Archive for the ‘Uncategorized’ Category

Naturalistica explicacao para a existencia do Universo

Monday, April 12th, 2021

https://infidels.org/library/modern/quentin_smith/natural.html

A Natural Explanation for the existence and laws of our Universe

Resumidamente o autor – um fisico – parte da hipotese alem dos atuais modelos cosmologicos de uma oscilante espuma quantica inicial, produzindo forcas ja com propriedades e aplicando a estatisca quantica, que gerariam os elentos mais coplexos de hoje. Ele nao mostra as causas anteriores. Mas e’ uma das poucas teorias naturalistas.

Interessante notar uma mesma intuicao para a exitencia do universo que Matrix/DNA teve : um sinal de luz anterior. No paragrafo em que o autor expoe uma definicao para o que e’ um universo, ele fala de uma lei basica gerando todas as demais leis, que seria um sinal de luz viajando num espaco vazio de vacuo a 186.000 km/s.

White holes : Zel’ dovich and Novicov proposed the existense of reverse black holes, called white holes, wich, insteead sucking matter, vomit matter. (PURA MATRIX/DNA THEORY !)

Fractal Universal : plano para desenho

Sunday, April 11th, 2021

Xxxx

FRACTAL UNIVERSAL

GRAVAR VIDEOAULA SLIDES + WEBCAM Fácil | Zoom ( Projetos Matrix/DNA)

Thursday, April 8th, 2021

xxxx

Para apresentação da cosmovisão Matrix/DNA:

Desigualdade econômica: a mentira eterna do instinto predador na academia

Tuesday, March 23rd, 2021

Baseado na importante tese publicada em:

EUROZINE

https://www.eurozine.com/change-course-human-history/?fbclid=IwAR0M9FwpI0rgyRTzMM2HSHXs8QthgVp-RW3yqBHFdCVTTDjoeuYNcWXmO4o

How to change the course of human history

O dogma pregado ao mundo para justificar a desigualdade social é baseado na tal “historia de uma queda da inocência primordial”, ( the story of a fall from primordial innocence ). Em resumo dogma julga que nos primórdios da espécie humana, o grupo era de caçadores nômades, portanto não havia propriedade e disputa por terra, e quando estes livres inocentes se organizaram em civilizações começou a desigualdade. Sacramentado pelo escritor profeta da bíblia sagrada da deusa “desigualdade inevitável”, Jean-Jacques Rousseau, o dogma une a punição pela tentativa humana de união pela liberdade contra um tirano celeste através da Torre de Babel, com a punição divina ao pecado da inocência de Adão e Eva perante o demônio, e consequente queda. Esta narrativa ardilosa sempre foi a muleta mística religiosa como condicionadora psíquica sustentando os estados de reis e servos individualistas, porque o objetivo supremo destes servos é a união privada de cada um com o fantasma todo-poderoso no céu e não a união na Terra com seus insignificantes semelhantes. Que se tornam de fato insignificantes como feed-back da desunião.

Matrix/DNA : Mas isto esta totalmente contra a logica da evolução natural. A evolução dentro de uma espécie não vai para a frente e volta para trás para depois ir para a frente novamente. Mutações para melhor que são fixadas numa população não caem a zero e depois retornam.

Como eram os sistemas socais entre animais irracionais ancestrais dos hominidae, seja no mar, no ar ou nos continentes? Havia territórios marcados, delimitados por proprietários, vigiados por capatazes e habitados, trabalhados por escravos, transformando grama em carne de vitela nos continentes ou alga-marinha em carne de peixe nos oceanos. Ou o leão não era o senhor do território onde se movia? Movendo-se em círculos nas ultimas fronteiras ao seu alcance, para impedir que os lobos e raposas comecem suas presas, mas permitindo aos lobos ficarem nas fronteiras como vigias temíveis para evitar que as presas escapassem e contentes com a rapina das poucas fugidias? Os chimpanzés não dominavam um território inclusive canibalizando as espécies de macacos menores? Não é necessário ir nas savanas e estepes para aprender que os lobos vigiam e atacam quem entra em seus territórios, basta ver seus descendentes modernos, os cães, em seus quintais.

