Posts Tagged ‘sistema’

Imagens incríveis de mitose em microscopia de contraste de fase indicam a entidade dos sistemas

quinta-feira, outubro 18th, 2018

xxxx

https://www.facebook.com/Soubiomais/videos/178277339719849/

Para quem não vai a escola apenas atras de objetivos materiais mas também mentais:

Pensar que cada átomo participante desta cena – esteja ele compondo o que for com outros átomos, seja uma organela, um cromossoma – está atuando por si mesmo repetindo um movimento direcionado a algum objetivo, não faz sentido. Mas resumindo ao ultimo, é isso que acredita o cientista que acredita que genes tem motivos futuros, como buscar sua máxima reprodução. Ora, genes nada mais são que um especifico punhado de átomos, como poderiam prever o futuro?! Esta forma de acreditar é efeito do método reducionista, que é a grande Ciência aplicada pela metade. A mim está obvio que existe um comando de instruções vindo do todo que é um sistema natural. A soma de informações de todas as partes de um sistema, mais as informações das interações entre estas partes e o meio externo, gera um terceiro elemento no sistema, algo que, no nível de nosso conhecimento atual, parece ser invisível, abstrato. E essa entidade como uma maestra de uma orquestra que está movendo isso tudo e tao coordenadamente. Por isso estou insistindo: o próximo grande salto evolutivo ‘a espera dos novos cientistas está no nível do pensamento sistêmico, a outra metade da Ciência. E não se entende sobre sistemas se não conhecer a formula que descobri inserida como entidade em todos os sistemas naturais, a Matrix/DNA.  Ignorar isso é escolher ficar fora da nova onda.

 

Matrix/DNA: Nova interpretação do mundo esbarra no sistema operacional humano.

quinta-feira, setembro 20th, 2018

xxxx

Como diz o americano Scott Adams:

“A maioria das pessoas sabe o que é viés de confirmação, senão pelo nome, certamente por experiência pessoal. Todos sabemos quanto é difícil mudar a opinião de alguém sobre algo importante, mesmo quando todos os fatos estão do nosso lado. O que os não persuasores usualmente não percebem é quão prevalente é o viés de confirmação. Ele não é um bug ocasional no sistema operacional humano. Ele é o sistema operacional humano. Somos programados pela evolução para fazer com que novas informações apoiem opiniões existentes, desde que isso não nos impeça de procriar. A evolução não liga se você compreende ou não a realidade. Ela só quer que você se reproduza. Também quer que você conserve energia para coisas importantes, como sobreviver. A pior coisa que seu cérebro pode fazer é reinterpretar a realidade em um filme totalmente novo a cada nova peça de informação. Isso seria exaustivo e não traria nenhum benefício. Em vez disso, o seu cérebro escolhe o caminho de menor resistência e instantaneamente interpreta suas observações para se adequar a sua visão de mundo. É bem mais fácil.”

Obtido num artigo analisando a metade da população que acredita ter sido o atentado a Bolsonaro, uma farsa.

https://cultura.estadao.com.br/blogs/estado-da-arte/quem-nega-o-atentado-contra-bolsonaro-assume-viver-uma-alucinacao-coletiva/

 

Explicando meu Avatar

quarta-feira, agosto 29th, 2018

xxxxx

"Testando Google photos"

Entenda o que significa esta figura. O corpo humano muda de forma minuto a minuto, a todo momento que morre uma célula e outra, com alguma microscópica diferença vem ocupar seu lugar. Assim, numa longevidade de 70 anos, o numero de formas diferentes seria quase infinito. Para facilitar, nos agrupamos estas formas em poucas principais, digamos: feto, criança, adolescente, jovem, adulto, idoso,… e podem por até… cadáver. A força ou propriedade da Natureza que produz num corpo estas mudanças de formas vamos chamar de “força do ciclo vital”. Porque alguns corpos, como uma lagartixa, muda de formas, e outros, como o sistema solar, ou uma pedra, não muda? Essa força é tao importante que sem ela não haveria Vida, por exemplo, um filhote nunca conseguiria a forma para se defender e se alimentar sozinho. Mas então como a matéria burra e estupida, inerte, deste planeta inventou ou criou essa extraordinária engenharia do nada? Se no Universo inteiro ate seus 10 bilhões de anos apenas existiam corpos materiais estáticos, porque de repente a natureza resolveu criar corpos versáteis, com plasticidade variável? Onde estavam antes as forças e elementos naturais para a natureza realizar essa façanha?Assim pelo menos, é o que acreditam os acadêmicos das Ciências e ensinam isso aos estudantes, na teoria chamada abiogêneses. E por acreditarem nisso, nesse tal acaso absoluto mais magico que os deuses dos cristãos, nunca se preocuparam em procurar os fosseis destas forças e elementos. Alguém tinha que ir cavucar o solo virgem e ainda intocado da selva amazônica buscando estes fosseis. E se ninguém se habilita, eu arrumo minha mochila e caio em campo…

