Archive for the ‘Predator and prey’ Category

O instinto predador e o efeito Dunning-Kruger

Saturday, June 20th, 2020

A estupidez dos “especialistas” de Internet em tempos de pandemia: o efeito Dunning-Kruger

Por Davi Carvalho -jun 18, 2020

https://universoracionalista.org/a-estupidez-dos-especialistas-de-internet-em-tempos-de-pandemia-o-efeito-dunning-kruger/

Louis Charles Morelli • 20/06/20 • Espere, isso está aguardando ser aprovado por Universo Racionalista. ( Obs > vai depender da psique do moderador estar sob o efeito Dunning-Kruger, ou não, se o comentario vai ser publicado)

Este fenômeno ( efeito Dunning- Kruger) é consequência, mas qual a causa desse efeito? A minha teoria desta causa é baseada em 50% de ignorância e 50% de conhecimento da vida na selva, ainda assim digna de atenção porque a maioria não tem os 50% do conhecimento. A teoria é de que o fenômeno é produzido pela psique modelada pela genética com tendencia a predador herdada dos ancestrais animais. Porque você acha que, aparentemente sem motivo, o leão urra na selva? Na minha teoria o leão repete um mecanismo natural dos átomos em seu corpo que lhe dá bons resultados ( a selva treme e todos se submetem pelo mêdo) que é o trovão antes da tempestade. O conjunto dos fenômenos físicos brutos da biosfera se auto-projetam colapsando-a a um ponto menor que a biosfera ( o ponto é o corpo do leão) e dentre os efeitos de certos fenômenos tem aqueles que são selecionados pela adaptação evolutiva. O leão está afirmando a realidade para as presas assim como faz o trovão. Estes humanos que tem curto neocortex, portanto cérebro ainda dominado pelo límbico e reptiliano, repetem o leão quando afirmam que a doença é pura gripezinha. Porem, o leão está errado ao revelar no seu urro a penas 33% da Verdade Ultima. Ele não pensa como nós, mas ele tem o instinto gravado com a sua experiencia de vida na qual ele é o dono absoluto do território ( o 1%), no qual existem 85% de presas e 14% de médios-predadores rebeldes como lobos, raposas. Esta gravação a nível genético se auto-projeta quando surge o homo sapiens na forma da psique ou Ego, do “pensamento magico”, o qual gera as religiões, que afirma ao ponto que se constitui a criatura devota, que o mundo foi feito com territórios, donos do território, e os serventes. O pensamento magico cria algo sofisticado que diz: foi assim feito por Deus, este estado do mundo portanto é eterno, e não existe nenhuma ameaça ao sistema. Deus não o permitiria. O suco de limão me torna invisível, tenho plena certeza disso. Assim, o pensamento magico se torna cego ao fato real, como quando aparece um vírus invisível que pode dizimar a ele e o território, alterando o mundo. Isso não vai acontecer, é impossivel, afirma com urro de leão.

Obviamente minha teoria é incompleta e talvez errada. Mas a minha experiencia vivendo 7 anos na selva amazônica como filosofo naturalista buscador de respostas a perguntas como ” Porque os humanos criaram todos seus sistemas sociais imitando exatamente a divisão do poder em três classes que vejo na selva?!”, tem o lado bom de sugerir uma estrategia para eliminar esta má causa deste maligno efeito social. Por isso venho aqui correndo o risco de ser mais um “especialista da Internet” porque se não o fizer estou correndo o risco de ser paciente da Síndrome do Impostor

What would aliens think of us?

Monday, May 4th, 2020

asked in Yahoo Answers , Science & MathematicsAstronomy & Space · 03/30/20

My answer:

TheUniversalMatrix's avatar

TheUniversalMatrix – 04/05/20

The aliens will think that our biggest problem is that we still keep the instincts of our non-rational ancestors and we use these instincts for creating all kind of social systems ( be it communism, monarchy, capitalism, etc.) mimicking the exactly social system in the jungle. All these systems has: the 1%(bigger predators), the class media (medium predators, like wolves, hyenas) and the preys. If you want to look better for aliens, join to the group that already self-exorcised off those instincts and are looking for a system without such division. 

Porque existe o encontro entre um vírus assassino e um humano suicida?

Wednesday, April 29th, 2020

Ele morreu com apenas 24 anos, pelo coronavirus. Era incrível sua felicidade a vida toda, nunca foi visto sem estar rindo e brincando. Super saudavel. E devotado suporte de Trump, atuando como militante nas campanhas dele, etc.

COVID-19 victims’ stories: Ben Hirschmann

Robert Hirschmann remembers his son’s last days before he died at home from the coronavirus: “This is a hole in your heart that will never be filled again.”APR 26, 2020

https://www.cbsnews.com/video/covid-19-victims-stories-ben-hirschmann/

Vamos tentar analizar este evento natural:

O vírus é invisível, donde se conclui que o humano é pego de surpresa, traiçoeiramente. Então não teria nexo dizer que o humano que se encontra com o vírus procurou seu suicídio. Mas acontece que humanos procuram suicidios pelo tipo de seus comportamentos anteriores, os quais dirigem humanos ao encontro com o vírus.
Claro, cada pessoa vai interpretar esta história à sua maneira, baseada na sua interpretação geral da natureza real e sua metafisica mistica, todos nos temos isso.
Acho que o ateu não vai se dispor a analizar, saltando imediatamente para a conclusão de que “foi simples acaso, ele foi no lugar e hora errada, e o virus estava lá, o encontro entre os dois obedeceu os simples processos naturais. Sendo a mais bem elaborada e mais complexa arquitetura construída pela sorte, dentre os varios eventos ao acaso, ele aproveitou isso enquanto pode, e se maravilhou pelo que a sorte pode produzir”.

Acho que o religioso, principalmente doutrinado na crença do conteúdo de um livro chamado Bíblia que conta as histórias e mitos dos judeus a milhares de anos atrás, também não vai investir sua mente numa análise profunda de cada detalhe desta historia para ver se aprende algo mais sobre o mundo real. Ele vai repetir o que sua religião diz: ” É… Deus tem suas razões ( para produzir esta historia com virus e humanos sendo torturados e mortos pelos virus) e não somos nós que vamos saber como Deus pensa…”