Nunca houve “primordial inocência”. E não poderia haver inocência – no sentido de atuar com malignidade em relação a outro sem ter consciência do sadismo como escolha de seu livre-arbítrio – numa biosfera produzida pelo estado de caos da natureza no qual as forças maiores fazem não apenas o querem com as menores, mas possuem o dom natural da destruição , o qual se torna como o ódio natural na psique humana predadora, como a energia contaminada com o ódio como motivação natural para faze-lo, obrigatoriamente. Até a velha crença propagada de que os animais só matam para matarem sua fome foi desbancada com tantos vídeos mostrando tigres matando dez ovelhas, puxando apenas uma para comer no meio dos cadáveres deixados a apodrecerem. Na natureza o principio da ordem é uma força orientada para a construção e o princípio do caos é sua antítese dualística, uma forca orientada para a destruição. No meio tem o principio do equilíbrio oscilando entre os dois extremos, ora se definindo como “a direita”, quando pode embarcar comodamente na boleia das forcas devassadoras do caos, ora se definindo como “a esquerda”, quando se vê vitima das forcas do caos, misturando-se sorrateiramente no meio das forcas tendentes a ordem para orientarem-nas como ordenarem-se formando uma muralha protetora na frente aguentando as investidas do inimigo e incitando-as como exércitos ordeiros a contra-atacarem, sempre ficando na retaguarda.

O caçador nômade hominida era apenas um macaco assassino canibal e estuprador e quando transformou-se em humano emergiu com os mesmos instintos, como o dono de terras, enquanto sua antítese, o hominida agricultor era apenas o macaco menor comedor de bananas e raízes para ficar gordo e ser canibalizado, ou as ovelhas que ficavam trabalhando 24 horas por dia na rotina fabril de transformar grama em suculentos filets. O advento da civilização foi o despertar dos predadores de que era melhor se respeitarem e trocarem informações de estratégias de dominação das presas, começando nos primórdios da revolução comercial como as gangs de traficantes donas de territórios, e depois se unindo como a gang cada vez mais coesa na direção do governo mundial, um individuo só com muitas cabeças de serpentes como a Hydra de Lerna, o Big Brother do território global, onde se assentam na suas zonas de conforto de instintos inconscientes, os capatazes da classe media e a grande população de ovelhas felizes por terem pasto a vontade porque não percebem o que será feito e seus cadáveres além das cercas.

Desde que os predadores iniciaram esta ” cultura humana” ela foi orientada a caminhar crescendo numa ruela lateral desértica que se desvia da estrada principal da evolução natural. Porque assim como o excesso da masturbação matemática a faz se desviar da função de tradutora logica da senda da evolução natural logica, tornando-se imprestável nos horizontes mais amplos como o microcomos quântico e o macrocosmo galáctico, mas ainda sobrevive se masturbando por algum tempo porque inventa os imaginários para se agarrar na ilusão que criou ( distanciando-se ainda mais dos reais), que resultam nos cosmovisões iniciadas por Big Bangs ao acaso e espumas quânticas preenchendo o nada absoluto de onde veio o tudo, assim a masturbação intelectual dos pensadores da poltrona e ar condicionado como Rousseau, os conduz a imaginários como inocência primordial seguida de queda punitiva. Esse imaginário torna-se a verdade imposta explicando a condição humana contendo em si a pretensa impossibilidade de vencer a desigualdade. Ora, se se mantivessem fieis a sua natureza ouvindo-a como a única mestra confiável, não se cegariam para a cena dos hominidas se levantando como almas transformadas dos corpos dos macacos devido a inevitável chegada do principio da ordem que sempre se instala quando o caos exaure-se cansado e retira-se de cena, nos quasi-eternos ciclos evolutivos. Não sou eu nem a vontade de qualquer humano como Rousseau que determina as leis naturais, e sim a natureza, como a lei dos ciclos tendo decidido que a desigualdade entre os vivos neste planeta vai acabar. Porem, esta Lei natural é universal, portanto sua aplicação obedece a escala do tempo astronômico, o que para nós, microscópicos seres de tempo vertiginosamente acelerado, a justiça natural se torna uma insuportável lentidão.

