Posts Tagged ‘Trump’

Mensagem da Matrix: Trump e o Instinto Predador sobre o Clima Global

quinta-feira, janeiro 26th, 2017

xxxxx

(publicado primeiro no Facebook)

Penso em como e’ bom conhecer a psicologia humana, pois vamos vendo todas nossas previsões antecipadas sobre como a pessoa vai agir ou reagir sendo confirmadas. Por exemplo, hoje o Trump tomou uma decisão que pode significar a extinção da humanidade, ou não ter qualquer efeito: cortou todas as relações do governo com a ideologia ecológica. Ate o curriculum educacional para as escolas vai mudar.
 
Se existe ou não mudanças climáticas planetárias devido a humanidade, e’ ainda assunto para estudo científico, obtenção de mais informações reais. Mas porque alguns acreditam piamente que existe e outros, como o Trump, acreditam piamente que isso e’ conversa mole de reacionários?
 
Pense numa gang de leões no alto da colina, sob a sombra, esperando a fome chegar para descer no vale e fazer a colheita da carne que as ovelhas estão produzindo ao trabalhar transformando grama em carne. O Trump e’ um humano representando o leão – carga genética herdada dos ancestrais animais, fixada no Complexo Reptiliano que ainda temos como um caroço na base do cérebro, e que se expressa como predador ou presa dependendo do ambiente, da família e da cultura dominante onde nasceu.
 
O leão e’ o mais violento e forte ser vivo na Terra. Nada o desafia, nada o enfrenta, todos o temem. Por ser violento ele necessita de reação violenta, de guerra, para dar vazão as suas forcas reprimidas. O Trump vai adorar enfrentar e guerrear contra o ISIS, e quem mais sequer falar mal dele. E’ muito corajoso, ao extremo, pois para ele a Natureza e’ cúmplice, ele nunca perdera uma guerra, seja elefante, baleia, tubarão, anaconda, o que for. Sejam chineses, russos, islamitas, sioux… ele vai ficar ansioso e torcendo para alguém leva-lo a violência.
Ecologia nasceu do lado oposto, ou seja, dos que tiveram seu lado genético de ovelha, expressado. Para ovelhas, o maior horror e’ ficar sem pasto, devido a intempéries. Mas o Trump percebeu que entre estas ovelhas ecológicas e mansinhas, surgiram alguns médios predadores, como lobos e raposas, espertos que viram como lucrar financeiramente de politicas ecológicas. Ai eriçou a cabeleireira amarela do Trump, ele esfregou as mãos satisfeito: ” Oba, vamos ter violência, divertimento. Claro, como sempre, vou aniquila-los.”
O Trump acredita que a carnificina, a violência, e’ um recurso que lhe foi dado pelo mundo, pela natureza, e ate mesmo por Deus, para ele governar e manter a ordem sobre os médios predadores, para assim conservar eternamente suas presas escravas e seu território. E’ como acreditaram os autores dos livros religiosos, todos dizendo que a gang dos autores foram escolhidas por Deus para reinaram na ordem todas as outras racas de fracos animalizados, ignorantes das verdades do mundo, perdulários, inconsequentes, habitados pelo demônio. E tanto insistiram nisso através de milhares de anos, tanto falsificaram as interpretações sobre os fenômenos naturais e a realidade mundana, que conseguem enfiar isso no cérebro das ovelhas, as quais passam a acreditar nesta divisão divina de classes e torna-se doceis escravos voluntários.
 
O Trump nunca obedeceu uma lei natural fundamental: es um sistema biológico e aberto, portanto necessitas de energia dos alimentos, de proteção do corpo na moradia, etc., e como nada disso cai do céu por magica, tudo isso demanda trabalho duro calejando suas mãos, portanto, antes de nascer, fostes condenado ao trabalho real, duro.” Mas essa e’ uma lei natural para apenas a metade da face da Natureza, aquela concernente ao estado de ordem. Acontece que a biosfera terrestre veio da face do caos, cuja lei mais atuante e’ a da maior força bruta, eventos ao sabor do acaso. Esta vence e se acomoda, quando então desenvolve a astucia.
 
