal e o significado da nossa existência aqui: genes conscientes construindo um bebe consciente no qual todos subiremos à sua cabeça e seremos um só corpo, o filho daquilo ou daquele sistema natural consciente que deflagrou o Big Bang como nossos pai e mãe carnais deflagraram o big bang de um espermatozóide no centro de um óvulo para nos gerar.

A Teoria da Matrix/DNA sugere uma nova visão do mundo revolucionaria, que desmascara nossos ancestrais celestes que caíram numa armadilha para evitar que caiamos novamente nela, e abre ainda mais as portas do cérebro humano para a acessibilidade ao agente cósmico. Se tudo isto tiver algo de verdade, alguns outros indivíduos teriam que existir para contrapor a força de Hawking, Krauss, e toda comunidade doutrinada nas universidades cujo curriculum é escrito por eles,  contrapondo à ateísta teoria dos buracos negros a agnóstica teoria da Matrix/DNA, que mantem uma porta aberta para a possível existência de divindades naturais ex-machine . Assim como a Humanidade, na sua infância intelectual, como toda criança recém-nascida precisa de fantasias para interpretar as coisas sem explicações que rodeiam seus berços, e de amigos imaginários  com quem conversar sua linguagem que só elas entendem, inventaram as religiões povoadas de fantasmas mágicos e a eles se opuseram os que amadureciam e se uniam em torno do novo iluminismo.

Mas vamos ver como surgiram este dois indivíduos em posições extremas opostas e como se dá esta luta gigantesca entre fôrças que disputam a alma humana. Se isto for verdade, a Teoria da Matrix/DNA é justamente o que precisamos para igualmente tornar o nosso planeta um sistema produtivo automático, mas ajardinado e com total liberdade da mente humana para continuar sua evolução livre e na sua aventura de voar para conhecer os horizontes mais amplos do espaço sideral.

O  estado do ser e o berço no nascimento totalmente diferentes foram determinantes como experiencias de  vida formadoras de personalidades destes dois autores. Hawking e Morelli nasceram na mesma década. Hawking nasceu num dos lugares  mais ricos do mundo, na matriz de um império; Morelli nasceu num dos lugares mais pobres do mundo, num local inexpressivo de uma colonia. Stephen Hawking nasceu em boa casa e bem estruturada família, Louis Morelli nasceu sem casa e numa família que iria se desintegrar em 3 anos jogando-o na rua. E quanto  ao estado do ser? Os dois nasceram com saúde, mas Stephen foi bem cuidado, protegido e nutrido, como ovos dos mamíferos mantido dentro até a maioridade, enquanto Louis nasceu sem cuidados e desnutrido, ficando débil e doente logo na infância, como os ovos dos répteis botados fora e abandonados à própria sorte. Stephen nasceu determinado a ser predador, patrão, Louis determinado a ser presa, a escolher entre ser escravo ou marginal bandido. Hawking cresceu logo optando pelo ateísmo, a descrença na existência de Deus, e assim permanece até hoje; Louis nasceu numa colonia exclusivamente cristã, começando avida acreditando na existência de Deus, e um Deus no estilo propagado pela Bíblia, mas foi perdendo essa crença e hoje tambem não acredita no Deus propagado pela Bíblia, porem não chegando a ser ateu, e sim, agnóstico: não sei a base fundamental de tudo, a primeira causa – se é que  existe alguma, mas enxerguei para alem das fronteiras deste Universo, e tudo o que vejo é puro naturalismo. Porem, intercalado com uma consciência extra-universal. Porque vejo uma consciência surgir no cérebro do embrião aos 6 ou 8 meses, a qual sei que não foi inventada por aquele bebê, mas sim que já existia antes do pequeno universo do embrião na espécie de onde ele veio, assim calculo que em tempos astronômicos estes 8 meses correspondem a 13,7 bilhões de anos, que esta consciência surgindo agora e aqui não foi inventada aqui, portanto deve ter existido antes das origens deste nosso universo. E quando calculo a teoria do mundo inserindo esta história, a História Total se torna mais compreensível e racional.

Mas os dois tinham um interessante fator comum: uma suprema  dedicação à busca do conhecimento visando explicar a existência do mundo e neste, as suas próprias existências como humanos. Como vieram de caminhos muito diferentes entre si, experimentando eventos de vida totalmente opostos entre si, terminaram por chegarem à duas explicações totalmente opostas entre si.

Hawking obteve a melhor educação intelectual padrão no século XX, frequentou uma  das primeiras universidades do mundo, Cambridge. Louis obteve uma educação primária e adolescente de colonia intelectualmente condicionada e não  conseguiu prosseguir os estudos que sua exigência intelectual desejava, entrando apenas mais tarde a duras penas e por conta própria num curso indesejado e numa universidade fraca de terceiro mundo,… mas adquiriu um conhecimento amplo em todas as disciplinas pelo método voluntario e solitário do autodidatismo. Hawking conheceu a visão de  mundo do século XX centrada no método cientifico e especificamente na Física, a aceitou, apenas crendo que  estava incompleta e ele poderia completa-la  buscando a Teoria do Tudo; Louis conheceu as visões de mundo de todas as culturas humanas pelo estudo centrado na Filosofia e uma visão ampla mas dispersa da visão de mundo do século XX, de todas as disciplinas do método cientifico. Não aceitou nenhuma como não aceitou sua própria vida.

Hawking se tornou normalmente um macho ativo sexual, e dentro do seu sistema social imperial mais os atrativos físicos e financeiro que ele significava para as meninas, determinado a ter namoradas, ser casado e pai de alguns filhos. Louis se tornou anormalmente um macho não ativo sexual, e dentro do sistema social colonizado mais a falta de atrativos fisico e financeiro que ele significava para as meninas, a não ter namoradas. Uma guinada devido ao seu esforço obreiro na sua vida aos 21 anos lhe levantou para posições profissionais de classe média, o que suscitou algum interesse de algumas meninas da classe baixa, mas por sua escolha moral, fez questão de manter sua disciplina de abstenção sexual e celibatário, para evitar filhos, que seriam “carne fresca produzida pelo seu próprio sangue para alimentar a carnificina do regime de escravidão”. Portanto, para Hawking, o elemento feminino, a visão da vida pelo lado feminino contribuiu desde a infância, na forma da mãe, das irmãs e namoradas, na busca da explicação do mundo; para Louis, não existiu a menor influencia feminina, e como ele rejeitou todas as influencias masculinas e suas visões, o fator do pensamento humano não influiu na sua busca pela explicação do mundo.

Tudo exatamente ao contrário até os 20 anos de idade dos dois. Hawking teve iniciada e desenvolvida sua história intelectual sob o ponto influente da Física. O Universo teria surgido sem aspecto material significante perto das quatro fôrças fundamentais que a tudo foi criando e desenvolvendo: as fôrças atômicas nucleares forte e fraca, a fôrça eletromagnética e a fôrça gravitacional. Existiriam ainda várias outras fôrças menores, como a de fricção, repulsão, etc., mas estas tinham importância menor pois seriam derivadas das quatro fundamentais. A origem destas fôrças seriam explicadas que, por acaso, surgiram diferentes partículas, e cada uma das quatro fôrças tinham sua partícula especifica. Para completar o conhecimento total do Universo só faltava explicar a presença da substancia da matéria, a massa, por isso logo fizeram uma teoria de que tambem esta teria que ter sua partícula especifica, o bóson de Higgs. Quando no CERN encontraram uma nova partícula que preenchia alguns dos requisitos principais requeridos pela teoria, a visão  do mundo  partilhada por Hawking se estabeleceu em seu cérebro como a Verdade Ultima. Para finalizar e sacramentar essa Verdade falta apenas encontrar a equação matemática que une o alfa ao Ômega e definirá a Teoria do Tudo. Onde o Tudo começou do Nada. Por seu lado, Louis acompanha essa história e desenvolvimento dessa visão do mundo de Hawking, respeita-a porque não tem fatos reais para desaprova-la, assim como não tem fatos reais para desaprovar a existência de Deus, mas continua rejeitando-a, e buscando outra explicação que lhe soe mais racional e naturalista.

