Posts Tagged ‘mente’

Idéia: As doenças sistêmicas não poderiam ter como causa a atemporalidade da network fotônica?

quarta-feira, agosto 29th, 2018

xxxx

Num dos últimos artigos aqui, cheguei a uma conclusão de que a mente não reconhece tempo e espaço, ela não tem lugar no espaço nem nas idades. Seria atemporal. Em outros artigos cheguei a conclusão que a mente nada mais é que uma nova forma do sistema universal. E antes tinha chegado a conclusão que a formula para sistema universal surgiu na forma de luz. O copo humano é um sistema, formado de ossos, órgãos, etc. Tudo isto se refere a espaço, ocupam um lugar no espaço. Mas o corpo humano é também outro sistema em relacao ao tempo: se alinhar-mos todas as formas diferentes do corpo na mesma sequencia etária, acabamos por obter a mesma formula para sistemas.

Alem disso, alongo tempo minhas formulas e modelos vem sugerindo que as doenças mortais milenares, como câncer, diabetes, tem causas não localizadas, mas sim resultantes de mal funcionamento do sistema.

Ora isto pode significar que os genes ou outros elementos no corpo que estão inertes, ou em estado potencial apenas, porque vão atuar em formas mais avançadas na idade, podem retroagir entrando em atividade numa forma precoce. Isto causaria enorme distúrbio no sistema. Doenças…

Fica aqui registrada esta ideia maluca repentina porque tem nexo, para refletir nela com mais tempo…

Por exemplo, uma criança ou jovem pode estar tendo algum comportamento errado em relacao a forma que lhe esta definida no futuro quando for adulto ou idoso…

“Stand Out of Our Light” – Livro para libertar a mente humana dos “zumbis internetianos”

sábado, agosto 25th, 2018

xxxx

Quando o Google, o Facebook, o Whats’up aponta seus supercomputadores na sua direcao eles dizem: “Xeque-mate!”
E você não se dá conta disso. Eles se apossaram da sua alma. E’ o mesmo poder da Bíblia e todas suas igrejas amortecendo a Razão para condicionar escravizando as mentes das presas para viverem na Matrix criada pelos grandes predadores. Saia de casa, caminhe resistindo a olhar o celular, pois o objetivo profundo e invisível por trás destes supercomputadores e’ o de levá-lo de volta ao Paraíso do Eden, de onde você já foi expulso uma vez para ter mais uma oportunidade para se corrigir e fazer o que o Universo espera de você.
Seu corpo foi criado por esta perfeita e automática máquina ‘a sua volta, da qual este planeta e’ apenas mais uma peça, a qual era o paraíso termodinâmico para a matéria que ainda rege seu corpo, ali estavam aprisionados seus ancestrais, aos quais os misticos, ao verem flashes destas imagens em sua memoria, chamaram de Adão e Eva. A nossa genética física veio dessa maquina celeste e ao estar tentando se reproduzir através de nos, ela esta recriando o falso e terrível paraíso dos estúpidos sem mente.
Mas você não e’ apenas corpo material, você recebeu do além desta galaxia a semente da consciência cósmica, a esta sim, você deve ser acessível, deve abraçar como sua causa, pois nesta esta’ o seu destino divino.
Veja neste artigo do New York Times como isso funciona:
Os criadores destas super-companhias de tecnologia computadorizada se reuniram e um deles perguntou: “Ok, conduzimos o consciente da humanidade para onde queríamos, hoje basta mandar fazer qualquer coisa, comprarem uma marca, ou irem para as ruas derrubar governos, e fazem. Mas pergunto: quem de vocês realmente vai gostar do mundo que criamos… que levante a mão, por favor…”
Ninguém levantou. Criaram a Matrix sem perceber o que estavam fazendo, quem na verdade os estava dirigindo a criarem isso. Ora esse mundo já foi imitado ou imposto aos insetos como formigas e abelhas, com suas sociedades automaticamente mecanicistas, mas insetos não tem consciência, nem inteligencia, você não e’ inseto, não vá cair nessa fria.
E agora os antigos empregados-gênios do Google estão se reunindo para tentar destruir o que fizeram. E’ o principio da autocura natural no seu último esforço de nos salvar do terrível destino naquele falso animalesco e robótico paraíso, como seres estúpidos, sem mente. Esforce-se, ajude a causa, se não cairmos a segunda Queda, se vencer-mos o complexo de Adão e Eva, daremos o salto para o verdadeiro e supremo paraíso divino além destas galáxias-máquinas.

xxxxxx

Finding It Hard to Focus? Maybe It’s Not Your Fault

The rise of the new “attention economy.”

xxxx
Ver, ler, livro:

“The liberation of human attention may be the defining moral and political struggle of our time,” writes James Williams, a technologist turned philosopher and the author of a new book, “Stand Out of Our Light.”

