Posts Tagged ‘Matrix/DNA’

Transformação evolucionaria do Átomo em DNA

quarta-feira, novembro 21st, 2018

xxxx

Acho que me pintou mais uma magistral descoberta… 

No átomo:

Um próton é constituído por dois up quark e um down quark

um nêutron é constituído por dois down quarks e um up quark

ok….

No DNA:

Um sugar matricial esquerdo é ligado com uma base com duas moléculas (dois up?) e mais outra base com uma só molécula (um down) totalizando três moléculas de bases;

… ele se conecta com um sugar matricial da direita que é também constituído por duas bases com três moléculas ( duas down e uma up?)

… desenhando isso teremos:

Evolutionary transformation from Atom to DNA

Evolutionary transformation from Atom to DNA

Evolutionary transformation from Atom to DNA

TUDO BATE !!!

Agora deu uma tremenda balançada em toda a teoria geral da Matrix/DNA…

Vou ter que repensar a Historia da Evolução Universal e acrescentar isso.

Ate agora estava claro como a formula veio de um sistema astronômico para se tornar DNA. Porem, agora, também é revelado que a mesma formula veio do átomo para se tornar DNA.

Espere ai… a mesma formula esta nas três arquiteturas. Pela logica, a evolução veio do átomo para a galaxia e desta para o DNA. Então seria obvio que o DNA fosse `a imagem e semelhança do átomo, mesmo que haja uma forma intermediaria entre os dois, pois e` a mesma linhagem evolutiva.

Mas vou ter que repensar tudo. Onde estão as semelhanças e diferenças entre o átomo e a formula como sistema astronômico fechado? Como foi essa evolução?

Quais são as novas implicações agora com isso no conhecimento do DNA, de seus componentes e conexões e funcionalidade como sistema?

E a Luz? Ela surgiu primeiro e primeiro formou o átomo, e dele passou para as outras duas. Como foi isso?

Observar e comparar as duas figuras lado a lado ( a do átomo com DNA) e a do espectro eletromagnético, tentando identificar qual quark e qual base corresponde a qual frequência da luz.

Depois por estas duas figuras mais ao lado a figura da formula no estado astronômico e refletir. Afinal em apenas três símbolos tenho a Historia do Universo.

xxxx

Postado no facebook em 11/21/18:

My God! Mais uma sensacional descoberta: O nosso DNA tem a mesma configuração atômica que o átomo tem como configuração de partículas!
Mas como e` que nunca ninguém viu isso?!!! Se esta tao obvio, na cara? Ah… sei… e` consequência de acreditarem que a Evolução Cosmológica esta separada da Evolução Biológica…
E` o mesmo caso da humanidade ter passado 40.000 anos sem ver que existe a evolução das especies porque acreditava que os animais são separados dos humanos. não adianta estar na cara para todo mundo ver, que os animais tem dois olhos, os humanos também; os animais tem duas orelhas, os humanos também; os animais tem pichulico e perereca, os humanos também!
– ” Não tem nada a ver… uma coisa com outra. Animais são animais e humanos são humanos. Animais e humanos foram criados diferentes desde o começo por Deus…”
Infelizmente não podemos rir disso. Pois como já estou cansado de mostrar evidencias, formulas, figuras, cálculos, que os átomos e as galaxias são tao nossos ancestrais como o são as bactérias e os macacos… os humanos, inclusive o reino do saber nas universidades e academias de Ciências, teimam em nem quererem pensar nisso, pois eles tem certeza absoluta que nada tem a ver… Por isso acreditam no acaso magico capaz de criar com uma sopa de ingredientes não orgânicos essa extraordinária engenharia em código que e` o DNA e depois os humanos. Pois se não viemos da evolução universal, tem-se que imaginar algo de onde viemos para satisfazer por ora nosso cerebrozinho, certo? E por isso, por esse desconhecimento, doenças milenares continuam com causas e mecanismos desconhecidos, torturando e matando milhões, bilhões, de humanos. Eu sozinho nada posso fazer, a não ser passar raiva…

Formula da Matrix/DNA na pratica (1)

sábado, novembro 10th, 2018

xxxx

https://www.facebook.com/197112874320533/videos/217883225576831/?t=2

Excelente oportunidade para uma atividade social e pesquisar a formula.

Frases para a Matrix/DNA

sábado, novembro 3rd, 2018

“Experience has shown, and a true philosophy will always show, that a vast, perhaps the larger, portion of truth arises from the seemingly irrelevant.” – Edgar Allan Poe

“A experiencia tem demonstrado, e a verdadeira filosofia sempre vai demonstrar, que uma vasta, talvez a maior, porcao da verdade surge do aparentemente irrelevante.”

Assim o homem descobriu a evolução, quando Darwin ficou 4 anos nas selvas estudando mínimas diferenças nos bicos dos pássaros, e quando o homem descobriu a macro-evolução universal quando Louis Morelli ficou sete anos na selva estudando como cada objeto esta conectado a seu especifico sistema natural.

