Posts Tagged ‘musica’

Musicas Apreciadas na Matrix/DNA

sábado, fevereiro 16th, 2019

xxxxx

GENESIS

Mama

xxxxx

PHILL COLLINS – IN THE AIR TONIGHT

 

xxxxx

Rivers of Babylon

“Rivers of Babylon”, inspirada no Salmo 137, foi composta pelos jamaicanos Brent Dowe e Trevor McNaughton, da banda The Melodians ( veja o video abaixo), penso que comparando a escravidão negra no Caribe com a escravidão dos hebreus na Babilônia. Foi gravada pela primeira vez em 1969.  Ganhou projeção no filme de 1972 The Harder They Come, que apresentou o cantor Jimmy Cliff ao mundo e contribuiu para a projeção internacional do “reggae”.

A versão em estilo discoteca de 1978 do grupo “Boney M” deu grande popularidade à canção. “Babilônia” assume, no contexto da canção, o sentido de opressão, falta de liberdade, seja ela de cunho político, cultural ou espiritual, e como tal empregado nos movimentos anti-racistas e anticoloniais, caso desta canção caribenha. Na cultura estadunidense, onde a canção causou grande impacto, este salmo possui uma tradição de uso político, figurando no primeiro livro publicado naquele país, numa canção patriótica de William Billings quando da Independência, passando por discurso do abolicionista Frederick Douglass até ressurgir na canção de 1969 de The Melodians e então em muitas outras, em vários estilos (gospel, disco, country, etc).

O filme que revelou a canção foi ainda o primeiro longa-metragem realizado na Jamaica, e o sucesso da obra projetou seu diretor, Perry Henzell. Por sua composição ainda na década de 1960 é considerada como “proto-reggae”.

Salmos 137

1 – Junto aos rios da Babilônia nós nos sentamos e choramos com saudade de Sião.

2 – Ali, nos salgueiros penduramos as nossas harpas;

3 – ali os nossos captores pediam-nos canções, os nossos opressores exigiam canções alegres, dizendo: “Cantem para nós uma das canções de Sião! ”

4 –  Como poderíamos cantar as canções do Senhor numa terra estrangeira?

5 – Que a minha mão direita definhe, ó Jerusalém, se eu me esquecer de ti!

6 – Que a língua se me grude ao céu da boca, se eu não me lembrar de ti, e não considerar Jerusalém a minha maior alegria!

7 – Lembra-te, Senhor, dos edomitas e do que fizeram quando Jerusalém foi destruída, pois gritavam: “Arrasem-na! Arrasem-na até aos alicerces! ”

8 –  Ó cidade de Babilônia, destinada à destruição, feliz aquele que lhe retribuir o mal que você nos fez! 9 Feliz aquele que pegar os seus filhos e os despedaçar contra a rocha!

A musica orinal de autores jamaicanos – The Melodians – em 1969, :

xxxxxxxxx

Alan Parsons – Live In Madrid (2004) Complete Concert

Alan Parsons foi um dos engenheiros de som do “The Dark Side of the Moon”. Musica de sua autoria de mais sucesso e’  “Sirius / Eye In The Sky”, a de numero doze aos 59:35 minutos do video.

“The eye in the sky” , que foi inspirada no Grande Irmao, de Orwell.

Um presente para mim mesmo. Um dos prazeres de ter vivido como humano e sido grato ‘a Humanidade : as Musicas preferidas da minha epoca

domingo, outubro 7th, 2018

xxxx

Para coleciona-las agora e aqui, achei boa ideia procurar e trazer cada musica desta coleção:

Top 10 Worldwide Hits Of Each Year (1970 – 1979)

1970 -n. 10

1970 – n.9

1970 – n.8

1970 – n.7

1970 – n.6

Apenas um adendo:

1970 – n.5

1970 – n.4

1970 – n.4

( a continuar…)

Como as mulheres devem evitar as armadilhas ocultas nas letras das musicas falsamente elevadoras do ego

terça-feira, abril 24th, 2018

xxxx

Artigo inspidado na musica neste link:

https://www.facebook.com/Somentemusicaperfeita/videos/1829624093725030/?t=31

E outra versao da musica tambem legendada:

LEGENDADA EM PORTUGUÊS, essa música fala o que a maioria das mulheres gostariam de ouvir de seu parceiro sexual (não do parceiro social, isso a maioria não procura e em sabe o que significa), fala do valor de uma mulher, o respeito que ela merece e o quanto ela deve ser amada independentemente da cor, cultura, raça, língua…

Porem, existe um serio problema: Deus não fez o mundo para se encaixar nos gostos da mulher, Seu mundo tem preferencias e propósitos diferentes que entram em conflito com os atos das mulheres buscando sua “zona de conforto”. O instinto humano e a memoria cósmica que esta encriptada no DNA já conduziu humanos, inconscientemente, a perceberem isso, quando inventaram a fabula da Eva indo contra Deus no Paraíso. E por não saberem disso, por terem o desenho do paraíso como era encriptado na sua psique, as mulheres tem a tendencia de repetirem na Terra o mesmo ato que Deus reprovou quando elas estavam na forma de sua ancestral.
__ Como eu não acredito no Deus bíblico e sim numa especie de super-consciência cósmica, cuja relacao conosco e’ muito distante porque estamos, como fetos dessa consciência, na fase evolucionaria dos ovos botado fora `a sua própria sorte, e portanto sujeitos a todas tragedias e carnificinas, então não acredito na fabula bíblica, porem, a minha investigação racionalista embasada no método cientifico me levou a resultados sugerindo que houve realmente uma situação natural muito semelhante `a versão bíblica sobre um passado remoto na nossa ancestralidade. Segundo sugere minhas investigações, houve um tempo em que uma das duas partes do dualismo universal, que tinha as características hoje dominantes no físico e na psique feminina, era dominante sobre a outra parte, com características masculinas, e se utilizando dessa dominância, essa parte feminina modelou e construiu o seu mundo ideal, inibindo a tendencia oposta masculina para encaixa-la submissa e se adaptar ao seu desejo. E quando minhas investigações por meio da anatomia comparada e outros métodos lógicos racionalistas me levaram a desenhar supondo como foi esse mundo “feminino”, para minha surpresa do desenho surgiu exatamente a imagem imaginaria descrita na fabula bíblica. Ocorre que a versão do “paraíso” que encontrei era uma… “galaxia”, Eva era uma das duas faces de uma formula universal, que hoje esta encriptada como building blocks do nosso DNA!
__Segundo minha investigação, essa face “feminina” da formula tem a tendência incontrolável de se tornar um sistema massivo fechado em si mesmo enquanto sistema energético também fechado em si mesmo em frenesi eterno sob equilíbrio termodinâmico. Ela odeia e não suporta ser sistema aberto ou viver em sistema aberto. Por seu lado, a face “masculina” dessa mesma formula, tem a tendencia incontrolável em ser sistema massivo aberto em si mesma, enquanto sistema energético também aberto em frenesi eterno pelo livre fluir da energia a velocidade da luz em espaço aberto e desconhecido. Ela odeia ser sistema fechado e não suporta viver em sistema fechado.
__Em contraste com os dois desejos no dualismo desta formula, existe o “desejo” do mundo, da natureza, do universo, que não sabemos qual e’ e que poderia ser visto pelos misticos como o proposito divino de Deus. A minha investigação particular esta sugerindo que esse proposito dentro deste nosso Universo e’ reproduzir natural e geneticamente a coisa, o sistema que existia antes e alem, e que criou este Universo através de um Big Bang, como o pequeno bigbang que acontece quando a membrana de um espermatozoide se rompe no centro de um ovulo e gera uma nova vida. Mas como ninguém pode provar sua teoria, não sabemos qual o modelo de mundo final e o que esse mundo quer de nos, como nos devemos comportar, etc.
__Porem, uma coisa parece racional,mente logica e clara: o proposito do mundo – seja ele qual for – não aprova as tendencias a sistemas fechados nem as tendencias a sistemas abertos. E acho fácil perceber o porque: o sistema fechado e’ a extrema expressão do ego, do egoismo, que tenta abocanhar uma parte da massa e da energia do mundo, ou seja, de sua matéria, para fazer-se a seu corpo como o único corpo a existir, ser um paraíso para si mesmo, rompendo relações com tudo o que ficar de fora, e mantendo este estado de existência para toda a eternidade… o que significa ir contra um a tendencia obvia do mundo, que e’ cria este mundo que proíbe isso. Ou não? Observe que toda esta narrativa esta baseada na perspectiva de um cérebro muito primitivo e limitado, portanto pode estar tudo errado. Eu sei que você não tem fatos reais para provar que ela esta errada, mas sei que eu com esse cérebro não posso alcançar a Verdade Ultima, se e’ que existe alguma. Portanto, procure sua própria narrativa, porem, sem muita ansiedade nisso, eu sugiro que deixe também um pouco “a vida te levar”.
__Por exemplo, neste momento, se desligue do mundo para sentir agradavelmente esta obra de arte que e’ esta musica:r e conduzir os sistemas sob uma diretriz evolucionaria, do simples para o mais complexo, do feto de consciência para a maturidade da super-consciência. O sistema fechado em si mesmo, uma tendencia inconsciente da parte feminina da especie humana porque e’ uma tendencia de uma meia-face da formula universal para sistemas, vai contra o mundo, pois tenta interromper sua evolução, fechar as portas `a diretriz evolucionaria aplicada pelo Universo, ou seja, ela tenta se eternizar na forma evolucionaria inferior e provisoria em que se encontra.
__Enquanto isso, a outra meia-face com tendencia a sistema aberto absoluto também vai igualmente contra o proposito deste mundo. Esta tendencia faz com que partículas individuais que correm no circuito de informações de um sistema se desapeguem do fluxo normal e saiam a vaguear no espaço externo. O humano masculino apresenta esta característica na sua eterna inquietação de ser o guerreiro a ultrapassar as fronteiras de seu reino e se enveredar pelas regiões desconhecidas em busca aventuras. Ora, se todas as partículas individuais fizerem isso, o sistema se desmancha, se desfaz, e o próprio ser desaparece para a sua evolução, dissipando-se no nada. Se tivesse sido nosso ancestral dominante nos tempos de galaxia, Adão, ao invés de Eva, igualmente o paraíso teria sido modelado com um mortal defeito.
–Então, como ficamos? Por um lado e’ nos quase impossível auto-controlar-mos nossos genes, nossa tendencia genética, e os instintos de uma psique modelada por essa genética erradia. Parece-me que a nossa situação atual de “ovos” onde gesta um feto de consciência cósmica, como ovos botados fora e abandonados a própria sorte e’ um método inteligente deste mundo que visa aplicar pequenas e graduais cirurgias corretoras nesta genética e nesta psique, o que significa que existe um plano maior o qual contem e controla nosso destino maior, ou seja, na realidade não estamos abandonados a longo prazo.
__ Não vejo outra alternativa mais sensata a fixar como um norte diretor aos nossos atos, decisões e comportamentos senão “deixar a vida nos levar porque no final nosso destino esta determinado e ele sera supremo, grandioso”. E porque não conhecemos o verdadeiro proposito do mundo, não sabemos na verdade ” o que Deus quer de nos”. E não poderíamos saber no estado de ovo-cabeça como estamos com esse cérebro-placenta contendo um baby que ainda nem abriu seus olhos próprios para ver o mundo e nem sequer a forma e substancia de seu próprio corpo. O que deveríamos fazer, alem de deixar o mundo nos levar, seria tentar amenizar os atos rudes do dentista que nos machucam, os atos necessários mas demasiado desajeitados dessa natureza medica que nos aplica as cirurgias dolorosas. Para isso teríamos que ter mais informações sobre este mundo, informações do mundo natural cuja melhor e mais confiável fonte são as nossas ciências naturais. Pois assim vamos aprendendo quais são os efeitos dos nossos atos como causas, evitando aplicar causas que resultam em efeitos dolorosos. Mas temos ainda que entender que as leis naturais não são feitas para serem aplicadas sobre indivíduos apenas, elas visam mais corrigir a especie inteira, ou seja, o DNA coletivo. Então temos que pesquisar os fenômenos naturais que são causados pelas acoes não apenas da nossa individualidade, mas do nosso corpo social como humanidade.
__Os homens tem muito em que se corrigirem, senão, dissiparão sua especie neste mundo e sera Adão o novo causador de uma nova Queda. Tem que ouvir e assimilar os acertos que estão encriptados na parte feminina da formula, ao mesmo tempo que tem de tentar inibir os erros que estão nela. E a letra desta musica tem acertos, mas também tem erros que ao invés de ajudarem nossa contraparte feminina, são armadilhas que as conduzem a dolorosas cirurgias pela natureza. Enaltecer o ego feminino e alimentar o estado buscado por esse ego, e’ algo que, as mulheres conscientes do seu estado cósmico de existência, deveriam reprovar. Ter uma bela mansão ajardinada, belos e saudáveis filhos brincando no esplendoroso parque, enquanto se situa num quarto real com seu “amado” esquecer e se alienar do mundo la fora, do caos e carnificina reinante entre a gente alem dos muros palacianos, e’ o sonho supremo feminino. Mas Eva conseguiu isso, ela modelou aquele paraíso, ela estabeleceu-se como sistema fechado soberano, e o mundo reagiu destruindo seu paraíso, expulsando-a para um lugar inóspito onde ela teve que recomeçar rastejando sem sequer asas para voar e exercer alguma liberdade. Claro que todo homem civilizado gostaria de dar esse paraíso a sua mulher, mas infelizmente, não fui eu quem fez

