Posts Tagged ‘nucleotideo’

DNA: Building blocks pela Ciencia Oficial e pela Matrix/DNA

domingo, novembro 12th, 2017

xxxx

A ciencia official academica considera como building block do DNA, um nucleotideo, enquanto na Teoria da Matrix DNA o building block seriam 4 nucleotideos vizinhos ( laterais e horizontais), porque apenas assim e justamente assim se percebe a formula universal para sistemas. Abaixo o link para um paper cientifico onde essa posicao da ciencia official e’ mencionada:

https://elifesciences.org/articles/32330

” In the central dogma of molecular biology, DNA is formed of building blocks called deoxynucleoside triphosphates (dNTPs) and can be replicated (solid looping red arrow); RNA is formed of nucleoside triphosphates (NTPs). ”

xxxx

Inicio da pesquisa: Wikipedia

https://en.wikipedia.org/wiki/Nucleoside

Deoxyadenosine: Chemical formula : C10H13N5O3

Chemical structure of deoxyadenosine Space-filling model of the deoxyadenosine molecule

( cont. a pesquisa, inclusive no paper acima)

 

Porque a Natureza fez todas as Faces Humanas diferentes?

quarta-feira, agosto 16th, 2017

xxxxx

Existem quase 8 bilhões de seres humanos, mas não existe um individuo igual a outro. Quem ou que determina que não exista um individuo igual a outro?! E porque? Como a Natureza na Austrália sabe que não pode fazer lá alguém de uma forma porque essa forma já existe a milhares de quilômetros dali, e perdida lá na imensa área da Sibéria, na Russia?! Ao menos uma minima diferença deve ser a especifica identidade de cada ser humano, só ele ou ela tem aquilo, ninguém mais! Cada ser humano e’ uma mensagem, unica, como uma carta escrita para ele entregar em mãos, e será esta a sua missão, como sugere a Matrix/DNA?!  Mas esta e’ a característica e a missão de cada gene do seu corpo: e’ como se eles trouxessem cartas, cada qual sendo um projeto a fazer, para entregarem a você, quando acabassem de construí-lo/a.

Esta incrível diversidade é um fenômeno real, acontecendo aqui e agora, na frente de nossos olhos. Porque e como a Natureza produziu este fenômeno? Foi para algum proposito ou emergiu apenas por acaso?

A cosmovisão da Matrix/DNA Theory está dizendo que a causa deste fenômeno veio das estrelas, já estava escrita na galaxia…!

-“Hein?! Será mesmo?…”

A Ciência descobriu que existe uma outra situação similar na Terra alem da diversidade entre os animais onde exitem milhões de indivíduos de mesma especie, mas nenhum igual a outro.E isto no mundo microscópico, muito distante a olho nu. Trata-se dos genes. E se a teoria da Matrix/DNA estiver acertando, isto está acontecendo também entre os bilhões de nucleotídeos que compõem a unidade fundamental de informação do nosso DNA! Ora,… se um fenômeno existe no distante microcosmo, existe no nosso médio-cosmos, e existe também no outro distante macrocosmos, então, não é um acaso, é um mecanismo, um processo, uma Lei Natural!

Porque existe esta lei? Esta lei determina que se houver um trilhão de humanos e não tiver mais forma diferente de face para inventar, ela vai fazer um novo individuo com nariz que tenha apenas um buraco,… ou três buracos no nariz, ao invés dos dois que todos os outros tem?! “Pare de brincadeira, seu Louis, viemos aqui para aprender serio…!”

-” Ah… mas eu sempre achei este negocio meio esquisito. Teria sido muito mais inteligente criar um nariz com um buraco só, ou então com quatro, do que dois. Eu já fiz experiencias com isto, sugando água de um balde com um, dois, 4 canudinhos, medindo a energia que meu corpo gasta em cada caso, como a energia que gasta o nariz para inalar o ar. E depois de tomar dois baldes de água, com a barriga estourando, consegui completar as contas e descobrir que um buraco só economizaria muita energia…”

-” Mas não basta ser cientista maluco para entender a Natureza. A Matrix/DNA explica por exemplo, como já existia a bilhões de anos, e na galaxia, o ancestral do nariz, e com dois buracos. Por isso temos dois buracos, mera transmissão genética do nosso ancestral… ”

-” Hein?!… Nas estrelas? Você está dizendo que galaxias também respiram?! E você ainda vem dizer que eu sou o cientista maluco… Oh, raios, por acaso fui eu quem na selva amazônica acreditou que ouviu a Natureza virgem sussurrando esse segredo nos meus ouvidos… e por isso fiz a teoria da Matrix/DNA… Mas você tem razão, vamos deixar de brincadeiras e voltar `a nossa aula.”