So man discovered evolution when Darwin spent 4 years in the jungles studying minimal differences in the beaks of birds, and man discovered the universal macro-evolution when Louis Morelli spent seven years in the jungle studying how each object is connected to his specific natural system.

O beneficio das provas para a construcao de teorias

quinta-feira, novembro 1st, 2018

xxxx

A Matrix/DNA Theory foi construída obedecendo a fidelidade ‘a Natureza sob o rigor de apenas dar o passo seguinte se a conclusão anterior estava fundamentada em parâmetro real, natural, comprovadamente conhecido.

E Russell foi brilhante nesta intuição ( clique na imagem):

Quando a MatrixDNA Theory foi construida am cima de parametros reais

Por exemplo: a neurologia não provou que o cerebro é o criador unico e direto da consciencia. A antropologia não explicou e não provou ainda a transformação do macaco em homem com consciencia. Mas estas teorias são aceitas no meio acadêmico como verdades irrefutáveis.

Creio ser indiscutível – perante as evidencias – que o corpo humano tenha vindo do corpo do macaco. Mas não vejo processos naturais capazes de transformar um cerebro irracional em consciente. Nao vejo claro como um macaco da selva viria aprender a escrever, ler, construir computadores.

Talvez exista uma realidade paralela natural fazendo a funcao de software ao lado da realidade natural que faz a funcao de hardware. E que no cerebro humano o software pela primeira vez se expresse, assim como no individual a consciencia apenas se expressa aos 8 meses de idade. Uma consciencia que veio de fora do individuo, dos pais, e destes ninguem sabe de onde.

Assim, o corpo humano veio do macaco – é sensato dizer. Mas que o humano veio do macaco é temeroso dizer, pois o humano não é apenas corpo e sim, mais a consciencia. Nao existem provas cientificas para esta afirmação, e quando alguem a profere, é um ato de fé.

Por esta fé ser responsável pela manutenção e extensão do instinto predador na psique humana, e por este instinto ser o responsável pela inibição imposta aos de instinto de presa ‘a sua evolucao mental, ela é um dos grandes males da humanidade.

MeWe: post para nova tentativa da Matrix/DNA

sábado, outubro 27th, 2018

xxxx

Post inserido no chat em 10/27/18 as 5:20 am, do grupo philosophy1

https://mewe.com/join/philosophy1

https://mewe.com/group/5bbbdfe32ee15f0a6c2d0e46

Luis Morello – 10/18

Hy, philosophers. I am not a certified philosopher but 7 years living alone in Amazon jungle watching that weird world and asking questions to myself about the first cause of anything lead me to discovery a new world view, never imagined before. I am desperate looking for philosophers what they think about, I think it is all about naturalist philosophy, you will be facing questions and explanations nobody thought about. Humans have two meaning versions about life and Universe origins – the creationist and materialist – and mine is different, a third version. I am now American citizen but English is not my native language, so it will be difficult to talk here. I found a common formula at all natural systems – atoms, galaxies, light waves, cells, DNA, human body, human brain and now, consciousness. Evolution is an illusion, we are inside a universal genetic process of reproduction, the Matrix/DNA formula exists in non-living and living systems, connecting everything. It is now 50 years of hard and solitaire work accumulating facts as evidences and testing the whole theory, and each day I am more convinced this world view is more rational than any other. What do you think? We can talking here or I must stop now? Any contribution will be welcome. Thanks…

xxxxx

Waldemar M. Reis 10/27/18 as 5:15 pm

Really interesting! What’s your native language? How did you end-up in Amazon forest?

xxxxx

Luis Morello – 10/27/2018 as 10:41 pm

Waldemar M. Reis – ” Really interesting! What’s your native language? How did you end-up in Amazon forest?” – Hi, Reyes… native language is portuguese and I end-up in the jungle due an existential crisis – not finding my place in civilization. Also, it was due a existential question that arose at high school when the science teacher told about abiogenesis, evolution and Big Bang Theory and the school principal, which was a catholic priest came quick teaching the Bible theories. I thought that two world view were wrong and the best answer should be find in virgin Nature beginning the investigation with different methods. At that time I build a restaurant at a gold mine in the jungle, got a manager for taking care of it and sending my money to a village next my location for buying supplements. After two malarias and lots of suffering I was brain-washed from all scientific philosophers’ books had read before and the jungle furnished the content for to fit the brain with something again. It was a weird experience, I know, but the results are philosophically interesting, I think, and I need to face it with yours understanding, because I am still searching the truth.

xxxxx

Waldemar M. Reis 10/28/18

Great, @Luis Morello, I see we have a lot to talk about and an additional channel to do it. Do you have any online published material on your findings?

