Posts Tagged ‘Vida’

A Historia da Vida e as derivas continentais

sexta-feira, fevereiro 22nd, 2019

xxxx

Cresce no mundo cientifico a intuição de que a derrota para as grandes doenças se deve a um erro na visão acadêmica do mundo. E a minha diferente visão do mundo esta sugerindo outra estrategia de combate. Veja aqui.

sábado, fevereiro 2nd, 2019

xxxxx

E’ preciso lembrar que esta e uma questão fundamental para a humanidade agora, uma questão de vida e morte: dependemos do conhecimento correto para eliminar estas doenças milenares que continuam nos torturando e matando aos milhões.

O trecho a seguir foi inspirado na seguinte frase que obtive no trailler do documentário:

Atacando um  tigre pelas costas

(Os correntes dogmas da biologia são: que a vida e mecanicista e nos somos predeterminados pelos nossos genes, e como estes dogmas são disseminados através da mídia e as instituições dominantes. A questão a ser perguntada é : ” E se o nosso fundamental conhecimento do funcionamento da vida estiver errado?”

(” On the back of an tiger”

” The current dogmas of biology: that life is mechanistic and we are predetermined by our genes, and how all this is disseminated­ through the media and establishment. The question is then asked:

What if our fundamental knowledge of the workings of life is wrong?)

http://perceivethinkact.com/

Um indicio de que o dogma reducionista não deve ser apropriado é o seguinte…

Um paciente entra no consultório do medico e desfila uma lista de sintomas: falta de apetite,desanimo, suor frio, desinteresse sexual, depressão, etc. O medico houve tudo aquilo e reduz a uma solução simples, receitando uma droga feita de serotonina, uma substancia neurotransmissora. Na maioria dos casos o paciente termina com a erupção de algo realmente grave, como um Alzheimer, um câncer, etc. Isto não esta’ funcionando.

Pelo paradigma da Matrix/DNA e corpo humano é um sistema natural, e complexo, mas este sistema é configurado ‘a imagem e semelhança da mesma formula do building block do código genético. Como sabemos que o organismo inteiro foi construído por aqueles buildings blocks, não é surpresa que o corpo todo imite o building block, pois o organismo é uma auto-projeção ampliada do seu criador. O corpo-sistema apresenta seis ou sete órgãos principais, cada qual com uma função especifica, os quais imitam cada uma das seis ou sete moléculas e suas funções especificas no building block genético, isto o que encontrei no desenvolvimento desta teoria.

Mas acontece que na Matrix/DNA – apesar de buscarmos conhecer todos os dados obtidos pelo método reducionista, que desvendou o corpo internamente ao nível molecular, nos adicionamos o paradigma sistêmico. Então, nos olhamos para um corpo humano e tentamos desenhar mentalmente o que é invisível, as sinapses dos fios de conexões que saem do corpo e entram no ambiente externo, e o inverso, as conexões, influencias, do meio externo sobre o organismo. E acontece que a Matrix/DNA esta’ sugerindo que o ecossistema que nos envolve tem uma configuração, um circuito sistêmico de interações, cuja imagem e funcionamento é exatamente a imagem e funcionamento da mesma formula que esta na estrutura do corpo todo conectando órgãos e substancias, e esta no seu nível microscópico molecular, o mesmo building block do DNA. E assim suspeitamos que qualquer variação na configuração do corpo-sistema, que cause um desvio ou uma interrupção ou um ponto de carga congestionado, tira o corpo organismo da sintonia, da mesma vibração e funcionamento dos sistemas microscópicos e macroscópico ambiental. Ai estaria a causa destas doenças mortais como câncer, Alzheimer, e por isso os sintomas são muitos pois a formula do sistema modelando o meio-ambiente tem muitas características, e bastante complexa. Um ponto de disfunção no circuito de um sistema, perturba o fluir no circuito do sistema todo e pode leva-lo a se desintegrar totalmente.

Então o que estaria causando estas doenças seria mais algum tipo de comportamento irregular do ser humano, seja mal habito alimentar, seja algum vicio ou algum elemento químico no alimento, no ar, ou uma soma de varias irregularidades. Elas surgiriam da distorção no circuito sistêmico do corpo, ou no circuito sistêmico do meio-ambiente, ou ambos. Como tenho a formula sobre a qual esta construída a biosfera terrestre e o organismo humano, se desenvolver-mos os instrumentos de medição e observação adequados, mais especializados na captação de fótons e suas networks, iniciaremos uma nova abordagem cientifica que pode nos levar a vitoria.

Mesmo sem os recursos tecnológicos, já estou prevendo com algumas intuições alguns aspectos do planeta com essa biosfera, modelados pela formula, que pode lhes dar uma ideia do nível de grandeza que estamos entrando. Por exemplo, a crosta terrosa foi sendo modificada assim como internamente vão sendo modificados os tecidos e Órgãos de um feto humano, e se no final o organismo tem seis a sete órgãos com funções especificas, o planeta também acabou se configurando com sete ilhas-continentes, cada uma com características sutis inclusive a nível de campo magnético. Porque? Uma mesma e unica formula modela astronomia, biosfera e biologia. Para o berço de um exemplar individual humano a formula construiu a placenta que tem sua imagem de pera com um cabilho que são os tubos de nutrientes adentrando a placenta; depois , com a evolução, para construir o berço do coletivo destes indivíduos, ou seja, a humanidade, a formula modelou os continentes na forma de pera tendo como cabilho as foz dos grandes rios que adentram os continentes deflagrando a produção dos nutrientes. E assim vai, podemos vencer estas doenças malignas que tento tem torturados nossos irmãos e irmãs em especie, ou ao menos avançar com a nova estrategia ao mesmo tempo que vamos conhecer mais do mundo a nossa volta o que poderá nos servir para tratar de uma nova doença fatal e gigantesca, que não afeta o individual mais vem para afetar o coletivo total, que e a doença no planeta e sua biosfera, a mudança climática.