Eu não aceitei o que ensinou o professor nesta aula de ciências na minha infância. Não consegui engolir esta teoria. Como não conseguia digerir outras, nem cientificas, nem religiosas. Era muita magica para meu gosto e eu não via magica em lugar nenhum. Depois da aula fui jogar futebol e nunca chutei a bola com tanta força e raiva: os adultos estavam querendo me enganar? Quando fui na selva amazônica retornei a pensar nesta questão de infância, observando todos os bichinhos e plantinhas com meu microscópio do tempo do Pasteur. Ao mesmo tempo pegava a luneta do tempo de Galileo e do alto de uma arvore ou serra olhava toda a biosfera em volta procurando, e terminava sempre olhando para o céu… sempre procurando. Antes de aparecerem os seres vivos, onde estaria e como seria o processo ancestral do ciclo vital que apareceu na Terra? Existiria mais algum corpo ou sistema natural não-vivo, que muda de forma, sem serem os vivos biológicos?

Havia sete formas de astros conhecidas no céu: planeta, estrela supernova, estrela vermelha gigante, cometa, buraco negro, quasar, pulsar… e segundo a ciência acadêmica, todos nascem espontaneamente na forma que existem até desaparecerem, assim como as pedras, as rochas, montanhas… Não sei mas minha intuição sussurrava no meu cocuruto que naquele mato tinha coelho. Algo estava errado ai. mais tarde a Natureza mostrou que numa só’ tacada Ela pode criar sete formas duma vez, então porque desperdiçaria tanto tempo inventando sete forma para os astros? Essa ideia de geração espontânea já tinha apanhado feio na Grécia antiga, eu suspeitava dela.

Os seres vivos surgiram dentro de uma galaxia e produzida por forças e elementos desta galaxia; o primeiro ser vivo foi um sistema funcional e completo – um sistema celular – surgido dentro de outros sistemas, o solar, o galáctico. O sistema celular e’ formado por sete organelas principais, sete principais são as formas do sistema que gerou o sistema celular, o qual veio com a lei genética de que “se tem cara de peixinho, filho de peixão sera”. De onde veio essa extraordinária genética?! Lynn Margullis, minha heroína mais querida que a heroína Rita Cadillac dos meus colegas de escola, já tinha acendido uma vela no meu cocuruto: ” Desconfio que todas as sete organelas da célula foram antes formas de um único micro-organismo que se uniram por simbiose e constituíram um sistema”. Bem… não foi bem isso que ela pensou, mas as implicações eram obvias. Ora então…

PORQUE NÃO SERIAM AS FORMAS DOS ASTROS CELESTES PRODUZIDAS TAMBÉM PELO PROCESSO DO CICLO VITAL? E PORQUE NÃO AS DIFERENTES FORMAS GERADAS A PARTIR DA PRIMEIRA ESTRELA DE ÁTOMOS LEVES SE UNIRAM EM SIMBIOSE FORMANDO A PRIMEIRA GALAXIA? HEIN?…. HEIN?

Perguntei isso a minha avo que só tinha o primário e ela respondeu: ” Va’ catar algodão na roca e deixa que das estrelas o pai do céu cuida, moleque!” E eu respondia: ” Maria, Maria Madalena, deixe de esfregar o chão por algum tempo e pense mais nas coisas do céu…se queres aprender o verdadeiro caminho para subir ao reino do pai do céu. Lembre-se: Se queres conhecer a Mim, se queres entender como penso, observe Minha Obra, o único elo palpável e visível a ti, entre tu e Mim: a Minha Natureza. E’ na Obra que se revela o pensar do Artista”.

E minha logica me soava mais logica que o dizer do professor, para o qual a filha – a célula viva – tem a propriedade do ciclo vital, mas sua mãe – a Via Láctea – não tem. Então… caiu do céu direto dentro da célula? Surgiu por magica?!

Depois de cumprir minha tarefa enchendo um fardo de algodão tomei um banho, peguei meus lápis de cores e cadernos e livros e me escondi no quarto. Pois o que ia fazer, se minha avo ou o professor visse, seria internação no manicômio na certa. Eu ia fazer desenhos com o contorno externo da galaxia mas contendo dentro as organelas da célula e outros com o contorno da célula mas pondo dentro os astros do céu… Afinal, a Natureza não põe um homem adulto dentro de um saquinho cromossômico e depois põe o saquinho cromossômico dentro de um homem? Se a Natureza faz, porque não posso fazer?