xxxx

Luis Morello – 10/28/18

Waldemar M. Reis – Great, I hope you keep interested because I need know what other mind think about this world view and I think that will be good for you because it suggests lots of new food for thought. I have difficult with computers because in the jungle there was no such thing so my website is technically poor, but in the home page there is a resumed introduction with drawings and formulas and I am posting everyday the evidences I am finding facing new scientific discoveries ( the posts are in portuguese, Artigos). I don’t know if I can give the address here. What do you think about this suggestion?: Humans has broken Universal History into two separated blocks (Cosmological and Biological Evolution) with no evolutionary link between them. Since there is no such separation, humans got a black hole between the two blocks, a big abism, in the way that biological systems (aka, life) can not be explained, and without a biological approach at cosmological evolution we are getting a very wrong interpretation of universe origins also. Since humans need answers, the hole is fitted with mysticism, so arises the creationist and the materialist mythos. Both beliefs are appeals to metaphysics. When you discover the evolutionary link in shape of the building block of astronomic systems, and you perceives that this link is exactly the fundamental building block of biological DNA, you have connected all natural systems in a unique evolutionary lineage, from the Big Bang to humans. It makes sense for you? I think no, right?

xxxx

Waldemar M. Reis

@Luis Morello, the idea that the Cosmos (Organized Whole) has a single principle is as persistent or close to this) in human existence as our consciousness, I believe.  The difficulty we have in this field is that we van’t agree upon this universal starting point. Let’s see, after being in contact with more from your material,  whether or not we finally ended this quest.

xxxx

Luis Morello 10/28/18 as 9:50 am

Waldemar M. Reis – I hope that our focus will be must about facts here and now, than talking about universe origins which is a far away issue, and we easily falls into metaphysical debate. I think the best practical utility for our life just now suggested by this world view is the new systemic thought to be added to the usual reductionist thought. There are lots of millenar diseases waiting for to be eliminated – like cancer, bad cholesterol, Alzheimer’s, et. – because the reductionist approach is not working, since they are produced by the body as a system. A big novelty from this world view is the universal natural formula of all systems – from atoms to humans bodies – a common pattern of a flow of energy/information running as a systemic circuity connecting all parts. The knowledge about natural system is stopped since  70 years ago when Mathematicians like Wienner and Rosenthal’s changed the investigation to artificial systems and cybernetics. The last big work about natural systems was done by Bertalanfy with his book “General System Theory” libe Sir Bacon did when compiled all known data at his time beginning the reductionist method. The problem that natural systems stopped at Bertalanffy was that he did not know what a natural system is, since that he did not know the formula for systems. The building block of DNA – two lateral base-pair of nucleotides – is a working system in itself modeled by the formula. So, while biologists does not know this, they can not understand genetics in full, so, the big genetic puzzles, like the causes of diseases will not be solved by this reductionist method. Ok, I am going away from the topic, sorry, but this is an argument for what can be more useful just now than astronomy and the Cosmos. Am I right?

 

xxxx

Matthew rapaport 10/27/18

@Luis Morello sounds like a version of a computer simulation. You might want to put this up in the group as a post and not in chat where subjects get all mixed up. Think about how best to express your theory and what evidence makes you think it works better than more conventional ideas.

xxxx

Aviso: postei um post aqui ( dia 10/27/18, mais ou menos as 4:00 pm) iniciando algo como ” No, it is not a computer simulation…” o qual provocou a resposta abaixo do Matthew, mas o post sumiu… será que foi deletado por alguém ou por mim?

xxxxx

Matthew rapaport 10/27/18

@Luis Morello this is a common claim, that aliens would see the world very differently than we. I’m not convinced that has to be true. Sure their physiology would be different, but that doesn’t mean their over all recognition of the “joints in reality” would be much different from ours.. Of course until we meet some aliens the jury will be out

xxxxx

Luis Morello – 10/27/18 as 9:40 pm

Matthew rapaport – Good point. We know that non-rational animals experiences the same “joints in reality” that rational humans are experiencing, I think that non-rational animals interpretations or “all recognition” are very different. It is enough to remember the difference when a species knows about DNA and other does not. So, my interpretation of the world and the way I am experiencing joint reality is based on the knowledge that the atoms composing everything here, and the astronomic system which created everything here and in which everything here is inside it – has another shape of biological DNA, which I called Matrix/DNA. The results is that I see the world (my body,the social systems, this planet, why we eat, etc.) very different than you see. It could not have very different world view from ours if our world view is almost the true, or the final true. But, if we are away off the beam ( and my world view is suggesting this is the case), it offers chances to thousands of other different world views. Am I wrong?

O Colapso do Intelligent Designer: Mas a Matrix/DNA pode levanta-los, mais curados, para trilhar caminhos supremos mais sabios

terça-feira, outubro 2nd, 2018

xxxx

Os tres fortes argumentos do Intelligent designer derrubados,

A estrategia dos criacionistas agora e’ a critical analyzes of evolution

Como as teorias cientificas do Big Bang, da abiogenesis e da evolucao, estao muito falhas e incompletas, Esse bombardeio critico em cima da Ciencia pode enfraquece-la, dando oportunidade ao ressuscitamento dos criacionistas entrando nas escolas.

