Archive for the ‘Philosophy’ Category

Sobre a filosofia passiva oriental e os efeitos das vibrações

Monday, September 7th, 2020

Fico incomodado, irritado, quando vejo as cenas dos humanos na Índia e na China, totalmente subjugados em situação de real miséria material e atraso evolucionista. Não tenho certeza de nada, principalmente da minha visão do mundo, mas não evito a vontade de aplicar uma força que suspeito iria mudar aquela situação para melhor. Suspeito que a causa do atual estado naquelas regiões está no estado mental da maioria da população, e este estado mental foi construído por uma visão de mundo, a qual deve certamente estar errada, em dessintonia com as leis naturais. A força quer transformaria para melhor seria a que emana da visão de mundo que denomino Matrix/DNA. Essa visão sugere que não sejamos passivos, e como consequência disso, procuro ser ativo inclusive na luta para a desconstrução daquela visão do nundo errada. Por isso publico respostas nos comentários de propagandas daquela filosofia oriental, como a seguir:

https://www.linkedin.com/in/ratanshalini10/detail/recent-activity/

No alt text provided for this image
WRONG (Matrix/DNA))

Meu comentário publicado:

Louis C. Morelli  – 9/7/2

My opinion: is this kind of indoctrination applied by the 1% of India that built a country with more than a billion person as slaves of misery. Merely my opinion: do not give up to others what belongs to you as co-owner of this planet. Fight for it.

O qual foi seguido do seguinte comentario:

 K Bharath Kumarout – 11h

Unless you act towards what you want you will never get it just by relaxing and doing nothing Dr.Shalini Ratan

E a resposta da autora:

Dr.Shalini RatanAuthor – .9h

So you mean to say the Quote is Incorrect, or may be Osho did not know what he was saying..

E minha resposta:

Louis C. Morelli : 

Dr.Shalini Ratan Yes, Osho was human, and no microscopic human knows the cosmic thru. An example: in this corrupted social system, almost all jobs are corruptions, and as such, they have its specific vibration. If your vibration comes from you as a elevated ethics and moral, the vibration of that job never will couple with your vibration.

Sobre o Poder ( Mensagem da Matrix/DNA)

Monday, September 7th, 2020

Não é a minha opinião, e sim uma Lei Natural, que pessoas como Trump, Lula e Bolsonaro, deveriam conhecer: o Poder tem que ser dividido. Será maior o sucesso das criaturas, em quanto mais partes dividirem o poder, ou maior o fracasso quanto mais ele estiver concentrado.

Porque o poder é uma força natural, mas abstrata aos sensores dos cérebros, não há corpo de criaturas que o contenha e o domine. Em toda situação onde uma criatura se esforce para se apoderar de todo o poder, ela cairá escrava do poder abstrato como caíram as rainhas das abelhas e das formigas, que se tornaram aprisionadas sem qualquer liberdade para atuarem fora das regras do sistema até que sejam apagadas totalmente do futuro.

Pois o poder é uma força emanada do principio da transcendência cósmica e assim destrói toda tentativa de eternização de formas provisorias da evolução.

Ah… se os gênios das causas perdidas como Hitler, Trump, Stalin, Bolsonaro, etc. e etc., tivessem dedicado algum tempo no estudo da Natureza e não perdido todo o tempo se especializando-se nas estratégias dos predadores, sempre condenados à extinção… Stalin não teria interrompido a evolução da Russia para o estado mais global da União Soviética, Hitler não teria separado a Alemanha, Trump e Bolsonaro não estariam sendo obstáculos separatistas para a transcendência global do Brasil e dos USA…
O problema humano é que sua escala de tempo é microscópica, enquanto a escala de tempo da Terra e da natureza é astronômica. Assim, a Natureza sempre corrige seus defeitos internos, mas na sua longa e astronômica paciência que tortura os humanos imediatistas sem poder e ilude os espíritos que acreditam serem donos do poder. Porque não aplicam seu poder contra as armas de defesas da Natureza, como essa pandemia?

Materialismo: “O Universo e a Vida podem ser explicados pela Física e Matemática com as 4 forças naturais mais uma carrada de acidentes”

Thursday, September 3rd, 2020

Assim afirma o físico Premio Nobel no vídeo com link abaixo, mas antes deixa-me registrar o comentário que postei no TED abaixo do vídeo:

Louis Charles Morelli – Posted at 9/3/2020

Poor man. At the next corner there will be a discovery that a known natural element is a force more important and universal than anything he knows, which contains and rules the four natural forces and will reveal that only 5% of this world is grasped by Physics and Math.

Why we find the same Math equation when opening the next order of natural phenomena? Because when we opens the next body of a new species, and any next natural system, we find the same universal natural formula, which we say “Matrix/DNA”, the fifth and more important natural law, which contains Physics and Math, that’s why you find the same Math equations. Which is the best indication of beauty and elegance in nature? The roots at its foundation or the buildings of life, emotions ans consciousness? Mr Gell-Mann believes that the natural world is only from the Big Bang till the last galaxy, he is blind to what came before the Big Bang and what comes after the galaxies, which he says that are accidents. But in the real world is the meat that produces the bone skeleton and not the skeleton that produces the meat.

