Archive for the ‘Desconstruction of the Cultural Bad Matrix’ Category

Os humanos estão desprezando a Mestra Natureza para consultarem Oráculos pseudo-naturais

Saturday, May 8th, 2021

No artigo com link abaixo, se revela como a moderna intelectualidade acadêmica está se perdendo em masturbações mentais infindáveis que os afasta cada vez mais de sua mãe Natureza. Bastaria voltarem sua atenção para a face linda que a natureza nos mostra, nos afaga e nos suporta aqui e agora, e conversarem com ela, pedindo-lhe as explicações sobre nossa existência, mas não preferem transportar suas mentes num barco à deriva num oceano infindável de elocubrações mentais que não vão conduzi-los a lugar algum. Fico indignado e por isso me pronuncio como nos dois posts copiados abaixo…

Artigo publicado na Tecmundo em 05/05/21:

O que existe além do universo? A resposta pode dar dor de cabeça

https://www.tecmundo.com.br/ciencia/216787-existe-universo-resposta-dar-dor-cabeca.

Minha resposta:

Imagem

Louis Charles Morelli • May, 28, 21 • edited

O Universo dos físicos e matemáticos é mágico. Ele cria informações do Nada, por mágica. Por exemplo, no universo dos físicos a vida surgiu depois dos átomos e galaxias, e como as propriedades vitais não existiam nos seus modelos teóricos de átomos e galaxias, só podem ter sido criadas por acaso, propriedades vindas do Nada. Tudo bem, porém não posso aceitar esta teoria. Pois tudo indica que o corpo humano com vida foi produzido por este Universo, e porque ele tinha informações para isso. Mas assim como o corpo humano precisa de uma infraestrutura sólida como o esqueleto ósseo, a vida primordial precisava de uma estrutura solida para iniciar. Sistemas atômicos e astronômicos são o passado estrutural da vida complexa, constituída de sistemas biológicos, e os físicos, com a lógica matemática, estão limitados ã captação das coisas deste esqueleto cósmico estrutural. Porém olho novamente para um corpo humano, vejo que tem esqueleto mais simples coberto pela carne mais complexa e quando estudo a história deste corpo descubro que a carne produz esqueletos e não que esqueletos produzam a carne. Então projeto minha inquirição para o antes do Big Bang produtor deste esqueleto, e somente uma solução é possível: seja lá o que for que deflagrou o Big Bang, que iniciou a construção deste esqueleto fisico-mecanico cósmico, TINHA VIDA! Era algo vivo, ou ao menos, continha as leis e propriedades da Vida!. Isto é aplicar a Navalha de Occam neste mistério, pois a solução se torna simples, tudo o que existe aqui se tornam evidências e nosso Universo não é misticamente mascarado de magico. Ele só pode criar coisas pelo mesmo processo e informações que ele foi criado. No primeiro instante da fecundação de um ovulo ocorre um relâmpago de luz, um micro-big bang como no primeiro instante deste universo. Nunca esse moderno mindset acadêmico dominado por físicos + matemáticos vão conseguir elaborar a Teoria do Tudo, sem a participação dos experts em leis e informações da Vida, como biólogos, neurologistas, etc. O mindset acadêmico se tornou mistico pois inclusive acredita que a evolução que vemos nos sistemas biológicos também foi criada aqui vinda do Nada, pois não procuram o elo evolucionário vindo da evolução cosmológica que dirigiu toda a existência dos nossos ancestrais sistemas astronômicos e atômicos.

O mesmo artigo republicado no facebook – A Ilha do Conhecimento

E minha resposta:

A minha investigação privada apontou uma resposta: Antes e além do que nossos sensores (naturais e artificiais) captam e denominamos Universo existe uma extensão mais complexa dele, no qual existem seres “naturais”, não mágicos, cujos corpos são constituídos de um fluído semelhante a luz e autoconsciência. Estes seres se autorreproduzem por um processo semelhante ao genético/computacional quântico fecundando regiões externas preenchidas com matéria/energia escura em eventos que denominamos Big Bangs. Do Big Bang se expande esse fluido luminífero no qual estão encriptados todas as informações para construir uma placenta e um ser (ou uma ninhada de vários seres) que será seu filho. Todos os trilhões de mínimos detalhes conhecidos deste universo hoje são incontestáveis evidências desta teoria. Alguns exemplos: 1) Nos 9 meses da gestação de um corpo humano uma célula inicial se transforma em várias novas formas que apresentam as mesmas formas do período da evolução cosmológica: filogenia biológica recapitula ontologia cósmica; 2) A unidade fundamental de informação do DNA é composta de seis moléculas (dois açucares nas hastes e 4 bases) cujo conjunto é um sistema e funcional. Este sistema é exata reprodução do sistema mais simples que produz os sistemas astronômicos e veio de outra sua forma mais simples ainda que produz os sistemas atômicos, o qual é a exata forma da onda de luz completa visível como espectro eletromagnético, o que significa que nosso DNA foi emitido do Big Bang como onda de luz contendo um código; 3) No microciclo da gestação de um corpo humano se expressa a autoconsciência vinda de seus pais, enquanto no macro ciclo da gestação deste ser cósmico essa autoconsciência vinda de seus genitores se expressa nos 13,8 bilhões de anos; 4) Um corpo humano surge de uma fonte e se propaga no tempo ( aumentando sua idade) e no espaço ( crescendo em tamanho) pelo processo do ciclo vital que produz as transformações das suas 7 formas notáveis (feto, baby, criança, etc.), na mesma exata sequência constatada na propagação da onda de luz primordial, revelando igualmente a causa como sendo o mecanismo do ciclo vital que transforma as formas, as propriedades gerais como intensidades, frequências, comprimentos de ondas, nas sete faixas do espectro eletromagnético. Portanto, não apenas a vida biológica, mas todos os sistemas naturais, desde aquela onda primordial foram formados e evoluem pela mesma formula vital. Desafio todos os humanos, todos os religiosos, cientistas, materialistas, místicos, ateus, capitalistas ou comunistas, etc., a apresentarem um único fato conhecido e comprovado que derrube esta cosmovisão. Se queres saber o que existia antes do Universo equipe-se com uma sonda e camera com poderosa lente situando-a na região microscópica de um ovulo no instante que ele é fecundado. O “spark” ou clarão de energia no momento da fusão dos dois gametas iluminando todo o universo intraovular será à imagem e semelhança do spark inicial do Big Bang na dimensão macrocósmica… e então olhe para alem do ovulo e veja os dois seres que o produziu… Big Bang na dimensão macrocósmica… e então olhe para além do ovulo e veja os dois seres que o produziu…

