Posts Tagged ‘metabolismo’

Metabolismo e’ o mecanismo, o motor dentro de um sistema? A maquina celeste oculta pela carne?

quarta-feira, janeiro 3rd, 2018

xxxx

Pesquisa: Metabolismo > uma das principais propriedades da vida

( Do video abaixo, no ponto 34:00) – Um carro pode ter um computador que dirija o carro. Se retirar-mos o computador o carro ainda funciona. mas se tirarmos o motor o carro para, entao o mais importante e’ o motor. Entao dever haver um mecanismo dentro da celula que e’ o mais importante, e este mecanismo e’ o metabolismo. Metabolismo e’ um processo quimico que converte combustivel em energia utilizavel. O metabolismo da vida pode ter surgido nos jatos quentes do fundo oceanico produzindo reacoes quimicas com abundante sulfeto de ferro das rochas. Nos possuimos sulfeto de ferro na nossa pele, o que nos lembra nossa origem destas rochas.

https://www.youtube.com/watch?v=Ab-OguXdZ78

Pesquisa:

Wikipedia: metabolism ( continuar)

ESPONTANEA INIBICAO DE REACOES QUIMICAS E ORGANICAS NA OTIMIZACAO METABOLICA

sexta-feira, dezembro 12th, 2008

Tese apresentada no PloS Computational Biology Journal

———————————————————————————

  http://www.ploscompbiol.org/article/fetchArticle

——————————————————————————–

Titulo em Ingles: Spontaneous Reaction Silencing in Metabolic Optimization

—————————————————————————————–  

      Este assunto e’ muitissimo importante. Estou muito excitado e ao mesmo tempo muito revoltado hoje, porque o paper e’ muito longo, tecnicamente complexo, esta’ em Ingles, tenho que estuda-lo minuciosamente, demandaria muito tempo, e minha revolta deve-se a que nao tenho nem mesmo um pouco de tempo para faze-lo,  pois temos que fazer o trabalho bracal na producao dos bens que consumimos, e deixar esta pesquisa parada a qual poderia em muito ajudar a melhorar as condicoes de vida da Humanidade. Parece que Deus, alem de ter feito um pessimo designer da nossa vida, ainda nao esta’ muito preocupado em ajudar nossa especie. Mas voltarei sempre neste artigo que permanecera’ sob construcao `a medida que for avancando neste estudo (alias ja coloquei tres posts comentando este artigo naquele jornal – clique em “view ongoing discussions”).

——————————————————————————————–
      A ideia basica ‘e a seguinte: Ao longo da sua existencia, o seu corpo, como sistema, muda temporariamente a intensidade de atividade de seus orgaos, glandulas, etc. Isto porque, para cada diferente idade sua, existem diferentes condicoes ambientais e familiares/sociais regras. O mais evidente sao os orgaos sexuais: requer-se mais atividade deles aos 20 anos que aos 5 ou 50 anos, certo? Menos evidentes sao as variacoes nas atividades do cerebro, do figado, do estomago… mas essas variacoes existem. E este e’ um fenomeno muito importante para voce, pois determina tambem sua saude e qualidade de vida. As vezes o nivel de atividade requerida de um orgao, face as condicoes de momento, nao e’ apresentado, e assim, voce esta’ perdendo em muito na vida. Conhecer bem este fenomeno para desenvolver a tecnologia e cuidados necessarios, ou seja, para ter controle sobre ele, e’ um trabalho que deve merecer todo nosso apoio. Ou deveria: eu mesmo nao tenho apoio algum, a nao ser aquele que esta vindo do bom ou mal funcionamento do meu metabolismo para que eu aguente as forcas requeridas para produzir e pagar meu sustento. Enquanto isto, neste momento, milhoes de pessoas estao desperdicando recursos da Humanidade em coisas superfluas, inuteis. Burrices da Humanidade…
     Nao posso colar aqui o longo paper e traduzi-lo para facilitar a vida de meus irmaos e irmas que falam apenas o portugues. Nem mesmo talvez consiga faze-lo com os comentarios que estou postando no jornal. So’ para iniciar, vejamos se consigo traduzir um post:
——————————————————————————————-

     (3) Sugestoes dos modelos da Teoria da Matriz Universal

————————————————————————-

     A equipe autora da tese diz:  “ O reduzido numero de reacoes metabolicas parece ser constante atraves das especies de microbios estudados e justamente mais levemente amplo do que o minimo numero requerido para o organismo crescer normalmente.”

