Posts Tagged ‘religiao’

Cristãos Evangélicos na América Deixando as Igrejas Por Não Concordarem com Pastores Pregando Como Predadores

domingo, novembro 4th, 2018

xxxx

https://www.nytimes.com/2018/11/01/us/young-evangelicals-politics-midterms.html?action=click&contentCollection=Trending&module=Trending&pgtype=Article&region=Footer

Pastores colhidos na armadilha do efeito Bolsonaro

Muitos evangélicos na América estão deixando as igrejas porque não concordam com a atitude política discriminatoria dos seus pastores contra as minorias e certos costumes,  que assim o fazem aliados a Trump, e depois de se sentirem mais fortes com Trump. Uma de suas principais queixas é que não foi isso o que fez e ensinou Cristo, que sempre insistiu que estava aqui pelas minorias e morreu por elas. Muitos eram republicanos mas se incomodaram com as posições do presidente, e estão passando para os democratas, e como os pastores se alinham com as posições do presidente, se desligam dos pastores também.

Para mim é fácil entender o que está acontecendo. Pastores o são porque possuem a psique modelada pela genética que veio de animais predadores, por isso escolhem o caminho fácil do dinheiro e vida fácil sem terem que pegar no pesado, vampirizando as presas. Mas dos fiéis – muitos possuem a carga genética oposta, para o instinto de presas e obviamente se alinham com as minorias que são mais fracas como elas, alem de nao terem a disposicao ‘a violencia. Como Jesus foi o rei das presas, elas entendem melhor a mensagem e os valores de Cristo que os proprios pastores. E alguns dentre os evangélicos já alcançaram o estado evolutivo do humano transcendental, ou seja, já se auto-exorcizaram dos três instintos, que produzem esta divisão em todos os tipos de sistemas sociais criados pelos humanos: a oligarquia pelo instinto de grande predadora, a classe media pelo instinto dos medios predadores, e a classe pobre pelo instinto das presas. Claro, eles não percebem e não admitiriam que os humanos carregam estes instintos animalescos porque foram nascidos e criados dentro de lares que lhes incutiu a fábula de Adão e Eva, do Paraiso e bla-bla-bla, mesmo sob o pesado bombardeio das evidências demonstradas na escola pelas Ciências de que, pelo menos o corpo humano veio da evolução dos animais.

Mas se eu editei um artigo ainda semana passada que estou atrás de entender porque está havendo uma onda invisível de forças naturais reforçando o instinto predador no planeta inteiro – o que me deixa indignado pois isto significa maior atraso na evolução mental da humanidade , além do maior sofrimento para os pobres, claro – agora estou até desconfiando que existe uma certa sabedoria astuta por tras deste movimento natural. Para exorcizar a humanidade daqueles instintos é preciso exorcizá-los de certas doutrinas religiosas antes, pois estas doutrinas têm funcionado como o segundo maior poder dos predadores ( o primeiro, claro, são seus exércitos armados), na manutenção do domínio escravagista. Como são os pastores que trazem a religião para dentro da igreja, agora se aliam ao poder social de maneira que esta soma retorna contra a religião afastando os fiéis das igrejas… No Brasil, com a eleição do novo presidente com posições predadoras radicais ajudado pelos pastores evangélicos, a situação é exatamente igual.

Rapaz, estou suspeitando que esse tal Deus é esperto demais…

xxxx

Obs: as melhores informações estão na seção de comentários do artigo, onde centenas de evangelicos parece que estavam esperando a oportunidade para desabafarem e agora foi a gota d’água.

Depoimento de uma evangélica:

I gave a communion message in 2016 — it was, “Our God chooses to die the death of all these marginalized people. He dies like Matthew Shepard, like a kid at the hand of the state. He was a refugee.” My church reprimanded me for “abusing the pulpit.” Other members used it to openly stump for Trump and say hateful things about Muslims and L.G.B.T. citizens.

The world I was dreaming about was not the world my church was dreaming about. The world liberal evangelicals want to see is the one conservative evangelicals hope doesn’t happen.

I’m worried that we’ve done immense harm to the marginalized in the name of God. You realize it is not good news at all if you are just baptizing certain inequalities or biases.

I don’t feel so much like I am leaving conservative evangelicalism. I worship like one, I talk like one. It’s not like I can pull myself out of this relationship. I feel incredibly guilty for attending a church I can’t invite people to. But I love the community that raised me. A lot of evangelical parents are judged by the successful transmission of values to their children. I haven’t wanted to shame them.

Vídeo de Bill Nye debatendo com Ken Ham na Arca

quarta-feira, outubro 31st, 2018

xxxxx

Este vídeo e` bom para quem tem curiosidade sobre os porquês da nossa existência e da existência deste mundo. Um conhecido ateu que ficou famoso nas gerações de 70 a 90 nos Estados Unidos porque apresentava um programa de tv – Bill Nye, the Science guy – e atualmente anda combatendo o ensino de religião que nega a teoria da evolução, percorre a grande construção construída pelos cristãos, chamada The Ark que pretende ser um museu da criacao pela Bíblia dentro de um edifício que imita a arca de Noé. O anfitrião e conhecido também homem de shows e palestras defendendo o criacionismo, Ken Ham, acompanha Bill Nye numa interessante discussão entre ateísmo e deísmo tendo por foco os fenômenos naturais, enquanto mostram a arca e o povo visitante. Por meu lado, assistindo o debate, fico pensando em como e porque estão configurados dois cérebros assim de maneira errada Pois para mim ambos estão vendo o mundo de forma errada. Sou obrigado a concordar uns 70% no que se refere ao conhecimento e interpretação das evidencias para as teorias que nasceram dentro do tipo de ciência aplicada ate agora pela humanidade cientistas. Mas penso que os ateus extrapolam os limites racionais com teorias que beiram a um estado de fé, e são infelizes nisso como podemos ver no vídeo. Bill Nye se vê obrigado, para reafirmar o que disse antes, perante uma linda menina de seis anos, a dizer que ela e’ um animal. Em outra situação, ele cai na apatia do publico quando diz que ao morrermos acaba-se tudo. E não sabe responder porque então ele esta preocupado com o futuro da America, das mudanças climáticas, etc, se tudo isso vai acontecer quando ele não existir mais. Usando os mesmos fatos científicos que o Bill Nye usa, mas conectando-os de uma maneira diferente, também logica e racional, eu jamais diria que o humano e` um simples produto da evolução do animal, porque a teoria esta sugerindo um processo evolutivo pelo qual, sobre o homem, e expressou na forma de consciência uma velha formula natural que vem desde o Bib Bang, e isto diferencia o homem de todos os animais que lhe emprestaram corpo biológico. E a mesma teoria esta sugerindo que esta formula não morre junto com o corpo biológico. Quanto ao criacionismo de Ken Ham discordo das poucas evidencias, e interpretações delas, em quase todas. Tambem não entendo como pode um ocidental americano acreditar num livro escrito a 3.000 anos atras por pessoas que não sabiam 10% do que sabemos hoje sobre a natureza e se ele me vem perguntar se acredito no Deus dele eu responderia algo como: ” Se existir um pai espiritual dos humanos, e ele só veio falar com judeus, não vindo falar comigo, que também sou filho, eu saio de casa e renego esse pai. Então deixe os judeus com o Deus deles, não e’ o meu Deus.” Mas o longo vídeo, alem de ser um belo passeio dentro do museu, a vista das pessoas que lotam suas dependências, e o interessante debate, eu recomendo. Para quem não entende o inglês ainda pode entender algo do debate.
Bill Nye deveria ser repreendido pela academia cientifica quando se dirige a crianças dizendo que elas são animais, pois a Ciência não tem provas disso. Enquanto a neurologia não resolver a questão de como os neurônios estão ligados ao pensamento, `a mente, ou a consciência, a Ciência não pode afirmar que a consciência seja um produto a evolução do cérebro, portanto, biológica. E possível que Bill Nye esteja correto, mas por enquanto e` a sua teoria, ele não pode acenar com os livros da Ciência quando afirma isso.Mas e se ele estiver errado? Como reparar o mal que fez a estas crianças, das quais, quando perdem a biológica habitual fantasia infantil muito precocemente, pode ser dispor ao niilismo que conduz facilmente as drogas? não vejo diferença entre o mal que esta religião esta fazendo com as crianças e o que ele esta também fazendo, ambos baseados em teorias sem provas concretas.

