Posts Tagged ‘Universo’

O Universo como placenta de uma reprodução genética

quinta-feira, julho 12th, 2018

xxxx

O que é este Universo?!

Como ele surgiu, se é finito, ou o que ele é, se for infinito?

Começando por uma simples curiosidade filosófica existencial, quando cheguei na selva amazônica, suspeitei que seria possível entender aquela biosfera observando como cada detalhe dela se relacionava com o resto total da biosfera. Assim eu desenharia estas linhas de conexão a partir, por exemplo de uma planta, um animal, a chuva, obtendo redes de conexões, pois a neurologia não estava tentando desvendar o segredo do cérebro aplicando o MRI para obter e registrar as sinapses e montar as redes de conexões neuroniais. Mas foi aquela biosfera primordial como na selva que acabou por produzir o cérebro humano, então aquela tinha que estar embutida neste, ou seja, o cérebro seria algo `a imagem e semelhança da biosfera.

Logo percebi que cada detalhe era em si um sistema, a biosfera toda era um sistema composto de sub-sistemas. A palavra, o conceito de SISTEMA passou a ter grande importância para mim. Afinal, o primeiro ser vivo realmente completo, funcional, foi um sistema, um sistema celular. Não era o caso de teimar que uma vida só pode vir de outra vida ( onde estava a vida antes da primeira célula?), mas que um sistema natural só pode vir de outro sistema natural, me parecia obvio. Não tem como uma massa disforme e inerte criar um sistema funcional dentro de si se não tiver partículas agindo como informações de um prévio sistema.

Haviam sistemas vivos e não-vivos compondo a biosfera. Os primeiros formados de matéria orgânica, os outros formados de matéria inorgânica. Não teria o primeiro sistema vivo, orgânico, vindo diretamente de um sistema não-vivo, inorgânico? Pode ser, se neste caso trabalhou também a evolução darwiniana, em que o não-vivo serviu de ancestral e se modificou pouco a pouco, gradualmente, na direcao da vida. Mas se foi assim a teoria da abiogenesis – pela qual a vida teria surgido de uma sopa de ingredientes inorgânicos, sem formarem sistema algum, sem previas informações para sistema – estaria com algum erro.

Deixei essa questão no bolso e resolve arregaçar as mangas trabalhando no que meus pensamentos ordenava: aplique anatomia comparada entre sistemas vivos e não-vivos, para detectar semelhanças e diferenças, e tentar enxergar quais foram as transformações evolutivas darwinianas dos sistemas não vivos em sistemas vivos. Esse método foi surpreendentemente frutífero, a questão da abiogenesis foi solucionada e a biosfera terrestre me conduziu a conhecer seu passado ate chegar aos limites do… Big Bang. Eu tinha em mãos a Historia Universal, onde inclusive surgia uma causa para sua origem. E  o Quadro todo apontava nesta direcao:

Este Universo – enquanto um super-aglomerado de aglomerados de galaxias e perceptíveis pelos nossos poucos e limitados sensores cerebrais – parece ser como a placenta formada de células ( as quais são as próprias galaxias como fosseis ainda funcionais de nossos ancestrais), no meio da qual se desenvolver um sistema natural, o qual imita as formas de morula, blastula, feto, etc, pois esse universal sistema natural foi um sistema atômico, depois adquiriu a forma de sistema astronomico, daqui evoluiu para um tipo de sistema astronomico que apresenta os princípios das propriedades vitais, que depois se nanotecnologizou – assim como um corpo adulto se colapsa e torna-se um minusculo genoma – e daqui se tornou um sistema biológico vivo, o qual agora esta criando uma nova forma que é o sistema-consciência… Ou seja, neste universo nada mais esta ocorrendo do que um mero processo de reprodução genética… a qual parece uma operação computacional.

