Posts Tagged ‘teorias’

Adão e Eva e o Paraíso, a Queda,… esta sendo provado pela Matrix/DNA?

quarta-feira, agosto 9th, 2017

xxxxx

Num debate na Internet consegui explicar uma das teorias da Matrix/DNA de forma nunca pensada antes. Registro aqui o debate para pensar nisto:

luvdomus  – 4 hours ago – 8/9/17:

The ‘jump” of abiogensis was a series of very small steps over millions of years.

There was no origins of life, so, no jump of abiogenesis. Biological systems (aka,life) were built by the building blocks of this galaxy, which worked as photons-genes and became the building blocks of DNA. All known properties of life were existing in less evolved state at this galaxy, by entropy its information fail to Earth surface, as the initial conditions. See at my avatar and website the face of LUCA ( the Last Universal Common Ancestor) the evolutionary link between inorganic and organic, but it never came to Earth, it is surrounding us in the sky. Ok I described my theory. But you said “The ‘jump” of abiogenesis was a series of very small steps over millions of years”, in an affirmative way. You was not there, you have not watched it, so you need to advise that you have a theory. Time and more data will solve which is the best.

+Luvdomus – Why do you believe it happened by small steps? Science has never shown life to come from non life in small steps or big steps ever. So why would you believe it?
+Luvdomus – that’s because bacteria and viruses also play a roll in the complexity of life , this video did not get to that yet. Also 4 billion years of evolving matter to living things is hardly a jump. Do you really understand how long 4 billion years is ?

Smoothsay2 Smoothsay 

+Santana – Do you really believe that chemicals could assemble themselves into DNA that is programmed to build cells, rna, cellular machinery, & self correcting rna polymerase transcription functions & reproduction systems? Rather a wild accident isn’t it 4 billion years or 100 billion years do you actually believe this would happen?

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli 48 minutes ago

Smoothsay2 – Now, imagine this belief growing. Then they will write their sacred book. ” There was a talking rock radiating light that separated the waters of the Red sea and came to Prophet Darwin saying that…”
I suspects in this way were wrote the Kuran, the Bible, etc. and, do you believe that till today there are people believing in that?! But, for telling the thru, I found that Genesis is the correct scientific description of the events that brought life and the man to Earth. It is the right description of LUCA (the Last Universal Common Ancestor) and the events creating life here. If you see and understand how works the system called LUCA ( its face is at my avatar – the life cycle of any astronomic body like Earth, and the building blocks of galaxies), you will discover all Genesis’s symbols there: the system was a paradise for X and Y (Adam and Eve), in shape of an apple, with a systemic circuit in shape of a snake, the spiral galaxy seems a tree, etc. In fact, X convinced Y to eat the apple ( which means the selfish state of closed system). And attacked by entropy the system falls to planet’s surface, in shape of genes-photons, which guided the terrestrial atoms to build aminoacids, molecules, RNA, till the first cell, which is the exactly biological copy of our sinner ancestor… the Milk Way.

Genesis is all about metaphors describing the scientific complexity for lay man! But how any ancient man knew that? 2 theories: 1) our ancestor and those events are registered at our DNA ( the junk DNA) which are at the center of our neurons and altered mental states produces flashes from that memory. Since ancient man did not know nothing about astronomy, he found the way to explain it by metaphors. 2) Aliens were here and told it… I don’t see another alternative, since I can not believe that a God of a multiverse came here…

oz surveillance oz surveillance1 minute ago

Louis Charles Morelli – the problem with metaphorical ideas is they are subject to any kind of interpretation so you will always will be able to make them match with any scientific or metaphysical theory.

Louis Charles Morelli Louis Charles Morelli1 second ago

oz surveillance _ Ok, then, I will invite you to a challenge:
Find the scientific theory that matches with the following:
1) We built this modern city where humans will live as a paradise. But like the Brave New World of Huxley and under the Big Brother, humans will be stupid and stagnating in this shape forever. Take the red pill if you want living here;
2) Outside there are those humans cities in state of chaos, lots of problems, misery, diseases, etc. But, those people will be opened to their evolution, they could reach the galaxies. Take the blue pill if you want that.
This was the exactly situation the author described with Eve offering the apple: eat the apple, the red pill, standing forever in this “jungle” paradise I built for us; do not eat the apple and we fall in chaos far away from here…
We found that the vital principle is encoded in a light wave, like that emitted after the Big Bang. The code worked matter and built the atom system, the star system, and when went to build the galactic system… matter was reaching its supreme goal, which is to be a closed system at eternal termodynamic equillibrium.
The code could doing a choice, unifying with matter and living that paradise; or fighting matter, suffering at chaos but keeping the state of opened system, opened to its own evolution. The red pill or the blue pill?
The code choose the paradise, from the Universe came the Clausius Law, the entropy that produces the death of any system. The code falls at planets, here we are. Please, find the scientific theory that matches this metaphora like the Matrix/DNA Theory – a merely philosophical naturalist theory, matched it… Good look…
E um dia depois, retorno ao debate porque uma grande, espetacular descoberta cientifica foi anunciada ( Cientista tem notado uma explosão de luz quando um óvulo humano é fertilizado), confirmando varias teorias que eu tinha escrito no debate ( e acrescento abaixo a figura do espectro eletromagnetico interpretado pela Matrix/DNA que foi a base inicial dos calculos que me levou `as previsoes acertadas aqui).
To everybody debating with me in this thread: please, see how and why the Matrix/DNA world view during the last 30 years has confirmed hundreds of its previsions. Two days ago I wrote here: ” We found that the vital principle is encoded in a light wave, like that emitted after the Big Bang”. Today I am reading the news: ” Bright flash of light marks incredible moment life begins”. I have wrote here that in this Universe is occurring a natural genetic process of reproduction of the unknown thing that triggered the Big Bang as an act of fecundation. And I wrote here that evolution is expanding like waves in the water: each new wave carries own the dust of the last wave and reaches more dust ahead. So the second wave of evolution receives the systems from the first wave, aggregating new information, evolving it and throwing it to next wave. The last wave has repeated all step of all waves before, that’s why a new shape, like a human embryo, repeats all evolutionary shapes. It means that the first moment of human life repeats the first moment of the Universe when the “life” of a universal natural system is began. It was a genetic code encoded by photons, then evolved to an atom like the first cell; to a nebulae of galaxies like the blastula… and so on.

So,… every time that the universal system is recreated, the event of the Big Bang is repeated! What happens at the fecundation of the Universe, 13,8 billion years ago, happens at the fecundation of any animal ovule. It is light everywhere, because the universal code for life first came in shape of a light wave!

 

Why? Because this Universe is not a magician. It can not create new information than those inserted in it at the act of its creation. It can not creating things by another method than that it was created. Anther method would means ” never existed before new information”, and this would be magics

What you see and think is new information is merely the result of fuzzy logics, the mixing of two or more standard information generating the possible levels of sub-information between them.