Novas teorias da Mente: “The Passive frame Theory” e ” A Theory of Unconscious Thought”

terça-feira, agosto 7th, 2018

xxxxx

Quem sou mais Eu: o o fantasma invisível ou o visivel e materializado corpo?

Quem sou mais Eu: o fantasma invisível ou o visivel e materializado corpo?

A New Theory Suggests All Conscious Thoughts And Decisons Are Actually Made By Your Unsconsious

https://www.riseearth.com/2015/07/a-new-theory-suggests-all-conscious.html

The “Passive Frame Theory.”

Morsella suggests that the conscious does not do nearly as much as we thought. In fact, conscious thought is just a small fraction of what is happening in the brain. Instead, it is the unconscious that is doing everything for us, and we are completely unaware of it.

xxxx

A Theory of Unconscious Thought

https://www.researchgate.net/publication/263333942_A_Theory_of_Unconscious_Thought

( Requerido Full text e dito que receberei por e-mail: Contact details successfully shared – Well notify you at austriak727@hotmail.com when the authors provide the full-text. – pedido em 06/08/18)

We present a theory about human thought named the unconscious-thought theory (UTT). The theory is applicable to decision making, impression formation, attitude formation and change, problem solving, and creativity. It distinguishes between two modes of thought: unconscious and conscious. Unconscious thought and conscious thought have different characteristics, and these different characteristics make each mode preferable under different circumstances. For instance, contrary to popular belief, decisions about simple issues can be better tackled by conscious thought, whereas decisions about complex matters can be better approached with unconscious thought. The relations between the theory and decision strategies, and between the theory and intuition, are discussed. We end by discussing caveats and future directions. © 2006 Association for Psychological Science.
A Theory of Unconscious Thought | Request PDF. Available from: https://www.researchgate.net/publication/263333942_A_Theory_of_Unconscious_Thought [accessed Aug 06 2018].

 

Jornal da Teoria do Comportamento Social – Teorias da Mente

segunda-feira, agosto 6th, 2018

xxxxz

Journal for the Theory of Social Behaviour

https://www.researchgate.net/journal/0021-8308_Journal_for_the_Theory_of_Social_Behaviour

Truly interdisciplinary the Journal for the Theory of Social Behaviour publishes original theoretical and methodological articles that examine the links between social structures and human agency embedded in behavioural practices. Journal for the Theory of Social Behaviour is a high quality journal now in its fourth decade. The accessibility of content is an editorial priority and its literate and engaging style is acclaimed by readers world-wide in the fields of psychology sociology and philosophy.

Mente, autoconciencia: Interessantes abordagens

sábado, agosto 4th, 2018

xxxx

Nos comentarios do video ( os quais devem ser relidos) tem um interessante copiado abaixo:

https://www.youtube.com/watch?v=MuamjAyO1Vw

Electro-Cute 1 week ago – MJ ENERGY –

That is like with anything. You can’t observe causation, only correlation. What a materialist thinks is that the causation exists. The most fascinating part is not the mind it self. What is most fascinating is the consciousness. Is it the system in it self that is the consciousness? What stops our consciousness from leaking out of our mind? Why do we only experience our own mind and body and not the world around us? We have no scientific concept of consciousness. Anyway, science does not take away the amazingess of the mind.
The mind use to be defined with simple and dull concepts like soul or an ether. but the more we learn about the mind the more amazing it gets. If you want to introduce concepts like ether or stuff like that then you have to explain what that ether is in a meaningful way. Otherwise you have just said a word and are still as ignorant as before. It is okay to be ignorant. To fear ignorance and to lie to your self is only harmful to your self. When we talk about neurons and stuff like that we aren’t saying that there isn’t anything beyond that. Such discovery would just be very exciting. The difference is that we take our time and patience as scientists to make sure that our understanding is the best it can be.
When it comes to what we feel than most studies in to this shows that our brain works faster than our consciousness. It naturally takes 0.25 seconds for the mind to react to visual stimuli. But it takes far less time for your brain to handle that visual stimuli. When you are using your imagination then you are using your memory. The memory is stored signals similar that you have observed. There is fundamentally no difference between the signals sent from your memory and the signals sent from your senses except for the information that is sent by those signals.

