Posts Tagged ‘ordem’

Um Grande Silencio esta’ se Espalhando Sobre o Mundo Natural

quarta-feira, janeiro 13th, 2016

xxxx

Dr. Bernie Krause

Musician and naturalist Bernie Krause has spent 40 years recording over 15,000 species in many of the world’s pristine habitats. Photograph: Courtesy of Hachette Book Group John Vidal, environment editor “The birds are silent in the woods. Just wait: Soon enough You will be quiet too” – Robert Hass

‘A great silence is spreading over the natural world’

http://www.theguardian.com/environment/2012/sep/03/bernie-krause-natural-world-recordings?CMP=share_btn_fb

My two cents here:

1) Bernie is wrong saying that ” The voices of the wild in their purest states where no [human] noise is present are splendid symphonies.” It is not. I have lived long time in the isolated and wild heart of Amazon jungle, and the general sound is horrible, produced by the chaotic state of Nature. Because our biosphere is product of chaos, coming from the entropy of this astronomical galaxy, which created life inside it. The real and more strong sounds comes from preys being tortured alive by predators, or thunderstorms announcing the fight among clouds. In another hand, the sound of the ordered state of Nature is not the total silence, it emits the cosmic and orchestrated microwave background. As humans we need accommodation in ordered environments and as conscious beings we don’t want watching the action of predators, the pain of other animals. So, yes, we need help natural evolution transforming the chaotic state into a garden planet. Now is time to plan how we must do it. Our problem replacing the chaotic sound by the sound of machines is due we inherited the tendency to be as machines from this machine galaxy. We need to elucidate the world beyond the galaxy, because we need the sound of the Universe.

2)  “No snowflake in an avalanche ever feels responsible”. So, it does not work trying to change individuals. Each individual is a small bubble of primitive consciousness inside a head-egg that is suppose to become the great Earth’s layer of collective consciousness ( as Teilhard di Chardin told it). Will human species be alive till the birth of this collective consciousness? What force can acting to change the course of a unique individual, called collective consciousness? New breakthrough naturalistic discoveries revealing  new meaning of this world. That’s why I am trying Matrix/DNA world view.

Acaso versus Ordem da Luz: Matematico Markov Chain by Randoness

segunda-feira, setembro 14th, 2015

xxxx

(Pesquisa visando uma resposta ao post em:

http://scienceblogs.com/pharyngula/2015/09/11/longer-and-wronger/#comment-844790

has

 September 13, 2015

Okay, so who let the Markov chain out?

Minha resposta:

Oh,… the Mathematicians! But, the Markov chain is a sub or by-product included in my post’s first phrase: ” Painful predation only exists at regions/times of Nature in state of chaos and chaos under entropy”. The effects of Markov chain are seen at short times, but, natural selection as the agent of the big system where the random effect is occurring will null it or will include it into the tree’s trunk of evolution – if so, it will be about longer time –  if the event fits with the system evolutionary functionality. Markov based on statistics of random events due interactions of state spaces does not apply to the understanding of biological predation, because we know the causes are not by chance.

I am horrified at what goes on these nowadays non-naturalistic philosophy departments, these exceeding masturbations confusing short processes with whole large systems at Mathematics departments, and these reductive but absently systemic method at Biology departments, personally.

Yes, the Markov chain is responsible for some effects of chaotic states, and so, predation phenomena, thanks by mentioning it – it will take my free Sunday researching Markov philosophy and the foundations of the magical thinking that believes in a world ruled by chance. I would appreciate to debate with you today ( since that you would be an advocate of Math and yours beliefs that it applies to depredation), because I will have questions that will be hard to find today in my books and Internet.

But in parallel, on this Sunday I will doing another research related to predation, based on Matrix/DNA world view. Based on Matrix’s formula for perfect natural systems we can search solutions for to diminishes the carnage. First we need to understand how chaos creates concrete tools ( like the strong winds) for expressing its elementary forces. Then we need to know the causes that living systems are conducted by bad ways to be predators. Some elements are being studied right by now: ( next post only for Matrix/DNA students)

xxxxx

Pesquisa sobre Markov chain e randomness:

A Markov chain (discrete-time Markov chain or DTMC[1]), named after Andrey Markov, is a random process that undergoes transitions from one state to another on a state space.

( State Space:

Ver stochastic, etc.

Aplicacoes de Markov: Familiar examples of processes modeled as stochastic time series include stock market and exchange rate fluctuations, signals such as speech, audio and video, medical data such as a patient’s EKG, EEG, blood pressure or temperature, and random movement such as Brownian motion or random walks. Examples of random fields include static images, random terrain (landscapes), wind waves or composition variations of a heterogeneous materia

Evolução e a Segunda Lei da Termodinâmica – pela Matrix/DNA

sexta-feira, setembro 16th, 2011

Vejamos o artigo dos evolucionistas abaixo:

A evolução não viola a segunda lei da termodinâmica

Para desmontar a teoria da evolução, os adeptos do criacionismo, que hoje contra-atacam dizendo que este devia ser ensinado nas escolas, deitaram mãos dos argumentos mais inverosímeis. Um dos mais surpreendentes diz que a evolução implica que a vida vá das estruturas mais simples para as mais complexas, enquanto a segunda lei da termodinâmica defende que os sistemas se movem para estados de desordem máxima. Assim, a evolução violaria as leis da física.