https://www.youtube.com/watch?v=PPLRhVdNp5M

Deus existe? Melhor artigo sobre o argumento ontológico

domingo, outubro 14th, 2018

xxxx

https://www.iep.utm.edu/ont-arg/

Anselm: Ontological Argument for God’s Existence

Sobre: Religiao

O Colapso do Intelligent Designer: Mas a Matrix/DNA pode levanta-los, mais curados, para trilhar caminhos supremos mais sabios

terça-feira, outubro 2nd, 2018

xxxx

Os tres fortes argumentos do Intelligent designer derrubados,

A estrategia dos criacionistas agora e’ a critical analyzes of evolution

Como as teorias cientificas do Big Bang, da abiogenesis e da evolucao, estao muito falhas e incompletas, Esse bombardeio critico em cima da Ciencia pode enfraquece-la, dando oportunidade ao ressuscitamento dos criacionistas entrando nas escolas.

A Cosmovisao da Matrix/DNA reforça e completa estas teorias cientificas, porem quando apontam para o processo de reproducao universal abrem caminho para o prévio design, e portanto para um proposito supremo na evolucao. Quando abre essa porta a teoria aponta para um gerador natural e consciente, o que pode ser do agrado de ateus/céticos/cientistas, mas tambem deixa a porta aberta para a possibilidade de uma divindade não-natural, nas diferentemente do criacionismo, uma divindade mais distante, muito maior e complexa.

https://www.youtube.com/watch?v=Ohd5uqzlwsU

Qual a fonte do melhor código moral? Deismo ou Ateismo? Nenhum dos dois… tem uma terceira alternativa melhor

sábado, agosto 25th, 2018

xxxx

Os ateus, céticos, publicam este video como publicidade do seu código moral. Abaixo, minha resposta postada no link para o Google+:

Excuse me my two cents here. Nobody knows the Thru (if have one) and human species is like a bridge, dangerous crossing, because we does not know what the Universal Nature will approve or not. We need the most correct worldview possible to our poor and limited human brain, so, we must to listen all brains for getting it. It is unavoidable that each human be free to choose which seems the best worldview, so we need to accept that you are atheist, other is deist, etc. I prefer my own, which is called The Matrix/DNA Theory, which suggests that in this Universe is occurring a merely process of reproduction of the unknown thing that triggered the Big Bang. Then, here and now, Nature is building the last evolved shape of this thing being reproduced, which is consciousness. So, we, are 8 billions half-conscious genes building this embryo, each human is a unique, specific, unavoidable information. From here, I think, arises the best moral code, since we learn that we need each human being doing his/her supreme mission and it means freedom, egalitarian distribution of resources, etc. The problem is that we have inherited a body with a primary brain from non-rational animal ancestors, with instincts like tendency to be predator or prey, and this genetics, this selfish genes, need to be exorcised. So, yes, we need to criticize beliefs that generates moral codes based on primary instincts, like mystical religions that are products of infant, children psique that creates fantasies and talks to imaginary friends ghosts. But we heed also to criticize these instincts that kills all beliefs in something great than us, like non rational animals does. I am agnostic, I don’t understand and don’t know metaphysics, like if there are or doesn’t gods…

https://plus.google.com/u/0/114511796075674138442/posts/9QNkVS7itmJ?cfem=1

Debate entre experts em Ciencias e Religiao. Questao: Ciencia refuta Deus?

sexta-feira, junho 8th, 2018

xxxx

Nos, agnosticos da cosmovisao da Matrix/DNA, somos “indecisos” nesta questao. Para nos o problema todo esta’ na palavra “Deus”, “God”. Suspeitamos que o atual conhecimento cientifico de fato – sem as teorias dos trabalhadores das ciencias, conhecidos como “cientistas” – desaconselha a fe’ num tipo de Deus tal como e’ descrito na Biblia. E provavelmente todos os outros tipos de deuses descritos nos livros sagrados das outras religioes. Mas os nossos modelos e calculos nos levaram a suspeitar que existe uma especie de “superconsciencia” em outra dimensao alem da que podemos captar com nossos sensores e alem do que tem captado o conhecimento cientifico atual. Esta suspeita superconsciencia seria diferente de todas as descricoes de Deus, portanto evitamos denomina-la Deus ou por outro nome alegorico qualquer.

