Archive for the ‘Astronomy’ Category

Plasma estelar: grande solução para um buraco na Matrix/DNA Theory

Thursday, December 12th, 2019

Tem sido nebulosa a imagem imaginada da poeira vinda de um cadaver estelar formando uma nuvem devido a gravidade mas rodopiando sobre si mesma e formando um cone espiralado. Esta imagem faz parte do processo da auto-reciclagem dos sistemas astronômicos. O que se concentraria tanto naquela nuvem para formar o bico pesado do cone? E como uma poeira dispersa em forma de nuvem com baixíssima densidade material iria elevar sua velocidade de giro?

Tenho mantido esta questão aberta por 30 anos sempre nela voltando tentando repensa-la e resolve-la.

Mas hoje, sem estar pensando nela, me venho uma intuição. Num debate na Internet alguém dizia que os acadêmicos afirmam que viemos de mera poeira estelar. Então respondi que “o que eles não fazem ideia é que no meio daquela poeira estelar, vinha a “alma das estrelas”, ou seja a formula da Matrix fragmentada em seus fótons, e foram estes fótons que reconstruíram o sistema estelar morto e mais tarde nos fizeram trabalhando os ingredientes fornecidos pelas estrelas. É o mesmo caso de alguém que vê chegar no centro de um ovulo uma geleia informe e depois assiste a montagem de organismo, ele não sabe que no meio da geleia do cromossoma está o DNA. Então devemos considerar a hipótese que das estrelas que morrem não resultam apenas fragmentos de poeira, mas também fragmentos de seu plasma incandescente, que é uma substancia normal das estrelas. Alias, não me esqueço que os vulcões emitem magma, uma espécie de plasma incandescente, e os gigantescos vulcões de pulsares emitem este magma que quando caem no espaço se tornam os cometas…”

E foi aqui que vi a similaridade entre a cena do cromossoma Y chegando no ovulo e porções de plasma estelar estar chegando no meio da nuvem de poeira. Os fótons-bits-informação estariam no plasma! E o plasma seria uma solução para o mecanismo da imagem nebulosa, pois ele seria denso, muito mais pesado que a poeira, por isso seria dirigido ao centro da nuvem, encurvando esse ponto da nuvem para baixo, tornando-se o bico do cone, e por ser denso, entende-se porque aumenta o giro de rotação da nuvem inteira.

Aí está mais uma solução mentalizada, teórica, para um dos detalhes não resolvidos que ainda existem no corpo da teoria geral. Boa solução porque espaldada num parâmetro real conhecido por todos, o cromossoma com sua carga genética. Agora tereis que pesquisar “plasma estelar” e rever todas as fotos do Hubble e etc. para ver se em algum momento foi detectado plasma espacial fora de estrelas ou no meio interestelar…

Célula: Ciclo Vital criado pela Formula Universal

Wednesday, December 11th, 2019

A evolução desde o sistema galáctico para os sistemas biológicos vivos teria que provocar uma drástica mutação nos processos internos do sistema devido aos ambientes e substancias de origens serem muito diferentes. Na comparação ente um sistema galáctico – pelo meu modelo teórico – e a primeira célula viva vemos que o significado geral dos sistemas foi mantido, a dinâmica do ciclo vital que veio com ondas de luz de alguma maneira se impôs. Temos que estudar como um sistema regido pela mecânica astronômica se torna um sistema pelo método biológico de organização da matéria. Não podemos esquecer que entre a mecânica astronômica e a organização biológica teve um elo, que foi a química orgânica. A mutação ocorreu nas formações químicas das moléculas orgânicas primitivas, aqui temos que desvendar como foi essa mutação. E a separação de um todo em pacotes de informações para depois serem juntados estes pacotes reproduzindo o todo permite muitas variações, em ambientes inéditos.

O circuito sistêmico sempre tem o mesmo desenho do ciclo vital, pois é o ciclo que vital que se torna um sistema.

Esta figura quando vista sob a perspectiva da visão de mundo pela Matrix/DNA lembra imediatamente a formula universal do sistema natural universal. Então vamos trazer a formula para cá:

Formula do Sistema Natural Universal

Na figura da célula notamos que o ciclo começa no topo de cima com a célula filha, então temos que inverter o sentido da figura da formula pondo F1 no lugar da célula filha, F2 onde a célula cresce, etc. Quando na Interfase, a célula começa ps preparativos para a bifurcação do circuito que acontecerá em F4 e para isso ela duplica o DNA que é o carregador da informação para um segundo fluxo do circuito de desprender. Ela está fazendo isso entre F2 e F3, por isso ela é dirigida pela formula a crescer ainda mais. Na Profase vemos o processo sexual hermafrodita se solidificar. A cromatina se condensa em cromossomos que é uma forma necessária para constituir os genomas sexuais e o desaparecimento do nucléolo tem que acontecer: até aqui, em F3, se impos a face feminina do processo, com a criação da célula filha pela femea em F1, mas em F4, que é a face masculina, a feminina sai e cede o lugar ao masculino.