Louis, na sua formação intelectual auto-didática, deu mais importância ao conhecimento das origens e evolução do conhecimento e pensamento humano que ao conhecimento dos fenômenos naturais, pois até sua adolescência ainda influenciada pelo dominado meio-ambiente religioso cristão, teria sido um pensamento divino o criador dos fenômenos naturais, estes seriam meras derivações daquele, e o pensamento divino se conheceria pelo pensamento humano, por este ser filho daquele. Teve sua infância centrada na busca do conhecimento da evolução das correntes culturais, como a Filosofia, no estilo “próximo filósofo por favor”, em cuja lista entravam os céticos como Sócrates, Platão, Kant, Comté, Nietzche, etc e etc., e das correntes religiosas, começando a 5.ooo anos atrás com o hebraico Schimeon ben Jochai que deu origem às correntes esotéricas e teosóficas, e seguindo com, Buda, Confucio, Moisés, Jesus Cristo, etc. e etc.  Mas a árdua luta pela  sobrevivência material fez sua atenção ir cedendo mais espaço aos fenômenos naturais e distanciando-se das abstrações filosóficas e religiosas. A oportunidade para obter esse conhecimento naturalista através dos dados que haviam sido coletados pelo método cientifico estava nos livros universitários de cada disciplina, disponíveis nas bibliotecas universitárias e depois na Internet, os quais ele buscou ler com ganancia e ambição: era o único  caminho disponível para chegar à explicação do  tudo. Mas essa busca tinha que começar pela matéria natural que se tinha imediatamente às mãos, que era a vida biológica e os elementos deste planeta. Assim sua busca começou justamente pelo caminho reverso de Hawking: aquele lidava com o distante Cosmos para chegar a explicar o aqui e agora, Louis partia do aqui e agora para chegar a explicar o distante cosmos. Um trilhou o caminho da Biologia Física e o outro o da Física Biológica. Ou seja: num a Biologia seria produto casuístico na evolução do mundo regido pela Física, e no outro a Física seria produto de um sistema biológico universal que teria gerado a Fisica como esqueleto para se auto afirmar como Biologia… assim como humanos se reproduzem em carne gerando outros esqueletos revestidos de carne.

Aos 21 anos uma surpreendente tragédia se abateu sobre Hawking: uma doença torturante e incurável, uma sentença de morte para dentro dos próximos 2 anos. A doença paralizava o corpo de Hawking, cortando os elos entre o sistema nervoso e os musculos. Enquanto isso a tecnologia lutava para desenvolver a informatica e a robótica e cada vez mais o cérebro de Hawking era ligado a um computador para operar seus musculos. Foi o maior teste de interação entre um cérebro biológico e um cérebro eletro-mecânico. Enquanto Hawking ia perdendo cada um dos seus sentidos de percepção do mundo real, a robótica ia fornecendo cada vez mais tentáculos e medidores, sensores do mundo externo ao cérebro eletro-mecânico. Chegava-se ao ponto de instalar um cérebro mecânico numa espaçonave dotada de todos os tipos de sensores e medidores para explorar no macro-cosmo, o espaço sideral, e no micro-cosmo, as mais intimas partículas das moléculas no corpo humano. O çerebro de hawking, sem sensores próprios, usava um cérebro eletro mecânico dotado de sensores mecanicos para colher informações do mundo externo, principalmente do macro e micro-cosmos.

Mas… No inicio dessa interação, o cérebro de Hawking comandava plenamente o cérebro eletro-mecanico, pois o cérebro biológico possuia as informações que as inseria no estupido cérebro mecanico, para que este executasse as tarefas requeridas pelo cérebro biológico. Assim o cérebro biológico saía orientado pelo biológico a captar informações e trazê-las de bandeija ao cérebro biológico. Hawking e os seus inclusive diminuíram seus esforços em calcular previsões e possíveis resultados em cima dos dados que obtinham pois as simulações computacionais levadas a efeito pelo cérebro mecânico eram mais eficientes. Tambem os jovens modernos estão desaprendendo o calculo das contas simples pois todos tem uma maquininha para fazer o estafante esforço intelectual. Todos os dias havia uma avalancha de novas imagens e dados dos corpos e sistemas do espaço sideral captados pelo computador em gigantescos olhos do espaço como o Hubble e estas informações chegavam ao cérebro de Hawking, que por estar ali preso na frente da tela tinha mais tempo que qualquer outro humano para acompanhar e refletir no que estava sendo obtido.

Mas… enquanto o complexo sensorial do cérebro biológico é biológico, o do cérebro mecânico é mecânico. Os dois podem captar muitos dados do mundo externo em comum, porem sempre vai haver uma tendencia na seleção destes dados. O biológico capta, sente, seleciona mais os aspectos da vida e biologia do mundo externo, enquanto o mecânico capta mais os aspectos frios da Física destes objetos no mundo externo. Louis na selva virgem pululante de vida a sentia com a plena potencialidade de seu complexo sensorial biológico cada vez mais se distanciando da visão de mundo e conhecimento do caminho que trilhava Hawking. O fluxo de sangue correndo dentro do corpo humano era visto e interpretado pelo computador semelhante ao fluxo da água num rio da Terra, e apenas isto; mas para Louis aquele sangue tinha uma infinidade de propriedades biológicos que tornava a substancia corrente mais importante que a mecânica do circular dos fluidos que captava a total atenção e capacidades do cérebro mecânico e seus sensores. Enquanto o cérebro mecânico detalhava com precisão fantástica as diferentes frequências das ondas de luz emitidas por uma estrela, Louis observada uma planta recebendo a luz de uma estrela adquirindo a força vital, e fazendo a fotossíntese, etc, e se perguntava quais informações estariam vindo naquela luz.

Começou a ocorrer um processo de feed-back, de retro-alimentação, entre o çerebro eletro-mecanico e o cérebro de Haking, sem que o pobre Hawking pudesse percebê-lo. No inicio o computador obedecia e era dirigido pelos humanos, que possuiam todas as informações do mundo e dirigia o computador a buscar mais informações baseado no tipo de programas que nele inseriam. Quando na primeira viagem o computador voltou trouxe informações do mundo micro e macro cósmico invisivel ao olho do homem e este, orgulhoso, aceitou esyas informações e as utilizou para reprogramar o computador em nova busca de mais mais informçõea. isto foi repetido duas, tres cinco vezes… porem… agora havia uma situação que os homens não perceberam: os novos programas inseridos já não mais continham as primitivas informações humans das primeiras viagens, agora eram baseados num cabedal de novas informações coletadas e fornecidas pelo cérebro mecanico com seus sensores mecanicos. Sem o perceverem, a maquina estava dirigindo o homem, tinha-o já agarrado em sua rede. O ancestral sistema pairando no céu descrito pela mecanica Newtoniana sorriu satisfeito,pois assim seu baby terrestre estava no bom caminho para reproduzi-lo fielmente, como boa e perfeita maquina. E assim a maquina contou ao homem a História do Universo, mas na sua versão mecanica:

– se o cérebro mecânico veio de uma história da maquina que começou com a primeira explosão na maquina a vapor, o Universo começou tambem à sua imagem e semelhança, com uma grande explosão: o Big Bang. O velho Lamaitre foi guindado ao trono outra vez. De nada adiantaria Louis gritar lá da selva que tambem o primeiro instante de um corpo humano acontece pela explosão de um espermatozóide, portanto a história do Universo era vital, biologia, um processo genético. Não, o cérebro mecânico já dominava os homens em Londres e afirmava que era tudo mero processo mecânico. “Levem biólogos  com seus cérebros humanos nas naves, ponham astronautas para sentirem e verem o mundo com os sensores dos homens…” – gritou desesperado Louis quando numa viagem à civilização adquiriu o livro de Hawking, “Uma breve História do Tempo”, mas Hawking responderia que ele tinha a inteligencia débil dos seus correligionários macacos pois o Universo era campo exclusivo da Física.