Porque a diferente interpretação do mundo – Matrix/DNA – e’ necessariamente pratica

sábado, dezembro 16th, 2017

xxxx

( Artigo inacabado faltando ver o nome da molécula em portugues)

Um exemplo de como uma diferente interpretação dos fenômenos naturais – em relação `a interpretação acadêmica oficial, dita “científica”, pode atuar na pratica:

As várias áreas de estudos do cérebro e seus produtos, como os pensamentos, notadamente a neurologia e a psicologia academicas, estão cada vez mais se baseando na teoria de que o pensamento humano, que pode receber os nomes abrangentes de “mente” ou “consciência” sao produtos genuínos e diretos da evolução do cérebro. vai totalmente contra a ideia cartesiana de mente separada do cerebro. Por consequencia, todos recursos cientificos estao dirigidos a busca de mais dados restritos e limitados a este paradigma, seja na pesquisa sobre doenças mentais, na computação em busca da inteligência artificial, etc.

Por outro lado, a minha diferente teoria – ou diferente interpretação geral dos fenômenos naturais – faz as mesmas pesquisas mas baseada num diferente paradigma. Neste o cerebro e’ visto como hardware e a mente, ou conciencia, com o software. Esta dupla existiria em todos os sistemas naturais  como os anteriores `a existencia dos seres vivos, porem, nos nao vivos, o software e’ entendido como a simples entidade sistemica que regula internamente homeostase e demais fenômenos termodinâmicos. Ora, o hardware nao produz seu software, e apesar de possivel, tambem aparentemente o software nao produz seu hardware. O que existe e’ um processo paralelo evolutivo dos dois, em que um avança mais que o outro produzindo informações que serão absorvidas pelo outro que ao seu ver dara um passo a frente exigindo nova evolução do primeiro. Um longo processo de feed-back.

Não vou aqui citar as dezenas de analogias com fenômenos reais naturais e nem a s milhares de evidências ja reunidas para esta teoria e amplamente divulgadas no website. mas vou rapidamente mencionar um objeto de pesquisa agora que e’ intuído pela minha teoria mas nunca o será pela teoria acadêmica.

Trata-se da atuação na célula de uma molécula denominada ( …..). Esta evidente que esta molecula esta sendo formada e dirigida por alguma força a nível da totalidade do sistema, que nao pode estar resumida e ser emitida por apenas uma das partes do sistema. Esta molécula esta sendo o instrumento fisico adequado ao meio celular para executar funções intermediárias entre esta força sistêmica e as proteínas. Na minha teoria esta força sistêmica e’ definida como entidade abstrata dentro do sistema cujo outro nome e’ software. Se o conjunto cerebro-mente for realmente uma analogia ao conjunto computacional hardware-software, a mente será uma força que atua sobre a matéria física do corpo através de um instrumento intermediario, o qual corresponderia a esta molecula no caso celular. A partir desta possibilidade, passamos a procurar no cerebro quem seria este instrumento.

Enquanto isso, a teoria acadêmica baseada na visão diferente jamais terá qualquer razão para pensar num instrumento intermediário e portanto jamais o irá procurá-lo enquanto permanecer neste paradigma.

Tudo bem, ninguem tem provas definitivas de quem está certo ou errado. Mas se eu estiver certo, e se tiver as condições e recursos necessários experimentais, eu ou a quem herdar esta cosmovisão poderá um dia fornecer `as ciencias academicas o que ela necessita para seu grande salto evolucionário na solução de apenas algumas destas doenças mentais a milhares de anos vem torturando humanos sem que se tenha encontrado soluções em nenhum paradigma.