All natural orders of phenomena are properties of natural systems, there is a unique universal natural system that is coming under evolution since the Big Bang, which had the shapes of atomic systems, astronomic systems, cell systems and now is getting the shape of consciousnesses system. And all these shapes were built by a unique and same natural force, a kind of universal genome, which we call “Matrix/DNA”. We can see it encrypted into natural light waves. When he says “you don’t need to search something more” he is not different from those religious medievals dominating the universities and saying that “you have the Bible and God, does not need search anything more”. This is a science-stopper, inhibiting the students from keeping the open mind and searching.

Beauty, Truth and… Physics? by Murray Gell-Mann

TED – Beauty, Truth and… Physics? by Murray Gell-Mann

Filosofia Naturalista: O nome para Ciências dado pelos pais fundadores

Thursday, September 3rd, 2020

Até a época de Newton não havia este nome Ciência e sim Filosofia Natural. Tanto que Newton disse:

” A natureza obedece leis. Cabe ‘a filosofia natural encontrar elas”. ( … it is the business of natural philosophy to find them out”…

Sim, porque o que estava na mente dos pais fundadores quando aclamaram o Iluminismo era acabar com aquele negócio dos religiosos impedirem o dialogo e as atividades na busca do conhecimento do mundo material real – na época a maioria alquimista e combaterem todas as outras correntes do pensamento, como o esoterismo tão apreciado por Newton. Eles queriam do mundo real as repostas ás supremas perguntas – o que sou eu?, que estou fazendo aqui?, de onde veio a vida?, qual o significado desta existência? etc., todas perguntas essencialmente da filosofia. Mas o caminho das Ciências se separou deste caminho da filosofia naturalista quando grupos de predadores se apoderaram da ciência para financiar apenas o que lhes daria poder militar e lucro financeiro. Não creio que na mão dos pais fundadores a busca do conhecimento continuaria com a atitude dos filósofos gregos, de apenas refletirem sem arregaçar as mangas pondo a mão na massa fazendo experimentos. Acontece que a busca do conhecimento apenas pelo conhecimento descobre as leis, os mecanismos, e processos naturais, e, se mantido na mente a boa ética e a moral que existe em quem procura um significado existencial, automaticamente identificariam estas descobertas com as necessidades dos humanos e assim teriam desenvolvido a tecnologia que apenas fosse útil e beneficiasse a humanidade como um todo. Era um processo de feed-back: a intenção da boa ética e moral retornava como produtos tecnológicos de boa ética e moral para a humanidade.

( fazer pesquisa de definições e história da filosofia natural, ou natural philosophy)

O coronavírus é parte do metabolismo interno de Gaia?

Monday, July 13th, 2020

Dois posts publicados no Facebook, em 9/julho/2020:

O que procuro fazer para melhor aguentar essa pandemia?

Na infância quando chorava segurando a dor do joelho esfolado, algum adulto ainda piorava mais gritando: ” Está vendo? Você não me houve avisando para não correr e pular, que você vai cair. Agora vai chorar longe daqui”. Esse adulto me fez um grande favor. Porque no meu cérebro infantil eu olhava com raiva o buraco na grama, a culpa toda era dele, até que o adulto me obrigava a estender a mente para ver que a culpa estava mais distante, era minha culpa, a causa era correr sem olhar pra frente, e assim fui aprendendo a evitar muitos erros impulsivos.

Hoje quando já quase não aguento mais essa inercia nessa prisão e vejo no noticiário a carnificina e o desespero financeiro da maioria, olho o mundo pela janela, vejo a morte rondando no ar do planeta, lembro dos chineses comendo aqueles animais, e na parede vejo o calendário com a imagem de Jesus, e fico com raiva disso tudo: do Universo, do planeta, de Deus, dos chineses… Mas no computador abro meu website, com uma cosmovisão que sempre sussurrou nos meus ouvidos:

” Vocês humanos estão indo pelo caminho errado, que é perigoso, repetindo o mesmo erro que derrubou seus ancestrais”. E a cosmovisão mostra com surpreendentes detalhes qual foi o erro, o que é este Universo e este planeta e o que fazer para viver melhor neles, sugere o conceito de fonte criadora muito mais complexo que o conceito do Deus elaborado pelos humanos, que os chineses são apenas as outras partículas de um grande erro do qual sou outra partícula… e tudo isso se resume na inevitável logica conclusão: a pandemia é culpa nossa, minha! E a dor está sugerindo que ainda pode ser pior, talvez o joelho quebrou, pode precisar de cirurgia…

Na cosmovisão, o planeta simples dos astrônomos muda, e se torna Gaia, uma visão muito mais profunda e tão complexa que o coronavírus se torna um fenômeno natural onde forças físicas e químicas pressionadas pela pressão de humanos atuando como vírus se projetam na forma do Covid19, como os anticorpos do sistema de defesa auto-imune de Gaia. Vejo Gaia como a ancestral das mulheres gravidas que por instinto natural lutam desesperadamente na defesa do feto que gestam, pois planetas gestam em seus núcleos os germes vivos e escaldantes das novas estrelas. Como ter raiva de uma mãe que solta seu gato para matar ratos que lhe mordem a barriga e ameaçam comer sua cria?

Assim abro a camisa e vou de peito aberto enfrentar a atmosfera mortífera lá fora olhando Gaia bem nas suas entranhas efervescentes e digo alto para ela ouvir.

