Posts Tagged ‘mutações’

Mutações no DNA são filmadas quando estão ocorrendo!

quinta-feira, março 15th, 2018

xxxx

https://www.youtube.com/watch?v=Vi38IqxkW68

Mutating DNA caught on film

http://www.sciencemag.org/news/2018/03/mutating-dna-caught-film

Mutações no DNA fazem células de tumores crescerem fora de controle, mas elas também geram variações que capacitam organismos a se adaptarem a seus ambientes e evoluírem.

Ate’ agora, biólogos tem tido somente rudes métodos para estimarem a razão media e efeitos das mutações. Mas em um novo estudo, biofísicos documentaram mutações individuais enquanto elas aconteceram nas células de bactérias.

Estas mudanças ocorrem na mesma razão no tempo – opostos a erupções ao acaso – e somente 1% são mutações mortais.

Todas bactérias de mesma especie parecem ter a mesma razão de mutações – cerca de uma mutação em cada 600 horas em bactérias normais, e cerca de 200 mutações por cada 600 horas em bactérias sintetizadas geneticamente e artificialmente para mutarem numa razão mais rápida.

( continuar lendo e traduzindo artigo)

“Mutação Genética” Está Para Cientistas Modernos como “Deus” Está Para Religiosos: Retardando o Avanço do Conhecimento

domingo, setembro 7th, 2014

Cada vez mais encontramos explicações vindas do meio acadêmico para os eventos da evolução na simples e taxativa resposta: mutação genética. Em relação ao meio-ambiente, as mutações não acontecem todas por acaso, são meros resultados de convergências de forças e elementos naturais ao mesmo ponto no tempo/espaço. Em relação ao ser vivo em que ocorreu a mutação, ela foi produzida pelo acaso, ou seja, não foi produzida por um desejo, uma vontade, e uma direção do ser vivo.

Pergunte por exemplo a uma mente formada e treinada nas universidades, como e porque fêmeas répteis se transformaram em mamíferas.  Porque passaram do estado do “botar os ovos foras abandonando a prole à própria sorte”, para “o estado do manter os ovos dentro, aguentando a gravidez, nutrindo -os até o  nascimento da prole”.  Certamente esta mente vai trazer para mesa as evidencias que a Ciência tem. Temos aqui o fóssil e até uma analise da parte mole do organismo de um réptil botando os ovos fora. Temos aqui outro fóssil de um réptil com uma pequena mudança no formato dos “quadris”, indicando retardamento na abertura do canal por onde saem os ovos. E assim por diante, está racionalmente, incontestavelmente descrito como o evento todo, da transformação de réptil em mamífero ( na verdade a descrição se desdobra trazendo para a mesa fósseis de outros tipos, como animais aquáticos, pássaros, etc., mas isso não importa agora). Com essa descrição, e mais a evidencia trazida à mesa de que ocorrem mutações genéticas, encerra-se a questão. Como aconteceu tudo isso? Ora, os fósseis responderam. Porque aconteceu tudo isso? Ora, mutações genéticas responderam. Porque aconteceram estas mutações genéticas? Ora, existem as mudanças ou mutações no meio-ambiente. E porque existem mutações no meio ambiente? Devido ao livre fluir de simples fôrças físicas.

Eu respeito estas respostas. Elas fazem sentido racional e não tenho evidencias para refuta-las. Tenho argumentos racionais contra elas, mas não respaldados em provas. Poer exemplo, refuto que uma súbita mutação estreitando o canal da saída dos ovos iria manter ovos no meio de uma massa celular dentro do organismo que seria um incomodo e depois quando destes ovos brotassem os filhotes, eles iriam comer essa massa celular, e quiça o organismo, por dentro. jamais a seleção natural teria selecionado o ser alvo dessa mutação. Ao contrario, o organismo todo responderia com um esforço para expulsar os ovos, recuperando a antiga capacidade de abrir o canal. O animal seria totalmente contrario a essa mutação, todo seu esforço seria contra ela, e ela teria sido imposta de fora para dentro rompendo todos os bloqueios do organismo. Nunca vi outra situação semelhante.