 

Relações “mente x cérebro” e “software x hardware”

sábado, maio 20th, 2017

xxxx

O texto abaixo é de um comentário postado na Internet. Alguns pontos estão relacionados com a sugestão da Matrix/DNA, como por exemplo, a sugestão de que existe um processo de feed-back evolucionário entre software e hardware. O autor relata que a mente ( o software), pode mudar a estrutura do cérebro ( o hardware), mesmo enquanto um cérebro existe… o que não foi sugerido pela Matrix/DNA. Vejamos o comentário e uma interessante resposta a ele:

” No computador, a programação está representada em estados elétricos, na mente, a memória é representada de forma simbólica, e está armazenada nas sinapses, as conexões entre os neurônios.

Só que, diferente de um computador, no cérebro a programação (que é em parte introduzida via interação social, parte já vem “pronta”, como os instintos de sobrevivência) altera a própria estrutura do cérebro. Experiências traumáticas deixam marcas indeléveis no cérebro, marcas que se traduzem em traumas e fobias.

No momento que a pessoa morre, a sua consciência se desfaz, à medida que as sinapses vão se desfazendo e os neurônios vão morrendo. Por isto um acidente que resulte em asfixia pode causar traumas tão sérios no cérebro. Também aneurismas costumam comprometer regiões do cérebro resultando em perda de memórias e perda de habilidades, que tem que ser reaprendidas (a pessoa passa a treinar outras regiões do cérebros para fazer aquela atividade que era responsabilidade da região perdida).

Não tem computador no mundo que funcione desta forma. Você pode, por exemplo, copiar a memória de um computador em outro computador, e os dois terem a partir daquele momento exatamente o mesmo conteúdo, mas como é que você vai copiar a matriz de sinapses de um cérebro em outro? Por isto também não tem como fazer a transferência de mente de um corpo para outro sem que se faça a transferência de todo o sistema neurológico (tronco cerebral completo).”

Resposta de outro comentador:

” O computador realmente não tem memória, mas assim como o cérebro, retém cargas elétricas armazenadas para indicar uma atividade. Essas cargas em forma de ponto dependem extremamente do sistema e sem este nada é.
Por favor, qualquer um que entenda informática sabe que o pc reproduz imagem e video mas não os vê, reproduz música, mas não a escuta. Da mesma forma armazena dados como se tivesse memória própria, mas não lembra de nada!”

E outro comentario:

Para melhor explicar o que penso, vou fazer uma analogia.
Vamos tomar como exemplo um PC e vamos considerar que o cérebro do PC é o processador. O processador é responsável por todas as atividades do computador e tem uma memória responsável para efetuar tarefas repetitivas. Porém não tem inteligência para escrever um texto, desenhar uma figura ou efetuar cálculos necessários para a construção de um prédio por exemplo. Todavia, o dono do computador, que está fora dele, e que consideraremos como a Consciência, resolve instalar um programa chamado Office para escrever textos e que pode ser considerado como um atributo inteligente. Assim, essa Consciência, mesmo estando fora do computador e do processador interfere nele integralmente. Depois de alguns textos escritos, o processador já saberá como se comportar e vai repetir automáticamente as tarefas de abrir o editor, escrever o texto e salvar o arquivo, mas não terá a menor noção da importância do conteúdo do texto. Quem vai ter essa noção é o dono do computador que está fora dele, ou seja, a Consciência do computador. O processador do computador poderá com o tempo apresentar defeitos o que impossibilitará a Consciência (o dono) de utilizar o computador. Da mesma forma, o nosso cérebro desempenha funções meramente automáticas e repetitivas, absorve atributos inteligentes e utiliza-os repetindo as mesmas funções automáticamente. Só a Consciência que está fora do corpo e do cérebro é capaz de fazer uso inteligente desses conteúdos. Se nosso cérebro apresentar defeitos quer por desgaste quer por uso de drogas, a Consciência não poderá mais interagir com ele.