A Cosmovisao da Matrix/DNA reforça e completa estas teorias cientificas, porem quando apontam para o processo de reproducao universal abrem caminho para o prévio design, e portanto para um proposito supremo na evolucao. Quando abre essa porta a teoria aponta para um gerador natural e consciente, o que pode ser do agrado de ateus/céticos/cientistas, mas tambem deixa a porta aberta para a possibilidade de uma divindade não-natural, nas diferentemente do criacionismo, uma divindade mais distante, muito maior e complexa.

https://www.youtube.com/watch?v=Ohd5uqzlwsU

Galaxia com gas da periferia colapsando para o nucleo, evidencia para os modelos da Matrix/DNA

domingo, setembro 30th, 2018

xxxx

https://en.wikipedia.org/wiki/Cyclic_group#/media/File:Hubble2005-01-barred-spiral-galaxy-NGC1300.jpg

Hubble2005-01-barred-spiral-galaxy-NGC1300.jpg

Barred spiral galaxy NGC 1300 photographed by Hubble telescope. In the core of the larger spiral structure of NGC 1300, the nucleus shows its own extraordinary and distinct “grand-design” spiral structure that is about 3,300 light-years (1 kiloparsec) long. Only galaxies with large-scale bars appear to have these grand-design inner disks — a spiral within a spiral. Models suggest that the gas in a bar can be funneled inwards, and then spiral into the center through the grand-design disk, where it can potentially fuel a central black hole. NGC 1300 is not known to have an active nucleus, however, indicating either that there is no black hole, or that it is not accreting matter. The image was constructed from exposures taken in September 2004 by the Advanced Camera for Surveys onboard Hubble in four filters. Starlight and dust are seen in blue, visible, and infrared light. Bright star clusters are highlighted in red by their associated emission from glowing hydrogen gas. Due to the galaxy’s large size, two adjacent pointings of the telescope were necessary to cover the extent of the spiral arms. The galaxy lies roughly 69 million light-years away (21 megaparsecs) in the direction of the constellation Eridanus.

xxxx

Pelos modelos teóricos da Matrix/DNA, os building blocks dos sistemas astronomicos, quando atingem a ultima metade da vida, tem sua periferia colapsando internamente na direcao do centro, ou nucleo. Como esta constatado nesta galáxia. Resta saber se:

  • as propriedades do building block se projetam como propriedades das galaxias. Provavelmente sim, haja visto que num caso similar, as propriedades da celula original se auto-projetam como propriedades do organismo.
  • Se esta galáxia e’ de primeira ou segunda geracao. Na segunda geracao o processo de formacao e’ diferente da primeira, assim como todas as celulas posteriores tiveram formacao por um processo diferente da celula original.
  • Se tem uma espiral dentro da outra pode ser uma extensão evolucionaria do aspecto também sugerido pelo modelos da formacao de particulas nas origens do Universo em que as particulas surgem como turbilhoes em dois grupos – um girando a direita e outro a esquerda – e com sua propagação se tornam dois vortices, um crescendo a partir de um ponto e o outro decrescendo a partir da aureola externa para se tornar um ponto. Assim, talvez esta galáxia seja resultado ou da fusão de duas galaxias ou ela esta sedimentando os dois tempos de formacao num so tempo.

Tipos de sistemas. Definições oficiais x definições da Matrix/DNA

quarta-feira, setembro 26th, 2018

xxxxxx

Fuente: https://www.tiposde.org/general/727-sistemas/#ixzz5SAz350su

Se entiende bajo el término sistema a un conjunto de elementos que están relacionadas entre sí para alcanzar algún determinado objetivo.

Matrix/DNA: Errado. Qual o objetivo a alcançar pelo sistema solar ? creio que o problema aqui é misturar sistema fechado com aberto. Apenas sistemas abertos tem objetivos futuros, alem do objetivo comum que e’ o de manter-se existente. Sistemas fechados, ou quase fechados, como o solar, não tem objetivos, a não ser o que define sua própria existência, que e’ “existir”.

 Pueden clasificarse tomando en cuenta diversos criterios, algunos de ellos son los siguientes:

– Según la relación que establecen con el médio ambiente:

Sistemas cerrados: se caracterizan por su hermetismo, que hace que no ocasionen ningún intercambio con el ambiente que se encuentra a su alrededor, por lo que no se ven afectados por el mismo.  Esto hace que tampoco los sistemas ejerzan influencia alguna en el medio ambiente que los rodea. Los sistemas cerrados entonces, se caracterizan por poseer un comportamiento totalmente programado y determinado y la materia y energía que intercambian con el ambiente que los rodea es mínima.