Na prometafase se insere a F5 com seu ramo lateral e interno. Se na galaxia isto acontecia com os cometas retornando no espaço na direçâo onde vai se formar novamente F1, e na reprodução das seccões do DNA entra para isso a uracila, na célula são fabricados os centromeros e em lugar da linha do fluxo de F5 surgem os microtubulos. O que importa na formula é dividir o sistema ao meio, em face esquerda e direita, para que depois cada uma construa sua outra metade. A engenhosidade da formula aqui é extraordinaria, considerando-se que sua unica experiencia anterior era o mecanismo muito mais simples astronomico, mas nem por isso vamos personalizar a formula com inteligencia própria: creio que tudo ocorreu pelo forte impulso do fluxo avançar e obedecendo a formula que determinava a bifurcação. tudo deve ter ocorrido por processos naturais, como quando as águas das montanhas vão forçando a abertura de caminhos na sua descida. Mas ainda não tenho dados para decidir o que foi que realmente realizou o evento que resultou na extraordinária experimentação e confecção de extraordinary novos elementos.

Na fase Mitótica a membrana desaparece e isso não é surpresa pois já vimos acontecer isso nesta mesma posição nas galaxias: quando a femea está desativada, a poeira do horizonte de eventos, ou quasar, desaparece também. Na Metáfase fica uma questão. Qual o mecanismo e porque os cromossomas que estavam dispersos na cromatina se alinham em sequencia? Se logo a seguir eles se separam novamente em cromátides que vão para os dois lados da célula? A pesquisar…

Por fim F5 se torna Myosin II e completa a separação. Daqui a célula velha vai para sua morte, determinada por F6 e F7.

Portanto não foi a matéria simples e burra da superfície deste planetinha que inventou pela primeira vez no Universo esse método de tão extraordinária engenharia, e sim as partículas de luz que se infiltraram com o liquido nessa matéria e simplesmente caminharam como vem caminhando desde o Big Bang quando a onda de luz original caminhou no espaço sideral e se propagando no tempo ao ir montando seus órgãos anatômicos internos – ou suas faixas diferenciadas – na mesma sequencia do ciclo vital. E depois estavam infiltradas nesta estrela Sol de onde vieram recompostas como luz para dirigir os átomos terrestres a se subordinarem ao modelo de sistema que elas constituem.

Mas nem tudo ficou tão fácil de ser compreendido com a fórmula da Matrix/DNA. O ciclo dos centríolos, ou centrômeros, e a própria presença dos centríolos, continua muito complexo, inexplicável. Parece que outra coisa alem da formula estava fazendo as coisas nas origens da célula. Mas ao mesmo tempo os centríolos servem como um alerta e um alento: a formula ainda tem muitos segredos encriptados nela. Um desses segredos que não tenho informações vindas da Ciência é que a formula tem sua camada mais invisível, que é seu campo magnético. As imagens geradas pelo centríolo lembra os fusos do campo magnético do planeta, os seus polos magnéticos, etc. Vejamos a figura abaixo:

File:Centrosome Cycle.svg

Se existe uma camada subliminar da formula de consistência eletromagnética, atrelada a sua substancia de luz, e há já muita evidencia de que de fato existe, os polos norte e sul representam F1 e F4. Mas quem é quem? Qual o polo feminino e o masculino?

Suspeito que a compreensão de como as forças naturais construíram este processo dos centrômeros vai ser encontrada quando desenvolver-mos mais a epigenética. Este não é um processo genético, localizado nos elementos e partindo dos elementos, parece mais um efeito da identidade dos sistemas. Pois os passos na evolução deste ciclo dos centrômeros vão ocorrendo em paralelo aos passos na evolução dos cromossomas no núcleo celular e depois os dois elementos se conectam complementarmente. de onde veio a ideia de dotar um corpo, como o centríolo, de tentáculos, e depois dirigir estes tentáculos exatamente para cada secção dos cromossomas quando alinhados no eixo celular, e ainda mais… dotar os tentáculos de “mãos” moleculares para agarrarem e puxarem uma das hastes do DNA!!!. Isto parece a harmonia de uma orquestra tocando uma sinfonia, e toda orquestra tem que ter um maestro. Neste caso a identidade do sistema, por isso, aposto que a epigenética vai elucidar este mistério.

Hipotese alternativa á reunião de fotons na Terra nas origens da vida e mais evidencias para Matrix/DNA Theory

Wednesday, November 20th, 2019

Está sendo descoberto mais moléculas que formam aminoácidos, DNA, em meteoritos. Agora, como revela este artigo com link abaixo, foi descoberto um açúcar, fundamental no DNA. Isto me leva a formular mais uma hipotese para a formação dos aminoácidos, proteinas, RNA e DNA, do que a já calculada reunião dos genes semivivos na forma de fotons vindos da entropia galactica.

Pode ser que não foi preciso todos os fotons-genes necessários a um sistema celular completo terem vindo e se reunidos na Terra. Pode ser que os fotons liberados a partir da entropia na periferia da galáxia se encontram em vários astros, ou meteoritos, constituindo pequenos pacotes de informação, e mais tarde, se vários destes pacotes, pelas quedas de meteoritos, se encontram na superficie de um planeta, reinem-se ja como moléculas e completam um sistema.