A Cultura Predadora Esta’ Na Psique que Produz o Ego Pensador e Nao na Auto-Consciencia?

sexta-feira, abril 21st, 2017

xxxx

Esta seria uma novidade, uma perspectiva muito interessante e importante. Minha missão é desconstruir a cultura milenar e Eckhart Tolle diz que ela é a produtora do pensamento continuo, do ego coletivo, não do “Eu-Consciência”. O qual seria separado, e que pode assistir os pensamentos olhando de fora. Ele diz que colapsou este pensamento continuo e consegue se separar dele, vendo-o de fora. Mas creio que ninguém mais consegue por estar preso na maquina da sobrevivência ( ele se tornou alienado, mendigo). Então o método que ele prega não serve para ninguém. Porem ele levanta esta possibilidade.

Eu estou usando o método de re-interpretar todos os conceitos, todas interpretações erradas e falsos conhecimentos dos fenômenos naturais e da natureza/instintos humanos. O que eu estaria fazendo é trazendo ao jogo o outro extremo da dualidade, o oposto oculto, para faze-lo ser conhecido e afrontado com o oposto reinante. Para os dois se auto-anularem. E segundo esta perspectiva do Tolle, estou atacando o pensamento continuo, sem o saber. Atacando o ego. Eu não estaria apenas tentando corrigir a cultura, mas alem desta, já promover o salto transcendente para o espiritual, ou consciência cósmica.

Por ora isto é assunto novo, veio de repente, não sei ainda o que pensar. Registro aqui, traduzindo o principal texto onde Tolle diz isto, para pensar… opa… para conscientizar, e pesquisar.

http://www.eckharttolle.com/article/The-Power-Of-Now-Spirituality-And-The-End-Of-Suffering

Every morning we awaken from sleep and from our dreams and enter the state we call wakefulness.

Toda manhã nos acordamos do sono e de nossos sonhos e entramos no estado que nos denominamos de “despertado”.

A continuous stream of thoughts, most of them repetitive, characterizes the normal wakeful state. So what is it that we awaken from when spiritual awakening occurs?

Uma continua corrente de pensamentos, a maioria deles repetitivos, caracteriza o estado normal do acordado. Então o que é aquele despertar desde quando o espiritual despertamento ocorre?

We awaken from identification with our thoughts. Everybody who is not awake spiritually is totally identified with and run by their thinking mind – the incessant voice in the head.

Nos despertamos ou nos separamos da nossa identificação com nossos pensamentos. Todos aqueles que não são despertados espiritualmente estão totalmente identificados com sua mente pensante e são dirigidos por ela – aquela incessante voz em sua cabeça.

Thinking is compulsive: you can’t stop, or so it seems. It is also addictive: you don’t even want to stop, at least not until the suffering generated by the continuous mental noise becomes ‎insuportável‎.

Pensar é compulsivo: você não pode parar, ou ao menos parece que não. pensar também é viciante: você nem quer mesmo parar, ao menos não até que o sofrimento gerado pelo ruido mental continuo se torne insuportável.

In the unawakened state you don’t use thought, but thought uses you. You are, one could almost say, possessed by thought, which is the collective conditioning of the human mind that goes back many thousands of years.

No estado de “não-despertado” você não usa pensamentos, pois os pensamentos usam você. Você esta’, alguém poderia dizer, possuído pelo pensamento, o qual é o condicionamento coletivo da mente humana que retorna ao passado por milhares de anos.

You don’t see anything as it is, but distorted and reduced by mental labels, concepts, judgments, opinions and reactive patterns. Your sense of identity, of self, is reduced to a story you keep telling yourself in your head.

Você não vê nada como realmente é, mas torcido e reduzido por mentais conceitos, julgamentos, etiquetas, opiniões e padrões reativos. Seu senso de identidade, do seu eu, esta reduzido a uma historia que você mantem dizendo a você mesmo em sua cabeça.

“Me and my story”: this what your life is reduced to in the unawakened state. And when your life is thus reduced, you can never be happy for long, because you are not yourself.

“Eu e minha historia”: isto é ao que sua vida é reduzida no estado de despertado, acordado. E quando sua vida é assim reduzida, você nunca pode ser feliz por um tempo mais duradouro, porque você não é você mesmo.

xxxx

Analises da Matrix/DNA:

Isto faz um tremendo sentido, para mim, depois que descobri a teoria que liga a evolução biológica `a evolução cosmológica e com isso descobri uma outra visão do mundo. As minhas descobertas indicam que a humanidade esta’ pensando tudo errado, esta dessintonizada da logica natural, sem sintonia com o ritmo natural da evolução, porque construiu para si uma visão do mundo falsa.

