Posts Tagged ‘Universal’

Matriz Universal por Vinicius Machado: Outra Intuição Similar a Matrix/DNA

quinta-feira, maio 2nd, 2019

xxxx

Assunto descoberto no artigo:

https://www.terra.com.br/noticias/dino/cientista-independente-descobre-como-funciona-a-materia-escura-e-o-desenvolvimento-da-vida-no-universo,f1e8b6b6154700524047716f48dc7cd0ftddr48j.html

O qual indicou o canal de videos abaixo:

Uma grande vantagem da Matrix/DNA sobre a evolução universal

segunda-feira, abril 15th, 2019

xxxxx

Vamos supor um filme documentário de uma hora sobre a historia do Universo.

Agora vamos dividir a fita deste filme em 60 pedaços, cada um correspondendo a um minuto do filme. Vamos chamar cada pedaço de “variável” ( no método científico, uma variável é um fato que pode mudar de acordo com os ambientes, circunstancias, etc. Por exemplo, cada uma das based do DNA é chamada de variável).

Então a fita está dividida em 60 variáveis. Agora vamos supor que você nunca viu o filme e eu lhe dou apenas 4 pedaços, 4 variáveis e peço para você montar o quebra-cabeças, ou seja, monte um filme igual ao original. Claro que você não vai conseguir, pois tendo apenas 4 minutos sendo cada um aleatório de diferentes partes, não pode dar ideia sobre o que é o filme inteiro. Depois de muito pensar você pode montar um filme em que se encaixe os 4 pedaços, e esta será sua “teoria” sobre o que deve ser o filme.

Quando fiz esta experiência, pensei que um pedaço mostrando uma supernova explodindo era um ovo sendo quebrado, que o campo gravitacional de uma estrela era a asa de uma galinha, e meu filme final ficou sendo a história da galinha e  o ovo. Nada tinha a ver com o filme original.

Assim é a teoria do Big Bang. Tendo apenas 4 variáveis ( a cosmic wave background, a curvatura da luz, a expansão do Universo, e… não me lembro agora a quarta ), tentaram montar o filme dinâmico da História do Universo. Estas 4 variáveis levaram-nos a uma hipotética origem começando com uma grande explosão, a história toda se desenrolando ao sabor do acaso, etc.

Sera que montaram algo parecido com a real Historia do Universo ou algo como a historia da galinha e  o ovo, que nada tem a ver?

Eu tentei montar este filme com um método diferente. Partindo do pressuposto que tudo o que o Universo produziu e que podemos conhecer de fato hoje, foi por uma longa cadeia de causas e efeitos de 13,8 bilhões de anos, sem nenhuma interferência sobrenatural, eu desenhei tudo isso que pude em pedaços de papel e espalhei-os sobre o terreiro de cimento onde meu avô secava e rastelava os grãos de café ao sol, aproveitando um periodo entre safras. Lá estava o desenho de uma mitocôndria, de um chifre de cavalo… quero dizer… de uma vaca, a folha da jabuticabeira, o rabo do esquilo perto do rabo do macaco, a segunda lei da termodinamica, o átomo de tungstênio, o coitado do rebaixado Plutão, a tal cosmic wave background, etc., e etc. Por cima contei uns 1.500 papeis. Continuei por semanas fazendo mais papeis, pois sempre lembrava de novos fatos, eventos, fenomenos naturais que eram importantes, influenciaram na historia, nao podiam ser esquecidos. La ia pelos 3.000 papeis…

Então andava no meio deste terreiro olhando para os papéis no piso. Aí peguei o rastelo do meu avô mais uma pá e carreguei todos estes papéis pondo na caixa de cimento vazia que estava ao lado do terreiro. Fiz uns cálculos, cheguei ao número seis, peguei giz e rabisquei o chão separando o terreiro em seis retângulos. Pequei tábuas velhas da casa que meu avô havia desmanchado e as fixei acima das linhas de giz fazendo seis caixas separadas. Eu não queria que o vento levasse os papéis de um retângulo para outro.

Então pegava da caixa de cimento um punhado de papéis e olhava um por um, se era átomo ou organela de célula, ou órgão de organismo, etc., e colocava em caixas específicas. Assim separei a evolução universal em seis quadros, seis momentos históricos. Aí chegou a vez das varinhas. Se na casa das organelas tinha a mitocôndria, com certeza ela veio da evolução de algum principio que tinha de estar em algum daqueles papeis que estavam na casa do estado do mundo antes de surgir as mitocôndrias. Obviamente este estado do mundo era composto por astros, galaxias. O que mais funcionava como uma mitocôndria no espaço sideral? O que tinha ali com cara de mitocôndria? E ribossomos… E achava o pulsar, funcionando igual mitocôndria, produzindo igual mitocôndria, então deve ser este o danado ancestral. Para fixar aquela conexão eu cortava uma varinha no tamanho da distância entre o pulsar numa casa e a mitocôndria na outra casa e deitava ali entre os dois a varinha. Acabei tendo uma rede, uma network complicada dos diabos, quase acabei com a mata do meu avô para conseguir as varinhas, enquanto depois do trabalho ele ia no terreiro ficava olhando aquilo curioso, mas ainda me incentivava.

Finalmente as varinhas deram a dinâmica ao filme, as figuras se tornaram ativas personagens e mudando de formas ao longo de toda a historia, entao montei o filme final, uma nova versão do filme da história do universo.

Se esta versão estiver mais correta que a versão do Big Bang deve-se ao fato que,  enquanto os teoristas do Big Bang começaram e fizeram o filme todo com apenas 4 variáveis, eu comecei com milhares de variáveis.