Agora, eu não acho como um filósofo naturalista vai reagir, porque sou um deles, então tenho certeza de como eles reagem. Enquanto assistem a historia, cada detalhe vai-lhes trazendo ‘a lembrança detalhes de outras histórias reais sobre a natureza real que se assimilam. No final do video, a mente do filósofo esta fervilhando com todos aqueles detalhes, os quais incluem desde o que aconteceu recentemente como o que aconteceu com partículas nas origens do Universo, ou da extinção dos dinossauros. Eu particularmente na primeira menção da palavra vírus minha mente correu na formula da Matrix/DNA para ver o que é, como veio a existir, qual o significado da existência dos vírus, e na fórmula focalizo a Função Sistêmica numero 5 (F5). aem seguida, busco as causas da origem do personagem. Nasceu na classe média americana da Carolina, seu pai era policial, sua mãe advogada. Disto procuro deduzir a vida infantil, a educação, que formou o carater do personagem. Com estas duas criaturas identificadas, vou analisar como e porque vírus e o humano Ben se encontraram num mesmo ponto do espaço tempo e como, porque, neste encontro ocorre o fenômeno em que o virus mata o humano.
Os humanos sabem que virus matam, assim como leões matam, por isso existe falta de logica racional num humano se ele desafiar um leão. Ben não foi surpreendido por um inimigo invisível, ele sabia da pandemia. Ele desafiou o virus. Isto significa que ele tinha problemas no raciocinio: ao inves de raciocinio logico racionalista tal como a natureza fez ao criar este cerebro no mundo real, ele estava desviado para o tipo de raciocinio magico, mais virtual que real. É tipico dos misticos, religiosos, ideologos, etc. Dirigido pelo pensamento mágico seu corpo foi desafiar o leão de mãos vazias. Talvez convencido por outros humanos com pensamento magico: pode ir no meio daqueles indivíduos porque eles não trazem o virus. Ou seja, existe o leão, mas ele esta preso fora, não vai aparecer no encontro. Ninguém poderia afirmar que os indivíduos não levariam o virus, se tivessem o raciocínio lógico, o qual estaria bem informado pelos cientistas, principalmente que pessoas podem estarem com virus, espalhando o virus, sem o saberem.
Sei que ler a descrição do comportamento do filósofo naturalista ( e não dos filósofos acadêmicos do ar condicionado, que são experts em florear e entreter seus discursos sobre abstratos, e nao sobre o real) é maçante, tedioso, mas também o é escrever, e o filosofo naturalista aguenta firme o desconforto escrevendo porque ele quer uma explicação racional. Os religiosos do tipo ateu e deista já teriam chutado o balde desde o inicio, saindo com seu julgamento definitivo.
Ambos, o pai e a mãe de Ben cometeram na vida um infringimento de uma lei natural. A de que: “Comerás o teu pão, dormirás na tuas casa, vestirás suas roupas, e tudo o mais que consumires, pelo suor de seu rosto e calejar de suas mãos. Pois no mundo real nada do que consomes cai do céu gratuitamente. E se consomes algo concreto sem ter produzido algo concreto de igual sacrifício no trabalho para dares em troca, certamente estarás se apropriando do trabalho, tempo, e vida de outro humano.” Advogados e policiais nada produzem de concreto com suas mãos. Eles procuram escaparem dessa maldição da Natureza, se aproveitando de uma falha no sistema social, sempre criado por predadores de humanos. Um sistema social criado por um filósofo naturalista jamais teriam estas brechas, não precisaria de advogados e policia, pois a visão do mundo na base do sistema social teria configurado as operações mentais de todos para não infringirem as normas do sistema e quando um doente mental o fizesse, a função de polícia e de júri seria exercido pela comunidade. Criado nesse lar com esse erro Ben não perceberia por si mesmo o erro e tenderia a ser mais um errado igual. Esse foi um dos desvios da lógica natural que ajudou a conduzir Ben ao encontro com o virus.
Em seguida, o filosofo naturalista nota que Ben imita seu idolo, Trump, desprezando o poder do virus, baseado na auto-segurança erigida pelo estado do pensamento mágico. Esta auto-segurança vem da infância mental da humanidade ( tão fantasista como é a infância dos indivíduos humanos) na forma do representante da psique construída pelo instinto a predador inscrito na genetica dos ancestrais animais habitantes das selvas. O leão nasceu com a maior força do mundo vivo, nada o ameaça, ele é o dono, o rei supremo de seu território e automaticamente com ódio devora e mata suas presas. Para ele aquele estado do mundo é eterno, um leão nunca pensa no futuro e muito menos que possa existir alguma ameaça de que aquele mundo seja mudado. Como esse estado mental se transfere para a recem-criada psique do humano ainda primitivo? Este humano nasce brincalhão, com a psique povoada de fantasias, conversando com amigos fantasmas imaginarios. estes amigos fantasmas foi quem produziu os objetos ‘a sua volta, tudo usado como brinquedos. Então no humano primitivo os amigos fantasmas se tornam deuses, responsáveis pela criação de tudo que existe no mundo. E para o humano cuja psique tem o instinto para predador dominante, ao invés do instinto para presa típico dos escravos conformados, ele nasce privilegiado e deve passar a vida se deleitando nestes privilégios, pois assim Deus o quer. Para Trump é inadmissível que venha um inimigo invisível com poder destruindo suas presas e território, seu Deus subconsciente jamais permitiria isso, isso mudaria um mundo que é imutável.
Ben estava fazendo tudo certinho na infância para se tornar mais um patrão e ele se dirigiu mais para ser um patrão político. Inconscientemente, ele não podia evitar o semblante sorridente quando se aproximava de pessoas, fas parte da função, serão seus futuros eleitores. E não poderia ter evitado se inscrever na militância dentre os políticos, especialmente os republicanos que representam mais o seu caráter.
Vírus é a ferramenta concreta, material de um operador invisível mas que tem uma força material para operar essa ferramenta, assim como nosso pensamento tem a força invisível para mover nosso dedo. Pelo que vejo na formula da Matrix/DNA, virus vem como dois grupos opostos entre si: um pode ser para o bem de certas criaturas, outro para ser o mal. Na formula, virus representa F5 que é o responsável pela perpetuação de um sistema fechado em si mesmo, ou, como o oposto, o responsável pela perpetuação de sistemas abertos. Tudo depende da direção em que F5 é ejetada, se para dentro ou para fora do sistema. Se for para dentro, ele é bom para o sistema e mal para tudo que esteja fora, e vice-versa. O coronavirus é mal para a criatura humana, um sistema aberto. Sei que ele foi produzido por um sistema fechado, com as forças e elementos naturais desta galáxia, que é um sistema fechado. Ele vai definir a criatura humana como uma inimiga, uma intrusa de sistema aberto dentro do seu sistema fechado.
E aqui chego ao pico máximo do mistério, daqui vai surgir uma lição me mostrando o que um humano deve fazer de sua vida para não ser pego por ele e quiçá, o que fazer para vencer a guerra contra ele. Mas aqui todos os dados formam um quadro muito confuso ao observador, pois um personagem do conflito nasce como X dentro de um sistema X para atuar como X contra um personagem que nasce como Y, dentro de um sistema aberto Y… A coisa fica confusa porque Ben era um representante do tipo de sistema fechado, X, porque sua mente revelava o egoismo dos sistemas fechados, mas tinha a anatomia interna de sistema aberto… e isso tudo torna o quadro confuso. Quando chego neste ponto de qualquer meditação pelo metodo filosofico naturalista, já estou muito cansado mentalmente, costuno parar aqui, apenas registrando o que foi escrito, e isso fica no subconsciente voltando ‘as vezes a tona e muitas vezes, sem querer, surge uma resposta racional. Ohhh… espera aí… Ben tinha a psique fechada, o virus representa um sistema fechado, os iguais se auto-identificam, se relacionam festivamente, Ben e o virus se encontraram numa festa do partido republicano… Não,… não, acho que forcei demais, vamos pausar por aqui… prometendo que volto no dia que pintar uma solução racional. Raios, a vida dos religiosos ateus e deistas é muito mais fácil…

Explicando porque os mais desumanos são os mais sociáveis que chegam sorrindo, lhe cumprimentando com apertos de mão, elogios, etc., para te devorar.