Mas não faz sentido esta separação entre auto-consciência e mente, não consigo captar bem isto. O que faria sentido seria dizer que temos uma auto-consciência errada, falsa, que nao somos a consciência da natureza, do universo. Mas que por vir de uma raiz natural, ela seria sujeita a ser consertada. Isto significaria que nos não temos e nunca tivemos a consciência verdadeira, nem o embrião dela. O que pode ser respaldado num fenômeno real, conhecido por todos: a consciência/imaginação das crianças, que acredita nas causas erradas, fantasiadas, para os fenômenos que observa. Em termos coletivo, ou de unidade de consciência fragmentada em fracões nas cabeças humanas, o coletivo imitaria o individual, ou seja, a humanidade ainda esta’ na sua infância.

O Tolle diz que não, que ele teve uma experiencia de transformação dentro da cabeça, com colapsos mentais, clarões, afloramento espiritual, etc. Como não posso saber como foi essa experiencia, tenho que manter tanto a minha teoria quando a dele, em suspenso.

Nos precisamos urgente de um método, uma estrategia, não para impor a minha visão de mundo, mas para desconstruir as falsas interpretações que são os alicerces da visão do mundo reinante. Precisamos salvar 7,8 bilhões de humanos sob o instinto de presas e médios predadores que serão eliminados enquanto os 200 milhões de grandes e médios predadores os mantem em estado vegetativo e estarão preparados tecnologicamente para deixar o planeta quando a Terra não mais suportar a vida aqui… o que pode acontecer a qualquer momento daqui para a frente… ou demorar milhões de anos. Seria impossível transformar a cultura na cabeça do grande predador – ele tem os caninos psíquicos que exigem este tipo de sistema social para sobreviverem – e talvez também seja impossível faze-lo com os 7,8 bilhões dependendo do grau em que esta o condicionamento mental. Mas se a vaca soubesse o que a espera alem da cerca do seu pasto, no matadouro, talvez ela se motivasse a romper a cerca. Nisto deve consistir enfaticamente minha pregação.

O que é que – em relacao ao individual – conduz a mente imaginativa e fantasiosa da criança a ser corrigida `a medida que vai entrando na vida adulta e enfrentando o mundo real? Sera’ que este processo também vai ser aplicado naturalmente `a criança coletiva? Se sim, minha missão nada tem a fazer. Talvez apenas pudesse acelerar o processo. O que já é um motivo para continua-la, pois não sabemos se haverá tempo para o processo apenas natural.

Duas diferentes cosmovisões debatem: Quais as diferenças entre o computador hardware/software e o humano corpo/mente?

quinta-feira, abril 6th, 2017

xxxxx

Minha questao postada no Quora e acompanhamento do debate:

https://www.quora.com/Whats-the-difference-between-computer-software-hardware-and-human-body-mind

What’s the difference between computer software/hardware and human body/mind?

Jonathan DayJonathan Day, 4/6/2017
Ultimately, none.

Alan Turing created an imaginary computer, the Turing Machine, that could perform a few basic functions, moving around a tape or set of tapes. He proved that all systems based on logic MUST be equivalent or inferior to a Turing Machine. No exceptions.

We now know that there are no quantum effects in the brain and that the sorts of quantum effects that you could get in regular cells can all be reduced to systems based on logic.

A human being, therefore, is a highly complex machine (the brain has 85 billion neurons and a neuron can have up to 3,000 synapses, so you’re dealing with 255 trillion connections that can amplify/suppress signals – we’re getting into serious numbers here). A machine so complex that attempting to reproduce it with modern technology would result in a computer around ten blocks square and two or three storeys high.

So, human brains are smaller for now. That’s kinda cheating because it’s not an intrinsic difference, merely a technological one.

Louis Charles MorelliLouis Charles Morelli – 4/6/2017

Very helpful, Jonathan. Thanks. But… I think that with yours world view we will not make progress towards quantum computation and knowledge of human mind and consciousness. Yours perspective is totally mechanistic, based on Physics and Math, as the modern scholar mindset. Maybe you are right, but is is not what my personal research and world view is suggesting.