Mas enquanto tudo isto estiver apenas na minha cabeça e eu estiver sozinho e sem os recursos técnicos, resta-me continuar assistindo a carnificina e ver diminuir nossas esperanças de que venhamos a vencer as batalhas finais.

 

 

O que acontece com a auto-consciência na hora da morte: mais uma teoria

quarta-feira, janeiro 30th, 2019

xxxxx

(corrigir ortografia)

Mulheres gravidas podem sofrer acidentes e morrerem, mas se o feto não foi  atingido diretamente ele pode sobreviver por mais algum tempo. Cientistas criaram especies de barrigas substitutas em tubos de ensaio e neles inserem o feto ainda com vida. E’ possível terminar a gestação destes fetos no tubo de ensaio ate o nascimento saudável.

Um ser humano carrega e nutre um feto de auto-consciencia numa especie de placenta que chamamos de “cerebro”, o qual esta dentro de uma especie de ovo que chamamos de “cabeca”. Porem, acontece que todos os seres humanos, sem excessao, morrem ainda “gravidos”. A questao e’: o feto de auto-consciencia morre junto ou a Natureza tem algum tipo de mecanismo que transporte estes fetos para uma especie de barriga substituta?

Porque nao? Ate agora, tudo o que foi feito tecnologicamente pelo homem, tem sido encontrado um aspecto da Natureza que ja fazia aquela tecnologia. O homem nunca cria algo do nada, que nunca existiu antes. Primeiro ele descobre conscientemente ou intuitivamente como a Natureza funciona, como Ela resolve um problema, como ela constroi uma caracteristica ou um sistema, e entao ele reproduz o processo utilizando fisica, matematica, ferro, plasticos, ao inves de quimica, biologia, carne ou osso. So existem avioes voando no ar porque havia perante os olhos do homem passaros com asas voando no ar.

Mas o que seria, ou sera’, a barriga substituta feita pela Natureza? Onde ela estariam localizadas? Numa dimensao material captável aos nossos sensores? Como seriam – ou serao – estas especies de barrigas de aluguel? para fetos de auto-consciencia?!!

Nao faz nenhum sentido a evolucao ter construido o feto, o prototipo, de um novo sistema natural, que nunca iria se tornar terminado, realizado, distribuido pelo nascimento. E` evidente que na Natureza existe o fenomeno da consciencia, nos humanos somos dotados deste atributo, ninguem pode negar. Mas nos nao podemos aponta-lo, nao podemos ve-lo, nem toca-lo. Sera a consciencia apenas mais um tipo de sensor natural tal como os existentes que produzem a sensacao ou proriedade do sabor, o tato, a audicao, a visao? Pode ser, mas nos ja localizamos os elementos materiais e descrevemos a quimica que produz estas sensacoes. Quanto a consciencia, ainda nao conhecemos sua “substancia material”, nem descrevemos o seu processamento.

Estudiosos existem que acreditam piamente que a consciencia nada mais seja que uma propriedade que emergiu por acaso a partir do desenvolvimento do cerebro, e que ela deve, de alguma forma, se constituir apenas de algum elemento existente nas reacoes eletro-quimicas e suas “sinapses”. Existe, por exemplo, no TED TALK, video com uma palestra de um dos gurus da neurologia moderna altamente considerado no seu meio academico – se nao me engano por nome de Antonio Machado – defendendo com enfase esta crenca. Sim, crenca por enquanto, pois a neurologia ainda nao demonstrou como os neuronios se relatam ou se conectam com os pensamentos.

Existe a outra possibilidade de que a consciencia tenha sim, uma especie de substancia, e que ate seja uma especie de corpo-sistema proprio, o qual seria o responsavel pelos processamentos de informacoes que sentimos ocorrer e do qual constatamos efeitos. Deve ter uma substancia que de alguma forma se relaciona com as substancias materiais do cerebro, pois a consciencia – neste caso o seu outro nome, “a mente”- tem uma forssa propria que consegue mover a materia. Basta sua mente querer mover um dedo que esta’ inerte, e o dedo se move, comprovando que a mente, mesmo que seja abstrata, fantasmagorica, tem forssa material.

Nos dois casos ja teorizados pelos humanos – sejam as eletro-quimicas sinapses, seja a substancia plasmatica de uma dimensao material nao captada pelos nossos sensores – a consciencia teria uma substancia propria. Esta substancia morre, desaparece, quando o cerebro morre, desaparece? Ou ela tem sua fiacao de conexao com o cerebro – o seu cordao umbilical com o cerebro – rompido e transplantado, como fazemos com os tubos de ensaio?

Vamos supor que a resposta correta sera a de que sim, a Natureza possui o processo, o mecanismo, de manter esta substancia e seja la que tipo de arquitetura ela se constitui, em outro local, como um tubo de ensaio, ou uma nevoa desta substancia em uma dimensao ainda nao captada pelos nossos sensores. E nem pela propria consciencia como uma especie de novo sensor. Como vamos buscar esta substancia, procurar estes tubos de ensaios naturais, pesquisar isto tudo, seja cientificamente em laboratorio, ou atraves de processamentos mentais? Temos como recurso ou tecnica avancada nesta pesquisa cientifica o ramo da neurologia, mas ela nao dispoe dos instrumentos tecnologicos para captar esta substancia.

A teoria que me ocorreu nesta noite enquanto pensava nisso, foi a de que a Natureza poderia ter um mecanismo realizando este processo de salvar todos os fetos de consciencia dos cerebros humanos que morrem simplesmente tendo como os tubos de ensaios, os outros fetos de cerebros que estao em outras barrigas gravidas. Porque nao?!