Bem,… nessa ideia eu nunca havia pensado antes. Mas os modelos teóricos e os cálculos foram elaborados com tanto trabalho, tanto zelo para não errar, pois a unica coisa que me movie era a busca de verdade sobre o que é esta existência. E afinal havia um parâmetro real, factual, natural, ocorrendo aqui e agora perante nossos olhos, que dava respaldo racional ao resultado final apontando pela investigação. No entanto, em primeiro lugar, tenho certeza absoluta que minha pequinês quando comparado as dimensões espaço temporais deste mundo, que meu diminuto cérebro com seus poucos e pobres sensores – inclusive a visão quase nada funciona pois só posso ver os objetos revelados por apenas uma das faixas das sete emanadas no espectro eletromagnético – essas limitações não podem nunca processar todas as informações que explicariam o quadro final deste mundo. Vou morrer sem conhecer a verdade e tenho que suportar essa tortura. Então, o modelo que elaborei sobre o Universo não pode estar completamente correto nem completo, e ainda, o que temos tem que ser testado `a luz de fatos, os quais, em sua maioria, ainda tem que serem descobertas, visualizados. Portanto, e por enquanto, só’ me resta uma coisa a fazer no sentido de dar prosseguimento a essa investigação: testar incansavelmente os cálculos e modelos teóricos contra todos os fatos novos que venham a ser conhecidos. O que é muito trabalho, pois apenas em termos de papers científicos, quase todos revelando ou sugerindo um fato novo, são publicados aos milhares todos os anos. Mas no meio deste árduo trabalho sempre encontramos algumas joias de algum pensador que teve a capacidade de explicar ou formular como palavras um fato melhor que eu fiz. Por exemplo, o texto abaixo obtido num artigo na Internet:

” Al respecto, el reconocido físico John Wheeler propuso que todo lo que pasa, desde la interacción de partículas hacia arriba, es en cierta forma computación.

“Si uno mira las entrañas del Universo -la estructura de la materia en su escala más pequeña- se da cuenta que no son más que bits realizando operaciones digitales locales”, dice Seth Lloyd, del Instituto Tecnológico de Massachusetts.

( Minha observação: isto pode ser visto como computação, mas é também exatamente o que acontece em genética)

Esto nos lleva al meollo del asunto. Si la realidad es sólo información, entonces nosotros no somos más o menos “reales” si estamos en una simulación o no. En cualquiera de los casos, información es todo lo que podemos ser.

( minha obs: Sim, a outra sugestão dos modelos e’ que somos 8 bilhões de genes semi-conscientes trabalhando na formação de um sistema consciente. E gene nada mais é que “uma informação”)

Assim vou colhendo e registrando aqui estas joias que servem como mais argumentos a favor da teoria geral da Matrix/DNA.

Universo nao tem centro e Big Bang nao e’ explosao, mas sim, espansao ( visao cientifica)

quarta-feira, julho 11th, 2018

xxxx

jcanive.blogspot.com/2012/01/donde-esta-el-centro-del-universo.html

lunes, 16 de enero de 2012

Dónde está el centro del Universo?

Rob Knop

O infindável kit de ferramentas da formula da Matrix/DNA

segunda-feira, julho 9th, 2018

xxxxx

O Universo nada cria de novo, pois o Universo não e’ magico, não poderia criar nova informação do nada. No entanto basta lembrar a incrível diversidade de detalhes na biosfera terrestre para suspeitar-mos dessa teoria, pois vemos fenômenos e eventos aqui e agora que nos parece não ter em nenhum outro lugar nem no passado do Universo. Se não tem, e’ novo, foi criado agora. Pode ser que a teoria esteja errada, mas depois que descobrimos a formula da Matrix/DNA e estamos aprendendo a “ler nas entrelinhas”, estamos descobrindo que os detalhes já tinham seus protótipos  guardados no deposito da formula, e portanto, da Natureza.

Bastaria a uma forma de sistema natural necessitar de um detalhe e ter as condições para fazer a formula materializar o protótipo.  Um exemplo comum da mesma teoria são as mãos humanas. A melhor e mais eficiente maneira de um organismo vivo manipular objetos externos e’ a mão humana (ao menos nos dias de hoje e aqui neste planeta), mas ela não existiu durante 3 bilhões de anos de uma vida que conta com 3,5 bilhões de anos. Ela foi no inicio um simples cílio como um pelo, depois uma pata de pato, uma asa, um casco de cavalo, uma garra de tigre, uma mão desajeitada de mão ate finalmente chegar as atuais mãos humanas. E nos causou surpresa ao descobrir que a mão humana tem exatamente a forma da formula da Matrix/DNA, ou seja, esta ferramenta já existia antes dos 3,5 bilhões de anos, e estava disponível. Para materializar ela, a formula vai construindo-a aos poucos formando sua infraestrutura, quando libera apenas parte da ferramenta, como acontecia quando a evolução estava no nível dos tigres. E também a materialização da ferramenta depende da necessidade do ser que a requere, assim como da sua capacidade de acionar a formula que esta embutida na sua genética.