Apenas para citar um exemplo, hoje ainda a Teoria da Evolução ( mesmo depois de milhares de remendos feitos na teoria do Darwin) esta apresentando muitos buracos. Estes buracos não existem na minha teoria da evolução, eles foram preenchidos e explicados. isto porque Darwin montou a teoria com apenas três variáveis – Variação, Seleção e,  Hereditariedade – enquanto eu encontrei na evolução cosmológica mais 4 variáveis. Então montei a teoria com sete variáveis, em situação mais favorecida que Darwin.

Quanto menos variáveis você tiver, mais difícil será calcular o filme inteiro. Uma variável apenas a mais, já ajuda muito. Imagina milhares de variáveis a mais…

Agora, cá entre nos… quando nos conscientizamos da inimaginável imensidão deste Universo, com um trilhão de galáxias cada uma com 100 bilhões de estrelas, e tudo isso rodando durante 13,8 bilhões de anos, um tempo que cérebro nenhum consegue processar, eu pergunto: Quantas variáveis, quantas evidencias, serão necessárias para montar a real Historia deste Universo?

Eu chutaria umas cem bilhões de variáveis, apenas para calcular algo próximo da historia real. Por isso não posso acreditar na minha versão desta história, feita com apenas miseras 3,000 variáveis. O que não me entra na pchuluca da minha ideia e como estes caras, com apenas 4 variáveis, criaram tanta fé na sua versão desta história!

  • ” Mas… mas se não se pode acreditar em nenhuma versão da Historia do Universo, porque você botou tanto trabalho para fazer uma?”
  • ” Well… por dois motivos principais: Primeiro, justamente para me vacinar contra a fé, que fecha as mentes ‘a busca de mais conhecimentos, a criatividade, etc. Se fosse educado num ambiente acadêmico certamente esta teria entrado e dominado minha mente como uma doutrina, e tendo uma outra diferente versão, eu fico suspeitando sem ser doutrinado; Segundo porque as teorias tem ajudado muito no desenvolvimento do nosso conhecimento. Teorias sugerem, nos iluminam a fazer experiencias que sem elas nunca sequer imaginaríamos. Por exemplo, o Einstein teorizou que a luz distante de uma estrela deveria se curvar ao passar perto de um astro. Então alguns pesquisadores por causa dessa teoria montaram uma aparelhagem de observação numa eclipse solar e constaram a tal luz se encurvando. isto pode ter muitas aplicações em tecnologias, mas se não houvesse uma teoria, jamais teria sido descoberto. Outro caso foi a teoria de que deveria existir uma ressonância de fundo como uma especie de eco do Big Bang. Tipo de teoria que geralmente entra por um ouvido e sai pelo outro, não teria qualquer aplicação prática, mas é curiosa e isto fica memorizado na mente do leitor. Vai daí que certo dia engenheiros da telefônica estavam pesquisando as origens de ruídos nas linhas, detectaram um ruido vindo de longe… Se não tivessem lido a teoria, este ruido seria esquecido, como algo inevitável da natureza sem explicação, mas a teoria levantou e deu realce ao ruído, e aplicou-se a várias outras pesquisas e mais teorias, etc. Eu acho que não perdi meu tempo. Minha teoria geral esta falando de milhares de coisas que nunca se pensou e um dia uma destas coisas pode ajudar em mais um pequeno passo na grande senda conhecimento humano.

E se alguém tem curiosidade sobre como esta fé acadêmica esta funcionando, veja o vídeo no outro artigo seguinte.

 

 

Evolução: Bom argumento dos criacionistas sugerindo que a Teoria da Evolução da Matrix/DNA é mais racional

sexta-feira, outubro 26th, 2018

xxxx

Texto de um criacionista criticando os evolucionistas ateus e a seguir, analise da Matrix/DNA

“Still no evidence for a talking snake.” – Says the atheists. But…

Human beings read, write, talk, publish books, design and fly airplanes and more, and:

  • Our ancestors were supposedly apes, so that means they are claiming populations of apes could eventually, over generations, learn to read, write, talk, publish books, design and fly airplanes and more if you just “give it enough time”.
  • Our ancestors were supposedly reptiles before that, so that means they are claiming populations of reptiles could eventually, over generations, learn to read, write, talk, publish books, design and fly airplanes and more if you just “give it enough time”.
  • Our ancestors were supposedly amphibians/frogs before that, so that means they are claiming populations of amphibians/frogs could eventually, over generations, learn to read, write, talk, publish books, design and fly airplanes and more if you just “give it enough time”.
  • Our ancestors were supposedly fish before that, so that means they are claiming populations of fish could eventually, over generations, learn to read, write, talk, publish books, design and fly airplanes and more if you just “give it enough time”.

This is what they call “reality”. Meanwhile they reference satan speaking THROUGH a snake as a “talking” snake, while believing populations of snakes could eventually learn to read, write, publish books, speak, pass laws, design computers and more, if you just “give it enough time”. Hypocrisy, which exposes the unfortunate willful ignorance.

Parecer da Matrix/DNA:

Pela interpretação da evolução, os acadêmicos consideram que o processo evolucionário desde a matéria sem vida, passando pelo primeiro ser vivo, até o homem foi Darwinista,  único e completo pelos três mecanismos – Variação, Seleção Natural, Hereditariedade.