Sunday, April 19th, 2020

Mantenha-se adorando os instintos a predadores, enquanto eu tento boicota-los, você é livre para escolher, mas não me venha reclamar da vida.

Porque as pessoas mais agradaveis, que tem as maiores habilidades sociais, que  são mais sintonizadas socialmente, se mostram as mais desumanizadas quando ocupam cargos politicos ou nas corporações?

Esta pergunta foi feita por David Brooks, na excelente palestra do TED.com, com o titulo “The social animal”.

Ora, penso que existe uma resposta obvia demais. Nâo poderia ser diferente, de acordo com os processos naturais. Quem é o melhor sintonizado com um tipo de sistema social? Digamos, o capitalista, o monarquista, o comunista, etc?

Quem tem o tipo de personalidade dos que criaram o sistema, ou faz parte do grupo criador e mantenedor do sistema social.

Essa resposta de pronto já levanta uma reação negativa:

“Ora, os que ocupam cargos políticos ou presidentes de corporações, como o Trump, o Bolsonaro, não participaram da montagem do sistema capitalista.”

– “ Note bem: eu não falei de pessoas, mas da personalidade. Um tipo de personalidade especifico. O qual vai agir sempre igual por milhares de anos, atraves de cada pessoa que apresenta esse tipo de personalidade. Todos os tipos de humanos tem um tipo de personalidade especifica que veio da evoliução dos animais ancestrais – com as rarissimas excessôes dos que evoluiram seus intelectos para uma especie de religiosidade cosmica e com esse intelecto forte conseguiram se auto-exorcizarem dos instintos herdados. Então devemos buscar naqueles animais ancestrais as raizes dos tipos de personalidades dos humanos atuais. Quando vamos nos reinos daqueles animais, seja nas selvas ou desertos dos continentes, nas aguas dos rios ou oceanos, ou das aves nos ares, observamos que existe semptre um mesmo padrão de organização, digamos, social, erigido pela cadeia alimentar. O padrão é a divisão das criaturas em tres classes de poder, ou divisão social. Na selva por exemplo, vemos essa divisão por tres representada: 1) o 1% da inteira população constituido pelos maiores predadores, como leões, anacondas, tigres, àguias, tubarões, etc. 2) Talvez 15% da inteira população, constituida pelos médios predadores, como lobos, hienas, urubus,bagres, etc. 3) Os 80% constituidos das presas, como ovelhas, capivaras, coelhos, lambaris, passarinhos, etc.

Esse sistema das selvas foi exatamente imitado pelos humanos ao long da sua historia. Todos os sistemas sociais até agora praticados por humanois, seja a monarquia, com seus reis e corte, capatazes e escravos ou plebeus, ou o comunismo, ou o capitalismo, são dividios em tres classes sociais pela força bruta, primeiro iniciando pela força bruta fisica do corpo maior e depois destes “corpos maiores” se unindo em gangs e aplicando a força bruta das armas.

Então como é que as vezes um individuo vindo da classe media se adapta tao bem nestes sistemas que se torna eleito pelos povos ou acionistas de corporações? Estes instintos estão inseridos na genetica que veio dos animais. Quando um novo humano nasce, um dos genes para um tipo de instinto pode ser dominante e modelou o corpo e a psique do individuo com, digamos, 50% para ser grande predador. Mas creio que a criação dai para a frente vai escolher um dos tres caracteres, dependendo do ambiente dos pais, da educação dos pais, da cultura da sociedade, etc. Então não esta previamente determinado, existe um pouco de escolha no tipo de instinto, então essa genetica é flexivel, maleavel. Acho evidente no Bolsonaro a expressão do carater para predador, tanto que começou como militar e não como pedreiro ou roceiro. Mas não nasceu de uma familia com genetica para grande predador. No entanto tem sido rodeado pelos grandes predadores para ser um capataz-medio predador de destaque na administração do territorio, que pertence aos grandes predadores. Por isso eles se entrosam rapido, se encaixam, no papel de atores sociais, porque já possuem até mesmo no subconsciente a tendencia para criar e manter o tipo de sistema social copiado dos animais existente. Para pensar numa pergunta como essa do David Brooks, a pessoa tem que estar meio alienada da evolução biologica e das raizes da humanidade. Ou então ele acredita na teoria de que estas  raizes vieram de Adão e Eva.

Meu comentario postado no TED:

Louis Charles Morelli – Posted at 19/04/20

“Why are the most socially-attuned people on earth completely dehumanized when they think about policy?”

That´s easy: because they have the personality of those that created and keeps this kind of social system. Being adjusted to the system, they are automatically its best representatives. I don´t understand why modern and intelligent people like Mr Brooks keeps trying to hidden or forgetting the humans roots. It were our ancestral animals, not Adam and Eve. So, when creating a social system, humans does it by their instincts. So, who play the rules in the jungle, in the ocean, or in the air? The biggest predator. Due the brute force, they creates and keeps all human social systems, be it monarchy, communism, capitalism, and so on. Only when humans will self- exorcising from these animals instincts for big predator, medium predator and prey, they will create a system without the big 1%, the class media and the slaves. Only them, the politicians and CEOs will not be dehumanized.

Predadores x Presas: Como o Rio Congo separou a genética destes instintos (bonobos e chimpanzes)

Monday, March 23rd, 2020

Ver isso em 53:00 no video:

https://www.youtube.com/watch?v=QEd9brax2Hs

Nosso codigo genetico esta mais próximo do dos chimpanzes que dos bonobos. Bonobos são altruístas entre si e não são dados a violências. Chimpanzes são o contrario. Essa diferença foi modelada pelo meio-ambiente. Segundo a formula da Matrix/DNA, a genetica humana dispõe de uma escolha entre os tres instintos: para grande predador ( egoista e mais violento), para medio-predador ( egoista mas com um principio de altruísmo e violento, porem menos) e presa ( egoista mas com um principio de altruísmo e quase destituído de violência). Depende mais do berço em que nasce ( se rico ou pobre), ou seja, do meio-ambiente, e da criação qual será o instinto dominante. Mas estes instintos nos humanos são bem maleáveis, podendo mudarem durante uma vida ( se mudar o ambiente ou as condições de sobrevivência).