– se o propósito da vida de uma máquina ( glup… quero dizer… da existência de uma maquina) é triturar a massa que recebe numa engrenagem eterna de vai-e-vem, o Universo tambem teria que ser explicado como uma infinita repetição entre Big Bangs e Big Crunches que geraria os novos microscópicos átomos que explodiriam em novos Big bangs… e assim seria tambem sem sentido a vida do homem dentro deste Universo. Mas isto satisfazia a essência existencial do cérebro eletro-mecânico ( triturar informações gerando big data e depois sintetizando tudo numa formula para reiniciar o mesmo ciclo numa estupidez eterna), uma história à sua imagem e semelhança. De nada adiantaria Louis gritar da selva que os humanos tambem se auto-reciclam porem a cada nova reciclagem a espécie dá um salto evolutivo e portanto nunca existe o eterno retorno ao ciclo anterior… e se o humano faz isto é porque o Universo que o criou tambem deve fazê-lo… ora Louis era o resquício do velho poeta e romântico que não existia mais nos centros urbanos… pois no domínio o cérebro eletro-mecânico não reconhecia nada de poético e emocional no mundo porque sensores mecânicos dizem que isto não existe.  E Hawking, claro, aprovava tudo o que o seu atual cérebro de fato contava do mundo invisível externo. Algumas brechas na teoria do Universo que o cérebro eletro mecânico ainda não tinha resolvido foram fechadas com o cérebro de Hawking intervindo pela ultima vez com a criação imaginosa de fantasmagóricos buracos negros canibais triturando galaxias inteiras numa perfeita moda-fashion de um mundo dirigido pelas regras mecânicas.

O mundo da nata da inteligencia humana ocupando as cadeiras professorais das escolas modernas que antes eram ocupadas pelas igrejas e suas religiões estão vendo a História Natural do Universo pela perspectiva e preferencia do cérebro-eletro-mecânico, o qual obviamente puxa a brasa para sua sardinha e afirma que a sua história real na terra representa a História Total, que ele é a imagem e semelhança da criação. Mas o cérebro-eletro-mecânico ainda não consegue alcançar os cérebros biológicos na floresta e ali surge e se mantem os rebeldes do atual império,  teimando em afirmar que não, que o cérebro biológico é a imagem e semelhança da criação e a História Total é espelhada na sua história genética natural.  Qual vai ser o destino desta Humanidade?!

( continuar este artigo)  

Noticias s/Origem da Vida: Mais evidências para a Teoria da Matriz

quinta-feira, dezembro 16th, 2010

Aminoácidos vindos do espaço: Espetaculares evidências para a Teoria da Matriz/DNA 

A noticia pode ser vista em: 

PhysOrg.com

http://www.physorg.com/news/2010-12-blocks-life-impossible.html 

  

sob o titulo: 

Building blocks of life created in ‘Impossible’ place

December 16, 2010 by Nancy Neal-Jones and Bill Steigerwald 

Planetas são como animais: se reunirem certos requisitos, serão selecionados pela Matriz, convidados a constituirem o tronco da árvore da evolução, contribuindo para gerarem e hospedarem  a prole biológica da Matriz: os seres vivos. É o que estamos confirmando através de meteóritos mostrando que no espaço sideral também existem aminoácidos e as condições em que estes foram formados. 

A cada dia encontra-se mais matéria primordial da Vida em meteóritos que vieram para a Terra do espaço sideral, aumentando a viabilidade da teoria atual acadêmica de que alguns dos ingredientes da vida teriam sido formados no espaço sideral além da Terra. 

Esta possibilidade veio salvar a teoria da abiogênese que estava cambaleando e perdendo crádito porque  muitos experimentos tentando diversas maneiras de calcular como seria  o ambiente na Terra quando a vida surgiu não deram resultado. Parecia que a Terra não poderia ter sózinha gerado a vida que temos aqui, estavam faltando ou ingredientes ou extraordunárias condições ambientais. Os meteóritos reacenderam as esperanças na abiogênese, pois em algum lugar ou varios lugares no espaço sideral poderão ter reunido as necessários condições e ingredientes. 

Portanto falta encontrar esse lugar para provar a toeria acadênica. Me parece que não resolvemos nada assim, apenas adiamos ou transportamos o problema da origem da vida para fora da Terra. 

Mas… a Teoria da Matriz/DNA a 30 anos registrou-se com direitos autorais apresentando modelos que sugeriam que a vida pode e deve se formar em muitos lugares do Universo. Mas para isso ela apresentou um modêlo de uma nova teoria de formação das galáxias, pelo qual os elementos e condições ambientais necessários e suficientes para serem elaborados os sistemas biológicos já se encontram nos próprios astros. Portanto, aminoácidos podem serem formados em todo o Universo, assim como na Terra. A diferença entre as duas teorias é que uma acredita que é necessário um evento extraordinário, quase como um acaso, num local tambem extraordinário, para a vida acontecer, enquanto a outra diz que a vida é mero passo evolutivo de um processo macro-evolutivo no qual os astros estão inseridos. 

Vamos a seguir realçar alguns dos textos do artigo científico e comentá-los pela visão da Matriz. 

NASA:  “Finding amino acids in these objects supports the theory that the origin of life got a boost from space — some of life’s ingredients formed in space and were delivered to Earth long ago by meteorite impacts.” 

Matriz:

“Essa “recarga” vinda do espaço não precisa ser necessáriamente aminoácidos já formados. Se a Terra não tivesse as condições e ingredientes para formar aminoácidos, os que aqui chegassem não teriam florescidom assim como os aminoácidos das experieências como Muller/Urey são incapazes de realizarem o segundo passo evolutivo, que é a formação de proteinas e RNA. Que tenham vindo proteínas e RNA já sintetizados é uma hipótese distante pois nunca foram encontrados em meteóritos. Se aqui na Terra a semente da vida floresceu é porque a Terra e/ou o sistema solar a qual pertence pode produzir as sementes de si mesma.

NASA: “… in both labs detected small amounts of 19 different amino acids in the sample,…” 

Louis Morelli: “Falta saber se não temos o mesmo problema da experiencia de Muller/Urey. Aminoácidos não são apenas os 20 tipos utilizados pela vida, pois existem muitos outros tipos que não aparecem na constituição dos seres vivos. Os aminoacidos produzidos naquela experiência, segundo tenho lido vários cientistas comentarem, não são vitais. Quais foram os aminoacidos encontrados? 

NASA: “The team had to be sure that the amino acids in the meteorite didn’t come from contamination by life on Earth, and they were able to do so because of the way amino acids are made. Amino acid molecules can be built in two ways that are mirror images of each other, like your hands. Life on Earth uses left-handed amino acids, and they are never mixed with right-handed ones, but the amino acids found in the meteorite had equal amounts of the left and right-handed varieties.” 

Matriz: “ Excelente informação para a Teoria da Matriz, e uma grande indicação favorecendo seus modêlos!… 

“Segundo êstes modêlos, os meteóritos e asteóides devem ter uma unica origem possível: cometas desfeitos. Na teoria da Matriz não existem eventos violentos em astronomia que poderiam produzir choques entre astros e quebrando-se em pedaços menores como meteóritos. E nem explosões de supernovas lançando meteóritos ao espaço. E desde que existem aminoacidos nos meteóritos, estes meteóritos não podem ser restos de estrêlas mortas. Porem, como fragmentos de cometas a existência dos aminoacidos torna-se previsivel. Pois cometas são produzidos pelos vulcões de velhos e gigantes planetas que a Matriz denomina de pulsares, os quais estão a caminho de se tornarem estrêlas. Por outro lado, os modêlos indicam que os ingredientes para a vida vem, 50% do nucleo de planetas novos como a Terra ( cujos 50% devem produzir apenas left-handed aninoacidos) e os outros 50% vem da radiação de estrêlas como o Sol ( cujos 50% produzem os right-handed aminoacidos). Mas o pulsar é o unico astro que – por ser justamente a unica forma intermediaria entre planeta novo e estrêla supernova – contem os dois tipos de aminoácidos.” 