Este conhecimento da formula nos tem ajudado a entender os detalhes da enorme diversificação, porque partimos da visualização do detalhe e vamos busca-lo na formula, a qual nos explica vários conceitos, como a função do detalhe no sistema, a origem do detalhe, seu desenvolvimento evolutivo, etc. Porem, se treinar-mos mais no estudo da formula podemos detectar ferramentas que ali estão e que ainda não foram materializadas. Isso impulsionaria nosso progresso. Ao invés de continuar-mos atras seguindo as pegadas da evolução podíamos nos adiantar, passar na frente dela e ser o guia numa determinada direcao de materializar mais uma ferramenta.

E agora cientistas perceberam que também a propriedade da empatia vem de um kit de ferramentas, no cérebro, a que chamaram de “rede neuronial social”. quando buscamos na formula se também a empatia já estava pre-desenhada nela, cremos que a encontramos no que chamamos de “altruísmos conectivo entre as partes do sistema”.

Este texto foi inspirado na leitura de um artigo com link a seguir e que contem o seguinte trecho:

https://hypescience.com/pessoas-podem-se-conectar-melhor-se-praticarem-a-empatia-dizem-pesquisadores/

Pessoas podem se conectar melhor se praticarem a empatia, dizem pesquisadores

Kit de ferramentas da empatia

De acordo com o texto, a maioria de nós nasce com um “kit de ferramentas” de empatia. A questão é aprender a usá-lo. “A maioria das pessoas nasce com um kit de ferramentas neurais de alto desempenho que impulsiona seu desejo de se conectar com os outros e sua capacidade de entender seus pensamentos e sentimentos, mas aprender a usar as ferramentas é fundamental tanto para os alunos quanto para relacionamentos no trabalho, na escola e em casa. Este kit de ferramentas tem raízes evolutivas profundas e é fundamental para quem somos como espécie”, definem.

xxx

E meu post no facebook em 7/9/18:

Sentimo-nos desanimados quando buscamos maneiras de mudar ou consertar o mundo porque nos deparamos com uma infindável gama de complexidade, de detalhes que puxam mais detalhes que puxam outros e de repente nos vemos incapazes de processar todas estas informações na cabeça e obter uma solução final. de onde veio tanta complexidade de detalhes que vemos nesta biosfera terrestre. Das centenas de detalhes numa flor aos detalhes das redes neuroniais no cérebro aos detalhes de 30.000 especies de bactérias… de onde veio tudo isso?! teria cada detalhe sido criado um a um por um ser superior e magico como acreditam alguns ou teriam surgido pelo simples avançar da longa cadeia de causas e efeitos que começou no Big Bang, como acreditam outros? Depois que descobrimos que todos os detalhes são partes de sistemas naturais e que todos os sistemas naturais foram criados por uma unica e mesma formula, descobrimos também que esta aparentemente mais simples formula do universo escondia nas suas entrelinhas uma infinidade de possibilidades que poderiam e podem ser materializadas se houver necessidade da evolução para tal. Precisamos criar, afirmar, fortalecer a empatia entre seres humanos para tornar a humanidade na grande universal família sonhada por Jesus Cristo? E’ possível pois a propriedade da empatia já existe pre-desenhada na formula desde antes das origens da própria vida. E saber tudo isso e’ bom, pois podemos melhorar nossas condições de existência alem de nos ajudar sobremaneira a reunir num quadro único inteligível toda essa parafernália da complexidade dos detalhes. Veja mais no link abaixo:

The Drake Equation: Vidas ou Inteligentes Civilizacoes no Universo

terça-feira, junho 26th, 2018

xxxx

 

TThe Drake Equation, a mathematical formula for the probability of finding life or advanced civilizations in the universe. Credit: University of Rochestehe Drake Equation

The Drake Equation, a mathematical formula for the probability of finding life or advanced civilizations in the universe. Credit: University of Rochestehe Drake Equation

 

What is the Drake Equation?

https://www.universetoday.com/39966/drake-equation-1/

My God !!!:

” There are an estimated 200 – 400 billion stars within our Milky Way, and modern estimates say that there between 1.65 ± 0.19 and 3 new star form every year.  Assuming that our galaxy represents the average, and given that that there are as many as 2 trillion galaxies in the observable Universe (current estimates based on Hubble data), that means that there are as many as 1.5 to 6 trillion new stars being added to the Universe with every passing year! However, some of the other values are subject to a great deal of guess work….