Artigo:

Sugar Has Been Detected Inside Meteorites for the First Time Ever

By Rosie McCall On 11/20/19 at 11:14 AM EST

https://www.newsweek.com/sugar-detected-inside-meteorites-first-time-ever-1472986?utm_campaign=NewsweekTwitter&utm_medium=Social&utm_source=Twitter

“Other important building blocks of life have been found in meteorites previously, including amino acids (components of proteins) and nucleobases (components of DNA and RNA), but sugars have been a missing piece among the major building blocks of life,”

“A study published in Proceedings of the National Academy of Sciences of the United States of America (PNAS) sheds new light on the question of how biology arose from non-biological chemical processes, the researchers say. This being because the sugars discovered on the meteors studied may have been a key ingredient in some of the first examples of ribonucleic acid (RNA) formed on Earth.

Researchers were able to identify sugars on two carbon-rich meteorites (Murchison and North West Africa (NWA) 801) using gas chromatography mass spectrometry, a process that sorts molecules according to mass and electric charge.”

In contrast, there was no evidence of 2-deoxyribose—the sugar required to make DNA—in any of the samples studied, a result the researchers say supports the idea RNA evolved prior to, and was later replaced by, DNA. “This is important since there could have been a delivery bias of extraterrestrial ribose to the early Earth which is consistent with the hypothesis that RNA evolved first.”

Meu comentario postado no artigo:

Louis Morelli – 21/11/19

The extraterrestrial sugar is still inside this galaxy. This discovery is one more correct prevision of Matrix/DNA Theory 30 years ago, when composing a galactic system with the seven known shapes of astronomic bodies perceived that then galactic system is the direct ancestral of the first cell system. Entropy begnning at the periphery of this galaxy delivered its bits genetic information as seeds looking for a good land. Who drove sugars, aminoacids, proteins, for composing a working system? it is all around us.

Mais uma previsão acertada do meu modelo teórico astronômico: baby-estrelas são expulsas do núcleo galáctico.

Monday, November 18th, 2019

xxxx

Barrada no baile galático: estrela é “expulsa” para fora de buraco negro…

https://www.uol.com.br/tilt/noticias/redacao/2019/11/18/pesquisadores-descobrem-estrela-expulsa-de-buraco-negro.htm

Localização da estrela S5-HVS1 no céu e a direção do seu movimento. A estrela está voando para longe do centro galáctico, de onde foi ejetada 5 milhões de anos atrás - Sergey Koposov/Divulgação
Localização da estrela S5-HVS1 no céu e a direção do seu movimento. A estrela está voando para longe do centro galáctico, de onde foi ejetada 5 milhões de anos atrás
Imagem: Sergey Koposov/Divulgação

Meu comentario postado no artigo do UOL em 18/11/19).

1) A todas as estrelas aconteceu exatamente isso; 2) não existe o teorizado buraco negro no núcleo galático; 3) Esse astro não é uma estrela adulta e sim um baby estelar. Tudo isso foi sugerido e previsto pelo modelo teórico astronômico denominado Matrix/DNA a 30 anos atras. A grande notável diferença entre o modelo oficial acadêmico e o modelo da Matrix/DNA está no resultado final da evolução das galaxias que vemos aqui com nossos olhos: a criação por esta galaxia dos sistemas biológicos, ou Vida. Podem espremer de todas as maneiras a teoria oficial que nunca vão explicar como sua galaxia poderia produzir Vida, enquanto o modelo da Matrix/DNA mostra a galaxia como o ancestral ou “ultimo não-biológico ancestral” exatamente a imagem e semelhança de um sistema celular e da unidade fundamental de informação do DNA. Este acumulo de previsões acertadas estão indicando que a humanidade terá uma grande surpresa quando mais dados reais chegarem.

 

 

Jupiter: Fotos sugerindo evidencias para Matrix/DNA

Sunday, October 20th, 2019

xxxx

https://www.jpl.nasa.gov/spaceimages/details.php?id=PIA07784

Jupiter visto por um polo

No REDDIT tem a seguinte discussao:

Jupiter from bottom.

https://www.reddit.com/r/space/comments/dkoh5g/jupiter_from_bottom/

Na qual postei as seguintes questoes:

MatrixDNA – 10/20/19

1) Look to the dead zone without pixels. It is a polem so, in the other side must have another pole, dead zone. Could be the ends of the axis? I mean, I think that planets rotates due a magnetic central axis. This magnetics has influence over the matter around it, building a material axis. This axis is like a iron bar having at the center de nucleus and ant the ends, these poles. (?) If so, we will discover it when seeing below the Earth’s poles?
2) Would be possible that these division of layers in the surface reflects an internal division of the planet?
A seguir esta o texto que completaria as questoes, mas não postei para não ser deletado por ser considerado pelos moderadores como pseudoscience:
If so, it could have implications in the origins of life. ( From now, if you don’t like speculative theories, do not read it). Matrix/DNA astronomic models are suggesting: Jupiter will become a new star, like any other gas giant far from the central star. Stars has an internal division of 6 layers like this picture. Each layers contains photons,which are bits/information different from the other photons of other layers. These informations came from the first original astronomical bodies formation of the first galaxies. The first astronomical bodies formation started from light gas stars due the action of light waves wich anatomy mimics the circuit-flows of systems. The systemic circuit is built by the process of life’s cycle, encrypted into light waves as their anatomy seeing at the electromagnetic spectrum. Then, stars emits informations in the same sequence as we see at living systems. Arriving at planets’ surface that has good conditions, these photons penetrates electrons of atoms controlling the machinery of the atoms leading them to new combinations. The final result is the biological organization of matter into living systems, aka, life.
I know, this theory is unbelievable just now, facing the current academic theories. It is not pseudoscience because it is not a scientific theory, it is a philosophical one, applying formal logic philosophy upon real data. The different world view is due I have used other methods and approaches. But it is very pretty logics. Rational. I do not believe in it either, I am testing these weirds suggestions from the models and calculations.