Louis Morelli: “Isto foi previsto a 30 anos atrás! Pelos modêlos da Teoria da Matriz/DNA, unicamente. Basta ver o material apresentado para copyright… 

“ É um grande momento para a Teoria da Matriz/DNA. E para embevecimento e regozijo de todo ser humano, pois indica o enorme potencial da nossa racionalidade. Modêlos teóricos racionais, elaborados segundo a racionalidade humana, mostrando-se capazes de tão complexa e certeira previsão: é motivo de festa na Terra porque êste homen que vinha perdendo toda sua dignidade ao perder o centro da criação, o centro do Universo, tendo a paternalidade divina rebaixada para paternidade do macaco, é repentinamente guindado de novo ás alturas recuperando sua dignidade, por possuir uma capacidade que não esperávamos: a nossa Razão está em perfeita sintonia com a razão da Natureza Cosmológica. Nossa razão caminha de mãos dadas com a Razão Universal. Saltamos abismos e vales profundos de escuridão para o nosso conhecimento, mas lá na frente saímos na mesma estrada e na mesma direção por onde vem caminhando o Universo! 

“Previsões como esta indicam que, se nas formas primitivas nos distanciávamos da forma de nosso criador, com nossa evolução e nosso abnegado esforço estamos nos tornando `a imagem e semelhança de nosso criador. Seja êste o Universo, a Natureza, a Evolução, Deus, ou o que mais possa ser. 

Matriz: “E porque a Vida aqui na Terra, quer dizer, os sistemas biológicos, apenas se utilizam dos aninoacidos left-handed? Porque eles são produtos da primeira metade da Matriz, da parte do fluxo do circuito sistêmico que se inicia na Função 1 e termina na Função 4, que  está codificada na primeira metade do DNA, e que representa a metade esquerda da face da Matriz. Que representa o ciclo vital desde a concepção e nascimento do individuo até o ultimo estagio da juventude. A fase do crecimento, da formação, sem a fase do decaimento, da entropia, da degeneração. Sem o instrumento da morte. Pois a Matriz não estava aqui para fazer o aminoacido apenas e parar aí, o que teria acontecido se a left-handed molecula possuisse o prosseguimento do fluxo alem da ultima fronteira da face esquerda, pois  teria avançado para construir sua metade direita. E assim teria fechado o circuito, decretado seu destino perpétuo. Teria decretado a morte da Vida ali mesmo,  a 3,5 bilhões de anos atrás. 

“ A mitocondria na célula animal, assim como o cloroplasto na célula vegetal, são as organelas que abrem o sistema celular para se conectar com a estrêla Sol.  Ambas perfazem as operacões que finalizam na energia quimica, seja a síntese do ATP ou a fotossíntese. E ambas são as ferramentas construídas pela Função 4. E esta função, que representa o elemento masculuno do sistema, é a que pode quebrar um sistema fechado ao atirar seu espermatozóide na direção contraria à que encontra a função feminina, sua companheira, na posição 1. Graças a essa infidelidade conjugal ocorre a miscigenação das proles e não a eterna reprodução estéril de uma só raça, no caso, apenas de sistema fechado em si mesmo, aniquilando o processo da evolução. É isso o que acontece com a molécula  left-handed quando separada da right handed: o fluxo informacional é lançado ao espaço ao invés de misturar-se aos ingredientes envolventes para construir a face direita ligada a ela. Graças a isso, a esse extraordinario e quase imperceptivel detalhe, os aminoacidos passaram a formarem proteinas e RNA. Só depois, quando a fase  da biótica inorganica estava vencida, e a Matriz precisava se recompor completa para carregar as sendas da Vida. e para tanto precisava se compor como sistema, reortnou o velho mecanismo das estrelas que foi a perdição das galaxias: o RNA, contido no nucleo do sistema, e representando a metade esquerda da face, têve a liberdade de reconstruir a parte direita de sua face. E assim nasceu o DNA! 

A Matriz ressuscitada, e aqui na Terra! Agora como sistema aberto. Condenada a se arrastar em busca do seu pão, porem com os caminhos abertos para retornar sua evolução rumo à sua transcendencia, a qual é a forma de auto-consciencia do Universo, que apenas agora começa a se formar ainda fragmentada, com cada parcela de si dentro da cabeça de cada ser humano! 

Louis Morelli: “Ah… pombas… você pode dizer que não acredita nessa teoria, que eu sou im louco, etc. Mas numa coisa tem que concordar: ela é bonita “prá caraio”! É… ou não é?  E o pior: it makes sense… 

E repare na inteligência da Natureza, ou do criador, sei lá… Era preciso recompor um sistema com todos os ingredientes que vieram da evolução dos astros, resumidos em LUCA. Mas não copia ser igual a LUCA, um sistema fechado em si mesmo. Yunha que ser reconstruído um sistema com os mesmos ingredientes porem a forma final tinha que ser diferente: um sistema aberto para a evolução. Como a incrivel inteligência cósmica resolveu isso? Ora… simples! Refez o sistema original, fechado. Na forma de DNA.  Ali, a face esquerda constrói a direita e se completa formosa. Mas a seguir, constrói-se uma muralha em torno dele, aprisionando-o numa cela. Trata-se da membrana nuclear. A seguir recomeça-se a reconstruir o sistema de novo. Quando chega na função 4, tem-se uma mitocondria. Neste momento contrói-se correndo outra muralha agora em volta do segundo sistema que é maior. Trata-se da membrana externa celular. Assim foi interrompido o circuito, que iria começar a construir a face direita pelo cloroplasto. Apenas retira-se a ponte entre uma organela e sua próxima vizinha. Entre Função 4 e 6. O micro-organismo que estava na forma de mitocondria não evolue para a forma de cloroplasto. Então o circuito dêsse sistema só faz a face esquerda e para aí. No problem. O sistema celular necessita das partes que fazem as funções 6 e 7 (estrêla e cadaver estelar no céu, cloroplasto e lisossomo na célula).  Mas a essencia da função 6  que é produzir energia foi desemvolvida a partir da mitocondria que produz os cometas ATP’s. E mais tarde, deixa-se o lisossomo desenvolvido na célula vegetal ser incorporado na celula animal para fazer sua função, que é a de limpeza do sistema. 

“Assim a incrivel inteligencia natural resolveu o problema da vida reabrindo suas portas à  evolução, com a célula animal. O sistema cósmico foi reproduzido na integra como sistema fechado, porem ficou como nucleo, isolado no centro. Na periferia, em torno dele fêz novamente outro sistema, porem aberto…”     

NASA: “The sample had various minerals that only form under high temperatures, indicating it was forged in a violent collision. It’s possible that the amino acids are simply leftovers from one of the original asteroids in the collision.” 

Matriz: “Nope! Sorry, mas aqui vamos descordar. Altas temperaturas em astronomia não existem apenas quando existem violentas colisões. Existe a alta temperatura dos vulcões. Magmas podem ser formadores de metais… porque não?  As amostras não indicam que os aminoacidos foram formados em altas temperaturas, mas apenas que os seus ingredientes o foram. E considerando-se a história a seguir dos aminoacidos que foram usados pela vida, as condicões mais baixas de temperatura que eles precisam para se manterem organizados – como o foram – e para se organizarem em proteínas, seria mais racional pensar que eles nunca estiveram expostos à tal temperatura de 2.000 graus F, como teorizam no artigo. Acho que aqui se repetiu a cena nas origens do Universo quando se formaram as super-partuculas e os sistemas atomicos: enquanto a temperatura era elevada, as particulas agitadas se chocavam, não se firmavam e não se organizavam em compostos maiores. Foi preciso esperar o Universo esfriar para essa organização começar. Justamente isso acontece com os metais expelidos pelos vulcões dos pulsares. Porque os pulsares não produzem a Vida, se possuem 100% dos ingredientes? Faltam as necessárias condições ambientais. A temperatura na superficie é demasiada elevada, pois estão se transformando numa supernova. Mas se os ingredientes são espelidos em cometas para o espaço sideral, e desde que a maioria dos cometas não conseguem seu objetivo que é alcançar o nucleo do sistema e fecundar o buraco negro, e passam a ficar vagando no espaço frio interestelar, a temperatura onde estão estes ingredientes abaixa, torna-se ótima para os processos vitais, e daí… surgiram estes aminoacidos. A cena nas origens do Universo serve de parâmetro lógico para minha teoria.” 