Wikipedia: https://en.wikipedia.org/wiki/Drake_equation

Dr. Frank Drake

Dentre os criticos negativos `a equacao de Drake tem:

The Fermi Paradox:

Com quase infinitas possiblidades de existencia de civilizacoes mais avancadas que a terrestre, entao porque nao somos visitados? Where is everybody?!

https://en.wikipedia.org/wiki/Fermi_paradox

The Fermi paradox, or Fermi’s paradox, named after physicist Enrico Fermi, is the apparent contradiction between the lack of evidence and high probability estimates[1] for the existence of extraterrestrial civilizations.[2] The basic points of the argument, made by physicists Enrico Fermi (1901–1954) and Michael H. Hart (born 1932), are:

  • There are billions of stars in the galaxy that are similar to the Sun,[3][4] and many of these stars are billions of years older than the Solar system.[5][6]
  • With high probability, some of these stars have Earth-like planets,[7][8] and if the Earth is typical, some may have developed intelligent life.
  • Some of these civilizations may have developed interstellar travel, a step the Earth is investigating now.
  • Even at the slow pace of currently envisioned interstellar travel, the Milky Way galaxy could be completely traversed in a few million years.[9]

According to this line of reasoning, the Earth should have already been visited by extraterrestrial aliens. In an informal conversation, Fermi noted no convincing evidence of this, leading him to ask, “Where is everybody?”[10][11] There have been many attempts to explain the Fermi paradox,[12][13] primarily either suggesting that intelligent extraterrestrial life is extremely rare or proposing reasons that such civilizations have not contacted or visited Earth.

Um paper sobre The fermi Paradox:

https://arxiv.org/abs/1806.02404

Dissolving the Fermi Paradox

Anders Sandberg, Eric Drexler, Toby Ord = (Submitted on 6 Jun 2018)

xxxx

The “Great Filter” Hypothesis:

Wik: https://en.wikipedia.org/wiki/Great_Filter

But perhaps the best known explanation for why no signs of intelligence life have been found yet is the “Great Filter” hypothesis. This states that since that no extraterrestrial civilizations have been so far, despite the vast number of stars, then some step in the process – between life emerging and becomes technologically advanced – must be acting as a filter to reduce the final value.

 

xxx

Uma possibilidade aventada apenas por mim:

Suspeito que existem muitas formas de inteligencia for a deste planeta que poderia ser captadas por nos, mas nunca poderiamos captar outra auto-consciencia de fora do planeta. E nem ela poderia nos comunicar. Porque?

Segundo a Historia Universal sugerida pela cosmovisao da Matrix/DNA, estivemos ha’ bilhoes de anos atras, na forma de um ancestral nao-biologico, o qual era esta galaxia. esta galaxia evoluiu ao ponto de se tornar a maquina ,ais perfeita possivel de se fazer com esta materia. Mas ela nao conseguiu dar o salto para a auto-consciencia. Ela seguiu o caminho contrario ao que permite a sua evolucao, tornando-se um sistema fechado em si mesmo, transformando seu inteiro corpo num Paraiso onde se acomodou definitivamente. Estava apenas seguindo a tendencia desta materia que e’ a busca do equilibrio termodinamico e talvez ainda a tendencia da energia natural produzido pelo atrito do avancar da luz na substancia especial de materia escura, que e’ alcancar a maior velocidade de movimento possivel de onde ela obtem seu frenesi orgastico.

Mas ao inves de se tornar definitivamente eterna neste estado, a galaxia comecou a ser atacada pela entropia, pela qual as particulas-informacao que correm no circuito esferico do sistema comecam a se desviar do fluxo e se internalizam pelo sistema caindo na direcao do seu nucleo. Isto enfraquece o sistema e comeca a gerar o caos no seu centro, devido a contradicao entre as informacoes e tendencias nas particulas do centro com as informacoes e tendencias das particulas da periferia ( exatamente como caiu o Imperio Romano). O acumulo de particulas da periferia produziu a emergencia dos sistemas biologicos e possivelmente outros nas superficies de astros como os planetas.

Agora a humanidade apresenta dois aspectos evolutivos pertinentes:

1) A robotizacao do corpo conduz `a construcao de um Paraiso para este corpo e a acomodacao dele definitivamente num novo sistema fechado em si mesmo. Com isso nao havera estimulo nem razao para sacrificios no empreendimento de viagens estelares e a civilizacao continua neste estado ate’ ser exterminada por fatores externos a ela. O feto de auto-consciencia que ela esta gestando pode ser abortado morto. ( exemplo: os dinossauros e o destino de todos os grandes predadores assim como das presas existentes hoje);

2) A emergencia ou fecundacao do corpo por uma nova entidade no universo, chamada de auto-consciencia, que esta em estagio de gestacao, talvez na forma de feto ou embriao. Ao finalizar este processo de gestacao, a entidade a nascer pode ser livre desta materia e vai habitar uma diferente dimensao. Assim a atual forma humana e sua substancia material pode passar por um salto evolutivo transcendental quando e’ transformado em outro tipo de arquitetura a suportar a auto-consciencia ( exemplo: o hipotetico alienigena puro energia e consciente);

Nos dois casos, provavelmente a civilizacao humana altamente tecnologica nunca vai realizar viagens interestelares nesta dimensao de materia que captamos… e outros no mesmo estado possam captar.

