Posts com Tags ‘mutacao’

“Mutação Genética” Está Para Cientistas Modernos como “Deus” Está Para Religiosos: Retardando o Avanço do Conhecimento

domingo, setembro | 7 | 2014

Cada vez mais encontramos explicações vindas do meio acadêmico para os eventos da evolução na simples e taxativa resposta: mutação genética. Em relação ao meio-ambiente, as mutações não acontecem todas por acaso, são meros resultados de convergências de forças e elementos naturais ao mesmo ponto no tempo/espaço. Em relação ao ser vivo em que ocorreu a mutação, ela foi produzida pelo acaso, ou seja, não foi produzida por um desejo, uma vontade, e uma direção do ser vivo.

Pergunte por exemplo a uma mente formada e treinada nas universidades, como e porque fêmeas répteis se transformaram em mamíferas.  Porque passaram do estado do “botar os ovos foras abandonando a prole à própria sorte”, para “o estado do manter os ovos dentro, aguentando a gravidez, nutrindo -os até o  nascimento da prole”.  Certamente esta mente vai trazer para mesa as evidencias que a Ciência tem. Temos aqui o fóssil e até uma analise da parte mole do organismo de um réptil botando os ovos fora. Temos aqui outro fóssil de um réptil com uma pequena mudança no formato dos “quadris”, indicando retardamento na abertura do canal por onde saem os ovos. E assim por diante, está racionalmente, incontestavelmente descrito como o evento todo, da transformação de réptil em mamífero ( na verdade a descrição se desdobra trazendo para a mesa fósseis de outros tipos, como animais aquáticos, pássaros, etc., mas isso não importa agora). Com essa descrição, e mais a evidencia trazida à mesa de que ocorrem mutações genéticas, encerra-se a questão. Como aconteceu tudo isso? Ora, os fósseis responderam. Porque aconteceu tudo isso? Ora, mutações genéticas responderam. Porque aconteceram estas mutações genéticas? Ora, existem as mudanças ou mutações no meio-ambiente. E porque existem mutações no meio ambiente? Devido ao livre fluir de simples fôrças físicas.

Eu respeito estas respostas. Elas fazem sentido racional e não tenho evidencias para refuta-las. Tenho argumentos racionais contra elas, mas não respaldados em provas. Poer exemplo, refuto que uma súbita mutação estreitando o canal da saída dos ovos iria manter ovos no meio de uma massa celular dentro do organismo que seria um incomodo e depois quando destes ovos brotassem os filhotes, eles iriam comer essa massa celular, e quiça o organismo, por dentro. jamais a seleção natural teria selecionado o ser alvo dessa mutação. Ao contrario, o organismo todo responderia com um esforço para expulsar os ovos, recuperando a antiga capacidade de abrir o canal. O animal seria totalmente contrario a essa mutação, todo seu esforço seria contra ela, e ela teria sido imposta de fora para dentro rompendo todos os bloqueios do organismo. Nunca vi outra situação semelhante.

Respeito as evidencias, porem, não gosto desta “visão do mundo”, que começa e termina no livre fluir das forças físicas. Não existem evidencias de que as forças universais são livres, ou estariam canalizadas para produzir um resultado ultimo, como em todo evento de reprodução, forças externas aos ovos já determinaram um caminho para as forças internas.  Bem… quando inseri aqui a palavra “gosto”, saímos do reino da Ciência e do mundo acadêmico moderno. O Universo não dá a minima para os gostos de um humano, não se deixa dirigir por eles. Mas tambem o Universo não deixaria livre suas forças só porque o pessoal do meio acadêmico “gosta” disso. E não gosto dessa visão de mundo tambem porque eu conheço uma outra visão de mundo que elas não conhecem, a qual penso que é mais racional. Na qual, as forças internas do Universo são canalizadas para um objetivo determinado pelas fôrças externas do Universo. Ou seja, eu apresento como evidencia um fato real, natural, provado e conhecido por todos – o que acontece com os ovos aqui e agora, para defender a minha interpretação do que acontece com o Universo, que nesse caso, funcionaria tambem como um ovo.