Esta suspeita surge principalmente de um calculo muito simples dentro dos nossos modelos:

Neste Universo existe, internamente, um sistema natural, que surgiu a 14 bilhoes de anos atras e vem evoluindo, no sentido de que ele surgiu no estado de extrema simplicidade e atraves da Historia Natural Universal tem ate’ agora se transformado no sentido de cada vez mais complexo. Varios outros indicios notados nos nossos modelos resultam na sugestao de que neste Universo esta’ ocorrendo um processo evolutivo pelo simples metodo genetico. Entao nos voltamos para observar a Natureza que conhecemos e procuramos alguma situacao onde um sistema surge em extrema simplicidade, evolui do simples para o mais complexo, e pelo metodo do processo genetico. Isto porque nossas conclusoes teoricas so’ se tornam reais teorias da cosmovisao se encontrar-mos na Natureza real um parametron Comprovado e conhecido por todos. A Teoria de Hawkings sobre uma hipotetica existencia de buracos negros nao passaria neste crivo, pois nao encontramos em nenhum outro lugar um parametron Comprovado real que nos avise que a Natureza e’ capaz de fazer tal objeto.

Encontramos uma situacao comprovada e conhecida por todos que se encaixa perfeitamente como parametro real: trata-se da fecundacao, gestacao e desenvolvimento de cada novo ser vivo. Eles surgem num estado de extrema simplicidade ( uma celula dentro de um ovo); eles evoluem dp mais simples para o mais complexo: e eles sao feitos pelo metodo genetico. O achado nao foi surpresa, pois como nao cremos em magicas sobrenaturais, e portanto este Universo nao poderia criar por magica informacoes que ele nao continha na sua origem, entao ele nao poderia ter inventado outro processo para criar coisas como sistemas vivos que nao fosse o mesmo processo pelo qual ele foi criado.

Encontrado o parametro real, comprovado que a Natureza pode fazer e realmente fez o que pressupoe a teoria, passamos ao estudo comparativo entre a historia do corpo vivo criado e a historia do sistema universal criado. Assim vamos projetando o que conhecemos da micro-historia visivel aqui e agora sobre a macro-historia nao visivel do passado, pressentida no presente mas tambem nao visivel no futuro; e fazemos o exercio contrario ou seja, projetando o que se conhece cientificamente do macrocosmo sobre este evento microcosmico. Assim vamos encontrando num as respostas que faltam mas estao no outro, o que ajudou-nos a aprimorar as duas narrativas destas historias.

Mas um detalhe fragrante salta ao0s olhos, o qual parece sr uma crucial diferenca: em certo momento ( dos 6 aos 8 meses de gestacao) o cerebro do ser vivo humano apresenta a propriedade da consciencia. Isto significa que na evolucao do sistema dentro deste Universo, esta propriedade surgiu nos seus 14 bilhoes de anos. Nao ha’ nenhuma dificuldade aqui porque estamos contando os dois tempos sob a perspectiva humana, entao o que e’ feito em 7 meses na micro-escala humana pode corresponder ao que e’ feito em 14 bilhoes de anos na macroescala do universo.

Mas.… sabemos que nao e’ cada novo cerebro recem formado humano que inventa pela primeira vez no mundo a propriedade da consciencia, porque sabemos que ela ja existia antes, na especie humana, que esta fora e alem do pequeno universo oval do feto. A consciencia ja existia desde o momento da fecundacao na heranca genetica recebida, portanto nos 6 meses  – desde as formas de celula inicial, morula, blastula, feto, e ate a de embriao – ela existiu no estado potencial, nao expressada. Em relacao a historia universal nao temos nenhuma evidencia ou pista para concluir se foi este universo que inventou pela primeira vez no mundo a consciencia, ou se ela ja existia antes e alem dele. mas esntao aplicamos o mesmo metodo de projetar o conhecido da micro-historia sobre seu espelho que ‘e a macro-historia e chegamos a nova teoria de que nestes 14 bilhoes de anos – desde a forma de sistema atomico, estelar, galactico, celula vegetal, e animal irracional – a consciencia esteve no estado potencial, sem ser expressada. E por conseguinte temos que transportar a fonte desta consciencia no fato observado aqui e agora como fonte para o fato existente mas ainda nebuloso da macro-historia, e chegamos a teoria de que a consciencia humana nao foi inventada dentro deste Universo, mas sim ja deve ter existido antes das origens e alem do Universo.

Entao o que denominamos como superconsciencia cosmica em nada se compara com as definicoes de deuses de todas as religioes conhecidas. Pelo que conhecemos da Ciencia humana – seus fatos comprovados – ela nao pode refutar esta teoria, muito pelo contrario, por ser uma teoria intrinsicamente naturalista, ela deveria aceitar como a mais provavel teoria que ela pode produzir sobre tal assunto. Ela ‘e mais consistente do que a teoria de que do nada veio tudo, pois nao existe aqui e agora nenhum parametro conhecido onde um Comprovado nada gera alguma coisa. O fato teorico que embasa a teoria do nada ‘e o resultado zero da energia do universo, mas isto feito equivocadamente, porque a existencia do sistema natural universal nao tem como essencia primeira a energia, ela veio encriptada como codigo em algo que sobra quando as energias se auto-anulam: a luz. Em outras palavras, seja como for, o reino alem deste universo nao nos enviou nenhuma energia, mas sim um a onda de luz, a qual, ao avancar, no seu atrito com a substancia especial que pode ser um eter ou a materia escura, produz a energia positiva, e na sua volta `a fonte, produz a energia negativa. As duas devem ser descartadas quando o universo, como qualquer ovo, com sua clara formada de galaxias fazendo o papel da placenta, e’ descartados ao nascer da criatura.

Vamos entao ao debate no video, e a seguir tentaremos assinalar e analizar cada ponto fundamental citado por ambos lados:               

DEBATE: Atheists vs Christians (Krauss + Shermer vs D’Souza + Hutchinson)

8:24 Lawrence Krauss (Atheist)

15:45 Ian Hutchinson (Christian)

23:34 Michael Shermer (Atheist)

31:02 Dinesh D’Souza (Christian)

 

Thelema: A Religiao da Gang Predadora fundada por Aleister Crowley

domingo, maio 13th, 2018

xxxx

Fiquei sabendo hoje da existencia desta crenca, seita, corrente filosofica ou religiao, por nome de Thelema. Fiquei sabendo porque alguns leitores que me fizram perguntas sobre a formula da Matrix/DNA sao adeptos desta filosofia. Entao vamos pesquisar algo sobre:

From: https://en.wikipedia.org/wiki/Thelema

  • O Livro sagrado ( veja link abaixo para a versao do Livro da Lei) contem uma joia de coletaneas de frases de odio contra as pessoas – como vou dizer… as pessoas que tentam ser e praticar o bem – e como o discipulo deve aplicar sobre elas seu poder e dominio, praticando sobre elas tudo o que lhe der vontade e seu desejo, pois estas pessoas sao como “caes”. Se eu conseguir elaborar as palestras aos pobres das favelas no Brasil, devo fazer uma coletane daquelas frases e ler para eles, antes de tudo, para saberem com quem estao tratando, quem e’ a gang predadora no Brasil.
  • O cantor e compositor brasileiro Raul Seixas foi um grande divulgador e seguidor da obra de Aleister Crowley. Suas principais canções sobre Crowley e a Thelema são “Sociedade Alternativa”, “Novo Aeon”, “Loteria de Babilônia” e “A Lei”.