Cerebro menor nos bulinadores e arrogantes.

Thursday, February 20th, 2020

Ahhh… agora entendí porque os bolsopatas na Internet relincham o “kkkkk ” constantemente, que é a expressão digital do bullying: cérebro menor. Mas não é para rir, e sim para ter pena…

Pessoas que praticam bullying têm o cérebro menor, conclui pesquisa

Por Natalie Rosa | 20 de Fevereiro de 2020 às 18h10

https://canaltech.com.br/saude/pessoas-que-praticam-bullying-tem-o-cerebro-menor-conclui-pesquisa-160789/

” A pesquisa mostrou que os cérebros de participantes com longos históricos de roubo, agressão, violência, abuso, mentiras, ou dificuldade em cuidar de suas responsabilidades, eram diferentes dos que não tinham nada disso. Então, foi chegado à conclusão de que os córtex das pessoas que praticam bullying são mais finos, e seus cérebros inteiros possuem menos área de superfície. Resumindo, os cérebros são menores”

É compreensível. O cortex é um órgão novo na evolução, desenvolvido apenas em humanos. Mas os humanos mantem na parte inferior do cerebro os órgãos herdados do cérebro animal irracional, inclusive, o caroço reptiliano, que dizem ser resquicio do cerebro reptil.

Como também as propriedades do pensamento contínuo e da autoconsciência abrangendo horizontes tempo/espaciais mais amplos que o imediatismo animal, são novidades caracteristicas dos humanos, basta somar dois mais dois, ou seja, que quanto maior o cortex, maior o intelecto absorvedor de conhecimento e mais subjugados e menos expressados são os instintos e impulsos violentos animais. Bullying e´ato desumano, total ausencia da empatia consciente, malicia como a insensibilidade do predador animal. As partes baixas do cérebro mais expressadas que as partes altas.

Bem,… isso é apenas uma hipótese que me ocorreu agora refletindo nos resultados desta pesquisa. Hipótese a ser testada…

Aprendendo a se preparar e resolver os problemas antes que eles surjam

Sunday, January 19th, 2020

“O ser humano não é capaz de mudar quando tudo está bem. É quando algo muito ruim acontece que o ser humano se transforma. Quando acontece uma catástrofe, o ser humano se dá conta de que não dá para continuar como está” – palavras do japones Kengo Kuma

Grande fato constatado na realidade. Mas porque o ser humano é assim? Se Kengo Kuma não apontar a causa e sugerir uma solução para nós corrigir-mos esse defeito, de que adianta constatar e alardear uma critica? Assim Kengo não vai plantar a semente no cérebro para motivar a auto-mutação de ninguém.

Aqui na Matrix/DNA nós gastamos nosso tempo e o dos leitores apenas quando já procuramos uma explicação e uma causa na formula universal para adicionar logo a seguir ao apontamento de um dos nossos defeitos. E qual a causa primeira desse fenômeno real, natural, que observamos aqui e agora? Qual a explicação do porque fomos feitos assim?

A massa que constitui a maior parte do nosso corpo tem a tendencia a se acomodar na inercia do equilíbrio termodinâmico. Por isso procuramos em todas as situações a melhor acomodação possível para nosso corpo. Se sentimos um vento frio entrando por alguma fresta na casa, corremos a tampar a fresta. Existe um nível de temperatura ideal para manter nosso corpo confortável e funcionando, qualquer diferença de temperatura no meio ambiente prejudica nosso equilíbrio termodinâmico.

E enquanto um sistema natural qualquer – como um corpo humano – não alcança o nível evolucionário em que o intelecto domine as forças elementares dos átomos e células de seu corpo, o corpo todo fica dominado e dirigido por estas forças elementares, que vem lá dos sistemas naturais que são nossos ancestrais mais remotos, como os sistemas atômicos e astronômicos. Os animais irracionais são impulsivos justamente porque ainda não possuem intelecto.

E vemos que os nossos ancestrais mais recentes, como os animais das selvas, se dividem em instintos para predador ou presas ( E porque surgem divididos assim? Porque seus corpos são sistemas, e todo sistema natural é construído pelo processo do ciclo vital. E neste processo os corpos vao mudando de formas, sendo que a forma posterior sempre “engole” a forma anterior, ou seja, torna-se predadora de si mesma. Como a sua forma adulta “engoliu” a sua forma adolescente, a qual continua como estrutura de seu corpo. Quando num ambiente ecológico varias formas de corpos são mantidas convivendo no mesmo tempo, os corpos animais maiores “engolem” os menores, surgindo dai o fenômeno que denominamos de predador e presa ).

Tanto os predadores como as presas possuem a tendência elementar de se acomodarem na inercia. Apenas a necessidade de alimento e algumas vezes, de escapar de um clima insuportável ou de um predador, os faz se moverem. Com a exceção dos filhotes que nascem com grande potencial de energia e essa energia move o corpo em busca de brincadeiras. ( Porque os filhotes nascem com maior energia natural e à medida que a idade avança ela vai diminuindo? Porque o que chamamos de energia foi produzido pela propagação da luz no meio da dark matter inerte desde as origens deste Universo, e nessa propagação ocorre atrito, fricção, e essa fricção se estabelece como energia. Então a energia – sendo o elo entre a luz e a massa espacial – traz em si algumas propriedades da luz, como as diferenças das diferentes fases de frequência, vibração, comprimento de onda, etc. E como podem ver no gráfico do espectro eletromagnético da luz natural aqui neste website, em outros artigos, logo que uma nova onda de luz nasce de uma fonte ( o que mais tarde evoluiu para o fenômeno em que observamos um baby nascendo de uma mãe), a luz tem a sua mais elevada vibração, a mais alta que existe, na forma de raios gama. Isso passou para nossos bebês).

Quando uma especie destes ancestrais ditos “irracionais” passou pela mutação que a transformou na forma de humanos, os primeiros trogloditas trouxeram estes instintos das selvas para as suas cavernas. ( E porque houve essa mutação para a forma humana? Porque o corpo animal sendo uma forma de sistema natural alcançou um estagio no ciclo vital universal em que este sistema vindo desde o Big Bang se transformaria naturalmente, digamos, da forma de bebê para a forma de criança do sistema universal. Esta transformação faz se expressar uma informação que já havia na onda de luz inicial – a qual veio do antes do Big Bang e podemos chama-la de “O genoma do nosso pai/mãe hermafrodita que existe alem deste Universo”, ou se preferirem os deístas, de “O Genoma de Deus” – como os genes retardados que só entram em ação em nossos corpos mais tarde, como os genes para barba, atividade sexual, etc. – e trata-se de uma informação referente ao fato que a luz inicial estava impregnada da substancia que denominamos de “auto-consciência”. Esta nova característica genética universal produz no cérebro a nova estrutura denominada neo-cortex, que os irracionais não possuem, o qual deve ser a sede da auto-consciência, ou ao menos, o ponto de onde se projeta um cordão umbilical com a bolha de auto-consciência.)