” Eu te compreendo, minha mãe hospedeira e sinto e compartilho sua dor. Você tem todo o direito e dever de fazer conosco o que está acontecendo, pois recebestes nossas almas em seu seio, nos alimentastes, nos confortastes, nos protegestes e destes de ti tudo o que lhe foi possível. E nós lhe abrimos feridas, sugamos suas energias e sangue interno, sufocamo-la impedindo-a de respirar tapando seus poros com asfalto e cimento envenenando seu ar. Passei a vida diferente na mais possível simplicidade e puxando as orelhas de meus irmãos tentando explicar que és a mãe Gaia e que estavam te maltratando… mas fracassei, somos culpados, aceito e quero que agora defenda sua cria, suportarei todo castigo, mãe querida cumpra a missão que o Universo espera de ti.”

Assim, com este estado consciente de espirito atravesso a pandemia tranquilo com tolerância e paciência nesta minha prisão solitária… reconhecendo meu crime.

Como entender esta pandemia para manter um estado mental mais forte, resistente e o corpo saudável?

Alem do aspecto Gaia do meu ultimo post, esta pandemia cobra sacrifícios de algumas vidas humanas e com isso pode vir a salvar a especie inteira da extinção, desviando-a da louca correria desembestada que vem aprontando cujo futuro certo será seu suicido. Pois alem de interromper o desenvolvimento natural da nossa hospedeira Gaia, nós estamos indo direto para o Admirável Mundo Novo, a terrível profecia do genial Aldous Huxley, sendo dominado pelo Big Brother da outra terrível profecia do genial George Orwell.

Para se ter uma ideia do destino a que estamos indo se a pandemia não mudar nossas mentes, sugiro lembrar-se do que são as colmeias de abelhas e os formigueiros, pois os insetos foram dirigidos a constituírem seus sistemas sociais automatizados quase perfeitos pelas simples forças físicas e elementos naturais que constituem seus corpos e o meio-ambiente ao seu redor: o mesmo sistema social na forma de maquina funcional automatizada destes nossos ancestrais sistemas solar e galáctico.
Enquanto nenhum desastre agride os insetos seus corpos se acomodam naquela zona de conforto como um paraíso porque eles não tem nenhuma consciência expressada, nenhuma necessidade intelectual, nenhum motivo para evoluir, ao contrario, são reacionários a qualquer motivo que implique em qualquer alteração.

Desprezando e até combatendo agressivamente toda expressão de pensamento sistêmico holístico que se somaria ao seu idolatrado pensamento e método reducionista, a Ciência humana dominada pelo 1% financeiro, através destes ambiciosos acadêmicos, fica reduzida dentro de uma ínfima faixa material da realidade, e das informações que obtém desenvolve esta tecnologia, a qual conduz a instalar a biosfera mecanicista no mesmo sistema social dos insetos, pois o tipo do conhecimento humano tem o terrível efeito de entorpecer, aprisionar e até ameaça abortar o feto de auto-consciência cósmica que estamos gestando no meio dessa placenta chamada cérebro dentro deste ovo chamado caixa craniana.

Sem a pandemia, com certeza estaríamos ainda caindo, retornando ao nosso estagio ancestral de insetos. E isso se estabeleceria tentando ser eterno com o domínio da robotização pela Inteligencia Artificial.Nós precisamos sim, transformar a biosfera caótica dando a nossa mãe Gaia a face linda e feliz de planeta ajardinado. Que os trabalhos embrutecidos e rotineiros sejam feitos pelo automatismo. Pois precisamos da casa em ordem e bem abastecida, todas as necessidades do corpo físico satisfeitas, para que possamos gestar o sagrado feto o qual será nós mesmos no futuro, todos em um. Precisamos ter nossas bases físicas firmes neste planeta, para que possamos iniciar nossa aventura cósmica onde vamos colher as informações que são o alimento necessário para a expansão do nosso feto de auto-consciência. Mas precisamos de outro tipo de Ciência, de outra cultura interpretativa dos detalhes da Natureza que é Universal, de outro tipo holístico de tecnologia, e de algum reforço nas nossas incipientes ética e moral. Enfim precisamos nos mudar em quase tudo para salvar e manter livre aquilo que os insetos não tem, que é a nossa alma na forma da nossa mente, antes que ela caia irreversivelmente na armadilha do Admirável Mundo Novo sob as botas pesadas do Big Brother, o qual será, na verdade, a Big Mother, a Big Queen, como são a s rainhas das abelhas, das formigas, e da que está parecendo ser imortal, a septuagenária rainha da monarquia inglesa.

A pandemia está sacrificando meus amados velhinhos irmãos e irmãs, estou chorando e implorando a Gaia que proceda a esta cirurgia corretora de forma menos dolorosa, mas na minha pequenina e infantil mente penso que entendo que tudo isto visa salvar os jovens da armadilha preparada em nosso caminho. Namastê!

Pessoas deixando as igrejas do “Deus-Cristo” e indo para o ateísmo ao invés do “Extra-terrestre-Cristo”

Thursday, May 28th, 2020

As informações abaixo foram obtidas num comentario no Instagran, no link:https://www.instagram.com/p/CAsq1PMlAOc/

2700 people leave the American Institutional church every day.

85% of them describe it as moving forward spiritually.

78% say they still love God although their concepts of what that might mean now differ very broadly.

Almost nobody embarks on the process of deconstruction because they don’t care. It’s generally because they do care! In multiple studies done of thousands of dechurched consistently under 1% are found to have left solely “because they are hurt.” Those who leave have usually been more active in their faith, they are more likely to have been in leadership than their peers who remain in church.”

Bem, este numero não significa que o cristianismo esteja diminuindo, porque se por dia saem 2.700, não diz quantas crianças são levadas e inscritas na Igreja pelos pais por dia.