Matrix/DNA: Portanto, não existe, ou é impossível existir. Sistema fechado perfeito não faz intercambio algum, nem de matéria ou energia minima, se existisse seria um buraco negro no espaço e tempo, impenetrável, imperceptível. Temos a formula da Matrix/DNA para sistema fechado perfeito, mas ela não representa sistema nenhum existente, apenas é útil para revelar onde estão as imperfeições dos sistemas existentes. Segundo nossos cálculos, se a massa, ou matéria universal, conseguisse ser totalmente dominante sobre a energia e a luz, ela tenderia ao completo equilíbrio termodinâmico, e se tendo partes internas, ela se acomodaria nisto que seria um sistema fechado completo. Quando a matéria se sobrepujou como dominante na forma de sistemas estelares, tentou se fechar por completo e gerou o building block das galaxias, o qual, na impossibilidade da energia interna ser totalmente dominada e tornar-se estaticamente eterno, desenvolveu  auto-reciclagem, o qual enganaria a morte por toda eternidade. Mas mesmo assim provou ser impossível existir infinitamente porque a Natureza Universal não o permite e aciona a Lei de Clausius, a segunda lei da termodinâmica, que faz com que o sistema não pereça ou diminua sua quantidade, porem, diminua sua qualidade, até seu desfazimento.

Exemplo: Sistemas solar e galáctico, quase fechados.

Sistemas abiertos: estos sí establecen intercambios con el medio ambiente que los rodea. Para lograr esto se valen de salidas y entradas por medio de las que intercambian, de manera constante, energía y materia con el medio ambiente. Este vínculo que se establece hace que los sistemas abiertos deban ser sumamente adaptativos a las cualidades del ambiente del cual dependen, sino es así, no logran la supervivencia. Esta dependencia con lo ajeno hace que no puedan existir de forma aislada y que deban adaptarse por medio de la organización y del aprendizaje a los cambios externos.

Matrix/DNA: Correto.

Exemplo: sistemas biológicos 

– Según su constitución:

Sistemas conceptuales: están constituidos por conceptos que son ajenos a la realidad y que resultan meramente abstractos.

Exemplo: sistemas religiosos

Sistemas físicos: los elementos que los componen, en cambio, son concretos y palpables, es decir que se los puede captar por medio del tacto.

Exemplo: sistema ecológico, ou biosfera terrestre

– Según su origen:

Sistemas artificiales: se caracterizan por ser producto de la creación humana, por lo que dependen de la presencia de otros para poder existir.

Exemplo: automóvel, navio

Sistemas naturales: estos en cambio, no dependen de la mano de obra del hombre para originarse.

Matrix/DNA: Errado. Nenhum sistema natural origina-se, por si próprio. Sistemas vem de outros sistemas. E não existem “sistemas naturais”. Existe apenas um sistema natural universal, o qual vem desde o Big Bang se transformando. Então o que existem são diferenciadas formas do sistema natural universal. E o primeiro sistema a existir, a primeira forma manifestada nesta Natureza, deste sistema universal foi uma onda de luz original, a qual não se sabe se veio de fonte natural ou não.

Exemplo: um átomo, um canguru.

– Según su movimiento:

Sistemas dinámicos: estos sistemas se caracterizan por presentar movimiento.

Sistemas estáticos: como su nombre indica, carecen de movimiento alguno.

Matrix/DNA – Isto não faz sentido. O problema é que os autores oficiais nunca apresentaram a mim um exemplo qualquer. Um sistema estático, seja natural ou mesmo artificial, seria um cadáver, um morto, não mais um sistema. talvez devêssemos considerar o vírus em estado potencial latente. Mas, segundo nossa definição, sistema tem que ser uma arquitetura completa e funcional, contendo as funções sistêmicas universais. No vírus, parece faltar uma parte, que ele obtém ao ser injetado ou se injetar numa célula. Apenas então pode ser visto como sistema.

Mas se um vírus pode, por si só, quando fora da célula e portanto não vivo, se “injetar”, isso significa que algo nele esta funcionando. Pois como ele perceberia a presença de uma célula. Portanto, em primeira mão, nos parece que é a célula que convida o vírus, lançando um estimulo que o desperta, o liga como numa tomada de parede. Como um estimulo sexual pode despertar um pênis adormecido. Restaria digerir esta informação de como e porque uma célula convida um assassino ou se oferece a ser assassinada.

Talvez o ancestral da célula explique isso. Nele, quem faz a função de sinal movente é o cometa, o qual se move não por algum movimento interno mas sim levado pela dinâmica do sistema onde ele existe. Acontece que o sistema envolvente sempre o leva a penetrar o núcleo do building block, sem que o núcleo seja o autor do estimulo dinamizador. Estaria explicado como vírus e célula se tocam. E’ ao se tocarem que o vírus desperta mesmo sem ser um sistema. Isto acontece – como analogia – quando uma semente é introduzida no solo e tocada pela água. Esta faz a semente inchar, e a água leva para dentro alguns nutrientes e mais os fótons da energia solar…? O que então despertaria o germe adormecido.