Acho que esta e’ mais uma possibilidade racional sobre “onde estao os outros”? Isto pode acontecer com todas as civilizacoes biologicas desta galaxia.

xxxx

 

 

Mais um remendo na teoria acadêmica e reforço para a Teoria da Matrix/DNA: Astronomia

quarta-feira, junho 20th, 2018

xxxx

https://hypescience.com/gigantesca-estrela-descoberta-pode-nos-obrigar-a-rever-toda-a-historia-do-universo/comment-page-1/#comment-309702

Gigantesca estrela descoberta pode nos obrigar a rever toda a história do universo

Meu comentário enviado ao HypeScience em 20/06/18:

Diz o artigo: “Nossas descobertas nos fazem questionar nosso entendimento da história cósmica.”

Ainda não captei qual a causa do bloqueio mental no mindset acadêmico que os impedem de entender a “historia cósmica”.

Essa mania e teimosia em separar a historia cósmica, com sua evolução cosmológica, da historia da vida na Terra, ou a evolução biológica, e’ irracional. Porque eu estou sendo o único humano a gritar contra esse erro crasso, a ponto de ter desenvolvido modelos teóricos racionais que mostram essa incongruência?

Astrônomo tem que ser biólogo e biólogo tem que ser astrônomo, se querem entender este mundo e nossa existência nele, porque galaxias estão encriptadas nas unidades de informação da vida e as propriedades da vida estão ocultas mas atuantes nas galaxias, como estão sugeridos em meus modelos e cálculos. As diferenças entre galaxias decorrem das diversidades possibilitadas pela plasticidade e flexibilidade da formula universal para sistemas – a formula Matrix/DNA que sugiro em meu website – e antropologizar projetando nossa realidade e nosso sistema como obrigatório em todas as galaxias e’ ignorar o nosso relativismo como observadores num ponto limitado do espaço/tempo.

Dai, todos os dias a cada novo dado vindo do Hubble essa gritaria de que precisa rever o modelo teórico, o qual não mais aguenta remendos, e’ preciso ser refeito. Separar a Historia Universal em dois blocos – a cosmológica regida pela Física e Matemática – e a Biológica – regida pela Biologia e Química – seria o mesmo que separar o corpo humano entre carne e esqueleto ósseo: o sistema total não se suporta. E criando estes dois blocos sem nenhum elo evolutivo ( veja em meu site a figura proposta como esse elo, que esta no meu avatar ao lado) e’ criar um abismo inexistente na evolução universal, e para preencher este abismo tem-se que recorrer ao imaginário mistico, criando deuses mágicos, seja o Allah ou o acaso absoluto. Eu vou lutar contra isso nem que seja sozinho ate’ meu ultimo suspiro, pois não consigo entender este bloqueio, a não ser o razoável argumento de que o cérebro humano ainda esteja configurado pela herança animal que se focaliza no imediato incapaz de levantar os olhos para cima e buscar entender a conjuntura que tem de ser unica, unificada. Alguém aqui discorda? Porque?

Hawkings defende o absurdo de sua cosmovisao: Antes do Big Bang apenas existia o Nada

sexta-feira, março 9th, 2018

xxxx

A Matrix/DNA participa nos debates na secao de comentarios deste artigo:

O que havia antes do Big Bang e da aparição do Universo, segundo Stephen Hawking

https://noticias.uol.com.br/ciencia/ultimas-noticias/bbc/2018/03/08/o-que-havia-antes-do-big-bang-e-da-aparicao-do-universo-segundo-stephen-hawking.htm

Meus comentarios enviados vao para moderacao, nao se sabe se serao publicados:

Comentario n.1:

Louis Charles Morelli  – Marco/09/18

Hawkings perdeu seus sensores naturais, ele nao toca, nao ouve, nada sente do mundo real. Seu cerebro foi conectado a um cerebro eletro-mecanico, o qual tem sensores mecanicos, como telescopios nas naves, microscopios eletronicos, etc. Entao Hawkings programou o cerebro eletro-mecanico com as informacoes humanas que ele tinha e pos esse cerebro com seus tentaculos a explorer os invisiveis macro e microcosmos. Mas estes sensores discriminam dados, por exemplo, organizacao biologica e neurologica da materia eles nao captam nada. Entao estes sensores voltaram e o cerebro eletro-mecanico passou suas informacoes ao cerebro humano. Este, baseado nas informacoes do computador reprogramou-o e o enviou novamente. Mas a certa altura este feed-back estava produzindo o contrario, ou seja, o cerebro-eletromecanico e’ quem esta dirigindo o humano, a visao do mundo sera exclusivamente mecanica, apropriada a fisica e matematica. Este e’ um dos perigos da Inteligencia Artificial tendo robots-sensores. A Teoria da Matrix/DNA colheu os mesmos dados disponiveis aos cientistas ( radiacao cosmica, expansao, propriedades da luz) e o cerebro humano fez os calculos e chegou a conclusoes muito diferentes. Crer que do nada surja algo ou que um minusculo atomo contenha o Universo e’ um absurdo metafisico religioso. E crer que estes humanos rastejando num planetinha perdido na imensidao sideral sem conhecer 5% do que existe neste Universo seriam capazes de processar as informacoes da Verdade Ultima e’ muita arrogancia…

xxxx

Louis Morelli em resposta a Rafael Cardoso em mar/09/18

Rafael Cardoso –  os cientistas nao estudam o Big Bang cientificamente, pois a Ciencia so pode lidar com objetos reais e nao fantasmas teoricos, a Ciencia nao produz teorias nem sugere causas ela apenas se focaliza no objeto que ela alcanca e pode tocar. Quando os filosofos gregos observavam uma camisa suada no canto da sala e dias depois com larvas a Ciencia atuava duas vezes: na observacao e constatacao da camisa suada e depois na constacao de larvas. A Ciencia nada dizia o que aconteceu no tempo em que ela esteve ausente. Portanto a geracao espontanea foi uma teoria surgida na mente humana, nao comprometa a Ciencia com isso. Agora existem apenas 3 fatos provados sobre o Universo conduzindo humanos a teoria do Big Bang. Nao comprometa a Ciencia com isso, ja vimos que a mente humana produz muitas besteiras. Para chegar as origens do Universo com uma teoria respeitavel sera necessario milhoes de evidencias e nao apenas tres.

xxxx

Comentario n.3

Porque uma mente humana produz tais absurdas afrontas imaginarias a si mesma? Nao e’ racional crer no Nada, crer que do Nada surge alguma coisa, que um minusculo atomo contenha o Universo… Hawkings perdeu seu complexo sensorial e sente o mundo atraves dos sensores de um cerebro eletro-mecanico o qual apenas funciona pela matematica que Hawkings acredita ser a logica, a linguagem e que pode interpretar o mundo. Quando ele produz algo nao vem de um cerebro humano, mas sim de um eletro-mecanico, cujos sensores mecanicos lhe estao fornecendo suas informacoes mecanicas do mundo. (cont…)

xxxx

moreiramoraes1971832 – Mar/09/18

E como o nada possui matéria? Acredito que existia sim a matéria, é o que podemos chamar de matéria dispersa como enormes átomos e a sequëncia se fez como as ligações atomicas unindo-se por campos magnéticos e ou equivalencias até um determinado tamanho e dai o colapso, como toda estrutura entrou no ponto de desiquilibrio irreverssivel, quanto mais crescia mais desiquilibrava, isso não só em um grande corpo de matéria mas em dois ou mais e isso fez a grande explosão em cadeia,com muita temperatura, calor, colisões em altas velocidades gerando novas estruturas, galaxias, e planetas….

Resposta de Louis Morelli

Mas para que empregar o tempo fazendo todas estas elocubracoes imaginarias inventando situacoes nunca vistas como possiveis no mundo real se ainda nada sabemos deste Universo, principalmente nos 95% dele que se supoe ser de material desconhecida?! E porque se cegar para o fato que justo e agora na nossa frente este mesmo Universo esta produzindo corpos humanos na mesmissima situacao suposta pelos conceitos gerais da teoria do Big Bang? Porque preferir a possibilidade fundamentada no imaginario `a possibilidade fundamentada no real? Ate quando esta tendencia de fantasiar com o sobrenatural (seja com deuses magicos ou nadas magicos) vai impedir de funcionar o racional puro e natural? O inicio na simplicidade singular, o bigbang, a expansao do corpo, a radiacao “cosmica”, tudo isso acontece num embriao humano, entao para que apelar ao absurdo imaginario?! De uma olhada na Teoria da Matrix/DNA e veras a teoria racional.

