Posts Tagged ‘supersimetria’

Simetria, Supersimetria: As profundezas do misterio supremo

sábado, fevereiro 18th, 2017

xxxx

Porque a Natureza cega produz arquiteturas simétricas?! Para que? Como? De onde ela tirou essa ideia? Por que sempre temos dois olhos e não um só, ou 3, 5? Porque um situado exatamente na mesma altura e posição do outro? Claro que a simetria não existe produzida pelo acaso. Ela é uma lei fixa, a natureza determina que ela existe e proíbe outras alternativas. Se não fosse isso, se dependesse do livre fluir dos movimentos, corpos, objetos, os animais teriam vários olhos. Olhos atras da cabeça seria de extrema utilidade. nos desejamos ele com fervor, mas a natureza impede. Temos que obedecer sua determinação a respeito de simetria. Porque?

Mas… pensando melhor,… não existe simetria em tudo. O lado de trás da cabeça humana não é igual, não é simétrico, ao lado da frente. O dorso da mão não é igual a palma.

Pelo que sei, os físicos têm uma visão de um mundo simétrico. Se existe a partícula X tem que existir sua partícula X1. E simetria é interpretada pelos humanos como “beleza”. Ela nos é agradável. Não será então que os físicos montaram uma visão de mundo errada, baseado em que tudo é simétrico, porque procuramos apenas o que nos é agradável? Quando somos defrontados com o desagradável, foi ele que veio a nos, sempre; nos nunca vamos procurar o desagradável, o feio.

Ou talvez apenas detectamos  o que é simétrico devido nosso antropomorfismo, ou seja, nos nos projetamos sobre aquilo que buscamos. Nossa face é simétrica, nossas pernas são simétricas, nos somos simétricos, então selecionamos do mundo o que é simétrico e ignoramos o que não é?

Pode ser, porem, não foi nos que nos fizemos, e sim a Natureza. Então, porque ela nos fez simétricos?

Segundo a minha cosmovisão, que tem como ponta de lança a formula da Matrix/DNA a simetria foi criada pela Natureza por dois métodos. Assim como a célula: a primeira célula foi criada por simbiose entre elementos separados entre si; e então depois de criada a primeira por simbiose, elas aprenderam a auto-reprodução, e a segunda fase então é reprodução. Simetria também. Pra entender vamos puxar a formula para cá:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

A formula é simétrica. Ela tem duas meias faces, divididas por F5. Toda vez que a formula montou um sistema novo ela pegou um corpo existente, aplicou-lhe a força do ciclo vital, esta transformou o corpo em outras formas e funções, comportamentos, propriedades, diferentes, depois juntou estas formas diferentes num só novo corpo que funcionou como um sistema.

Então nessa fase a simetria foi criada pelo fluxo que corre no circuito esférico. De F1 a F4, a energia e o corpo estão crescendo. Quando parte de F4 começa a entropia, a energia e o corpo entra em decrescimento, degeneração. Mas o fluxo cria o trecho de F5 a F7 a imagem e semelhança do que foi criado pelo trecho de F1 a F4.  S face da esquerda é copiada como face da direita. E o resultado é simétrico.

Foi quando percebi isso que desvendei a razão da existência do número Phi, ou da chamada “sagrada geometria”. medindo-se o circuito esférico do sistema, quando chegamos ao centro da linha F5, encontramos 1,618… Ai tudo se esclarece: F5 é a função da reprodução da face esquerda em face direita, nada tem de misteriosos ou sobrenatural nesse numero.

Depois desta fase o corpo aprende a se reproduzir e a simetria surge espontaneamente toda vez que ele se reproduz.

Mas porque a formula produz simetria? Ela podia descambar de F4 para outras direções criando coisas diferentes de maneira que não se encaixariam face esquerda e direita.

Creio que isso se responde com um duas explicações. primeiro, o postulado universal da Matrix/DNA: neste universo esta’ ocorrendo um processo de reprodução genética do universo ou seja la’ o que o criou. Ora, tudo o que é criado geneticamente é baseado num processo que denominamos de sexual e mesmo que o elemento seja hermafrodita ou assexuado, essa criacao depende da fusão de duas partes simétricas. Por isso então a simetria seria uma constante universo, porem apenas emerge em eventos de criacao.

A segunda explicação estaria nos baloes de Yukawa. A matéria existe devido pipocar nesta dimensão uma bolha que surge como um ponto e morre como bolha e outra que surge como bolha e morre como um ponto. A simetria já esta toda ai, surgindo junto com a origem do Universo, ou da matéria.

Mas os físicos tem outras ideias sobre simetria. Então estou abrindo mais este capítulo para pesquisar e registrar tudo o que conseguir aprender sobre a ideia deles e o que eles tem conseguido de dados e teorias a respeito.