Sendo pouca ainda a substancia de auto-consciencia, o intelecto é demasiado debil e incipiente, então os corpos dos humanos primitivos são dirigidos pelos instintos trazidos da selva que foram trazidos das forças naturais elementares entre atomos e galaxias. Devido ter nestes instintos a tendencia à comodação na inercia, ela dominou e ainda domina grande parte da população humana. Os humanos quando nascem vem com a genética contendo os tres instintos como latentes potenciais : o instinto para grande predador, para médio predador e para presa. Creio que vai depender da criação, da qualidade do corpo que os genes produziram, das condições econômicas do berço em que se nasce, qual dos tres genes vai se expressar para o resto da vida. mas pode tambem a causa ser relacionada a dimensões mais sutis que desconhecemos, como a espiritual ou karmica, não sei. E o gene expressado modela a psique do individuo a ser predador ou presa.

O humano que nasce com o gene predador será predador, parasita, de humanos. Basta ver como vivem os leões na selva para perceber sua tendencia ‘a inércia: depois de se alimentarem procuram uma sombra no alto da colina e ali vivem preguiçosamente, nunca tiveram uma atitude para mudarem nada do ambiente ou em si mesmos. Um dos melhores exemplos que mostram como os humanos predadores possuem vícios de acomodação foi o que aconteceu com a predadora família e corte de luis XV, rei da França. O palácio real vivia em festas orgíacas por semanas enquanto o governo do pais era negligenciado e o povo cada vez mais faminto. Um conselheiro do rei lhe disse que devia fazer uma pausa nas festas e cuidar do reino porque “a turba lá fora está cada vez mais enfurecida e ameaçando a invadir o palácio”. Ao que o rei respondeu: ” E você pensa que não sei disso? Que não sei que a multidão vai invadir o palácio e nos cortar a cabeça na guilhotina? Mas o que podemos fazer para evitar isso? Nada. Estamos escravos do vicio, prisioneiros deste estado mental, e de dentro de nós não vai surgir a força para nos corrigir-mos a tempo”.

De fato, toda a família e os aristocratas da Côrte de Luis XV foram parar na guilhotina. Hoje, os grandes predadores, como a mafia internacional financeira continua a tramar o afunilamento do capital nas mãos do 1%, crendo que agora nada nem meringue conseguiria lhes parar. A Natureza continua se movendo, se transformando, e certamente vai arrumar seu jeito de parar isso. os dinossauros também acreditaram que nada nem ninguém na Terra poderia vence-los, mas não contaram com o fato que na Natureza existem meteóritos. Humanos aprenderam isso e hoje a NASA luta desesperadamente para desenvolver armas que destruam meteoritos no espaço… Os ditadores Sadam Hussein e Khadafi acreditaram que o povo nunca teria forças para insurgir, mas se esqueceram que sempre pode vir forças imprevistas de fora. O fato é a lei natural: “Deixe de atuar como predador, senão serás inevitavelmente extinto!

As presas ainda apresentam mais essa tendencia, passando se possível 24 horas por dia com a cabeça baixa procurando alimento, totalmente desinteressadas do que está ocorrendo nos horizontes alem do que alcança sua visão e audição, e quando os leões atacam saem correndo deixando para trás os filhotes ( daí veio o habito dos humanos primitivos em sacrificarem os jovens para doar no altar aos poderosos para aplacarem sua ira e deixa-los vivos e acomodados).

Em decorrência disso tudo, Kengo Kuma notou que “O ser humano não é capaz de mudar quando tudo está bem. É quando algo muito ruim acontece que o ser humano se transforma. Quando acontece uma catástrofe, o ser humano se dá conta de que não dá para continuar como está”.

Então a sugestão para mudar o ser humano a ser precavido, a ser motivado a atuar preventivamente antes que o mundo externo venha com forças incomodas e ameaçadoras, é a de que ele procure se auto-exorcizar destes instintos, procurando alimentar e fazer crescer seu intelecto absorvendo ou permitindo o maior acesso de substancia autoconsciente. Mas para que ele seja motivado a isso, é preciso antes que seja informado da sua realidade existencial, de onde veio seu corpo. É uma herança incomoda, indesejável, essa vinda dos ancestrais animais e dos sistemas animados não-vivos. É preciso supera-la. Todas as especies de predadores e de presas não possuem futuro evolutivo algum, muitas já foram extintas e as que existem estão a caminho da extinção. A Natureza não admite a acomodação, porque Ela mesma vem se transformando, e com isso vai chegar um momento que Ela não vai mais suportar a vida neste planeta. Nós vamos ter que desenvolver asas e aprender a voar, para fazer como as aves que imigram do norte frio para o sul aconchegante. Mesmo que sejam com asas tecnológicas, produzidas pela consciência maior ao ser alimentada com as informações dos mecanismos e processos disponíveis existentes na Natureza micro ou macroscópica, como as que revelamos aqui, para desenvolver o intelecto subjugando nossos primitivos instintos.

Porque os pobres não se associam a outros pobres contra as mafias predadoras: as causas vem das origens do Universo!

Friday, January 3rd, 2020

Tudo o que existe aqui e agora na Natureza, são evoluções de tudo que era simples nas origens do Universo. Inclusive os instintos animais, que evoluíram para os comportamentos humanos, tem seus princípios e causas nas forças naturais regulando o microcosmo que ainda mantem o estado inicial do Universo. E se não detectamos estas causas a 13,8 bilhões de anos atras, nada entendemos do porque humanos se comportam do jeito que o fazem.

Por exemplo, eu nunca entendi e aceitei o extremo egoismo dos pobres que são incapazes de associarem em cooperativas e associacoes para consumirem e produzirem em grupo defendendo-se das grandes mafias corporativas. Isto revela ignóbil burrice, como se fossem cegos ou animais irracionais, e pagam com sangue e suor inclusive de seus filhos devido este defeito nas suas psiques.

Porque é assim? Porque existe este fenômeno na Natureza, já que humanos são corpos naturais? De onde veio os mecanismos, processos e forças naturais que se juntaram aqui e agora produzindo este fenômeno na frente de meus olhos? ( assim vive a raciocinar os filósofos naturalistas). Justo agora lendo sobre mais uma descoberta cientifica, fui descobrir onde e como o fenômeno que vejo entre humanos agora esta também ali, dentro dos átomos, a 13,8 bilhões de anos!