O que me interessa aqui é que se estão indo para o ateísmo, vejo isso como prejudicial, é a outra face da religião errada. Suspeito que a maioria esteja indo para o agnosticismo, e isto, a meu ver, é bom, pois mantem a mente aberta de quem não tem como saber a verdade nesta forma humanoide. Mas estas 2700 pessoas não sabem que existe uma terceira alternativa, não conhecem a hipotese do “deus natural” sugerido pela minha Teoria da Matrix/DNA. Então este é um motivo que anima a escrever o livro e divulgar essa teoria. Pela teoria do deus natural, o qual preferimos chamar de a fonte criadora do principio da ordem física, é plenamente possivel que Cristo tenha existido aqui e que alguns relatos da biblia referindo-se a palavras dele seriam sensatamente razoáveis. Mas este Cristo seria um extra-terrestre com consciencia muito mais evoluída que a humana e portanto seria benéfico à causa humana. A teoria da medica Monica de Medeiros sobre a e.t. Shellyana e a ideia de Sananda, é uma possibilidade racional, a meu ver.

No entanto, esta teoria pode tambem não convencer, porque não tem a resposta para a questão que está levando as pessoas a perderem a fé no deus biblico, que e´: porque existe tanto mal no mundo, se existe um Deus bom e todo-poderoso? De onde vem os 50% do mundo que se refere ao mal?

A Matrix/DNA, quando segue os rastros do mal, chega nas ultimas fronteiras do Universo e entende que os rastros continuam alem deste limite, para alem do Universo material. O bem tambem se estende para alem do universo, mas este sugere sua fonte: o genoma inscrito na onda de luz vem de um ser natural com corpo de luz e banhada em auto-consciencia. Mas o que existiria alem do Universo que não pertence a este ser natural, que seria outra fonte, tambem natural, do mal? Sem explicação.

O eterno dualismo dos opostos que se vê em todo o universo tambem existe alem do universo. Como? Porque?

xxxxx

Meu comentario posted no Instagran:

jonsteingard: When it happened to me, as a philosopher, I collected all scientific and empriric real data, put everything on the table, and tried to solve the puzzle. I got more philosophycal questions than answers. Then, I went to leave alone in the Amazon jungle, and there I got a new world view, which is just a third alternative. Our DNA is coming from non-living DNA, a kind of Matrix/DNA that arrive to this Universe in the time of the Big Bang in shape of light wave, which I called “the genome of a non all-powerfull god but a kind of natural non magic parents. So, instead going to atheism ( which is the another face of religion), I suggest you to look this third alternative with open mind at my website ” The Universal Matrix/DNA formula of all Natural Systems”. Cheers…

Qual a utilidade prática de uma nova cosmovisão como a Matrix/DNA e qual a utilidade publica de ter filósofos naturalistas como eu?

Monday, May 11th, 2020

Vale a pena viver a Vida? Se não, o mais racional para o rico é apenas se divertir até morrer, e para o pobre é suicidar-se logo de forma indolor. Se sim, ( o rico já respondeu acima que sim), eu pergunto ao pobre: porque é racional a você manter-se vivo nas suas condições de vida?

Todos os pobres a quem fiz a pergunta, imediatamente saíram fora do nível racional, entrando imediatamente no nível da fantasia metafisica ou mostrando estar condicionado mentalmente por esta cultura humana criada e inventada pelos mais fortes para fazerem o seu trabalho sujo.

Bem eu nasci pobre. Ainda dos piores, sem família e casa, criado ora nas ruas, ora temporariamente por algum parente. E quando cheguei por volta dos 20 anos muito sofridos, me fazendo essa pergunta, concluí que era mais racional preparar meu suicídio. Como escravo fugindo da senzala fui para morrer na selva amazônica, mas lá acabei achando algum ouro. Então, pensei que aquilo daria para comprar um terreno numa praia, fazer uma casa com um bar na frente, se não vendesse pinga num dia iria pegar uns peixes, encostar o burro na sombra gozando o resto da vida, e retornei da selva, vivo.

Mas enquanto viajava de hotel em hotel no litoral procurando o terreno e a praia, nas noites me sentava com cervejas e o fumo e ficava pensando, filosofando. Me voltava sempre a velha pergunta: “Vai valer a pena viver essa vida?”

Mas aconteceu algo na selva que, creio, me desconfigurou a rede neuronial que havia sido construída por milhares de leituras de todas as correntes do pensamento, religiões, e principalmente as informações fornecidas pela maioria das disciplinas cientificas, rede essa que eu de “o meu racional”. E acreditava que o meu racional era o mais perfeito e completo que pode existir, estava limpo de todas as misticas e teorias, exclusivamente embasado em dados realmente, cientificamente comprovados. Para mim continuava a conclusão de que me é indiferente viver ou não a experiencia de desocupado proprietário praiano e pescador até morrer. Nada faz sentido, nada tem proposito.

Agora eu não conseguia definir bem o que, mas algo na selva me abalou aquela certeza, me remexeu o racional, a ponto da velha pergunta mudar seu tom de racionalidade. Agora era:

” Vale a pena para as galaxias estarem assim, semeando a semente da vida em cada planeta dentro dela para frutificar naqueles que são de boa seara? Qual seria o lucro final, a vantagem, para as galáxias, na colheita dessa semeadura?”

