Posts Tagged ‘Teilhard Chardin’

Semelhancas entre Matrix/DNA Theory e o Omega Point de Teilhard de Chardin

segunda-feira, novembro 20th, 2017

xxxx

A Matrix/DNA Theory projetou os fenomenos naturais que ocorrem na dimensao perceptivel aos nossos sentidos ao passado, ao futuro, ao micro e macrocosmos. O exercicio foi efetuado buscando outras alternativas `as duas visoes de mundo dominantes na epoca, que era a materialista teoria do acaso e a mistica teoria de divindades magicas. Era possivel que uma terceira alternativa meio-termista entre as duas existentes, nos aproximasse mais da verdade final ( se e’ que exista alguma).

A reducao evolucionaria do fenomeno biologico aqui e agora levou-me a calcular um modelo de sistema astronomico supostamente ancestral e diretamente gerador dos sistemas biologicos que apresentasse em sua anatomia as forssas e elementos naturais que se tornaram as propriedades vitais. Obtido um modelo astronomico que obedecia os fatos astronomicos conhecidos e provados e ao mesmo tempo, apresentava os principios biologicos, ele foi reduzido evolucionariamente ao calculo do Sistema atomico, que contivesse ainda mais remotos principios biologicos e os principios mecanicistas dos sistemas astronomicos. Obtido tambem este modelo atomico que se encaixam com o astronomico e o biologico numa unica linhagem evolucionaria, descemos mais no passado e projetamos tudo para calcular as origens do Universo, e novamente se conseguiu um modelo teorico na mesma unica logica e linhagem evolucionaria. Neste modelo das origens tambem se revelou como momento incial um evento semelhante ao Big Bang da teoria academica, porem interpretado de maneira diferente, pela perspectiva de um observador vivo. Assim este aglomerado de galaxias surgiu como uma especie de placenta dentro da qual nascia e se desenvolvia um unico sistema natural, do atomo ao sistema corpo  humano. Explicava esta alternativa tudo o que existe nos limites deste universo perceptivel aos nossos sentidos, com excessao de um fenomeno – a auto-consciencia.

Na busca da procedencia da auto-consciencia, e sem ter um conhecimento solido como ela surgiu no conjunto da humanidade, buscou-se estudar como ela surge hoje no cerebro individual ainda em formacao embrionaria. Entao projetando-se este processo individual sobre a totalidade universal surgiu a racional teoria de que os 8 meses de gestacao quando a consciencia se expressa no individuo corresponde a 13,8 bilhoes de anos de evolucao dos sistema universal, prazo para se manifestar a consciencia no universo. E como nao e’ cada cerebro de cada embriao humano que cria ou inventa a consciencia pela primeira vez no mundo, mas sim ele o herda da consciencia ja existente em seus pais, a projecao indicou que a consciencia universal foi herdada de um Sistema natural que produziu o Big Bang como uma ato de fecundacao para se reproduzir pelo processo genetico. O genoma deste Sistema ex-machine foi localizado como encriptado nas ondas de luz originais que resultam das radiacoes dos sete elementos do espectro eletromagnetico universal. As caracteristicas de frequencia/vibracao/energia de cada faixa desta onda estao ordenadas na mesma sequencia do processo conhecido ciclo vital, e este pode conter todas as informacoes geneticas suficientes para gerar a vida e reproduzir a auto-consciencia extra-universal.

Se a teoria estiver correta, isto significa que na Terra somos 8 bilhoes de genes semi-conscientes construindo uma consciencia terrestre. Esta consciencia terrestre deve-se somar ha outras populacoes de genes semi-conscientes espalhados por todo o universe, e no final cada consciencia planetaria se juntarao como os orgaos do corpo se juntam formando um Sistema, para entao ultrapassar as fronteiras do universe e nascer do outro lado, num evento que de antemao denominamos The Big Birth.

Se ainda estiver correta esta teoria, isto significa que cada ser humano carrega no cerebro uma informacao genetica unica, especifica. E enquanto se encontre neste estado primordial – se na forma fetal ou ja na forma embrionaria – estes fetos isolados dentro de caixas craneanas osseas, nao podem se comunicarem entre si e nem com seus genitores ex-machine. Mas, assim como quando os humanos nascem podem se intercomunicarem, a teoria preve que `a medida que avanca o processo evolucionaria, cada vez mais vai srurgindo e se sedimentando uma especie de network de sinapses conectando consciencias com consciencias.  Rumo `a formacao de uma consciencia global terrestre.

Descobrimos depois que este resultado final sugerido pelo metodo aplicado, nao e’ uma ideia nova na humanidade. Ela foi intuida primeiramente por Vladimir Vernadsky quando ele cunhou o nome “noosfera” supondo uma especie de nuvem baixa circundando o planeta e constituida de reflexos de todas as porcoes de semi-consciencias geradas por humanos. Vladimir inspirou o filosofo e padre frances Teilhard de Chardin a desenvolver a hipotese, o qual ampliou a nocao de noosfera para a nocao de elevada esfera de auto-consciencia que seria alcancada no Omega Point – o ponto maximo de complexidade, coerencia e consciencia que seria o ponto final da evolucao. Teilhard teorizou ainda que ajudada pela tecnologia otimizada pelo crescimento populacional, a Terra como um todo se tornaria eventualmente auto-consciente e esta consciencia global retornaria como um feed-back sobre cada individuo enriquecendo o seu despertar para a consciencia cosmica.

Portanto, ao acrescentar o fenomeno genetico, a linagem ada evolucao cosmologica e outros adrecos, a Teoria da Matrix/DNA apenas prosseguiu as intuicoes de Vladimir e Teilhard, apesar de nao estar ciente quando o fazia, de que existiam estes dois autores e sua teoria.

A Teoria da Consciencia pela Matrix/DNA ainda insere varios outros fatores naturais. Um deles e’ a percepcao de que os sistemas naturais ancestrais nao eram auto-conscientes porem apresentavam os principios que iriam se maniofestar como consciencia quando geravam sua “identidade abstrata de Sistema”. Esta surge pela soma total das informacoes de todas suas partes mais as informacoes transversais que surgem das interacoes entre as partes e destas para com o mundo externo. Este conjunto final de informacoes nao cria um corpo ou ferramenta material porem ele se manifesta no controle do Sistema inteiro buscando sua mais longa sobrevivencia, o melhor estado homeostatico, e o equilibrio termodinamico interno. esta identidade abstrata e’ muito primordial e rudimentar no Sistema atomico, menos rudimentar nos sistemas estelares e galaticos. Disto surge a frase definidora: ” A consciencia dormia no atomo, sonhava na galaxia, comecou a acordar nas plantas, despertou nos animais, e se levantou no homem”, assim como a consciencia de cada individuo dormia na forma de morula, sonhava na forma de blastula, comecou a acordar na forma de feto e se levantou na forma humana.

Esta teoriaa se encontra na fase de testes contra os novos fatos reais que vamos conhecendo, na confericao das previsoes sugeridas pelos modelos teoricos em cada element natural, na busca de acumulacao de evidencias como fatos reais e/ou na busca de algum fato real cientificamente comprovado que a contrarie e a descarte.