I will research now what is the secret of zinc atom, it must have some property that something at the Big Bang had. But, as I said thousand times, the big secret of genome, or DNA, is that its electrons are occupied by photons with information of the life’s code. So, that light saw by scientists occurs when the male counterpart that contains the half of the code’s network meets the another half and the entire network flourishes… the mechanism is repeated when a supernova is born, as you can see at Matrix/DNA astronomical models. Three days ago another great prevision was conformed: #0 years ago when I got the copyright of this theory it contained that a star’s nucleus has a dynamics like the first frequency of light wave, which is the strongest. So, the nucleus should have a rotation fast than the above spherical rotations… This whole theory is results from calculations applying the most natural logic as I was studying the biosphere at Amazon jungle… and its right previsions has suggested that nature does not plays dice with its creatures, although we insist to play dices with her.
Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory
A little bit of information about this issue – how to interpret the graphic ( click the image for seeing bigger):

At the extreme right ( before the gamma ray), there is the source of the wave. At the gamma ray occurs the event of fecundation ( it can be fecundation for a new  universal system, like the Big Bang, or the fecundation of an ovule, or the gestation of anew astronomical body, which begins by the nucleus, that’s why I predict the strongest vibration, or rotation, at Sun’s nucleus). See that the wave is merely the process of life’s cycle, so, the genetic code that became very complex today, at its begining was too much simple, merely the process of life’s cycle. At another articles here I describe how this light wave becames the Matrix/DNA formula.

A Genese, segundo a crenca academica escolar moderna, versus a Genese segundo a Matrix/DNA Theory

terça-feira, agosto 1st, 2017

xxxx

O artigo copiado abaixo e’ a mais recente e bem explicada para os leigos, sintese do que se acredita hoje no nivel dito ‘cientifico”, tenha sido as origens e desenvolvimento do universo, nosso unico mundo palpavel. Deve-se reconhecer nele o gigantesco e heroico esforco de humanos por seculos em busca do conhecimento existencial. Muitos passos desta teoria foram calculados apos observacao do que acontece aqui e agora, nas reacoes quimicas e fisicas dos laboratorios. Entao se aqui a fusao de hidrogenio produz helio, e hidrogenio deve ter sido o primeiro elemento produzido nas origens, entao conclui-se que da nebulosa de hidrogenios veio a nebulosa de helio, e assim por diante.

Eu, particularmente, e ainda na minha infancia, me senti insatisfeito acompanhando o rumo que essa teoria tomava, pensava que os metodos de deducao estavam incorretos. parecem-me demasiado reducionistas. Para um microbio dentro de um ovulo que observasse a fecundacao e os primeiros passos do desenvolvimento fetal de um humano, sua teoria seria igualmente reducionista, analisando os movimentos fisico-quimicos. Porem o responsavel por todos os movimentos seria algo invisivel, o DNA, e entao a teoria do microbio teria saido totalmente fora da razao.

Quantas coisas mais havia nas origens do universo alem das particulas efemeras, do hidrogenio? O problema deste reducionismo e’ que a teoria final induz a pensar-se num universo sem sentido, sem significado existencial, fator que e’ o mais importante para nos quando buscamos qual o significado da nossa existencia. Desconhecendo a existencia do DNA, e do universe muito maior e mais complexo alem do pequeno ovulo, ignorando o produtor de tudo aquilo, que foi uma criatura humana, o microbio veria meros movimentos que julgaria sem conexao e portanto tudo produto do acaso no mero desenrolar de forcas brutas.

O metodo de usar o que acontece aqui e agora para deduzir o que aconteceu la’ e’ logico, racional, o unico racional que temos. Mas como surgem varias ramificacoes religiosas de um unico livro porque cada grupo seleciona algumas mencoes e ignora outras, me pergunto porque a inteligencia moderna esta selecionando apenas as reacoes fisico-quimico e entre apenas o que estamos vendo, para elaborar esta teoria cosmologica do todo. E se havia elementos, principios, biologicos, neurologicos, ou ate’ mesmo mentais, incluidos nos eventos da origem? Onde estava na simplicissima nebulosa de hidrogenio inicial as forcas e elementos naturais que mais tarde produzria a biologia, a neurologia, a consciencia? Sem ver o DNA e o universo la’ fora, o microbio nem sequer pensaria nisso. Fecharia questao em torno de sua grande visao teorica e tudo isso que outros aventassem seria considerado imaginacao ou sonhos de poetas. Mas sabemos o quanto ele estaria errado. Mas nao podemos permitir que mentalidades de microbios facam as cabecas e doutrinem nossos filhos nas escolas, como esta’ infelizmente acontecendo, basta ler o artigo abaixo.

Na visao academica escolar estou vendo um enredo que imita o que acontece na Biblia quando ela se divide em velho e Novo Testamentos. No novo testamento, o Deus do velho feito homem surge e age totalmente diferente do deus no velho, para desespero dos judeus. O Messias nao foi nada do que esperavam, tendo sua visao de mundo baseada no Deus vingativo, cruel, escravagista e selecionador de alguns filhos em detrimento dos demais, todos fatores que lhes convinham. Assim, a moderna cosmovisao dita cientifica dividiu a Historia Universal em dois capitulos, a Evolucao Cosmologica, desde o Big Bang ate’ 10 bilhoes de anos de idade, e a Evolucao Biologica nos ultimos 3 a 4 bilhoes de anos. Uma nada tem a ver com a outra. Assim como os hebreus deturparam totalmente deus no velho testamento, a moderna academia deturpou totalmente o velho testamento da Historia Universal.

Eu coloquei em cheque a teoria academica e experimentei usar outros fenomenos naturais reais do aqui e agora, aplicando-os para deduzir o que aconteceu la’. Pois na evolucao biologica houve na verdade desde suas origens, a transformacao de uma especie de celula inicial em novas especies com mais complexidade e essa linhagem perdurou ate’ chegar no humano. Muitas especies paralelas surgidas e que nao levavam ao humano foram descartadas. Entao intui que tambem a nivel universal, desde um tipo inicial de sistema natural evoluiram outras formas deste sistema, cada vez mais complexas, ate chegar a celula viva inicial, e depois ao homem. E porque nao? Porque a evolucao universal teria aplicado uma regra para a cosmologica e outra diferente para a biologica?!

Mas se foi assim os atomos, as galaxias sao tao nossos ancestrais quanto o sao as bacterias e os ditos primos do macaco. E se foi assim, dentro daqueles atomos e galaxias havia uma especie de DNA dirigindo tudo como existiu sempre nos ultimos 4 bilhoes de anos.

Este foi um dentre outros motivos que me fez arregacar as mangas, ir la na natureza virgem da selva intocada ainda testemhunha dos primeiros eventos nas origens da vida, buscar esquematizar este Sistema e esmiucar tudo em busca do ancestral cosmologico do DNA. E como resultado encontrei a formula da Matrix/DNA, a qual muda muita coisa na descricao historica do artigo academic abaixo mas o mais importante, aponta na direcao de um estupendamente racional significado da existencia deste mundo e de nos mesmos dentro dele.

Vamos a ver como esta a ultima forma mais atualizada da cosmovisao escolar academica: 

A Genese, segundo a crenca academica escolar moderna

 

Trezentos mil anos após o Big-Bang a luz surgiu, em meio a uma mistura negra de gases primordiais e imersa em um oceano de matéria invisível. Centenas de milhares de anos depois, o Universo foi lentamente mergulhando em trevas, uma fase desconhecida da formação do Universo conhecida como “Idade das Trevas” que durou quase meio bilhão de anos. Então em meio às camadas de gás (hidrogênio, hélio e pequena quantidade de lítio) houve um acúmulo desses gases em nuvens difusas até que, à medida que se esfriavam, passaram a se concentrar no centro de cada nuvem em aglomerados do tamanho do nosso Sol. Atraindo cada vez mais gás circundante, cada aglomerado transformou-se em um gigante astro, cerca de 100 vezes maior que o nosso Sol, e a intensa compressão de seus núcleos desencadeou as reações de fusão nuclear do hidrogênio que deram origem às primeiras estrelas do Universo.