( cont. a ler o texto e a critica)

MENSAGEM DA MATRIX/DNA NESTA PANDEMIA

Sunday, March 14th, 2021

xxxxx (publicada no Facebook em 14/03/21)

MENSAGEM DA MATRIX/DNA NESTA PANDEMIA

Tem pessoas que se sentem mentalmente infelizes porque não estão vendo um sentido para a vida, com tantos obstáculos, principalmente nesta pandemia. Isto acontece porque essas mentes se encheram com tantos mitos, tantas fantasias, se fecharam em uma fé falsa que nada tem a ver com a realidade deste mundo natural, que, obviamente, se perdem sem rumo solido. Uma sugestão de quem não está tendo este problema e a seguinte: vá para um lugar ainda intocado pelos humanos, um lugar natural original, e tentem focalizar os olhos nas coisas ao seu redor, refletindo sobre cada detalhe do que veem. Se o fizerem corretamente vão perceber novidades que nunca pensaram antes. Vou citar só um exemplo:

Tem um filme no meu website feito por cientistas do momento exato em que um espermatozoide penetra um ovulo e os dois se fundem. Dentro do ovulo ocorre um clarão, um flash de luz, como vemos quando duas nuvens carregadas de energia se encontram, ocorre aquele relâmpago e o clarão. Ao mesmo tempo, uma mente que está ali rememorando a História Natural total desse mundo, vai se lembrar da mais científica e logica teoria da origem deste Universo, a Teoria do Big Bang: houve uma espécie de explosão, um clarão… e tudo começou. Ora, este Universo não é magico, nunca ninguém viu ele fazer mágica alguma. Então, quando acontece essa maravilha fantástica de vermos um novo corpo humano se formando, nascendo, sabemos que não está havendo magica, e sim, o puro e simples fluir das forças e elementos naturais. Esse corpo é modelado por informações, concretizadas na forma de genes que vieram dos pais, e destes dos ancestrais, dos macacos, das bactérias, desta galáxia, destes átomos, destas partículas. Mas se nada é feito por magica, também não são as informações – e principalmente estas.

Portanto estas informações estavam na forma daquelas partículas, que vieram do… Big Bang. E de onde vieram estas informações para aquele momento do Big Bang… claro vieram de alguma coisa que existia antes dele. Mas então, de repente, notamos que a cena no exato primeiro momento de um corpo humano – aquele clarão de energia, como vindo de uma minúscula explosão dentro de um minúsculo ovulo – e idêntica a cena do primeiro momento deste Universo! Mas claro: o Universo só pode criar coisas assim como ele foi criado, pelo mesmo processo que foi criado, ele não sabe inventar do nada processos que nunca existiram. E a partir dos dois Big Bangs tudo foi igual: um caos inicial onde partículas genes do pai responsáveis para construírem cada detalhe do corpo nadam no meio daquele oceano amniótico procurando sua exata correspondente vinda da mãe para se fundirem: ai num caso formam átomos, noutro formam mórulas: num caso formam galáxias, noutro formam blástulas: o conjunto de blástulas num caso forma a placenta, então o conjunto de galáxias no outro caso forma algo que terá a função de placenta, para um ser se desenvolver no meio dela. Das galáxias surgem o DNA assumindo a evolução daí para a frente, produzindo a vida, da placenta biológica o DNA começa a diferenciação celular produzindo o corpo do ser vivo… tudo exatamente igual!

Aos seis ou oito meses no feto humano começa a desapontar a consciência, que vem desde os pais, ela estava todo aquele tempo de seis meses ali oculta, apenas em estado potencial, sem se expressar: e no Universo, em cérebros adequadamente formados, depois de 13,8 bilhões de anos astronômicos, começam a se expressarem consciências. Seis meses para minúsculos humanos correspondem a 13,8 bilhões para algo do tamanho do Universo! E de onde vem a consciência que começa a se expressar dentro do universo?… Ora, daquela coisa desconhecida que existia antes, claro!
Então,… existe algum sentido, algum proposito na existência deste Universo, desta nossa vida?… Ora, quando o baby vem a luz, ele desponta em qual mundo?…

No mundo de seus pais. De seus criadores.

