Posts Tagged ‘Sri Prem Baba’

A Diferenca nas Transformacoes Mentais Entre Hindus e Matrixianos

segunda-feira, março 20th, 2017

xxxx

Interessante e diferente do comum o que se ouve neste vídeo. Nao cabe a mim julgar se o orador realmente conhece algo a mais ou nao, porem, e’ fato que de qualquer maneira ele mostra problemas comuns por angulos que nao tinhamos pensado. Se voce apreciou este video, sugiro que veja outro onde ele narra a historia de sua aprendizagem na India, o quual e’ mais interessante ( link: https://www.youtube.com/watch?v=Umr61UnQvuE – Isso Existe – um filme sobre Sri Prem Baba – Versão em português )

Abaixo vai a analise da Matrix/DNA num comentário publicado no Youtube.

https://www.youtube.com/watch?v=RpARf15IctI

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli – Mar/03/20/2017

Existem vários caminhos para transformações do estado mental, inclusive os mais impróprios, como o percorrido pelo escravo que foge da senzala para tentar sobreviver solitário no meio da selva bruta. Eu fiz este caminho, então obviamente a minha transformação foi para algo diferente desta ocorrida com Sri Baba. Suspeito que as formas em que somos transformados por diferentes caminhos são fracões de uma forma final, a transformação definitiva para o transcendental. As imperfeições e soluções auferidas na minha transformação são diferentes das de Sri Baba. Mas se eu acreditar que a minha alcançada nova cosmovisão é a correta, e as outras são meros paliativos, as minhas soluções tornam-se impraticáveis e inúteis. Portanto, creio que urge – antes de tentar atuar no mundo externo – uma confrontação entre as novas cosmovisões e suas sugestões.

O que ambos percebemos e nos aflige, é a concordância de que a consciência alojada nos cérebros humanos corre risco de extermínio antes de amadurecer e aflorar livre. E ambos ficamos angustiados pela nossa debilidade em produzir as mudanças necessárias para evitar este terrível destino. Tenho razoes para crer que já existe considerável numero de meio-transformados, e nos mais diversos caminhos, e para suspeitar que o nosso encontro e debate poderia ao menos diminuir esta debilidade de cada um, de cada linhagem transformativa como esta da Índia. O guru deveria se lembrar que nem a milenar linhagem hindu conseguiu algum sucesso de mudança em seu próprio pais, onde a miséria e a superpopulação explodem.

Na selva o buscador pode chegar aos chakras, `a luz pertinente ao hemisfério direito cerebral. Mas percebe-mo-la por outro angulo e sob diferente estado físico/emocional. E’ a soma das observações relativísticas de cada observador no seu ponto do espaço/tempo que pode dar uma compreensão sobre a totalidade do fenômeno. E somente assim teríamos uma chance de descobrir o que realmente aconteceu de errado e continua acontecendo com a bolha de consciência universal e a especie em que ela encarna na Terra.

Sem conhecer de fato a causa, nunca atinaremos com sua solução. O guru fala num código divino. Tem ele percebido e entendido de fato este código fluindo nesta Natureza? A minha privada transformação mostrou o código na onda de luz invisível aos olhos humanos ( só veem um sétimo dela, a faixa da onda denominada branca ou “visível”) e nela o código encriptado. E alem disso, nos forneceu elementos para tentar montar sua Historia, desde as origens deste Universo. Nesta Historia se percebe claramente onde e porque se iniciou a distorção que ora nos ameaça, ainda tempos antes das origens da vida neste planeta. A linhagem transformista dos autores da Bíblia perceberam flashes deste evento e interpretaram-nos `a sua forma, na fabula da queda do paraíso. Pela maneira como eles distorceram os eventos tais quais eu os percebo, aprendi que nos é impossível deixar de projetar nossa condição humana e psique nestas interpretações, levando a resultados improdutivos e inclusive debilitando a capacidade de autocura humana.

Eu sei que a Bíblia começa com uma verdade fantasticamente superior `a capacidade de imaginação humana, mas depois deste começo ela erra quase tudo. Porem também sei que não estou exorcizado desta falha de projeção humana em eventos com leis e ambientes que nada tem a ver com existência humana, portanto, sei que minha cosmovisão deve conter erros. Porem, também sei que na do guru existem erros de suas interpretações. Por isso repito que precisamos encontrar um canal para expor na mesa nossas visões e estuda-las com um olhar somado impessoal, senão, não conseguiremos evitar a tragedia. (qualquer curiosidade veja meu trabalho digitando ” A Matriz Universal dos Sistemas Naturais e Ciclos Vitais”.