Posts Tagged ‘magma’

De planeta a pulsar, como se desenvolvem os vulcoes… e cometas

terça-feira, junho 5th, 2018

xxxx

Predicting How Fast Magma Is Building Below Yellowstone

https://www.msn.com/en-us/weather/topstories/predicting-how-fast-magma-is-building-below-yellowstone/ar-AAyfbJI?li=BBnbfcL&ocid=spartanntp

(varias novas informacoes sobre o que se sabe e novas teorias a respeito do nucleo e sua atividade produzindo magmas. O artigo acima da MSN leva ao paper abaixo:

Direct measurement of advective heat flux from several Yellowstone hot springs, Wyoming, USA

(paper com free PDF em 16 paginas. A minha pesquisa no PDF deve definir os termos tecnicos, etc.)

https://pubs.geoscienceworld.org/gsa/geosphere/article/531475/Direct-measurement-of-advective-heat-flux-from

water next to the ocean

© Provided by IBT Media

Entendendo o Magma que Trouxe a Vida ao Manto Terrestre: Rochas Fundem em Maiores Profundidades do que era Pensado

quinta-feira, janeiro 10th, 2013

ZME Science

Understanding magma in the mantle: rocks melt at greater depth than previously thought

( Entendendo o magma no manto terrestre: Rochas fundem em maiores profundidades do que era pensado )

http://www.zmescience.com/science/physics/magma-peridotite-crust-mantle-10012013/#comment-762692372

Published on Thu, Jan 10, 2013 by 

Terra a estrutura do manto e o ponto de fusão do magma

Terra a estrutura do manto e o ponto de fusão do magma

Magma forms much deeper than geologists previously believed, according to a new study conducted by Rice University.

(Ver artigo completo. Porem a seguinte frase deve ser aqui anotada:

“This deep melting makes the silicate differentiation of the planet much more efficient than previously thought,” Dasgupta said. “Not only that, this deep magma is the main agent to bring all the key ingredients for life — water and carbon — to the surface of the Earth.

A seguir,  nosso comentário postado no artigo:

Avatar

TheMatrixDNA  2:00 PM – Jan – 10 – 2013

If the nuclear reactions of the core makes the core growing, these locations of magma formation also must change over time. In fact, our scientific understanding about all aspects of astronomy and details of our planet is only beginning. “…so we have to rely on indirect measurements (seismology, electric measurements, etc), lab experiments and surface extrapolations…) Is it, the current scientific method, based on Physics, the unique and best method for understanding our planet and the Cosmos? No, because the final product of this planet and Cosmos – biological systems – can’t be explained by Physics. The forces and elements for biological life are not being identified in our current models, but, for sure, they must be there. Then, we have Matrix/DNA Theory models, a different method making the reverse way: starting from the final product – biological systems and life – and calculating backwards, we got surprisingly different models. Matrix/DNA still has not solved all questions about this Gaya Planet because we don’t know which method Nature used for formation of this Solar system. Like in cell”s formation, there are two possible methods: the formation of the original first systems ( by symbiosis connecting different shapes produced by vital cycle producing different shapes of a unique initial body), or the formation of modern systems ( merely replication by self-recycling the first ones). It is dependable of solving this question for us to know which model describes magma formation and locations.

Vulcão do Chile Reproduzindo Cenas da Matrix?!

segunda-feira, janeiro 2nd, 2012

xxxx

A Matrix revelada no vulcão do Chile ?!

Será fantástico se fôr real! Os modêlos desta teoria retratam a célula viva como cópia fiel do céu, ou seja, do building block ou tijolos dos sistemas astronomicos. E os modêlos sempre insistiram em indicar que a fórmula astronomica existe nos nucleos dos astros, como a Terra. É da radiação da energia das camadas internas do Sol encontrando-se com a energia do nucleo da Terra que sobe à superficie tambem através das erupções vulcanicas que surge a matéria organica, os primeiros aminoácidos, os nucleotideos, enfim a Vida. Mas será possível que a formação da estrutura de poeira e descargas elétricas do vulcão do Chile está reproduzindo a estrutura da galáxia? isto indicaria que tudo o que saia do interior da Terra, de qualquer maneira, se molda na forma da Matrix Universal?