Quando alguns dentre nos falam com soberba dizendo que nossas Ciências já sabem tudo, vamos descobrindo que há muito mais coisas que a Natureza ainda esconde de nos. Porque a Natureza está brincando de jogar dados conosco? Ora a Natureza não joga dados com suas criaturas, ela sempre revela seus segredos `aqueles que não a ignoram porque vivem artificialmente em cima de uma camada de asfalto que os separa dela, mas sim aos que ainda a namoram com respeito, amor e humildade, ajoelham-se acariciando e cheirando a terra, prestando seu culto `a sua majestade e curiosos para conhece-la por inteiro, aplicam dois métodos infalíveis – o reducionista e o sistêmico – ambos científicos.

Assim, este curioso fenômeno nos leva a conhecer mais um pouco da nossa fantastica biologia, pois os biólogos descobriram algo: ao polimorfismo da face humana eles acrescentam o polimorfismo dos nucleotídeos que são um dos tijolinhos básicos na construção dos nossos corpos. Click na imagem para aumenta-la:

Single nucleotide polymorphisms (SNPs) -2

Existem posições no nosso código genético onde indivíduos tem um nucleotídeo ( por exemplo, G), e outros tem um diferente nucleotídeo (exemplo, C). Porque? Por acaso ou por um proposito, como sugere a Matrix/DNA?

Polimorfismo de nucleotídeo único ou polimorfismo de nucleotídeo simples

As formas dos nucleotídeos é assunto de interesse da Matrix/DNA. Segundo esta teoria, a unidade fundamental de informação no DNA é constituída por 4 nucleotídeos, porque a configuração do conjunto de 4 nucleotídeos é exatamente igual a formula universal para sistemas naturais, o que significa portanto, que é um sistema, ou seja, os building blocks do DNA são copias diferenciadas entre si de um mesmo e único sistema.

O conjunto total dos seres humanos tem suas origens no conjunto total de informações do DNA. Onde a Matrix/DNA Theory está sugerindo que nestas bilhões de unidades de informação, cada uma é unica, não existe uma igual a outra. Desde que a humanidade é evolucionariamente uma auto-projeção do DNA, ou sua genética, o resultado desta projeção deve ser similar `a coisa sendo projetada. Então, nos sabemos porque e como a Natureza produziu este fenômeno em relacao `a humanidade, faltando porem `as Ciências Acadêmicas a busca de resposta a essa questão em relacao ao DNA.

A Matrix/DNA já tem uma sugestão para esta questão: LUCA, o astronomico Ultimo Universal Ancestral de Todos os Sistemas Biológicos, ou seres vivos, está sendo fragmentado pela entropia em seus bits-informação, e em planetas como a Terra – com boas condições – estes bits estão trabalhando como o fluxo de ordem que se levanta em cada ciclo “caos>ordem>caos…”. Este processo está tentando reproduzir LUCA neste novo meio-ambiente (totalmente diferente do meio-ambiente onde LUCA foi formado), resultando nesta nova forma de sistema, que denominamos de “sistemas biológicos”.

Desde que estes bits-informação são emitidos para o espaço interno da galaxia ( colapso termodinâmico do quase-fechado sistema), espalhados, dispersos em diferentes tempos e espaços, os novos sistemas obtém quantidades e qualidades diferentes destes bits, quando compondo aminoacidos e nucleotídeos, e isto pode ser  resposta ao polimorfismo dos nucleotídeos.

Single nucleotide polymorphisms (SNPs)

Single nucleotide polymorphisms (SNPs)

Polimorfismo de nucleotídeo único ou polimorfismo de nucleotídeo simples

Esta sugestão da Matrix/DNA é racional, faz muito sentido, porem, isto quer dizer que as nossas diferenças não são causadas pela Natureza maior, a Universal, e sim veio a existir porque os sistemas astronômicos onde fomos gerados estão em decaimento? Então as nossas diferenças e nosso sofrimento nesta era de caos aqui não são leis naturais, universais?

