Archive for the ‘Debates with Matrix/DNA’ Category

Searching for Life on Mars – NASA Press Conference, and my posts to the conference

Wednesday, February 17th, 2021

The conference is being held at Facebook, in this link:

https://www.facebook.com/MarsCuriosity/videos/735522724022091

See the source image


Louis Charles Morelli
  · 2:50 (2/17/2021)

” While NASA is ignoring that “life” is merely a rare, evolved shape of a universal natural system which can evolve into others non-biological shapes, which can develop intelligence, and, while NASA is ignoring that this universal system has a formula which is present at all shapes – from atoms to astronomic systems to human body systems – which formula was discovered and explained at Matrix/DNA Theory, maybe Perseverance will be in front of something containing the vital principle but will ignore it…

Louis Charles Morelli  · 0:00

“Which rover at a planetary surface taking photos of the galaxy would inform us that it is seeing a sample of our ancestral? Or seeing an atom would inform us that it is our ancestral? And we must mind that these our ancestors can evolve into shapes and system that we cannot make any idea… without knowing that all-natural systems were built by a unique known natural formula… like all biological systems (aka, living beings) were built by a unique formula: the DNA.

Vontade, motivação do ser humano: como esta Natureza criou este fenômeno?

Sunday, January 31st, 2021

Albert Einstein disse:

” HÁ UMA FORÇA MOTRIZ MAIS PODEROSA QUE O VAPOR, A ELETRICIDADE E A ENERGIA ATÔMICA: A VONTADE”

E eu não concordei com a palavra “motriz”:

Errado! Motriz é pura força física, que se move ou é movida ao léu, sem propósito, e se construir algo, nada mais será que séries de camadas de coisas simples, nada complexo. A vontade no organismo humano vem da vontade dos genes em construírem este organismo. Essa vontade é Matriz, Matrix, não Motriz. A Matrix avança com um proposito, está programada por um proposito, por isso ela constrói, ondas de complexidades. Foi o que resultou da minha investigação como filosofo naturalista, uma História Universal explicada satisfatoriamente por uma Matrix que é uma fórmula natural geradora do princípio da ordem sobre o caos e de todos os sistemas naturais, como corpos humanos. Uma Matrix que está encriptada na anatomia visível formada pelas ondas de uma luz que se propaga no tempo e no espaço desde o Big Bang. A vontade humana, nada mais é que a auto projeção daquela força que faz a onda de luz se propagar distribuindo suas propriedades físicas. Einstein investigou a luz com afinco, porem sob a tendência mecanicista da Física e da Matemática, por isso ele não percebeu na luz suas propriedades mais importantes que são notadas por outra tendência, a biologia vitalista.

Debate no Instagram (ofilósofo) em:

https://www.instagram.com/p/CKtjk9QDC28/

Apresentação no Facebook:

Apenas procurando conhecer e entender os detalhes do mundo natural, da nossa “Natureza”, vamos obtendo as informações que servem de alimento para expandir a consciência é transcender esta forma meramente animal. Na bíblia, às vezes teve algum escritor sábio que imaginando o que seu Deis diria, escreveu: ” Se queres Me conhecer, saber Quem sou, ou como penso, estude Minha Obra”. Sim, claro, pela obra se revela o caráter e estilo do artista. Irônico é que dizem sermos nós – os agnósticos filósofos naturalistas – como ateus, mas na verdade parece que procuramos e nos aproximamos mais de Deus que os religiosos, que são preguiçosos neste estudo da Sua Obra. Estudamos os efeitos e buscamos as causas longínquas de cada detalhe visto neste mundo natural, e a vontade humana é um destes detalhes. E o que encontramos? Luz!

Meritocracia. Como e porque a Natureza produziu este fenômeno?

Saturday, January 30th, 2021

Debate no Instagram: https://www.instagram.com/p/CKpNuzpjxkO/

A meritocracia no tipo produzido pelos humanos tem sua causa em relação a este planeta ( e não em relação ao Cosmos) no fato desta biosfera, aka “vida”, ter sido criada pelo estado de caos, e não o estado de ordem, da Natureza. Deste caos e da selva os humanos saíram divididos entre os instintos de grandes predadores, médios e presas. A meritocracia social moderna é muleta justificadora para a consciência dos ricos predadores na sua manutenção da sua dominância. Para eles é um direito divino, como o leão se acharia no direito de ter o filet porque foi escolhido e feito assim pelo divino. Um planeta onde a vida transcendeu o estado de caos e reina a fraternidade, os méritos são ofertados amavelmente pelos que não se sacrificaram aos que se esforçaram em determinado aspecto do beneficio social.