Comecei a explorar uma ideia que iria escandalizar qualquer ouvinte humano, calculando se por acaso os astros não se transformam em novas formas. Bem, um planeta tem um núcleo incandescente envolvido por uma camada de crosta. Isso se parece com uma semente ou feto onde o germe com energia é envolvido pela placenta com nutrientes. O funcionar deste núcleo provoca pressão interna que pode produzir vulcões e quando o magma cresce pode ser expelido no espaço na forma de cometas, e o planeta pode se tornar um pulsar. Continuando este processo a camada externa colapsa e a luz interna desabrocha surgindo uma supernova… Demorei uns 20 anos fazendo estes cálculos e depois aos 30 na selva eu chegava a algum resultado coerente…

Assim, a partir de um planeta consegui transformar uma forma em outra ate conseguir as sete formas. E desenhando o ciclo vital dos corpos humanos ao lado do ciclo vital dos astros, deu na mesma exata figura! O mesmo circuito sistêmico! E tudo funcionando, como uma maquina ou organismo perfeito! Me dei uns tapas para afugentar os vampirinhos piuns e carapanãs que insistiam em degustar meu sangue e chutei o escorpião negro que vinha na direcao dos meus pés e clamei: “Eu sabia: se eu tinha a filha em minhas mãos, como não iria encontrar sua mãe sabendo que esta teria que ser ‘a sua imagem e semelhança?”

Cai no chão de joelhos, beijei o solo da mãe Terra e levantei os olhos com os bracos abertos mirando a minha avo Via Láctea: ” Minha vovozinha, eu te amo! Podes usar-me e abusar-me na tua Grande Obra, pois para onde fores, sempre irei agarrado em suas saias…”

Claro, tem que entender como foi a evolução para entender isso tudo. Por exemplo, o sistema astronomico ancestral era hermafrodita, então a parte macho esta’ numa forma e a parte fêmea em outra. Isto fez com que a primeira célula também fosse hermafrodita, sendo que o núcleo fazia o papel de fêmea e a mitocôndria o de macho porque na célula o sistema foi invertido, de fechado para aberto. Nosso ancestral macho nos céus, era um pulsar, e chamaram-no de Adão; nossa ancestral fêmea era uma quasar brilhante no núcleo, e a chamaram de Eva. As sementes de Adão eram esferas chamejantes produzidas e ejaculadas chamadas de cometas e pelos seus gigantescos vulcões na forma fálica; os óvulos de Eva eram cones negros na base do grande vórtice nuclear. Eva deixou-se iludir pela mansão nuclear, seu dócil companheiro a orbitar-lhe fazendo-lhe a corte, e seus lindos filhos a brincarem no quintal celeste e quis eternizar esse “paraíso”. Chamou Adão para comer maçã, ou seja, fecharem-se como sistema, e ignorarem o resto do mundo. E isso enfureceu o Universo. Pois Eva e Adão, e nos hoje, existimos para levar a evolução ‘a frente, a qual na verdade é um mero processo de reprodução daquele que ou daquela ou ambos que deflagraram o ato fecundador do Big Bang. Como paraíso fechado em si mesmo, a galaxia, Adão e Eva dentro dela, fecharam suas portas a sua evolução. E então o Universo acionou a Lei de Clausius, segundo principio da termodinâmica, medido pela entropia: Morte e Queda! Vais te rastejar na superfície de um planeta como filhos da necessidade, começar tudo do zero novamente, mas na forma de sistema biológico aberto, abertos a sua evolução…”

TAL MÃE NO CÉU, TAL FILHA NA TERRA!

Engraçado como um extremo cético e inveterado naturalista que havia se rido das fabulas contadas pelos autores da Bíblia tinha, 3.000 anos depois, e no meio da selva amazônica, as mesmas intuições, apenas trocando metáforas misticas por palavras técnicas cientificas! Intuição inevitável pois todos tem na memoria do DNA-Lixo, registrada essa Historia Universal de bilhões de anos antes da nossa aventura neste planeta, e basta forçar a mente, ser testado e torturado pela Natureza numa cirurgia corretora, que a memoria vem ‘a tona.

Ai começou a avalanche de descobertas estonteantes, e acabei matando todas as charadas da Vida e deste Universo aplicando uma unica logica evolucionaria. Big Bang? Sim, mas exatamente igual ao processo de fecundação biológica. Abiogêneses? Não, o que houve foi um processo de embriogênese astronômica nanotecnológica. Evolução darwinista? Quase certa porem na verdade é muito mais complexa porque Darwin apenas viu evolução biológica que é um mero ciclo da evolução universal, e esta é muito mais complexa do que ele pensou. E assim por diante, meu mundo escolar virou de ponta-cabeça…

Claro, a logica que penso ter levantado da Natureza pode ser erro meu, pode estar errada, e a logica ilógica do acaso absoluto da academia cientifica pode estar certa. O certo é que eu não tenho provas para derruba-los e eles não apresentaram nenhuma prova para me derrubar. O juiz sera’ o tempo. Mais testes, experimentos, dados, informações… 30 anos depois de estar testando a minha e vendo a deles todos os dias sendo remendada porque novos dados não se encaixam, enquanto todos couberam na minha como uma luva, eu estou apostando todo o meu porquinho com minhas poupadas moedas na minha… E quase certo que vou morrer sem saber o resultado, por isso estou procurando alguém que ache a minha com potencial para vencer, que continue a defende-la, e farei o testamento deixando o premio da aposta a esta pessoa.

