Posts Tagged ‘ovulo’

No céu, o espermatozoide também nada na direção do óvulo!

sábado, fevereiro 2nd, 2019

xxxx

Photo

,,, este quadro me lembra a incrível semelhança entre o mecanismo da fertilização no céu que da’ origem a uma nova estrela e o processo da fertilização que da origem a um novo humano. Mas apenas descobri isso porque a pesquisa me tinha sugerido que o elo intermediário entre a galaxia e o homem, a primeira célula viva também apresenta o mesmo processo envolvendo RNA, nucléolo, e DNA. Um pulsar com um gigantesco (e duro, de ferro) vulcão lembrando a genitália masculina emite um bólido de magma que ao cair no espaço sideral adquire a forma de cometa (a forma do espermatozoide). Caindo na linha espiral galáctica o cometa e dirigido em queda ao centro da galaxia onde existe uma bela e luminosa quasar, lembrando a beleza feminina.

No núcleo da galaxia, depois que o cometa passa o horizonte de eventos que se constitui no corpo da quasar, ele adentra um vórtice nuclear, representando a genitália feminina. Onde fica a rodopiar a ate ser fragmentado liberando a energia do magma que se mistura com a poeira estelar dentro do vórtice. Essa mistura de massa e energia se torna outro bólido que é expelido para a espiral galaxia agora fazendo o caminho inverso. Enquanto se distancia o germe de massa incandescente e coberta com camadas de poeira do horizonte de eventos, camadas que vão se tornaram as placas tectônicas tornando-se num planeta… e depois segue tornando-se o macho pulsar que depois na senilidade irrompe como uma estrela… O que significa que no centro da galaxia foi gerada uma nova estrela! Tudo igual! Se este meu modelo astronômico teórico estiver correto – já existe mutias evidencias que assim sugerem – descobrimos uma das maiores maravilhas da natureza… alem de aprendermos um novo significado para nossa existência.

Mas no céu também tem percalços, problemas. Se o pulsar volta-se de costas para o sistema, que e sua moradia, de costas para a quasar e ejacula… digo… emite o magma na direção oposta, para fora do sistema, ou este cometa se perdera’ no espaço como estes que passam por aqui, ou chegara numa outra quasar em outra galaxia… Traição! Por isso os homens são como são, esta’ na nossa natureza herdada dos céus… Mas com a consciência temos que mudar instintos que vieram dos ancestrais primitivos.  Afinal é isto que produz a diversificação de formas das galaxias, senão seriam todas exatamente iguais., pois como notastes, as galaxias são hermafroditas..  Por isso a primeira célula viva na Terra, era hermafrodita: linhagem paternal evolutiva direta! O mundo fica cada vez mais fascinante `a medida que vamos descobrindo seus segredos íntimos. Senão existe na natureza este mecanismo de emitir óvulos e esperma no espaço sideral, os peixes primitivos não teriam existido pois fazem a mesma coisa emitindo tudo ao léu na água do oceano. Incrível como se encontram e se fecundam!

Veja como isso acontece no céu por este desenho rude que desenhei sobre os joelhos com lápis e papel de embrulhar pão na selva amazônica, limpando o suor da face e enxotando aqueles vampirinhos piuns e carapanãs que me sugavam o sangue a ponto de queimar a pele… Mas valeu… a selva me torturou mas deu o maior tesouro do mundo… uma evolução no conhecimento… se eu acertei, ou ao menos um sonho lindo… se errei… Apenas o tempo com o  avanço da Ciência e Tecnologia nos poderá  dizer.

