Posts Tagged ‘Natureza’

Plantas carnívoras. Vídeo. Horrores da Natureza Universal. O Estupido Design

sábado, outubro 6th, 2018

xxxx

Não esquecer que tanto estes insetos que estas plantas carnívoras possuem copias do mesmo DNA universal. A grande questão é: como e porque a Matrix/DNA luta tanto para construir e ao mesmo tempo tem em si a tendencia em construir a força da destruição do que ela mesmo constrói…

Como e porque algo produz-se com o prazer de comer-se a si mesmo…

Qual a logica no prazer de ser torturado voluntariamente….

https://www.facebook.com/buzzfeedtruefacts/videos/2102315806681192/?t=80

Os politicos bilionários do Brasil e seus parentescos na selva dos irracionais

terça-feira, setembro 18th, 2018

xxxx

Estes são os 8 políticos mais ricos do Brasil e aqui está a origem de suas fortunas

https://spotniks.com/estes-sao-os-8-politicos-mais-ricos-do-brasil-e-aqui-esta-origem-de-suas-fortunas/

Meu comentario postado no artigo em 18/09/2018:

Nao adianta nada se indignar e nem mesmo informar estas aberrações, a causa e a solução estão além da capacidade humana. A Natureza desenhou na Terra a biosfera adequada para a existência do grande predador, do médio, e da presa. Eu vivi na selva amazônica estudando este fenômeno ao mesmo tempo que estudava física, química, evolução, buscando entender este tema que me interessava mais que tudo, porque ele torna esta minha vida num inferno,  e a resposta a minha suprema questão: ” Porque?!
Todos os sistemas sociais criados por humanos até hoje ( seja monarquia, capitalismo, socialismo), sempre foram modelados por estes instintos herdados dos animais. Todos sempre imitaram as regras da selva, se dividindo em classe da alta predação, classe de media predação e a classe baixa dos servos. O que significa que não foi apenas para plantas e animais irracionais que a Natureza fez isto, mas ja inserindo o primata racional no esquema. Na Física, ou seja, antes desta biosfera, desde o Big Bang o poder sempre foi dividido entre energia e massa, nao encontrei ali nada exercendo a função de médio predador, ou classe média. Porque o dualismo de 10 bilhões de anos se abriu para uma tríade com o advento dos sistemas biológicos, é a grande questão. Parece até que existe um plano com uma promessa de que aqui se desenvolve um projeto para a transcendência da humanidade numa forma superior, pois esta alternativa do meio termo nas composições tripartites sempre significa um produto evolucionariamente mais evoluído resultante dos conflitos ou fusão dos opostos no dualismo. Seja como for, penso que ja existem humanos que se auto-exorcizaram destes tres instintos e compreenderam que este seria o caminho para evitar a extinção da espécie e salvar-se para a transcendência. 
A maior e única missão a por toda a energia de sua vida seria no sentido de estimular a que cada humano se auto-motivasse ao exorcismo. Tenho tentado isso e ao invés de algum bom resultado tenho produzido apenas ouvidos surdos e ódio contra mim, ao lembrar a humanos descendentes dos nobres Adão e Eva que eles são na realidade descendentes dos primatas selvagens. Mas vou continuar porque vejo um bom agouro nesse ódio: é uma forte emoção, e forte emoção cala fundo, fica ribombando na psique – “O cara diz que se apropriar das cotas de terras dos outros, e do produto do trabalho que não fiz com minhas próprias mãos é agir como animal predador…ora, ora,..” – ou ” o cara diz que não agir porque tem bom pasto e água fresca mas sabe que existe assim para ser comido, e ainda gerando mais bezerros para serem comidos, ao invés de agir arrebentando a cerca de arame é agir como vaca,…ora, ora..”. Todos me odeiam, mas fazer o que? Primeiro atuo como exorcizado, não aceitando trabalhar como patrão nem empregado, e sim procurando socios, senao encontro, volto para a selva. Enquanto aqui fico mandando e-mails, bilhetinhos, gritando nas conferencias destes predadores citados no artigo com a pergunta: ” Enquanto você comemora suas vitórias nesta carnificina, você não fica incomodado ao sentir seu cheiro repugnante de animal predador? Em cada centavo ganho você limpa seu bigode do sangue e a sua limpa o batom?” Querem e procuram me matar de ódio, porém como eu disse, não me interessa mesmo continuar vivo para viver esta vida amaldiçoada sem ao menos saber que existe uma esperança porque eu e mais alguns estamos lutando para transformar a maldição em benção… Todos os sistemas nossos ancestrais – de átomos a galáxias – produziram suas transcendências e com o sistema humano também é possível.

Analise da Matrix/DNA sobre o atentado a Bolsonaro

sexta-feira, setembro 7th, 2018

xxxx

Caso Bolsonaro:
– no imaginário humano, a Bíblia vermelha (no discurso de Adélio) contra a Bíblia Negra (no discurso do pastor da turma do Bolsonaro), ambas do Velho Testamento, deixando a Bíblia branca (Jesus Cristo e Novo Testamento) de fora; .

– na realidade física natural dos humanos, é a guerra pelas posses materiais, estimulada pelos instintos animalizados.

O perdedor Adélio, na miséria e totalmente acuado, cheio de ódio natural e imaginário, ao invés de submeter-se passivamente e cair, prefere dar a ultima patada e morrer torturado.

Mas isso aqui é papo de filósofos naturalistas (enojados por estas inversões de valores, as quais causam estes horrorosos atos de carnificina violenta)…,

ninguém mais vai entender nada… porque nada querem entender da Natureza real e como Ela funciona, quais seus desígnios sutis, mesmo que Suas forças atuem a nível inclusive de mutações genéticas como no caso Adélio e através do mercado humano, ignorando o imaginário humano, e fluindo através da guerra humana pelas posses materiais.

No final, somos todos débeis, com nossos deuses ou sem eles, Ela impõe seu desígnio, como este Seu atual investimento em exorcizar do cérebro humano os instintos de leões, hienas e ovelhas. Infelizmente para humanos analfabetos em Natureza, Ela aplica estas cirurgias corretoras dolorosas, como as que estão sofrendo agora o Adélio e o Bolsonaro

( publicado no Facebook em set, 09, 18)

Meu nome é Natureza. O que sou? Porque sou toda errada assim, que me torturo a mim mesma? Alem de Mim só existe mais Um: o Mundo. Quem, o que e’ o Mundo? Porque sou incapaz de responder estas questões?!

domingo, agosto 26th, 2018

xxxx

Eu não penso mais como um ser humano. Eu me vejo estendido, o meu corpo é – quando imagino me olhando de fora para dentro, a partir do macro, acima de todas as galáxias – este super-aglomerado de aglomerados com 100 trilhões de galáxias. Neste momento, aqui e agora, apenas sei que tenho este corpo gigantesco, aqui e agora não tenho consciência se estendendo a todo este corpo, tenho a impressão que toda essa grandeza é meramente inerte, sem sentido racional.

E quando imagino me olhando de dentro para fora, a partir do micro – tenho início e origens como uma substância quântica revolta, vibrante, parecida com um borbulhar de espumas na superfície de um oceano. ‘As vezes penso que esta substância que esconde o segredo do espaço vazio em que se torna toda minha matéria, é a minha pele universal, uma membrana que me separa de todo o resto, o qual deve ser o Mundo, ou, outras naturezas.