” Tudo bem… as galáxias são tão irracionais como os pobres que perpetuam a vida plantando suas sementes e gerando rebentos sem qualquer lucro final e para desaparecerem todos um dia. Não é bem esta a questão interessante aqui. A questão que me angustia, me deixa inquieto surge quando troco o nome “galaxias” pelo nome “sistema astronomico”, e o nome vida, por “sistema biológico”. Agora estou limpando os conceitos metafísicos com que os humanos impregnam os fatos, excluindo a influencia do intelecto humano sobre estes objetos reais, para vê-los nus e crus tal como são. O que existe de comum entre a galaxia e sua cria é o fenótipo, ao qual damos o nome de “sistema”. Fica fácil aceitar que meus pais plantaram a semente que me trouxe à vida, aqui não preciso dizer que “corpos que são sistemas produziram uma semente que produziu um novo sistema, o qual é o meu corpo”. Sistemas é o fenótipo comum entre meus pais e eu, e sistemas é fenótipo comum entre o corpo da galaxia e o corpo de qualquer vivo.. Porque quando conserto as palavras devidas aos objetos, surge uma avalancha de perguntas que nunca me fiz antes, e nem mesmo nunca vi um filósofo ou cientista fazendo-as…:

“Como é a semente da vida?”

” Digo, qual sua constituição física?”

“Tem que ser algo parecido ( um grau menos evoluído) com o genoma, o DNA, o código genético biológicos. Mas onde está na galaxia, como é, como vem, transportado ou espalhado, pipocando de papoulas?”

“Porque essa diferença brutal entre criador e criatura, ou seja, entre o sistema galáctico e sua primeira criatura direta, o sistema celular ?!”

Não me refiro à diferença de tamanho, pois isto é mero problema relativista, e a natureza é expert em aplicar a nanotecnologia. Afinal ela não enfiou o corpo dos meus pais dentro de um microscópico saquinho cromossômico? Me refiro à diferença de grau evolutivo… Epa!… Heureka! Acabei de fazer uma grande descoberta: tem que haver um elo evolucionário entre galaxias e a primeira célula. LUCA? Mais um elo perdido para procurar-mos…

Bem, uma avalancha de mais perguntas me ocupavam até o sono vir de madrugada naqueles hotéis. Primeiro desconfiei que o revertério na minha configuração neuronial abalando meu racional pode ter sido produzido pelas noites na selva deitado numa rede no mais alto das arvores de onde eu via o céu mais estrelado do mundo ao mesmo tempo que via a escuridão da mata e minha vista ficava indo de um para outro enquanto delirava sob a febre malárica. A febre esquenta o cérebro, as sinapses ficam moles como macarrão e depois quando a febre se esvai os macarrões terminam conectados de diferente maneira… Isso já aconteceu na cabeça de outro filosofo, aquele que inventou a religião do Flying Spaguetti Monster… Raios, eu nunca havia pensado em galaxias… muito menos raciocinado que não pode existir outro criador da vida senão as galaxias.

É possível que a criação da vida pode ser por acaso, como estão ensinando nas escolas, mas este acaso só teve disponível as forças e elementos naturais disponíveis na galaxia, em nenhum lugar mais. Uma girafa não planeja dar a cria, ela surge por acaso, mas com material apenas da girafa… Ou seja, o acaso na criação da Vida é um acaso contido, na galaxia.

Bem… aqui desponta as respostas para as perguntas no título. Desisti de comprar terreno na praia, voltei para a selva, montei um restaurante num garimpo que me rendeu o suficiente para passar sete anos pesquisando na biosfera de natureza virgem na busca de qual foi a semente, como ela era, e como veio. Pois se a vida vale a pena ou não, depende de quem faz a pergunta. Se a própria vida ( através de um vivo como eu), ou se a galaxia, que a produz. A vida já encontrou sua resposta: não, não vale a pena. mas qual a resposta para a galaxia? O produtor? Talvez seja: ” Sim, a vida vale a pena porque ela me dá lucros, vantagens.”

Então porque vou ficar penando como o meio para um fim, e não partir para gozar o lucro do fim? Se eu descobrir qual a vantagem para a galaxia explorar a existência da vida, é possível que eu me apodere dessa vantagem. Ora, não vou ser a vida, vou ser o lucrador da existência da vida… Vou ser a galaxia, o criador, e não a criatura…

Aí sim, talvez valha a pena viver…

Brincadeira, eu estava apenas brincando. Assim como a carcaça putrefata dá sentido para a vida de um urubu, mas para mim não, talvez o lucro da galaxia para manter a vida não me apeteça. Talvez a vida seja para a galaxia o que o cosmético é para a mulher, apenas exibição de uma vaidade que desaparece. Eu pensei nisso mas claro, não faz sentido e releguei esse pensamento para o porão do esquecimento. Outra foi a motivação de eu investir tudo para procurar a tal semente. Na verdade foi uma: Filosofia. O vicio que faz a fraqueza dos filósofos.

Por fim, o filósofo naturalista tem uma intuição cósmica, parece-lhe que fisgou um novo fio da meada do Grande Mistério, então volta a colher todos os dados que a humanidade sabe de fato sobre a natureza real, desde o micro ao macro, desde o Big Bang aos dias de hoje, espalha tudo no piso do salão e ali vive e dorme por semanas, anos, mudando os cartões com dados de lugar, conectando-os de um jeito, desmanchando, conectando-os de outro, procurando montar o grande quebra-cabeças. Quando termina ele olha o resultado, o grande quadro final, e descobre: “Está aí uma nova forma de interpretar o mundo, as existências de tudo, uma nova cosmovisão que nunca foi pensada antes. E ela prediz novos eventos, ela sugere experimentos, porque ela é uma teoria racional.”