iorran_io:

@caze.miro Ou algum sistema de “igualdade”. Náo que isso signifique muita coisa, mas sou biologo, e a história evolutiva mostra que as espécies apenas evoluem quando grupos/individuos lutam pelo seu, em nenhum lugar pode-se encontrar espécies multicelulares em que todos os individuos tenham recompensas e chances iguais dentro do ambiente onde habitam. Se fossem todos iguais, sua evolução simplesmente se estagnaria. kkkk

louischarlesmorelli's profile picture

louischarlesmorelli:

Você transpira neste texto o instinto de predador. Por isso o seu “kkkk” e prova disso foi o seu privilégio a universidade. Você descreveu bem a realidade de uma biologia terrestre sob o estado de caos, mas sem a consciência que temos de transformá-la se queremos evoluir. O instinto predador não quer mudar nada, típico dos conservadores. O problema destes biólogos nascidos e doutrinados pelos construtores do curriculum e visão do mundo escolar é que são mantenedores do estado animalesco herdado dos ancestrais irracionais. O que mantem o caos produtor da biosfera prejudicando o levantamento dos fluxos do estado transcendente da ordem. A arrogância destes doutrinados é insuportável, acreditam que sabem tudo com este cérebro tão pequenino e primitivo. Esse kkkkk é a expressão inconsciente e irrefreada da sua crença na sua superioridade dentro do grupo de comentadores aqui.

What type of ideology could possibly create unity?

Friday, January 15th, 2021

This question was posted in a forum and it is un discussion, here:

https://www.facebook.com/groups/799987083411428/

This is my post:

The one that emerges from Matrix/DNA world view. Resumed: ” We are 8 billion brothers-genes half-conscious that, with more zillions of other less or more conscious brother-genes spread in this Universe, are building and nurturing this fetus of extra-universal consciousness, located at our brain-placenta inside this head-egg. As a universal gene, each human, even the poorest, is a genetic information, unique, specific, indestructible, not transferable, it is the mission of each one to work and to insert his/her information into this great process of universal reproduction of the unknown thing that triggered that act of fecundation called Big Bang. If a unique brother in this Universe could not accomplish its mission, all of us that will be the baby born at the Day of the Big Birth, we would be a hand capped being… and I suspect that the unknown pregnant thing will take medicine for not permitting it. So, give to your life and behavior the meaning of existence of genes. Look to each human or conscious alien as how you look yourself and understand her/him as you understand yours desires, necessities, this is empathy. Never do anything that can prejudices a brother in the most faraway places of Africa or USA or any other place, which could limit its freedom or material capacity for accomplish its mission. And have a long, healthy, prosperous life my brother, because I need you happy in good standing as I need myself.” – This world view discovered this meaning of life applying the method of comparative anatomy among all-natural systems, from atoms, to galaxies, to living beings, so, there is no scientific or philosophical way to debunk it…

Mohan Katarki – The society cannot be united as one unit. However, unity in diversity can be achieved, if the freedom of individuals is recognised, if the dignity of individuals is respected and if the individuals are treated equally.

Answer by Louis Charles Morelli:

Mohan Katarki – Who will be in charge for judging and executing it? Diversity of groups are like distinct parts, pieces, organs of a unique system each one more specialized at one systemic function. Each system has a control identity, keeping the internal homeostasis, equilibrium. Who will be in the control? So, the unique way for a working unite will be no system at all, must have an international Congress, every decision being voted by all individuals. Oh… no… the majority always make mistakes… For example: I think it is wrong sending all money for food to the poorest and no money for spatial exploration like NASA. The majority will think another way… Really this is a difficult human dilema…

A malicia nas perguntas de radicais ateus, deístas e ideologistas

Tuesday, January 12th, 2021

Como tenho levado a Matrix/DNA Theory para divulgação apresentando-a nos debates e fóruns, preciso estar atento em protege-la dos venenos à espreita. Como por exemplo:

A imagem pode conter: texto que diz "HIDING ASSERTIONS IN RHETORICAL QUESTIONS Quite often the questions asked in posts are not questions, rather they are assertions that hide and protect themselves in the form of a question so that the assertion becomes immune to critical assessment. The way the question is asked reveals the author's position about the topic and the question itself strengthens it by the way it is composed. Such a question is often asked naively, but even then a reader can assume that the author of the question really wants to argue, not discuss, any alternatives to the predetermined rhetorical question."