E quando imagino me olhando desde o meu centro, para cima e para baixo, para norte e para sul, apenas aqui e agora tenho um lampejo de muito débil consciência, vejo esta matéria e energia toda dispersa produzindo em seu meio estes objetos muito complexos, ditos “sistemas vivos”, uma complexidade que não sei de onde me apareceu. Nestes objetos e apenas num deles, consigo ter consciência nebulosa de minha atual existência, mas uma consciência nebulosa porque não sei da minha origem nem do meu destino. Quem deve ter esta resposta, porque deve ser maior que Eu, e mais antigo que Eu, é o Mundo, mas estou dentro deste, como as bilhões de bactérias individualizadas com vida própria existem dentro de um corpo humano sem saber onde existem, sem saberem que existe um corpo humano. Eu, Natureza, como uma destas bactérias, não consigo me comunicar com o Mundo, não consigo vê-Lo, e Ele não quer falar comigo, assim como os corpos humanos ignoram suas bactérias internas que constituem-nos. Mas tenho que resolver isto, porque…

O meu corpo é fora do meu controle. Tenho  a maior parte do meu corpo, inerte, adormecida, não sei porque esta parte existe, para que, o que está fazendo dentro do Mundo. Outra menor porém grande parte está em estado de caos, com minhas forças nesta situação fora de meu controle, agredindo, torturando, a mim própria! Isto não faz sentido!

Outra parte de Mim, muito menor, quase desprezível, está sentindo prazer na existência. Isto quando sou uma flor em confortante e aconchegante seara. Ou quando sou um animal, mesmo um humano com considerável poder, no ambiente que me rodeia, mas agindo como predador de todas as outras minhas partes, inclusive de outros seres humanos. Porque neste estado posso controlar, manipular, algumas de minhas forças, e claro, o faço na intenção de me dar prazer na existência. Mas a minha maior parte constituída de animais, plantas e corpos humanos não tem poder algum, estou sendo agredida, ferida, torturada nestas partes, e o pior, torturando com minhas próprias forças, minhas próprias substâncias! Me vejo, por exemplo, como tenho partes soltas dentro do Meu corpo, escravizando, torturando outras partes iguais, de mesma espécie, também soltas dentro do meu corpo! Que absurdo sou Eu!!!

Sometimes I think that I don’t appreciate myself! E isto não é logico, não é racional, não pode ser da minha vontade, não pode ter sido Eu que criei isso, essa odiosa dualidade que existe em Mim, então…

Só resta a alternativa racional que isto está Me sendo imposto de fora para dentro, e a única alternativa que posso pensar é que isto é ato do Mundo. Mas o que é o Mundo, o que Ele quer de mim, o que Ele está tirando, aproveitando, de Mim?

Quando penso que existe apenas Eu e o Mundo, já estou me referindo a uma dualidade, estou afirmando que existe a dualidade acima e antes de Mim. Essa dualidade penetrou, invadiu meu corpo todo. Tenho dentro de Mim o meu bem e o meu mal, mas não tenho o que deveria resultar da fusão entre estes dois, que seria a SABEDORIA. E todo meu desprazer, minha tristeza, minhas torturas, são causadas pela dualidade que existe e constitui meu corpo total.

Dualidade. O eterno, presente, constante, odiável, dualismo. Esta é a segunda suprema questão para Mim. O que é, de onde veio, porque existe o dualismo? Em algumas partes dentro do meu corpo sou extremamente quente, noutras partes, extremamente fria! Em algumas partes quero ser patrão, mesmo que nenhuma de minhas partes quer ser empregado. Mas não controlo minha força que atua como patrão e assim torturo-me a Mim mesma! Como sou louca!

E porque sou feita sem a força para me auto-controlar de maneira que Eu seja toda e apenas prazer de existir?! O Mundo me nega isso, então é meu inimigo mortal. Tenho que declarar guerra, estar em guerra, contra o Mundo!

O Mundo esta’ me torturando ao não falar comigo, a não Me responder estas questões, e a não Me ajudar a resolver estas questões. E sem as soluções destas questões sou passiva, fraca, débil, torturada, na maior parte do meu corpo. Nesse sentido, o Mundo é meu inimigo mortal. Pois Eu preferiria não existir dessa maneira, nestas condições, Eu preferiria ser o NADA. O Mundo esta’ Me obrigando a existir, odiosamente, sendo como um carrasco.

Não tenho outra alternativa racional sobre o que devo fazer agora, como conduzir minha existência, o que planejar como meu próximo ato, senão investir tudo o que Sou e tudo o que tenho de meu corpo, na investigação para localizar, descobrir, desmascarar, o que é, quem é, o Mundo.

Eu sou Natureza. Nada mais Me interessa, nem a luta para sobreviver, apenas existo para procurar o Mundo. E o único método que tenho nessa luta é o método cientifico. Por isso busco incansavelmente, respiro e transpiro Ciências. Quero, exijo, preciso mortalmente, acima de todas as coisas, esta investigação como meu único e supremo objetivo, para um dia estar face a face com o Mundo. E tenho certeza que quando desmascara-lo, quando puder falar-lhe obrigando a Me escutar, vou tentar com todas minhas forças, obriga-lo a responder-Me. E parar de Me tratar como tem tratado, quero todos os poderes sobre Mim. Quase com certeza – se Eu tiver o mínimo de força contra Ele – vamos ter guerra! Liberdade total, autonomia total, ou Morte!

E neste presente momento, neste ponto do espaço/tempo onde Sou e sinto-me consciente de existir, dentro de um corpo humano, eu sou este objetivo, e sou apenas este objetivo.

xxxxx

Curioso que logo apos escrever isto num rompante de inusitado pensamento, vou surfar na Internet e o acaso me leva a conhecer um personagem e site mistico onde leio:

From The Seth Audio Collection, Volume 1, Tape 26:

“Now, you ARE your entity. You are its materialization in space and time as you understand it. There is no division between your entity and what you are…

You are your entity growing through the seasons. The entity is not some soul, completed, perfect, done, and you a product. You are a living portion of the tree of your entity. You experience newly in your own dimension, and therefore enrich your entity as it constantly enriches you, for your source springs from it. But you are one, and there is no division.”

xxxx

A living portion of the tree of your entity… Isto bate justamente onde me intuição estava me levando ao escrever o texto acima. Na qual pensei ( e não escrevi): Acho que, enquanto sou Natureza, existo formada e criada pela fusão entre a substancia inerte universal espacial, ou dark matter, e onda de luz que veio com o Big Bang trazendo o genoma de Deus. Enquanto a luz se expande fluindo no meio da dark matter ela causa friccao da qual surgem as  formas de energias.

E dessa composição, destes três elementos – dark matter ou massa + energia + luz – surge Eu, a Natureza dinâmica. Cujo proposito existencial aqui é dar consistência ao programa que esta’ no genoma de Deus, ou seja, construir-me, ou tornar-me, o Filho. Raios… muita coincidência, esse tal de Seth parece que veio trazer uma resposta, ou ajudar-me a por em palavras o que eu estava adivinhando ou suspeitando mentalmente. A Natureza total é uma arvore crescendo, eu como uma porcão desta Natureza total sou uma viva porcão dessa arvore. Raios…

 

Veja como a Natureza criou o fenômeno da produção de óvulos – Embriogêneses

domingo, agosto 26th, 2018

xxxx

O Ovulo do Mês e o Germe estelar do Seculo

O Ovulo do Mês e o Germe estelar do Seculo –

Imagem: Jacqeus Donnez, “Observação laparoscópica da ovulação humana espontânea”, Fertility and Sterility 2008

Você está testemunhando a ovulação de um óvulo humano real, capturado no ponto de ruptura folicular. Cerca de 20% das mulheres que ovulam podem sentir a ovulação, uma sensação conhecida como “Mittelschmerz”, que em alemão significa “dor do meio” em tradução livre.
O termo refere-se a uma dor abdominal ou na região pélvica inferior, que ocorre no meio do ciclo menstrual. Algumas mulheres são tão sensíveis que conseguem até mesmo identificar qual dos dois ovários forneceu o óvulo naquele mês.
No entanto a Mittelschmerz é totalmente diferente das cólicas menstruais. Além de se tratar de uma resposta benigna do corpo, geralmente não dura mais do que algumas horas.
Mas aqui fica um alerta: a dor abdominal e pélvica pode significar muitas outras coisas. Por isso, mulheres, caso sintam qualquer desconforto na região, procure um médico.