Bem… A Matrix/DNA responde isso com duas sugestões:

1) Os humanos possuem cabeças fazendo a função de ovos dentro das quais existem os cérebros fazendo a função de amnion e placenta, e um embrião de auto-consciência, um novo tipo de sistema natural. Como aconteceu com todos os sistemas naturais, a evolução os cria em duas fases. Primeira a fase dos ovos botado fora e a prole abandonada a própria sorte, e a segunda fase onde se revela que na verdade os ovos nunca foram botados fora dentro do grande esquema das coisas, pois eles sempre estiveram dentro de um sistema maior, o qual sempre nutre e protege os ovos e passa isto biologicamente no fenômeno do amor maternal que começou a aparecer com os repteis, o que fez uma especie deles evoluir para mamíferos, os quais justamente mantem os ovos dentro até o nascimento do baby…

Como o embrião de consciência que carregamos na cabeça é um sistema natural ainda na primeira fase, somos, em sentido universal, ovos botados fora, abandonados a própria sorte, sem saber que, na verdade, o embrião que carregamos tem sua feliz gestação garantida na hierarquia dos sistemas naturais, por um sistema maior que não vemos. Por isso estamos sujeitos nossos corpos estão sujeitos a tragedias, dores, panicos, predadores…e morte, enquanto nosso Eu sendo gestado não é afetado fisicamente por nada disso…

2) Galaxias não possuem consciência expressada, apesar de já carrega-la como estado potencial, assim como fetos humanos ainda não expressam consciência porem já a tem em estado dormente na sua genética. Mesmo sem consciência, elas foram formadas pela genética extra-universal que esta resumida na formula da Matrix/DNA, e esta sim, por ser o principio vital, possui livre-arbítrio, mesmo quando esta na sua fase inconsciente. Ora, as galaxias, que são as nossas ancestrais, devido este livre-arbítrio se enveredou por um caminho errado, com a tendencia a se tornar um super-egoísta sistema fechado em si mesmo. Então nossa criadora cósmica cometeu um grande ” pecado”, um grande erro. Ela tentou eternizar uma forma atrasada e incompleta, provisoria, da evolução, interrompendo sua própria evolução. Ela se fez ao seu próprio corpo como a um paraíso, para viver mais intensamente os gozos neste paraíso, mas um paraíso errado onde ela não pode se suportar e teria como único destino sua total extinção.

E se você pudesse, a ajudaria? De que adiantaria a ajudar uma criatura inconsciente de que existe um caminho errado e ela aprecia ir por ele? Ela retornaria ao mesmo pecado. Porem existe um método. Você fragmenta seu corpo em todos seus bits-informação, de maneira que, se o erro total é 100%, cada bit sera’ uma fracão diferenciada deste erro. Depois você leva todos estes bits para outro lugar ( digamos, a superfície de um planeta onde as condições sejam ideais), e os solta ali, deixando-os com seu livre arbítrio, sua parcela do grande erro, mas sem o falso paraíso, para se defrontarem. Obviamente no inicio vão estar em conflito mutuamente, pois a parcela de erro de um incomoda todos os outros 99%, enquanto esse um é incomodado pelas parcelas de erro nos outros. Geram inicialmente o caos `a sua volta, mas vão apanhando tanto nesse caos – já que em cada batalha, mesmo vitoriosa, se desgasta e perde alguma coisa – que começam a perceber que eles mesmo criaram o caos devido seus conflitos. e passam a querer cooperar com os outros que chamam para fazer o estado de ordem. Assim como estamos agora aumentando o caos aqui porque estamos novamente construindo o tipo de paraíso errado que esta interferindo negativamente no clima da Terra. Então cada individuo começa a aceitar o acerto dos outros e se obriga a conter seu erro. No final, respeitando o livre arbítrio deles e sem você dar tudo de mão beijada, você os conduziu a serem arautos da ordem e da justiça, pois quem foi vitima da injustiça sempre sera’ ardente defensor da justiça. Assim parece que as nossas diferenças que causam sofrimentos aqui não são as diferenças genéticas, benéficas, como genes que somos, mas sim as diferenças maléficas, e alguém ou algo parece que esta a nos ajudar com um método bem eficiente e inteligente. Ou então isto esta’ acontecendo meramente por leis naturais porque nosso universo estaria tunelado naturalmente como um ovo a gerar um ser aqui, e dentro deste ovo existiria os mecanismos de correção de erros.