Respeito as evidencias, porem, não gosto desta “visão do mundo”, que começa e termina no livre fluir das forças físicas. Não existem evidencias de que as forças universais são livres, ou estariam canalizadas para produzir um resultado ultimo, como em todo evento de reprodução, forças externas aos ovos já determinaram um caminho para as forças internas.  Bem… quando inseri aqui a palavra “gosto”, saímos do reino da Ciência e do mundo acadêmico moderno. O Universo não dá a minima para os gostos de um humano, não se deixa dirigir por eles. Mas tambem o Universo não deixaria livre suas forças só porque o pessoal do meio acadêmico “gosta” disso. E não gosto dessa visão de mundo tambem porque eu conheço uma outra visão de mundo que elas não conhecem, a qual penso que é mais racional. Na qual, as forças internas do Universo são canalizadas para um objetivo determinado pelas fôrças externas do Universo. Ou seja, eu apresento como evidencia um fato real, natural, provado e conhecido por todos – o que acontece com os ovos aqui e agora, para defender a minha interpretação do que acontece com o Universo, que nesse caso, funcionaria tambem como um ovo.

Não gosto tambem porque vejo nesse nome, nessa dupla de palavras criadas por humanos – mutações genéticas – o mesmo que sinto quando os misticos proferem a palavra criada tambem por eles – milagres supernaturais – e nesta outra dupla – fôrças físicas – o mesmo que sinto quando os misticos proferem a palavra “Deus”. A crença em Deus e milagres como resposta absoluta interrompeu, retardou o avanço do conhecimento sobre a Natureza por quase dois mil anos, e a crença no absolutismo das forças físicas e mutações genéticas deflagradas por elas está desviando a atenção do humano do real caminho a ser trilhado na busca de mais conhecimento da Natureza.

A minha interpretação do mundo se apóia nas mesmas evidencias trazidas à mesa pelo pensamento acadêmico moderno. Se apoia em mesmas leis e processos comprovados pela Física e pela Biologia. Apresento um modelo astronomico – certamente “teórico”, ainda – mostrando que antes de aparecerem répteis e mesmo a vida na Terra, o criador da vida na Terra, que foi o sistema a que ela pertence,  já tinha em si estas duas fases da evolução de todas as formas de sistemas naturais, estes dois processos – o dos ovos botados fora e o dos ovos mantido dentro. E já anda adiantado o modelo teórico sugerindo que isso acontecia já antes do aparecimento das galaxias, dentro dos sistemas atômicos que compunham a primordial nebulosa de átomos. E que as informações para os dois processos estão registradas no DNA desde seu aparecimento na Terra, localizadas na região chamada de “DNA-Lixo”.

Se a Natureza já fazia isto antes, para que iria precisar de mutações ao acaso para repeti-lo? Se algo ocorre mais que uma vez, não é mais acaso, existe um padrão por trás disso. Se as forças físicas repetem uma tarefa, coloca-se em duvida de que elas sejam realmente livres.

Mas… tenho que reconhecer que ei caí na mesma armadilha dos meus adversários de interpretações do mundo.  Se para uns a palavra Deus resolve tudo, para outros a crença de que “do Nada veio Tudo” resolve tudo, para mim a cada dia mais está crescendo uma odiada crença: a de que a Matrix resolve tudo. Certamente eu estou errado, em algum ponto na minha investigação cometi um erro de calculo, e tenho que procurar este erro antes que seja tarde demais, antes que a crença se apodere do meu raciocínio e minha racionalidade seja interrompida na sua evolução, como acontece com meus dois adversários. penas que eles não estão abrindo sua alma e trazendo-a para a mesa para tentarem se consertarem também ( para quem quiser uma explicação detalhada sobre como e porque o réptil se transformou em mamifero, sugiro dar uma olhada num artigo aqui neste website ” Como e porque um reptil se transformou em mamifero! – See more at:  http://theuniversalmatrix.com/pt-br/artigos/?p=10