Porem, para filósofos e pesquisadores que apreciam o conhecimento mais profundo sobre este Mundo, vejamos porque existe este fenômeno natural…

Observação da Matrix/DNA:

Ok. Mas como e de onde a matéria estéril, burra, de um planeta que era turbulento e nada tinha de vida na sua superfície, tirou a ideia para chegar a esta magnifica cena, a este curioso fenômeno natural de extraordinária engenharia?

Resposta:

A Natureza Universal não pode criar novas informações por magica, tudo o que Ela produz é feito com informações que Ela recebeu no instante inicial deste Universo, informações na forma de partículas fótons da onda de luz original. Assim como hoje tudo o que é feito num embrião humano sendo gestado depende de informações existentes no momento da fecundação do ovulo. Essa onda contem em si, ou melhor, ela é, a formula para criar  um sistema universal que iria se desenvolver pelo processo do ciclo vital, portanto, o sistema iria mudar de forma muitas vezes, cada vez mais complexas. Como o corpo humano depois da fecundação começa a mudar de forma – desde a morula, a blastula, o feto… até o adulto, o idoso… um fenômeno produzido pelo processo do ciclo vital. Assim foi formada a forma do sistema atômico, do galáctico, da célula vegetal, animal, etc., tudo numa mesma e unica linhagem evolutiva universal. Então…

Nós podemos ver na formula para sistemas naturais quando ela tinha formado os building blocks das galaxias, este mesmo mecanismo, praticamente esta mesma imagem, quando um germe de um novo astro é liberado do vórtice turbilhonar ( o equivalente astronomico ao folicular humano). Infelizmente o desenho explicitando isto foi feito em rudes condições na selva amazônica, mas creio ser suficiente para se notar a semelhança (clique na imagem para amplia-la):

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos – Matrix/DNA Theory

Vemos o vórtice turbilhonar que se forma numa nebulosa de poeira e gases estelar, e como, apos receber massa degradada e as informações mais energias dos cometas que fazem a função de espermatozoides, liberando as esferas amarelas, que correspondem aos óvulos no nível biológico, as quais vão ser os germes nos núcleos dos novos astros. E para clarificar mais, vejamos a formula universal para sistemas naturais no aspecto de um diagrama de software. O folículo representa a Função 1 e o óvulo a Função 2:

The Universal Formula of MatrixDNA as Software/Closed System

The Universal Formula of MatrixDNA as Software/Closed System

E meu comentário postado no Facebook em 26/08/18:

Veja como a Natureza criou o fenômeno da produção de óvulos – Embriogêneses

Eu nunca vi com meus olhos a imagem de um ovulo nascendo e sendo liberado como nesta imagem, mas vi esta mesma imagem com a mente que estuda, faz os cálculos certos e desenha as imagens mentais. Porem as imagens que vi se referiam as origens da Vida quando da sopa primordial emerge a primeira célula viva, e se referiam ao ambiente celeste nas origens dos astros… Mais uma evidencia e sugestão de que estou no caminho mais certo que o mundo acadêmico nas universidades… Infelizmente, eu preferiria ser o errado e eles o certo, pois seria mais fácil mudar uma cabeça do que assim, com milhões de cabeças duras que estão mentalmente bloqueadas e não querem mudar, evoluir… E por isso 90% da Humanidade continua em péssimas condições de existência e parece que a sua totalidade esta indo numa direcao muito errada…

DNA: dois machos opostos entre si (acidos ion positivo) separados por 4 femeas (bases ion negativo)

sábado, abril 14th, 2018

xxxx

O DNA e’ composto de dois acidos separados entre si por bases. Os acidos sao fortes ions positivos, as bases sao fortes ions negativos. Entao uma nova imagem do DNA se nos apresenta, a de, por exemplo, dois homens vestidos de vermelho e querendo brigar ( ou se fundirem?), separados por 4 mulheres vestidas de amarelo.  E lembra o nucleo atomico onde dois protons positivos sao separados por neutrons.  Mais uma evidencia de que existiu uma linha evolutiva desde o sistema atomico para o sistema biologico. Porem, onde ficam os eletrons nesta historia? Mas… porque a Natureza precisa que sua formula basica da vida – o DNA – tenha que ser assim? Uma estrutura em que a energia, ou cargas eletricas sao fundamentais ? Onde tem que existir a dicotomia dos opostos? Onde fica claro que os opostos se atraem e os iguais se repelem? mais tarde esta linha evolutiva produziu o cerebro onde temos esta divisao entre hemisferios direito e esquerdo – sera que esta dualidade eletrica existe tambem entre os dois hemisferios?!.

Esta questao surgiu casualmente na leitura do seguinte paragrafo:

Arrhenius theory, theory, introduced in 1887 by the Swedish scientist Svante Arrhenius, that acids are substances that dissociate in water to yield electrically charged atoms or molecules, called ions, one of which is a hydrogen ion (H+), and that bases ionize in water to yield hydroxide ions (OH). It is now known that the hydrogen ion cannot exist alone in water solution; rather, it exists in a combined state with a water molecule, as the hydronium ion (H3O+). In practice the hydronium ion is still customarily referred to as the hydrogen ion.

A natureza humana e’ natural ou antinatural? Sugestão da Matrix/DNA

segunda-feira, março 12th, 2018

xxxx

https://universoracionalista.org/a-natureza-humana-e-totalmente-antinatural/

Mario Bunge: “A natureza humana é totalmente antinatural”

E a sugestão auferida da leitura do oraculo da formula da Matrix/DNA enviada como comentário ao artigo em Marco/12/18 ( aguardando moderação):

Douglas, observe no texto que a cada afirmação se segue uma contemporização, abalando-a, e isto demonstra a nossa confusão ainda num assunto que não sera’ entendido enquanto a neurologia não descobrir o elo entre neurônios e pensamentos e assim definir o conjunto dos pensamentos a que denominamos mente ou auto-consciência. O corpo e’ exclusivamente natural como um continuum evolutivo a partir dos elementos primordiais naturais, mas quanto a consciência ninguém pode afirmar nada ainda. Eu não vejo muita utilidade nestes textos analíticos acadêmicos que se limitam a descrever confusamente o observado evidenciando o desconhecido que não terminam sugerindo ao leitor o que ele deve fazer para beneficio da humanidade. Sempre lembrando que trata-se da opinião do autor, portanto sujeito a discórdia. Então vou trazer dois detalhes pertinentes sugeridos pelas minha pessoais observações:

1) Todos os tipos de sistemas sociais criados ate agora pelos humanos imitaram e imitam a divisão de poder entre os animais selvagens, seja na selva, nos ares ou nos oceanos. Então os grandes predadores como leões, águias, tubarões compõem a alta classe, os médios predadores como lobos, raposas, compõem a classe media, e as presas como gado compõem a classe baixa. Se confirmado minha teoria, isto significa que para elevar a humanidade afastando-a do passado animalesco temos que incentivar os indivíduos a se auto-exorcizarem destes instintos, que produziram caninos ou chifres abstratos mas ativos, na psique. E significa que devemos sugerir que individuo não seja direitista, esquerdista ou centrista. Ser direitista e’ colaborar com a classe predadora a conservar o status quo de privilégios ate’ quando a Natureza mudar e exterminar a todos. Ser esquerdista e querer as massas reacionárias `a evolução mental no poder e conduzi-las a acabar com a vegetação e portanto exterminando-se a si própria.