Este texto foi inteligentemente apresentado como critica a uma estratégia de “engula a isca”, ou “click bait” , em inglês, ocultada numa pergunta de um radical defensor da teoria darwiniana: Can evolution itself evolve?if not why not?

Suspeito que o autor procura manter alta produção de posts no seu canal e fique maquinando assuntos para os posts. Então ele não está, em primeiro lugar, pedindo ajuda para obter conhecimento pelo conhecimento, e sim, em busca de retornos materiais. Mas creio que isto se justifica e é benéfico porque realmente a questão estimula a expansão da consciência dos leitores. O problema está no “sequitur”: If not why not?

Quem não está radicalizado numa ideia, perguntaria: Se sim, ou se não, por favor, explique”. Mas aí ele estaria focalizando como peixes-leitores apenas aqueles que aceitam a evolução, porem, seria um debate curto e cansativo, porque todo evolucionista automaticamente aplica a sua teoria da evolução sobre o hipotético processo natural de evolução. Haveria alguns poucos apontando algumas evidencias para provar este ponto que todos conhecem. Mas quando ele desafia com o “se não…”, ele está incitando os peixes leitores que não aceitam a microevolução, lançando a isca. E qualquer resposta destes, seria mais uma chance do autor reiniciar a longa verborreia dos argumentos prós teoria da evolução darwiniana. Aumentaria sua receita e ele não teria se disposto a debate mas sim a arguir, afirmar sua posição, como sempre.

Nos debates envolvendo a Teoria da Matrix/DNA temos que estar atentos a estas manobras.

Homeostase: Diferenças entre Antônio Damásio e Matrix/DNA

Tuesday, December 1st, 2020

Oh… prateleira… quer dizer,… estante,… se você não sabe o Antônio Damásio tem 3 palestras no TED e tem legendas em português, no link https://www.ted.com/talks/antonio_damasio_the_quest_to_understand_consciousness . Tenho diferente visão e lembro que homeostase não é propriedade da vida e sim de todos os sistemas naturais. Sistemas atômicos instáveis procurando elétrons para sua estabilidade evoluiu para esse fenômeno de homeostase nos sistemas biológicos. Mas a homeostase trata mais do equilíbrio interno e é promovida pela “entidade” dos sistemas, aquela emergente propriedade que surge da soma das informações de todas suas partes mais as informações das conexões entre estas partes. Esta entidade surgiu inconsciente nos átomos, para se tornar consciência nos humanos, reforçando o velho dizer de que “a consciência dorme nos átomos, sonha nas galáxias, começa a acordar nos vegetais, desperta nos animais e se levanta nos homens”. Acho que o motivo dos movimentos dos sistemas é o mesmo que move os genes: eles são fractais microscopicos de um grande fractal, o qual opera de uma dimensão abstrata como comando de instruções do DNA e fica acenando com informações superiores na forma de iscas, os genes se movem obtendo estas informações e assim constroem-se como fractal maior ( como organismo) tendo como suprema meta tornar-se igual ao fractal maior. O “comer” iniciou-se pela busca das moleculas primitivas dos fotons nos eletrons dos atomos vizinhos pois fotons é a forma que vem estas informações do grande fractal. Um exemplo é que um baby é sempre um fractal pequeno do fractal maior ( seus pais) e o sentido da existência do baby é alcançar o tamanho e a complexidade dos pais. No meu website mostro as propriedades das ondas de luz ( que seria a forma do grande fractal) e como elas são idênticas `as propriedades do nosso DNA. Nos vídeos, o Damásio é taxativo em afirmar a sua crença de que a consciência é mero produto do cérebro, enquanto eu vejo a consciência vindo a evoluir desde o Big Bang. Mas a maior causa das nossas diferenças é que esse pessoal separa os sistemas biológicos dos sistemas cosmológicos, separando assim a evolução universal em dois blocos sem nenhum elo evolucionário entre eles, e daí eles não tem explicação de onde veio os sistemas biológicos e criam toda essa cosmovisão errada.

Autoconsciência: é uma substancia universal inserida numa matéria ou algo que passa através de corpos materiais?

Sunday, November 8th, 2020

Lendo o seguinte debate, no fórum do link:

https://centerforinquiry.org/forums/topic/does-quantum-mechanics-lead-to-idealism/

Um debatedor dizia:

” But, if reality does not exists, it is only in consciousness, then it is our bodies that are in consciousness, not consciousness in our bodies.” (Mas,… se a realidade material não existe, ela está apenas na mente, então é nosso corpo que está na consciência, não a consciência em nosso corpo.”