Aleister Crowley (1875–1947) was an English occultist and writer. In 1904, Crowley claimed to have received The Book of the Law from an entity named Aiwass, which was to serve as the foundation of the religious and philosophical system he called Thelema.

traducao: Aleister Crowsley (1875-1947) era um escritor e ocultista ingles. Em 1904 Crowley proclamou ter recebido O Livro da Lei de uma entidade de nome Aiwass, cujo livro veio para server como a fundacao do sistema religiosos e filosofico que ele nomeou Thelema.

According to Crowley, every individual has a True Will, to be distinguished from the ordinary wants and desires of the ego. The True Will is essentially one’s “calling” or “purpose” in life. Some later magicians have taken this to include the goal of attaining self-realization by one’s own efforts, without the aid of God or other divine authority

traducao: de acordo com Crowley, cada individuo tem um Verdadeiro Desejo, a ser distinguido dos ordinaries desejos e preferencias do ego. O Verdadeiro Desejo e’ essencialmente o chamada ou proposito de alguem em sua vida. Alguns posteriors magicos usaram isto para incluir a meta de buscar lutando pela auto-realizacao pelos seus proprios esforcos, sem a ajuda de Deus ou outra autoridade divina.

Matrix/DNA – Bem,… cada gene existe porque cada gene tem uma verdadeiro desejo, apenas seu, especifico seu. Este “desejo” e o que o move a realizar seu trabalho, que e’ inserir a sua informacao especifica que so ele tem na construcao do embriao ou na producao de certas proteinas cunorindo assim sua missao suprema que e’ a razao de sua existencia. O fato de que um conjunto de informacoes geneticas tenha sido dividido em suas unidades fundamentais advem – segundo nossa cosmovisao – do evento em que a formula da Matrix/DNA se enveredou por uma direcao errada, tornando-se sistema fechado em si mesmo, o que aconteceu quando ela construia o building block das galaxias, e foi atacada pela entropia que a fragmentou em seus bits-informacao.

Assim o que veio para a Terra e iniciou abiogenese foram estes bits na forma de photons.  Este evento teria uma racional e inteligivel explicacao: a unica maneira de corrigir um sistema errado e ainda manter seu livre-arbitrio e’ divider seu grande erro, ou grande pecado, nas suas mais diminutas parcelas, e depois por todas estas parcelas a conviverem, o que acontecera o erro de um grande defeito sendo obrigado a ver e conviver com um grande numero de semlhantes todos errados para ele, e cada um mostrando um tipo de erro especifica, diferente de todos os demais. Assim este ser defeituoso porque carrega 1% do grnade erro vai apender a desgostar dos 99% de erros que sao o erro dele mesmo nos outros. Quandos todos odiarem os 100% do grande erro estarao curados, exorcizados dele. Portanto, essa ideia central em Thelema – apesar de totalmente metaforica, claro, sem explicacoes tecnicas, geneticas – bate com o que temos encontrado. Assim, o ” …  the goal of attaining self-realization by one’s own efforts, without the aid of God or other divine authority…) ( a meta de buscar auto-relaizacao pelo esforco proprio, sem a ajuda de Deus ou outra autoridade divina), e’ a mais racional e cientifica definicao de um gene, e por extensao, de um ser humano, mesmo que ambos nao saibam disso. e no caso humano, se equivoca pedindo ajuda nessa luta. Se alguem ajuda-lo livrando-o das agruras da missao ele nunca vai aprender a desgostar do grande erro que esta em si mesmo.

A Cosmologia de Thelema e’ uma identica descricao da Matrix no seu estado astronomico, porem em outra das varias versoes metaforicas

A Cosmologia de Thelema e’ uma curiosa coincidencia com a descricao da formula da Matrix/DNA no seu aspecto de matriz dos sistemas astronomicos. Os deuses da religiao parecem descrever exatamente cada funcao da formula ( cuja outro nome destas funcoes pode ser ” obreiros universais” por estas funcoes criam os orgaos, as partes de todos os sistemas), e o que e’ ainda mais curioso, a sequencia hierarquica de cada Deus, de acordo com suas descricoes, bate exatamente com a sequencia hierarquica de cada funcao no sistema da formula. Assim, a F1 que e’ a entidade feminina criadora da formula chama-se Deusa Nuit. De F1 nasce F2, que e’ o germe de astro ou estrela, o menor objetos da formula e Claro, o filho e’ complemento da mae, exatamente a descricao do Deus Hadit. F2 e’ quem inicia o movimento do circuito esferico, e como ele ‘e o nucleo ardente de cada astro, que se torna o DNA biologico, ele esta ni nucleo de cada homem e cada estrela, como diz a descricao de Hadit. Quando o texto abaixo fala de Ra-Hoor-Khuit e Horus ele parece estar exatamente descrevendo F3 e F4, os quais em astronomia sao os astros tipo planetas e pulsares que  executa a funcao masculine e o pulsar se transforma em sois, tal como o texto associa Horus ao Sol. A seguir, na formula comeca a entropia, com o circuito formando a estrela (F6), que comeca a decair, quando o texto descreve isso como a entrada no “silencio” e por fim o ultimo Deus descreve o processo de F7 quando massa e energia desgovernada e’ domada para reiniaciar outro ciclo da formula. Interessante coincidencia de intuicoes – a minha e a de Crowley – apesar de um estar falando um palavreado tecnico-cientifico racional e outro se expressando por metaforas metafisicas… quando o significado final e’ exatamente um so’ !

Cosmology

Thelema draws its principal gods and goddesses from Ancient Egyptian religion. The highest deity in the cosmology of Thelema is the goddess Nuit. She is the night sky arched over the Earth symbolized in the form of a naked woman. She is conceived as the Great Mother, the ultimate source of all things.[57] The second principal deity of Thelema is the god Hadit, conceived as the infinitely small point, complement and consort of Nuit. Hadit symbolizes manifestation, motion, and time.[57] He is also described in Liber AL vel Legis as “the flame that burns in every heart of man, and in the core of every star”.[58] The third deity in the cosmology of Thelema is Ra-Hoor-Khuit, a manifestation of Horus. He is symbolized as a throned man with the head of a hawk who carries a wand. He is associated with the Sun and the active energies of Thelemic magick.