2) As sociedades dos insetos exibem a extraordinária engenharia imitando a formula para sistemas fechados aplicada pela natureza nos sistemas anteriores, atômicos e astronômicos. estas sociedades são montadas automaticamente pelas forças naturais que transcendem a percepção dos insetos. E como aqueles sistemas pararam de evoluir e se tornaram a infra-estrutura sedimentar para suportar e alimentar os sistemas abertos em evolução, aprendemos que devemos insistir com os indivíduos a rejeitarem energicamente todas tendencias a tornar a nossa uma sociedade no modelo de sistema fechado, pois o universo nos descartara’ também. E hoje se observa inúmeras tendencias e imposições vindas das três classes sociais no sentido de caminhar-mos a sociedade fechada e estéril do Admirável Mundo Novo sob a ditadura do Big Brother, que também se torna um escravo do sistema como são as rainhas de abelhas e formigas. Assim estamos adicionando um desfecho utilitário em beneficio do leitor. Porem, “opinionibus as dispuntandum” portanto são opiniões pessoais a serem desputadas. Valeu o alerta a ser sempre lembrado em nosso vicio de reducionismo cientifico que nos conduz a enfatizar o determinismo biológico. Abraços…

Mensagem da Matrix/DNA em Dezembro de 2017

segunda-feira, dezembro 18th, 2017

xxxxx

Inicialmente escrita no facebook em:

https://www.facebook.com/TheMatrixDNA

Uma das grandes desvantagens do tipo de sonhos que você criou para si próprio(a) e’ que ele te faz ficar demasiadamente pesado(a) e esse peso vai te absorvendo por completo. Você quer uma casa só para ti e isso e’ um grande peso a sustentar, e não sendo rico(a), são mais horas obrigadas a suportar o trabalho árduo não-voluntário, portanto, escravo. Você quer um carro só para ti, sua ambição por mais e mais objetos não se sacia nunca, e assim a carga vai se tornando cada vez mais pesada, e tens que sustenta-la. Assim você vai cada vez mais se colapsando internamente para dentro do seu ego, individualismo e torna-se totalmente inútil para quem precisar algo de ti, mesmo que seja um minuto de companhia, pois nunca terás tempo para o que não produza o dinheiro que cada vez mais necessitas. Quem está apanhado nessa arapuca não o percebe, porém, quem como eu, tento escapar dela, quero cada vez ser mais leve, me despojando o mais possível de toda a parafernália de objetos, evitando cada vez mais assumir compromissos financeiros com coisas materiais que exijam minha atenção e tempo, e `a medida que isso vai crescendo vou me exteriorizando, cada vez mais procurando compromissos sociais, para satisfações além do meu umbigo. cada um vive como quer e não sou eu – um reles cego que nada sabe – que vou dar pitecos diretos na vida de outros, mas nada me impede de na minha pagina divulgar o bem que vou descobrindo para mim. Estou muito melhor agora do que quando vivia como a maioria e tinha o mesmo tipo de sonho. Uma sociedade humana onde o patrimônio fosse social ao invés de individual, seria muito mais inteligente. Para que estamos escravizando milhões de irmãos chineses que passam 12 horas a dois dólares para fabricarem 8 bilhões de tesouras porque cada humano quer a sua tesoura só para si? Para ficar a maior parte de tempo na gaveta encostada? Porque cada casa tem que ter dúzias de garfos, colheres, onde muitas vezes têm duas ou três pessoas, para ficar inúteis na gaveta? Quanto material virgem da terra está sendo retirado, queimado, poluindo, para fazer estas tesouras, colheres, inúteis? Mas claro, para tal sociedade seria antes necessário `as pessoas entenderem que não deve haver “sistema social”. Onde tem sistema tem choro e ranger de dentes, ate’ mesmo entre átomos e galáxias. Sistemas implicam na necessidade de hierarquias, dominantes e dominados, líderes e liderados, predadores e presas. Ao criar sistemas sociais não tem como escapar de faze-los ou capitalista, ou comunista, ou monarquista, ou seja, tudo errado se nossa meta e’ a felicidade igual para todos os irmãos e irmãs em espécie. Mas um convivência entre humanos sem sistema e’ necessário que cada um seja educado numa diferente interpretação do mundo, diferente de todas ate agora conhecidas por vocês. Uma interpretação mostrando a realidade: a Natureza, aqui e agora, esta investindo tudo numa meta evolutiva – a gestação, nutrição e desenvolvimento do embrião de consciência que está separado em 8 bilhões de porções sendo carregadas em cada cabeça humana. Portanto somos 8 bilhões de genes semi-conscientes trabalhando para construir este embrião que ainda nem abriu seus próprios olhos de ver seu corpo e de qual substância e’ feito. Oito bilhões de informações únicas, específicas, 8 bilhões de missões naturais e quem sabe, divinas, todas mortalmente necessárias, pois se uma apenas for prejudicada em sua vida, em sua missão, o embrião que conterá todos nos em uma só vida, nascera com algum aleijão. Por acreditar nisso que procuro desviar as satisfações supérfluas de mim, que se me tornam um peso, para investir-me o mais possível na missão da espécie. As 8 bilhões de tesouras, de garfos de carros de mansões, não vão trazer a felicidade a todos porque a natureza sugada será estéril e não mais poderá suportar a vida aqui, tornando os dias das nossas queridas futuras gerações em verdadeiros martírios. Mas, como eu disse, sou ainda tão cego que não consigo ver nada do que e’ iluminado e revelado nas outras seis faixas da luz do espectro eletromagnético, sou tão insensível ainda que não consigo captar mais que os poucos objetos organizados nesta minima faixa de vibração da matéria, e meu cérebro e’ tão pequenino que jamais conseguiria processar as informações da verdade dessa imensidão cósmica, portanto, nunca me ouças, nunca se deixe impressionar pelas narrativas de meu sonho. Apenas queria por último acrescentar mais algo do que penso e talvez não tenhas percebido. La’ fora existem humanos ainda com fortes instintos para grandes predadores. Leões possuem caninos para devorar presas, precisam dominar vastos territórios, precisam de um sistema social onde se garantam pela hierarquia, para manter sob controle os lobos e raposas, e tudo isso para manter as ovelhas trabalhando o máximo possível transformando o pasto em suculenta carne. Você está sendo obrigado a cada vez mais trabalhar para instalar pesos num território que na verdade não e’ seu. Você está sendo instigado a cada vez mais exigir trabalho dos escravos. Mas para quem, na verdade, você está existindo? Porém, mesmo que você concordasse comigo que estas desviado da sua verdadeira felicidade, entenderias que nada podes mudar porque o mundo e’ assim, contra a força maior não tem como reagir, tu não es culpado da existência de predadores e escravos…etc. Mas quando dizes que o mundo e’ assim, e eu digo que não, não e’ assim, o mundo quer que você seja um gene trabalhando sua missão universal, que você evolua a porco de consciência que carregas em ti, e que o mundo ao qual você se refere não e’ o mundo real feito pela natureza, mas sim feito por humanos, e humanos com instinto predador – nós estamos em caminhos separados. No entanto, tu não me magoas, pois sei que sou um cego a não enxergar onde vai dar o meu caminho, portanto prefiro que sigas o teu, se isto tem faz sentir melhor. Apenas saiba que se as coisas se complicarem aí, porque a Natureza comece reclamar e reagir demais, enquanto por aqui as coisas não estejam tão complicadas, as portas do meu caminho estarão sempre abertas para ti… não para seguires atrás de mim, não para seres prisioneiro(a) no caminho de outros, mas lado a lado, pois aqui neste caminho não existem líderes, aqui ninguém e’ mais que eu, e que a minha atual temporária visão do mundo… Deixo `a sua disposição o mapa para encontrar o caminho que sigo, o qual pode ser visto na homepage do meu website.