Nos extraimos um feto ainda vivo de dentro da barriga de uma mulher falecida e o transportamos para um tubo de ensaio que reproduz as condicoes da barriga humana. Criamos do nada esta tecnica? Ou fomos conduzidos a fazer isto intuitivamente porque nosso DNA e o cerebro que ele constitui sabe que a Natureza faz exatamente isso? Esta e uma hipotese ainda, mas me parece muito logica, racional, apesar de algo, uma especie de resistencia emocional ou cultural, nao me deixa acreditar piamente nisso como os neurologistas acreditam na consciencia eletro-quimica sem te-la visto.

Um feto humano dentro de uma barriga que ainda nao tem o cerebro completamente formado e portanto nao tem ainda a propriedade de auto-consciencia de sua existencia como individuo unico, separado do mundo, nao tem a menor nocao de que o mundo nao se resume aquilo que e` seu muninho, o inteiror da barriga, o oceano de placenta e liquido amniotico, etc. Ele jamais poderia ter a ideia de que existe a forma humana que ele proprio esta indo adquirir, jamais poderia imaginar que alem das paredes do seu pequeno universo o mundo verdadeiro se abre com uma enorme complexidade. O feto nao sabe qual sua substancia fisica e nem ve sua forma fisica, nao tem olhos abertos para ver seu proprio corpo. Pois eu sinto, quando tento afastar o ego que sou eu, quando tento me afastar do meu cerebro, quando insisto em acreditar que sou apenas uma bolha contendo um naco de consciencia que borbulha no meio de um infinito oceano de substancia consciente, sinto que sou uma entidade sem olhos, que nao sei qual a forma de meu corpo, nem qual a minha substancia. Suponho que como consciencia estou na mesma situacao do feto ainda em formacao, aprisionado em uma especie de celula escura, limitado e separado do mundo por uma caixa craniana ossea. Mas talvez este “eu sinto” nao seja um normal produto natural, talvez seja inexistente, artificialmente criado por um desejo impossivel. Quem pode saber? Se voce tem alguma crenca a respeito sera apenas isto, sua opiniao, nem eu nem ninguem mais tem como provar nada aqui. Se voce quer afirmar que voce sabe da verdade – como afirma o neurologista Antonio Machado e seus seguidores –  entao traga um cerebro vivo para um tubo de ensaio reproduzindo a cabeca humana para a mesa do laboratorio, mostre os processamentos eletro-quimicos, mostre a substancia dos pensamentos, mostre os fios que ligam estes pensamentos aos neuronios, etc. Sem isto, tens apenas teorias, como eu, mas que já são alguma coisa, pois precisamos de teorias para guiar nossas pesquisas. Como os neurologistas desta linha de crenca continuam pesquisando, testando, sua teoria, o que acho valido, heroico, a humanidade precisa disto. Nos nao podemos continuar a ser esta manada desembestada num vale sem saber o que nos espera a frente, se um abismo onde todos cairemos ou um oasis onde todos vamos encontrar a sabedoria. precisamos saber o que somos, para que estamos aqui, para construir-mos nossa estrada a frente sabendo para onde vamos, que o mundo, a Natureza, estara aprovando a nossa existencia.

nao faria nenhum sentido lgogico que a evolucao natural tenha trabalhado durante 13,8 bilhoes de anos sempre seguindo uma mesma orientacao – a de construir formas de sistemas cada vez mais complexos a partir dos sistemas menos complexos que que ela propria ja construiu – e ter chegado a este ponto de construir cerebros-placentas onde gesta fetos de um sistem muito mais complexo que denominamos de auto-consciencia, para deixar todos estes fetos desaparecerem, seem dar continuidade a esta evolucao. Nao e possivel e nem mesmo pode ser considerado como plausivel que a nossa epoca e nos mesmos sejamos um momento unico e especial na historia deste mundo – o meomento que a evolucao natural chega a seu fim. Se todos os fetos de consciencia morrem aqui, o Universo quedou-se patinando num pantano do qual nunca vai se desvencilhar? mas o Universo muitas vezes anteriormente chegou ao ponto de patinar onde se suporia que ele estancaria, no entanto, ele sempre conseguiu sair e se mover em frente. ja nos primeiros instantes na formacao das primeiras particulas, a tendencia da materia nestas de buscar o equilibrio termodinamico e se estabelecer eternamente neste estado confortavel deve ter feito a evolucao patinar, mas algo dentro dela, uma especie de motor, de forssa alem da substancia material, funcionou com eficiencia. Nao,… a teoria de que todas as consciencias aqui morrem nao faz sentido logico, nao esta de acordo com o que temos observado da historia real deste mundo. O mais logico e supor que as conscinecias nas cabecas dos humanos nao morrem e continuam sua evolucao. That’s it!

Mas se um feto de consciencia, numa especie de bolha invisivel a nossa visao, e separado e liberado do cerebro de um corpo morto, e em seguida transportado pelo simples fluir dos processos naturais para outro cerebro em estagio de formacao, qual o estagio do feto de cerebro apropriado como recipiente, qual configuracao de DNA se assemelha nos dois casos, como a Natureza faz isso? A bolha de consciencia liberada fica em alguma dimensao esperando que apareca um feto apropriado onde baixar, ou ela fica procurando, ou tudo funciona como nas ondas de aguas no fundo oceanico quando femeas expelem ovulos aleatoriamente na agua os quais se encontram acidentalmente com espermatozoides lancados aleatoriamente e se unem automaticamente?