Com uma vida breve de cerca de alguns milhões de anos, elas se extinguiram em explosões (supernovas), lançando no Universo elementos mais pesados, como o oxigênio e o carbono, sementes de futuras estrelas e planetas. Dessa forma, 2 bilhões de anos depois do Big-Bang já tínhamos as primeiras galáxias, com seus buracos negros e quasares, e, 4 bilhões de anos depois, as estrelas em seus vários tipos: supernovas, gigantes vermelhas, gigantes azuis e anãs marrons. Estima-se que em aproximadamente 100 trilhões de anos cintilará a última estrela formada de maneira convencional e uma nova era terá início.

Existem duas maneiras possíveis para a formação dos astros. Na primeira, a nuvem de gás e pó interestelares inicia a sua contração quando o campo magnético que a percorre começa a se reduzir, em virtude de sua difusão para fora dos limites da mesma. A força magnética, assim reduzida, pode chegar a um ponto em que se torna demasiadamente débil para conseguir se opor à força da gravidade da nuvem, a qual, ao contrário, cresce com o aumento da densidade durante o colapso. A este tipo de formação estelar dá-se o nome de espontânea, em oposição ao nascimento de estrelas “induzido” por acontecimentos exteriores como, por exemplo, os ventos solares, a pressão da radiação, ou ainda, as ondas de choque.

Em resumo, o nosso Sistema Solar pode ter nascido de um disco protoplanetário, devido à ação do vento estelar ou da explosão de uma estrela maciça próxima. Ou pode ser que a herança preservada no interior dos meteoritos primitivos nos tenha sido legada por uma família inteira de estrelas maciças que terminaram a sua vida numa espécie de fogos de artifício cósmicos de supernovas. Em tais condições, não existe nenhum rastro que nos permita identificar de onde, nem como, terá surgido o Sistema Solar.

Será que novamente deixaremos ao acaso o motivo de toda essa ordenação obtida após o tumult? Não será possível que haja uma Consciência Cósmica diretora desses fatos? A palavra ordenação implica a existência de “ordem”. Ordem faz pressupor a existência de Algo ou Alguém que ordene. Algo ou Alguém ordena e a criação se faz.

Durante os seus primeiros 100 milhões de anos, o gás e a poeira que giravam no disco protoplanetário ao redor do Sol foram se aglomerando, até que há cerca de 4,6 bilhões de anos começou a história de nosso planeta. Em geral, planetas como a Terra são formados durante dezenas de milhões de anos, mas recentemente pesquisadores da Espanha, Alemanha e EUA fotografaram pela primeira vez 18 corpos celestes na constelação de Órion que parecem ser planetas “flutuantes”, pois não orbitam nenhuma estrela. Esses astros detectados teriam sido formados num curto espaço de tempo (a constelação tem “apenas” 5 milhões de anos), graças ao colapso gravitacional de partes de uma nuvem molecular, também composta por gases e poeira. Atualmente eles são bolas gigantes de gás, com massa entre 8 e 15 vezes maior que a de Júpiter. Contudo, esses “aglomerados” não ficaram grandes o suficiente para iniciarem as reações de fusão nuclear típicas de estrelas (queima de hidrogênio) ou de anãs marrons (estrelas pequenas que queimam deutério, um dos isótopos mais frágeis do hidrogênio).

Por definição, um planeta tem até 13 Mj (Massa de Júpiter), e uma anã marrom, entre 13 e 75 Mj. Acima de 75 Mj, há energia suficiente para o início da fusão nuclear, a fornalha que alimenta as estrelas e as faz emitir uma luz mais intensa. No núcleo dessas estrelas, os prótons colidem entre si e um deles se transforma em nêutron convertendo o átomo de hidrogênio em hélio e liberando um fóton. Na migração para a superfície o fóton de luz vai colidindo com os átomos de hidrogênio e hélio, gerando calor, e empurrando-os para fora contra a força gravitacional da estrela que os puxa para o centro. Estima-se que cada fóton, produzido no nosso Sol, demore 1 milhão de anos para sair dele.

 

Meu comentario postado no artigo:

Excelente artigo. Este artigo favorece a minha teoria astronomica e desfavorece a teoria astronomica academica official. Pois o artigo inteiro descreve interpretacoes teoricas, o unico fato real mencionado e’ a observacao dos 18 planetas de Orion, e a conseguente especulacao sobre suas origens. Mas este unico fato justamente se encaixa perfeitamente no meu modelo geral. Uma grande surpresa aguarda a cosmovisao academica: essas bolas de aparente gaz que formam estes que eles chamam de planetas na verdade sao os gemes de novos astros. Foram emitidos por um vortices nuclear nesta nebulosi, serao contraidos ao atravessarem espaco frio, tornando-se os nucleos ou germes de estrelas incubadas. Depois a estas bolas efervencentes contraidas serao agregadas massa entropica do espaco, quando se tornam planetas. mas continuara seu desenvolvimento, tornar-se-ao pulsares e apenas entao florescerao como estrelas supernovas. Este e’ o principio ancestral astronomico do ciclo vital, que hoje produz sistemas biologicos seguindo a mesma sequencia de formas e desenvolvimento. Qualquer curiosidade veja a teoria no meu website. Mas claro, nao sou o dono da verdade, e toerias sao teorias sujeitas a serem “debunkadas” ou consertadas e promovidas a fato real.

Veja porque a minha teoria explica mais racionalmente que a teoria academica, como e porque o sistema solar produziu a vida dentro dele

domingo, julho 30th, 2017

xxxx

No artigo com link e titulo abaixo, o autor faz um brilhante trabalho explicando informcoes cruciais para se entender o Sol. Porem, trata-se de uma interpretacao do Sol pela otica da academia cientifica desta era, e como sabem, tenho insistido que existe outra interpretacao mais logica e racional tendo-se em vista o que o sistema solar produziu aqui sob nossas vistas: a Vida! Acho que fui feliz num comentario postado no artigo chamando a atencao para este problema:

Fim do Sol

O Fim do Sol

http://fisicameuespacotempo.blogspot.com/2011/05/o-sol-um-dia-vai-acabar.html

O Sol um dia vai acabar?