——————————————————————————————–
     A Matriz sugere: “ Por que  os sistemas biologicos apresentam este nao-ideal e nao-logico processo de maior reducao das expressoes metabolicas do que o nivel otimo para crescer e conseguir/manter o equilibrio termo-dinamico?! A analise seguinte baseada na cosmovisao e modelos da Matrix explica isto:
     Sistemas biologicos sao meramente uma reproducao mutante do proto-sistema ancestral meio-mecanico/meio-biologico conhecido como “ building block – tijolinho fundamental – dos sistemas astronomicos”. O astronomico building block e’ o ultimo nao-biologico sistema ancestral de todos os seres vivos. Sua melhor reproducao aqui na Terra, organica/molecular/ nanotecnologica, e’ um par de nucleotideos, o building block do DNA. Mas… existe uma diferenca fundamental entre o nao-vivo ancestral e o unicelular organismo: o nivel de equilibrio termodinamico, o qual e’ o supremo objetivo da materia. O astronomico building block e’ um sistema fechado, enquanto sua descendencia, os sistemas biologicos, tiveram este estado mutado ou trocado, sao sistemas abertos. Assim, as pecas/orgaos de um sistema aberto necessita de fontes externas de energia, enquanto as pecas/orgaos de um sistema fechado nao necessita. A fonte externa nunca tem a qualidade de energia/informacao para suportar uma peca/orgao, enquanto nos sistemas fechados, a fonte interna tem a necessaria e suficiente qualidade e quantidade. A mais pobre fonte externa faz com que o sistema procure pela otimaizacao de expressao de suas funcoes metabolicas para manter-se sobrevivendo e crescendo. Mas, sobreviver e’ maior prioridade que crescer. Entao, o sistema apresenta uma reduzida atividade de algumas funcoes metabolicas do que seria o numero ideal para crescer normalmente.
——————————————————————————————-
     Qual seria o metodo cientifico para ajudar este organismo? Primeiro de tudo, identificar o momentum ou faixa etaria do organismo no circuito do modelo do proto-sistema. Precisamos saber qual a idade do unicelular microbio. Nos necessitamos comecar a observar as formas externas das celulas, assim como quando nos sabemos as varias formas de um ser humano podemos calcular sua idade. Uma forma de adolescente pode ser calculada entre os 14 e 18 anos, aproximadamente. Conhecendo a forma do individuo naquele momento, podemos calcular quais as condicoes ambientais, as regras sistemicas de seu corpo inteiro que melhor providencia as fontes de energia/recursos que ele necessita. Em outras palavras, nos podemos transformar uma fonte externa pobre numa fonte ideal como as dos sistemas fechados. Trata-se na maior parte de desenvolver as exatas e eficientes medicinas. Existe um longo e arduo trabalho `a frente para nos, desde que descobrimos a Matriz, ha’ uma nova visao do mundo e dos fenomenos naturais sugerindo uma nova e inedita abordagem destes fenomenos, mas desde que estas sao as tecnicas certas, nos necessitaremos fazer este trabalho. Abracos… Louis Morelli
—————————————————————————————–
     ( Para os simpatizantes da Causa: O que escrevi errado no post acima? Minhas interpretacoes na leitura dos modelos ‘e igual a sua? Porque nao? Lembre-se: vou continuar este artigo, tem muito a vir pela frente…) 
————————————–xxxx———————————-
 (4)Suggestions from the models of  “Theory of Universal Matrix”
     EQUIPE AUTORA DA TESE:Reacoes metabolicas de organismos unicelulares sao observadas routinamente como dispensaveis ou mesmo incapazes de atuarem sob certas circunstancias. Ainda assim, os mecanismos e niveis de condicoes e fenotipos associados com este comportamento permanece muito pouco conhecidos.”  
   A MATRIZ SUGERE: “ Estes mecanismos serao conhecidos quando a pesquisa for apoiada sobre o conhecimento das causas originais que os produziram na superficie terrestre e entre os sistemas biologicos. Estas causas remontam a muitos bilhoes de anos, partindo mesmo das propriedades existentes na materia quando de sua manifestacao com o Big Bang. Podemos perceber este fenomeno de expressao de algumas propriedades e supressoes de outras ja’ existentes mesmo antes da materia surgir, nos vortices quanticos, mas nao temos espaco e tempo aqui para explicar isto. Ou pode-se ter uma ideia deles nos nucleos atomicos quando o Universo ainda era mera nebulosa de atomos: quando a particula pion esta’ numa particula ela se expressa como proton e a outra se anula, como neutron; no instante seguinte o pion troca de lugar e o neutron que ele toca e’ expressado como proton (ver a “cola nuclear de Hideki Yukawa”).     Os seres unicelulares sao sistemas individualizados que foram construidos a partir de proto-sistemas existentes antes das origens da Vida. A materia necessitou de 10 bilhoes de anos trabalhando a organizacao de suas particulas, lenta e metodicamente, ate’ comporem arquiteturas de constituicao material que reproduzem a arquitetura dos vortices quanticos. Para criar o primeiro sistema natural, material, ela teve antes que criar os ciclos vitais, e apenas quando o primeiro ciclo vital foi completado, ele demonstrou toda a configuracao de um sistema. E’ um erro ignorar que as propriedades ditas ‘vitais” ja’ existiam antes dos sistemas biologicos, e nos modelos da Matriz podemos ve-las presente em atomos e galaxias.
COMO A NATUREZA CRIOU SISTEMAS NATURAIS A PARTIR DE UM CICLO VITAL