Michelson–Morley Experiment: Luz, Eter Luminifero, ou outra substância do espaço

Saturday, October 19th, 2019

xxxxx

Eu cai neste assunto quando estava numa discussão e alguém fez um argumento citando este experimento. Logo pensei que o experimento tratava de “substancia espacial” a qual é motivo que afeta minha teoria, então precisava ver isso. Mas depois de tanta pesquisa me lembrei que não, a substancia espacial em nada afeta a matéria, ela é apenas uma especie de conceito abstrato necessário como meio da luz produzir matéria, massa e energia. Uma fabrica humana se apoia no solo terrestre e tira do solo terrestre matéria-prima para se construir como fabrica, mas o solo terrestre, enquanto estático, não produz nenhum movimento que afete a fabrica. Tudo e todos envolvidos na existência da fabrica nem mesmo nota o solo que esta embaixo deles. Então para que me preocupar e debater  a substancia espacial, quer lhe deem o nome de eter, ou outro, como dark matter, ou como o “new aether” de Einstein ?

E minha conclusão se encaixa na conclusão final do longo artigo no Wikipedia sobre eter luminífero, que é o seguinte:

” The only similarity of this relativistic aether concept with the classical aether models lies in the presence of physical properties in space, which can be identified through geodesics. As historians such as John Stachel argue, Einstein’s views on the “new aether” are not in conflict with his abandonment of the aether in 1905. As Einstein himself pointed out, no “substance” and no state of motion can be attributed to that new aether. Einstein’s use of the word “aether” found little support in the scientific community, and played no role in the continuing development of modern physics”

Mas valeu a pesquisa e os registros aqui porque muita informação nova e velha foram recapituladas, e alem disso, nessas analises abaixo desenvolvi interessantes insights, como a da relação entre a velocidade dada por um motorista ao carro e a velocidade ordenada por lei pela sociedade.

Khan Academy – My Account ( preciso assistir aulas para obter 5.000 pontos para poder postar questoes):

https://www.khanacademy.org/profile/kaid_509150817467256209029728/courses

Michelson–Morley Experiment Introduction (good video) 

Simple idea behind the Michelson‒Morley experiment to detect ether wind.

https://www.khanacademy.org/science/physics/special-relativity/michelson-and-morleys-luminiferous-ether-experiment/v/michelson-morley-experiment-introduction

Observar que mais informações se obtém na Wikipedia:

https://en.wikipedia.org/wiki/Michelson%E2%80%93Morley_experiment#Subsequent_experiments

Ok… no seculo 19 se pensava que existe um éter luminífero. mas os físicos trouxeram a ideia de que tanto a luz como galaxias se movem com uma velocidade  causada pelo eter, então o eter deve se mover como um vento. Entao Michelson e Morley pensaram num experimento para ver se existe o vento do eter. Refletiram um raio de luz em espelhos e tal, e observaram que quando o raio se divide em dois, e uma metade segue direto em frente e a outra metade reflete subindo, no final as duas tem o mesmo padrão de velocidade. Então, concluiram não existe o vento do eter, pois em qualquer direção que a luz se dirige, não é afetada por nenhuma substancia do espaço.

Isto vai contra minha intuição que entrou como parte da minha teoria. Por isto não gosto da teoria e devo procurar algum erro no experimento. Se não encontrar erro, vou ter que rever minha intuição e os pontos onde isso entra na minha teoria.

Para começar tenho questões. De onde os físicos tiraram a ideia que o eter se move ou é movido e aponto de produzir um vento? Na minha intuição existe uma substancia do espaço (que mais chamaria de matéria escura ou não-matéria, que eter) mas esta substancia é inerte, imóvel, ao menos dentro deste universo. O que se move, o responsável por todos os movimentos neste mundo, é onda de luz, principalmente a original emitida pelo Big Bang. A dark matter , ou eter, se for luminífero seria devido a luz no meio dela. Mas como é uma onda de luz de primeira geração (não como a luz das estrelas e outros, que são de segunda ou mais gerações) ela é demasiado forte para nossa visão, ela nos cega, e assim não vemos a matéria iluminada como pano de fundo deste universo.

A luz original se move devido a sua anatomia, ao que ela é feita. na sua anatomia já esta programada um movimento de expansão, de crescimento, e depois retração na forma de luz escura, energia negativa, etc. Na sua anatomia esta inscrito o processo do ciclo vital, o mesmo que faz uma bolinha chamada blástula se expandir e crescer no espaço e no tempo tornando-se um adulto corpo humano, e depois degenerando.