E meu comentario postado no artigo:

Louis Charles Morelli – 30/Julho -07/2017

 Andre, perdao por invadir seu espaco, e com uma observacao “far away off the beam”, como alguns astronomos Americanos tem me dito. Mas se gostas de entender a natureza universal mais que defender as teorias humanas, forneco “good food for thought”. Voce diz no comentario que ainda tem muitos detalhes a acrescentar no texto acima, e penso que conheco todos, porem, mesmo assim, voce nao acha que essa teoria academica esta super-reduzindo a complexidade de dois astros – o Sol e a Terra – que juntos tinham todas as forcas e elementos naturais necessarios para produzirem a primeira celula viva dentro deles? Onde e qual era a forca ou elemento que transformou materia inorganica em organica? Qual a forca que dirigiu atomos terrestres a novas combinacoes resultando nas primeiras moleculas quimicas organicas? Qual elemento do sistema solar sabia se auto-replicar, ou ao menos ja continha os principios fisicos para tal mecanismo? E assim por diante… se o sistema solar nao tinha algum destes principios, teriamos que acreditar que algo veio de fora do sistema solar para produzir a vida na Terra, o que nao e’ la’ muito cientifico.
Pois bem. Com estas perguntas passei 7 anos estudando a biosfera amazonica, buscando tambem as causas de suas origens, e os resultados sempre apontavam que a luz solar trouxe muitas mais informacoes do que sabemos. Buscando como estas informacoes estariam inseridas nestes astros, acabei por desenvolver um diferente modelo ou teoria astronomica, o qual contem todas aquelas forcas e elementos necessaries para produzir o que vemos aqui. Mas claro, nao sou astronomo, e mero filosofo brasileiro, ninguem vai sequer pensar no assunto, entao so’ me resta deixar o tempo fornecendo mais dados para testar qual teoria esta certa. Se voce tiver interesse em ver um trabalho que parece for a de foco em relacao `a visao academica official atual, digite: http://theuniversalmatrix.com  Abracos….

Ooops! Nova Imagem de Jupiter Alerta Matrix/DNA Sobre a Equitativa Distribuicao de Fotons prevista pela Teoria

quarta-feira, maio 31st, 2017

xxx

Ha anos vem acontecendo o mesmo. Os academicos nao apenas sugerem suas teorias, mas afirmam-na como porta-vozes cientificos, e como estas teorias vao contra meus modelos, eu retruco com outra teoria e eles simplesmente ignoram. Mas entao a tecnologia se desenvolve e fornece cada vez instrumentos mais potentes na colecao de dados.  E quando os novos dados chegam sempre dizem como nesta noticia agora:

“We’re seeing a lot of our ideas were incorrect and maybe naïve,” Scott J. Bolton, the principal investigator of the Juno mission, said during a NASA news conference on Thursday.

Os modelos teoricos deles tem tantos remendos que minha admira que ainda nao perceberam que do modelo original nao resta mais nada. Enquanto isso, quando tenho tempo de analizar os novos dados e compara-los com meus modelos, descubro que estavam justamente previstos e mais, os novos dados me fazem perceber novos dados que ainda nao tinha observado. vejamos exemplos com as figuras abaixo:

https://www.nytimes.com/2017/05/25/science/nasa-juno-spacecraft-jupiter-storms.html?rref=collection%2Fsectioncollection%2Fscience&action=click&contentCollection=science&region=rank&module=package&version=highlights&contentPlacement=2&pgtype=sectionfront

NASA’s Jupiter Mission Reveals the ‘Brand-New and Unexpected’ (may,25,2017)

As faixas tipo listas de zebra bate com a nocao de aneis espiralados que a Matrix/DNA sugeriu na existencia de estruturas que dao o nascimento a estrelas. Veja neste meu modelo desenhado rusticamente a mao na selva amazonica:

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

I can’t write a long text here explaining it, but at the …. oh, raios, eu estava escrevendo em portugues,… Eu nao posso escrever longos textos aqui para explicar mas o cone espiralado na rustica figura acima ‘e o berco de estrelas. E porque digo isso? Porque o meu modelo esta sugerindo que planetas que se encontram no estado em que Jupiter esta hoje, em milhoes ou bilhoes de anos acabam saindo do Sistema solar e se tornam novas estrelas, pois no seu nucleo cresce um germe estelar.

Mas nao e’ esse fato que levou a Matrix/DNA a comemorar a boa-nova. O fato e’ que os aneis que se ve na figura de Jupiter – em numero de seis – explica maravilhosamente uma questao que eu andava procurando e nao tinha acertado com uma solucao satisfatoria. a questao de como uma estrela emite todos os tipos de suas informacoes por radiacao em tao curto tempo como foi necessario para dirigir a criacao da vida na Terra. Com a existencia das faixas emitindo magneticamente ( como diz o artigo: strong magnetic fields), agora sei como todos os tipos de fotons chegam aqui ao mesmo tempo para se reunirem e reproduzirem o sistema de onde vieram usando atomos da Terra. Hallelluyah!

Assim, enquanto os academicos estao neste momento puxando os cabelos ao compararem os novos dados com seus modelos e verem que nada bate, eu estou vibrando com o acerto dos meus modelos… mais uma vez nos ultimos 30 anos de tantas vitorias igual a essa.

Vamos ao segundo fato usando a imagem abaixo que tambem foi obtida agora pela NASA:

Multiple images combined show Jupiter’s south pole, as seen by NASA’s Juno spacecraft from an altitude of 32,000 miles. The oval features are cyclones.

Ciclones? Justo o que desenhei a 30 anos atras? Vejamos outro desenho dos meus modelos:

O Ultimo Ancestral Não-Vivo e Inanimado

O Ultimo Ancestral Não-Vivo e Inanimado

Veja no desenho a figura que esta mais `a direita, cheia de pintas. Este o resultado do que meus calculos apontaram como sendo um pulsar. As pintas sao gigantescos vulcoes que tomam toda a superficie emitindo cometas. Jupiter esta no ponto de gigante e velho planeta se transformando em pulsar paara depois se tornar uma estrela, supernova. Diz ainda meus resultados que estes vulcoes vao se formando nos planetas novos devido aberturas que vao surgindo na crostra como valvulas de escape do material sob forte pressao resultante das reacoes produzidas pelo nucleo digerindo os atomos da crostra. mas como o planeta gira por rotacao e por translacao, o que se ve nestes gifgantes gasosos acima dos vulcoes que vao se formando e’ a lava e fumaca emitida na forma de cyclone, espiralados. Entao, estou dizendo que embaixo de cada cyclone deste, e produzindo estes ciclones, estao os vulcoes. Assim minha teoria se torna cientificamente testavel, pois chefgaremos um dia mais perto de Jupiter e descobriremos o que produz estes ciclones.

Enquanto isso vou continuar a ler o artigo para ver como eles explicam estes ciclones baseados nos modelos deles. yac,yac,yac…

Algumas das Nebulosas Influencias que Minha Teoria esta Exercendo no Mundo Hoje

domingo, março 12th, 2017

xxxx

Do meu post publicado no meu Facebook em Mar/03-12-2017

 Louis Charles Morelli – Mar/03-12-2017

 

 

 

Minha teoria sendo usada num projeto de 100 milhoes de dolares!

Fiquei sabendo por acaso, surfando na Internet. Procurei pela sigla “Matrix/DNA” no Google, porque so eu uso esta sigla e descobri-a mencionada num jornal Americano de New Hampshire. Ali esta a copia de um comentario que postei num jornal e de um artigo que escrevi no meu website. Inclusive com todos meus erros de ingles, o trecho foi copiado fielmente, em ingles.

A unica e primeira pessoa no mundo que disse que os astros como a Terra tem uma existencia que imita o ciclo vital humano, fui eu, como resultado de meus calculos e modelos na selva amazonica, estudando os sistemas que compoem aquela biosfera – e cujas questoes me remeteram a questionar algo que eu nunca pensei que faria: o Cosmos! Porque e’ impossivel entender a cria (a nossa biosfera terrestre), sem entender o criador – o Cosmos. E o trecho no jornal fala desta minha teoria.