Other deities within the cosmology of Thelema are Hoor-paar-kraat (or Harpocrates), god of silence and inner strength, the brother of Ra-Hoor-Khuit,[57] Babalon, the goddess of all pleasure, known as the Virgin Whore,[57] and Therion, the beast that Babalon rides, who represents the wild animal within man, a force of nature.

O evento da revelacao mistica:

O ano de 1904 foi capital para Crowley, o mistério que iria persegui-lo por toda a vida estava por se revelar, como dádiva e maldição. Ele já era um Magista competente, iniciado na Aurora Dourada, uma das mais importantes Ordens mágicas de todos os tempos.

Nesta época, Crowley estava viajando o mundo. Em março e abril ele estava no Cairo, Egito, em companhia de sua esposa, Rose Kelly. O casal se entregava às alegrias da viagem de núpcias, mas nem por isso Crowley deixava de ser um Mago. Ele faz uma invocação de elementais do ar para sua jovem esposa, e qual não foi a sua surpresa, ao invés dos silfos a mulher começa a balbuciar: Hórus falava através dela. O deus prescreve então uma série de detalhes para um ritual de invocação, o resultado deste Ritual se da nos dias 8, 9 e 10 de abril, nos quais Crowley recebe o Livro da Lei, um poderoso Grimório de instruções mágicas, a Lei da era de Aquário. Crowley se choca com o conteúdo do Livro, mas a força das revelações lá contidas, influenciando eventos históricos de magnitude gigantesca (Primeira e Segunda guerras mundiais, por exemplo), deixou fora de dúvida a veracidade, beleza e poder do Livro da Lei.

Ditado por uma entidade de nome Aiwaz (que mais tarde Crowley associou a seu Eu superior). Nele, a Lei da nova era é sintetizada na frase Faze o que tu queres há de ser o todo da Lei, e tem como contraponto e complemento Amor é a lei, amor sob Vontade. Facilmente poderíamos imaginar um paraíso da libertinagem, mas a vasta obra de Crowley nos mostra que liberdade sim, mas com conhecimento, em suas próprias palavras:  ” O tolo bebe, e se embebeda: o covarde não bebe. O homem sábio, bravo e livre, bebe, e dá glórias ao Mais Alto Deus.”

O Livro:

Texto inspirado pelo sistema fechado como a besta fera? Ou como o estado sabio do ser feliz? Ele parece-me querer dizer que os pobres e fracos sao assim porque tem medo de desafiarem o que acreditam ser Deus – nao obedecendo Seus mandamentos – enquanto a chave da felicidade e’ justamente o oposto, pois o mundo tem muitas dadivas para se aproveitar – Faca tudo de acordo com seu desejo – e seja a “serpent”, a esfera circular de um sistema fechado em si mesmo, que suga a propria cauda para ser immortal, sem escrupulos. Trouxas, fracos, miseraveis, sao os da plebe,  os que nao me conhecem porque nao querem me conhecer.

Matrix/DNA: Bem…, eu nao vou opinar para nao orientar ninguem, porque a Verdade eu nao conheco, e nao quero correr o risco de orientar errado. O que essa doutrina diz pode ser claramente vista como as duas opcoes fatais extremas existentes neste universo: ser um sistema fechado em si mesmo ou um sistema aberto `a sua aventura no desconhecido ate’ sua dissolucao. Por muitas razoes de observacao e interpretacao eu prefiro para mim ser o sistema aberto, ainda que eu ache que exista a terceira opcao, no meio dos extremos, a qual seria ser sistema aberto porem impondo-se certas restricoes, para transformar-se, transcendendo a sua forma, antes de dissipar-se. E perante esta preferencia, o autor do livro e’ meu oposto, meu inimigo. Alem disso, a sugestao indicada pela formula – de que somos 8 bilhoes de genes semi-conscientes – sugere uma postura na vida totalmente diferente do que este autor apregoa. Mas como nao conheco a Verdade, nao afasto a suspeita de que minha preferencia seja um erro fatal. No entanto, prefiro correr o risco sendo assim, porque tenho repugnancia `a alternativa preferencial do autor.

Este texto ( um texto do livro) esta em:

http://lib.oto-usa.org/libri/liber0220.html

17 – Hear me, ye people of sighing!

The ‎tristezas ‎of pain and ‎me arrependo

Are left to the dead and the dying,

The folk that not know me as yet.

18 – These are dead, these fellows; they feel not. We are not for the poor and sad: the lords of the earth are our kinsfolk.

19 – Is a God to live in a dog? No! but the highest are of us. They shall rejoice, our chosen: who sorroweth is not of us.

20 – Beauty and strength, leaping laughter and delicious languor, force and fire, are of us.

…. bem assim o racismo, preconceito, instinto selvagem predador, continua no texto …

Mas devo ler este texto com calma, pois existe muitos “interessantes”, descrevendo como seria realmente o carater de um grande predador, uma besta fera.

Nao sei ainda se a identidade de um sistema fechado teria esse carater em relacao a: 1) as partes internas do sistema; ou 2) ao restante do mundo fora do sistema. `A primeira vista deveria ser em relacao `as coisas fora do sistema, pois as partes internas sao os tentaculos da entidade, devem ser protegidos, saciados, etc. Mas o sistema fechado ancestral astronomico nao se relacionava com nada de fora, entao… Teria uma explicacao: ao cair na Terra, a ideologia do sistema fechado nao pode ser exercida no total poder porque o sistema nunca pode ser tao isolado como era no ceu, ele depende de quase tudo na Terra, inclusive do trabalho escravo de humanos. Entao seria de supor-se algo metafisico, fantastico: o espirito do ancestral, que ainda domina a astronomia, quer se reproduzir, se firmar fielmente na Terra, atraves dos humanos, porem os humanos sao sentimentalistas, tem essa coisa de escrupulos, compaixao. Sua necessidade seria de vir aqui tentar convencer uma pequena porcentagem dos humanos a se juntarem dentro da ideologia do espirito e formar algo como uma elite, os Illuminate, algo assim. Mas, para isso nao seria necessario vir um espirito fantasmagorico, mesmo porque a Matrix/DNA sugere que a entidade do ancestral nao tinha auto=consciencia e nenhuma inteligencia para elaborar tal tipo de textos, regras, etc.  A pista vem do autor Crowley: A divindade que me apareceu era meu proprio anjo da guarda. Isso significaria para a Matrix/DNA que a formula fechado registrada na nossa genetica esteve se expressando livremente no autor, vindo de sua memoria inconsciente, talvez pelo uso de drogas, ou alguma alteracao mental pela sua obsessao com ocultismo e magia… ‘E a mesma formula que cria a fera carnivora predadora na selva, e depois passa-se para o humano primitivo.

