Posts Tagged ‘Tecnologia’

A Ciencia Produz a Tecnologia ou a Tecnologia Desenvolve a Ciencia?

quarta-feira, outubro 28th, 2015

xxxxx

The Myth of Basic Science

Does scientific research drive innovation? Not very often, argues Matt Ridley: Technological evolution has a momentum of its own, and it has little to do with the abstractions of the lab

O universo tem mil faces, cada uma apropriada para o gosto de um fregues. Einstein morreu acreditando que o universo teria a forma cilindrica, os bibliocs que que este mundo de terra seria plano e teria o ceu como teto, O meu DNA no centro dos meus neuronios me fez chegar a face do Universo igualsinha a um DNA. Foi ai que percebi a armadilha, afinal os humanos deram a forma humana a Deus. Botei a materia e energia num grafico cartesiano, fiz rolar a evolucao desde sua partida no Big Bang ate chegar no mundo aqui e agora, obtive uma figura feita pelo restro da evolucao a qual deveria revelar os tracos, a forma do Universo, mas a figura dava chance para mil formas diferentes, dependendo do ponto no tempo e espaco onde se situa o observador. Acho que essa armadilha das mil faces deste universo faceiro tem o proposito de quebrar a arrogancia do homem que pensa que foi capaz de descobrir a verdade. A verdade dele se esvai junto com a face provada falsa com mais conhecimento.

Os pais fundadores da Ciencia Metodica, que se tornou globalmente oficial, tinham como proposito a busca do conhecimento sobre a vida, o universo e a mente. O metodo era simples: coloca-se sobre a mesa todos os fatos realmente comprovados, tenta-se conecta-los obtendo uma figura final, e entao arregaca-se as mangas e vai para o laboratorio tentar testar se esta figura resiste aos contras e/ou se produz os resultados que o mundo produziu. E aqui esta a grande utilidade das Ciencias, pois e’ ela quem testa e disprova as visoes de mundo criadas no passado e continua quebrando as faces do universo que ela mesmo produz.

Se a Ciencia foi realizada por este proposito, como ela poderia ter sido a alavanca da tecnologia, como os ateus propagam, ao se apegarem tanto as ciencias como sua aliada para combater o aliado dos outros, que seria Deus? Na verdade o laboratorio produziu quase nada da tecnologia que ai esta. O motor foi uma imiticao intuitive do corpo do cavalo, o automovel colocado no motor foi uma imitacao da carroca colocada no cavalo, e cada detalhe de motor e automovel foi desenvolvido pelo trabalhador construindo estas coisas, e nao envolvido na abstracao filosofica que requer a ciencia. Pelo contrario, a tecnologia e’ que possibilitou o desenvolvimento da Ciencia. Mas dizer isto, e’ pecado, a humanidade foi condicionada a acreditar no contrario. Agora vem alguem com um levantamento serio, com numeros, mostrando a realidade. Isto esta no artigo com o titulo acima, cujo link e’:

http://www.wsj.com/articles/the-myth-of-basic-science-1445613954

Isaac Newton (1642-1727) uses a prism to separate white light into the colors of the spectrum, watched by his Cambridge University roommate John Wickins, right, as rendered in an 1874 print.

Isaac Newton (1642-1727) uses a prism to separate white light into the colors of the spectrum, watched by his Cambridge University roommate John Wickins, right, as rendered in an 1874 print. Photo: Ann Ronan Pictures/Print Collector/Getty Images

 

 

 

A Ciencia e Tecnologia estao a serviço da força negra da Matrix. Artigo no New York Times Confirma Isso

quinta-feira, julho 23rd, 2015

xxxx

Recente pesquisa feita pela SBCP no Brasil revelou que o povo brasileiro acredita nas boas intenções da Ciência e da tecnologia e que elas produzem o bem para a Humanidade. Esta conclusão entra em conflito com o recente artigo no New York Times de que a tecnologia produzida até agora tem visado aumentar a riqueza de uma minoria de humanos e não a melhoria da Humanidade. Quem estará com a razão? Quando comparo os macacos e os nativos da selva se levantando ao nascer do sol, olhando para o dia e se espreguiçando, perguntando-se o que fara de seu dia, se vai se aventurar para o sul, para o norte, na terra ou na agua, com os bilhões de humanos civilizados se levantando sob o alarme do relógio, e já começando a correr todos com um destino determinado, que é  o trabalho em algum recinto fechado sem ver a luz do sol até o entardecer, sem opção nenhuma de escolha do que vai fazer de seu dia… acho que o New York Times esta certo. Não sei como viviam os camponeses chineses quase sem tecnologia e ciência alguma, mas eu não suportaria a vida do chinês de hoje quando os vejo nas fabricas de produção, com celular no bolso capaz de os conectarem a Internet.

Acho que não resta sombra de duvidas que a Ciência e tecnologia não apenas tem o poder de trazer a melhoria para a vida humana como elas são inquestionavelmente necessárias para que a Humanidade sobreviva por mais tempo. Mas também não resta duvida que as Ciências e tecnologias podem estarem nas mãos do bem ou do mal, em relação a Humanidade. Aqui esta o problema. E enquanto a Humanidade continuar a imitar o instinto herdado do seu passado animal quando as regras na selva ou no mar determinava a divisão dos bichos em relação ao poder em três classes sociais, e quem dominava as ferramentas do poder era a classe dos grandes predadores parasitas (consideradas como sendo o mal para a maioria dos bichos-presas), as ciências e tecnologias como ferramentas de poder continuarão nas mãos do mal para mim e os da minha classe social.

Uma ciência de uma espécie inteligente pode se desenvolver em duas ou mais direções diferentes. E’  a intenção intima, pessoal, dos que praticam a ciência que determina o que será, que tipo será, essa Ciência. Porque essa intenção vai inicialmente dirigir os olhos e a atenção do praticante de Ciência a ver nos objetos e no mundo ao redor apenas aquele aspecto dos objetos e do mundo que lhe seja conveniente. A partir dai estes detalhes convenientes do mundo vão retroalimentar a ciência na direção de continuar a ver apenas estes aspectos nos outros objetos. A Natureza pode ter 11 dimensões como esta sugerindo a teoria, mas assim nunca vamos passar apenas das três ou quatro dimensões que percebemos hoje. E isso não apenas em relação a evolução de espécies inteligentes, pois esse roteiro já vem desde os ancestrais irracionais. Animais muito primitivos e pequenos como os insetos possuíam os princípios de uma antena que captam detalhes do campo magnético dos corpos e do planeta, o que fornece um conhecimento mais holístico, mais sistêmico, e que pode ser a entrada numa quinta dimensão dos fenômenos naturais. Porem as necessidades da vida pratica, como a busca desesperada e obcecada por alimento e o medo/defesa dos predadores fizeram os herdeiros dos insetos cada vez menos atenciosos a detalhes do conhecimento holístico em favor da praticidade imediata na vida, desenvolvendo mais os sensores do paladar, do cheiro, da audição, que o sensor da antena a qual se atrofiou até o ponto de hoje ser uma pequena glândula escondida no centro do cérebro humano.  Parece que a Natureza queria que os seres vivos se desenvolvessem numa direção diferente quando os dotou de antenas, aos morcegos de radares, mas estes selecionaram outro tipo de conhecimento a que prestar atenção e assim desenvolveram suas habilidades apenas para as coisas referentes a esse conhecimento.