Um milionario excentrico fez uma doacao de 100 milhoes de dolares para uns cientistas que tem um projeto para procurar vida fora da Terra. Minha teoria da Matrix/DNA faz algumas sugestoes nao pensadas pelos cientistas, e ate’ agora ainda nao descobri como acharam minha teoria e porque esta mencionada no jornal. E infelizmente, sozinho e sem as necessarias condicoes para tocar meu projeto com eficiencia, tenho que ficar calado. Mas meus amigos do Facebook sao testemunhas. Clique no link abaixo e veja este meu texto que esta ali copiado.

Ha 5 anos atras um famoso radialista e evangelico dos USA criou um website para criar um novo movimento baseado na … (segundo suas palavras)… “fantastica descoberta da formula de Deus para criar o mundo, por um autor desconhecido…” Os ateus dos USA e Inglaterra deram em cima, combateram, ameacaram-no de plagio usando meu nome, e ele teve que parar seu website. E eu tive que ficar assistindo, calado!

“The study proposed a model Matrix/DNA model which the researchers think could tell how to look for aliens in space.
“It suggests that planets are developed by the life’s cycle process, suggests the ideal age and conditions a planet must have to harbor biological life, and suggests the ideal slice of electromagnetic radiation frequency/variation that could permitting planets to self-communicating”, said a researcher, René Heller. Various spacecraft and telescopes captured many images and data on Cosmos that do not hint life could be there. It suggests that the current models that astronomers are using are wrong.”

Study proposes Novel Method to Hunt for Aliens Looking at Us

Submitted by Jeanne Rife on Wed, 03/02/2016 – 15:21

http://nhv.us/content/16034673-study-proposes-novel-method-hunt-aliens-looking-us

Study proposes Novel Method to Hunt for Aliens Looking at Us

 

Para Ler e Refletir: Controvérsias entre a Teoria da Matrix/DNA e as Teorias de Almas, Espíritos e Reencarnações

segunda-feira, abril 9th, 2012

Interessante interpretação da história de Giordano Bruno, lida num website espirita, e transcrita abaixo, suscitou uma resposta da Matrix/DNA, a qual vai transcrita abaixo tambem:

Forum Espirita:
http://www.forumespirita.net/fe/reencarnacao/a-reencarnacao/

A REENCARNAÇÃO
« em: 30 de Maio de 2008, 11:55 »
Vitor_Goncalves
Olá Amigos

Como já tenho referido, acho necessário ler livros mesmo que não sejam espiritas, porque nos complementam, nas nossas convicções. Apresento-vos um trecho do livro “O Principe da Luz” de Pedro Barahona Lemos.

” Giordano Bruno, padre dominicano, foi morto pelo fogo aos 52 anos de idade, em Roma, no século XVII, por ter declarado, entre outras coisas, que a Alma humana voltaria, após a morte física de cada um, a habitar um corpo diferente, tantas vezes quantas as necessárias até à sua espiritualização, altura em que, purificada de vez, poderia então integrar a Unidade, ou seja retornar definitivamente a Deus.
Este conceito não podia deixar a Igreja indiferente, já que a iria abalar nas suas estruturas se se generalizasse de novo, uma vez que a salvação de cada um deixava de depender dela, passando para o campo pessoal entre o indivíduo e Deus. Dito de outro modo: a afirmação de Bruno implicava um conceito espiritual dentro do próprio indivídiuo e o corte radical com qualquer religião organizada instituída, Igreja incluída.
Mas Giordano Bruno foi mais longe, ao defender também que a Alma, sendo uma parte de Deus, como tal é imortal, contrariando a Igreja, que defendia, como defende, que a Alma de cada um só surge no momento da concepção e não é de origem divina.
No fundo, era o gnosticismo que parecia querer voltar, ao fim de catorze séculos.
Nos primeiros seis séculos da sua existência, a Igreja era, como se viu, reencarnacionista, devido sobretudo à filosofia gnóstica. Com a exterminação destes e, por conveniência própria – ou não podieria subsistir como entidade autónoma -, influenciada por Santo Agostinho, a reencarnação foi abolida e a salvação de cada um passou a ser da sua (Igreja) exclusiva responsabilidade.
Esta posição e o medo das ameaças levaram a que a população do então Império Romano começasse a renunciar à Reencarnação, que, contudo, não desaparece como modo de remissão dos pecados. Bem pelo contrário.
Assim em meados do século VII, este conceito surge de novo em força nos territórios actualmente ocupados pela Bulgária e países dos Balcãs, através dos Paulicianos – que se intitulavam seguidores de Paulo – e Bogomilistas, para se estender depois à França e Itália. É neste contexto que a Igreja procede à exterminação dos Cátaros, em pleno século XIII.
Já atrás se falou deste assunto.
Os milhares de mortes provocados não abalaram contudo esta crença que em pleno século XIX é popular na Polónia, defendida e ensinada – pasme-se – por um arcebispo católico de seu nome Passavali.
Hoje, 30% dos católicos acreditam na reencarnação. O Budismo e o Hinduismo são, de certa maneira, também ele reencarnacionistas. E o propósito final é igual para todas as religiões que a defendem: a purificação de cada um, até à sua definitiva união com a Unidade.”
(Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/reencarnacao/a-reencarnacao/#ixzz1rZNNmZ9q)

xxxxxxxxxxxxx

The Matrix/DNA:

O conflito entre Bruno e a máfia católica tem como causa a tendencia de humanos terem descoberto que para escapar do trabalho forçado a que todo humano foi condenado pela Natureza por ter nascido e ter ao mesmo tempo privilégios de consumo e poder existe o método de enganar a imaginação humana, a qual é produto da auto-consciência recem-surgida e ainda infantil. É cobra engolindo cobra, perde a mais fraca. É o recurso de explorar em beneficio próprio as coisas “invisiveis”, que parecem existir, como nós adultos exploramos nas crianças seus mêdos e imaginações sôbre monstros e bicho papão.

O texto está errado ao apelar para o nome “agnosticismo” , pois êste se define pelo estado mental do “se não ví, não toquei, ninguem provou, então não sei se existe ou não, e não me fale mais nisso a não ser que venha com provas factuais, não argumentos.” Isto em relação a tudo: alma, Deus, diabo, extra-terrestres, disco-voadores, etc. É diferente do ateísmo que afirma: “não provo que não existe, mas acredito que não existe”.

Temos outra teoria que tambem sugere essa idéia da “reunião da auto-consciência que evolue na humanidade com algo à sua imagem e semelhança superior ao Universo”. Não com “Deus” e nem “num retorno”, pois não existem fatos comprobatórios destas idéias. Esta teoria se baseia em outra teoria, a evolucionista darwiniana, de que todos os seres vivos descendem de um cepo primitivo comum. Mas ela trás uma novidade: o ancestral comum não existiu e não existe na superficie da Terra mas sim foi e continua sendo a galaxia original, a qual está assentada numa fórmula sistêmica natural que é idêntica à fórmula de um par de nucleotideos, a unidade fundamental de informação do DNA.

Ao menos essa teoria merece mais atenção do agnóstico porque ela apresenta as figuras da fórmula a qual pode ser testada cientificamente logo que desenvolver-mos a tecnologia.

Então o DNA seria apenas uma forma biológica de um sistema universal que vem evoluindo desde as origens dêste mundo na dimensão material, o qual já passou pelas formas de sistema atômico, astromomico, celular, corpo humano e agora se forma como sistema auto-consciente. Assim, como DNA de todas as formas do sistema natural essa fórmula recebe o nome de Matrix/DNA, para cuja divulgação e pesquisas já existe um website.