Sabemos que os humanos puderam, eventualmente, aprenderem a falar, escrever, ler, publicar livros, desenhar computadores, mandar humanos `a lua. Se consideramos como correta a interpretação acadêmica do processo Darwiniano, temos que aceitar que os  nossos ancestrais macacos iriam, apos muitas gerações, serem capazes de falar, escrever, ler, publicar livros, desenhar computadores, e porem seus descendentes na Lua; que os anteriores ancestrais mamíferos de quatro patas como as vacas, iriam, apos muitas gerações, serem capazes de falar, escrever, ler, publicar livros, desenhar computadores e porem vacas… digo…, seus futuros descendentes, na Lua; e teríamos ainda que aceitar que os anteriores ancestrais, os repteis como as cobras, iriam, apos muitas futuras gerações, serem capazes de falar, ler, escrever, desenhar computadores e por cobras.. digo… seus futuros herdeiros, na Lua; mas teríamos que aceitar que os ainda mais antigos ancestrais, como os peixes e as sardinhas, iriam, muitas gerações no futuro, aprender a falar,ler, escrever, desenhar computadores, construir varas de pescar, e porem sardinhas… digo… suas futuras gerações, na Lua; mas teríamos que aceitar que antes, os vermes… iriam – dando-lhes o devido tempo de bilhões de anos – para a Lua, a bordo de espaçonaves!

E finalmente, a matéria sem vida da Terra, apos 3,5 bilhões de anos de sua evolução, venceu as distancias do espaço vazio e foi visitar a matéria sem vida da Lua. Enquanto isso, a matéria sem vida da Lua, sem precisar de todo este esforço evolucionário de 3,5 bilhões de anos, visita a matéria da Terra enviando simples meteoritos…

Qualquer esforço de racionalismo detectara’ que existe algo errado nesta interpretação.  O erro esta’ no desconhecimento da amplitude do processo evolucionário e qual o significado cosmológico, universal, natural, de sua existência. A evolução não consiste em transformar especies constituídas de simples matéria e mais adaptadas em novas especies mais complexas. Ela consiste em disponibilizar mais informações para serem materializadas por um único sistema universal que surgiu no Big Bang construído por uma formula, tornando-o cada vez mais complexo. Para entender isto, uma analogia vem a calhar… Na embriogênese, uma simples formula inicial – o DNA – em meio material, cria um sistema celular e depois fornece informações transformando esta célula em blastula, feto, embrião, criança, adulto, etc, sempre complexificando o mesmo sistema.

Mas na embriogênese, percebemos que aos 6 ou 8 meses, quando o cérebro esta formado, surge uma auto-consciência expressada. Isto não significa que cada cérebro cria uma auto-consciência e pela primeira vez no Universo, mas sim que a auto-consciência estava presente como potencial latente desde a primeira célula. E mais: a auto-consciência já existia alem do pequeno universo ovular do embrião, na especie humana, que foram seus criadores.

Voltemos então `a evolução universal. Estamos percebendo que aos 13,8 bilhões de anos, nesta região do Universo, se expressou a auto-consciência, e no sistema universal que teve inicio no Big Bang. Sendo tudo o mais igual – a embriogênese humana é uma auto-projeção da embriogênese do sistema universal – a auto-consciência esteve todo este tempo de 13,8 bilhões de anos no estado de potencial latente, vinda do alem deste Universo. Esta auto-consciência – como a mente de um sistema natural, sempre teve seu espaço reservado e mantido por todos os sistemas ancestrais – de átomos a galaxias a bactérias – que foi ocupado ela entidade do sistema, uma especie de software mantendo as regras internas dos sistemas. Apenas o cérebro humano, quando forma novas arquiteturas como o neocortex, esta’ preparado para iniciar a expressão desta auto-consciência. A qual traz consigo as propriedades de criar a linguagem, a fala, aprender a escrever, a ler, a publicar livros, a desenhar computadores e por cérebros humanos na Lua.

Não, nem macacos, nem vacas, nem peixes, nem amebas, e nem fetos humanos, poderiam jamais produzir descendentes que aprendessem a falar, a desenhar computadores, se contassem apenas com as propriedades e mecanismos da interpretação darwiniana do processo da evolução. Existe uma crucial diferença entre a especie humana e todas suas formas ancestrais. A auto-consciência dorme nos átomos e galaxias, sonha nos vegetais e nos animais, e finalmente começa a despertar e levantar no Homem. Levanta-se trazendo consigo a inteligencia, para falar, escrever, ler, desenhar computadores, e alavancar o corpo humanos para sua grande aventura cósmica. Até agora, apenas dentro da Matrix/DNA Theory, estamos aprendendo a amplitude e todos os constituintes do processo evolucionário universal.

Imagem do Citoplasma com Organelas em 3D

sábado, agosto 4th, 2018

xxxx

 

Imagem incrível de um citoplasma com suas moléculas e organelas em 3D! 😍 Créditos: David Goodsell

Imagem incrível de um citoplasma com suas moléculas e organelas em 3D! 😍
Créditos: David Goodsell

Parece uma vista aérea e não por acaso; esta obra foi desenhada por quem esta’ no ceu. Não por alguma divindade sobrenatural e sim apenas pelo sistema astronomico que produziu a Vida aqui… Pena que a crença acadêmica esta’ atrapalhando a Fisica e a Biologia ao separar o criador que veio da Evolucao Cosmologica da sua criatura que iniciou a Evolucao Biologica. Nao aceitem isso, e serao capazes de ver o Cosmos atraves do microscopio apontado para uma celula. Assim como não existe duas naturezas, não existem duas evoluções, ela e’ so’ uma,.. a Evolucao Universal. Prestem atencao na Matrix/DNA Theory que esta mostrando a figura do elo evolucionario entre a galáxia e o primeiro ser vivo…

sexta-feira, junho 22nd, 2018

xxxx

https://scienceandbelief.org/2018/05/31/guest-post-how-can-messy-and-disordered-processes-produce-complexity-and-life/#comment-161617

Guest Post: How can messy and disordered processes produce complexity and life?