Tem lógica, muita lógica, a coisa tôda faz sentido, mas seria demasiado espetacular, estonteante!

Observe a foto acima tirada da estrutura sob tempestade que se formou acima do vulcão Puyehue-Cordón Caulle, do Chile, quando entrou em erupção. Note a esfera luminosa no centro da foto. Dela saem raios mas fixe os que vão para a esquerda e para cima. Vê-se nitidamente a forma de um cometa. Cuja ponta da cabeça se dirige a outra formação de raios meio amarelada na forma de V com uma pequena esfera luminosa dentro. Bem, o que tem isso a ver?

Observe nosso primeiro esboço da Matrix feito na selva a 30 anos atrás, na figura abaixo:

xxxx

Matrix DNA Universal

xxxx

Note que da figura na Função 4 sai um cometa (F5) que se dirige ao nucleo cônico que contem esferas luminosas internas. Ora, no seu estágio astronomico, a peça que executa a F4 é o pulsar, coberto de vulcões, cujas erupções emitem os cometas. As pequenas esferas liminosas dentro do cone no meu desenho são os embriões de novos astros. O vulcão do Chile desenhou no céu uma forma de cometa apontando para o que faz um espermatozóide: um baby!

No meu desenho, o cone que representa o buraco negro no nucleo galáctico está rodeado de poeira estelar. O do vulcão tambem, alíás, tudo está rodeado de poeira, cinzas. As duas cênas são idênticas! Não importa que o cone do meu desenho está atravessado em relação aos cometas, pois na verdade, o circuito no sistema astronomico é espiralado e não esférico como desenhei por não saber como retratar e mostrar o sistema em espiral. Como eu nunca ví nenhuma cena antes em lugar algum como essa que desenhei como resultado de calculos, parece até que tive uma visão do que aconteceria nos céus acima do vulcão 30 anos depois. Mas não…

Esta teoria diz que planetas se transformam em pulsares que são velhos planetas cuja superficie está coberta de vulcões ativos, gigantescos. Tais vulcões emitem magma com tanta fôrça que superam a baixa fôrça gravitacional do astro quase gasoso e ganham o espaço sideral. Os cometas levam em seu nucleo a lava incandescente que contem a metade de todas as particulas que compoem todos os territórios e partes de um sistema astronomico. Por isso deduzimos que o pulsar funciona como um elemento macho do sistema, que vulcões fazem a função de seu órgào sexual, que cometas fazem a função de espermatozóides e carregam a metade masculina das informações genéticas totais do sistema que vão na forma de energia.

Temos aí na foto um vulcão de um planeta novo emitindo forças que produzem uma tempestade elétrica que reproduz a cena tôda. Fui p6ego de surprêsa, quero acreditar que trata-se de coincidência, estranha coincidência, tem que ser coincidência, devo estar ficando esclerosado vendo a Matrix em tudo porque os modêlos sugerem que a Matrix se revela em tôda parte.

Mas… e se não for coincidência? A Matrix se espalha no Universo como um fractal, e o que se formou acima do vulcão teria sido meramente mais uma ocorrência do fractal. Fui pêgo de surprêsa e não conseguí ainda raciocinar o que isto significa se não for coincidência. Se vulcões são mesmos os emissores da fórmula, da fôrça da Vida, será tanta essa fôrça que qualquer ação de um vulcão em qualquer lugar significará sempre mais uma tentativa de semear a semente da Vida?!

Mas ao menos mais uma vez um fato real se constitui em forte indicação que os detalhes dos modêlos teóricos tem fundamento: veja na foto abaixo tirada do mesmo vulcão a indicação que os magmas vulcanicos são energizados… e tenha idéia do que os cometas ativos levam em seus nucleos.

xxxx

Magma Energizado do Vulcão do Chile como Magma de Cometas dos Pulsares