Frases preferidas pela Matrix/DNA

Sunday, March 28th, 2021

“A primeira condição para modificar a realidade consiste em conhece-la.” – Eduardo Galeano

Justamente o que pensei na juventude quando decidi que não suportaria o que a humanidade fez e estava fazendo de sua existência, então fugi para viver isolado no meio da selva. Lá tive a intuição de que o mundo urbano era artificial e falso, e assim essa mentalidade gerada e crescida nele. Decidi que investiria o que me restava da vida na selva investigando na natureza bruta e virgem a visão ou interpretação do mundo que gerou essa mentalidade. Então na investigação comecei a perceber que as interpretações humanas dos fatos e fenômenos e eventos naturais estavam erradas, fora da realidade. Se consertassem essas interpretações, sincronizando-as com a realidade, deveriam mudar a mentalidade doentia. Então tinha que levantar e provar que novas interpretações eram mais racionais, mais logicas, mais de acordo com as experiências reais humanas, tinha que mostrar os absurdos nas velhas interpretações ( como a inexistente separação dos sistemas naturais em vivos e não-vivos, etc.) , desconstruindo a velha cultura milenar. Assim surgiu e se desenvolveu a cosmovisão da Matrix/DNA. De fato, antes de mudar o mundo humano, e para mudar o mundo humano, é preciso antes conhecer a realidade. Parabéns, Mr. Galeano.

Como entender a psique dos comerciantes e outros negativistas dessa pandemia

Thursday, March 25th, 2021

xxxx

Assista o vídeo no link e depois leia o texto abaixo.

https://www.facebook.com/permalink.php?story_fbid=1136681863448206&id=100013192092049

Ele explica tudo em três palavras: “Aqui não tem cordeiro”

Tudo é trino, tem a dualidade dos dois opostos e acima desta dimensão tem o transcendente meio-termo, ou superação dos dois opostos. Mas quando se cita um dos dois opostos estamos na dimensão do dualismo inexorável natural. Então qual o oposto de cordeiro?

Predador.

O jeito que ele fala, a agressividade nos seus gestos, a aparência física planejada para se impor pelo tamanho e iludir conquistando pela imagem ao invés da ética , moral e fraternidade, tudo bate com o previsto de como um instinto predador trabalha a genética fazendo o corpo que vai encarnar. O modo como ele falseia a palavra “trabalho”, a atuação na vida como “comerciante”, a cegueira do racional perante uma pandemia, todas características reveladoras de um predador.

Ele acerta descrevendo o contexto de um momento, dizendo: “Não podemos parar, eu vou quebrar, e como os empregados vão comer?”. Jamais vai lhe passar pela cabeça que o contexto sem solução do momento é puro efeito do que ele vem fazendo de errado na vida. E o pior que a maioria das pessoas não vão também atinar com as causas mais profundas que produziram este final doloroso, e os outros predadores jamais vão aceitar as causas verdadeiras. Jamais vão entender nas leis naturais porque a competição leva ao caos e extinção, enquanto apenas a cooperação pode levar `a transcendência. Uma espécie biológica que cria um sistema social como este baseado no “mercado” revela que recém veio dos primatas ancestrais, portanto com a genética que modela a psique ou com caninos abstratos de predadores ou com cornos e orelhas longas abstratas das presas. E essa espécie não consegue se auto-conhecer para entender os efeitos criados pelos seus comportamentos. E mais vai adiar esse autoconhecimento e mais vai continuar sofrendo as dores destes efeitos, enquanto mentirem que ao invés dos macacos e remotos ancestrais erráticos dos céus vieram dos céus como Adao e Eva…

Pobre criatura, mas quebrar no bolso agora pode ensiná-lo algo da realidade que o motive a evitar o inferno amanhã… Aqui se aplicaria aquele velho dizer de que “Deus escreve certo por linhas tortas”. Pois permitir essa pandemia agora sobre estas criaturas tão erráticas é escrever com linhas tortas o presente para que se torne o certo no futuro…

O clitóris e a anatomia do pênis partilham a mesma origem embriológica e cosmológica

Friday, March 19th, 2021

O clitóris e a anatomia do pênis partilham a mesma origem embriológica.

Pense fora e além da doutrina educadora que doutrina você.

A pergunta racional ao ver isso é: Como e de onde a Natureza tirou a ideia para fazer isso, essa fantástica engenharia?

O procedimento correto é buscar a resposta onde? Ora, claro, na Natureza, e no tempo passado anterior de quando ela criou isso. Como Ela não é magica, os ingredientes e os processos, mecanismos, para criar isso tem que estarem presentes nela mesma no momento e estado do mundo daquela época.

Como estavam estes dois órgãos na primeira célula, hermafrodita? Pelo que sei ninguém buscou porque a doutrina impede raciocinar com a lógica natural, então está aí sua oportunidade de pesquisar como cientista ou apenas filosofo pensador.

Em seguida, quais eram as substâncias, as forças naturais e as arquiteturas naturais existentes a 4 bilhões de anos que já tinham em si todas as informações para criar isso? Tinha um planeta dentro de um sistema solar dentro de uma galáxia. Onde estavam os protótipos do pênis e do clitóris? Ninguém perguntou isso, você terá muito trabalho a fazer.

Eu tentei fazer tudo isso e cheguei a surpresas estonteantes. Primeiro, você vai notar que os modelos teóricos astronômicos, as teorias das origens e funções dos astros, etc., ensinadas nas escolas estão todas erradas porque estes modelos não poderiam ter produzido os sistemas biológicos, aka, a vida. É como o modelo geocêntrico nas escolas medievais estava todo errado. A evolução começou com a origem do Universo e não na Terra. Tudo que existe de fenômeno natural veio sendo desenvolvido passo a passo desde o Big Bang.