A busca do conhecimento pratico das coisas materiais da Natureza foi acirrada com o Iluminismo revoltado contra as fraquezas humanas perante as tragédias da natureza, como as enchentes e as pestes dizimadoras, que sempre haviam sido deixadas na responsabilidade de deuses que nunca cuidaram destas coisas com responsabilidade. O método cientifico implantado com planejamento metódico cuidadoso por filósofos como Sir Francis Bacon iniciou coletando e reunindo tudo o que se sabia de fato sobre quaisquer fenômenos e eventos naturais, para que dessa coletânea se tivesse uma melhor visão de como aumentar esse conhecimento.  Mas até aqui nota-se que a intenção intima dos pais fundadores do moderno método cientifico ocidental ao menos parecia ser a busca da melhoria de vida para humanos. Os filósofos nunca fizeram parte da classe social dos grandes predadores por isso não pensaram na ciência como poder para aumentar o seu poder em relação a outros humanos. Mas os leões que ficam se espreguiçando nas sombras da colina enquanto aguardam que lá embaixo no vale de relva verde as presas trabalhem de sol a sol transformando grama em suculenta carne, logo perceberam que os médios predadores estavam produzindo novas forças que conferem poder e trataram de se apoderarem dessa produção também. A partir dai, eles passaram a dirigir os caminhos que a ciência devia seguir, ou seja, de buscar e produzir mais forças de poder para eles, não para médios e presas, as quais era de seu interesse que permanecessem sempre fracas. Isto tudo hoje é a simples descrição do mundo humano moderno apenas travestido com mais elegância usando termos mais sofisticados, como lucro capitalista, regras do mercado, etc.

Quando desenvolvemos uma ciência oculta longe da vigilância dos grandes predadores como foi o caso da nova visão do mundo denominada Matrix/DNA, imediatamente se nota que os objetos e o mundo ao nosso redor tem escondido das nossas ciências coisas importantíssimas que estão afetando nossas vidas ou que poderiam facilmente serem descobertas e aplicadas para o bem dos humanos em geral. Por exemplo a formula da Matrix/DNA sugere como instalar um sistema produtivo dos itens que consumimos sem que tocássemos numa agulha em todo o processo desde a extração da matéria-prima até a chegada nos nossos micro-ondas e dai aos pratos nas nossas mesas, o que livraria a humanidade do trabalho escravo involuntário na produção grosseira e de rotina. Mas numa maquina produtiva totalmente desplanejada para funcionar de maneira que um dente torto de uma roda da engrenagem se encaixe perfeitamente na falta de dente da outra roda da mesma engrenagem, se nesta maquina colocarmos um parafuso perfeito, milimetricamente cronometrado, a maquina vai se estrebuchar toda ate expulsar esse parafuso para fora dela. Desta maneira, tudo o que se tem descoberto ou pensado de real ciência e tecnologia que vise o bem comum da humanidade em geral tem sido expulso, ocultado, como o nosso parafuso perfeito. Enquanto se financia a busca na natureza de mais conhecimento sobre mais mecanismos e processos naturais  que tem efeito negativo para a humanidade mas que se encaixa muito bem na maquina toda deformada e anti-humanidade.

Mas porque a humanidade segue por este caminho desumano? Bem primeiro porque já vimos, são as mazelas herdadas das nossas origens como filhos do caos que somos. Mas com o advento da auto-consciencia esta maldita herança já devia ter sido superada. Se não o foi é porque existe alguma outra força oculta atuando aqui. Esta força uma vez mais é revelada pela Matrix/DNA. Essa força vem de um nosso ancestral ainda mais poderoso que todos os bichos da selva, todos os grandes predadores de outrora e de agora, os quais foram também por ela produzidos. Essa forca vem do sistema natural que criou esta biosfera sem nenhuma intenção particular, o fez meramente obedecendo a natureza. Essa força que tem dirigido todos os elementos componentes dessa biosfera  a se tornarem no final uma reprodução da fonte sessa força. A qual é o sistema astronômico descrito pela mecânica newtoniana que nos envolve por todos os lados, modela o nosso ambiente e esta encriptado dentro da nossa genética, no nosso DNA. Não importa que aqui  o ambiente seja muito diferente do ambiente onde ela foi gestada, que os materiais sejam diferentes daqueles que ela foi feita… o que importa é  reproduzir a entidade, o significado de existência da maquina que nos criou e dirige nossa evolução, ou seja, o que importa é que no final a biosfera toda na superfície da Terra seja igual e funcione como uma maquina perfeita, mas estupida. Como se importasse que os filhos de Adão e Eva reproduzissem aqui aquele estupido e selvagem paraíso de onde caíram seus pais. E juntando a profecia de Aldous Huxley no seu Admirável Mundo Novo mais a profecia de Orwell no seu Grande Irmão, já temos previamente a descrição desta maquina futura, onde a espécie humana sera apenas mais uma de suas peças estupidificadas. Para isso é preciso dirigir a evolução cientifica e tecnológica no sentido da reprodução da maquina e não no sentido da autonomia, da soberania e liberdade e do bem estar da humanidade. Assim entendemos porque um ser dotado de autoconsciência se dirige a um destino contra ele mesmo.  A autoconsciência não esta sendo permitida a funcionar nesta maquina como não funcionaria o parafuso perfeito. Mantem-se assim o animalismo estupido porque a meta final é reproduzir a maquina estupida dentro do ventre de outra maquina estupida.

Mas se a autoconsciência tiver tempo de adquirir a consciência da existência do seu verdadeiro inimigo celeste, ainda existe uma forte esperança de um melhor destino para a Humanidade. E’ nessa luta que estou envolvido e nessa luta trato de buscar tudo o que seja evidencia para tentar convencer os irmãos e irmãs de espécie que essa inimiga existe e que seu objetivo esta em pleno andamento entre nos. O artigo do New York Times serve como mais uma evidencia por isso vai traduzido a seguir.

Silicon Valley is About Business, Not Change

http://www.nytimes.com/roomfordebate/2015/07/22/is-silicon-valley-saving-the-world-or-just-making-money/silicon-valley-is-about-business-not-change

by  Susie Cagle

Muitos dos recentes grandes sucessos de Silicon Valley não são realmente inovações tecnológicas, e sim mais ferramentas lucrativas para corporaçoes e seus grandes capitalistas. Será uma companhia uma ” tech company” se ela usa apps para smartphones para distribuir, aceitar pagamentos e organizar a logística de distribuição para seu próprio serviço de distribuição de seus produtos?

Inovação tecnológica indubitavelmente tem o potencial para melhorar a vida de pessoas nos USA e além dele, mas a indústria nos USA tem crescido de maneira a ofuscar, e mesmo evitar, verdadeiras inovações equitáveis, como lucro igualitário para todos, em favor do tradicional modelo do lucro capitalista.

A grande rede de interaçcao chmada de Internet era suposta permitir uma maior proporção de acesso do povo a riqueza global e abundancia, mas na realidade ela tem feito muito mais para concentrar o poder e a riqueza global nas mãos de uma minoria. Enquanto a tecnologia tem providenciado a infraestrutura para acionar e suportar novos diálogos entre indivíduos, ela não tem realmente mudado nada sobre como as redes são construídas e por quem são possuídas.

Por exemplo, nos temos as ferramentas e habilidades para interromper os monopólios de taxis  ao permitir motoristas da coletividade se conectarem diretamente com seus clientes – mas so invés, nos temos a Uber e a Lift, companhias que se tornaram multibilhoes dólares que nem oferecem benefícios para os motoristas, nem realmente dao a eles a real oportunidade para gerir seu próprio independente negocio.

Da mesma forma, nos temos as ferramentas e habilidades para construir plataformas de redes sociais sob domínio das coletividades – mas ao invés, nos temos Twitter e Facebook, os quais vigiam e comandam o que usuários podem ver de outros usuários e coletam informações pessoais para incrementar as suas vendas de anúncios.

Nos temos as ferramentas e habilidades para construir convenientes, amplamente acessíveis plataformas sem motivos para centralizar os lucros – mas nos não temos uma economia planejada para fazer isso. Por todas as supostas quebras de rançocas barreiras, a indústria tecnológica não tem desafiado muito a velha economia global. Pois, afinal, foi aquela velha economia do lucro para o grande capital que fertilizou o mundo da nova tecnologia, e ampliou o abismo entre aqueles que dirigem para a Uber e usam o Facebook e aqules que constroem e possuem a Uber e o Facebook.