Não gosto tambem porque vejo nesse nome, nessa dupla de palavras criadas por humanos – mutações genéticas – o mesmo que sinto quando os misticos proferem a palavra criada tambem por eles – milagres supernaturais – e nesta outra dupla – fôrças físicas – o mesmo que sinto quando os misticos proferem a palavra “Deus”. A crença em Deus e milagres como resposta absoluta interrompeu, retardou o avanço do conhecimento sobre a Natureza por quase dois mil anos, e a crença no absolutismo das forças físicas e mutações genéticas deflagradas por elas está desviando a atenção do humano do real caminho a ser trilhado na busca de mais conhecimento da Natureza.

A minha interpretação do mundo se apóia nas mesmas evidencias trazidas à mesa pelo pensamento acadêmico moderno. Se apoia em mesmas leis e processos comprovados pela Física e pela Biologia. Apresento um modelo astronomico – certamente “teórico”, ainda – mostrando que antes de aparecerem répteis e mesmo a vida na Terra, o criador da vida na Terra, que foi o sistema a que ela pertence,  já tinha em si estas duas fases da evolução de todas as formas de sistemas naturais, estes dois processos – o dos ovos botados fora e o dos ovos mantido dentro. E já anda adiantado o modelo teórico sugerindo que isso acontecia já antes do aparecimento das galaxias, dentro dos sistemas atômicos que compunham a primordial nebulosa de átomos. E que as informações para os dois processos estão registradas no DNA desde seu aparecimento na Terra, localizadas na região chamada de “DNA-Lixo”.

Se a Natureza já fazia isto antes, para que iria precisar de mutações ao acaso para repeti-lo? Se algo ocorre mais que uma vez, não é mais acaso, existe um padrão por trás disso. Se as forças físicas repetem uma tarefa, coloca-se em duvida de que elas sejam realmente livres.

Mas… tenho que reconhecer que ei caí na mesma armadilha dos meus adversários de interpretações do mundo.  Se para uns a palavra Deus resolve tudo, para outros a crença de que “do Nada veio Tudo” resolve tudo, para mim a cada dia mais está crescendo uma odiada crença: a de que a Matrix resolve tudo. Certamente eu estou errado, em algum ponto na minha investigação cometi um erro de calculo, e tenho que procurar este erro antes que seja tarde demais, antes que a crença se apodere do meu raciocínio e minha racionalidade seja interrompida na sua evolução, como acontece com meus dois adversários. penas que eles não estão abrindo sua alma e trazendo-a para a mesa para tentarem se consertarem também ( para quem quiser uma explicação detalhada sobre como e porque o réptil se transformou em mamifero, sugiro dar uma olhada num artigo aqui neste website ” Como e porque um reptil se transformou em mamifero! – See more at:  http://theuniversalmatrix.com/pt-br/artigos/?p=10

Uma Maneira Fácil de Saber Uma Mutação Genética Causadora de uma Doença

quinta-feira, setembro | 4 | 2014

Produções naturais como o corpo humano, o código genético, a sincronizada órbita dos astros, etc., parecem-nos tão perfeitos que desconfiamos ser obra de alguma inteligencia superior. Mas doenças mortais  no corpo humano são causadas por um momento instantâneo de imperfeição que nos deixa inconformados. É o caso de uma mutação genética: como pode algo tão minusculo, tão insignificante, um evento que ocorre em milionésimos de segundos, torturar um ser humano até a morte? Claro que nossa imediata reação é pensar: se a causa é tão simples, tão minuscula, nós podemos vencê-la, elimina-la. Mas séculos de insistente esforço, trilhões de toneladas de energia humana investida, e ainda não conseguimos vencer esse evento tão absurdo (Veja como esse evento ocorre no video com link abaixo).