Não tenho as qualidades artísticas de um Da Vinci que conseguiu embutir fantásticas informações naturais que lhe levariam ‘a fogueira pelos donos das universidades de seu tempo, nos tracos da face da Mona Liza. Mas de qualquer forma, elas estão embutidas no meu Avatar, e não conte nada aos donos das universidades do nosso tempo… não nasci com a tendencia para virar churrasco pendurado no espeto…

Luz universal: A evolução do sistema universal é movida pelo ciclo vital?

sexta-feira, agosto 24th, 2018

xxxxx

O Universo mudou as faixas de luz emitidas durante sua evolução. Pela Teoria da Matrix/DNA a evolução não do Universo ( o Universo não evolui, o que evolui e’ um sistema universal dentro dele, segundo minha teoria), e sim do sistema universal acontece pelo processo do ciclo vital, então a sequencia das emissões deve ser a mesma sequencia do espectro abaixo, a começar pelos raios gama ‘a direita. Em seguida viria o Raio-X, depois o Ultra-violeta, e só entao  a luz visível. O artigo diz:

“A luz de regiões distantes de formação de estrelas em galáxias remotas começou a ser emitida em ultravioleta. No entanto, a expansão do Universo mudou a luz para comprimentos de onda infravermelhos.”

Bate então as duas teorias em relacao a luz ultravioleta. Quanto ao caso da infra-vermelho, devo pesquisar. E possível que o artigo se refira a luz emitidas pelas galaxias, que ainda não acompanha a evolução do sistema universal.

 

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

 

O Hubble acaba de revelar uma nova imagem espantosa da evolução do nosso universo

https://www.misteriosdouniverso.net/2018/08/o-hubble-acaba-de-revelar-uma-nova.html

A luz ultravioleta tem sido a peça que faltava no quebra-cabeça cósmico. Agora, combinada com dados de infravermelho e luz visível do Hubble e outros telescópios espaciais e terrestres, os astrônomos reuniram um dos mais completos retratos da história evolutiva do universo.

Em particular, a visão ultravioleta do Hubble abre uma nova janela no universo em evolução, acompanhando o nascimento de estrelas nos últimos 11 bilhões de anos até o mais movimentado período de formação de estrelas do cosmos, cerca de 3 bilhões de anos após o big bang. Esta foto engloba um mar de aproximadamente 15.000 galáxias – 12.000 das quais são formadoras de estrelas – amplamente distribuídas no tempo e no espaço.

A imagem atravessa a lacuna entre as galáxias muito distantes, que só podem ser vistas na luz infravermelha, e galáxias mais próximas, que podem ser vistas através de um amplo espectro. A luz de regiões distantes de formação de estrelas em galáxias remotas começou a ser emitida em ultravioleta. No entanto, a expansão do Universo mudou a luz para comprimentos de onda infravermelhos. Ao comparar imagens de formação estelar no Universo distante e próximo, os astrônomos adquirem uma melhor compreensão de como as galáxias vizinhas cresceram a partir de pequenos aglomerados de jovens estrelas quentes, há muito tempo.
Como a atmosfera da Terra filtra a maior parte da luz ultravioleta, o Hubble pode fornecer algumas das observações ultravioletas baseadas em espaço mais sensíveis possíveis.
Os dados contribuem para o Levantamento de Legado Extragaláctico Profundo de Montagem Cósmica (CANDELS), que obteve pouco menos de dois meses de dados de observação em infravermelho próximo para desenvolver uma pesquisa de mais de 250.000 galáxias do Universo.
Esta imagem é uma parte do campo GOODS-North, localizado na constelação do norte da Ursa Maior.
Um artigo descrevendo a pesquisa foi publicado no The Astrophysical Journal, e você pode baixar as imagens em tamanho real no site do Hubble.

Teoria Gravitacional de Einstein/Newton x Teoria Do Entrelaçamento de Campos Magnéticos da Matrix/DNA

segunda-feira, julho 9th, 2018

xxxxx

Nova Frente de Pesquisa

Deve existir algum tipo de conexão, de trocas, entre um planeta e um pulsar, ou um pulsar e uma estrela, assim como entre planetas e estrelas. As setas da formula da Matrix/DNA conectando abstratamente os astros baseadas no fluxo do ciclo vital devem ser impulsos, pontes, que, se um astro anterior estiver próximo a um astro posterior, o fluxo deve se materializar de alguma maneira. O astro superior deve sugar algo do anterior enquanto serve de ancora, de hospedeiro, para manter a estabilidade/integridade do anterior.

E não vejo outra alternativa para estas conexões abstratas – vir-a-ser materializadas – que não seja os campos magnéticos destes astros.