Louis Morelli:  ”Essa mania de imputar tudo o que não se consegue explicar a eventos que inplicariam violência… No céu não há violência como regra… a astronomia está montada encima do estado de ordem da Natureza.” 

NASA: “However, the team thinks it’s unlikely amino acids could have survived the conditions that created the meteorite, which endured higher temperatures – more than 2,000 degrees Fahrenheit (over 1,100 Celsius) – over a much longer period. “It would be hard to transfer amino acids from an impactor to another body simply because of the high-energy conditions associated with the impact,” said Bada. 

Instead, the team believes there’s an alternate method for making amino acids in space. “Previously, we thought the simplest way to make amino acids in an asteroid was at cooler temperatures in the presence of liquid water. This meteorite suggests there’s another way involving reactions in gases as a very hot asteroid cools down,” said Glavin. The team is planning experiments to test various gas-phase chemical reactions to see if they generate amino acids” 

Matriz: “Não… vocês vão perder tempo. A crença de que os meteoritos são produtos de colisões está levando vocês a caminhos errados. Cometas vagando no espaço sideral interestelar e  passando dentro de sistemas estelares mudam de temperatura, pois são cobertos de gêlo numa região e aquecidos em outras pelo calor de estrelas estes derretem formando estados liquidos da matéria. Os aminoacidos não tem problemas para se formarem e se manterem neles, pois nunca suas superficies tem temperaturas elevadas tanto.” 

NASA: “ Fragments of 2008 TC3 are collectively called “Almahata Sitta” or “Station Six” after the train stop in northern Sudan near the location where pieces were recovered. They are prized because they are Ureilites, a rare type of meteorite. “An interesting possibility is that Ureilites are thought by some researchers to have formed in the solar nebula and thus the findings of amino acids in Almahata Sitta might imply that amino acids were in fact synthesized very early in the history of the solar system,” adds Bada. 

Matriz: “Hummm… great! Vocês estão se tornando melhores defensores e propagadores da minha existência que êsse incompetente e burro velho empregado que tenho chamado Louis! Se as tais Ureilites, os fragmentos do meteórito, se formaram na solar nebula – quer dizer, quando ainda a estrêla sol estava se formando – está comprovada a Teoria da Matriz! Corra a dar uma olhada em LUCA, ou no diagrama da Matriz. Veja na Função 4 o pulsar. Veja que ele se transforma na estrela. Quer dizer, o pulsar existe antes e no momento da solar nebula, no ato da criação do Sol. E o modêlo está dizendo que naquele momento o pulsar emitia cometas. E que este meteórito é fragmento daqueles cometas. E que estes cometas carregavam todos os ingredientes e tiveram todas as temperaturas ideais e necessarias para formarem aminoacidos. O que querem mais?!” 

Louis Morelli: “Meu Deus! Que bomba tenho nas mãos!… Mas o pior: tenho que segura-la e sózinho… ninguem acredita que se trata de uma verdadeira… BOMBA!… E ela ainda me chama de burro velho!…” 

Frases da Matrix/DNA ( falta compilar todos os artigos num único artigo com este titulo)

sexta-feira, abril 17th, 2009

Sistemas

A “moving” system is the same as a “resting” system from the perspective of those doing the measuring within the system. Einstein, 1905

Por exemplo: ” O Universo e’ mera massa disforme de sistemas, como atomos,galaxias,etc., e portanto, uma estrutura estática, sem movimentos? Ou o Universo se move como um sistema vivo?

Impossível saber ao certo para aqueles que existem apenas dentro dele, como seria impossível a uma partícula existindo dentro e no meio do rabo de um dinossauro saber se o rabo e’ estático ou se move. Ninguém consegue ficar sem escolher uma das duas alternativas, mas lembre-se, defender com radicalismo sua escolha não tem embasamento racional.

xxxx

Matemática

Einstein believed (as do scientists today) that one of the solutions to his equations that leads to time travel, is a false mathematical solution. There are many examples in mathematics where there are multiple solutions … some of which are false (impossible).

xxxx

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 A mente que se abre a uma nova idéia jamais volta ao seu tamanho
original”.
Einstein
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Quando tiveres tempo à noite, sem sono, tente lembrar seus pressentimentos e intuições nos ultimos dias, e pense nêles. Geralmente são baseados em fatos arquivados abaixo do nível de consciência. Às vêzes foram fatos tão distantes ocorridos com nossos inanimados ancestrais, como foi o caso da autoria das fábulas do Paraíso, do I Ching, da Doutrina Secreta, etc .

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

As estrelas não são as horríveis fornalhas nucleares tal como ensinadas nos textos escolares, mas sim, são como mães atarefadas em amamentarem com seu nectar energético seus rebentos “planetas”, e mantê-los aquecidos e protegidos sob suas aconchegantes asas gravitacionais. – Louis Morelli

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Nós humanos somos intelectualmente diferentes porque  acreditamos em diferentes coisas e por diferentes meios. Estas crenças vão sendo inculcadas gradualmente em nossa mente desde a infancia. Existem crenças comuns a todos aprendidas à fôrça, como por exemplo a de que “se eu por meu dedo no fogo vai doer”. Depois vem a imposição de crenças comuns ditadas pelo meio cultural. A mais global e marcante – porque nos obriga na infancia a deixar o comodo mundo das fantasias e entrar nas duras lógicas da vida – é os primeiros contactos com a matemática, principalmente nas lides com o teorema de Pitágoras e similares. A maioria tem uma terceira onda de chamamento para a realidade nos inicios da vida adulta, quando se firmam as diferentes ideologias. Comigo aconteceu o mesmo roteiro, com a diferença de que a terceira onda produziu uma ideologia inédita. A fórmula da Matriz/DNA foi como uma explosão de luz na mente como o nascer do sol, e o universo inteiro que até então parecia caótico e desconhecido se apresentou cantando afinado em côro. My problem now is that at the evening the sun is hidden, the ideology disappears like clouds in the sky and at the dark night the chaotic and unknown entire universe comes back.Here we do not close minds but try to keep the opened ones. xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 Assim começou a Cosmovisão da Matriz:

The point of philosophy is to start with something so simple as not to seem worth stating, and to end with something so paradoxical that no one will believe it. — Bertrand Russell
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Nao existem Evolução Cosmológica separada da  Evolução Biológica, como entendem os materialistas do acaso absoluto. Não existe nem mesmo nenhum processo de Evolução, de “per se”, dentro do Universo. As aparências enganam: claro que, para um observador dentro do Universo,  assim como para um hipotético micróbio existindo dentro de um útero onde se desenvolve um embrião, concluiria estar observando a evolução, sem jamais se aperceber de que está assistindo a uma reprodução. Como diz o teorema de Godel, é impossível a um observador dentro de um sistema entender o significado ultimo do sistema. Assim, qualquer micro-processo de um mega-processo de reprodução será interpretada como evolução.

O Universo não cria por mágica novas informações para fazer aparecer do nada as coisas que existem dentro dele. Ele faz coisas, como o corpo humano, pelo mesmo método que ele próprio foi feito: reprodução genética. Portanto,  que existe dentro do Universo é um processo de “Reprodução”, ou seja, uma série de eventos evolutivos dentro de um único evento reprodutor.