Agora com a nova Teoria da Matrix/DNA surge uma descoberta que pode ser explicada de maneira fácil de entender. Imagine se você visse um individuo que tivesse a metade da face de uma pessoa e a outra metade da face de outra pessoa. A metade esquerda da face é Marilyn Monroe e a outra direita é Madonna… Uma proposta de louco, não é? Mas é exatamente isso o que acontece numa mutação genética causadora de uma doença mortal.

Para entender facilmente, vamos trazer para cá a fórmula que a Natureza tem usado desde o inicio dos tempos para montar suas arquiteturas, tais como as faces humanas.

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Fórmula da Matrix/DNA no seu estado como sistema perfeito fechado, versão “diagrama de software”

Como está explicado em centenas de artigos neste website, esta fórmula originada de uma simples onda de luz natural, é o “template”, a fôrma, que modela a matéria, criando arquiteturas. A face humana, sendo uma arquitetura natural, tem que se encaixar nesta fórmula. Então vemos que a fórmula é dividida em duas partes, as quais são simétricas entre si, como são as duas meias-faces humanas. A boca e o nariz são F1, dois olhos são F3 e F5, duas orelhas são F2 e F7, e F4 será a testa alojando o cérebro, ou ainda uma divisão entre boca e nariz. ( lembre-se que a fórmula é plastica e tambem está sob evolução, ou seja, ela pode apresentar variações na aparencia  em novo ambiente e materiais inóspitos, mas as funções universais é o que interessa, e são sempre mantidas). A figura representa a Matrix no seu unico momento na História Natural Universal quando ela alcançou o estado de perfeição maxima, que foi quando ela construiu as primeiras galaxias originais: isto significa que a face humana já estava desenhada nas estrêlas desde as origens do Universo.

Mas essa é a face de todos os sistemas naturais, portanto é tambem a “face” dos nucleotideos, a unidade fundamental de informação no DNA, que em si é um sistema funcional completo.  Na dimensão dos nucleotideos acontecem os eventos das mutações que deflagram as doenças. Vamos trazer a figura para cá:

 

 

A unidade de informação do DNA é composta de 4 nucleotideos, conectados horizontal e verticalmente. Olhe para a figura acima, conte duas bolinhas alaranjadas, e separe-as mentalmente do resto: aí está um dos maiores mistérios deste mundo, uma unidade de informação, que é a Matrix encarnada. Veja o esforço de adaptação na evolução de uma arquitetura astronômica que foi feita no espaço sideral,onde tem a ausência gravitacional e apenas com os estados sólido e gasoso da matéria, sendo remodelada para as condições terrestres, com um estado a mais da matéria – o liquido – sujeito ao peso da força gravitacional, e note como a fórmula é flexível, plástica. Como um cone no céu, com uma abertura em baixo e outra em cima, para a passagem da matéria estelar, se remodelou na forma dos narizes para executar a mesma função sistêmica, tornando-se meio cone com os dois buracos lado a lado, mas também com o ar entrando e saindo, pois a função é a fôrça invisivel que nos interessa. Como mudou o método de triturar blocos de rochas estelares jogando uns contra os outros por fôrças magnéticas no espaço sideral, pelo método de triturar  matéria através de maxilares móveis e dentes. Afinal, foram 10 bilhões de anos de evolução entre a forma que estava a face cósmica no céu, e a forma da face humana que vemos hoje na Terra. Então, as duas moléculas de açúcar da haste esquerda são F1, as duas da face direita são F4, as 4 bases são as outras 4 F’s. O que pode ser mantido de forma da arquitetura ancestral é mantido nos descendentes, assim a forma espiral da galaxia se manteve na forma espiral das orelhas, o trabalho com a lus no céu feito pelas estrêlas se manteve nos receptores da luz na face humana, a íris dos olhos. E assim por diante.