Como no sistema solar faltam a maioria dos tipos de astros, estas conexões devem ser bem tênues (muito esticadas, pouco densas), mas fortes o suficiente para manter o sistema funcionando. E’ preciso então coletar aqui tudo o que as ciências astronômicas sabem hoje sobre campos magnéticos de cada astro do sistema solar para tentar montar o quadro dessa rede.

E’ preciso rever completamente as teorias gravitacionais de Newton (mecânica) e de Einstein ( o espaço curvo espiralado, a relatividade geral, etc.)

Qual a noção de “gravitação”, ou “força gravitacional” nas mentes de Newton e Einstein? E mesmo para a astronomia moderna? Como essa força encurva o espaço e insere uma especie de “rede para peixes” que tem a consistência para manter e mover os astros no espaço celeste `a semelhança de como a força do oceano mantem e move os peixe no meio de sua água?

Tenho a impressão de que o Sol tem um campo magnético que abrange totalmente o sistema, indo ate’ o externo cinturão de asteroides. Onde alcança a sua luz, os seus fótons, ali esta’ seu campo magnético. E como que ignorando a existência da matéria dos astros, quando esse campo solar magnético se encontra com campos magnéticos dos astros, alguma conexão deve se estabelecer, nos moldes da abstrata conexão do processo ou fluxo vital. E isto seria o responsável pela configuração e funcionamento do sistema hoje, e não a teórica gravitação universal também abstrata imaginada pelas mentes de Newton e Einstein. Os campos magnéticos devem sim agir sobre a também abstrata ainda desconhecida substancia espacial, contorcendo-a, encurvando-a, como sentimos acontecer ( e vemos acontecer com limalhas de ferro) aquela força invisível ao redor de imãs.

São duas grandes dificuldades para investigar esse assunto: 1) A formula da Matrix/DNA e’ também abstrata nos planos atômicos e astronômicos, ela se reveste de substancia material apenas como sistema biológico. Mas assim como a mente e’ abstrata porem tem uma força que pode mover a matéria – um braco, uma perna – assim também a formula pode estabelecer uma ação sobre a matéria de dois astros por ela conectados.; 2) Não sabemos como foi a passagem do primeiro processo de formação dos astros e sistemas astronômicos para o segundo processo.

Enfim, novo item a pensar, investigar,… e muito. Nunca se esquecendo de ter em mente como inspiração intuitiva a formula da Matrix/DNA. Se ela estiver errada ou não existir de fato, vamos elaborar uma teoria totalmente errada, mas mesmo essas sempre fornece situações imaginadas novas que podem ser reais.

xxxx

meu post no facebook em Julho/09/18

Isto parece filosofia maluca, sem utilidade, mas senão a praticar-mos, com todo o sacrifico mental que exige de nos, vamos para sempre continuar sendo torturados e mortos pelas doenças e ate’ por microscópicos vírus, porque não conhecemos e não entendemos como funcionam os elementos do nosso corpo. Ou perderemos a vida no planeta porque não sabemos como a natureza do planeta funciona. Então vamos la’:
A forma do seu corpo, adulta, se conecta `a já’ não existente forma de seu corpo no passado, adolescente? Claro que não, pois as duas formas não podem existir ao mesmo tempo. Mas nos sistemas naturais as sete formas diferentes de qualquer corpo ao longo de sua vida, se conectam. No caso do sistema celular, por exemplo, a forma do núcleo corresponde ao embrião, o ribossomo corresponde `a criança/adolescente, a mitocôndria ao adulto… e todas estas formas estão materializadas, fixadas, ao mesmo tempo. Os órgãos (organelas) da célula foram criados um a um porque o processo do ciclo vital – o qual faz nossos corpos mudarem de formas durante uma vida – fez com que uma organela produzisse outra organela com forma diferente, justamente a forma seguinte no ciclo vital ( esta foi uma das minhas maiores descobertas observando as coisas na selva). Elas não apenas devem se conectar, como existem numa relacao de simbiose, uma fornecendo `a outra o que ela precisa para existir.
Agora somos como uma equipe de médicos que tem na maca um paciente doente: um elefante. E não temos a menor ideia de como começar a procurar onde esta a doença que esta derrubando o elefante. na verdade esse paciente e’ o nosso planeta Terra. Ele esta doente, mas e’ enorme, e quase nada sabemos do seu corpo. O pior e’ que ele não e’ um paciente isolado, ele e’ como um órgão de um corpo muito maior, que e’ o sistema solar. E sabemos que o Sol e a Lua influenciam na vida do nosso planeta. Talvez os outros planetas ao redor também. Como vamos curar esse paciente, ou ao menos como vamos aprender a trata-lo com o carinho e o respeito que ele merece para ter vida longa e saudável, transmitindo essa saudê e longevidade `a nossa vida?
sei que a maioria das pessoas tem um bloqueio mental cultural quase invencível que perante estas perguntas elas imediatamente reagem negativamente: ” ora, isso não e’ assunto para eu gastar meu tempo e forçar minha mente, isto foi feito por Deus, esta escrito que vai vir o apocalipse, não temos nada a fazer senão se deixar levar pelos acontecimentos..” Eu rejeito energicamente este bloqueio e essa postura. Nosso destino dependem grande parte do nosso livre-arbítrio, nossas atitudes aqui e agora. Claro que as tempestades fora do nosso controle acontecem, mas podemos por exemplo evitar a tempestade que aniquilou os dinossauros, com a NASA desenvolvendo tecnologia para acertar e despedaçar meteoritos no espaço antes que nos atinjam.
Temos que quebrar a cabeça tentando adivinhar como esse sistema funciona, assim como fizeram Newton, Einstein. Mas eles não fizeram o suficiente, prova disso e’ que continuamos com o paciente doente sem saber o que fazer. Porem, eu desconfio que a formula para sistemas naturais que penso ter descoberto pode ser a fonte de muitas luzes para ver o que ainda não vimos neste sistema. Tanto que a formula esta levando meu raciocínio para hipóteses e teorias nunca pensadas antes. Neste artigo com link abaixo forneco umas pistas…