Esta teoria é mais racional à luz dos fatos que realmente conhecemos e podem serem comprovados. Quando ela se projeta na especulação das causas primeiras e cai na metafisica encontra como solução a possibilidade que êste Universo é um mero ôvo cósmico onde se gesta um embrião pelo processo genético. A forma desse embrião deve ser a ultima forma evolutiva que conhecemos, ou seja, a auto-consciência. Usto significa que o que gerou o Universo é um sistema possuidor de auto-consciência. E significa que quando o embrião nascer é como o retorno dos DNA’s dos pais na forma de filhos.

Falta a esta teoria falar da idéia da “purificação”. Qual o melhor método para um ser se educar perfeitamente ao mesmo tempo que mantem seu livre-arbitrio? Quando ele se torna arrogante numa idéia própria errada, divida-o em seus menores fragmentos, cada qual contendo uma fração dêste defeito, e deixe todos estes pequenos defeitos se confrontarem entre si e confrontarem ao mesmo tempo o grande defeito completo, na forma de sua espécie. Sendo vitima da injustiça é que um ser aprende a amar a justiça. Vendo sua tendencia errada nos outros, vendo seus efeitos errados, e sentindo na pele a dor desses defeitos, o ser se vê no espelho, v6e sua feiura e passa a desejar sua beleza. Assim uma unica Matrix/DNA que caiu na Terra por um erro cometido quando seu ancestral tentou ser sistema fechado em si mesmo, como galaxia soberana, foi dividida em bilhões de DNA’s biológicos… para retornar purificada dêsse defeito.

Se aproveitar da ingenuidade e debilidade de uma criança é covardia, e um crime! Principalmente quando o efeito desta exploração significa tortura e empecilho para a formação da criança. E todo individuo que “afirma” saber ou conhecer coisas invisiveis aos demais, sem prova-lo de fato, está cometendo êste crime contra essa criança mental que ainda é a Humanidade. E o que vemos tanto em Giordano Bruno ( se êle de fato disse aquelas palavras e daquela forma), como o que vemos e ouvimos a tôda hora da cupula católica e qualquer outra religião, é essa “afirmação” do invisivel, sem apresentação de provas factuais.

Porem, a Natureza é muito complexa, ela se abre num leque aparentemente sem fim de aspectos. Não é possivel a um unico ser humano buscar na Natureza todos os fatos que hoje estão à nossa disposição para conhecê-los. Por isso dividimo-nos em atribuições, em áreas especializadas, em disciplinas cientificas, em métodos filosóficos de montagem de todos os fatos coletados em quebra-cabeças que sugiram cosmovisões, visões do mundo. Em relação ao conhecimento dos fatos temos o método cientifico que bem ou mal tem conseguido controlar nossa evolução dentro de parametros naturais lógicos e racionais. Porem em relação às filosofias da imaginação nenhum controle global existe. Fica portanto a cargo do caráter dos individuos. Penso que um homem ou mulher de caráter benéfico e amante da Humanidade jamais lhe passa na cabeça mentir ou tentar influenciar/dirigir outras pessoas a seguirem suas crenças oriundas do seu jeito de montar seu quebra-cabeças visionario. Como tambem penso ser dever de cada ser humano de bom carater tentar participar das decisões relacionadas à escolha dos caminhos e destinos que a natureza nos apresenta sempre. Por isso tudo a palavra mais importante é “a minha teoria sigere que… “, ou, “a nossa teoria sugere que…” (quando expressar a crença de um grupo).

Não vejo estas palavras no que se alega acima ter dito Bruno e não as vejo em nenhuma outra organização religiosa. Mas vejo em todos o estado de “escapismo do trabalho real produtor com as próprias mãos ao menos dos produtos que consome”. Vejo predadores, parasitas, ambição por poder sôbre humanos. E vejo-os trocando suas técnicas por fôrça das circunstancias modernas: hoje não matam queimando em fogueiras como antes, matam queimando através de guerras. Não exploram a energia dos outros descaradamente como na escravatura, mas continuam escravisando através de instituições como o capitalismo e comunismo selvagens. Porem, como sugere a “minha teoria” – o êrro que vemos nos outros e nos deixam indignados é a visão de nossa própria imagem no espelho” – não vou ser tão burro de me açoitar a mim mesmo, agindo com violência para combater a violência encoberta em mim mesmo. Penso que tôdas estas teorias devem dialogar, trocar idéias porque cada qual foi por um caminho diferente e pode ter descoberto algo real que interessa a todos, mas deve ser um dialogo sem juizes humanos, sem coordenadores de mesas, pois o Inico juiz autoriado aqui é o conjunto de fatos reais ao qual denominamos “Natureza”. Tôdas as teorias deveriam, sempre que apresentar uma idéia qualquer – como as de que existem almas, deuses, disco-voadores, Matrix/DNA, etc. – e na impossibilidade de apresentar o fato real comprobatório, apresentar ao menos um outro fato natural real que sirva como parâmetro lógico, racional. A isto se chama “evidências”. Assim todo agnóstico, todo aquêle que não é radical fundamentalista numa crença particular ou grupal, terá a seu dispor os numeros de evidencias que cada cosmovisão apresenta, e claro, lógicamente, prestar mais atenção naquela cujo numero estiver na frente do páreo. A disciplina da Psicologia Cientifica deveria criar uma matéria n6esse sentido para ser incluida no curriculum escolar do segundo grau, se estamos interessados em evitar que seres humanos sejam doutrinados por predadores e mantenham seu pensamento livre para fazer sua escôlha.

( Clique aqui para ler mais: http://www.forumespirita.net/fe/reencarnacao/a-reencarnacao/#ixzz1rZNxQotw)

Síntese das 8 Atuais Teorias da Vida, Incluindo a Teoria da Matrix/DNA

terça-feira, março 6th, 2012

Publicado em: Live Science

http://www.livescience.com/13363-7-theories-origin-life.html

7 Theories on the Origin of Life

1- Electric Spark
xxx

Origem da Vida por Raios de Relampagos


xxx

Electric sparks can generate amino acids and sugars from an atmosphere loaded with water, methane, ammonia and hydrogen, as was shown in the famous Miller-Urey experiment reported in 1953, suggesting that lightning might have helped create the key building blocks of life on Earth in its early days. Over millions of years, larger and more complex molecules could form. Although research since then has revealed the early atmosphere of Earth was actually hydrogen-poor, scientists have suggested that volcanic clouds in the early atmosphere might have held methane, ammonia and hydrogen and been filled with lightning as well.
xxx
2- Community Clay
xxx

Teoria da Origem da Vida por Cristals na Argila

Teoria da Origem da Vida por Cristals na Argila


xxx
The first molecules of life might have met on clay, according to an idea elaborated by organic chemist Alexander Graham Cairns-Smith at the University of Glasgow in Scotland. These surfaces might not only have concentrated these organic compounds together, but also helped organize them into patterns much like our genes do now.