Então não existe vento do eter ou no eter. E como os corpos como o planeta, o sistema solar, a galaxia se move em orbitas? Isto é devido todos estes corpos serem partes de sistemas, e todos estes sistemas serem partes de um sistema maior que é a própria onda de luz. O movimento da onda de luz, quando impregna uma porcão do eter, deixa ali uma parte de si, constrói ali um sistema, o qual vai ser internamente movente, ou seja, todos seus objetos/partes se movem, e como este sistema faz parte de um sistema maior, o sistema se move movido pelo sistema maior.

Então a velocidade da luz e dos objetos nada tem a ver com uma outra velocidade que não existe, que seria a velocidade do vento do eter. Por isso, esse resultado neste experimento.

Analogia das velocidades dos  corpos no espaço sideral com a velocidades dos automóveis. 

A velocidade dos corpos no espaço pode ser entendida por uma analogia com corpos humanos. A sociedade, o coletivo dos humanos formam um sistema, o social. este sistema tem leis do transito que impõe padrões de velocidades aos motoristas, para menor velocidade do que o motorista desejaria, ou para maior, como em ruas residenciais. Então o motorista dirige numa velocidade, um padrão para todos os carros. Podemos dizer que é o sistema maior que o corpo, que determina a velocidade do corpo. Mas de nada adiantaria essa determinação se o motorista estiver morto. O motorista também tem em si a propriedade da velocidade, do movimento autônomo, sem ela não existe movimento. A mesma coisa acontece com os objetos no espaço sideral. Existe sempre um sistema ao qual o corpo pertence, o corpo sempre esta no território de um sistema, e este sistema esta dentro do território de outro sistema maior, etc. Então os corpos no espaço se movem também porque tem a força para se moverem em si. E isto porque em todo corpo tem fótons de luz dentro dos elétrons dentro dos átomos.

Tenho motivos para crer que a sociedade humana caminha para adquiri uma anatomia interna que é semelhante a anatomia interna do corpo humano, porque aquela é uma auto-projeção desta. Por exemplo, no corpo tem um órgão com a função de fazer a limpeza das impurezas. Esta função sistêmica é projetada quando a humanidade constitui um sistema social na forma da função da policia. Na verdade o que esta se auto-projetando e modelando o sistema social é a formula da Matrix/DNA, que é a formula que construiu o corpo humano e seu DNA.

Pois os sistemas celestes como estelares, galácticos foram feitos pela mesma formula. Então ela tem que estar nos corpos celestes, como o DNA esta nos corpos humanos. E ela esta na forma dos seus bits/informação, os fótons. Em outra parte da teoria, descrevo como a friccao da propagação da luz no meio da substancia espacial cria a energia. Uma das maneiras de nominar a energia é eletricidade. esta é composta por elétrons. E como disse acima, os elétrons contem fótons. Na verdade energia, eletricidade, são fótons, que são luz.

Como a luz tem si programada que deve se mover, expandindo-se, os seus fótons também tem este programa, são auto-moventes, e com isso empurram o corpo onde estão. Mas aqui vai entrar campos magnéticos, atracão e repulsão entre corpos, gravitação, tudo derivado da luz no espaço total como sistema maior e dela dentro dos corpos. etc.

Mas existe outro detalhe. A formula dos sistemas naturais.

Esta mostra que o circuito sistêmico contendo o fluxo de informações/energia do sistema é dividido em duas metades quando chega em F4. Uma metade continua direto desenhando a esfera, outra metade cai na direção do núcleo do sistema. Ou seja, as mesmas direções produzidas pelo espelho no experimento. Acontece que a velocidade do fluxo fe sempre a mesma, esteja ele inteiro, ou dividido em duas metades, ou descendo ou subindo. E esta, como todas as demais propriedades dos sistemas vem das propriedades da onda de luz. Isto significa que também a onda de luz tem uma só velocidade, e sempre, a não ser que adentre um espaço com matéria mais ou menos densa. No experimento, depois da divisão das duas metades, elas continuaram no mesmo espaço, com a mesma substancia, portanto tem que ser igual.

Eu não captei como e onde este experimento prova que não exista uma substancia espacial, deem a ela o nome que quiserem.

E isto me induz a entrar na discussão da Khan, porem preciso antes dos 5.000 pontos.

xxxx

Bem… no precisei ir muito longe para saber que não sou apenas eu que tem argumentos contra a interpretação dos físicos sobre o experimento. Bastou dar uma olhada nos comentários abaixo do vídeo da Khan e encontrar que muita gente não concorda e gente pesada dentro da própria física, como Paul Dirac e… Einstein:

2 years ago
Great question Jim/Jennie… the MM experiment showed that the speed of light is constant in all directions. Einstein then showed it is constant from all reference frames (I.e. it is governed by some sort of universal speed limit). Paul Dirac in 1951 showed that MM did not rule out the presence of an Ether when he took into account the Uncertainty Principle (you can’t know velocity and position for relativistic particles like light). Many people have kept up with the idea that MM means no ether but even Einstein never thought that and encouraged his mentoree David Bohm (who wrote one of the definitive textbooks on Quantum Mechanics) to further develop De Broglie’s Pilot Wave Theory (which of course requires a medium or an Ether).
Mas tem os que defendem a conclusão no experimento, como o post abaixo:
3 years ago
They look at the interference pattern that comes from recombining the light beams. They tune the lengths until they get a pattern that indicates the lengths are the same (or different by an integer number of wavelengths). Once it is set up, they are looking for CHANGES that occur as the earth moves. If the direction of the ether “wind” is changing, the interference pattern will change.
The pattern didn’t ever change, so they had to abandon the idea of the ether
Mas eu ainda acho que isto apenas desaprova existência do vento, e não do éter.
xxxxxxxxxxxxxxx

 











NASA WEBB SPACE TELESCOPE e a doutrina de um visao de mundo equivocada

Saturday, October 19th, 2019

xxxx

Houve uma Science Live, conferencia ao vivo por video sobre o WEBB como Time Machine. Eu postei e vi que foi publicado na hora meu post no endereco da NASA na WEBB, mas um dia depois procurei o post e não esta mais la. Ok, alguem como mediador esta deletando posts contra algum de seus critérios, e desconfio que aqui o critério argumento é que os posts devem ser “cientificos” segundo o conceito deles de ^cientifico^. Quando eu tiver uma oportunidade de discutir isso com alguem na mentalidade destes moderadores, devo lembrar o assunto do Teddy Bear, vindo de um livro que esta aqui em outro artigo sobre programação de computadores em que o autor cita o exemplo em que a classe dos leigos estavam resolvendo problemas de computação que a classe dos experts não conseguiam resolver. Claro, quando se esta com a mente fechada, obcecada, num tipo de visao, de ideologia, e esta visao não é completa ou esta errada, essas pessoas não conseguem ver seus erros. A NADA devia prestar atencao nisso e dar atencao aos posts dos leigos. Não existe visao humana sobre cosmologia que não esteja incompleta e errada, e não pode existir. Simples logica e assimilação de qual é o tamanho do Cosmos e ds limitações dos nossos cerebros e dos nossos instrumentos de observação.

Posted in Facebook, NASA page, at 10/17/19, under the article:

Louis Morelli

There were two different process for galaxies formation: the first ones by symbioses, like the first cell systems; then, like cell systems, galaxies learned to reproduce themselves, by self-recycling. So, if you try forcing what you see in earlier times into the nowadays model of galaxy formation, you will have problems, and will not grasp the opportunities offered by the data.

The first known seven model of astronomical bodies were formed separated starting from first light stars because upon that stars was applied the process of life cycle which is the signature of expansion of light waves from the Bib Bang, penetrating the gases of that stars.. You know that the process of life cycle is responsible by our human body changing shapes e systemic functions, so, there were seven different bodies composing a complete self-recycling system, this little galaxies were the first.

I would pay my last cent to watch the Webb and facing my astronomical models, for which I have lots of facts for thinking they are right. Any way, some models are in http://theuniversalmatrix.com and one watcher seeing the Webb data and known these models can get what others will not. By the way, congratulations and I am waiting the data upon which I built the models under a different approach and world view. Good luck, NASA!…











Mais um duro golpe na visao do mundo dos acadêmicos que favorece a minha visão do mundo: galaxias sem dark matter!

Friday, October 18th, 2019

xxxxx

Informação obtida no link:

Hubble reveals that galaxies without dark matter really exist

The new research may have dramatic implications for galaxy formation. 

http://www.astronomy.com/news/2019/10/hubble-reveals-that-galaxies-without-dark-matter-really-exist

Se o fato for realmente comprovado, será mais uma evidência para Matrix/DNA Theory e mais um fato que não se encaixa na corrente teoria oficial acadêmica.

” What does a galaxy without dark matter mean?

Um texto do artigo:

If these latest results hold up to the scrutiny that’s likely to come, then discovering the first (and possibly second) galaxy without dark matter would fundamentally change our understanding of how we think galaxies form and evolve.

“[DF4 and DF2] point to an alternative channel for building galaxies — and they even raise the question whether we understand what a galaxy is,” van Dokkum says. Right now, he says, we think that galaxies begin with dark matter, which is how they’re able to gravitationally attract the massive amounts of gas and dust needed to kick-start star formation…”

Nos meus modelos teóricos, as primeiras estrelas só poderiam ter sido formadas por gazes penetrados por ondas de luz vindas do Big Bang. Pois o meu modelo teórico do que é uma onda de luz era a única coisa existente no Universo que tinha as propriedades para formar as primeiras estrelas. A dark matter apenas contribuiu antes para a formação das partículas materiais que vieram a se constituírem em átomos produzidos pelas ondas de luz que vieram a constituir os gazes que depois vieram a constituir estrelas.

xxxx

Tem um debate correndo no REDDIT:

https://www.reddit.com/r/space/comments/djvk0k/new_hubble_data_suggests_galaxies_without_dark/