Uma força muito importante que esta empurrando, obrigando, a evolução mental dos humanos é o método cientifico criado por eles. A cada nova descoberta das invisíveis dimensões microscópicas e macroscópicas se desvelam vários mecanismos e processos existentes na Natureza que ainda se desconhecia. E justo agora leio sobre mais uma descoberta que veio justo elucidar este defeito racional entre os pobres.

Acima das famílias dos pobres existe sempre um grupo de predadores humanos dominantes que elaboram as regras sob as quais os pobres devem viver. E como estrategia de dominação existe o lema “dividir para reinar”, do qual produzem varias situações para impedirem os pobres de se reunirem principalmente para conversarem ou militarem com alguma estrategia para obterem mais liberdade. Assim, enquanto dentro das casas dos pobres existe uma forte interação entre os membros das famílias, essa interação enfraquece um pouco na relacao entre vizinhos e some totalmente na interação entre famílias do mesmo bairro e mesma cidade. A força que emana da classe dominante, assentada como governo, começa a se apropriar das famílias impondo regras sociais, encargos ou benefícios, de maneira que as famílias começam a se desligarem porque “cada um tem que cuidar da própria pele quando o leão ataca ou quando os recursos são limitados”: primeiro minha família, em segundo vem minha família, depois os vizinhos, os deserdados sem família e casa, etc. Os pobres são maioria, tem a força e se quisessem ninguém os dominariam, mas o instinto de ovelha que vem dos instintos das forças internas dos átomos os enfraquecem.

A cosmovisão da Matrix/DNA já elucidou a causa primeira universal da existência do egoismo nos animais e humanos, trata-se da força atômica da repulsão que se torna com a evolução a tendencia dualista natural para se ser sistema fechado em si mesmo, e a força oposta que é o altruísmo, a tendencia a ser sistema aberto as relações com as partes adjacentes do sistema a que se pertence e entre os diferentes sistemas.

A cosmovisão da Matrix/DNA também já detectou que tudo neste mundo natural esta representado como fractais, uma enorme hierarquia de fractais, uns dentro dos outros. Assim cada nível e fractal ( como um corpo humano) é composto pelo fractal microscópico ( átomos, células, que compõem estes corpos) e influenciado pelo mesmo fractal a nível macroscópico ( o meio ambiente, o sistema astronômico que o envolve, etc.)

Juntando tudo isso para estudar o motivo do defeito associativo entre os pobres, aprendemos que este motivo resulta da soma do auto-egoismo individual produzido pelas unidades fundamentais dentro de seus corpos mais a força que vem de cima, do grupo predador dominante.

Mas porque tem que ser assim?! Porque esse “bad”, péssimo design na Natureza? de onde vieram os elementos que convergiram para produzir este tipo de influencias micro e macro sobre a psique humana?! Onde estavam e como eram estes elementos e forças nos nossos ancestrais sistemas astronômicos e atômicos? Aqui vem a resposta:

No artigo intitulado “Existe um Grande Mistério Oculto Dentro de Cada Átomo do Universo”, num paragrafo se lê:

What exactly happens inside atoms?
Fontes: https://www.space.com/mystery-of-proton-neutron-behavior-in-nucleus.html
(Image: © Shutterstock)

” Enquanto os quarks (leia-se: “os humanos membros de uma família”), que são as partículas subatômicas que compõem os núcleos dos átomos, interagem fortemente dentro de cada proton e neutron (leia-se: “dentro das suas casas”), os quarks em diferentes protons e neutrons ( leia-se: “em diferentes casas”), não podem interagirem muito entre si. A força dentro dos núcleos ( das casas, das quadras, das vilas) é tao forte que ela eclipsa a força conectando os diferentes núcleos de diferentes átomos (das diferentes casas).

Imagine você sentado em sua sala conversando com dois amigos e com as janelas fechadas. O trio dentro da sala são os três quarks que normalmente compõem um proton ou um neutron. Uma leve briza esta soprando la fora. A briza é a força que conecta os protons e neutrons dentro da sala aos outros protons e neutros que estejam na sala da casa vizinha. Mesmo que entre uma pequena lufada da briza dentro da sua sala ( a família vizinha teve a luz cortada por falta de pagamento) isto pouco ou em nada afetará você. Mas se a força de conexão dentro de uma família fosse igual entre famílias vizinhas, ao invés de apenas os membros da outra família ter que lutar para pagar a luz, agora seriam o dobro, ou multiplicados por todos os vizinhos conectados.

Acontece que alem e acima dos quarks, dos protons, dos neutrons, existe a força do sistema atômico, que mantem conectados inclusive os elétrons a estes núcleos. Esta força chamada de interação fraca pelos físicos, é na verdade , e representa, a força da classe dominante através de seus governos nas sociedades humanas. Como nuvens que pairam no céu, dela vem tempestades que imitam o rugir dos leões nas colinas, e podem causar grandes estragos nas famílias, se as famílias não obedecerem as regras de ordem.

A cosmovisão da Matrix/DNA me levou a descobrir que o mistério/causa da incrível organização das sociedades de formigas e abelhas nada mais é que a copia do circuito de conexões entre as partes do sistema universal representado pela formula da Matrix/DNA. Não são formigas – seres praticamente sem cérebro – que inventaram aquele tipo de organização, a divisão dos papeis e funções de trabalho, etc. – mas sim seus corpos sem intelecto apenas obedecem as forças de conexão que vem doas átomos que compõem seus corpos reforçadas pelas mesmas forças que vem do fractal que a as envolve, expressado através do ambiente biosférico e astronomico em que existem.

Mas isso justamente acontece também com os humanos que ainda não possuem um intelecto formado pelas reais interpretações dos fenômenos naturais providos pelo método cientifico. Sem ter conhecimento das forças externas que os prejudicam, não são motivados a resistirem, lutarem contra e elaborarem seu próprio código de comportamento, visando seu beneficio.

Conclusão final: Por isso os dominantes colonialistas tudo fazem para evitarem que os povos dominados estudem Ciências e que sejam mantidas as religiões criadas por eles. E daqui extraímos o que temos a fazer para eliminar mais esta situação da sociedade humana: lutar para divulgar e atrair o interesse dos pobres para os fenômenos reais da natureza. Como aconteceu comigo agora lendo um artigo que nada tem a ver com comportamentos humanos, a imagem formada no cérebro pelo ensino destes fenômenos vai bater com a imagem de uma situação real acontecendo dentro da anatomia do próprio cérebro, a nível atômico, e assim ocorre a auto-identificação, e desta, o despertar.

xxxxxxxxxx

Trecho real do artigo em singles:

While quarks, the subatomic particles that make up nucleons, strongly interact within a given proton or neutron, quarks in different protons and neutrons can’t interact much with each other, he said. The strong force inside a nucleon is so strong it eclipses the strong force holding nucleons to other nucleons.