Resumindo, meus resultados indicaram como protótipos do pênis e do clitóris era um mesmo fenômeno natural (no meu website tem artigos explicando os pormenores): gigantescos vulcões em planetas velhos chamados de pulsares emitindo magmas que continham as informações do astro que se tornavam cometas e depois os espermatozoides. O órgão feminino veio do vórtice nuclear que se forma em toda nebulosa estelar e que gera as sementes dos novos astros, tudo igual nossa embriogênese. E daí por diante, ao se ver a luz clara do mundo com os olhos puramente naturais e a razão pura construída pela Natureza, muda sua mente totalmente. As Ciências Humanas ainda está aí toda para ser corrigida e desenvolvida. Você se habilita?

MENSAGEM DA MATRIX/DNA NESTA PANDEMIA

Sunday, March 14th, 2021

xxxxx (publicada no Facebook em 14/03/21)

MENSAGEM DA MATRIX/DNA NESTA PANDEMIA

Tem pessoas que se sentem mentalmente infelizes porque não estão vendo um sentido para a vida, com tantos obstáculos, principalmente nesta pandemia. Isto acontece porque essas mentes se encheram com tantos mitos, tantas fantasias, se fecharam em uma fé falsa que nada tem a ver com a realidade deste mundo natural, que, obviamente, se perdem sem rumo solido. Uma sugestão de quem não está tendo este problema e a seguinte: vá para um lugar ainda intocado pelos humanos, um lugar natural original, e tentem focalizar os olhos nas coisas ao seu redor, refletindo sobre cada detalhe do que veem. Se o fizerem corretamente vão perceber novidades que nunca pensaram antes. Vou citar só um exemplo:

Tem um filme no meu website feito por cientistas do momento exato em que um espermatozoide penetra um ovulo e os dois se fundem. Dentro do ovulo ocorre um clarão, um flash de luz, como vemos quando duas nuvens carregadas de energia se encontram, ocorre aquele relâmpago e o clarão. Ao mesmo tempo, uma mente que está ali rememorando a História Natural total desse mundo, vai se lembrar da mais científica e logica teoria da origem deste Universo, a Teoria do Big Bang: houve uma espécie de explosão, um clarão… e tudo começou. Ora, este Universo não é magico, nunca ninguém viu ele fazer mágica alguma. Então, quando acontece essa maravilha fantástica de vermos um novo corpo humano se formando, nascendo, sabemos que não está havendo magica, e sim, o puro e simples fluir das forças e elementos naturais. Esse corpo é modelado por informações, concretizadas na forma de genes que vieram dos pais, e destes dos ancestrais, dos macacos, das bactérias, desta galáxia, destes átomos, destas partículas. Mas se nada é feito por magica, também não são as informações – e principalmente estas.

Portanto estas informações estavam na forma daquelas partículas, que vieram do… Big Bang. E de onde vieram estas informações para aquele momento do Big Bang… claro vieram de alguma coisa que existia antes dele. Mas então, de repente, notamos que a cena no exato primeiro momento de um corpo humano – aquele clarão de energia, como vindo de uma minúscula explosão dentro de um minúsculo ovulo – e idêntica a cena do primeiro momento deste Universo! Mas claro: o Universo só pode criar coisas assim como ele foi criado, pelo mesmo processo que foi criado, ele não sabe inventar do nada processos que nunca existiram. E a partir dos dois Big Bangs tudo foi igual: um caos inicial onde partículas genes do pai responsáveis para construírem cada detalhe do corpo nadam no meio daquele oceano amniótico procurando sua exata correspondente vinda da mãe para se fundirem: ai num caso formam átomos, noutro formam mórulas: num caso formam galáxias, noutro formam blástulas: o conjunto de blástulas num caso forma a placenta, então o conjunto de galáxias no outro caso forma algo que terá a função de placenta, para um ser se desenvolver no meio dela. Das galáxias surgem o DNA assumindo a evolução daí para a frente, produzindo a vida, da placenta biológica o DNA começa a diferenciação celular produzindo o corpo do ser vivo… tudo exatamente igual!

Aos seis ou oito meses no feto humano começa a desapontar a consciência, que vem desde os pais, ela estava todo aquele tempo de seis meses ali oculta, apenas em estado potencial, sem se expressar: e no Universo, em cérebros adequadamente formados, depois de 13,8 bilhões de anos astronômicos, começam a se expressarem consciências. Seis meses para minúsculos humanos correspondem a 13,8 bilhões para algo do tamanho do Universo! E de onde vem a consciência que começa a se expressar dentro do universo?… Ora, daquela coisa desconhecida que existia antes, claro!
Então,… existe algum sentido, algum proposito na existência deste Universo, desta nossa vida?… Ora, quando o baby vem a luz, ele desponta em qual mundo?…

No mundo de seus pais. De seus criadores.

E porque tantos obstáculos, tantas tragédias, tanto caos? Ora, seus pais não o querem como escravo deles, por isso lhe deu o livre-arbítrio, para modelares a sua vontade o seu mundo e o seu próprio corpo. O que acontece que lhe causa desconfortos foi produzido por ti mesmo na pele de seus ancestrais – até mesmo quando éramos nossas ancestrais galáxias – é sinal que este mundo que você fez não e o melhor para ti, precisas consertar isso.

Portanto, todos estes obstáculos, todas estas sensações de vazios, de depressão, tudo isso e porque estamos com a mente cheia de baboseiras antinaturais, pois tudo isso vai passar, o nosso destino já está previamente determinado como está determinado o futuro toda vez que ocorre uma nova concepção de um novo corpo humano. Volte para sua Natureza, pergunte suas questões a Ela, siga aquele conselho que diz: Se queres saber quem Eu Sou, como Eu penso, como Eu crio, observe minha Obra… e a obra que serve de elo, de mestre, entre nós e a criação é esta Natureza. Não pergunte a humanos, nem a livros de papel escritos por humanos, que sabiam muito menos que você sabe hoje, que se desviaram da Natureza. Pergunte direto a Ela, pois nossa querida Mãe não joga dados com suas criaturas, Ela sempre te mostrara como um sinal, como Sua resposta, algum detalhe visível que ela fez, ao seu redor. Saia das fantasias, volte para seu berço real, seu lugar, pise firme no solo de onde se levantou seu corpo, e sua mente estará vendo o sentido disto tudo, e saberá de seu futuro grandioso, toda essa sensação de vazio se vai… E possível que muitas questões ficarão povoando sua mente, mas te digo, todas tem respostas dentro deste proposito da vida, e se não achares a resposta, pergunte-me, que posso ajudá-lo(a) a encontrá-la.