E porque tantos obstáculos, tantas tragédias, tanto caos? Ora, seus pais não o querem como escravo deles, por isso lhe deu o livre-arbítrio, para modelares a sua vontade o seu mundo e o seu próprio corpo. O que acontece que lhe causa desconfortos foi produzido por ti mesmo na pele de seus ancestrais – até mesmo quando éramos nossas ancestrais galáxias – é sinal que este mundo que você fez não e o melhor para ti, precisas consertar isso.

Portanto, todos estes obstáculos, todas estas sensações de vazios, de depressão, tudo isso e porque estamos com a mente cheia de baboseiras antinaturais, pois tudo isso vai passar, o nosso destino já está previamente determinado como está determinado o futuro toda vez que ocorre uma nova concepção de um novo corpo humano. Volte para sua Natureza, pergunte suas questões a Ela, siga aquele conselho que diz: Se queres saber quem Eu Sou, como Eu penso, como Eu crio, observe minha Obra… e a obra que serve de elo, de mestre, entre nós e a criação é esta Natureza. Não pergunte a humanos, nem a livros de papel escritos por humanos, que sabiam muito menos que você sabe hoje, que se desviaram da Natureza. Pergunte direto a Ela, pois nossa querida Mãe não joga dados com suas criaturas, Ela sempre te mostrara como um sinal, como Sua resposta, algum detalhe visível que ela fez, ao seu redor. Saia das fantasias, volte para seu berço real, seu lugar, pise firme no solo de onde se levantou seu corpo, e sua mente estará vendo o sentido disto tudo, e saberá de seu futuro grandioso, toda essa sensação de vazio se vai… E possível que muitas questões ficarão povoando sua mente, mas te digo, todas tem respostas dentro deste proposito da vida, e se não achares a resposta, pergunte-me, que posso ajudá-lo(a) a encontrá-la.

As origens das desigualdades sociais entre humanos a e tese de Rousseau

Wednesday, February 10th, 2021

Observei que os sistemas sociais humanos imitam os sistemas sociais entre outras criaturas, seja nos continentes, na agua e no ar. Daí deduzi que a espécie humana contem os três tipos de indivíduos tendentes aos três instintos básicos: grande predador, médio predador e presa.

Mas Rousseau me alertou para algo que não havia pensado. Na selva, entre irracionais, essa divisão acontece entre espécies diferentes, enquanto no caso humano, existe a mesma divisão mas dentro de uma espécie. Como resolver isso? O que aconteceu na evolução?

Parece que a espécie humana saiu da selva como a síntese de todas as espécies, algo como três-em-um.

Me parece que a espécie era apenas predadora na selva. Mesmo quando já formava tribos. Porque então surgiu os outros dois instintos?

Vou ter que pesquisar essa questão, se quero continuar com este discurso ligando os sistemas sociais e humanos aos animais irracionais.

E nesse caso, não há como não ler o pensador mais famosos neste assunto, o livro mais completo sobre isso, que é:

Discurso sobre a origem e os fundamentos da desigualdade entre os homens – por Jean-Jacques Rousseau

Meritocracia. Como e porque a Natureza produziu este fenômeno?

Saturday, January 30th, 2021

Debate no Instagram: https://www.instagram.com/p/CKpNuzpjxkO/

A meritocracia no tipo produzido pelos humanos tem sua causa em relação a este planeta ( e não em relação ao Cosmos) no fato desta biosfera, aka “vida”, ter sido criada pelo estado de caos, e não o estado de ordem, da Natureza. Deste caos e da selva os humanos saíram divididos entre os instintos de grandes predadores, médios e presas. A meritocracia social moderna é muleta justificadora para a consciência dos ricos predadores na sua manutenção da sua dominância. Para eles é um direito divino, como o leão se acharia no direito de ter o filet porque foi escolhido e feito assim pelo divino. Um planeta onde a vida transcendeu o estado de caos e reina a fraternidade, os méritos são ofertados amavelmente pelos que não se sacrificaram aos que se esforçaram em determinado aspecto do beneficio social.