Do Cosmos a Matrix curtindo as geniais obras musicais humanas

domingo, dezembro 24th, 2017

xxxx

0:00 Marvin Gaye – Wath’s Going on. 3:52 Al Green – Let’s Stay Together. 7:08 Harold Melvin & The Blues Notes – If You Don’t Know Me By Now. 10:38 The Temptations – Just My Imagination (Running Away Whit Me). 14:25 Billy Paul – Me and Mrs. Jones. 19:09 Marvin Gaye – Mercy Mercy Me (The Ecology). 22:19 Gladys Knight & The Pips – Midnight Train to Georgia. 26:11 Michael Jackson – Rock Whit You. 29:35 The Emotions – Best of My Love. 33:16 Teddy Pendergrass – Wake Up Everybody 40:50 The Stylistics – You Make Me Feel Brand New. 46:25 Marvin Gaye – Distant Lover. 50:42 Curtis Mayfield – Superfly. 54:35 Teddy Pendergrass – Close the Door (feat. Eric Gales). 59:19 The O’Jays – Love Train. 1:02:15 Minnie Ripertyon – Lovin’ You. 1:06:02 The Chi-Lites – Have You Seen Her? 1:10:57 The Isley Brothers – For The Love Of You. 1:16:34 Heatwave – Always And Forever. 1:21:22 The O’Jays – Back Stabbers. 1:24:26 The Dramatis – In the Rain. 1:27:53 Roberta Flack – Killing Me Softly With His Song. 1:32:38 Rufus & Chaka Khan – Tell Me Something. 1:37:15 The Spinners – I’II Be Around. 1:40:27 Stevie Wonder – Living For The City. 1:44:07 The Stylistics – Betcha By Golly, Wow. 1:47:53 Michael Jackson – Don’t Stop ‘Til You Get Enough. 1:53:58 Marvin Gaye – Go to Give It Up. 2:00:00 Phyllis Hyman – You Know How to Love Me. 2:07:34 Michael Jackson – Off The Wall. 2:11:21 The Chi-Lites – Oh Girl. 2:15:10 Bobby Caldwell – What You Won’t Do For Love. 2:19:58 McFadden & Whitehead – Ain’t No Stoppin’ Us Now. 2:23:35 Marvin Gaye – I Want You. 2:27:32 Sister Sledge – We Are Family. 2:30:51 Earth, Wind & Fire – Shining Star. 2:33:43 The Isley Brothers – That Lady. 2:39:16 Commodores – Easy. 2:43:33 The Staple Singers – I’II Take You There. 2:46:47 Major Harris – Love Won’t Let Me Wait.

Veja Video: Klemen Slakonja, Mais Um Intelectual no Estilo Lula Estourando nas Paradas de Sucesso e Enganando a Juventude Russa

quinta-feira, julho 14th, 2016

xxxx

Klemen Slakonja as Slavoj Zizek – The Perverted Dance (Cut the Balls)

O cara e’ um filosofo russo que encontrou uma das brechas podres no sistema e ganha dinheiro sem trabalhar duro fazendo arte revolucionaria (apenas mensagens, não ações de fato, claro). O que eu penso a respeito, qual seria a solução que ele deveria estar trabalhando para, esta’ no meu comentário a seguir ( em inglês). E copio aqui a letra da musica em inglês para traduzi-la publicar a tradução aqui quando tiver tempo:

E meu comentário postado no Youtube:

Louis Charles Morelli

Louis Charles Morelli – 7/14/2016

Which balls? Those of the big predators ( the 1% high class), or those medium predators (the 14% class media) or those of the preys ( the 85% slaves, low class)? It is not the solution. The 100% are wrong. Humans came from primate ( a relative of monkeys), primate were predators and preys (carnivores and vegetarians) and the rules in the jungle are still mimicked by all social systems we had created (capitalism, communism, feudalism, etc.) Why we make social systems mimicking the rules of the jungle? Because we still keep the animal instincts of predators or preys, or both. So, the solution would be recognizing that we have these instincts and feeding the wish for changing our animal inheritance. Being prey and hard worker under low wages is such bad as being those in power, the big predators, because if there are no predators, the preys will grow as rats and will destroy the green in the planet, with them going together. What is doing Klemen? Same thing that did Lenin,Stalin,Mao Tse: they want revolution, they appeal to violence (cut the balls), so they will be leaders in power and will show their predators instincts. Do this: I wish to cut off my animal genetics and its power upon my brain, so, I don’t want to be the boss ( I don’t need it) but I will never be the prey. I will not make babies while the system is this animalism, because my son and daughter will not be slaves. Do you want my friendship, living in the same space? No boss, no employee, no close systems. Be my partner, equal to equal. And those that reaches the neutrality, surpassing these animal instincts will plan the boycott towards any thing that came from those in the power, so, they will be each time more weaker, till they decides to change too.. This is the unique solution. And this is the way to the next evolutionary jump, towards the transcendental human.

xxxx

Letra da musica:

The Perverted Dance (Cut the Balls)

What’s up with this music?!

I am a philosopher, I like to provoke,
we live in perverted times,
so let me tell you a perverted joke!

A famous, dirty, horrible joke,
taking place in 15th century Russia.
A farmer and his wife walk along a dusty country road.
A Mongol warrior on a horse stops and says
“I’m gonna rape your wife and you should hold my testicles,
while I rape your wife, so that they will not get dusty.”
When he raped his wife, the Mongol warrior went away,
the farmer started to laugh and jump with joy, his wife said
“Hey, how can you be happy?! I was just brutally raped!
And he says: “But I got him. His balls are full of dust.”

Well, in reality we only dirty with dust the balls of those in power.
And now comes the dirty conclusion – the point is to cut them off!

Now let me warn you – this isn’t Macarena, not Chicken dance,
not Aserejé, not Gangnam style and so on and so on.

We stand no chance, there’s no time for romance,
it’s time to dance The Perverted Dance™!

Cut the balls,
we need to cut the balls,
we need to cut the balls,
the balls of those in power!
We need to cut the balls
and our faces won’t be sour!
Just cut the balls,
make them become Niagara falls.

Cut the balls,
we need to cut the balls,
we need to cut the balls,
the balls of those in power!
We need to cut the balls,
we can train with cauliflower!
Just cut the balls,
make them become Niagara falls.

Oh, my god, why am i doing this?! Singing, dancing?!
I feel like that disgusting guy from Canada, Justin Bieber…

So, the problem with capitalism is that it’s in the crisis from its very beginning.
From somewhere, I would say, late 18th century, there are prophets who claim capitalism is nearing its end.
It’s like that stupid bird Fenix, the more you, you know, it returns.
I got hungry, let’s grab something to eat!
What?! No meat?! Only for vegeterians ?!
Degenerates, degenaretes, they’ll all soon turn into monkeys.

I dont say let’s do nothing,
I say sometimes doing nothing is the most violent thing to do.
So cut the balls, just cut the balls!
And racism is also a problem,
so be like Kung Fu Panda – be white, black, asian
and cut the balls, just cut the balls!
They call me The Borat of Philosophy,
The Marx Brother and The Elvis of cultural theory.
Cut the crap and cut the balls, just cut the balls!

Hey, I am Slavoj Žižek!
No, I am Slavoj Žižek!
No, I am Slavoj Žižek,
Fuck that, whatever, let’s all be Slavoj Žižek!

Grab and pull the imaginary balls from the sky,
cut through the air and say bye, bye, bye.
Let’s join together, let’s fall in trance,
let’s dance The Perverted Dance™!

This stupid repetative mechanic music!
Stop it!

Thank you, thank you very much!

The problem is maybe not the big act “Cut the balls”,
but you make small changes and all of a sudden, balls are no longer there.
Those in power look down and say “Oh, where are my balls?”
and suddenly their voices get higher and so on and so on and so on.
I stand by my joke. The structure of the joke is that this so called progressive intelectual,
in order to score his small narcicistic point, oh, I dusted the balls,
totally ignores the suffering there and that’s the whole point of the joke.
So cut the balls, we need to cut the balls!