     Ciclo vital ‘e aquele periodo que inicia com a fecundacao, passa pelo nascimento `a luz do mundo externo, entra na fase de crescimento, maturacao, degeneracao ou entropia, morte, fragmentacao e retorno ao espaco. Durante este ciclo, um elemento tem sua forma transformada. No caso humano podemos observar as formas principais da morula, feto, embriao, baby, crianca, adulto, anciao, cadaver… Para facilitar nosso entendimento resumimos toda esta quase infinita quantidade de formas (pois a cada segundo a forma do individuo esta sendo transformada) em sete formas principais, mais evidentes, cada qual compreendendo um setimo do tempo de um ciclo vital. No caso do building block astronomico, as sete formas principais de um mesmo e unico astro sao: lua ou germe estelar ( um dos quais esta’ contido no nucleo terrestre), quasar, planeta, pulsar, estrela supernova, ana gigante, cadaver estelar ou poeira cosmica, buraco negro. Cometas sao formas temporarias com funcoes sistemicas explicadas nos modelos da Matriz. No caso do sistema atomico, inicialmente estas formas sao manifestadas como as sete camadas eletronicas.
      Mas e’ muito interessante e um estudo apaixonante observar como foi a evolucao e o arduo trabalho da Natureza para chegar a construir seu primeiro sistema natural, do qual, nosso corpo humano e’ um exemplar bastante evoluido. Primeiro a Natureza cria esbocos, prototipos, nos quais uma estrutura nao pode se manifestar no mesmo instante do tempo e do espaco: sob a dinamica de um ciclo vital, um corpo so pode existir com apenas uma forma num determinado instante. Portanto, nos primordios, o projeto de construcao de um sistema se diluia no tempo nao conseguindo se fixar no espaco. Maria, em qualquer momento de sua existencia, nao pode se apresentar com todas as formas que ela adquire durante sua vida.     As sete formas principais sao derivadas da expressao de cada propriedade de um vortice quantico, tema que nao podemos nos estender aqui. Expressando uma propriedade de cada vez na forma de um especifico tipo de campo eletro-magnetico e mais tarde condensando estes campos na forma de particulas elementares, foi criado o primeiro ciclo vital. Os primeiros atomos simples nao poderiam ser denominado “sistemas” pois na verdade eles nao o sao em relacao ao tempo. Um sistema define-se por diferentes partes conectadas entre si, cada qual executando uma funcao sistemica. Tambem a quase infinita quantidade de funcoes sistemicas podem ser resumidas a sete principais, para facilitar nosso entendimento. Assim, um corpo humano apresenta sete orgaos/pecas principais, cada qual executando uma das funcoes sistemicas. Mas o que se define como orgao executor de uma funcao interna ao sistema, se desdobra tambem no sistema inteiro na sua relacao com o mundo externo, onde o sistema inteiro executa uma especifica funcao no mais amplo sistema externo, o social do qual ele faz parte. Assim, o sistema “Maria” executa uma funcao no sistema familiar na sua forma de baby, diferente da funcao que ela executa na sua forma de adulta. Mas supondo que O corpo Maria fosse hermafrodita como sao os sistemas ancestrais atomicos e astronomicos, e juntando-se todas as sete formas principais de Maria e hipoteticamente fixando-as num mesmo instante e espaco, temos criado um sistema familiar completo, com todas suas funcoes sendo executadas ao mesmo tempo Vemos ali o papel de baby que ira garantir a perpetuacao ou reciclagem do sistema, a forma de crianca que garante o crescimento do sistema, a forma de adulto que garante a producao de energia para o sistema, etc. 
   Criado o ciclo vital materialmente, tinha-se um esboco, um projeto, do que viria a ser sistema natural. Isto aconteceu quando a macro-evolucao desenvolveu a primeira nebulosa conhecida como “galaxia”, a partir de um astro qualquer. Bastaria duplicar, multiplicar muitas vezes um individuo que tivesse um ciclo vital e portanto apresentasse as formas diferenciadas. Sabendo-se que cada forma desempenha uma funcao especifica sistemica, bastaria identificar e isolar num espaco contiguo e num mesmo instante, sete individuos, cada qual numa faixa etaria diferente das demais idades dos outros individuos. Ora, numa nebulosa populada por bilhoes de copias de um individuo e apresentando milhoes de copias com uma especifica forma, esta organizacao ocorreria por acaso a qualquer momento. Assim como o baby Maria esta’ de alguma forma conectado `a adulta Maria – ao menos um contem o outro – e portanto ja existe um principio ou forca motivando esta conexao, nao seria ilogico que as sete formas diferentes de um mesmo individuo se conectassem espontaneamente. E isto aconteceu quando a Natureza desenvolveu um terceiro estado da materia, o qual nao existia no prototipo astronomico: o liquido. Com o liquido surgiu a Quimica, pois reacoes quimicas nao eram possiveis apenas contando com os estados solido e gazozo da materia momentos antes das origens da Vida.
     No espaco sideral nao existe sistema astronomico, apenas esbocos dele. Nao esta’ correto dizer que o Sol e seus planetas compoem um sistema, pois a maioria das pecas nao se conectam e nao executam funcoes diferenciadas entre si. Os chamados “sistemas estelares” nao passam de fosseis atomicos transformados pelo mecanismo natural que denomino “giantologia”. O mecanismo oposto da giantologia e’ a nanotecnologia, a qual foi empregada como caminho reverso quando o proto-sistema celeste se reproduz na superficie da Terra como sistema celular. Agora sim, com a ajuda da quimica, produzindo a materia organica e reunindo as informacoes materializadas na forma de particulas no mesmo modelo de um astro celeste sob a dinamica de um ciclo vital, foi possivel finalmente exibir ao mundo a grande obra da Natureza, sonhada desde os primordios do Universo.