-” Essa Matrix/DNA sempre surpreendendo com suas historias malucas mas que fazem um sentido logico do capeta! Somos vitimas de tragedias, mas podemos tender a crer que é tudo por acaso ou por algum proposito… cada qual tem que escolher sua preferencia e eu respeito cada escolha como soberana! Mas agora me lembro de um livro grosso dos diabos que meus professores me enfiaram goela a dentro para ler, senão levava palmatoria: a Bíblia. La’ tem uma fabula exatamente igual, falando que estamos aqui devido ao “pecado original”, quer dizer, cometido antes das nossas origens. Raios… deve ser mera coincidência… E ela quer dizer que carrego um ovo encima do pescoço e l’a dentro estou gerando um embrião?!… Que eu estou gravido? Ora, gravida esta a avo dela…! Bem,… na verdade, ela diz isso no sentido de eu ser um gene cósmico, ai’ a coisa fica mais `a altura da minha grandiosidade…”

Um importante passo na busca de mais conhecimento do DNA é buscar meios de visualizar esta unidade de informação internamente para localizar onde cada uma tem algo diferente da formula perfeita, o que indicará a sua diferença. E para essa identificação, a forma externa dos nucleotídeos também podem contribuir. Deparo-me agora com esta noticia de que a biologia acadêmica já tem uma área de pesquisa e informação dos dados obtidos ate, a respeito das formas externas dos nucleotídeos, a qual se chama SNPs – Single Nucleotide Polymorphisms. Portanto, está aberta nova área de pesquisa para sabermos o que a Biologia já sabe sobre isso. E depois retornamos com esse conhecimento para consertar algumas coisas e acrescentar as novidades na cosmovisão da Matrix/DNA.

What are single nucleotide polymorphisms (SNPs)?

https://ghr.nlm.nih.gov/primer/genomicresearch/snp

(ler e continuar a Google pesquisa)

Single nucleotide polymorphisms (SNPs) - 3

Polimorfismo de nucleotídeo único ou polimorfismo de nucleotídeo simples

 

 

Uma Maneira Fácil de Saber Uma Mutação Genética Causadora de uma Doença

quinta-feira, setembro 4th, 2014

Produções naturais como o corpo humano, o código genético, a sincronizada órbita dos astros, etc., parecem-nos tão perfeitos que desconfiamos ser obra de alguma inteligencia superior. Mas doenças mortais  no corpo humano são causadas por um momento instantâneo de imperfeição que nos deixa inconformados. É o caso de uma mutação genética: como pode algo tão minusculo, tão insignificante, um evento que ocorre em milionésimos de segundos, torturar um ser humano até a morte? Claro que nossa imediata reação é pensar: se a causa é tão simples, tão minuscula, nós podemos vencê-la, elimina-la. Mas séculos de insistente esforço, trilhões de toneladas de energia humana investida, e ainda não conseguimos vencer esse evento tão absurdo (Veja como esse evento ocorre no video com link abaixo).

Agora com a nova Teoria da Matrix/DNA surge uma descoberta que pode ser explicada de maneira fácil de entender. Imagine se você visse um individuo que tivesse a metade da face de uma pessoa e a outra metade da face de outra pessoa. A metade esquerda da face é Marilyn Monroe e a outra direita é Madonna… Uma proposta de louco, não é? Mas é exatamente isso o que acontece numa mutação genética causadora de uma doença mortal.

Para entender facilmente, vamos trazer para cá a fórmula que a Natureza tem usado desde o inicio dos tempos para montar suas arquiteturas, tais como as faces humanas.

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Fórmula da Matrix/DNA no seu estado como sistema perfeito fechado, versão “diagrama de software”

Como está explicado em centenas de artigos neste website, esta fórmula originada de uma simples onda de luz natural, é o “template”, a fôrma, que modela a matéria, criando arquiteturas. A face humana, sendo uma arquitetura natural, tem que se encaixar nesta fórmula. Então vemos que a fórmula é dividida em duas partes, as quais são simétricas entre si, como são as duas meias-faces humanas. A boca e o nariz são F1, dois olhos são F3 e F5, duas orelhas são F2 e F7, e F4 será a testa alojando o cérebro, ou ainda uma divisão entre boca e nariz. ( lembre-se que a fórmula é plastica e tambem está sob evolução, ou seja, ela pode apresentar variações na aparencia  em novo ambiente e materiais inóspitos, mas as funções universais é o que interessa, e são sempre mantidas). A figura representa a Matrix no seu unico momento na História Natural Universal quando ela alcançou o estado de perfeição maxima, que foi quando ela construiu as primeiras galaxias originais: isto significa que a face humana já estava desenhada nas estrêlas desde as origens do Universo.