Entenda que assim como existe a espécie humana composta hoje de 8 bilhões de indivíduos diferentes entre si, nucleotideos são tambem uma ‘” espécie”, nossa ancestral, a forma como estavam os seres vivos s 3 bilhões de anos atrás. O DNA seria a “Humanidade” dos nucleotideos, pois ele contem milhões ou bilhões de individuos da espécie dos nucleotideos, tambem cada qual diferenciado entre si. As diferenças entre indivíduos humanos é notável principalmente nos traços da face, assim devem ser os nucleotideos. Esta área é denominada em Ciências como SNP – Single Nucleotide Polymorphisms, ou seja, as muitas formas de nucleotídeos, onde está tambem a raiz de muitas doenças mortais, por isso estou tentando estudar esta área com muito carinho. Como define a Wikipedia, “The importance of SNPs comes from their ability to influence disease risk, drug efficacy and side-effects, tell you about your ancestry, and predict aspects of how you look and even act.”

Quando a Natureza produz um novo tipo de sistema natural, Ela começa por F1, com a energia em crescimento, produz primeiro a face esquerda, e daí a energia cai pela entropia, mas o fluxo de informação continua à frente, se encurvando para baixo, e produz a face direita, como cópia da esquerda ( observe isto na fórmula). Primeiro, na Terra, surgiu o RNA, que é apenas a metade esquerda da face, depois essa metade se duplicou e surgiu o DNA, a face completa. Porem…

Na fórmula a divisão e duplicação é feita por F5, cujo ponto na circunferência da meia-lua esquerda cai em cima do numero 1,618, o numero PHI, por isso encontram esse numero toda vez que descobrem uma destas incríveis simetrias que dota as coisas com a beleza. PHI é responsavel pela bi-lateral simetria, mas ele faz isso de forma muito simples, apenas reproduzindo o que já foi feito. Por não saberem disso levaram a coisa para o lado místico e cunharam adjetivos como “A Sagrada Simetria”, etc. No céu, quem executa a função de PHI  são os pulsares ao emitirem cometas, na célula é o elemento proteico ou enzimático ( me escapou o nome cientifico da coisa agora. Qual seu nome mesmo?), que passa ao longo da fita do DNA dividida e vai adicionando nucleotídeos simétricos aos já existentes ( veja bem isso no vídeo com link abaixo).

Por algum raio de causa desconhecida, na duplicação do DNA, o elemento duplicador erra ao pegar um nucleotideo simétrico e pega outro, e vai continuando seu trabalho sem notar o erro feito. Está aí a absurda ação, um evento ocorrido em milionésimos de segundos, que vai mais tarde levar um humano ao leito da morte! O resultado é uma meia face esquerda com uma aparência colada a outra meia face direita com outra aparência . Claro que isso não pode funcionar direito. No começo da nova vida a face deformada tenta sobreviver, mas  vão sendo tantos os desgastes de encaixe que num certo momento tudo emperra.

Preciso ainda investigar melhor este vento, sob a luz do conhecimento que nos tras a fórmula da Matrix/DNA. Pois existe no núcleo celular uma diferença de método de montagem da face em relação ao método que foi aplicado na galáxia e na origem do DNA. Naqueles, vemos claramente que a face direita é resultado mera continuada do fluir do fluxo de informação ao chegar em F4 e se dirigir a F6, e no nucleo celular as duas metades de face são montadas separadamente. Isto é facilmente notável em outras situações já observadas, pois sabemos que as unidades essenciais de informação da Matrix, que são os fótons de luz, ao emigrarem para um novo ambiente, juntam-se primeiro em pedaços, pacotes, e apenas depois se juntam os pedaços formando o todo. O que acontece com a desastrada enzima montadora é que parece às vezes que ela se embriaga e liga a metade de uma face com outra metade de outra face. sem observar a face grotesca resultante.