Não se passa da Física para a Teoria do Tudo

Saturday, December 5th, 2020
Não se passa da Física para a Teoria do Tudo

xxxx


A meu ver, uma das principais causas que está conduzindo a humanidade ao poder tecnológico sem a necessária correspondente evolução da moral, ética, fraternidade, e sensibilidade para conhecer de fato esta Natureza Universal, e adiando o auto-exorcismo dos instintos egoístas herdados dos ancestrais animais, é o domínio atual da disciplina da Física sobre as outras disciplinas. Tanto que os Físicos estão dominando a cosmovisão moderna e acreditam que vão produzir uma Teoria do Todo, sabendo tudo, e as outras disciplinas ao invés de reagirem, se ajoelham, imitando-a.

Ora, a Física, com sua linguagem, a Matemática, está limitada a não conhecer mais que 30% do Universo Físico e não mais que 5% da complexidade deste mundo. Pois Física só capta os movimentos mecânicos e materiais relacionados ao esqueleto do Universo. Se aplica-la para desvendar a anatomia e a complexidade de um corpo humano, ela vai descobrir quase tudo sobre o esqueleto ósseo, no máximo os músculos e fibras, mas além disso, mais nada. A carne, as interações entre células, órgãos, a neurologia, os sentimentos, emoções, a consciência… nada dessa complexidade ela pode captar com seus poderosos instrumentos de medição. E foi do Universo que este corpo obteve seus materiais, suas forças e suas propriedades. Portanto, não digo apenas este Universo de galáxias, mas sim este mundo, tem que ter em si, na sua anatomia, na sua organização, todas estas propriedades vitais, biológicas, consciências, pois nada o Universo poderia ter criado por mágica.

Na minha investigação – sintetizada na Teoria Geral da Matrix/DNA – está sendo sugerido como, inclusive esta galáxia, tem uma ordem de fenômenos ainda desconhecidos dos físicos, atuando como uma cobertura de complexidade orgânica, vital da matéria. Não se salta do esqueleto ósseo para se entender o cérebro e a consciência, isto é obvio. Nossas crianças nas escolas estão sendo traídas, desviadas da verdadeira inteligência natural e isto significa doenças e auto extinção.

Não se deixe enganar quando alguém fala a palavra “tempo”. Porque tempo não existe no mundo real e prejudica sua inteligencia. Veja esta prova.

Saturday, November 14th, 2020
See the source image

Eu provei que o tempo não existe graças a essa minha esquisitice de querer viver como eremita, longe de tudo. Antes de fugir para o meio da selva amazônica e lá ficar por uns sete anos, morava na capital de São Paulo e nos finais de semana pegava o carro e ia viajar pela estrada velha do litoral, subindo e descendo montanhas, até chegar numa praia que fica cheia de gente durante o dia e ninguém à noite. Então nas madrugadas debaixo do belo luar da lua cheia, e ao lado das montanhas, eu me tornava o lobo solitário, podia uivar à vontade para a lua cheia, ouvindo o eco batendo nas montanhas, e depois cair na areia em meditação profunda, tendo como fundo musical o som das aguas do mar.

Foi assim que eu consegui o que ninguém mais na região conseguiu: conhecer o “seo Hagamenon”, saber que ele existia. Ele era um eremita solitário vivendo num casebre de caixotes na mata da montanha ao lado. Fazia questão de esconder-se, por isso me disse que as vezes ficava assistindo do alto do mato da montanha o povão na praia, e à noite quando se certificava que não havia mais viva alma ele descia e achava muitos objetos uteis, até alguma comida, bebida, etc. Mas eu o peguei no flagrante por umas duas vezes, segurei firme o tubo de gás pimenta oculto na manga como precaução, cumprimentei-o, mas surpreso ele saia correndo para a montanha. Na terceira vez levei leitoa assada e garrafas de vinho, comemos e bebemos a noite toda, consegui doma-lo. Perguntei porque “hagamenon”, um nome incomum, dos gregos… e ele rápido corrigiu: ” Não, não é o Hagamenorn grego ( ele tinha um sotaque estranho e só então notei que podia ser “hagamenor” ). ” É a letra “h”, sozinha e minúscula, e separada do resto, que é “menor”: h…menor?! ” Sim, h minúsculo de hominho pequeno, sou o menor dos homens do mundo ( aqueles outros que são h maiúsculo), sou o “aaaa..não” de Deus sempre dizendo “aaa…sim, meu Deus”.

Até hoje quando me lembro da criatividade daquele louco quando estou dentro de um trem e caio na gargalhada sozinho até ouvir a mulher mineira do lado dizendo ao marido: “Esse trem é louco e tá dentro do trem…” Ao que o marido olha pra mim e responde: “Ele é mais fraco que eu. Qualquer problema e boto esse trem fora do trem”… Mas aí me certifico que o tubo de gás pimenta está pronto na mão para qualquer problema, faço o gesto de tocar violão e canto alto:

“Este trem que é o de verdade, na próxima estação…

Bota pra fora todos os trens otários que transportou,

Seja o otário um trem forte ou não…

E já não tá mais aqui quem falou…”

Claro, pois nessa altura já estava correndo para outro vagão.

Mas até parece que o velho h…menor estava esperando alguém na montanha para uma ultima confissão, pois uns dois meses depois encontrei seu cadáver desfeito na cabana. Depois que a policia fez seu trabalho e a cabana ficou abandonada, eu passei a viver nela nos finais de semana. Foi aí que descobri a prova que o tempo não existe.