El Condor Passa: Grande Momento de Inspiração em Gaia

quarta-feira, junho 8th, 2016

xxxx

Leo Rojas – El Condor Passa

https://www.facebook.com/Maktub.Sol/videos/629577947158603/?pnref=story

Esta musica – O Condor Passa – me lembrou uma cena impressionante na selva amazônica. Primeiro, porque na solidão da selva quando tem estas grandes aves voando quase plainando acima durante o dia e a noite estrelada com muitas estrelas cadentes passando, sentimos sensações existenciais indescritíveis, e para um musico ou poeta, são grandes oportunidades de inspiração. Segundo porque, em certa ocasião tínhamos umas galinhas no terreiro em volta da tenda e certo dia ouvi-mo-las gritando e no céu um enorme pássaro voava. Ele ficou dias voando acima muito alto querendo pegar nossas galinhas e por isso deixamos uma rede de malhas na cerca para captura-lo. E num dia nosso guia e cozinheiro a quem chamavam de “Ceara’ ” , que na verdade era um índio com cabelos compridos ate’ as costas, estava na cozinha quando escutou a gritaria e viu o bicho agarrando uma galinha. Ele correu jogar a rede encima, outros correram ajudar e pegamos o bicho. Mas o bicho era muito grande e forte, ele agarrou e rasgou uma perna do Ceara’, que ficou de muletas e na ultima vez que o vi disse que sua perna estava secando, fininha. Levamos o bicho para a civilização e doamos para as autoridades que iam leva-lo para o zoológico e disseram que era um Gavião-Real. Fizemos uma jaula de madeira de 1 metro e meio de altura para prender o bicho e observa-lo. Era impressionante. Dois olhos negros como bolas maiores que os olhos humanos e seus dedos eram maiores e mais grossos que os meus. Penso que gavião-real e’ o nome amazonico, mas talvez seja o mesmo que condor ou águia para outros povos. E esta musica do Leo Rojas ( acho que e’ um equatoriano nativo descendente dos Incas), e’ inesquecível tambem.

A versão do link acima foi a melhor, no Facebook do Maktub, mas tem outras versões do Leo Rojas no Youtube que valem a pena ver. Talvez os links abaixo trabalhem:

blob:https%3A//www.youtube.com/31506a5d-8245-4ffb-bb71-7074f691f741

Porque Fui Preso: Agarrei o Maestro da Orquestra Crendo Ser a Entidade Abstrata dos Sistemas Naturais

domingo, março 27th, 2016

xxxx

A Natureza Universal trabalhou 13,7 bilhões de anos modelando uma arquitetura que hoje denominamos de pensamentos, mente, consciência. Se não abordarmos esta Historia Universal a bordo de outro fenômeno denominado de “identidade dos sistemas naturais”, e que pode ser visto como o maestro de uma orquestra, nunca vamos entende-la, e muitos continuarão a pensar que a mente e’ produto de magica, ou usar técnicas erradas que podem dar cadeia.

As sequencias de partes de um sistema natural podem ser comparadas com uma orquestra formada com instrumentos de sopro. Inicia-se o teste dos instrumentos com aquele que emite o som mais fino, a flauta, em seguida vem o instrumento com som um pouco mais “grosso, grave” e assim ate’ chegar no trombone como máximo som pesado, rouco.

Estes instrumentos estão na musica, eles são a musica em si. Mas não comporiam uma musica e ficariam todos emitindo sons desordenadamente se não houvesse um papel com símbolos e um maestro, que nada produzem de som na musica. A orquestra seria uma bagunça…

Image result for Orchestra

O maestro escreve suas regras, regulamentos num papel, e os músicos obedecem o que esta’ no papel e ao movimento de suas mãos. Para quem esta’ ouvindo, o maestro não deve significar nada, não deve fazer diferença alguma, pois nenhum som sai do maestro.

Assim e’ uma entidade de um sistema. Como seu cérebro e depois sua mente e’ a identidade do seu sistema/corpo. Ela e’ definida como o pacote de informações composto pela soma de todos as informações de todas as partes mais as informações originadas das relações entre as partes. Esse pacote de informações produz uma homeostase interna no sistema, a qual mantem o fluxo do sistema sob regras que resultam num equilíbrio final entre as partes.

E’ fácil perceber essa entidade no corpo/sistema humano, porem, pela logica, ela tem que existir em todos os sistemas naturais – de átomos a galaxias a células a bactérias… e arvores. Sim, porque sem uma identidade, não pode existir um sistema, principalmente porque as partes individuais tem a tendencia a serem dominantes das outras partes, e ou tendendo  `a inercia total, como parasitas das outras partes. E quando algo do mundo externo tenta invadir ou perturbar um sistema, ele não reagiria com repulsão, anti-corpos, ao menos não se afastaria. As partes não defenderiam o sistema. E nem mesmo o sistema teria se formado como tal.

Um problema que nos surge agora e’ a percepção de que, se todos os sistemas tem sua identidade, e nos não captamos nada dela, não a conhecemos, então não conhecemos de fato o sistema. Nem uma arvore.

E pensemos nos DNA. Temos ali um composto de átomos formando moléculas, tudo na forma de uma escada em caracol, com degraus. A grosso modo o DNA se resume a isso. Mas pelos efeitos que vemos emergindo do DNA, percebemos que alem da materialidade visível daquelas moléculas, tem um comando de instruções, invisível. Raios, o corpo humano tem, a célula tem, o DNA tem, então, o sistema solar tambem deve te-lo. Mas como? Onde? Quem e’? So pode ser uma identidade eletro-magnética, e dai’, seu aspecto gravitacional. Esta ela fotografada, desenhada, pela mecânica celeste de Newton?

Se a minha teoria geral da Matrix/DNA estiver correta, Newton revelou apenas parte dela. Existiria uma camada superficial de comandos no sentido de organização biológica da matéria, no sistema solar. E na galaxia. E nas arvores. E afetando nosso planeta. Nossa vida. Por isso vou continuar seguindo as pegadas agarrado com unhas e dentes nos calcanhares destas identidades de sistemas… ate’ desmascara-las um dia.

Sistema Solar Como era no Inicio

Sistema Solar Como era no Inicio

Mas um elemento que nos da’ uma boa pista para buscar, identificar, estas identidades, e’ o computador que construímos, dotado de hardware e software. Se construímos tal coisa foi porque ela já existia na natureza. Nos nunca criamos nada que nunca existiu no Universo, apenas imitamos o existente com outros materiais, noutras formas, mas o significado,  o sentido de existência, o mecanismo, e o processo…. não conseguimos tal magicas. Dotamos o computador de software levados pela intuição natural, imitando nossa cabeça com ferro, plastico, borracha, e pusemos na frente uns idiotas como eu que passam um dia inteiro olhando fixo para ele.

Morrí como unico seguidor do meu Blog

Morrí como unico seguidor do meu Blog

Assim como desde o Big Bang apenas um sistema natural existe dentro deste Universo e ele veio evoluindo e diversificando-se em formas, assim existe um software vindo desde o Big bang, sob evolução. Ele esta’ nos átomos, nas galaxias, na célula… e agora se torna auto-consciente dentro de nossas cabeças!!!

Este software dormia na nebulosa inicial de átomos, sonhava nas galaxias, começou a acordar nas plantas, a despertar nos animais e… esta ainda no estagio embrionário mas começando a se levantar no homem. Namaste… seja la’ o que isso queira dizer. Bem-vindo ao mundo dos acordados. De certa forma, todas as mulheres e homens já nascem grávidos, portando acima do pescoço este ovo carregando e gestando esse embrião de filho dos deuses.

Bonito poema, porem não nos esqueçamos que o assunto aqui e’ serio, temos que ficar agarrados com unhas e dentes nos calcanhares destas identidades… Por isso já fui preso algumas vezes, porque quando vejo uma orquestra tocando,…  não resisto, pulo no palco e agarro no casaco do maestro, gritando “Pessoal, este invisível eu peguei!”, e fico sendo arrastado ate’ os seguranças me tirarem dali…

Tina Tuner e ” Simply the best” Retocada numa Mensagem da Matrix/DNA

sábado, janeiro 16th, 2016

xxxx

Veja video em:… e depois retorne para ler o texto abaixo…

Tina Turner Simply The Best Live 1994

https://www.youtube.com/watch?v=6UsFjXF0GJg

AINDA IMPRESSIONADO COM ESSE SHOW, Mas imaginando essa musica num show com uma mensagem diferente. A cena seria o seguinte:

No palco silencioso entra um quarentão vestido de caçador da selva, como o Crocodilo Dundee daquele filme. Ele se dirige silenciosamente a uma mesa de som e projetor, o palco escurece, Na tela aparece uma cabana da selva, o Dundee chega tirando as armas, os bracos e corpo todo coberto de placas com botoes de controles e luzinhas coloridas acendendo ou apagando e ele pega o controle remoto e na parede aparecem varias copias dele tocando instrumentos, que e’ aquela batida de som inicial da musica. Em outra dela nais acima aparece ele e sua bicharada (um casal adulto de macacos vestidos como humanos, um macaco-filhote menor, uma cabrita, u, bode, um casal de cachorrinhos também vestidos, etc., e todos dançando imitando os passos de Michael Jackson.

Enquanto tudo isso projetado na parede ele liga o controle da TV onde esta passando um noticiário com a manchete: Terroristas Executaram a Madre Tereza!. E na cena aparece numa casa mulheres e crianças em volta da Madre quando chegam terroristas encapuzados, arrancam-na do meio das crianças e levam-na em pe parada contra uma parede. Cinco encapuzados apontam os fuzis contra ela enquanto as mulheres e crianças gritam tentando impedir o fuzilamento. Nisso, na cabana, Dundee levanta as mãos gritando ” Naão, não…” e joga a garrafa de cerveja na tv quebrando-a. Desesperado ele pega uma guitarra muito grande, dupla, sai da cabana, liga um pequeno foguete que trás nas costas e sai voando na direcao do pico de uma montanha próxima. Enquanto isso continua aparecendo na tela acima as copias del tocando os instrumentos e ao lado a dança com os bichos.

A montanha, de ferro, e’ pelada de vegetação no topo ( como e’ a Serra Pelada no Para’). Enquanto ele voa, aperta outro controle num braço e o topo da montanha se abre revelando uma plataforma onde tem vários equipamentos, como telescópio, campo de pouso para naves, e uma quadrado de piso envernizado rodeado por poderosas caixas de som.

Quando ele desce naquele piso começa a toca a guitarra, e cantando como Tina começa neste show. Mas a letra e’ diferente, algo enaltecendo os sonhos de esperança na humanidade suscitados por Madre Teresa. Sua voz alcança a civilização la fora e de repente as pessoas mudam seus movimentos. Todos aviões que estavam no ar voltam-se apontando todos numa mesma direcao de orbita em volta do planeta, outros sobem correndo, pessoas fincam cabos grossos no solo da Terra, carros e pessoas começam viram-se e apontam na mesma direcao de orbita dos aviões. Uma multidão de todas as partes do mundo se elevam acima do solo segurando os cabos, passando alguns aos aviões e quando tudo esta preparado, o palco se ilumina e o Dundee com uma voz rouca e muito forte como da Tina aparece no palco e entra com o refrão da musica:
Stopping the world!
She is the best!
We can’t lose her…

E ai ( lembro-me de uma cena num filme do Superman, quando ele gira o planeta ao contrario) tudo, aviões, carros, pessoas no ar, começam a mover-se puxando os cabos na direcao contraria de rotação da Terra. O planeta para e começa a girar lentamente ao contrario, no solo o tempo começa a retroceder, so objetos todos retrocedendo no tempo, Madre Tereza retorna no meio das crianças, uma multidão alvoroçada entre na caverna tirando ela e as crianças enquanto os terroristas saem correndo num tiroteio. La fora uma grande nave espera, Madre Tereza , as mulheres e crianças são embarcadas na plataforma da nave onde uma multidão, soldados estão todos ajoelhados e ela vai passando cumprimentando a todos.