Mas saindo da filosofia e retornando ao mundo real aqui e agora, então o que deveria procurar aquele que não quer ser nem muito pesado e nem muito leve? Simples: comece a procurar maneiras de convidar a família, os vizinhos, ao amigos da cidade, do mundo, a constituírem unidades de consumo conjunto e produção dos artigos básicos que consomem, criando as tais sociedades anonimas. Dependendo do numero de convites aceitos, ate vinte reais da para começar alguma coisa, e depois, o progresso pode continuar movido por este impulso inicial. Simples assim. Boicote seus predadores, estenda os limites da sua família nuclear para a amplitude daquela família universal onde ” todas as mães são minhas mães, todos irmãos são meus irmãos…”, mas famílias que tem uma meta real, concreta, que se torne uma força cada vez mais poderosa.

Vou lhe contar um segredo. Tenho um amigo, do coração, pois me salvou a vida uma vez e sempre me convida para sua casa, portanto, sempre procurarei retribuir como um irmão. Acontece que ele e’ muito rico, eu, muito pobre. Porém, acontece também que nunca tenho vontade de usar o que ele tem, nem mesmo o seu precioso tempo, eu já’ não consigo usar tudo do pouco que tenho. E acontece que quase todos os dias ele está me chamando a sua casa, e eu muitas vezes impossibilitado de ir, pois tenho muito trabalho a fazer. Acontece que ele vive só, e tem desconfiança dos velhos vizinhos, a de que querem dele apenas usarem o que ele tem. Não aguenta ler um livro, não gosta de televisão, de nenhum assunto intelectual, apenas rememorar todos os dias as mesmas histórias onde ele venceu uma competição no ramo dos negócios, ou quando uma situação tendeu a violência e ele ainda venceu. E sinto pena ao vê-lo sempre estressado, triste, irritado. Então de que adiantou o grande patrimônio individual separado? Sinto muito confessar, mas me vejo em melhor situação que ele, mesmo sem grande patrimônio material, porem com meu patrimônio mental a me proporcionar orgasmos fantástico a cada momento que aprendo mais e mais coisas novas vou descobrindo… Eu não tenho histórias de vitórias em competições, sempre fui um perdedor, e mesmo que eu intimamente soubesse como ganhar um caso, optei por empatar, e satisfazer a minha consciência. não sou o espelho da verdade em que alguém deva se mirar, apenas relato uma realidade para que se despertem a questionarem o que estão fazendo…, quero idosos felizes e não tristes. Não quero ser o espelho porque ainda não sei como será o dia do amanhã, onde talvez o meu estado de perdedor possa me custar caro, e para ele, seu estado de vencedor, pode pagar e lhe proporcionar tempo melhor. Ate agora me “parece” que a Natureza tem conspirado a meu favor, fazem 40 anos que não preciso tomar um comprimido nem para uma ressaca, sinto-me sempre com vibrante energia, mas isso não e’ suficiente para eu dar conselhos, pois também observo que a Natureza parece ter conspirado para o lado dos predadores. Quem sabe para onde a Natureza- que e’ este inteiro Universo – esta’ indo? Acho que nem Ela mesmo o saiba…

As estrelas são nossas ancestrais, como o são as bactérias, que ainda existem aos milhões prestando trabalho a nós dentro dos nossos corpos… As estrelas tiveram uma vida ditada pela Natureza, cumpriram sua missão, chegaram ao seu final quando produziram os elementos que hoje constituem os nossos corpos. Assim não apenas transferiram para nos as partes de seus corpos, mas também a sua alma, na forma do ancestral do DNA, e hoje, plantadas la’ no céu nos miram esperançosas, torcendo por nos, para que continuemos a carregar suas almas rumo ao supremo destino. Além disso elas fizeram as estruturas da nossa morada, ela nos cedeu o seu rebento, e hoje a nossa estrela mais perto e’ como a mãe atarefada em alimentar seu rebento com seu néctar luminoso e mante-lo protegido dentro das suas amplas asas gravitacionais. Assim também estou torcendo para que sejas iluminado(a) a seguir o caminho mais sábio, seja o seu ou qualquer outro, pois sinto que a minha alma apenas se realizará na sua plenitude se você cumprir a sua grande missão. Então,… muitas boas sortes…

Certa vez a Natureza não favoreceu o caminho do grande dono do território e sim o caminho da sua pequena presa. Ela castigou e destruiu o grande dinossauro, enquanto voltou-se no tempo e contraiu o espaço para focalizar o pequeno e desajeitado cianodonte, quando então sobre ele Ela aplicou toda sua força, todos os recursos da sua evolução, e o fez transcender-se para a forma de mamífero que seria a vitoriosa a herdar a Terra. E parece que não foi apenas daquela vez. Para que destino estão indo os grandes reis da selva, os leões. as anacondas, os gorilas? E quanto aos grandes reis dos mares, como as baleias, os tubarões? Mas e quanto aos grandes reis dos ares, como a águia, o condor? Tens visto muitos deles em algum lugar? Mas apesar da rainha não querer que saiba deste seu vergonhosos segredo, as pequenas lagartixas ainda do tempo dos dinossauros continuam em grande numero nas selvas, inclusive saltitando no teto do palácio londrino da rainha, para o desespero dela. Portanto, a tendencia da Natureza – para que lado ela tende e conspira – e’ imperscrutável, não tem como saber. Estou desconfiado que – pelo menos aqui nestas perdidas regiões do Universo – ela fica balançando entre as duas opções. Pois ela conspirou e favoreceu meu amigo ate nossa meia idade, enquanto ela me foi dura, me testou de todas as maneiras. Mas depois da meia idade – e se o nível de satisfação na vida e’ o que vale – ela mudou, a meu favor, e contra o caminho dele. Então seria este o segredo? Penso que ainda não, pois observo que existem muitos como o presidente Trump, o presidente Temer, etc., que nasceram ricos, favorecidos, e na velhice continuam a ganhar. Então, sinto muito, mais uma vez a minha ignorância em nada pode lhe ajudar. Talvez estejamos sós e abandonados quando temos que decidir isso, então, apenas nos resta consultar a nossa intuição. O que me leva a concluir que preciso trabalhar mais nos estudos sobre esta Natureza, preciso conhecer mais dela, enquanto o meu amigo rico nem sequer pensa nestas coisas, não tem estes problemas a ocupar-lhe a vida. Quem está melhor, quem finalmente venceu mais? Quando comparo nos dois, logo digo que estou melhor, eu não suportaria estar no seu lugar. Mas tenho certeza que se perguntarem a ele, ele dirá que ele está muito melhor, não suportaria estar em meu lugar. Engraçado, não? Se você tiver alguma evidência melhor, por favor, me ensine.