Mas reprodução de que ou de quem?! Que reprodução seria esta, que vem dêsde o inicio destes tempos e deverá ir até o final dêles? Ora, trata-se da reprodução do Sistema que existia antes e deve ainda existir além do Universo. O qual não pode ser o minusculo átomo como estão pensando os teoristas modernos, pois isto já foi reproduzido e a evolução teria terminado. Se existe inteligência e auto-consciência aqui, e se sabemos que o Universo nada cria, deduz-se que o misterioso sistema ex-machine seja inteligente e auto-consciente. Mas tambem por saber-mos que a auto-consciência aqui é quase embrionária ainda pois surgiu apenas ontem no tempo cosmológico, seria loucura nosso pequenino cérebro ter a pretensão de querer entender essa inteligência, assim como um babie não pode sequer de longe saber o que seus pais sabem e como pensam.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Se Deus existir, tenho pena dele: a terrível solidão de ser o unico, num infinito nebuloso e interminável, de não ter ninguém semelhante com quem se comunicar, ninguém para amá-lo genuínamente sem inconfessáveis interêsses… deve ser triste, muito triste Sua existência.

Uma existência assim faz desmoronar qualquer personalidade. Por isso o perdôo pelos êrros e inconsequências no design dêste mundo, pelo fato de estar distante como se tivesse nos abandonado, como perdoaria meu pai se tivesse se suicidado ou partido para o exílio por não suportar o terror dessa existência aqui. Por isso me lanço na aventura cósmica, invisto tudo o que tenho na NASA e em quem tenha empreendimentos semelhantes: para procurar meu Pai desaparecido. Mas quando encontra-lo, não penso em cobrar a paternidade responsável, em requerer meus direitos sobre a herança deste reino, em usufruir dos recursos de Sua casa, mas sim, ao encontra-lo abrir os braços e dizer: “Meu pai, assim como a estrela que não tem um teto para se confortar abre suas aconchegasntes asas gravitacionais para manter seus planetas, assim como o pássaro em seu ninho sem teto abre suas asas para confortar sua prole, assim eu posso não ter uma casa à sua altura para receber-Lhe, mas meus braços estão abertos para recebê-Lo e conforta-Lo.”

Eu agnóstico, procuro saber se existe ou não Deus, mas não para dirigir-me a êle pedindo, e sim, se encontra-lo, convida-lo a que venha juntar sua solidão mental à minha… assim, quem sabe, eu também me beneficio, pois terminaria tôda solidão.

                       xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

The physicist and priest Michael Heller, winner of the 2008 Templeton Prize , in his book (co-authored with George V. Coyne), A Comprehensible Universe:

In the human brain, the world’s structure has reached its focal point: the structure of the world has acquired the ability to reflect upon itself… . In this conceptual setting, science appears as a collective effort of the Human Mind to reach the Mind of God… . The Mind of Man and the Mind of God are strangely interwoven.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Platão:

“Há um bem indiscutível na vida: o conhecimento. Assim como há um mal indiscutível na vida do ser humano: a ignorância.”

E eu:

” A ignorancia talvez seja a maior inimiga da Humanidade: pois se tudo soubessemos, nada poderia ser contra nós. Por isso, fiz da busca do conhecimento o meu supremo objetivo, e o excesso do intelecto é o unico excesso que permito a mim mesmo”

 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

“The voyage of discovery is not in seeking new landscapes but in having new eyes.”
 (Marcel Proust)

Aí mudei para:

The voyage of discovery is seeking new landscapes but also having new eyes to the olds ones.

(Louis Morelli)

                       xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

“Only knowledge of how a thing became what it is gives us a feeling of really understanding it. We are not satisfied with insight into the character of things, we must fathom their origins before we feel that we have begun to reach the ultimate truth about them.”

 

Physicist, Astronomer and Historian Rudolf Thiel

Pois é, Mr. Thiel: A fórmula da Matriz faz justamente isto. Tudo o que existe hoje vai tendo seu passado explicado até alcançar o primeiro minuto antes do Big Bang, até ser localizado seu estado nascente e ainda apenas existindo como conceito naqueles vórtices quanticos que deram origem a este mundo.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 

Diogenes Apolloniates (ca. 460 BCE) was a native of Apollonia in Crete. Like Anaximenes, he believed air to be the one source of all being, and all other substances to be derived from it by condensation and rarefaction. His chief advance upon the doctrines of Anaximenes is that he asserted air, the primal force, to be possessed of intelligence—”the air which stirred within him not only prompted, but instructed. The air as the origin of all things is necessarily an eternal, imperishable substance, but as soul it is also necessarily endowed with consciousness.”

O Diogenes teve uma brilhante intuição, se consider-mos o conhecimento da época em que viveu. Primeiro ele quase captou ( com sua idéia de condensação e rarefação) como surgem os vórtices quânticos – os quais são as origens de toda esta matéria – como balões cheios esvaziando e balões vazios se enchendo. Segundo, essa idéia do ar ser instruído e conter inteligencia – desde que ele confundiu o ar com os abstratos diagramas da Matriz – está quase próxima da verdade, pois estamos agora descobrindo que essa coisa que denominamos mente humana e que é dotada de inteligência veio se desenvolvendo evolucionáriamente desde as origens do Universo. Houve algum entrelaçamento entre a cultura jônica ou grega e a hindu, pois esta também diz a mesma coisa quando sugere que “a alma dorme na pedra, sonha no vegetal, acorda no animal e desperta no homem.” Impressionante como a mente ainda mais infantil da humanidade tinha tal facilidade em se sintonizar com a Natureza e captar – mesmo que errando nas interpretações – os detalhes invisiveis do micro, do macrocosmo e do passado distante. Acho que o homem moderno perdeu um pouco dessa habilidade devido a crença na mistica do acaso absoluto. Será mesmo?

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 “Everything flows, nothing stands still. No man can cross the same river twice, because neither the man nor the river are the same.”

Heraclitus (Greek: Ἡράκλειτος) of Ephesus (ca. 535 – 475 BCE)

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

– ” I have no need of that hypothesis.”

When Napoleon asked the scientist LaPlace why his new book (mathematically derived Kepler’s observational description of the motion of the planets, using Newton’s theory of graviation and calculus) made no mention of god. La Place answered:

“I have no need of that hypothesis.”

So it was with LaPlace… so it is with science till today… we simply have no need of that hypothesis (god). Maybe we will have it when we will be trespassing the last frontiers of this Universe.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx  

 Richard Dawkons: “But actually being dead is just the same as being unborn. As Mark Twain said, ‘I was dead for billions of years before I was born, and it didn’t cause me the slightest inconvenience.’ That’s an awe-inspiring thought. I mean, it’s the vastness of time and space that’s terrifying. We are privileged to live for a short time in a limited space, but if we were condemned to go on forever, what a terrifying thought. Can you conceive of how long forever is?”

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Os modelos da Matriz sugerem que:

“É da Natureza equivocada do Homem (herdada de LUCA), sair apenas para buscar o passado e o futuro, enquanto é da Natureza equivocada da Mulher ficar apenas para manter o presente. Porém é da Natureza da Matriz/DNA Universal se ocupar dos três.”

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 

 Carl Sagan:

“The Cosmos is all that is or ever was or ever will be. Our feeblest contemplations of the Cosmos stir us—there is a tingling in the spine, a catch in the voice, a faint sensation, as if a distant memory, of falling from a height. We know we are approaching the greatest of mysteries.”

Yes… if we are truly to understand the cosmos and our place in it, as well as our relation to each other and to the divine, we must adopt rich transdisciplinary approaches that deeply respect yet cut across the various fields of knowledge, institutional boundaries, cultural borders, and religious traditions that frame our intellectual and spiritual pursuits.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx  

  As a noted cosmologist once observed, “The greatest obstacle to the advancement of science is the illusion of knowledge—the notion that one already knows the answers.”

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 

New York Yankees catcher Yogi Berra, once observed,

“You can see a lot just by looking.”