Meu comentario postado em 22/06/18: nao saiu publicado talvez aguardando moderacao. Voltar e verificar se foi publicado porque apareceu minha conta do WordPress, postei sob conta do WordPress e devo verificar se isto funciona)

Posted by Louis Morelli at 06/22/18: 

Interesting! Nature ( or God) took 10 billion years building the frame for supporting life. The construction of the frame began in chaotic state and arrived to the most ordered possible state: these astronomical systems. Then, upon this frame and over Earth surface was chaos again, from where emerged life. Who like me that has lived at a jungle like Amazon, knows that this biosphere still is chaotic. We can say that the inner chemistry of human bodies are at ordered state, but the set of human bodies at what we call “humanity” or “human species” is still chaotic. Why God do things in this tortuous way?!

The most rational explanation in my opinion is in a theory called “The universal formula Matrix/DNA for all natural systems”. It begins suggesting that from the Big Bang to nowadays there is a unique universal system, and the various shapes of systems – like atoms, galaxies, cells, human bodies, etc. – are evolutive variations of this universal system, like the human bodies shapes as morula, blastula, fetus, teenager, adult, etc. are merely variations of a unique system. So, it suggests that while there is a biological genetic code for all living systems, called DNA, the DNA itself is the biological variation of a universal matrix encoded at those non-living and ancestral systems. What do you think about? if you see the Matrix/DNA universal formula and knowing that proteins are the biological representations of the entire circular circuit of a system, you will see proteins by a new understanding and creative way.

Bomba! Nem o Sistema Solar nem a Via Láctea são discos planos achatados e sim… esferas! … Sugere a Matrix/DNA

terça-feira, fevereiro 20th, 2018

Para ter-mos uma pálida ideia de quanto existe neste mundo que nos não sabemos, vou citar um exemplo:

Temos visto as fotos de galaxias distantes tiradas pelo Hubble. Em todas as fotos, as galaxias se apresentam como sendo um disco plano, achatado. As vezes, raramente, uma foto mostra uma galaxia com alguma protuberância no centro, dando a ideia de ser uma espiral achatada. Isto e’ o que nos mostra nossos instrumentos científicos que são meras extensões dos nossos sentidos naturais, neste caso, dos nossos olhos.  Puro engano!

As galaxias são bolhas, esferas bem arredondadas. Mas para vê-las na sua totalidade como esferas, seria preciso uma visão e uma glândula pineal sobressalente como antena capazes de ver a realidade revelado pelas sete faixas da luz universal. Como sabemos essa luz apresenta sete diferentes faixas, diferentes em frequência de onda, de vibração, de densidade, velocidade, movimento, etc. E nos apenas vemos e percebemos com todos nossos cinco sentidos a parte do mundo revelado pela faixa que esta bem no meio das sete, a quarta faixa, a qual denominamos de luz visível. Esta quarta faixa central apenas mostra a parte da realidade dos objetos que esta no seu centro, como num disco plano, mais um pequeno alargamento em espessura deste plano, ao qual denominamos de “largura”. Então vemos e percebemos as densidades, os sons, as temperaturas, etc., da maneira tridimensional, ou seja percebemos da parte central dos objetos a região compreendida em sua largura, o seu comprimento e sua altura. Então não vemos as partes do mundo que são reveladas pela faixa dos raios gama, do infra-vermelho, do ultravioleta, etc. nem percebemos as coisas e criaturas que existem no estado vibratório destas faixas. Apenas podemos captar do mundo as coisas que estão na mesma faixa vibratória que nossos corpos e mente estão, ou seja, a quarta vibração. Não apenas nos humanos: o nosso planeta, que foi quem nos forneceu aos nossos corpos este estado vibratório e de percepção, ele nos fez assim porque ele também tem seu corpo no estado vibratório da quarta faixa. Então por isso ele ocupa a faixa da onda orbital do sistema solar localizada em quarta posição, ou seja, ele e’ o quarto planeta a partir do Sol no centro. E por isso também só percebemos o sistema solar na sua região central plana achatada… mas ele também e’ uma esfera.

Cada faixa  tem seu mundo, sua realidade própria, da qual não adianta tentar-mos imaginar como seja, pois nosso cérebro não poderia processar esta informação. Com a nossa evolução nos iremos gradativamente ampliando nossa percepção e entrando nas duas faixas vizinhas, a da direita e a da esquerda. Recebendo informações destes mundos aos poucos vamos desenvolvendo nossos cérebros e sensores, e dai sim, seremos capazes de processar todas as informações destes mundos. Seguiremos assim ate’ entrarmos nas sete faixas e absorve-las completamente.

Por isso nossas teorias sempre são incompletas, tem que serem remendadas a cada avanço no conhecimento, a ponto de que a uma situação em que nelas não caibam mais remendos e então são transformadas em outras teorias mais amplas. A teoria Ptolomaica de que a Terra seria o centro do mundo nos satisfez por 2.500 anos, ate que ela não conseguiu mais satisfazer nosso cérebro alimentado com novas informações e então Galileo, Newton a transformaram consertando alguns erros. Mas suportamos Newton por um seculo ate que Einstein com sua teoria da relatividade veio mostrar vários erros e a transformou em algo mais amplo. Assim vai acontecer com tudo o que pensamos hoje que sabemos, tudo sera’ transformado e relegado a base apenas primitiva do conhecimento.