Os praianos deixavam muito lixo na praia, de vez em quando o pessoal da prefeitura ia limpar, mas não limpava perto do mato. Da arvore que eu via os praianos durante o dia, notei um pequeno monte de lixo na orla da mata. Garrafas plásticas, marmitas de isopor e alumínio, até pedaços de cadeiras… A altura do monte estava no nível de um sulco numa pedra ao lado. Dois dias depois notei que o monte estava mais alto, a altura estava no nível de outro suco mais elevado na pedra, mais lixo tinha sido agregado. E assim foi por dias, meses, o monte cresceu muito, já estava mais alto que a pedra toda. Pensando naquilo tive a ideia que podia fazer um novo tipo de ampulheta para medir o tempo: riscando sulcos paralelos na pedra em toda sua altura sendo que a distancia de cada sulco era igual ao lixo que era acumulado em uma semana, eu podia contar as semanas passando, o lixo funcionava como a areia na ampulheta.

Mas no silencio sob o luar nas madrugadas em que ficava sentado observando o mar, pensei no tempo que corria e me obrigaria a sair dali para o trabalho na cidade, me veio a mente que algo se movia no mundo e estava ao meu lado, avançando…, era o “TEMPO”… um fantasma invisível …. brrrrr… Me lembrei da multidão de filósofos e cientistas queimando neurônios por causa deste fantasma que se movia ao nosso lado, por cima de nós, de dentro de mim, no meio das estrelas, quantas equações matemáticas tinham o tempo como fator concreto variável…

Lembrei dos sulcos que fiz na pedra como armadilha para pegar o tempo, dos relógios que registram o fantasma alado passar, e… espera aí,… o tal tempo que eu queria pegar no monte era bem visível e concreto, eram os praianos. O que o relógio registrava era movimentos do planeta, outro objeto visível.

Então que invisível era este? Nas equações e nas elucubrações mentais dos filósofos o tempo era uma força real, um agente influenciando o mundo material… agente invisível produzindo a evolução com tanta força que quando o tempo se chamava Paleolítico ele atuava tanto em cima de um macaco que quando ele mudou o nome para Mesozoico tinha transformado o macaco em homo sapiens!

Encantado com os filósofos e cientistas quando era criança, pensava que o nosso mundo estava sendo cozinhado dentro de uma panela que estava na cratera de um vulcão ativo invisível que nunca se apaga, e o fogo do vulcão era o tempo. Tudo começou como um caldo de ingredientes espalhados ao acaso e o tempo cozinhou aquele caldo tornando-o a sopa dos cientistas da abiogêneses que criou bolhas que foram as membranas das células e continuou cozinhando e assim existimos aqui hoje pulando devido o fogo do tempo queimando nossas bundas. Sim, a julgar pelo que concluíram filósofos e matemáticos o tempo é a força material catalizadora que cozinha tudo neste universo, transformando tudo.

Mas… não havia nenhum fogo invisível debaixo daquele monte de lixo e nenhum agente invisível trazendo todos os dias ás escondidas mais garrafas plásticas, mais restos de sanduiches, e agregando essas coisas encima do monte. O monte crescia pela ação de agentes visíveis concretos – os praianos – e a cada dia ficava mais velho porque contava mais uma volta da Terra, outro agente concreto. Eu, um inventivo humano que fui na pedra desenhar sulcos e chamando a pedra de “minha ampulheta” , era o único ali naquela praia e naquelas montanhas dizendo a palavra tempo. A Natureza, as arvores, as rochas, não sabem o que é isso. Dizia a palavra “tempo” ao invés de dizer que os praianos botaram mais garrafas em cima do monte enquanto um observador em Marte viu a Terra girar de maneira que quando ele começou a olhar as luzes de New York estava a 40 graus à esquerda da face do sol e quando ele parou de olhar as luzes tinham se distanciado e sumido de vista. Onde está alguma força invisível correndo, se movendo, no meio de tudo isto?

Não existe!

Por isso calculei que não é possível ao humano fazer viagem no tempo… glug… que?… (olha eu caindo na fantasia também repetindo essa palavra-cilada que desvia o racional da racionalidade) … quero dizer, não é possível ao humano viajar com uma metralhadora até a Galileia onde, segundo autores contam num livro, soldados romanos estão fazendo uma cruz e se aprontando para crucificar um cara que eu gosto muito, e com minha metralhadora não vou permitir! Não é possível porque o corpo humano dos que viviam ali tinham diferenças desses corpos humanos que agora estão fazendo esse barulhão, e o pior, tem alguém de salto alto fazendo tik-tok pra lá e pra cá em cima da minha cabeça no apartamento de cima. Por exemplo, nas células dos soldados romanos os cromossomas tinham um telomero mais curto que envelhecia a célula aos 50 anos, enquanto nas células da diva de sapato alto em cima da minha cabeça tem um telomero mais comprido que só envelhece aos 60… para ela ter mais dez anos para gastar mais comprando mais cosméticos por mais dez anos.

Viagem no tempo? Deixa a imaginação deles continuar viajando…

main article image
Physicists Say They’ve Come Up With a Mathematical Model For a Viable Time Machine
https://www.sciencealert.com/physicists-just-came-up-with-a-mathematical-model-for-a-viable-time-machine

O cara saindo daqui, com armadura de guerra, pegando sua capsula voadora, chegando lá com a metralhadora… durante a viagem iria perdendo as garrafas plásticas e restos de sanduiche que foram sendo acrescentados pela evolução no seu corpo, a armadura sumindo, sendo trocada por shortinho de couro de leopardo ( como desfilavam os soldados machões romanos), perucas desaparecendo, a pele muito branca se escurecendo, e até o tamanho do corpo sendo reduzido aos 1,50 mts de outrora… Pior: a metralhadora agora virou arco e flecha. Como enfrentar o exército romano? Assim ele não vai salvar nazareno nenhum. E depois quando quisesse voltar, onde ele iria achar as garrafas plásticas, os pedaços de telomeros, a peruca, que ele perdeu na viagem de ida?