iorran_io:

@caze.miro Ou algum sistema de “igualdade”. Náo que isso signifique muita coisa, mas sou biologo, e a história evolutiva mostra que as espécies apenas evoluem quando grupos/individuos lutam pelo seu, em nenhum lugar pode-se encontrar espécies multicelulares em que todos os individuos tenham recompensas e chances iguais dentro do ambiente onde habitam. Se fossem todos iguais, sua evolução simplesmente se estagnaria. kkkk

louischarlesmorelli's profile picture

louischarlesmorelli:

Você transpira neste texto o instinto de predador. Por isso o seu “kkkk” e prova disso foi o seu privilégio a universidade. Você descreveu bem a realidade de uma biologia terrestre sob o estado de caos, mas sem a consciência que temos de transformá-la se queremos evoluir. O instinto predador não quer mudar nada, típico dos conservadores. O problema destes biólogos nascidos e doutrinados pelos construtores do curriculum e visão do mundo escolar é que são mantenedores do estado animalesco herdado dos ancestrais irracionais. O que mantem o caos produtor da biosfera prejudicando o levantamento dos fluxos do estado transcendente da ordem. A arrogância destes doutrinados é insuportável, acreditam que sabem tudo com este cérebro tão pequenino e primitivo. Esse kkkkk é a expressão inconsciente e irrefreada da sua crença na sua superioridade dentro do grupo de comentadores aqui.

Teoria dos cometas: novos dados sugerem que o interior é “muito mole”.

Sunday, November 8th, 2020

Diferente da teoria acadêmica, os modelos astronômicos da Teoria da Matrix/DNA sugeriu, a 30 anos atrás, outro tipo de origem, formação e consistência dos cometas. Segundo estes modelos, lavas emitidas por gigantes vulcões em planetas velhos (pulsares), escapariam da gravidade do planeta e como esferas ou bólidos chamejantes cairiam no espaço sideral. Ao entrarem nas zonas geladas as esferas seriam cobertas de gelo ou não, dependendo da velocidade. Se com muita velocidade o cometa alcançaria algum vórtice nebular e sua inserção seria igual a um processo de fecundação, por um espermatozoide.

Por outro lado a teoria acadêmica sugere que cometas foram formados como os demais astros do sistema solar: havia uma nébula de poeira e gazes, as partículas foram se agregando por gravidade, os objetos resultantes são chamados de planetesimais. Os planetesimais menores seriam os asteroides, os maiores seriam os cometas e os maiores ainda seriam os planetas. Tudo isso pelo simples jogo das forças e elementos dentro da nébula, portanto os astros resultantes não obedeceriam a nenhum agente organizacional que vise formar sistemas dentro da linhagem evolucionaria universal. Em outras palavras tudo se formou sem qualquer propósito maior, tudo dentro de uma linhagem consistindo de eventos físicos sob o desproposito do acaso. Por esta teoria, a vida que foi formada dentro deste sistema solar também teria que estar na mesma linhagem física, ou seja, por acaso. Pois o sistema solar nada tem a ver com o primeiro sistema biológico, dito “vivo”, que foi um sistema celular. Sob outra intuição, a Teoria da Matrix/DNA suspeitou que o sistema celular seria uma cópia-filha deste sistema galáctico e pelo método da anatomia comparado encontrou um outro modelo teórico astronômico que se encaixa como criador e ancestral do primeiro sistema celular. Por isso nesta teoria, todos os sete tipos de astros conhecidos, inclusive os cometas, executariam funções semi-biológicas/semi-mecânicas. Os cometas inicialmente teriam seu interior constituído de lava incandescente ( um material “mole”) mas como espermatozoides que não fecundam e morrem, os cometas velhos poderiam ter seu interior enrijecido e duro, pelas camadas externas de gelo. A recente descoberta não confirma a teoria da Matrix/DNA do interior mole, porque os cientistas supõe que a “moleza” do interior se deve a material feito de gelo suave, como a neve. O que está previsto na Teoria da Matrix/DNA é que o gelo possa estar misturado com o material da lava apagada.