Para as redes alcançarem seu verdadeiro potencial, elas necessitam ser desconectadas do sistema financeiro que mantem Silicon Valley em ebulição. Construir uma nova plataforma e’ ainda incrivelmente um intensivo recurso, mas o capital de risco requerido para financiar estes projetos e’ investido com a meta de fazer mais dinheiro, e não espalhar inovação para o bem comum.

As ferramentas tecnológicas possuem um tremendo potencial para contribuir para a sociedade, mas se todo esse poder permanece contido, concentrado, dentro de poucas corporações, aquelas mudanças sociais e econômicas, mesmo quando positivas, estarão primariamente a serviço de lucros privados para uns poucos. E com isto, dificilmente serão realmente tecnologias inovadoras para o lucro social.

xxxxxx

A seguir, meu comentario postado no NYT em resposta a um post de uma leitora:

Linda

TX Yesterday ( 7/26/2015)

Of course Silicon Valley is about business. Businesses are the fuels of economic activities in capitalist society, hence that of U.S. What does the author mean by the ‘society’? Elderly? Average income groups? Women? The author should clarify whom she thinks the tech companies should provide benefit for, IF the companies ‘should’ benefit those besides who are working hard every day to create something that is needed and wanted by the market. While I believe businesses can choose to have multiple of roles, its fundamental reason of existence is to generate profit for its shareholders.

Louis Charles Morelli

New York, NY – 7/27/2015 ( In reply to Linda)

 Everything wrong, Linda. I was born in the streets, only chance for working as slave doing the worst jobs and I am going to die as homeless, so, I know and felt in the skin the other side of the coin that you think you know but you don’t because you never felt it. Is it the fundamental reason of existence of Silicon Valley to generate profit for shareholders? If so, be sure, Nature will destroy the shareholders and this wild capitalist system because it is the natural law. It happened to dinosaurs and is happening with lions, eagles, wales, etc.

My ancestors once time were in the places and the Senate of the Roman Empire. Their behavior lead their future generations to the end of a black hole. You with this paradigm and hence, this behavior is going same way and I don’t understand how you can be happy knowing the final future of yours next generations. I think that you will not agree and is do not want to dispute yours victorious knowledge with someone that must have no knowledge at all. But if you want to continuing this discussion, fell free, you will listening to things that you never imagined before.

Isto foi o postado para caber nos limites das 1500 palavras, mas o post correto era para continuar assim…..

Any species that specializes in a way of living, accommodate as closed system in itself, close their doors to natural evolution, the brain’s evolution and grow only mechanistically, in size and fat. Then, Nature discard it. Silicon Valley is leading you to the Brave New World under the rules of a natural closed system which is performed by a Big Mother, or the Big Queen, like any insect society did it.

Shareholders have profits based on slaves doing cheap work, like me and the Chinese’s, etc. You believe that technology will lead to an end the fact that people are born without house, family, and some parasitic income provided by wild capitalism. Everybody will have family and the slaves will be replaced by machines, so, you justify yours current paradigm. But, have a big problem here.

Our Science and technology is not following the final target of natural evolution. They are funded in search of profit for those at the social power, limited by the mechanistic process. Meanwhile, we saw that Nature evolution went from the Physic`s mechanistically under structure in shape of atoms and astronomical system, but it did not accommodate here. This underground structure is merely like the skeleton of our bodies. Then nature continued by biological processes creating he soft meant and not stopping here, Nature went through neurological processes, which generated emotions, sentiments, self-conscience. Silicon Valley is not trespassing the mechanistic physical structure, it is not creating biology robots, computers and machines. Their software is a dead end because it is not made of those seven variables that we see in the DNA software for living things, which surpass the mechanistic fashion. As said Tesla, the present is yours, but the future is mine.

Tecnologia e a Matrix/DNA: Novo Computador Dentro de uma Gota de Agua

quinta-feira, junho 11th, 2015

xxxx

Observando a formula para sistemas naturais que descobri no Amazonas e prestando atencao como os fluxos de informacao e energia correm dentro dos canais de comunicacao entre as partes do sistema, e agora sabendo desta noticia, vendo como paticulas artificialmente magnetizadas correm dentro dos canais do labirinto de um processador de computador… me da’  uma revolta imensa porque nao disponho do laboratorio e recursos tenicos que estes engenheiros possuem… porem, quase como sempre fizeram, estao produzindo coisas sem saberem seu real significado, sem conheceram suas causas profundas, e portanto, sem saberem os proximos passos corretos a seguir… a nao ser aqueles ditados pelos patroes que apenas visam o lucro e nao o bem dos humanos e o progresso da Ciencia. Registro o artigo com link abaixo e a seguir meu comentario postado naquele artigo:

Engineers create a computer with a water droplet processor

https://plus.google.com/u/0/+CbsanjeevBalan/posts/REHjVm66jHP?cfem=1

So, we are mimicking organism based water as a mechanical system. The great advantage of this technique could be doing what no organic machine can do: developing its own solutions as an opened system. Of course, living brains are slowly than computer when repeating predetermined tasks. If these researchers go to my website for knowing the universal formula for natural closed and opened systems, they will get better results. They have the lab’s resources and I have only the formula, so, I can’t do anything. 
But, I still think that instead artificially magnetized particles, should be better using natural sun’s light/photons, because they know and are trained to perform tasks of opened living systems.

Método da Matrix/DNA: Identificar Tecnologia Natural, Imita-la Como Tecnología Humana

quarta-feira, novembro 19th, 2014

Um passaro voando é uma estupenda tecnologia feita pela Natureza. Um avião gigante suspenso no ar é uma estupenda tecnologia humana. Mas se não existissem passaros voando e humanos para verem-nos, jamais os humanos teriam a idéia para desenvolver e chegar aos aeroplanos.

A fórmula da Matrix/DNA nos chama a atenção para muitos detalhes da Natureza e nos faz raciocinar sobre eles de uma maneira nunca feita antes. Quem iria descobrir que colocando nossas duas mãos com os dedos face a face obtemos exatamente a forma e até a funcionalidade de um par lateral de nucleotideos, a unidade fundamental de informação do DNA?! Só mesmo a Matrix/DNA nos levou a essa percepção depois de milhares de gerações e até os macacos terem vistos suas mãos a milhões de anos.

Então temos uma nova ferramenta que pode alavancar nosso progresso no sentido de resolver-mos muitos dos obstaculos atuais a uma qualidade de vida digna de seres inteligentes. Mãos à obra. Neste website estou sempre registrando novos artigos com novas descobertas destes detalhes da Natureza, mas não tenho tido o tempo e nem os recursos – as ferramentas já existentes – para pensar em instrumentos práticos tecnológicos. Se voce tem algum tempo sobrando e aplicar nisso… está aí uma grande oportunidade.

Por a Bicicleta na Horizontal… E sair voando nela! ( Veja Video)… Porque não tive essa idéia antes?

quinta-feira, agosto 28th, 2014

Antes de ler esse artigo, veja este vídeo ( mas volte aqui pois este artigo tem excelentes novas lições para aprender sobre a Natureza):

The World’s First Hoverbike Could Revolutionize the Drone Industry (Mehta Websolution)

https://www.youtube.com/watch?v=mNkLjv–q7Y

Os aros da roda de uma bicicleta podem tornarem-se como as hélices do helicóptero, empurrando o ar para baixo, gerando uma cama de ar, e… voar.basta tirar a bicicleta da sua posição normal, vertical, pô-la na horizontal, fazer umas modificações, acrescentar um motor… Imagine o quanto nossa vida teria sido facilitada se alguém tivesse feito isso antes. No minimo, nossas cidades teriam sido desenhadas e desenvolvidas diferente do absurdo que são estas cidades de hoje. Num rápido passeio o agricultor teria uma visão total de cima das suas plantações. A maioria das pessoas que morreram afogadas, ou quando apanhadas em enchentes, teriam sido salvas pelos próprios moradores locais. Sim, a vida teria sido melhor do que foi, e tudo isso só porque não pusemos a mente a trabalhar no lugar certo. Ela estava assistindo futebol ou telenovelas, na cama fazendo sexo, ou raptada pela cerveja, sempre vagabundeando por aí. O tema deste website – fornecendo a fonte para mil novas idéias como essa – causa pavor, pois tem que se concentrar e ler duro, o autor é um “chato”… e assim ninguém lê isso aqui, e assim, sozinho, não consigo os recursos para desenvolver as idéias que emanam destas descobertas.