Resumo: nada de viagens do tempo com corpos e maquinas físicas, não porque não temos tecnologia, mas sim porque o tempo não existe. O que existe é o agregado gradual de garrafas plásticas sobre o monte dia a dia, o planeta girando em torno de uma estrela… O que existe são os sulcos que fiz na pedra, a minha visionaria invenção que acreditei que iria medir os movimentos do invisível fantasma e ia de boca cheia falar que era o meu “relógio que filma o invisível chamado tempo e registra passo a passo o seu movimento!” Conheço bem estas teorias sobre as dobras do tempo, viagem no tempo saindo da terceira e passando pela quarta dimensão, etc, nas analisando tudo, tudo se resume a sequencia de movimentos de objetos materiais.

Como um erro no inicio gera uma cadeia de mais erros, inventaram o erro da ampulheta, para medir o tempo. Como pode representar o tempo que todos creem se move do antes para o depois, de baixo para cima, por areia se movendo para baixo?! Eu não sou trouxa de cair nessa cadeia de erros por isso minha ampulheta é um monte de lixo que cresce de baixo para cima…

Os humanos inventaram esse negocio de tempo para poderem viver em sociedade e se relacionarem, poderem fazer algumas coisas juntos. Começou em Belém do Pará quando um casal apaixonado nim parque procurava desesperadamente um jeito de se encontrarem novamente e então ela teve um brilho esplendoroso no olhar, porque uma luz acendeu dentro de sua cabeça e ela disse: Todo dia à tarde chove, por isso tiramos a soneca depois do almoço. Podemos ficar sem almoçar antes da chuva indo para o parque se encontrar lá, ou podemos ir quando a chuva terminar… Eram as primeiras idéias que levaram à invenção do relógio, dos números marcando dias e anos… diria o dono do botequim que não sabe organizar a sequencia dos eventos e por isso não sabe que esses números marcando anos existiam no ano zero de Jesus Cristo que existiu antes do casal existir em Belém.

Enquanto isso um pouco distante dali, na selva amazônica, um índio fala aos outros: ” As antas vão todas as noites para o rio nessa direção ó… quando a lua fica acima do rio e manda seu espirito tomar banho na agua do rio. As antas também entram na agua aproveitando a claridade e se rirem dos astronautas da NASA porque elas não precisam ter aquele trabalhão dos diabos para viajarem e pisarem na lua, pois elas pisam na lua apenas esperando ela descer aqui… Vocês acreditam que as antas acreditam que a lua lá de cima é igual ao espirito dela que veem na agua! Coitadas são muito mais burras que eu, porque sei que as duas não é a mesma coisa, a daqui é só o espirito, … kikiki). Mas então basta esperar que a lua desce aqui e nos que estamos no mesmo rio aqui e vemos quando o espirito da lua está se banhando, ai vamos correr ao nosso encontro com as antas que foi marcado pela lua e, … comer saborosas costelas de antas.”

Como saberíamos que enquanto a matéria do continente americano estava rolando e produzindo a corrida do outro na Califórnia, a matéria rolando no continente europeu estava aprontando outras coisas, como a revolução francesa? Se não tivéssemos inventado essa historia de contar as voltas do planeta em torno da estrela nunca saberíamos que a revolução francesa aconteceu antes da luta pela independência americana e que foi aquela que influenciou esta. O Brasil deu de -7 a +0 na Alemanha ( você leu certo, é menos sete a mais zero), antes ou depois de cair o sutiã da Jackson no show em Las Vegas? Nós precisamos saber essas questões, isso é cultura, é a forma como organizamos os eventos à medida que vão acontecendo, a quantidade de garrafas plásticas e restos de sanduiches que vão sendo agregados encima do monte na praia… e para isso inventamos os medidores de movimentos da matéria, para saber e entender a sequencia em que acontecem… não para captar um agente invisível no microscópio ou no telescópio e nem para medir um fantasma invisível que não existe. Esse fantasma produto da imaginação infantil enquanto a humanidade era criança se foi a muito temp…. opppps… ( lá ia eu escorregando de novo), …há muitas garrafas e sanduiches atrás.

Mas falando sério agora, quando uns anos eu era o ermitão na selva amazônica fazendo perguntas filosóficas à Natureza, certo dia a Mestra franziu o cenho e disse: ” Menino impertinente, não para de encher o saco com tantas perguntas… sabe de uma coisa? Vou te dar um oraculo que vai te responder todas as perguntas, e veja se me deixa em paz…” E num passe de magia apareceu na lareira um pequeno altar onde tinha uma figura, a face da Matrix/DNA ! A formula que apareceu no Big Bang como onda de luz tão forte que hoje banha todo este Universo e nos cega os olhos tanto que não podemos vê-la, essa sim, um agente invisível que atua e move tudo neste mundo. E nas respostas da Matrix/DNA havia conteúdos que me fez começar a desconfiar da existência do tempo dos matemáticos, e não só isso, que a Matemática não era a linguagem superior do universo, que ela só se aplica com eficiência às coisinhas do nosso mundinho, por isso ela continua aceitando erros como a variável do tempo que não existe, isso será corrigido quando a linguagem for corrigida e adaptada para mundos maiores. Por exemplo, na evolução, não foi o mais adaptado e poderoso dos repteis – o dinossauro – que foi selecionado para transcender o reino dos repteis e se alojar no tronco da arvore da evolução na forma dos novos e engenhosos mamíferos. Não… a Natureza olhou para aqueles bichões que só tinham crescido em tamanho e força, sem nada de ética, moral, amor fraternal, então Ela os descartou, como um galho da arvore a secar e extinguir, e voltou o tempo ao inverso, indo lá atrás na história da evolução dos répteis até encontrar um meio desajeitado que parecia um porquinho, o cinodonte, que ao invés de comer os filhotes saltando fora dos seus ovos botados fora, fazia até ninhos de espinhas de cobra para junta-los… E a Natureza sorriu, caiu de amores, e apontou seu dedo cósmico para a pequena e humilde criatura que tremia temendo os monstros dinossauros, e disse: “Tu desejarás construir estes ninhos cada vez mais perto de ti, um dia desejarás fazê-los mesmo até dentro de ti, e assim terás o ninho de placenta e manterás os ovos dentro, e te tornarás uma mamífera, a futura rainha toda poderosa deste planeta!”