Mas no toque, não acredito que a célula injete algo dentro do vírus. Ficamos sem uma conclusão, infelizmente, porque desvendar o que ocorre na relacao entre vírus e célula é para nos uma questão de vida ou morte.

Exemplo: ? 

– Según la complejidad de los elementos que los conforman:

Sistemas complejos: se caracterizan por estar compuestos por una serie de subsistemas, lo que vuelve difícil la tarea de identificar los distintos elementos que los componen.

Exemplo: o corpo humano

Sistemas simples: a diferencia de los anteriores, éstos no cuentan con subsistemas, lo que permite identificar fácilmente a los elementos constitutivos de los mismos.

Exemplo: Poderíamos indicar os átomos, que são os sistemas mais simples conhecidos, porem, mesmo assim ainda nos falta esclarecer se as super-partículas já não eram sistemas, formados de partes, as quais seriam os quarks, etc. para nos o único sistema simples no sentido que não possui nenhum subsistema, é a onda de luz.

– Según su naturaleza:

Sistemas inertes: carece de vida alguna.

Matrix/DNA: Bem… aqui entramos na velha questão… o que os humanos definem por “vida”? Se átomos e galaxias são ancestrais dos sistemas biológicos, expressam algumas propriedades dos sistemas biológicos, qual a diferença, porque uns são vivos e outros não? Eu estou esperando um exemplo de sistema inerte, que não seja um morto ou um carro desligado, os quais, neste estado não são sistemas.

Sistemas vivos: estos, en cambio, si poseen vida.

Fuente: https://www.tiposde.org/general/727-sistemas/#ixzz5SAz350su

A Matrix/DNA é atéia? Qual o tipo de Deus deduzido da Filosofia Naturalista?

quinta-feira, setembro 20th, 2018

xxxx

Não. Ateu é o individuo que entra na imaginaria metafisica para dizer que lá não existe Deus. A Matrix/DNA lida apenas com fenômenos e eventos naturais, e perseguindo estes ela chega ate’ as ultimas fronteiras do Universo, o tempo vai até o instante do Big Bang, mas sempre para ai’, e dai’ retorna, revendo o que viu. Então ela não poderia ser deísta – do tipo de deísmo sugerido pela Bíblia – porque em toda essa caminhada ela nunca viu nada metafisico, nenhum Deus sobrenatural. Inclusive acho um contra-senso os deístas imaginarem que exista um Deus “que não é deste mundo”, que é “espirito”, um ser sobrenatural, que faça magicas fazendo coisas aparecerem do nada. Um deus desse tipo seria inútil para humanos. A forma de funcionar sua consciência, sua inteligencia, seus pensamentos, seriam totalmente diferentes dos pensamentos, sentimentos, desejos e emoções dos humanos. Se para um humano é insuportável assistir uma fera predadora comendo uma ovelha viva, para esse deus isso ignorável, sem importância.  Esse deus teria que se vestir de natural quando quisesse se relacionar com humanos, viver no meio de humanos, assistir e interferir na vida de humanos. Teria que comunicar-se nos idiomas dos humanos e ter a voz captável pelos ouvidos humanos. Mas ele não precisa disso, pelo mesmo motivo que a mãe gravida não se comunica com os genes que constroem seu filho. Basta ele ter a certeza que de uma maneira ou outra os genes construirão seu filho e perfeito.

Mesmo que esse Deus fosse metafisico – para entender e se envolver na vida humana, ele não pode ser metafisico. E aqui então, apenas aqui, a Matrix/DNA, tem a sensação, durante sua caminhada, e na analise do que vê, que exista ao menos um deus. Mas é um deus natural, que gera filhos e não cria do Nada. Que gera pelo mesmo processo genético. Que só recebe o nome de deus porque não tem outro nome adequando para algo natural que já existia desde antes do Big Bang, que deflagrou o Big Bang num mero ato de fecundação como meus pais deflagraram o microscópico big bang ao romper da membrana de um espermatozoide no centro do ovulo e deu inicio ao meu corpo num ato de fecundação.

Que só recebe esse nome porque em toda essa caminhada se sentiu uma estrela sempre indicando o norte, e quando chegamos na ultima fronteira, a estrela continua lá, indicando o norte, o mesmo caminho natural. Com esse deus natural ainda seria quase impossível a nos comunicar-mos, pois o resultado aprendido na caminhada indica que esse deus, é hermafrodita, está gravida, e nem uma mãe nem um pai pode se comunicar com os genes que constroem o embrião de seu filho. Talvez a oração fervorosa, de um tipo realmente emocional, especial, seja captada e ouvida e até atendida pelo pai e a mãe, porque ela pode funcionar como quando o embrião chuta a barriga, reclamando que algo vai mal.