A Teoria Astronômica da Matrix/DNA está explicada em detalhes na categoria ” astronomia” neste website, em português, enquanto a Teoria Nebular pode ser vista mais completa neste link:

http://www.scienceclarified.com/scitech/Comets-and-Asteroids/How-Asteroids-and-Comets-Formed.html

Final Clues From Derelict Lander: Comet Interior “Extraordinarily Soft”

“The comet’s interior is “fluffier than froth on a cappuccino, or the foam found in a bubble bath.”

https://futurism.com/derelict-lander-comet-interior-extraordinarily-soft

How Asteroids And Comets Formed 2934
Photo by: Iuliia KOVALOVA

In 2014, the European Space Agency’s Rosetta spacecraft released a tiny lander called Philae over the surface of 67P/Churyumov-Gerasimenko, a comet of ice and rock some 370 million miles from Earth.

Philae crash-landed on the comet, failing to deploy its harpoons and bouncing off the surface before disappearing behind a cliff. But now, clues about its final minutes are providing unprecedented insight into the interior of the icy space object.

Conclusão dos acadêmicos:

“Philae had left us with one final mystery waiting to be solved,” ESA’s Laurence O’Rourke ….

Diferença de interpretações entre as visões de mundo acadêmica, criacionista e naturalista.

Wednesday, October 28th, 2020

No Instagran foi postada esta imagem com a descrição abaixo. Seguiu-se os comentários, do qual participei com os conteúdos abaixo:

Visão escolar academica:

This is what a very small portion of the Andromeda Galaxy looks like. Yes, almost 2 billion stars.
🛰@nasa
.
.
Explore the #universe with us 😉
👉 @astronomy_eye 🌠 
.
. 
#space #universe #cosmos #astrophysics #astroworld #nightphotography #photography #astronomy #astrofacts #science #nasa #galaxy #alien #moon #astronomer #astronauts #hubbletelescope #hubble #deepspace #spacex #nebula #milkyway #eyes #earth #moonlight #constellation #astronomy_eye
https://www.instagram.com/explore/tags/hubbletelescope/
astronomy_eye
This is what a very small portion of the Andromeda Galaxy looks like. Yes, almost 2 billion stars.

Visão Naturalista:

louischarlesmorelli's profile picture
louischarlesmorelli – posted 10/28/20

“Stars are like mothers feeding their babies planets with their energetic milk and protecting them under their warm gravitational wings” ( definition of stars by Matrix/DNA Theory).

– ” No, stars are horrible nuclear furnace, that´s it” ( definition by modern schools).

– ” Well… you are free to choose which are the foundations of yours interpretations. You choose humans reductionism which rules the investigations of Physics and Math. I choose the systemic method which rules my investigations of universal evolution, from the Big Bang to human brains and consciousness. I am watching here and now, a mother Kangaroo with her babies. How Nature has produced this fantastic scene here? Nature can not create new information from nothing. Then, I look around and lift up my eyes to the sky, asking universal evolution an answer. And I see this scene, a star and planets around her. Both, star and mother, are feeding, are protecting, and there are children playing around. That´s enough… I got my answer… And now, I love this Sun and this planet as never before. They are my ancestral, they are like alive, they are the foundations of mother´s maternal love… Sorry, I will stand with Matrix/DNA world view, not the scholar world view…

And do you know why there are born more and more stars? The Matrix/DNA astronomic model suggests that at each planet´s nucleus is growing a germ of a new star… Of course, every new baby brings the germ for new babies… which will be like their mothers… ”

xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx

Visão bíblica ocidental:

esteve_marco🌹🌹O meu Deus dá ordens às estrelas e nenhuma se falta.

Visão naturalista:

louischarlesmorelli's profile picture
louischarlesmorelli – posted 10/28/20

@esteve_marco Não estou vendo nenhum deus nem ninguém dando ordens a estas estrelas. E perguntei aqui, ninguém está vendo. Onde e como você perdeu o normal juízo racional? Quem foi o predador que fez isto e o que ele está tirando de você enquanto está dominando sua mente? Procure um psiquiatra, tire o chip.