Nisso a audiência vai ao delírio e todo mundo dançando e batendo palma, enquanto a letra da musica continua apelando ao papa que, mesmo que não sabemos se existem santos ou não, que ele canoniza Tereza porque nos a queremos como nossa santa.Com essa musica poderosa, todas estas cenas projetadas na parede ( Numa, Dundee e os bichos continuam dançando `a la Michael, noutra, a nave vai se retirando, noutra Dundee continua com a guitarra poderosa no alto da montanha, e no palco Dundee em pessoa cantando com a energia de Tina.

Bem,… minha impressão ao ver este show e; que ele esta muito bem organizado, todos os detalhes planejados. O musculosos corneteiro da o toque sexual exatamente quando Tina no palco também levanta as pernas num gesto sensual, a orquestra ‘e magnifica nos acordes certos nos momentos exatos. etc. Mas, estes shows feitos por essa mídia liderada por moguls da industria financeira exigem que tudo seja feito segundo a cartilha da melhor venda do produto apelando aos mais consumistas instintos d massa, como o apelo sexual, por exemplo. A letra da Tina também e’ um derivado sexual focalizando este aspecto e quem e’ o the best? Não poderia deixar de ser seu amante. So interessa a quem esta na faixa dos 15 aos 40 anos e principalmente `as meninas que so’ pensam em romances. Eu acho isso, este tema, muito egocêntrico e animalizado, prefiro uma mensagem que toque a nossa espiritualidade, uma mensagem contendo uma grande causa humana, centrada em todos os humanos, de crianças a idosos, e não apenas um casal e seu aspecto de relacionamento na idade entre os 15 40 anos. Assim o show aumentaria muito sua audiência, pois a mensagem seria apreciada por todo mundo.

Acho que perderam uma grande oportunidade de tornar este clip o mais visto no mundo… porque ele não tem uma mensagem que fria inclusive os evangélicos, os budistas, chorarem de emoção ao assisti-lo e sentir a mensagem que enaltece a paz, o amos universal e a esperança na Humanidade. Perderam a oportunidade, mais ela ainda esta ai, basta alguém mais humano aparecer como mogul da mídia e fazer um show tal como o roteiro dos meus sonhos descrito aqui.

(Obs: se alguém sabe e tiver tempo para traduzir este roteiro, poderíamos manda-lo para os sites de promotores, Hollywood, etc., e quem sabe, alguém resolveria faze-lo? Se eu ganhar na loteria, vou pedir e pagar a autorização do empresario da Tina e eu mesmo monto esse show))

xxx

Comentario publicado no video do Youtube:

https://www.youtube.com/watch?v=6UsFjXF0GJg

Louis Charles Morelli –  Jan – 16 – 2016

Imagine if this show had an inspiring message/ like the hope in the humanity! It would be the clip most seen in he world, because the message would be for everybody, and not limited to an audience from 15 to 40 years old still evolved in sexual romances. I have in my mind the plan for a whole different show, based in a supposition that Madre Tereza was being executed by five terrorists. The letter would be: Stop the world… she is the best… we can’t lose her, etc E then, humanity made the planet going to the opposite way, the time going back, people taking Tereza from the terrorists’ hands and so on. But in my scene, someone like Crocodile Dundee was in top of a mountain with a powerful guitar e animals in the jungle dancing like Michael Jackson, etc. I have wrote the whole show here: http://theuniversalmatrix.com/pt-br/artigos/?p=10246

Plantas produzindo…musica?! Veja Vídeo e a opinião da Matrix/DNA

segunda-feira, dezembro 31st, 2012

http://www.youtube.com/watch?feature=player_embedded&v=nXhhAXjKmIU#!

Singing Plants at Damanhur | Des plantes qui jouent de la musique

Se isto for real ( se os eletrodos estão realmente captando ondas de som emitidas por plantas), o som produzido imediatamente me lembra algo previsto na Teoria da Matrix/DNA, mas antes de explicar é preciso conhecer êste modêlo de ondas da Matrix.

Light - The Electric-Magnetic Spectrum by Matrix/DNA

Agora vamos ao som da musica. Repare que a musica é composta de partituras, ou seja, existe uma sequencia, um ritmo que se repete. O ritmo começa mais forte e vai se esvanecendo até chegar a um silêncio temporário, daí recomeça novo ciclo. Cada partitura tem alguma diferença com as outras, de maneira que nos parece, não existir uma partitura exatamente igual a outra.

Agora observe o grafico e situe o inicio de cada partitura em gamma-ray, alta vibração. À medida que avança o som vai enfraquecendo assim como a vibração no grafico acima vai diminuindo. No final de cada ciclo note como o som se fragmenta, assim como se fragmentam os cadaveres. Isto significaria que cada partitura é o enredo de um ciclo da vida, cada diferente periodo de vibração é uma das diferentes formas no ciclo da vida da planta.

Mas porque a planta emitiria isso? Ela não está fazendo isso porque é inteligente ou querendo revelar que existe, que tem uma história. Ela está ligada diretamente com uma estrêla pela fotossintese. A energia/luz da estrêla a está penetrando, passando por ela. E como sugere a fórmula da Matrix, cada pulsar, cada influxo de energia solar emite uma onda de luz que será igual à do grafico acima. Então, se é verdade que a musica está contando que existe o processo vital, que a planta é algo vivo, ao mesmo tempo o som está repetindo o que a onda de luz faz em todo o Universo: invade a matéria, anima-a com vibrações, mas separa a matéria em porções porque ela traz diferentes vibrações. Porem estas porções se conectam na mesma sequencia da sequencia das vibrações do grafico acima.

O DNA é composto por nucleotideos, cada bi-lateral par de nucleotideos é sua unidade fundamental de informação. Cada uma destas unidades é composta por seis elementos (4 bases e dois açucares laterais), cada elemento é o resultado material de cada frequencia de vibração. Exustem 7 tipos de frequencias da luz e apenas seis elementos no DNA, qial a explicação para diferença? observe a formula-software da matrix. A Função numero 5 é responsavel é um ramo lateral do circuito, responsavel pela reciclagem do sistema. Então essa função não aparece como som, mas é o elo entre dois ciclos, é o que produz a repetição de ciclos.  Então parece-me que  cada onda de luz solar perpassa o DNA tocando seus nucleotideos como os dedos de um pianista toca as teclas, as notas,  de um piano. A musica é “cantada” pela planta, os instrumentos são os building blocks do DNA de cada cédula da planta, mas a composição é da estrêla.

Será?!

Meditação com Musica pela Matrix/DNA

terça-feira, dezembro 20th, 2011

xxxx

Talvez um dia você vai me agradecer por ter lhe passado esta informação. Ouça a musica no vídeo abaixo. Mas depois, se tiveres tempo e inter6esse tente ler o texto que segue, o qual tenta explicar como entender a musica.

xxxx

xxxx

Para meditar por 10 ou 15 minutos eu prefiro a musica na forma dêste vídeo, que é diferente, mais apropriada. Mas se você quiser a musica completa e de graça pondo-a em seu computador para que o “repetir” fique automatico, no caso de meditações prolongadas, vá ao website:

http://www.fredericdelarue.com/

Veja o quadrinho “Musical Rapture”, clique em “download now”. Observe que no website tem um “radio” onde se lê “playing now”, o qual fica tocando outras musicas do Frederic. Se puder e interessar dê uma lida na “bio” do autor, no lado esquerdo da pagina. Frederic diz que aos 12 anos têve uma “morte clinica” e retornou vivo acreditando que existem seres super-naturais, coisa que só êle pode saber. Mas antes vá no quadradinho que diz “google translate” e escolha “Portuguese”.

Ouça Ave Maria por Jackie Evancho, a menina revelação do Top Idol:

Se você gosta desta história do Frederic DeLaRue sendo inspirado por anjos, você gostará de ouvir êste “anjo” cantando. Já ví e reví este video dezenas de vêzes pois acho que é um dos raros momentos que sinto orgulho da Humanidade, admiro como a Humanidade e a Evolução, quando extrai da Natureza o melhor que ela nos oferece, pode produzir uma obra assim onde tudo alcança a extrema perfeição!

xxxx

xxxx

Para entender a musica e o texto abaixo precisamos desta figura:

xxxx

xxxx

Se o resultado que obtive se repetir com outras pessoas, é possível que as ondas de som desta musica pode colocar suas células e corpo inteiro em harmonia funcional, corrigindo imperfeições que causam males fisicos/mentais. É composta de dois sons: um representa a vida do corpo fisico, o outro representa a existência da mente, ou auto-consciência. Esta musica não está aqui para ser julgada por seres humanos. Não se trata de dizer “gostei” ou “não gostei”, ou “é chata”, etc. Ela me foi recomendada por pessoas que admiro suas obras mas não as conheço, ouvi-a na primeira vez sem julga-la como recomendaram, e fiquei surprêso ao notar demasiados detalhes na musica coincidindo com a fórmula da Matrix/DNA. Mas tambem tenho notado alguns efeitos benéficos ao meu restado geral, físico e mental, ultimamente, talvez seja a musica. Então estou curioso, não sei se foi mera coincidência ou se a musica funciona mesmo, por isso preciso ver outras pessoas fazerem a experiência. Não costumo aconselhar ninguem a nada pois sei que sou um cego no mundo que nada sabe, mas ouvir esta musica não se tem nada a perder, por isso sei que não vou prejudicar ninguem.

Não está certo eu me intrometer entre você e a musica com minhas sugestões, o certo seria simplesmente coloca-la agora aqui, deixar você ouvir, e você decide o que ela significa, o que fazer com ela. Mas como todo humano tambem tenho meus defeitos, e nêste caso não consigo me conformar com a idéia que você vai largar a musica porque não vai captar algo muito especial nela que eu penso ter captado e assim vais perder uma grande oportunidade.

É essa crença – talvez minha estupidez – que me faz crer que tenho o direito de me intrometer entre você e esta musica, dando meus conselhos, porque acho que a musica tem potencial para render-lhe muitos mais beneficios do que simplesmente colocar suas células e corpo inteiro em harmonia funcional. Se você entende-la mentalmente, capta-la tambem a nivel mental, as ondas de som desta musica pode influenciar nas sinapses relacionadas a seus pensamentos, pode mudar estas sinapses pois são ondas interagindo entre si, corrigir certas conexões erradas em neuronios, fazer expressar neuronios benéficos que estão suprimidos ou calar outros inconvenientes, más lembranças, que estão se impondo… otimizar nossa inteligencia para enfrentar a vida diaria e entender a realidade do mundo e nossa existência nêle.