A Natureza contem muitos mecanismos e processos, e cada vez que descobrimos mais um destes mecanismos, produzimos uma imitação tecnológica. Não existe tecnologia humana que não tenha já antes sido “criada” pela natureza. Nós não criamos nada, nós copiamos tudo. Então quando surge uma nova “invenção” humana, corro a buscar na fórmula natural da Matrix/DNA e na sua História natural Universal, onde e quando a Natureza já aplicava aquela tecnologia. E sempre encontro a resposta. A qual sempre fornece mais idéias para melhorar aquela tecnologia.  Mas, quem me conhece sabe que nasci pelado e sem um naco de terra, e assim as famílias cristãs das cidades por onde passei sempre viram a oportunidade em mim de ter mais uma mão de obra escrava para fazer aqueles serviços que eles não querem fazer e não querem pagar valores proporcionais às rendas que ganham. Então, se fico na cidade tenho que trabalhar duro para arrumar o dinheiro para pagar o quarto da pensão à noite e o jantar, senão quiser ir dormir no mato e comer pão com banana. geralmente escapo para a selva, mas lá não tem como levar as ferramentas. Sem um galpão para uma oficina mecânica, um laboratório, todas estas idéias vão comigo para o tumulo. Não tem problema, não tenho um passarinho para dar de comer, esse mundo não é meu, quando puder, volto para a selva, onde minha mente fica livre para ter orgasmos mentais cada vez que descubro mais uma das estonteantes peripécias desta Natureza.

Onde a Natureza aplicou o mecanismo de rodas com raios na horizontal para ficar boiando no ar? Ora, isto já se descobre rapidamente, bastando dar uma olhada na fórmula natural para sistemas naturais, a “minha” amada Matrix/DNA. deixa-me trazê-la para cá:

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Mas para ver melhor ainda essa bicicleta voadora natural, deixa-me trazer para cá o desenho rustico feito na selva, que contem encoberta, esta fórmula:

Matrix/DNA: O template para todos os sistemas naturais, de átomos a nucleotideos a galáxias e células. O circuíto energético padrão.

Matrix/DNA: O template para todos os sistemas naturais, de átomos a nucleotideos a galáxias e células. O circuíto energético padrão.

Onde está o mecanismo aplicado na bicicleta voadora?

Observe F1 na fórmula, que corresponde ao vórtice turbilhonar no desenho. É um rodamoinho, uma espiral formada de linhas de fôrça, que ficam girando na horizontal, mantendo o sistema boiando no espaço sideral. Pronto! Fácil, não?

Mas não se para por aqui. A fórmula deve fornecer mais idéias de como melhorar, como incrementar a bicicleta voadora vista no vídeo.

Eu notei ainda na selva, há 30 anos atrás, que esta roda cósmica foi o principio nas estrelas que mais tarde serviu de projeto para a natureza desenvolver a boca dos sistemas biológicos, até chegar neste tipo de boca humana ( também o nariz, com seus dois buracos e exata função respiratória está encoberto na fórmula, mas o nariz é outra história). Ora, a função do cone astronômico é ingerir a massa interestelar misturada com a energia vinda nos cometas, mistura-las internamente, e produzir as bolotas, emitindo-as para fora, as quais são germes de novas estrelas. No sistema celular este mecanismo todo está dentro do núcleo, onde o DNA ( após um pedido feito pelo sistema e trazido como mensagem pelo RNA), capta os átomos selecionados, mistura-os, dá-lhes uma forma, produzindo proteínas… e mandando-as para o espaço intracelular.

Então, em outras palavras, há 10 bilhões de anos atrás a Natureza produzia um sistema que tinha uma boca, comia, triturava os grandes pedaços de alimento pelo processo de jogar uns contra os outros, despedaçando-os cada vez mais, mas que fazia tambem o papel de uma “boca feminina”, que gerava novos bebês. Porque nessa massa e nessa energia estavam ocultos os fótons-genes para produzir estrelas.

Assim, existem no minimo duas maneiras para se “mastigar” alimentos. Uma, fazendo uma roda horizontal no espaço sideral utilizando linhas do campo magnético, gerando algo parecido com um “liquidificador”. Outra, é transformando esta boca adaptada para as condições nas superficies de planetas e nas dimensões menores, microcósmicas. Basta virar a roda da horizontal para a vertical, separa-la em duas metades iguais, porem, fazer com que uma metade seja fixa e a outra movente, repetindo o mesmo movimento que as linhas magnéticas fazem no espaço sideral. isso a natureza conseguiu fazer desenvolvendo o que chamamos de “maxilares”, colocados na metade de baixo da boca.

Você ainda duvida? Ok… leve sua mão à sua boca e segure firme o lábio superior. Agora mastigue o ar. Perceba que sua mão não se move. Agora segure firme o lábio inferior. Perceba como sua mão se move. Como cético que sou ( só acredito vendo), e sempre desconfiado que a Matrix está querendo me enganar, eu não acreditei nisso e fui tirar a prova. Prendi meu lábio inferior numa morsa, atarrachei bem até não aguentar mais a dor do apêrto, aí enfiei as unhas por baixo dos dentes superiores e tentei levantar a boca para mastigar o ar. ~Botei força prá car… alho,  e não consegui levantar minha cabeça de burro empacado. Tentei usar alicate, o macaco de levantar o carro… e nada. Assim cientificamente, provei mais uma das minhas teorias.

É simplesmente estonteante…, de uma beleza incomparável…, produzindo na mente orgasmos a nível cósmico…, quando descobrimos estes truques evolucionários da grande mestra e mamãe Natureza. Que engenheira genial. Em outra ocasião, ela precisava aplicar o mesmo mecanismo, mas desta vez, ao invés do corpo-cone ficar pairando no ar, ela queria que o corpo se movesse no espaço, adquirisse velocidade, etc. Então ela botou seu cocuruto a trabalhar, e o que ela inventou? Pegou o mecanismo das forças na forma de linhas magnéticas do cone do espaço sideral, imitou-as na forma de matéria biológica, conservou-as na vertical, para empurrar o ar para a frente e para trás na horizontal… e se saiu com estas coisas que chamamos de “asas”. Os passarinhos ficaram felizes da vida…

Mas o homem às vezes não é tão burro no seu nível de subconsciência ( só é muito burro no seu nível de super-consciência) e tambem deu seu jeito de aplicar este processo evolucionário na forma de tecnologia mecânica: observe as rodas dentadas de qualquer engrenagem de maquinas, como algumas estão na horizontal, para fazer girar outras que ficam na vertical, etc. isto se deve aquelas intuições que de repente pipocam numa cabeça, dando a impressão que Deus ou Santa Bárbara está sussurrando um ideia para dar uma ajudazinha, mas que na verdade é o nosso DNA emitindo imagens internas de coisas estranhas nunca vistas no mundo externo, porque este passado evolucionário cósmico está todo registrado naquelas regiões do DNA a que alguns não- amantes da mãe natureza chamam de DNA-lixo… Fazer o que? A arrogância os cegam…

A arrogância dos que foram criados em famílias e protegidos/alimentados dentro de um lar, faz com que, quando chegam na selva, assumem o ar de superioridade, botam suas maquinas a trabalhar e destroem a selva. Se tivessem nascido e sido criados como eu, o tempo todo ouvindo falar que “você é um moleque sujo de rua”, “você não é nada”, “veja se se enxerga”, etc., teriam reduzido a arrogância natural e aprendido a serem ao menos um pouco humildes, e teriam chegado na selva quietinhos, com o rabo entre as pernas, sabendo-se incapaz de ali sobreviver perante as forças descomunais dos espíritos da selva, e teriam aberto os ouvidos para ouvir e prestar atenção nos sussurros dos movimentos na selva, para aprender e descobrir um montão de coisas novas. Que não se descobre em laboratórios com ar condicionado. Mas…paciência, fazer o que? A Natureza sempre defendeu e sempre defenderá o seu projeto evolucionário, passando por cima de todos que se opõem como obstaculo ao seu caminhar. Cadê os dinossauros? Cadê as grande e poderosas civilizações dos faraós egípcios, dos imperadores romanos? Um dia se perguntará tambem: “Cadê a grande e poderosa civilização dos bilionários do século 21? Dos torcedores de futebol e assistidoras de telenovelas? “… se eles não acordarem rápido para a visão de mundo revelada pela Matrix/DNA que veio lá do meio das selvas,  ouvi-la, e começar a consertar o que ela está mandando consertar.