Ainda me persiste a duvida do que significa estar no quarto estado. Seria isto indicador de que nosso conhecimento apenas conhece de fato o que esta na quarta faixa, ou seria indicador de que percebemos não apenas a quarta, mas também as três primeiras, que são a nível evolutivo inferiores `a nossa? Por ora vou ficar com a hipótese que isto e’ indicador de que nosso cérebro vive as quatro dimensões quando convive aqui na superfície da Terra com representantes das três primeiras dimensões, porem nossa mente se esquece e ignora a parte do nosso corpo que se encontra nas três dimensões inferiores propositadamente, para ficar livre e aprender a nova dimensão em que ela emerge. Assim estamos captando desde partículas a átomos a rochas e a astros espaciais que seriam representantes da primeiro dimensão. Captamos o reino vegetal que seria representante da segunda, e o reino animal como representantes da Terceira, mas não vivemos ou não nos sentimos na pele destas criaturas.

Como serão as outras seis faixas de discos planos desta galaxia que não estamos percebendo nem temos qualquer ideia de que existem bem aqui ao nosso lado? Como sera’ cada faixa, com seu especifico, único e separado mundo, suas criaturas, suas leis naturais, seus significados e conceitos? Se as estruturas das galaxias na nossa dimensão são astros, serão também astros existentes nestas outras dimensões ou suas estruturas são outras coisas que não podemos sequer imaginar? Temos uma pálida ideia do que sera’ a terceira faixa porque vemos e percebemos animais e o que buscam no mesmo mundo que compartilham conosco, porem, eles captam melhor sinais da primeira faixa, como os campos magnéticos, por estarem mais próximos dela do que nos. Mas como serão as faixas de mundos superiores? Sera’de la’ que viriam estes discos voadores que parecem ser fantasmas de outra dimensão? Seja como for, o simples fato de que já percebemos a existência de galaxias enquanto nem plantas nem animais o percebem, de saber-mos que somos quase cegos porque só vemos a sétima parte da realidade, indica que estamos evoluindo na direcao de transcender-mos para viver a quinta dimensão, e isto nos alerta para que tentemos no máximo do possível imaginar como sera um mundo bem mais evoluído, mais ordeiro, sem esta sombra de caos que ainda permeia nossa dimensão, para sabermos quais as regras comportamentais que devemos desenvolver para sermos aceitos e convidados com alguma ajuda a dar-mos mais este grande salto rumo ao sublime destino que deve existir na transcendência final alem das sete faixas da luz, no qual deve ser chamado de reino da fonte dessa luz universal.

Já esta’ chegando o tempo em que começamos a perceber erros na teoria geral da Relatividade de Einstein. Sugerem minhas formulas um erro sutil na sua teoria, quando ele morreu acreditando que o Universo tenha a forma cilíndrica. Pois quando calculei a evolução e historia universal do sistema que esta se desenvolvendo dentro deste Universo, pondo-o a rolar ao sabor das leis naturais conhecidas ate’ hoje num gráfico cartesiano tendo como coordenadas o tempo e espaço, e iniciando com o Big Bang, no final reparei que a trajetória do corpo tinha desenhado dentro do gráfico uma figura! E bem conhecida: justamente a imagem de uma unidade do DNA, ou mais, justamente a figura da formula que denominei de Matrix/DNA. E isto significa que a forma da face do Universo não e’ esférica, nem cilíndrica, mas sim a forma do DNA!

Surpreso fiquei dias, semanas, pensando naquela incrível coincidência e comecei a pensar que aquilo estava querendo revelar algo muito importante, só não sabia o que. Ate’ que um dia me toquei… Ora, quem foi que procurou a face do Universo? Senão o meu cérebro que e’ composto de neurônios tendo no centro justamente o DNA? No final quem estava procurando era o DNA, e como ele e’ como nos, ou seja, tem uma personalidade forte ( basta ver como ele a expressa geneticamente em nossos detalhes físicos), ele não consegue a sublimidade de ser impessoal. Então ele se auto-projeta no que procura a ponto de encontrar-se a si mesmo. Assim como Narciso viu sua imagem refletida na água e se considerou o mais perfeito e belo do mundo. Assim como os homens primitivos imaginaram Deus se auto-projetando e concluindo que Deus seria a nossa imagem e semelhança. Então somos traídos por nos mesmos quando tentamos entrar em áreas proibidas muito mais elevadas do que onde estamos. E então também admirei como Einstein, o qual considero tenha sido um grande gênio, pode cometer um erro tao infantil: ele descobriu com sua teoria da relatividade que tudo e’ relativo e se tudo e’ relativo – ele deveria ter percebido – o Universo e’ relativo. Então sua face se apresentara’ de uma forma especifica para cada diferente observador ocupando um especifico ponto no tempo e espaço, tal como a galaxia faz conosco. Sim, o Universo e’ relativo no sentido que ele pode mostrar mil faces diferentes, cada uma ao sabor e gosto do fregues arrogante que ele atende. E bota eu e meu DNA neste cesto de fregueses.