“Imagine sitting in your room talking to two of your friends with the windows closed,” Hen said.

The trio in the room are three quarks inside a neutron or proton.

“A light breeze is blowing outside,” he said.

That light breeze is the force holding the proton or neutron to nearby nucleons that are “outside” the window. Even if a little snuck through the closed window, Hen said, it would barely affect you.

https://www.space.com/mystery-of-proton-neutron-behavior-in-nucleus.html

There’s a Giant Mystery Hiding Inside Every Atom in the Universe

O sapo fervido: a ideologia, a ausência de prova cientifica e seus efeitos nas relações entre humanos

Wednesday, November 6th, 2019

xxxx

O texto abaixo é comum em todas as menções a tal “Síndrome do Sapo Fervido”

https://www.cpt.com.br/para-refletir/a-sindrome-do-sapo-fervido

Vários estudos biológicos provaram que um sapo colocado em um recipiente, com a mesma água de sua lagoa, fica estático durante todo o tempo em que aquecemos a água, até que ela ferva. O sapo não reage ao gradual aumento da temperatura (mudanças do ambiente) e morre quando a água ferve. Inchadinho e feliz. No entanto, outro sapo, jogado nesse mesmo recipiente já com água fervendo, salta, imediatamente, para fora, meio chamuscado, porém, vivo!

Existem pessoas que têm comportamento similar ao do SAPO FERVIDO. Não percebem as mudanças, acham que está tudo bem, que vai passar, que é só dar um tempo… e, muitas vezes, fazem um grande estrago em si mesmas, “morrendo” inchadinhas e felizes, sem, ao menos, ter percebido as mudanças.
 
Outras, ao serem confrontadas com as transformações, pulam, saltam, em ações para implementar as mudanças necessárias. Encorajam-se, diante dos desafios, buscam a melhor saída para a solução dos problemas, tomam atitudes.

xxxxxxx

Analise pela Matrix/DNA Theory:

– Em primeiro lugar, o texto não fornece a fonte dos “vários estudos biológicos”. Quem registrou um “paper cientifico” relatando que pôs um sapo numa panela com água sobre o fogo e observou o sapo ate ele morrer? Em relação ao alimento, como este alimento estava na água? Pois sem alimento , por instinto natural, o sapo teria se debatido para sair da panela. E quem pôs um sapo numa panela com água quente e o viu saltar fora?

Sem estas informações, o resto do texto deve ser considerado como construção imaginaria, uma teria sobre o que aconteceria se… Não importa que a teoria nos pareça bastante logica, racional, que os efeitos subsequentes as causas estejam bem fundamentados no nosso tipo de logica, pois estamos cansados de observar que muitas vezes surgem elementos não previstos determinando efeitos imprevistos. E isto acontece aqui também, como vamos ver mais a frente.

Suspeito que alguém fortemente crente nessa teoria iria retrucar dizendo que “ninguém vai produzir este tipo de paper porque seria confissão de um crime contra animais, etc.” Mas o interessante é que este experimento é praticado a todo momento em todos os lugares contra seres humanos. As oligarquias predadoras apertam enquanto podem o torque em volta dos empregados escravos para ver ate onde podem sugar suas energias pelo menor custo. Então, contra os outros animais na pode, mas com humanos, estamos permitindo.

Como não foi fornecido o registro de um experimento com sapos, mas temos a nossa disposição a observação deste experimento com humanos, a teoria deveria chamar-se ” A Síndrome do Humano Fervido”. Parece esdrúxulo, paradoxal, mas esta é a realidade dos fatos concretos, dos quais a logica na tem como escapar.

A ideologia predadora (ilusoriamente auto-intitulada de “direita”) fundamentada nesta teoria e reforçada por textos “sagrados” criados por ela própria na forma de “religião”, encontra nesta teoria o argumento-muleta para se auto-justificar na manutenção de seus privilégios. Imediatamente o texto sai do reino dos sapos, extraindo dele um processo natural (teórico) e insere este processo no reino dos humanos. O humano se torna igual ao sapo. E isto é uma aberração, pois humano são muito diferentes de sapos. Este terrível engano da ideologia predadora tem causado desagradáveis surpresas aos predadores quando… ” o sapo pula fora da água fervente e mata quem esta aquecendo a água”. Bons exemplos foi a corte e a família do Rei Luis XV, os Czares da Russia, O Coronel e ditador Muammar Kadhafi do Líbano, etc .

Mas a honesta observação dos fatos reais provam que esse processo teórico entre sapos não se repete com humanos. Apertar o nó do laço que prende os escravos produz os grupos da “esquerda”, os rebeldes, os bandidos de rua, os terroristas, as revoluções populares. O sapo não se mantem inerte ao sentir a água esquentar, ele se debate preferindo enfrentar ou antecipar sua morte.

Em outros eventos ou fatos concretos observa-se que sim, o processo teórico entre sapos se repete como processo real entre humanos. E’ desta forma que os poucos e menores isolados predadores se tornam agrupados em mafias, crescem em força bruta e se tornam monstros invencíveis. Porque um quantidade de escravos separados entre si foram suportando o apero no laço, não reagiram e não tem outro destino senão morrerem “inchadinhos na água fervente”.

Dentro da Matrix/DNA, nos sentimos que temos de mudar estes humanos que não reagem ao esquentar da água. Porque? Bem, primeiro porque nos sentimos muito mal psiquicamente vendo humanos inferiorizados e escravizados, assim como quando vemos humanos indolentes, mentalmente preguiçosos, com instinto das presas. Segundo, e mais importante, porque a nossa visão do mundo em que “somos 8 bilhões de genes semi-conscientes com informações e a missão suprema de gerar uma característica de um embrião super-consciente universal” implica que todos os cérebros humanos tem que estarem livres para se evoluírem e se configurarem adequadamente para executarem suas missões. Portanto não pode haver sapos inertes, seja em águas tranquilas ou águas ferventes. Assim como devem ser combatidas as forças que impedem estes humanos de evoluírem seus cérebros e cumprirem suas missões.

A “lenda” do sapo ferido – sim, por enquanto é uma lenda, enquanto não houver um experimento observado real e relatado cientificamente ou empiricamente disponível a ser reproduzido para qualquer constatação – esta sendo muito divulgada, e para crianças, estudantes, como prova o próprio texto acima como conteúdo de um currículo educacional. Mas não é transmitido como lenda, ou teoria, ou fabula, e sim como verdade absoluta comprovada – por estudos biológicos. E em todos estes textos curriculares, mencionam humanos que se comportam em acordo com o processo descrito na teoria, porem emitem a outra metade da historia, que é o processo real dos humanos que reagem de forma contraria ao processo.