Veja algumas destas “joias”:

 26 – I am the secret Serpent coiled about to spring: in my coiling there is joy. If I lift up my head, I and my Nuit are one. If I droop down mine head, and shoot forth venom, then is ‎arrebatamento ‎of the earth, and I and the earth are one.

Para ver bem isso deixa-me trazer dois aspectos da formula da Matrix/DNA aqui:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

O Ultimo Ancestral Não-Vivo e Inanimado

O Ultimo Ancestral Não-Vivo e Inanimado

Sim, o sistema fechado tem a forma de serpente, uma mistura de uma esfera que se torce e liga sua ponta inicial a ponta final fechando-se a esfera. Se ela levanta a cabeca e abre a boca ( justamente a forma e funcao de F1) ela chupa a propria cauda, onde esta seu rebento, as outras funcoes sistemicas, e assim a cabeca e as partes do sistema sao realmente uma unica entidade. Ela e’ assim enquanto building block da galaxia. Acontece que uma das partes ( a F3) e’ justamente um planeta como a Terra. Ela quer dizer que se desce envolvendo a Terra, o planeta se torna sua F3, e assim de fato ela e a Terra se tornam um. Na figura de baixo, F1 e’ o vortices `a esquerda e F3 – planetas – e’ a figura azul no topo.

 25 – Ye are against the people, O my chosen!

Isto, pela otica da Matrix/DNA, siginifica a entidade do sistema fechado ancestral chamando um pequeno numero de pessoas ( sua parentela, como ela diz em outros lugares) para serem um sistema isolado, contra o resto dos humanos.

27 – There is great danger in me; for who doth not understand these runes shall make a great miss. He shall fall down into the ‎poço ‎called Because, and there he shall perish with the dogs of Reason.

e depois: If Power asks why, then is Power weakness.

Certo! Eu encontrei uma grande felicidade para viver minha velhice, que e’ o meu tempo ser curto para o deleite de estudar e descobrir o mundo atraves da Matrix/DNA. Mas muitas vezes, quando saio da aura feliz da investigacao, me vem a tristeza, eu caio abaixo moralmente, basta ver as noticias e notar as acoes do predador, das monstruosidades do homem e da Natureza nas suas tragedias contra humanos, e entao minha Razao me domina, sempre se perguntando “porque?”. Ai todas minhas esperancas sofrem abalo e a duvida sobre se existe ou nao a Matrix/DNA me assola. Espero manter a aura da Matrix para nao perecer como “os caes da Razao”, nas palavras do autor. Ele prega que a Razao e’ um mal, e se ela observer escrupulos, perguntando-se porque ao inves de simplesmente praticar seus desejos, ela enfraquece o poder do individuo. E o pior que ele pode estar certo, os fatos reais que conheco nao descarta essa possibilidade, mas, se estiver certo eu repugno e combat o mundo, mantendo a Razao e perguntando porque? A vida sempre foi severa e torturante comigo, talvez esteja ai a causa, mas entao ela tera que continuar a ser ruim comigo, porque nao consigo ser de outro jeito. E ainda tem mais essa:

28 – Also reason is a lie; for there is a factor infinite & unknown; & all their words are skew-wise.

Certo! Eu sei que minha Razao nao pode ser “A Razao”, porque nao conheco tudo e A Razao apenas seria de fato apos conhecer tudo. E sim, minha razao e’ skew-wise, ela vai sempre estar mudando, `a medida que mais vou conhecendo.

Os tres itens abaixo sao forte indicativo de que a entidade reveladora nada mais e’ que  a expressao

de uma psique modelada pela genetica herdada do ancestral animal predador que foi fortemente alimentada va vida de

Crowley, um filho de rico, que viveu a vida como rico parasita em orgias. Nos tres dias de lua de mel ele deve ter ingerido muitas drogas.

36.

There are rituals of the elements and feasts of the times.

32

37.

A feast for the first night of the Prophet and his Bride!

38.

A feast for the three days of the w

Esta frase em 11 – Chapter III confirma o inconsciente predador que digo acima:

be upon them, o warrior, I will give you of their flesh to eat!

Para mim chega! Nao quero vomitar.

Espera… tem mais uma chave apontando para a correta teoria da Matrix/DNA:

http://lib.oto-usa.org/libri/liber0002.html

The Key to this Message is this word— Will. The first obvious meaning of this Law is confirmed by antithesis; “The word of Sin is Restriction.”

Again: “Thou hast no right but to do thy will. Do that and no other shall say nay. For pure will, unassuaged of purpose, delivered from the lust of result, is every way perfect.”

Take this carefully; it seems to imply a theory that if every man and every woman did his and her will— the true will— there would be no clashing. “Every man and every woman is a star,” and each star moves in an appointed path without interference. There is plenty of room for all; it is only disorder that creates confusion.

From these considerations it should be clear that “Do what thou wilt” does not mean “Do what you like.” It is the apotheosis of Freedom; but it is also the ‎mais rigorosas ‎possible ‎laço‎.

Do what thou wilt— then do nothing else. Let nothing deflect thee from that austere and holy task. Liberty is absolute to do thy will; but seek to do any other thing whatever, and instantly obstacles must arise. Every act that is not in definite course of that one orbit is erratic, an hindrance. Will must not be two, but one…

Deixemos a Matrix interpretar isto:

Bem,… desde que a forma da formula universal que criou a forma de sistema biologicos – ou seja, a Vida na Terra – era um sistema fechado, e’ compreensivel que a biosfera – ou seja, a cria – reproduza a forma de sua criadora – ou seja, o sistema fechado. O sistema fechado pode ser definido assim: ele se separa do mundo e se constitui num ser que existe para fazer apenas seu desejo, egoistamente. Essa tendencia, essa ideologia, esse carater, foi o que construiu o DNA biologico e nele se inseriu. A meta dessa historia evolutiva biologica e’ reproduzir na superfivie da Terra um sistema fechado, o mais fiel possivel ao criador, apesar das dificuldades do novo ambiente.

Esse carater deveria ser expressado por todos os individuos biologicos de todas as especies. E se o fosse – Segundo diz o texto sagrado de Thelema, nao haveria conflitos, choques, pois cada individuo e’ uma estrela ( a formula da Matrix/DNA diz que cada individuo do sistema fechado ancestral era um astro, um corpo astronomico, sendo uma estrela ou carregando o germe de uma estrela). Diz o texto que o espaco e’ grande, infinito, cada estrela pode realizar o caminho, a orbita que quiser que nao vai se chocar com outra. Assim, nao apenas o texto de Thelema, mas a propria logica natural trazida pela formula no seu estado de sistema fechado dizem isso: faca apenas e tudo o que desejas e nao se preocupe com mais nada. nao se pergunta porque, como, ee nao se preocupe com consequencias. Agindo assim esta-se dando livre curso `a natureza no seu caminhar, esta-se deixando a reproducao genetica acontecer sem perturbacoes.