O maior problema e’ que o leão tem a ideologia fundamentalista de conservar o seu território com seus escravos a qualquer custo, e com isso torna-se um serio obstaculo ao levantamento das forcas da ordem que sempre se levantam do caos. Este prejuízo, se tonando muito tempo, e’ o que pode determinar a extinção da especie antes de sua transcendência. Não vejo como o Trump se convenceria a si próprio a se despir daquele pedaço de pano colorido que ostenta em volta do pescoço e chama de gravata, arregaçar as mangas, deixar seu quarto dom pilares de mármore incrustados de ouro, e ir para terra plantar batatas ou cavar buraco para fazer seu próprio banheiro. Ele vai lutar ate o ultimo suspiro, mas jamais vai obedecer esta condenação que veio dos céus sobre os homens. Existe a saída sendo vampiro de outros humanos que nasceram mais fracos devido ao ambiente de caos, e ele vai insistir sempre nessa saída.
 
Quando o cérebro animal atingiu certo estagio de evolução, se abriu para uma transcendente propriedade rondando a natureza, num estado de plasma, denominada “auto-consciência”. Porem apenas se abriu e esta nova forma de sistema natural plasmática segue os mesmos processos de formação de qualquer outro sistema natural, tendo que passar pelas formas iniciais de blastula, feto, embrião, etc. A placenta cerebral veio se desenvolvendo no topo do cérebro, acima da base cerebral animalesca e chama-se neocortex. O estado hoje desta nova propriedade natural e’ por nossos sensores naturais desconhecido, porem, como este novo sistema ainda não abriu seus próprios olhos, não desenvolveu seus sensores e nem mesmo ainda sabe a substancia e forma de seu corpo, apostamos que esta na fase de embrião… dentro de cada cabeça-ovo humana. Como fica o Trump neste quadro geral?
 
Claro a genética expressa mais forte o hardware já formado, pois o software – a mente – ainda e’ embrionaria. Assim, se o que da e exprime a tendencia destruidora do grande predador são seus dentes caninos, a psique humana feita por esta genética, ainda mantém fortes seus dois caninos, abstratos, porem como forcas internas incontrolável. Assim, O Trump não tem conhecimento profundo científico algum sobre os vários temas que influenciam a existência da humanidade, nem sequer dedicou reflexões mais profundas a nenhum dos casos. A estrela dele nasceu para brilhar sempre, Deus está com ele, a Natureza fez a carnificina no mundo porque e’ necessária, deve ser para combater o demônio, etc. Esta falta de reflexão que se atrela ao caráter conferindo-lhe o respeito a outras forças do mundo e portanto a responsabilidade, ficam, no caso dos grandes predadores, inexistente. Exemplo tácito foi o Hitler, que jamais foi tocado pela propriedade da responsabilidade quando decidiu guiar milhões a guerra que para na crença mitológica dele, estava previamente vencida.
 
Então esta atitude irresponsável e instintiva vai se repetir em todos os casos onde possa florescer um conflito que confere o paraíso para o Trump e suas emoções primitivas. Não existe nenhuma reflexão sobre os temas, o importante ‘e agitar. Ele vai atacar a todos atiçando-os onde houver oportunidade, seja construindo muralhas em volta de seu território, mas não para impedir a entrada de mais ovelhas, estas sempre seriam bem-vindas, mas sim para expulsar, limpar seu território para além das muralhas, dos outros tendentes a predadores, como os traficantes, etc. Assim a coisa ate perde a graça, pois todo dia vira mais uma notícia de uma decisão do Trump apenas para nos fazer repetir a mesma coisa:” isso já estava previsto, nada novo”.
Enquanto isso, o embrião cósmico que poderia salvar a humanidade de sua extinção e leva-la a transcender sua forma primitiva atual,mas que para isso precisa que a especie procure por si mesma exorcizar essa herança animal de sua carga genética, estará interrompido no seu desenvolvimento dentro das cabeças de predadores e ovelhas, e ate’ ameaçado a sofrer um aborto prematuro mortal. Mas o Universo não reclama pois ele já esta acostumado a ver suas sementes florescerem ou desaparecerem dependendo da seara onde caem.

A Nova Onda da Força Misteriosa que Impulsiona o Trump, o Putin, o Temer, etc.

domingo, janeiro 1st, 2017

xxxx

Em que estou a pensar?