A bicicleta voadora do vídeo acima é uma visão animadora, espetacular. este pessoal que está concentrando o cérebro no seu tempo livre na busca de trazer o projeto para a realidade são verdadeiros heróis da Humanidade. Um brinde de todo coração a eles! Ela é possível de se tornar real aqui, porque ela já estava desenhada nas estrelas!

Mas… e quanto as idéias fornecidas pela fórmula da Matrix/DNA para incrementar, melhorar a bicicleta voadora e obter dela mais utilidades para a vida humana? para isso temos que voltar a observar a fórmula. E logo percebemos que a roda cósmica está circundada por uma “carga”de poeira estelar. Se esta roda se mover no espaço sideral, ela “carregará”essa carga junto com ela. ma observe que a carga sideral tambem tem seu motor próprio. Trata-se do cadáver estelar em F7. Então, começa a despontar a visão de uma grande bicicleta voadora carregando uma carga, um novo tipo de transporte aéreo de cargas grandes e pesadas, movida por dois motores… etc. Isto se tornará realidade no futuro. Pois tambem já foi desenhado nas estrelas. Bem vindos a bordo do submarino espacial.

( Raios… só agora quando terminei o artigo e levantei da cadeira percebi que ainda carrego a morsa presa e pendurada no lábio inferior… Essa gamação pela natureza está me deixando cada dia mais maluco… Socorrooooooo!)

Cientistas estão tentando construir para si um Corpo Imortal! Robot com Mente Humana, Corpo Humano com Inteligencia Artificial, Singularidade Tecnológica… Temas Discutidos no Primeiro Mundo.

domingo, março 18th, 2012

Quem puder aguentar o choque que certamente vai mudar sua mente, para melhor ou pior (não se sabe), leia os artigos cujos links forneço abaixo. O tema nos faz repensar o que somos, o que é ser humano, sob angulos que nunca imaginamos. É como entrar numa máquina com radiação de espectros eletro-magneticos que vão certamente lhe produzir alterações, na base de um experimento sob alto risco ( que poderá torna-lo um alienado desviando-o da lógica do bom sobrevivente, ou torna-lo tão bem informado para prever o que vai ocorrrer nos próximos anos que certamente o faria mais bem suscedido que os demais).

A nossa mente não está nem aí para nossos neuronios.

Primeiro porque ela não os vê, não os sente. E isto já nos é dificil engolir, pois acho que a mente é o que resulta das operações entre pensamentos os quais são produtos de operações entre os instantaneos circuitos de energia denominados sinapses que são produzidos pela ativação dos neuronios. Os modêlos teóricos da Matrix/DNA sugerem que a mente humana é algo mais, que seria o atual estado de uma espécie de software natural que vem evoluindo e teria surgido aqui junto com o Big Bang. Mas isso é teoria a ser testada, por enquanto a unica coisa que tenho como certa é que eu penso e meus pensamentos estão baseados nos neuronios de meu cérebro. O fato da minha mente ignorar a existência e o estado diurno dos meus neuronios me é tão esquisito como seria um humano que ignorasse a existência da terra sob seus pés, onde vive e da qual depende mortalmente. A unica explicação plausivel para isso vem, uma vez mais, dos modêlos da Matrix/DNA: a nossa mente ainda não está nascida completamente como auto-consciência, ela surgiu há apenas alguns minutos atrás em têrmos do tempo astronomico universal, ela ainda não expressou todos seus “genes”, suas potencialidades, ela está se formando como uma arquitetura, um sistema modelado pela fórmula da Matrix, cada região do cérebro é nela projetada como um órgão de um sistema, e o fato de ela não poder ver-se a si mesma, a seu próprio corpo, significa que ela ainda não tem ativada sua própria visão, não abriu ainda seus próprios olhos, o que me leva a indagar se ela ainda é um embrião dentro dessa cabeça-ovo ou se já foi dada à luz porem permanece no berço ainda de olhos fechados. E seja um embrião ou um bebê recem-nascido, êstes ainda não sabem como é a forma de seu corpo, praticamente nem os sentem, como nossa mente não sente seus neuronios. Mas como disse, isso apenas é teoria sugerida pela Matrix/DNA. Me dá arrepios quando penso nisso, porque a lógica sugere que se essa teoria for a verdade, quando nossas mentes começar a abrir seus próprios olhos começará a ver os movimentos e formas confusas de vultos ao seu lado, de sua mesma espécie. E talvez seus pais… ou ao menos as formas de software que foram suas espécies ancestrais…

Segundo, a minha consciência só sabe que está baseada em neuronios porque viu fotografias de outros cérebros de outros humanos. E sabe-se hoje que pessoas perderam até metade do cérebro porem suas mentes continuaram igual. Então a teoria dos estudiosos do futuro tecnológico a acontecer nos próximos anos, é lógica: é possível tirar todos os neuronios de meu cérebro e por outros feitos de chips de silício que minha mente nem vai perceber a mudança. Depois é só pegar êsse novo cérebro e por num robot, a mente vai junto. Acontece que o robot pode ser imortal. Então sua mente se torna imortal…!!!

É claro, os passos tecnológicos para fazer isso são bem complicados, como explicam os autores. Seria preciso começar removendo uma pequena porção de neuronios que apenas afeta algumas propriedades da mente. Por exemplo, uma mulher com uma certa porção removida passa a ter o hábito impulsivo de quando vai tirar o sutiã, corta suas alças com uma tesoura. Em seguida implanta-se naquela região os neuronios artificiais e faz-se tôdas as conexões normais. Espera-se um tempo de adaptação e quando a mulher volta a tirar o sutiã pelo método normal, quando se deduz que ela não vai acabar com todos os sutiãs da loja, significa que aquela parte está resolvida. Então passa-se para a porção seguinte. Eu jamais iria imaginar que a imortalidade esteja tão perto de nós!