     Mas o que tem isso tudo a ver com o tema dos diferentes niveis de atividade metabolica de um organismo, e a busca do entendimento de seus mecanismos, para propiciar melhor existencia ao organismo? Ora, entendemos o sentido existencial dos mecanismos, isolamo-los do contexto externo, fixamos-los no espaco interno do organismo, observamo-lo em toda conjuntura tempo-espacial universal, agora podemos observa-lo a nivel microscopico para identificar os tipos de particulas e suas forcas que compoem os elementos quimicos envolvidos nas reacoes. E’ como assistir um jogo de futebol, com a benesse de poder-mos trocar os jogadores ou as posicoes entre eles, os quais nao executam suas funcoes especificas. A bola esta’ ficando amarrada na lateral esquerda porque o jogador naquela posicao nao a distribui, ou a bola sempre sempre passa pela defesa… identificamos as falhas, podemos identificar as solucoes. E assim o filosofo naturalista implora de joelhos ao cientista do laboratorio para que empregue seu conhecimento, sua tecnica e seus instrumentos. Os metodos reducionista e sistemico tem que caminharem lado a lado, num processo de retro-alimentacao: o sistemico necessita dos dados obtidos pelo reducionismo como combustiveis que acendam e mantenham suas tochas acesas e o reducionista necessita dos caminhos iluminados pelo sistemico para encontrar estes dados. Assim e’ a maratona da busca do conhecimento para os humanos.  Portanto, na proxima secao deste artigo, passamos a analizar os dados especificos fornecidos pelo brilhante trabalho de  Takashi Nishikawa, Natali Gulbahce e Adilson E. Motter.
—————————xxxx—————————————