The main role of DNA is to store information on how other molecules should be arranged. Genetic sequences in DNA are essentially instructions on how amino acids should be arranged in proteins. Cairns-Smith suggests that mineral crystals in clay could have arranged organic molecules into organized patterns. After a while, organic molecules took over this job and organized themselves.
xxx
3- Deep-Sea Vents
xxx

Teoria da Origem da Vida nos Respiradouros na Profundidade dos Oceanos

Teoria da Origem da Vida nos Respiradouros na Profundidade dos Oceanos


xxx
The deep-sea vent theory suggests that life may have begun at submarine hydrothermal vents, spewing key hydrogen-rich molecules. Their rocky nooks could then have concentrated these molecules together and provided mineral catalysts for critical reactions. Even now, these vents, rich in chemical and thermal energy, sustain vibrant ecosystems
xxx
4- Chilly Start
xxx
Teoria da Origem da Vida do Frio Inicio

Teoria da Origem da Vida do Frio Inicio


xxx
Ice might have covered the oceans 3 billion years ago, as the sun was about a third less luminous than it is now. This layer of ice, possibly hundreds of feet thick, might have protected fragile organic compounds in the water below from ultraviolet light and destruction from cosmic impacts. The cold might have also helped these molecules to survive longer, allowing key reactions to happen.
xxx
5 – RNA World
xxx
Teoria da Origem no Mundo do RNA

Teoria da Origem no Mundo do RNA


xxx
Nowadays DNA needs proteins in order to form, and proteins require DNA to form, so how could these have formed without each other? The answer may be RNA, which can store information like DNA, serve as an enzyme like proteins, and help create both DNA and proteins. Later DNA and proteins succeeded this “RNA world,” because they are more efficient. RNA still exists and performs several functions in organisms, including acting as an on-off switch for some genes. The question still remains how RNA got here in the first place. And while some scientists think the molecule could have spontaneously arisen on Earth, others say that was very unlikely to have happened.
Other nucleic acids other than RNA have been suggested as well, such as the more esoteric PNA or TNA.
xxx
6 – Simple Beginnings
xxx
Teoria da Origem da Vida do Inicio pela Simplicidade

Teoria da Origem da Vida do Inicio pela Simplicidade


xxx
Instead of developing from complex molecules such as RNA, life might have begun with smaller molecules interacting with each other in cycles of reactions. These might have been contained in simple capsules akin to cell membranes, and over time more complex molecules that performed these reactions better than the smaller ones could have evolved, scenarios dubbed “metabolism-first” models, as opposed to the “gene-first” model of the “RNA world” hypothesis.
xxx
1- Panspermia
xxx
Teoria da Origem da Vida pela Panspermia

Teoria da Origem da Vida pela Panspermia


xxx
Perhaps life did not begin on Earth at all, but was brought here from elsewhere in space, a notion known as panspermia. For instance, rocks regularly get blasted off Mars by cosmic impacts, and a number of Martian meteorites have been found on Earth that some researchers have controversially suggested brought microbes over here, potentially making us all Martians originally. Other scientists have even suggested that life might have hitchhiked on comets from other star systems. However, even if this concept were true, the question of how life began on Earth would then only change to how life began elsewhere in space.
xxx
8 – Evolução Biológica Como Continuidade da Evolução Cosmológica (Matrix/DNA)
xxx
Nucleotideos = Galaxias = Células

Nucleotideos = Galaxias = Células


xxx
Diagrama do Software de um Sistema Fechado

Diagrama do Software de um Sistema Fechado


xxx
Ciclo Vital de Humanos e Astros Celestes

Ciclo Vital de Humanos e Astros Celestes


xxx
Comment Posted at Live Science Article:
Louis Morelli · New York, New York

There are 8 theories. The last one is “Matrix/DNA Theory”. It suggests a configuration of the building block of galaxies which is the same configuration of a pair of nucleotides, the building block of RNA/DNA. The astronomical building block in this figure is a perfect closed system that works like the best machine. But, attacked by entropy the whole system is fragmented in its “bits-information”, in shape of photons, which are radiated by stars and planet’s nucleus. These photons penetrates atoms of planets surfaces and when there are good conditions, the photons drive the atoms to new combinations reproducing the astronomical system, which final results is the cell system, which has the same configuration of the astronomical building block. Them the theory suggests that the network of photons works like a software, showing the diagram of this software and suggesting that the Universe is like a computer, where Evolution is resulted from the entropic cycles with feed-back between the lightning software and the massive hardware. The theory is surprising because it shows how all life’s properties can be performed in a mechanic arrangement like in astronomy, and electro-magnetic spectrum of light. If you want see the figures, search “the universal matrix.com”.
xxx