O artigo inicial está no famoso website do “Pharyngula”, do biológo PZ Mayers, ao qual se segue uma longa lista de comentários com debates entre “experts”e as inteligencias mais bem informadas dêste planeta, uma coisa surpreendente para se ler, com links para muitos outros artigos e menções com os nomes dos principais autores nessa área de futurologia tecnológica. Quem tiver tempo e quiser se aprofundar no tema, os artigos no Pharyngula é a chave que abre um enorme leque. Eu estou me mordendo de raiva porque tenho que sair para trabalhar para obter o pão de cada dia e assim não posso me deleitar estudando com carinho êste assunto. O estopim dos artigos do Myers foi êste artigo:

1) http://arstechnica.com/science/news/2009/02/we-are-becoming-a-new-species-we-are-becoming-homo-evolutis.ars
ARSTECHNICA.COM
Título do artigo: We are becoming a new species, we are becoming Homo Evolutis
By Ken Fisher | Published 3 years ago

2) http://scienceblogs.com/pharyngula/2009/02/futurists_make_me_cranky.php
Pharyngula.com
Título do Artigo: Futurists make me cranky
Posted on: February 9, 2009 12:54 AM, by PZ Myers

Êste artigo gerou um debate que fêz Myers publicar outro artigo, o qual, é nos comentários que se seguem que temos verdadeiras jóías de preciosidade da nata da inteligência moderna e que nos afeta nosso atual nivel de conhecimento e maneira de pensar nossa existência:

3) http://scienceblogs.com/pharyngula/2009/02/singularly_silly_singularity.php
Título do Artigo: Singularly silly singularity
Posted on: February 9, 2009 2:48 PM, by PZ Myers

E fico pensando com meus botões: o que vai acontecer com a humanidade e sua tecnologia no futuro? Singularidade? Chegará ao ponto de um turbilhão de eventos de tecnologias mutando, inovando a todo dia que passará à frente da capacidade de absorção da mente humana e do seu contrôle da sua vida? Pode a espécie humana produzir um robot com sua inteligencia, sua personalodade e ser substituida por essa nova criatura? Deixa-me fixar resumidamente o ponto de partida da análise dêste problema sob a luz da Matrix/DNA:

Como ficaria a Matrix, no caso? Para ela, o corpo humano, assim como sua tecnologia com seus computadores e robots, tudo faz parte do hardware, enquanto a mente humana é o software. O problema apresentado aqui seria a possibilidade do hardware passar à frente do software. E ela diz:

– “Bem…, vem vindo desde o Big Bang um processo evolutivo constituido de um feed-back entre software e hardware. O software contrói novo hardware melhor para nêle habitar. O hardware constrói um software melhor para ter maior potencialidade e viver melhor. Você está sugerindo que de repente o software deixará o hardware no estado que está e mudará totalmente fazendo um hardware artificial. Um caso de traição. E passará a habitar êle? Será possivel se conectar a êle?
Ou então você sugere que o hardware obtem tantas novas informações que sabe que o software não será capaz de absorver, impedindo que o hardware alcance suas ambições. Então o hardware pega todas estas novas informações e faz um sotware para si, artificial. É tambem um caso de traição. Sera possivel conecta-lo a si mesmo?
Acho impossivel responder isso agora, enquanto ainda não sabemos como é, e o que é que conecta os neuronios ao estado de consciencia que o cérebro produz.
Mas essa evolução vem vindo em paralelo, com a dupla software mais hardware. Isto significa que as leis da Natureza estão presentes na dupla, desde as origens do Universo. Estas leis não se revelam apenas a nivel dos corpos fisicos e das sinapses que produzem os pensamentos. Revela-se ao nivel quantico, eletro-magnetico, etc., que subjazem a carne e as sinapses, e mesmo talvez os átomos das máquinas. Numa repentina mudança, com nova composição da dupla, as mesmas forças vão se transferirem para a nova criação e vai-lhes ser possivel continuar suas operações? Ou não?

Tentemos ver a questão sob o aspecto de um parâmetro lógico e valido. Imagine agora a situação de uma mulher grávida. Ela representa o Universo. Dentro dela um embrião está em adiantado estado de gestação. Cientistas retiram o corpo do embrião, passo a passo substituindo-o por um corpo-robot artificial, de maneira que a mente do embrião não é afetada. O corpo da mãe continuará a alimentar tal corpo-máquina da mesma maneira? O que você pensa? Eu olho para isso incomodado, a idéia me parece estranha e sinto que o corpo da mãe rejeitaria a máquina, nunca deixaria de percebe-la e não a alimentaria. Mas… assim como dizem que podem substituir os neuronios e o cérebro continuará a ser alimentado pelo corpo… então talvez seja possivel à tecnologia ser tão capaz de fazer com que o corpo da mãe continue a alimenta-lo normalmente. Ou seja: o Universo poderia ser “enganado” sem o perceber. Se estamos dentro de um processo de reprodução universal, quando chegar o momento da ultima forma do bebê – que é a Matrix – nascer para o alem do Universo, nascerá um monstro…?! Se existe algo ou alguem que tenha gerado o Universo, genética ou computacionalmente, estará assistindo esta gestação? E perceberá a mutação intra-uterina, deixará isso acontecer?

Acho que é não-inteligente investir tempo e raciocinio nisso agora, mas abordar êstes pensamentos é bom, tem uma certa utilidade, devido ao caso da nossa carga genética estar tentando nos conduzir a um futuro como algo dessa tecnologia, ao Admiravel Mundo Novo. No livro e filme de Huxley, ou do George Orwell, acontece isso: a relação de feed-back entre o ser humano e o computador pode entorpecer a mente biológica sendo gradualmente sibstituida pela nova mente formada pelo conjunto de novas informações coletadas pelo robot-computador, e sem o perceber o hardware se implanta a si mesmo uma “Inteligência Artificial” e no fim essa mente se diz a si mesma: “Não podes fazer nada que altere ou mude qualquer detalhe do seu novo mundo pois a forma em que estás é a forma perfeita e qualquer progresso, qualquer alteração, seria a quebra da perfeição.” A nova mente feita com essa Inteligência Artificial seria estupida no sentido que cairia num eterno ciclo de retornos e teria se eternizado numa forma incompleta e provisória, interrompendo a evolução dentro de um Universo que de qualquer maneira vem evoluindo. Cessaria a aventura espacial porque o novo ser teria mêdo de mudanças, de se contaminar com elas, e estaria muito acomodado e ocupado com suas orgias na matéria. Foi o que aconteceu com tôdas as espécies que caíram no super-especialismo, notadamente os dinossauros. Acho que devemos lutar para manter a autonomia e liberdade da mente humana. Por isso, mesmo que nos custe algum sacrificio, é util pensar-mos êste tema.”

– “Obrigado pela resposta, dona Matrix. Acho que tem sabedoria nela. Se Deus permitir voltarei a estudar o tema…”
– “Deus?!…”
– “Hummm…escapou… mas porque não?”
– “É… porque não?”

Vídeo Sensacional Sôbre Como Será o Futuro… Que já Podia ser Hoje se não tivesse tanta Gente Estúpida

sexta-feira, novembro 4th, 2011

Nós todos desta geração e de tôdas as gerações anteriores nascemos no tempo errado. Quanta dificuldade na Vida teria sido evitada se apenas o acaso tivesse feito nós nascermos nos próximos 50 anos, tempo calculado pela Microsoft para o estilo de vida dêste vídeo acontecer. Primeiro foi nossa herança animalesca, depois foram as religiões e sempre foram os humanos inimigos da Humanidade, que ao invés de fazerem sua parte no trabalho necessário de cada um ( eu nunca deixei de trabalhar no trabalho real, aquêle de mãos arregaçadas mexendo na massa, produtivo de coisas reais e necessárias, ao menos 36 horas semanais, porque assim surgiu condenada a espécie humana, a ter que produzir o que consome, porque entendí que se eu não produzisse o que consumo, sseria vampiro de seres humanos ), se limitar às posses suficientes para sobreviver com dignidade, se dirigir a todos seres humanos com empatia e oferta de colaboração, mas os inimigos da Humanidade, ficaram criando conflitos, escapando do trabalho duro, sendo espertos como os animais selvagens nojentos e sanguinarios, fomentando guerras…. O tempo que teriamos aproveitado na nossa evolução e melhoria da qualidade de vida já teria produzido o estilo de vida que vemos no vídeo. Por isso precisamos de uma cosmovisão como a da Matrix/DNA.

Assista agora como a futura tecnologia ajudará as pessoas a fazerem melhor uso de seu tempo, focalizar mais sua atenção e aprendizagem, reforçar os relacionamentos humanos enquanto vai conseguindo que as coisas do trabalho vão sendo feitas ao mesmo tempo que as lides domésticas e enquanto se faz uma viagem.

The Future, by Microsoft

Microsoft released a concept video showing their idea of the high-tech future. Oddly, a lot of this stuff looks…not very far off. And also everything basically looks like the next version of Windows Phone. Still, fun. Although Associate Editor Paul prefers the Bounty Bear.