Em um dos mistérios existenciais da vida e deste mundo que tem muita influência em nossas vidas. E’ sobre forças, elementos, desconhecidos, invisíveis, que atuam na matéria ao nosso redor, nos nossos corpos, assim como a mente e’ algo ainda desconhecido, invisível, mas tem força real que consegue mover nosso corpo nas direções que ela decide. Estou crendo que varios indicios apontam para a existencia de algo muito misterioso, apesar de eu ter sido o mais extremado materialista, naturalista, pois ninguém mais produziu uma cosmovisão tão alicerçada na natureza como e’ a cosmovisão da Matrix/DNA.

Estes indícios envolvem uma intuição humana que vem da antiguidade: a de que aos sete anos de vacas gordas sobrevêm os sete anos de vacas magras. Simplesmente ela sugere que nossas vidas estão sendo influenciadas por um ciclo natural de sete anos que nao temos a menor ideia de onde vem, o que seja.

Envolve também a evidência que tenho notado ultimamente: está ocorrendo uma onda de vitórias, de ganhos, dos humanos predadores em cima dos humanos-presas, depois de ter ocorrido uma fase do oposto. A sorte, a fortuna esta vindo para os grandes predadores e eles estão rindo a vontade. Eleição do Trump, golpe vitorioso do Temer, ganhos exorbitantes dos capitalistas nos bancos e corporações, o Putin subindo as alturas, os conservadores e republicanos voltando a se afirmaram no poder em todos os paises. Isto depois de uma fase em que vimos um preto na presidência, um operário e uma guerrilheira na presidência, vitórias dos partidos minoritários socialistas na Europa, ganhos de salários como no Brasil pulando de 80 dolares para 300 dolares… Claro, o que e’ vacas gordas para os grandes predadores significa vacas magras para a massa dos dominados…

Dentre os indícios também tem a intuição do humano intelectual e cientista moderno, de todos os paises, de que existam universos, realidades paralelas, coexistindo aqui conosco sem que tenhamos a menor percepção disso. Mas acho  fácil entender o porque esta estranha e desconfortável intuição pode ser possível. A matéria em nossos corpos e como tijolinhos de tudo neste universo material perceptível aos nossos limitados e pobres cinco sentidos cerebrais, sao os atomos. Atomos sao como o sistema solar, se voce conseguir ter em mente a verdadeira dimensão deste sistema solar. Ele e’ tao grande que se juntar-mos o Sol e todos os seus planetas num so ponto ponto dentro deste sistema, sairemos com a impressão que o sistema e’ praticamente apenas espaço vazio. Pois se juntar-mos protons, neutrons, electrons num so ponto dentro do átomo, veriamos como um buraco branco luminoso na imensidao do espaco intra-atomico. Mas o problema vai mais além. Quando vamos ver melhor estas partículas, vemos que eas sao igualmente quase vazias. Chegamos ao as compõem, os quarks, mas se formos ver melhor os quarks, eles também sao quase vazios… Resumindo: o nosso mundo material não existe de fato, acontece que nossos cérebros existem formados de átomos que não existem na realidade mas nossos cérebros acreditam que existem e se auto-projetam externamente criando a sua realidade imaginada. Quer dizer,.. estes mundos existem em relacao a um mundo finito, e não existem em relacao a um mundo infinito. Mas qual o certo: o finito ou o infinito, ou uma terceira alternativa que nossos cérebros nao conseguem processar? Ninguém pode saber, apenas ter opiniões. Mas se nosso mundo e’ vazio, quem nos pode garantir que nao existam outros seres formados de outras coisas vazias que acreditam que existam seus universos destas coisas vazias e estão bem aqui junto de nos? Ocupando o mesmo espaco? Pois na verdade somos nos que nao estamos ocupando espaco algum… e talvez eles tambem nao. O multiverso de Hawkins, os universos paralelos destes malucos cientistas que estão ficando ainda mais malucos com esse estranho mundo na dimensão quântica, pode existir… na nossa imaginação e na imaginação de talvez muitos outros seres capazes de imaginações.