Os efeitos de nos deixar dominar em nossas tribos atuais

quarta-feira, junho 20th, 2018

xxxx

Publicado no Facebook em 20 do 06 de 18:

Em que estou pensando? Ontem fui caminhar na Park Avenue, lado alto de New York (Uptown East Side), porque queria ver com meus próprios olhos o ambiente dos maiores bilionários do mundo e ver se bate com o que esta’ escrito no livro “Primates of Park Avenue”. Exatamente como esta’ no livro, as Queens of the Queen Bees ( as rainhas da rainha da colonia de abelhas) ao caminharem nas ruas de seu ambiente tribal passam como tanques de guerra dando uma mensagem; ” Você é nada, ninguém, saia de meu caminho!”. Hoje fui a outra região ( maioria de pretos e hispanos), tudo diferente, porem,… também é uma tribo fechada em si, difícil se relacionar com eles. E isso me esta’ dando o que pensar…

Hoje, todas as pessoas pertencem ao menos a uma tribo.E’ a tribo dos operários da fabrica, ou a tribo da escola, ou da vizinhança, ou da turma de sair para as festas, etc., cada uma com seu próprio e distinto código. A mente destas pessoas vivem concentradas em : primeiro, seus problemas pessoais e seus pertences, seus egocentrismos; segundo, suas famílias e pertences; terceiro, o ajustamento ao ambiente que vive e sua tribo, como se relacionar e adaptar de forma social nestas clãs. Não sobra nada, nem um tiquinho, de mente para pensar na aldeia global, muito menos para se lembrar que se esta pisando na superfície de um perdido planetinha rodando em volta de uma perdida e velha estrelinha que esta rodando em volta do núcleo de uma insignificante galaxia… Muito menos para pensar no sentido e significado da sua existência e da existência destas pessoas `a volta… como anda e o que esta fazendo o DNA da humanidade em relacao as pessoas que vemos, em relacao a seu comportamento social ou com natureza imediata. Apenas,… creio, dão um salto para fora do umbigo tribal quando em casa `a noite veem algum vídeo, ou noticias da tv. mas isso é sempre virtual, sem consistência mental.

E’ preciso entender que todos os lugares onde se formaram as tribos de hoje foram iniciadas por um grupo de pioneiros que sempre surgem divididos em três instintos: para grandes ou médios predadores ou para presas. Os grandes predadores assumiram de imediato o governo do ambiente e dos outros dois grupos, foram eles que desenharam as cidades, as ruas, as praças, ou seja, eles colocaram cada qual, segundo seu instinto, em seu lugar, para as vantagens e conveniências da classe dominante. Então quando vamos a lugares diferentes da nossa tribo, encontramos os robots nas ruas e lugares públicos, sempre insatisfeitos porque estão forçados a se ajustarem a um desenho de vida que não foi feito por e para eles. e isto significa que todos os ambientes terão que serem deitados abaixo e reconstruir tudo de novo quando a humanidade superar estes instintos herdados dos animais e que resultam nesta divisão de classes imitando a divisão de classes na selva. Em seguida encontramos os mais ocultos predadores, do tipo ” saia do meu caminho, aqui mando eu”) que são também robóticos sem saberem, como se torna robótica e igualmente prisioneira a rainha das abelhas, dirigida pela entidade invisível do sistema que não é humana, mas sim a formula natural para sistemas que veio deste fechado sistema astronomico que nos criou.