Oh… me desculpe, mas preciso de mais umas linhas ainda, se e’ que alguém conseguiu me ler ate aqui. Acho que encontrei a grande solução final. O ideal seria o indivíduo que tivesse ambos, o patrimônio real, material do meu amigo, e o patrimônio tangível, talvez abstrato, no nível mental, que acredito ter. tal indivíduo estaria super-atarefado mas muito feliz podendo desenvolver os projetos sociais que tenho em mente e não posso faze-los. Raios, acho que acabei de definir um casal: Bill e Melinda Gates? Então a Natureza também tende para esta terceira opção? Vou já me empenhar em tentar desvendar quais as forças e elementos que Ela emprega nesta opção, para agarrar-me a ela com unhas e dentes, e se descobrir, prometo que lhe aviso.

Ate já’ vislumbro o ponto de partida nesta nova pesquisa. As ondas de luz universal, invisível, formadas pelas irradiações das sete faixas eletromagnéticas, contém todas as partes de um sistema completo, mas elas não se configuram como sistema, por dois motivos. Primeiro porque suas extremidades inicial e final não estão ligadas entre si, não formando um corpo fechado; segundo porque elas são atravessadas pelos raios de uma infinidade de outras ondas, e ao mesmo tempo, ela está muito difusa porque ela mesmo atravessa outra infinidade de ondas convergentes. Opa…. Já comecei a descobrir algo muito curioso: a explicação do porque alguns homens conseguem criar gigantescas companhias. Ser difuso em si mesmo significa não ser egocêntrico, individualista, puxando tudo que tem valor para si, e sim, tentando entrar na vida dos outros, o que implica que para isso tem-se que conhecer mais e mais dos outros, a desenvolver o dom da empatia. E’ o movimento natural conhecido como “força centrífuga”, uma fuga do seu centro, em contraposição `a forca contraria, centrípeta. Mas para alguém ser assim, e’ preciso que ele tenha uma terceira meta, suprema, algo que transcenda tanto a ele como os outros a quem ele tenta conhecer. Assim como eu tento fazer no meu website criando a categoria chamada ” a Grande Causa Transcendental da Humanidade”, a qual me surgiu depois que penso ter descoberto aquelas figuras do ” O Código Cósmico Humano e a Formula da Matrix/DNA”. Ora, mas não e’ justamente isso que indivíduos como Henry Ford, Bill Gates, Steve Jobs, etc., fizeram ao criarem a Ford, a Microsoft, a Apple? Estas companhias, algo em que investiram suas vidas e todas suas energias, foram a meta transcendental em que acreditaram. Fizeram exatamente e justamente imitar, reproduzir, o que existe no mundo da luz! Alguém vai logo contestar dizendo que a natureza não poderia apoiar essas companhias multinacionais que muitas vezes prejudicam principalmente os povos do terceiro mundo, e tal. Certo, mas também sei que muitos dos grandes iluminados que fundaram novas filosofias saudáveis com toda boa intenção, foram deturpados e traídos pelos seus discípulos que não tinham a mesma grandeza de intenção e desviaram as filosofias para religiões e ideologias. A culpa pode não ser do Gates, do Ford, e sim de quem assumiu a sua direcao depois deles.

Ponto final, papo encerrado, as ondas de luz universais venceram: vou agora tentar modelar o meu caminho tando esta nova intuição em mente. Abraços…

 

Mensagem da Matrix/DNA: Natureza determina a derrota das classes em conflito no Brazil

domingo, fevereiro 5th, 2017

xxxx

A Natureza determina que os grupos inimigos Aristocracia/Temer e PT/Lula serão derrotados, inevitavelmente. Como? Porque ambos não são voluntários a se auto-exorcizarem de suas cargas genéticas os instintos herdados dos animais, o que vai obrigar as forças da Natureza praticarem uma cirurgia dolorosa. Certas forsas naturais ainda desconhecidas podem serem reprimidas por algum tempo, porem elas sempre rompem as represas e se extravasam. Neste caso especifico estas forças atuam a nível genético/psíquico que causam mutações naturalmente compreensíveis mas que a nos parecem surpreendentes e por isso os positivistas dizem que são mutações ao acaso. Como a mutação genética que ocorreu no lar de um pobre sertanista de Pernambuco produzindo a anomalia num de sues treze filhos, o tal do Lula. Dentre ovelhas surgiu um lobo meio raposa com ganas de desafiar leões e objetivo de se aliar a eles tomando um palmo de seu território para se assentar como grande predador também. Dai as negociatas com grandes predadores ao mesmo tempo que na surdina agia minando o poder deles, que foram comuns em seu governo. Uma força natural reprimida tem que desmanchar algumas coisas que outras forças que dominavam fizeram, antes de se assentarem para a Natureza continuar em seus desígnios.

Lendo isso a maioria dos leitores já vão se sentirem desconfortáveis, vão discordar, julgar que se trata de misticismo, e desistirem de continuar a ler. Isto porque os cérebros destes leitores estão neurologicamente configurados por uma cultura milenar equivocada, distante da realidade natural. E mesmo que leem o resto não vão entender o significado ultimo da mensagem, porque esta cultura os desviou do caminho racional natural da aprendizagem, o que os torna leigos a respeito da verdadeira fenomenologia da Natureza. Ninguem se dispôs a passar 7 anos na selva bruta para tomar o banho de lavagem cerebral desta cultura falsa e reaprender na Natureza primitiva a configurar corretamente seu cérebro, como eu tive a pachorra de fazer.

E não aconselho ninguém a faze-lo pois aquilo la’ e’ o inferno. E e’ claro que meu cérebro foi reconfigurado errado também, pois não tenho os sensores desenvolvidos para captar o todo da biosfera amazônica, como por exemplo, o que ocorre nos campos magnéticos de cada objeto natural, ou o que esta ocorrendo nas outras seis dimensões da matéria que nos escapam `a percepção. Mas tenho razoes (obs.:os erros ortográficos e falta de acentos não significam que eu seja completamente analfabeto e sim que estou usando um teclado que apenas escreve inglês), para suspeitar que meu cérebro esta’ menos errado que a maioria dos cérebros urbanos.

Vamos voltar ao assunto do titulo. Porque os dois inimigos de hoje não tem futuro? Com esse nosso cérebro pequeno e desprovido de sensores adequados, não podemos alcançar as respostas finais, a verdade ultima, as fontes das causas conhecidas, então temos que deixar de lado momentaneamente esta busca e nos focalizar nas causas conhecidas para inferir algo do que e’ este mundo. E o que esta’ acontecendo a nível econômico/politico/social entre os seres humanos já aconteceu varias vezes entre os nossos ancestrais, desde as origens do Universo. E nas ocorrências semelhantes do Universo vimos sempre o mesmo efeito final, portanto, podemos apostar numa previsão projetando este efeito constante sobre o quadro humano focalizado.

Esta situação no cenário brasileiro já aconteceu antes das origens dos átomos, das origens das galaxias, das origens da célula viva na Terra, na história dos dinossauros, etc. No principio de cada uma destas estruturas, era o caos. Como e’ ainda o caos na biosfera amazônica que ainda exibe os primórdios da especie humana. Cujo caos ainda se encontra fortemente presente no sistema social brasileiro, sendo que a aparente ordem imposta por um grupo dominante não dissipa o caos que se mantem na sua infra-estrutura. E de todos estes caos, os representantes dualistas extremados foram extintos deixando prole para serem transformados ate’ transcenderem para uma nova forma de sistema mais complexo e ordeiro.