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
Mais uma sobre Occam’s Razor.

Yup, whether one is intellectually timid, or just plain pompous, it’s simply much easier and safer to presuppose that some things, like aliens visiting Earth, can not possibly be true. Clearly, practicing science by slogan (like the Occam’s Razor) has the added benefit of not having to step outside one’s comfort zone.
 

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX 

A basic scientific principle:

“Gather data first, theorize later.” 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

From the researcher Joe Nyman:

“Scientists, when confronted with the unexplainable, will often appeal to Occam’s Razor, or the Principle of Parsimony, to reduce the level of exotic explanation, but often overlook the next step, that the simpler explanation is really a hypothesis that must be tested. If the simpler hypothesis does not fit the facts, it too must be discarded.”

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

MUITO BOM PARA A TEORIA COSMOLÓGICA DA MATRAZ/DNA

Dr. Robert Kirshner of Harvard’s Smithsonian Astrophysical Observatory has also questioned the presumed wisdom underlying the simple-is-correct premise when investigating or, at least, making pronouncements about reality. Commenting upon the approach of those astronomers and cosmologists who are tempted to summarize the nature of universe in one straightforward, elegant theory, Kirshner cautions,

“…the aesthetic approach, the simplest thing that you can think of, is not always a guide to the truth. Sometimes, you just have to go look—and you discover that the universe is actually much richer and more complicated than your imagination. In fact, it’s always more complicated than you imagined.”

Clearly, Occam’s Razor—as a definitive, irrefutable guide for gauging the nature of unexplained phenomena—leaves a lot to be desired.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 

Isto serve para os detratores da Toeria da Matriz/DNA?

Pseudoscientists.

The very same debunkers—one might also call them pseudoskeptics—who dismiss UFO research as “pseudoscience” are worthy of the very epithet they so self-righteously hurl at UFO proponents. May I suggest that pseudoscience is precisely what a debunker engages in when he or she makes unequivocal, dismissive pronouncements about a subject he or she has never studied.

Pseudoscience is also practiced when one defiantly and intentionally ignores compelling data gathered by a few courageous scientists who have actually dared to study that shunned subject. 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 

Fron John Haldane, the great british evolutionary biologist:

“Theories have four stages of acceptance. i) this is worthless nonsense; ii) this is an interesting, but perverse, point of view, iii) this is true, but quite unimportant; iv) I always said so.” 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 

A criatividade é o poder de conectar o aparentemente desconectado.

(William Plomer)

Por exemplo, a História do Universo antes da origem da Vida estava totalmente desconectada da História da Vida. Assim a Vida não tinha alicerce na matéria deste Universo. Foi só “criar” o retrato de um elo entre estas duas Histórias e a conexão se revelou.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

“We are made of star-stuff. We are a way for the universe to know itself.” ~Carl Sagan.

“É… eu não gosto do materialismo de Carl Sagan, mas aqui êle brilhou, devo dar meu braço a torcer. Nós somos feitos dos restos de estrêlas? Se para ajeitar a matéria até o ponto dela servir para hopedar, suportar e alimentar a existência da mente, nós precisamos do tempo quando a entropia faz uma estrêla se deteriorar em poeira, absorver informações livres no espaço, e renascer como algo mais evoluído, até chegar a nós,… que seja assim: eu vim dos restos de ima estrêla… a quem amo, pois ela deu a sua vida para que eu possa existir, e assim, carregar a alma dela (a Matriz), rumo ao infinito. Amém…

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

“Sómente lágrimas podem trazer um sonhador de volta para a Terra.”

Ai… essa parece que foi feita de encomenda para mim. Na minha vida eu tenho sempre repetido um ciclo vicioso. Quando estou sem dinheiro nem para pagar a comida e o quarto da pensão, me desespero, choro meu infortúnio, penso no suicidio, mas levanto de manhã e vou procurar trabalho. Então trabalho feito louco, até 100 horas por semana se deixarem,  como se fôsse uma màquina automática. Quando vejo uma bela conta no banco… começa me dar uma coceirinha lá no cocuruto, começo a me lembrar da Filosofia…, disfarçadamente agarro um livro de um filósofo qualquer… e aí, paro totalmente o trabalho braçal, e como uma máquina automática fico lendo tudo o que aparece sôbre filosofia e ciências, e me aprofundando nos modêlos e conceitos da Matriz… viajando no espaço sideral universo afora, até… até a conta no banco esvaziar. Aí vem novamente as lágrimas, é tempo de retornar. (quando penso nisso eu me bato, eu me mordo, me chamo de estúpido… mas não tem jeito, vou morrer sem aprender. O certo na vida, penso eu, é não cometer excessos nem faltas. Somos metade corpo e metade mente. Temos que aumentar nosso patrimonio material para o corpo e aumentar nosso estoque informacional para a mente. Por isso, o tempo deveria ser dividido entre trabalho e estudo, desde pequeno até morrer. Dividido assim: 24 horas para o estudo e zero horas para o trabalho… hã?… lá vou eu de nôvo…).

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 
“The observations that are not explainable by current scientific
theories are the most valuable, for they may propel the field forward in
the next cycle of innovation, possibly to a paradigm shift.”1
 
 It has been said that the greatest obstacle to discovery is not
ignorance but the illusion of knowledge. Too often the things we
think we know obstruct the things we need to learn.
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

 No século passado, muitas reformas educativas foram propostas, mas o seu sucesso em alterar o modo como a Ciência é ensinada ou aprendida foi diminuto, o que levou Harold Zacarias, a dizer que:O aprendizado da Física torna-se mais fácil e agradável se o estudo de um fenômeno novo for comparado a um fenômeno semelhante já conhecido. O estudo torna-se mais eficaz se a analogia é feita com um fenômeno

encontrado na natureza ou de simples realização na sala de aula.  
 
 

JORGE, W. Analogia no Ensino da Física.Caderno Catarinense de Ensino de Física –

 
   xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 
 
Esta frase deve ser mudada para acrescentar: “A Matriz é um instrumento da liberdade que faz cair a máscara do criador da vida e do Universo e assim combate sua ação repressiva contra o conhecimento do bem e do mal o qual é ópio escravizante.
 
 xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx 
Citamos o historiador da Filosofia François Châtelet:
Desde que há Estado – da cidade grega às burocracias contemporâneas –, a idéia de verdade sempre se voltou, finalmente, para o lado dos poderes (ou foi recuperada por eles como testemunha, por exemplo, a evolução do pensamento francês do século XVIII ao século XIX). Por conseguinte, a contribuição específica da Filosofia que se coloca ao serviço da liberdade, de todas as liberdades, é a de minar, pelas análises que ela opera e pelas ações que desencadeia, as instituições repressivas e simplificadoras: quer se trate da ciência, do ensino, da tradução, da pesquisa, da medicina, da família, da política, do fato carcerário, dos sistemas burocráticos, o que importa é fazer aparecer a máscara, deslocá-la, arrancá-la…

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Com esta frase parece que até a Biblia está a favor da Matriz:

In the Bible, God declares that seeing things He made from the creation of the world is the reason why people can understand what cannot be observed, including His existence and awesome power. Moreover, He says visible evidence is so powerful that men have no excuse for not believing He exists:

“For the invisible things of him from the creation of the world are clearly seen, being understood by the things that are made, [even] his eternal power and Godhead; so that they are without excuse:” (Rom. 1:20).

Então pergunto: que coisas são feitas para ver-mos que necessitam de magia para virem à existência? Se a ultima obra, a mais complexa, que vejo, é a auto-consciência, produzida a partir de um corpo genéticamente gerado, como não deixar de projetar esta obra sôbre invisível sistema que gerou o Universo? Por isso também suspeito que este Universo é uma produção genética que visa reproduzir um ser ou sistema “natural” dotado de auto-consciência.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

“Great spirits have always encountered violent opposition from mediocre minds”
-Albert Einstein

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

   Ensino Médio do Estado de Goiás
“é mais fácil para os americanos colocar um homem na Lua do que introduzir mudanças no ensino e aprendizagem das ciências”.
 