Outro respondeu:

Answer: “Consciousness is a product of senses working in conjunction with neural networks – it is not a universal something that gets poured into stuff to make said stuff sentient.” ( Resposta: Consciência é um produto dos órgãos dos sentidos trabalhando em conjunção com a network neuronal – ela não é alguma coisa universal que se insere num corpo material para tornar o corpo consciente”.)

Alguém pode usar este argumento contra minha teoria. Primeiro preciso saber se minha teoria sugere que ” autoconsciência é uma coisa universal, uma substancia universal, que se insere na matéria para tornar tal matéria consciente” . Deixa-me ver: a teoria diz que “a consciência dorme no átomo, sonha na galáxia, começa a acordar no vegetal, desperta no animal, e se levanta no homem”. E isto tirei do ato conhecido em que “a consciência dorme na mórula, sonha no feto, começa a despertar no embrião e se levanta no baby”. Então,… os pais inseriram a consciência na matéria do baby? Ou,… a consciência passa através de todos os humanos, e de todos os sistemas naturais ancestrais do sistema humano… ? Vinda de onde? De algo que disparou o Big Bang? Então, ela se insere, é inserida, ou passa através? E quando o humano morre? Ela se “desinsere” do humano, continuando sua existência? Ou morre com o humano? Como acontece com o corpo? Não pode ser exato como acontece com o corpo, porque cada novo corpo não vem de uma inserção do corpo do pai e sim começa do zero.

Bem… a minha resposta deveria ser esta: “Não, a consciência não se insere na matéria, ela vem passando através da matéria”. Mas deveria devolver a malicia da critica com outra malicia. “Ok,… então o senhor geneticamente conseguiu produzir um humano no qual nenhum órgão de percepção trabalha, com isso não pode trabalhar em conjunção com a network neural. E o senhor obteve um individuo totalmente destituído de mente. Sim, porque para afirmar isso o senhor viu o fato. Porem, terá que repetir a experiência na nossa frente porque não acredito que o individuo não tenha consciência. Creio que seu cérebro estará apresentando sinapses da sua consciência em atividade produzindo as imaginações, os sonhos… ”

Mas pensando bem, como seria tal individuo? Ele não poderia falar, pois não teria ouvidos. Não poderia sentir nada em que tocasse ou pelo que fosse tocado, pois não teria tato. Não teria visão, olfato e paladar. Acho que nem poderia andar, pois não sentiria o tato com o piso. Como saberíamos se ele é consciente, se tem uma mente? Seu cérebro estaria operando, produzindo sinapses? Como e porque, se não recebe nenhuma informação, nenhum estimulo, nem do próprio corpo? Raios…. Mas ele receberia sangue, oxigênio, energia. Ahhhh…. a imaginação, os sonhos… Na meditação acho que nenhum dos meus sensores funcionam, e então o cérebro não para, a mente não desaparece, fica imaginando…

VEM AÍ O MAIOR FILME DE TODOS OS TEMPOS : O PLANETA DAS CRIANÇAS. Escrito e dirigido por nós!

Tuesday, November 3rd, 2020

Levantei com uma ideia na cabeça hoje e corri a registra-la no Facebook mas a copiei também para cá:

Louis Charles Morelli – 11/3/20

Este movimento do sistema eletromagnético da Terra produziu um vírus quase apenas eletromagnético que paira no ar e é fortemente atraído pelos cristais de hepatita na glândula pineal. Como estes cristais se consolidam apenas aos 8 anos de idade, as crianças são imunes, mas todo o resto dos humanos foi dizimado em uma semana! Na sua opinião, o que as crianças fariam sozinhas com este planeta?

Se eu fosse um milionário aposentado, talvez me ocupasse agora a desenvolver o tema e fazer um filme ( até acho que vou correndo patentear esta ideia para vendê-la a Hollywood com a condição de participar do plano. Mas vai aqui uma ideia para meus amigos: nesta pandemia, na falta de ter o que fazer, poderíamos em conjunto elaborar o roteiro do filme e vende-lo dividindo o lucro). Seria interessante tema educacional para as crianças, despertando-as para a responsabilidade. Teríamos que pensar em tudo, como por exemplo:

1) Todos os supermercados, todos os estoques de alimentos ficariam livres para as crianças. Mas como ficariam os menores de 3 ou 2 anos? Em poucos dias desapareceriam todos também por fome? Os irmãos maiores, com 5 ou 8 anos, iriam procurar o abridor de lata de leite em pó, fazer o leite e alimenta-las? O que você acha? Claro, psicólogos teriam que fazer uma experiência real com crianças agora para ver suas reações.