A Matrix/DNA nunca se esquece, nos seus estudos, de seu Deus. Porque ela nunca se esquece da Natureza em sua totalidade atuando sobre o minusculo objeto que ela estuda, e isto é seu Deus. Mas ela nunca percebeu nenhuma força atuando nos fenômenos e eventos que não tenha sido detectada como natural, e nunca vê deus influenciando no objeto e nos eventos ao redor dos objetos, então, porque se preocupar ou ocupar-se com sua existência? Basta ‘a Matrix/DNA que ela procura aprender tudo e agir correto para contribuir com o processo da embriogênese, ou seja, com a evolução natural. Alias, em algum lugar foi escrito: ” Se queres conhecer a Mim, se queres saber como penso, observe e estude a Minha Obra!” Todo artista se revela em sua obra. E qual o elo entre um deus, mesmo que fosse metafisico, e o homem? Senão a Natureza?

Porem, não se deve esquecer que a biosfera terrestre, e mesmo esse sistema solar, são partes da natureza mais imediatas e próximas a nos, ao alcance do nosso tato e visão. Mas a Natureza é universal, é o Universo, e este – as fotos do Hubble estão avisando – é de uma dimensão estonteante, parece não ter fim. O ambiente e essa biosfera que nos cerca está em estado de caos, o que é apenas 33% da Natureza, ou de um ciclo da evolução. Depois de conhecido este estado de caos pelo qual nossos corpos físicos foram criados, vem o estado da ordem, já vislumbrado ao se levantar os olhos e ver a perfeita sincronia da mecânica do sistema solar. Para entende-lo temos que superar o pensamento reducionista e entrar no pensamento sistêmico. Mas mesmo depois do estado da ordem ainda temos apenas 66% da Natureza Universal. Os outros 34% por cento vem da comparação entre caos e ordem, de onde emerge seu nome, a SABEDORIA.

Se a Matrix/DNA tem o desejo e a necessidade de ser eterna, infinita, de não morrer com tão pouca vida, ela não precisa de um deus sobrenatural para lhe dizer que ela tem uma essência infinita. Ela aprendeu que todo sistema natural é composto de hardware e software, que sua mente, ou auto-consciência, e o software em seu cérebro. E ela sabe que a copia do cérebro, chamado de computador, tem suas gerações e mais gerações de hardwares abandonados, desaparecidos. Ela sabe que uma copia de um software foi inserida em uma unidade do hardware, que essa copia de software se foi quando o hardware se foi.  Mas ela sabe também que o verdadeiro software nunca foi totalmente colocado num computador. Em cada unidade, em cada geração, o software emitiu uma copia e a destacou para tal lugar, para tal unidade, para executar sua função. Quando aquela copia se vai com o hardware, a função executada, os obstáculos enfrentados, a aprendizagem adquirida, tudo isso é incorporado ao software total que de longe observou.

Assim como o DNA primordial teve trilhões de copias materiais divisíveis e todas morreram ou estão para morrer, mas o DNA primordial continua vivo, apenas evoluiu nestes 3,5 bilhões de anos. Como?  Porque?  Ora porque DNA visível é hardware, mas ele apenas funciona sob um comando de instruções, o qual é invisível, é o seu software, o seu projeto primordial que mais tarde se tornara mente no cérebro e auto-consciência da luz. Um software que não é apenas DNA, mas sim uma Matrix que apenas aqui neste Universo já conta 13,8 bilhões de anos e nunca morreu. E como tudo indica, esse software já tinha muito mais de 13,8 bilhões de anos quando se inseriu aqui.

Em certo momento de sua investigação, a Matrix/DNA flagrou o instante em que o software vem do espaço sideral e se insere num hardware. Foi quando a semente da galaxia chegou a Terra e gerou esta Vida. Nesse flagrante a Matrix descobriu  muito rapidamente, num relance, qual a substancia do software: fótons. Fótons vieram da luz primordial, a 13,8 bilhões de anos atras. Então a Matrix aprendeu que este software entra e sai de corpos hardwares a todo momento, ele continua inteiro, vivo, evoluindo, crescendo. Ele entrou no meu cérebro, ele vai sair, e vai para outro hardware. Isso é o que me interessava saber. Estou realizado.

” No principio, tudo era escuridão, e então a luz surgiu. E dessa luz tudo o mais foi feito”. Se existe deus, de qualquer forma, seus bracos e suas mãos que criam coisas são de luz. Ou a luz é a sua ferramenta. Na luz, todas as informações podem ser gravadas, e como a onda de luz funciona pelo ciclo vital, as informações se tornam vivas.

Todo galho pensa que é a arvore. Mas seus suportes e seus alimentos químicos vem do tronco de uma arvore. A arvore verdadeira tem suas raízes ocultas em algo que o galho nunca conheceu, o solo da Terra. Jamais um galho vai conseguir se agir e se entender como uma arvore. Quanto ‘a arvore, apenas emite cílios, extensões, para realizar certas tarefas, como captar mais luz do sol, etc.. Perdendo um galho, apodrecendo um galho, a arvore continua.