Como então o tempo correu ao inverso?! Voltou do futuro para o passado na história? Para quem estivesse em outro continente tentando registrar a sequencia de eventos iria se ver em papos de aranha pois algo na evolução num continente não iria bater com as leis da evolução em outro continente. teria a seleção natural dos arrogantes evolucionistas selecionado ao contrario, elegendo o mais fraco? Nada disso. Na praia do seo h… menor, tem montinhos de lixo mais escondidos perto daquele que cresceu muito, neles os praianos não acrescentaram tantas garrafas de plástico. Em relação ao racionalismo linear da lógica matemática, o tempo segue em minha reta e do passado para o futuro, não pode fazer estas curvas e voltar atrás, por isso a matemática linear atual não se aplicará aos mundos maiores da vida… como os buracos de minhoca. Como fazer as contas até os dinossauros e depois apagar metade das contas, esconder um pedaço da reta, e voltar ao cinodonte, para daí pegar a outra estrada trilhada pelos mamíferos até chegar ao homo sapiens?

Mas tem muito mais nas respostas da Matrix/DNA como evidencias sugerindo que o tempo é um fantasma imaginário humano. Alias ela sempre usa outros termos, como cadeia de causas e efeitos, dinâmica, movimentos dos corpos, sequencias, etc., nunca ouvi ela pronunciar esta palavra, tempo.

Sábio era o seo h…menor, quando via aquele mundo de gente invadindo sua praia e se lembrava de 30 anos atrás ( digo, menos 30 voltas da Terra no Sol) quando não vinha quase ninguém e exclamava com saudades: “Lá se foi aquele tempo”.

See the source image
Por 30 anos Joaquim te xingou toda manhã por lembra-lo da fábrica. Um dia ele se aposentou, te botou asas, e te mandou ver se ele estava na esquina, e então mudou de lugar, e você retornou, não o encontrou e continua assim voando, procurando, por toda eternidade…

Ou o caipira que foi raptado e encaixotado numa caixa de cimento chamado apartamento no meio de uma parafernália de prédios e motores ruidosos, olhando pela janela, relembrando com suspiro e saudades as noites na rede da varanda, sentindo o cheiro da plantação crescer, dos sapos na lagoa coaxando, enquanto enrolava o fumo do cigarro de palha, e exclamando a maior verdade deste mundo … “Foi-se o tempo”. Uma verdade que só os filósofos e matemáticos teimosos ainda não enxergaram e continuam a enfiar fantasmas nas suas equações, que por isso estão desviando o ritmo da tecnologia humana artificial da sincronicidade com o ritmo da Natureza que também avança desenvolvendo sua tecnologia natural… Um dia ainda vamos levantar numa manhã sem sentir solo firme, sem ar para respirar, e quando tivermos caindo veremos a Natureza se distanciando por outra estrada, acenando para nós e dizendo: “Sinto muito, vocês pegaram o caminho errado, não é esse o indicado pelo universo atemporal, bye, bye…”

  • “Oh… meu… caia na real… o tempo já era…. sumiu na era que ainda se acreditava em Papai Noel…”

Origem: uma palavra maligna para a Humanidade

Thursday, October 29th, 2020

Origem da Vida… origem do Universo… Esta palavra, este nome – origem – tem sido conectada a conceitos absolutos, como universo, vida, e sendo repetido até por mestres religiosos e mestres materialistas, cientistas, etc.

Notei que quando os humanos saem do fio evolutivo lógico natural foi devido a uma arbitraria e inexistente separação entre fatos e suas causas reais. Isto é feito inconscientemente pelo cérebro humano que está deformado porque o alto cérebro está separado em duas metades, como um sistema cortado ao meio. A palavra origem quando aplicada a conceitos absolutos como universo, vida, cosmos, etc. expressa que a longa cadeia de causas e efeitos que vem rolando desde o Big Bang sofreu, em seu meio e num súbito momento, a chegada de algo totalmente novo vindo de algum lugar fora da avalancha, ou seja, de algum lugar fora da natureza real. Como isso não existe, os humanos tem que inventar uma mentira para cobrir esta mentira, e com isso se saem com deuses criacionistas mágicos ou deuses acasos mágicos, como fazem os materialistas também. Portanto conectar a palavra origem – que deveria ser usada para citar um nome de onde veio algo, ou seja, a procedência, a universo e vida é um efeito deformado produzido por um cérebro com essa deformação separatista separando universos e vidas da realidade que os fizeram. Temos que combater estes efeitos, estas ideias erradas, porque o combate ao efeito funciona como feed-back que o cérebro será obrigado a assimilar e com isso curar seu defeito. A gente vai polindo um cristal desfazendo todas as arestas pontiagudas, os pequenos detalhes, como neste caso. É na atenção e correção dos pequenos defeitos que se vai aproximando-se da perfeição.

Por tudo que tenho visto, nos milhares de livros que li, os milhões de artigos ou manchetes escritas, e agora essa enormidade de canais na Internet, nunca vi ninguém questionar esta absurda conexão. Apenas vi um nome – Louis Morelli – em isolados debates, ou artigos no meu website, chamando a atenção para esta conexão e afirmando que é errada, criticando quem a profere, e clamando por um esclarecimento da população para consertar algumas coisas que estão erradas na mentalidade humana prejudicando o racionalismo naturalista. Porque vejo muitos efeitos danosos que tiveram como causa o uso e principalmente o conceito que está por traz destas conexões.

Para explicar melhor isso, vamos antes trazer aqui, como a humanidade define esta palavra – origem – que está bem sintetizada no site do link:

https://www.significados.com.br/origem/

Origem é o ponto de partidao princípio de qualquer fato ocorrido. Tudo na natureza tem sua origem, seu começo. Como exemplo destacamos a origem de uma nova vida, que tem seu princípio no zigoto – célula formada pela reunião dos dois gametas (masculino e feminino).