Então, dentro da Matrix/DNA descobrimos mais um foco a entrar a entrar para o rol da “desconstrução da matriz milenar cultural”. Temos que reagir com nossos senões e argumentos toda vez que vemos este falso ou incompleto ensinamento com efeito doutrinário sendo ministrado aos leigos.

Em adição, temos que fazer uma varredura, uma pesquisa ampla sobre as causas criadoras dessa teoria, se existem experimentos científicos, observações empírica, etc. E’ o que faremos a seguir aqui:

xxxxx

PESQUISA pela MATRIX/DNA:

 











Revelado o tipo de pensamento na base do comportamento do predador humano dos humanos

Wednesday, October 23rd, 2019

xxxxx

Esta joia esta num simples comentário de um leitor do Tilt, da UOL:

https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2019/10/23/5-coisas-para-entender-o-que-e-computacao-quantica.htm

MelanciaMaluca2 –  “… devido a esforços de terroristas dos anos 60(da guerra fria) que tomaram o governo por quase 15 anos, ainda estamos tendo que superar essas ideias e ideologias absurdas. pois crianças que estudaram nos anos 2007-2018 acreditam nessas coisas e querem ate lutar por elas ainda. o desejo de pilhar o patrão ainda sobe a cabeça de muita gente 🙂 a ideia que “equidade” é justiça e igualdade de renda gera riqueza e bem estar engana muita gente nesse país. quando é a produção de riqueza que gera bem estar e também diferença social, mas bem estar e mais riqueza a todos. enfim… triste mesmo realmente, que gastemos um mandato só pra esse objetivo e nem assim talvez seja suficiente. estagnados nos anos 50-60.”

Minha pergunta enviada em 10/23/19: ( aguardando moderação)

Melancia, você escreveu: “é a produção de riqueza que gera bem estar e também diferença social, mas bem estar e mais riqueza a todos”.
Muito interessante sua crença. Eu queria saber em que fato real ela esta fundamentada. Você tem alguns exemplos ( ao menos um) de algum lugar ou época numa comunidade todos eram pobres e apenas um ou alguns do grupo iniciaram uma atividade econômica com suas próprias mãos ( sem ser invasão e escravagismo) e geraram riqueza, sem se apropriarem do produto do trabalho de outras pessoas do grupo?
Apenas um exemplo, por favor… preciso disso para comparar com minha crença contraria e ver se estou errando em alguma coisa, pois apenas conheço exemplos contrários.
Alem dessa pergunta, gostaria que me indicasses uma só comunidade, região, pais, onde algum que se tornou rico melhorou as condições de existências de outros alem de seus familiares e capatazes. Mais esse exemplo, por favor.

Bem,… como eu já imaginava, o debatedor não respondeu. A razão fé que ele não tem exemplo real factual algum, tem a mente e ideológica construída por imaginações fantasiosas porque estas lhes são convenientes para manterem seu atual status. A equidade que minha visão de mudo esta sugerindo terá que existir para uma sociedade ideal não me leva a combater apenas o instinto predador, mas também o de presa. O predador esforça-se em busca de soluções para problemas no seu território, e com isso ele empurra a evolução tecnológica. Falta as presas essa motivação para esforçarem o cérebro em busca de mudanças para melhor. A equidade que defendo é aquela em que não apenas a riqueza esteja correlacionada com a produção manual individual e esforço mental mas também relacionada a contribuição igual de todos na produção coletiva.

xxxxx

O seguinte posto do Melancia abaixo revela que estes indivíduos passaram por universidades ( portanto são classe media para cima) e que possuem um elevado grau da arrogância dos que acreditam que conhecem tudo, e tem necessidade de estar se auto-propagando.

MelanciaMaluca2 – 47 minutos atrás

Desculpem.. mas não acredito que funcione com a falacia do entanglement… isso foi um artigo-piada de einstein com o bohr, que depois o hippies usaram como razão de… oh todos estamos ligados… física quântica… depois basearam em testes de aleatoriedade na na verdade provam curvas normais de aleatoriedade… e… ok… um computador pode ser projetado com mais do que 0 e 1, e pode dizer que 2+2=3,99988689651 depois de 93175+10 tentativas simultaneas em centenas de nucleos.. ou mesmo em mais de um estado final de cada transistor… a 5+ ghz a quase zero… ( alias niobio vai valer muito quando isso se massificar) … mas… não acredito que isso seja “quantico” no sentido de “entanglement” acho que é na verdade uma simulação de computador quantico baseado nessas ideias.. pois… não existe isso 🙂

Minha resposta:

O entanglement esta provado por experimentos, ou você contesta? Onde esta a falácia? E o que tem a ver a quântica com os hippies? O que tem de tendencioso em sua psique que você imediatamente buscou um exemplo da crença no ” estamos todos ligados” para verter seu veneno mostrando que sua crença é o “estamos todos separados”? Você expôs humanos num experimento quântico para provar que não existe nada ligando-os? Estamos todos separados e` um instinto tipico herdado dos animais irracionais, incapazes de perceber holismos.  Quantum entanglement has been demonstrated experimentally with photons, neutrinos, electrons, molecules as large as buckyballs, and even small diamonds. On 13 July 2019, scientists from the University of Glasgow reported taking the first ever photo of a strong form of quantum entanglement. The utilization of entanglement in communication and computation… E aprenda que não é falacia. Auto-exorcismo dos instintos seria bom.

xxxxx

E no prosseguimento do debate sobre o computador quântico do Google:

john51 – 3 horas atrás

Como sei programação e trabalhei nisso pelo menos 30 anos, fico imaginando como fariam pra programar um computador quântico pra executar diversas operações ao mesmo tempo, realmente é uma revolução total na forma de programar

Minha resposta em 10/23/19

Talvez uma analogia pode nos ajudar a entender isso. O DNA é constituído de unidades fundamentais de informação, por dois nucleotídeos laterais. Estas unidades se ligam numa enorme pilha de milhões delas. Acontece que cada unidade ( que tem sete variáveis = 4 bases + dois açucares + uracila) é um sistema funcional, executando uma especifica tarefa. E todas as unidades são copias de um sistema original, o primeiro de baixo da pilha, porem, cada unidade tem ao menos uma partícula em posição diferente, tornando-a diferente de todas as outras copias. Quando chega um RNA mensageiro com um problema (uma formula para uma proteína), imediatamente todas as copias são varridas e unidas aquelas que fazem cada elemento da proteína). Então, creio que a técnica deles seja quase essa: fizeram um programa inicial, variam alguma coisa nas copias e inteligam todas pela superposição quântica. Bem, baseio-me na minha teoria do DNA…e não na deles.