First of all, Turing did not know what a natural system is. So he did not know the logic running in these systems. If you are interested go to my website to see the formula for all natural systems.

Second there is no quantum effects in the human mind as software because quantum effects are related to an inferior level of organization of matter: it fills the boundary between Newtonian mechanics and biological organization, the frontier between the hard and bone skeleton _ studied by the fields of Physics and Math – and the beginning of the soft meat ( where begins biological organization. The human psyche organization is a superior level).

Third, we can not build a computer reproducing the human brain with this actual technology, neither hundred blocks square: complexity has a limit at any evolutionary lineage. When reaching that limit, occurs an evolutionary jump, a transformation. As happened to human brain, the jump to consciousness. It means that we need to proceed a transformation of our actual technology. Not based on binary digits and so, based on seven variables, like the DNA code. By the way, I think it is good talking between different world views. Thanks.

 

O Grande Segredo Oculto na Luz Original (Divina?)

domingo, abril 2nd, 2017

xxxx

Eu tenho que dar o braço a torcer. Sou anti-religioso e principalmente anti-bíblico, mas descobri algo fantástico na Luz que a Gênesis bíblica revelou a dois mil anos atras, na forma de metáfora e muito resumida. Em outras palavras, a Gênesis diz que no principio era apenas a escuridão. Então no terceiro – ou sei la’ que dia – Deus fez a Luz e a partir dai começou a Criação… a qual conduziu o nosso mundo ao jeito que estamos hoje.

Quando descobri que uma onda de Luz original é dividida em varias partes e tem uma sequencia de movimentos tal, descobri que tudo isso imita exatamente uma unidade fundamental de informação do nosso DNA. Mas também imita exatamente a estrutura fundamental das galaxias e dos átomos. Enfim descobri que a Luz Original é  a unica coisa que se precisa para criar o mundo que hoje ai’ esta’. A Luz contem o código da Vida! O código da Criação. A Onda de Luz Original que se propagou no espaço escuro continha a formula a  que denomino de “Matrix/DNA”.

Vou explicar os detalhes do que descobri, no final deste texto, quando puxar para cá a formula da Luz. Por enquanto vou apenas abordar alguns dos conceitos que aprendemos com essa nova visão da Luz. Por exemplo:

Pessoas dizem que quando acordam de manha a primeira coisa que lhes acontece é ver ou sentir uma luz nos olhos, mesmo ainda fechados. Eu não tenho estes talentos que levam as pessoas comuns ao mistico, se tivesse eu não teria sido tao materialista necessário para entender a matéria. Apenas ouço pessoas simples e que não teriam qualquer motivo para mentir isso, e procuro explicações. Nesse caso da luz matinal, a explicação é muito complexa, mas muito interessante, nela se aprende grande parte do que somos e do que é este mundo.

Nossos cérebros tem uma camada de sistema nervoso que cuida de tudo o que é automático no corpo. Não precisamos pensar em criar anti-corpos para atacar um invasor, não precisamos parar nossos pensamentos para pensar em mandar o corpo fazer a próxima respiração Acima desta acamada existe outra camada de neurônios que processam os pensamentos. Estes acontecem pelas sinapses, descargas químico-elétricas. Então imagine que você esta’ no seu jardim vendo uma nuvem escura e nesta nuvem contínuos raios e relâmpagos. Esta imagem é semelhante ao que se veria se estivéssemos dentro do cérebro. Com a diferença de que no cérebro os raios pipocam em todos os lugares em grande numero e sem pausas. Ora, se isso acontecesse na nuvem escura de chuva, veríamos um clarão continuo abrangendo todo o firmamento.

Esse clarão continuo como reflexo das sinapses no cérebro criou uma substancia plásmica muito sutil que fica clara, iluminada o tempo todo. para quem a visse de fora diria que esta vendo uma luz normal. Não vemos essa nuvem de luz no cérebro ou ate ao seu redor nem com os poderosos instrumentos científicos porque não captamos esse plasma que é a substancia da Luz. Em outras palavras, mente é Luz, mas vou mostrar como a Luz é uma coisa muito complexa, um sistema em si mesma e funcionando. Essa Luz que surgiu aqui na Terra na forma de mente humana é a mesma Luz original nas origens do Universo.