Onde está, então, a falha? Muito simples: a segunda lei da termodinâmica refere-se exclusivamente a sistemas isolados, e a Terra e os que a habitam não entram neste grupo, já que recebem constantemente energia do Sol. Assim, o aumento de ordem na biosfera é compensado pelo aumento da desordem no nosso distribuidor energético, o astro-rei.

xxxx

A versão da Matrix/DNA

A evolução não é apenas a Darwiniana, biológica, ela é universal: existe a evolução de um sistema natural composto de hardware e software, que nasceu com o Big Bang na forma de vórtice quântico/partícula e tem hoje, nesta região do Universo, a forma mais evoluída de sistema cerebral humano/sistema mental. Êste sistema apresenta diferentes formas pelo mesmo motivo que seres humanos mudam de forma: o ciclo vital. Portanto, o sistema cebral/mental é o sistema universal em sua forma mais idosa, adulta, enquanto o sistema atômico foi uma forma infantil.

Uma das fases evolutivas (ou forma) do sistema universal é a forma biológica, à qual denominamos errôneamente de “Vida”. Assim como não existe um momento exato que divide a transição de um humano adolescente para sua forma adulta, tambem não existe um momento que define a transição animado/inanimado. Vida todos os sistemas naturais tem, já que todos tem as propriedades vitais.

Então os sistemas biológicos (vida entre aspas) foram a forma seguinte aos sistemas astronomicos. Para ocorrer essa transição foi necessário o concurso da entropia que conduziu um sistema astronomico em estado de ordem a se fragmentar e tornar-se em estado de caos. Dêste estado de caos se levantou novamente a ordem, na forma de sistema biológico. A evolução não caminha apenas do mais simples para o mais complexo, mas tambem do caos para ordem. No entanto ela é dividida em ciclos, porque ela está sujeita ao ciclo vital. Ciclos que alternam caos e ordem.

É certo dizer que o Sol é uma estrêla caminhando na direção da desordem, do caos. Mas está errado dizer que é um sistema isolado. O que é um sistema isolado? Não existe. Sistemas estelares são agrupados em galaxias, galaxias são agrupadas em aglomerados, etc.

Deve-se entender que um sistema estelar é um sistema fechado na medida que êle nada troca com sistemas vizinhos. Êle apenas não é isolado porque partilha com outros sistemas a mesma plataforma gravitacional da galáxia. Sistemas fechados atacados pela entropia entram em desordem interna, colapsam-se se sôbre si mesmos e re-erguem-se com mutações e algum grau a mais evolutivo e na forma de sistemas abertos. No caso, como sistemas biológicos.

Portanto a evolução está plenamente de acôrdo com a segunda lei da termodinâmica.

Do Caos para a Ordem: Mecanismos de Auto-organização

terça-feira, setembro 13th, 2011

Nós somos filhos do Caos, porem netos da Ordem, mas bisnetos do Caos, emquanto somos tataranetos da Ordem…

Em ultima instância somo produtos da biosfera terrestre. E basta ver essa biosfera no seu estado inicial, ainda crua, na selva amazônica, para concordar que isso é uma produção caótica. Mas nossa biosfera foi produzida e está dentro de um sistema tão ordenado que funciona precisamente como um relógio: o Sistema Solar. Mas basta dar uma olhada numa noite estrelada, para alem do sistema solar e ver a caótica profusão de estrêlas, constituindo a galáxia. A História de nossos ancestrais, das partículas às galáxias aos trogloditas, é uma História dos Ciclos Alternados Entre Ordem e Caos.

Porque é assim? Porque tivemos que existir assim, dentro de um ciclo que parece interminável e vai de um extremo ao outro extremo no tocante ao estado termodinâmico do equilibrio de sistemas?

A explicação vinda dos modêlos da Matrix/DNA é meio mística, entra nos reinos da metafísica. Ela explica com um exemplo:

Se eu fôsse um professor com uma ideologia que tivesse como supremo objetivo manter o livre-arbitrio dos alunos, eu deixaria êles planejarem a sala de aula, o curfriculum, etc. Mas suponha que êsses alunos fôssem muito rebeldes, ou seja, olharam para a sala de aula que nossos pais construíram, esboçariam um olhar de desdem e concluissem que não queriam estudar daquela maneira, diriam que existiria outros modêlos melhores para escolas, e que êles seriam capazes de elaborar tais novas escolas. Bem… desde que eu tenho que respeitar-lhes o livre-arbitrio, só me resta disponibilizar o material e permitir que façam como quiserem. Enquanto fico assistindo confortavelmente sentado no meu camarote

Os alunos constróem o primeiro modêlo, me chamam para dar as aulas, vão nêle estudar, mas por um monte de razões não o aprovam, desmancham-no e partem para o segundo modêlo. Depois de um tempo nêle estudando concluem que não é mais possivel suporta-lo, destroem-no e partem para um terceiro modêlo…

Isto evidencía muito bem o que é um filme apresentando o ciclo entre caos e ordem: um modelo construido é uma nova ordem que se levantou de um caos que foi o desmanche do modelo anterior.