Mas essa é a face de todos os sistemas naturais, portanto é tambem a “face” dos nucleotideos, a unidade fundamental de informação no DNA, que em si é um sistema funcional completo.  Na dimensão dos nucleotideos acontecem os eventos das mutações que deflagram as doenças. Vamos trazer a figura para cá:

 

 

A unidade de informação do DNA é composta de 4 nucleotideos, conectados horizontal e verticalmente. Olhe para a figura acima, conte duas bolinhas alaranjadas, e separe-as mentalmente do resto: aí está um dos maiores mistérios deste mundo, uma unidade de informação, que é a Matrix encarnada. Veja o esforço de adaptação na evolução de uma arquitetura astronômica que foi feita no espaço sideral,onde tem a ausência gravitacional e apenas com os estados sólido e gasoso da matéria, sendo remodelada para as condições terrestres, com um estado a mais da matéria – o liquido – sujeito ao peso da força gravitacional, e note como a fórmula é flexível, plástica. Como um cone no céu, com uma abertura em baixo e outra em cima, para a passagem da matéria estelar, se remodelou na forma dos narizes para executar a mesma função sistêmica, tornando-se meio cone com os dois buracos lado a lado, mas também com o ar entrando e saindo, pois a função é a fôrça invisivel que nos interessa. Como mudou o método de triturar blocos de rochas estelares jogando uns contra os outros por fôrças magnéticas no espaço sideral, pelo método de triturar  matéria através de maxilares móveis e dentes. Afinal, foram 10 bilhões de anos de evolução entre a forma que estava a face cósmica no céu, e a forma da face humana que vemos hoje na Terra. Então, as duas moléculas de açúcar da haste esquerda são F1, as duas da face direita são F4, as 4 bases são as outras 4 F’s. O que pode ser mantido de forma da arquitetura ancestral é mantido nos descendentes, assim a forma espiral da galaxia se manteve na forma espiral das orelhas, o trabalho com a lus no céu feito pelas estrêlas se manteve nos receptores da luz na face humana, a íris dos olhos. E assim por diante.

Entenda que assim como existe a espécie humana composta hoje de 8 bilhões de indivíduos diferentes entre si, nucleotideos são tambem uma ‘” espécie”, nossa ancestral, a forma como estavam os seres vivos s 3 bilhões de anos atrás. O DNA seria a “Humanidade” dos nucleotideos, pois ele contem milhões ou bilhões de individuos da espécie dos nucleotideos, tambem cada qual diferenciado entre si. As diferenças entre indivíduos humanos é notável principalmente nos traços da face, assim devem ser os nucleotideos. Esta área é denominada em Ciências como SNP – Single Nucleotide Polymorphisms, ou seja, as muitas formas de nucleotídeos, onde está tambem a raiz de muitas doenças mortais, por isso estou tentando estudar esta área com muito carinho. Como define a Wikipedia, “The importance of SNPs comes from their ability to influence disease risk, drug efficacy and side-effects, tell you about your ancestry, and predict aspects of how you look and even act.”

Quando a Natureza produz um novo tipo de sistema natural, Ela começa por F1, com a energia em crescimento, produz primeiro a face esquerda, e daí a energia cai pela entropia, mas o fluxo de informação continua à frente, se encurvando para baixo, e produz a face direita, como cópia da esquerda ( observe isto na fórmula). Primeiro, na Terra, surgiu o RNA, que é apenas a metade esquerda da face, depois essa metade se duplicou e surgiu o DNA, a face completa. Porem…

Na fórmula a divisão e duplicação é feita por F5, cujo ponto na circunferência da meia-lua esquerda cai em cima do numero 1,618, o numero PHI, por isso encontram esse numero toda vez que descobrem uma destas incríveis simetrias que dota as coisas com a beleza. PHI é responsavel pela bi-lateral simetria, mas ele faz isso de forma muito simples, apenas reproduzindo o que já foi feito. Por não saberem disso levaram a coisa para o lado místico e cunharam adjetivos como “A Sagrada Simetria”, etc. No céu, quem executa a função de PHI  são os pulsares ao emitirem cometas, na célula é o elemento proteico ou enzimático ( me escapou o nome cientifico da coisa agora. Qual seu nome mesmo?), que passa ao longo da fita do DNA dividida e vai adicionando nucleotídeos simétricos aos já existentes ( veja bem isso no vídeo com link abaixo).