Foi assim o início de quase todas as grandes descobertas, das ideologias que moveram a humanidade até hoje. Darwin colheu tudo o que pode da selva e ficou 30 anos montando o quebra-cabeça e então pela primeira vez no mundo sua boca proferiu o nome: Evolução. O meu quadro me levou a balbuciar outro nome: A Matrix/DNA. Darwin teve sorte porque era privilegiado na corte britânica e sua teoria previu várias coisas que foram confirmadas, validando-a. A Matrix/DNA, não sei qual sua validade…

Estas teorias, como a Matrix/DNA, sugere uma grande quantidade de mecanismos e processos na natureza, que nunca se observou antes. E a tecnologia humana foi toda criada imitando o que a natureza faz. Mas acontece que a existência dos filósofos tem outra utilidade pratica. Por exemplo, a minha cosmovisão me presenteou com uma resposta super-racional para a pergunta: Vale a pena viver a vida?

A resposta foi de um tal valor inestimável, basta dizer que vivi super-feliz desde então e hoje se eu pudesse estenderia minha vida o máximo…”

E por mais complexa ou maluca seja uma cosmovisão, ela sempre atrai mais alguns. Estes serão picados pela mosca da resposta, e terão a mesma motivação para viver e serão lucrativos para a humanidade. Portanto, antes de embarcar na onda moderna de dizer que Filosofia e filósofos são inúteis, pense nisso.

A COVID-19, estaria escrita nas estrelas?! Mediunidade com a extraterrestre Shellyana, sobre a Data Limite de Chico Xavier

Saturday, May 9th, 2020

https://www.youtube.com/watch?v=ACETE2KvO-Q

O que fazer com o tempo livre neste isolamento? Cada um escolhe algo. Quanto a mim, fiquei preocupado com este evento surpreendente, pois minha visão de mundo não tinha previsto esse tipo de crise. Por ela muita coisa, muita tragédia pode acontecer a qualquer momento, mas esta separando e aprisionando os humanos, não era prevista. Assim preocupado com este abalo na minha fonte de previsões, suspeitei que deve haver mais coisas neste mundo do que relatei na minha versão da Historia Universal, que vai do começo ao seu fim. Por isso fui procurar outras visões, o que está pensando outros povos, quem sabe alguém tinha algo mais verídico. E nessa busca caí no video anexo. Fiquei sabendo que à 40 anos atras o medium Chico Xavier narrou uma suposta reunião de extraterrestres onde foi fixada uma data limite para a humanidade, que terminaria em 31 de dezembro de 2019. Se não se dizimassem numa terceira guerra, para cá viriam grupos de trabalhos em várias áreas para mover a humanidade numa renovação. Então entramos em 2020 com esta novidade do COVID-19. Fui comparar o que está acontecendo com o que a médium diz no vídeo e fiquei admirado. Ela disse que para essa renovação eles iam precisar de humanos desencarnados e humanos híbridos que nasceriam como crianças indigo. E em outro vídeo do mesmo canal, a médium Margareth diz que a mesma entidade extraterrestre, SHELLYANA, revelava que para esta renovação teria que se mexer no governo oculto, um grupo que realmente governa a Terra acima dos governos locais. Então: precisam de desencarnados e mexer no governo oculto. E na minha forma de ver, esta tragedia esta exatamente propiciando este plano, até parece que o COVID-19 teria sido planejado nas alturas! Pois o vírus mata na maioria os mais velhos de 80 e que já estavam doentes: isto forneceria os desencarnados que precisam. E a tragedia está atacando prioritariamente a economia, o mundo financeiro, avisando que fortunas e poderes vão mudar de mãos: a mexida no governo oculto… Claro, eu não posso acreditar nisso, como cético que sempre fui. Mas eu não sou um humano normal que acredita, acha, etc.: tenho a forma de raciocinar extremamente limitada à formula da logica formal, ela quem decide, não eu. E consultando essa formula, ela sugeriu que isso tudo é possível. Ou seja, o que acredito nada vale, o resultado do calculo logico prevalece. Na minha cosmovisão eu sempre tratei apenas da historia do lado material, do hardware, nunca entrei nos campos do não-material, do software. De metafísica e o que existe fora da Natureza cientifica, visivel, eu nada sei. Por isso, me congratulo em ser mente aberta que me fez procurar outras mentes para encontrar isso, e terei esse video, o conteúdo que ele contém, como uma pulga atrás da orelha… sempre me chamando a atenção para ver se vejo mais sinais na natureza que aprove ou desaprove essa fantastica possibilidade. Para quem tem o tempo livre, sugiro que invistam um tempo vendo isso, mas antes limpe-se de todas as crenças, opiniões, e lembre-se que nós humanos não podemos saber mais que 1% do que existe neste Universo, não venha com aquela velha postura de julgar previamente o que nada sabe…

Is this true that people are getting stupid in the last few years?