Quando um fato tem sua origem duvidosa diz-se que ele á apócrifo, ou seja, é suspeito. Como por exemplo, um documento que não tem sua origem conhecida, ele é considerado apócrifo.

Origem é também a naturalidade, a Pátria, a procedência, o lugar onde as pessoa nascem, pode ser a cidade, o estado ou a região.

Origem faz referência também à ascendência, aos antepassados, as gerações que precederam a geração atual.

Origem indica também a causa, o pretexto, o motivo de algum acontecimento ou de algum problema.

xxxxxx

Vamos ver o que a Matrix/DNA diz sobre esta definição academica acima:

  • ” Ponto de partida? Principio de qualquer fato ocorrido? Isso não existe, mas… Ok, me dê um exemplo…”
  • ” A origem de uma nova vida, por exemplo…”
  • ” Nova vida?! Isso é novidade para mim que só conheço um único tipo de vida, a velha vida que começou quando no Big Bang ocorreu uma onda de luz que tinha como anatomia o código para montar sistemas, e se encarnou na matéria construindo o primeiro sistema atômico, depois os astronômicos, depois estes biológicos aqui dos planetas, aos quais vocês chamam de “vivos”. Nunca vi no Universo outra forma de vida sem esse código, muito menos na Terra que toda vida conhecida tem esse código como o DNA. Por favor me diga onde está essa nova vida…
  • ” Digo,… um novo ser vivo…, um baby”…
  • ” Essa linguagem humana, causa de tantas disfunções racionais… nenhum baby trouxe uma nova vida, todos repetem a velha forma de vida de seus genitores… Conclusão: estou esperando um exemplo de algo surgido com um ponto de partida… Para finalizar, nada tenho contra dizer que fulano tem como origem o país tal, mas isso é procedência. Ah… mas o humano teve sua origem no macaco”…, não, não foi ponto de partida, foi transformação, não é um evento súbito caído do céu sem explicação cientifica, é um longo processo perfeitamente explicável. A minha artilharia visa essa origem conotada ao magicismo, ao imaginário, como é a conexão “origem do universo e da vida”, pois estas frases imediatamente fazem a razão levantar voo e cair no mundo imaginário inventando fantasmas para explicar tais eventos.”

Porque o conceito de falseabilidade se aplica ao cientificismo e não ao naturalismo da Matrix/DNA

Thursday, October 22nd, 2020

Karl Popper:

” Quando uma declaração cientifica fala da realidade, ela deve ser falsificável; e quando não é falsificável, não fala da realidade.”

Esta frase foi postada no Instagran, no link abaixo. a qual me levou a raciocinar novamente sobre esta questão da falseabilidade, que os críticos da Teoria da Matrix/DNA sempre apelam. Abaixo vai o meu comentário:

Visão reducionista, sinto muito. Se entre as bactérias uma disser que existem humanos e com nariz, não será possível às outras provar que não existe ou se existe, pois por ser serem duas dimensões com longa distancia entre elas, as bactérias não possuem instrumentos científicos para fazer o teste. Portanto, não é falsificável mas fala da realidade. A onda de luz tem sete repartições, com sete vibrações diferentes. Cada dimensão produz um reino especifico. A primeira, eletromagnética, das partículas e a luz; a segunda dos átomos, a terceira dos astronômicos, a quarta dos biológicos, mas e as outras três acima? Extraterrestres que podem existir na quinta dimensão passeiam aqui com naves não falsificáveis pelos nossos instrumentos. Imagina então a sexta e a sétima… Além disso, cada dimensão da nossa onda linear é cruzada pelas ondas transversais, que podem superpor outro reino bem no espaço onde estamos, como universos paralelos. Popper e Sagan ficaram para traz, na dimensão anterior, que limitava o ilimitável.

@louischarlesmorelli E mais: O humano com nariz jamais será falsificável pelas bactérias que vivem dentro do meu corpo mesmo que tivessem a mesma ciência que os humanos tem hoje. Porque como concluiu Goeddel´s teorema, ninguém pode saber a verdade de um sistema estando dentro dele. Nunca saberemos a verdade da Vida enquanto formos vivos, dentro dela. Abiogêneses não é falsificável por nossa ciência.

Sobre a filosofia passiva oriental e os efeitos das vibrações

Monday, September 7th, 2020

Fico incomodado, irritado, quando vejo as cenas dos humanos na Índia e na China, totalmente subjugados em situação de real miséria material e atraso evolucionista. Não tenho certeza de nada, principalmente da minha visão do mundo, mas não evito a vontade de aplicar uma força que suspeito iria mudar aquela situação para melhor. Suspeito que a causa do atual estado naquelas regiões está no estado mental da maioria da população, e este estado mental foi construído por uma visão de mundo, a qual deve certamente estar errada, em dessintonia com as leis naturais. A força quer transformaria para melhor seria a que emana da visão de mundo que denomino Matrix/DNA. Essa visão sugere que não sejamos passivos, e como consequência disso, procuro ser ativo inclusive na luta para a desconstrução daquela visão do nundo errada. Por isso publico respostas nos comentários de propagandas daquela filosofia oriental, como a seguir:

https://www.linkedin.com/in/ratanshalini10/detail/recent-activity/

No alt text provided for this image
WRONG (Matrix/DNA))

Meu comentário publicado:

Louis C. Morelli  – 9/7/2

My opinion: is this kind of indoctrination applied by the 1% of India that built a country with more than a billion person as slaves of misery. Merely my opinion: do not give up to others what belongs to you as co-owner of this planet. Fight for it.

O qual foi seguido do seguinte comentario:

 K Bharath Kumarout – 11h

Unless you act towards what you want you will never get it just by relaxing and doing nothing Dr.Shalini Ratan

E a resposta da autora:

Dr.Shalini RatanAuthor – .9h

So you mean to say the Quote is Incorrect, or may be Osho did not know what he was saying..

E minha resposta:

Louis C. Morelli : 

Dr.Shalini Ratan Yes, Osho was human, and no microscopic human knows the cosmic thru. An example: in this corrupted social system, almost all jobs are corruptions, and as such, they have its specific vibration. If your vibration comes from you as a elevated ethics and moral, the vibration of that job never will couple with your vibration.