Por algum raio de causa desconhecida, na duplicação do DNA, o elemento duplicador erra ao pegar um nucleotideo simétrico e pega outro, e vai continuando seu trabalho sem notar o erro feito. Está aí a absurda ação, um evento ocorrido em milionésimos de segundos, que vai mais tarde levar um humano ao leito da morte! O resultado é uma meia face esquerda com uma aparência colada a outra meia face direita com outra aparência . Claro que isso não pode funcionar direito. No começo da nova vida a face deformada tenta sobreviver, mas  vão sendo tantos os desgastes de encaixe que num certo momento tudo emperra.

Preciso ainda investigar melhor este vento, sob a luz do conhecimento que nos tras a fórmula da Matrix/DNA. Pois existe no núcleo celular uma diferença de método de montagem da face em relação ao método que foi aplicado na galáxia e na origem do DNA. Naqueles, vemos claramente que a face direita é resultado mera continuada do fluir do fluxo de informação ao chegar em F4 e se dirigir a F6, e no nucleo celular as duas metades de face são montadas separadamente. Isto é facilmente notável em outras situações já observadas, pois sabemos que as unidades essenciais de informação da Matrix, que são os fótons de luz, ao emigrarem para um novo ambiente, juntam-se primeiro em pedaços, pacotes, e apenas depois se juntam os pedaços formando o todo. O que acontece com a desastrada enzima montadora é que parece às vezes que ela se embriaga e liga a metade de uma face com outra metade de outra face. sem observar a face grotesca resultante.

Claro que isso não pode ser obra de um “Inteligente Designer”. Mas tambem a Matrix/DNA tem derrubado todas as teorias de fenômenos naturais sendo produzidos exclusivamente pelo acaso dentro de sistemas naturais, então este erro tambem não deve ocorrer por acaso. Ele tem que ter uma causa racional. É esta que precisamos descobrir e salvar os seres humanos de uma vez por todas destas terríveis doenças mortais tradicionais, como o câncer, as diabetes, etc. Talvez o elemento duplicador esteja com defeito, mas aí vamos apenas transferir o problema: qual a causa do seu defeito? Na maioria das vezes, quando se pensava que um evento fora obra do acaso absoluto, a Matrix/DNA mostrou um elemento invisível que a Humanidade geralmente ignora, como agente da causa: um sistema natural superior na escala hierárquica, ou então, a identidade do sistema onde ocorre o defeito, que por algum motivo, está desregulada. A identidade do sistema “corpo humano” é a psique com seu cérebro. Sabemos que existe um complexo mecanismo de correções de erros na duplicação genética, e algo nos leva a supor que essa correção de erros foi desenvolvida pelo sistema e não pelos elementos genéticos. Algo pode estar desviando a atenção automática da entidade do sistema mantenedora deste mecanismo. Mas como disse, pode também a causa ser uma força externa vinda através do meio ambiente, o qual é criado e modelado e mantido por outro sistema, maior. Ou ainda. a causa ser uma força externa vinda de um sistema minusculo, menor… como os virus, as bactérias… Podem atacar o centro de confecção destes elementos de maneira que o mecanismo corretor perca o controle da qualidade.

Descobrimos agora uma nova maneira de ver o problema. Que nunca ninguem tinha visto por esta perspectiva. O resultado de uma mutação errada é um individuo da espécie dos nucleotídeos com a face deformada, e a tendencia desse individuo é ser um criminoso dentro da espécie, um terrorista, com enorme poder de fogo, pois muitas vezes ele vence a espécie inteira. Uma espécie de Frankenstein. Será que este também é criado por nós mesmos?

Link para o video:

DNA Mutation

https://www.youtube.com/watch?v=kp0esidDr-c 

xxxx

Meu comentario postado no Youtube: 

Louis Charles Morelli – 9:33 AM – September 04, 2014

Thanks, Mr Cong, great job for a better Humanity. There is a new way of interpretation about the point of mutation that can improve our knowledge about it.

Can you imagine a person with half face of Marilyn Monroe and half face of Saddam Hussein? This is the final “face” of a nucleotide with a error mutation. The fundamental unit of information of DNA has a “face” with the same configuration of human face ( of course, DNA is the designer of all faces). The method for building this face is making first, the left half. If evolution stops here, we have only RNA. But the goal of Nature was to reproduce the universal Matrix formula, which have a complete face. Then, starting with RNA, the left face was reproduced as the right side, and it calls DNA. But, these units of informations are complete working systems, then, the cause of this error must be about the system and not a local event by chance. ( A complete explanation can be read at Matrix/DNA website).