Saturday, May 2nd, 2020

( the above question was posted at Yahoo Answers and below is my answer.)

https://answers.yahoo.com/question/index?qid=20200501214944AAKoH4Q

My answer:

TheUniversalMatrix – 02/05/20

Yes, due consciousness is losing the battle in human brain for our inherited genetics from LUCA. Biological systems (aka life) was evolution from an almost perfect but stupid machine  ( this galaxy surrounding us), which has the tendency to be reproduced here, turning on the whole Earth´s biosphere into a machine, being humans merely one more stupid piece. So, our genetics drive us towards the Brave New World ( Huxley) under the Big Brother (Orwell). Coming from above the galaxy there is the substance of consciousness, which tried to input its “genetics” and built the neocortex upon the animal brain. But, there are free will, we can choose which we want, and unfortunately, the majority of humans are preferring the comfortable materialistic zone cutting the progress of consciousness. In the figure bellow, you can see the astronomic vital cycle of the self-recycling machine and how it brought the biological vital cycle. 

Attachment image

 

Porque existe o encontro entre um vírus assassino e um humano suicida?

Wednesday, April 29th, 2020

Ele morreu com apenas 24 anos, pelo coronavirus. Era incrível sua felicidade a vida toda, nunca foi visto sem estar rindo e brincando. Super saudavel. E devotado suporte de Trump, atuando como militante nas campanhas dele, etc.

COVID-19 victims’ stories: Ben Hirschmann

Robert Hirschmann remembers his son’s last days before he died at home from the coronavirus: “This is a hole in your heart that will never be filled again.”APR 26, 2020

https://www.cbsnews.com/video/covid-19-victims-stories-ben-hirschmann/

Vamos tentar analizar este evento natural:

O vírus é invisível, donde se conclui que o humano é pego de surpresa, traiçoeiramente. Então não teria nexo dizer que o humano que se encontra com o vírus procurou seu suicídio. Mas acontece que humanos procuram suicidios pelo tipo de seus comportamentos anteriores, os quais dirigem humanos ao encontro com o vírus.
Claro, cada pessoa vai interpretar esta história à sua maneira, baseada na sua interpretação geral da natureza real e sua metafisica mistica, todos nos temos isso.
Acho que o ateu não vai se dispor a analizar, saltando imediatamente para a conclusão de que “foi simples acaso, ele foi no lugar e hora errada, e o virus estava lá, o encontro entre os dois obedeceu os simples processos naturais. Sendo a mais bem elaborada e mais complexa arquitetura construída pela sorte, dentre os varios eventos ao acaso, ele aproveitou isso enquanto pode, e se maravilhou pelo que a sorte pode produzir”.

Acho que o religioso, principalmente doutrinado na crença do conteúdo de um livro chamado Bíblia que conta as histórias e mitos dos judeus a milhares de anos atrás, também não vai investir sua mente numa análise profunda de cada detalhe desta historia para ver se aprende algo mais sobre o mundo real. Ele vai repetir o que sua religião diz: ” É… Deus tem suas razões ( para produzir esta historia com virus e humanos sendo torturados e mortos pelos virus) e não somos nós que vamos saber como Deus pensa…”