2) Mas também todas as armas ficariam com as crianças. As maiores seriam estimuladas a usarem-nas, para se defenderem ou se apoderarem dos alimentos? Formariam gangs, máfias? DENTRO DAS CASAS O CHEIRO SERIA INSUPORTAVEL DEVIDO OS CADAVERES DOS ADULTOS? As crianças sairiam das casas ou fariam o que?

3) Poderíamos dividir o filme em dois universos paralelos. Num continente, o mundo normal, a partir do que é agora, sem qualquer interferência mística; ………

….. No outro continente aconteceria o seguinte: Extraterrestres estão dizendo hoje que produziram 250.000 humanos híbridos que já estão na Terra e são as crianças cristais. Isto porque vão ter que fazer uma limpeza na população humana que está destruindo a vida aqui neste planeta de expiação e provas e transforma-lo num planeta de regeneração, ou seja, não existirão mais obstáculos materiais para uma raça com elevada tecnologia evoluindo para corpos físicos em quarta dimensão, como se dizem serem os extraterrestres. Mais da metade dos espíritos adultos serão exilados para outro planeta, recomeçar como trogloditas macacos. Pois todos estes 250.000 foram para este outro continente. Além de mais inteligentes possuem elevado nível ético e moral, incapazes de qualquer violência, inclusive são vegetarianos. Logo se reconheceriam e formariam uma associação dominando o continente. Quais diferenças entre os dois continentes começariam a aparecer então? O filme seria intercalado mudando a cena de um continente para outro, fazendo as comparações.

4) Os satélites continuariam funcionando, a internet, as crianças distantes se comunicariam por computador…?Pelo ZOOM ? O que diriam umas às outras? Como ficaria a diferença entre idiomas de uma criança europeia numa tela e uma chinesa na outra, tentando se falarem?

5) Os lugares rurais onde tem muitos pés de frutas seriam os mais felizes, pois as crianças não iriam plantar e terminado o alimento enlatado de onde mais viria algum alimento? Iriam pescar?

6) Surgiria algum tipo de organização social? Um governo de uma gang?

7) …. este item fica para você acrescentar os itens que julgar importante e desenvolver-mos o roteiro do filme… vamos dividir o lucro em parte iguais só para vocês, pois eu não vou precisar desse dinheiro.

VAMOS LÁ! BOTAR O COCURUTO PARA RACIOCINAR! VAMOS BATER TODAS AS BILHETERIAS. ASSISTINDO A COMPARAÇÃO ENTRE UM MUNDO COM AMOR, DISCIPLINA E INTELIGENCIA COLETIVA, E OUTRO SEM ÉTICA E MORAL, VIOLENTO, AS CRIANÇAS VÃO SER DESPERTADAS COMO NENHUMA ESCOLA JAMAIS FÊZ!

Origem: uma palavra maligna para a Humanidade

Thursday, October 29th, 2020

Origem da Vida… origem do Universo… Esta palavra, este nome – origem – tem sido conectada a conceitos absolutos, como universo, vida, e sendo repetido até por mestres religiosos e mestres materialistas, cientistas, etc.

Notei que quando os humanos saem do fio evolutivo lógico natural foi devido a uma arbitraria e inexistente separação entre fatos e suas causas reais. Isto é feito inconscientemente pelo cérebro humano que está deformado porque o alto cérebro está separado em duas metades, como um sistema cortado ao meio. A palavra origem quando aplicada a conceitos absolutos como universo, vida, cosmos, etc. expressa que a longa cadeia de causas e efeitos que vem rolando desde o Big Bang sofreu, em seu meio e num súbito momento, a chegada de algo totalmente novo vindo de algum lugar fora da avalancha, ou seja, de algum lugar fora da natureza real. Como isso não existe, os humanos tem que inventar uma mentira para cobrir esta mentira, e com isso se saem com deuses criacionistas mágicos ou deuses acasos mágicos, como fazem os materialistas também. Portanto conectar a palavra origem – que deveria ser usada para citar um nome de onde veio algo, ou seja, a procedência, a universo e vida é um efeito deformado produzido por um cérebro com essa deformação separatista separando universos e vidas da realidade que os fizeram. Temos que combater estes efeitos, estas ideias erradas, porque o combate ao efeito funciona como feed-back que o cérebro será obrigado a assimilar e com isso curar seu defeito. A gente vai polindo um cristal desfazendo todas as arestas pontiagudas, os pequenos detalhes, como neste caso. É na atenção e correção dos pequenos defeitos que se vai aproximando-se da perfeição.