 

A Ciencia nao esta chegando a seus limites, mas sim ao limiar de uma nova Super-Ciencia

terça-feira, janeiro 2nd, 2018

….

https://universoracionalista.org/ciencia-limites/?utm_medium=botao&utm_source=ur&utm_campaign=onesignal

A ciência tem os seus limites

Meu comentario postado no artigo em 01/02/18 ( verificar se foi publicado > aguardando moderacao):

Assim como Copernico e o heliocentrismo, Darwin e a evolucao, etc., ainda faltam descobrir elementos na Natureza que causarao revolucoes na Ciencia, na visao do mundo, e como nao existem saltos abismais em evolucao mas sim transformacoes, o cerebro ira’ devidamente e adequadamente sendo transformado. Por exemplo, depois de tantas evidencias acumuladas e previsoes acertadas eu estou apostando que de fato exista uma formula natural que iniciou com o Big Bang na forma de onda de luz original e vem construindo todas as formas de sistemas naturais – de atomos a galaxias, aos building blocks do DNA, `as celulas e agora `as conciencias. Tenho o diagrama da formula, e os calculos da influencia dela nestes sistemas, o que me obrigou a elaborar modelos de atomos, galaxias, celulas, com diferencas em relacao aos modelos teoricos oficiais. Mas como seria possivel que este possivel elemento – que seria o ancestral do DNA e esta sendo o modelador do novo sistema “consciencia” exista aqui no meio da nossa matéria, sem que a Ciência o tenha captado? Simples: nossa Ciência pode captar tudo que se refira ao hardware material do Universo, pode ainda captar algo, como as partículas e fluxos de um possível software universal, mas mas ainda não entendeu e não pode captar o software. E esta formula tem funcionado exatamente como um software, e também sob evolução, o que torna ainda mais difícil sua percepção. Ele estava presente naquela sopa primordial deflagrando a construção dos sistemas biológicos, justamente o desconhecimento dele esta causando este grande embaraço na elucidação daquelas origens.

Assim como foi necessário alta tecnologia (MRI) para entender neurônios e saber que no cérebro ocorrem sinapses nos corpos, na biosfera terrestre e entre sistemas astronômicos existe uma rede semelhante formada por uma network de “biofotons”, mas apenas agora estamos tendo alfguns sinais de que fótons podem funcionar como biofotons, ou bits de um software. Ai esta oculta a formula natural universal, segundo nossos calculos estao sugerindo. Falta tecnologia para testar as teorias mais complexas, como esta e das cordas, e para transformar a ciência moderna em algo que nos posicione no inicio da busca outra vez.

O problema maior e’ que o cérebro humano esta condicionalmente configurado para não aceitar a existência desta formula ( como estava ao acenar teórico do heliocentrismo, ou da evolução, ou da genética Mendeliana). E’ total falta de racionalismo pois somente com ela tanto o Universo como a vida nele faz sentido racional. A correção dessa erradia conexão dos neurônios pode ocorrer se um humano conhecendo os 15.000 anos de cultura com todas suas ciências, cair na selva virgem, sofrer uma lavagem cerebral, aprender o mundo como nossos ancestrais macacos e depois retornar a civilização para comparar o que a Natureza real esta sugerindo com o que a cultura de uma visão de mundo incompleta esta modelando a Razão atual.

Que essa tecnologia e alcance macrocósmico da Ciência não torne humanos novamente arrogantes crendo que chegamos aos limites do conhecimento, como creram os geocentristas, os deístas, etc. O modelo atual do átomo esta incompleto pois os princípios da propriedade da vida estão ali em potencial ou sendo expressados, assim como estão mais evoluídos num sistema astronomico, portanto, vamos ter que mudar muito ainda no que pensamos que conhecemos e isso vai abrir janelas para realidades ainda inimagináveis, mas que supondo seja esta formula comprovada, ela já esta nos fazendo vislumbra-las.