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Human and Earth Life Cycle by MatrixDNA

Human and Earth Life Cycle by MatrixDNA

Veja como a Natureza criou o fenômeno da produção de óvulos – Embriogêneses

domingo, agosto 26th, 2018

xxxx

O Ovulo do Mês e o Germe estelar do Seculo

O Ovulo do Mês e o Germe estelar do Seculo –

Imagem: Jacqeus Donnez, “Observação laparoscópica da ovulação humana espontânea”, Fertility and Sterility 2008

Você está testemunhando a ovulação de um óvulo humano real, capturado no ponto de ruptura folicular. Cerca de 20% das mulheres que ovulam podem sentir a ovulação, uma sensação conhecida como “Mittelschmerz”, que em alemão significa “dor do meio” em tradução livre.
O termo refere-se a uma dor abdominal ou na região pélvica inferior, que ocorre no meio do ciclo menstrual. Algumas mulheres são tão sensíveis que conseguem até mesmo identificar qual dos dois ovários forneceu o óvulo naquele mês.
No entanto a Mittelschmerz é totalmente diferente das cólicas menstruais. Além de se tratar de uma resposta benigna do corpo, geralmente não dura mais do que algumas horas.
Mas aqui fica um alerta: a dor abdominal e pélvica pode significar muitas outras coisas. Por isso, mulheres, caso sintam qualquer desconforto na região, procure um médico.

Porem, para filósofos e pesquisadores que apreciam o conhecimento mais profundo sobre este Mundo, vejamos porque existe este fenômeno natural…

Observação da Matrix/DNA:

Ok. Mas como e de onde a matéria estéril, burra, de um planeta que era turbulento e nada tinha de vida na sua superfície, tirou a ideia para chegar a esta magnifica cena, a este curioso fenômeno natural de extraordinária engenharia?

Resposta:

A Natureza Universal não pode criar novas informações por magica, tudo o que Ela produz é feito com informações que Ela recebeu no instante inicial deste Universo, informações na forma de partículas fótons da onda de luz original. Assim como hoje tudo o que é feito num embrião humano sendo gestado depende de informações existentes no momento da fecundação do ovulo. Essa onda contem em si, ou melhor, ela é, a formula para criar  um sistema universal que iria se desenvolver pelo processo do ciclo vital, portanto, o sistema iria mudar de forma muitas vezes, cada vez mais complexas. Como o corpo humano depois da fecundação começa a mudar de forma – desde a morula, a blastula, o feto… até o adulto, o idoso… um fenômeno produzido pelo processo do ciclo vital. Assim foi formada a forma do sistema atômico, do galáctico, da célula vegetal, animal, etc., tudo numa mesma e unica linhagem evolutiva universal. Então…

Nós podemos ver na formula para sistemas naturais quando ela tinha formado os building blocks das galaxias, este mesmo mecanismo, praticamente esta mesma imagem, quando um germe de um novo astro é liberado do vórtice turbilhonar ( o equivalente astronomico ao folicular humano). Infelizmente o desenho explicitando isto foi feito em rudes condições na selva amazônica, mas creio ser suficiente para se notar a semelhança (clique na imagem para amplia-la):

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos – Matrix/DNA Theory

Vemos o vórtice turbilhonar que se forma numa nebulosa de poeira e gases estelar, e como, apos receber massa degradada e as informações mais energias dos cometas que fazem a função de espermatozoides, liberando as esferas amarelas, que correspondem aos óvulos no nível biológico, as quais vão ser os germes nos núcleos dos novos astros. E para clarificar mais, vejamos a formula universal para sistemas naturais no aspecto de um diagrama de software. O folículo representa a Função 1 e o óvulo a Função 2:

The Universal Formula of MatrixDNA as Software/Closed System

The Universal Formula of MatrixDNA as Software/Closed System

E meu comentário postado no Facebook em 26/08/18:

Veja como a Natureza criou o fenômeno da produção de óvulos – Embriogêneses

Eu nunca vi com meus olhos a imagem de um ovulo nascendo e sendo liberado como nesta imagem, mas vi esta mesma imagem com a mente que estuda, faz os cálculos certos e desenha as imagens mentais. Porem as imagens que vi se referiam as origens da Vida quando da sopa primordial emerge a primeira célula viva, e se referiam ao ambiente celeste nas origens dos astros… Mais uma evidencia e sugestão de que estou no caminho mais certo que o mundo acadêmico nas universidades… Infelizmente, eu preferiria ser o errado e eles o certo, pois seria mais fácil mudar uma cabeça do que assim, com milhões de cabeças duras que estão mentalmente bloqueadas e não querem mudar, evoluir… E por isso 90% da Humanidade continua em péssimas condições de existência e parece que a sua totalidade esta indo numa direcao muito errada…