Por tudo que tenho visto, nos milhares de livros que li, os milhões de artigos ou manchetes escritas, e agora essa enormidade de canais na Internet, nunca vi ninguém questionar esta absurda conexão. Apenas vi um nome – Louis Morelli – em isolados debates, ou artigos no meu website, chamando a atenção para esta conexão e afirmando que é errada, criticando quem a profere, e clamando por um esclarecimento da população para consertar algumas coisas que estão erradas na mentalidade humana prejudicando o racionalismo naturalista. Porque vejo muitos efeitos danosos que tiveram como causa o uso e principalmente o conceito que está por traz destas conexões.

Para explicar melhor isso, vamos antes trazer aqui, como a humanidade define esta palavra – origem – que está bem sintetizada no site do link:

https://www.significados.com.br/origem/

Origem é o ponto de partidao princípio de qualquer fato ocorrido. Tudo na natureza tem sua origem, seu começo. Como exemplo destacamos a origem de uma nova vida, que tem seu princípio no zigoto – célula formada pela reunião dos dois gametas (masculino e feminino).

Quando um fato tem sua origem duvidosa diz-se que ele á apócrifo, ou seja, é suspeito. Como por exemplo, um documento que não tem sua origem conhecida, ele é considerado apócrifo.

Origem é também a naturalidade, a Pátria, a procedência, o lugar onde as pessoa nascem, pode ser a cidade, o estado ou a região.

Origem faz referência também à ascendência, aos antepassados, as gerações que precederam a geração atual.

Origem indica também a causa, o pretexto, o motivo de algum acontecimento ou de algum problema.

xxxxxx

Vamos ver o que a Matrix/DNA diz sobre esta definição academica acima:

  • ” Ponto de partida? Principio de qualquer fato ocorrido? Isso não existe, mas… Ok, me dê um exemplo…”
  • ” A origem de uma nova vida, por exemplo…”
  • ” Nova vida?! Isso é novidade para mim que só conheço um único tipo de vida, a velha vida que começou quando no Big Bang ocorreu uma onda de luz que tinha como anatomia o código para montar sistemas, e se encarnou na matéria construindo o primeiro sistema atômico, depois os astronômicos, depois estes biológicos aqui dos planetas, aos quais vocês chamam de “vivos”. Nunca vi no Universo outra forma de vida sem esse código, muito menos na Terra que toda vida conhecida tem esse código como o DNA. Por favor me diga onde está essa nova vida…
  • ” Digo,… um novo ser vivo…, um baby”…
  • ” Essa linguagem humana, causa de tantas disfunções racionais… nenhum baby trouxe uma nova vida, todos repetem a velha forma de vida de seus genitores… Conclusão: estou esperando um exemplo de algo surgido com um ponto de partida… Para finalizar, nada tenho contra dizer que fulano tem como origem o país tal, mas isso é procedência. Ah… mas o humano teve sua origem no macaco”…, não, não foi ponto de partida, foi transformação, não é um evento súbito caído do céu sem explicação cientifica, é um longo processo perfeitamente explicável. A minha artilharia visa essa origem conotada ao magicismo, ao imaginário, como é a conexão “origem do universo e da vida”, pois estas frases imediatamente fazem a razão levantar voo e cair no mundo imaginário inventando fantasmas para explicar tais eventos.”

Ética: Uma criação do desconhecido transcendental?

Thursday, October 22nd, 2020

Num fórum alguém escreveu que… ” A ética é criação humana”.

Será mesmo? Fui consultar a formula da Matrix/DNA e uma explicação surpreendente surgiu, a qual, me levou a responder no fórum com o seguinte comentário:

Ética não é criação humana, ela existe desde o Big Bang, quando, ao caos emergiu o Principio da Ordem Física, que conduziu forças e elementos caóticos a construírem sistemas, abertos, como o atômico, o astronômico, o biológico. Um sistema aberto apernas sobrevive enquanto suas partes, mantem o funcionamento do sistema, para isso é preciso que as partes sejam agentes da ordem, sincronizadas ao sistema, pois se forem agentes do caos perturbam as outras partes e podem destruir o sistema. Ética é termodinâmica, é ser agente da ordem em relação a um sistema que lhe é ideal, Como tudo o que existia no momento do Big Bang veio do antes desconhecido, a ética foi criação do desconhecido transcendental.