Meu post postado no REDDIT

MatrixDNA – 10/19/19

My non-scientific cosmological models has predicted it 30 years ago. If “galaxies without dark matter exists”, it means that the current elected theory about the formation of the matter that composes galaxies is wrong or not complete, and the current theory about dark matter also is wrong or not complete. Yours question made me to waste a whole day into research and after seeing about luminiferous aether, the Michelson-Morley experiment, the final Einstein conclusion of his “new aether”, etc. I arrived to the conclusion that without knowing the opinion of Einstein 30 years ago I arrived the same conclusion that “there is a spatial substance” which does not affect matter in any way. Physics of XIX century had the idea of a wind coming from the aether which would be the carrier of light and affecting the bodies speed was different from my results because they did not know what my calculations were suggesting: all movements in this Universe has an initial motor, which is the waves of light coming from the Big Bang and which has encrypted in it the process of life cycle. This process makes your own body to self-propagate into time and space growing in size and becoming old and changing yours shapes. There is a spatial universal substance, you can call it aether, dark matter, new aether, quantum foam, what you want. But it is like the terrestrial soil in relation to a human factory. The factory takes soil for self-building, is supported over the soil, but the soil does not affect the factory in anything. But, the standard theory of Physics gave the name to the soil got by the factory as “Higgs bosons” and the soil under their shoes as “Higgs field”… instead the not defined spatial substance.

Outro post publicado em 10/20/19

He questions our theories of galaxies formation, our theories about dark matter, but forgets to ask the meaning question: our theory that Math and Physics could explain galaxies and dark matter. It is funny how works a temporary dominant mindset. Look how they reacts when someone says that “theory” is produced philosophically, not by Science: they becomes furious. Yours galaxies built by humans business like Physics and Math are not real, everybody that does not are indoctrinated, still keeps an open mind, can see it. The real galaxies produces “life” so for explaining these galaxies, for to formulate a theoretical model of galactic formation, origins, and development you need to include the final result, which is biological systems, an issue for Biology, organic chemistry, so on. I made my own investigation, but starting from what I can see and touch here and now inside this galaxy, the final result of galactic evolution, which is life, and I got a theoretical model about these things – galactic systems, atoms systems, universal spatial substance, etc., totally different than the current dominant models. Which are and where were the real forces and elements in these theories of galaxies that, by its evolution, produced genetic code, metabolism, sexual reproduction, etc? You don’t know? So, biological systems were made with forces and elements coming from outside this galaxy?! By magical gods or magical accident events? Oh… com’on… stop and think a little bit outside the temporary mainstream… they always proved to be wrong, like the geocentric model, spontaneous generation, etc.. This galaxy produced life, so, it must have less evolved properties of life in it and Math, Physics, can not find them. My models found… but they are also theories…
xxxxxxxxxxxxxxxxxxxxx











Imagens de minha autoria sobre o WEBB SPACE TELESCOPE

Friday, October 18th, 2019

xxxx

Postadas no FLICKr ( Fazer a imagem certa que esta no Flickr, no PAINT e salvar para passar aqui. Embaixo so tem links para a imagem no FLICKr )

Fazer uma imagem do WEBB no meio do cosmos. WEBB dizendo, Hi,… Cosmos… I am watching you” and o Cosmos dizendo ” What? I am being watched? Let me hidden my black holes…”

WEBB talking no meio do Cosmos

Hi,... COSMOS I am watching you

Hi,… COSMOS
I am watching you

WEBB Telescope with message _ Louis Morelli _ Flickr

WEBB TElESCOPE

Hi,... COSMOS I am watching you

Hi,… COSMOS
I am watching you

 











Ionosfera estudada por ICON e debate no REDDIT – O Planeta respira?

Thursday, October 17th, 2019

xxxx

Postei (atrasado) minha questao no LIVE da NASA no REDDIT, a qual está copiada abaixo:

https://www.reddit.com/r/space/comments/den4zi/on_oct_9_nasa_is_launching_a_new_mission_the/?linkId=74903894&fbclid=IwAR1CNqbHjOMN4ho-nIAv7ue1JfOLusIv60yAohWDKa98-6xBX5YBE6mwWQ0

On Oct. 9, NASA is launching a new mission, the Ionospheric Connection Explorer, or ICON for short. Ask us anything about the science of ICON and the mission’s upcoming launch

xxxxx

Informacoes nos textos:

– – The ionosphere is the densest plasma between you and the sun, so it’s a remarkable feature of our planet and a “natural laboratory” for plasma physics. Because it is a plasma, it has the property of refracting and reflecting radio waves. That property is both useful and problematic, depending on what one is trying to do. In any case, the difficulty presented is understanding why the density changes so much from one day to the next, particularly where the plasma is very dense at low latitudes. Understanding this variability is ICON’s goal

– the dynamic zone high in our atmosphere where Earth’s weather from below meets space weather from above, helping us untangle what drives changes in this region — changes that can affect our technology.

Matrix: Então a ionosfera que é um plasma denso funciona como uma membrana da Terra. As mudanças são mais em termos eletromagnéticos, sugerindo que as trocas se dão entre o campo magnético solar e de outros planetas com o campo magnetico terrestre. A evolução da Fisica para a Biologia sugere que ocorreu mais a nivel de campo magnetico, pois o a nivel de materia organica da célula nao parece ter correspondencia com o nivel de trocas de materia inorganica entre astros ( a não ser que estas trocas astronomicas ocorram em tempos astronomicos que não captamos) .