Com estas questoes malucas no meu cocuruto encontro por acaso na Internet pessoas postando figuras de bolhas fantasmagoricas dentro de quartos ou mesmo ao ar livre, rondando os humanos. sao pessoas que se dizem dotados de clarividencia e que veem estas coisas. Alguns chegam a postar figuras que dizem serem fotos reais, que desenvolveram cameras especiais que captam estas “bolhas”. Um exemplo que tem me chamdo atencao e de vez em quando volto a dar uma olhada apareceu no meu Google+, um autor chamado…

 

Origem da Vida: Vídeo pro-Design Inteligente em Português

quarta-feira, janeiro 30th, 2019

xxxx

Artigo publicado no Blogger “Design Inteligente” em 29 janeiro/2019, indica o video que esta tambem no Youtube

http://designinteligente.blogspot.com/2019/01/a-origem-como-comecou-vida-na-terra-em.html?utm_source=dlvr.it&utm_medium=twitter&utm_campaign=Feed%3A+DesignInteligente+%28Design+Inteligente%29

 

Meu comentario enviado ao blog D.I (aguardando moderacao)

Existe uma terceira alternativa sem ser as teorias do materialismo cientifico e do Design Inteligente, que se chama “Teoria da Matrix/DNA”. Surgiu da anatomia comparada entre sistemas vivos e os não-vivos, pela qual se encontrou um elo evolucionário entre a primeira célula e esta galaxia. Assim O DNA biológico foi transmitido e evoluiu de uma ancestral astronômico, o qual veio de um ancestral atômico e o ultimo ancestral foi encontrado nas origens, na forma de onda de luz. Como não nos é possível ir alem do Universo, fica o mistério de quem aqui inseriu ou transmitiu transmitiu o primeiro genoma composto de informações na luz. Então fica ao seu critério preferir quem e’ o autor de fora do Universo, porque aqui dentro esta tudo resolvido..

Cientistas da Rutgers pesquisam proteínas da origem da vida

domingo, janeiro 27th, 2019

xxxx

http://socientifica.com.br/2018/11/cientistas-identificam-proteina-que-pode-ter-existido-quando-a-vida-comecou-peptideo-primordial-pode-ter-surgido-4-bilhoes-de-anos-atras/

Peptídeo primordial pode ter surgido 4 bilhões de anos atrás

Os pesquisadores projetaram uma pequena proteína sintética que envolve um núcleo de metal composto de ferro e enxofre. Essa proteína pode ser repetidamente carregada e descarregada, permitindo que ela transporte elétrons dentro de uma célula. Tais peptídeos podem ter existido no alvorecer da vida, movendo elétrons em ciclos metabólicos precoces. Crédito: Vikas Nanda, Rutgers University

O átomo de carbono foi o primeiro grande azar dos seres vivos. Mas veja que temos a oportunidade de corrigir isso.

sábado, janeiro 12th, 2019

xxxx

Por ser a copia mais fiel do nosso pecador antepassado (a Via Láctea como sistema fechado em si mesmo, extremamente egoísta) , o átomo de carbono foi pela galaxia o selecionado e o mais indicado para o processo de reprodução do malfadado antepassado na forma de sistema biologico, ao qual denominamos de “vivos”. E agora para que nos livremos dessa maldição desse pecado original porque aconteceu antes das nossas origens, não tem como mudar a matéria do corpo humano baseando-a em outro átomo, por exemplo, o nitrogênio. A unica alternativa para esta inteira biosfera e para nos que somos parte dela, escapar de se efetivar como reprodução do estupido ancestral que “caiu” derrubado pelas leis naturais maiores do Universo, seria depurar o nosso átomo de carbono de sua densidade material, destrona-lo de sua dominância entre os outros átomos, depurando assim nosso corpo físico para permitir o desenvolvimento do feto de auto-consciência. Mas para isso teremos que ter a vontade para faze-lo, conhecer o método de como faze-lo, e esse conhecimento depende antes de conhecer a verdadeira Historia Natural Universal, entendendo porque que nosso ancestral “criador” celeste selecionou o átomo do carbono para ser o senhor dominante dos átomos nos corpos dos seres vivos.

As figuras a seguir ajudam a entender a herança do carbono desde nosso criador ancestral astronômico:

Fig.1 –

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Fig 1 – Neste desenho (feito rudemente nas condições precárias na selva amazônica), esta’ o modelo teórico do building block das galaxias, a “Formula da Matrix/DNA no seu estagio evolucionário de sistema astronômico”. Este building block ( ou tijolinho principal) esta fielmente reproduzido com átomos e moléculas como building block do DNA, a essência da “Vida”. E isto significa que houve uma direta transmissão genética do sistema astronômico onde surgimos e existimos para os sistemas biológicos, como são os corpos humanos. Se isto foi produzido por alguma entidade divina, esta passagem do macroscópico para o microscópico estava nos planos divinos antes ou na hora que criou o Universo. Se esta passagem ocorreu através das teorias cientificas como a abiogêneses, isto significa que havia um proposito pre-estabelecido que produziu a vida, ao contrario do que acreditam – que a Vida teria surgido por acaso. Não existem argumentos contra fatos, e o fato e’ que nosso DNA existia antes das nossas origens e ele veio das estrelas.

