Posts Tagged ‘uracil’

Xanthine: Molécula Envolvida nas Origens da Vida e Encontrada em Meteóritos, Reforçam a Teoria da Matrix/DNA

sábado, dezembro 8th, 2012

Lendo o artigo sôbre Panspermia, descrito abaixo, descubro hoje a existência de uma molécula, Xanthine, e uma rápida pesquisa revelou que tudo nela, inclusive sia fórmula quimica, bate em tudo com as previsões dos modêlos teóricos da Matrix/DNA feitas há 30 anos atrás. É fascinante a explicação sôbre o que produziu esta molécula, porque ela foi feita aqui, e para que veio.  O artigo onde a encontrei estará em outro artigo a ser feito aqui porque n6ele estamos analizando a questào da panspermia:

Panspermia Theory for Life’s Origins Gets Boost from Top Scientists

http://mensnewsdaily.com/2008/06/20/panspermia-theory-for-lifes-origins-gets-boost-from-top-scientists/

2008-06-20

By NewsWax

Life is all about information – its replication and processing.” — Professor Paul Davies

(Artigo copiado aqui para ser analizado e comentado item por item pela Matrix/DNA Theory)

A team of scientists from the United States, United Kingdom and the Netherlands have determined that chemicals in a meteorite that form the building blocks of DNA and RNA had formed before the meteorite fell to Earth. In a paper published in Earth and Planetary Science Letters on June 15, the team documents an examination of molecules found in the Murchison meteorite, fragments of which landed near the village of Murchison, Victoria in Australia in 1969.

Previous studies had identified amino acids and sugars in the meteorite that were believed to have formed in space. The samples the current study examined included molecules of uracil and xanthine,

Matrix/DNA: “Isto relembra a previsão feita a 30 anos atrás baseada nos modêlos teóricos da Matrix/DNA de que a uracil é a molécula dos nucleotídeos que foi feita pela função sistêmica universal numero 5, a qual, quando está na forma de building block de galaxias, faz os astros denominados “cometas”, e quando está na forma de sistema celular faz os RNA’s M e T ( mensageiro e transportador). Xanthine é uma novidade para mim, portanto vamos conhecer ela recorrendo inicialmente à Wikipedia:

Xantina é uma base purínica, composto orgânico encontrado na urina e também em diversos tecidos do corpo humano, além de estar presente em algumas plantas.

Um exemplo comum de xantina é a cafeína.

O termo Xantina deriva do grego Xanthos – que alude à cor amarela…

Lol!… Não precisou mais que 3 minutes para identificar na fórmula da Matrix de onde veio a Xanthine e saber para que veio. Ela é uma catalista, ou seja, é como uma bacia chacoalhando e mexendo as substancias dentro dela. Diferentes velocidades do chacoalho, diferentes durações dos chacoalhos e talvez diferentes direçôes dos movimentos produzem diferentes compostos finais. Isto é, a grosso modo, denominado “catálise”. A Xanthine foi produzida aqui na Terra pelas particulas-informação vindas de radiações estelares como o Sol, e/ou de radiação de nucleos planetários, na forma de fótons, que invadem átomos “inertes” obrigando-os à novas conexões, na tentativa de reproduzir o sistema de onde vieram ( pura ação genética).  As informações embutidas na Xanthine se referem ao trecho do circuito sustêmico da fórmula da Matrix/DNA que vai da Função 7 à Função 1. Ou seja, no corpo humano vai do órgão “fígado” ao órgão “coração”; no sistema celular é o trecho que vai da organela “lisossoma” ao nucleo celular: no building block astronomico é o trecho que vai do cadaver estelar ao vortex nuclear. Pela sua ação catalizadora, eu aposto que suas informações sejam mais relacionadas à ultima parte do segmento daquele trecho, devendo já conter metade de informações para elaborar o vortex: ela faz o que faz o vortex no espaço sideral – chacoalhar massa e energia degradada. Se no meteórito encontramos uracil e xanthine juntos, isto significa que a o vortex que está sendo iniciado na forma de Xanthine já está recebendo cometas, espermatozóides do espaço, o que, a nivel biologico significa que naquele meteórito já estava toda a infraestrutura instalada para se iniciar a construção da Vida, ou melhor, de um par de base de nucleotideos. Fantástico!

A fórmula quimica da xanthine reforça nossas interpretações. Vemos um ring completo, com seis átomos ou seja, hexagonal ( o que significa que a forma astronomica foi copiada uma vez e completa, mais uma estensão com uma figura pentagonal, cinco átomos, o que significa que uma segunda cópia da mesma forma foi parada na função 7 ( não conta a F5, que é o ramo interno do fluxo sistêmico, nem conta a F1, que representa-se como a primeira cópia em torno da qual se desenvolve a segunda).  A forte presença do átomo N ( nitrogênio) na segunda cópia (segundo anel) é sempre indicativa de que a fórmula quimica expressa dominantemente o aspecto entrópico degenerativo da face direita da Matrix, pois êste átomo tem numero atômico 7, justamente um a mais do que o Carbono, que na Terra é a cópia fiel da Matrix astronomica. Ora, se um átomo tem em si o sistema completo (6 atomos) e mais um somando 7, isto significa que êle está reforçando a espressão da Função 7 e já abrindo caminho para a construção da Função 1. Por isso a fórmula inteira da Xanthine é esta mensagem: ” aplique-se a êste composto movimentos expressados por mim ( direção, duração, velocidade) que faça um cadaver de sistema ser mais fragmentado, degradado, para ser ressuscitado, ou seja, que um sistema seja reciclado, reiniciado”. Veja na Wikipédia esta informação: “xanthine é o processo resultante da degradação de uma purina”, o que bate mais uma vez com nossas previsões.   Assim a descrição do fenômeno com palavras como está no texto da Wikipedia bate com a informação revelada pela fórmula quimica, e as duas descrições bate com a descrição da fórmula astronomica da Matrix/DNA e as três descrições batem com a descrição da Matrix/DNA sôbre o que são nucleotideos, para depois tôdas estas descrições baterem com o significado existencial que a Matrix/DNA sugeriu para atomos, galaxias, células, corpos humanos. Assim funciona uma lógica numa teoria racional (claro, uma pobre racionalidade como só poderia ser a racionalidade limitada ao nosso pequenino cérebro perdido nêste pontinho insignificante dêste imenso Universo. Com o avançar do nosso conhecimento deve avançar o alcance da nossa racionalidade e então, suponho, mais completa e rica será a descrição).

Copiemos aqui a fórmula da Xanthine:

Xanthine A Molécula na Origem da Vida do trecho entre F7 e F1

Xanthine A Molécula na Origem da Vida do trecho entre F7 e F1

E sua aparência como compôsto atômico:

Xanthine: A Molécula na Origem da Vida do Trecho entre F7 e F1 - Aparência Atômica

Xanthine: A Molécula na Origem da Vida do Trecho entre F7 e F1 - Aparência Atômica

Wikipedia:

Xanthine is a purine base found in most human body tissues and fluids and in other organisms. A number ofstimulants are derived from xanthine, including caffeine and theobromine.

Xanthine is a product on the pathway of purine degradation.

Terei que rever tudo sôbre purinas, guanine, PNP, para aprender mais como é isso tudo. Por enquanto, paro aqui porque o trabalho está exigindo minha presença lá fora, para retornar e continuar isto se a vida o permitir.