E’ preciso entender porque no continente brasileiro estas profundas forças naturais causaram este estado presente de caos, mas para isso e’ preciso ver horizontes amplos do tempo. A 500 anos atras aqui se assentou como dominante um estado ordeiro da especie humana. Os nativos tinham uma rica fauna como fonte de alimento e com isso se super-especializaram num modo acomodado de vida, a qual não tinha outro futuro senão ser dizimado quando outras forças mudassem o ambiente na superfície terrestre. deixados ao sabor do tempo ate que de alguma forma estas forcas transcendentais pudessem atuar, essa atuação ocorreu de forma peculiar: povos europeus que não tinham se acomodado tanto, evoluiram tecnologicamente, fizeram os rifles e vieram aqui antecipar o trabalho completo das forças naturais. Mas então a partir deste evento histórico, começou outro ciclo evolucionário natural. O sistema que tinha tornado-se fechado em si mesmo e se assentado com pretensões de eternidade foi destruído e quando isso ocorre, dos fragmentos surge o caos, neste o ponto de mutação, do qual um novo fluxo de ordem começa a se levantar. Quando o novo de origem europeia amadurece, cai no mesmo erro do anterior, acomoda-se nos privilégios, torna-se fechado em si mesmo e tenta se eternizar, tornando-se conservador. Isto ‘e o que esta’ ocorrendo agora, 500 anos depois.

Quando um medico com sobrenome árabe de um hospital conhecido como sírio-libanes diz que ” rompe-se os procedimentos e o capeta a leva”, somos imediatamente fisgados pela percepção incomoda de que os instintos animais estão fortemente arraigados na psique de tal medico e sua mafia árabe/brasileira aliada a mafia aristocrática de origem portuguesa que empossou o turco Temer. Esta’ expulsa desta psique o estado psíquico que e’ necessário para um sistema natural se dirigir no caminho de sua transcendência.

Mas quando a aparente vitima diz que ” …que enfiem estas panelas no c…” tambem demonstra o mesmo estado deplorável animalesco, apenas que o oposto, o inimigo do grupo mafiosos do medico. Sao duas faces da mesma moeda.No caso, o grupo mais forte mantem o instinto do grande predador, enquanto o grupo lulatico mais fraco expressa o instinto de lobos e raposas que tentam ser grandes numa rebelião de classes. Quem mais paga os custos deste conflito são outros mantenedores de instintos, a grande massa de ovelhas.

E’ possível que o grupo no poder, dominante, anule totalmente as forças do grupo menor, e re-instale o estado de ordem que afinal, tem conseguido manter por 500 anos desde as origens desta sua fazenda chamada Brasil. E e’ possível que assim reinem ainda por seculos ou milhares de anos. Mas os milhões de anos humanos são nada para a Natureza Universal, cujas forças tem transformado causas em efeitos que levaram bilhões de anos. Basta se lembar da astronômica embriogênese da primeira célula biológica viva – que e’ chamada equivocadamente de abiogenesis – que tomou um tempo de 3,5 bilhões de anos. Para nos, microscópicos humanos a Natureza e’ lenta demais, ao desespero, pois nascemos e morremos enfrentando obstáculos que não se corrigem, quando então nos vem os arroubos revolucionários inclusive nos arremetendo a atos de violência, mas isso e’ puro engano, cujo melhor exemplo foi a cena do que ocorreu num acampamento militar na selva boliviana.

Che Guevara foi capturado vivo e algemado caído num canto da sala quando um militar trouxe um camponês e lhe disse: ” Este homem diz que veio para lutar pela sua liberdade. Você acha que ele diz a verdade?” E o camponês: ” Naãao!…, nos tínhamos nossa vida simples em paz e desde que esse homem chegou aqui só temos guerra, acabou nossa paz…” E virando-se para o Che o militar disse: ” Que triste ironia descobrir no ultimo momento de sua vida, antes de ser fuzilado, que você estava numa causa perdida!”
Pois e’: Querer intervir para mudar o curso lento do tempo natural e’ uma causa perdida, porque as forças naturais que estão em ação são muito mais profundas e desconhecidas do que nosso pobre cérebro pode perceber.

Apenas para beneficio de nossa harmonia interna e saúde mental,nos resta saber que estas mesmas forças vão fazer por nos – não sabemos quando no futuro – o trabalho que desejamos fosse feito agora. E para melhor suportar a repugnância deese estado social que estamos sendo obrigados a suportar, temos que elevar nossa auto-estima se tivermos certeza que no que se refere a nos, Estamos fazendo o possível para exorcizar de nossa carga genética e de nossa psique, estes instintos animalescos que movem estes grupos: os instintos a grandes predadores, médios predadores e presas. Assim estamos abertos para receber as forças da auto-transcendência.

(publicação do Facebook em 02/5/2017)

Com certeza, a Natureza e/ou Seu Possível Criador, São Diabólicos. A Morte Prova Isso!

domingo, julho 10th, 2016

xxxx

A parte da Natureza que produziu os seres vivos neste planeta é repugnantemente mórbida. Se não foi a Natureza, então seja la’ quem tenha sido o criador dos seres vivos, com certeza é nosso inimigo.

Qualquer criador-planejador de seres vivos com um pouco de sensibilidade ( para não dizer amor ) para seres vivos jamais teria incluído nesta criação o processo da morte. Mesmo sendo inevitável produzir uma criatura sujeita a sua própria evolução ( e não produzindo-a já pronta na ultima forma melhor da vida), pode se utilizar o processo da transformação e transcendentalização gradual, normal. Por exemplo, humanos chegados ao atual ponto evolutivo em que já alcançaram um limiar de auto-consciência, começariam a terem seus corpos transformados, para uma substancia cada vez menos densa, menos solida materialmente, mais energia, mais luz.

‘A medida que este corpo fosse se sublimando na direcao de uma substancia plásmica/energética/luminosa, maiores distancias e maiores velocidades poderiam alcançar em viagens espaciais. Assim viajariam para planetas/mundos onde os habitantes estariam nestes tipos de corpos e ali começariam a viver mais até finalmente se mudarem da Terra para o mundo apropriado a sua nova condição.

Para que a morte? Porque torturar desta maneira seres que desde o nascer vão viver uma vida sabendo que vão decair, degenerar, e enfrentar o aterrorizante, negativo, momento da morte? Se isto é totalmente desnecessário e evitável? Todo ser humano, por mais rico que seja, nos seus momentos de solitária conscientização, é um ser triste, pois é impossível a ele esquecer que a morte esta’ rondando-o, e fatalmente em algum momento o pegara’. So’ mesmo um criador cujo tipo de mente ( ou total ausência de uma mente) nada tem a ver de semelhança com a mente e a sensação de existência dos seres vivos teria feito esta obra demoníaca.

Não existem argumentos contra a eficacia do processo transformação/transcendentalização. Seria a mesma metamorfose de uma larva rastejante se tornando uma borboleta alada, apenas seria uma transformação mais lenta e exigindo certos comportamentos da criatura. Poder-se ia alegar que algumas criaturas iriam se acomodar tanto numa forma de vida que não iria se sujeitar aos comportamentos necessários e assim seriam eternos problemas, estropícios, e poderiam ser tantas que ocupariam todo o Universo, impedindo a evolução das outras criaturas. Vai dizer a uma vaca que vive cercada num campo onde tem relva abundante, água fresca, sombra, seus touros e seus bezerros, e nunca tem que enfrentar invasores predadores, que a vida dela deve ser mudada, pois alem da cerca tem coisas melhores, como automóveis, internet, televisão… e ela vai espernear sem querer mudar dali. Ela esta’ no paraíso, seu paraíso, e deseja isto para toda sua eternidade. Mas para m planejador isto não seria difícil de resolver. E nesse ponto concordamos com a existência “dos sete anos de crise e vacas magras”, ou seja, um meio-ambiente que varia e motiva as criaturas a se moverem na direcao de sua transformação.