Tudo isto torna a vida humana o absurdo dos absurdos, mas, se existe algum Deus, estaria explicado que Ele sabe o que esta’ fazendo, dando corda para quem cometeu um absurdo erro egocêntrico na forma de nosso ancestral não-biológico, pois esta alienação e miserável condição de existência conduz os humanos lentamente a perceberem a sua tendencia egocêntrica absurda e assim aos poucos irem se afastando do gosto ao “grande pecado original”. Lendo-se o livro dos primatas bilionários percebe-se como são prisioneiros realizando auto-sacrifícios apesar da abundancia ao seu dispor…

Fantástica indicação da previsão da Matrix/DNA sobre “dois processos para formação de galáxias”?

sexta-feira, junho 15th, 2018

xxxx

http://www.pnas.org/content/early/2018/06/04/1720167115

Neste paper da PNAS, pela primeira vez vejo mencionado   com grande insistencia os termos “first generation”, and “second generation” referindo-se a nebulosas estelares e pre-condicoes de formação do sistema solar. Assim de chofre sem ler cuidadosamente o paper, estou entendendo que separaram a formação destes sistemas em duas fases porque numas amostras de material interestelar so’ aparecem moléculas e elementos nao-organicos, e em outras amostras aparecem estes ingredientes acrescentados de carbono organico…! Isto e’ fenomenal para o modelo teórico astronomico da Matrix/DNA.

Primeiro porque fui o primeiro ( a 35 anos atras) a sugerir como resultados dos meus modelos que – assim como a célula vital teve duas fases ou dois processos diferentes de formação ( a primeira quando formou a primeira célula e a segunda quando a célula aprendeu a se reproduzir e formou todas as outras posteriores – também a formação de galáxias e/ou sistemas estelares tiveram dois processos de formação, pelo mesmo motivo. Como na teoria tratamos da formação do building block de galáxias, não pudemos ate hoje calcular como teria sido a transformação da primeira para a segunda fase, pois isto envolveria um estudo químico muito complexo e detalhado. Com isto ficamos sem afirmar um modelo de formação da Via Láctea e do nosso sistema solar, por não saber-mos se pertencem `a primeira ou segunda geração.

Se nos debates e fóruns da Internet em que participei esta alusão a dois processos de formação produziu nos interlocutores discredito, incompreensao e ate’ ironías, acontece que eles ainda nao sabiam destes recentes estudos e revelações dividindo as gerações pela Ciência Astronômica Oficial.

Outra grande e espetacular possibilidade que surge com estas recentes descobertas vai de encontro com outra sugestão feita a 35 anos atrás: a de que os sistemas astronômicos são internamente exclusivamente físicos e mecânicos, porém já apresentam uma cobertura de organização orgânico-biológica da matéria, a qual evoluiria para os princípios da origem da vida. Quando eu dizia isto então, os ouvintes iam ao delírio do criticismo. Pois neste paper se descobre que o carbono organico ja existia nas nebulosas pre-solares de segunda geracao e inclusive era forte catalizador na agregação de grandes compostos de elementos inorgânicos.

E para quem não percebeu ainda, a propalada transformação do inorgânico para o orgânico que sempre e’ acreditada nas teorias das origens da vida existentes, pode estar errada, e pode estar certa a minha teoria quando sugeriu ha’ 35 anos atras que esta transformacao se deu fora e antes da formação da Terra. Assim como a minha teoria está sugerindo que a teoria evolucionista darwiniana esta demasiado incompleta porque  a evolucao biologica neste planeta foi e e’ afetada por variáveis vindas da evolucao cosmologica ainda desconhecidas de quem não conhece a minha teoria.

Um dos textos do paper referindo-se a duas diferentes gerações:

” We interpret these observations as evidence for two sequential generations of aggregation, possibly in different environments. GEMS are thus first-generation aggregates in which subgrain mantles may have played a role in the aggregation (or accretion) process. The second generation of aggregation involved sticking of GEMS grains, crystals, and nanoglobules, also perhaps facilitated by a second generation of mantles, to form the aggregate structure with organic matrix observed in cometary IDPs…. 

Espero que tenha tempo, condições financeiras e disposição para retornar a este paper com link acima para fazer uma detalhada pesquisa nos papers derivados e relacionados ao tema. São centenas, milhares de indicações, evidências, como estas, que me fazem suspeitar que realmente a minha teoria tenha uma forte conexão com a realidade da natureza universal…

Sem-tetos: Explicacao da Matrix/DNA sobre suas origens e significado da existencia

domingo, junho 10th, 2018

xxxx

O artigo com link abaixo:

https://noticias.uol.com.br/cotidiano/ultimas-noticias/2018/06/10/sem-teto-com-celular-telefones-e-smartphones-dos-moradores-de-rua.htm?utm_source=chrome&utm_medium=webalert&utm_campaign=noticias

Sem teto, com redes sociais: celular vira ferramenta de inclusão para moradores de rua

Darlan das Neves tem celular pré-pago; acesso à internet é geralmente via Wi-Fi

Darlan das Neves tem celular pré-pago; acesso à internet é geralmente via Wi-Fi … – Veja mais em https://noticias.uol.com.br/

Alem do artigo fornecer nomes de assistentes sociais que conhecem-nos para uma possivel futura acao social, ele me inspirou a buscar no oraculo da Matrix/DNA ( nos seus modelos e formulas) uma explicacao racional para sua existencia, e como resultado vai a analise a seguir:

Louis C. Morelli – The Matrix/DNA:

” Representam a lei natural do principio da entropia que ataca todos os sistemas, inclusive os sistemas familiares e sociais humanos. Quando um sistema tende a se tornar fechado em si mesmo ( como as sociedades humanas dominadas por elementos com instinto a grandes predadores), tem a pretensao de tornarem-se eternos, por isso os “direitistas” sao conservadores ( tentam conservar o seu sistema, que vai contra o evoluir da natureza). Mas o meio ambiente vai mudando porque a natureza se transforma, entao a perturbacao no sistema comeca a fazer com que particulas do fluxo do circuito periferico sistemico saiam do fluxo e podem ser expulsos para fora, mas a quantidade destes “radicais livres” torna-os fora de controle pelos predadores, quando entao as particulas vao no sentido interno rumo ao nucleo do sistema (por isso as metropolis do imperio sao cercadas por favelas, das quais partem o fogo e destruicao de imperios, como o Romano). Assim o aumenta de particulas fora do fluxo normal perturbam as instituicoes do sistema e acaba por impor o caos antes da destruicao total ( no cao humano, a decadencia das civilizacoes anteriores). Existe um metodo para evitar este destino inevitavel aos sistemas fechados: que a sociedade mantenha-se sistema aberto e suas partes mantidas em dignas condicoes iguais. Assim, ao inves de um sistema ser descartado pela Natureza, ele se transforma junto com ela e obtem sua transcendentalidade, transformando-se em nova especie mais complexa. Ja’ cairam 10 civilizacoes por este mesmo motivo, ja’ era tempo dos humanos aprenderem estas leis naturais, mas com esta civilizacao atual estamos seguindo o mesmo nefasto roteiro. Seria necessario que tanto os dominantes se auto-exorcizassem do seu instinto animalesco para grandes predadores dentro da propria especie e o povo dominado se auto-exorcizasse do seu instinto animalesco para presas, inertes, retrogrados, mentalmente preguicosas. Ao sabio, porque aprendeu sobre leis universais como esta, so’ resta ser uma voz denunciando estes instintos mesm que isso lhe traga o odio dos humanos, e incentivando este auto-exorcismo.

Os sem-teto sao “helpless” ou seja, nao podem sair por si mesmos do ciclo da miseria. As particulas radicais livres sao enfraquecidas quando saem do fluxo e nao possuem a forssa para voltar e acompanhar o fluxo. Nao adianta “intervencoes militares” para aniquila-los, pois o sistema tem uma doenca na sua raiz que vai repor e aumentar seu numero. Absurda arrogancia dos predadores acreditarem que podem vencer uma lei natural universal. A unica salvacao seria os predadores decidirem a recuperarem os sem-teto ao sistema fornecendo-lhes a forssa, e isto poderia curar o sistema porque os predadores teriam se sincronizado com o ritmo e proposito natural. Alguns quase-exorcizados, como o Bill Gates, que adquiriu o poder capitalista sem ter o pedigree dos predadores, exercem esta heroica e sabia funcao quando destinam suas fortunas aos programas de recuperacao destas particulas entropicas.

Formacao do sistema solar e da vida: boas sugestoes para Matrix/DNA

segunda-feira, junho 4th, 2018

xxxx

(em construcao – continuar a ler o artigo e pesquisas)

http://mensageirosideral.blogfolha.uol.com.br/2018/05/21/um-asteroide-interestelar-veio-morar-no-sistema-solar-diz-estudo/

Um objeto interestelar veio morar no Sistema Solar, diz estudo

No bicentenario de Marx, a Matrix/DNA sugere porque nao ser “marxista”

sexta-feira, maio 4th, 2018

xxxxx

https://noticias.uol.com.br/ultimas-noticias/afp/2018/05/04/no-bicentenario-de-marx-veja-cinco-fundamentos-do-marxismo.htm

No bicentenário de Marx, veja cinco fundamentos do marxismo…

Comentario enviado para moderacao:

Louis Morelli – 05/04/18

Marx nunca fixou sua visão do sistema social ideal porque era “artificial”, no sentido de que não tinha ou negava a origem natural animal humana – não considerando o aspecto biológico dessa natureza – e nunca experimentou viver na natureza real, como a selva amazonica. Filósofo idealista do sofa sob a sombra não percebeu que a divisão de classes e’ produto dos instintos herdados do passado animal no estado caótico selvagem, que imita as regras da selva quando cria seus sistemas sociais. A divisão entre grandes predadores ( os dominantes com sua psique ainda contendo caninos abstratos modelada pela genética animal), medios predadores como lobos e raposas constituindo as classes médias, e as presas, o gado comedor inerte extremamente egoista tambem, constituindo o proletariado, está presente em todos os sistemas criados pelos humanos. Utopia crer que o gado possa extrapolar-se do proprio estomago para organizar-se coletivamente. O filosofo da selva prega antes, meios de exorcizar estes instintos das tres classes.