Claro que isso não pode ser obra de um “Inteligente Designer”. Mas tambem a Matrix/DNA tem derrubado todas as teorias de fenômenos naturais sendo produzidos exclusivamente pelo acaso dentro de sistemas naturais, então este erro tambem não deve ocorrer por acaso. Ele tem que ter uma causa racional. É esta que precisamos descobrir e salvar os seres humanos de uma vez por todas destas terríveis doenças mortais tradicionais, como o câncer, as diabetes, etc. Talvez o elemento duplicador esteja com defeito, mas aí vamos apenas transferir o problema: qual a causa do seu defeito? Na maioria das vezes, quando se pensava que um evento fora obra do acaso absoluto, a Matrix/DNA mostrou um elemento invisível que a Humanidade geralmente ignora, como agente da causa: um sistema natural superior na escala hierárquica, ou então, a identidade do sistema onde ocorre o defeito, que por algum motivo, está desregulada. A identidade do sistema “corpo humano” é a psique com seu cérebro. Sabemos que existe um complexo mecanismo de correções de erros na duplicação genética, e algo nos leva a supor que essa correção de erros foi desenvolvida pelo sistema e não pelos elementos genéticos. Algo pode estar desviando a atenção automática da entidade do sistema mantenedora deste mecanismo. Mas como disse, pode também a causa ser uma força externa vinda através do meio ambiente, o qual é criado e modelado e mantido por outro sistema, maior. Ou ainda. a causa ser uma força externa vinda de um sistema minusculo, menor… como os virus, as bactérias… Podem atacar o centro de confecção destes elementos de maneira que o mecanismo corretor perca o controle da qualidade.

Descobrimos agora uma nova maneira de ver o problema. Que nunca ninguem tinha visto por esta perspectiva. O resultado de uma mutação errada é um individuo da espécie dos nucleotídeos com a face deformada, e a tendencia desse individuo é ser um criminoso dentro da espécie, um terrorista, com enorme poder de fogo, pois muitas vezes ele vence a espécie inteira. Uma espécie de Frankenstein. Será que este também é criado por nós mesmos?

Link para o video:

DNA Mutation

https://www.youtube.com/watch?v=kp0esidDr-c 

xxxx

Meu comentario postado no Youtube: 

Louis Charles Morelli - 9:33 AM – September 04, 2014

Thanks, Mr Cong, great job for a better Humanity. There is a new way of interpretation about the point of mutation that can improve our knowledge about it.

Can you imagine a person with half face of Marilyn Monroe and half face of Saddam Hussein? This is the final “face” of a nucleotide with a error mutation. The fundamental unit of information of DNA has a “face” with the same configuration of human face ( of course, DNA is the designer of all faces). The method for building this face is making first, the left half. If evolution stops here, we have only RNA. But the goal of Nature was to reproduce the universal Matrix formula, which have a complete face. Then, starting with RNA, the left face was reproduced as the right side, and it calls DNA. But, these units of informations are complete working systems, then, the cause of this error must be about the system and not a local event by chance. ( A complete explanation can be read at Matrix/DNA website).

Evolucao: Simples Selecao de Mutacao Cega ou Simples Macro-Metamorfose do Sistema Natural Universal?

terça-feira, junho | 9 | 2009

(Voltar aqui e desenvolver esta tese que me ocorreu quando ia entrando na banheira, sai’ correndo pelado ainda e vim registra-la no computador para nao esquece-la para sempre. Parece muito importante.)

Topicos:

1) A larva se metamorfoseia em borboleta, rapidamente, num periodo curto para nos, tanto que podemos assistir todo o processo. Mas e se fossemos particulas vivendo apenas 17 bilionesimos de segundos? Todo aquele processo em que entram dezenas ou milhares de mecanismos produzindo sucessoes de centenas de eventos, para uma particula como observadora, cada pequenino detalhe ou evento teria ocorrido por acaso ou simples causacao por forcas fisicas e teria demorado milhoes de nossos anos para SE FIXAR COMO MUTACAO NUMA ESPECIE.