Agora, eu não acho como um filósofo naturalista vai reagir, porque sou um deles, então tenho certeza de como eles reagem. Enquanto assistem a historia, cada detalhe vai-lhes trazendo ‘a lembrança detalhes de outras histórias reais sobre a natureza real que se assimilam. No final do video, a mente do filósofo esta fervilhando com todos aqueles detalhes, os quais incluem desde o que aconteceu recentemente como o que aconteceu com partículas nas origens do Universo, ou da extinção dos dinossauros. Eu particularmente na primeira menção da palavra vírus minha mente correu na formula da Matrix/DNA para ver o que é, como veio a existir, qual o significado da existência dos vírus, e na fórmula focalizo a Função Sistêmica numero 5 (F5). aem seguida, busco as causas da origem do personagem. Nasceu na classe média americana da Carolina, seu pai era policial, sua mãe advogada. Disto procuro deduzir a vida infantil, a educação, que formou o carater do personagem. Com estas duas criaturas identificadas, vou analisar como e porque vírus e o humano Ben se encontraram num mesmo ponto do espaço tempo e como, porque, neste encontro ocorre o fenômeno em que o virus mata o humano.
Os humanos sabem que virus matam, assim como leões matam, por isso existe falta de logica racional num humano se ele desafiar um leão. Ben não foi surpreendido por um inimigo invisível, ele sabia da pandemia. Ele desafiou o virus. Isto significa que ele tinha problemas no raciocinio: ao inves de raciocinio logico racionalista tal como a natureza fez ao criar este cerebro no mundo real, ele estava desviado para o tipo de raciocinio magico, mais virtual que real. É tipico dos misticos, religiosos, ideologos, etc. Dirigido pelo pensamento mágico seu corpo foi desafiar o leão de mãos vazias. Talvez convencido por outros humanos com pensamento magico: pode ir no meio daqueles indivíduos porque eles não trazem o virus. Ou seja, existe o leão, mas ele esta preso fora, não vai aparecer no encontro. Ninguém poderia afirmar que os indivíduos não levariam o virus, se tivessem o raciocínio lógico, o qual estaria bem informado pelos cientistas, principalmente que pessoas podem estarem com virus, espalhando o virus, sem o saberem.
Sei que ler a descrição do comportamento do filósofo naturalista ( e não dos filósofos acadêmicos do ar condicionado, que são experts em florear e entreter seus discursos sobre abstratos, e nao sobre o real) é maçante, tedioso, mas também o é escrever, e o filosofo naturalista aguenta firme o desconforto escrevendo porque ele quer uma explicação racional. Os religiosos do tipo ateu e deista já teriam chutado o balde desde o inicio, saindo com seu julgamento definitivo.
Ambos, o pai e a mãe de Ben cometeram na vida um infringimento de uma lei natural. A de que: “Comerás o teu pão, dormirás na tuas casa, vestirás suas roupas, e tudo o mais que consumires, pelo suor de seu rosto e calejar de suas mãos. Pois no mundo real nada do que consomes cai do céu gratuitamente. E se consomes algo concreto sem ter produzido algo concreto de igual sacrifício no trabalho para dares em troca, certamente estarás se apropriando do trabalho, tempo, e vida de outro humano.” Advogados e policiais nada produzem de concreto com suas mãos. Eles procuram escaparem dessa maldição da Natureza, se aproveitando de uma falha no sistema social, sempre criado por predadores de humanos. Um sistema social criado por um filósofo naturalista jamais teriam estas brechas, não precisaria de advogados e policia, pois a visão do mundo na base do sistema social teria configurado as operações mentais de todos para não infringirem as normas do sistema e quando um doente mental o fizesse, a função de polícia e de júri seria exercido pela comunidade. Criado nesse lar com esse erro Ben não perceberia por si mesmo o erro e tenderia a ser mais um errado igual. Esse foi um dos desvios da lógica natural que ajudou a conduzir Ben ao encontro com o virus.
Em seguida, o filosofo naturalista nota que Ben imita seu idolo, Trump, desprezando o poder do virus, baseado na auto-segurança erigida pelo estado do pensamento mágico. Esta auto-segurança vem da infância mental da humanidade ( tão fantasista como é a infância dos indivíduos humanos) na forma do representante da psique construída pelo instinto a predador inscrito na genetica dos ancestrais animais habitantes das selvas. O leão nasceu com a maior força do mundo vivo, nada o ameaça, ele é o dono, o rei supremo de seu território e automaticamente com ódio devora e mata suas presas. Para ele aquele estado do mundo é eterno, um leão nunca pensa no futuro e muito menos que possa existir alguma ameaça de que aquele mundo seja mudado. Como esse estado mental se transfere para a recem-criada psique do humano ainda primitivo? Este humano nasce brincalhão, com a psique povoada de fantasias, conversando com amigos fantasmas imaginarios. estes amigos fantasmas foi quem produziu os objetos ‘a sua volta, tudo usado como brinquedos. Então no humano primitivo os amigos fantasmas se tornam deuses, responsáveis pela criação de tudo que existe no mundo. E para o humano cuja psique tem o instinto para predador dominante, ao invés do instinto para presa típico dos escravos conformados, ele nasce privilegiado e deve passar a vida se deleitando nestes privilégios, pois assim Deus o quer. Para Trump é inadmissível que venha um inimigo invisível com poder destruindo suas presas e território, seu Deus subconsciente jamais permitiria isso, isso mudaria um mundo que é imutável.
Ben estava fazendo tudo certinho na infância para se tornar mais um patrão e ele se dirigiu mais para ser um patrão político. Inconscientemente, ele não podia evitar o semblante sorridente quando se aproximava de pessoas, fas parte da função, serão seus futuros eleitores. E não poderia ter evitado se inscrever na militância dentre os políticos, especialmente os republicanos que representam mais o seu caráter.
Vírus é a ferramenta concreta, material de um operador invisível mas que tem uma força material para operar essa ferramenta, assim como nosso pensamento tem a força invisível para mover nosso dedo. Pelo que vejo na formula da Matrix/DNA, virus vem como dois grupos opostos entre si: um pode ser para o bem de certas criaturas, outro para ser o mal. Na formula, virus representa F5 que é o responsável pela perpetuação de um sistema fechado em si mesmo, ou, como o oposto, o responsável pela perpetuação de sistemas abertos. Tudo depende da direção em que F5 é ejetada, se para dentro ou para fora do sistema. Se for para dentro, ele é bom para o sistema e mal para tudo que esteja fora, e vice-versa. O coronavirus é mal para a criatura humana, um sistema aberto. Sei que ele foi produzido por um sistema fechado, com as forças e elementos naturais desta galáxia, que é um sistema fechado. Ele vai definir a criatura humana como uma inimiga, uma intrusa de sistema aberto dentro do seu sistema fechado.
E aqui chego ao pico máximo do mistério, daqui vai surgir uma lição me mostrando o que um humano deve fazer de sua vida para não ser pego por ele e quiçá, o que fazer para vencer a guerra contra ele. Mas aqui todos os dados formam um quadro muito confuso ao observador, pois um personagem do conflito nasce como X dentro de um sistema X para atuar como X contra um personagem que nasce como Y, dentro de um sistema aberto Y… A coisa fica confusa porque Ben era um representante do tipo de sistema fechado, X, porque sua mente revelava o egoismo dos sistemas fechados, mas tinha a anatomia interna de sistema aberto… e isso tudo torna o quadro confuso. Quando chego neste ponto de qualquer meditação pelo metodo filosofico naturalista, já estou muito cansado mentalmente, costuno parar aqui, apenas registrando o que foi escrito, e isso fica no subconsciente voltando ‘as vezes a tona e muitas vezes, sem querer, surge uma resposta racional. Ohhh… espera aí… Ben tinha a psique fechada, o virus representa um sistema fechado, os iguais se auto-identificam, se relacionam festivamente, Ben e o virus se encontraram numa festa do partido republicano… Não,… não, acho que forcei demais, vamos pausar por aqui… prometendo que volto no dia que pintar uma solução racional. Raios, a vida dos religiosos ateus e deistas é muito mais fácil…