Posts Tagged ‘sem-teto’

Sem-tetos: Explicacao da Matrix/DNA sobre suas origens e significado da existencia

domingo, junho 10th, 2018

xxxx

O artigo com link abaixo:

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2018/06/10/sem-teto-com-celular-telefones-e-smartphones-dos-moradores-de-rua.htm?utm_source=chrome&utm_medium=webalert&utm_campaign=noticias

Sem teto, com redes sociais: celular vira ferramenta de inclusão para moradores de rua

Darlan das Neves tem celular pré-pago; acesso à internet é geralmente via Wi-Fi

Darlan das Neves tem celular pré-pago; acesso à internet é geralmente via Wi-Fi … – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/

Alem do artigo fornecer nomes de assistentes sociais que conhecem-nos para uma possivel futura acao social, ele me inspirou a buscar no oraculo da Matrix/DNA ( nos seus modelos e formulas) uma explicacao racional para sua existencia, e como resultado vai a analise a seguir:

Louis C. Morelli – The Matrix/DNA:

” Representam a lei natural do principio da entropia que ataca todos os sistemas, inclusive os sistemas familiares e sociais humanos. Quando um sistema tende a se tornar fechado em si mesmo ( como as sociedades humanas dominadas por elementos com instinto a grandes predadores), tem a pretensao de tornarem-se eternos, por isso os “direitistas” sao conservadores ( tentam conservar o seu sistema, que vai contra o evoluir da natureza). Mas o meio ambiente vai mudando porque a natureza se transforma, entao a perturbacao no sistema comeca a fazer com que particulas do fluxo do circuito periferico sistemico saiam do fluxo e podem ser expulsos para fora, mas a quantidade destes “radicais livres” torna-os fora de controle pelos predadores, quando entao as particulas vao no sentido interno rumo ao nucleo do sistema (por isso as metropolis do imperio sao cercadas por favelas, das quais partem o fogo e destruicao de imperios, como o Romano). Assim o aumenta de particulas fora do fluxo normal perturbam as instituicoes do sistema e acaba por impor o caos antes da destruicao total ( no cao humano, a decadencia das civilizacoes anteriores). Existe um metodo para evitar este destino inevitavel aos sistemas fechados: que a sociedade mantenha-se sistema aberto e suas partes mantidas em dignas condicoes iguais. Assim, ao inves de um sistema ser descartado pela Natureza, ele se transforma junto com ela e obtem sua transcendentalidade, transformando-se em nova especie mais complexa. Ja’ cairam 10 civilizacoes por este mesmo motivo, ja’ era tempo dos humanos aprenderem estas leis naturais, mas com esta civilizacao atual estamos seguindo o mesmo nefasto roteiro. Seria necessario que tanto os dominantes se auto-exorcizassem do seu instinto animalesco para grandes predadores dentro da propria especie e o povo dominado se auto-exorcizasse do seu instinto animalesco para presas, inertes, retrogrados, mentalmente preguicosas. Ao sabio, porque aprendeu sobre leis universais como esta, so’ resta ser uma voz denunciando estes instintos mesm que isso lhe traga o odio dos humanos, e incentivando este auto-exorcismo.

Os sem-teto sao “helpless” ou seja, nao podem sair por si mesmos do ciclo da miseria. As particulas radicais livres sao enfraquecidas quando saem do fluxo e nao possuem a forssa para voltar e acompanhar o fluxo. Nao adianta “intervencoes militares” para aniquila-los, pois o sistema tem uma doenca na sua raiz que vai repor e aumentar seu numero. Absurda arrogancia dos predadores acreditarem que podem vencer uma lei natural universal. A unica salvacao seria os predadores decidirem a recuperarem os sem-teto ao sistema fornecendo-lhes a forssa, e isto poderia curar o sistema porque os predadores teriam se sincronizado com o ritmo e proposito natural. Alguns quase-exorcizados, como o Bill Gates, que adquiriu o poder capitalista sem ter o pedigree dos predadores, exercem esta heroica e sabia funcao quando destinam suas fortunas aos programas de recuperacao destas particulas entropicas.

No estilo da Matrix/DNA, comparando o fenomeno dos sem-teto com entropia dos sistemas, surge uma sugestao

domingo, abril 22nd, 2018

xxxx

https://www.ted.com/talks/lloyd_pendleton_the_housing_first_approach_to_homelessness/discussion

The Housing First Approach to Homeless

Meu comentario publicado no TED em 04/22/18

My two cents:

1) You had been raised on a cattle ranch, where you learned caring the cattle, fixing things, etc. You don’t want to be a homeless. Now, you want a homeless living in a apartment in a city? Any job will not pay their bills and getting a progress saving something. What motive he/her will have to leave, other than waiting the death? Living to the expenses of the State, there is no other alternative. But,… what would happen if the homeless is giving the opportunity to be raise himself like you were, in a small ranch…? Will them going back to be homeless? Equal species,…equal behavior?

2) Homeless ( added by the unemployed, etc) is the human social system result like the free radicals are the results of any natural system’s entropy. Entropy causes fragments or electrons of a electrical circuit going out of the normal flow. The city of Roma was burned by the homeless surrounding the center, living at those “projects”, meaning that entropy was unstoppable in the Roman Empire. In a closed system ( maybe like the conservative state of Utah) the free radicals are not expelled out, they go internal towards the nucleus, the matrix, which makes the whole system to collapse. At opened systems, entropy is kept under control, because the free radicals has open doors to go out of the system. Americans will not expel the homeless. But, humans are not like non-rational natural systems, as atoms, galaxies. Humans has intelligence and feelings. These traits permit to us to drive the flow to a new direction, neither towards the nucleus, neither towards outside. I think the right alternative is driving the entropic flow to a chosen place inside the system, and the human feelings will care that this place will be good to the homeless. Again, the suggestion of the first item comes back: farming.