Agora, mudando de angulo de observacao, nos como humanos, cremos que as especies se transformam por mutacoes ao acaso ou causacao das forcas fisicas e registramos que uma mutacao pode ser selecionada e transferida para proximas geracoes, mas isto toma as vezes milhoes de anos para a mutacao se fixar definitivamente no DNA da especie. Porem, o ciclo vital de qualquer especie pode se contar nao apenas em milhoes, mas em bilhoes de anos (bacterias surgidas a 3 bilhoes de anos atras ainda existem, nao e’?), enquanto nosso metodo cientifico de observacao nao tem mais que mil anos, o que nao significa mais que um segundo num evento mutacional da especie.

2) desde que o Universo surgiu, tem existido um processo de macro-evolucao de apenas uma especie de organizacao da materia, uma especie que denomino “o sistema natural universal”. Este sistema pode muito bem ser uma especie que apresenta metamorfoses, como a larva se transformando em borboletas, e’ razoavelmente pensavel que uma “larva astronomica”, denominada LUCA, se transforme numa forma evoluida, denominada “sistema biologico”, cujo primeiro exemplar completo foi uma celula viva.

2) A transformacao de reptil em mamifero, o processo de forcar os ovos dentro ao inves de atira-los fora, se tornaria muito mais aceitavel e inteligivel se o vissemos como um evento de macro-metaforse da macro-evolucao.  

O Sistema Solar nao e’ um Sistema

quarta-feira, maio | 20 | 2009

Uma galinha com os pintinhos embaixo de suas asas. Aquilo e’ um sistema familiar?

Um sistema e’ formado por um nucleo e as partes. Tem que existir uma interacao, uma troca de quaisquer coisas, entre o nucleo e todos os elementos das partes. Num sistema as partes, alem de todas interagirem com o nucleo, elas tem que se interagirem entre si. cada uma cede coisas iguais ou diferentes a cada uma das outras, e recebe coisas iguais ou diferentes de todas as outras. Cada componente de um sistema executa uma funcao, unica e especifica, intransferivel, imprescindivel para o sistema inteiro funcionar. Cada elemento e’ a encarnacao de uma funcao universal.

Vamos agora ao sistema solar. O Sol cede energia e acomodacao estavel gravitaci0nal  a todas as partes. Cede tudo isso `a Terra. E o que a Terra cede em retorno? Qual a funcao da Terra no sistema? Em que a Terra interage com os outros planetas?

A  mamae Canguru cede energia na forma de leite, e a acomodacao de sua bolsa que acalenta os filhotes. E o que os filhotes cedem `a mamae canguru? Aquilo se parece com a familia humana? Poderiamos dizer que aquilo e’ um sistema familiar?

A analogia entre o sistema solar e a galinha com seus pintinhos, e a mamae canguru com seus filhotes, nao e’ fortuita, ao acaso. Esse fenomeno existe na Terra porque ‘e uma copia do ceu, e’ uma heranca genetica de LUCA. Tanto que aqui, na Teoria da Matriz, aquela definicao da Teoria Standard Nebular, de que “estrelas sao horrendas fornalhas nucleares” muda da agua para o vinho: “Estrelas sao maes atarefadas em amamentar os seus rebentos e mante-los acomodados e aquecidos debaixo de suas longas asas gravitacionais”. E isso e’ mentira?

Um sistema familiar real, completo, que funciona, tem que ter o nucleo e pelo menos mais cinco partes executando funcoes especificas universais. Portanto este sistema teria que ter: 

a) Um casal nuclear, encarnando a funcao recriadora, recicladora, e mantenedora;

b) Um “baby”, representando a funcao de garantia da perpetuacao da especie;

c) Uma crianca, garantindo a funcao de crescimento do individuo da especie;

d) Um adolescente, garantindo a afirmacao e assimilacao dos acrescimos de complexidade emergentes desde as atividades laborais e criadoras dos adultos e velhos, alem de servir da fase transicional para a funcao reprodutora;

e) O adulto de meia idade, encarnando a funcao mantenedora;

f) O idoso senil encarnando a funcao entropica para limpeza do sistema das partes exauridas em seu uso e atingidas em seu limite evolutivo;

A maioria das familias nao formam este sistema aberto perfeito, mas mesmo assim o sistema familiar deu seu salto evolutivo para o emergente sistema social porque, na soma de todas as familias-sistemas incompletos, todas as funcoes encontram formas que as representam.