Entao quem seriam os “outros”, ou seja a enorme massa de “ignorantes”, “fracos” ” como caes” que devem ser atacados e eliminados? ora todos aqueles que fossem de alguma forma uma perturbacao ao livre curso do processo genetico. Assim como o DNA contem em si um mecanismo que identifica, combate e elimina os erros graves de transcricao genetica ou mutacoes aleatorias, assim o magnetism da vida, o DNA de toda a biosfera tera que combater os erros em si, os individuos que perturbam o processo de reproducao. E entao existem os humanos que sao movidos por “emocoes”, “sentimentos” “escrupulos” e sao cautelosos em fazerem seus desejos com medo de consequencias. Estes sao os a serem combatidos e eliminados, pois – como diz o texto de Thelema – eles causam disordem, e com isto criam as condicoes para os conflitos, os choques de interesses.

De fato a doutrina tem uma logica racional impecavel – segundo essa interpretacao sob a perspectiva da Matrix/DNA. Mas… sera’ ela a verdadeira logica para o bem da humanidade? A Matrix diz que nao, tem um erro fundamental, profundo, nisso tudo, que levaria a humanidade ao sofrimento e extincao. E ja li outros autores chegando a conclusao que se um dia a sociedade humana chegasse a constituir-se um sistema fechado em si mesmo, ela se extinguiria. Os primeiros passos para isso seria seguir no rumo do Brave New World, de Huxley, sob o governo de direito ” The Big Brother”, porque o governo poderoso de fato estaria acoima do Big Brother, fazendo deste tambem um escravo, seria a “entidade invisivel e abstrata de controle do sistema”. E a biologia evolutiva aponta varios casos de especies que se tornarem sistemas fechados em si, becos sem saida para a evolucao, e foram descartados, como os dinossauros e todos os grandes predadores.

Me lembro agora de duas razoes malignas para a humanidade apontadas pela Matrix.

  1. O Universo ( e se houver algo acima dele) nao suporta, nao tolera, e destroi todo sistema fechado em si mesmo. Pois o Universo nada mais e’ – enquanto aglomerado de galaxias – que um ovo cosmico, contend esta placenta constituida de sistemas astronomicos, onde internamente ocorre a evolucao de um feto pelo processo natural de reproducao genetica daquilo que criou o Universo. Entao, os sistemas astronomicos nada mais sao que uma formas provisoria deste ser universal, e se este sistema querer se perpetuar eternamente, parando a evolucao, seria como na genese de um embriao humano houvesse um aborto no estado de morula, ou feto… Para continuar o processo genetico, a evolucao, e’ preciso que os sistemas sejam abertos `a sua evolucao. O que o texto de Thelema esta querendo insinuar e’ que o “espirito” do nosso ancestral sistema fechado veio aqui ditar um livro com leis para os genes que estao corretos no processo de reproducao da galaxia e dando-lhes poder para combater e aniquilar os que estao tentando manter o caminho aberto para a evolucao universal. Se os resultados de minha investigacao que me levou `a sugestao de que exista a formula da Matrix/DNA estiverem mais proximos do acerto, tocando os pes da Verdade, a versao da  Historia Universal Natural escrita por esta cosmovisao diz que o nosso ancestral foi atacado pelo Universo, atraves da entropia, foi destruido, fragmentado em seus bits-informacao e jogados nas superficies dos planetas para se arrastarem ate aprenderem o caminho correto. Entao, esta entidade de Thelema e’ um caso perdido, jamais deveriamos reproduzi-lo. Se tentar, vem a Queda. ja aconteceu uma vez, e a logica imperativa diz que acontecera tantas outras vezes quanto haja reincidencia neste erro.
  2. Podemos – a biosfera toda, com todas suas especies biologicas – estar-mos condenados atraves de nossos genes, a reproduzir o deus caido, o nosso ancestral que cometeu um pecado inaceitavel pela natureza universal. Alias, o codigo impresso no DNA determina esse destino. Assim como a gestacao de um animal ocorre livre e naturalmente, assim deveria ser a gestacao da qual fazemos o papel de genes aqui. Mas… algo saiu errado. Existem estes elementos pertubadores que, inclusive, segundo o texto sagrado do Thelema, obriga a entidade elemental do sistema galactico a vir aqui como um remedio, uma droga terapeutica, fazer correcoes no processo reprodutivo. Inoculando soro revigorante nos seus anti-corpos para combater os elementos pertubadores ( na minha teoria nao existe uma entidade elemental consciente de sistemas anteriores, mas pode existir uma forssa com substancias e energias que nao captamos que esta inserida na psique humana por acao destes genes, e isto seria o insconsciente do escritor deste texto).

Entao, o que teria sido a causa da perturbacao? Ora, nossos genes, nossa genetica, esta sendo palco de duas forssas convergentes: a reproducao do sistema fechado astronomico e a reproducao do sistema aberto universal. Assim nossa genetica esta dividida em duas opcoes, porem, devido a galaxia estar logo aqui a nossa volta, e o Universo estar mais distante, a tendencia da reproducao da galaxia se torna dominante, e o Universo, recessivo. Mas sabemos que na genetica, os genes recessivos, mesmo assim, influenciam alguma coisa na formacao do baby. E existem os momentos de fraqueza do dominante, que sao aproveitados pelo recessive para inserir algo de seu carater, seu desejo. Eu desconfio que a causa da perturbacao e’ sugerida pelos meus resultados em outro plano da cosmocvisao; a que o sistema universal tem sido um conjunto de duas faces distintas, uma funcionando como duro, materializado hardware e a outra como suave, quase abstrato, software. A face software e’ a que vem do universo ou alem dele, ao que denominamos “consciencia cosmica”. Apesar de recessive, tendo as portas da psique humana fechadas, essa suave substancia tem penetrado de alguma maneira neste processo reprodutivo ocorrendo aqui, e seria ela a causa das perturbacoes. Porem, apesar de eu apreciar esta ideia e ver nisto uma logica, nao deixa de ser uma metafisica, nem de teoria poderia ser chamada, entao, fica ao criterio de cada um.