A fôrça mental desta musica é tanta, que chega em alguns momentos, a quem captar seus significados, mesmo estando imóvel, em transe quase hipnótico, começa a verter lagrimas pelos olhos: é a lavagem cerebral dos enganos acumulados na carga genética milenar, da cultura e da vida artificial, é um despertar para a verdadeira realidade e plenitude da nossa existência dessa realidade mundana tornada virtual devido os condicionamentos de nossa cultura simbólica, é a terapia mental sendo realizada. Antes de ouvi-la, por exemplo, quando ia trabalhar com um taxi em New York, tôda hora que um motorista me “fechava” o caminho, ou buzinava estridente atrás de mim, o sangue me subia à cabeça, meu primeiro impulso era partir atrás e brigar, e sempre em alguma coisa depois isto me fazia cometer êrros, prejudicando minha eficiência.

Depois, com a meditação e a musica ouvida antes de sair para o trabalho, ou antes de dormir na noite anterior, vejo o mundo diferente: tôda a matéria ao meu redor, seja a que constitui o asfalto, o metal dos carros, ou os corpos das pessoas, como aqueles motoristas, são partes de um todo ao qual eu pertenço, e eu sou êsse todo, êsse todo sou eu, portanto, as agressões que posso sofrer dessa matéria, são absorvidas com maior compreensão e tolerancia, são vistas como agressões minhas mesmo devido minha ignorancia e infantilidade perante o mundo, criadas pelo livre-arbitrio em épocas remotas em que fui um desastrado, meio maligno, na forma de meus ancestrais ( claro, quando as agressões são extremas, perco a compostura mental, fico brabo e… saio correndo!). Mas com isso, tornei-me muito mais calmo, sorridente e eficiente tanto no meu trabalho como em qualquer outra situação. Para mim basta êste beneficio obtido com essa musica para justificar o preço que pago em meu tempo util para ouvi-la, mesmo que às vêzes, sem vontade. É por isto que quero tentar fazer você experimenta-la tambem. Eu prefiro que você seja mais forte e sábio(a) que eu, pois assim, ao invés de eu estar interrompendo minha subida para lhe dar a mão e puxa-lo(a) para cima, você acelera minha subida me dando a mão. Competição é para os trouxas que sempre saem perdendo no final, ao menos, como parte da Humanidade. É por isto que vou me intrometer e dizer um pequeno paragrafo antes da musica, e um longo texto depois dela buscando trocar informações sôbre nossas conclusões. Mas ao ler-me, lembre-se que nada sei, não sou nenhum mestre espiritual, nem aquêles que me passaram a musica devem saber mais que nós, êles tambem nada tem de super-natural, creio, e as minhas crenças e as crenças dêles podem estarem tôdas erradas. Sua inteligência, e apenas ela, é quem pode orientar-te, ninguem mais. Então lá vai minha primeira opinião:

Esta musica é um remédio. E nem todo remédio tem sabor agradável, mas o resultado final geralmente é vantajoso para nós! Essa musica não é para você mental por enquanto, ela entra nas suas células, ela fala com suas células, e lembre-se as suas células são micro-seres que tem preferencias diferentes das preferencias humanas, esquisitas para nós, umas danças esquisitas, mas é esta sinfônia, esta orquestra, que faz suas células cantarolarem e dançarem saudavelmente. Ao menos é o que estou interpretando ao analisar esta musica sob o ponto de vista dos modêlos da Matrix/DNA.

Qualquer musica emite ondas de som que atravessam nossos corpos, assim como uma pessoa falando num celular à sua esquerda está enviando sua voz transformada em ondas que atravessam seu corpo sem você o perceber, e alcançam o celular da pessoa à sua direita. Ondas invisiveis, mas que podem derrubar um avião, ou entrar no seu cérebro e perturbar o funcionamento de seus circuitos, como estão alguns dizendo que o celular nos faz mal. E segundo sugere a fórmula da Matrix, tôda onda é um fenômeno que funciona como um sistema natural, num nível mais etéreo.

Pois lembre-se que seu corpo é um sistema natural, cujas partes são os órgãos e êstes são conectados pela corrente sanguinea ou pelos sinais energéticos através dos nervos. Os órgãos são sub-sistemas compostos de sistemas ainda menores, como o sistema celular. Seu corpo tem um trilhão de células, suas mesmas, mais 10 trilhões de células dos microorganismos que habitam seu corpo. E onde quero chegar te enchendo o saco com estas informações?

Sistema natural é o nome que damos a qualquer corpo ou objeto natural que tem a massa, a matéria organizada e funcionando. Existe uma fôrma natural como aquelas que usamos para fazer coelhinhos de chocolate, que quando é cheia com massa material, faz esta massa adquirir a forma e funcionalidade de um sistema. Ou então a fôrma desce de outro sistema, se intromete no meio da massa e monta um sistema. Esta fôrma é uma fórmula, que existe no Universo inteiro, foi ela quem montou ou modelou a matéria em sistemas atômicos, depois astronomicos, depois biológicos, depois sistemas celulares, e agora está montando o sistema da auto-consciência. É a Matrix/DNA, e parece ser a fórmula que a Natureza, ou algum Deus por trás dela, usa para criar as coisas dêste mundo. Creio que esta fórmula fluindo no Universo emite tambem ondas de sons… os quais foram imitados com nossos ainda rudimentares instrumentos musicais, nessa musica. Mas veja no final como tudo aqui faz sentido…

Esta fórmula parece ser emitida por algum Deus, ou algo alem do Universo, e na sua essência primeira – estamos descobrindo agora – ela surge nêste mundo material como vórtices, que emitem luz pura, natural. Tôda luz é emitida por uma fonte que pulsa e destas pulsações saem ondas esféricas, concêntricas, as quais inicialmente vibram com alta intensidade, mas à medida que vão se extendendo no espaço, se afastando da fonte emissora, vão tendo suas vibrações enfraquecidas. Acontece que nós humanos, com nossa inteligência, conseguimos fazer um aparelho que capta e registra a vida, o processo de um onda, que vemos numa tela na forma de uma linha serpenteando num grafico cartesiano. Chamamos o desenho final de um “espectro de onda”, o qual na verdade registrou as pegadas deixadas pelo avançar de um raio de luz. A linha serpenteante nos ensina que existe no inicio da onda uma forte vibração, e depois de sete tipos diferentes de vibrações, ela se desfaz, em partículas. Estes sete tipos de vibrações foram por nós denominados de raio X, raio ultravioleta, infra-vermelho, etc. Pois segure-se na cadeira agora para uma grande surpresa: as sete formas de vibração da luz natural expressam uma mensagem universal, são um código de uma fórmula, uma fôrça natural que imprime o ciclo vital na matéria! Ou seja:a vibração mais forte inicial faz a matéria se comportar como uma criança inquieta, energizada, a vibração mediana faz essa mesma matéria se tornar mais calma como um adulto, e as particulas finais de uma onda representam os fragmentos em que se decompõem os cadaveres!

Com a Evolução, vemos hoje êsse fenômeno de nossos corpos humanos rolando sob um ciclo vital, tendo nossa forma inicial, que foi uma mera massa chamada mórula, se transformando, apresentando-se como feto, depois um embrião, uma criança, um adulto… Estas formas de seu corpo foram criadas pelas formas da luz! Ou seja: um onda ou raio de luz pura, natural, tambem nasce como um bebê, cresce se propagando como uma criança vibrante de energia, amadurece como adulto mais calmo, e se desfaz em fragmentos, partículas, quando morre. Parece que o método que Deus ( ou seja lá qual for a fonte criadora da vida, eu só sei que eu não sei), utiliza para criar a Vida em todos os lugares é a emissão de um código na forma ondas de luz pura! E me parece que agora nós captamos o código!

A inteligência por trás dêste fenômeno natural é de uma engenharia extraordinária que me faz arrepiar todo quando penso nela, mas em síntese a coisa tôda é simples: a natureza pega uma massa, modela-a como uma esfera, aplica-lhe uma espécie de fermento que é a fórmula da Matrix, a massa esférica cresce, muda de forma várias v6ezes. Então a natureza faz no minimo mais seis bolotas como essa e repete o mesmo processo. Com estas formas tôdas povoando um espaço, a Natureza pega uma forma especifica de cada bolota e separa num lugar as sete formas diferentes. Ora, como uma forma se transformou na outra, existe uma força de atração entre duas formas consecutivas, um vinculo de conexão entre elas, assim como entre nós humanos, jovens tendem a se agruparem entre os de sua idade e forma, crianças com crianças, filósofos malucos com filósofos malucos, etc.. O resultado final é que as sete formas se alinham conectadas automaticamente, se curvam, ligam-se as duas pontas do circuito, o qual continua fluindo entre as formas… e assim a Natureza ( ou Deus) criou o primeiro sistema natural neste Universo, talvez tenha sido o átomo, ou antes, uma superparticula). A Evolução fêz o resto, e o resultado atual é por exemplo, êste sistema natural que aqui está apertando estas teclas, catando milho, que acha que é um filósofo, sabe que é meio maluco, (ou inteiro?), tentando convencer você que uma musica conta essa História Universal. Mas não acredite no que leu acima, esta é uma teoria, pois a academia escolar cientifica moderna acha que os sistemas naturais são organizados espontaneamente por acaso. Talvez êles estejam certos e eu errado, vendo chifre na cabeça de cavalos. Mas esta teoria não é bonita e faz sentido?

Se a teoria estiver certa, a primeira célula viva que surgiu nêste planeta foi montada segundo o processo de um ciclo vital, e a conexão entre seus elementos obedecem o circuito sistêmico do ciclo vital ( no mesmo modêlo simbiôntico de Margullis). Agora estamos chegando na explicação da importancia desta musica. As organelas de suas células estão organizadas na maneira de um circuito sistêmico que começa no núcleo como fonte emissora, passa pelos centríolos, vai para o ribossomo, passa para a mitocondria, pelo lisossoma, etc. Cada organela é uma das formas do ciclo vital, uma faz uma função na célula que é a mesma função do bebê humano no sistema social e familiar humano (perpetuação da espécie), outra faz o papel de jovem (curiosidade e aprendizagem da espécie), etc. Mas… muitas vêzes o circuito sistêmico é perturbado, ou por fôrças externas, ou por deficiência/excesso de certas substâncias, e se torna imperfeito, as organelas se tornam erradias, doentes, o corpo todo adoece. A célula já não funciona como a face perfeita da fórmula da Matrix. Mas… acredito que as ondas dessa musica exprimem a fórmula perfeita e por isso ela ajuda a corrigir estas perturbações, tentando restaurar o bom funcionamento do circuito. Entendeu agora? Impossível! Nem eu que já lido com isso a 30 anos entendí ainda, meu cerebrosinho é um nada perante a extrordinaria inteligência que sinto existir por trás disso tudo.