A Fórmula da Matrix/DNA conduz à Tecnologia Biológica/Sistêmica para chegar ao Computador Quântico

quarta-feira, julho 20th, 2011

A tecnologia mecanicista que aí está é desumana. O homem de carne e emotivo não foi feito para viver entre máquinas, motores e latarias. Quando observo um ser humano atravessando a avenida entre a quantidade de carros, trens, caminhões, ou quando vejo um ser humano trabalhando no meio das máquinas numa fábrica, sinto um calafrio e me vem a intuição de que está tudo errado. Esta tecnologia é feita com base na descoberta de mecanismos aplicados pela Natureza, e então reproduzidos a ferro e aço. Mas é preciso dar um segundo passo tecnológico: reproduzir a natureza com material suave. A Matrix/DNA já revelou como as suaves propriedades vitais são obtidas mecanicamente, com materiais brutos, compostos apenas de sólidos e gasosos. Assim, ela mostra que resultados são iguais a significados: pode-se mandar uma mensagem com letras num papel, com digitos num computador ou com sinais de fumaça, o que interessa é a mensagem. Portanto o que temos a fazer é obter resultados tecnológicos, porem os instrumentos para tal devem ser humanizados. Estaremos estudando a fórmula/software da Matriz/DNA, meditando sôbre os detalhes dos circuitos sistêmicos, no sentido de visualizar como iniciar esta tecnologia do futuro. Para inicio já registramos abaixo o que outros estão dizendo e pensando:

Professor Dyson recently pointed out that soon all the genetic information needed to reconstruct Earth’s biosphere could be packed into something the size of an egg. Dispersed through space to different planets, such eggs could create homes-away-from-home waiting for us. “The new technology will be biological,” he said. “It will make everything else obsolete.”

Dilma,China e a Denuncia de um Pacto Macabro

terça-feira, abril 12th, 2011

http://br.noticias.yahoo.com/dilma-quer-diversificar-com%C3%A9rcio-china-20110412-045901-027.html

Mais uma vez…tudo errado! A cegueira cientifico-intelectual da diplomacia brasileira revela o caráter retrógrado do consciente coletivo brasileiro. Querem “chinalizar” o Brazil? Bilhões de seres humanos arrolados como robots para dentro de fábricas com trabalho escravo a míseros cents por hora, formando uma massa sem destino, sem sentido existencial, manietada por uma ditadura desumana. Muito diferente da agenda do “Tea Party”que cresce e se manifesta nos USA defendendo a liberdade individual e portas abertas à sua íntima evolução. Os investimentos chineses estão centrados nas áreas de petróleo, tecnologia agrícola e produção de soja. Matéria-prima. Energia para mover a mecãnica perpétua da máquina chinesa e alimento para manter as massas. E assim o povo brasileiro, ao invés de ser lançado à sua evolução na Ciência e tecnologia de ponta, é carreado como rebanho para as minas subterrãneas e a roça!

 Temos que fazer e vender aviões, computadores, fibras óticas, raio lasers! E não sangrar nosso solo vampirizando seus recursos naturais para sustentar aberrações externas que são um prejuízo para a evolução da Humanidade.
O Brazil ficou muito tempo sem emprêgo porque todo o trabalho do mundo está sendo feito na China em fábricas montadas por capitalistas internacionais para explorar a mão-de obra gratuíta.

Fui trabalhar no descarregamento de containers nos Estados Unidos e o que ví? Tudo vem da China. Do Brazil apenas algumas malhas de Santa Catarina e ossos para cachorros do Rio Grande. Desta forma a China é um cancer na classe trabalhadora mundial. Agora temos emprêgo na construção porque estamos vendendo os nossos recursos naturais em troca de moradia. Bolsa familia, alimento barato e casa própria será a explosão da população brasileira, enquanto o total descaso com a educação científica e intelectual vão completar a constituição de uma massa amôrfa, quase-eterna.

A única coisa que presta nêstes acôrdos é a sociedade na tecnologia espacial. O Partido dos Trabalhadores precisa mudar suas raízes intelectuais de sonho de uma elite nababa e carnavalesca mantendo um povo feliz com novelas e futebol enquanto não veêm a luz do sol dentro das fábricas. Isso não tem futuro porque está contra as leis naturais: a Natureza sempre tem evoluído do mais simples para o mais complexo e quem não entra no seu ritmo é destruído pela avalancha das transformações.

Menos política e mais educação cientifica, pois a Ciência é que tem proporcionado poder e riqueza aos povos de certas nações. Claro que devemos manter boas e construtivas relações com o povo chinês buscando a convivência solidária e evolução dos dois povos, mas devemos sempre manter um pé atrás e criticar o regime que se impõem como uma ditadura contra as liberdades democráticas. E a classe trabalhadora brasileira tem que entender quem no mundo avilta o valor de seu trabalho devido estar psicológicamente anestesiado e anulado para a vida e o progresso. Trocar nossa energia e os nutrientes de nosso solo pelos computadores e bugigangas da China é burrice pela qual nossas futuras gerações irão pagar muito caro.

Urgente: Num Grão de Milho a Tecnologia para Curar o Planeta

quarta-feira, maio 5th, 2010

Veja o artigo na “Inovação Tecnológica”, sob o título

“Cientistas não sabem onde está o calor do aquecimento global”

no site:

http://www.inovacaotecnologica.com.br/noticias/noticia.php?artigo=calor-do-aquecimento-global&id=010125100420 , mas depois volte aqui, por favor, e leia no complemento abaixo, uma sugestão que pode ser a solução.

Nós – eu, você, todos os seres humanos – temos um problema muito sério a resolver logo e pode depender da nossa decisão agora se nós e nossos herdeiros vão cantar o nosso sucesso ou vão chorar amargamente o nosso fracasso. O planeta está doente, se contorcendo agitado, aquecido num estado febril, a cada dia a terra se move nas redondezas dos continentes mas pode a qualquer momento estourar um terremoto nos centros dos continentes, a cada momento desmorona mais uma montanha de gêlo nos polos, chuvas nunca vistas antes causam estragos… Enquanto isso, o nosso exército de cientistas não têm um diagnóstico preciso, não sabe a que combater, e a Humanidade queda-se muda e passiva, esperando o que vai acontecer. Nesta situação deveríamos tentar algo e urgente, o que fôsse promissor e estivesse ao nosso alcance fazê-lo. Inclusive abrir um canal de comunicação com mentalidades naturalistas que apresentem uma visão geral do quadro doentio e sugira um diagnóstico, e as sugestões de cura. Como é o caso da voz que vem das profundezas da selva amazônica e que aqui abro este espaço para se expressar.

Planetas são corpos astronômicos, portanto para entendê-los inteiramente precisamos antes dos melhores conhecimentos sôbre o sistema astronomico que os produziram e os contem. Os cientistas estão sendos dirigidos nesta pesquisa sôbre as anomalias no planeta por uma cosmovisão fundamentada na Teoria Nebular, a qual nos ultimos tempos está se contorcendo moribunda devido a tantas imagens  recentes obtidas do Cosmos por aparelhos cada vez mais potentes, contrariando seus postulados. Por outro lado existem outras cosmovisões desconhecidas do grande publico cujos postulados tem sido reforçados pelas mesmas imagens. Então – em se tratando de questão tão séria e mesmo mortal – porque não avaliamos o mérito destas sugestões, o embasamento de suas analises e diagnósticos? Não seria mais sensato destacar-mos um pelotão de cientistas e permitir que por elas fôssem dirigidos a abordarem o mal por outros flancos?          