O que são radio waves? Radio é a ultima frequencia, a mais longa, das ondas. Isto significa que… temos um problema. Esta certo que a ionosfera seja o local da radio wave emitida desde o nucleo terreste, porem nosso planeta não esta na posição do sistema solar relacionada com radio wave e sim com a quarta frequencia, a luz visivel. Qual seria o efeito do encontro entre ondas da setima frequencia com ondas da quarta frequência? Encontro entre F6 e F4? Cadáver estelar e pulsar? O pulsar realimenta e ressuscita o cadaver a cada ciclo. estaria a Terra morrendo a cada dia e sendo ressuscitada, uma especie de respiração astronomica?

Light-The-Electro-Magnetic-Spectrum by MatrixDNA THeory

 

Ver  as propriedades da membrana celular e da inonosfera e comparar as duas.

– – what causes Earth’s ionosphere to change so remarkably from day to day?

Matrix: realmente isto é surpresa pois fenomenos astronomicos deveriam ocorrer na escala astronomica do tempo… O que causa a membrana celular mudar a cada segundo?

ICON is instrumented to pull out some key quantities like the velocity of the wind and the temperatures at the boundary of space at about 100 km. ICON is sensing remotely the neutral wind speed while directly measuring the ions and electrons that make up the ionosphere. ICON focuses on the dynamic zone high in our atmosphere where terrestrial weather from below meets space weather above. In this region, the tenuous gases are anything but quiet, as a mix of neutral and charged particles travel through in giant winds. These winds can change on a wide variety of time scales — due to Earth’s seasons, the day’s heating and cooling, and incoming bursts of radiation from the sun. Specifically ICON will add detailed measurements of the movement, temperature and composition of the ionosphere-thermosphere system

Matrix: Então Icon trabalha exclusivamente no nivel fisico e apenas medindo variações na velocidade dos ventos e na temperatura?

— NASA’s GOLD instrument which provides hemispheric images of the air glow (brilho, incandescencia) bands in the ionosphere

Matrix: Então a partneship que estão falando fe entre o ICON e GOLD, o qual ‘e outro satélite/instrumento e pertence a NASA e que providencia hemisféricas imagens do brilho das bandas da ionosfera.

— SPACE WEATHER : The easiest example of space weather is the aurora (or northern and southern lights)’ .

Space weather comes also in the form of day to day changes in the ionosphere that aren’t easy to predict right now. These aren’t related to geomagnetic storms, but come naturally from what we think is energy and momentum propagating up from the lower atmosphere. Some places can see the ionosphere change by 2x from one day to the next without the sun or solar wind changing much, so understanding where that comes from is a critical problem for ICON

Matrix: Então a mudança do clima na ionosfera é mais causada from inside-out que from out-inside. Isto significa que a Terra, desde deu nucleo, é a causa das mudanças diarias. O que muda diariamente no planeta? O movimento de rotação? Como a posição de locais na membrana terrestre pode ser afetada pelo momentum de cada rotação? The southern hot spot is part of the old Solar Cycle 24. The northern hot spot is from the new Solar Cycle 25. Ver o que fe Solar Cycle.

 – – AURORA : the auroral ovals can move to lower latitudes – allowing more energy into Earth’s ionosphere. The aurora represents a current system in the sky – these flowing currents can adversely affect the power grids, pipelines and under sea cables. 

– –  the Van Allen Radiation Belts – these belts encircle the Earth wrapping around the equator at a distance of about 8000-38000 miles above the surface. These are regions of intense radiation which can cause problems for spacecraft which orbit the Earth. The radiation can cause charging of sensitive spacecraft hardware as well as damaging solar panels.

– – Theories: When one theory is proven, ten more questions will follow because natural science never ends.

xxxxxxxxxx

Minhas perguntas:

MatrixDNA  – 1 point·10 minutes ago – 10/07/19

 Sorry my weird questions because I am a native from the jungle, American citizen but English is not native language. So, feel free to not read my questions.

– Is there any evolutionary biologist in the ICON’s team? If so, my personal Matrix/DNA Theory is suggesting that he/her must be doing comparative anatomy between three natural systems: the cell’s system membrane and its ancestrals system, the Earth’s planetary membrane called ionosphere, plus its ancestral system, the galactic’s nuclei event membrane called event horizon. Or does the team believing that universal evolution is divided into cosmological and biological evolution with no linear evolutionary links between them? If you do not believe in that theory, how to discover first deeps causes of ionosphere events? I am doing these calculations but, do you think that I am “away far off the beam”?

– The ionosphere should be a kind of membrane. It should pushes out radio waves ( the seventh electromagnetic frequency) and pulls down visible light (the fourth frequency). My theoretical naturalist model called Matrix/DNA Theory is suggesting that when these two frequencies meets up, happens a kind of self-recycling, or a system’s respiration. So, these inter-changes seems to mimic a breath (respiration?) process of the planet in the solar system.  While human bodies breath are a minute-to-minute event, it is logical that astronomic breathing should be day-to-day event. So, the ionosphere day-to-day changes should reveal a common pattern at long times. Is the ICON/NASA team searching any patterns? Is my theory totally “away off the beam”?