Bem…, se alguém ler isto aqui, saiba que isto não e’ verdade, apenas mais uma hipótese inicial que me surgiu agora quando estou novamente estudando as formulas e modelos teóricos da Matrix/DNA Theory. A nossa verdade oficial e’ de que a Via Láctea se parece com um disco achatado, e isto deve seve ser respeitado sempre que ouvirmos nossos irmãos descreverem-na assim. Porque como não temos certeza de que nossa logica racional não esta desviada da logica da verdade, não vamos nunca afirmar isso com firmeza e veemência. Alem do mais, estas possibilidades aventadas neste texto são produtos de uma teoria feita por humanos, e como disse acima, as teorias podem estar a frente do nosso tempo intelectual de hoje mas com certeza estarão atras dos tempos intelectuais dos amanhas. Mas também acho que não devemos ignorar essa possibilidade, porque se ela for verdade, estaremos ajudando nossos irmãos a abrirem mais suas mentes encaminhando-os junto conosco para os planos mais elevados. Ámen!

( Obs.: abaixo apresento o espectro eletromagnético total das sete faixas, porem ao gráfico da escola acadêmica foi inserido nomes e significados que foram sugeridos pela teoria quando ela sugeriu a bombástica possibilidade de que a onda total original da luz universal que foi emitida junto com o Big Bang e a qual nossa visão não pode captar, traz em si o código da formula para criar todos os sistemas naturais, inclusive a… Vida! Sendo assim, identificamos cada forma etária do corpo humano nas suas intensidades de energia, funções nos sistemas sociais e familiares, etc., com cada uma das faixa da luz universal, o que significa ainda que se as nossas formas mudam devido ao processo do ciclo vital, significa que a onda de luz também e dividida em diferentes formas porque ela também se propaga no espaço e no tempo com um ciclo vital… (clique na imagem para amplia-la):

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

 

A Formula Universal, Matrix-DNA, Pode Cometer Erros Contra Si Própria, Corrigidos pelo Mecanismo da Autocura, como o DNA.

quarta-feira, março 29th, 2017

xxxx

Acabei de descobrir que a Matrix/DNA Universal pode cometer erros contra ela própria, e entre outros efeitos disso, indica que de fato existe o livre-arbítrio… ate’ um certo limite, desde a era das partículas, dos átomos, das galaxias…

Mas no código que ela carrega – para produzir sistemas naturais impregnados do ciclo vital – já veio encriptado o mecanismo de autocura, o qual e’ responsável pela entropia, degeneração, auto-reciclagem ou morte, onde ocorre a mutação que elimina o erro e o novo renascimento como uma oportunidade para trilhar o caminho requerido pelo Universo.

Os biólogos já perceberam que o DNA tem a capacidade de corrigir erros nas translações dos genes, mas desconhecem a causa e o mecanismo. Agora sabemos a causa e o mecanismo…

A Matrix errou, quando, por exemplo, saiu da nebulosa de estrelas para se tornar sistemas galácticos fechados em si mesmos, cortando relações com o resto do mundo e assim fechando as suas portas a sua própria evolução. Assim ela existiu por bilhões de anos quando a sutil e sorrateira entropia começou a produzir-lhe as dores do mal funcionamento sistêmico. Ela praticamente morreu como sistema fechado tornando-se sistema aberto na forma de sistemas biológicos, quer dizer, vivos. Erro, experimento do erro, constatação do erro, desespero do erro estar fadado a ser eterno, principio de autocura, morte, queda, caos, mutação, renascimento, como sistema aberto. estudando este processo podemos saber algo do que os biólogos ainda não conseguiram desvendar: como funciona, qual a causa, do mecanismo corretor de erros do DNA.

A origem deste mecanismo e’ ainda mais profunda e se perde nas noites do tempo, ou seja, vai para alem do Universo e do Big Bang. Esta origem vemo-la na onda de luz original emitida junto com o Big Bang – ou vinda antes e produzindo o Big Bang. Ao se expandir na substancia espacial – a dark matter – a onda de luz que tinha encriptado o código para criar sistemas  inclusive os vivos, vai perdendo suas partículas fótons que saem do fluxo central, e quando ela se enfraquece ela se desintegra no resto que ainda existe de fótons. estes fótons começam a fazer o caminho reverso na forma de energia negativa e luz negra. O final sera estes fótons recompor a onda de luz original retornando a fonte de onde veio. Assim a própria luz erra ao se expandir onde não devia, morre, se desintegra, muta, e retorna para renascer da forma correta. Autocura… E como ela retorna impregnada de auto-consciência, podemos dizer que a autocura possibilita a transcendência.

Evidencias para Ausencia de Inteligente Designer, Video por Neil deGrasse Tyson

segunda-feira, novembro 21st, 2016

xxxx

(legendado) Stupid Design – Design Estúpido

E meu comentario postado no Youtube:

Louis Charles Morelli  Louis Charles Morelli – 11/21/2016

Existem duas explicações para esse estupido design sob a perspectiva humana:
1) Toda vez que o sistema universal mudou de forma ( de sistema atômico para sistema estelar e galáctico para sistema celular,etc.), a nova forma passou por duas fases evolucionarias. Primeiro a fase dos ovos botados fora onde a prole esta sujeita a todos os males e, segunda, quando os ovos são mantidos dentro, ate quando a prole pode se auto-sustentar. O sistema universal esta agora mais uma vez mudando de forma aqui na Terra. De sistema biológico para sistema consciente, e como esta ainda ‘e um embrião de consciência universal estamos na fase dos ovos fora, por isso sujeitos a rodas estas tragedias.
2) O sistema universal tem duas alternativas opostas a seguir: ser sistema aberto ou fechado em si mesmo. Quando ele adquiriu a forma de galaxia, essa nossa ancestral se tornou um sistema fechado em si mesmo, cortando relações com o resto do Universo e fechando suas portas a sua evolução ( veja o modelo cosmológico da Matrix/DNA Theory). Em sistemas fechados a morte ocorre quando a entropia fragmenta o sistema em suas unidades de informação (radicais livres) e ao invés destas partículas se exteriorizarem elas se dirigem internamente ao centro do sistema, onde geram o caos. Se elas se encontram numa plataforma ao mesmo tempo, ( como na superfície de um planeta favorável) elas tentam reconstruir geneticamente o sistema de onde vieram e por isso surgiram os sistemas biológicos na Terra.
Portanto somos filhos do caos pelo erro de um nosso ancestral. O fato e’ que a existência de regularidade formando estruturas complexas neste Universo refuta a eternidade do acaso, mas a falta de cuidados mínimos a estas estruturas organizadas refuta a existência de algum observador inteligente caindo de amores por humanos. Apenas se realmente surgir inteligencia humana na Terra ( a união de todos eliminando os conflitos internos, a sadia convivência sincronizada com as leis naturais do planeta), teremos chance de superar essa fase dos ovos fora abandonados a própria sorte e aguentar a nossa vida ate que este embrião de consciência nasce e assim obteríamos nossa transcendência para uma forma superior que não poderá ser afetada por todos estes males e perigos sabiamente apontados por Tyson

A Evolucao vem de Baixo(Inferior) para Cima(Superior) ou de Cima para Baixo? Ninguem Pode Ainda Saber…

sábado, dezembro 26th, 2015

xxxx

Parece-nos obvio que a evolução tem caminhado do simples na direcao do cada vez mais complexo. Isto sugere que a evolução venha de baixo, do inferior, na direcao do topo evolucionário, do superior.

Na verdade, o pensamento acadêmico que esta na moda nesta época não aceita dizer que a “evolução vai na de…” pois para eles, a evolução e’ cega, e simplesmente um jogo de forças empurra e entra ou passa onde existe espaço e oportunidade. Eu não conheço nenhum fato real comprovado que possa derrubar esta afirmação deles, mas tambem não conheço nenhum fato real que a comprove. Primeiro porque, simplesmente a evolução ainda esta acontecendo, nos humanos somos produto dela, estamos dentro dela, e quem esta dentro da evolução não pode conhecer a sua verdade. So depois quando a evolução parar desaparecer poderemos afirmar se havia algum proposito ou não na evolução. Segundo porque creio que o modelo astronomico desta moda atual esta incompleto ou errado e portanto, não temos a correta informação de como era o estado do mundo antes do inicio da evolução biológica e não temos sabedoria dos elementos todos astronômicos interferindo nesta evolução biológica. Terceiro porque se existir a Matrix/DNA, a evolução tem que ter tido um proposito, obedeceu uma direcao.

Mas com direcao ou sem direcao, a evolução biológica tem mais evidencias a seu favor que a teoria criacionista, então esqueçamos a questão do proposito. E a evolução universal (cosmológica mais biológica) segundo as academias de Ciências desta época, tem vindo de baixo para cima, no sentido de que o simples era o inferior e o mais complexo e’ superior.

Mas sera mesmo?

Se eu fosse um minusculo microbio inteligente dotado de telescópio e habitando o meio de um ovulo não fecundado, eu iria assistir o big bang de uma nave extraterrestre chegando ao centro do ovulo. A nave-espermatozoide desastrada ( pois seus ocupantes se esqueceram de fazer uma fechadura que permitisse abir a nave por dentro para poderem sair), teria sua membrana rompida bruscamente e logo a seguir se formaria uma célula, Esta se tornaria a morula, a blástula, o feto, etc. e no fim, olhando pela janela, veria um ser na forma humana dando adeus para meu pequeno universo. Acabei de ver a evolução de baixo para cima, do simples ao mais complexo. E acreditaria piamente nisso.

Mas ai um outro microbio vindo de outra região me pegaria pela pata e me levaria ate um lugar dizendo: “Veja para trás, antes de começar essa evolução.” E veria um casal na mesma forma de humanos. Foi a especie humana que deu inicio aquela evolução e com o proposito de obter outra criatura humana. Isto significa que toda aquela historia que eu assisti estava sendo dirigida por uma mão invisível, que eu jamais poderia acreditar estivesse ali.

E sabemos que a evolução tambem não começou com aquele casal de humanos. Ela vem de muito tempo antes passando por formas, especies, que o microbio resumido ao seu pequeno universo jamais vai ver.

Então vamos ter que ir antes do Big Bang do Universo, e alem do Universo, para ter a resposta cientifica a esta pergunta. E outra coisa: A Natureza imediata daqui esta “afirmando” a evolução não acontece as cregas, que ela tem um proposito, o mesmo proposito que tinham nossos pais quando começaram nossa Historia. Mas ainda existem menos de 50% de chance de que a hipótese da evolução cega poderia ser a correta alternativa.

Os que acreditam que a hipótese da evolução cega perfaz mais que 50% de imediato criticariam a maneira como exponho a questão dizendo que não existe o menor sentido em comparar a embriogênese com a evolução. Bem,  eu responderia:

1) E voces estão comparando a evolução cega com uma ocorrência onde o livre e bruto jogo das forcas e elementos naturais possam produzir um sistema funcional e melhor adaptado ao ambiente que os sistemas que foram chocados ou misturados, ao acaso. Por favor, me mostrem essa ocorrência, e repetida milhões de vezes, que foi a quantidade de vezes que a evolução apresentou um novo tipo de sistema natural.