Um nosso ancestral, LUCA, construiu um meio-ambiente e um corpo que era um extremo perfeito paraíso – o building block dos sistemas astronomicos, e nêle viveu como Adão e Eva. Mas a entropia atacou este sistema, degradou-o nas suas menores peças-informação, dirigiu-as a lugares como a Terra, e aqui, inicialmente se conflitando e gerando o caos, estas particulas-genes se levantam num estado de ordem, processo êste que nós, os ultimos herdeiros atuais, ainda estamos levando para a frente.

Será que Deus está agindo conosco como êsse professor?… pergunta a Matrix/DNA.

Eu particularmente não concordo com essa idéia de Deus sentado no camarote assistindo impassível enquanto me esburracho todo aqui. Pô, se erramos, errar é humano, dê-nos uma chance né? Uma mãozinha aí para amenizar êste caos…

Mas o mundo não é como eu quero que seja, êle é como é… e essa história dos ciclos existe e é fato.

Seja como fôr, o processo da Natureza em qualquer lugar e época estar se levantando do caos e partindo para a ordem, é interessante e precisa ser conhecido. Aqui vai um dos mais importantes, porque o autor está defendendo a idéia de que simples fôrças brutas físicas na geologia terrestre teria iniciado o fenômeno da auto-organização de sistemas e chegado assim a produzir a vida. Na Matrix/DNA a teoria é outra, defendendo a idéia do Universo como hardware e software que organiza a matéria em sistemas. Mas o processo abaixo apresentado está sutilmente sugerindo algo, enquanto sabemos que a solução super-saturada onde surgem e crescem os cristais, é o habitat preferido dos genes de LUCA quando aqui chegam. Não serão êles em ação nas origens da vida? Êste exemplo de auto-organização foi descoberto no seguinte link:

http://originoflife.net/error_correction/

Origin of Life – da teoria de Cairn 9?) Smith, da qual já tem um outro artigo nêste website.

A grosso modo as figuras dizem o seguinte. Primeiro existe um cristal grande já formado, numa solução saturada, que pode ser a àgua quente de um oceano. Ao seu lado vai se formando uma nova unidade de cristal, de alguma maneira na solução ela é aproximada do cristal grande, e forças de atração fazem com que ela seja agregada. Mas ela tem o livre-arbitrio de escolher entre seis direções possiveis, inclusive de sair fora do cristal maior. Se ela se fixar numa posição do cristal que não bata com sua geometria, o cristal vai dar um jeito de expulsa-la. Isto é usado pelo autor para defender a idéia de que o formidavel fenômeno da auto-correção de êrro na duplicação genética teria vindo deste processo dos cristais. Pois aqui realmente o cristal corrige êrros em sua geometria inicial. Mas na Teoria da Matrix/DNA acho que estábem explicitado que auto-correção de êrro só existe quando executada pela identidade de um sistema, as partes não tem como fazer uma correção de sistema, apenas de partes. Por isso suspeitamos que o sistema da fórmula da Matrix está infiltrado nas soluções saturadas e influenciam na modelação dos cristais. Em todo caso…

Vamos lá:

Cristal em Crescimento - Fase 1 - 6 graus de Liberdade

Cristal em Crescimento - Fase 2 - 2 graus de Liberdade

Cristal em Crescimento - Fase 3 - 1 grau de Liberdade

Cristal em Crescimento - Fase 4 - 0 grau de Liberdade

Eu preciso de mais tempo para estudar melhor isso aqui, que não está me agradando. O que penso ver aqui é a ação de uma energia magnética maior do cristal grande atuando, sem liberdade de escolha pela unidade menor. Me lembro do modêlo da Matrix/DNA quando mostra um planeta errante caindo na área gravitacional de uma estrêla. Não acho que é o planeta que vai escolher o tipo de órbita nem o local onde vai ficar, e sim a estrêla.
A unidade recem-nascida nasceu de uma solução onde os ingredientes não formam sistema ordeiro algum, estão em estado caótico. Ela é empurrada para existir agregada a um estado de ordem. Significa que as unidades do sistema não possuem livre-arbitrio. De fato, desde que eu nascí, dentro de um sistema social que só me f… eu nunca vi meu livre-arbitrio. Mas acontece que essa unidade recem-nascida veio como software de outro lugar: onde ela era um sistema e justamente o sistema que foi degradado e gerou o estado em que ela se encontra agora. Eu fui o LUCA que um dia construiu aquêle paraiso apenas bom para macacos para eu viver nêle. Como sistema anterior ela tinha livre-arbitrio, agora como unidade ela não tem, mas quando se tornar o sistema total ela recuperará o livre-arbitrio… e assim vamos descobrindo um novo ciclo: o livre-arbitrio tambem é ciclico?! Ou seja: temo-lo quando somos o sistema, e não temo-lo quando somos apenas individuos de um sistema?!

Fica aqui registrado para retornar ao tema.