Cérebro: mais grandes surpresas e orientações pela Matrix/DNA

Sunday, October 4th, 2020

Primeiro descobrimos que o nosso cérebro tem um fatal defeito: ele está dividido em duas partes, quase todo separado entre si mesmo. Esta descoberta só aconteceu quando descobrimos antes a formula universal dos sistemas naturais, e vimos como a formula deve ser quando perfeita, e para isso ela apresenta um tipo de circuito de energia/informações esférico, uma esfera completa, sem divisões em duas metades. Na verdade, o circuito na meia-face esquerda é diferente do circuito na meia face direita apenas porque o fluxo de informação energia é um fluxo continuo que nasce na base da esfera em F1, percorre o lado esquerdo até F4, no topo da esfera, sempre em estado de energia crescente; e a partir de F4 entra em estado de entropia com energia decrescente até retornar a F1. Então não existe separação de fato na formula perfeita, o fluxo é continuo.

Mas no cérebro, entre a meia face esquerda e a direita existe um abismo, uma vala, que é preenchida por uma ponte acimentada, que parece mais uma muralha, o corpo caloso. Com isso, os fluxos de pensamentos que surgem em F1, quando chegam na função do topo, têm grande dificuldade em continuar pela trilha normal, e dependendo de sua força, não conseguem varar a muralha, atravessar a ponte, e caem direto retornando a F1, sem se alimentarem da metade das informações e propriedades do mundo natural que se representam no lado direito.

AS FIGURAS DO CÉREBRO HUMANO AO LADO DA FORMULA UNIVERSAL

A FORMULA UNIVERSAL DOS SISTEMAS NATURAIS

Todo pensamento tem inicio com qualquer estimulo ou sinal que chega no hipocampo, na base inferior, que executa a função sistêmica F1 da formula universal. De F1 o fluxo do pensamento parte para a esquerda ou direita, se for reducionista ou sistêmico. O cérebro animal primitivo é reducionista, portanto normalmente quase todos os sinais vão para a esquerda. Seja como for, quando chega na parte superior, F4, se deparam com a muralha divisória e se não forem fortes suficiente com muita energia, batem na muralha e caem direto para F1 onde são armazenados como memoria, geralmente memoria curta, reducionista. A evolução humana depende do esforço principalmente conceitual e mental em energizar os pensamentos com a intenção de buscar e praticar a visão sistêmica, o que fragmentará a barreira divisória. Mas também, ao ver com mais constância a formula universal, que é sua fôrma criadora, conduzirá automaticamente o cérebro a mudar sua fisiologia cooperando para derrubar a muralha.

Por isso o erro é humano, a humanidade tem sido tão irracional. Temos meios pensamentos, portanto meia-inteligencia, meia visão do mundo. O lado direito é o campo do pensamento sistêmico e astronomico, diferente do pensamento reducionista e imediatista do lado esquerdo. Por isso construímos este meio-ambiente estupido e desumano chamado de cidades urbanas, tendemos a ser radicais em ideologias e instintos ou para predadores ou para presas, e desenvolvemos extraordinária capacidade tecnológica apenas mecanicista sem desenvolver o necessário correspondente em ética e moral. Por isso ainda nunca soubemos o que são sistemas naturais e nunca desenvolvemos a medicina e sistemas sociais para humanos, que teriam de serem projetos holísticos.

Veja bem: estou informado de que aquelas crenças antigas sobre as diferenças entre pensamentos de pessoas mais cérebro-direitistas e pessoas mais cérebro-esquerdistas, eram na maioria, mitos, que foram desmascarados por observações e medições cientificas. Por exemplo, para quem se interessar como foram falseados cientificamente, sugiro os links:

https://www.dana.org/article/right-brain-left-brain-really/

https://cosmosmagazine.com/biology/similar-brains-with-crucial-differences/

Então porque digo “meia-inteligencia”, meios-pensamentos, se a maioria das propriedades do cérebro se expressam em regiões do cérebro duplicadas tanto no esquerdo como no direito? E numa MRI aparece que as duas estão entrando em atividade? A resposta vem de um exemplo: a humanidade separou a evolução universal em duas evoluções, a cosmológica e a biológica, quando no mundo real, essa divisão não existe. E quando pensa em evolução, penso que igualmente as duas regiões do cérebro se expressam. Estou pesquisando isto porque de fato envolvem muitas variáveis, é complexo. Mas por ora, mantenho um protótipo de teoria: a resposta esta na divisão entre memoria curta, ram, e memoria longa. Quando o estimulo da palavra “evolução” entra no hipocampo, F1, o fluxo do pensamento sai para a esquerda e sobe pela fase de energia crescente, que nos afeta mais que a outra fase de energia decrescente do hem. direito. A parte esquerda está mais relacionada ao aqui e agora, a direita por ser o futuro mais amplo sistêmico esta relacionada a horizonte mais amplo. E a evolução biológica esta mais relacionada ao aqui e agora que a cosmológica. neste especifico caso, pode existir expressão nas duas partes, porem a expressão da esquerda é dominante, a outra, recessiva. Apenas uma teoria ainda provisoria…

Como reforço, uma constatação que vem da neurociencia: There is evidence to suggest that self-awareness and the ability to understand that the mental lives of others—their emotions, attitudes, and beliefs—are similar to our own are also mediated by the right hemisphere. Humor and the nuances of metaphor ostensibly depend on the right side of the brain as well, while the ability to focus attention and follow sequential directions have been associated with the left.

Em outros artigos aqui na categoria cérebro exponho a minha teoria do que aconteceu de errado na nossa evolução que foi a causa anterior produtora dessa separação. E hoje, ouvindo um psicologo evolucionista e espirita descrevendo sua versão da nossa evolução, ele dizia que “os animais ainda não tem mente, já possuem um protótipo de pensamento mas é muito instável, curto, através de flashes repentinos, eles não conseguiram ter pensamentos contínuos para fixarem-nos formando a nossa mente”.

E isso me levou a descobrir que há algo mais a acrescentar na minha teoria. O cérebro humano tem apenas meio pensamento, mas já foi um grande salto evolucionário num processo em que o pensamento surge neste universo como um lampejo muito curto, nas especies mais primitivas, e vai se encompridando de especie a especie. Num cérebro com nosso defeito, quando o pensamento cresceu a ponto de perfazer toda uma metade da formula universal, terá grande dificuldade em continuar para o próximo ponto de crescimento.

A não ser que, por um golpe de sorte ou ajuda do alem, mais humanos tenham mutação genética “por erro e acaso”, que conduzem suas mentes-sistemas atuais divididas a descobrir e ver a imagem do sistema perfeito. Neste ponto não apenas a mente entenderá seu defeito e começará a desejar elimina-lo, mas o próprio cerebro, que tem como template universal a moda na forma de sistema perfeito, será conduzido automaticamente a a mudar sua fisiologia como mudou entre as formas de australopitecos e homo sapiens, aprendendo a esforçar o fluxo do pensamento, a dar-lhe mais energia, para que atravessem a muralha e se realizem por completo.

É na busca de técnicas para fazer isso que ocupo parte do meu tempo agora. E, claro, aconselho a quem puder que faça o mesmo, pois seria muito bom para a humanidade inteira e para mim seria melhor porque muitas cabeças buscando produzem mais rápido e melhor que apenas uma. Namastê, arigatô!

Postado no Facebook hoje com a seguinte mensagem:

Ajude a salvar esta humanidade sabendo como mudar-se para muda-la. Esta pandemia, apesar de ser uma tragédia, parece ser um mal necessário. Tinha que fazer os humanos retornarem à sua evolução cósmica mental e tinha que desvia-los da robotização pela tecnologia. Nossa genética foi criada por esta maquina astronômica e se deixarmos a tendencia desta genética dominar nossa consciência vamos ser meras partes zumbis de uma maquina reproduzida nesta biosfera. mas nosso feto de auto-consciência está impotente devido a um grave defeito em nosso cérebro. Tens que aprender sobre este defeito, para supera-lo e reencetar sua grande aventura e destino alem desta misera condição humana. O artigo abaixo é um bom começo….