2) A longa cadeia de causas e efeitos que começou no Big Bang ou antes dele produziu aqui e agora uma evidencia para a evolução com proposito – a qual e’ a embriogênese de um sistema biológico -me diga em que momento no passado alguma forca ou elemento fora dessa cadeia veio de maneira que tenha mudado os resultados do mesmo processo no passado. Esta cadeia de causas e efeitos esta aqui perante os nossos olhos mostrando como ela faz novos sistemas naturais. Voces dizem que a nível de evolução universal foi diferente. Me mostrem essa diferença. Me mostrem o elemento ano-natural ou sobrenatural que atuou nesse meio tempo.

3) A Matrix/DNA esta sugerindo que nunca houve abiogênese, mas sim aqueles milhões ou bilhões de anos na formação de moléculas ate chegar a’ primeira célula completa biológica nada mais foi que um processo de embriogênese astronômica com mutação devido a mudança de ambiente no processo reprodutivo. Provem o contrario. Voces dirão que o onus da prova cabe ao proponente da teoria. E eu respondo que teoria quem esta propondo são vocês, com o nome de abiogênese. Eu simplesmente estou reproduzindo e projetando no passado o que meus olhos estão vendo aqui e agora. E eu quero ver uma outra historia onde ocorreu um processo chamado abiogênese. Voces estão apelando para a imaginação, para o pensamento magico como qualquer outra religião, eu estou simplesmente sendo racional. Eu perguntei `a natureza la no meio da selva como ocorreu as origens da vida no passado e ela me respondeu mostrando uma macaca dando cria a uma nova vida logo ali perto. E eu não penso que  Natureza jogue dado enganando suas criaturas.

E aqui o leitor pode ter uma súbita visão esclarecedora do que consiste o amago da teoria da Matrix/DNA. Durante toda a evolução biológica dos seres vivos teve uma essência passando por dentro de cada criatura, uma essência que nunca morreu, nunca parou de crescer, evoluir: o DNA. Mas na minha cosmovisão, não existe separação entre evolução biológica e o mundo onde ela apareceu, no qual, dizemos que ocorreu a evolução cosmológica, desde as partículas as galaxias. Então, se foi assim , o que aconteceu na verdade foi a evolução de um único sistema natural, que primeiro se chamou sistema-partícula ( formado de quarks, leptons), sistema atômico, astronomico, biológico… Assim como o corpo humano pode ser dividido em sete formas principais durante sua vida – a forma de embrião, baby, criança, etc. – assim esta acontecendo com o sistema universal. Se as formas do corpo humano mudam devido a uma forca que denominamos ” ciclo vital”, então o sistema universal tambem vem mudando de forma pelo mesmo principio. Mas enquanto a forma biológica apresenta como essência codificadora isto que chamamos de DNA, não podemos transferir essa biologia para evolução cosmológica. Ou seja: o sistema universal tambem deve ter sua essência universal, a qual atravessou todas as especies do sistema. Uma Matrix Universal. Entendeu agora?  E’ na busca da prova desta teoria que tenho empenhado minha vida.

Mas qual a importância deste artigo? Não e’ mera discussão sobre teorias. A visão de mundo da matrix/DNA esta sugerindo a nos um guia pelo qual pautar-mos a direcao da nossa vida aqui e agora. Ela diz que somos aqui na Terra 8 bilhões de genes que evem serem somados a uma quantidade muito maior existindo em outras regiões do Universo, e nossa missão e’ construir o filho daquilo ou daquele que acionou o Big Bang. Como sabemos da embriogênese que depois de terem feito seu trabalho e terminado  obra, os mesmos genes que vieram dos pais sobem a cabeça do novo ser e todos tornam-se uma so’ personalidade, a qual ‘e realmente o filho, assim temos nosso futuro assegurado. E uma explicação sobre a razão da nossa existência, não e’ muito importante?

 

 

Evolução Biológica É Impossivel… Afirmam Criacionistas. Matrix/DNA Theory Sugere que Não…

domingo, agosto 31st, 2014

E aqui vamos nós de novo. O debate entre metade do mundo intelectual modcerno e a outra metade nunca termina. Surge agora uma voz no meio, com uma terceira visão, entrando no meio do debate. Agora são 3 faccões. Veja o ultimo exemplo deste debate, aqui:

EVOLUTION IS BIOLOGICALLY IMPOSSIBLE

 

http://scienceblogs.com/pharyngula/2014/08/30/friday-cephalopod-dumbo-doesnt-do-them-justice/#comments

xxxxx

Louis Charles Morelli

New York – USA

August 30, 2014

The “design” is identified: the natural universal formula that is hidden under all natural systems – from atoms to galaxies to human beings. This formula is itself under evolution, its first appearance in this “Universe” was in shape of light waves containing the code for life, and its last shape here and know is the DNA. This design has worked in this Universe without applying any kind of intelligence. And the whole Universe have its entire Natural History re-written from this formula perspective, we have the knowledge of the product, which launches solid bases for calculating what is the producer. it is a natural conscious system. Which self-reproduces by natural genetic process. The Universe is like a placenta, inside it is occurring a natural normal process of reproduction of the thing that generated it. Again, no intelligence, no planing, applied for origins of Universes. If you want call that “thing”, that ex-machine “conscious natural system”, as God, feel free for doing it, but, you must know, the power of this “God” in relation to any living creature is proportional to the power of a pregnant woman in relation to her fetus. If you want to know the formula and the shape of that originals light waves, google “The Universal Matrix/DNA Formula for Natural Systems and Life’s Cycles Theory”. Yes, a terrestrial simple soup can generates life, if the bits-information as photons from that formula are inserted in it.