A Terra não é um planeta comum, ela gerou os sistemas biológicos e através dêstes, quando a evolução chegou aos seres humanos, revestiu-se de inteligência própria, na forma de uma camada mental constituida do inconsciente coletivo, no dizer de Teilhard de Chardin e Jung.  Uma mente fragmentada em pequenas porções alojadas em seis bilhões de cérebros humanos – ainda embrionária e confusa – que terá de agir com sabedoria.  É preciso que a inteligência que o corpo da Terra produziu faça algo quase impossível, ou seja, que se conscientize que o corpo da mãe que a contem está doente, que ela não pode se curar por si própria e o embrião terá que encontrar a medicina correta, se não,  será o primeiro a desaparecer. Ora, diz a Razão que, se a Terra produziu a Vida, ela não pode ser o corpo inanimado e nem parte de um sistema mecânico newtoniano como a Teoria Nebular acredita. De uma maneira ou outra, os principios, as propriedades da Vida que aqui se desenvolveram biológicamente têm que existirem em suas formas brutas no sistema astronomico e no próprio planeta criador. E sugere a intuição que os atuais sintomas não devem de fato terem suas causas em simples fôrças físicas que regem corpos inanimados. O planeta parece ter algo relacionado com a Vida e se encontrar-mos êste algo (tal como o ciclo vital sugerido pela voz que vem das selvas e sente o planeta de uma forma diferente da que o sentimos, se o sentimos) teremos um entendimento e quiçá – como sugere a mesma voz – descubramos que temos em nossas mãos uma solução possível de realizar a cura dêste gigante. Vamos ouvir agora uma síntese da visão que parece vir de outro mundo, pois nunca a ouvimos antes, não estamos habituados a essa linguagem.     

 Dexemo-la falar:

“Para onde está indo a energia do Sol que ameaça incendiar o planeta? Vamos explicar através de uma analogia. Imagine um vaso contendo um pouco de terra e água e exposto ao Sol. No meio do vaso, plante-se uma semente, um grão de milho. O grão de milho é na sua maioria amarelado, porque sua grande parte amarela contem a reserva de nutrientes que servirá àquele pequeno germe branco existente na extremidade verticial do grão como alimento até que desabroche. Para onde está indo a àgua? Parte dela está se infiltrando na semente, inchando-a. E para onde está indo parte da energia solar que incide sôbre a superficie do vaso? Parte dela está indo com a água tambem para dentro da semente, pois é a energia solar que desperta e fornece as primeiras dinâmicas ao germe que começa a mover-se. Pois agora voltemos à pergunta inicial: Onde está se acumulando o calor do aquecimento global?”

A terra no vaso representa a dark matter, a matéria escura que preenche o vasto espaço sideral. O grão de milho representa o planeta Terra. A parte amarela representa a crostra terrestre constituída pelas camadas geológicas ou placas tectônicas. O germe branco representa o núcleo da Terra, uma substância incandescente de extrema acidez, composto de ferro, sulfas, ionizada, imóvel no principio porque fôra coberto de gêlo e pelas rochas. A água representa o fluxo de substâncias que descem desde a superficie na direção do nucleo ou emergem desde as redondezas do nucleo na forma de magma vulcanico, substancias mais conhecidas como a lixívia. E estas substâncias que descem levam consigo as partículas da energia solar, estão alcançando o nucleo, acercando-se dêle, iniciando o despertar do germe que ali dorme a bilhões de anos…”

_ “Germe?! – pergunto estupefato – “No nucleo da Terra? Germe de que? De quem?” 

 -“Ora então você acredita mesmo que esta extraordinária engenharia que hoje observamos sob nossos olhos em que corpos materiais produzem sementes e estas desabrocham formando novos corpos materiais, foi inventada numa sôpa primitiva constituída de matéria estupida? Ou então que Deus necessitaria atravessar Universos plantando as primeiras sementes em cada um dos bilhões de astros que se constituem em boa seara? Os modêlos da teoria da Matriz/DNA explicam tudo como nos céus muito antes da Terra surgir êste maravilhoso evento já ocorria, como a Terra foi formada pelo mesmo método das sementes, e por isso ela cria a Vida do unico jeito que ela sabe fazer, o jeito pelo qual ela própria fôra criada.  

Os planetas carregam em si o germe da próxima forma em que se vão transformar, o germe de um Pulsar que mais tarde desabrochará como uma supernova.  O germe àcido está atraindo e absorvendo a parte da energia solar que os cientistas sabem que está por aqui mas não detectaram ainda onde, porque sua teoria astrônomica equivocada os impede de ver. Esta energia solar estimula o despertar do germe, quando então êle inicia as primeiras reações nucleares, as quais consistem no seu alimentar das energias e nutrientes constituintes das camadas geológicas, das placas tectônicas. As reações nucleares de um germe astronomico e as iniciais transformações em um planeta ocorrem na escala do tempo astronômico por isso ainda não sabemos calcular e precisar essa evolução. Mas quando isso se desenvolver não haverá pés humanos e edificios que consigam manter-se sôbre êste solo. Sabemos que um Pulsar não suporta a Vida em sua superficie, que teremos de emigrar daqui, mas não sabemos quando. Por isso precisamos desenvolver mais rápido nossa tecnologia espacial. Pode estourar um ou mais vulcões amanhã se mais se separarem as placas e abrir fendas gigantescas que permitam a passagem de maior quantidade de substancias conduzindo a energia solar, podem ocorrer mais e violentos terremotos, mas isto tanto pode ser em tempos breves como em milhões de anos. 

E qual deverá  ser a atitude agora da camada do consciente coletivo que se move sôbre o corpo do planeta e está fragmentada em nossos seis bilhões de cérebros? A Terra é um astro muito jovem, saindo da adolescencia e entrando na puberdade, podemos avaliar o estado geral de “sua” mente comparando-a com a juventude humana nesta época. E  sabemos que nesta fase os jovens são destemidos, inconsequentes, pouco dados às responsabilidades da Vida. Mas a Terra infelizmente vai ter que criar juízo precocemente, talvez como castigo pela nossa própria ação impulsiva e consumista. A atitude correta agora, sem perda de tempo, é correr ao vazo com a semente, no laboratório, observar as sementes despertarem, tentar obter imagens da energia dentro delas, ver seus processos e mecanismos, calcular intensidades, conhecer os canais que a ligam ao solo e os fluxos que por êles transitam, aprender com a cria como deve ser o criador, tentar planejar um tipo de incubação que permita a esta semente de uma futura supernova que a Terra aloja em seu regaço a se desenvolver saudavelmente, porque nunca poderemos ir contra as fôrças do Cosmos parando esta semente, mas que sua evolução se dê de maneira mais lenta e sob nosso contrôle.”

Não é hora de criticar, ignorar, desprezar, nenhuma sugestão que nasça de dentro da inteligência deste planeta. Não é hora de defender interêsses pessoais. Não é hora de impor e vender nossas idéias, mas sim leva-las à praça publica para que sejam misturadas e buriladas com tôdas as demais idéias, para que amanhã não choremos os equívocos em nossas teorias. É hora de rever-mos nossos habituais planos de investimentos, de aquisição de novas propriedades, de construção de novos edificios, e inquirir nossa consciência, se não seria mais sábio garantir-mos a segurança do que temos, investindo algo de nossos capitais na busca da tecnologia que mantenha nosso solo firme para ser o alicerce duradouro de nossas casas e da nossa Vida. Precisamos principalmente arrancar da gaveta nossas primeiras pesquisas relacionadas a um planeta visto como algo vivo, como a Hipótese Gaia de Margullis, a visão sistêmica de Fritchof Capra e a teoria da Matriz/DNA. Esta tem sugestões de soluções jamais imaginadas em outro tempo e lugar, mas é preciso antes entender o seu diagnóstico.

Faça sua parte agora! Eu estou na selva com “a voz” buscando desesperadamente nas sementes e no ecossistema daqui a aprendizagem e uma solução, mas me falta tudo e isolado não possso comunicar-me com ninguem aí fora a não ser através dêste obscuro e desconhecido blog. Espalhe esta mensagem de tôdas as maneiras que lhe for possivel, busque a consciência de seus amigos, das emprêsas dos govêrnos. Você é a consciência real da jovem Terra!