Somos estrelas? Nao, somos seres rastejantes sem brilho na superficie de um planeta, estrelas sao outra coisa. mas nem mesmo metaforicamente? Bem, somos – segundo a versao cientifica – feitos com material das estrelas, mas passaros e avoes sao ambos feitos de atomos, ambos tem asas e voam, no entanto sao coisas muito diferentes entre si. Assim, o corpo do ultimo ancestral dos sistemas biologicos era composto por estrelas, a biosfera tem a tendencia a se reproduzir como algo assemelhado ao buiding block dos sistemas astronomicos, mas – segundo a Matrix – nos building blocks a consciencia cosmica dormia, e em nos ela esta se despertando e se levantando, e ela sera nosso destino, nao as estrelas. Alem disso, a superficie da Terra e’ um espaco limitado, os seres moventes aqui se chocam, inevitavelmente. A entidade do Crowley esta’ “far away off the beam”.

 

O cristianismo e’ uma forssa para o bem da humanidade ou nao? Neste debate o publico decidiu que nao e’.

domingo, fevereiro 18th, 2018

xxxx

Quais devem ser as escolhas dos humanos para que a Humanidade tenha vida longa e melhor? Existe uma grande diferenca nas respostas quando separamos as pessoas em dois grupos: os que conhecem mais a natureza a nivel universal e os que conhecem muito menos. Neste video podemos vivenciar esta diferenca se comparar-mos as escolhas de uma plateia intelectualmente mais evoluida com as escolhas do povo comum que sao expressadas no dia a dia. A questao do debate e’: o cristianismo e’ uma forssa para o bem da humanidade ou nao? Dois altos representantes da Igreja Catolica sao confrontados com dois nao-religiosos com elevada educacao sobre os aspectos gerais da humanidade e da natureza universal. O fato de que as igrejas retiram da sociedade elevadissima soma em dinheiro e propriedades, devolve a titulo de esmolas uma paquena parcela deste dinheiro, e o maior montante e’ absorvido pela Igreja para aumentar seu patrimonio e distribuir entre seus elementos que consomem produtos e nada produzem com suas maos, ja revela que as religioes sao buracos negros sugando a ja pobre humanidade. Mas quem enxerga uma questao como essa tem que ser bem treinado a buscar o resultado geral final , e isto e’ impossivel ao povo comum que nao se dedica a informacoes e dados que ultrapassem seus limites individuais ambientais. Por nao considerar e nao conhecer a influencia destes aspectos em sua vida individual, mas ao mesmo tempo, por ouvir a fala mansa dos elementos da instituicao ocultando estes fatos, o povo comum votaria a favor da Igreja. Mas nesta plateia de pessoas mais esclarecidas, dentre 2.200 pessoas, 1800 votaram contra a existencia e os efeitos do cristianismo sobre a humanidade.

 

Porque humanos produzem este fenomeno de “crenca no supernatural e Deus?” Paper cientifico sugere novo motivo

sábado, novembro 18th, 2017

xxxx

” Religiao nao e’ um produto intuitivo e nem de questao analitica, como resposta ao desconhecido. E’ mais um produto da infiltracao cultural” – conclui este tipo de pesquisa.

Para se ver uma resenha em portugues do paper com link abaixo, veja antes este link antes – e para saber o que sugere a Matrix/DNA veja meu comentario abaixo:

Estudo conclui que a religião não está relacionada com o pensamento intuitivo ou racional

https://universoracionalista.org/estudo-conclui-que-a-religiao-nao-esta-relacionada-com-o-pensamento-intuitivo-ou-racional/

Nature.com:

Supernatural Belief Is Not Modulated by Intuitive Thinking Style or Cognitive Inhibition

http://www.nature.com/articles/s41598-017-14090-9

E meu comentario publicado pela Nature:

Avatar

It could be an effect of genetic transmission from a father/mother in state of consciousness to its offspring in state of consciousness embedded into matter. To believe ( as modern neurologists) that this matter perceived by our brains becomes itself conscious of its own existence is to believe in supernatural since nobody saw matter becoming conscious and it is seems impossible, rationally. Then, the believer needs a supernatural cause, and invents the ” creative magical randomness able to build complex things”. Since there is consciousness among this matter and it can not comes from this matter, the logical conclusion is that it comes from outside this matter. But, it does not need to come from the supernatural, there is the possibility that it comes from “the natural conscious systems that triggered the Big Bang as an act of fecundation and is being reproduced inside this egg-universe”.
If this hypothesis could be thru ( it is Matrix/DNA Theory) it should be rational that a human baby still fells the links of its consciousness with the producer, but the natural feelings goes lost due life’s experiences. It is not totally lost and what remains is projected as supernatural.
Is this a valid hypothesis ( if is possible to understand what I tried to explain)?

E o comentario enviado para Universo racionalista ( aguardando moderacao):

Existe uma alternativa diferente que de imediato parece inaceitavel mas conhecendo os argumentos pode se tornar racional (sugerida pela Matrix/DNA Theory). E’ possivel que a crenca em deuses supernaturais seja efeito de genetica transmissao de “pais” em puro estado de consciencia para rebentos em estado de consciencia fetal embebidos num meio material. Modernos neurologistas informam que a consciencia seja produto da materia, porem nunca ninguem viu materia se tornando auto-consciente de sua propria existencia e isto parece impossivel ( como diz-se ter sido provado por teoremas de Godel e Tarski). Entao o crente nesta teoria precisa de inventar uma ideia supernatural: a de um acaso magico capaz de construir complexos sistemas, cuja ideia nao e’ racional. Mas sabemos que na materia existe consciencia e como deduzimos que nao pode ter vindo desta materia percebida pelo cerebro humano e que nao existem fatos indicando a existencia do supernatural, resta uma alternativa logica: a consciencia vem de um Sistema “natural”, consciente, que produziu o Big Bang como um ato de fecundacao e deu inicio `a gestacao genetica de um feto de consciencia embebido nesta materia
Ao nascer um humano, sua consciencia ainda sente os elos geneticos com a consciencia produtora, porem as experiencias da vida na material vai fazendo-o perder esta remota e ofuscada lembranca. Nao a perde de todo, e por isso entao, a situa num possivel supernatural.

Religião: Boa definição para uma consciência superior

segunda-feira, junho 19th, 2017

xxxx

“… a deism of the sort that Thomas Jefferson advocated (“While reason, mainly in the form of arguments to design, assures us that there is a God, there is no room either for any supernatural revelation of that God or for any transactions between that God and individual human beings”).”

I only would change the words:

…. assures us that there is most evolved than us conscious beings, there is no room either for any supernatural revelation of any superior conscious being or for any transactions between any superior conscious being and individual human beings.”