O autor do vídeo abaixo diz que a musica faz com que o poder natural que você tem como sistema evoluido (poder êste que geralmente é dispersado pelos seus diferentes estados emotivos e tem sido oprimido pela cultura virtual maquinada pelos dominantes) volte, retorne, a ser seu. Na linguagem da Matrix/DNA isto é traduzido por: as fôrças e eventos da vida mundana perturbam, torcem, desviam do fluxo, as fôrças da sua fórmula-Matrix, da Matrix divina dentro de você. Apenas um sistema funcionando perfeitamente pode ser forte para se impor às outras fôrças do mundo. A sua fórmula de poder tem um ritmo, a musica está no mesmo ritmo, portanto ela ajuda-o a recuperar e exercer seu poder.

Como disse acima, acho que a musica não é para ser julgada por nós humanos. Por exemplo, conhecí um cara ermitão esquisito, que dizia estar se comunicando mentalmente com uma civilização extra-terrestre super-evoluida, e até me convidou para o assistir em uma de suas “sessões”. Cada louco com sua mania, eu saí sem conclusão nenhuma. Mas estas pessoas às vêzes dizem coisas que nos faz pensar, pois elas tem uma certa lógica. Por exemplo, quando perguntei porque essa civilização não vem ajudar a espécie humana sofrida, êle disse que foi uma das primeiras perguntas que fêz, e sabe qual foi a resposta?

– “Se lhes desse-mos o poder para controlar a Natureza, uma das primeiras coisas que uns certos ambiciosos dentre vós fariam seria parar o Sol ao meio-dia, para poderem tramar 24 horas e obter mais dinheiro e poder. Nós poderíamos ajudar a espécie humana, mas os humanos não aceitam nossa ajuda, não a querem. Vamos dar um exemplo: pense nos leões. Você como humano é mais evoluido que os leões, e jamais conseguiria viver a vida animalesca dos leões, sem internet, pudim de chocolate, etc. Suponhamos que você pudesse acelerar a evolução dos leões para se tornarem como os humanos. Mas para isso leões teriam que começar a comer vegetais tambem, não poderiam mais matar vitimas e comê-las canibalmente. Certamente os leões recusariam sua ajuda, pois esta é a natureza dêles. Pois para que ajudassemos vocês a acelerarem sua evolução, voces teriam que recusar algumas coisas de sua natureza e isto lhes é inadmissivel. Por outro lado, se ajudassem os leôes a evitar algumas de suas mazelas, por exemplo, eliminando os carrapatos em seus corpos, os leões se estabilizariam numa maneira de vida e nunca evoluiriam, indo assim até que a mudança do planeta os extinguisse. Por isso não vamos ajudar os humanos a resolver suas mazelas atuais.”

E não é que isso faz sentido?! Por isso continuo a prestar atenção nêstes misticos e fazer-lhes perguntas. E a experimentar, praticar os conselhos que dão, as explicações que dão, como no caso desta musica que nos enviaram. Que dizem terem recebido de inteligências superiores porque a humanidade estaria passando por transformações nos niveis do dna e mental, transformações para melhor, merecidas por seus sacrificios nas gerações anteriores que trabalharam disciplinadamente, e portanto, meritória desta ajuda oportuna agora. A pessoa disse que ordenaram-lhe conseguir certos instrumentos musicais, dispo-los numa ordem numa sala, convocaram um “médium” chamado Frederic de la Rue, e eles a executaram, à distancia! Aqui não dou opinião, não acredito nem desacredito, cada qual que acredite no que preferir, o que me interessa é o fato real, a musica, para testa-la fazendo experiencias reais.

Eu interpreto a musica entendendo que ela conta a história de um ciclo vital. É a fórmula – que denominamos Matrix/DNA e que nêste website está representada como um diagrama de software – nascendo, fluindo com seu circuito, passando pelas fases da existência, que são as mesmas, seja do menor micro-organismo na Terra, ou do inteiro Cosmos. Quando, a certa altura, entra o som de um piano, é o ciclo alcançando a idade adulta, representa os pais na mesa na hora da refeição explicando e narrando a vida aos filhos, ou Deus tentando narrar os mistérios da existência, a nós. Quando mais tarde entra o som do violino representa a entrada na vida idosa, o som surdo da melancolia e saudades que uma pessoa velha sente na sua solidão, vendo a morte se aproximar… a qual é representada no som final, que vai se fragmentando até desaparecer. Mas é êste circuito, êste ritmo, o mesmo de qualquer processo saudavel ocorrendo em nosso corpo agora, seja o ciclo do sódio Nacl no ciclo de Krebs dentro de uma célula ou o nascimento de um pensamento num grupo de neuronios. Por isso, concordo com o texto em inglês no vídeo que diz: a musica possibilita ao corpo curar-se a si mesmo.

Observe que os humanos sempre estragam tudo o que é transcendente, sujando tudo com suas mãos, quando tentam fazer algo bom com o divino, que não conseguimos nunca reproduzir. Como acho que foi o caso da Biblia. Os receptores desta mensagem tentaram por a musica num video, com imagens, mas quais imagens? As divinas que a musica se relaciona? Não, as imagens que nossos pobres sentidos captam, limitadas à Terra, mas que julgaram serem apropriadas à musica. Porem, conforme eu ia assistindo o vídeo, fiquei impressionado com as imagens! No inicio, a pomba sendo sôlta pelas mãos, me pareceu a partida do meu espirito do reino espiritual, como um pombo-correio levando uma mensagem, uma missão a cumprir, sendo amparado nesta partida pelas mãos de um espirito maior, maior, e a pomba adentrando o espaço desconhecido significa nossa chegada e nascimento no mundo material. A partir daí cada imagem representa admiravelmente as fases do ciclo vital de nossa existência aqui, mas não posso explicar tudo pois seria um texto muito longo. A seguir aparece um pequeno passaro entre fôlhas espinhosas de cactus ou samambaias: é o espirito recem-nascido na Terra. como criança, curioa olhando tudo ao redor, a beleza e os espinhos sào os perigos; no final da musica o passaro já envelhecido está nuns galhos sêcos, sem folhas, quer dizer, a beleza imediata de antes deasaparece, mas o passaro agora observa curioso e sua atenção é atraída para os horizontes longinquos de uma beleza escura e misteriosa, como todos os humanos idosos inquirem o alem e seus mistérios. Ocorre que o ciclo vital de um ser humano é o mesmo processo do ciclo vital de uma célula ou um átomo do corpo, por isso a musica abrange tudo. Por isso minha sugestão é: na primeira vez, ouça a musica, sem se impacientar com a monotomia da musica no começo, assistindo as imagens. depois, esqueça as imagens. De preferencia, deite, relaxe todos os musculos, tente não pensar em nada, faça o esforço de afugentar da mente todas as preocupações atuais com a vida mundana, e ligue a musica. Não pense nem na musica, não se concentre nela, para não prejudicar sua terapia com seus julgamentos, não se concentre em nada, apenas respire e exista, imóvel. As ondas de som/luz da musica vão passar por dentro de seu corpo.

Mas isto acima é minha opinião mais a da pessoa (ou pessoas?) que enviou a musica. Não acredite em nada do que eu digo, nem eu acredito, são apenas nossas teorias, as quais continuarão a serem testadas perante os fatos reais. Ouça a musica novamente agora e elabore sua própria teoria. Depois, se tiveres tempo e disposição, leia nosso segundo texto abaixo. Ok?

Mas… somos seres humanos vivendo nesta face caótica da Natureza, somos filhos da necessidade e por isso não podemos ficar eternamente na solitária contemplação espiritual do mundo. Nossas necessidades nos pressionam a sair lá fora, onde um mundo imperfeito como uma placenta pobre para manter-nos como embriões mentais que ainda somos, nos aguarda. Como disse Dom Pedro na selva: “Aqui nesta vida és apenas um Homem, então lute e sobreviva como Homem!” Para sair lá fora preciso despir-me desta aura mágica espiritual obtida com a meditação, a musica enviada pelos Altos, a graça harmonica de Jackie, retornar àrealidade com os pés no chão e canalizar a energia obtida para a luta, a batalha, com determinação… mas com esperteza tambem, onde entra as técnicas de boa comunicação, os ap6elos corporais como sensualidade, mimica, etc. Para tanto, e enquanto me preparao para sair, deixo a tocar um video que para mim é de outro monstro sagrado vertendo energia por todos os poros: Mickael Jackson em “Dirty Diana”! Totalmente o oposto do que aconselhei acima, porem, funciona como um puxão de orelha energizante para sair animado e esfuziante de energia agressiva e enfrentar a batalha do trabalho lá fora:

xxxx

xxxx

Comentários extras da Matrix/DNA

Para ler, comparar com sua cosmovisão, pensar, corrigir, acrescentar… depois que retornares do mundo lá fora e tiveres um tempo de sobra…

Voltando a Rapture…

A imagem que tenho de Deus e da totalidade da existência pode ser explicada assim:

Num centro do mundo existe uma esfera, a mais luminosa possivel, mas que é como uma bolha contendo um ou dois cones, girando sõbre si mesmo, e rodeada por suas ondas de luz, seguidas por uma auréola material que é o nosso Universo, e que termina rodeada por uma espécie de dark matter infinita. Da base superior e larga do cone a espiral emite as ondas de luz, que saem como nuvens luminosas, se expandem, se quebram formando novas ondas, e isto vai enfraquecendo-as, até que a ultima onda enfraquecida bate contra a dark matter como a onda do mar encontra as rochas do continente. As ondas se quebram em particulas avermelhadas que se lançam para a frente e aqui começa o nosso Universo material. As particulas se tornam matéria e formam um anel circular, nós estamos no meio dêsse anel, dessa auréola avermelhada meio-escura em torno da esfera luminosa, e para todo lado que olhamos só vemos esta dimensão material. Esta matéria faz uma curva, continua avançando mas retornando por baixo das nuvens luminosas na direção da esfera central (ainda preciso fazer o desenho animado dessa imagem e anexa-lo aqui… alguem pode ajudar?).

À medida que avança, a matéria vai se desfazendo, se transformando em bolhas gasosas, e assim retornando no sentido inverso da Evolução, até entrar no cone central pela parte de baixo, o bico do funil. Essa matéria rarefeita se torna o alimento, o combustivel, que a esfera central, girando como uma fornalha, recicla e transforma nas ondas luminosas as quais são emitidas e assim perpetuando Deus e o mundo eternamente. Pensando bem, é a própria fórmula funcional da Matrix/DNA. No meio disso tudo existe uma consciência da existência do todo, que se expressa no ápice como a esfera lumonosa e vai se expandindo no meio das ondas e que se fragmenta em numero quase infinto de particulas de consciência, habitando as particulas materiais. Estas particulas estão sob evolução o que significa reunião em porções cada vez maiores, onde as porções de consciência cada vez maiores vão recobrando a noção de existir… e nós humanos, cada ser humano, é agora e aqui uma destas porções de consciência anexadas a porções das particulas que formam nossos corpos fisicos. Assim cada ser humano é uma espécie de gene que está construindo uma parte de um embrião final, onde todos os humanos com todas suas consciencias estarão reunidos num só corpo, e, passadas as atribulações da travessia na dimensão do anel material, êsse corpo resumindo tôda a Humanidade e possivelmente outras formas de Vida consciente no Universo, retorna a ser… Deus.