A ideia mais próxima do conhecimento humano que uso como analogia para explicar o que é a mente de um humano é a do lago de água produzindo bolhas contendo água em forma de vapor que sobem, flutuam, e voltam a cair no lago desfazendo-se, seus conteúdo de água misturando-se na água do lago, retornando ao lugar de onde veio. A bolha também pode ser chamada de ego humano, enquanto ela flutua separada do lago. O ego é descartável, o conteúdo da bolha, a auto-consciência, é eterna, volta porque pertence ao lago, o alicerce sempre solido. Mas na verdade não deve e não pode existir nada que possa ser conhecido pelo cérebro humano que sirva de analogia exata ao que seja auto-consciência e o mundo a qual ela pertence. O cérebro humano e o ego não teriam capacidade para processar tal informação.

Sabemos que o Windows existe em cada computador que compramos e jogamos fora, mas sabemos que o Windows continua numa mente fora do computador, na mente do Bill Gates, do pessoal da Microsoft, e continuará na mente humana depois que o Bill Gates morrer.

Agora, como entender que o EU, o EU que é software, não é apenas a copia no meu corpo, e sim algo muito maior que está fora e alem do meu corpo, que quando meu corpo hardware se for, o Eu continuará sendo o mesmo software que terá evoluído, crescido, um pouco mais, eu concordo que é difícil entender isto. Pois a mente do Bill Gates não está dentro do meu computador, aqui só está uma criacão, uma emissão produzida por ela. O Bill Gates não tem a menor idéia da existência deste computador ‘a minha frente. Então como o Eu tem ideia, sabe da existência do meu corpo? Ora, nem precisa saber. Ele só utiliza daqui os efeitos, os resultados, os obstáculos reclamados, para ele aprimorar-se.

Eu não vejo a mente do Bill Gates. Mas nem por isso eu a classifico como metafisica, ou como de outro mundo. Sei que ela existe aqui, agora, e em outros lugares. Por eu não ter acesso a essa mente, não vou nem tentar entende-la na sua substancia, na sua razão de existência, não adiantaria, eu nunca conseguiria. Assim acontece com Eu. Eu não existo aqui neste corpo, este corpo não sabe e não pode dizer o que é o Eu. Não tem capacidade para processar esta informação. A sede do software total, original, real, é onde existe o Eu. Não a copia. O resultado da existência do meu corpo não será inutilizado, ele será absorvido pelo Eu. Ele será sacramentado, entrará no tronco da arvore da evolução, ficará ali registrado para toda eternidade, como base do EU que não é apenas a arvore total, mas a forma transcendental em que ela estará se transformando na sua transcendência.

Talvez o Eu não seja material, não seja natural, talvez seja metafisico. De que me valeria saber isso agora? Nada, ou melhor, só atrapalharia, pois imediatamente eu deixaria de agir naturalmente, a copia do software num computador começaria a dar pane, fazer tudo errado. A copia tem que agir como copia, esta sua função, não querer ser o original. Como disse Don Juan a Carlos Castaneda: ” Estás na Terra como homem, então atue, exista, como homem”.

A copia é a imagem no espelho quando o original mira-se a si mesmo. O espelho se quebra, a copia, a imagem se vai, o original em nada será afetado por isso. A imagem do espelho não pode sair do espelho para ver o mundo do original. Por isso a ultima fronteira do Universo material é – para a Matrix/DNA – o bate-e-volta: dali não posso e nem quero passar agora. Deixei muitos problemas urgentes a serem resolvidos antes.

Os turbilhoes na superfície de Júpiter: Previsão correta e mais uma evidencia para a Matrix/DNA Theory

domingo, setembro 2nd, 2018

xxxxx

Intricate swirls in Jupiter's volatile northern hemisphere are captured in this image from NASA's Juno spacecraft. Bursts of scattered bright-white 'pop-up' clouds appear with some visibly casting shadows on the neighboring cloud layers beneath them.

Aqui estamos realmente assistindo a formação de um pulsar e posteriormente, de uma supernova… segundo meus modelos teóricos compondo a Matrix/DNA Theory. De dentro para fora cresce um germe de estrela, comendo o que resta de nutrientes nas camadas externas através das reações nucleares e a pressão gerada produz gigantescos vulcões com estes turbilhoes na superfície. Quanto mais os nutrientes pesados são processados, maior e mais leve Júpiter fica, e esta leveza o livra da força magnética do núcleo solar ate que ele um dia saia do sistema e vá brilhar como mais uma estrela. Os acadêmicos se riem e acham estranho que eu use metáforas do mundo vivo para descrever fenômenos astronômicos porque eles são misticos duvidando que a Vida foi criada por e dentro de sistemas astronômicos que seriam – segundo eles – não-vivos e por isso precisam de assombrações como o Acaso Magico para explicar origens espontâneas de astros e da vida, o que e’ um absurdo. O tempo com mais informações, sera o juiz de quem esta certo ou errado.