 

Cientistas Brasileiros Contestam a Teoria do Big Bang

sábado, dezembro 16th, 2017

xxxx

A origem do Universo e’ como um acidente de carros, onde a polícia interpreta de uma maneira, o mecânico vê o estrago nos carros, o médico ve as vitimas, etc. Nao existe “teoria ciencifica oficial” pois as tres evidencias reunidas para a teoria do Big Bang e’ nada para um evento que precisaria de milhoes de evidencias. na fase de crescimento um corpo humano em expansao as celulas estao se afastando entre si… entao devemos dizer que a origem de um corpo humano foi um Big Bang? Mas foi justamente a esta interpretacao que a Teoria da Matrix/DNA chegou: a a origem de todos os sistemas naturais, inclusive corpos humanos ainda imitam exatamente a origem daquilo que criou a todos: o Universo. Havia um ovulo com um oceano de uma substancia ( o amnion corresponderia a dark matter), nessa substancia haviam as partículas virtuais que nao conseguiam firmar existencia ( como acontece com o genoma feminino no óvulo se este nao for fecundado) e de repente entrou um espermatozoide que, ao atingir o centro do ovulo teve subitamente rompida sua membrana e liberou partículas opostas e complementares, também virtuais. Ao se juntarem duas particulas opostas virtuais, firmam-se e manifesta-se a matéria normal. Dai a forma de morula corresponde a nebula de estrelas, depois a blastula corresponde a formacao de galaxias, etc. Mas neste caso podemos dizer também que os corpos humanos sao cíclicos existindo sob contração e expansão: quando atinge 20 anos e 80 kilos um corpo se contrai microscopicamente na forma de um genoma que depois vai se expandir e novamente alcançar 20 anos e 80 kilos… Enfim, os físicos veem o evento nas origens como mecânicos, eu vejo o mesmo evento pela perspectiva vital biologica… talvez todos estejamos certos e errados…

Comentário postado na seção de comentários em 12/16/17 do artigo com link abaixo:

https://universoracionalista.org/possiveis-vestigios-de-um-universo-antes-do-big-bang/

Possíveis vestígios de um universo antes do Big Bang

Biological SETI – Video com 10 teorias sobre o Universo. Pesquizar esta.

segunda-feira, dezembro 11th, 2017

xxxx

A ultima t4eoria neste video e’ a “Biological SETI”, mais proxima da minha, pesquisar:

 

Qual a origem das informacoes que transformaram o universo simples em universo complexo? Pela Perspectiva de um acdemico moderno.

sábado, setembro 2nd, 2017

xxxx

https://www.edge.org/conversation/the-computational-universe

THE COMPUTATIONAL UNIVERSE

Seth Lloyd [10.22.02]

… by the basic laws of quantum mechanics, full of quantum fluctuations are all the time injecting, programming the universe with bits of information.”

(… pelas basicas leis da mecanica quantica, cheia de flutuacoes quanticas, estao todo o tempo injetando, programando o universe com bits de informacao).

Visao de um mundo puramente casuistico. Assim diria um microbio assistindo a evolucao de um feto e estando dentro do ovo. A Matrix/DNA sugere outra resposta, baseada na opiniao de outro microbio assistindo o mesmo processo estando fora do ovo: as informacoes foram fornecidas pelos pais, elas sao expressadas devido aos movimentos (flutuacoes) dos genes.

O fato e’ que ninguem sabe explicar o que sao flutuacoes quanticas e menos o que as produzem, assim como ninguem explica energia,gravidade, apenas sabemos descrever o que as vemos fazer. Entao, o que ha’ de errado com a tese na minha Matrix/DNA Theory comparando flutuacoes quanticas nas origens do sistema universal com movimentos geneticos na origem de um sistema biologico?!

(… hi… hi…hi… Acontece que penso como filosofo sistemico sempre conduzindo minha mente fora de um sistema para analiza-lo melhor, enquanto o metodo reducionista que estes caras sempre praticaram e so’ sabem fazer os mantem sempre dentro do ovo…)

Eis um trecho da tese de Seth Lloyd:

Another feature that everybody notices about the universe is that it’s complex. Why is it complicated? Well nobody knows. It turned out that way. Or if you’re a creationist you say God made it that way. If you take a more Darwinian point of view the dynamics of the universe are such that as the universe evolved in time, complex systems arose out of the natural dynamics of the universe. So why would the universe being capable of computation explain why it’s complex?

There’s a very nice explanation about this, which I think was given back in the ’60s, and actually Marvin, maybe you can enlighten me about when this first happened, because I don’t know the first instance of it. Computers are famous for being able to do complicated things starting from simple programs. You can write a very short computer program which will cause your computer to start spitting out the digits of pi. If you want to make it slightly more complex you can make it stop spitting out those digits at some point so you can use it for something else. There are short programs that generate all sorts of complicated things. That in itself doesn’t constitute an explanation for why the universe itself exhibits all this complexity, but if you combine the fact that you have something that’s dynamically, computationally universal with the fact that you’re constantly having information injected into the universe, — by the basic laws of quantum mechanics, full of quantum fluctuations are all the time injecting, programming the universe with bits of information — then you do have a reasonable explanation, which I’ll close with.