Então durante o dia, você pensa constantemente, os relâmpagos são muitos e contínuos, essa nuvem iluminada esta’ a todo vapor. Quando adormece o cérebro se aquieta, a luz fica mais fraca apenas como uma chama la’ no fundo do cérebro. Esta chama e suas propriedades produz seus sonhos. Quando você acorda os neurônios voltam a agitarem-se, a luz refloresce, bate nas pálpebras que estão fechadas e seu olho vê um clarão. Quando abre o olho, a luz não-original do Sol apaga passa a comandar sua visão. Esta’ explicado? Mas não acredite nisso e em nada do que digo na minha teoria, ainda não testei isso cientificamente portanto eu não acredito. Naturalismo – a minha abordagem do mundo –  não é campo para se acreditar ou não, é campo apenas para caminhar avante, e teorias apenas nos guiam para qual caminho escolher. O caminho é o teste cientifico: se foi o caminho certo então deixa de ser teoria e agora sim, podes acreditar. Por enquanto, como disse Einstein quando diziam que sua teoria da relatividade geral era impossível, inútil, etc.: ” Eu não tenho que provar que a minha teoria é a certa, apenas mostrar que ela faz sentido racional”.

A Luz da criacao, a Luz original lancada pelo Big Bang, queria apenas ser o corpo de algo que ela criaria e suportaria: a Consciência Cósmica. Para chegar ao bolo final ( `a Luz Consciente) temos que fazer os ingredientes, misturar as massas, bater a clara de ovo em outros pratos ou tigelas para depois os bíblicos do Intelligent Design ficarem dizendo a besteira de que não teria havido evolução porque existe a complexidade irredutível,…

Ou seja, são muitas fases intermediarias fazendo coisas que depois desaparece tudo quando o bolo esta prontinho em cima da mesa. Assim a Luz original teve que se propagar como ondas através da substancia inerte do espaço, a massa com os Higgs bosons, teve que criar ingredientes como partículas átomos, mistura-los na forma de estrelas e galaxias, levar ao forno com fermento ( que foi ela a própria, a Luz), e fazer células, macacos, corpos humanos,… para ela começar a ressurgir límpida e pura mas agora consciente  e ainda fragmentada em bolhas de plasma luminosas que estão dentro das cabeças dos humanos! Cada humano é um gene de consciência com uma informação especifica, unica, e todos em conjunto podem gerar o grande baby divino que serão no futuro. E mais uma vez a danada da odiosa bíblia acerta quando ela nunca diz que Jesus falava a palavra Deus mas sim, olhando para o chão onde existimos, e apontando para o céu alem deste Universo dizia: “O Pai e o Filho!” Foi exatamente o que descubro agora, tudo genético, natural, sem magicas mirabolantes.

Mas o bolo ainda não esta’ pronto para o dia do Big Birth, quando ela na forma de baby vai nascer alem deste ovo cósmico que denominamos universo na casa ou no reino de quem a gerou e a mandou para cá na forma inicial que não imita o DNA, pois é o DNA que imita a Luz e a reproduz num estagio materializado avançado da evolução… ou da Criação se preferes.

Infelizmente não posso continuar hoje pois o trabalho duro la fora me chama – para explicar agora o que já esta explicado em outros artigos neste website. Tenho tempo apenas para mostrar a forma inicial da formula da Luz, e se você tem tempo, olhe-a e procure descobrir por si mesmo como o código da Vida esta ali encriptado. E’ muito fácil…(clique na figura para expandi-la). Apenas uma ressalva inicial. Dou o nome de Onda de Luz Original ao conjunto dos sete tipos de radiações no espectro eletro-magnético:

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

E que a Força da Luz Divina esteja convosco. Amem! ( isto digo porque sou extremamente materialista, anti-religioso. O deus não-existente tem um profeta,… que por acaso… to desconfiado que sou eu…. pois não sei como cargas d’águas estou descobrindo tudo isso… yac… yac…. Mas se Deus que não existe e não me escolheu para ser seu profeta, sou seu profeta moleque e rebelde que não acredita nem nas minhas descobertas… e por isso passo a vida a testa-las e gastar meu pobre dinheirinho em estudos e mais estudos, viagens loucas no meio da selva onde estão a maioria das respostas, tentando montar meu laboratorio para testa-las…)