Mas uma curiosa licao poderiamos tirar imaginando se o sistema familiar tivesse imitado fielmente o sistema fechado ancestral LUCA. Nesse caso o sistema seria fechado em si mesmo e se auto-reciclaria. Como fica? Desde a crianca ate’ o idoso senil nada mudaria, mas a setima funcao universal teria que se fazer presente constantemente, o que significaria que permanentemente o sistema teria que estar produzindo um cadaver… e tanto o casal nuclear como o “baby” estariam “comendo” esse cadaver. Assim o circuito do ciclo vital fluiria eternamente. Mas voces acham macabra e sem graca essa ideia de comer cadaveres?

Na verdade, todos os seres humanos sao canibais: eu, voce, a sua avo… Pois deixa-me supr que seu nome e’ Pedro, ou Maria, e estas com 40 anos de idade. Onde esta’ agora aquele garoto chamado Pedrinho que brincava nas ruas daquela cidade do interior? Onde esta’ a Mariazinha e cade suas bonecas? Vamos la’ naquela cidade agora, perguntar `a populacao o que foi feito do garoto, da garota. Vao dizer que nao existem mais. Mas entao cade seus corpos, ou ao menos, seus cadaveres? Enterrados em qual cemiterio? O garoto esta dentro de voce, foi consumido por voce. Para que a Maria de 40 anos existisse, teve que desaparecer a mariazinha de 10 anos. So’ existe um adulto se sumir uma crianca. Somos canibais, mas isto e’ inevitavel, a maldicao veio dos ceus. La’, todo individuo maior “come” o menor, ou o mais idoso come o menos idoso. Planetas desaparecem dentro de pulsares, pulsares desaparecem dentro de estrelas, etc. E os cadaveres desaparecem dentro do casal nuclear e o que sobra dele, vai para o baby.

Este mundo, quando analizado assim, a frio e nu, muda de cara. Muita coisa jamais imaginada existem debaixos de nossos olhos cegos que nao as ve. So’ mesmo LUCA vindo e esfregando estas verdades na nossa cara. Tal como essa de que o “sistema” solar nao e’ sistema coisa nenhuma. O primeiro sistema de verdade, real, que surgiu no mundo, foi o sistema biologico. Antes dele, atomos, estrelas, galaxias, nunca chegaram a constituir sistema, todos foram passos e formas significativas na grande obra da natureza que tinha por fim construir finalmente um sistema.  Tanto o sistema biologico e’ tao grande novidade na historia da macro evolucao universal, tao notavel foi a mutacao com ele ocorrida, que nos o denominamos “Vida” e o separamos do resto da evolucao do mundo. Mas fizemos isso porque nao conheciamos LUCA. Mutacoes notaveis sempre ocorreram, como a do sistema celular para os individuos multi-celulares, ou a dos repteis em mamiferos. Que mutacao notavel! E porque nao separamos os mamiferos do resto da evolucao dos animais?! 

Temos cometido muitos erros, a maioria devido a ilusao enganosa das aparencias. Vamos comecar a corrigi-los? Nao existe sistema solar. Quando muito poder-se-ia dizer que existem protos ou pre-sistemas estelares. Estes erros prejudicam e viciam a educacao dos estudantes.

Um verdadeiro

   


U.S.A: Copyright Washington n. 000998487/2001-02-20 | Brasil: Reg. Dir. Autorais - Brasília n. 106.158/11-12-1995 | Louis Charles Morelli