Note que trata-se de um circuito esférico e que representa um ciclo vital de um único objeto, ou corpo material (click na figura para ver ampliada). Tudo começa com uma nébula de átomos gasosos e/ou poeira cósmica oriunda da morte de um sistema anterior. Pela dinâmica do Universo a nuvem inicial gira sobre si mesma criando um vórtice turbilhonar ou rodamoinho no centro, na figura representado por F1. No interior do turbilhão formam-se esferas chamejantes constituídas de massa e energia, as quais são ejetadas (F2) imitando o nascimento de seres vivos, estas esferas são cobertas por camadas de poeira em diferentes temperaturas e estados de densidade que vão formar as placas tectônicas transformando o bolido em planetas. Quando um planeta vagando no espaço cai na orbita de uma estrela (F3), a energia/luz desta reativa o germe no núcleo e o qual começa a se alimentar das partículas nos átomos das camadas, indo formar o pulsar (F4). O pulsar ( no papel de macho do sistema), começa a “ejacular” cometas que levam energia para o centro da nebulosa (F5) para reiniciar novo ciclo quando o sistema morrer (imitando exatamente o processo de reprodução dos seres vivos). Do pulsar emerge uma estrela supernova (F6) a qual queima seu resto de material tornando-se cadáver estelar (F7), cuja matéria fragmentada vai refazer a nebulosa inicial em F1). O primeiro building block não tinha estrelas ativas para reativar o germe, mas isto foi feito num estagio primordial quando apenas existiam os átomos gasosos, como o carbono. Naquele estagio quem realizou esta dinâmica de transformações foi a onda ou ondas de luz vindas do Big Bang, e como mostro em outro artigo neste website, aquelas ondas contem em si a formula para construir ciclos vitais na matéria gasosa. Em outras palavras, ondas de luz primordiais continham em si o código para construir sistemas naturais, ou seja, o CÓDIGO DA VIDA. Nós somos agnósticos, o que significa que nada sabemos e nada temos certeza do que existe na metafisica alem das fronteiras materiais deste Universo natural, mas como existem os que tem fé em um tipo de entidade sobrenatural criadora, um Deus, por assim dizer, deveria se alegrar com esta possibilidade de que “Deus cria universos e vidas usando a luz como software geral, o que O engrandece e O restitui ao seu merecido nível de grandeza cósmica, depois de ter sido tão rebaixado pela antropomorfização como projeção da pequenez humana”.

 

Sistema-Elo Entre os Sistemas Naturais Não-Vivos e os Sistemas Biológicos

Fig 2 – O ciclo vital formando o building block de galaxias originais como circuito esférico no centro da figura é comparado com o ciclo vital humano. Observe que a formula da Matrix/DNA enquanto estava no estágio evolucionário dos astros era ( ou é) hermafrodita. Em F1 ela expressa a função geradora feminina e quando chega em F4  ela expressa a função geradora masculina ( no caso humano, o jovem tornando-se maturamente sexual como adulto e no caso astronômico, tornando-se um pulsar).

The Universal Matrix/DNA

The Universal Matrix/DNA

Fig 3 – Destes circuitos – presentes em todos os tipos de sistemas naturais – extraímos a “alma” dos sistemas naturais, uma espécie de software acompanhando todas as formas de um corpo sistêmico, o qual foi primeiro formado como ondas de luz ( como explico em outro artigo aqui). Esta especie de “alma” sera’ a Matrix Universal, que tem funcionado como o DNA funciona para todos os seres vivos, enquanto a Matrix funciona para todos os sistemas, de átomos a galaxias a células vivas.

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

E o desenho do circuito do fluxo interno de informação da fórmula da Matrix/DNA na sua versão de sistema perfeito fechado, na forma de diagrama de software

Note que a Matrix surgiu primeiro apenas como a anatomia de uma onda de luz e veio desde então adentrando a massa/energia material modelando essa matéria em formas que reproduzem suas sete partes, ou frequências de ondas. Nesta evolução da matéria a Matrix só pode expressar a forma de corpo em que ela se encontra em dado momento, apenas mais tarde ela consegue expressar todas as formas num só sistema, o que aconteceu na forma biológica. Portanto, enquanto na sua fase de formação astronômica ela expressa separadamente as formas criadas, não existe um sistema astronômico fixo representando o building block. Assim era ( ou ainda é) com a Matrix enquanto se encontra no estagio de formação dos sistemas atômicos. Começando com o primeiro semi-átomo, o hidrogênio, este apenas materialmente expressa a função F1, apesar de eletromagneticamente já conter os princípios gerais da formula Matrix, cujas outras funções são apenas suas camadas eletrônicas. A presença de ao menos um elétron numa destas sete camadas eletrônicas faz o átomo expressar apenas a função correspondente. Quando a evolução na formação dos átomos chega no carbono, que contem seis elétrons ( numero atômico 6) e no núcleo seis prótons, seis nêutrons, a Matrix esta com sua formula completa de ciclo vital ( excetuando-se F5, pois átomos materiais não conseguem efetivar sua auto-reciclagem, ou se ressuscitarem). Por isso o carbono era o representante fiel da Matrix vinda do espaço sideral quando ela aqui iniciou a formação da forma biológica do sistema natural universal, por isso ele foi selecionado a compor e dominar os corpos dos seres vivos.

Quando a formula da Matrix foi plantada na superfície terrestre como uma espécie de semente, primeiro ela criou o ser unicelular que é hermafrodita. Então, no estado em que a formula veio, como hermafrodita, podemos ver o estado em que se encontrava os elementos macho e fêmea ( na figura abaixo), de cujo estado se originaram os cromossomas X e Y nos sistemas biológicos. Como simples curiosidade lembre-se da leitura de Gênesis, que sugere ter existido antes um paraíso perfeito ( que seria a maquina perfeita galáctica), onde existia uma arvore (cuja forma imita exatamente a forma da galaxia, inclusive com os frutos maduros amarelos nas pontas dos galhos imitando as estrelas nos braços espirais da galaxia, as folhas opacas imitando os planetas, etc.), onde teria existido Adão e Eva, e uma cobra ( cuja forma de serpente engolindo a própria cauda representa exatamente o circuito sistêmico de um sistema fechado que se auto-recicla como era o building block das galaxias) dando um conselho (para usarem o livre-arbítrio e escolherem a forma egoísta de sistema fechado), e depois a Queda, de onde os descendentes de Adão e Eva foram transformados em filhos da necessidade e num mundo infernal ( como a fragmentação e debandada dos fótons do sistema galáctico chegando na superfície da Terra e iniciando a reconstrução do ancestral celeste). Desta fantástica intuição vista nos escritores antigos estamos suspeitando que essa historia no seu aspecto cientifico esta registrada no DNA no centro dos neurônios, e casos alterados mentais produzem flashes de cenas daquela época, o que se torna as intuições com interpretações misticas equivocadas dos escritores. Se eles tivessem o conhecimento de astronomia e biologia que eu tinha quando entrei na selva, estes flashes teriam sido interpretados mais corretamente, e outra teria sido a lenda do Gênesis. Mas isto é apenas mais uma interessante hipótese que emerge de meus cálculos. Observe a figura 4:

Fig 4 – O circuito esférico é parecido com um cabo elétrico carregando internamente a corrente elétrica e alternando-se com as chaves liga-desliga, por isso, na figura azul acima, inclui a figura de um sistema elétrico domestico. Quando a chave esta em “liga”, o sistema expressa a parte ou órgão correspondente. Mas no caso da formula Matrix, o circuito esférico carrega a corrente das informações do sistema. Observe que quando chega em F4 o circuito se bifurca, lançando um ramo lateral que se constitui em F5 e retorna direto para o núcleo. Com isto, o circuito esférico total, de F1 a F7 contem todas as informações expressadas, enquanto o circuito meia-lua ou meia-face que vai de F1 a F4 expressa apenas a metade das informações, apesar de conter em si todas as informações também. Quando a formula passa do estagio astronômico para o estagio biológico, o circuito total torna-se o cromossoma feminino X, enquanto o meio-circuito torna-se o cromossoma masculino Y. No caso da reprodução sexual biológica, se a célula inicial tiver a combinação XX, o copro sera feminino, e se tiver XY sera masculino, porque a função de F4, masculina, é expressada duas vezes tornando-a dominante na construção do corpo.

Circuíto Sistêmico ou "Software" extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Circuíto Sistêmico ou “Software” extraído da fórmula da Matrix/DNA, Revelando o aspecto Hermafrodita

Fig 5 – O desenho artístico de um átomo de carbono, no qual não se revela as sete camadas eletrônicas:

 

OLYMPUS DIGITAL CAMERA

Assim como uma célula inicial reproduz sua inteira arquitetura como um organismo multicelular, assim foi nas origens da vida quando o átomo de carbono começou a se compor como molécula multiatômica. Porque o átomo não podia se reproduzir crescendo e dividindo-se por mitose como as células, ele iniciou esta evolução capturando ou ligando-se a outros tipos de átomos que expressam as outras funções da Matrix, formando assim os primeiros aminoácidos, e com estes formando as moléculas complexas como RNA, proteínas e por fim o DNA. O que não pode ser esquecido é que toda essa evolução dos sistemas biológicos – os seres vivos – esta’ ainda sendo dirigida como mero processo de reprodução do ancestral celeste, o qual, por que era dotado de livre-arbítrio, sem inteligencia ou consciência própria, apenas obedecendo a tendencia das leis da matéria – que é a busca da acomodação eterna num estado de equilíbrio termodinâmico, ou sistema fechado em si mesmo – seria um desastre para nos se viesse a se concretizar plenamente. Pois o nosso ancestral é uma maquina perfeita, funcionando como um relógio, mas uma maquina estupida, sem consciência de sua existência, e isto faria desta total biosfera na superfície deste planeta uma reprodução biológica desta maquina, na qual a especie humana seria apenas mais uma parte, uma peça, robotizada e estupida. A presença e tentativa da consciência se instalar nos sistemas biológicos na forma humana vem de outro nível do Universo, acima das galaxias, mas ela obedece ao mesmo principio de evolução dirigido pelo principio do ciclo vital, por isso, em nossas cabeças-ovos, que tem como a função de placenta o nosso cérebro, esta’ a germinar um feto de auto-consciência cósmica. Mas se vencer o processo de reprodução do ancestral celeste este feto pode ser abortado e/ou aprisionado, suprimido, o que levaria a biosfera a se constituir tecnologicamente numa maquina perfeita e nos, nela, como peça estupida, robotizada, vivendo como num paraíso auto-suficiente mas sem futuro, apenas aguardando que as transformações do planeta e do sistema solar extingua a vida aqui.

Por isso insisto em divulgar esta cosmovisão, nos temos a opção de escolha, mas apenas se soubermos que existe esta opção de escolha, e soubermos o que existe para escolher, entre o que escolher, qual o caminho a seguir. Nenhuma outra cosmovisão ou conhecimento humano esta’ nos mostrando e alertando sobre esta ameaça que paira sobre nos, a qual, ao mesmo tempo, e uma grande oportunidade para transcender-mos esta forma física e psíquica animalizada. Mas sempre insisto e lembro que elaborei apenas uma cosmovisão “teórica”, e apesar de eu ver nesta cosmovisão maior logica e racionalidade do que em todas as outras existentes que conheço, não tenho certeza absoluta de que isto é a verdade enquanto não conseguir provar factualmente a existência da Matrix/DNA, por isso, o leitor, a leitora, deve raciocinar sobre o que estou sugerindo, e dirigir seus caminhos pela sua própria cabeça. A unica coisa que imploro aos leitores é lerem e raciocinarem sobre o que encontrei como resultado das minhas erradias e debeis pesquisas, feitas nas condições rudes da selva com o cérebro torturado retornando as condições dos primatas selvagens, pois sinto que essa reflexão e extremamente necessária nesta altura da nossa evolução. Quando vejo a juventude ignorando a vida e origens naturais, se apegando a aparelhos eletrônicos como celulares e computadores, cada vez mais escrava da atenção em imagens dos videos nas redes sociais, e vídeo-games, sinto um frio no estomago porque pressinto a dominância da maquina celestial mecanizando os seus cérebros, sinto que o feto de auto-consciência se contorce em agonia ameaçando ser abortado, e como tenho como unica missão e amor na vida a busca de deixar uma geração no caminho mais próximo do ideal para melhorar suas condições de existência, só me resta gritar a existência desta cosmovisão. Mas uma andorinha só não faz verão, se não houver leitores e racionando sobre este tema, acho que nada poderá salvar as futuras gerações. Pense nisso, por favor! Ignore-me totalmente se concluíres que estou dizendo asneiras, pois nem eu sei se estou certo ou errado, me submeto ‘a sua vontade e decisão, mas que ela seja sua decisão e sem a minha influencia.