Outro indício me veio a mente agora. Nos meus seis ou sete anos isolado na selva bruta, penso ter passado por isso sem ter percebido naquela época. Existe uma época em que os animais estão mais gordos, os pássaros cantam mais, macacos pulam mais nas árvores, e ouve-se o aterrorizante rugir das grandes feras com mais frequência. Os sapos coaxam mais a noite na beira dos lamaçais. Eu tive muitas noites assim, mas também tive noites que pareciam mais escuras, nao ouvi tantos animais emitindo ruídos fora da barraca, a selva parecia mais triste. Porém aumentava o rugido das grandes feras. Cheguei a pensar que seriam feras fêmeas que reagem a menstruação, ficam alvoroçadas, sei la’. E a selva responde a essa onda de rugidos de forma petrificada, em total silencio, todos correm para suas tocas. Mas e facil de entender. Quando o clima está bom, a vegetação floresce com mais abundância, as ovelhas-presas tem mais alimento e suas populações crescem. O efeito e’ o correspondente aumento na população dos predadores. A seguir o clima decai, as presas sofrem uma redução violenta na população devido a escassez de alimento e a grande quantidade de predadores. Com isso cai o alimento para os predadores, que passam a se depredarem entre si mesmos e vão morrendo de fome. Talvez isto seja um ciclo, e continuo, e talvez dai, desta memória animalesca registrada em nosso DNA, que vem o instinto imaginado humano dos sete anos de vacas gordas e magras. Mas o que causa esta alternancia do clima que dispara todos estes acontecimentos que determinam o estado de vida dos seres vivos? Nao pode ser apenas a natureza bruta geográfica pois os humanos aprenderam a contornar isso com o depósito e conservação dos alimentos, porém a economia continua se alternando, e as ondas de favorecimento a humanos predadores e humanos-presas continua ocorrendo. Nao ‘e problema apenas de temperatura do Sol, da Terra, e’ algo, uma força real, atuante, muito mais complexa, que atua no todo, vem de todas as partes do mundo.

E atrás de desmascarar esta força estou eu agora. Como filósofo empedernido, junto todos os pedaços do mundo em cima de uma mesa, e fico olhando-os, tentando conectá-los, ver se vejo o quadro geral, final, animado pelo sucesso ao obter o quadro geral da Matrix/DNA. E sao tantos detalhes! Sao detalhes unindo a ferocidade animal das feras na selva `as estranhas causas e efeitos observados na dimensão quântica dos corpos das feras e da biosfera, sao os comportamentos do Trump entrelaçados com emanações da relatividade geral, e dai por diante. Nos precisamos acabar com estas ondas, existem bilhões de humanos  que estão vindo de um progresso ilusório e entrando em noites escuras tenebrosas, torturantes. As noites da máxima escravização, das vitórias e poderes dos grandes sadistas predadores, os dias de penurias e escassez. Tenos inteligencia, temos que nos impor ao mundo ao redor, temos que conhecer suas forças para dominá-las de maneira que nos permitam sobreviver da melhor maneira possível para podermos evoluir, chegar a nossa transcendência antes que este planeta entre nos mesmos estados dos outros planetas do sistema solar e nao mais suporte a vida aqui. Nesta fase que favorece os Trumps da vida eles chegam ao máximo da arrogância crendo que eles sabem a verdade, eles tem a vida correta, e por isso alguma entidade inteligente que esteja por tras desse mundo os esta favorecendo. Mas eles nada sabem como eu e creio ser burrice estarem construindo algo nos sete anos de gordas que com certeza vai se encolher nos sete anos das magras para eles.

Como essa onda entra em nossos cérebros, fazendo expressar com mais dominância certas regiões e suprimindo outras que vinham a todo vapor? Claro, alterando alguma coisa no nosso meio-ambiente, mas o que tem forca assim para alterar o mundo ao nosso redor?! Comecam a despontar pistas, vou construindo hipoteses, tenho que sair la fora no mundo real para procurar evidencias que reforcem algumas destas hipoteses e descartem outras. Um bom método e’ registrar sistematicamente todos os detalhes do fenômeno por escrito, isso ajuda a ordenar as ideias… por isso estou escrevendo este artigo para deixá-lo aberto e ser continuado a qualquer momento que novidades surgirem. Mas continuo como carrapato agarrado nas pegadas e nos calcanhares desta misteriosa, não importa se nos sete anos de bonança ou nos meus sete anos de vacas magras que significam sete anos de vacas gordas para as gangs dos TRUMPistas, PUTINicas, TEMERonofobicas, BANCOfogas, etc.  Se os universos paralelos que existem mas não existem trocam relações entre si e esta força negativa para mim está vindo de um deles, vou atravessar a fronteira com a mesma coragem que entrei na selva e vou la’ pegar os culpados nao-existentes que pensam que existem e traze-los ao peso da justica!