Esta imagem tem uma grande vantagem para a Humanidade: somos inspirados a ver todo ser humano como parte de nós mesmos, como co-trabalhadores ao nosso lado construindo nosso corpo futuro, portanto não é inteligente atrapalhar o caminho de nenhum ser humano, não é inteligente ser astuto, competidor e explorar a energia de outro ser humano, porque cada ser humano é um gene, o que significa que cada ser humano é uma mensagem unica, uma força unica indispensavel e inimitavel, a qual, se não cumprir sua missão, se não puder expressar a mensagem que traz em si, nós todos, nosso unico futuro corpo, poderá nascer com um aleijão. E ninguem em sã consciência quer nascer aleijado.

Esqueça todas as tentativas de mensagem de amor entre humanos: esta é a suprema significação e sintese que pode erigir o supremo amor entre a Humanidade e da Humanidade para a Natureza que a sustenta. Existe uma consciência infinita que conhece todas suas formas de existência, que “sabe” existir-mos porque somos ela agora, mas que não interfere em si própria, nada pode mudar no fluxo e ciclo eterno do vai e vem de ondas retornando como matéria. Pode isto sim, suas porções despertarem mais cêdo, desejarem crescer rápido como todo menino, acelerar nossa passagem pela auréola material e retornar o mais breve possivel ao supremo e prazeiroso estado de ondas de luz em seus mundos que desconhecemos daqui, e isto só se faz agregando-se as porções de consciências separadas aqui, ou seja, solidarizando-se fraternalmente com seus semelhantes. Por isso eu o (a) quero maior, mais sábio(a) e mais forte que sou e não vacilarei em ajuda-lo(a) sempre que puder em sua caminhada cumprindo sua missão. Quanto mais evoluído (a) estiveres significa menor atraso em minha evolução, pois ao invés de eu parar meu caminho, minha subida, para estender-lhe a mão e puxa-lo(a) para cima, você acima estenderá-me a mão acelerndo minha elevação. Aqui morrem tôdas as vaidades perniciosas, toda busca de poder sôbre semelhantes, tôda exibição e ambição de se aparecer huminhando os mais fracos. Acho que qualquer pessoa humana comum que caminha na rua sem chamar a atenção, dotada de cosmovisão semelhante, é muito mais inteligente, esperta e astuta que qualquer celebridade ou pessoa bilionaria bem-suscedcida nas tramas dos negócios que no final, apenas prejudicam a Humanidade como um todo e assim prejudicará elas mesmas.

O som de fundo, como se fôsse um chiado imitando a respiração, ou as ondas da maré que vai-e-vem, me lembra a radiação eletromagnética que captamos vindo do Cosmos e nos fêz acreditar na teoria do Big Bang. Imita o som do vai-e-vem das marés, das ondas que vão, se quebram, e das águas que retornam para o centro do oceano, porque assim são os universos que nascem, existem, e retornam à fonte que os gerou. O outro som, contínuo, executado pelo órgão, passa a sensação de como seria o som de uma consciência infinita se sentindo a si própria, ouvindo o som da existência de seu corpo, a qual se concentra num vórtice central, uma fonte emissora, e se expande junto com as ondas de luz, criando matéria, se refazendo na evolução da matéria. Talvez esta é a imagem que inteligências extra-terrestres mais evoluidas que nós tem hoje do que é Deus, ou ao menos, do que é o “tôdo”.

Ondas

A intuição humana tem “tocado” de longe e ainda primitivamente esta noção de um tôdo auto-reciclavel que existiria infinitamente, num tópico denominado “torus”. Talvez você saiba mais disso que eu, mas senão, veja algumas das produções desta intuição:

xxxx

Torus em simples rotação

xxxx

Torus como esfera e circulo concêntrico

xxxx

Torus dentro e fora

xxxx

Torus e o Buraco Negro

(clique na figura para ver a animação, mas se interessar veja mais em “The Dawn of Space and Time in a Selfconscious Quantum Universe” , em http://tonyb.freeyellow.com/index.html )

xxxx

Na sua dimensão, a minha consciência imagina, ou sente, que as ondas são de um oceano universal, de luz pura, e quando se quebram iniciando nova onda, se fragmentam em partículas, as quais se elevam como as espumas sôbre as ondas, levando consigo partículas da consciência, as quais vão constituir a matéria, os átomos, as estrêlas, os corpos humanos. A matéria sólida vai se desfazendo e fazendo o caminho da evolução que observamos, que é na realidade a involução, o caminho inverso das ondas, retornando à fonte central emissora (uma arquitetura de luz exuberante, indescritivel na linguagem humana), para realimenta-la com substância que é transformada na sua eterna emissão das ondas de luz. Cada onda inicia com alta vibração, vai se amenizando até se fragmentar. A vibração é o espectro da luz que se divide em sete frequências, em sete côres, e por isso a luz contem a fórmula do ciclo vital, a fórmula que achei apropriado chama-la de “Matrix/DNA”, que cria a Vida na matéria.

Sinta você sendo formado por estas partículas com infimas porções de consciência, que vem das ondas, as quais vem da fonte emissora central, as quais são a essência da arquitetura emissora, e para a qual retornas depois da matéria. Sinta o que és agora, uma parte do todo que é, ao mesmo tempo, o todo. Tente respirar em sintonia com os movimentos do som de fundo. A musica sugere o que é Deus, o que é você, o que fôste no passado, para o qual estás retornando. Sugere o que é e como sente a existência uma consciência pairando no infinito. A sugestão pode ser real ou pode ser uma grande fantasia, pode ser mera criação da mente humana… não importa… meditar ouvindo-a e sentindo tudo isso apenas com a mente por apenas 15 minutos… é a coisa mais saudável e inteligente que descobrí para suportar – com paz e uma “estranha mas agradável leveza de ser, existir” – esta vida árdua na matéria.

Eu nunca ví, toquei, ouví, nada que não seja material, natural. Racionalmente então eu devia ser materialista convicto. E o fato de ter encontrado a cosmovisão geral da Matrix/DNA – uma projeção das leis naturais e da matéria aqui e agora sôbre o Universo inteiro para calcular o que êle é, como foi sua História, demonstra que o raciocinio aplicado foi o mais fiel e exclusivista materialismo. Mas… não sei porque, não consigo ser materialista convicto. Então sou agnóstico… eu não sei… se existem outras dimensões… sei que meus sentidos sensóreos são muito limitados, meu cérebro muito pequenino para ter a pretensão de conhecer o Universo, os instrumentos cientificos provaram isso, então, pode ser que exista, pode ser que não, eu não acredito mas tambem não desacredito… eu não sei… Mas qualquer pista, qualquer indicio, não deixarei de investigar.

Foi devido a essa disposição para investigar que me sentei na pedra ao lado do meu amigo deitado no chão dentro de uma cabana na selva amazônica, para ouvi-lo. Dom Pedro era um velho indio de cabelos compridos tido como curandeiro e mestre na sua tribo que aparecera num hotel que eu estava em Porto Velho e se ofereceu como guia para uma entrada na Amazônia, território dos Jamanxins. Nos torna-mos bons amigos, ele foi comigo depois a Serra Pelada e viveu por algum tempo na minha casa. Dom Pedro era um indio estudante do mundo, a civilização dos brancos era para 6ele um objeto curioso de estudo, para o qual ele se ausentava da tribo por longos períodos. Tomava suas poções de raízes e ervas, algumas variações do que chamamos de Santo Daime, e ficava esquisito, em transe hipnótico, ausente do mundo, coisa que nunca imaginei ser do gôsto de nativos semi-selvagens. Mas êles produziram, por exemplo, a cultura e ciência dos maias e astecas, tinham seus deuses, seus espiritos, foram tão distantes nestas viagens da mente que alcançaram nocões de planetas distantes, como Niburu… não era para me admirar que Dom Pedro, o filho e herdeiro do xamã curandeiro da tribo, se ausentasse do mundo real, para viver no mundo de sua imaginação e falar com os seres de sua imaginação, pois tôda criança fala com seus amigos invisiveis. Olhava para minha costumeira papelada esparramada no chão e numa tábua rustica, de livros, calculos, fórmulas e desenhos (o método diferente que minha mente de branco materialista fazia as mesmas viagens mentais privadas no meio da matéria e do todo), com uma expressão facial de curiosidade, e um dia, apontando para uma pagina de um livro de Física das partículas, me perguntou:

– “O que é isso?”
– “Ahhh? … São uns diagramas, uns desenhos feitos por cientistas, sôbre como eles calculam que são os rastros deixados no espaço pelas menores particulas da matéria… dessa matéria do nosso corpo, das pedras…de tudo o mais.”
– “Eu vejo isso, sei o que é, quando entro no mundo dos espiritos…”
– “O senhor está brincando… he…he… não podes ver isto…”
– “Ok… você vai me hipnotizar como fêz da outra vez, me faz voltar ao nascimento, e me ouvir contar o que vejo, faz desenhos do que digo… será igual a êstes…”

E era! Foi uma das maiores surprêsas em minha vida. Eu não sou hipnotizador, mas tinha ouvido a descrição de um caso sôbre hipnotismo e como na selva temos tempo para tudo, e devido aos casos esquisitos que ví se passarem com Dom Pedro, um dia propus experimentar-mos uma sessão hipnótica de regressão mental ao utero materno, quando ele tomava suas poções, e o resultado me deixou impressionado. parece que na sua regressão êle ultrapassou o utero materno, passou pelo momento de sua concepção, e caiu em outra dimensão do mundo. Não vou descrever aqui o que aconteceu porque é muito extenso e não adianta… nem eu ainda cheguei a uma conclusão. Tenho pensado na ocorrência procurando entender como os neuronios produzem imagens do que não existe e nunca viu, e parece viver no meio destas imagens.