Apenas para acrescentar entendimento, permita-me apresentar a figura do que denomina “a onda de luz primordial contendo em si, como sua própria anatomia, o principio do ciclo vital, o qual nada mais é que o principio do código da vida porque e’ o principio que organizou a matéria bruta e caótica na primeira forma do sistema universal natural do qual a forma de corpo humano e apenas mais um estagio de sua evolução:

Fig 5: Uma onda de luz inicia-se com uma fonte externa e propaga-se nas dimensões do tempo e espaço pelo mesmo processo do ciclo vital pelo qual nasce e cresce e se desenvolve um corpo humano. Ela nasce como “raios gama” e morre fragmentando-se em suas partículas, os fótons. Estes adentram os elétrons nos átomos e tentam assumir sua maquinaria interna para dirigi-los a se combinarem reproduzindo a anatomia da onda de luz. Os fótons deixam os átomos combinados no processo da radiação eletromagnética, e esta radiação é o que vemos como luz, cujo conjunto forma o que denomino “onda de luz” secundaria produzida no espectro eletromagnético.

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

xxxx

A seguir, o texto de uma seita com seu link abaixo que inspirou-nos neste artigo:

Mudando a densidade do carbono

Nos estamos limpando a básica densidade do carbono fora de nossas subatômicas e molecular estruturas, e tornando menos densos e mais refinados, e nisto estamos ancorando na nossa real cristalina estrutura, a qual e de base silicato cristalino.

Isto e como pegar  um átomo de carbono na sua mais densa forma e tentando alquimicamente mudando em mais refinados estados de padrões oscilatórios de mais eleadas vibrações. Assim, este e nosso objetivo nestes tempos, como natural parte do processo de Ascensão. Portanto, e importante manter isso em mente…

(traduzido em parte do texto abaixo:

Shifting Carbon Density

… there were groups of souls (see Soul Matrix) that were responsible to anchor and work with the first five DNA strands and to participate in the Earth experiment in working with those particular levels of consciousness. Our original goal was to re-evolve the divine human template to its original intention which was as a 12 strand DNA, which would mean 12 simultaneous dimensions of existence while still retaining a particular type of form. The form would not be this dense, in terms of the carbon material our physical elemental body is comprised of at this time. It would be more of a silicate or etheric Plasma Waves type of nature. So, this is where we are going, we are clearing the carbon based density out of our molecular and Subatomic structures, and becoming less dense and more refined, in that we are starting to anchor more of our actual crystalline structure, which is of a silicate crystalline base. We can imagine that as we go through this transformation it can be very intense at times. It’s like taking the most dense carbon form, a Carbon Atom and attempting to alchemically shift that into more and more refined states of oscillating patterns of higher vibration. So, that is our goal at this time, as a natural part of what the Ascension process is. So, it’s important to keep that in mind.

https://ascensionglossary.com/index.php/Silicate_Matrix

Este texto esta numa especie de Wikipedia da seita, cujo link para pagina principal e`:

https://ascensionglossary.com/index.php/Main_Page

O principal website da seita e`:

ENERGETIC SYNTHESIS

https://energeticsynthesis.com/

Exemplo de como a Síndrome da Separação malversa valores humanos

segunda-feira, novembro 26th, 2018

xxxx

A imagem pode conter: 1 pessoa, texto

Na integra, as palavras de Carl Sagan foram:

Nós podemos explicar o azul-pálido desse pequeno mundo que conhecemos muito bem. Se um cientista alienígena, recém-chegado às imediações de nosso Sistema Solar, poderia fidedignamente inferir oceanos, nuvens e uma atmosfera espessa, já não é tão certo. Netuno, por exemplo, é azul, mas por razões inteiramente diferentes. Desse ponto distante de observação, a Terra talvez não apresentasse nenhum interesse especial. Para nós, no entanto, ela é diferente. Olhem de novo para o ponto. É ali. É a nossa casa. Somos nós. Nesse ponto, todos aqueles que amamos, que conhecemos, de quem já ouvimos falar, todos os seres humanos que já existiram, vivem ou viveram as suas vidas. Toda a nossa mistura de alegria e sofrimento, todas as inúmeras religiões, ideologias e doutrinas econômicas, todos os caçadores e saqueadores, heróis e covardes, criadores e destruidores de civilizações, reis e camponeses, jovens casais apaixonados, pais e mães, todas as crianças, todos os inventores e exploradores, professores de moral, políticos corruptos, “superastros”, “líderes supremos”, todos os santos e pecadores da história de nossa espécie, ali – num grão de poeira suspenso num raio de sol. A Terra é um palco muito pequeno em uma imensa arena cósmica. Pensem nos rios de sangue derramados por todos os generais e imperadores para que, na glória do triunfo, pudessem ser os senhores momentâneos de uma fração desse ponto. Pensem nas crueldades infinitas cometidas pelos habitantes de um canto desse pixel contra os habitantes mal distinguíveis de algum outro canto, em seus freqüentes conflitos, em sua ânsia de recíproca destruição, em seus ódios ardentes. Nossas atitudes, nossa pretensa importância de que temos uma posição privilegiada no Universo, tudo isso é posto em dúvida por esse ponto de luz pálida. O nosso planeta é um pontinho solitário na grande escuridão cósmica circundante. Em nossa obscuridade, no meio de toda essa imensidão, não há nenhum indício de que, de algum outro mundo, virá socorro que nos salve de nós mesmos. (…)” –
Carl Sagan

xxxx

Porem, a Matrix/DNA Theory tem algo a acrescentar a estas palavras:

 

Matrix/DNA: “Bonitas palavras e com o intuito de criticar a arrogância de alguns humanos. Mas e’ a expressao de uma visao separadora entre o homem e seu Cosmos, tipico da mentalidade formada no metodo reducionista.

E’ uma maneira errada, incompleta, de ver a coisa. Nosso planeta é uma partícula nêutron dentro de um átomo astronômico chamado sistema solar dentro de uma célula chamada galaxia dentro de um sistema… que não sabemos o que é. A Terra é um ponto pela perspectiva limitada da Física e sua logica Matemática, as quais ignoram os fenômenos vitais. Mas o resultado final da evolução universal aqui não é o ponto e sim a Vida. Como a Vida não veio do sobrenatural, mas sim foi gerada pelos elementos desta galaxia, isto significa que as propriedades primitivas da vida tem que estarem presentes na anatomia da galaxia e isto esta sendo sugerido pela nova teoria da Matrix/DNA. Como micróbios de um ponto somos reduzidos ao mais insignificante, mas como a Vida no topo da evolução universal, nos tornamos bastante significantes. Essa diferença de perspectiva é de muita responsabilidade, pois a visão do ponto nos leva ao nihilismo e desmotivação para construir e nos agregar como especie, enquanto, como Vida, nos sentimos com um sério peso a carregar em nossos ombros que requer responsabilidade. Todas as estrelas, quasares e pulsares cumpriram sua missão evolutiva no seu devido tempo e entregaram a tocha a nos: de la’ nos espreitam torcendo com a esperança que demos continuidade a este esforço e os carreguemos dentro de nossa genética entregando a tocha a um destino sublime no infinito.” – Matrix/DNA

Isaac Newton: historia da vida em vídeo

sábado, novembro 10th, 2018

xxxx

https://www.youtube.com/watch?v=XVscTOt0L9A

5 meses de nossas vidas passamos no útero de nossa avo…

segunda-feira, novembro 5th, 2018

xxxx

A imagem pode conter: texto

Origens da Vida: Nova pesquisa sugere que o RNA não precisou de membrana para se formar

quarta-feira, outubro 10th, 2018

xxxx

Origin of life in membraneless protocells

October 9, 2018, Max Planck Society

https://phys.org/news/2018-10-life-membraneless-protocells.html

Uma nova perspectiva se abriu no tema da busca para explicar as origens da vida. O surgimento da primeira membrana sempre foi motivo de debate, pois se calculava que era necessário aparecer primeiro uma membrana para possibilitar a formação e desenvolvimento das primeiras biomoléculas, como enzimas, proteínas e RNA. Um forte candidato para solucionar o mistério são as bolhas como se vê formando na água. Mas agora um grupo de cientistas descobriram que os coacervados – uma espécie de protocélula – que não possuem membranas, podem conter em si biomoléculas de RNA e a ausência de membranas facilita a transferência de pedaços curtos da biomolécula entre indivíduos, fornecendo assim um complexo maior de informações. Mas quando focalizamos toda esta situação, ou quando lemos um artigo como esse, tendo em mente a formula da Matrix/DNA, nos vem a mente todas as soluções para as questões e se vê novos aspectos do problema. Deixarei aqui registrado o link para o artigo para retornar e destrinchar cada item citado. Enquanto isso, abaixo vai cópias de meus comentários publicado pela PHYS.ORG:

Morelli – posted at 10/10/18
Great job, but, still a scientific wrong worldview is avoiding to see the obvious here. From where Nature got the mechanism of self-replication? What else was – in the state of the world at that time and before that time – doing self-replication ? What means, which is the natural force, that produces the function of self-replication? Who drove the terrestrial atoms composing rocks, water, air, suddenly to such never seen before new connections that produced biomolecules? And why complex biomolecules?
There is a new theory with a new world view that suggests explanations for all these questions following a unique logic line: linking cosmological evolution with biological evolution we can find the picture of an evolutionary link, like a kind of non-biological DNA. The picture is at my website and it solves all these questions. Of course, while I can not show the real link, it is merely a theory. But theories are the drivers for science to find out the next missing information.

xxxx

V4Vendicar – not rated yet5 hours ago
membranes came first’
xxxx
Morelli posted 10/10/18 – not rated yetjust added

membranes came first’

Well… you are right. Before life’s origins, there were membranes in the sky, composed as membranes and working as membranes: the horizon event surrounding galactic nuclei. So, why Nature should to do the hard work of creating from nothing (applying magics?) the natural phenomena called “membrane”, if it already exists? Life which real name is “biological system” was generated here by the forces and elements existing in a planet belonging to a surrounding natural system called “solar”, which is inside other called Milk Way. It is always systems down. It is the same and unique evolutionary lineage. Of course, galaxies are our ancestors like bacteria are.So, really, membranes came first. I can’t understand why humans arbitrarily decided to separate universal evolution into two blocks without any evolutionary link between them… can you explain me? Thanks…

Read more at: https://phys.org/news/2018-10-life-membraneless-protocells.html#jCp