Porque Não Acredito na Minha Visão do Mundo e nesta Teoria

quarta-feira, fevereiro 10th, 2010

Os modelos da Matriz têm sido tão eficientes nestes 25 anos desde sua descoberta que já me peguei no flagrante tomando decisões em rotinas diárias da vida me baseando nas suas mensagens, assim como Hitler se baseou no evolucionismo para se crer o “selecionador natural” das raças humanas, ou assim como um crente perdoou o ladrão pêgo na sua casa baseado na sua crença na teoria cristã. E isto é mal, muito mal, por isso, tento estar sempre me policiando e quando alguém me faz lembrar este detalhe faço questão de nota-lo para que isto reinforce meu auto-policiamento, como é o caso de uma frase lida que reescrevo a seguir:Willian Dembsky: “Qualquer pessoa que tenha estudado a história da Ciência conhece a “indução pessimista”. A indução pessimista diz que tôdas as teorias científicas do passado demonstraram estar erradas a determinado nível e precisaram ser modificadas (algumas estavam tão erradas que tiveram que ser abandonadas por completo).Nenhuma teoria científica está escrita em pedra. Nenhuma teoria científica deve ser venerada. Tôda teoria científica deveria de vez em quando ser submetida a um escrutínio rigoroso. Isso é saudável para a Ciência.”Se alguém quiser saber mais sôbre a indução pessimista menciono abaixo o que diz a Wikipedia (pena que nada tem em português).É simples entender isto. O Universo é tão grande, mas tão grande ( pense no tamanho do planeta que é uma bolinha dentro de um imenso sistema solar que é um pontinho dentro de uma galaxia com 100 milhões de sistemas, cuja galaxia é um nada dentro de um aglomerado de galaxias que é quase nada dentro do superagglomerado de galaxias… e provavelmente este inteiro universo seja apenas um pontinho dentro de um multi-verso), e o meu cérebro tão pequeno que não passa de um pontinho dentro deste pontinho que é a Terra, e acreditar que meu cérebro possa conhecer mais que 1% das informações deste mundo e ainda resolver seu mistério… seria coisa do louco mais arrogante que pudesse existir.E quanto ao tempo? Apenas o Universo se julga ter 13,5 bilhões de anos enquanto o primeiro cérebro humano surgiu a poucos segundos nesta escala cósmica, então como poderia este absorver a história real da existência daquele? Ter a Teoria do Big Bang como a preferida que deve estar mais próxima da Verdade ( talvez ela esteja apenas 98% errada, com 1% de avanço sôbre a que estava mais certa a 200 anos atrás) acho que não é um pecado racionalista, mas sentir-se confiante em sua visão de mundo baseado nela, é loucura.A coisa é simples. O que são teorias, cientificas ou apenas empiricas? Por exemplo, sôbre as origens da vida, a 2.500 anos atrás alguns filósofos viram vermes surgindo dos cadaveres putrefatos de animais que jaziam nas ruas de Atenas e concluíram: “A vida surge por geração espontanea. Pois estes vermes não estavam aí e não vieram de nenhum outro lugar.” Foi um pensamento límpido, claro, honesto, racional, para o conhecimento da época. Eu teria pensado a mesma coisa. Mas passaram-se alguns séculos, milênios, e o acêrvo de dados coletados e registrados neste período contradiziam claramente a solução da geração espontanea. Então novamente entraram os filósofos cujo trabalho é reunir o maximo possivel de dados conhecidos e coletados pelo método reducionista e  tentar conecta-los para montar o quebra-cabeças. Surgiram as teorias do principio vital de Pasteur, ou do determinismo quimico de Pauling, etc.,  e finalmente formulou-se a atual teoria da abiogenesis. Mas o que é esta teoria senão a mesma da geração espontanea, apenas transformando o “espontaneo de algumas horas” dos gregos, no “espontâneo de 3,5 bilhões de anos”,  dos pensadores modernos? O significado final continua o mesmo, quer dizer, a vida surgiu onde e quando houve condições físicas para tal ocorrer, sem intervenção de nada sobrenatural. Portanto a teoria dos gregos não foi derrubada, apenas foi ampliada, ela continua como fundação basica da teoria atual. É isso o que ocorre com as teorias honestas e pensadas, pois elas nascem pela nossa razão, nossa razão é uma produção natural, e uma produção natural expressa a verdade natural, mesmo que seja incompleta porque o campo visual e táctil ao redor dessa produção seja muito limitado. É por isso que não consigo ser tão duro com os religiosos como são os ateus. A idéia de Deus surgiu num cérebro humano primeiramente e por isso essa idéia deve ter algo de naturalmente explicável nela. Talvez aquele cérebro estivesse alterado por algum sofrimento ou mesmo por alguma substância natural. Com os modelos da Matriz sugerindo que o Universo é uma produçao genética, o que sugere que o Universo ou um sistema que existe dentro deste universo e evolui seja uma espécie de filho e gerado por um sistema natural, e a recente aparição da mente ou intelig6encia sugerindo que o sistema criador deve ser tambem inteligente… pode facilmente nos levar a dar o nome a esse sistema de Deus. Porém, transformar um sistema natural inteligente, por maior que seja, em um ser infinito, eterno, onipresente, onisciente, todo poderoso… aí não pode ser produto de um pensamento natural saudavel e e honesto, pois em nenhum momento e ponto do limitado espaço que rodeia o cérebro humano a Natureza nos mostrou algo com essas qualidades.Enfim, nunca, jamais, devemos deixar que o imaginado sôbre o além das fronteiras dos espaços e tempos que rodeiam nossos cérebros nos suba à cabeça e nos crie uma espécie de fé que venha a influenciar nosso comportamento. As lições da História aí estão e isto serve igualmente para a Teoria da Evolução, da abiogeneses, do Design Inteligente, da Matriz/DNA, etc. Sempre foi assim antes: as teorias da moda sempre estão longe de serem a verdade final, por mais completa, eficiente, e lógica que possa nos parecer. Nosso cérebro ainda não tem informações suficientes e não está estruturado para abranger o Universo. O que não significa que as nossas teorias honestas não tenham valor, pois elas são sempre uma pausa feita na correria pela sobrevivência para pensar e meditar no que se sabe e como esse conhecimento pode ser conectado de modo que nos leve direto à obtenção de mais conhecimento.Pessimistic induction (Wikipedia)In the philosophy of science, the pessimistic induction, also known as the pessimistic meta-induction, is an argument which seeks to rebut scientific realism, particularly the scientific realist’s notion of epistemic optimism.Scientific realists argue that we have good reasons to believe that our presently successful scientific theories are true or approximately true, where approximate truth means that the central terms of such theories genuinely refer. The pessimistic meta-induction undermines the realist’s warrant for his epistemic optimism via historical counterexample. Larry Laudan argues that the history of science is a “graveyard” of once empirically successful theories whose central terms have been found not to refer. For example, 18th century optical aether theory and the humoral theory of medicine were incredibly successful, and yet we no longer believe in the existence of aether, nor would we want to label such theories as having been approximately true. Using meta-induction, Laudan then argues that if past scientific theories which were successful were found to be false, we have no reason to believe the realist’s claim that our currently successful theories are approximately true. The pessimistic meta-induction argument was first fully postulated by Laudan in 1981 and survives to this day as one of the strongest arguments against scientific realism.

A Teoria Nebular e a Astronomia nos Textos dos Livros Escolares

quinta-feira, março 26th, 2009

Este artigo visa estudar e debater as visoes de mundo transmitidas ou inculcadas nas cabecas das criancas e jovens atraves dos bancos escolares. Existem pessoas que creem no mundo feito por Deus, existem pessoas que creem no mundo sem Deus e existem pessoas que creem no mundo gerado por ancestrais naturais atraves de softwares geneticos. Nao precisa saber muito para concluir como estas visoes de mundo conectam diferentemente os neuronios nos cerebros e produzem pessoas que se comportam diferentes entre si.  Portanto este tema nao e’ metafisico e sim tem enorme influencia no nosso dia-a-dia e determinara’ a nossa sorte no nosso destino.

Vejamos este trecho da revista “The Economist”, May 31st 2003, pag 78:

” Os discos achados em volta de um tipo de jovens estrelas conhecidas como T-Tauri, sao exemplos nos textos dos livros escolares de como se supoe sao formados os sistemas solares. Uma rotatoria nuvem de gaz e poeira inicia a se contrair sob sua propria gravidade. Ela se esquenta no meio enquanto as regioes esxternas se achatam. Enquanto a temperatura no centro aumenta ao ponto de iniciar a fusao nuclear, a poeira na parte achatada se amalgama e adere. Eventualmente, os monmticulos formados pelo amalgama juntos formam os planetas, e o gaz adere como suas atmosferas.

O que os textos destes livros gastam poucas paginas e’ explicando que, na maioria das estrelas tipo T-Tauri, seria tomado muito tempo para conseguir de pequenas particulas de poeira objetos tao grnades acomo aterra, para nao falar de Jupiter. Por volta dos dez milhoes de anos e’ o tempo calculado gasto na formacao de planetas.

Por enquanto, apesar de tao diferentes, os modelos da Matriz e os modelos da Nebular nao se negam mutuamente, ao contrario, as duas podem sobreviver em tal cenario. Bastaria `a Teoria Nebular ver, no meio dos discos de gaz e poeira a presenca de buracos negros e pulsares tais como descritos pela Matriz. Mas existe um outro problema que torna esdte tema complicado e que teremos de refletir muito antes de finalizar o artigo. A Teoria da Matriz apresenta um modelo de um proto-sistema astronomico que na realidade nao existe num dado momento e que e’ formado pelo ciclo vital e constituido pelas diferentes formas de um unico astro e seus acessorios sob este ciclo vital. Portanto nao se trata de um modelo de sistema astronomico, nem solar nem galactico. Para nossos modelos, sistemas solares pouca importancia tem, da mesma forma que, no estudo do corpo humano, os atomos que constituem-no pouca importancia tem. Porem, em relacao ao prototipo, denominado LUCA, ainda nao estou certo se os sistemas solares seriam seus atomos ou suas celulas. Ainda assim, no estudo geral da anatomia humana, pouco se refere as celulas.

Mas vamos voltar e continuar este tema…