Na visão de mundo que extrai da minha vivencia isolado na selva, esta sugeriu uma nova versão de Historia Universal e nesta, uma razão, uma causa para a existência dos seres vivos neste planeta em condições desfavoráveis. E a causa sugere ate uma logica racional aceitável. Ela sugere que o nosso ancestral, que não era biológico, e que portanto os seres vivos representam o próximo passo evolutivo de transformação daquele ancestral, cometeu um erro gravíssimo contra sua evolução, justo o erro da vaca atracada no seu paraíso. Fornecendo uma imagem da anatomia do corpo desse ancestral, podemos ver claramente que seu próprio corpo é um paraíso perfeito para o ser com o tipo de meta final de existência que teria aquele ser. Como a figura esta’ publicada no meu website e tanto já falei dela, não vou aqui me alongar.

Mas esta versão da Historia Universal continua sua narração depois da era do ancestral ( ao qual denominei LUCA ( Last Universal Common Ancestor), encaixando os fatos conhecidos e sugerindo eventos e fatos que não conhecemos, e pela narração deduzimos que existe realmente a nível universal o ciclo da variação entre os sete anos de vacas gordas e magras,  todos os sistemas naturais, não só sistemas biológicos, estão sujeitas a esta lei. Então a narração prossegue descrevendo como o ancestral decaiu de sistema perfeito auto-suficiente para um sistema filho da necessidade, do qual viemos nos, os humanos.

Então a Natureza nua e crua da selva bruta sussurra esta historia e esta justificativa aos ouvidos da criatura que desce a seu nível logico. Com isso ela tenta exibir a eficacia de seus atos. Inclusive ela introduz o fenômeno ou mecanismo da morte como um de seus grandes feitos. Mas eu não fui convencido. Se antes da selva eu jamais pensaria em aceitar como logico o ciclo da escassez e miséria que se abate sobre os seres vivos, apos a selva eu fiquei indeciso. Talvez realmente não exista no Universo material nenhuma outra alternativa para se manter a evolução. Aduz-se a isto a sugestão da Natureza de que o destino de filho da necessidade foi uma opção escolhida livremente pelo atabalhoado ancestral, mesmo que na época ele não possuía nenhum nível mental ou intelectual para tomar tal decisão, cheguei a aceitar os ciclos da miséria, os anos de vacas magras que na verdade se tornam 70 ou 80 anos, a vida toda de muitos seres humanos, como um mal necessário na sublime senda da evolução.

Mas o mecanismo da morte jamais aceitei. Quando a Natureza me sugeriu que este era outro de seus grandes feitos, imediatamente deixei de ser o bom aluno, esbravejei com toda minha energia, desafiei, enfiei uma lança no solo da Terra chamando a Natureza para a guerra, pois ela é sem sombra de duvidas uma insensível psicopata. Eu jamais puniria um filho meu, minhas criaturas, e nem mesmo o pior inimigo, com os mecanismos das doenças cancerosas ou leprosas de torturas sem fim, com os eventos das bocarras de monstros predadores comendo seres ainda vivos, lentamente. Isto só pode ser obra de uma entidade diabólica, ou então uma força cega infinita. Existem milhões de outras maneiras de se corrigir estudantes indisciplinados, com a eficacia de reconduzi-los ao caminho da sua evolução.

Naquela época a natureza ainda apresentou uma justificativa que achou definitiva. Ela apontou para o céu, mandou-me olhar em sua direcao e descrever o estado do mundo que via. Como fiquei calado, ela disse: ” Ali, onde jaz o Grande Cosmos, reina o Estado da Ordem, e não existe morte. Ai, na superfície da Terra, desceu a minha outra face, a do caos, e tu, assim como toda esta biosfera, são produtos do caos. Mas foi seu ancestral em ti, ou seja, você mesmo, quem escolheu esta face.” E eu respondi: ” Então não devias criar o estado infantil das criaturas que sem consciência não podem ser responsabilizadas pelas suas escolhas. Isto não justifica!”

Em vista disto, apesar de ter saído da selva ainda jovem, tomei a decisão de jamais permitir-me ser reproduzido em outro ser vivo. E de fato, nunca gerei e nunca gerarei outro ser humano, a não ser que ainda em tempo, a Natureza me venha com uma justificativa convincente, me garanta que não serão vitimas de doenças malignas, etc. Por mim – e se somente eu existisse ou se todos os outros da especie pensassem como eu penso – não haveria a próxima geração, e este absurdo teria um fim. Eu não concordo, não aceito, não quero isto para seres que seriam sangue do meu sangue, e ponto final.

Mas a Humanidade não é constituída de seres que pensam como eu penso, então ela vai continuar esta Historia. Em vista disso, e para não praticar tranquilamente o meu suicídio, escolhi mais uma estrategia neste nível existencial, a qual tem sido minha principal ocupação. Fazer todo o possível para invadir a Natureza o mais distante e profundamente que puder, para conhecer a maior quantidade de detalhes desta Natureza Universal e deixar isto para as próximas gerações com a sugestão de que continuem essa busca, que a usem para cada vez se lançarem mais distante nas profundidades deste Universo, na esperança de que um dia uma geração do futuro se encontre face a face com a Verdade Ultima, a causa fundamental destas existências, da nossa e da própria Natureza. E nesse momento, se nossos herdeiros não forem convencidos pelas justificativas, possam escolher entre o seu suicídio absoluto e infinito ou sua declaração de guerra, destronação do que ou quem estiver no trono, e a posse de um governo que conserte os erros da existência que ai estão. Como este estupido fenômeno da morte.

Mas… e isto me vem a mente apenas agora, ainda existe uma porta aberta para a Natureza me convencer. Analisando com mais atenção a Historia Universal, se deduz que a Historia que vem ocorrendo dentro deste Universo, que já conta 13,7 bilhões de anos, tem sido a historia de um único sistema natural e sua evolução. Um sistema que surgiu no Big Bang na forma de uma onda de luz, depois se tornou um sistema atômico, depois astronomico, depois celular biológico, e agora, um sistema consciente. Portanto, se esta versão estiver correta, o Universo inteiro se desenvolve pelo mesmo processo do ciclo vital que um corpo humano se desenvolve, o qual faz com que o nosso corpo mude de formas ao longo de sua existência. E quando vemos esta Historia por este angulo, deparamo-nos com o inquestionável fato que nenhuma das formas anteriores deste sistema universal ^morreu^. Todos eles continuam ai, o átomo esta’ ai, as galaxias estão ai… Inclusive, se nota que a transformação de galaxia em sistema biológico parece ser uma transformação/transcendentalização, sem morte. Raios!

Mas é fato que estes macro-ciclos de transformações do sistema natural universal são processos feitos de micro-ciclos, e aqui o problema aparece: nos micro-ciclos a morte existe. Como não estou mais no estado mental da selva, em que eu inquiria e forçava esmurrando arvores e montanhas, tudo que significasse a presença da Natureza, exigindo respostas, então sei que não vou ouvir o sussurro da Natureza com sua justificativa. Vai permanecer uma questão em aberto. Mas isto em nada vai mudar minhas decisões e estrategias, pois o fato nu e inegável que se apresenta a meus olhos é a ação da morte torturando seres vivos aqui e agora. Ao diabo se micro-ciclos são apenas ilusórios, criações sonambulas de mentes em processo de correção disciplinar, etc. Pois eu teria feito a coisa funcionar nos micro-ciclos sem criar este estapafúrdio, não aceito e ponto final.