Os desenhos que fíz naquêle dia me deram mais tarde a inspiração ou idéia para resolver algumas brechas na fórmula da Matrix, no tocante à Função 1, que é a do buraco negro no espaço sideral, e do “sugar” na haste do DNA. Não que eu tenha preenchido o desconhecido na matéria com as imagens imaginadas por Dom Pedro, mas sim porque as imagens de Dom Pedro me fizeram lembrar coisas reais distantes da vista como as moléculas do DNA e conformações do espaço sideral e calcular alguns mecanismos que os cientistas sabem existir mas não sabem como explica-los ainda. Mas o desenho final do que relatava Dom Pedro resultou no quadro de algo parecido com duas serpentes enroladas entre si em espiral tendo esferas como sóis no meio delas, e como cabeça, um vórtice girante em torno do qual giravam as… particulas. Semi-vivas, parecendo lacraias, cada qual numa cor e com diferente numero de “perninhas”, voavam livremente no espaço até serem capturadas num daqueles vórtices, que, segundo Dom Pedro, existe no lugar do cortex… dentro de nossas cabeças, ou um pouco acima dela, pois segundo percebí, as coisas no espaço imaginario de Dom Pedro não tinham posição nítida. As surprêsas continuaram quando, mais tarde, notei que sem o saber haviamos desenhado exatamente a figura da aura tal como desenhada pelos misticos orientais, onde as duas serpentes vivas se tornam kundaline, a mesma sequência de côres, que é tambem a mesma sequência das côres do arco-íris. Suspeitei que a visão de arco-iris, com sua aura misteriosa, tinha embrulhado os sub-concientes de Dom Pedro e dos misticos orientais a 5 mil anos atrás, fazendo-os imaginar a aura.

Mas no desenho revelado por Dom Pedro havia um acréscimo à visão revelada pelos orientais, uma novidade: o vórtice no alto da aura. E as particulas. Quase caí da cadeira numa noite tempos depois quando uma lembrança e uma intuição me fêz trazer o desenho sôbre a mesa, olha-lo de vários angulos diferentes… e perceber que eu estava vendo um… DNA! As duas serpentes em espiral de Dom Pedro que se tornaram o kundaline dos misticos agora se tornavam as duas hastes do DNA. As esferas como sóis em sete cores diferentes de Dom Pedro que se tornaram os chacras dos misticos agora se tornavam no conjunto das bases nitrogenadas, como se guanina, timina, citosina, adenina, se juntavam nos espaços vazios entre as duas serpentes formando a imagem de um sol reluzente. Mas será então – me perguntei – que o cérebro dos antigos místicos lançavam flashes imaginarios do DNA que existiam no centro de seus neuronios à suas consciências? Mas como naquela época não se tinha a menor idéia da existência do DNA, e porque êles viam a coisa se mexendo, contorcendo, como algo vivo, e como tinham a tendencia para ver o sobrenatural em tudo… inventaram êsse negócio de aura? Mas e o vórtice de Dom Pedro? Em nada se parecia com a tal “coroa de sete pétalas” que os orientais colocaram no alto da cabeça. Os “intelectuais” de 5.000 anos atrás ainda não tinham um cortex tão desenvolvido como o dos nativos no século XX ?

Para resumir, um agnóstico mais tendente para materialista do que criacionista, ficou impressionado com aquilo tudo, porque eu tinha testemunhado a ocorrencia, pareceu-me que eu tinha tocado algo não perceptivel naturalmente. Perdí Dom Pedro, não foi mais possível continuar com as sessões. Hoje não acredito naquilo, parece que tudo foi um sonho, mas os desenhos ficaram…

Por via das duvidas, como tudo aquilo tinha uma lógica impressionante para um fllósofo formado em lógica formal, as particulas de Dom Pedro eram exatamente como as teorias dos fisicos, o DNA era fato comprovado… resolví prestar atenção ao que o desenho sugeria: mentalmente uma pessoa poderia captar do espaço à sua volta as particulas na cor de cada chacra, mentalmente poderia ordena-las no vórtice girante a seguirem uma trajetória, canalizadas dentro das duas serpentes, e insuflar cada chakra, desbloqueando raios bloqueados, renovando todos, o que resultaria num banho de saúde para o corpo. Quando voltei para a civilização, o trabalho estressante e o esforço intelectual nos estudos me causavam insônia, comecei a pensar em experimentar a meditação, me lembrei dos desenhos e… fiz a meditação.

Para minha surpresa não a terminei, dormí como uma pedra e no dia seguinte tinha uma energia, uma disposição, que me dava a sensação de que estava de bem com a vida. Claro que não poderia ter sido a meditação, tudo aquilo era uma tremenda fraqueza de um filósofo racionalista que têve uma decaída devido ao stress. Mas… na noite seguinte, a insônia de novo, a meditação de novo, e lá vai mais uma vez um filósofo decaído dormir como uma pedra. E no outro dia se mover tanto que parecia um mosquito elétrico.

“A coisa tôda não tem fundamento!” – minha Razão está sempre dizendo ao meu recem-nascido consciente, mas… em time que está ganhando, não se mexe. Fiquei 30 anos sem nunca precisar tomar um comprimido, médicos e hospitais e farmacias iriam à falência se precisassem de mim. na minha segunda volta à civilização, e direto para os Estados Unidos, voltei à carga materialista estressante do dia a dia, e a Matrix/DNA tem me conduzido a mais ceticismo em relação a coisas como aura, que parei de fazer a meditação. Bem, a um mês atrás caí doente e fui parar no hospital… Voltou a insônia… Mas eu não consigo fazer mais a meditação, parece-me que vivendo dia e noite apenas Ciências, desacreditei totalmente da possibilidade de existência de auras.

Agora por acaso, vendo meus e-mails e mensagens recebidas pela Internet, ouví uma musica… que me tocou de uma forma diferente, e achei que deve ser boa para uma meditação de 15 minutos. Pelo menos é um motivo para me esforçar e fazer a meditação novamente… Vou experimentar e mais tarde retorno aqui contando o resultado. Tenho os desenhos em papéis que estão no Brasil, é dificil para mim passa-los para o computador, mas eu acho que minha descrição acima, para quem já viu uma das milhões de imagens de auras que existe na Internet, e conhece a imagem do DNA, pode por si mesmo deduzir como são os desenhos. E por si mesmo perceber como é a técnica da meditação. Se porventura houverem muitos pedidos, posso fazer um esforço extra e tentar por os desenhos no computador.

Apenas mais um conselho, mas por favor, não conte a ninguem, pois eu teria vergonha de ter dado este conselho. Antes da meditação, reze o Pai Nosso tal como rezado por Cristo. Eu não sou crente, não acredito que Jesus tenha sido Deus ou algum extraterreste, até mesmo suspeito que êle não existiu, pode ser tudo mera invenção. Mas existe uma frase, a qual muito me agrada e nunca esquecí desde os tempos de criança quando ía à igreja católica obrigado por alguma tia ou avó, e a lí. É a seguinte:

“Minha familia? Quem é minha familia? Quem são meus irmãos e irmãs senão todos os irmãos e irmãs do mundo? Minha familia é a Sagrada Familia…”

E noutra ocasião lí em algum lugar que São francisco de Assis, se não me engano, estava prêso numa cela quando disse a alguem: “Esta familia… esta instituição humana, esta familia nuclear, em nome da qual, tanta hipocrisia, tantos horrores, e tanta escravidão se tem praticado no mundo…”

Eu me criei sem familia e tôda vez que batí na porta de uma familia procurando trabalho fiz o serviço dos escravos e recebí apenas o suficiente para comer e dormir…às vêzes ganhava uma roupa usada… Por isso entendí de chôfre o que São Francisco quis dizer, e o cara passou a ser meu herói, mesmo que maluco por ser crente.

Não sei e nem quero saber o que foi Jesus Cristo, se ele existiu ou não. Mas a maior frase já proferida nêste mundo, segundo o meu gôsto particular, veio ligada ao nome Jesus Cristo. Alguém disse aquela frase. Se não foi êle, foi o autor por trás dêle que o inventou. Então o sábio é o autor. Não importa. O que importa é a frase. Se ela fôsse dita pela primeira vêz hoje na minha frente, eu não ia querer nem saber quem é o cara, eu seguiria sua bandeira até o inferno! Quem disse, quem inventou essa frase tinha coração! Tinha a maior sabedoria de todos os tempos! Quem são meus irmãos… senão cada irmão nêsse mundo? É preciso ter peito, coragem para dizer isto. Carreia contra si o ódio de muita gente, aqueles que ainda dominados pelo gene egoísta familiar. Claro que nossa familia nuclear deve ser preservada, amada, merecendo a nossa morte em sua defeza. Mas não estamos aqui para parar nossa evolução intelectual na familia nuclear. Estamos aqui para sonhar, desejar e lutar para que essa familia nuclear se torne a Sagrada Familia Universal. A Humanidade Unida deve ser nossa suprema causa.

Então, esta frase veio unida a um nome: Jesus Cristo. É a frase mais sábia do mundo. Eu criei muitas frases bonitas e profundas que estão na cosmovisão da Matrix/DNA, mas nunca tive a sabedoria necessária para ser inspirado a criar essa frase. Então êsse Jesus Cristo foi um homem muito sábio, talvez o mais sábio do mundo. Se não foi êle, o mais sábio foi o autor por tras dêle. Mas o mesmo autor então teria sido o autor do Pai Nosso. Então o Pai Nosso, mesmo que eu não veja sentido algum naquêle texto de palavras, pode ser que contenha algo que eu, não sendo tão sábio, não tendo sido capaz de criar aquela frase, certamente porque não tenho no coração a mesma fôrça da causa suprema que tinha aquêle autor, a quem sigo sua bandeira sem discutir, sigo tambem essa oração sem discutir… É pura lógica, o cara foi o maior, foi o que melhor captou o supremo significado inteligente para a Humanidade, não tem como discutir suas produções.

Portanto você, como eu, não precisa acreditar em Jesus Cristo como alguem supernatural, não precisa entender a oração, não precisa acreditar nela. Simplesmente a faça antes da meditação, com o sinal da cruz e tudo o mais. Para mim parece que a meditação dava bons resultados, mas eu a fazia precedida por aquela oração. Em time que está ganhando não se mexe, mesmo que venham te dizer que apareceu um novo e melhor jogador do mundo… não troque nada no time que estiver ganhando. E o Pai Nosso era um dos jogadores da meditação, do time que estava ganhando, segundo me parece os 30 anos sem um comprimido sequer.

Ok. A seguir vai o link do YOUTUBE para ouvires a musica. Ouça deitado(a) na cama, com todos os musculos completamente relaxados, pense na imagem do desenho, e comece a ver as particulas voando livres ao seu redor… aplique a técnica. Se o fizer, por favor, no futuro deixe um comentário aqui, se surtiu ou não algum efeito…

xxxx

Outlook enviado ao autor:

Hay Frederic,

I am the author of a new theory ( The Universal Matrix/DNA of Natural Systems and Life’s Cycles) and only explaining it through my website, http://theuniversalmatrix.com

The music, Rapture, caused me great impression because it seems to translate by sound a complete vital cycle as suggested by the Matrix/DNA formula. Then, I put the music and wrote an article with interpretations from the Matrix/DNA point of view. I would appreciate very much if you try to read the article( unfortunately, in Portuguese) and communicating to me yours conclusions. Cheers… Louis.

xxxxx

Estado atual do artigo:

– pesquisando about “torus”, no Google

xxxx