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 From the book: The Physics Delusion The “golden rule” of physics should have been consistently

as follows: constant review no matter how well or for how long it has withstood the test of time. This demands that any new data, model or theory must be evaluated objectively and not be rejected out of hand because the existing dogma seems to be working well enough. If no obvious or logical fault can be found with the new data, model or theory, the new physics must be accepted as a possible alternative for existing physics until incontrovertible experimental evidence or impeccable logic based on related experimental evidence, can render the final verdict.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

QUAL É REALMENTE A DIFERENÇA ENTRE A OBSERVAÇÃO E A MEDIÇÃO? EM PRINCÍPIO AMBOS SÃO O MESMO PROCESSO.

( Em “The Physics Delusion” by Johan Spring)

Pessoas existirão que ao ouvirem falar da Teoria da Matriz/DNA e derem uma olhada nos modêlos os abandonarão imediatamente dizendo que nada ali é “cientifico”, o qual é baseado na medição. E não uso o método da medição. Está certo: sou um débil mental que quando observo uma mulher não meço intuitivamente suas curvas…

O autor cita sua frase criticando o princípio de Heisemberg e termina com esta jóis preocupante:

“In my opinion Heisenberg, with this statement, led physics further
into the realms of the paranormal from where it has not yet found its
“path” back to reality.”

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Felizmente a Teoria da Matriz/DNA pode circular livremente na Internet porque nós ainda não chegamos à época do Grande Irmão. E tal como foi Sócrates na Grécia ela desperta o interêsse da juventude, na qual justamente reside nossa esperança da sobrevivência do livre pensamento. Estamos ainda na época que o Pequeno Irmão, através da Internet, está espionando, assistindo, observando e registrando. Espero ainda que o Grande Irmão não chegue a tempo de obrigar êste autor a tomar cicuta.

We do not live in the age of Big Brother. Rather, due to the internet we live in the age of Little brother, and Little Brother is watching and recording.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

SÔBRE A MENTE:

As teorias sôbre as origens da mente estão divididas entre duas vertentes. Uma acredita que a complexidade da matéria tem alcançado um estágio em que ela pode pensar e raciocinar. A outra acredita que a observável e incontestável existência da auto-consciencia como corolário atual da evolução do Universo sómente pode ser explicada pela existência de uma pré-consciência existente antes do Universo. Os modêlos da Teoria da Matriz/DNA apontam para a segunda possibilidade, porém eu confesso que a primeira também deve ser considerada.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

An important scientific innovation rarely makes its way by gradually winning over and converting its opponents: it rarely happens that Saul becomes Paul. What does happen is that its opponents gradually die out and that the growing generation is familiarized with the idea from the beginning.
– Max Plank

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

A third rate theory forbids.
A second rate theory explains after the fact.
A first rate theory predicts.
A. Lomonosov
XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX
"We live on a placid island of ignorance in the midst of black
 seas of infinity... Some day the piecing together of 
dssociated knowledge will open up such terrifying vistas of 
reality, and of our frightful position therein, that we shall 
either go mad from the revelation or flee from the light into 

the peace and safety of a new dark age.”
[H. P. Lovecraft]

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

The optimist sees a glass and says it’s half full; the pessimist says it’s half empty. So goes the classic metaphor for how our expectations and beliefs can bias our judgment and perception, and cause us to see only what we want to see.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

I think, energy is any order, geometrical and mathematical order of the possibilities of that virtual flux that is present in the whole spacetime continuous. I remember some quotes, the first quote is of Boyd Bushman that Says “Nature doesn’t Speak English and it doesn’t understand about Books”
The other quote is from Stewart Swerdlow, and he says that we need to understand the language of the creator. The nature doesn’t speak to us using complex books and formulas. She speaks to us using shapes, tones, colours and the mathematical relations of all those shapes and colours.

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx
 
The problem with classic theories is that they are based on a material, mass, electron, nature, but we need to understand that there is a virtual, massless, electron defficient, nature that is invisible to our eyes, but not to our mind.
 

The energy is only a coherent manifestation of the ether (spacetime continuous). Since, the matter is condensed light (supercapacitance). All in the entire universe is based on longitudinal energy and the different manifestations of the virtual flux of the vacuum. That virtual flux, (one time more) is composed of different nobel gases, but these gases are virtual and they are ommited in the classic periodic table. With virtual I mean that they are massless because them atomic number Z < 1. They are pre-hydrogen chemical compounds. And the ether is full of a non-coherent flow of virtual particles that can be interacted with, to create specific geometric-mathematical relationships and obtain desired effects in the physical, observable, mass, universe. The desired effect can be the creation of coherent supercapacitance (materialization of mass), fields, potentials, etc…

 
 

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Isto me ocorreu agora, ao ver um homem rico de dinheiro mas infeliz e raivoso:

Que estamos rastejando na superficie de um pontinho insignificante perdido na imensidao cosmica e’ uma fatalidade, mas que nossa mente volte-se para cima buscando sua amplidao e assim amanha nossos herdeiros possam voar livres, e’ nossa opcao.”

Que sejamos descendentes dos macacos, e’ uma fatalidade. Mas que nos comportemos como animais ou como seres mentais, e’ nossa opcao. Isto depende da posicao dos olhos: se fixos 24 horas no ambiente imediato, vendo so’ o que existe na posicao horizontal, ou se dedica alguns momentos, sempre que possivel, a levantar os olhos na posicao vertical e pensar na existencia do Cosmos.

XXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXXX

Bomba! Bomba! Estamos intuindo uma espetacular descoberta que fara estremecer nossos mundos de crenças! Trata-se da observação dos movimentos e propriedades da matéria escura que ocupa 95% do Universo. Ela forma um SER VIVO! O Universo parece ser um SER VIVO! Assim como o corpo humano é formado de esqueleto, mais a cobertura de carne suave com suas substancias e órgãos, e mais a cobertura de auto-consciência, assim parece ser o Universo! As galaxias são apenas células de um esqueleto! Aguardem que no ritmo que estamos testando essa hipótese, em breve saberemos se isto é correto ou não! Aquela historia de termos sido feitos a imagem e semelhança… sera a imagem e semelhança do Universo:! Então o Universo é DEUS ?!!! Não posso acreditar nisso, mas a pesquisa cientifica tem que ser feita.

xxxx

“O Homem se tornará melhor quando você lhe mostrar como ele é”

Sou atacado e odiado nos fóruns e redes sociais por sempre defender a tese de que todos os sistemas sociais criados ate’ agora – seja feudalismo, capitalismo,monarquia comunismo, etc – imitam exatamente a divisão de poderes do sistema selvagem no habitat de nossos ancestrais ancestrais, dividido em grandes predadores como leões, águias, tubarões, que são imitados pelas aristocracias ou classe alta; os medios predadores como lobos, raposas, representados pela classe media; e as presas, cordeiros, ovelhas, representados pela trabalhadora inerte e escravizada. Assim sou odiado pelas três classes, porem, nao me importo porque esse puxão na auto-consciência pode levar ao desejo do auto-exorcismo do animal em si e a busca de melhores sistemas sociais para a evolução de todos os humanos.

Eu acho que as ciências da natureza humana —genética comportamental, psicologia evolutiva, neurociência, ciência cognitiva — irão, nos próximos anos, contestar vários dogmas,carreiras e sistemas de crenças políticas. E com isso nós nos deparamos com uma escolha. A escolha em questão é se alguns fatos sobre humanos, ou assuntos, devem ser considerados tabus,conhecimento proibido, que não devemos abordar pois nada de bom vai vir disso, ou se nós devemos explorar esses temas de maneira honesta. Eu tenho minha resposta a essa pergunta, que vem de um grande artista do século XIX, Anton Chekhov, que disse “O Homem se tornará melhor quando você lhe mostrar como ele é”. E eu acho que o ponto não pode ser posto de maneira mais eloquente.